quarta-feira, 1 de julho de 2015

"ANSIOSA EM SER PROFESSORA SÓ PARA HOMENS"

A F. me enviou esta dúvida:

Pra começo de conversa preciso dizer o quanto admiro vc e suas opiniões. Você não faz ideia do quanto é importante no meu dia-a-dia.
Minha história atual é a seguinte: sou engenheira e tenho 30 anos; depois de um histórico trabalhando em indústrias aqui da minha região decidi que isso não era o que eu queria (a indústria pelo menos pra mim serviu como um grande laboratório, onde vi e aprendi muita coisa, mas também vivenciei abusos morais, comportamentos machistas, além de ser sempre questionada, menosprezada e diminuída, não pelas minhas qualidades mas por ser mulher). 
Enfim, tracei um novo rumo pra minha vida. Fui correr atrás de outra oportunidade e acabei com uma bolsa do CNPq durante dois anos, daí me realizei como pessoa, fiz um ótimo trabalho, fui reconhecida e ajudei pessoas. Durante esse tempo iniciei meu mestrado (que estou para concluir).
O fato é que durante esse tempo prestei concursos públicos e fui chamada para ser docente em uma escola (técnica) da região. Serei docente do curso de mecânica, a primeira mulher que a escola já teve, a segunda a prestar concurso pra vaga. E estou aguardando outro resultado de uma outra escola pra mesma vaga e mesmo nível.
Estou bem feliz, ganho menos, mas faço o que gosto. Meus pais e minha família se orgulham de mim. EU me orgulho de mim, mas uma coisa me dá medo: a área mecânica dessas escolas profissionais é um reduto masculino, na maioria das vezes machista. Sei disso porque já estive nesses colégios como aluna, e passei por cada uma que se um dia eu for te contar você não acreditaria.
Embora feliz, fico ansiosa e com certo receio. O que eu faço? Como que você se sentiu diante da sua primeira turma? Lembre-se: eu sou a única mulher da equipe, na sala provavelmente serei a única também (a maioria dos alunos é homem). Algum conselho? Não falei com ninguém sobre isso, pois acho que não me levariam a sério.

Minha resposta: Ish, nem lembro da primeira aula que dei! Não lembro mesmo! Sinal de que não deve ter sido muito traumática...
Bom, querida, eu não sou da sua área, que ainda é majoritariamente masculina, mas está mudando, como você bem sabe. Eu já recebi e publiquei diversos relatos de mulheres que sofreram por serem vistas como "invasoras" de um espaço masculino. Mas certamente é diferente você ser aluna e professora num ambiente desses. Vá sem medo!
Na escola de inglês em Joinville onde fui professora e coordenadora acadêmica durante vários anos, antes de fazer mestrado, tive uma turma só com cinco alunos adolescentes, todos meninos de 14 e 15 anos, pelo que me lembro. E foi a pior turma adolescente que peguei! Eles eram mimados, reacinhas, e não pareciam ter qualquer interesse por nada. Eram daquele tipo que você perguntava: qual sua atividade favorita? E eles respondiam: dormir. Foi difícil ter um bom relacionamento com eles, e olha que eu sempre me dei bem com adolescentes.
Em compensação, recentemente (uns três anos atrás), já na faculdade, calhou de eu ficar com uma turma só de rapazes. Era Inglês Técnico, que recebe alunos de várias áreas. Acaba sempre tendo muito estudante das engenharias. Como a gente fazia uma prova de suficiência e liberava da disciplina aqueles que tiravam acima de 7 e que já tivessem 360 horas de curso de inglês (agora vamos liberar os que alcançarem uma certa nota no Toefl), sem querer sobraram apenas uns vinte e poucos homens. 
E quer saber? Deve ter sido a melhor das turmas de Inglês Técnico que já tive! Eles eram muito divertidos. A gente ria pacas nas aulas, e eles eram bons alunos, se esforçavam, faziam o que eu pedia... Óbvio que isso não aconteceu porque era uma turma só de meninos, mas porque eles eram os meninos certos. Todos se davam bem, dialogavam, tentavam deixar os preconceitos de lado. 
Lembro de um debate que tivemos na aula sobre cotas raciais (a maior parte era contra), e mesmo assim ninguém se exaltou. 
Também já tive turmas só de mulheres (não na faculdade, ainda não), e umas foram ótimas, outras menos. Depende muito. Às vezes ter dois ou três estudantes participativxs numa turma já faz toda a diferença, porque elxs contagiam os outros. 
Parabéns por ter encontrado o seu caminho, e não se preocupe. Minha dica, se é que tenho alguma, é que você tente o máximo possível esquecer que você é mulher e que eles são homens. Faça com que o gênero interfira o mínimo possível. Tenho certeza que você vai se sair muito bem!

146 comentários:

Anônimo disse...

A melhor matéria a ser dada em uma turma só de homens, e de humanização.A de que eles aprendam a deixarem de serem homens, e se tornem humanos.

Anônimo disse...

Eu cursei uma disciplina na turma de mecânica e fui muito bem tratada. Vamos acabar com isso de achar que somos sempre tratadas com atos machistas quando estamos em ambiente com predominância masculina.

Anônimo disse...

"Eu cursei uma disciplina na turma de mecânica e fui muito bem tratada. Vamos acabar com isso de achar que somos sempre tratadas com atos machistas quando estamos em ambiente com predominância masculina."
_
Tenta de novo mascu, vocês são habitualmente ridiculos, quando tentam se passar por mulher então, batem recorde. A falta de empatia, pelas mulheres que sofrem todos os dias, sendo minoria entre grupos de machistinhas escrotos, te denunciam.

Anônimo disse...

Sim, porque na cabeça das radfems homem não é ser humano. Tá serto migas, vergonha alheia de vocês

Anônimo disse...

Somos mais de 50 % da população, nada mais justo que 50 % de cotas em todas as areas para nós, equidade para se fazer justiça.

Anônimo disse...

Caralho, agora a radfem sabe quem é homem e mulher só pelo comentário. Pohan, e eu já sei que é a mesma radfem de sempre que usa uma vírgula a cada 4 palavras, com escrita assim nem precisa de anonimato

Anônimo disse...

Mimimi, tadinho do ominho chorão, aaainn, pra vocês homem não e humano"
Quem e claramente oprimido nesta porcaria de sociedade machista? Quem e desumanizado constantemente pela sua condição biológica? Apesar de vocês se tratarem de dementes, não espere nenhuma simpatia de mim masco inutil, que insiste se passar por mulher, para chorar as pitangas em blog feminista.
Vá sentar em um cantinho e chorar "migo'

Anônimo disse...

Aí radfem falando de empatia, conte-me mais sobre como é chamar outras mulheres de escravas de rola, cadela de macho, quer ganhar biscoitinho de macho, chupadora de pau, traidora do movimento, etc. Isso te empodera? Porque todo mundo viu a empatia desse teu feminismo no último post, não vem bancar a santa aqui

Anônimo disse...

Eu só fiz um comentário no ultimo post, nunca chamaria uma mulher pelos termos que você citou, apesar de entender a revolta de alguma para com as validadoras habituais aqui, eu as vejo assim, como validadoras do machismo,doutrinadas a validar a própria opressão. não como inimigas.
"O opressor não seria tão forte, se não encontrasse aliados entre os próprios oprimidos"

Volte para o cantinho, e continue chorando mascu, não foi desta vez ok!

Anônimo disse...

Não sou mascu fofa, sou feminista, ao contrário de você. Confesso que vou morrer sem conseguir entender desde quando é empatia chamar outra feminista de escrava de rola, cadela de macho, quer ganhar biscoitinho de macho, chupadora de pau e traidora do movimento. Quem tá duvidando é só conferir o post anterior, se não foi essa foram outras radfems falando a mesma coisa. Esse é o verdadeiro feminismo delas, combatendo opressão com mais opressão sobre o próprio gênero. Chora mais que teu único argumento é me chamar de mascu, bjos

Anônimo disse...

/\ Eita agora chegou o mascu sancto pra completar o hospício com as radfems

Anônimo disse...

Parei de debater, vou pegar a pipoca.

Anônimo disse...

Apagaram o comentário do sancto, moderação até que enfim, já estava na hora né. Olha a caixa de comentários do último post pra vc ver onde chegou nível.

Anônimo disse...

Estão vendo como cai fácil a mascara de mascu?!
Mulheres já fazem tudo isto que você citou, e com dupla jornada psicopata demente.Ao contrario de vocês, que só porque trabalham fora, em casa querem ser parasitas escorados.
Exercito? Não obrigada, vocês criam guerras, se matem nelas por favor, alias estão se matando pouco pro meu gosto.
Volta pro cantinho e chora em posição fetal mascu.

Anônimo disse...

Radfem, não caiu máscara nenhuma, a dos mascus sempre estiveram caídas. Só pra deixar claro que aqui tinha 3 pessoas, uma feminista, uma radfem e um mascu sancto. Eu sou a feminista e não fui eu que escrevi aquelas barbaridades, óbvio. Mas a radfem aqui parece que não sabe interpretar texto, só sabe acusar de mascu todo mundo que discorda dela. Pela lógica dela todas as feministas, as que discordam de radfems, são mascus. Faça-me rir rs

Anônimo disse...

Agora estão chamando a Lola de "vagabunda misândrica". Pior que nesse hospício dá nem pra saber se quem escreveu foi o mascu ou a radfem, que fez de propósito pra ficar acusando os outros de mascus disfarçados.

Anônimo disse...

1 de julho de 2015 13:23 você discorda dela em que exatamente? Conte-me mais por favor.
Você seria contra cotas reparadoras históricas para mulheres em cargos publicos e politicos?

Anônimo disse...

13:26, tá de brincadeira né, vc não leu o que as rads escreveram antes disso? Que homens não são seres humanos, acusaram a segunda comentarista de mascu só porque relatou uma experiência diferente, fora os adjetivos deploráveis que utilizaram no post anterior pra caracterizar feministas. É disso que eu discordo, não falei de cotas em nenhum momento.

Jonas Klein disse...

Olá A F e Lola

Tinha um MasCÚuuuuzinho aqui que eu ia dizer umas boas para ele, mas Lola já apago o comentário dele.


Agora A F olha se área de engenharia de modo geral já e meio tensa para as mulheres, engenharia mecânica eu acredito que seja bem complicada mesmo, pois ainda e um reduto quase que exclusivamente masculino, e obviamente tri machista ainda.

Acho que você como professora não precisa se preocupar com os seus alunos, mas talvez algum colega de trabalho talvez venha com bosta machista para o seu lado, desde que você ignore por completo toda e qualquer besteira que te digam por você ser uma mulher que atua nesta área, acredito que você vai conseguir ser muito bem sucedida como docente nesta área.

Bom nem tem mais nada a te dizer, pois você já e uma pessoa madura e experiente na área de mecânica.

Bom tarde.

lola aronovich disse...

99% das pessoas que me chamam de Dolores nesta caixa de comentários são mascus sanctos. Aliás, é um dos indivíduos problemáticos dos mascus sanctos, o mais obcecado por mim. Mascu sancto, por exemplo, não vai falar de libfem.
Quase sempre dá pra diferenciar bem quem é mascu e quem é radfem. A identificação mais difícil é quando falam de trans, porque ambos são transfóbicos e os "argumentos" são parecidos.
Algumas radfems já estão trollando o blog há pelo menos dois meses. Mascus vem aqui trollar há anos. Já deu, né? Podem ir embora que ninguém sentirá a falta de vcs.
Eu viajo hoje. Pelo menos por enquanto, o blog ficará sem moderação. Eu peço que ignorem os trolls, porque assim que eu ou a Samantha virmos algum comentário mais agressivo, deletaremos.

Anônimo disse...

Concordo com a Rad, e para quem acha que feminismo limpinho cheirosinho da algum resultado, e só passar um dia em uma delegacia da mulher, e ver que tipo de monstros enfrentamos.

Anônimo disse...

Eu fiz meu mestrado de bio quimica, em uma turma onde só tinha eu de mulher foi um horror. Homens tem uma maneira muito peculiar de crueldade machista nestes ambientes, a exclusão.

Anônimo disse...

Ai que feliz qdo vi que meu email virou Guest!!!! Lola se vale de alguma coisa vou terminar o desfecho da história... Eu entreguei minha primeira turma e sim foi muito legal...Coisas boas e ruins aconteceram...
Ouvi cochichos que era mal comida, e alunos que olhavam partes do meu corpo como se fosse carne no açougue, graças a Deus foi a minoria da minoria da minoria...
Eles ficavam meio curiosos sobre quem eu era (profissionalmente) e sempre fui sincera, disse que era novo pra eles terem uma professora e que sim eu sabia o que estava fazendo e que tinha algo a ensinar rsrs... Isso foi bem bacana pq tds sempre me trataram muito bem.
Como tenho muitos alunos novinhos saídos da adolescência eles me perguntavam pq não tinham mais garotas na escola e no curso ou mais professoras. Expliquei que como futuros profissionais eles veriam cenas de assédio moral e sexual contra suas colegas e não poderiam ser coniventes com isso, enfim educador é quem ensina algo eu ensinei técnica sim... mas tb ensinei um pouco de comportamento ético... O resultado disso foram muitos elogios por parte dos alunos que me falavam que sentiam que eu realmente me importava com eles. Descobri que o principal não era o preconceito com questão a gênero, mas sim o social. A escola é publica meus alunos vêm de camadas sociais mais baixas, estudar ali é para muitos a unica chance de um emprego razoável e muitas vezes são tratados como gado. E viver isso me deixava triste, eu acredito em uma sociedade onde todos podem evoluir. O que eu posso fazer realmente eu faço por eles...
Em síntese minha experiência está sendo ótima, estou ainda decidindo o que quero da vida mas ensinar realmente trás uma realização muito grande pra mim...
Obrigada Lola :) e Raven qdo vc aparecer por aí saiba que sempre venho nos comentários pra saber das suas opiniões!!!

Anônimo disse...

Entre as radfems tem aquelas que são as "lésbicas" fakes que ficam forçando a barra para se tornarem lésbicas a qualquer custo sendo que passam o dia todo se dedicando a só falar mal de homem e odiar homem, enquanto isso mulher na vida delas que é bom nada hein.

Tem muitas mulheres que trabalham em delegacias de mulheres e nem por isso sentem tanto ódio assim de todos os homens do mundo.

Anônimo disse...

Entre as radfems tem aquelas que são as "lésbicas" fakes que ficam forçando a barra para se tornarem lésbicas

Também acho parece aquelas atrizes que se dizem bissexuais mas só pegam homem tipo megan fox.

Anônimo disse...

É a primeira vez que comento aqui, mas não podia deixar de dizer: sou engenheira mecânica, aluna de mestrado e feminista. Também já sofri muito machismo e, cada vez que vejo uma mulher bem sucedida na área, me sinto abraçada. Dou aula de matemática em cursinho popular e adoro; e acho que só de estar lá já ajudo a quebrar o estigma de que mulheres são ruins de exatas. Também tenho alunxs maravilhosos e ótimas discussões. Pretendo virar professora universitária e continuar lutando por direitos iguais. Beijos e obrigada pelo relato :)

Anônimo disse...

Olhem para vocês ?kkk vejam o que se tornarão?! rsrsrs, quem não presta se destroi sozinho kkk
fala por experiência própria?

Anônimo disse...

Ser mulher na ciência deve ser quase impossível :(

Anônimo disse...

13:40
eles excluem mulheres? pensei que eles infernizavam, mas eles deve excluir mesmo de grupos

Jonas Klein disse...

Anon 13:43


Guarde as suas ideias estupidadas para si mesmo, pois comentários de machifacistas lambedores de piroca suja aqui não fazem falta.

Essa pra você _i_

F. disse...

Bem eu não sou a Raven realmente...
Não teria problema em ser :)

Jonas realmente a mais machismo com colegas do que com alunos, mas nada tão gritante qto o que sofri nas industrias que trabalhei.
Existe machismo e preconceito na educação e no meio acadêmico sim!!! Mas é bem menor que em outros setores, talvez pra mim isso tenha sido uma vitória, mas ainda não é o suficiente...
E só pra constar eu leio o blog diariamente e sou da seguinte opinião, se vc é lésbica legal, se vc é hetero ok tb!!! Vc não trai o feminismo por gostar de homens. Agora ficar desviando o foco das discussões propostas por conta disso é perda de tempo... Não gosta de feminismo, não vem aqui ler os comentários...
Se não gosta de chupar um p#$, vai chupar um picolé...mas não tem pq ficar destilando ódio por aí...
A discussão é outra, ela tem que ser construtiva :D

Anônimo disse...

Vocês tão desde ontem com essa chatice de ser advogada da raven toda hora, vou dar uma dica ninguém tá interessado tão desvirtuando o post pra frase de chupar rola, se ela quer dar o c... chupar rola problema dela, aliás se comam vai.
mas PARAAA de falar desse assunto já deu PORAA!!!!!!!!!!1111

F. disse...

Anon 14:03 A vitória de uma é a vitória de muitas, se vc gostou é importante propagar a mensagem que sim nós podemos fazer oque quisermos, e detalhe fazermos bem!!!

14:06 Mulheres na ciência não é uma causa impossível, mas durantes anos e anos foi difundida a idéia que mulheres não eram "feitas" para as ciências exatas ou que são emocionais e não racionalizam...

MAs é provado que isso não tem fundamento, o numero de mestres do sexo feminino estava em vias de superar o numero de mestres homens...

Fábio disse...

Mas é provado que isso não tem fundamento, o numero de mestres do sexo feminino estava em vias de superar o numero de mestres homens...
-
E verdade, e tem uma explicação, hoje na sociedade manginista cultural, femilias de classe media, sacrificam os irmão homens, para que as irmãs mais novas possam estudar.
Enquanto meninos começam a trabalhar com 14 anos, meninas se dedicam praticamente toda a adolescência aos estudos.
Basta notar quem mulheres são mais que o dobro das vagas em universidades publicas e principalmente privadas nos país, e ainda vem falar em 'cota'

Patrick disse...

Como ex-aluno de uma Escola Técnica Federal (agora denominados Institutos Federais), num curso (Eletrotécnica) com o mesmo perfil do post, o que posso dizer é: recomendo enfaticamente que A. F. assuma o posto.

Não há escola pública no Brasil que combine a estrutura dessas instituições ao mesmo tempo em que atende pessoas de todas as origens sociais.

Foi o melhor lugar onde estudei na minha vida e essa avaliação é praticamente unânime entre todas as pessoas que me foram contemporâneas naquele tempo.

Dificuldades haverá, porque somos uma sociedade machista, mas se há um lugar onde o diálogo e a inteligência são valorizados, é nos IFs. Além do que você será sempre um ótimo exemplo pras garotas das turmas!

Entre os meus colegas de turma do ensino médio técnico há um que se doutorou pelo MIT, outro que trabalha numa consultoria de engenharia na Dinamarca e uma colega (sim, uma das 5 de uma turma de 30) que hoje trabalha na Alemanha. Pra não falar dos que fizeram sucesso no Brasil, que aí é chover no molhado :)

Mila disse...

Mesmo nas humanas ainda há machismo em determinados segmentos. Me formei em jornalismo e áreas como esporte, política ou economia eram mais "masculinas". Pra ser aceita no "clubinho" tive que provar conhecer disso.

Anônimo disse...

HAHAHA PRIMEIRO as radfems vem aqui ofender a Raven gratuitamente!

Aí quando alguém manda elas tomarem no cu e defende a Raven, vem com papinho "parem de ser advogada, vcs estão desvirtuando o assunto do post"...

Queridas, acho que vocês são analfabetas funcionais! Quem começa desvirtuando o assunto falando da vida sexual alheia são as RADFEMS, vocês mesmas, e não a Raven! Enquanto vocês continuarem fiscalizando a vagina ou o cu das outras, vai ter advogada da Raven SIM, e vai ter advogada de qualquer outra mulher que se ofendida SIM. Feminismo é isso, e não discurso de culpabilização!

Criem vergonha na cara suas sem caráter. Nojo desse "feminismo".

Lu disse...

"E verdade, e tem uma explicação, hoje na sociedade manginista cultural, femilias de classe media, sacrificam os irmão homens, para que as irmãs mais novas possam estudar.
Enquanto meninos começam a trabalhar com 14 anos, meninas se dedicam praticamente toda a adolescência aos estudos."

------------------------------------------------
Com base no quê essa pessoa está falando isso? Atualmente, os pais estão tendo menos filhos. Dificil ver família com 900 crianças como antigamente, então não tem essa de sacrificar os pobres homens. Que lógica interessante né, visto que homens ganham mais que mulheres mesmo em "profissões femininas".
Não faz muito tempo que as mulheres não recebiam educação adequada em nome do crescimento dos filhos homens.

Sou de um IF disse...

Para a autora do post: não tem com o que se preocupar, sério mesmo. Vez ou outra acontecerá uma situação incômoda, mas mesmo que você fique balançada no início, com o tempo você adquire jogo de cintura. E se imponha sempre, mas sempre com classe e educação (isso vale com alunos, gente que acha que pode tudo por conta de recursos financeiros, gente mais velha condescendente, povo mal-educado que gosta de chegar tocando o terror em funcionário público "porque pagam nosso salário"...)!

Boa sorte, mas acho que nem preciso desejar isso, estou certa que viverá uma ótima experiência!

Anônimo disse...

Queridas, acho que vocês são analfabetas funcionais! Quem começa desvirtuando o assunto falando da vida sexual alheia são as RADFEMS, vocês mesmas, e não a Raven!

sua monga eu nem falei dela eu nem sou rad, mas notei desde ontem vocês tão enchendo o saco com esse assunto e ainda continuam falando sendo que ninguém nem fala mais sobre, porque tão tão interessadas em defender? ela não sabe se defender sozinha.

Anônimo disse...

Anon das 12:48

Sou mulher fia, aceite e acredite que nem toda mulher tem as experiências que você tem ou teve como os homens, acho melhor vc procurar ajuda profissional ver mascus em todo lugar, até um comentário vc define o gênero. Ai meu Deus será que vc pode ver kkkkkkkkkkkkkk louca demais.
Coloco o anônimo por preguiça mesmo. Ei conheço uma ótima terapeuta viu miga.

Anônimo disse...

porque tão tão interessadas em defender?
estranho né parece que querem lavar a honra dela, até chamar de radfem quem não é chama montem um fanclube no twitter pra falar só da vida dela
e deixa o post livre.

Anônimo disse...


Quem usa anonimo pra se defender nem merece credito_________
Enfim o guest post tá ótemo inclusive já sofri machismo em ambiente masculinos na escola um menino queria se esfergar e simular sexo comigo e outras meninas não sabia como me defender se eu batesse nele ele batia em mim, ele era muito popular e eu não, se eu denunciase os amigos dele iam me infernizar.

Anônimo disse...

Opaaaaa vou pegar a pipoca (2)

Mila disse...

Só eu que acho triste feministas brigando entre si? Este blog é um espaço tão legal e arduamente conquistado no meio feminista e perdemos tempo brigando e xingando em vez de debater o post e trocar ideias numa boa.

Anônimo disse...

Foi isso que eu falei pra ela parar de falar sobre esse assunto que já deu, não briguei só falei pra parar acho que deu certo ufa!

Anônimo disse...

Esse post não vai render pq as mulheres evitam ambientes masculinos, dificil ver mulher em TI.

lola aronovich disse...

Acredite, Mila, eu não quero isso. Por isso você nunca vai me ler/ver/ouvir falando mal de alguma feminista. Eu não faço isso (nem com as muitas feministas que me agridem o tempo todo), porque acho que já tem gente demais contra a gente. Não precisamos brigar entre nós. Se você é feminista e não gosta desta feminista ou deste blog feminista ou de comentaristas de algum blog feminista, é só ignorar, ué. É parar de vir aqui. É só começar seu próprio blog ou frequentar os que vc gosta. NOTE que não estou falando de vir aqui pra criticar. Criticar, discordar, discutir com educação -- tudo isso faz parte. É ótimo que haja discordância. Mas nos últimos vezes tenho tido tantos trolls mascus quanto radfems, que eu chamo de radtrolls. Essas não vem aqui pra discutir, vem aqui pra xingar. Eu e outras comentaristas estamos cansadas delas. Peço educadamente para que vão embora. Sério mesmo, deve ter lugar melhor pra vcs por aí. Mascu a gente sabe que só vem aqui porque realmente não tem onde ir.

Paula disse...

Raven nem chegou e já ta causando.. hehehe

Anônimo disse...

Raven nem chegou e já ta causando
chegou sim tá aí tentando se defender como anonima e até hoje falando de um assunto do post trasado querendo fazer a gente lembrar disso.

Anônimo disse...

Lola nem todo mundo que comenta aqui é feminista.

Anônimo disse...

Já pararam pra pensar que sempre quem volta com essa história da Raven sao VOCES, e não qum defende ela? Já pararam pra pensar que sempre que aparece defendendo ela, é DEPOIS que vocês começam relembrando essa história de novo? Quem sabe se vocês pararem de digitar merda e deixar a Raven em paz, aí as pessoas param de falar disso, porque são sempre vocês que começam o assunto aí depois vem "gente parem de desvirtuar o post". Santa hipocrisia.

Anônimo disse...

É verdade, nem todo mundo que comenta aqui é feminista, por exemplo tem as radfems que sempre comentam aqui.

Anônimo disse...

"sua monga eu nem falei dela eu nem sou rad"

NOSSA olha o nível, "sua monga", vou até chorar depois dessa -sqn

Façam o seguinte, apertem ctrl+F e digitem Raven, vão ver que o primeiro comentário falando dessa história foi escrito por uma radfem. Ou seja, quem não consegue esquecer essa história e fica puxando assunto do baú são as radfems, e não "defensoras da Raven".

Não entendo esse choro, vocês mesmas puxam o assunto e depois ficam reclamando. É crise de identidade isso? Tão precisando de uns remedinhos pra cabeça

Anônimo disse...

Já chupou muitas bucetas hoje, 16:22? Só em sonhos né, deve ser a lésbica virjona revolts do colégio se achando a empoderada porque tá xingando outras mulheres. Tenho uma coisa pra te contar, xingar mulheres não faz parte do feminismo, quem faz isso são machistas e misóginos, te ensinaram errado foi? Vai estudar.

Anônimo disse...

Eu acho Lola que pelo menos por um tempo você deveria desabilitar a opção de comentar em anônimo, sem conta. O blog está precisando urgentemente disso, já perdemos diversas comentaristas valiosas com essas briguinhas idiotas das radfems. Agora elas estão de férias, colégio né, não vão deixar teu blog em paz tão cedo.

Anônimo disse...

16:29

Ser homofóbica também não é feminismo.

;D Chola mais, chola.

Anônimo disse...

Não entendo esse choro, vocês mesmas puxam o assunto e depois ficam reclamando

NÃO querida olhe nos primeiros comentários quem tá enchendo o saco falando de chupar penis de novo , eu só mandei parar com essa infantilidade mas pelo visto continuam querendo aparecer... falam das radfems toda hora mas quem tá falando nesse assunto hoje são vocês, ou seja tão pior que elas.

Anônimo disse...

Pensei que tinham parado
O blog vai ter que ser dividido entre as defensoras da raven e radfem porque quem não defende a raven automaticamente é radfem. Quem não tá interessado nesse assunto é radfem, vocês tão ficando chatas com essa mania de perseguição aceitem que ninguém tá mais aí, todo mundo só quer que vocês parem de falar.

Anônimo disse...

"NÃO querida olhe nos primeiros comentários quem tá enchendo o saco"

Já mandei tu usar ctrl+F, não sabe onde ficam as teclas? Sim, olhei os primeiros comentários e quem começou a encher o saco foram as radfems, pode chorar mais.

"Ser homofóbica também não é feminismo."

Onde fui homofóbica? A palavra "lésbica" é homofóbica agora? kkkk tá serto

O choro é livre, agora precisam postar desenho de pênis porque não tem argumentos, coitadas kkk, e depois se dizem feministas!

Anônimo disse...

é não tem jeito não sem moderação esse blog só vai ter esse assunto. raven conseguiu o que queria com tanto de fake que inventa pra se auto defender
tô fora!

Anônimo disse...

Olha só quem não está interessada nessa poha é NINGUÉM. Aceitem isso e parem de puxar esse assunto da Raven em todo santo post, que saco. Não são as "defensoras" como vocês chamam que puxam o assunto, é sempre alguém criticando a Raven que começa primeiro e depois essas mesmas pessoas vem reclamar em baixo, ficar de mimimi. Acordem, usem ctrl+F. O primeiro comentário citando essa polêmica estúpida foi de um crítico da Raven, não sabem ler? Mandem xs críticxs pararem então, não quem defende. Quem está sendo incoerente aqui são vocês.

Mila disse...

Pois é Lola, eu vejo que as agressões estão sobrando aqui. A internet é livre e nos dá ferramentas tão práticas. Algumas vezes discordo dos posts por aqui, mas acho (postura minha) que não agrega em nada ficar xingando. Vejo que até os mascus (que postavam um quilo de besteirol e que pelo menos nos faziam rir da ignorância) não tumultuavam tanto assim.
Eu mesma já fui acusada pela patrulha de traidora do movimento pq namoro um homem. Nem ligo. Ninguém tem o direito de apontar e me classificar como feminista ou machista. Falar na internet que é feminista é fácil, difícil é ter atitude feminista.

Anônimo disse...

"tô fora!"

Gente ela tá fora, finalmente se tocou. Vai tarde! bjos não precisa voltar.

As outras rads podem seguir o mesmo caminho por favor, quem começou a trollagem aqui foram vocês, a própria Lola afirmou isso.

Anônimo disse...

Aí radfem falando de empatia, conte-me mais sobre como é chamar outras mulheres de escravas de rola, cadela de macho, quer ganhar biscoitinho de macho, chupadora de pau

olha aí o primeiro comentário falando nesse assunto, tentando defender um assunto que já foi querendo voltar esse assunto de novo, e quem tá com desenho de penis ou é você ou é mascu querendo chamar atenção. Vocês tão manchando o post suas foveiras ou é uma só deve ser a própria raven né.

Anônimo disse...

Gente ela tá fora, finalmente se tocou. Vai tarde! bjos não precisa voltar.

As outras rads podem seguir o mesmo caminho por favor, quem começou a trollagem aqui foram vocês, a própria Lola afirmou isso.

agora todo mundo aqui é rad da onde essa maluca tira isso , querida o mundo inteiro tem que concordar com você, seja menos!!!!

Anônimo disse...

Meninas deixa isso pra lá é só não dar atenção, todo mundo aqui recebe críticas mas é só falar da raven e que ela é machista que querem tomar as dores?
todo mundo que fala recebe criticas deu a cara pra bater é assim se conformem que ninguém agrada a todos. Eu acho ela machista e ponto final discordo de pontos que ela fala não vai ser uma dúzia de advogadas que vai tirar isso da minha cabeça.

Anônimo disse...

Mas tu é analfabeta funcional ou sem caráter mesmo, só pode.

Primeiro:

"Tenta de novo mascu, vocês são habitualmente ridiculos, quando tentam se passar por mulher então, batem recorde. A falta de empatia, pelas mulheres que sofrem todos os dias [...]"

Radfem acusando mulher de ser mascu só porque relatou uma experiência diferente, vide comentário das 15:08, mas até agora nenhuma pediu desculpas.

---

Segundo:

Além dessa atitude ridícula, reclamou que os "mascus" não tem empatia. Que moral radfem tem pra pedir EMPATIA aqui, quando no post anterior estavam XINGANDO mulheres por causa das suas sexualidades? Isso que é empatia pro feminismo radical, xingar outras feministas?

---

Terceiro:

Em nenhum momento citei "Raven" nesse meu comentário, é que tu deve ter problema de leitura mesmo. As radfems xingaram diversas mulheres no último post, não só a Raven, foi a isso que me referi.

---

Quarto:

O primeiro post que fala de Raven e polêmico do post passado foi, tcharan, de uma radfem. Aqui vou copiar e colar porque sei que tu vai ter preguiça de pesquisar:

"ocês tão desde ontem com essa chatice de ser advogada da raven toda hora, vou dar uma dica ninguém tá interessado tão desvirtuando o post pra frase de chupar rola, se ela quer dar o c... chupar rola problema dela, aliás se comam vai.
mas PARAAA de falar desse assunto já deu PORAA!!!!!!!!!!1111

1 de julho de 2015 14:18"

---

Quinto: vai tomar no seu cu e deixa esse blog em paz, "foveira" (não sei nem que poha é essa, é gíria da escolinha?) é tu.

Anônimo disse...

Tu tá perguntando da onde eu tirei que todo mundo é rad, mas não perguntou da onde que elas tiraram que todo mundo que discorda delas é mascu? HAHAHAH menos hipocrisia por favor, olha o terceiro comentário desse post e depois o das 15:08 pra ver se cai a ficha

Anônimo disse...

Nossa, e vocês chamando héteros de machistas e traidoras do movimento, escravas de rola e piroca, cadelas esperando biscoitinho. Imagina o trauma que vão causar em adolescentes que lêem a Lola?

Ridículas.

Anônimo disse...

Realmente chamar alguém de "virjona" é pior do que todos esses xingamentos acima, tá serto

Anônimo disse...

Sou adolescente, leio a Lola e to nem ai pra vida sexual da Raven ou das radfems.

Anônimo disse...


Peraê a menina fala merda e ainda quer que a plateia aplauda?
isso aqui é o circo dos hororres por acaso




lyz_miss

Anônimo disse...

Q coisa hein... Várias dessas preferidas da Lola xingam os outros e fica por isso mesmo, mas quando é com elas ficam nervosinhas.
1, 2, 3 para mimimi Rad... Pelo menos viraram o disco de mimimi é mascu.

Anônimo disse...

17:33
pelo menos alguém lúcido aqui eu to tentando falar isso há horas e sou chamada de radfem, discordar das frases dela é ser radfem, não odeio ela nem nada só não sou fã dela ué.

Rê Bordosa disse...

Vai ter defensora da Raven sim! Vai ter muuuuuuita defensora da Raven! E se reclamar vai ter mais!

Anônimo disse...

Vai ter defensora da Raven sim! Vai ter muuuuuuita defensora da Raven! E se reclamar vai ter mais!

e vai ter quem não defenda o mundo é assim.

Anônimo disse...

isso aí é só mais uma fake da raven.
fora as anonimas que ficaram aqui o post todo tentando advogar a favor.

Anônimo disse...

Essa caixa de comentários hoje tá superando o já crítico nível de baixaria que tem por aqui...

Rê Bordosa disse...

Lola, é só uma sugestão: não tem como abolir os comentários anônimos? Acho que isso faria debate fluir melhor e não ficar o tempo todo se desviando pra umas tosqueiras como nesse post e no post anterior? Daí quem quiser comentário anônimo (até pra se proteger de perseguição mascu) que crie um perfil alternativo.
Claro que gente desocupada pode muito bem criar trocentos perfis pra comentar, mas é só ir bloqueando a medida que aparecerem. Com o tempo, tendo trabalho de criar novos perfis talvez inibisse um pouco os trolls.
Também é bom para manter coerência no debate, tipo: eles podem distorcer nosso discurso do post anterior e citar contra nós... Mas não podemos revidar da mesma forma e acusá-los de incoerência com base no que falaram antes, afinal, quem é esse anônimo para quem estamos respondendo? É o mesmo anônimo do post anterior? Não se sabe. É um povo covarde, sem avatar, sem nome, sem discurso que fala qualquer merda no anonimato. Aposto e ganho que pessoalmente, cara a cara, são uns cordeirinhos medrosos.

Anônimo disse...

Ela já falou que não tem como
Mas eu queria que abolissem seus comentários na moral #chata de galocha

Rê Bordosa disse...

Que dó de você, anônimo.

Ingrid Bezerra disse...

A Raven disse:

"Pois eu me depilo, uso maquiagem e chupo pinto.

E não vai ter mascu ou rad que me tire isso. U.u"


Ela só falou isso. Eu não vejo ela escrevendo isso o tempo todo em todos os posts como se estivesse ostentando depilação, chupação de piroca ou seus dotes para maquiagem. Inclusive ela falou até uma verdade, mascu nenhum pode tirar isso dela (por mas que acredite que eles gostariam) e Rad nenhuma também não tem nem como tirar isso dela. Só isso. Não entendo a bronca.

Boa noite pra quem fica.

Caixa de comentário lamentável igual as anteriores. Triste ver mulher contra mulher (feministas). Eu não tenho estômago pra isso não, já bastam as machistas que me avacalham todos os dias.

Rê Bordosa disse...

Um anônimo me chamou de fake, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Piada pronta.

Anônimo disse...

Pois eu me depilo...
mas vão varar a noite repetindo as mesmas coisas só pra defender
uma novidade pra vces ninguém se interessa só queremos que vcs parem
chatas demais

Ariel disse...

"Minha dica, se é que tenho alguma, é que você tente o máximo possível esquecer que você é mulher e que eles são homens. Faça com que o gênero interfira o mínimo possível. Tenho certeza que você vai se sair muito bem!"

Gostei demais desse conselho.

Anônimo disse...

A Raven é aquela que acha que ipad não é tablet?

Anônimo disse...

ClaraRAD é mais um mascu se fingindo de mulher rad para tumultuar.

F. disse...

Clararad eu tenho muita consideração pelos meus alunos,sejam eles homens ou mulheres... Educação nas camadas mais baixas da sociedade ajuda o desenvolvimento de pessoas melhores, e por consequência homens melhores. Talvez VC nem pudesse dar aulas para os opressorezinhos , xingar atrás de um teclado OK mas toda a noite VC conviver e ensinar algo a eles é outra coisa. Eu sou respeitada profissionalmente e pessoalmente por eles, não vou falar q por TDs, mas muito poucos me "atacaram". Pode ser viagem minha mas pra muitos ali eu sou o único exemplo de mulher com colocação profissional, muitos não conhecem mulheres que " tenham se dado bem"trabalhando.... Eu não vou vomitar ódio, me recuso a fazer isso... Prefiro ser então referência por trata-los com respeito e promovendo o debate.

Anônimo disse...

Não se deixem enganar. Esses anônimos se dizendo rads são mascus querendo trolar o blog. Uma mulher não seria tão caricata. Eles querem é isso mesmo: baixaria.

André disse...

O título do post ficou engraçado parece que a autora mal pode esperar para dar aula para homens, creio que o ansiosa do título está mais para nervosa.

Anônimo disse...

Sinceramente, do meu ponto de vista, acho que a autora vai sofrer muito. Se no lugar em que eu estudo (que tem muita mulher) é cheio de atitudes machistas, imagina em um lugar cheio de homem? Para a mulher que convive de boa com muitos homens, saiba que, infelizmente, é uma excessão. Mas isso também nunca foi motivo de deixar de trabalhar na área que gosta. Vejam: antigamente só homem podia ser medico e agora mais de 60% dos medicos são mulheres. Isso é apenas um exemplo, que também aconteceu em muitas outras áreas. Para o homenzinho que tinha falado sobre os meninos trabalharem desde criança: as meninas também precisam trabalhar nas tarefas domésticas e normalmente quem é estimulado a estudar em outra cidade/estado é o menino. Se tem algum lugar que a mulher se deu bem nas ultimas decadas foi nas universidades. Até mesmo no irã são a maioria, e (confirmem se eu estiver errada) na Arabia saudita (!). Portanto, bons estudos/carreiras para todas as mulheres independentemente da area de profissão.

Julia disse...

"A melhor matéria a ser dada em uma turma só de homens, e de humanização.A de que eles aprendam a deixarem de serem homens, e se tornem humanos."

Olha, agora eu consigo ver que as rads passaram de todos os limites. Querem que a gente faça milagre agora tsc tsc tsc

Ariel disse...

"Não se deixem enganar. Esses anônimos se dizendo rads são mascus querendo trolar o blog."

Tenho a mais completa certeza disso. Estranho o povo daqui cair nessa, achei que a galerinha era mais sambada.

Ingrid Bezerra disse...

" Anônimo Anônimo disse...

Não se deixem enganar. Esses anônimos se dizendo rads são mascus querendo trolar o blog. Uma mulher não seria tão caricata. Eles querem é isso mesmo: baixaria.

1 de julho de 2015 19:37"


PURA VERDADE!!!

ASSINO EM BAIXO!

Realmente não faz sentido as Rads se comportarem tão ridiculamente assim. Eu já frequentei um Tumblr bastante badalado das Rads e nunca vi elas agirem assim. Muito pelo contrário, eram bastante inteligentes e sabiam argumentar com outras mulheres. A paciência com mascus era mínima sim, eram banidos e fim.

Rê Bordosa disse...

Eu queria tanto acreditar nisso, Ingrid... Queria mesmo.
O que me faz ficar meio na dúvida é conhecer pessoalmente umas gurias que tem o mesmo discurso bosta pessoalmente.
Claro que pessoalmente elas não dizem na sua cara "você é uma cadela de macho, chupadora de pau", elas dizem "Mariazinha é é uma cadela de macho, chupadora de pau" e quando estão na frente da Mariazinha não falam da Mariazinha, mas falam de outras gurias".
Ofendem outras mulheres cis e travestis cara a cara só quando tão em bando.

Ingrid Bezerra disse...

Aquele que chamou eu e você de fake, diaba e mandou a gente morrer, com toda certeza é mascu. Porque foi um comentário retardado demais, típico de moleques que me chamaram de feia em um outro post aí.

Acredito e lamento por você ter esse tipo de feminista próximo a você. Deve ser um horror sim. Além de tudo são falsas?! Aí no caso são mal caráter também. Devem ser machistas também e usam o feminismo radical para fazer o mesmo que faziam antes de se declararem "feministas".



Ingrid Bezerra disse...

Eu bem gostei daqueles desenhos de pirocas que um anônimo mandou pra Raven com amor. Não só pelas pirocas, mas porque eu achei nostaugico, eu lembrei do Orkut. Tinha tantos disso lá, em formato de florzinha, bichinho, etc. Eu amava abrir meu scrapbook e ver um monte disso. Já recebi piruzinho também e achei irado (não tão maneiro com esses aí que tem até veiazinhas). Nunca entendi a razão do pessoal reclamar do "clique no sapinho", eu achava tão fofooooo (e eu nunca recebi um sapinho desses, snif :'( )!!! Alguém sabe o nome disso? e onde eu posso encontrar mais desses desenhos?

Desculpa desvirtuar a postagem. É que eu não resisti.

Rê Bordosa disse...

É foda de tolerar, Ingrid. Tipo, quando é na internet e a gente ta sem saco, a gente desliga o computador, mas no dia a dia... E são parentes/colegas, daí eventualmente tem que conviver. Também acho que são machistas que resolveram trocar a auto-denominação pra "feminista" porque é mais cult, descolado... Mas não conseguiram se desvincular do hábito de alfinetar outras mulheres. Saíram do machismo, mas o machismo não saiu delas, rsrsrs.

Ah! Eu recebia piroquinhas também por sms daqueles celulares nokia tijolão das antigas. Eu achava super criativos aqueles desenhos com caracteres, rsrsrs.


Anônimos, eu sou bissexual, além de pau eu chupo boceta, postem umas bocetinhas de caracteres aí também! Brigadu!

Ingrid Bezerra disse...

Saravá! longe de mim umas loucas dessas! Cruzes!

Caraca, dava pra fazer piroca no celular tijolinho?! Uau, nunca recebi esse não. Deve ser maneiro mesmo. Eu só recebia coelhinho.

É anônimos, postem xoxotinhas!!!! Hahahahaha. Eu nunca vi xotinhas de caracteres, quero ver!!! :D

Boa noite Rê. Vou dormir agora. Beijo beijo :* :* :*

Ingrid Bezerra disse...

/)__/)
(=':'=)
(")_(")

Aí, pra você Rê:

___777777777___777777777____
__77777777777_77777777777___
_7777777777777777777777777__
_77777777777777777777777777_
_7777777777( \__/ )7777777777_
_7777777777(=' : '=)7777777777_
_7777777777(")__(")777777777__
___7777777777777777777777___
____7777777777777777777_____
______7777777777777777______
________77777777777_________
___________77777____________
_____________7______________


Não resisti!!! É a nostalgia me contagiando... orkutização da minha pessoa. hahaha

Rê Bordosa disse...

Own! Que fofo!
Obrigada, Ingrid!
:D

Raven Deschain disse...

Uau, tudo fake meu?

Porra. Estive ocupada na internet hj. Acho que não faço mais nada da vida. Sabe a parte de transar? Mentira. Fico comentando o dia todo na internet. E essas pessoas não manjam nada das tecnologias. Nem eu, devo confessar. Estou sempre logada no meu celular com
Android, que é um produto do Google, assim como o Blogger. Ele me loga automaticamente e numa boa? Não sei deslogar. E nem me interessa. Não tenho medo de mostrar a fuça. Ao contrário de vcs, nada do que comento na internet é vergonhoso.

Sinceramente? Não acho que sejam mascus não. Não a maioria pelo menos. A gente tem que parar com essa porra de "mascu mau, mulher boazinha". A quantidade de mulher escrota é TOO DAMN HIGH! E essas loucas não me erram, porque sou naturalmente sexy e deslumbrante, chamando a atenção tb por minha inteligência.

Hua hua hua não, sério. Parem. Vcs tem a sexualidade MUITO mal resolvida, aí ficam atacando quem tá de boa com a sua, porque como alguém pode ter a OUSADIA de gostar de fazer o que eu odeio neh? Eu por exemplo, não entendo como tem gente que joga PES. Pra mim, falta um pedaço do cérebro da pessoa. Mas daí a atacar jogadores de PES? Nah! Muito empenho e sinal de que o que ando jogando não é tão bom neh? Aí a gente manda lavar a louça que tá acumulando na pia e chamam de machista. Mas porraaaaaaaaaaaaa!! É muita falta de louça. E o que disse permanece : não vai ter catraca de buceta que vai me tirar nada, seus doidos varridos.

Mas fodam-se vcs. Na boa.

As moças que me defenderam lindamente aí no front: tamo junto. Vamo marcar um café! Ao anônimo das rolas: manda mais. Sempre achei o máximo essas bagaças, não sei fazer e se tiver flores e coelhinhos pode mandar tb.
Ingrid, continue linda. Vc é puro amor.

F, obrigada por prezar minha opinião. *-* mesmo. Significa muito. E que bom que a primeirq turma não era cheia de bostinhas. Que continue assim e que vc se dê muito, mas muito bem nesse meio. Nada melhor do que fazer oq a gente gosta neh? E ser respeitado por isso independente de gênero (mas principalmente, sendo mulher) é tipo, muito FODA. Parabéns!

Anônimo disse...

De uns tempos pra cá eu só venho no blog da Lola pra pular direto pros comentários, tá um show de bizarrices a guerrinha de mascu x radfems x libfems. E essa obsessão toda que o povo aqui tem pelo órgão genital masculino? Terapia urgente migas.

Anônimo disse...

Sou engenheira de uma área com mais mulheres. Era tranquilo. Volta e meia tinhamos aula com a mecânica de era mais tenso (de ficarem olhando e tal, mas nada comparado com palhacada de aplaudir ou coisas do gênero que já fiquei sabendo que rola). Na elétrica os meninos eram mais nerds digamos assim e nos olhavamos como se fossemos criatura exóticas num zoológico.

A única vez que ouvi alunos falarem mal de professora mulher foi uma que era meio tarada (fazia comentários passando dos limites para os alunOs e chamou na frente da geral um professor de gostosao - que era meu prof. de IC, parecia bem casado e eu nunca nem ouvi que tivesse dado confianca para outras). De resto tinha uma já bem senhora que era a bruxa por ser rigorosíssima (e competentíssima). Os professores homens recebiam adjetivos bem piores.

Como aluna e hoje professional foi tao importante para mim ter professoras. Só de ver que uma mulher trabalhando nessas áreas já dá animo de continuar os estudos (yes, we can!). Hoje trabalho na indústria e nao tenho tantas colegas mulheres, uma pena. Pelo menos temos uma boa relacao - deixamos que os homens se estapearem e facam fofoca.

Boa sorte no novo emprego. Se acontecer um episódio de machismo dentro da escola tenta falar o mais natural que conseguir e, sem ridicularizar o aluno (porque lá voce está no papel de educadora) nem se alongar demais (para nao virar a chata), explica que eles estao se preparando para serem profissionais e atitudes assim sao inaceitáveis, que eles podem perder oportunidades profissionais assim.

Rê Bordosa disse...

Radscum, das que assinam "rad" você é a musa da psicodelia argumentativa. Vive chamando transexual de piroco e ofendendo geral.
Se você diz que figuras como vc são fakes criados por mim... Logo você é meu fake?

Raven Deschain disse...

Não Radscum Imbecil. Nós temos mais o que fazer. E diferente de vc e sua amiguinhas desocupadas, nós respeitamos a Lola e mesmo se tivéssemos o tempo, o interesse e o empenho necessário de zoar a caixa de comentários dela, não o faríamos. E pare de se referir desse modo desrespeitoso a forma como falo. Se vc não aguenta nem ESSA diferença, filha, se mata, pq o mundo não é seu espelho.

Paciência zero estou eu com essas PORRAS que não tem pica pea chupar e resolveram encher o meu saco.

Não concorda com o que eu falo, me acha uma chata, me acha "uma feminista third wave libfem", o caralho? Ótimo. Me ignore. Frequente outra caixa de comentários. Ou mais uma vez, se mate. Só não encha mais o meu saco.

Nem vc nem essas loucas do caralho me pariram. Me errem.

Raven Deschain disse...

*o mundo não é seu espelho GRAÇAS A DEUS!

Jonas Klein disse...

Eu não tinha nem que comentar de novo nesse post, mas não aguentei.


Eu fico pensando o que autora do texto deve estar pensando destes comentários, pois com resposta para ela eu não contei, mas deve ter no máximo um de cada 10 dos comentários postados aqui, o resto e só troca de criticas, ofensas, acusações e mais algumas excentricidades.

A moça deve estar decepcionada com as comentadoras deste blog, por sinal tirando a conotação machista, os comentários deste blog estão quase tão ruins quanto os do G1.

Anônimo disse...

Aguardando as adolescentes revolts acordarem ou chegarem do colégio pra lerem as verdades que disseram aqui, ver se criam vergonha na cara e param de estragar o blog dos outros.

Death disse...

Nossa, eu me considerava radfem, mas depois de toda essa merda desencanei.

Meu apoio para as meninas que combateram esse chorume todo.

PS: Me mandem desenhos de xoxotinhas também! *_____*
PS2: Eu jogo PES ;D

Anônimo disse...

Armação? Eu fiz alguns comentários ontem a tarde, posso te garantir que não era eu sozinha comentando, tinha pelo menos uma pessoa concordando comigo e pelo menos duas rads respondendo (ou anônimas, pra não se ofenderem rs), dá pra ver pelo estilo da escrita (ou dos xingamentos) delas. Agora uma pessoa que se propõe a fazer uma armação o dia inteiro inteiro, falsificando comentários, fingindo ser vários anônimos, olha essa pessoa tem que ser muito tosca, cabeça muito infantil, estilo "huehue" da internet. Não acredito que alguém com mentalidade assim conseguiria falsificar tão bem esses comentários, é só dar uma lida neles, tá evidente que havia mais de duas pessoas debatendo. Eu sei que é difícil aceitar que existam rads com esse tipo de comportamento infantil, mas é a verdade, aceita que dói menos. Nos grupos do facebook esse tipo de discurso raso é o que mais tem, as rads que se propoem a debater sobre livros e pensadoras da sua corrente, as rads sérias mesmo, essas estão longe de ser a maioria.

Raven Deschain disse...

Orra Death.. . Aí tu me quebra.

Jogo de futebol no geral.. . Meh. =P

donadio disse...

A minha mãe foi professora no Instituto Militar de Engenharia na década de 60. Não houve problemas que eu saiba.

Anônimo disse...

Leio há anos o blog. Dificilmente comento, mas gosto de ver outros comentaristas debatendo. Infelizmente a internet tem se tornado um reino de picuinhas e ódio e parece que essa vibe negativa está tomando conta do blog da Lola. Pra cada comentário a respeito do tema do post, aparecem 5 comentários escrotos de gente que quer desviar o debate e causar. Uma pena... Sei que o meu próprio comentário está desviando do tema do post, mas é que como fã do blog eu precisava fazer esse desabafo... Enfim, um abraço à Lola e aos poucos que ainda se manifestam neste espaço de forma civilizada. Que essa infestação de trolls passe logo!

Anônimo disse...

A.F, parabéns por tudo que tem alcançado, e o que ainda vier pela frente, pois vc parece uma pessoa batalhadora e com certeza vai conseguir o quer.

Olha vou te falar um negócio, meu namorado fez curso técnico em mecânica, e adivinha, a maioria dos professores eram mulheres, e ele chegava a se desmanchar elogiando a inteligência e domínio da matéria de uma delas, e olha que a turma dele tbm era só de rapazes.

Agora fique tranquila, é obvio que pode surgir um ou outro idiota no meio da turma, mas se você tiver confiança e souber o conteúdo com certeza nada vai te abalar. A maioria nessas turmas costumam a estar interessadas na matéria e não ser babacas.

Anônimo disse...

"há muitas rads sérias que desistiram da militância por causa dos mesmos problemas da militância liberal: lesbofobia e racismo"
_
Radscum eu não ia comentar, mas eu já participei de eventos de coletuivos feministas radicais na UFRJ por um tempo, e infelizmente o que vi foi muito radicalismo mesmo, eeolha que eu nem acho que misandria seja este monstro que pintam aqui não, afial não vejo a suposta misandria matar, o machismo sim mata.
Mas entre vocês, me desculpe, não existe essa sororidade toda não, eu via que mesmo não sendo racista, mulheres brancas eram olhadas com cantos de olhos entre vocês, como se precisassem ficar pedido desculpas por serem brancas o tempo todo, ate ai eu compreendia, apesar de achar exagerado, também já sofri discriminação, e entendo o conceito histórico.
Mas eu via também que quando uma garota lesbica, tentava algo com uma hétero,e via que não rolava, ela era sutilmente sabotada, e ia ficando isolada, assim como vi torcerem o nariz quando o namorado de uma garota chegou para busca-la.
Letícia

Raven Deschain disse...

Radscum, vai tomar no cu.

Não vou argumentar contigo mais. Toda vez que vc me citar, ou azamigue, como Ingrid e Rê, vai aprender um palavrão diferente.

Samantha disse...

Radscum, quem está apagando os seus comentários sou eu. Não é a Lola.

Então direciona todos os teus comentários desprezíveis para mim, porque vai ser tudo deletado mesmo.

Ninguém mais te aguenta aqui. E acho que seus comentários não farão falta para ninguém.

radscum disse...

Samantha, ok, vista a carapuça então! Mas não retiro o que disse pra Lola, afinal ela já apagou muito comentário também. E não só meus. Segregacionistas ridículas e hipócritas vocês são. Odiadoras de todas as mulheres. Nos silenciando pra dar voz pra macho e pra outras libfems que concordam com tudo que vocês falam. Só não concordar com vocês e vocês apagam mesmo, ao contrário dos machinhos que vocês adoram lamber. Não precisa apagar mais não que eu mesma faço questão de me mandar daqui, vocês são caso perdido.

Samantha disse...

Vou até deixar esse comentário para ver que você disse, em meio a toda a merda que você fala, que vai vazar daqui.

E acho que falo por todo mundo quando falo que já vai tarde.

Eu ainda acho que você testou todos os limites de paciência nesse blog. Das comentadoras, da dona do blog, de todo mundo que tenta ter um debate na caixa de comentários. Nada que você fala é aproveitável.

Você só espalha ódio, rancor e besteiras, além de ofender e mentir sobre todos que ousam discordar de você. Nada de bom se aproveita de suas postagens.

Caroline Oliveira disse...

Gente, desculpa, mas vou me intrometer. Acho que vocês estão pegando pesado demais com a radscum. Já li vários comentários dela e vi opiniões sensatas, assim como vi também o seu radicalismo, de qualquer forma, acho injusto execrá-la por não concordar com seus posicionamentos.
Alguém pode até dizer que os comentários dela merecem ser todos excluídos, pois ela ofendeu alguns comentaristas, mas, na boa, não creio que seja isso. A Júlia, frequentadora assídua do blog, é por vezes agressiva e já teve desavenças com várias pessoas por aqui, e nunca a vi passar por esse retaliamento. Veja bem, não estou dizendo isso por ter algo contra a Júlia, não é isso, gosto dela, embora discorde várias vezes do que diz. Estou só analisando fatos.

Tenho a impressão que grande parte da aversão à radscum deve-se ao fato dela ser radfem. Não sei, eu posso estar enganada, mas parece que tá rolando um preconceito com as rads por aqui. Também me parece que muitas feministas estão se recusando a problematizar questões, tais como depilação, prostituição etc e bradando que tudo é gosto pessoal. Sabe, gente, cada um faz o que quer, porém é importante questionar as raízes de nossos gostos; o gosto "pessoal" não surge do nada, somos animais sociais.

Outra coisa, não sei se os comentários em anônimos são de fato das rad, ou se são de mascus trollando o blog. Podem ser de mulheres que se autodenominam rads, sim; o que, na minha opinião, não significa que elas realmente o sejam. Acho que feminismo, seja lá de qual vertente, é, antes de tudo, postura. E, vejam bem, longe de mim querer cassar "carteinha de outras feministas", essa postura à qual me refiro é o combate ao machismo, sobretudo, ao interno, ao que vem de nós, pois, por mais que queiramos ser feministas, vivemos em um mundo machista, e é normal, às vezes, se contaminar. O lance é não cessar o combate. Não me refiro a combate beligerante rsrs, sou super da paz.

Enfim, essa é só minha opinião. Acho que a intolerância só gera problemas, e estou sentindo uma certa intolerância com as rads por aqui.
Tenho conta no google, mas não vou logar agora, vou deixar o meu nome. Quanto ao lance dos anônimos, acho que, num mundo ideal, daria para discutir as ideias da pessoa sem saber quem ela de fato é, mas nosso mundo está longe de ser o ideal rsrs, e é nitido que os anon estão aproveitando o anonimato para contaminar o blog. Não sei o que a Lola fará quanto a isso.

Boa noite!

Anônimo disse...

"E acho que falo por todo mundo quando falo que já vai tarde... ...Nada que você fala é aproveitável."

Eita, a diferença entre o oprimido e o opressor é só o lado mesmo.

"Você só espalha ódio, rancor e besteiras, além de ofender e mentir sobre todos que ousam discordar de você. Nada de bom se aproveita de suas postagens."

Mentira. Vocês sim estão ofendendo e mentindo sobre ela pelo fato de ela não concordar com o que vocês falam. Embora não concorde com tudo que ela diz, eu não acho que nada de bom se aproveita das postagens dela. Desculpe Samantha, mas eu concordo que vocês estão perseguindo-a só pelo fato de ela ser radical sim. Há alguns comentários que ficam e que são bem mais irritantes que os dela. Inclusive de homens. Até onde vi a Lola falar, era pra você apagar apenas os comentários mais raivosos de qualquer pessoa, não que você apagasse todos que você achasse que não se aproveita nada de bom. Eu li todos os dela aqui no post e não vi ela ofendendo ninguém diretamente, então acho que você apagar TODOS os comentários dela (ou de quem quer que seja) mesmo quando não ofendeu ninguém, eu acho opressor sim. Desculpe, Samantha.

Anônimo disse...

Nossa que exagero! No que depender de mim a Radscum fica. Essa Raven boca-suja que tinha que sair.

Raven Deschain disse...

Hehe e qual a sensação de descobrir que querer não é poder, anônimo? Boca-suja? Haha eu deveria falar como mulher? Devo parar de falar como homem? Ahhhh foda-se.

Caroline, meu problema pessoal com a scum não são os comentários dela. Não é nem ela ser transfóbica e misândrica (meldels, achei que nunca ia usar essa palavra a sério, que ridículo). Meu problema é ele me usar como exemplo pra absolutamente tudo que ela acha ruim. Ela falou diretamente a mim UMA vez. Todas as outras vezes que ela falou "Raven" foi DE mim e não PRA mim. O problema não é ela ser rad, eu hein? A Anon A que tb comenta aqui e assina como rad e é uma onda de lucidez num mar de chorume. Se a Samantha deixar os comentários dela e ela resolver parar de encher o saco, ok. Se a Samantha preferir excluir tudo, excelente tb. O que eu não quero e não preciso é "feminista" me proibindo de fazer o que o machismo já proíbe. Quer um exemplo de como ela me atrapalha pessoalmente?

Outro dia uma anônima disse nos comentários e mandou um email pra Lola dizendo que precisava falar comigo. Eu mandei email pra Lola, esse é meu nome tal, mas como posso ter certeza de que não é um dos doidos da caixa de comentários? EU, que já passei meu email pra um CARA que me pediu ajuda, aqui mesmo (e olha!! Ele não me ameaçou de morte, nem de estupro, nem sequer colocou meu email num mailing de spam!) fiquei com medo de passar meu email pra uma MULHER. Fiquei com medo.

Medo. De ser uma dessas doidas varridas ou um doa loucos que as vezes chegam aqui.

Samantha disse...

Caroline e anônimo, na boa, leiam o último comentário dela e vejam se isso é comportamento de uma pessoa educada que está sendo perseguida.

Radsscum já ofendeu todo mundo aqui. E isso não é por ela ser rad, é por ela não ser uma pessoa legal que só destila ódio contra todo mundo que não segue sua ideologia.

Ela ofende libfem, ela ofende mulheres não rad, ela ofende trans, ela ofende mulheres héteros, ela ofende TODO MUNDO. Por favor, faz mais de mês que ela comenta aqui com (quase) todos os comentários mantidos e tudo que ela causou foi discórdia, raiva e até uma propagação do desconhecimento do feminismo radical.

Os comentários que eu deletei dela eram todos babacas. Vide as reações da Raven, que olha, teve sangue de barata junto com a Rê para aguentar os desvareios dessa doida.

Na boa? Se ela passar a comentar que nem gente, sem chamar mulheres que discordam dela de odiadora de mulheres, sem chamar mulheres de outras vertentes de misógina colonizadas, enfim, eu não vou excluir comentários dela. Eu particularmente excluo só comentários babacas porque ninguém é obrigado a ler merda.






Samantha disse...

Hahahahaha agora virei "OPRESSORA" porque acho que uma pessoa que chama mulheres de colonizadas, adoradoras de saco, lambe-macho, misógina, odiadoras de mulheres, pelo simples fato de não ser radical, um ser desprezível.

Aham, tá.



Raven Deschain disse...

Chorume. Chorume em todos os lados. Hua hua

Anônimo disse...

Nem o Arnold é tão chato quanto a Radsscum.

Anônimo disse...

Já vai tarde, pode levar as amiguinhas trolladoras anti-Raven também.

Anônimo disse...

Patrulha anti-Raven, fiscais da vagina alheia e agora da boca também, não pode mais falar palavrão se não é boca-suja HAHAHA

Caroline Oliveira disse...

Sim, Raven, eu entendo. Está nítido que a radscum é invocada com você e com a Rê Bordosa. Acho que comentários que contenham ataques pessoais devem, sim, ser excluídos. Só não concordo em apagar todos os comentários da radscum simplesmente por ela ser a radscum, mas, pelo que vi, não é isso que está rolando, a Samantha falou que os comentários dela serão aceitos se ela comentar de forma educada.

Não gosto da forma como a rad se refere aos transexuais, mas fico em dúvida quanto ao grau de transfobia dela, pois a vi uma vez problematizando questões sérias, como o fato de muitas trans se prostituírem e terem seu campo de trabalho limitado aos salões de beleza, já que elas sofrem preconceito em outros locais. Como já falei, vi a radscum contribuindo com o debate várias vezes, porém acho super chato esse lance de ataque pessoal... Enfim, Raven e Samantha, agradeço a atenção!

radscum disse...

Caroline Oliveira e anônimos, muito obrigada pela defesa. Sabe, Caroline, essa gente que me chama de transfóbica e "misândrica" (!) não sabe que eu já fui liberal, já briguei com mulher pra defender trans, já fui chamada de iuzomista... Eu tento ao máximo ser ponderada, mas as vezes perco a paciência.
Samantha, você está sendo muito desonesta. Você tem prints dos supostos comentários que eu chamo mulheres de "adoradoras de saco" e "lambe-macho" ? Peloamor filha, deixa de ser desonesta. Eu NUNCA disse nada disso. Sua desonestidade chegou ao ponto de você falar que eu OFENDO MULHERES HÉTEROS (!!!) Eu nunca escondi de ninguém que EU SOU HETEROSSEXUAL! hahahaha
Como assim "desconhecimento do feminismo radical" ? Talvez quem não o conheça bem é você. Eu raramente perco a paciência, mesmo com a Raven. A Rê Bordosa sim, realmente me irrita. Não acho que ela seja sequer feminista liberal e não foram só rads que disseram isso pra ela.
Uma vez a Lola restaurou uns comentários que ela tinha deletado sem querer. Acho que tem como fazer isso. Pq você não restaura os meus aqui no post, Samantha? Pro pessoal ver que não falei nenhuma dessas coisas que você está dizendo que falei. Só acho que vocês feministas liberais exigem muito das radicais, mesmo coisas que vocês mesmas não fazem. Comportamento exemplar chamar mulheres de "doidas", Samantha. Ou mandá-las ir se foder.

radscum disse...

Vem com essa agora de "Se ela passar a comentar que nem gente", mas você deletou um monte de comentários. Entenda que "comentar que nem gente" não é concordar com tudo que vocês falam. Você agiu como opressora apagando meus comentários sim. Como te falei, eu desafio você a restaurá-los. Entenda que "liberdade de expressão" não acaba quando o que as pessoas falam não te agrada. Se eu acho que certas atitudes são anti-mulher eu falo sim. Me desculpe.

Caroline Oliveira disse...

Não precisa agradecer, radscum. Embora eu não comente, acompanho o blog, gosto de ver os debates. Vi vários comentários seus e achei muitos deles sensatos e coerentes com a vertente de feminismo que você defende. Não concordo com muitas de suas opiniões, mas isso é normal, o mundo é plural, e é importante que saibamos ouvir diferentes pontos de vista. Justamente por isso me manifestei, temi que seus comentários fossem todos excluídos, pois sei que tem gente que presta atenção no que vc escreve, e, além do mais, gosto do blog, também, por achá-lo plural. Pelo que a Samantha disse, seus comentários não serão todos deletados, acho isso bom.

Agora, desculpe-me a intromissão, mas acho esse lance de ataque pessoal bem chato. Sei que vc tem desavenças com a Raven e com a Rê Bordosa, por que, então, não as ignora? É nítido que vocês discordam em várias questões e creio que, nesse caso, o melhor é vocês não se falarem. E outra, você se exalta várias vezes quando está mostrando seu ponto de vista, e isso faz com que o leitor, automaticamente, fique com raiva de você e não consiga rever sua opinião pessoal, pois entende tudo como ataque. Sabe, eu conheço pouco do feminismo radical, porém, pelo que conheço, o acho muito mais questionador que o liberal; sei que você quer mostrar isso em seus comentários, mas a forma pela qual o faz arma o leitor, fazendo com que a pessoa entenda tudo como ataque.

Quanto ao lance da misandria, li um comentário seu no qual você se dizia misantropa rsrs, não misândrica! Achei engraçado e super coerente; na minha opinião, a raça humana é toda meio podre, não só a parte masculina, embora sejam os homens os que possuem, devido ao patriarcado, condições de melhor expressar sua podridão. Creio que todo ser humano com muito poder é perigoso... Quanto à transfobia, acho que se você não se vê como transfóbica, deveria deixar mais claro isso nos seus comentários em assuntos que dizem respeito às trans.

Enfim, espero, de verdade, que você não leve a mal a série de "sugestões" que fiz. Só disse tudo isso porque acho que a forma pela qual a gente se expressa interfere bastante na maneira que o leitor recebe o comentário. E creio que vc tem bastante a acrescentar às discussões.

Boa noite!

radscum disse...

Caroline :) Eu nem tenho nada contra a Raven, ela pediu pra eu sequer citar o nome dela, mas ela não faz o mesmo. Quer dizer, se ela quiser fazer observações, concordar ou discordar de algo que eu digo, beleza. Mas não é o que acontece. Já no caso da Rê Bordosa ela é muito pior. Percebi que ela sequer comenta muito quando não apareço, mas qdo resolvo opinar ela sempre chega insinuando coisas e respondendo indiretamente ao que eu falei. Quer dizer, ela é inteligente o bastante, pois já percebeu que sou pavio curto e sabe que não precisa de muito pra eu perder a paciência e ela ficar como a coitadinha. Só que mesmo as feministas não radicais já perceberam que ela é iuzomista e faz palco pra machista aqui. Como ressaltei no meu ultimo comentário, liberais pode até mandar as outras comentaristas irem tomar no cu que é normal. Vai uma radfem fazer isso pra ver.
Hahahahaha eu realmente sou muito mais misantrópica que misândrica. Seria injustiça me declarar só misândrica num mundo onde não podemos confiar nem na própria mãe. Só que eu realmente acho que homens são ainda piores que as mulheres, embora individualmente exista mulher que é pior que muito homem. Mas é isso sim que você falou. As pessoas mudam quando tem poder. Entre uma supremacia feminina e uma supremacia masculina, eu preferiria uma feminina, mas acho que o mais ideal é abolir qualquer supremacia pois tenho minhas dúvidas se as mulheres não passariam a ser a classe opressora, não só dos homens numa espécie de reverse-patriarchy, mas de outras mulheres (como já acontece com lésbicas e negras), assim como homens oprimem outros homens (os gays e os negros por ex).
Mas de boa, não se preocupe, Caroline. Entendi suas sugestões e agradeço o carinho. Beijão

Caroline Oliveira disse...

radscum, eu geralmente discordo da Rê Bordosa, pois acho que ela leva tudo para a questão do gosto pessoal e tende a não problematizar questões importantes dentro do feminismo. Mas creio que ela faz isso por ter uma vivência diferente; pelo que já a vi falando, ela vive com pessoas bem "liberais" e talvez por isso tenda a achar que o mundo é parecido com o microcosmo no qual ela está inserida... Quanto a Raven, ela disse, mais para cima, que não gosta de você ficar falando dela e não para ela... De qualquer forma, me parece que o diálogo saudável entre vocês, nas condições atuais, seja meio improvável.
Acredito que o pessoal anda exigindo esta postura ilibada por parte das rad por causa dos comentários de alguns anônimos; como já falei mais p/ cima, na minha opinião, um anônimo se declarar rad não significa que ele realmente o seja, na verdade, não significa nem que esse anon seja feminista, pois feminismo, para mim, também é postura. Mas, enfim, creio que tenha gente - não todo mundo, é claro - achando que todas as rads se comportam igual ao anônimos, o que acaba fazendo com que esperem uma conduta imaculada de qualquer rad que venha aqui. Não sei se viajei rsrs, mas deve ser isso.

Também creio que a supremacia masculina é pior que a feminina, pois acho que o homem tende a ser mais violento e possui, naturalmente, mais força física. Mas, de qualquer forma, qualquer ser humano com muito poder é bastante perigoso. Esse lance que você falou sobre a opressão que as lésbicas e negras sofrem é bastante problemático. Já vi relatos desse tipo de opressão dentro do próprio feminismo, o que me deixa bastante chateada com o movimento; na verdade, há várias incoerências, no feminismo, que me chateiam.
Enfim, sei que como seres humanos somos falhos, porém também é fundamental que nós, feministas, tenhamos sempre autocrítica e que sejamos questionadoras. Desde os seus primeiros comentários, vejo sua disposição em questionar, acho isso muito importante!
Foi um prazer falar contigo! Beijos, boa noite!

Samantha disse...

Radscum, de boas, vai te catar. É fácil chamar de opressora desafiar quem você quiser e contar as histórias que você quiser enquanto usa do anonimato para falar suas sandices. Me dá engulhos quando anônimos vem comentar critérios de moderação de um blog. Você não é a primeira. Sua opinião da minha OPRESSÃO é irrelevante.

Não vou restaurar comentário nenhum, a menos que a Lola entenda que eu não deveria tê-los deletados. E por favor, poupe-me desses comentários demagógicos de liberdade de expressão. Você tem o direito de discordar de quem quiser. Mas nas suas discordâncias, você não tem o direito de ofender ninguém.

Eu vou ler com cuidado os comentários de agora e se você conseguir a proeza de não ofender ou deslegitimar alguém, eles serão mantidos. No mais, comentários com as ofensas de sempre ofendendo qualquer feminista (ou não), pessoas trans ou qualquer outra que não siga sua linha da verdade e da vida, serão deletados por mim sim.

Samantha disse...

Quanto ao comentário onde eu INVENTEI que você disse tudo isso, precisa de print não. Eu não deletei ele. Ele está aí quando você nos deu a esperança que ia vazar daqui.

"Segregacionistas ridículas e hipócritas vocês são. Odiadoras de todas as mulheres. Nos silenciando pra dar voz pra macho e pra outras libfems que concordam com tudo que vocês falam. Só não concordar com vocês e vocês apagam mesmo, ao contrário dos machinhos que vocês adoram lamber. Não precisa apagar mais não que eu mesma faço questão de me mandar daqui, vocês são caso perdido."

Esse é só o bônus track, ou o comentário com menos ofensa por linha. To sem saco de ir atrás de comentários mais específicos que isso. Quem acompanha essa caixa sabe que eu não estou mentindo.

E por favor, eu não disse que você ofendeu especificamente a heterossexualidade. Eu disse que você já ofendeu todo mundo aqui: lésbicas,trans, mulheres héteros, cis, enfim, você já conseguiu criar antipatia total nessa caixa de comentários.

Quanto as reações que você recebe: você acabou com a paciência de todo mundo. Eu não comento quase nunca porque normalmente chego atrasada nos debates, mas eu leio todas as caixas de comentários. Te chamarem de doida e mandar tu se fuder é pouco perto das coisas que você escreveu aqui para todo mundo.

Samantha disse...

Radscum, eu deletei o seu comentário novamente porque eu não sou obrigada. Mas vou te responder mesmo assim, porque você não larga o osso, então provavelmente lerá isso aqui.

As tais pirocas foram deletadas, ou seja, te atualiza aí. E eu não sou deus. Eu deleto o que eu vejo. Quando a Lola viaja, o nível aqui cai drasticamente, os trolls saem das cavernas. Foram pencas de comentários deletados e eu tenho certeza que não vi tudo. Sabe, eu vigio tanto os mascus que uma vez deletei mais de 100 comentários deles, numa época que a Lola viajou. Então, acredite: não estou vigiando SÓ você. E eu não vivo de moderar blog, então desculpa aí se eu não deleto as coisas assim que elas saem.

Sua opinião a meu respeito segue sendo irrelevante. Lamento, mas opinião de anônimo sobre mim e nada dá no mesmo. Você não é nada: é só uma anônima de internet com um nick qualquer. Tenha a decência de pelo menos mostrar sua cara antes de ver querer cagar regra em quem é opressora, quem é feminista, quem tem ou deixa de ter sororidade, quem abusa da moderação, quem tem problema de interpretação. Você é apenas mais um anônimo covarde que vem aqui causar, e pior, consegue.

E porra, você não consegue num único comentário não invocar alguém com quem debateu anteriormente? Deixa as minas em paz. Elas já não estão nem aí para você e eu espero que em breve eu faça o mesmo.

Se fosse minha intenção abusar da moderação, eu simplesmente sairia deletando tudo que eu quisesse e nem ia me manifestar aqui. Se eu me manifesto, é porque eu assumo o que eu faço e, inclusive, deixo a porta aberta para quem quiser reclamar com a Lola sobre como eu modero quando ela está fora. Você não é a primeira a reclamar dos meus "abusos". Divertidamente, quem reclama dos meus "abusos" são sempre anônimos que falam merda. E por merda, não refiro a sua vertente ou suas críticas, mas suas ofensas para com qualquer pessoa que discorde de você. Mas ei, sinta-se livre para dizer para o mundo que eu estou te oprimindo.

Hahahaha tá, radscum, muita desonestidade minha usar o termo lambe-macho ao invés de "machinhos que vocês adoram lamber", ainda mais quotando o comentário e fazendo menção a ele. My mistake. Então tá, retifico o comentário: você não chamou ninguém de lambe-macho, mas sim que "adoramos lamber machinhos". Muito educado, muito correto, nem um pouco ofensivo, e nossa, como mudou o sentido, mas ei, agora tá idêntico ao que você escreveu.

Critique o que quiser e o quanto quiser. Só não ofenda ninguém no processo. Não é difícil nem dói. Ou faça o que quiser, mas não reclame que foi censurada em espaços (qualquer um deles) que não concorde com as ofensas que você destila.


Anônimo disse...

"O que te faz imaginar que eu vou continuar comentando nessa joça aqui?"


Ahnnnn o fato de que você já prometeu várias vezes sumir daqui mas não passa mais do que 15 minutos fora?

Fábio disse...

As professoras substitutas são sempre mais bonitas e gostosinhas 3:)

Anônimo disse...

E qual o problema feministas tem com sexo oral? Ate agora não entendi.

Elian Leal disse...

Na mosca!😊

Rê Bordosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rê Bordosa disse...

Radscum,

"Já no caso da Rê Bordosa ela é muito pior. Percebi que ela sequer comenta muito quando não apareço, mas qdo resolvo opinar ela sempre chega insinuando coisas"

Mania de perseguição da sua parte, tem vários tópicos que comentei textos gigantes e vc nem tava la. O que eu vou dizer agora pode te magoar, mas lá vai: eu não vivo em função de você.
E se estou respondendo agora, é porque você me invocou. Tipo filme de terror onde você diz o nome de Satã e ele aparece... Bem, vc disse o meu nome e falou de mim em vários comentários aí, to aqui respondendo uai. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

E na boa: porque eu te irrito tanto? Eu sempre respondi à sua fúria com tanto bom humor... Só porque tenho uma visão de feminismo diferente da sua? Porque é um crime tão grave assim alguém ter uma visão de feminismo diferente da sua?
Isso aqui é um debate, são palavras, reflexões, eu estou apenas dizendo o que eu penso. To falando merda? To errada? Que seja, posso estar, ninguém ta certo o tempo inteiro, mas eu estou só conversando numa boa, não to matando um bebê foca à pauladas.

Um conselho, de boa, não é ironia, não to te sacaneando não: esse tipo de atitude de sair na porrada com todo mundo que discorda de você pode não te fazer bem, reveja isso. É um desgaste emocional grande, é uma raiva, um peso enorme que você carrega quando resolve declarar guerra ao mundo.
Eu já fui uma feminista cheia de ódio quando adolescente. De início, descobrir esse tipo de feminismo me fez bem, me deu impulso e atitude para mudar coisas na minha vida que eu não havia tido coragem... Mas depois me cobrou um preço. Eu vivia estressada, me frustrava quando as pessoas não concordavam comigo e eu não convencia ninguém, não mudava ninguém, ficava pregando pra convertido. Era muito stress para pouco resultado.
Te cuida, moça. Não sei se voltará ao blog, mas te desejo tudo de bom.