terça-feira, 29 de setembro de 2015

GUEST POST: QUEM NÃO SE DÁ AO RESPEITO?

William me enviou este texto sobre algumas moças que tiraram o sutiã num show do Rock in Rio.
Fui pesquisar um tiquinho pra poder ilustrar este post e descobri que, no festival de 2001, o baixista da banda americana Queens of the Stone Age ficou nu no palco (e até recebeu ordem de prisão). Por isso, durante o Rock in Rio 2015, num grupo de Facebook, mulheres fãs do grupo planejaram fazer topless durante a apresentação.
Só não podiam imaginar que tem um bando de marmanjo que pelo jeito nunca viu peitos na vida. Conta pra gente, William:

Estou mandado este e-mail para contar um episódio de machismo que ocorreu bem ao meu lado no Rock in Rio e que me fez ver o quanto a falta de respeito e a violência contra a mulher estão enraizadas na nossa sociedade.
Estava em frente ao palco durante o show da banda Queens of the Stone Age e durante a música "Smooth Sailing" uma garota de cabelos castanhos com pontas vermelhas subiu na cacunda de um cara usando na parte de cima apenas um sutiã vermelho. Na hora que ela subiu já começou um coro de homens gritando "Tira, tira, tira". Mas eis que ela tira o sutiã e começa a dançar e a sacudir o sutiã. 
Achei bem legal, pois a menina estava mandando um foda-se pra sociedade e quebrando tabus, pois apesar de ser comum em shows na Europa as mulheres mostrarem os seios, sabemos que aqui no Brasil não é assim. 
O cara que a levantava começou a andar mais pra frente, tentando aproximá-la do palco, e então começou a falta de respeito. Um cara levanta a mão e aperta os seios da garota, que logo tira a mão do cara, e então dezenas de mãos começaram a subir e a apertar os seios dela. Ela tentava tirar, mas não tinha como, pois os homens não paravam. 
Era aquele velho pensamento machista: se ela está mostrando os seios, é porque é puta e quer que apertem. Me senti extremamente envergonhado, imaginei os caras da banda que sou fã vendo aquilo e pensando "Que merda de país", e eu mesmo pensava "Que merda de país, que merda de caras sem noção". A menina não aguentou o tanto de mãos lhe apertando, e voltou a por o sutiã. 
Então mais pra trás, outra menina incentivada pela coragem da primeira fez o mesmo. Sobe na cacunda de um cara e também tira o sutiã. E o que ocorre? Mais do mesmo! O cara que a carregava tentou se aproximar do palco e inúmeras mãos subiram e apertaram os seios da menina, que tirava as mãos dos caras. 
Já quase no final da música, as duas meninas ficaram mais ou menos uma ao lado da outra, e a primeira voltou a tirar o sutiã, e agora paradas no mesmo lugar, ninguém mais mexeu com elas. E elas curtiram o final da música mostrando os seios e cantando sem ninguém incomodá-las. 
Mais pra trás uma terceira chegou a mostrar os seios da mesma forma, mas essa tirou o sutiã e colocou de volta rapidamente, para que não ocorresse o mesmo que ocorreu com as outras.
No fim da música elas desceram da cacunda dos caras e não as vi mais. 
Ao fim dos shows, encontrei um casal de amigos e contei o que ocorreu, e para meu espanto, a resposta dos dois foi "Elas que pediram". Questionei e falei que não, que elas tirarem o sutiã não dá autorização a ninguém de passar a mão. Meu amigo concordou, mas falou que ainda assim achava errado uma mulher mostrar os seios daquele jeito. 
Já a namorada dele tinha uma opinião pior, falava que era culpa delas e que elas queriam que os homens passassem a mão e que elas era putas que não se davam o respeito
Esse é o pensando da maioria dos brasileiros. Pensamento que legitima estupro de mulheres bêbadas, legitima estupro de mulheres que saem pra balada, que usam roupas curtas etc. Pensamento de que a mulher precisa "se dar o respeito". 
No fim, um ato que começou mostrando o poder e a liberdade da mulher terminou mostrando (mais) um show de machismo e violência. 
Sou homem mas simpatizo com feminismo, e amo seu blog. Sempre aprendo muito com ele. Continue seu difícil trabalho.

218 comentários:

1 – 200 de 218   Recentes›   Mais recentes»
Mila disse...

Eu vi o episódio no RiR e achei um absurdo aquele monte de homem apertando o peito da menina. Mas, como sou jornalista, fiquei de olho nas matérias que seriam publicadas a seguir. E Bingo! O show do QOSA ainda rolava quando publicaram no G1 uma "matéria" com a fã mostrando os seios. Nem havia nada o que falar, ainda forçaram a barra falando que foi uma homenagem ao baixista que ficou nu ou que estava calor e a menina tirou o sutiã, encheção de linguiça para mostrar peitinhos no site. (jornalismo punheteiro).
O que mais rola nesses festivais são as "musas", especialmente no dia do metal que até eu fui parar na galeria de musas (sou musa de ninguém não, tava lá para curtir como todo mundo). No referido dia, o tema da galeria de musas foi o calor e as garotas de biquini.

Anônimo disse...

Uma sugestão pras moças é que se quiserem fazer isso de novo na próxima vez levem com elas um isqueiro, estilete ou faca e metam sem dó nem piedade na mão do vagabundo que chegar perto. Eu sempre carrego comigo um estilete monstro de mais de um palmo, se vagabundo chegar perto, tentar se esfregar ou apalpar corto a mão ou o saco sem dó nem piedade. Macho abusador tem mais é que machucar, mete a mão, fura, corta, queima mas mantém eles longe. Sem dó nem peninha.

Anônimo disse...

Pior é o cara que tá carregando a mulher para os outros passarem a mão.

@vbfri disse...

Valha-me, Deus.
Ontem eu estava almoçando e o tema da galera era a novela que tinha acabado. Show de horrores. Só tinha mulheres na sala e elas começaram a falar que a "culpa" de tudo era da mãe e da filha, que eram p... que tinham que morrer... que sei lá o que... e que o cara era normal.
Fiquei em silêncio, pq já fiz treta demais por isso. Tem horas que cansa.
Deus tem que extinguir a gente e investir no mico leão dourado, pq olha...

Rafael Cherem disse...

Era para ser uma coisa normal, mas vira um evento, e isso num show de rock!
Sobre o jornalismo esse negócio de "musa de..." já encheu a paciência.

Anônimo disse...

Coitadas das moças. Os homens machistas agarrando as mulheres isso é um absurdo e falta de respeito deles. E para piorar a situação no meio daquela multidão fica difícil identificar os agressores. Revoltante a falta de respeito desses homens.

Anônimo disse...

Em q difere o uso de burcas e véus das mulheres do oriente para a nossa obrigação de cobrir os seios? Nada. Nos dois casos se a mulher não usar as vestimentas q sua sociedade exige, ela é desrespeitada.

J.M. disse...

Sempre curti rock desde criança. A essência do rock é a transgressão, a liberdade. É claro que rock nunca foi sinônimo de música totalmente progressista, mas de uns tempos pra cá, vem se tornando sinônimo de estilo musical de reaças no Brasil. É uma pena.

Sobre o assunto do post e a reação da imprensa à manifestação das moças, só mais uma pequena dose diária de perda da esperança que um dia o patriarcado irá ruir definitivamente.

Kittsu disse...

É bem fácil quebrar um dedo. Você só precisa segurar com firmeza a mão perto da articulação e com a outra mão, segurar o restante do dedo e dobrá-lo todo em direção às costas da mão, como se quebra um graveto. A resistência inclusive é a de um graveto, mesmo.

Anônimo disse...

É um desrespeito tremendo desses caras, e pior é o pensamento extremamente machista de quem diz que elas são putas mesmo e que ficaram sem a blusa para serem apalpadas...Não tem como não fazer um comparativo, pq se fosse um homem sem camisa, ou um homem de shortinho curto ninguém chamaria ele de nada, e não ficaria apalpando ele. Passo por isso todo santo dia , eu gosto de roupa curta, e nesse calor exceto no trabalho eu gosto de usar short curto, barriga de fora, e roupas leves.. E quando eu saio o que eu ouço tanto de mulheres quanto de homens é absurdo...Uma mulher chegou me perguntar no supermercado se eu não tinha vergonha da minha blusa, pq minha barriga estava aparecendo. Pois é, tenho que me vestir conforme as outras pessoas querem para não incomodá-las.

Anônimo disse...

Eu tirei meu saco pra fora mas vieram umas loucas e começaram a passar a mão, foda, tive que colocar meu saco pra dentro da cueca novamente. Sociedade opressora, abaixo o patriarcado !!!

Jonas Klein disse...

Olá William e para os(as) colegas aqui.

Após algum tempo ocupado com o meu trabalho estou de volta.


Sabe William, tem uma parte do seu texto eu achei bem interessante:

"Já a namorada dele tinha uma opinião pior, falava que era culpa delas e que elas queriam que os homens passassem a mão e que elas era putas que não se davam o respeito."

Isso só vem reforçar aqui que eu já venho dizendo a muito tempo, que só nos quisermos, destruir o machismo estrutural que existe no mundo, nos primeiro precisamos fazer as mulheres pararem de serem machistas, por varias razoes, entre elas que mulheres machistas, criam filhos e filhas machistas.

Quanto aos marmanjos passando a mão no seio das moças, isso e lamentável e só com muita conscientização para no futuro a gente nunca mais presenciar este tipo de coisa.

Anônimo disse...

Para que essas situações não ocorram basta elas não mostrarem os seios, anon 11:30 realmente deve ser um loser o cara que carrega a mina para os outras ficarem passando mão.

Anônimo disse...

Mais "loser" ainda é quem usa esse termo e ainda não teria nem força pra carregar aquela mulher, mesmo que ela deixasse.

Anônimo disse...

Jonas seja lá o que você tenha tomado hoje essa sua opinião foi coerente e pasmem sem muitos erros de português. Concordo com você, ficar passando a mão em cabeça de mulher machista dizendo que são só "reprodutoras do machismo" é o mesmo que varrer o problema pra debaixo do tapete. Se todas as mulheres do mundo se tornassem feministas o machismo sem dúvidas acabaria e os homens entrariam na linha.

Pri Leone

B. disse...

Depois reclamam quando gringos acham Brasil país de merda. É mesmo...país atrasado...

Os caras levaram elas pra frente para elas serem apalpadas? Não entendi isso ao ler o texto.

Se esse relato fosse publicado no Facebook, ia chover críticas ao William, pois é "um macho piroco opressor". E na cena onde o William criticou a menina machista, iam dizer que ele tinha que ficar quieto "pois uma mulher sempre será mais feminista que um cara", e que ele não devia ter falado nada e ela "devia se empoderar sozinha sem ajuda de homem" (não preciso nem dizer que tenho asco desse feminismo de Face).

Tenho que concordar com o Jonas dessa vez, fazendo um link com a vbfri, dá aflição ver mulheres praticamente defendendo a morte de outras. Conheço umas loucas aí que IDOLATRAM o personagem interpretado pelo Rodrigo Lombardi. O personagem era psicopata, tudo de ruim, e tinha mulher se RASGANDO por ele, queria "dar" pra ele pois ele é "tudo que uma mulher quer: rico e lindo".

Tem mulher que ama o machismo, sinceramente. Essas mulheres são o perfeito exemplo do que os mascus choramingam que mulher quer homem "utilitário". Essas que citei dariam tudo por um cara "útil".

tenho pavor de mulher machista, pavor. E na minha opinião, quanto mais um país desrespeita as mulheres, pior ele é, inclusive no aspecto econômico.

Anônimo disse...

Seria equivalente se estivessemos falando delas terem botado a vagina pra fora e não os peitos, como os homens sempre fizeram.
Tenta de novo

Anônimo disse...

Depois dizem que nao existe mulher machista. A opinião da namorada foi pior que a do cara.

Danu disse...

Sinto uma dor imensa ao me deparar com esse tipo de situação, pois sei bem o que são mulheres machistas e o quão é difícil é ouvir esse tipo de coisa.
Passei um susto em agosto quando fui beber com uns amigos e minha família disse que eu tenho que ficar mais em casa, evitar beber (mesmo com amigos) e se for sozinha então, Mas é claro que não.
Há sempre discussões quando vou sair, mas eu sempre saio como cabeça dura da história. Tenho 24 anos sou independente, gosto de viajar sozinha, sair para resolver minhas coisas sozinha e toda vez é uma briga, com quem você vai? Sozinha! Minha mãe sempre fala que não tenho jeito e que para viajar é bom que um homem vá junto. As vezes falo de tabus dentro de casa para discutir mesmo a respeito e isso sempre acaba na mesma "ladainha". Na minha família as mulheres são todas machistas, porém lá no fundo tem um pouco de inveja da minha liberdade e do meu conhecimento que conquistei sozinha e quando aconteceu uma situação desconfortável comigo foi em cheio o troféu para me massacrarem, enfim, me dói, dói muito, mas infelizmente existe sim muitas mulheres machistas.

Anônimo disse...

Ela queria aparecer e conseguiu,, bem escrota, mas isso n justifica passarem a mão nela.
O cara da banda foi preso por ficar pelado mas temos q aplaudir a mulher?

lola aronovich disse...

Muita ignorância e desinformação em tão poucas linhas, anon das 13:29. Primeiro, o cara da banda não foi preso. Segundo, não tem que aplaudir a mulher. Só não tem que xingá-la ou apalpá-la. Não entendo como vcs fazem esse salto "lógico" de não xingue / não toque para aplaudir.

J.M. disse...

Anon 14:29

Além do que a Lola já te explicou (não sei como você consegue ter tanta paciência com seres assim, Lola - vc é mesmo incrível) o cara da banda ficou completamente nu, as moças apenas tiraram o sutiã e ficaram com o peito à mostra, como qualquer homem faz sem problema nenhum.

Zero disse...

eu pessoalmente jamais iria em show algum por diversos motivos (brigas, confusões, bêbados fedendo e enchendo o saco).

eu tenho pra mim como respeito não se expor, não estou justificando os caras, mas eu não tiraria a camisa em local nenhum.

falar de liberdade, ok. mas o conceito de liberdade é pretexto hoje pra coisas sem muito sentido, o que mudou / melhorou o show pra ela tirar a blusa ou não tirar ?

não é repressão, mas acho desnecessário mesmo.

muitos aqui falando sobre cortar / quebrar a mão do cara, como já falo há tempos, a pior coisa que se pode fazer a um ser humano é "toca-lo" e não agredi-lo, não é invenção minha, é só ver como ambos casos são vistos.

Anônimo disse...

Não precisa aplaudir, imbecil, ficar quieto (a) na sua já seria o suficiente.

Tenho mais raiva dessas otárias como a namorada do cara. Torço para que elas se fodam muito com seus namorados machistas.

Zero disse...

"mandando um foda-se pra sociedade."

tirando o fato que vivemos numa idiocracia completa, o fato seria irrelevante.

mas analisemos dentro da realidade atual:

o que ela "provou" a sociedade? qual a dimensão da sociedade no contexto ?

acho que ela só mostrou que não tem inibição pra tirar a blusa em publico. nada mais.

fazer disso um ato "heroico" é estranho, pelo menos pra mim. (mesmo considerando que teria os caras pra provocar).

o Brasil tá cada vez com menos sentido.

J.M. disse...

Zero,

A problematização aqui não é do que seria ou não falta respeito, e sim de uma situação das mais escrotas de machismo estrutural. Você por ser homem pode escolher tirar ou não a camisa em lugar público, se tirar não será assediado ou visto como disponível (talvez em contextos muito restritos isso possa acontecer). Já a mulher, em qualquer contexto, não pode optar pela segunda opção sem ser imediatamente objetificada, o que afeta inclusive mulheres que decidem/precisam amamentar em público.

Zero disse...

J.M,

sobre a amamentação é claro que concordo contigo, é algo necessário pra mulher e pro filho.

o mesmo não se pode afirmar pra tirar a blusa em show, não nenhuma necessidade disso.

não tiro camisa por questão de assedio, nem em casa eu tiro. eu durmo vestido.

mesmo que um cara sem camisa seja assediado, isso não o deixará mal, inflará seu ego, a não ser que seja assedio por parte de outro homem (gay) a um hétero. aí creio que haveria a mesma reação da mulher (no caso do show).

se historicamente mulheres sempre andassem sem camisa e não houvesse a pressão conservadora no mundo, hoje isso não ocorreria mais. (há quem afirme que pés são fetiche por estarem "cobertos", diferente das mãos, por exemplo).

J.M. disse...

"acho que ela só mostrou que não tem inibição pra tirar a blusa em publico. nada mais."

---> Sim, era exatamente assim que essa situação deveria ser vista. Mas o machismo a transforma nisso que o post mostrou.

Anônimo disse...

Fica pela no meio de milhares de homens e não quer que eles passem a mão???
Ah????
Se fosse um HOMEM que ficasse pelado ali mesmo, ele certamente seria apalpado na bunda até não aguentar mais, e alguns gays ainda meteriam a mão no pinto do cara.
Então, o problema não é Mulher ficar pelada e levar mãozadas na teta. O problema é que QUALQUER UM que ficasse pelado em um local como aquele certamente seria apalpado. E se fosse feio seria motivo de risos e chacotas, e por aí vai.
Quem não quer sofrer esse tipo de humilhação, que fique COM ROUPA. Simples assim. Mas tem gente que gosta de complicar, né?
É como andar na rua pelada e não querer chamar a atenção. Se gostam de ficar pelados, existem cidades que praticam o naturismo no País. É só irem pra lá. Lá todos acham natural isso. Mas no geral, o naturismo não é tolerado pela sociedade. É simples viver em sociedade. Algumas pessoas que complicam as coisas, como essas duas aí.

Anônimo disse...

"Fica pelADA..." (retificando post das 14:44hs).

J.M. disse...

"sobre a amamentação é claro que concordo contigo, é algo necessário pra mulher e pro filho.
o mesmo não se pode afirmar pra tirar a blusa em show, não nenhuma necessidade disso."

---> Pois é, Zero. Eu pessoalmente também acho desnecessário tirar a camisa em shows, mas como é uma situação que envolve opressão machista sobre o corpo da mulher, defendo a ideia de que elas possam fazer isso sem serem assediadas, assim como os homens. Seja o contexto "sagrado" (amamentação) ou "profano" (show de rock) a opressão machista é a mesma.

"se historicamente mulheres sempre andassem sem camisa e não houvesse a pressão conservadora no mundo, hoje isso não ocorreria mais. (há quem afirme que pés são fetiche por estarem "cobertos", diferente das mãos, por exemplo)."

Então, Zero, na minha opinião nunca é tarde para começar a mudar essa visão tacanha de mundo.

Zero disse...

J.M,

o que quis dizer é que não dá pra considerar um ato heroico também. se fosse qualquer outra coisa, uma fantasia estranha, ou alguma mensagem, etc. não tem o que tirar, entende ? não há nada que mude nada. digo isso mesmo que ninguém tivesse metido a mão ou se importado.

J.M. disse...

Troll das 14:44

Elas não ficaram peladas, não mostraram a vagina ou a bunda para serem apalpadas. Será que é tão difícil entender?

Zero disse...

J.M,

tu não entendeu o ultimo trecho do meu comentário. falei que se nudez feminina fosse comum há anos, uma mulher tirar a blusa hoje não teria efeito nenhum.

o meu ponto é: o que agrega ? como homem sou "livre" pra tirar a camisa, e não o faço, porque não tem sentido nenhum.

tu tacha minha opinião de tacanha só porque não concordo 100% contigo.

Anônimo disse...

Ela merecia respeito, agora uma mulher ficar sem camisa não é a mesma coisa que um homem sem camisa

Anônimo disse...

Ah é, anon das 14h44, então se um cara fizesse a mesma coisa que elas, ou seja, tirasse a camiseta, também seria apalpado? Não né, até porque havia vários homens no show sem camisa e nenhum sendo apalpado. Então não fale merda, estuprador em potencial.

Anônimo disse...

J.M das 15:00hs,
Então vc, homem, se ficar naquele local com uma bermuda que cubra a parte da frente mas deixe a bunda totalmente de fora (pelo seu critério = não pelado), acha que sua bundinha ficaria totalmente livre de apertões, beliscões e demais "saliências" não requeridas?
Sua desculpa não cola. Manda outra.

Jonas Klein disse...

Tem uma observação que eu esqueci de fazer no meu primeiro comentário.

Assim como tem gente machista, também tem a turma do "moralismo" tosco, que embora não seja tão nociva quanto os machistas, também geram problemas, estas pessoa as vezes ate se confundem com os machistas, mas são diferentes.

Os machistas assim como turma do moralismo tosco, adoram fiscaliza genitália e a roupa aleia, a diferença e a turma do moralismo tosco, cobra dos homens e das mulheres o mesmo comportamento, isso os difere dos machistas...


Zero

"o mesmo não se pode afirmar pra tirar a blusa em show, não nenhuma necessidade disso."

Ta e dai? não tem necessidade não tem, mas se pessoa esta quieta na sua com muita, pouca ou sem roupa nenhuma, ela(e) deve ser respeitado(a) e deixado quieto.

E ai se você não gostou de ver aquela pessoa sem roupa, e simples e só não olhar para ela(E) e pronto e simples assim...


Anon (idiota) 14:44

Isso e uma simples questão de direito, o fato que a pessoa mesmo que esteja nua isto não te da o direito de por a mão nela(e), e nem de dizer bobagem a pessoa, e simples assim, e se houver algum desrespeito a esta regra de direito, isso deve ser punido com o máximo rigor.

Isso que eu expliquei aqui, qualquer pessoa com mínimo de inteligência consegue compreender, pois tratava-se de uma simples questão de respeito a liberdade individual.

J.M. disse...

Zero, meu caro. Não é a tua ideia que eu acho tacanha, e sim essa ideia de que mulher não pode ficar sem camisa em público como os homens fazem. É essa ideia que eu gostaria de ver desconstruída. Não é o seu ponto de vista sobre a falta de necessidade de atos como esses, ok? Desculpe o mal entendido.

Zero disse...

Jonas,

tu tem dificuldade pra entender. nunca falei que a pessoa não mereça respeito, só falei o obvio, que não há necessidade de tirar, e sabendo que gera esse tipo de coisa prejudicial a própria pessoa (seja homem, seja mulher) é ainda mais desnecessário.

o problema é que todo comentário que não seja "apoiando" já é repressão...

Zero disse...

J.M,

entendi agora, é que no fim do teu comentário parecia mesmo que era direcionado a minha "visão".

também não gosto que haja esse tipo de comportamento, mas há. eu pessoalmente opto por evitar algo prejudicial a mim mesmo.

Zero disse...

de novo isso ?

redimir o caralho, cara. deixa de ser pentelho. já te falei que essa felação é contigo e teus amiguinhos de fórum.

tu fala tanto em "ser homem". baita homem és, passa o dia aqui chorando por causa dessa merda.

já te disse, não desdenha a 4a série, teu guru parou aí...

J.M. disse...

Troll das 15:11,

Qualquer pessoa, seja homem ou mulher, em uma situação dessas, estaria sujeita a ser assediada. Estamos falando aqui sobre mostrar o peito, algo que apenas homens podem fazer sem se preocupar com assédio. Arranje você outra desculpa.

J.M. disse...

Aliás, como o Jonas já comentou, ninguém deveria ser assediado, estando nu ou não. Mas as reações diante de mulheres tirarem a blusa é uma das maiores manifestações do machismo objetificador, visto que é algo que apenas às mulheres é vetado.

Anônimo disse...

Acho que ela ficaria mais incomoda se ninguém desse atenção do que se as pessoas a assediassem.
Comparar esse caso com os casos de mulheres que são assediadas no dia a dia é sacanagem com as mulheres

Zero disse...

se eu sou infantil imagina o cara que tá me enchendo há dias, foi a ultima vez que mando ele a merda. o sujeito não cresce...

William disse...

Os garotos carregavam as meninas pra frente pra tentar aproximá-las do palco, não para que fossem apalpadas. Mas era justamente no momento que estavam andando que as mãos subiam para apalpá-las, quando eles ficavam parados, as mãos diminuiam. Deu pra entender?

Em que momento eu falei que mostrar os peitos era um ato heróico? Falei que ela estava quebrando tabus e mandando um foda-se pras regras machistas da sociedade, nada mais.

E apesar de todos saberem, vou falar só pra constar, no MÍNIMO 50% dos homens que estavam lá na frente do palco mundo estavam sem camisa, e não vi ninguém sendo apalpado por isso rs

André disse...

Mostrar os seios em show de rock é um protesto meio comum, rola isso desde Woodstock. Me admira em pleno 2015 comentaristas de um blog feminista ainda enfiando um monte mas/porém/contudo/todavia nessa história.

Anônimo disse...

A cara delas na foto não demonstra que estivessem achando ruim as apalpadas.

Alguém perguntou a elas se não estavam gostando?

Anônimo disse...

J.M das 15:32: Então tire suas calças (ou corte a parte de trás) e saia pela rua tranquilamente.
Se você voltar inteiro pra casa (ou o seu c*), nós conversaremos sobre o assunto.
Tem coisas que a gente não faz. É feio. Sua mãe não te ensinou isso, não? A sociedade é que vai ter que ensinar, do jeito mais humilhante possível, que meninas não podem tirar os peitos pra fora em público?
Pelo menos aprenderam alguma coisa. Que mostrem os peitos somente pros machos delas.

J.M. disse...

Troll 15:38,

Caso seja o mesmo q respondi anteriormente, por acaso acabou sua "arjumentação" e agora parte pra agressão verbal? Pensei que fosse elaborar uma desculpa melhor.

André disse...

15:38,

É esse tipo de pensamento que chancela o assédio que as mulheres sofrem. Seja no metrô ou num show de rock.

Anônimo disse...

Quer dizer que um homem sem camisa é a mesma coisa que uma mulher sem camisa? Ninguém deve ser apalpado em hipótese nenhuma, agora não força a barra

André disse...

Zero,

Ela querer tirar o sutiã cria a necessidade de que o sutiã seja tirado. O ato em si talvez não seja tão heroico (embora o celeuma causado indique que talvez seja) mas enfrentar o bando de assediadores com certeza é.

Anônimo disse...

Como as coias funcionam, inteligentíssimo e super maduro anon das 15h38? Kkkkkkkk

J.M. disse...

"Tem coisas que a gente não faz. É feio. Sua mãe não te ensinou isso, não?"

---> É assim que você justifica a objetificação de mulheres? Por que é assim? Por que a mamãe ensinou? Por que é feio? Só faltou dizer que é pecado. Vê se cresce, mascuzinho.

Jonas Klein disse...

Anon (bosta) 15:44

"que meninas não podem tirar os peitos pra fora em público?"

Ué sai, não podem tirar os peitos pra fora em público, porque?

Só num pais de gente tosca e sem educação como o brasil que não pode, tem muitas partes do mundo que as meninas podem andar com os peitos de fora a vontade, e ai de quem incomoda uma menina por causa disso.

Zero disse...

André,

é o que falei. não há nada demais, se não fosse essa idiocracia que vivemos, não seria nada, e não é nada mesmo.

é só expor o próprio corpo pra estranhos, um ato sem sentido. só gera repercussão e se torna "heroico" por ser tratado como algo além do que é.

e mesmo gerando isso tudo, convenhamos que não contribui em nada. não é porque uma mulher expõe o corpo do Rock In Rio que os problemas dela serão solucionados, que dirá os problemas sociais à mulheres (machismo, por exemplo).

Anônimo disse...

Eu tenho certeza que se um homem saísse na rua pelado não seria apalpado, no máximo chamariam a polícia. Essa que não cola anon, conta outra você.

Anônimo disse...

"Eu tenho certeza que se um homem saísse na rua pelado não seria apalpado, no máximo chamariam a polícia"

Correto, não concordo com ninguém apalpando ninguém, devemos respeitar a dignidade das pessoas, principalmente de mulheres e meninas.

Mas existe sim um porque disto, por mais que neguem homens nus não despertam interesse sexual em mulheres, e elas querem nos medir pela régua de sua baixa libido, achando que um homem não deve sequer olhar uma mulher nua. E feministas então viiixi, querem criminalizar ate uma ereção se puderem.

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/musica/noticia/2013/07/fa-do-kings-leon-fica-pelado-em-show-e-ganha-encontro-com-banda.html

Olha o que acontece quando um homem fica pelado num show.

Anônimo disse...

"Mas existe sim um porque disto, por mais que neguem homens nus não despertam interesse sexual em mulheres, e elas querem nos medir pela régua de sua baixa libido, achando que um homem não deve sequer olhar uma mulher nua. E feministas então viiixi, querem criminalizar ate uma ereção se puderem."

Mas não foi você que falou dos gays? Eles são homens também com super libido incontrolável, mesmo assim volto a afirmar que se um homem saísse pelado não seria apalpado, nem por gays.

André disse...

Pri Leone e Jonas,

Pior que a opinião da namorada machista é a atitude dos caras que passaram a mão na menina. Então combater a atitude escrota deles é prioritária a combater a opinião escrota dela.

Anônimo disse...

Zero,
Você está confundindo as suas neuras com a atitude das meninas. ....
Não é "decidir se expor" , é não se cobrir...
Você não fica sem blusa nem em casa? Nem com calor?
Pense nisso, de boa não é trollagem não. ...temos que nos libertar dessas neuras!

Anônimo disse...

O que leva um babaca a achar que uma pessoa que coloca outra sobre os ombros, inclusive uma do mesmo sexo, babaca? Muito complexo de inferioridade e desejo extremo de mostrar o contrário.

Odara disse...

Achei esse negócio de "não se cobrir" interessante. Acho que é por aí mesmo.
Nós nos cobrimos por medo ou por vergonha :(

André disse...

Zero,

Você disse que não faria igual. Ok, mas ela fez, é isso que está em discussão.
Você disse que acha desnecessário. Como eu disse, a necessidade surge do desejo dela de tirar, não é você que determina se há a necessidade ou não.
Você disse que a atitude dela não gerou nada de positivo. A atitude dela ajudou a mostrar que a sociedade precisa melhorar. Isso é positivo.
Você disse que a atitude dela gerou algo ruim para ela. Aqui você tá quase(?) culpando a vítima, o que gerou algo ruim para ela foi o assédio dos caras, não a atitude dela.

Anônimo disse...

Jonas das 15:44
e J.M:

Ué?
Então tá. Manda sua mãe e suas irmãs ficarem sem camisa lá no Iraque, Líbia, Síria, Iêmem, China, Coréia do Norte, Venezuela, etc...
Vai ser legal assistir de camarote.
Aproveitem vcs e saiam com a bunda de fora por lá também.
Imbecis.

Zero disse...

André, não é isso.

falei que acho (minha opinião apenas) que sabendo que gerará algo ruim pra ela, eu preferiria evitar, no lugar dela.

porque o "beneficio" de tirar a blusa é inexistente perto de ser tocada por estranhos.

sabemos que a sociedade precisa de "reformas". falei que essa atitude em especial não alterou nada concreto, de imediato, nem pra ela.

Anônimo disse...

As mulheres já andam praticamente nuas. Bem mais que os homens na maioria das situações. Não sei pra que tanto alarde.

Zero disse...

anônimo (a) 16:24

se tirar a roupa em publico e mostrar o corpo pra estranhos é se expor fisicamente, o que é ?

não, não tiro camisa. eu durmo de camisa. pode tá 40 graus. (aqui no RS é raro isso).

eu simplesmente não me sinto confortável, assim como outros se sentem mais a vontade sem, eu me sinto com. não há nada de "neura". acho errado tudo que for diferente tem que ter "tratamento" ou "liberdade".

a maioria das pessoas vão vestidas a shows, tirando bêbados chatos que nunca estão com camisa. acho que ver tudo como repressão é ruim também.

não se cobrir. ok. mas quem além dela e dos bêbados chatos estava pelado ? havia essa obrigação de estar vestido pra se rebelar ou estavam vestidos porque queriam estar ?

Mila disse...

"As mulheres já andam praticamente nuas. Bem mais que os homens na maioria das situações. Não sei pra que tanto alarde"

Como meu namorado disse, na sociedade que vivemos, para estar vestido, basta o homem colocar um pedaço de pano; para a mulher estar pelada, basta despir uma parte da roupa.

Anônimo disse...

Enquanto em escritórios e repartições homens usam ternos todos fechados ate o pescoço, e em fabricas e oficinas uniformes pesados, mulheres podem usar saias, decotes e tudo mais.
Homem também sente calor.

Anônimo disse...

Nas ruas eu vejo as mulheres com micro shorts, micro tops, e só. Para trabalho, podem usar regatas, saias, bermudas, decotes. Muito barulho por nada.

Anônimo disse...

Parem de ser vitimistas, tem um monte de maromba correndo só de sunguinha e ninguém fala nada. Agora a mulher tem que colocar paninho na bunda, não pode nem fazer um agachamento ou exercício de bunda sem marmanjo comer com o olho.

Anônimo disse...

Até parece que mulheres não comem com os olhos os marombas.

Anônimo disse...

Relaxa, man... O feminismo não quer tirar o seu direito de admirar caras sem camisa, de shortinho

Zero disse...

Mila,

esse troll que tá te enchendo acho que é a mesma olavete. seria interessante se o Blogger disponibilizasse algum tipo de banimento / bloqueio.

já pensou em reunir um pessoal pra ver isso Lola ? tipo como alguns canais do YouTube fazem quando alguém tá na ruim.

porque todos os blogs ditos "de esquerda" sofrem com isso. ainda mais os feministas.

Zero disse...

trolls,

só porque vocês adoram caras malhados, e passam o dia inteiro falando neles, não significa que toda mulher ou até mesmo gay se atraia por eles do modo que vocês falam.

B. disse...

Off topic:

Sempre que eu ou outra pessoa comentamos aqui sobre feminismo de facebook, alguém comenta (e entendo o argumento) que "é minoria".
Concordo em parte, realmente não sei dizer se tem muita força no mundo real, mas pelo menos na internet (não só face, mas internet geral mesmo) e em alguns coletivos feministas universitários esse "feminismo" ridículo ta cada vez ganhando mais força. Quando a Emma Watson lançou aquela campanha He for She, chovei críticas e pessoas a criticando, tipo "Não considero feminismo essa branca cis hétero e rica", "Cala a boca burguesa". O pecado mor dela? Ela acha que homens deviam participar do feminismo, para desconstruírem seu machismo. Só isso. Mas não. essas "feministas" querem feminismo clube da luluzinha, só entre mulheres, "não existe mulher machista, existe mulher que reproduz o machismo", "ai, mulher machista é cooptada pelo patriarcado", "todos os homens são nojentos"...fico pensando como querem mudar o mundo desse jeito. Seria massa um post da Lola (ou guest) falando sobre essa "nova onda", pq sinceramente, tá cada vez mais forte em TODA a internet...

Mila disse...

Zero,

Eu mesma não ligo não. Frequento esse blog e a estratégia é sempre a mesma. É só não alimentar os trolls. (Mas confesso que eu ri do nível de infantilidade, a pessoa nem pra botar um nome fake tem coragem).

André disse...

Zero,

Você continua culpando a vítima. Primeiro que você assume que ela sabia de antemão que seria molestada e mesmo assim optou por não evitar. E não sabemos se ela sabia disso, e mesmo que soubesse ela não escolheu ser molestada, ela escolheu tirar o sutiã e os caras escolheram molestá-la. Segundo, o Aécio. Terceiro que a sua insistência em mostrar que a sua atitude (mais recatada) teria evitado o assédio é exatamente uma das coisas que precisa mudar na sociedade. Não dá para equiparar o "beneficio" de tirar a blusa (que é um direito dela) com o crime que é ser molestada.

Mila disse...

B.
A única vez que tive contato com esse feminismo que há tempos vc vem falando foi num post sobre "sororidade com a amante" na qual tinha menina defendendo que a comprometida não deveria tirar satisfações com a amante, pois "ela é solteira e livre".
Sobre as críticas à Emma Watson, eu acho que galera por vezes vê cabelo em ovo e fecha os olhos para outras situações. Eu acho que os homens devem entrar em contato com o feminismo sim, afinal como vão desconstruir o machismo (vai cair do céu, pedir para um gênio da lâmpada)? Só não gosto quando homens (e mulheres tb) silenciam mulheres ou querem dizer quando e como devemos nos indignar. Se bem que feministas também fazem isso (feministas magras mandando gordas emagrecerem; brancas minimizando as opressões das negras; ricas oprimindo pobres).

Zero disse...

André,

o que não seria culpar a vitima como tu diz ? eu dizer que ela deveria ter quebrado a mão do cara, como alguns disseram. dei a minha opinião sobre o fato.

não foi a primeira vez que alguém sofre isso, o "saber" é pensar que a probabilidade de ocorrer com ela, era grande.

eu só falei que eu não faria isso, pra evitar um desconforto pra mim. eu não estou dizendo que o cara tem direito de mexer nela, com ou sem blusa.

"segundo, Aécio" (???) é com isso que tu quer argumentar ? ou falemos sério, ou fiquemos de piada.

não falei que ser "recatado" evitaria automaticamente, falei que eu ficaria de camisa. nunca falei que tirar a blusa que gerou o assedio. falei que tirar a blusa é desnecessário, mesmo que tivesse só ela ali. é minha opinião.

outra coisa. parem de desdenhar de quem fica vestido. "recatado". eu já não vou em show, porque SEMPRE tem um cara sem camisa "porque tá calor".

cara, tá calor pra todo mundo. ninguém é obrigado a aturar um cara suado e fedendo enchendo o saco.

direito de tirar a roupa. ficar com a roupa também é um "direito". acho que estão usando termos muito fortes como direito e liberdade, pra coisas muito pequenas como tirar a camisa em show (homem ou mulher).

Anônimo disse...

Aí gente quanta frescura, na europa a mulherada faz isso ainda é tirada de cool, aqui no Br é att whore. É atentado ao pudor, acho que sim, mas sei lá tô achando o povo brasileiro muito fresco, e aqui ainda é conhecido como terra da putaria.
Na europa tá cheio de gente doidona e ainda sim eles tem a liberdade, e os homens parecem que respeitam as leis até pq é chumbo grosso neles, minha colega foi jogar um papel de bala na Inglaterra e o policial queria levar ela. Sei lá brasileiro as vezes é um putão e quer pagar de moralista e ainda tentar corrigir mulheres que se comportam do mesmo jeito que eles, homem faz coisa pior por aí como se masturbar no metrô e ainda querem ser compreendidos.

Anônimo disse...

Zero,
Sentir- se desconfortável por não estar cobrindo (escondendo) o corpo é neuras sim!
Tudo bem, todos temos: uns mais e outros menos...mas que é neuras é!

Anônimo disse...

Para tirar a dúvida:
Você vai a praia ou piscina, Zero?
Nestes locais você fica a vontade sem blusa?

Anônimo disse...

Kkkkkkkkk
Se ele não fica a vontade nem em casa, pra do com 40 graus! (Ele que disse!)

Anônimo disse...

*pra dormir

Roxy Carmichael disse...

Zero:
1. o seu desejo por andar vestido nunca esteve em questão aqui. se estivéssemos discutindo "quem gosta e quem não gosta de andar sem camisa" a sua opinião poderia ser relevante, mas vamos lembrar que estamos falando sobre mulheres e o direito que elas tem sobre seus corpos?
porque 1) a forma como o corpo masculino é construído simbolicamente e percebido é completamente distinta da forma como o corpo feminino é construído e percebido. 2)estamos falando sobre um evento público que expôs essa diferença e que é o gancho para pensarmos essa desigualdade, inclusive propondo mudanças. 3)tirar a blusa não é crime, abuso é. 4)você sabia que lá na arabia saudita perguntaram se uma mulher que passa rimel pode dar a deixa pro abuso e uma galera respondeu que sim? me explica, por gentileza, no que o raciocínio dessa galere se difere do seu? Lembrando que as mulheres lá usam burca e só podem deixar os olhos de fora. porque essa história de "sabendo que nego é escroto, porque vai violar as regras e se expor à escrotidao?" é simplesmente o raciocínio de quem quer manter tudo exatamente como está. só que tem um problema: essa regra é extremamente elástica. pode ser desde evitar andar pelada na frente da obra até evitar estar na rua em determinado horário (7?8?10?11 da noite), até evitar estar na rua, até evitar estar sozinha com um amigo que sempre confiou, evitar tomar duas cervejas no bar. e evitando tudo isso, sobra o quê? estar presa e vestida da cabeça aos pés em casa. mas aí a gente vai ver que a maior parte dos estupros acontece ali mesmo dentro de casa. então o que aprendemos com essa historia toda de que se você se comportar de tal jeito, tudo vai dar certo? que esse tal jeito é uma lista infindável e contraditória que exime quem realmente deveria ser responsabilizado ( o abusador) e tem como única finalidade controlar a mulher e é a ferramenta mais antiga pra conservar tudo exatamente do jeito que está.

Zero disse...

é que não quis desvirtuar, não é "cobrir" o corpo. é a camisa que gosto mesmo. não uso regata nem manga até os punhos. é só camiseta mesmo, acho confortável.

não vou a praia a muitos anos, mesmo. mas quando ia, era sem camisa, obvio. me refiro a algo urbano, na rua.

realmente. homossexualidade tem tudo a ver com usar ou não camisa.

se tu acha mesmo que chamar de gay vai me ofender de alguma forma, eu teria pena de ti se tu não fosse uma pessoa que desse tanto nojo, um ser cuja vida é tão desgraçada que sua única quase alegria é vir nos posts de um blog feminista tentar ofender alguém com adjetivos e atitudes tão patéticas quanto tu mesmo.

usar um bordão de uma série mexicana que reprisa a 200 anos, realmente. nossa, cadê meus antidepressivos ? tu acabou comigo mesmo...

se tu não tiver mesmo uns 13,14 anos, tu és ainda mais imbecil que consegues mostrar.

Anônimo disse...

Olha, mascus, é realmente muito simples:

A mulher tira o sutiã num show? NÃO metam a mão nos peitos dela. Ela disse "Ei, venham pegar no meu peito"? Não? Se ela não disse mantenha as suas mãos sujas pra você mesmo. Pode apertar, bater palma e até enfiar na bunda se quiser, mas mantenham-nas longe dos peitos da moça.

A mulher parou pra amamentar? Não ache que ela botou o peito pra fora pra você ver porque ela não botou. Não fique olhando fixo como um tarado com tendência a serial killer. Se olhar pra uma mulher amamentando te faz pensar em sexo, procure urgentemente um psiquiatra, ou um psicólogo forense. Ou se castre logo mesmo.

A mulher vestiu uma saia curta? É por causa do calor, não pra que você olhe pra bunda dela. Fure os olhos ou mantenha-os no outro lado da rua.

A mulher é bonita e você quer olhar? Faça-o discretamente, uma olhadinha aqui e outra lá. Não fique comendo com os olhos nem encarando como se você quisesse arrastar a coitada pro mato e estuprá-la até a morte. Contenha cantadas, observações estúpidas e gestos obscenos também. Por via das dúvidas, fure os olhos² e arranque a língua. Quebre todos os dedos também.

Teve ereção? Trate de escondê-la e fazê-la murchar imediatamente, ainda mais se estiver num lugar público. Nada de se pavonear por aí, mostrar pra uma mulher ou bater uma encarando uma pobre coitada que só quer ir pra casa ou chegar no trabalho. Por via das dúvidas leve sempre um alfinete pra espetar seu saco e desinflar. Você pode também meter uma porrada no pinto, é muito efetivo. Ou se castrar, o que resolveria todos os seus problemas e os das mulheres também.

Enfim: ajam como gente minimamente civilizada e não como bestas irracionais no cio. Ou se castrem logo.

Anônimo disse...

Sério, velho. O problema das feministas não é com olhadinha. O problema das feministas é alguém te encarando/seguindo. O problema não é sua ereção. O problema é tentar evidenciá-la pra mim sem eu pedir. O problema é quem se acha no direito de buzinar, chamar de gostosa, dar esbarrão, apalpar. Te incomoda? Chama a polícia e tenta enquadrar a mina em atentado ao pudor. NÃO assedie ela, ISSO sim é crime. Tá incomodado com o terno em dia quente? SE MOBIlIZE pra acabar com essa regra estúpida. Se não quer lutar, não reclame dos que lutam.

Zero disse...

Roxy,

1.0) de novo, eu comentei em uma linha algo pessoal, e quem fez disso uma avalanche de comentários não fui eu. tudo que digo aqui é tratado como de outro planeta.
em nenhum momento falei que o cara tem direito de meter a mão, falei que na minha opinião, tendo em mente que é provável que o façam, evite, porque tirar a camisa é irrelevante.

1) é inegável que o corpo feminino desperta sensações nos homens, sexuais ou não, desperta. o problema tá na forma de como isso é vivido / tratado.

2) concordo que há de mudar. mas enquanto isso não muda, eu, se mulher, evitaria me expor.

3) de novo, falei que é desnecessário, irrelevante. e não errado ou imoral.

4) no que difere ? em tudo. onde eu falei que ela é culpada ? falei que é algo que é desnecessário, e não a causa do abuso. se tiver um abusador ali, com ou sem camisa ele vai meter a mão. a diferença é que tirando a camisa, ela sim expõe o corpo, afinal, qualquer um ali tá vendo ela sem blusa. pra que ? qual o sentido ? tu acredita mesmo que uma mulher tirar a blusa no Rock In Rio vai afetar o machismo no mundo ?

sim. há milhões de coisas evitáveis. pra homens e mulheres. só que eu não falei nada de horário, ou de beber. tu está falando isso pra justificar teu argumento contra mim.

a culpa é do abusador é obvio. onde falei o contrario ?

e qual a solução. segurança policial eficiente ou tirar a blusa num show de rock ?

Anônimo disse...

Tá, e se ele for uma bichona? Qual o problema?

Zero, embora seja questionável sua opinião sobre este tema, percebo que há uma certa implicância de alguns comentaristas também. Então, simplesmente, não ligue, nem fique se explicando. Quanto mais você argumentar, mais estereótipos vão arrumar pra você. Qualquer um percebe que você é um homem de mente aberta e tem, pelo menos, bastante boa vontade para aprender, logo acho desnecessário lhe execrarem como se fosse um mascu.

Anônimo disse...

"é inegável que o corpo feminino desperta sensações nos homens, sexuais ou não, desperta"

O corpo feminino não deveria despertar nada em homem nenhum, o corpo feminino não e publico e deve ser tratado como direito dentro da esfera das mulheres e só.

Naata disse...

Zero, vc quer um biscoitinho com leite por ficar em casa de camisa aos 40 graus? Não vê que está sendo patético? Me poupe, nos poupe, se poupe.

J.M. disse...

Mascuzão das 16:34,

Vocês misóginos é que deveriam ir para países que promovem opressão institucional sobre o corpo da mulher. Imagina que maravilha viver em lugares onde as mulheres são obrigadas a cobrir todo o corpo e mesmo assim ainda podem ser estupradas a torto e a direito. O que estão esperando pra se mudar pra lá? Esse é o verdadeiro paraíso na Terra pra vocês.

Zero disse...

anônimo (a) 19:18

me expressei mal. não quis dizer isso.

é natural despertar, muitas aqui disseram que o masculino também desperta. o "despertar" que me refiro falo do lado biológico, natural mesmo.

socialmente, não deveria despertar mesmo. (de achar que pode passar a mão). o problema tá em como isso ocorre. biologicamente sempre despertará, o problema é a falta de controle e respeito de se manter "normal" e não ir pra cima como se tivesse no cio.

o ato de ver os seios por exemplo, desperta uma sensação, isso nunca mudará. o problema é o sujeito ver um par de seios e ficar fixado, perplexo. vulgarmente é conhecido como "atitude de cabaço", o famoso "não pode nem ver uma bunda"...

espero ter esclarecido.

Roxy Carmichael disse...

Zero

você não entendeu ou não quis entender nada do que eu disse?
pergunto sério.

porque eu te disse que existe uma lista infindável de regras que são até contraditórias que tem como única finalidade controlar a mulher. dentre essas regras estão aquelas que você pode não considerar razoáveis (como por exemplo, evitar estar na rua às sete da noite) e estão aquelas que você pode considerar razoáveis (evitar tirar a camisa num show de rock). a diferença entre elas? nenhuma. primeiro porque não é você quem define. algo que você considera razoável, poderá ser considerado não razoável por outra pessoa. a questão é que não dá pra gente ficar pensando no que é ou não razoável pros homens. porque senão a gente não faz nada. literalmente. a segunda questão é que o nosso papel aqui é justamente questionar quem faz essas regras e quem se beneficia com elas.

concordo com você quando diz que com ou sem a blusa, a mulher pode ser abusada. porque isso não depende dela. depende única e exclusivamente do abusador. portanto não entendi porque mais uma vez a análise é deslocada pra ação da mulher de tirar a blusa: "a diferença é que ela expõe o corpo, qualquer um tá vendo ela sem blusa".
repete com a tia: com ou sem a blusa, a mulher pode ser abusada. porque isso não depende dela. depende única e exclusivamente do abusador.
e quando se sentir tentado a dizer que a diferença é que todo mundo ali tá vendo ela sem blusa, lembre-se de que as mulheres são assediadas e abusadas estejam elas de burca nos países árabes ou de casacos pesados no inverno não deixando absolutamente nenhuma curva ali ressaltada.

por fim, no que eu acredito? num movimento coletivo de mulheres, de conscientização de proposição de ações e de proteção às mulheres. e esse movimento produzindo efeitos nos indivíduos: nas mulheres que tomam consciência da sua subalternidade, que por sua vez conscientizam outras mulheres, mulheres que educam seus filhos, mulheres com auto estima pra não aceitar relações abusivas, mulheres empoderadas pra exigir que seus direitos sejam respeitados e pra se defender sem dó quando são vitimas de qualquer forma de agressão, seja ela simbolica, física ou sexual. Aumentar o policiamento não vejo como uma proposta razoável. Primeiro porque a policia não está treinada pra isso: pra acolher denuncias de mulheres abusadas exatamente porque como boa parte dos atores sociais que querem manter tudo do jeito que está, a primeira coisa que a policia diz numa situação dessa é: "a diferença é que tá todo mundo vendo você sem camisa."

J.M. disse...

Que fique claro a ironia do comentário anterior. Nenhum lugar merece mascus. Que o feminismo avance cada vez mais nesses países que ainda vivem sobre as trevas da misoginia institucional.

Zero disse...

Naata,

eu comentei isso numa linha de um comentário. tudo que eu falo aqui vira uma avalanche, como se eu obrigasse alguém a ficar "fixado" nisso...

sou "diferente". deixa pra lá. falei que fico confortável, só comentei isso porque um simples comentário meu gerou isso.

Zero disse...

Roxy,

é que não alcancei a clareza que gostaria. não correlacionei as coisas.

mesmo que houvesse 100% de garantia que ninguém desrespeitaria ela, não vejo porque deixar qualquer um ver o seu corpo. mas isso é só minha opinião, não quero reprimir ninguém. é só um pensamento mesmo.

não falei em aumentar policiamento. e sim em qualificação, eficiência.

fui irônico de fato no fim, porque não vejo como um único ato isolado de mostrar os seios irá afetar o machismo, ela está só mostrando o corpo pra um bando de babacas (naquele momento).

J.M. disse...

Zero,

O que eu e outros comentaristas estamos tentando te dizer há um bom tempo é que sim, vc pode considerar o ato das moças irrelevante ou desnecessário em um show de rock, mas que isso não tira o fato de que esse episódio serve para refletir sobre até que ponto o corpo da mulher ainda é vigiado e oprimido pelo machismo, nesse aspecto o ato delas e foi relevante sim para o feminismo.

Zero disse...

Marcus,

1. não perca nem mais tempo comigo, e nem nunca mais me dirija a palavra.

2. salvação precisaria tu, por estar se afundando em bosta pensando nadar em petróleo.

3. "pick up artist" = bunda mole completo e certificado.

4. não há nada nesse planeta que tu possa me ensinar, a não ser passar vergonha.

5. não preciso "pegar" mulher, não preciso provar nada a ninguém, não preciso me sentir "macho".

6. é minha primeira e única resposta pra ti, pra que saibas. adeus.

Zero disse...

J.M,

a longo prazo pode ser sim. falei do momento. naquela hora ali a única coisa que ela fez foi mostrar o corpo pra uns caras babacas, que sequer respeitaram ela.

era isso que falei que poderia ser evitado, por ela. não me referia a outros aspectos sociais, e sim do momento.

sei que dirão que uma coisa leva a outra, mas eu me referi a esse momento apenas.

Roxy Carmichael disse...

zero
pergunto numa boa:
1.como você acha que a policia pode se tornar eficiente? sei que é uma pergunta cuja resposta é bem complexa e nem eu mesma saberia responder corretamente. mas deixa eu te falar uma coisa. apontar pra uma solução tão isolada, ignorando completamente o contexto é coisa de quem tá afim de deixar tudo exatamente como está. é coisa de quem pode se dar o luxo de jogar o problema pra qualquer entidade abstrata resolver. então leva isso em consideração antes de responder, se responder.
2. não estamos falado de um contexto em que não existe abuso. e você sabe disso. tanto é que disse que a "diferença é que tá todo mundo vendo ela". dito isso, o que a sua opinião sobre não deixar qualquer um ver o seu corpo tem a ver com essa discussão? você é uma pessoa. essa mulher claramente é outra. você é homem. ela é mulher. só nesses dois pontos tem uma infinidade de questões. o fato de vc ter um privilégio e abdicar dele em função única e exclusivamente da sua personalidade não tem absolutamente NADA a ver com o que estamos falando aqui. Insisto: guarde seus pensamentos pra você porque se ainda não ficou claro, eu não tô interessada. Estamos discutindo política.

por fim eu discordo: num contexto em que o corpo feminino é totalmente controlado e reprimido, se mostrar é sim uma afronta. você pode até questionar a eficiência disso. eu acho que se deve sim romper com esse controle e com essa repressão. agora é bem mais interessante quando você tem algum recurso pra bancar essa atitude (sem esperar a entidade abstrata salvadora). poderia ser que essa ação fosse feita em grupo. poderia ser como sugeriu a comentarista, munida de um belissimo dum estilete pra cortar sem dó a mão abusadora.

lola aronovich disse...

Zerinho, por favor, ignore os trolls. Eles são deletados assim que eu entro pra moderar (o que não é o tempo todo, mas nem leia os comentários dessa gentalha. Assim que eu posso eu apago). Concentre-se em falar com pessoas inteligentes, tipo a Roxy!

Anônimo disse...

Vc viu que foi aprovado pelo TSE o Partido da Mulher Brasileira?

http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/09/tse-aprova-registro-para-partido-da-mulher-brasileira-o-35-do-pais.html

Sara disse...

Hipocrisia dos dois lados. Mulher n pode tirar a blusa mas homem sim. Vocês dizendo que com homem n acontece nada, só com mulher.
Pela lei mulher com peito de fora já é atentado ao pudor e o homem se ficar totalmente pelado. Agora, quem é que vai preso mesmo? Pq tenho visto varias pagando peitinho e nada acontece, alguém tentou prender essas meninas do show? Se fosse homem já estaria preso.
Com os animais passando a mão, só mulher q sofre mesmo, n vejo mulher nenhuma atacando homem sem camisa na rua.

Zero disse...

Roxy

1. posso não conseguir ser claro como gostaria, ou ilustrar minha opinião como gostaria, mas reafirmo. não sou a favor de deixar como está. não é só sobre a policia, nem delegacias nem leis. e sim na pratica. que o assedio / estupro não seja mais tratado como "o que tu fez ?" e sim como um crime. se eu fosse secretário de segurança, começaria por aí. mas ainda assim uma pessoa só não muda nada. criminalizar de maneira séria, também não levaria. há muitos "crimes" ou ilegalidades que continuam sendo praticadas. é algo comportamental, muito enraizado, e que deve ser analisado com atenção.

2. eu falei sobre mim uma vez. os outros comentários falando sobre isso não são meus. eu nunca vi tirar uma camisa como algo tão relevante, é estupido. homem andar sem camisa por aí é estupido, desnecessário, ridículo.

como pode ser uma afronta se os que serão afrontados veem o ato como beneficio ou oportunidade ? o que tu acha que eles pensaram ?
"nossa, que afronta ! radical !" ?
não foi isso. foi algo como :
"nossa ! peitos ! tô vendo peitos cara !! "

a afronta aos homens é dar-lhes o privilegio, digamos, de vê-la nua ? qualquer estranho ? discordo, mas temos opiniões diferentes, respeito isso.

"munida de um belissimo dum estilete pra cortar sem dó a mão abusadora."

e depois ? voltaremos ao olho por olho ? e se homens começarem a agredir mulheres sob o pretexto de terem sido abusados ? (em shows, eventos, metrô, etc.)

há muito o que se estudar, pensar, corrigir. não tenho todas as respostas, nunca disse que tinha. quem tem ?

Zero disse...

eu sei Lola, é que as vezes enche o saco. kkkk

admiro muito tua paciência, e de vocês todas aqui. não é fácil lidar.

o "pick up artist" já dei "no peito" (como se fala aqui no Sul) pra não me encher mais. kk

Anônimo disse...

(Viviane)
Concordo. Povo implica muito com o Zero, tem gente muito pior aqui... não endosso 100% das opiniões dele, mas também não acho ele tão ruim.

Anônimo disse...

Sara, ninguém é preso, nem homem, eles só tiram a pessoa do ambiente em que está causando tumulto.

E de qualquer forma se não chamam a polícia quando é mulher é pq não querem, não pq não podem, preferem abusar mesmo.

Anônimo disse...

(Viviane)
"Insisto: guarde seus pensamentos pra você porque se ainda não ficou claro, eu não tô interessada. Estamos discutindo política."

Sério, colega, que você não está interessada? Então por que faz questão de escrever posts gigantescos explicando sua posição? Porque, se não fosse o zero, seria qualquer outro que servisse para desfilar seus "inteligentes" e "politizados" argumentos. Diferente da Lola, que demonstra respeito inclusive por quem discorda dela, você acha que sua opinião é o suprassumo de qualquer discussão neste blog. Se acham seus argumentos tão interessantes (como a própria Lola disse), por que não escreve seu próprio blog, em vez de pegar carona no de outras pessoas?

Pronto, podem começar a me tacar pedras por ter discordado da sumidade...

Anônimo disse...

Eu quase não comento aqui, embora ache interessante ler os textos do blog, leio nem q seja para me revoltar com o q é o realmente o feminismo, não sou feminista(obvio) discordo de muita coisa dentro da ideologia do feminismo, já fui chamada de mascuzão aqui pela minha opinião, fui um pouco troll confesso(bom não importa).Sobre o caso das mulheres q mostraram os seios; acho falta de noção delas com falta de noção dos caras, pq mostrar os peitos pra qualquer um ver?Pq expor o corpo assim nu pra qualquer um ver?(tá não foi o caso eu sei), pq o corpo é delas?Tá mas o direito delas termina quando começa o meu, se depender da vontade de alguns as pessoas andariam nuas e transariam em qualquer lugar nas vistas de todos,acho isso uma banalização, uma desumanização até, não entendo pq expor suas perfeições e imperfeições aos olhos de todos, as pessoas não tem mais limites, já transgrediram tudo e querem continuar transgredindo tudo, é uma atitude meio doentia, as pessoas perderam a noção do ridículo e do bom senso.E sobre os caras q pegaram nos seios alheios, não é pq os seios então sendo mostrados q eles podem pegar, já q as moças não permitiram, aquilo foi abuso sexual sim.

Miss

Zero disse...

antes que alguém fale. a anônimo (Viviane) não sou eu.

não preciso disso, convenhamos.

Roxy, tudo o que eu tenho pra falar contigo, discordando ou concordando, enfim, trocando ideias, o faço por meio do nome "Zero".

e só ver o meu jeito de escrever...

Anônimo disse...

Concordo com a Viviane, o pedantismo da Roxy as vezes cansa.

lola aronovich disse...

Roxy, ignore! Comente sempre, por favor! Quanto mais melhor. Nunca li um comentário banal da Roxy.

Anônimo disse...

Cortar a mão do abusador só seria legítima defesa, e seu exemplo de homens sendo abusados no metrô é simplesmente ridículo.

Anônimo disse...

Onde que a Roxy foi descortês? Tem que passar a mão na cabeça do Zero senão é perseguição? Achei todas as respostas delas elaboradas e interessantes, só o Zero tá tentando refutar de fato enquanto tem uma turminha que acha que qualquer discordância é silenciamento.

Anônimo disse...

Anon das 20:06 você é doente ou só tomou chá de cogumelo vencido?

Miss, também é seu direito usar seu pescoço e suas pálpebras. Não quer ver os peitos de alguém? Use seu pescoço pra virar a cabeça pro outro lado, onde os peitos que você não quer olhar; ou use suas pálpebras pra bloquear a entrada de luz e o acesso dela à sua retina onde se formará a imagem dos peitos que você não quer ver. Viu como é simples? Você ainda pode escolher e tá aqui reclamando!

Claro, anon das 21:31 e Viviane: porque a Roxy se atrever a explicar onde é que está o erro no pensamento do Zero (ou de qualquer um) sendo mulher, não tendo a autoridade de um saco e um par de bolas pra validar todos os seus argumentos é de um pedantismo absurdo e repugnante.

Zero, meu caro, sobre o seu comentário a respeito do "olho por olho": se os homens não entendem nenhuma outra linguagem que não a da violência então as mulheres tem todo o direito de se defender de forma violenta. Mulher não tem que e sequer deveria cogitar aceitar um abuso calada pra não magoar ou ferir os pobres omis. O dia em que um não for o suficiente pra que os homens se afastem, em que uma mulher na rua não precisar temer ter seu corpo tratado como propriedade pública, aí se cogita a solução pacífica. Até lá, se eles só entendem na porrada é na porrada mesmo que eles devem ser tratados. Desculpa aí, Zero, mas só mesmo um homem cogitaria que uma mulher deixasse passar, aceitasse ou se submetesse a um abuso só pra não "aumentar a violência".

Zero disse...

Lola,

espero que não tenhas achado que a anônimo (Viviane) sou eu, pessoalmente acho bobagem por no anônimo pra depois escrever um nome na caixa do comentário.

anônimo (a) 21:39

concordo sobre ser defesa.

mas não comparei as coisas, falei que seria péssimo se homens usassem esse pretexto pra agredir, caso as mulheres começassem em massa reagir com facas.

se sem reação das mulheres os homens já abusam e muitos saem impunes, seria muito pior se tivessem essa desculpa pra usarem como defesa: "ela me agrediu, por isso 'revidei' ".

mas fazer o que, enquanto não houver segurança e respeito, concordo que tem que se defender mesmo...

Anônimo disse...

Esse zero parece não ser mascu, mas é chato bagarai, nunca aceita que ta errado e fica faltando com respeito com quem discorda dele.

Zero disse...

21:48

não quero isenção, aceito criticas. pensa que gosto quando algum anônimo finge estar me "defendendo", quando só está me usando pra atacar outro aqui ? acha que gosto da ideia de alguém pensar que sou eu fazendo isso através de fake?

não estou tentando refutar, só trocando opiniões e ideias diferentes de maneira civilizada. a Roxy em nenhum momento foi grosseira ou debochada comigo.

21:48 (o segundo comentário)

esse ultimo comentário meu serve como resposta. não falei pra mulher deixar passar, concordo que ela tenha que se defender. mas há de se frisar que se isso for recorrente, os abusadores usarão como desculpa pra agredir, sob a alegação de defesa ou revide. isso é quase certo que farão.

Zero disse...

21:59

não faltei com respeito a ninguém. o máximo que fiz foi ser um pouco rude com masculistas / machistas.

Roxy Carmichael disse...

Oi Viviane.
1.Eu tenho um blog.
2. Claramente você não entendeu: estou interessadissima em debater com muitos aqui, incluindo o Zero. O que não tô interessada é em debater habitos pessoas irrelevantes sobre qualquer um.
3. Intetessante que você não deu a sua opiniao sobre o post. Nao criticou as minhas ideias, então fica aqui a pergunta: eu me preocupo com a desigualdade e me disponho a dialogar sobre ela. E você? O que te preocupa? nao te conheço mas quero acreditar qie você tenha preocupações maiores na vida que a minha forma de expor meus amrgumentos.

Um abraço

lola aronovich disse...

Zero, não achei nem por um minuto que a Viviane fosse vc. Sei que vc sempre assina.

Roxy, se vc quiser, me passa o seu blog, pra eu colocar o endereço na minha lista de links. Tenho certeza que muitas leitorxs vão querer ler.

Anônimo disse...

Zero, não acredito que esses tais Viviane e anon sejam fakes seus, sei que são só uns mascus e trolls usando a discussão com você pra agredir as comentaristas. Eu reclamei foi da postura deles de acharem absurdo a Roxy contestar suas ideias e argumentar contra elas ao invés de ficar caladinha e te puxar o saco só porque você é homem. Eu sempre reclamo disso com machistas. Você aceita críticas e ouve os argumentos das pessoas antes de responder, sabe como funciona um debate e não espera ser privilegiado por ser homem, mas essas peças aí queriam que você fosse tratado assim e queriam que você exigisse esse tratamento. Respondi pra mostrar a eles o quanto essa postura é ridícula, ainda mais num blog feminista.

Quanto a essa questão de reagir, olha, eu já comprovei que funciona. Um dia um cara velho o suficiente pra ser meu pai ficou se esfregando em mim no ônibus. Eu reagi e nem precisei dizer nada, só fiquei empurrando o cara pra longe do meu braço. Ele deu um surto, reclamou, disse que se eu não queria encostar em ninguém que andasse de táxi-mas achou outro lugar no ônibus rapidinho. Eu nem precisei jogar na cara dele que havia dois outros homens viajando em pé também, além de duas mulheres em pé (e uma das mulheres era maior do que o safado) e nenhum deles estava encostando nos outros. Também não precisei falar que, quando ele foi pro lugarzinho dele junto de um homem, o coroa safadão não estava nem encostando no macho sentado. Não precisei gritar "DÁ PRA PARAR DE SE ESFREGAR EM MIM?", bater, nada. Foi só eu empurrar pra longe que o homem entendeu o recado. A verdade, Zero, é que os homens não sabem lidar com mulheres quando elas exigem seu espaço. Ele só sabem lidar com objetos e quando uma mulher mostra que é ser humano e exige respeito, eles ficam sem nenhuma reação. Sugiro que você dê uma lida no site Cantada de Rua, lá tem uma sessão só pra histórias de mulheres que reagiram ao abuso e como os homens lidam com isso, e está bem longe desse cenário que você sugeriu.

Anônimo disse...

(Viviane)
Ah, entendi, então você usa este blog como divulgação do seu. Obrigada por confirmar minha hipótese.
Se não está interessada em hábitos pessoais, por que usar o comentário do zero como ponto de partida? O post não tinha nenhum argumento mais interessante?
E não sou obrigada a opinar em todos os posts (embora este blog seja leitura diária para mim), pois nem sempre tenho algo relevante a dizer (e, nesse caso, prefiro ficar calada a dizer bobagens). Também me preocupo com a desigualdade, com a política externa brasileira, com a reunião no meu trabalho amanhã e com uma série de coisas mais importantes do que seus argumentos sobre qualquer tema. Apenas tenho uma preguiça imensa de debater com quem não se dispõe a ouvir...

Zero disse...

Lola,

não só assino como tenho características próprias de escrita...

anônimo (a) 22:26

aceito criticas, exponho minhas ideias e opiniões, e aceito debater / conversar normalmente, em nenhum momento a Roxy ou alguém que me respondeu foi desrespeitoso.
não quero nenhum tipo de isenção ou proteção. podem criticar o que acharem errado, não sou masculista que vai dar piti de "censura". ah sim, eles querem. e me usam pra isso. e quando não é isso querem me "converter" pro lado bosta da força.

sobre reagir, concordo contigo. o que eu falei é que pode ser usado por homens como esse pra agredir / xingar porque foi "agredido sem motivo". mas ainda assim, não há outra solução senão reagir.

anônimo (Viviane)

pare de usar meu nome pra provocar a Roxy. não preciso de "defesa".

Roxy Carmichael disse...

Zero. A questão é que vc vê o ato como uma concessão ao desejo. Eu nao vejo dessa forma. Porque uma coisa é desejar. A outra é utilizar um privilegio, no caso, o privilegio do olhar e do julgar para controlar o corpo. nesse caso nao tem a ver com desejo. Tem a ver com poder. Mas penso que essas duas coisas - desejo e poder - se confundem tb à luz do patriarcado. O poder de com o olhar tirar a humanidade da mulher, objetificando o corpo. O poder de patrulhar o corpo, para que ele esteja sempre de acordo com as regras que sao impostas. O poder de incutir o medo. O poder de ameaçar com tirar algo: dignidade? Respeito? Então acho que o principal é neutralizar esse olhar e o poder desse olhar. Como se faz isso? dotando esse corpo de autonomia. nesse caso, acho que entender todo esse procedimento e mostrar o corpo da forma que se quer e não da forma como se deve representa uma afronta a esse poder que se completaria com a navalhada pedagogica na mão abusadora:é meu e só quem eu permitir pode tocar.

André disse...

Zero,

Sabe o que não seria culpar a vítima? Não assumir que ela sabia que seria molestada. Não equiparar a atitude dela de tirar o sutiã com a atitude dos caras que passaram a mão nela. Não comparar as "consequências" do não recato dela com as consequências do seu recato.

E não misture o que eu digo com o que dizem os radicais, em momento algum eu falei em quebrar a mão dos caras.

Você escreveu "e sabendo que gera esse tipo de coisa prejudicial a própria pessoa (seja homem, seja mulher) é ainda mais desnecessário." eu não vejo forma de interpretar isso de outra forma que não seja como uma culpabilização da vítima. Talvez você tenha se expressado mal, mas essa insistência em analisar a necessidade dela tirar o sutiã quando a discussão é sobre a babaquice dos caras soa muito esquisito. Quando um gay apanha na rua por homofobia é certo ficar analisando a necessidade dele estar andando na rua? É certo uma pessoa que nunca sai de casa ficar comparando as consequências de cada escolha?

Anônimo disse...

O problema aqui é q a pessoa explica sua opinião e acha q o outro é obrigado a concordar. Se n concorda é burro, tá trollando...

Zero disse...

Roxy,

no meu comentário sobre despertar desejo, falei sobre como a maioria das pessoas mistura o biológico com o social.

eu disse que mostrar os seios pra um bando de estranhos é privilegia-los porque eles veem como um privilegio / beneficio.

porque até mesmo outras mulheres consideram essa atitude como errada ou "de puta" ?

simples. vivemos numa sociedade que o sexo é moeda, e o homem é o "comprador", logo, uma mulher que mostra o "produto" (corpo) fácil assim, e não "ganha" nada em troca, não está "se valorizando" (no sentido de valor mesmo. financeiro).

mulheres são ensinadas a esconder o corpo pra despertar atenção, curiosidade. e homens são ensinados que precisam "pagar" para poder "descobrir" a mulher. logo, quem "dá de graça" está estragando o jogo.

"é meu e só quem eu permitir pode tocar"

mas isso que estou falando a tempos. a diferença é que incluo o "pode olhar". o corpo é dela, porque deixar qualquer um ver ? só porque homens "podem" tirar a camisa? eu pessoalmente acho idiotice homem andar sem camisa na rua. foi aí que gerou toda aquela conversa...

concordamos sobre: tirar ou não a blusa não dá direito de alguém mexer (isso é obvio)

só o que não concordamos é sobre qual beneficio há pra mulher exibir seu corpo estranhos.

se topless fosse liberal, natural e houvesse respeito. tu andaria sem blusa na rua ? eu não (se fosse mulher). porque o corpo é meu, é exatamente o que digo.

Zero disse...

André,

tu distorce o que eu digo, não é assim.

falei que ela provavelmente sabia que haveria esse tipo de coisa. em nenhum momento falei que isso dá direito de alguém mexer nela, mas ainda assim tu conhece o risco que está correndo. isso não é culpar, é falar da consciência do risco.

como falei, num mundo perfeito seria diferente, ninguém mexeria em ninguém, só que não vivemos nesse mundo. a culpa é do cara, obvio. mas é preciso ter consciência que ninguém é bonzinho, também né ?

tudo que não for reafirmando até com clichês como "quebra a mão do cara" será visto como culpabilização da vitima. foi isso que falei, só de forma irônica.

o caso de agressão a gays, é totalmente equivocado associar. todos tem direito a ir e vir, é uma necessidade obvia da vida.

e eu falei, mesmo com roupa, isso é irrelevante pra um abusador, ela só teria evitado chamar ainda mais atenção de pessoas que acham que podem fazer isso. só.


"É certo uma pessoa que nunca sai de casa ficar comparando as consequências de cada escolha?"

é esse teu argumento ? tua justificativa ? depois disso e do "segundo, Aécio" fica difícil saber se estás falando sério...

Anônimo disse...

De novo o Zero sendo o centro das atenções e ainda tem comentarista que cai nessa. Existem pessoas que mesmo inconscientemente tem essa necessidade de chamar a atenção de tudo e todos para si, e o pior, conseguem. Não to dizendo que ele faz de propósito, é inconsciente, só ver o tanto de caixa de comentário onde o pessoal fica dezenas de comentários batendo na mesma tecla com o Zero, como se fosse adiantar algo. Sério que vcs nunca perceberam isso?

Roxy Carmichael disse...

Viviane desculpa mas agora você utilizou um expediente bem caracteristico dos mascus. É mais ou menos assim: primeiro eu deveria ter meu próprio blog. quando eu digo que tenho um, o problema é eu estar me promovendo a partir dos meu comentarios. E assim o suposto problema apontado na "critica" vai se deslocando indefinindamente. Porque existe ja uma hipotese predeterminada para enquadrá-lo. Francamente. Parece aquele lance de se você dá, você é puta, e se não dá é puta também. Você pode fazer bem melhor vai. Precisa ter opinião sobre tudo não, mas precisa menos ainda vir com essa postura condescentende e infantilizadora, recusada pelo proprio objeto da sua "super proteção", que por sinal é adulto e enfrenta muito bem um debate.

Anônimo disse...

Zero, que idade você tem? Por curiosidade.

Anônimo disse...

Quem deveria ser castrado são alguns homens que agem feito animais, anon das 01:45. Seria uma iniciativa de utilidade pública.

Anônimo disse...

Vou virar feminista ! Partiu andar com o ovo de fora uhuuuuuu!!!!!!! O que é bonito tem que ser mostrado, chega de opressão !!! É o fim do mundo meu Deus....

Anônimo disse...

Ela não ficou pelada, só tirou a blusa e o sutiã. Homens ficam sem camisa o tempo todo e não vejo ninguém dizendo q estão pelados.
Que tal usar o cérebro pra entender o texto e ler as coisas direito. Fica a dica

Anônimo disse...

Peito não equivale a bunda.
Bunda equivale a bunda
Pênis equivale a vagina
Peito equivale a peito
Tenta de novo vc, querido

Anônimo disse...

De novo
Equivalente de bunda ou c*, é bunda ou c*
Equivalente de peitos são peitos
As aulas de anatomia deixou a desejar hein

Anônimo disse...

Pensamento extremamente ultrapassada e claramente passada de boca em boca, ou seja, só reproduzindo oq outros ignorantemente já falam

Anônimo disse...

Acontece que vivemos no brasil. Ponto final.
E pq comparar tanto o peito com a bunda? Ah, sim pq aí seu argumento não teria sustento já q os peitos masculinos podem ficar expostos. Daí apelam p bunda q é proibida pra ambos como se fosse a msma coisa

Kittsu disse...

Vou apertar os peitinhos dos homens sem camisa que eu ver por aí.

Anônimo disse...

Simples, se um homem tirasse a roupa ali, mulheres o apertariam. Sim, por mais que digam o contrário. O fato de estar sem roupas não dá o direito de ninguém te tocar. Porém, existe algo que se chama "dar-se o respeito". Se um homem abaixasse as calças ali, será que os seguranças aceitariam ? Onde está a igualdade de gêneros ? E os bons modos ? Quer andar pelado ? Ande em casa ou procure uma praia para esse fim. Mas, enfim.... É exatamente isso que o feminismo prega não é mesmo ? Promiscuidade e mais promiscuidade. E se vc criticar, vc é um machista.
Para o rapaz que escreveu o texto, só posso dar um conselho : Já pode ser castrado. Isso mesmo. Está pronto pra participar da marcha das vadias. Ainda bem que feministos são minoria.
Bom, e vou trabalhar pelado amanhã. Se alguém me olhar torto ou reclamar eu digo que "meu corpo, minhas regras". Mas, é reconfortante ver que dia após dia, mulheres são libertas das garras desse movimento macabro. Serei censurado ?

(APOIADO 100% 2x)

Anônimo disse...

O post foi ótimo mas os comentários. ..por favor!
Tirando um ou outro (como os da Roxy linda!) tá difícil.
É só o tal de Zero falando: eu acho isso, eu acho aquolo, o que eu quis dizer. ...
ZERO, NÃO É SOBRE VOCÊ!
Sério Lola, mesmo assim meiguinho, acho que o Zero é um troll que quer deslocar todo o debate pra ser sobre ele e as opiniões dele! Falou uma vez, explicou na segunda, CHEGA!
CALA A BOCA ZERO!

Anônimo disse...

Até agora foram 155 comentários, 32 do Zero e mais de 40 sobre ele!
Quer dizer, quase metade da caixa de comentários do ou pro seu Zerinho, Lola....
FORA ZERO!
#calaabocazero

Anônimo disse...

"É só o tal de Zero falando: eu acho isso, eu acho aquolo, o que eu quis dizer. ...
ZERO, NÃO É SOBRE VOCÊ!" (2)

PERFEITO!!

J.M. disse...

Mascutroll das 01:45,

Desenhando:

Homem tira blusa + calça = pelado

Mulher tira blusa + calça = pelada

Homem tira blusa = não está pelado

Mulher tira blusa = não está pelada

Isso seria igualdade de gênero, coisa que você só clama quando te favorece. Mulheres não devem se dar ao respeito, pois já é delas por direito, estejam com ou sem blusa.

Siga a sugestão que alguém recomendou: em vez de pedir que o rapaz do post seja castrado, castre-se você. A evolução humana agradece.

Anônimo disse...

Palmas, palmas, palmas, muitas palmas!!
Mari Caroni

Anônimo disse...

Tenta de novo, troll. O que mais vejo o Zero fazer é se explicar incansavelmente após emitir suas opiniões e ser replicado (o que é mais do que natural em uma caixa de comentários). Além disso, leva vários cortes e, ainda assim, não o presenciei faltando com respeito a ninguém. Ele movimenta a caixa de comentários? Sim, uma vez que suas opiniões são bastante incomuns para um homem da sua idade. Mas, e daí, vão vetar qualquer comentarista que chama atenção, agora, como quiseram fazer com a Raven? Desista. Não está satisfeito, caia fora você. Ninguém lhe obriga a ler comentários de quem você não gosta. Também canso de ler postagens que em nada me agradam nem por isso sinto-me no direito de pedir a cabeça de qualquer comentarista.

Anônimo disse...

O problema não é concordar ou não com o comentário, a insistência dele em repetir milhões de vezes a mesma opinião é que monopoliza e desvirtua a discussão!
Dá uma olhada na caixa de comentários: quase metade é dele ou sobre ele!
ZERO, NÃO É SOBRE VOCÊ!

Anônimo disse...

'a intenção era zuar' falou o mascu vidente que entende da psicologia dos idiotas. Kkkk A maior parte das pessoas, as normais, nem conhece o termo 'feminazi'.

Anônimo disse...

Ô mascu idiota das 7h35, homens já ficaram pelados em shows e adivinha? Não foram apalpados por mulheres, sua suposição não encontra respaldo na realidade, então fique quieto em vez de falar merda baseado na sua imaginação.

Rê Bordosa disse...

Era uma boa hora para se estar fumando... Cada mão que chegasse pra pegar no peito sairia com uma queimadura de cigarro.

Anônimo disse...

O problema não é concordar ou não com o comentário, a insistência dele em repetir milhões de vezes a mesma opinião é que monopoliza e desvirtua a discussão!
Dá uma olhada na caixa de comentários: quase metade é dele ou sobre ele!
ZERO, NÃO É SOBRE VOCÊ!
(2x)

Anônimo disse...

Eu tenho um asco tão grande dessa expressão ''se dar o respeito'', especialmente por que ela só vale para as mulheres. Nunca vi ninguém usando isso pra condenar a conduta masculina. E homem brasileiro é um dos mais escrotos do mundo, acha que usar roupa curta equivale a ''pode chegar, meu corpo é público''. Não é muito diferente da mentalidade do oriente médio, que as mulheres são obrigadas a se esconder em burcas pra se proteger e nem assim conseguem.

Rê Bordosa disse...

"Deus tem que extinguir a gente e investir no mico leão dourado, pq olha"

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... É tipo isso!

Rê Bordosa disse...

10:30,

Não to falando com você, fiz a citação ao comentário da @vbfri, seu tapado!

Aff, é muita carência desses anônimos trolls aqui...

Anônimo disse...

Lola, faz tempo que não comento aqui !!! Heheheheh


Minha opinião :

1- Tirar a blusa e mostrar os peitos não é atentado ao pudor ? Eu, se sair na praça em frente de casa , com os peitos de fora, ta tudo ok?? Não vejo diferença entre fazer isso na rua ou num show de rock. Da mesma maneira que não quero ver homem mostrando o (...) deles na rua ou num show .

2 -Mesmo sendo errado ( em minha opinião ) mostrar os peitos no show , não justifica de maneira alguma que todos possam apalpar a moça.

Beijo

Maria Valéria

Rê Bordosa disse...

Maria Valéria,

Homens podem andar sem camisa na rua e não é atentado a nada.
Porque as pessoas sempre comparam peitos femininos a genitais masculinos?
Se for pra fazer uma comparação justa, então:

Mamilo feminino------------>Mamilo masculino
Bunda feminina------------->Bunda masculina
Vagina--------------------->Pênis

Comparar mulher sem camisa a homem sem calça é desproporcional!

Anônimo disse...

10:55 especialmente para vc e 90% do homens babacas do mundo.

https://youtu.be/Ei9hOHDYpYA

bj

Rê Bordosa disse...

-Vegeta, qual é o nível de carência do anônimo 10:55?
-É mais de 8000!

Anônimo disse...

Zero,
Mas e a história da expressão “...vocês provaram que O são...”

Vc não vai se manifestar a respeito? Já levou palmada da tia Lola e não aprendeu nada?

O EJA noturno não deu essa matéria pra vc ainda? MOBRAL???

FALA HOMEM!!! Desembucha!! Vira homem uma vez na vida. Pára de dar o c* um pouquinho e pede desculpas!
EXIJO um pedido de desculpas suas pela 17ªvez aqui, neste mesmo canal.
Vc me agrediu sem motivo e sem razão, e por isso tenho o direito constitucionalmente garantido de obter uma retratação pública sua, sob pena de vc ser condenado em ação de indenização por danos morais.
Imbecil.

Mila disse...

Mas ainda há diferença no tratamento entre a nudez masculina e a feminina. Esses dias, uma moça fazia um ensaio nua numa via pública, em frente ao Teatro Nacional de Brasília. Uma viatura da polícia parou, olhou, trocou duas palavras. Depois os policiais ficaram um bom tempo "admirando" a menina nua antes de ir embora. Se o suspeito fosse homem, certamente seria preso. Daí que o senso comum põe isso na conta do feminismo. Eu mesma duvido que aqueles policiais não prenderam a moça pq são feministas, não o fizeram para ficar olhando a moça.


Sobre a notícia que o anônimo postou, ela foi racista e levou comentário gordofóbico disfarçado de "bom humor". Isso acontece quando alguém que é oprimido tenta ser o opressor. Fica de lição que as minorias deveriam ter mais sororidade entre si.

Anônimo disse...

Ok, Re Bordosa, então a gente tem que pedir para mudar a lei !!


Pela LEI é permitido sair na rua com os peitos de fora ??

Entendi sua comparação e acho justa é válida sua reflexão, mas então vamos pedir para mexer na LEI primeiro ?( o que não quer dizer que mesmo se infringir a lei a mulher pode ser apalpada, não foi isso que eu disse, ok?)

Alguém aqui da área do direito para responder ?
:)

Maria Valéria

Anônimo disse...

A boa e velha objetificação. Sequer consideram que os seios ali tinham uma dona. Mas é tão enraizado, que eu me lembro durante um evento de alguém ter tocado em mim (advinha, não foi no braço) e eu ter achado ruim, mas normal. Eu tinha 13 anos e achei normal terem me invadido dessa forma, aí cresci achando que, se é normal encostarem numa menina completamente vestida, a que tá exposta só pode estar querendo! Hoje obviamente não penso mais assim, e espero que esses casos continuem cada vez mais sendo discutidos, porque não se acaba com opressão fingindo que ela não existe.
Sobre a novela Verdades Secretas, eu vomitava com as opiniões. Muita mulher querendo que a Angel ficasse com o Alex, porque "ali era amor de verdade". Não vou nem entrar no mérito do racismo e elitismo porque não tem a ver com o post, mas um tópico sobre essa novela seria interessante.

Dan

Priscilla disse...

Pois é exatamente este comportamento que estimula a desigualdade e que é reflexo de nossa cultura machista que, entre outras coisas, estimula a "cultura do estupro". Escrevi recentemente no meu blog a respeito também. Mas o que realmente mais me entristece, é o número de mulheres que se comportam de forma absurdamente machista e preconceituosa, se m perceberem que com isso censuram seus próprios direitos :-/

Anônimo disse...

Eu li algumas opiniões sobre esta novela, Dan. Mas particularmente achei esse post lacrador.

http://www.geledes.org.br/a-verdade-secreta-e-que-a-familia-brasileira-nao-liga-para-abuso/#gs.L1VZ7ao

Rê Bordosa disse...

Maria Valéria, atentado ao pudor é sobre exposição de genitais, peito não é órgão genital. Se fosse assim mulheres não poderiam amamentar em público, no carnaval não teria gente com peito de fora... O que tem que mudar é a cultura mesmo e o linchamento moral.

Death disse...

ZERO, NÃO É SOBRE VOCÊ!
(3x)

Anônimo disse...

Re Bordosa , obrigada pela explicação .


Maria Valéria

Anônimo disse...

Anônimo das 12:09:

Excelente, muito obrigada pelo link. Absolutamente NADA foi problematizado ali.

Dan

Anônimo disse...

Homens sempre dizendo que vão mostrar o p. porque mulheres mostraram os seios, melhorem. A objetificação e sexualização do corpo da mulher é tão grande que os mamilos equivalem a órgãos genitais(equivale também ao c. como teve mascu comparando, absurdamente).

Anônimo disse...

Pra quem falou da lei,


Topless = ato obsceno

A lei (código penal) NÃO fala o que é ato obsceno mas o nome do capítulo e o a descrição do crime dão umas dicas:

DO ULTRAJE PÚBLICO AO PUDOR

Ato obsceno

Art. 233 - Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:

Pena - detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Já foi obsceno usar saia acima dos joelhos e casais se beijando. É o tipo de coisa que muda com o tempo. E mostrar os peitos reputa-se assim, vide a polêmica idiota com a amamentação.

Mas a mãe que amamenta comete ato obsceno quando expõe o seio, perguntará ninguém. A resposta é não.

E quando a Cássia Eller mostrou os seios no Rock in Rio, ela praticou ato obsceno? Sim.


O nudista em praia autorizada comete ato obsceno? Apenas por estar nu, não. Se começar a ficar de pau duro ou se engajar em qualquer atividade erótica ali, sim.

Percebam a diferença dos contextos.

Bjos de Pirlimpimpim

Anônimo disse...

Parem de implicar com o Zero, se as pessoas ficam indagando e replicando ele é porque querem. E eu gosto de ler as opiniões dele, mesmo que não concorde com metade. Achava insuportável outro que chamava atenção era o Thomas Toddy, mas nem por isso acho que deviam proibir ele de postar. Deveriam era excluir posts de mascus com os velhos discursos deles(ás vezes deixam passar aquelas velhas ladainhas de homi utilitário, etc)

Jonas Klein disse...

Anon 13:03

"Nossa que vulgaridade"

Cara se você quer sair do armaria, ok, mas procure fazer o negocio da forma certa.

Se fosse um marmanjo mostrando a pica, tua ia achar o máximo né?

Cara que vê mulher com peito, bunda, genital de fora e acha ruim, para mim e porque gosta e de macho.

Ta pode começar o mimimi agora.

Anônimo disse...

Porraaaa, se é ato obsceno ou não, essa não é a questão, caraio, todo mundo ali tinha o direito de chamar a polícia se quisesse. O post é sobre a reação dos machinhos, esses que acham que respeitar mulheres é "coisa de boiola".

Anônimo disse...

Como são hipócritas, em carnaval tudo bem mostrar os seios, ''o que é bonito é pra se mostrar'' e ninguém fica agarrando as mulheres. Agora em show de rock, de povo que se acha muito melhor porque ouve esse estilo, é essa tamanha ignorância por um simples ato desse.

Anônimo disse...

Quando o post for sobre mulheres que mostraram a vagina em show de rock, a gente conversa sobre homem mostrar o pinto em público.

André disse...

Zero,

Eu citei com aspas, não há distorção.
Falar sobre consciência do risco num caso de abuso é culpar a vítima.
Falar sobre o quanto ela chamou ou não chamou a atenção do abusador é culpar a vítima.
O direito de ir e vir independe do nível de necessidade que a pessoa tem de ir e vir, pode estar indo salvar a vida do filho ou só dando um rolezinho, fazer qualquer alusão à necessidade que ela tinha de estar na rua para evitar ser agredida é culpar a vítima. Assim como você fez com a moça do post.
Da próxima vez tente ser irônico com algo que eu disse ou com algo com o qual eu disse concordar.

Anônimo disse...

Mas o topless só é válido para mulher? Pq o termo literal é "sem a parte de cima".
Pq se só for válido para a mulher, aí cabe debater pq seios das mulheres constam como objeto sexual masculino e os mamilos dos homens não.
Só pra constar, acho desnecessário exibir o peito, inclusive homem em locais públicos. Ninguém é obrigado a ver o peito de ninguém.

Anônimo disse...

Ninguém é obrigado mesmo, vire a cara.

Anônimo disse...

Mas praia é local público, deve ser horrível pra vocês que vão verem tantos mamilos de homens de fora.

Lizi Edler disse...

Oi Lola, tudo bem? Acompanho o seu blog e twitter há bastante tempo, mas raramente comento. Um pouco mais acima, li que você poderia recomendar blogs em sua lista, então, gostaria de deixar o meu! Escrevo bastante sobre feminismo, e também sobre literatura, outra área pela qual me interesso.

http://www.licencaparaoimperfeito.blogspot.com.br/

Beijos e parabéns pelo seu trabalho!

André disse...

mimimi pessoas como torso desnudo mimimi
Século XXI, que daqui a 1000 anos será conhecido como Segunda Idade das Trevas.

Anônimo disse...

Anon de 13:17 , estou de pleno acordo.

Essa implicância com o Zero já deu. Comentaristas infinitamente piores como o Thomas e a mascuzada de plantão não são tão hostilizados assim.

Se alguém aqui tem o direito de vetar/banir/pedir a saída de algum participante, esta pessoa é a Lola, dona do blog. E jamais observei da parte dela qualquer hostilidade em relação ao Zero. Aliás, ela costuma ser muito mais gentil e paciente do que boa parte dos comentaristas que acham-se no direito de expulsar outro participante apenas por ele se destacar.

Portanto, Zero, permaneça por aqui e "os incomodados que se incomodem".

Zero disse...

é impressionante isso.

aquele Arnold "zuero" aparece todo dia, e ninguém fala nada.

esse outro (11:07) me enchendo o saco falando que "agredi" ele. falei que ele escreveu algumas palavras errado. "estrls" em vez de estrelas, e brinquei com isso. até hoje dá dando ataque. onde isso foi agressão ? calunia ?

cara, a própria Lola falou que dependendo do contexto pode estar certo, mas isso não significa que tu tem razão sobre ficar ofendendo as mulheres aqui e enchendo o saco. toda hora tu me chama de viado. eu não sou gay e não tenho problema com isso. e tu quer pedido de desculpas ? só quer encher o saco. já falei que dependendo do contexto posso estar errado, e daí ? isso te torna alguém melhor ? que péssima autoestima tens ? agora ironizar um suposto erro é caluniar e agredir ? me chamar de "viado" e 3 mulheres daqui de putas não é ?


esse mesmo cara falou que está próximo de uma das comentaristas daqui e pretende expor fotos dela caso "consiga". e NINGUEM fala nada. e se for mesmo verdade ?

só reclamam de mim. onde falei que o post é sobre mim ? dei a minha opinião, porra.

vou falar como ? "ah, segundo a opinião de fulano, eu acho que..." é assim que vocês fazem ?

há tempos que acompanho o blog da Lola, e todo post alguns comentaristas acabando atraindo mais conversa, um exemplo é o post da meritocracia / naufrágio.

chamar a atenção ? estou dando minha opinião, argumentando. o problema é ser homem ? duvido muito, porque muitas mulheres já foram hostilizadas aqui também.

seria ótimo então, se todos aqui começassem a só ler o post e dizer : "concordo". e pronto, próximo post. alguém aqui faz assim ?

mas dane-se, não volto mais. já que só eu estrago o blog, os milhões de trolls anônimos não. adeus.

Ingrid Bezerra disse...

Horrível isso que fizeram com as moças do RiR.

Uma vez eu fui a um show desses grandes de Rock que tem de vez em quando em Copacabana e o meu amigo me colocou em seus ombros (como as garotas do RiR). Aí eu senti uma mão apertando a minha bunda, imediatamente eu senti uma raiva que eu não sei nem explicar (e olha que na época eu não era feminista, pouco entendia sobre), eu reagi sem pensar e dei muito soco e tapa na cara do sujeito e pude ver que era um gringo. Ele pediu desculpas e se mandou. Não imagino o que fez ele se sentir no direito de fazer isso, é abuso e machismo mesmo. E pra quem gosta de dizer que as mulheres sofrem estas agressões porque chama atenção com o corpo, roupa, etc, no meu caso eu estava de calça comprida super básica e nem bunda direito eu tinha (nunca foi o meu forte, haha). Então um cara abusado ataca por nada, simplesmente ataca.

Em outro show grande de banda famosa (também na praia de Copacabana) eu estava na grade, o mais próximo possível do palco. E sofri uma sério de apalpadas e encoxadas. É difícil reagir nestas condições de tantas pessoas juntas, você mal sabe quem fez ou quantos fizeram, mas eu reagi o máximo que pude, dei cotovelada aos montes. Neste mesmo show vi muitos homens nus passando pela multidão e NINGUÉM TOCAVA NELES! Vi uma moça que estava de biquini e teve seu traje de banho arrancada e sofreu muitos abusos até ser retirada pelos seguranças. Eu vi o inferno lá.

O que aconteceu com estas moças deve ser feito mil reflexões. Porque o mesmo também acontece com mulheres vestidas ou com pouca roupa lá no meio do show e ninguém vê, é muito corriqueiro e nojento. Isso tem que mudar! Com toda certeza, se eu tivesse um isqueiro, faca, qualquer coisa eu machucaria muitos homens que me apalparam nesses shows que eu fui. A gente reage num impulso para se defender, nem pensa. Mas tem garotas que ficam quietas, que ficam em pânico e não conseguem reagir.

Sobre peitos de fora. A razão da gente fazer isso (eu costumo fazer muito em fotos, já fiz em show, de bobeira em qualquer lugar) é um lance de liberdade. Eu por exemplo, quando mais nova, vivia na cena Punk (e gótica) e tive (ainda tenho) muita paixão por nomes como The Slits, L7, Siouxie and The Banshees e tem esse lado muito forte no visual do estilo que quer dizer: "Me visto como quero, vá se fuder otário! Não estou vestida assim para você!" E realmente não estamos! Mas cada uma faz com as sua próprias razões. Ué, se a mulherada na Europa pode, porque nós também não podemos?! Eu posso sim caralho! Ficar com os peitos de fora dá uma sensação de liberdade poderosa, homem não faz ideia de como é!

Anônimo disse...

Zero, você não estraga porrissima nenhuma. Quem "estraga" as caixas de comentários e azeda o clima entre os participantes é essa galerinha que se comporta como leão de chácara do Blog da Lola.

Acho uma pretensão enorme. Uma falta de semancol e um despeito tremendo. Você tem o mesmo direito que essas pessoas de emitir sua opinião. Principalmente porque o faz de maneira respeitosa, ao contrário de alguns.

Peço que repense sua saída. Não seria justo.

Zero disse...

ah, ainda farei um favor a vocês pra que pelo menos um troll não volte pra encher o saco:

quer desculpas, 11:07 ?

ok. peço desculpas por ironizar uma pessoa que não era capaz de entender.


que volta 17 vezes no mesmo lugar, por causa de NADA. que mesmo me "ofendendo" de gay e ofendendo mulheres, se chama com razão.

uma pessoa cuja autoestima depende disso. tu me ama, tu tá dependente de mim.

estão me desculpe, 11:07, por ter criado essa dependência minha

não sou professor, a Lola sim. e ela mesmo falou que dependendo do contexto, pode estar certo. feliz ? pode ir agora.

errei ? e daí ? minha autoestima não depende disso, cara. cresça.

agora prove que ironizar um suposto erro de escrita é agressão.

Ingrid Bezerra disse...

Zero, também acho que não é o caso de você parar de participar da caixa de comentários. Se a Lola permite que você esteja aqui, então não tem porque você sair. Inclusive, eu não concordo som sua visão sobre a atitude das garotas de se expor, mas graças a você ter exposto sua visão, muitas pessoas vieram somar com comentários formidáveis (especialmente os da Roxy).

Ingrid Bezerra disse...

Meu caro, vai se fuder lunático. Larga do meu pé, eu jamais sairia com anônimo estúpido de internet. Chato, infeliz, infantil, psicopata, tudo de ruim.

Mudei minha foto porque me senti inspirada com a postagem, seu babaca.

Procure algo melhor para fazer seu infeliz. Tá na cara que é alguém infeliz e doente. Vai procurar ajuda psiquiátrica que você está precisando.

Anônimo disse...

Até que enfim alguém comentou da chatice que é o Zero falando da vida dele nos comentários. Todo post é assim "ah, mas eu não sou assim/vocês não deveriam ser assim!" e mil pessoas contestando e ele contestando as mil pessoas e o assunto do post morrendo.

Eu quando vejo comentários dele, do Jonas e do Thomas, rolo a página sem ler porque já sei que é só "eu eu eu eu eu". Recomendo a todas que façam o mesmo.

Anônimo disse...

Este Zero e o Jonas.
ta carente fião, ninguém quer saber de sua vida não.
olha o nível deste blog, vc entra aqui, vai na caixa de comentários e vê um homem falando da vida medíocre dele, e não de luta feminina por espaços seguros e contra a violência e Gênero.
E assim que funciona o feminismo limpinho cheirosinho? Travesseiro para homem chorão?

Anônimo disse...

Ingrid Bezerra tu pratica BDSM? Gosta de ser saco de pancadas de sadismo de macho nojento?

Anônimo disse...

O modus operandi do Zero e realmente o mesmo do Jonas, Comendar identificado depois fazer um comentário anonimo se apoiando e inflando o próprio ego, só não enxerga quem não quer.
Ele passa o dia fazendo isto, ô vidinha triste.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 218   Recentes› Mais recentes»