sábado, 3 de outubro de 2015

CONTRA O FIM DA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES

Já pagamos a nossa dívida pública brasileira, feita principalmente durante a ditadura militar (regime que tantos reaças querem de volta) dezenas de vezes. Quase a metade de todo o orçamento brasileiro vai para o pagamento desta dívida. 
Se talvez não seja desejável deixar de pagar a dívida, porque traria instabilidade (mais do que já temos?), é possível, no mínimo, auditá-la. Foi isso que foi feito no Equador -- uma auditoria cidadã da dívida. Chegou-se à conclusão de que 70% da dívida equatoriana nunca existiu. Vinha de contratos fantasmas, ilegais, de corrupção pura e simples. 
Por que não fazemos o mesmo aqui no Brasil e passamos a pagar "apenas" 30% da dívida? Desta forma haveria muito mais dinheiro pra saúde, pra educação, pra segurança. Precisamos de mais Estado, de mais serviços públicos, não menos. 
Qualquer reforma ministerial, como a anunciada ontem, economizará migalhas. 
Acaba-se com secretarias importantíssimas para verdadeiras mudanças, quando essas secretarias deveriam ter mais recursos. E poderiam ter mais recursos, se o Brasil (e o mundo) não seguisse um modelo tão neoliberal. A crise não é só brasileira, é mundial. E não é crise de um governo. É a crise do capitalismo, de um sistema que se mostra esgotado. E como custa caro manter o capitalismo!
Na reforma, três secretarias pequenas (a das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos) foram reduzidas ao Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. Essa unificação representa um retrocesso. Na quarta-feira, a campanha #PermaneceSPM, originária em Pernambuco, entregou a carta abaixo à presidenta. 
Leia a carta pública assinada por mais de 100 instituições. Assine a petição! A luta continua.

À Excelentíssima Sra. Presidenta da República Dilma Rousseff 
A instituição de Organismos de Políticas Públicas para as Mulheres pelo Poder Executivo é uma proposta dos movimentos feministas e de mulheres que resistiram à ditadura, lutaram e lutam por um estado democrático que garanta a inclusão dos direitos das populações femininas em nosso país. Por este motivo, não podemos, não devemos e não vamos renunciar, em nenhuma hipótese, a esta estratégia de inclusão da causa das mulheres nos Poderes da República, necessária para transformar o Estado Brasileiro. 
Um país signatário de acordos internacionais voltados para o empoderamento das mulheres e que possui uma legislação avançada como a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio, não pode abdicar de um instrumento político necessário à construção da igualdade entre homens e mulheres. 
É preciso não perder de vista que esses organismos representam o compromisso do Estado Brasileiro, e não de um governo, com a reparação das desigualdades entre homens e mulheres, da mesma forma que sua quebra, representa o enfraquecimento extremo do governo que a propõe e executa. 
Presidenta, querer brecar a função política e social das ações afirmativas em favor das mulheres, retira-nos dos nossos lugares conquistados com a redemocratização do país. Reduzir a nossa autonomia de ministério, subjugando-nos a construir uma gambiarra institucional, é reprimir a repercussão democratizante da igualdade no conjunto das relações sociais em todo território nacional. 
Esta é a motivação das forças retrógradas que defendem e exigem o fim destas políticas, mas essa execução não pode ser carimbada pela senhora. Hoje, a justificativa é a crise econômica. Em outros tempos, eram outros os argumentos; o desejo e a ética que os regem, continuam os mesmos. 
É preciso coragem, determinação e resistência para enfrentar essas forças que há séculos oprimem e exploram as mulheres, as populações não brancas e as minorias políticas. É com coragem, determinação e resistência que a sociedade civil permanece lutando para garantir representação dentro dos governos, no sentido de que suas questões sejam escutadas e contempladas pelas políticas públicas. 
Presidenta, a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), assim como a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), são resultados de séculos de lutas sociais protagonizadas pela maioria da população. 
Os sujeitos políticos dessas conquistas são aliados, são irmãos na vivência cotidiana da violência opressora, mas fizeram a escolha política de enfrentar suas discriminações, constituindo-se em sujeitos independentes entre si, ou seja, titulares de causas específicas. Sua entrada no aparato do Estado, sua participação efetiva na governança, portanto, a sua inserção nas instâncias de decisão da administração pública deve preservar e definir de forma específica espaços, atribuições e recursos. Dessa forma, nada pode tirar de cada um desses segmentos o direito à autoria de suas lutas e de reafirmarem suas causas, exigindo o quinhão que lhes cabe dentro do governo, isto é, um ministério especializado. 
É incoerente e desanimador que este protagonismo seja negligenciado, especialmente neste momento em que consolidamos avanços e, através das Conferências de Políticas Públicas para as Mulheres que acontecem em todo o país, nos referendamos e nos fortalecemos no firme propósito de alcançarmos “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”, conforme tema pautado pela Conferência Nacional, convocada pela Presidência da República e coordenada pelo Conselho Nacional dos Direitos das Mulheres e pela SPM-PR. 
Neste perigoso cenário político para a democracia e o desenvolvimento do país, é inaceitável que haja retrocessos nesse campo, principalmente que a primeira mulher presidenta do Brasil entre para a história como a responsável pela extinção da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. 
Por tudo isso, nós mulheres que abaixo assinamos esse documento, exigimos do Governo Federal um posicionamento em consonância com a construção de um país mais justo e igualitário. 

55 comentários:

Anônimo disse...

O presidente Lula não pagou a divida como ele disse, ele internalizou a divida via manobras contábeis por pura propaganda eleitoreira (Uma das bandeiras de eleição dele era romper com o FMI), O problema de trocar uma divida externa por uma interna no Brasil e que aqui dentro a taxa de juros e 7 vzs maior que la fora, ou seja os banqueiros nacionais agradecem o senho Lula com um santo para eles.
E quem define a taxa de juros nacional? O governo horas essa o BC não tem autonomia do governo, então a culpa das coisas estarem como estão e do governo que gasta mais do que arrecada, gasta mau, e depois quer violentar o povo com impostos cada vez mais abusivos para cobrir o rombo.

Anônimo disse...

Acabou a farra. ( "o socialismo dura ate acabar o dinheiro dos outros")

A conta de energia elétrica quase dobrou de preço para as famílias brasileiras, culpa do mau investimento em geração de energia deste governo.

a recessão de -2% e realidade e já esta prevista para pelo menos mais dois anos nesta situação, vários postos de trabalho estão se fechando,o país esta desindustrializado ( o que temos não são fabricas e industrias de transformação, mas sim apertadores de parafusos do que vem da China, somos um fazedão mundial de matéria primas só isto) e o comercio e setor de serviços agoniza.

O preço dos combustíveis aumentou três vzs no ultimo ano, e se aumenta o combustível aumenta o frete aumenta tudo, afinal comida não se materializa no mercado.

A saúde apesar do orçamento de 97 bilhões por ano(maior que o PIB), devido a roubos e mã gestão e insuficiente, a ponto de quererem recriar a CPMF ( alguém acredita que o dinheiro arrecadado via mesmo pra saúde?) sendo que já pagamos IOF, ou seja e sobre tributação, o que encarece tudo também, e corroí o salario de quem tem conta salario(mais de 80% dos trabalhadores no Brasil)

A segurança publica esta um caos, vamos bater o recorde este anos dos 60 mil homicídios, numero maior que o da guerra da Síria e Iraque juntos.

A educação e patética, nossos alunos chegam a 4° do ensino fundamental sem saber ler nem escrever, os professores tem medo de dar aula devido a alta violência em escolas publicas.
A juventude está fora de controle, trepam, se drogam, roubam e se matam como loucos, viciados em baixa cultura e depravação. O consumo de maconha, bebidas alcoólicas, cocaína e crack e endêmico no Brasil entre os jovens, e é considerado "emponderador e revolucionários por muitos "educadores' a favor da regulamentação das drogas. Não há muito o que esperar do futuro vendo os jovens de hoje como zumbis viciados.

A violência de gênero e o machismo estão nos picos de loucura em nossa sociedade, a influência de baixa cultura como Funk e Axe reforça a ideia de mulher objeto, e "garotos bandidos fodões"

O Dollar quebrou a barreira dos 4 rais, o que e péssimo pois encarece o preço de todos os serviços que tem correção atrelada ao IGPM corrigido pelo preço do Dollar, como alugueis por exemplo.

politicamente este governo não governa mais nada, e governado pela máfia do PMDB que tomou posse do congresso, com aval dos eleitores que votaram na coligação PT/PMDB< os membros dos dois partidos estão atolados ate o pescoço nos maiores casos de corrupção da história do Brasil, e o vice presidente conspira nos bastidores para derrubar a presidenta e tomar seu posto.

O partido no poder sem muti o que manobrar por perder completamente a postura moral de suas origens, sem saída começa a articular com movimentos sociais subsidiados a radicalização como unica forma de se manter no poder.

Pessoal segurem seus empregos ao máximo, acabou o dihnehiro odos outros, e estamos apenas no iniciozinho desta crise que se horizonta.

Anônimo disse...

*A saúde apesar do orçamento de 97 bilhões por ano(maior que o PIB do Uruguai)

Anônimo disse...

Nosso governo SEMPRE foi extremamente incompetente em administrar as finanças públicas. Temos a máquina governamental mais inchada, mais cara e mais ineficaz do mundo. Isso gera um buraco imenso nas contas e em momentos de crise, como esse p. ex., os cortes vão atingir principalmente áreas vitais pra o desenvolvimento social e econômico.

Sim, existe um p*** crise internacional, mas a coisa não estaria tão feia se gastos desnecessários tivessem sido cortados enquanto a economia ainda estava em uma boa fase.

E de boa - essa coisa "ah mas o governo da esquerda", "ah mas o governo da direita"... blábláblá... AMBOS são farinha do mesmo saco, sempre foram incompetentes e pouco se preocuparam para além de "o que precisamos pra ganhar mais 4 anos"...

Agora quem sofre, quem é sacrificado, é sempre quem foi bucha de canhão...


(desculpem se desvirtuei um pouco o assunto do post, mas esse tema me dá azia...)

Jane Doe

Anônimo disse...

A crise é do capitalismo, sei. A China está em crise, crescendo só 7% ao ano. Pobre China. A Alemanha tá em crise também, a Suiça, a Grã Bretanha... Todos os países estão encolhendo o PIB, o governo brasileiro não tem culpa nenhuma!

PS.: Queria ver esse discurso se o Aécio tivesse sido eleito, aposto que a culpa ia ser dele.

Anônimo disse...

Ainda estamos pagando uma copa do mundo superfaturada inútil, que construiu estádios bilionários em lugares como amazonas e pantala por exemplo, onde o futebol não reúne nem 5 mil pessoas por partida, A construtora "Roberbherch" envolvida em escândalos na lava a jato com membros do governo PT/PMDB "lavou a eguá.

. A FIFA foi inseta de impostos pela presidenta, e lucrou como nunca aqui apesar dos escândalos de corrupção,nos deixou os rombos nas contas publicas, as melhorias sócias e urbanas da copa não passaram de lenda, só lucrou que vendeu TVs, cerveja, e donos de prostíbulos, a industria e comercio tomou bomba devido a um m~es parado devido ao evento.

E trabalhem bastante para pagar mais impostos, ano que vem vamos pagar uma olimpíada superfaturada também.

Anônimo disse...

Estes PSDBistas e suas teorias do apocalipse, Lula e Dilam tiraram milhões de brasileiros da miséria com o bola família fato.

A Burguesia não se conforma com os filhos da empregada estudando na mesma faculdade que eles.

Estes Negócios de crise econômica são desculpa de patrão para oprimir o povão, estatizem tudo e já era.

A ´periferia vai tomar tudo, chorem mais burguesada, E Dilma ate 2018 depois Lula ate 2026, dai vem Haddad ate 2034, lacra 13 na cara deles povão.

Anônimo disse...

A Revolução Francesa foi uma revolta da burguesia (capitalistas) contra os nobres (Estado). Tem certeza que mais Estado é a solução pra diminuir a pobreza?

Jonas Klein disse...

Olha Lola eu nem acredito que li isso no seu blog:

"Já pagamos a nossa dívida pública brasileira, feita principalmente durante a ditadura militar"

Quem acompanha a evolução da divida publica brasileira, sabe que isso não e verdade, mas tudo bem eu vou partir do ponto de vista de que não tem conhecimento dos números da divida para saber disto.


só para te deixar a par dos números atuais evolução eu deixo estes links

http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/07/divida-publica-sobe-35-em-junho-para-r-25-trilhoes.html

http://www.jornali9.com/noticias/economia/divida-do-brasil-passou-de-r-600-bilhoes-para-r-2-2-trilhoes-em-10-anos-de-pt

Por fim isso e que da elegerem um governo corrupto, corrompido, corruptor e politica e administrativamente incompetente.

"Parabéns eleitores do PT"

Anônimo disse...

Anônimo das 12:24

Que universidades? Aquelas que estão em greve há mais de quatro meses, mal tendo dinheiro pra pagar até pela limpeza e que o governo finge que nada está acontecendo? Ah tá...
Não votei no PT na ultima eleição, sei que ele não inventou a corrupção e sou contra tirar a Dilma, mas tb sou contra a IMENSA falta de auto crítica de grande parte dos PTistas

Anônimo disse...

O sonho acabou. A realidade está aí. A primeira presidente mulher pouco vem fazendo pelas mulheres.

Anônimo disse...

Eu discordo de separatismo por motivos de odio.
Mas penso que eh muito muito muito dificil administrar um pais tao grande como o nosso...
fico pensando se daria certo se o pais fosse dividido (em 2, 3 , 4 , 5 ou qts partes forem...)
Talvez fosse uma tarefa mais facil.
Alguem entende do assunto pra me explicar ?

André disse...

Eu odeio milico, mas nossa dívida não vem dos militares. Nossa dívida vem do FHC, que usou dinheiro emprestado para manter o real sobrevalorizado e se reeleger. Os milicos fizeram dívida também, mas foi de menor tamanho e resultou em obras (hidrelétricas, estradas, etc).

André disse...

14:32,

Eu não entendo muito de administração pública mas estados são mal administrados, cidades são mal administradas, condomínios são mal administrados. Então não é uma questão de tamanho.

André disse...

11:27,

O Lula não pagou toda a dívida mas reduziu bastante, basta verificar a dívida líquida do país. Quanto à desvantagem de manter dívida em real, o que teria acontecido com a dívida brasileira com a atual escalada do dólar?

Donna Nyckynha disse...

Disso tudo me conforta ser uma mulher negra a frente desse Ministerio.

Anônimo disse...

"O Lula não pagou toda a dívida mas reduziu bastante, basta verificar a dívida líquida do país. Quanto à desvantagem de manter dívida em real, o que teria acontecido com a dívida brasileira com a atual escalada do dólar?"
_
A divida publica aumentou, hoje ta em mais de um trilhão.
E o problema não e ser em Dollar ou Real, ate porque o que nos ferra não e divida em si que pode ser rolada, mas os juros, os juros no brasil são exorbitantes, la fora eles são muito mais civilizados.

André disse...

11:52,

"A conta de energia elétrica quase dobrou de preço para as famílias brasileiras, culpa do mau investimento em geração de energia deste governo."
Mentira, o aumento é fruto de dois fatores. Falta de água e a suspensão do leilão A-1 de 2012. Este foi fruto de uma queda de braço entre PT e PSDB. O PSDB ganhou a parada e estamos pagando por isso.

"o país esta desindustrializado"
O país vem se desindustrializando desde o Plano Real, nem FHC nem Lula nem Dilma conseguiram reverter isso. A diferença básica entre o PT e o PSDB é que o PT lutou contra isso (políticas de conteúdo nacional, BNDES, ensino técnico, etc), basta olhar a criação de empregos.

"O preço dos combustíveis aumentou três vzs no ultimo ano, e se aumenta o combustível aumenta o frete aumenta tudo, afinal comida não se materializa no mercado."
Nosso capitalismo doente não sabe conviver com flutuação de preços, por isso a política de represamento de variações de preço da Petrobrás. A alternativa já foi tentada pelo FHC com menos sucesso.

"A saúde apesar do orçamento de 97 bilhões por ano(maior que o PIB)"
Sim, a saúde (como todo o setor público) é ineficiente, embora pequeno para o modelo que nossa constituição prevalece. Já passou da hora de melhorar a eficiência, mas ou mudamos a constituição também ou vamos precisar de mais impostos.

"A segurança publica esta um caos, vamos bater o recorde este anos dos 60 mil homicídios, numero maior que o da guerra da Síria e Iraque juntos."
Essa é uma atribuição típica dos governadores, mas não vejo panelas batendo por isso.

"A juventude está fora de controle, trepam, se drogam, roubam e se matam como loucos, viciados em baixa cultura e depravação. O consumo de maconha, bebidas alcoólicas, cocaína e crack e endêmico no Brasil entre os jovens"
Será que piorou tanto assim? A juventude é algoz ou vítima? Qual o caminho seguir? Quando surgem pequenas tentativas de discutir esses problemas (como a questão de gênero) a reaçada consegue barrar.

"O Dollar quebrou a barreira dos 4 rais, o que e péssimo pois encarece o preço de todos os serviços que tem correção atrelada ao IGPM corrigido pelo preço do Dollar, como alugueis por exemplo."
Ao contrário, isso é ótimo. A travessia é dolorosa mas não podemos deixar o real se apreciar novamente. Haverá coragem?

"politicamente este governo não governa mais nada"
Quando os fascistas começaram a marchar em 2013 o resultado só poderia ser esse.

"sem saída começa a articular com movimentos sociais subsidiados a radicalização como unica forma de se manter no poder."
Deveria haver uma Lei de Godwin para quem apela para os "movimentos sociais subsidiados".

"Pessoal segurem seus empregos ao máximo, acabou o dihnehiro odos outros"
Deveria haver uma Lei de Godwin para quem apela para o "dinheiro dos outros".

André disse...

15:41,

O que conta é a dívida líquida do setor público em relação ao PIB.

Anônimo disse...

Aff, não acredito que ainda tem alguém como a cara de pau de dizer que a crise não é do governo, é "do capitalismo". Eu não sou neoliberal, mas querer esconder o fato de nosso governo atual ser um dos mais incompetentes que já tivemos é negação pura e simples. Esses petistas que dizem que tudo contra eles é "direita elitista e conservadora", enquanto se aliam aos Sarneys, Collors e Kátia Abreus da vida, deviam criar vergonha na cara. É Marina por um Brasil melhor!

Anônimo disse...

Pior é ver fakes de "petistas" em sites de notícias, facebook, twitter e agora até no blog da Lola, com discursos ridiculamente estereotipados, forçando a barra MESMO pra fingir que é petista, pra depois a reaçada tirar print e ficar xingando nos comentários como se todos de esquerda fossem assim. Esses dias vi no G1 comentários de um tal "VoltaLula", quase idênticos ao das 12:24, e mais de 30 respostas embaixo xingando ele, os petistas, os esquerdopatas, etc. Tem que ser muito burro pra acreditar que aquilo ali é real, não é fake.

Alessandro Bruno disse...

A Dilma se elegeu mentindo, escondeu que o número de miseráveis aumentou em seu governo para não atrapalhar sua eleição; disse que não mexeria em direitos trabalhistas; quando uma analista do Santander alertou seus clientes que se ela fosse eleita haveria crise, ela e o Lula pediram a cabeça da analista, que segundo o Lula "não entende nada de Brasil", isso tudo foi há um anos apenas e tanta gente esqueceu? Como ainda tem gente que defende esse governo?

Anônimo disse...

"Tem que ser muito burro pra acreditar que aquilo ali é real, não é fake."

Burro tem de monte, basta ver que eles lambem os pés do Olavo e o chamam de professor, filósofo... e ainda nem estou falando dos que fazem faixas "somos milhões de Cunhas" ou os que só sabem repetir 'bolsomito'.

E quando não são burros, usam de má fé e desonestidade intelectual, tanto é que já existe até o ramo do impeachment, se ir na página dos revoltados online (coragem...) vai ver que existe mais anúncios de venda de "pixuleco" e adesivos do que de qualquer outra coisa. É simplesmente nojento.

Anônimo disse...

Não entendi o motivo de terem excluído o comentário de quem postou um link sobre uma participação de dois juristas de prestígio num programa de TV de alto nível.

Rebeca Sapeca disse...

Veja, os maiores ícones do PSOL estão indo para o partido de Marina. Os esquerdistas com vergonha na cara não apoiam esse governo.

André disse...

Incrível como tem gente que acredita na mentira divulgada pela mídia de que a Astra pagou 42mi por Pasadena. A mansão da Gisele Bündchen custou isso.

Anônimo disse...

Andre ela valia 42 era só sucata.A Petrobras pagou 370 por metade se comprometendo a comprar a outra metade 370 de algo que valia 42.Quando veio a tona nos recusamos a pagar os outros 370 ai a justiça americana nos obrigou a pagar 1 bilhão de multa.Por que nos submetemos a justiça picareta americana?

André disse...

18:16,

Não era sucata. Esses preços variam muito conforme o tipo de compra e o que vem no pacote (estoque, contratos, etc). A divergência com a Astra em relação às modificações que a Petrobras pretendia fazer, que deveria ter sido resolvida administrativamente, foi pra justiça e gerou esse custo adicional. OO mercado de petróleo é volátil, Pasadena tem dado lucro.

Anônimo disse...

Off
Gente, não costumo assistir, mas hj o Zorra total fez uma ótima sátira sobre o estatuto da família, dizendo que a família de Jesus não se enquadrava.
Pena que minha prima de 17 anos que estava assistindo ao meu lado não entendeu...

Anônimo disse...

Eu devo muito a Dilma e Lula, graças a eles eu de sxi na vida, hoje só frequento lugares caros , por exemplo açougue, mercado, padaria, posto de gasolina...

Anônimo disse...

Lola, o Equador é um país que vem tolhendo a democracia aos poucos, se oo Brasil hj corta ministérios se deve ao fato de termos um rombo no orçamento provocado pela incompetência de nossa presidenta, vc ja ouviu falar do petrolao e dos desvios do BNDES ? É difícil vc ter esses posicionamentos diante de um governo corrupto, no qual nosso ex presidente era mero lobista.

Rafael disse...

Cacete, como esse pessoal de direita escreve merda. Puta que pariu. Vamos colocar o país na lixeira se prevalecer esse pensamento guiado por mentiras. Por aí já li até que a inflação do último ano do FHC era de 3%.

Fora os que dizem que ele é o pai do Real... Brincadeira isso.

Nego nem se dá ao trabalho de entender a composição de gastos da federação e vem repetir essa cantilena de rombo...

Anônimo disse...

Por que o real se desvalorizar é bom, só a transição que é ruim?

Anônimo disse...

(Viviane)
Rafael, e nem adianta mostrar as fontes dos fatos, pois essas pessoas acreditam no que elas querem acreditar... Com isso, até um ex-presidente (ou seja, não exerce mais função pública) divulgar a indústria nacional no exterior vira "crime"...

Rafael disse...

Anon 5:58, dá um google sobre Iuan e política de desvalorização cambial da China.

Rafael disse...

É, viviane, desanima muito mesmo. Eu sou do Rio e tenho calafrios com a moral que esses neoanalfabetos dão para o Cunha.
Fora o povo que lê Mises e acha que aquela merda presta.

Anônimo disse...

(Viviane)
Sobre o post, é triste ver o que as pressões políticas levam o governo a fazer... Entendo que Dilma não governa sozinha, acossada pelo legislativo, judiciário (partidarizado) e mídia (4° poder), mas será que não dava pra manter as três secretarias, já que a economia foi insignificante? A perda é maior no campo simbólico, por isso os protestos da militância (pertinentes, a meu ver).

Anônimo disse...

A crise não é brasileira, mas mundial??? A crise é do capitalismo?

Tal afirmação não resiste à mais elementar análise dos dados:
No primeiro mandato de Dilma: o PIB brasileiro cresceu ao ritmo de 2% aa; a inflação, mesmo com controles de preços, superou 6% aa; a dívida pública aumentou de 51% para 59% do PIB; por fim, o déficit externo alcançou mais de US$ 100 bilhões (4,5% do PIB) no ano passado. Não há dúvida que se trata de desempenho medíocre; em compensação, foi acompanhado de desequilíbrios macroeconômicos severos...

Enquanto isso, entre 2011 e 2014 o PIB mundial cresceu 3,6% aa, e entre 2007-2011 cresceu 3,5% aa. A inflação nos EUA e Europa estava ridiculamente baixa, quando não no campo negativo, com taxas de juros igualmente nas mínimas históricas...No mesmo período os termos de troca, a relação entre os preços das coisas que o Brasil exporta e as que importa, foram 12% melhores do que o observado no segundo mandato do presidente Lula, quando o país cresceu a 4,5% aa.

Alessandro Bruno disse...

André

"Incrível como tem gente que acredita na mentira divulgada pela mídia de que a Astra pagou 42mi por Pasadena"

Você tem alguma prova que essa informação é falsa? Quem faz uma afirmação tem o ônus da prova, você está afirmando que a mídia está mentindo, cadê as provas?

O pessoal que vive falando que a culpa não é do governo, se outro candidato tivesse sido eleito, vocês teriam a mesma compreensão e o apoiariam nas medidas impopulares, ou sua compreensão com a crise é seletiva - só com presidente de partido que vocês apoiam?

Fabio Guapo disse...

Quando as mulheres saíram de casa e entraram no mercado de trabalho, aumentaram a oferta de candidatos nas áreas que elas preferem, como educação e RH. Por oferta e procura, os salários nessas áreas caíram. Também é assim na medicina. Dermatologistas e pediatras (maioria mulheres) ganham menos que cirurgiões do aparelho digestivo (90% homens). Uma igualdade de gênero exigiria intervir na livre escolha profissional, na tentativa de convencer as mulheres a ingressar em áreas que muitas delas não gostam.

Fabio Guapo disse...

Os homens ocupam a maior parte das vagas de trabalhos perigosos e que exigem mais esforço físico. São a imensa maioria dos coveiros, desentupidores de esgoto, soldadores, motoboys, pedreiros, carregadores, mineiros e estivadores do Brasil. E 75% das vítimas de acidentes de trabalho. Como profissões mais difíceis e perigosas costumam remunerar mais que outros cargos de mesma qualificação, a igualdade de gêneros exigiria convencer as mulheres a ingressar nesses trabalhos. Só quando houver igualdade na taxa de acidentes de trabalho será possível haver igualdade de salários.

Fabio Guapo disse...

Considere o caso de uma mulher de 50 anos que comunica ao marido a decisão de parar de trabalhar. Como o casal já conquistou um patrimônio e uma boa poupança, ela decidiu pedir demissão e dedicar mais tempo ao neto e a viagens com as amigas. Deveria o marido dizer que, em nome da estatística de igualdade de gênero, a mulher tem de continuar no trabalho? Pois parte da desigualdade se explica pela menor vontade das mulheres em vencer na carreira. Uma pesquisa da Whirlpool, dona das fábricas de geladeiras Brastemp e Consul, constatou que apenas 19% das funcionárias da empresa sonham ser diretoras, enquanto 32% dos homens têm esse objetivo.

As mulheres têm todo o direito de exigir um salário igual ao de homens no mesmo cargo e com a mesma experiência e carga horária. Mas, como muitas pesquisas já mostraram, pelo menos três quartos da diferença de salários têm a ver com diferenças de perfil e de escolhas profissionais. Para melhorar a estatística, seria preciso tornar as mulheres menos livres.

André disse...

Alessandro,

A imprensa divulgou o valor de 42mi então cabe a eles o ônus da prova. Procure por jornais sérios (de Valor Econômico pra cima). Veja que eu não afirmei que não houve erro algum na condução dos negócios da Petrobras no Texas, só não dá para fazer política no lugar de jornalismo usando dados falsos ou descontextualizados.

Feminazi Satânica disse...

Pq virar uma secretaria se tornar um ministério é ruim? dúvida sincera. Alguém poderia me responder pfvr?

Anônimo disse...

@Feminazi Satânica

Porque o ministério é muito mais caro, além do salário do ministro se muito maior e ter mais regalias, o número de cargos de alto escalão que se cria é maior também.

Mila disse...

Gente, minha dúvida (sincera) é que integrar esses ministérios também não facilitaria a promoção de políticas públicas interssecionais, do tipo mulher (SPM) negra (Integração racial)?

Anônimo disse...

Lola, de boa, suas abordagens sobre assuntos com viés econômico e político são muito fraquinhas.
Acho que em seu blog você deveria se circunscrever a falar sobre cinema, letra e feminismo.

Veja, por exemplo, quando você falar que precisamos de "mais Estado". Ora, qualquer pessoa com um mínimo de raciocínio sabe que o Estado não produz riqueza, só retira parte do dinheiro produzido pela iniciativa privada com a pretensão de redistribuí-lo.
Ocorre que, especialmente no Brasil, essa redistribuição, além de ser pessimamente feita, boa parte dos recursos capturados pelo Estado se perde pelas atividades meio, de controle da própria burocracia e da atividade enfim.
Em suma: a partir de um certo nível, que já atingimos há tempos, quanto mais Estado, por mais paradoxal que seja, pior para os mais pobres.

Carol Pirlo disse...

"Para melhorar a estatística, seria preciso tornar as mulheres menos livres."
Juro que não entendi o que vc quis dizer com igualdade de salários com diminuição de liberdade das mulheres, Fábio. A meu ver, com mais liberdade e sem cobranças de responsabilidade da mulher na família, seríamos mais propensas a pensar em nossas carreiras.
Vou dar o exemplo da minha mãe. Negra, mulher e pobre, conseguiu com muito custo entrar numa universidade pública. Com todo o perrengue, conseguiu se formar e hj leciona e pesquisa na sua área. Mas, sendo uma mulher numa área predominantemente masculina, elitista e racista, passou por uns bons perrengues para mostrar competência. Socialmente, a carreira como pesquisadora jamais foi encorajada, principalmente enquanto eu era pequena. Ainda cria-se um demônio da feminazi carreirista que não quer saber do seu sagrado dever de ser mãe 24hs por dia. Cobra-se muito mais da mulher a coesão da família que do homem, todo e qualquer deslize cometido pelos filhos recai sobre a mulher, sua presença/ausência da família.
Fora o fato da maternidade ou a possibilidade dela implicarem em motivos de discriminação da contratação de mulheres, mesmo com qualificação (nesses casos, ninguém fala sobre meritocracia né).
Mas ainda bem que as coisas estão mudando. As meninas da classe média já estudam e são encorajadas a estudar e arrumar melhores oportunidades. O negócio ainda complica para as mulheres pobres com filhos e a falta de estrutura (creches por ex) para que elas possam voltar ao mercado de trabalho.

"Só quando houver igualdade na taxa de acidentes de trabalho será possível haver igualdade de salários."
SÉRIO ISSO? Não, não... jamais as relações de trabalho devem ser pautadas em periculosidade. Uma das responsabilidades sociais da tecnologia é a preservação da vida humana, ou seja, diminuir ao máximo os riscos que um ser humano pode correr. As justificativas do salário em valor da especialização ou até da relação oferta e demanda de profissionais é mais honesta.

André disse...

11:29,

Estatais produzem riqueza, escolas públicas produzem riqueza. E mesmo que apenas redistribuísse riqueza, desde que tirando de quem tem muito para dar para quem tem pouco, isso ainda seria uma coisa boa.
Concordo que a redistribuição feita no Brasil (federal, estadual e municipal) tem sérios problemas, mas a solução é melhorar e não reduzir o estado. E se for para reduzir (o que requer mudança na constituição) que se comece pela grana que vai pros mais ricos.

Anônimo disse...

André
"Estatais produzem riqueza": eu poderia falar sobre o aparelhamento, o cabide de empregos, o corporativismo, mas fiquemos apenas com a incompetência da gestão e a corrupção desenfreada.

Vide Petrobrás: Petrolão, dívida absurda, péssimos investimentos em refinarias, etc, etc. Se fosse empresa privada já tinha quebrado. Infelizmente, é estatal. Nós brasileiros pagaremos o pato, seja por meio do preço dos combustíveis (direta ou indiretamente), seja com parte dos nossos impostos.

Vale e CSN: quando tudo ia bem, ficavam no zero a zero. Normalmente, só davam prejuízo antes de serem privatizadas. Hoje,só de imposto pago rendem mais do que davam de lucro. RFFSA: idem.

Enfim: mesmo se Vale e CSN tivessem sido "dadas", teria sido bom para o País.

"Tirar do rico": quem é o rico no Brasil, onde o Governo considera quem ganha acima de dois salários mínimos classe média? No mundo globalizado o verdadeiramente rico, milionário, tem mobilidade de capital. Se quiser tira hoje daqui e leva amanhã para o Uruguai, EU< onde será recebido de braços aberto...

André disse...

14:09,

O aparelhamento, o cabide de empregos, o corporativismo, a incompetência da gestão e a corrupção desenfreada podem alocar a riqueza gerada em mãos indevidas ou reduzir o potencial de gerar riqueza, mas a riqueza ainda está sendo gerada.

Vide Petrobrás: gerando lucros bilionários ano após anos, sem falar nas tecnologias de exploração em águas profundas e todo tipo de patrocínio. Lembre-se que boa parte do preço da gasolina corresponde a impostos que não ficam com a Petrobrás.

Vale e CSN e RFFSA: podiam ter sido saneadas e passarem a ser estatais lucrativas.

"Enfim: mesmo se Vale e CSN tivessem sido "dadas", teria sido bom para o País."
Concordo, mas que fossem dadas para os brasileiros. Cada CPF teria direito a uma cota da empresa.

"quem é o rico no Brasil"
A Receita sabe quem é rico e quem é pobre. E dos que conseguem esconder a CPMF ainda pegava uma parte.

"No mundo globalizado o verdadeiramente rico, milionário, tem mobilidade de capital."
Cada vez menos, porque o que permite essa liberdade é menos a liberdade de entrada nos paraísos fiscais e mais a liberdade de saída nos países que se convenceram que a liberdade de capital é um dogma divino e não uma criação humana. E dinheiro sujo cada vez está mais mal visto, vide o Eduardo Cunha que achou que conseguiria esconder nossa grana na Suíça.

Feminazi Satânica disse...

"Porque o ministério é muito mais caro, além do salário do ministro se muito maior e ter mais regalias, o número de cargos de alto escalão que se cria é maior também."

As/os ministras/os de cada secretaria que estava ligada à presidencia da república já recebiam salários de ministros (a seppir, a sdh e a spm). Quanto ao número de cargos, isso pode ser verdade. Ainda assim: pq isso é ruim para as mulheres? Se fossem acabar com as secretarias ou subordiná-las a um ministério qq já existente, eu entenderia a revolta. Mas não, estão criando um ministério só pra elas, um status maior, estão promovendo-as. E a nota não explica pq isso é ruim.



Ana Nazaré disse...

Contra!!!!!!

Anônimo disse...

Na verdade a relação com animais é uma relação de escravidão. A diferença é que você não reduz os cães a condição de bestas. Eles já as são.

Anônimo disse...

Um vídeo pra quem ainda defende esse governo, o próprio Lula fala que "falaram uma coisa na campanha e fizeram outra. Insto é um fato"

https://www.facebook.com/409388089120866/videos/1006155169444152/