sábado, 19 de setembro de 2015

PELOS NOSSOS DIREITOS, CONTRA O ESTATUTO DA FAMÍLIA

As próximas semanas são decisivas! 
Os deputados religiosos da Câmara mais conservadora desde 1964 estão unidos para aprovar vários projetos que visam acabar com os poucos direitos que temos. 
Na próxima terça, dia 22 de setembro, voltará a ser discutido (a aprovação é quase certa) o PL 5069/13, de autoria de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara. O PL criminaliza o anúncio de meios abortivos e revoga a lei de atendimento às mulheres e meninas vítimas de violência sexual, a 12.845.
Como sabemos, os fundamentalistas cristãos são contra o aborto em todos os casos, inclusive nos poucos que são permitidos por lei no Brasil (risco de vida para a gestante, gravidez decorrente de estupro, e fetos anencéfalos). 
Não é alarmismo -- se depender deles, o aborto será proibido e criminalizado em todos os casos, como é em alguns países da África e América Latina (nos países mais ricos, o aborto já é legalizado em todos os casos há décadas). 
E como também sabemos, para reaças a vida começa já na concepção. Por isso que o alvo deles com o PL 5069 é a pílula do dia seguinte, que para eles é abortiva. 
Hoje, uma mulher ou menina vítima de estupro pode ir ao SUS, sem boletim de ocorrência, e ser atendida por profissionais de saúde (pelo menos na teoria; na prática não é assim). Uma das primeiras ações é dar à vítima a pílula do dia seguinte. Cunha quer acabar com isso, adicionando mais violência às vítimas da violência
É um retrocesso enorme. A lei 12.845 dispõe sobre o atendimento obrigatório e integral de pessoas em situação de violência sexual. O PL 5069/13, se aprovado, criminalizará quem instruir, orientar ou prestar auxílio a quem pratique o aborto -- mesmo nos casos de violência sexual! Ele prevê pena de 4 a 8 anos. Se for funcionário da saúde pública, a pena é de 5 a 10 anos. 
O projeto quase foi aprovado terça passada na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, mas a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) fez um requerimento para que o PL seja discutido na Comissão de Seguridade Social e Família, por se tratar de tema que envolve a saúde pública.
Se você acha pouco uma lei que basicamente proíbe atendimento a vítimas de estupro e que criminaliza a informação, calma que tem mais. 
O PL 6583/13, mais conhecido como Estatuto da Família, caminha a passos largos para a sua aprovação. O relator do PL, deputado Diego Garcia (PHS-PR), já emitiu seu parecer. Entre vários outros retrocessos, esses já estão confirmados:
- restrição do casamento à união entre um homem e uma mulher,
- afirmação do casamento como união "natural" com fins reprodutivos,
- restrição de políticas públicas à família assim concebida,
- questionamento das decisões do STF e CNJ favoráveis à união homoafetiva,
- defesa da vida desde a concepção.
Pois é, é importante lembrar que neste PL foi inserido recentemente uma emenda do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), que pretende “tornar obrigação do Estado, da sociedade e do Poder Público, em todos os níveis, a efetivação do direito à vida desde a concepção” (assine a petição contra o Estatuto).
Quando (mais do que se) todas essas leis com "direito à vida desde a concepção" forem aprovadas, será o começo do fim da pílula do dia seguinte e do direito ao aborto nos três casos previstos por lei. 
É isso mesmo que queremos? Mandar para a cadeia a mulher que aborta (lembrando que as muitas que abortam espontaneamente terão que provar que não provocaram o aborto) e as pessoas que mencionam pílula do dia seguinte e misoprostol (Cytotec)?
Dia 28 de setembro é uma data importante. É o Dia Latino-Americano e Caribenho pela Descriminalização e Legalização do Aborto, excelente para promover eventos pela conscientização. Falta pouco, mas ainda dá tempo pra organizar debates e seminários por nossos direitos, contra o Estatuto da Família. Promova um ato na sua universidade (não se esqueça de pedir autorização ao Comando de Greve, caso sua universidade estiver em greve) ou escola. 
E, se você quiser me enviar um relato de aborto, mande pra mim (lolaescreva@gmail.com) que eu quero publicar alguns (anonimamente, lógico) no dia 28.
A ação de todas é primordial para tentar barrar mais este retrocesso no nosso país nada laico. 

210 comentários:

1 – 200 de 210   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

Bobagem esse 'estatuto da familia', hoje é cada um por si, inclusive nas 'familias'!

Os gays so querem serem reconhecidos como 'unidade familiar' pra terem protagonismo, maior prova disso que as lesbicas estao pouco se lixando para tal estatuto!

Anônimo disse...

E se uma mulher quiser abortar igual troca de roupa?

lola aronovich disse...

E se vc parar pra pensar um pouco e deixar de falar besteira?

Anônimo disse...

Isso simplesmente NÃO EXISTE, mula acéfala que deveria ter sido abortada das 15:45. NENHUMA mulher aborta como troca de roupa, aborto é um procedimento perigoso, complicado e difícil cirúrgica e emocionalmente ao qual nenhuma mulher recorre a menos que não veja uma outra saída-não raro, por causa de conservadores assassinos e imbecis como você e essas fossas humanas tipo o Cunha e a bancada religiosa que não permitem educação sexual. Vá se matar e faça desse mundo um lugar melhor. Morra.

É tudo mais nojento porque sabemos que esses monstros querem matar mulheres negras e pobres. As mulheres e filhas deles vão continuar abortando e usando pílulas do dia e nunca iriam presas se tivessem um aborto espontâneo. Mereciam ser jogados numa vala e soterrados com mil litros de esgoto, que é onde eles pertence. Merecem todos a morte. Que morram junto com os mascus e façam desse mundo um lugar melhor.

J.M. disse...

Essa realidade do congresso nacional é completamente desanimadora. Queria dizer algo motivador aqui, mas não dá. O fortalecimento desse fundamentalismo cristão parece impossível de ser freado, já que tem o apoio da grande massa religiosa alienada, além do alcance cada vez maior do discurso reaça. Já vi em algum site que o que pode ser feito é entregar logo o poder nas mãos desses teocratas, para que a população sinta como é viver em uma teocracia e quem sabe lutar contra a ascensão dessa corja evangélica fundamentalista. A cada dia me vejo obrigado a concordar com isso.

Anônimo disse...

Pelos seus direitos de negar o direito à vida de outrem.

É muito cômodo ser a favor do aborto, depois que você nasceu!

Anônimo disse...

Lembrando que em países onde o aborto é proibido em todas as circunstâncias, médicos se negam a tratar problemas de saúde (não relacionados a gravidez em si) das gestantes, pois caso aconteça alguma coisa com o feto, eles perdem a licença e vão presos...

Queria saber dos fundamentalistas, como é que eles pretendem fazer fetos se desenvolverem dentro de cadáveres?!

Se essa aberração for aprovada, me pergunto quanto tempo vai demorar para começarem a confiscar livros "impróprios"; prender, torturar e degradar pessoas acusadas de bruxaria e por fim, queimar hereges em praça pública...
E ponho a minha mão no fogo que uma fatia bem grande da população aplaudiria de pé e comeria pipoca ao som dos gritos dos "infiéis"...

Jane Doe

Anônimo disse...

Lola tá vendo maria da penha no caldeirão do huck, ela falou que teve que apelar internacionalmente pq o Brasil não ligava pra violência contra mulher.

Anônimo disse...

Isso me lembra o irã nos anos 70 as mulheres eram livres de certo modo se vestiam como nós ocidentais. Hoje é na base da burca pois houve a revolução islâmica por lá.
tem até uma frase comparando as duas fotos e nela diz: é possível retroceder.
se quiserem procurem pelo irã antes dessa revolução, realmente é possível retroceder :(

Anônimo disse...

Eu prefiro aborto do que ser criada de qualquer jeito, e homem é tudo hipócrita quantos querem criar filhos sozinhos? aliás quantos criam? ate os pais que moram junto mal vão no médico cuidar dos filhos.
Se homem e mulher engravidassem um ia ter direito ao aborto e outro não , não é assim com o sexo um é julgado e outro não.
Tá na hora dos homens pararem com essa hipocrisia de eu posso e você não , vocês estão ficando ridículos.

Anônimo disse...

Você sabe que podemos criar uma petição se tiver mais de um milhão de assinaturas, pode ir pro congresso pra avaliarem. Podemos criar projetos a favor das mulheres e contar com a ajudar de nós mesmas e apoiadores. Só acho que precisa de alguém como você pra alavancar isso, pois você é muito influente, tenho certeza que se começarmos a criar projetos bater o pé vão ter que nos ouvir, por mais que tenha chorumelas

Jonas Klein disse...

Lola calma ai, este texto ta muito alarmista, todos estes projetos para entrar em vigor precisam de aprovação no senado também, e la me parece que não tem clima para isso, além do mais e necessário aprovação presidencial e a Dilma não sancionaria estes projetos de jeito nenhum(nem o temer acho que faria isso), e ainda tenho serias duvidas se isso passaria no parlamento, e caso tudo de errado (o que eu duvido) ainda temos os tribunais de justiça, para por tudo em ordem de novo.


De qualquer forma acho que uma petição no Avaaz seria uma boa pedida nesta hora.

Anônimo disse...

vou colocar minha opiniao e sei que muitos vao me criticar, alias, estou colocando pra ouvir contra-pontos, que talvez me facam mudar de ideia ou que compreendam meu ponto de vista, pois mesmo as pessoas que sao contra o aborto, mesmo elas tem uma fala diferente da minha.

Eu sou contra o aborto.

Ja fui a favor, quando bem mais nova...pois pensava que ninguem tinha nada a ver com a vida de ninguem.

Hoje eu penso diferente, e nao consigo ser a favor, alias.
Eu nao sei em que momento começa a vida. Se soubesse que começasse so apos o nascimento ou so no fim da gestaçao, seria facil me posicionar a favor do aborto.
Mas eu nao sei. E por nao saber, nao consigo me arriscar a ser a favor.
Nao sei que impacto uma decisao como essa teria naquele ser, naquela alma (caso ja a possua, o que eu nao sei).

Eu sinto muito pelas mulheres que passaram por isso, e me solidarizo com elas. Em nenhum momento as desejo o mal, pois acredito, que para muitas , talvez para a maioria ou quem sabe ate para todas, deve ter sido uma decisao muito dificil. Talvez muitas nao optassem pelo aborto se as circunstancias de suas vidas fossem diferentes naquele momento.

Se alguma mulher revelasse a mim que tinha abortado, tentaria conforta-la e nao mudaria o que penso dela, tentaria entender, mas nao apoio. Se alguma mulher me pedisse opiniao, diria para nao fazer. Alias, eu consigo entender o que muitas passaram, por isso me solidarizo com elas, apenas nao apoio a decisao.

Eu tambem nao gosto das exceçoes que existem a essa proibiçao, pois me passa a impressao que algumas vidas tem mais valor que outras, e isso vai contra o que eu penso. Pois, caso naquele momento ja houvesse uma vida (o que reafirmo, eu nao sei, so nao deixo de excluir essa hipotese), algumas vidas poderiam por lei continuar e outras nao... e isso me soa muito injusto, apesar de entender que para a gestante sao situaçoes terrivelmente dificies, por isso jamais atiraria uma pedra, apenas me posiciono como contraria. Sinto muito por todas que passaram por uma situaçao como essa, sinto terrivelmente mesmo.

Ja ouvi algumas pessoas falando que sao contra o aborto para si proprias, mas que nao tem nada a ver com a decisao de outra mulher. Mas quando eu ouço isso, eu nao consigo concordar, eu penso como na lei da palmada, eu nao sou contra a palmada apenas para as crianças da minha familia, eu sou contra para todas as crianças.

E gostaria que o Estado investisse mais em planejamento familiar, facilitasse a opçao pela laqueadura, etc. E que tambem fosse mais falado sobre adoçao.

Ao contrario do que muitos dizem, bebes que sao encaminhadas para adoçao logo no inicio da vida sao rapidamente adotadas, pois existe uma fila enorme (enorme mesmo) de adotantes para bebes. Eu desconheço um caso de bebe que foi posto para adoçao no inicio da vida e que permaneceu tempos em um abrigo, mas sim, existem muitas crianças em abrigo que nao foram colocadas para adoçao, e essa se torna uma diferença muito grande. Mas nao sei qual o procedimento para uma mae colocar o filho pra adoçao e talvez essa parte nao seja tao simples, nao sei, mas deveria ser mais discutido, esclarecido e revisto.

Caso alguem que esteja lendo ja tenha passado por um aborto. Peço que nao tome este texto como um ataque, pois nao o é. é apenas minha opiniao sobre o assunto, nao sobre voces. Eu entendo que devem ter passado por um momento dificil e desejo felicidades em suas vidas. Nem sempre a vida é justa com a gente, e nao posso julga-las. Apenas discorro sobre o assunto.




Jonas Klein disse...

Anon (resto de aborto) das 16:32

sim pois você antes de nascer, não tem consciência e nem inteligência nenhuma.

E muito mais fácil fazer tudo, quando você não pensa em nada, mas o resultado e desastroso.

Rê_Ayla disse...

encaremos os fatos. A ilegalidade não impede a prática do aborto, só a torna menos segura e mata mais mulheres. Gente da classe alta simplesmente paga o aborto quando precisa e quem mais morre, nesta equação, são as mulheres pobres. E, apenas para ficar no caso de país vizinho, em 6 meses de legalização o Uruguai não registrou mortes de mulheres por aborto e é um dos países com taxas de aborto mais baixas do mundo.

A política pública do governo uruguaio tem o objetivo de diminuir a prática de abortos voluntários a partir da descriminalização, da educação sexual e reprodutiva, do planejamento familiar e uso de métodos anticoncepcionais, assim como serviços de atendimento integral de saúde sexual e reprodutiva. Dá para entender que isso é bem diferente de colocar o aborto como um método contraceptivo e banalizá-lo?

http://reayla.blogspot.com.br/2014/06/o-aborto-e-revogacao-da-portaria-415.html

Ninguém é a favor do aborto - se é a favor do direito de escolha. Se é a favor do amplo acesso à informação, à saúde sexual e reprodutiva.

J.M. disse...

Anon 17:26,

A Rê_Ayla já comentou brilhantemente, apenas repito: ninguém é favor do aborto, mas sim a favor do direito de escolha, não quer abortar, não aborte, mas não queira que outras mulheres sejam criminalizadas por isso.

Jonas,
Quanto a questão do aborto, não lembro se a Lola já divulgou, mas quanto ao estatuto da família, ela já divulgou uma petição contra a aprovação desse absurdo num post recente. Lola, por favor, teria como você reforçar novamente a respeito das petições contra essas aberrações?

camila santos disse...

As mulheres lésbicas perto dos homens gays são uma minoria o que explica o número menor mas percebo uma diferença entre gays e lésbicas simplesmente porque são homens e mulheres dois seres diferentes! E que bizarro esse cunha depois as pessoas pensam que machistas só falam besteiras sobre as mulheres por "brincadeira" pra mim são todos doentes , doentes mesmo. esses caras precisam de psiquiatras

camila santos disse...

Tem como ser a favor do aborto sem nem ter nascido? 16:32

J.M. disse...

Jonas,

Mudando o foco do meu comentário anterior, a aprovação de tais projetos de lei não é tão remota assim. A bancada evangélica fundamentalista vem se infiltrando em praticamente todas as instâncias do governo, não achei o tom do post da Lola tão alarmista.

Anônimo disse...

Eu quis dizer. E se virar moda...

Julia disse...

Realmente ficar desejando que a pessoa morra 3 vezes num mesmo comentário é exagero, mas você não precisava vir aqui pra fazer pergunta idiota, né anon? Você sabe quantas perguntas ridículas como essa uma feminista lê por dia? Não abuse da nossa paciência.

Eu, por exemplo, desejo que essa bancada evangélica, junto com todos os que propagam essa religião nefasta virem pó e desapareçam da faça da Terra. Mas não preciso repetir isso 3 vezes, basta uma.

Quanto à sugestão de alguém sobre a Maia da Penha, fui atrás.
Aqui a matéria que passou hoje na tv:

http://gshow.globo.com/programas/caldeirao-do-huck/videos/t/programa/v/confira-depoimento-de-maria-da-penha-que-inspirou-lei-contra-maus-tratos-da-mulher/4479711/

Anônimo disse...

O Brasil é um país menos desenvolvido do que nesses países onde o aborto é legalizado.Iríamos ter,com certeza, uma taxa abortiva muito alta.

Deus tenha piedade de vocês que são a favor do INFANTICÍDIO!!

Anônimo disse...

Imagina todos os tipos de aborto proibidos: meninas de 12 anos indo para a escola gravidas por terem engravidado do padrasto, mulheres morrendo no parto (a vida de uma mulher adulta vale menos que um zigoto?),imagina se as mulheres dos empresarios e deputados forem estupradas e engravidam? Duvido que um homem continuaria com essa mulher, iriam larga-las mesmo em caso de estupro. E se uma mulher for estuprada 5 vezes e engravidar nessas 5? Sinceramente, se isso for aprovado, eu pediria para todos os pais de meninas sairem do pais.

Anônimo disse...

19:36, você é a favor de estupradores? Porque ao ser contra o aborto em casos de estupro, você estaria garantindo que os genes dele fossem para frente, que o nosso pais fosse formado por frutos de estupro, onde a concepção foi originada da violencia e dor. Se esse seu deus é contra aborto em caso de estupro, ele apoia estupradores e joga a vida das mulheres literalmente no lixo, visto que algumas vitimas são encontradas la.

Raven Deschain disse...

Sem saco pra essa gente do 'é a favor do aborto porque já nasceu' ou pior, confunde aborto com infanticídio.

Porra, é muito difícil pesquisar? Buscar conhecimento? Pelo menos conhecer a merda que vc diz ser contra? Vão tomar nos seus respectivos cus.

É muito retrocesso esses projetos. É pra só esperar aquele meteoro mesmo.

Anônimo disse...

Eu nao falei que todos os casos deveriam ser proibidos, me expressei mal.

Eu nao faria, em qualquer um dos casos, mas o que eu quis dizer eh (desculpem, me expressei mal)

Eu entendo a coerencia de quem fala "acho que aborto deveria ser permitido "

Mas nao entendo a coerencia de quem fala "eu discordo do aborto, exceto nas situaçoes a e b"

Mas em todo caso, na minha opiniao, o aborto deveria ser proibido, mas tambem discordo de que as pessoas que optaram por ele respondam criminalmente, pois sei que passaram por uma situaçao dificil.

Eu entendo alguem que fale "eu nao acredito que o embriao tenha seja uma vida, por isso concordo com a interrupçao de uma gravidez". Mas nao eh o meu caso, pois eu nao sei se o embriao ja eh uma vida, e por nao saber, nao consigo me posicionar.

Como eu disse, eu discordo. Mas eu entendo qualquer pessoa que o tenha feito....pois eu nao tenho direito de julgar o que ela deve ter passado.



Anônimo disse...

Os homens não são estuprados e não engravidam, então a maioria quer mais é que as mulheres sejam estupradas e deem a luz ao filho de estupro.

Anônimo disse...

No Japão o aborto não é crime. A maioroa dos partos de la são normais. E se não me engano, tem pena de morte para estuprador. E Aposto que você não gosta desse ultimo 19:52....

Anônimo disse...

19:53 E se você fosse estuprada? Levaria adiante? Certo... e se você fosse estuprada 5 vezes ou mais? Levaria a Diane todos?

Anônimo disse...

Anônimo das 20h.

Fui eu que postei o link da notícia sobre o governo japonês pedir pra fechar os cursos de Humanas e não sou mascu, não sou estuprador e a favor do direito da mulher decidir se quer mantar a gravidez. O que uma coisa tem a ver com a outra?

Anônimo disse...

Para o Anon das 19hs e 47min

sou o Anon das 17 hs e 26 min, e claro que sou contra e tenho horror a estupradores


Eu entendo que pessoas que foram vitimas de estupro queiram abortar (e abortem). (quando falei das excessoes, falei que me incomoda essa ranking de nesse caso pode e nesse nao pode, mas eu entendo, ja disse, eu estou do lado das mulheres, apenas o assunto me incomoda)

Mas acho cruel falar sobre ~os genes serem passados pra frente~. Entao, se um cara eh condenado por estupro e sabe se que ele tem uma esposa gravida ( e que queira a crianca), entao ela deveria abortar para os genes nao serem passados adiante ? A crianca nao tem culpa de nada.


Anônimo disse...

E a mulher que foi estuprada? EU sou mulher, se um cara apontasse uma arma na cabeça de um a mulher, a violentase e ela engravidasse, ELA ESTARIA SOFRENDO DUPLAMENTE PELO FILHO DO ESTUPRADOR! A vida da mulher eh ma is importante do que um zigoto fruto do estuprador. E se você fosse mulher, sim voce realmente teria horror ao estupro...sendo homem, poderia violentar uma mulher e ter seus "genes " vivos sem precisar cuidar....

Anônimo disse...

Para quem perguntou,

se eu engravidasse em qualquer situaçao eu levaria adiante, e quantas vezes fossem (Deus me livre)
pois vai de acordo com as minhas crenças

Mas eu entendo quem nao o faça. Eu estou do lado da mulher, sempre. E ninguem é obrigado a acreditar no mesmo que eu.

A unica coisa é, se houvesse uma votaçao para a legalizaçao do aborto, eu nao conseguiria dar meu voto. Pois nao iria de acordo com minhas crenças.


Agora, tem gente que colocou palavras na minha fala...e isso nao é legal. Sou contra estupradores, sempre e sempre. E nem precisaria dizer isso, pois acho que todo mundo é contra, exceto os proprios.

Jonas Klein disse...

Anon 19:53

"Mas nao eh o meu caso, pois eu nao sei se o embriao ja eh uma vida, e por nao saber, nao consigo me posicionar."

Olha isso para a ciência já foi bem resolvido, a vida começa quando inicia atividade cerebral, por volta da oitava semana da gravidez, logo o que mulher tem na barriga antes disso e um amontoado de células sem vida...


Eu na verdade não sou a favor do libero geral para o aborto, mas penso que usar a lei para impedir abortos eu acho totalmente inadequado, o correto evitar gravidez não planejada, que o que motiva (acho eu) uns 90% dos abortos.

E gravidez não planejada se evita com sexo seguro, e a orientação sobre deve ser passada nas escolas, já que na família muitas vezes não e passada.

Por tanto, querem evitar abortos ok vamos discutir sobre sexo, e não leis.

Anônimo disse...

Olha, o japao pode ter seus problemas acerca do machismo mas é muito melhor que o brasil nesse sentido, tirando a questao do emprego que as japonesas normalmente acabam deixando, elas tem um a vida muito melhor que a nossa em relacao aos estudos,segurança,aborto,parto,assedio nas ruas....

Anônimo disse...

Absurdo, agora além dos homossexuais, pessoas estéreis não vão mais poder casar! Minha gente o que é isso??? Depois vem com o papo de que os "esquerdopatas" querem fazer guerra de classes, mas quem mais segrega e discrimina no Brasil são esses direitopatas!

Vicky_ disse...

SUAS crenças, bem posto.

Suas crenças religiosas não estão valendo num Estado laico nem deveriam valer mesmo em Teocracia.

Anônimo disse...

Outra coisa, se casamento é união "natural" com fins reprodutivos, mulheres depois da menopausa também não poderão se casar! Mas adivinhe, homens com 50, 60 anos vão poder casar, só mulheres que não. Sem falar naquelas pessoas que fazem tratamentos diversos para doenças e perdem sua capacidade reprodutiva, agora não vão poder casar também! E se o PL for aprovado pra se casar vc vai ter que comprovar que não é estéril, mas vai ter esses exames de graça no SUS pra todo mundo? Dúvido!

Anônimo disse...

7.5 bilhões de humanos fudendo a Terra e a direita brasileira preocupada com os "fins reprodutivos" do casamento, ao invés de incentivar a adoção. Pior ainda, são contra a adoção por homossexuais e contra o aborto nos casos que já são legalizados. Pelo visto querem mais é fuder a Terra pra ver se Jesus volta logo. Mas acelerar essa volta a custo de que, do sofrimento dos outros? Gente egoísta e sem coração!

Rafael disse...

E nessa modinha tosca de ser a favor de tudo o que é contra o PT, surge um sólido respaldo popular a esse Congresso imundo.

Anônimo disse...

esse congresso tá um verdadeiro lixo fundamentalista

Anônimo disse...

É tanta ignorância que eu até já parei de ler os comentários em quase todos os sites, a ignorância está crescente, se alguém com bom senso conseguir ler 5 comentários em qualquer site de notícias sem vomitar, eu digo que você teve sorte ou tem estômago.

Infelizmente a corja religiosa está cada vez maior, estão apelando para todo tipo de baixaria, são os seres mais sem escrúpulos da qual eu já tive conhecimento, ELES MENTEM, manipulam. Quem nunca viu aquelas edições porcas e mal feitas no photoshop, cheias de mentira rodando por aí? É uma podridão sem tamanho.

J.M. disse...

Rafael,

Concordo. As circunstâncias do governo atual favorecem a aprovação desses lixos em forma de PL. A ameaça do retrocesso é real.

Anônimo disse...

EU to bastante preocupada com o Brasil, o desemprego Ta alto, inflaçao, o Brasil ta um lixo. E ainda vai ter a vilta do cpmf, estamos pagando a conta da festa da qual nao fomos convidados. EU nao seu qual vai ser o futuro MAs Como dizem nada é Tao ruin que nao possa piorar. Serio gente o Brasil é uma falta de respeito Tao Grande com o ser humano, que se for mulher , negrx e gay é tratado Como lixo e vitimista. Aqui VC so vale algo se VC tiver grana.

Anônimo disse...

So falta implantar a sharia, so em falar de sharia me da arrepios. Eu tenho muito medo desses retrocessos.

J.M. disse...

Anon 21:39,

Fato. Comentários sobre esse assunto em portais de notícias? Só para quem curte masoquismo.

Anônimo disse...

Usar religiao pra ser contra direitos humanos, fazem isso há anos... E sobre a foto so Ira, assustadora!

Anônimo disse...

Comentarios masculinos Sao os piores disparados, hoje eles estavam massacrando mulheres gordas que ficar de sutia num evento, foi tanto comentario baixo nivel que eu fiquei com vergonha, eles descem o nivel total.

Anônimo disse...

Anonimo de 21:52

qual foto ?

Anônimo disse...

Homem acha bonito falar mal de mulher eles descem o nivel bastante, e um aplaude o outro, se nao tiver mulher consciente pra se defender eles metem o pau. E comentario de mulher contra homem é raro.

Anônimo disse...

Coloque antes e depois da revoluçao islámica do Ira, houve um retrocesso total as mulheres de antes parecían ocidentais.

Jonas Klein disse...

J.M

Eu Criei um método para deixar os comentários destes fundamentalistas religiosos, machistas, racistas, homofônicos etc. quase que sem visibilidade(já que a gente simplesmente não os pode calar), e uma coisa dentro da lei, e bem simples de aplicar, e funciona em portais onde o sistema de comentários e via Disqus FB ou algo semelhante, se você quiser que eu te explique como usar esta estratégia, escreve o teu e-mail ai, que te mando um e-mail com tudo explicado passo a passo.

Detalhe eu só vou te explicar isso por e-mail, e porque você esta comentando aqui através de uma conta, assim eu tenho como te identificar, pois eu não posso deixar que esta técnica caia em mãos erradas.

E por isso eu não posso escrever aqui.

E Lola, Camila, Rafael, Reven, Ate a Julia, eu vocês deixarem seus E-mais eu também explico para vocês, a estratégia.

Anônimo disse...

Muito bom apoiar o aborto quando não te abortaram e você está aqui escrevendo besteira. Aborto só em casos extremos!

Rebeca Sapeca disse...

Eu só tenha um questionamento que as feministas costumam fugir.

Se o aborto é um direito de escolha da mulher, então ela tem direito de abortar um feto de 8-9 meses? Ou só até 12 semanas?

Se o correto for até 12 semanas, não é incoerência das feministas aceitar um prazo IMPOSTO pelo Estado? Seria uma falsa autonomia da mulher?

Se a questão do sistema nervoso for colocada, e o feto sentir dor por isso, é só dar uma injeção para que ele não sinta a morte. Simples.

Aguardo resposta COERENTE da Lola e suas tietes.

Anônimo disse...

So falta implantar a sharia

E questao de tempo q a sharia seja implantada em alguns paises do ocidente, na Europa. Na Belgica ja existe um partido, Sharia4Belgium, formado por muçulmanos cujo objetivo é implantar a sharia por lá.

Rafael disse...

Rebeca, é fato científico que antes de 12 semanas não há desenvolvimento neurológico suficente para que exista consciência ou mesmo sentimento de dor. Depois disso, já poderia ser possível. Este importantíssimo marco neurológico é usado no mundo todo para delimitar uma data segura.

Rafael disse...

Complementando, seria equivalente à separação entre um feijão e um pé de feijão.

Anônimo disse...

Tem certeza disso, Rafael?

"As células nervosas fetais se multiplicam rapidamente, e as sinapses (conexões neurológicas no cérebro) estão se formando.


Obs.: Segundo os especialistas, cada bebê se desenvolve do seu jeito - mesmo dentro do útero. O objetivo destas páginas sobre desenvolvimento fetal é dar uma idéia geral de como o feto cresce dentro da barriga."



Fonte: http://brasil.babycenter.com/desenvolvimento-fetal-12-semanas-de-gravidez#ixzz3mEvDFBk2

Rafael disse...

Sim. Tenho. Existem outros motivos para as 12 semanas, mas esse é um dos principais.

Erres Errantes disse...

Eu gostaria de saber quais os argumentos do Eduardo Cunha que justificam a revogação da lei de atendimento às mulheres e meninas vítimas de violência sexual. É tão absurdo que não consigo nem imaginar.

Erres Errantes disse...

Quem vai abortar um fato com oito ou nove meses? kkkkk que ideia.

Anônimo disse...

Rafael, esse dado de que em 12 semanas não há desenvolvimento cerebral não é consenso. Além da descrição do site babycenter que te mandei, há vários artigos questionando isso:

"Também é questionável o estabelecimento de um limite como 12 semanas. Muitos de nós se perguntam qual é a diferença entre um feto de 12 semanas, 13 semanas ou 40 semanas. "

http://www.apm.org.br/noticias-conteudo.aspx?id=9118
Site da Associação Paulista de Medicina

http://www.isaude.net/pt-BR/noticia/34314/artigo/liberacao-do-aborto-ate-12-semanas-nao-e-consenso-entre-medicos

http://www.diariodonoroeste.com.br/noticia/cotidiano/artigos/46952-liberacao-do-aborto-ate-12-semanas-nao-e-consenso-entre-medicos#.Vf4U7LNk8nQ

Anônimo disse...

"é questão de tempo implantarem a sharia"

Comentário de pessoa desnformada sobre o Islã e muçulmanos na atualidade, achando que pq lê umas notícias aqui ou ali já está bem informada.

Vou tentar resumir então: muçulmanos convertidos (acredite, existem muitos, inclusibe no Brasil) tendem a ser bem mais liberais que muçulmanos imigrantes, e muçulmanos descendentes imigrantes da 2a ou 3a geração também. A sharia nunca será implantada enquanto muçulmanos forem minoria, mas eles só vão ser maioria quando os convertidos e/ou descendentes de 2a ou 3a forem maioria entre eles mesmos. Então essa história de sharia na Europa não passa de fantasia a la "separatismo gaúcho". Tem partidos pró-sharia na europa? Tem. Vão conseguir algo? Não. A maioria dos muçulmanos na europa é a favor? Não.

Rafael disse...

Na internet encontra-se link para suportar qualquer argumento. Praticamente todo o mundo desenvolvido segue esse critério. Isso se encaixa no meu conceito de consenso.

Erres Errantes disse...

"J.M. disse...
Essa realidade do congresso nacional é completamente desanimadora. Queria dizer algo motivador aqui, mas não dá. O fortalecimento desse fundamentalismo cristão parece impossível de ser freado, já que tem o apoio da grande massa religiosa alienada, além do alcance cada vez maior do discurso reaça."

Puxa, J. M. Também acho que corremos o grande risco de, daqui a alguns anos, o Brasil ser transformado numa teocracia, tamanho é o avanço das ideias fundamentalistas no Congresso e na sociedade. Acredito que os fundamentalistas ganharam muita força depois que conseguiram um destaque no Congresso. O poder político na mão desse povo é um perigo. Mas Quero acreditar que é possível frear o avanço do fundamentalismo. Não podemos desistir.

Jonas Klein disse...
"(...) a Dilma não sancionaria estes projetos de jeito nenhum(nem o temer acho que faria isso)"

Olha, Jonas, eu acho que é capaz de a Dilma sancionar, sim. Fico arrepiada até hoje quando lembro que, num dos debates dos presidenciáveis, ano passado, a Dilma deu uma resposta bem conservadora quando alguém fez uma pergunta sobre aborto. E do jeito que ela vem adulando a bancada evangélica em nome da governabilidade... Apesar de que isso não está ajudando muito, conforme podemos constatar pelos constantes ataques e falta de apoio que a presidente vem sofrendo.

Anônimo disse...

Desculpa mas um médico que não sabe a diferença entre um feto de 13 semanas e outro de 40 semanas não tem a menor credibilidade pra ficar dando opinião sobre isso.

Anônimo disse...

Rafael, a opinião de Florisval Meinão, presidente da Associação Paulista de Medicina, e Florentino Cardoso, presidente da Associação Médica Brasileira; tem algum peso, não?

Eu só coloco links da Internet porque é uma decisão online, mas busco fontes de qualidade. Você tem alguma fonte de sua alegação, ou é a falácia da autoridade anônima?

A propósito, segundo a Carta Capital "No Uruguai, a mulher que não deseja levar a gravidez adiante pode abortar até a 12ª semana, enquanto no caso de ter sido vítima de estupro tem o direito de abortar até a 14ª semana.

Na Suécia, esse direito se estende até a 18º semana, enquanto na Noruega é permitido em todos os casos até a 12ª semana e precisa de autorização judicial depois disso; mas, em geral, os países onde o aborto é legalizado permitem que a gravidez seja interrompida no primeiro trimestre."

Como se vê, não há uma data estabelecida em "Praticamente todo o mundo desenvolvido".

Fonte: http://www.cartacapital.com.br/blogs/escritorio-feminista/faq-do-aborto-legal-7594.html

Rebeca Sapeca disse...

Rafael, ok, mas você não respondeu a segunda parte da minha pergunta. Se o problema for apenas consciência e dor, bastaria que fosse dado um injeção em fetos acima de 12 semanas para que ele não pudesse sentir dor.

Anônimo disse...

Isso vai acreditando na falacia da minoría radical, aquí no Br tbm acreditam que os defensores da familia nao vao fazer mal algum e olha o que eles tao fazendo, ai vc diz mas eles sao a minoría, mas receberam muitos votos né. Minoría fundamentalista apoiada pela maioria. Voce acha que com mulçumanos é diferente, tem europeu querendo cair fora pq eles tomam espaços e querem impor seus costumes e leis. Se eles tomarem o poder, vao querer fazer reformas na lei com o apoio dessa maioria que nao faz mal a ninguem. Se a gente nao acordar vamos voltar a inquisiçao.

Karina disse...

Não tem a ver com o post, mas vou deixar aqui o link para uma notícia que me deixou estarrecida

http://www.correiodopovo-al.com.br/index.php/noticia/2015/09/09/boate-de-guarulhos-anuncia-rodizio-de-mulher-por-r-100

"Uma casa noturna de Guarulhos (Grande São Paulo) está anunciando pelas redes sociais um "rodízio de mulheres", que custa R$ 100 e consiste em permitir que o cliente faça sexo com "quantas mulheres conseguir"

Anônimo disse...

Totalmente off topic, mas la vai: Saio com um cara a algum tempo e ja transamos algumas vezes, tudo nos conformes...hj ele mandou uma mensagem assim:"Quero te comer, quero te estourar todinha" e fiquei em choque com o uso da palavra estourar...nao consegui responder, é exagero meu??? Ps: lola te amo

Aline.

Anônimo disse...

Rebeca,

Primeiro, ninguém alguém foge das perguntas. Não sei se você lê o blog da Lola com frequência, ou qualquer outro blog feminista, mas já foi explicado aqui a exaustão, pela Lola e por comentaristas (alguns inclusive, médicos) o motivo desse prazo. Para que tais procedimentos sejam realizados, é necessário se ter conhecimento científico de como as coisas funcionam. É o mesmo raciocínio de por que pacientes com morte cerebral, mas ainda com o resto do corpo funcional, podem ter seus aparelhos desligados e órgãos removidos.

Segundo: Com 7, 8, 9 meses não se fala mais em aborto e sim antecipação do parto. Nessas condições, apesar de difícil, o neonato já é senciente e tem condições de sobreviver fora do corpo materno. Considerando que nosso sistema obstétrico serve aos caprichos dos médicos, isso já é feito no Brasil diariamente, levando inúmeros bebês (de mães que os desejam) a morte ou sequelas. "Curiosamente" pela vida desses bebês, eu não vejo essa comoção toda..

Por que não se dá anestésicos, antecipa-se o parto de uma gestação de 8 meses e simplesmente não se joga o neonato no lixo hospitalar? Pelo mesmo motivo que não se dá anestésicos e se retira os órgãos de alguém que chega no hospital com dor de barriga...

Rebeca,
você compreende o conceito de senciência?
Você consegue diferenciar um ovo de um pintinho? Uma cenoura de uma ovelha?
Um uma adulto de uma mórula?
Você acredita que descriminalização é igual a aborto compulsório?
Você acha que alguém aqui não defende, acima de qualquer coisa, educação sexual e contracepção ao alcance de todos??
Você realmente acredita que esses senhores do congresso e todos os que apoiam essas ideias estão preocupados com os infantes???
Você acredita que mulheres devem ser punidas por sua sexualidade, mesmo quando o sexo foi contra sua vontade e feito sobre coação e violência?
Por fim, você estaria tão incomodada assim se homens vivessem a mesma situação??

Reflita...

Jane Doe



Anônimo disse...

Pessoas do meu coração. Perdoem-me a minha ignorância, mas eu tenho uma pergunta a fazer. Alguém poderia esclarecer??

Obviamente eu discordo do conceito de família que nossos prezados senhores políticos estão tentando impor. Família para mim é um conjunto de pessoas (ou pessoa/s com seu/s animal/is) que vivem em proximidade e estão ligadas pelo afeto, respeito e cumplicidade.

Eu gostaria de entender até onde vai essa insanidade. Tipo, quais são as reais consequências legais desse estatuto.

Dando alguns exemplos reais: Um casal tem uma criança adotada ou guarda de um menor parente. O pai e a mãe tem um plano de saúde, então a criança não pode ser beneficiada como dependente desse plano de saúde?
Outro ex.: se eu e meu marido voltarmos para o Brasil, e pelo fato de não termos (e nem teremos) filhos e acontecer algo comigo/com ele, eu/ele não teríamos direito a pensão p. ex. ou aos bens que conseguimos juntos? Se eu sofrer um a acidente, e não tiver mais volta, meu marido não pode mais autorizar a doação dos meus órgãos, pois ele não é minha família?
Uma mãe/pai solteira/o não poderá registrar seu filho ou não terá direitos e deveres para com a criança, pois não tem o outro "componente" pra ser "família"??

Sério, galerinha, quanto grave pode ser as consequências se essa aberração for aprovada??

Jane Doe

Anônimo disse...

Cuidado ao desejar a morte dos outros hein? Tudo que vai volta.
As pessoas tem Direito a ter suas próprias opiniões,e pelo contrário,ninguém quer matar ninguém apoiamos a vida,e é VC que apóia a morte de seres inocentes,o monstro é VC!!!
Taty

Raven Deschain disse...

Rebeca huahua

Não é que feminista fuja. É que essa pergunta é tão burra, mas tão burra que nem merece resposta.

Não existe "feto" de 9 meses, imbecil.

Anônimo disse...

sim pois você antes de nascer, não tem consciência e nem inteligência nenhuma.

E a prova disso está onde mesmo?

Anônimo disse...

Aline, compreendo você. Já tive um namorado assim. Pior que era um cara legal. Mas ele utilizava esse vocabulário escroto comigo, era bem chocante às vezes. O que dizer... O cara é machista, pode até nem ser tanto em outras áreas, mas introjetou essa imagem que fazer sexo com mulheres é isso... Sei lá, se você acha que ele vale à pena, se o sexo com ele é bom, se ele se importa com o seu prazer, vale à pena uma conversinha sobre esses termos.

Carina disse...

É muito bizarro como o Congresso Nacional não representa o povo brasileiro em sua diversidade. Tudo bem ter posições religiosas contrárias, mas eles estão mexendo com a vida dos outros e radicalizar isso, cercear isso, punir isso chega a ser ridículo, no momento histórico que estamos vivendo. Eles serão responsáveis por colocar em lei o que não se existe mais. Aceito os conservadores, mas não aceito que eles limitem a liberdade de quem não é.

Anônimo disse...

Já leu o alcorão?? Eu não acredito que estou lendo isso num blog feminista.
É impossível uma pessoa que se diz feminista com esse pensamento apoiar os muçulmanos a religião mais machista que existe. kkkk ingênua,detonar os cristãos VC sabe né?

Anônimo disse...

Muçulmanos são minoria, que maioria é essa que vc falou que apoia eles? A maioria cristão europeia? Oi? Vai estudar.

Anônimo disse...

De novo o povo que não sabe interpretar texto distorcendo as coisas. Qualquer verdade que eu falo sobre muçulmanos, já me acusam de apoiar muçulmanos, Não gente, não apoio muçulmanos, eu só condeno essa ignorância de vocês e tento mostrar porque estão errados. É diferente. E até agora ninguém rebateu meu argumento, só ficou no "kkkk apoia muculmanos, nao é feminista", nossa belo argumento.

Anônimo disse...

Só me diz onde nessa caixa de comentários eu "detonei cristãos". Obrigada.

Anônimo disse...

E não existe mais "minoria radical" no Brasil. Podem até não ser maioria, mas já representam boa parte da população, infelizmente. Só ver quem é contra casamento gay, contra adoção por gays, contra aborto, quem acha que a culpa de tudo é da Dilma, etc. São esses que elegeram os políticos do estatuto da família, estão longe de ser minoria. Agora uma coisa é ser contra esses direitos fundamentais, outra coisa é ser a favor da sharia como os mais fundamentalistas defendem. Que eu saiba o assunto era sharia, e não existe a menor possibilidade de ser implantada na Europa, não passa de terrorismo psicólogico barato, que vocês inclusive ajudam a propagar. Esses que falam de "sharia, sharia" provavelmente nunca nem leram a poha de um artigo na wikipedia sobre sharia e as críticas de próprios muçulmanos contra ela. Vocês que falam "sharia, sharia" e perguntam se eu já lo o Alcorão, sabem pelo menos a diferença de conteúdo entre as suras de Meca e de Medina? (não sabem nem o que é sura né, mas ok). Sabem que existem correntes muçulmanos contra a sharia, do jeito que ela é, na atualidade, e o porque disso? Não sabem, porque não pesquisam. É aquilo que eu falei em posts anteriores, a hipocrisia das pessoas não tem tamanho, só criticam muçulmanos mas apoiar liberalismo islâmico, feminismo islâmico ninguém quer, que são a melhor chance na atualidade pra mudar a interpretação do Islam. Ao invés disso a maioria das pessoas sugerem "tacar bombas", "matar tudo", proibir imigração, desejar que todos sumam, não tem a menor lógica essa abordagem do problema, e pra mim não passa de racismo/islamofobia. Vocês não querem que o Islam mude pra melhor, vcs querem que todos morram ou se convertam pra cristianismo/ateísmo, e isso nunca vai acontecer, então vamos ser realistas e abordar o problema do jeito certo. Vcs preferem dizer que muçulmanos vão pra lá acabar com a Europa e fazer ataques terroristas, ao invés de enxergarem a imigração como oportunidade pra essas pessoas terem contato com mentalidades mais avançadas, mais acesso a educação, o que vai se refletir na mentalidade mais liberal das 2as e 3as gerações, mudando a interpretação tradicional do Islam no futuro.

Mila disse...

"E se uma mulher quiser abortar igual troca de roupa?"
Típico comentário que denota falta de informação. Mas vou assumir q isso não é trollagem pq eu mesma já pensei assim.
O aborto não é método contraceptivo. Com a legalização, as mulheres não vão abortar toda semana, como se fosse simples como ir ao hospital trocar de curativo.
O aborto mecânico é um procedimento extremamente invasivo, e se não for feito de maneira adequada pode trazer complicações. Então não é um procedimento cirúrgico que possa ser feito toda hora, como qualquer outro tem riscos, situações q podem complicar a cirurgia e periodicidade, pós operatório. O químico é um pouco menos invasivo, mas mesmo assim ainda trazer riscos. Prevenir é a melhor solução sempre. Mas os religiosos preferem acreditar q a castidade (para as mulheres de "família", homens podem continuar fazendo filhos fora do casamento de boa) é a solução.
A pílula tb é a mesma coisa. A carga hormonal dá uma bagunçada no organismo da mulher. Uso frequente resulta em perda progressiva de eficácia. Alguns estudos apontam q os efeitos podem ser reduzidos e até nulos em mulheres com sobrepeso ou obesas.

Anônimo disse...

É muito cômodo ser contra o aborto qnd não é vc q vai criar e sustentar.

Rafael disse...

Rebeca, só para não te deixar sem resposta:

Ao contrário dos crentes (aqueles que crêem em algo), a ciência se baseia em observação, descrição, previsão, controle, falseabilidade e explicação de causas.

Não é zoeira contigo. Hoje a ciência entende tanto do nosso corpo que é possível, pasme, operar um feto ainda dentro da barriga da mãe. Isso existe porque tem gente que, ao contrário de seguir um livro de histórias, enterra a cara em tubos de ensaio e reagentes, buscando meios de melhorar a nossa vida.

Também devido a todo esse conhecimento, o pré-natal é cada vez mais eficiente, conseguindo prever problemas e trabalhar na sua solução antes que apareçam.

Se o desenvolvimento fetal fosse tão diverso como você diz ou é induzida a crer, teríamos gravidezes normais com 30, 35, 40, 50 e até quem sabe mais semanas.

Mas não é o que se vê. Mesmo lá na frente (no parto) a janela é pequena, de apenas algumas poucas semanas, fora das quais a gravidez resulta em uma não-normalidade: prematuridade ou sofrimento fetal.

Por isso existe sim uma data em que de acordo com a ciência, o feijãozinho começa a ser considerado pé de feijão. A partir desse momento em que ele tem boas possibilidades de ser capaz de sentir e só depois desse ponto faz sentido falar em proteção legal.

Vir com o papinho de que o ser humano se forma na concepção é algo meramente religioso. Não tem nenhum embasamento biológico e é o mesmo que dizer que o ovo da omelete era uma galinha.

Falar em infanticído então, só pode ser coisa de quem não tem um bom Houaiss em casa.

Anônimo disse...

Anon de 17 26. Cada um tem direito a ter opinião e respeitar e ter sua opinião respeitada. Em países democráticos, o debate é fomentado e as pessoas tem oportunidade de encontrar informações e se posicionar.
Lamentavelmente, não se quer discutir aborto. Querem proibir pq segundo os deputados conservadores isso vai contra a posição deles e acabou. A maioria da população é contra pq não possui instrumentos e informações para pensar por si própria.
Qnt à adoção, penso q não é uma decisão fácil. Antes disso são 9 meses sendo julgada e apontada, abandonada por quem deveria ajudar. O pai também lava as mãos. Que futuro teria uma criança q é criada sem amo, sabendo da rejeição. Além disso, não vamos esquecer q não há creches suficientes, as mães pobres ficam muito tempo afastadas do mercado pq não há ninguem q fique com os bebês.
Há de se levar em conta q o processo de adoção é demorado. Há a preferência por recém nascidos, meninas brancas, sem deficiências físicas. Ultimamente os filhos de usuárias de crack são outros q estão sendo rejeitados. Há uma pressão enorme para q a mulher não entregue o filho à adoção e a posterior culpa de ser "mãe desnaturada"

Anônimo disse...

Na verdade Rebeca 12 semanas é um bom limite, porque pesquisas indicam que o feto só começa a sentir dor por volta das 24 semanas. Pesquise no google "fetus pain 24 weeks research".

Lincoln Figueredo disse...

Posso arrancar uma muda de árvore do canteiro até que período?
Isto em nada muda a realidade de que o procedimento irá resultar no "aborto" de uma vida humana. Em qualquer tempo em que a ciência (que é tão falha como qualquer ser humano) disser que sente dor ainda assim será a interrupção de uma vida humana em potencial. A partir da fecundação (união das células do homem e da mulher) já existe este potencial e interromper isto é sim um assassinato de fato, acreditem ou não.

Rafael disse...

Prezado Lincoln,

Se é pra vir com esse papinho de religioso de que "a ciência é falha", mude-se para uma comunidade Amish e viva sem eletricidade.

O que se discute cientificamente é justamente a conceituação de vida. E um embrião, para a ciência NÃO É um ser humano. Pode ser para a sua divindade, seja ela qual for.

Para a ciência, não é. Precisa ter um sistema nervoso que funcione.

Voltando à analogia. Um ovo é uma galinha em potencial. Deveriam os vegetarianos parar de comer ovo?

Se é para discutir, o faça direito e não se finja de ingênuo. Caso o seja, não abra a boca. O nível do debate aqui não aceita falsas simetrias.

Anônimo disse...

Kkkk a sharia já É APLICADA dentro de guetos islâmicos em plena europa!
Já ouviu falar de mutilação genital,casamento de meninas menor de idade? Ah VC como feminista deve saber ,e sabe onde acontece? Na europa com os muslims não radicais ,eles nunca vao mudar!

Anônimo disse...

Eu sou a favor do endurecimento total das leis sobre controle da reprodução feminina e do aborto, nos moldes que os conservadores estão, de forma bem-sucedida, implementando rapidamente no Brasil. Rogo pela aprovação do Estatuto do Nascituro, que vai tornar crime a venda de DIU e Pílula do Dia Seguinte, considerados abortivos para os que defendem que a vida começa na concepção e que vai conceder direitos de paternidade ao estuprador, à medida em que será dele a incumbência de pagar o bolsa-estupro, se conhecido. Tenho fé na aprovação dessa medida restritiva em relação ao SUS e que cada vez mais as mulheres tenham suas liberdades tolhidas pelas mãos de pessoas como Eduardo Cunha, Jair Bolsonaro e assemelhados.

Sou a favor e torço por todas essas realidades, porque acredito que é isso que o povo brasileiro merece ter, já que é seu clamor íntimo manifestado através de seus representantes legitimamente eleitos.

Em dois mil e Orkut eu comecei a alertar o ativismo da figura do Sr. Eduardo Cunha, à época em que ele foi nomeado relator em uma Comissão (acho que a CCJ mas posso estar enganada) do projeto de lei mais antigo para legalização do aborto no Brasil. Ele, autor de projetos de lei que tornam o aborto crime hediondo (entre outros à época e agora são mais), foi nomeado por pares evangélicos como ele e que endossaram seu parecer bíblico, disponível para consulta a quem interessar possa. Pesquisei cada um dos nomes no Google e as afiliações com igrejas apareceram para todos os membros, já que não fazem questão de esconder isso. Ensinei como acompanhar as tramitações legais pela internet, eis que tudo feito na maior transparência, sendo possível até ler o transcrito e escutar o audio das reuniões.

Nada foi feito à sorrelfa. O problema é que, de fato, nada foi feito também.

Tudo o que se apresenta agora pelo ativismo como calamidade foi uma bola cantada por mim e por outras pessoas muitos anos atrás. Por desorganização, desleixo, preguiça, falta de coesão e interesse político as pessoas decidiram pagar para ver e não sei a razão de tanto espanto. Acredito que essa onda conservadora servirá para acordar não só a pessoa comum da responsabilidade do seu voto mas também o ativismo (e aqui não especifico nenhum em particular eis que muitas as causas afetadas, não só o feminismo) sobre a falta que fazem a união, a coesão e a ação, os três "ãos" nos quais os teóricos de gênero do Tumblr se perdem por estarem distraídos demais. É uma crise necessária para um efetivo reajuste de prioridades das mentes e dos movimentos que pretendem progressos sociais verdadeiros no Brasil.

Lamento pelas mulheres que ainda vivem no Brasil e sob a égide de tais normas mas esse é o preço que todo mundo vai pagar pela própria inércia.

Em tempo: na hora que pai de família casado começar a ter que registrar filho de estuprador como seu, a lei volta ao estado normal já que homem faz qualquer coisa pra não criar filho dos outros - quiçá até legalizar o aborto, fikadika.

Anônimo disse...

Anon das 13:43

voce descreveu o perfil mais procurado (nao sei se ainda o é), mas nao confunda as coisas,
a maioria dos recém-nascidos nao encontra dificuldades pra ser adotado (nao sei em casos de alguma doença grave, nesse caso eu realmente nao tenho informação), DESDE QUE ESTEJA PARA ADOÇÃO. Pode ser que o pretendente 1 da fila nao se encaixe no perfil, mas sempre tem outros pretendentes. Você sabe de algum bebê que esteja na fila de adoção e nao encontre pretendentes ?

pergunta para quem trabalha na área, qual o tempo de espera na fila de uma pessoa que queira adotar um bebê até 1 ano (qualquer bebê). Pra você ter uma idèia de como nao faltam pretendentes.

O que eu nao sei ao certo é como é o procedimento para a mae colocar a criança para a adoção.

Jonas Klein disse...

Anon 11:39

"E a prova disso está onde mesmo?"

Você não me citou nominalmente, mas eu vi que essa foi ara mim.


A prova disso e você mesma, ou por acaso você vai me dizer que antes dos 3 ou 4 anos de idade, você entendia alguma coisa ou tinha alguma inteligência? ou pelo menos conhece alguém que tenha?


Isso ate parece pergunta de esquerdista de tão burra que é.

Anônimo disse...

Você que é muito ingênua, já leu o corão aquilo ali é só matança, maóme era podre.
Tem muslins que são contra sharia mas tem muitos apoiadores. Você já viu uma mulher chamada Mona Walter, pois é, ela é ameaçada de morte por pregar contra o islã.
Veja esse vídeo da "minoria radical", saiba que essa "minoria" é a favor de crimes de honra.
https://www.youtube.com/watch?v=a3fWVO0VA1U

Anônimo disse...

Pior que os "teóricos de gênero do Tumblr" são as rads, que só querem saber de ficar xingando muito no twitter, basta pesquisar por palavras chaves em sistema de busca priorizando algum twitter em específico de uma rad e vai ver que 90% das palavras citadas são "piroco" "omi", etc...

Esses dias uma rad tava atacando a Cynara, dizendo que ela era amarga por ser feia e que tentava "sensualizar" nas fotos. Essas hipócritas são quase piores que os mascus, tentam trollar e parecem imbecis, dá pra contar nos dedos as rads que não agem assim.

Zrs disse...

Gente, isso é o apocalipse!

Anônimo disse...

Sim, já li o Alcorão. Inteiro. As 114 suras. Você também já leu todo ou foram só trechos se contexto?

Novamente te pergunto, se vc já leu o Alcorão, vc sabe a diferença de conteúdo entre as suras de Meca e as de Medina? Dica 1: tem a ver com sharia. Dica 2: muçulmanos contra a sharia na atualidade usam isso como argumento.

Bom, o Islam tem seus defeitos, então qual a sua sugestão pra melhorar o Islam?

Anônimo disse...

Não existir o islã é a melhor solução, países islãmicos encabeçam as listas de piores lugares pra mulher viver. Se o islã é bom ,não devia ser um lugar onde as mulheres são oprimidas.
Também aceitam casamentos de meninas 9 anos com homens mais velhos.
Vá na página -mulheres contra islã, tem relatos de meninas de 9 anos que conseguiram fugir dos casamentos.

Anônimo disse...

Religiões não fazem bem, e as pessoas maldosas usam das religiões pra oprimir outras, usando de que é o que está na lei de Deus. Indo contra os direitos humanos. Isso oprime mulheres e gays há séculos.
E com isso mulheres foram oprimidas por que Deus diz que ela é o corpo e deve ser submissa ao homem. Nunca uma religião assumiu que a mulher é superior ou igual ao homem, não seria conveniente pra eles.

Anônimo disse...

"KKKK" digo eu, a pessoa quer falar de sharia mas não sabe que mutilação genital feminina não faz parte do Islam. Isso que é ter embasamento pra dar opinião. Casamento forçado também é proibido na Sunnah, tem muçulmano fazendo isso? Tem. Está de acordo com a religião? Não. Quem força uma mulher a se casar é pecador no Islam? Sim. Vai responder por seus atos depois da morte? Sim. Essa é a crença do Islam.

Anônimo disse...

Se o cristianismo fosse bom, a Europa da Idade Média não devia ser um lugar onde as mulheres eram oprimidas. Religiões evoluem, sabia disso? Você diz que não existe solução, procure se informar. Iluminismo existiu pra que? Apoiar liberalismo e feminismo islâmico pra que, né?

Anônimo disse...

Eles falam que fazem isso pq tá escrito então como, não é assim?
Se não faz parte do islã pq em países islãmicos acontece isso?
Vai dizer que ter 4 esposas também é mentira?
Então eles estão usando da religião pra cometer crimes

Anônimo disse...

Acredito que ser gay era pecado porque os homens não teriam como controlar as mulheres nem a natalidade, assim as mulheres teriam que trabalhar e não haveria um cabeça da casa, alguém que leva o dinheiro.

Anônimo disse...

Cá pra nós se fosse proibido ser hétero, não acho que todo mundo ia ser hétero mesmo assim.

Jonas Klein disse...

Anon 21:11

"7.5 bilhões de humanos fudendo a Terra e a direita brasileira preocupada com os "fins reprodutivos" do casamento, ao invés de incentivar a adoção. Pior ainda, são contra a adoção por homossexuais e contra o aborto nos casos que já são legalizados."


Olha não boa isso não coisa de gente de direita, isso coisa de gente que não bate bem da biela, o cunha a turma dele são e fundamentalistas religiosos, muito mais do que direitistas.


O fato e que um dos princípios base da ideologia da direita e defesa liberdade individual, e estes PLs que foram citados no post ferem diretamente liberdade individual das pessoas, logo isso vai contra um principio base da direita, especialmente da direita moderna...


Anon 14:55


"Eles falam que fazem isso pq tá escrito então como, não é assim?
Se não faz parte do islã pq em países islãmicos acontece isso?"

Segundo eu sei o islamismo assim como cristianismo e dividido atualmente em varias correntes, além disso eu acredito que atualmente já existem varias versões diferentes do alcorão, igual a bíblia, por isso não se tem como saber qual e a versão do alcorão verdadeira.

Por isso tem pessoas que dizem que islamismo e de um jeito, e pessoas que dizem que e de outro jeito.

No fim o melhor jogar na fogueira este monte de papel e ser livre.

Anônimo disse...

Não, mutilação genital feminina não tá escrita em lugar nenhum do Alcorão nem Sunnah. É uma questão cultural, que ocorre inclusive entre não muçulmanos da África (sim, cristãos inclusos). Casamento forçado, como eu já falei, é proibido pela Sunnah. Se vc duvida pesquise no google, "forced marriage sunnah islam". Não faz parte do cristianismo não amar ao próximo como a si mesmo, mas porque em países cristãos é difícil de ver isso? Pra refletir. Ter 4 esposas não é mentira, mas existem condições bem específicas pra isso ocorrer, que garantem os direitos das 4 esposas, inclusive o consentimento de todas. Como é quase impossível um homem só cumprir todas as condições pra mais de uma esposa (i.e. agir com justiça), o Alcorão recomenda que se o fiel teme cometer injustiças com mais uma esposa (consequentemente violando os direitos delas e cometendo pecado), que fique apenas com uma, pois esse é o caminho mais próximo e correto da justiça. Vale lembrar que antes do Islam na Arábia o casamento poligâmico não tinha limites de número de esposas nem condições a serem cumpridas. O Islam não encoraja o casamento poligâmico, ele apenas dá permissão para que ocorra quando for necessário, tanto é que hoje em dia a maioria dos muçulmanos é casado só com uma esposa mesmo, quem tem mais de uma é minoria.

anon A. (radfem) disse...

Trazendo o assunto de volta para aborto... (a discussão de islamismo da anon as 15:40 está interessante, mas a maioria dos outros comentários tão viajando...)

Quem é contra o aborto se diz ser a favor da vida. Mas o fato é que se uma mulher quiser abortar, ela vai tentar abortar. Os motivos para aborto são bastante diversos, mas é comum que a mulher já tenha filhos (por isso, sem dinheiro para sustentar mais um) ou não tenha apoio da família e/ou do pai do bebê. Inclusive, uma criança que nasça nessas condições está em alto risco de sofrer abuso. Seja porque a mãe não queria a criança e não a cria com afeto. Seja porque a mãe até gosta do filho, mas ela simplesmente não tem condições financeiras para dar uma vida adequada para a criança. Esse é o primeiro ponto: As chances são que a vida da criança vai ser um inferno.

O outro ponto: Se a mulher quiser abortar, ela vai tentar abortar. Nenhuma mulher pensa em abortar sem ter motivos sérios para isso. Existem diversas opções como chás venenosos e enfiar um cabide até o útero, que frequentemente resultam em morte (o que inclusive vai deixar os filhos prévios dessa mulher sem mãe). Muitas dessas mulheres vão morrer, sendo que elas não morreriam se o aborto fosse seguro. E obviamente, morre o feto junto, então o argumento de 'proteger o feto' vai para o ralo. Também existe a chance da mulher sobreviver e ela e o bebê ficarem com sequelas pelo resto da vida.

Se a preocupação é com a vida de uma futura criança, então porque os partidos religiosos não fazem uma pressão forte para leis que protejam crianças de abuso, para creches, para garantir comida e educação para elas? Quem pressiona por esse tipo de mudança são os partidos de esquerda, e geralmente mulheres feministas. Em resumo: Os partidos religiosos não ligam para crianças. O objetivo é claramente punir e controlar mulheres.

A data de até quando o aborto pode ser feito é variável pois não existe consenso da semana exata, o que se sabe com certeza é que da semana 12 para baixo não há dor ou conciência. Cientificamente, acredita-se que até o início do mês 6 não existe nem dor nem conciência ainda, mas daí entra mais uma variável: o quão seguro o procedimento é para a grávida (e o custo do procedimento). Então existe uma variância bem grande entre o mês 3 o mês 6, mas eu não conheço nenhum país que permita aborto acima do mês 6.

É interessante também ver umas estatísticas:

http://public.pps.org.br/img/global/midia/4c45d86e4cdc041a64e464e900d1feafest.jpg
No Brasil a maioria das mulheres que abortam estão na casa dos 30, são casadas, católicas ou evangélicas, e já tem filhos.

Esse site tem bastante informação: http://apublica.org/2013/09/um-milhao-de-mulheres/
A OMS estima que por ano ocorram cerca de 1 milhão de abortos no Brasil. No Uruguai, após a descriminalização aborto a taxa de abortos caiu. Uma mulher pobre tem um risco mil vezes maior ao fazer um aborto cladestino (afinal, uma rica ou classe média paga uma clinica cara ou aborta fora do pais em segurança).

E se você procurar mais na internet você acha estudos nos EUA com mulheres pobres que perderam o prazo para abortar e tiveram que ter o filho. Cerca de 2/3 foi de 'pobre' para 'abaixo da linha da pobreza'. Também existem estudos relacionam baixa em indices de criminalidade com a legalização do aborto.

anon A. (radfem) disse...

@anon 14:32
Você poderia pelo menos ter a civilidade que os outros comentaristas tiveram e escrever 'off-topic' ou 'malz mudar de assunto'? Massa querer execrar radfems até nesse post, quando não existe nenhuma radfem que seja contra legalização do aborto ou casamento gay, por motivos óbvios.

Raven Deschain disse...

14 e 15. Eu meio que ando pensando que nem vc, mas aí lembro que moro aqui e que não posso sair do país...

Mas tá foda.

Anônimo disse...

Feminista (??) das 13:28
Por que os jovens muçulmanos da europa,país de primeiro mundo,estão voltando em peso para o oriente médio pra participar da jihad.Ah mas eles são muçulmanos da 2ª ,3ª geração ah mas eles nao mudaram como te falei não existe islã moderado.

Zero disse...

a Câmara é mesmo "genial".

se tu, por livre vontade, pular do telhado da casa e quebrar as pernas, tu tem direito de atendimento. mesmo tendo te causado o dano.

se tu roubar um banco, tomar um tiro, também tens direito a atendimento. mesmo tendo cometido um crime.

agora, a mulher que sofre abuso, não quis aquilo (obvio, mas infelizmente necessário frisar) não poderia ter direito a atendimento ?

#OnlyInBrazil

pessoas que usam os mesmos clichês pra ser contra aborto, fazem só pra "provocar" mesmo. o que muda na vida de alguém ? neste momento, alguém pode estar realizando um aborto clandestino. não vi o apocalypse chegando.

e por favor, não me ponham mais no mesmo balaio de conservadores / repressores, estou longe de ser bom ou "perfeito", mas não sou esses caras, eles inclusive me odeiam. kkk
sei que já fui chamado de repressor e até crente acharam que eu era (lá nos primórdios) mas não é nada disso. tô com vocês.

Anônimo disse...

Zero responda minha pergunta de ontem a solução é todo mundo virar gay ou assex?

Anônimo disse...

Islã moderado é igual caviar , só ouço falar.

Anônimo disse...

Ninguém duvida que a pessoa foi assaltada, mas se é estuprada a mulher logo é posta em duvida.

Anônimo disse...

Como seguir uma religião onde o fundador(Maomé)casou com uma menina de 9 anos???só aí mana todo o seu discurso e teoria do que VC acha do mundo real cai por terra
Feministas deveriam agradecer por morar num país mais ou menos cristão.
Leiam sobre a história da Irã.

Rafael disse...

Jonas, seu comentário não foi intelectualmente honesto.

Independentemente do Eduardo Cunha, nossa direita É BASEADA em valores cristãos.

Pode pegar qualquer discurso do Bolsonaro, Aécio, Mendonça Filho, Agripino Maia, Aloysio Nunes, José Serra e outros.

Nossa direita NÃO É BASEADA na liberdade individual.

Anônimo disse...

O pior éque defenderam maome dizendo que naquela época era normal casar nova.

Anônimo disse...

A partir da formação do zigoto já está definido cor dos olhos,cor do cabelo,altura,cor da pele,doenças genéticas que venha a ter,em duma já é um ser vivo!!

Anônimo disse...

Eu já postei aqui sobre as clínicas abortista dos EUA,inclusive a Planned Parenthood, onde eles desmembravam e vendiam os pedaços do feto!
Eu mesma estou há 15 anos sem engravidar porque eu me cuido,eu acredito que que deve haver orientação e educação sexual para evitar a gravidez indesejada e com certeza eu teria me arrependido muito se tivesse abortado.
Eu acredito que com a nova pílula Anticoncepcional Masculina os dois homem e mulher vão dividir a responsabilidade de evitar filhos e consequentemente evitar o aborto.
Taty

Anônimo disse...

EU acho sim que devemos olhar de um modo critico como os imigrantes arabes podem influenciar o futuro das mulheres europeias, mas o que eu acho estranho são os homens machistas do ocidente não gostarem dos arabes. Tipo, eles adoram se meter opiniao no tamanho da roupa das mulheres mas são contra a burca, criticam a lei maria da penha mas falam que os arabes incentivam a violencia contra a mulher...a unica diferença entre eles e o estado islamico é a religiao, porque em relação a mulher, ambos possuem a mesma opiniao. Tem muito homem brasileiro que gostaria que o crime de estupro so fosse provado apenas com a testemunha de quatro homens....

Zero disse...

anônimo 17:54

espero que não seja ironia, mas ok.

bem, a solução (na minha cabeça) seria vocês cortarem parte dos benefícios que dão aos homens. (sexo é um deles).

mas isso é apenas uma ideia equivocada minha, como falei ontem. entendi porque vocês ficaram bravas comigo, eu não percebia que estava tirando demais a capacidade racional da mulher em meu raciocínio. (porque acreditava em uma capacidade grande de manipulação por parte dos homens).

a verdade é que comecei a entender vocês melhor, que vocês gostam de se relacionar com homens. eu não gosto de homem, e não gosto de "estar no mesmo grupo" que eles. eu vejo todo homem como um demônio, frio e capaz de qualquer coisa pra submeter vocês.

mas enfim, isso não faz diferença mais. não me importo mais. então a solução é buscar ser feliz, da forma que lhe agradar mais.

Anônimo disse...

Pessoal contra o aborto, podem ir morar nos paises arabes, aborto nesses paises são proibidos em todos os casos. E as mulheres la são tratadas do jeitinho que vocês acham correto......

Rafael disse...

Anon 18:17, ser vivo, um feijão também é. Um ovo fecundado também.

Quando comprei o meu imóvel, no memorial de incorporação especificava o tipo de piso, loucas, metais e áreas comuns. E na realidade o prédio ainda era um grande terreno baldio.

Custa tentar compreender o que se está sendo discutino para não falar besteira?

Jonas Klein disse...

Rafael

Ate verdade que direita no brasil, ela majoritariamente formada por pessoas que são de direita mais pelo lado dos "valores" cristãos mesmo, e tem muito fundamentalista religioso dentro da direita aqui, como Bolsonaro e o marco Feliciano, ate e por isso que digo que a direita no Brasil e mal representada.

Agora eu me surpreendi, foi com o nome do José serra na sua lista, o serra e um cara de esquerda, ate mais de esquerda que muita gente do PT. O que não surpreende nada, pois o PT e o PSDB são vinho da mesma pipa.

Anônimo disse...

O contrario em países árabes é legal, turquia é legal aborto estranho né, mas eles preferem aborto a mulher ser mae solteira, é tudo por debaixo dos tapetes. Sobre homem achar ruim os árabes, tbm nao entendo, mas acho que eles querem nos dar a lição dizendo que podia ser pior. Mas tbm acho estranho. Mas acredito que eles nao querem casar, mesmo que pudessem ter 4 mulheres eles teriam que sustentar elas, e hoje em dia homem quer ser sustentado.

Anônimo disse...

Melhor abortar que dar pra adoção, mais gente pobre no mundo e passando fome, parem de dar tanto valor a vida, tem gente que passa a vida toda comendo lixo dormindo na rua. Se em países desenvolvidos tem aborto, nos sub deveria ter sido legalizado ha tempos, e diminuiria a taxa de criminalidade. Aborto nao é metodo contracepitivo é igual ao coquetel de hiv é medida emergencial.

Anônimo disse...

Anônimo das 16h32

É impossível sermos contra ou a favor de algo sem termos nascido. Você também só é contra porque nasceu. ;)

Anônimo disse...

Tattytroll, todo mundo vai morrer, eu inclusive. Só desejo que a morte desses senhores ocorra mais cedo pra que eles não arruinem a vida das mulheres. E por que esse chororô por eu dizer que desejo a morte desses lixos? Quando diz que é contra o aborto, você está dizendo que é a favor da morte de milhares de mulheres negras e pobres, já que as ricas não morrem-ah, é mesmo, pra gente como você é ok desejar a morte dos outros desde que isso não seja dito com todas as palavras, e que a morte seja só de mulheres negras e pobres. Ah tá. Ok. E essa sua lorota sobre a Parent Parenthoodjá foi desmnetida. Pode parar de dar ataque de pelanca com mentiras imbecis porque isso já não funciona desde o séc. XIX.

E só pra não perder o hábito, anon ds 14:15 por favor jogue-se de cabeça da ponte mais próxima e leve seus candidatos com você. Valeu.

Anon das 18:17 você deixa de comer ovo porque ele vai virar pintinho? Você deixa de comer feijão porque aquela sementinha pode virar um pé de feijão? Você vive de luz porque QUALQUER COISA que você come é vivo, inclusive alimentos industrializados que dependem de seres vivos como trigo, cacau, leite de vaca etc?

Pra quem achou demais eu ter mandado esse povo morrer, mal aí mas eu simplesmente não tenho mais paciência pra jogar fora com gente babaca. Quem quiser pegar eles pela mãozinha e explicar de novo é com muito prazer que eu passo o cargo.

anon A. (radfem) disse...

@Taty
A Planned Parenthood doa fetos abortados para pesquisas cientificas com células-troncos, do mesmo jeito que clínicas de inseminação artificial. Não existe 'desmembramento' em um feto de menos de 3 meses. Favor procurar no Google sobre isso que você achará muita informação desprovando esse mito.

anon A. (radfem) disse...

"O contrario em países árabes é legal"

Esse mapa aqui está falando outra coisa sobre a arábia saudita e os países árabes da áfrica:
http://worldabortionlaws.com/map/


Sou atéia, não tenho nenhum amor à religiões, mas ver esse povo católico e evangélico apontando para o islamismo é bem desagradável. O islamismo, o catolicismo, e a religião evangélica são BEM comparáveis, principalmente na parte ruim. Todos já fizeram e fazem muita merda na base do fanatismo.

Anônimo disse...

Aisha não tinha 9 anos quando o casamento foi consumado. Só aí mina todo o seu discurso e teoria do que vc acha do mundo real. http://www.huffingtonpost.com/dr-david-liepert/islamic-pedophelia_b_814332.html E uma pessoa que confunde Irã com Islã é que precisa estudar mais.

Anônimo disse...

Verdade, todos sem exceção fizeram e fazem muita merda na base do fanatismo, a diferença é que o Islã tem 600 anos a menos que o cristianismo, o cristianismo há 600 anos estava como mesmo? Fora que a Europa passou pelo Iluminismo, revolução francesa e etc, o mundo islâmico ainda não, mas daí a pessoa que é feminista e apoia o liberalismo islâmico ou feminismo islâmico é apedrejada pela própria esquerda. (PS: não foi pra vc esse comentário Anon. A., e sim outras pessoas, só utilizei um trecho do teu comentário)

Anônimo disse...

Gente, países árabes é diferente de países muçulmanos, não dá pra citar Turquia e falar de árabes na mesma linha. Turco é turco, árabe é árabe.

Anônimo disse...

Vc namora algum asiático?

Anônimo disse...

Defenda os muslins va pro país deles e veras como seras tratada. Pra ele vc é pior que as mulheres de la pq vc é estrangeira. E se vc não virar mulçumana pior ainda, se vc namorou algum árabe ou asiático, vc sabe como eles são. Nao adianta acreditar que eles não te veem como inferior de ate com ocidentais é assim.

Anônimo disse...

Ira tem a religião islâmica antes as mulheres pareciam ocidentais hoje estão cobertas, esse é o islã. Ninguém confundiu alias alguns países adotam o nome de republica islâmica de tão fanáticos que são.

Anônimo disse...

Feminismo islâmico faz me rir, é a mesma coisa que ser machista e a favor dos direitos das mulheres.

Anônimo disse...

De novo essa pessoa com papo de defender "muslins"? Não sabe escrever nem ler pelo visto, preguiça de debater com gente que não sabe interpretar texto. Mas vamos lá, tenho paciência: se eu falei que o Islam pode melhorar, é porque não concordo com tudo da interpretação dominante hoje em dia. Ao contrário de você eu não quero que os muçulmanos morram, eu quero (e acredito) que eles evoluam. Não adianta vir apontar defeitos dos muçulmanos aqui. Ou esses defeitos não tem nada a ver com a religião, e sim são culturais (casamento forçado, mutilação genital. por exemplo), ou tem a ver com a religião mas com uma interpretação errada do Islam (terrorismo, ISIS escravizando pessoas em pleno século 21, etc). Existem pessoas que se dedicam a mudar essas interpretações ultrapassadas, e são essas que eu apoio, são essas que merecem meu apoio, mas é difícil porque de um lado são condenadas pelos muçulmanos tradicionais, e de outro lado são condenadas pelos não-muçulmanos porque defendem o Islam, vide comentários nesse post.

Anônimo disse...

Anon 20:38
Para de ser racista por que vc só citou mulheres negras e pobres?Pelo seu discurso subtende-se que só existe mulheres ricas: as brancas.Incrível como o adjetivo pobre sempre vem antes de mulheres negras.
A questão da dor é irrelevante.Os embriões são o começo da vida e pesquisas indicam que seus cérebros já tem toda complexidade necessária para serem considerados humanos.
Ninguém é a favor da morte de ninguém pelo contrário somos á favor da vida,é difícil ver sensibilidade em alguém que tira o próprio filho e o joga no lixo a não ser em casos previstos em lei,mas cada um tem livre arbítrio né.
Enfim anônima racista que pena que a sua mãe não te abortou.
Taty

Anônimo disse...

"feminismo islâmico, faz me rir", enquanto você ri elas se mobilizam pelos direitos das mulheres e não ficam caçando carteirinha feminista de ninguém. Vamos estudar: http://blogueirasfeministas.com/2013/04/a-realidade-e-o-futuro-do-feminismo-islamico/

Anônimo disse...

Complementando, leia também os comentários do link que eu mandei, pra entender melhor o assunto. Tem dois comentários ali super didáticos, tão didáticos que se estiver com preguiça nem precisa ler o post, só eles. Boa noite.

Anônimo disse...

A propósito Lola, andei refletindo e acho que vou escrever um post sobre feminismo islâmico, ou sobre teologia feminista de um modo mais geral (ou um de cada, porque não?). Só estou super ocupada esse mês, talvez demore um pouco pra sair.

camila santos disse...

Eu fico pensando o que aconteceria se os comentários do zero sobre homens fossem escritos por uma mulher! provavelmente teria uma guerra...

lola aronovich disse...

Escreva sim sobre feminismo islâmico, que eu nunca publiquei nada a respeito. E obviamente isso existe.

Rebeca Sapeca disse...

"Voltando à analogia. Um ovo é uma galinha em potencial. Deveriam os vegetarianos parar de comer ovo?"

Rafael, acredito que seja consenso entre vegetarianos que não é correto comer ovos.

Não entendi o porquê dessa argumentação, mas de qualquer forma você precisa se informar melhor.

thay zaro disse...

"Anônimo disse...
Bobagem esse 'estatuto da familia', hoje é cada um por si, inclusive nas 'familias'!

Os gays so querem serem reconhecidos como 'unidade familiar' pra terem protagonismo, maior prova disso que as lesbicas estao pouco se lixando para tal estatuto!"



Migo, onde que as lésbicas estão pouco se lixando pro estatuto???? Eu sou lésbica, quase todas as lésbicas que conheço não estão se lixando pro estatuto. e olha que não são poucas, então pensa um pouco antes de cagar merda pela boca.

Anônimo disse...

Pessoa do feminismo islâmico, gostei de seus comentários, adoraria que você escrevesse um post sobre isso e que a Lola publicasse. Tb tenho uma péssima imagem dos muçulmanos mas concordo que desejar a morte deles não é a melhor forma de combatê-los. Fiquei curiosa sobre você, é muçulmana (o), mora no Brasil?

Rebeca Sapeca disse...

Na discussão sobre o aborto sempre vem a velha arrogância da ciência querendo colocar todos os pró-vida como fanáticos religiosos.

Aqui está uma poderosa argumentação laica e ateia contra o aborto

http://pt.aleteia.org/2014/08/11/uma-poderosa-argumentacao-laica-e-ateia-contra-o-aborto/

Rafael disse...

Rebeca, voce está confundindo vegetariano com vegano e eu preciso me informar?

Rebeca Sapeca disse...

Precisa se informar, sim.

Vegetariano eu entendo como alguém que elimina todo alimento de origem animal, mas apenas no contexto da alimentação.

Veganos dão um passo além, e eliminam toda matéria prima.

Inventaram um termo chamado ovolactovegetariano para enquadradas aqueles que comem ovos e leites, mas estes não são reconhecidos como vegetarianos.

Rafael disse...

Rebeca, olhe que interessantes os links que acompanham a sua "argumentação laica" no site indicado:

“Lembrai-vos”, a oração de São Bernardo que comove o coração de Maria

Uma belíssima prece medieval de filho para a Mãe, também conhecida como "Memorare" ou "Oração de São Bernardo"

Sete tipos de lágrimas, segundo o papa Francisco

A sabedoria das lágrimas e o significado do pranto nos discursos do Santo Padre

Oração para agradecer pelo dia de hoje
Por todos os hojes!

Por que o catolicismo é tão pouco atrativo para os evangélicos?

Testemunho revelador de um ex-evangélico convertido ao catolicismo


Pensou que eu não fosse ler, né?

A propósito, não faltam falácias de falsa simetria nesse "argumento". Principalmente no item 2.

Rebeca Sapeca disse...

Rafael, você fala em falácias, mas até agora você está usando a falácia do espantalho para criticar os pró-vida. Requinte seus posicionamentos, e não escolha apenas os trechos que ajudam a reforçar sua falácia.

Rafael disse...

Rebeca, seria a do espantalho se eu estivesse distorcendo o seu argumento.

Seu argumento é bastante conhecido por todos e não encontra suporte sem a crença em uma alma. Por isso ser tão comum pró vidas e religiosos serem quase sempre a mesma coisa.

Meu ponto é simples. Até a 12 semana o embrião não tem vida própria. É um amontoado de células. Um projeto de ser humano, se preferir. Até esse momento, não existe esse assassinato que vocês tanto propalam.

Anônimo disse...

O cérebro começa a se desenvolver no embriao após os 18 dias da gestação,a diferença é que nós consideramos o zigoto e o blastocisto como o início da vida.
VC determina um tempo pra dizer onde começa vida,o aborto interrompe esse ciclo,qual a diferença de matar um embrião de 5 dias, de 2 meses, de 7 meses, de 9meses ?de um ano?
É a mesma pessoa que estava lá se formando! Como já postei a dor é irrelevante.
Taty

Zero disse...

bem Camila Santos, dependendo do figura poderia ter "guerra" mesmo eu sendo homem. apesar de que alguns preferem usar os termos "escravoceta" e "mangina" do que atacar de fato (xingamentos diretos, e não "desdenho").

mas, eu não fui muito claro. eu falei que vejo / via assim. mas através de conversar com mulheres vi que não são todos assim.

eu sou homem, e me critico também. não me ponho como especial ou superior, tenho inclusive um grande complexo de inferioridade, o que me fez misturar muita coisa e falar muita besteira.

vocês, mais do que ninguém tem direito de criticar os homens, pelo que eles fazem com vocês.

eu critico porque me desgosta estar no "mesmo time" (devido as cagadas que os "companheiros de time" fizeram / fazem).

mas não sou todos, eu procuro fazer meu melhor, já me equivoquei muito também, como querer "salvar" as mulheres e aconselhar vocês a não fazerem mais sexo (mesmo gostando, só pra "testar") mas enfim, é só minha opinião. ;)

anon A. (radfem) disse...

"Defenda os muslins va pro país deles e veras como seras tratada. Pra ele vc é pior que as mulheres de la pq vc é estrangeira. E se vc não virar mulçumana pior ainda, se vc namorou algum árabe ou asiático, vc sabe como eles são. Nao adianta acreditar que eles não te veem como inferior de ate com ocidentais é assim."

Eu morei bastante tempo em um país com vários imigrantes muçulmanos. Sabe do que o machismo deles me lembra? Do brasileiro.

anon A. (radfem) disse...

@Rebeca
Como alguém que é vegetariana, estuda sobre vegetarianismo e veganismo há anos, e tem muitos amigos veganos: Você está falando merda.



E eu só posso imaginar que essa Taty é troll, ela claramente não leu nada do que ninguém a favor da legalização do aborto falou...

Para os pró-vidas: vocês claramente não querem ouvir argumentos, e estão argumentando baseados em religião, não em ciência (sem essa merda de 'pesquisas mostram que embrião de 1 semana sente dor'. Mostrem pesquisas sérias, que com certeza os mais de 70% de mundo e todos os países desenvolvidos já teriam levado em consideração se elas fossem verídicas). Se a sua religião é contra o aborto, beleza, então procurem reforçar que quem segue essas crenças não pratique o aborto. Porque o resto do Brasil tem que seguir suas crenças?

Anônimo disse...

Taty

Ao dizer que a vida começa na concepção você também está determinando um tempo para onde começa a vida. É impossível não determiná-lo.

DEATH BRINGER 16 disse...

A VIDA É UM LIXO TEM QUE TER ABORTO MESMO AINDA MAIS QUE ESSE MUNDO TA COM BILHOES DE MISERAVEIS QUE NAO PARAM DE SE REPRODUZIR POR CAUSA DE UMA MERDA CHAMADA CULTURA, COLETIVISMO, FAZER O QUE A MAIORIA PENSA EM VEZ DE PENSAR POR SI PROPRIO

camila santos disse...

De fato as pessoas se reproduzem por cultura ou melhor moda o mundo ta cheio de macacos de imitação , acho que muitas pessoas que tem filhos se tivessem refletido e pensado nas consequências não teriam tido filhos mas infelizmente ter filhos é visto como sucesso , casar é visto como sucesso e se você não namora ou não faz sexo é uma(o) infeliz. 3:28.

Anônimo disse...


Sou professora de História e estou assustada com os rumos de nosso país mas sinceramente eu quero que a direita tome o poder porquê.

a) Eu quero ver estas mulheres conservadoras que defendem Bolsonaro e acreditam que vivemos uma ditadura petista, perder seus direitos civis em nome da moral e os bons costumes, porque estamos caminhando para uma teocracia onde mulheres não serão nada.

b) Eu quero ver estes garotos zoeiros que espalham ódio na internet enfrentando uma crise de desemprego que a minha geração enfrentou no segundo governo de FHC, pois sinceramente não vejo a direita aponta solução para a crise econômica eles somente fazem leis para vigiar a vida alheia

c) Eu quero ver esta classe média metida a rica que virou massa de manobra nas mãos dos ricos, sofrerem com a perda dos direitos trabalhistas e sem os programas governamentais que a ajudaram

Anônimo disse...

Rebeca, vegetariano é a pessoa que não come carne de nenhum animal, nem peixe, porque pra isso é necessário matar o animal. Vegetarianos comem ovos, leite, queijo e manteiga porque pra conseguir esses alimentos não é necessário matar o animal. Veganos é que não consomem nada de origem animal, nem mesmo ovos e leite, mas não porque eles são "pró-vida" do pintinho; é porque eles acreditam que consumir qualquer coisa de origem animal é sinônimo de exploração. Se veganos abolissem toda a matéria prima, sinceramente, eles não comeriam nada porque vegetal é matéria prima. Vegetarianos comem sim ovos; veganos é que não comem nada de origem animal.

Tatytroll, minha flor, eu não sou racista, o Brasil e o seu amado governinho reaça são. Mulheres negras são a maioria das mulheres pobres, e mulheres pobres é que morrem fazendo aborto. Uma mulher negra que seja rica vai abortar com todo conforto e segurança numa clínica clandestina de luxo, assim como as mulheres brancas ricas; mas a maioria das mulheres negras, como eu já mencionei, é pobre e morre em abortos isneguros porque gente desprezível que conseguiu chegar no Congresso devido à ignorância e machismo dos brasileiros quer punir a mulher por fazer sexo e proíbe o anorto legal e seguro. Ser a contra a legalização do aborto significa ser a favor da morte das mulheres que não tem dinheiro pra abortar numa clínica-ou seja, mulheres pobres e negras e todo mundo já sabe disso. Que argumento furado, hein? Mas pdoe continuar, é lindo ver como você diz besteira quando não tem mais argumento.

Quanto a ser a favor da vida, bom, vocês já provaram que não são. Querem manter o aborto ilegal pra que mulheres morram e não raro deixem seus filhos órfãos; querem que as crianças indesejadas nasçam pra sofrerem maus tratos, abusos, explorações, crescer sem a menor estrutura, amor ou educação (e se virar bandido, vocês querem pena de morte); querem ver crianças abandonadas em abrigos sem nunca arranjar uma família, onde não raro sofrem todo tipo de violência, inclusive sexual. Se coração dói quando tiram um punhado de células do útero de uma mulher, mas não quuando vê essas crianças já nascidas, que sentem dor, medo, frio, fome e falta de amor e cuidado sofrendo um inferno? Que falta de empatia com seres humanos que SENTEM é essa, Tatytroll? Você diz que a dor não importa porque nunca olhou nos olhos de uma criança dessas, nunca a viu nos olhos de alguém que sofre todo tipo de horror porque uns assassinos tarados pela vagina alheia não permitiram que a mãe o abortasse pra puni-la por fazer sexo.

Eu também queria que a minha mãe tivesse me abortado Tatytroll, queria muito. Assim eu não teria que viver num mundo governado por mosntros, cheio de monstros a cada esquina e com monstros como você, que defende um punhadinho de células pra punir mulheres por terem feito sexo mas olha pra uma criança indesejada sofrendo e manda ela ir tomar no c* porque agora que não é mais embrião ela tem mais é que sofrer a vida toda e morrer. Teria preferido ser abortada a viver num mundo em que você e esses lixos humanos assassinos de mulheres existam. Pena que um bando de "pró-vidas" botou na cabeça da minha mãe que ela não podia fazer isso e cá estou eu. Lendo você defender a morte de mulheres e mandando crianças indesejadas que sofrem tomarem no c* porque você acha que mulher não pode fazer sexo. É, teria sido bem melhor pra mim que minha mãe tivesse me abortado. Infelizmente, os anti-mulher existem.

Rebeca Sapeca disse...

Anônima das 08:49.

Quando eu me referi a matéria prima, estava me referindo apenas a matéria prima animal. Para bom entendedor, meia palavra basta.

E vegetarianos não comem ovos, leites e seus derivados coisa nenhuma. Isso é ovolactovegetariano, uma espécie de falso vegetariano que tem preguiça de ser um vegetariano de verdade.

Quem consome leites e ovos está financiando o assassinato e tortura de bilhões de animais.


Rebeca Sapeca disse...

Nem preciso dizer que sou vegetariana. E pelo mesmo motivo que não aceito que bilhões de animais sejam torturados para saciar o prazer dos seres-humanos, não acho aceitável uma mulher matar um ser-humano para fugir de suas responsabilidades.

E não vejo diferença entre matar um feto de 7 dias e 9 meses.

Anônimo disse...

Rebeca,

Se vc não vê diferença, então quando ficar grávida não interrompa sua gravidez, simples. Eu vejo diferença e acho que abortar em vários casos é uma atitude mais responsável que não fazê-lo, não vejo por que isso seria fugir das responsabilidades.

André disse...

Há uma diferença enorme entre formação de células nervosas e um sistema nervoso funcional.

Anônimo disse...

Anônimo de 14:18 vc é que está confundindo as coisas.
Recém nascidos, de fato, não encontram tantos empecilhos para serem adotados (a não ser deficientes, filhos de mães positivas, usuárias de drogas) mas não é um processo "chegou, levou". Dependendo das exigências, o processo pode demorar anos, o q significa q a criança até ser adotada já não é um bebezinho
Casos de crianças expostas, aquelas abandonadas, o poder judiciário investiga dados q podem levar a encontrar os genitores. Ela é entregue para uma família provisória, o q significa q o pátrio poder pode ser reconstituído e a criança voltar para a família dos genitores. A criança é registrada como disponível para adoção e a substituta tem prioridade de adoção. O q ainda rola no Brasil é a compra de bebês, mas a mãe pode querer o filho de volta.
Mulheres têm o direito de entregar bebês para adoção numa Vara da Infância. Ela é acompanhada por uma equipe multidisciplinar. O índice de desistências, segundo o CNJ, é de 50%. Porém já ouvi críticas de q há uma pressão para a mãe ficar com o bebê e que há risco de exposição, pois procuram na família quem queira ficar com a criança.

Rafael Cherem disse...

Estamos nos tornando uma teocracia, vivo dizendo e os sinais são evidentes, em breve elegerão um presidente, será o coroamento desse processo.Quem puder sair do país saia enquanto é tempo, essa gente não conhece limites e conta com amplo apoio da população.

Anônimo disse...

Já te falei,para de associar a pobreza ás mulheres negras.
O número de abortos no Brasil querida vem diminuindo,e o número de mortes também.
Os aborteiros sempre inflacionam os números,mas quando se vai pesquisar a realidade é outra,essas milhares de mortes que VC fala não existe,quando se olha os números são muito,muito baixos.
França: 220.000 abortos população:70 milhões. nascimentos: 800.000
Brasil: 100.000 abortos população 200 milhões.Nasc:3 milhões
Nos países onde o aborto é legalizado o número não diminuiu só aumentou surgindo a banalização do aborto.
A própria Simone veil que introduziu essa lei na França mudou de opinião sobre o aborto,agora ela fala que reconhece a que ciência está demonstrando a existência de vida desde a concepção.
Enfim anônima pergunta pra sua mãe por que VC não foi abortada?
Taty

Rafael Cherem disse...

Se essa aberração for aprovada, me pergunto quanto tempo vai demorar para começarem a confiscar livros "impróprios"; prender, torturar e degradar pessoas acusadas de bruxaria e por fim, queimar hereges em praça pública...
E ponho a minha mão no fogo que uma fatia bem grande da população aplaudiria de pé e comeria pipoca ao som dos gritos dos "infiéis"...

Jane Doe,

É o futuro. Já fazem isso em menor escala.

André disse...

Rebeca,

Não ver diferença entre coisas diferentes é típico de fanáticos religiosos.

André disse...

Tatty,

E quantos abortos eram feitos antes? E o número de abortos tem só aumentado ou está estabilizando? E o termo banalização já é um indício de motivação religiosa.

Mila disse...

Taty,
Eu também já pensei que seria racismo associar pobreza à mulher negra, pois sou negra e classe média. No entanto, em certos contextos (na maioria, na verdade), é relevante sim ressaltar a cor da vítima. Mulheres negras, mesmo de classe média, também são vítimas de violÊncia por racismo. E eu como mulher negra, jamais vou me dar ao luxo de acreditar que correrei o mesmo risco que uma mulher branca com poder aquisitivo semelhante ao meu.

Noêmia cristina disse...

O que precisamos é de uma contra-ofensiva! Se somos capazes de aprovar a lei maria da penha, então também precisamos fazer passar as leis de:

1- Legalização e desburocratização do aborto nos primeiros meses, independente de situações que não sejam a vontade da mulher.

2- Legalização e regulamentação da eutanásia e do suicídio assistido.

3- Inclusão na grade curricular do ensino básico das filosofias antinatalistas de Julio Cabrera e David Benatar.

Anônimo disse...

Porra, Rebeca, embrião não tem atividade do sistema nervoso, que é o caralho da concepção científica de vida. Se não tem sistema nervoso, logo não sente dor, mas não é "só porque não sente dor" que somos favoráveis à legalização (não à porra da obrigatoriedade) do aborto. Parem de fazer espantalho dizendo que "é só dar injeção pra não sentir dor então pra gente matar todo mundo sem consequências legais" que vocês SABEM que não sentir dor não é o cerne da porcaria da argumentação. Por isso que tem gente tentando explicar à sua cabecinha limitada que É POR ISSO que não se defende aborto depois dessa faixa temporal, e logo não cabe os argumentos esdrúxulos do seu site católico de "mimimi, então vamos abandonar crianças de dois anos porque a mãe ficou desempregada e não pode mais criar o filho?". Se VOCÊ tá tão preocupada com "ain, mas a vida do zigoto", faz campanha aí pra acabar com clínicas de fertilização (ah, mas se é pra fazer zigotos PRA ENGRAVIDAR, mesmo que 99% deles "morra", é motivo nobre e não pode proibir), pra não ter eutanásia, pra obrigatoriedade da doação de órgãos da porra de um cadáver (que poderia salvar a vida de uma caralhada de gente precisando de transplante, mas ain, temos que respeitar o direito dele de não violar o corpo). Porque a porra de um CADÁVER tem mais direito a ter vontade respeitada, mesmo que o contrário fosse SALVAR VIDAS, que uma MULHER VIVA tem porque AIN O ZIGOTO NÃO TEM CUUUULPA. Porque quem nasceu com doença cardíaca é terrivelmente culpado pelo fato, né? Vocês NÃO SÃO pró-vida, vocês são PRÓ PARTO, o que é MUITO, MUITO diferente.

Jonas Klein disse...

Rafael Cherem

"Estamos nos tornando uma teocracia, vivo dizendo e os sinais são evidentes, em breve elegerão um presidente, será o coroamento desse processo."

Para com essa viagem cara que já esta ficando feio para você mesmo, nada que fira de foram significativa a liberdade individual das pessoas no Brasil, vai ser aprovado isso eu tenho certeza, além disso nenhum politico com discurso fundamentalista religioso ou moralista exacerbado vai ser eleito presidente, você se lembra da eleição de 2014, quantos votos fizeram aquele fundamentalista do pastos Everaldo e o homofônico do Levy Fidelix, nenhum dos dois fez sequer 1% dos votos, então relaxa cara, que as coisas não estão tão ruins assim.

Raven Deschain disse...

Ai ai.. E depois de todo esse tempo, percebi que estamos "debatendo" com um fake. "Rebeca é o Thomas, gente.

Anônimo disse...

Anon das 10:34hs

nao confundi nao !
te disse que nao sabia ao certo como era o processo pra mae entregar o bebê.
conheci pessoas que adotaram bebê de 1 mês ou menos que isso (estou falando atualmente, sei que ha 10, 20 anos atras pode ter sido diferente)

e, ao menos as informações que adotantes me passaram , mesmo bebes de maes positivas, usuarias de drogas nao encontram essa dificuldade nao. E sei de varias pessoas que adotaram bebes com deficiencia tambem. Mas estou falando de bebes. Depois eu nao sei ao certo.

O problema é que muitas vezes a criança está no abrigo, mas a familia ainda tem a guarda, daí pode demorar mesmo.

Como eu disse, nao sei como é o processo pra mae abrir mao da criança. E o que você falou da familia substituta, nao sei se é sempre assim, mas nao vou te dar certeza. O que eu sei é de varios adotantes que tiveram seus bebês sem ter passado por familia substituta.

Pra deixar claro, estou falando de adoções legais. E espero que todas sejam assim.

Anônimo disse...

Só para constar, Simone Weil (com 'w'), faleceu em 1943. Conta aí onde você arrumou a psicografia da declaração dela mudando de ideia...

Carol Pirlo disse...

Discordo Jonas.
Eles podem ser até uma minoria, mas obtiveram votos o suficiente para estar ali. Além do que em tempos de crises, as pessoas costumam se apegar ao conservadorismo. Como bem já disseram, nessa onda de odiar o PT, o povo pode estar apoiando essa turma do retrocesso. O silêncio dos justos pode custar bem caro.

Rafael disse...

Rafael Cherem, concordo plenamente contigo. Estamos às portas de um regime teocrático. O controle do corpo feminino, a mescla entre igreja e estado (inclusive com esta às margens da Receita) e os recentes projetos de lei obrigando por exemplo o ensino do criacionismo, mostram que não estamos errados.

Anônimo disse...

Anônimo de 12?37. As informações que eu me basei foram encontradas no CNJ e na Vara de Infância do Rio.
De fato, a adoção de recém nascidos é mais fácil desde que as famílias não coloquem tanta demanda. Como em geral o maior corte é o critério de idade, eles conseguem ser adotados com maior rapidez. Mas isso não se aplica a bebês com sequelas, deficiências ou que demandem tratamento diferenciado, como bebÊs com mães soropositivas e usuárias de drogas. Afinal, é preciso levar em conta que a mãe que entrega o seu filho à adoção (que está legalmente amparada no parágrafo único, art 13 do ECA)

Aqui tem um link (http://www.promenino.org.br/noticias/especiais/adocao-de-criancas-soropositivas-realidade-que-necessita-ser-mais-concreta) falando dessa realidade.
Aqui tem mais: http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2014/08/em-bh-mais-de-480-filhos-de-viciadas-em-crack-sao-abandonados-por-ano.html
Outro link sobre esses bebÊs: http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,interessados-em-adotar-rejeitam-filhos-do-crack-imp-,746671

Anônimo disse...

Hahaha sério, Raven?

Rafael Cherem disse...

Jonas, não é viagem,como eu disse em outro post, eles possuem dinheiro, voto,capilaridade,são suprapartidários e possuem apoio da população de maioria cristã, esses radicais de fato não são risco, mas não é eles que preocupam, são os moderados,estes abrem caminho para atuação dos radicais. Lembre-se como foram as últimas eleições, até a atual mandatária não bateu de frente com eles.Vai por mim, estamos rumando para uma teocracia.

Anônimo disse...

(Suspiro profundo) Tatytroll, minha flor de azaléa, eu entendo que você esteja desesperada pra não ser ignorada, mas calúnia e difamação de uma pessoa morta já é baixo demais até pra você. E quanto à sua pergunta imbecil, leia o meu comentário. Eu sei que você não lê mais que 140 caracteres, mas garanto que vai encontrar a resposta lá se fizer um esforcinho.

Então a Rebeca é o Thomas Toddy disfarçado? Bem que eu achei essa mascu com pepeca familiar demais... ela já era do fã clube do Toddy antes dele sumir do blog, e já era fake dele naquela época.

Doutrinador disse...

Num tema sensível como o aborto, sempre haverá bons argumentos dos dois lados (contra e a favor). Mas sem precisar mentir ou desinformar.

"Os deputados religiosos da Câmara mais conservadora desde 1964 estão unidos para aprovar vários projetos que visam acabar com os poucos direitos que temos. "
@ Não entendi essa história de "Câmara mais conservadora desde 1964". Só porque a Casa mostra agora alguma independência e não faz tudo o que o pt quer? Então a Câmara agora é mais conservadora que as composições da época da ditadura, de maioria arenista? Ou do que a composição que rejeitou a emenda das diretas?

"O PL criminaliza o anúncio de meios abortivos e revoga a lei de atendimento às mulheres e meninas vítimas de violência sexual, a 12.845."
@ Sim, o projeto criminaliza os anúncios, o que me parece um corolário lógico, tendo em vista que o aborto ainda é crime. O contrassenso da legislação atual é tratar o aborto como crime e o anúncio apenas como contravenção. O mesmo para o induzimento, instigação ou auxílio. Então o sujeito instiga ou induz a mulher a praticar o aborto, ela o faz sujeitando-se a toda a provação psicológica e e a ser responsabilizada criminalmente e quem instigou ou induziu sai limpinho na história?

@ Na prática todos sabem que na grande maioria dos casos quem instiga ou induz é o homem, que não quer arcar com a responsabilidade da paternidade. Me parece justo, num contexto em que o aborto é tratado como crime, que ele seja também responsabilizado.

@ Com relação à revogação da lei de atendimento, data venia, não há outro nome: é MENTIRA! Não há nada no projeto a respeito. O inteiro teor é público e pode ser consultado no site da Câmara, e como já disse, é possível ser contra ele mas sem mentir. Desafio a mostrar aqui o artigo do projeto que revoga a lei 12.845.

Doutrinador disse...

"Como sabemos, os fundamentalistas cristãos são contra o aborto em todos os casos"
@ É possível ser contra o aborto por razões religiosas ou simplesmente humanistas. Certamente a maior parte da população brasileira é contra, e não se trata de "fundamentalistas cristãos". Os fundamentalistas de esquerda só gostam da opinião do povo quando o povo concorda com eles.

"Não é alarmismo -- se depender deles, o aborto será proibido e criminalizado em todos os casos"
@ E se depender da blogueira, o aborto é liberado em todos os casos. Se depender de mim, e provavelmente da maior parte da população brasileira, a legislação fica como está. Todos tem direito a ter opinião e se mobilizar, ou não? Ou só quem pode debater são os esquerdinhas mimizentos?

"E como também sabemos, para reaças a vida começa já na concepção. "
@ Pois é, tem gente que acha que aquele "troço" lá, não importa o nome que você dê, merece proteção. O respeito à vida nos protege enquanto civilização. Mas para se compreender isso é preciso estudo, cultura humanista, vivência, maturidade, e pra quem vê a vida humana como um parasita isso pode mesmo parecer estranho.

"Por isso que o alvo deles com o PL 5069 é a pílula do dia seguinte, que para eles é abortiva. "
@ A pílula não tem rigorosamente nada a ver com o PL 5069. Não importa o que os "reaças", esse povo tão ruim que povoa o imaginário dos esquerdinhas mimizentos, acham isso ou aquilo da pílula. Não é considerada abortiva e é amplamente distribuída. Dar a entender que o PL quer proibir a pílula é só mais um truque fajuto.

"Hoje, uma mulher ou menina vítima de estupro pode ir ao SUS (...) Cunha quer acabar com isso, adicionando mais violência às vítimas da violência"
@ MENTIRA! Eu jamais votaria em Cunha pra qualquer coisa, mas não preciso inventar intenções malignas pra ele. Cunha quer acabar com a pílula ou com o atendimento às vítimas de estupro? Onde está escrito? Novamente: o PL 5069 não altera a lei 12.845. Não é possível: o PL só tem dois artigos. Até esquerdista que só lê meme de facebook consegue.

"O PL 5069/13, se aprovado, criminalizará quem instruir, orientar ou prestar auxílio a quem pratique o aborto -- mesmo nos casos de violência sexual!"
@ Não sei se é MENTIRA ou só desinformação. Ora, se a própria lei prevê a legalidade do aborto nesses casos, como vai criminalizar quem instrui, orienta ou auxilia? O art. 127-A, se aprovado, vai valer apenas para os casos de aborto ilegal. É um crime conexo, dependente de outro: só seria punido quem, por exemplo, auxilia o aborto se o crime principal, o aborto, acontecer. Se o aborto não for crime, por estar nas exceções legais, não poderá haver o crime dependente.

Anônimo disse...

Melhor ler meme de facebook do que mentiras na pagina do olavão com photoshop amador e porco.

Raven Deschain disse...

É. Alguns posts atrás sobre veg(etari)anismo ele fez o mesmo comentário sobre ovolactovegetarianos. Praticamente palavra por palavra.

André disse...

Doutrinador,

Dizer que todo fundamentalista cristão é contra o aborto não é o mesmo que dizer que todo mundo que é contra o aborto é um fundamentalista cristão.

Enquanto a reivindicação dos "favoráveis" ao aborto não obriga quem é contrário a abortar o inverso não é verdadeiro. Todo o poder ao povo desde que a maioria não queira retirar direitos das minorias.

Tá escrito lá no PL:
"Art. 127-A. Anunciar processo, substância ou objeto destinado a provocar aborto, induzir ou instigar gestante a usar substância ou objeto abortivo, instruir ou orientar gestante sobre como praticar aborto, ou prestar-lhe qualquer auxílio para que o pratique, ainda que sob o pretexto de redução de danos:"
Portanto, a pílula do dia seguinte e a divulgação de qualquer procedimento abortivo está sim ameaçado. Por mais ridículo que pareça, do jeito que está escrito, um hospital poderá fazer o aborto no caso de risco para gestante mas não poderá divulgar que disponibiliza esse procedimento.

Sim, o Cunha quer proibir tudo: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,deputados-querem-proibir-aborto-no-pais-imp-,865898

Anônimo disse...

Estou falando da Simone veil francesa que está VIVA!!!
Google cadê VC ?? Socorre esse povo analfabeto funcional!!
Taty

Anônimo disse...

Kkkk Simone veil francesa viva.
Pessoas analfabetas funcionais.
Socorro google!!
Veil com v tá.

Anônimo disse...

Anon das 13:51

vc me passou uma reportagem de 2005

como eu escrevi no meu post anterior, eu estou falando da atualidade, sei que que ha 10 anos o panorama da adoção pode ter sido diferente.

Anônimo disse...

Despenalizar el aborto no lo incita, garantiza la salud femenina. Si se penaliza no quiere decir que desaparecerá el aborto clandestino seguirá existiendo. http://www.comoabortar.com.mx/

Anônimo disse...

O dia que os pró vida se mobilizarem pelas milhares de crianças já nascidas que possuem uma vida de merda tanto quanto se mobilizam pela proibição do aborto, aí sim eu acreditarei que essas pessoas realmente lutam a favor da vida, enquanto isso não acontece continuo acreditando que é hipocrisia mesmo.

André disse...

Vamos supor que a legalização do aborto banalizasse o procedimento a ponto de se tornar um método contraceptivo usual entre as mulheres. Existe algum problema ético nisso? A popularização da pílula anticoncepcional "banalizou" o sexo com possíveis consequências nas DSTs e gravidez indesejada. Mas qual o problema ético em se fazer mais sexo? E como essas consequências devem ser tratadas? Com educação sexual ou proibindo a pílula?

Sandra disse...

Pessoas que falam que aborto é método contraceptivo não entendem absolutamente nada a respeito de aborto, concepção e conceitos básicos de "pré" e "pós".

André disse...

Tatty,

E quantos abortos eram feitos antes? E o número de abortos tem só aumentado ou está estabilizando? E o termo banalização já é um indício de motivação religiosa.

André disse...

Rebeca,

Não ver diferença entre coisas diferentes é típico de fanáticos religiosos.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 210   Recentes› Mais recentes»