terça-feira, 19 de junho de 2012

DANILO GENTILI, O PROSTITUTO DO RISO

Uma leitora me enviou um link para a entrevista que o comediante Danilo Gentili deu a Roberto Justus na penúltima segunda-feira, e que foi reprisada este domingo. Até achei o bate-papo interessante nos seus primeiros vinte minutos, antes de virar uma apologia ao humorista, com Justus repetindo a cada momento como seu entrevistado era brilhante e havia se saído bem.
Porém, antes disso, houve momentos tensos. Começa com o psicólogo Jacob Goldberg dizendo: “Policiar a própria linguagem é uma forma civilizada de exercer a liberdade”, se bem que esse tema não é levado adiante. E não sei se foi impressão minha, mas o público aplaude muito no início, e aí vai caindo num grande silêncio. Tanto que Justus tem que pedir aplausos pra Gentili num certo ponto.
Gentili afirma: “Toda comédia tem um alvo. Eu sou um atirador. Eu olho prum gigante e estou procurando o calcanhar de Aquiles dele. É o que o comediante faz”. Achei uma escorregada freudiana ele falar em gigante logo depois d'ele e Justus compararem altura e tamanho de sapato. Além do mais, os alvos de Gentili não costumam ser gigantes. Costumam ser minorias.
Ele cita Chico Anysio, que fazia o Café Bola Preta, em que gente branca não entrava. Tenho certeza que Gentili é um desses caras (como ele já deixou abundantemente claro) que não vê diferença entre usar camiseta 100% negro e 100% branco. Desses que acabam dizendo que racista de verdade é o negro. E que a verdadeira vítima do racismo é o homem branco, chuif. 
Gentili reclama que, quando fez a piada chamando jogador de futebol de macaco ("King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?”), ele não pediu desculpas, e o pessoal protestou. E, quando ele fez a piada dos judeus de Higienópolis ("Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz"), e pediu desculpas, o pessoal disse que ele estava sendo falso. 
Tadinho do Danilinho, as pessoas não o deixam em paz! Ele nem menciona que foi a emissora que o forçou a pedir desculpas em seguida. Pelo jeito, há muito mais patrocinadores judeus que negros na Band. Justus revela que se recusou a ir num dos primeiros programas de Gentili porque sentiu-se desconfortável por ele ter feito uma piada sobre holocausto com pessoas que sofreram tanto quanto elas sofreram em toda a história.
“Hoje eu vou no seu programa, porque você se retratou”. Como Gentili acabou de dizer, ele nunca se retratou em relação à piada contra os negros. Mas Justus (nem a emissora) não exigiu retratação. Por que será, né? E olha que racismo é crime no Brasil!
O problema pra Gentili é a piada não ter graça. “Se não tem graça, aí como comediante eu peço desculpa”. E se a piada é ofensiva, segundo ele, é por causa de um erro de interpretação, porque as pessoas ouvem judeu/holocausto, ou negro/macaco na mesma frase, e nem prestam atenção no resto. Olha a comparação que ele faz! Falar em judeus e holocausto na mesma frase não é necessariamente ofensivo. Mas quando que falar negro e macaco não é? Judeus estão pro holocausto como negros estão pro macaco?
“Eu perdi minha avó num desses trens lá,” diz Justus. “Aí vem um engraçadinho chamado Danilo Gentili e faz piada em cima disso”. “Meu pai morreu de infarto”, interrompe Gentili, “e eu faço piada com infarto”. Pra Gentili não existe contexto histórico, discriminação racial, nada. Vou ter que dizer que nunca levei a sério alguém que vem defender Gentili e outras figurinhas carimbadas dizendo que elas são dotadas de grande poder intelectual. Alguém que acha brilhante um cara que compara piada de infarto com piada sobre holocausto (ou estupro) –- piadas que têm um alvo específico -– não merece o meu respeito.
Aí Justus, que finalmente condena piadas com negros, diz que não há nada de errado em fazer piada de loira. Porque é genérico, porque todo mundo sabe que cor de cabelo não tem nada a ver com inteligência, porque é uma bobagem muito grande, então dá pra brincar. Ah, tá. Todo mundo sabe! Justus (e melhor nem falar de Gentili) nunca parou pra pensar por que a piada é com loira, não com loiro. É piada reiterando o que o senso comum vive dizendo -– que mulher é burra. Se for bonita, então (já que loira é padrão de beleza), só pode ser uma porta. Dessas que comparam piada sobre holocausto com piada sobre infarto.
Justus reitera que dá pra rir de piada de loira porque não há comprovação científica que cor de cabelo interfere na inteligência (provalmente Justus não deve saber que já houve mil e uma pesquisas comprovando cientficamente o que o status quo queria ouvir -– que brancos eram superiores a negros, que ser gay é doença, que nascer mulher já assina seu destino como dona de casa, que prum casamento ser feliz a mulher tem que ser mais magra que o homem etc etc). Gentili percebe a besteira que Justus está dizendo e pergunta: “E quando eu digo que negro é macaco?”.
Justus:“Aí vc tá sendo racista”.
Gentili: “Não, pra mim é bobagem, porque negro não é macaco, e a loira não é burra”. 
Mas criatura, você acabou de dizer, através da piada, que negro é macaco, e que loira é burra, ué! E você não estava sendo irônico. Piada e ironia são coisas bem diferentes. Ironia não é sinônimo de humor. Ah, você não estava falando sério? Mas aquelas pessoas que acham hilárias as piadas preconceituosas não são as mesmas que afirmam que toda piada tem um fundo de verdade?
Gentili completa: “Se você ri de português, você não tem razão pra se ofender com nenhuma outra piada”.  
Por mais que eu não goste de piada de português, há diferenças. Não estamos falando de um povo historicamente oprimido, e sim de um ex-império que nos explorou durante séculos. Gentili não consegue ver diferença entre humor que luta contra o sistema e aquele que simplesmente perpetua o sistema. Ele não se pergunta por que quase todos os seus alvos de “toda piada tem um alvo” são minorias! Imagina como o público preconceituoso que o aplaude se sentiria se, ao invés de Gentili fazer piada chamando negro de macaco, ele fizesse piada de quem faz piada racista e de quem ri de piadas racistas!
Mas isso tudo é muito sofisticado pra ele. Então ele diz: “Eu sou uma prostituta do riso. [Note o gênero]. Se você rir eu vou falar”.
Ele fala do contexto de um programa ou de um show de stand up, onde as pessoas estão lá pra rir, é uma piada atrás da outra, uma frase faz referência com a que veio antes. E ele diz que, tirando daquele contexto, colocando como frases isoladas, ele vai parecer um completo idiota. Não posso discordar.  
O programa só tem interesse até os primeiros 20 minutos. Depois começa a falar sobre a vida pessoal de Gentili, tenta humanizá-lo, e eu não tenho o menor interesse em saber qualquer coisa pessoal sobre a vida de um babaca. A menos que –- e isso diz bastante –- a gente queira saber que ele foi um bully na escola (alguma dúvida?). Só que ele diz, pra se justificar, que sempre foi bully com ele próprio. Grandes coisas. Humor autodepreciativo, além de ser uma arma de autodefesa, não te dá direito de ofender os outros.
No minuto 30, há uma interrupção mal explicada no programa para promover dois guias politicamente incorretos, esse termo que tem virado eufemismo pra reacionário. Quem aparece? Mais homens brancos (de todas as pessoas com voz em 51 minutos de programa, todas as oito pessoas são homens brancos), entre eles o patético polemista Pondé.
Gentili volta pra filosofar: “O humor é transgressor por natureza”. O que vocês estão transgredindo, Gentili? Chamar negro de macaco é transgressor? Inventar que Zumbi não foi um herói da resistência negra -– e ter todo o apoio da mídia pra divulgar essa sua ideologia -– é transgressor? Dizer (como faz o colega e sócio Rafinha) que estuprador de mulher feia merece abraço é transgressor? Piadas racistas, homofóbicas, machistas, são novidade em que mundo? Não, gente. Transgressor é quem luta por mudanças. Gentili é apenas um papagaio que conta as mesmas piadas do seu tataravô. E que faz rir aquele público não muito esperto que acha palavrão transgressor.

234 comentários:

1 – 200 de 234   Recentes›   Mais recentes»
Cheshire cat disse...

"Transgressor é quem luta por mudanças. Gentili é apenas um papagaio que conta as mesmas piadas do seu tataravô. E que faz rir aquele público não muito esperto que acha palavrão transgressor."

Ai Lola, como eu queria que as pessoas a minha volta enxergassem as coisas por essa perspectiva porque olha... Tá puxado.

Lucas disse...

Gente reclamando que humor é assim mesmo, ele é um humorista e esse é o trabalho dele, que querem acabar com o humor, em 3, 2, 1...

Roxy Carmichael disse...

lola a seleção das fotos foi muito feliz!
o efeito dessas caras e bocas é algo entre o artificial e o ridículo. excelente! parabéns! pois é, esse humor só é transgressor no mesmo planeta em que reinaldo azevedo tem razão ao chamar a veja e a globo de imprensa livre!

Nina Levy disse...

Ele nunca "parecerá" um idiota, porque ele é um idiota.

Não existe "só piada". Nada é "só alguma coisa". Ninguém fala o que não quer dizer. Não existe "piada" que não expresse a real ideia do "piadista". Ele é um babaca preconceituoso.

E os ardorosos fãs dele e dos Rafinhas da vida que aparecerão por aqui para defendê-lo, são igualmente preconceituosos, que escutam nessas "piadas" exatamente o que pensam. E querem a qualquer custo defender o "direito" de expressar seus preconceitos.

Vou repetir mais uma vez: NINGUÉM FALA O QUE NÃO QUER DIZER. Se vc ofende negros, judeus, mulheres, gays, é porque vc quer ofendê-los. E isso não é engraçado.

Lucas disse...

Há, é matemático.
Trolls e haters são tão simplistas e previsíveis como o humor babaca desses caras.

Dedé disse...

Lola, eu nunca comentei, mas adoro seu blog!
Ótimo texto!! Desde a polêmica com o outro "humorista" eu fico boba com a quantidade de gente que ainda defende esse tipo de idiotice como se fosse humor. Eu moro na Inglaterra, onde stand up comedy é muito forte. Pergunta se os humoristas que fazem sucesso aqui precisam recorrer a esse tipo de "humor"? A piadas que, pra quem tem o mínimo de noção, não tem graça nenhuma?? Por isso que eu acho que devia ter outro nome pra o que eles fazem, porque de humor, não tem nada!
Beijos

Navorski disse...

Ô, Lola, tem dia que cansa, viu.

Assino em baixo no post todo. Não conseguiria assistir a esse tosco falando e escrever metade do que você conseguiu articular.

logic disse...

nina...

Vou repetir mais uma vez: NINGUÉM FALA O QUE NÃO QUER DIZER. Se vc ofende negros, judeus, mulheres, gays, é porque vc quer ofendê-los. E isso não é engraçado.
...

inclua nessa lista homens,brancos,heterosexuais
Ou voce acha licito ofender alguem por simplesmente ter alguma destas caracteristicas. lembra da propaganda da bombril.

Miya disse...

Esse moço é só um idiota qualquer entre muitos outros por aí. O verdadeiro problema está na voz que a mídia dá para esse tipo de pessoa.

May Pacheco disse...

"Por mais que eu não goste de piada de português, há diferenças. Não estamos falando de um povo historicamente oprimido, e sim de um ex-império que nos explorou durante séculos. " Falta entender isso que não há nada legal em fazer piadas com minorias oprimidas porque ISTO FERE, isto magoa, machuca. E sabe Lola, começo a ver censura na tevê como uma coisa boa, aliás na mídia toda, a censura nos protegia, assim como o politicamente correto visa isto, nos proteger de formar novos babacas, eu só consigo pensar nas crianças que assistem um programa desses e saem repetindo as babaquices sentindo-se heróis, rebeldes. Deprimente. Vejo meu primo de 8 anos de idade chamando uma mulher de biquini de gostosa, e ele tem 8 ANOS DE IDADE, mas ele viu no Pânico, aliás, ele viu foi na propaganda do Pânico da TV que passa as duas horas da tarde. DEVERIA SIM SER PROIBIDO A EXIBIÇÃO DE CENAS DEGRADANTES COMO ESTAS...

May Pacheco disse...

Assim como deveria ser proibido, crime piadas como as que o Gentili faz, porque humilham, destroem, ferem. e faço das palavras da Nina as minhas.

"Não existe "só piada". Nada é "só alguma coisa". Ninguém fala o que não quer dizer. Não existe "piada" que não expresse a real ideia do "piadista". Ele é um babaca preconceituoso. "

aiaiai disse...

To postando só para aparecer...já que a lola teve o trabalho de me criar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

sério, gente, o gentile....preguiça.

aiaiai disse...

May,

isso q vc quer é regulamentação da mídia, o que ocorre no mundo todo. Eu também quero que o brasil tenha uma regulamentação da mídia e venho lutando por isso.

Mas censura eu não quero. Censura é vc impedir as pessoas de se expressarem livremente, de debaterem, de informarem sobre fatos. Isso é o que a gente tinha e não nos protegia de nada. Protegia os ditadores e os seus aliados, apenas.

Tassi Bach disse...

Lembro que o Gentilli falou numa entrevista com a Marília Gabriela que "a piada sempre tem um fundo de verdade", ou algo assim. Que ele sempre quer dizer algo que ele realmente pensa, e usa a piada pra dizer isso.

Eu não tinha dúvidas disso, aí todo mundo aplaude de pé o babaca que dissemina o preconceito. São tão babacas quanto ele, dizendo que isso é "humor inteligente". George Carlin tem um humor muito mais inteligente. Enfim, preconceito é crime, mas se for em forma de piada, é humor inteligente.

Triste isso.

Robson Vicente, professor e geógrafo disse...

Eu li o post e não entrando na questão Lola versus Danilo, Lola versus Rafinha que para mim já é uma coisa batida - sim Lola, eu leio o seu blog e só não posto aqui toda hora porque não me interessa e nem tenho vontade.
Lola, você ficou indignada com a relação Danilo-macaco e Danilo-judeus. Apensar de não querer entrar no mérito da questão eu apenas pergunto:
Porque quando Mr. Catra, Alexandre Pires e Neymar protagonizaram um clip chamado Kong, ao qual apareciam homens com fantasias de macaco ao lado de várias "gostosas" a beira da piscina e de fazerem apologia ao sexo e também usarem as mesmas mulheres como objeto houve aqui um silêncio?
Ou será que você também engoliu a história dita pelos mesmos que foi apenas uma "brincadeirinha"? E, antes que venham dizendo que eu quero pautar o seu blog o meu objetivo não é nem nunca será esse. Acho válido o debate, mas acho que escolher a dedo os algozes é meio complicado.

Gabriel Nantes de Abreu disse...

"preconceito é crime, mas se for em forma de piada, é humor inteligente."

Isso aí!

Robson Vicente, professor e geógrafo disse...

Reiterando que não concordo com as opiniões de Danilo, Mr. Catra, Alexandre Pires e Neymar por acreditar que isso não é apenas "brincadeirinha" ou "piadinha". Na minha opinião é uma grande babaquice...total e irrestrita...

Isabel SFF disse...

É muito triste pensar que a "inteligência" destes humoristões é medida pela capacidade de disseminar os velhos preconceitos de sempre. Gente, repetir preconceitos arcaicos não tem nada de inteligente, desafiador. É muito, mas muito fácil fazer isso. Difícil é ir contra os preconceitos.

Todo mundo reclama que antes do ~politicamente correto~ o humor era muito melhor, mais livre, como na época dos Trapalhões. Não, cara-pálida. Acontece que há uns 30 ou 40 anos, ser racista e homofóbico era a norma e ninguém ia contra isso. Conforme a sociedade foi avançando um pouquinho e os grupos minoritários foram ganhando força para enfrentar a opressão, expressar os preconceitos abertamente foi se tornando condenável. Porque ser preconceituoso É CONDENÁVEL. Ninguém tem o direito de agredir outras pessoas e oprimir grupos historicamente oprimidos. O mundo mudou. Parem de espernear, reaças.



Eu vi só um pedaço da entrevista, a parte em que o Justus tá indignado falando do Holocausto e o Gentili rebate falando do infarto do pai dele. Eu fiquei com muita vergonha pelo tamanho do absurdo. Sério, tem que ser muito sem noção pra comparar as duas coisas. Mas o Justus logo perdeu a razão falando das "inofensivas" piadas de loiras, como a Lola escreveu tão bem. Afinal, as mulheres sempre foram muito respeitadas pela sociedade e nunca sofreram violência de gênero, certo, Justus? Ah, por favor. É muito homem-branco-heterossexual sem noção para um programa só.

Só espero que a caixa de comentários não se torne uma discussão sobre como o politicamente correto está destruindo o humor. Fazer o quê, sou ingênua.

Erres Errantes disse...

Os reaças estão fazendo uma confusão muito grande entre ser "politicamente incorreto" e ser transgressor. Eles estão dizendo que é tudo a mesma coisa, para parecerem provocadores. Mas assim seria muito fácil ser transgressor, quando se sai por aí bradando tudo o que o sistema quer que vc reproduza.

logic disse...

Isabel SFF disse...

O problema do politicamente correto é que ele so cobre "as minorias oprimidas" na dualidade oprimido opressor.

100% black - orgulho racial
100% white -racismo

as duas camisas são racismo ,mas só uma é condenada.

Iara disse...

Pessoalmente cultivo um enorme asco a figura de Danilo e Rafael, alvos preferidos do meu blog, porque para mim representam o mais asqueroso patriarcado,são brancos, ricos e se dizem heteros .
Mas entendo que eles só poderiam existir aqui, em um país que ignora a educação e a cultura, o público deles é muito especifico, conheço bem porque moro perto do bar deles e sempre vejo a molecada lá na fila, uma meninada que não teve acesso a livros, a um bom estudo e está largada da mão do Estado.Sem referencias eles acham esses dois uns deuses.
O grande problema de ambos é a falta de cultura, de conhecimento, não tem teoria em nada do que eles dizem, são apenas os meninos bobos tentando ofender alguém para conseguir uma reação e no caso deles a reação representa uma suma enorme de dinheiro, então eles não vão parar por aqui.
De tudo que já tiveram coragem de dizer, pelo menos no caso de Danilo, o que mais me chocou foi uma piada( que me recuso a escrever) sobre a tortura que a presidente Dilma sofreu .Nunca escutei uma coisa tão pesada e de mal gosto sobre um episódio tão assustador.Mas enfim, é um assunto delicado, eu sou totalmente a favor de considerar o que eles dizem como violencia verbal e incitação ao crime,mas ai vem um pessoal dodoi e garante que eles tem liberdade de expressão.
É liberdade de expressão subir a um palco e detonar minorias ? Não acho,mas fazer o que ?

Lucas disse...

logic

A diferença entre as duas coisas é uma palavrinha mágica, fundamental, mas meio ignorada, que é "contexto".

Você passa uma mensagem quando diz "100% Negro", e você passa uma outra mensagem completamente diferente quando diz "100% Branco"... só acha que é a mesma coisa quem ignora o contexto.
Mas ele tá lá, firme e forte, você ignorando ou não.

aiaiai disse...

logic, troque seu apelido...o q vc escreveu não tem nada de logica. Sobre falsas simetrias, recomendo esse texto:

http://tuliovianna.wordpress.com/2009/07/15/igualdade-e-falsas-simetrias/

Para todos os comentaristas, sobre politicamente correto e suas origens, vale ler esse texto e parar de acreditar no que dizem rafinhas, danilos e etc:


http://revistaforum.com.br/idelberavelar/2011/04/04/as-origens-da-expressao-%E2%80%9Cpoliticamente-correto%E2%80%9D/

Isabel SFF disse...

Pleno ano de 2012 e as pessoas ainda não entendem uma coisinha chamada contexto. Ai, que preguiça.

Alguém que afirma ter orgulho de ser 100% negro está afirmando ter orgulho de fazer parte de um grupo que há séculos passa por humilhações e é considerado sub-humano. Quem afirma ter orgulho de ser 100% branco só está reafirmando sua posição de poder e superioridade, quem é garantida também há séculos.

Sério, gente, ser chamado de branquelo ou lagartixa na escola não é e nunca será igual a sofrer racismo. Eu sou branca, bem pálida mesmo, já fui chamada de branca azeda e tal, mas isso nem de longe é comparável a viver num país que criminaliza a cor da sua pele, sua ancestralidade, a cultura de seus antepassados. Essa comparação é de uma ignorância tão absurda que dói. Dá vergonha.

Paula disse...

Eu gosto do Gentili.

ele fez um show excelente em Brasília sobre a ladroagem dos políticos, já fez piada sobre o desrespeito que muito fumantes têm com os outros e tem um vídeo muito popular em que ele se posiciona contra os rodeios.

de vez em quando ele solta uma merda dessas no twitter. Para que? chamar atenção da mídia. Ele precisa disso, é o trabalho dele.

Sinceramente, quem assistir os programas de antigamente, TV Pirata, Golias, Escolinha do Prof Raimundo etc., vai ver coisa muito mais ofensiva, racista, machista, homofóbica e elitista do em qualquer stand up de hoje em dia.

PORÉM, estou longe de concordar com tudo que os caras falam. O "Proibidão" do stand up foi uma péssima ideis. Piadas com sofrimento também. E com sofrimento (estupro, holocausto, câncer, AIDS, etc.) não se deve fazer piada. Tanto que quem faz é publicamente repudiado.

Sobre a piada de português... pelamor! Portugal não tem mais culpa do que acontece no Brasil há muito tempo!!!
Acho sim que quem ri de piada de português, perde o direito de se sentir ofendido pessoalmente. Esse papo de história é desculpa.

Iara disse...

Curisosamente as opiniões de Justus sobre as mulheres são sempre as piores possíveis.Em uma entrevista no programa de Danilo ,ele disse que seu único vicío na vida tinham sido as mulheres e justo o vicío mais caro.
Tem várias frases dele absurdamente lamentáveis e só perceber o silencio da atual esposa para ver que ele não casa com mulheres iguais, ou seja, elas estão sempre um patamar abaixo.Mas o que se pode dizer seriamente de um homem tão vaidoso , tão perdido no ego?

Nina Levy disse...

logic,

Ando com uma preguiça de machistas como vc. Coitadinho, se sentiu tão ofendido com a propaganda... Quer um lenço?

Querido, aquela propaganda é machista. Ela reforça estereótipos machistas. Só que ela reforçou tanto que acabou te ofendendo, né? Eu já disse na época que sou radicalmente contra ofender quem quer que seja. Não gostei da propaganda. Mas daí a, por uma única propaganda, vc achar que homens héteros são uns coitados e devem ser por mim relacionados entre os grupos que são alvo de preconceito... Hahahaha. Isso sim é piada.

Ludwig Beilschmidt disse...

Recomendo fortemente para o troll Logic a leitura de Casa Grande e Senzala do Gilberto Freyre,assim quem sabe ele pauta melhor porque 100% branco é afirmar a superioridade de um grupo historicamente dominante.

"inclua nessa lista homens,brancos,heterosexuais
Ou voce acha licito ofender alguem por simplesmente ter alguma destas caracteristicas. lembra da propaganda da bombril."

Amigo,papo 10 aqui pra você:
A propaganda da Bombril é para os homens experimentarem um pouquinho do que passaram e ainda passam as mulheres sendo vistas como objetos sexuais e decorativos.
Isso não é nem um terço do que elas sofrem/sofreram.
Você com certeza deve fazer parte daquela GRANDE minoria oprimida os brancos,heterossexuais e quase sempre cristãos.
Preguiça de gente com senso comum e sem senso crítico de questões históricas e sociais.

Isabel SFF disse...

Aliás, pra quem se sentiu ofendido com UMA propaganda de Bom Bril (que é realmente ofensiva e imbecil. A Lola até escreveu sobre ela aqui. Procurem), imaginem o que é viver com esse tipo de discurso que te inferioriza o tempo todo, em todos os lugares, a vida inteira. Será que é tão difícil se colocar no lugar dos outros?

Como a @Nina Levy disse, aquela propaganda é machista. É ofensiva aos homens, mas quem disse que o machismo não prejudica vocês também?

Isabel SFF disse...

Sim, logic, porque do alto do seu privilégio você está capacitado para falar sobre todas as minorias. Não só do Brasil, como dos EUA e, quiçá, do mundo.

Cora disse...

aiaiai,

a ideia de falsa simetria é completamente impossível de ser compreendida por esse logic.

da mesma forma, a ideia de contexto.

quem escreve o que ele costuma escrever por aqui não tem capacidade de abstração, de compreensão, de análise.

qto ao gentili, rafinha e assemelhados,

eles não têm nem ideia do que seja transgressão.

humor transgressor, então...

não seriam capazes de reconhecê-lo nem se desenhassem.

lamentável ao q reduziram o humor!!

cabanadeinverno disse...

Mas, sinceramente, me parece que piada sem alvo é como é como arte pela arte. Não existe.

Marina disse...

Fui ver a entrevista. É uma tristeza porque é ouvir duas pessoas que não sabem muito do que tão falando, né? Eu acho que consigo entender a lógica interna do Danilo, embora não concorde de jeito nenhum, mas ela parece que faz sentido. Só que dentro da cabeça dele; não na realidade.
Agora, veja bem: pedir desculpa porque a piada não tem graça é dizer que não sabe o que é pedir desculpas...

Bruno S disse...

Eu vejo alguns tipos de piadas com preconceito.

Algumas(poucas e boas)fazem rir do preconceito ou do preconceituoso.

Outras utilizam um contexto preconceituoso para fazer um causo engraçado.

Já as últimas(as piores) utilizam do preconceito para ridicularizar um grupo.

Caras como o Gentili parecem sempre estar no terceiro tipo.

Cora disse...

não falei q esse logic é ruim de análise e compreensão de contexto?

no entanto, temos que reconhecer que não faz questão nenhuma de esconder isso. cada vez que ele escreve algo aqui, demonstra isso de forma brilhante.

é a representação política, estúpido!

Luiz Prata disse...

Marina, se o Danilo fosse realmente pedir desculpas por piadas sem graça, ele teria que pedir desculpas por quase todas as "piadas" dele...

"Piadas" entre aspas porque não dá pra chamar grosseria e provocação gratuitas de piadas...

O curioso é que eles (Danilo, Rafinha & cia.) se vendem como "modernos", quando na verdade o "humor" deles é só uma versão requentada dos chavões batidos de sempre. Afinal, racismo, machismo e antissemitismo são coisas mais velhas que o avô de Pedro Álvares Cabral.

Isabel SFF disse...

Obrigada, Cora, por responder. Eu ainda estou meio embasbacada por saber que ele realmente pensa que estamos falando de minorias numéricas. Não tem nem o que ser dito depois disso.

Liana hc disse...

Danilo Gentili é fruto de uma parcela da população que está se sentindo acuada e injustiçada por poder cada vez menos destilar preconceitos em "paz". E eles vendem tudo com uma aparência tão moderninha, tão fresh, tão cool... deve ser difícil para alguns não se renderem a isso. Era de se esperar. A primeira vez que eu ouvi esse papo de "Sou transgressor, logo minhas piadas não são preconceituosas", também fiquei me perguntando onde estava essa tal transgressão já que vivemos numa sociedade na qual os preconceitos estão enraizado. É incoerente.

Sobre censura e regulamentação, aqui no Brasil ainda precisamos, e muito, amadurecer esse tema, a diferenciar uma coisa da outra, a discutir onde termina a regulamentação e começa a censura. Não dá pra ficar eternamente no oba-oba ou na turma do "deixa-disso". Afinal isso também dita quem somos, onde estamos e onde queremos chegar, individual e culturalmente. A consequência de "deixar pra lá" ou achar que esses grupos vão se auto-regulamentar, é continuar alimentando o status quo, ou seja, preconceitos.

Maria disse...

Acho que falta compreensão de Lógica a algumas pessoas... Falácia é um erro muito comum quando as pessoas vão brincar de deduzir...

Ludwig Beilschmidt disse...

"Nos eua o termo minorias se aplica
por que os brancos malvados tem numeros para impor quaisquer leis.
88% brancos
12% outros

Aqui é balela politica da esquerda."

I can't
Então no Brasil não existe racismo?
IS THIS REAL LIFE

logic disse...

Existe e é um problema grave ,mas diferentemente dos eua o maior problema do negro no brasil não é ser negro , é ser pobre.A segregação no brasil sempre foi mais economica que racial.
Nos eua um branco miseravel era melhor tratado que um negro com algumas posses. Voce imagina uma cena dessas aqui ?

May Pacheco disse...

então confundi os nomes. desculpem a ignorância. O que quero é regulamentação de mídia e não censura. obrigado por exclarecerem pra mim.

Bruna B. disse...

Logic


Parabéns, o troféu 'Suprema-Ignorância' de hoje é todo teu, cara chato do cacete.

logic disse...

Argumentum ad Hominem
Ao invés do argumentador provar a falsidade do enunciado, ele ataca a pessoa que fez o enunciado.
Ex: Ateísmo é ruim, é praticado por comunistas e assassinos.

_EterniDade InutiL_ disse...

gente quantos comentarios...

sobre o Gentilli...bom um babaca neh??
abri uma campanha no face: exclua do seu face quem faz piada machista, homofibica ou racista!!!...se vc reparar tem várias pessoas que estão sempre compartilhando coisas assim...limitar o canal de divulgação deles já ajuda..

quanto à Portugal...acho que sim que os paises Europeus tem e sempre terão uma divida com suas colonias..e pro coment ai em cima...Minoria Social não significa Minoria númerica...

logic disse...

se voces sabem ler em ingles...


Minority ...defined as a group of people within a given national state:

which is numerically smaller than the rest of population of the state or a part of the state
which is not in a dominant position
which has culture, language, religion, race etc. distinct from that of the majority of the population
whose members have a will to preserve their specificity
whose members are citizens of the state where they have the status of a minority.
which have a long-term presence on the territory where it has lived.

Comentador Observador disse...

Regulamentação de mídia?

E quem vai controlar os regulamentadores?

E quem vai controlar quem controla os regulamentadores?...

É aquela história: os poderes são harmônicos entre si (considerando aqui a mídia como 4º poder, com as devidas correções).

Toda relação entre poderes deve ser horizontal, e não vertical. Um poder sempre tentará verticalizar a relação com o outro. A partir do momento que se institucionaliza a verticalidade, sepulta-se a liberdade.

É justo valer-se de seu poder para ofender? Não. Mas é justo cercear a liberdade do poder de expressão? Não seria mais fácil criar regras de punições a posteriori, e não a anteriori?

Entre Justiça e Liberdade, vocês ficam com a Justiça?

Bruna B. disse...

"Tenho certeza que Gentili é um desses caras (como ele já deixou abundantemente claro) que não vê diferença entre usar camiseta 100% negro e 100% branco. Desses que acabam dizendo que racista de verdade é o negro. E que a verdadeira vítima do racismo é o homem branco, chuif."


É, parece que o logic não leu o texto.
Coitado.

logic disse...

Bruna B. disse...

O que afirmo é que :

usar camisa 100% branco é racismo
usar camisa 100% negro é racismo
usar camisa 100% amarelo é racismo
usar camisa 100% azul é racismo

Bruna B. disse...

Comentador

Pela primeira vez concordo contigo.
Acho que o caminho mais viável é mudar a mentalidade do telespectador. Os babacas só têm emprego porque uma audiência os sustenta.
No dia em que as pessoas passarem longe de programas como o 'Pânico na TV', de produtos que façam propagandas ofensivas e dos shows desses comediantes-otários, as coisas vão começar a mudar.

fernandacmac disse...

Não só imagino como vejo pessoas não brancas ou não bonitas ou não homens ou não heterossexuais sendo pior tratadas que homens brancos heterossexuais.

O problema principal das piadas do Gentili e cia não é que machuca e fere, mas sim que propaga preconceitos, normaliza situações de ódio e discriminação.

"Discriminar negros ou rir de loiras é normal, é o que se espera de você, é o que acontece no mundo." Essa é a mensagem passada.

Bruna B. disse...

logic


Tu não sabes o que é racismo. Nunca sentiste na pele o que é o racismo.
Não fale com a propriedade que não tens.

Comentador Observador disse...

Logic,

Usar camisa 100% branco é racismo, e usar camisa 100$ negro não é racismo.

Racismo é um conceito SOCIAL e não estatístico e matemático.

Essa diferença básica fala por si.

Negros foram historicamente discriminados, tratados como escravos até final do século 19. São SÉCULOS de discriminação. Há uma dívida social enorme com os negros, razão pela qual SIM, se um branco usa uma camisa 100% branco está sendo racista, e se um negro usa uma camisa 100% negro não está sendo racista.

logic disse...

fernandacmac disse...

Eu não defendi isso ,eu so disse que a censura deve ser uniforme.
Não pode fazer piada baseada em ,cor,genero,forma fisica,caracteres pessoais. Independente do emissor e do alvo.

Bruno S disse...

como o próprio ilógico já disse.


"Minority ...defined as a group of people within a given national state:

which is not in a dominant position"

May Pacheco disse...

Olha comentador Observador.
A minha intensão não é de vetar ninguem de pensar e de libertar-se, mas é provado já por dados e estatísticas que a mídia influência muito na formação de opiniões, ainda mais a de crianças que diferentemente do que muitos pensam, não tem a mente formada, ou seja, o a criança vê, ela reproduz e propaga, e é por isto que acho importante que não seja exibido imagens de cunho comportamental "adulto" em horários destinado ao público infantil. O que quero dizer é que a mídia se dá conta da importância que tem em manipular opiniões e usa isso exclusivamente para ganhar dinheiro, sem se importar com o que causará a quem ainda forma sua personalidade e opiniões. Não é questão de justiça, é questão de organizar-se para que as duas da tarde crianças não se deparem em um comercial passo no meio de um filme infantil com uma propaganda mostrando piadas preconceituosas e mulheres tratadas como produto, é isto que defendo. Que a grade seja melhor distribuida conforme públicos, e idades. Sacas?

Bruna B. disse...

Ange


rá-rá-rá.

Vangloriar do que, bagaceiro?
Se bem que umas aulas de conjugação verbal te fariam bem...

Yuri disse...

Eu acho que é um problema básico de compreensão desses comediantes brasileiros.
O Louis CK faz piadas muito boas sobre temas violentíssimos como
Estupro : http://www.youtube.com/watch?v=A3WAHr1CcvY
Racismo: http://www.youtube.com/watch?v=cc0a3QHS7B8
Igreja Católica e Pedofilia:
http://www.youtube.com/watch?v=s6wCSLLupN0
O George Carlin também tirava uma onda com as feministas americanas perguntando "Por quê é que raramente vejo uma negra nas reuniões feministas? Negras não são, ou não podem ser feministas?"
Isso é revelar coisas que estão mais ocultas no discurso. Exige mais capacidade cognitiva e colhões do que a maioria dos babacas que faz humor por aqui.

Agora esses chavões clássicos do humor (e do stand-up) existem em todo canto. Tem até um pessoal que fez comédia com isso:
http://www.youtube.com/watch?v=_6Ze6ND-Eog

Yuri disse...

E eu acho que o Gentili se chamar de prostituto é uma ofensa para todas as prostitutas e prostitutos.

logic disse...

Comentador Observador disse...

Argumento historico não pode basear regras de conduta atuais.

Seria algo como , no tempo do império não era crime o marido bater na mulher ,logo para compensar a mulher bater no marido não deve ser crime hoje.

Regras de conduta devem ser uniformes.

Bruna B. disse...

May Pacheco

Acho que nesta questão das 'crianças verem imagens que não são apropriadas' a responsabilidade é muito mais dos pais/cuidadores do que de um agente regulador.
O que vejo, e muito, são pais/cuidadores que não respeitam faixas de indicação de horário (tanto em filmes quanto na TV) e/ou não mantém controle nenhum sobre o que a criança está vendo (TV/internet/revistas).

A liberdade está aí, cabe a nós usufruir de forma saudável.
Não podemos vetar a livre escolha de uma parcela das pessoas porque a outra parcela faz mau uso dela.

May Pacheco disse...

Minha mãe sempre dizia, a liberdade de um termina quando começa a do outro. Então não é liberdade atacar pessoas com palavras "inocentes", como o Danilo mesmo disse, as piadas dele tem um pouco de verdade, e estão inflingindo a imagem do "alvo".

May Pacheco disse...

Sim Bruna, mas eu estava com meu primo as 2 horas da tarde. REPITO AS 2 HORAS DA TARDE, assistindo programa destinado ao publico infantil e nas propagandas deste programa aparece a propaganda do Pânico na TV e todas aquelas bundas. ELE ESTAVA VENDO ALGO APROPRIADO PARA A IDADE DELE que foi cortado por algo que não é apropriado.

Comentador Observador disse...

May,

A intenção é boa, respeito, mas não concordo.

Há ferramentas que podem ser úteis, como vc mesmo disse sobre a proibição de certos temas em certos horários, por causa de crianças. Ferramentas que já existem. Não acho que deve haver qualquer mudança no quadro atual.

Ainda que um programa venha a desrespeitar regras gerais, entendo que o caminho é estabelecer punições que vão desde reconhecer o erro publicamente, compensando com programas educativos, até sanções civis, e por fim a interrupção do sinal em caso de reiterados descumprimentos. Tudo isso está previsto já.

Eu não sei exatamente o que vc quis dizer com regulamentação da mídia, talvez seja isso que expus, ou não.

Se não foi, apenas para esclarecer sobre o que vc disse: acredito que eventuais excessos da mídia, e mesmo um controle que exercem sobre as pessoas pode de fato ser nefasto. Creio que a verdadeira liberdade das pessoas só será adqurida quando elas se conscientizarem dessa realidade, e tal conscientização tem que vir de baixo, e não imposta por um grupo qualquer que decida o que deve ser passado na TV e o que não deve. A verdadeira liberdade está nas mãos das pessoas, literalmente, no controle remoto, em mudar o canal, e mesmo desligar a TV. A TV vive de audiência.

Hoje em dia a internet já é uma realidade para muita gente, quanto conteúdo não há por aqui? Livros, blogs, sites, redes de relacionamento.

Pra mim não deve haver qualquer tipo de regulamentação a anteriori, nada. Só eventuais punições por desrespeito a regras pre-fixadas, como não mostrar cenas de nudez às 18.00... etc.

Bruna B. disse...

May Pacheco


Nem dá pra ficar admirada com isso... 90% do conteúdo passado em canais abertos é lixo.
Mas sempre vale a opção de desligar a TV e ir fazer algo mais produtivo.

May Pacheco disse...

chegou onde eu queria comentarista observador. Peço desculpas pois ainda não consigo me expressar de forma completamente adequada, pois a pouco tenho me preocupado em aprender sobre sociedade, mas é exatamente isto, fiquei absmada em ver uma cena daquelas de "seminu peovocativo" pelo o horário em que estava vendo televisão com meu primo. Isto que quero expressar. Não deveria estar li, naquele horário, no intervalo de um programa infantil uma imagem daquele caracter, quanto a punição ou a que ação tomar para que não ocorra novamente, isto é outra questão.

Bruna B. disse...

O Comentador exprimiu tudo o que eu penso.
A mudança sempre começa pela mentalidade das pessoas.

Outra coisa, não vejo problema nenhum com a nudez humana.
Acho que ela deveria ser encarada de maneira menos sexual e mais natural.
Há algumas semanas o faceBURKA bloqueou várias usuárias que postaram imagens da Marcha das Vadias e da amamentação, por exporem glândulas mamárias que (adivinhem) todo mundo tem.
Acho péssima essa patrulha do pudor exagerado, que demoniza o corpo feminino e obriga a mulher a se esconder e ter vergonha do próprio corpo. Acho péssimo que pais tentem esconder a 'humanidade' dos filhos, que os ensinem a fechar os olhos.

A nudez não é feia, feio é quem acha que o corpo é um mero instrumento sexual e tenta transformar tudo em vulgaridade.

Carlo disse...

Bruna B.,

e tem gente que acha que a nudez não é algo tão trivial assim. Entretanto você que está certa né?

Dri Caldeira disse...

Desculpem, mas levei muitos anos estudando, lendo, conhecendo pessoas interessantes pra descer meu nível intelectual, que não é lá essas coisas, ao desses caras. Não assisto nada desses canais da TV aberta: Globo, SBT, Record, Band... não tem nada de aproveitável, nada msm. Na TV a cabo, fico nos documentários, filmes e séries. Tenho muito respeito por todos aqueles que me deram bons exemplos pra macular suas histórias assistindo a esses beócios.

Comentador Observador disse...

Logic,

Argumento histórico não só pode como deve orientar condutas.

A sociedade não é um todo estático no tempo, como se não houvesse valores e relações de poder entre grupos e classes.

Negros foram escravizados durante séculos, não há como simplesmente chegar e falar, vamos esquecer tudo, agora somos todos iguais!

Basta ver, por ex, que nas elites econômicas brasileiras NÃO encontra negros. E aí? Somos iguais mesmo? É justo tratar os desiguais de forma igual?

No meu entender, devemos tratar os iguais de forma igual, e os desiguais de forma desigual. Trata-se de discriminação positiva.

As consequencias da escravidão dos negros são sentidas por eles até hoje, não há como fechar os olhos para isso.

May Pacheco disse...

"Mas sempre vale a opção de desligar a TV e ir fazer algo mais produtivo."

Acontece que o programa em questão era produtivo e de cunho educativo e foi por isso que parei no canal para deixá-lo ver.

O nú é certamente algo natural, eu e vc sabemos disso.

"A nudez não é feia, feio é quem acha que o corpo é um mero instrumento sexual e tenta transformar tudo em vulgaridade."

Mas o meu primo não sabia disso. Claro que eu questionei e expliquei meu ponto a ele de forma que entendesse. Mas e as outras crianças que estavam vendo O PROGRAMA INFANTIL EDUCATIVO E BOM e depararam-se com aquilo sem ninguem por perto ou sem que os pais tivessem argumento para explicar que aquilo estava errado?

E não da pra ligar o foda-se e ignorar não, porque são esses jovenzinhos que vão formar a nossa sociedade pra frente.

Não é questão de pudor, é questão de como essas crianças vão encarar a mulher futuramente. porque aquela esta sendo representada simplesmente um objeto para os olhos masculinos.

Bruna B. disse...

Carlo


Xô falso moralismo, sai pra lá.
Me diga uma coisa: nasceste vestido?

Nudez é a coisa mais natural do mundo, pena de quem não pense assim.
O maior inimigo do homem não tá no corpo, tá na cabeça.

Bruna B. disse...

May

O que tinha escrito sobre nudez não era pra ti.
Era pros falso-moralistas que lotam a caixa de comentários de vez em quando. O Carlo é um exemplo perfeito disso.

Não concordo nem um pouco com a forma como a televisão trata as mulheres. Nunca afirmei isso.
Afirmei que precisa existir uma mudança de pensamento geral, de todas as pessoas e classes, para que o corpo (principalmente o feminino) deixe de ser demonizado.
Veja bem, não estou pedindo para ter o direito de sair nua por aí, apenas acho que essa patrulha é exagerada (exemplo do faceburka).
Não consigo entender porque alguns pares de glândulas mamárias incomodam tanto.

Bruxinha disse...

Esse rapaz vomita preconceitos...o pior é que há público...

May Pacheco disse...

Bruna então estamos totalmente no mesmo barco. Concordo contigo no tratamento do corpo humano e principalmente feminino, porque é este o tratado como indecente pela sociedade. Tudo o que tenho em mim é normal, não há nada de indecente em meus seios.

Ana Carolina disse...

Voltando ao Gentili, com 11 anos de idade soube que não existe "é só uma piada" ou "era brincadeira". Quando se está na posição de vítima do bullying você sabe que NÃO É uma brincadeira. Idem a piada. NÃO É uma brincadeira uma piada preconceituosa para quem é vítima do preconceito. E parece tão difícil entender isso...

carolinapaiva disse...

Primeiro: contexto histórico é algo que não deveria ser ignorado.
Segundo: existe uma diferença básica entre minoria demográfica e minoria social.
----
Sobre o Gentili: mais um babaquinha imitando piadas velhas e se achando o máximo moderninho por isso.
Dizer que ele faz humor inteligente é uma ofensa a Monty Python.

logic disse...

Comentador Observador disse...

Por essa tua logica se o teu trisavo matou o trisavo de alguem esse alguem tem o direito legitimo de te matar.

Olho por olho,dente por dente.

Rafael disse...

Eu me irrito profundamente em especial pelo tipo de gente que diz que toda piada é ofensiva. Essas pessoas não ouviram piadas o suficiente, e se for o comediante que diz isso, então ele é um MAL comediante.

Comentador Observador disse...

Logic,

A discriminação é positiva e não negativa.

Esse é exatamente o ponto, discriminação positiva.

Além dessa diferença básica, o exemplo que vc trouxe é falho, porque tratar iguais como iguais e desiguais como desiguais está no âmbito da relação entre grupos sociais, e não relações particulares.

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
logic disse...

comentador

A discriminação é positiva e não negativa.
...
discriminação é discriminação no meu dicionario ,dizer que voce não tem um direito por ser negro é tão discriminação quanto dizer que voce não tem um direito por ser branco.

O Art. 5º constituição discorda de ti.

Art. 5º. Todos são IGUAIS perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade...

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrick disse...

Hoje, quando vinha pro trabalho, tive a infelicidade de ouvir no rádio o apresentador Miguel Weber, esposo da Prefeita de Natal, Micarla, do Partido Verde (a propósito, a Rádio pertence à família dela).

Que notícia ele comentava? A manchete era: "Romário compra um avião". Que "avião" era esse? Nas palavras de Weber, Fulana de Tal, muito linda, que havia sido contratada como assessora parlamentar pelo deputado Romário.

É uma mistura absurda de machismo com escravagismo.

André disse...

Teofilo Tostes,
Não conheço nenhum articulista sério que peça qualquer tipo de "tentativa de submeter previamente conteúdos a uma aprovação de algum setor público". Mas alguns direitos básicos do cidadão consumidor de notícias e do cidadão noticiado tem que ser garantidos. Como o direito de resposta, por exemplo.
Quais as normas, que se aplicam à mídia, que faz com que você acredite que a mesma já esteja razoavelmente regulada?

May Pacheco disse...

Teofilo,

Não culpo minha idade, talvez a sociedade em que vivo e a mim mesma por não ter procurado antes questionar e criticar, e por esse motivo não ter muita clareza de vocabulário (apesar de ler muito mais que a média, o que não é assim tão difícil). Mas antes tarde do que nunca hehe.

É incrivelmente bom o sentimento que tenho quando leio textos como este que acabara de escrever e me deparo com uma forma diferente e eficaz de organizar as idéias que muito se parecem com as minhas. Não há o que discordar, muito pelo contrario, você consegue aqui descrever totalmente o que penso perante a este problema que tentei colocar da melhor forma possível.

Agradeço, pois é pra isso que estou aqui, para ouvir opiniões e agregar conceitos a minha conduta. Para aprender e discutir de forma saudável. E é o que vem acontecendo. Leio o que é direcionado para mim e acabo sempre agregando algo, tornando assim mais compreensíveis minhas expressões.

Grata.

carolinapaiva disse...

Mais uma informação importante:

Não confundir igualdade formal (a descrita na constituição) e igualdade material.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Eles se acham transgressores quando são reacionários que só repetem ou fazem releituras de piadinhas usadas há tempos como armas pra inferiorizar os outros.
Pior é quando começam a reclamar que quando o Chico começou, os trapalhões começaram, já faziam essas piadas e nem assim se tocarem que não estão transgredindo nada, apenas repetindo e que até há pouco tempo certos grupos mal tinham voz pra reclamar, o jeito era ficar sentadinho escutando de cabeça baixa.

Diva disse...

ustus (e melhor nem falar de Gentili) nunca parou pra pensar por que a piada é com loira, não com loiro.

Pois é.

Siena disse...

Adorei o texto. Espero que ele chegue a muitas pessoas. E que elas parem pra pensar ao invés de achar que tudo é um ataque.

Rafaela disse...

Olá Lola admiro muito suas palavras e é até uma ousadia pedir isso, mas o seu blog está no meu blogroll e portanto quero pedir para você colocar o meu no seu blogroll também. Obrigada! Passa lá para conhecer!

Vera B disse...

Sobre 100% negro e 100% branco

Eu concordo que se deve ler estas frases sob o contexto histórico.
Mas qual o contexto que estamos vivendo agora?
Estamos ultrapassando (felizmente) um racismo contra negros e estamos entrando (infelizmente) num racismo contra brancos.
Cada dia tomo conhecimento de alguma atitude preconceituosa contra brancos.
Daqui a pouco estaremos numa sociedade tão segregada como os EUA.
Ao meu ver, qualquer atitude discriminatória deve ser combatida.

LisAnaHD disse...

LoLa A. no post
"Pra Gentili não existe contexto histórico, discriminação racial, nada. Vou ter que dizer que nunca levei a sério alguém que vem defender Gentili e outras figurinhas carimbadas dizendo que elas são dotadas de grande poder intelectual."
-- Lamentável, nesse cara "poder intelectual" e, pior ainda, "grande poder intelectual." Isso é mesmo de doer. Hittler teve grande poder intelectual e Churchill tb... cada um escolhe o intelecto a admirar e a emular. Isso fala mais alto não quem ou de quem o intelecto é, e sim quem o seguidor ou admirador do intelecto é.

Abaixo, umas e outras na www.pt.wkipedia.org

Prospect Magazine (Londres)
Danilo Gentili é o comediante que todos devem ficar de olho, sendo um dos responsáveis por ajudar o Brasil a igualar o peso econômico ao peso cultural.
http://www.prospectmagazine.co.uk/2011/11/one-to-watch-danilo-gentili/
-- Peso cultural assim vulgar?!!
===

The New York Time
Em junho, ele [Danilo Gentili]tornou-se apresentador de um talk show de fim de noite em uma rede nacional e a grande questão agora é: Será que esse formato de sucesso irá domesticá-lo? Até agora, a resposta é não.
The New York Times (04/08/2011)
-- Até mesmo no reino animal racional há os que não podem ser domesticados...
===

"King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?". A ONG Afrobras preparou uma carta de repúdio e estuda ingressar com representação criminal; ao escrever em seu blog um texto maior sobre a discussão,
Gentili disse: "Quando vejo um cara dizendo que tem orgulho em ser da raça negra eu juro que nem me passa pela cabeça chamá-lo de macaco. E sim de burro". O caso gerou certa expectativa, principalmente na inter-mídia, culminando até mesmo em um debate promovido pela MTV. O Ministério Público Federal em São Paulo analisou o teor da mensagem, mas concluiu não haver na mensagem qualquer prática criminosa.
MPF arquiva denúncia contra repórter do CQC. Gazetaweb.com (01/08/2009)
-- O Ministério Público Federal de SP analisou... e concluiu...
===

Em 14 de maio, Gentili se encontrou com o presidente da Confederação Israelita do Brasil, Claudio Lottenberg, que disse que o apresentador "se mostrou triste com todo o episódio" e queria "retratar fatos de maneira espirituosa e trazer sentimento de alegria". Gentili ainda pediu desculpas e declarou que queria se aproximar mais da comunidade e colaborar de maneira proativana atividade social. Lottenberg declarou o caso encerrado para si. Lottenberg declarou ainda: "Danilo me pareceu um bom rapaz e para mim, o assunto está equacionado".
Após piada sobre judeus, Danilo Gentili se encontra com líder israelita. O Dia (14 de maio de 2011).
-- Um bom rapaz que e mostrou triste... e o caso passa a ser um causo, a mais...
===

Cada um dá o que tem e, pelo visto, Danilo Gentili acredita que o seu melhor a dar seja o pior para ofender...

LoLa A., no post "Gentili não consegue ver diferença entre humor que luta contra o sistema e aquele que simplesmente perpetua o sistema. Ele não se pergunta por que quase todos os seus alvos de “toda piada tem um alvo” são minorias!"
-- É que lá do alto, lá do meio, lá do baixo de seu embevecimento, Danilo Gentili não se enxerga como de certa forma um dos representantes de um sistema que tb o vimitou... vitimizou... e ele insiste em dar o troco... e qual alvo mais vulnerável e sem voz ou com apenas um fraca semivoz do que a minoria?

E não me surpreende em que, com uma ou outra exceção, os mais ferozes entre os algozes que tanto pilharam com Paulo Coelho sejam os mesmos que prestigiam Danilo Gentili. E isso prova que, SIM, falta o brado retumbante de um povo.

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Comentador Observador disse...

Logic,

talvez por desconhecimento filosófico e jurídico vc não tenha interpretado corretamente o "caput" do art. 5º da CF.

O referido dispositivo trata da igualidade formal ou igualdade perante a lei vigente ou a ser elaborada.

A igualdade formal difere da chamada igualdade material, que também é positivada na Constituição Federal. A igualdade material é o instrumento de concretização da igualdade formal, sendo uma norma progamática, e traduz a máxima "tratar os iguais com igualdade, e os desiguais com desigualdade".

A isonomia material está traduzida no art. 7º,XXX e XXXI da Constituição, que prevêem regras de igualdade material.

A Constituição procura aproximar os dois tipos de isonomia, na medida em que não se limita ao simples enunciado da igualdade perante a lei.

Se você voltar-se ao estudo da igualdade, irá verificar que desde Aristóteles o conceito de igualdade é exatamente esse. É uma via de mão dupla.

Esse é o entendimento pacífico na lei, na jurisprudência, e na doutrina jurídica, e na filosofia.

Basta ver, por ex, que o STF declarou constitucional as cotas raciais por unanimidade.

Entre outras frases destaco a do Min. Marco Aurélio, "Falta a percepção de que não se pode falar em Constituição Federal sem levar em conta acima de tudo a igualdade. Precisamos saldar essa dívida, no tocante a alcançar-se a igualdade."

19 de junho de 2012 16:50
Excluir

Diva disse...

Cada dia tomo conhecimento de alguma atitude preconceituosa contra brancos.

Poderia exemplificar?

Comentador Observador disse...

Vera B,

Por que vc acha que estamos chegando a uma situação como a dos EUA?

Tem certeza disso?

Dê exemplos.

Isabel SFF disse...

Gente, por favor, me levem para conhecer esse Brasil que não é segregado de acordo com raças. Porque, no Brasil em que eu vivo, a maioria das posições de prestígio é ocupada por brancos, enquanto aos negros são relegadas posições subalternas. Vivemos num país em que um homem negro foi espancado por tentar roubar o próprio carro: http://www.afropress.com/noticiasLer.asp?id=1965 O Brasil é extremamente segregado por raças, mas esta segregação é tão venenosa que é silenciosa, invisível. Ao ponto de até negarem que ela exista.

Recomendo a leitura deste texto do Idelber: http://revistaforum.com.br/idelberavelar/2012/05/21/uma-proposta-de-exercicio-e-de-etica-da-escuta-para-quem-nao-e-vitima-de-racismo/

Estamos tentando construir uma sociedade mais justa. Aos poucos, é verdade, mas já fizemos avanços. E faremos mais ainda.

Bruna B. disse...

Liguem não, a Vera é só mais um dos trocentos perfis fakes que o arnold-cabeça-de-bagre tem.

André disse...

Teofilo Tostes,
- Basta assistir as propagandas veiculadas nos intervalos de programas infantis para ver que o Conar é bastante insuficiente;
- Com o fim da Lei de Imprensa o direito de resposta ficou bastante desamparado. E é preciso lembrar que um direito pode estar previsto mas ser de exigência quase impossível. No meu entendimento regulamentar não é apenas reconhecer o direito e sim criar mecanismos para que esse direito se efetive. No caso da Escola Base ou no Caso Nardoni a Lei de Imprensa ainda valia e mesmo assim foram cometidos erros absurdos;
- Quanto à previsão legal de ingresso de ação por dano material e moral, vale o que eu disse no item anterior;
- As Ações Populares e Ações Civis Públicas poderiam ser aplicadas contra a Folha pela ficha falsa da Dilma? Ou contra os artigos do Merval Pereira?
- Já houve muita histeria contra a classificação etária dos programas, que só se acalmou quando esta se provou praticamente inócua (é só ligar a TV para ver);
- No link não há maiores detalhes acerca do tal "habeas mídia", de modo que não dá para tecer maiores comentários, mas se for uma medida tomada a posteriori, para evitar maiores danos, não vejo nada muito exdrúxulo na proposta.
Por fim, o que se faz hoje na mídia não é combater propostas absurdas ou tentativas de censura, o que se faz é interditar o debate e demonizar quem tem opinião contrária.

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diva disse...

A mulher disse que o EcoSport, que está sendo pago em 72 parcelas de R$ 789,00, vem sendo fonte de problemas para a família desde que foi comprado há dois anos. “Toda vez que ele sai a Polícia vem atrás de mim. Esse carro é seu? Até no serviço a Polícia já me abordaram. Meu Deus, é porque ele é preto que não pode ter um carro EcoSport?”, se pergunta.

Imgina, racismo no Brasil, isso não existe.

logic disse...

Comentador

Igualdade material é um conceito socialista e até onde eu me recordo em 88 o PT ainda não mandava por aqui.
A constituição atual é uma colcha de retalhos com varias influencias mas pra ser breve O artigo V reflete uma influencia do iluminismo que tinha como lema fim dos privilégios .

PRIVILÉGIO. Do latim “privilegium”, “privus” = especial, particular, privativo + o radical”lex, legis” = lei. Prerrogativa que beneficia uma pessoa, um grupo, uma classe ou uma Nação, com caráter de exceção a uma lei que obri­ga os demais.

Sobre o STF , você tem alguma duvida que é alinhado com a presidência que os indica?

Bruna B. disse...

http://veja.abril.com.br/noticia/esporte/danilo-ex-palmeiras-e-punido-por-caso-de-racismo

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2012/05/pro-reitoria-vai-encaminhar-registro-de-pichacao-racista-para-conselho.html

http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2012/06/mulher-acusa-medico-por-injuria-racial-em-sertaozinho-sp.html

http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/politica/monteiro-lobato-ziraldo-e-o-racismo-maluquinho/


http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/preso-por-site-racista-tem-longo-historico-de-crimes

http://legisweb.com.br/materia.php?id=5655



"Mas imaginem, não existe racismo no Brasil. Só os Estado-Unidenses são racistas, o brasileiro é um copião e quer se fazer de vítima também."

(HITLER, logic)

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
logic disse...

Bruna B.

Onde é o escritório mais próximo da KKK(Ku Klux Klan) ? Se tiver são um dois gatos pingados.

Comentador Observador disse...

Igualdade material é um conceito socialista?

hahahahah

Logic, vc poder ser contra o comunismo, o socialismo, o capitalistmo, o que for.

Mas isso que vc disse está errado.

Igualdade material é um conceito que vem desde a Grécia Antiga.

Vem da Filosofia, e não da Política.

E você pode inclusive não concordar com a igualdade material, mas ela está positivada, essa é a nossa ordem jurídica. Quer queira, quer não queira.

Bruna B. disse...

logic

Desculpe, criança, mas o único kkk que eu conheço é aquele riso tosco que as pessoas usam na internet.

Comentador Observador disse...

Quanto ao STF ser alinhado,

O Min. Marco Aurélio, o qual citei, foi indicado pelo Fernando Collor. E ele, diga-se de passagem, é anti-petista.

Vera B disse...

Exemplos: não deixar entrar num vagão de metrô; dizer para a pessoa calar a boca porque ela é branca e como todo branco é mentiroso; falar pra pessoa que a opinião dela não vale por ela ser branca (e isso sendo discutindo um assunto qualquer).
Sem contar aquelas "piadinhas" e chamamentos "carinhosos" como "aquele branco FDP"...
E ainda, o que eu mais tenho visto é o preconceito às avessas: a pessoa é mal atendida numa loja, diz que é racismo (como se só os negros fossem mal atendidos); uma pessoa rescinde um contrato, o cara diz que é racismo (como ocorreu com o Thiaguinho do Exaltasamba que foi chamado de racista por um outro músico), o cara é mandado embora pela empresa junto com outras 2.000 pessoas, mas diz que é racismo; a pessoa não passa num teste, diz que é racismo (como a atriz Alexandra Richter contou em entrevista no Jô Soares, que ela e uma amiga fizeram teste. Ambas não passaram, mas para a amiga dela, negra, o motivo foi racismo). Enfim, agora qualquer coisa é racismo.

Vocês não tem percebido isso?

Comentador Observador disse...

Vera B é troll só pode hahahhaha

Não, não tenho visto não.

De fato há negros que se valem da condição de serem negros para tirar vantagem. Mas isso não é endêmico, e MUITO MENOS chega perto da realidade americana.

Estamos muito, mas muito longe disso.

logic disse...

Após saída de Ellen Gracie, petistas terão indicado 8 dos 11 ministros do STF

a noticia é antiga mas diz tudo.

André disse...

Teófilo Tostes,
É um direito difuso da coletividade que o processo eleitoral seja o mais justo possível. Mas vai um promotor acionar a Folha para "defender a Dilma"...
A fala do De Lucca abre (ou deveria abrir) uma imensa porteira para o debate, não para a censura. O difícil num debate como esse é que o Brasil é um país em que a impunidade convive com o abuso policial, de modo que qualquer tese sempre vai ter um contra-exemplo.

logic disse...

Comentador Observador

MUITO MENOS chega perto da realidade americana. ....


concordo plenamente ,mas se deixar a coisa fluir vai ficar igual.

Bruna B. disse...

Vera B

Tá brincando, né? Pelamor dos miolos do logic, me diga que estás brincando.
Não é possível que uma pessoa diga isso em pleno 2012.
Sabe o que me lembrou? Aquela imagem onde um homem branco é carregado pelas mucamas e diz "-Sou contra as cotas."

André disse...

logic,
Só para esclarecer. Durante o governo petista quem deveria indicar os ministros do STF?
Esse processo já era ruim nos outros governos ou só ficou ruim quando o PT passou a indicar os ministros?

Comentador Observador disse...

Logic,

Pessoalmente sempre discordei do método de escolha de Ministros do STF.

Mas sinceramente não acho que haveria muita diferença se o método fosse outro. O mundo jurídico é pequeno, e os poucos capazes de chegar a esse cargo normalmente se conhecem, e têm posições semelhantes.

No mais, dos escolhidos pelo PT a maioria deles, com exceção de um ou outro, são dotados de grande saber jurídico e reputação na área.

O que, claro, não impede a discussão acerca da forma de escolha.

Diva disse...

Exemplos: não deixar entrar num vagão de metrô; dizer para a pessoa calar a boca porque ela é branca e como todo branco é mentiroso; falar pra pessoa que a opinião dela não vale por ela ser branca (e isso sendo discutindo um assunto qualquer).
Sem contar aquelas "piadinhas" e chamamentos "carinhosos" como "aquele branco FDP"...


É verdade, sou branca e isso acontece comigo todo santo dia. Todo dia mandam eu alisar meu cabelo liso, todo dia eu vejo alguém desviando de mim na calçada com medo de ser assaltado, já fui inúmeras vezes abordada por policiais querendo saber se essa bolsa cara era minha mesma ou quantas passagens eu tinha, até fizeram uma lei de cotas pra brancos porque a coisa tá ficando punk mesmo...................só que não.

Bruna B. disse...

O logic leva uma foto do Serra na carteira e tem um pôster do Bolsonaro na parede do quarto... à noite ele reza pras imagens.
Agora vocês podem imaginar a cena (a trilha sonora pode ser Marisa Monte).

logic disse...

Eu sou contra cotas raciais sim
Eu sou a favor de cotas sociais

Voces dizem não odiamos os machos odiamos o machismo
Eu digo ,não odeio os cotistas
odeio as cotas

Vera B disse...

Bruna,

É isso mesmo!
A gente falar uma coisas dessas já nos colocam quase como facistas.
Sabe o que é mais duro pra mim?
Qualquer tipo de preconceito é abominável.
Inclusive eu era a favor das cotas, pois acho que através dela, teremos mais engenheiros, médicos, advogados, psicólogos, etc. negros. E com isso, maior convivência entre as pessoas.
Pra mim, o preconceito se acaba com a convivência.
O que pra mim tem sido triste é que, ao contrário de mim, que cresci num ambiente em que a cor não tinha alguma importância, meus filhos sentem essa diferença.
E é muito triste a gente dar valores em que a cor certamente não é um deles e depois a sociedade mostrar que a cor tem alguma importância.

logic disse...

Eu sou centrista.
Se fosse direitista seria contra cotas sociais também.Pensa antes de ofender os outros de graça.

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André disse...

Teófilo Tostes,
Então qual o problema com a fala do Desembargador?

Dri Caldeira disse...

E estrelando a série AINDA TEM MUITA MERDA À SER DITA POR GENTE IMBECIL, Vera B. Aplausos.

Dri Caldeira disse...

Vcs podem me xingar a vontade, falar o que quiserem, mas tem gente muito pior que eu e detalhe, que se leva à sério.

Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teofilo Tostes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MCarolina disse...

Eu não sou uma boa pessoa para criticar CQC, Pânicos, Rafinhas Bastos e cia porque não consigo assistir. Acho chato, bobo e tenho muita vergonha alheia. Já vi um pouco desses stand ups na TV e internet e achei bem bobinhos também, humor colegial, raso.
Já foi dito aqui várias vezes que alguns ótimos comediantes ridicularizam os preconceitos da sociedade, seus estereótipos e absurdos considerados normais. E esses Danilos Gentilis da vida repetem as piadas ouvidas do avô e se dizem politicamente incorretos. E é isso mesmo. Nada de análise crítica, nenhuma surpresa, nada marcante. Tédio ofensivo apenas.

Gabriel Nantes de Abreu disse...

O humor é uma coisa tão cruel com as minorias que eu pergunto pra vocês, existe algum xingamento que só fira a sexualidade de homem branco heterossexual?

E não me venham falar broxa que gay também broxa.

A verdade é essa, piada no nosso país vem sendo utilizada como uma maneira da sociedade machista destilar todo o preconceito "à la vonté", uma pena!

Roxy Carmichael disse...

flávio brito acabou de ler o guia politicamente incorreto da historia brasileira e já veio aqui pagar de PhD em história do Brasil, jajajajajaja, ai meu jesus cristinho, dai-me paciência! e poxa logic, tenho que concordar com você em uma coisa: chamar de direitista é ofensa das brabas. no mais, comentador observador, palmas pra você, de uma paciência e elegância destacáveis.

disse...

Que engraçado! A Dri Caldeira parece esqueceu de quando ela usou termos racistas para se referir a uma amiga, aqui no blog msm e levou até um puxão de orelha da Lola! Dri quem não te conhece, que te compre!!!

logic disse...

Gabriel Nantes de Abreu disse...

O humor é uma coisa tão cruel com as minorias que eu pergunto pra vocês, existe algum xingamento que só fira a sexualidade de homem branco heterossexual?

tamanho do instrumento,frequencia sexual,ser traido. etc

Vera B disse...

Comentador Observador,

"De fato há negros que se valem da condição de serem negros para tirar vantagem. Mas isso não é endêmico, e MUITO MENOS chega perto da realidade americana."

Você acha mesmo?
Tomara que você esteja certo!
Como eu disse, eu tenho visto muitas situações como eu narrei. Mas talvez as situações que tenho visto são apenas tristes coincidências do meu círculo de convivência. Espero mesmo que tenham sido episódios pontuais de preconceito, mas que não seja endêmico.
Espero que esse racialismo que estamos vivendo não aumente o racismo.
Seria muito triste passarmos a ter uma sociedade segregada como a norte-americana.

Gabriel Nantes de Abreu disse...

"tamanho do instrumento,frequencia sexual,ser traido. etc"

E como é que se xinga na língua popular?

tamanho do pênis só ouvi com o intuito de ser racista com os povos de origem asiáticas. Frequencia sexual pode até ser termometro de fracasso mas ninguém sai pela rua xingando as pessoas de virgem, até porque só se usa isso contra aquele garoto óculos de fundo de garrafa que sofre bulliyng, agora somente homem é traído né, afinal não existe "corna".

Não da nem pra comparar com vadia, piriguete, vaca, rampeira, piranha, varejeira etc... ou com bicha, viado, queima-rosca, boiola, pederastra.

Etc...

Igualzinho né!

carolpd disse...

Sabe o que é triste? Racismo só é crime no Brasil se a vitima de certa só for prejudicada por exemplo:
ser demitida do trabalho por ser negra ou ser criticada por ter o cabelo cacheado/afro, agora chamar de macaco e outras coisas NÃO É CRIME, olha que absurdo.

Luiz disse...

Bem pessoal, volto para dar meu pitaco sobre esse tema. Sim, a piada do Gentili sobre os judeus me pareceu desnecessária. Se não é anti-semita é no mínimo ignorante e de mau gosto. Razão. A esmagadora maioria dos judeus tem uma história de horror para contar sobre o holocausto. Minha bisavó, que eu conheci já velha, foi prisioneira de um deles e perdeu os pais e 3 irmãos durante o holocausto. Meu bisavô, que eu não conheci, também perdeu toda família.

Bom, eu te aconselho a ter muito cuidado se for contar uma piada de judeus a um judeu. O mesmo vale se desejar fazer uma piada sobre mulheres, portugueses ou negros. Você corre sério risco de ser deselegante.

Mas e então isso quer dizer que toda piada sobre judeu é preconceituosa e que não se deve contar piadas sobre judeus? Acho que não. Depende do contexto da piada. O mesmo vale para outras categorias. Mas em tese acho que não deve ter limites externos para piadas. Os humoristas deveriam se auto-limitarem, ou a opinião pública deve se manifestar quando achar que alguém exagerou. Nada de controle estatal da piada. Outro dia discutia com um amigo judeu sobre o limite da piada. Ele me mandou um vídeo onde o cara pergunta.

-Você conhece uma maneira eficiente para matar dois judeus?

-Não.

Responde o outro. E o primeiro emenda essa frase.

-Jogue uma moeda no meio deles que brigarão até a morte.

Aqui está o vídeo. Caso queira adiantar a piada está mo min 5.

http://www.youtube.com/watch?v=ezOfqF6dYKs

Respondi para esse amigo que não achava a piada necessariamente preconceituosa, apenas fazia um estereótipo do que seria um judeu. O mundo não é necessariamente um lugar perfeito e algum dissabor é algo natural e enquanto essas piadas não nos ameaça como indivíduo ela deve ser tolerada. Meu amigo discorda. Ele acha que uma das principais armas de Hitler para atacar os judeus era a fama de ricos que os judeus tinham. Dessa forma ele pode transferir para os judeus a culpa pela crise econômica européia, alegando que os judeus tinham tomado posse do dinheiro que faltava no dia a dia dos alemães arianos. Vejam que interessante. A provável riqueza dos judeus é uma das matrizes do preconceito. No mínimo é algo contraditório, pois Hitler nos acusou de sermos de uma raça inferior e ao mesmo tempo de sermos ricos e de jogarmos a Europa em uma crise. Durante o holocausto um sem número de propriedades e patrimônio de judeus foi confiscado pelo Reich. (PS. a história é mesmo uma roda. Os gregos de hoje acusam os alemães pela crise grega. Eu acho que os responsáveis pela crise grega é a incompetência grega)

Luiz disse...

Acho que meu amigo está sendo demasiadamente rigoroso. No meu ponto de vista, a matriz do humor é ridicularizar alguma coisa e para fazer isso os humoristas recorrem a algum esteriótipo. Mais, a coisa a ser ridicularizada depende da "ideologia" do envolvido. Churchil e Margareth Tacher adoravam ridicularizar os comunistas. Então, o humor tem essa matriz depreciativa. Agora vem o outro lado. A coisa ridicularizada tem uma enorme possibilidade de não gostar de ouvir suas piadas. Em tese o humor não deve ter limite. Deve-se ter bom senso. A grande sacada é saber quando que você extrapola o limite do bom senso. Pessoas mais sensíveis têm grande chance de se aborrecerem com muito pouca coisa. Por exemplo, se você é mulher e sai por ai contando piadas sobre homens tem grande chance de arrumar alguns inimigos. Mas acho que as pessoas devem ter a liberdade de falarem sobre o que quiserem. Também devem estar preparadas para ouvirem o que não querem quando decidem opinar sobre algo. Nada de proporem controle social da mídia e outras bijuterias, como alguns comentaristas sugeriram aqui. Isso é censura. Mas a linha entre o humor e a agressividade é mais ou menos aquele limiar entre ser sensual e ou ser vulgar. É uma linha muito tênue. O piadista tem que ter muita sensibilidade para não ultrapassá-la.

Outra coisa é usar a piada como arma para dissimular a sua ofensa. Quase sempre quem chama um negro de macaco quer ofende-lo. Quem conta uma piada machista, em geral, quer ofender uma mulher. Piadas sobre português quase sempre tem a intenção de ofender o português, o argentino, o judeu e por ai vai. E neste aspecto não concordo com essa teoria de opressor e oprimido. Isso é balela. Se você diz que todo homem é um estuprador você está se comportando de maneira estúpida e ignorante. Agora se você acha chamar todos os homens de estupradores está ajudando a reparar alguma injustiça histórica, a coisa fica pior ainda. Eu, sinceramente não concordo que a melhor maneira de nós judeus repararmos o holocausto é matando 6 milhões de alemães arianos. Nem acho que a reparação da escravidão será transformando os brancos em escravos dos negros. Isso para mim é barbárie com sinal trocado.

Vamos a questão dos ídolos de cada grupo. Natural que os negros queiram ter Zumbí como ídolo. Agora a missão dos historiadores é descobrir quem foi o Zumbí de fato. O Zumbí humano. Isso não torna ele pior, ou melhor só o torna humano. A história da escravidão não é meramente uma história de brancos maldosos contra negros indefesos. Como não é a história do holocausto. Essas coisas têm um pano de fundo bem mais complexo e isso em nada diminui a concepção moral do que foi holocausto e escravidão. A Golda Meir foi a primeira ministra no momento mais difícil da história de Israel, que foi na guerra do Yom Kipur (a guerra mais sangrenta da história de Israel) e durante o seqüestro e massacre da delegação israelense nas olimpíadas de Munique. Em qualquer relação dos 20 judeus mais importantes da história, a Golda Meir estará certamente entre eles, no entanto ao ler a biografia dela você se depara com momentos nada republicanos. O mais notável é a operação do MOSSAD que ela organiza para matar todos os envolvidos com o seqüestro de Munique. Um pacifista ficaria totalmente descrente com ela, mas isso não torna Meir menor na história de Israel. O mesmo vale para o Mandela, que certamente está na história dos homens mais influentes do mundo. Ao mesmo tempo era um cara com muitos problemas com a esposa e as filhas. O mesmo vale para o Gandhi. Os personagens da história são antes de tudo humanos e por isso mesmo devem ser pessoas cheias de erros e falhas e isso não os torna piores, somente os torna humanos.

PS. Reinaldo Azevedo e Luiz Felipe Pondé estão longe de serem racistas e preconceituosos. São conservadores e isso não os torna piores que ninguém. chamá-los de babaca em nada contribui com o debate. Da próxima vez que quiserem combatê-los refutem suas idéias com elegância intelectual. É mais civilizado.

lola aronovich disse...

Flavio, deixa de ser babaca. Todos seus comentários são deletados e vc sabe disso. Vc ganhou o direito de ter todos seus coment.deletados quando passou a floodar com coment.repetidos. Pura birrinha infantil de se achar "entitled" de ter as besteiras que pensa publicadas aqui. Então chispa. O único jeito de vc voltar a comentar aqui é como anônimo (só que eu desabilitei os coment.anônimos) ou com um novo perfil. De preferência, um em que vc não diga tanta idiotice reaça. Mas como Flavio Brito, vc é apenas um troll, deletado SEM LER assim que eu chego perto do meu blog.

lola aronovich disse...

Não temos que aturar tanta asneira, temos? Logic – que escolheu um nome irônico, decerto – acabou de comparar a ofensa de chamar negro de macaco com chamar alguém de babaca. Pra ele, ou ambos deveriam ser crime, ou nenhum. Porque o cara é tão panaca, tão ignorante de qualquer contexto histórico, que pra ele é tudo igual. Falta de Logic, estou realmente cansando de vc.


E pros que ficam gritando “Hail Lola” (não era Heil?) pra cada comentário deletado (depois de terem 3,546 comentários totalmente grotescos publicados), olha, de nazismo vcs entendem bem, né? Quase tudo neo-nazis, vcs mascus. Aí quando vcs chamam feministas de feminazis e gays de gayzistas, eu fico pensando: vindo de vcs, é um elogio, certo?

logic disse...

André disse...

logic,
Só para esclarecer. Durante o governo petista quem deveria indicar os ministros do STF?
Esse processo já era ruim nos outros governos ou só ficou ruim quando o PT passou a indicar os ministros?

O Presidente da República escolhe e nomeia os Ministros do STF após serem sabatinados pelo Senado Federal e aprovados pelo voto da maioria absoluta.

Já era podre antes ,mas o lula piorou ainda mais ,sabe o ministro que ta enrolando pra entregar a revisão do mensalão, foi indicado pela familia dele ser relacionada com a familia da esposa do lula.

O critério de escolha do presidente é pessoal e a sabatina no senado ta mais pra cerimonia de boas vindas.

Karla disse...

Entrevista com Sara Winter do Femem no Agora é Tarde

http://www.youtube.com/watch?v=AdfoSLgwJXQ

fabio disse...

mulheres são fetichistas natas,mas homem tambem tem os seus fetiches, em menor escala mas tem,(afinal somos a mesma especie, por mais que os extremistas neguem)eu tambem tenho os meus, na verdade dois:
1- mulheres de bota de coro com salto, me deixa louquinho, dei duas de presente para minha gata.
2- mulheres com senso de humor( senso de humor não palhaças) e isto e muito raro, por isso as mulheres me acham tão exigente, não suporto mulher chata xiiitaliticamente correta" a conduta correta de alguem se nota em suas ações,na empatia que ela tem pelo outro, e não em discursos de almanaque,detesto mulher que se voce conta uma piada de portugues, ela manda uma carta oficio para o consulado portugues,exigindo retaliações contra esse mau enorme que e a piada de portugues ¬¬
-

ate porque se a piada for de extremo mau gosto( racismo, estupro, aborto, incesto e outras nojeiras), o pseudo comediante cai no ridiculo, não e necessario a "patrulha do risso" para isto.
-
e eu sempre achei que quem e 'ofendivel" demais e muito fraco emocionalmente, e talves acredite que tal ofensa faça ralmente algum sentido, o remedio para isto e fortalecer a alto estima, e o emocional
" as pedras que me atiras, servirão para construir o costelo de sua ignorancia"
-

Comentador Observador disse...

Logic,

não viaja cara, não tem ministro enrolando. Esse ministro que vc está falando se chama Ricardo Levandowski. Passou em 1 lugar no concurso da magistratura paulista, foi juiz em várias comarcas, subiu para o TJ-SP e virou Desembargador, ele tem uma carreira digna na magistratura.

E além do mais, o processo está com ele desde o início do ano, o processo tem centenas de volumes, o spremo julga outras infinidades de processos. Ele é o revisor, sendo que ficou por muito mais tempo com o relator, o Joaquim Barbosa.

O julgamento inclusive já está marcado para iniciar em agosto.

Por fim, ao contrário do que os leigos pensam, em processo primeiro se analisam as provas, para depois julgar. Se vcs estão pensando que já estão todos condenados estão enganados.

LisAnaHD disse...

21:51 Seria muito triste passarmos a ter uma sociedade segregada como a norte-americana.
>>>E, ainda assim, todos os dias milhares arriscam a vida literalmente para fazer parte dessa sociedade mesmo sabendo dos contras pq os prós superam e superam em muito.
============
22:05 PS. Reinaldo Azevedo e Luiz Felipe Pondé estão longe de serem racistas e preconceituosos. São conservadores e isso não os torna piores que ninguém. chamá-los de babaca em nada contribui com o debate. Da próxima vez que quiserem combatê-los refutem suas idéias com elegância intelectual. É mais civilizado.
>>>Elegância intelectual é excassez entre muitos dos que debatem a ideia alheia, mesmo pq de modo geral falta-lhes elegância intelectual até mesmo qdo defendem seus próprios pontos de vista... escrevem comentários como que moldados à vulgaridade e mediocridade dos criadores de diálogos das novelas da TV Globo e afins.
============
22:40 LoLa, 'dorei o "então chispa" ... há décadas não ouvia e nem me lembrava mais... vou guardar lá ao lado de "XYZ não é amendoim mas torra". E te agradeço por fechar a opção Anônimo para comentários.

fabio disse...

vamos refletir senhoras, se uma de voces forem coroadas, presidentAs, imperadorAs, rainhas do brasil, o que fariam com quem pensa diferente de voces ? sabendo que eles são muitos, que atitude tomariam para com eles se estivessem no poder ?

Alex Catarino disse...

Em relação às piadas de Português...
Elas acontencem porque os Portugueses pertencem a uma minoria, a minoria dos imigrantes portugueses. Talvez haja um "requinte de vingança e/ou ironia" porque o imigrante português chegou pobre à ex-colônia e por isso imigrantes de outras nacionalidades não recebem tantas piadas pejorativas.
Em Portugal, onde morei 20 anos, escutei muitas piadas de Brasileiros e de países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP). Piada de racismo? Não. Piada de imigrantes. A mesma coisa que acontece no Brasil.

logic disse...

comentador
se não acredita em mim (e tem todo direito de não acreditar ou discordar ) olhe as noticias na imprensa .

Eu tentei nao citar nomes mas poe assim no google : Amigo da família da ex-primeira-dama, Lewandowski é o ministro encarregado de revisar o processo do mensalão

carolinapaiva disse...

Fabio

Eu vou sempre criticar o que acho errado, e criticar comportamentos não é censura.
Posso criticar o Danilo Gentili sim, falar minha opinião sim, e ela não vai mudar. Acho ele um babaquinha que conta piadas de 100 anos atrás e vou continuar achando isso. Ter uma opinião contrária é censura agora?
Criticar conservadores também não pode, né? É "censura".
Pelamor.

logic disse...

LisAnaHD

21:51 Seria muito triste passarmos a ter uma sociedade segregada como a norte-americana.
>>>E, ainda assim, todos os dias milhares arriscam a vida literalmente para fazer parte dessa sociedade mesmo sabendo dos contras pq os prós superam e superam em muito.

................
Ja pensou termos uma sociedade com os vicios da sociedade americana sem ter suas virtudes...

fabio disse...

carolinapaiva disse...
-
acho que voce não entendeu o que eu quis dizer carolina, voce pode e deve se expressar com achar melhor, e contra o que achar errado, mas eu gostaria de saber, se voce tivesse a autoridade de fazer algo, o que faria com alguem que pensa diferente de ti ?? e tenho certeza que sabes que eles são muitos, milhares !!!

Comentador Observador disse...

Logic,

O julgamento está marcado, ngm está segurando o processo.

Ele pode ser amigo, a amizade com parentes da parte não é causa de impedimento ou suspeição do juiz.

Repara que não estou dizendo que ele não pode influenciar no julgamento, nem teria como, pq o julgamento não começou, não sabemos ainda os votos, apenas digo que ele não está segurando o processo, e já se comprometeu com a pauta do supremo.

yulia2 disse...

O rafinha bostas, usa como argumento
para defender suas pseudo piadas, o fato de que ele faz piada com a mãe dele, a mulher dele, o pai dele... ma pera aí...
primeiro: se ele faz piada sobre a familia dele, AZAR da família dele... agora porque eles aguentam os outros como a vanessa , as vitimas de estupro, as que amamentam, os que sofrem com deficiencias mentais, não tem nenhuma obrigação de aguentar as humilhações que ele chama de piada ,proferidas por esse esgoto falante.

segundo: parece raciocínio de bandido isso... o bandido pensa assim... ah eu bato na minha mulher, estupro minha filha, roubo meu irmão... então a sociedade que me ature pois vou barbarizar...
a mesma coisa esse rafa BOSTAS...
eu esculacho mesmo com a minha familia , então eu estou certo e vcs vão ter que me aguentar...
falou?

e esse lixo ganhou um programa de tv!

fabio disse...

"Iara disse...
Pessoalmente cultivo um enorme asco a figura de Danilo e Rafael, alvos preferidos do meu blog, porque para mim representam o mais asqueroso patriarcado,são brancos, ricos e se dizem heteros ."
-
moça o que voce tem contra pessoas brancas,ricas e heteras ? os brancos e heteros( que não viveram a 60,80,200 anos, mas os desta geração) devem pagar pelo que segundo voce ? isto tambem não e racismo ?

logic disse...

Sim depois do aué ele se comprometeu ,mas até onde a impresa fala houve uma conversa onde ele disse que estava dificil segurar o relatorio até o fim do ano por causa da pressão.

Ou a imprensa tem que ser processada por calunia ou ele por prevaricação.

fabio disse...

Ludwig Beilschmidt disse...Amigo,papo 10 aqui pra você:
A propaganda da Bombril é para os homens experimentarem um pouquinho do que passaram e ainda passam as mulheres sendo vistas como objetos sexuais e decorativos.
Isso não é nem um terço do que elas sofrem/sofreram.
Você com certeza deve fazer parte daquela GRANDE minoria oprimida os brancos,heterossexuais e quase sempre cristãos.
Preguiça de gente com senso comum e sem senso crítico de questões históricas e sociais
-
então a questão e revanchista erevisionista ?? na sua concepção bem politizada politizada, devemos progredir e aprender com os erros passados, ou viver atraves do retrovisor ?
-eu respeito sua opção constitucional de ser ateu( ou não) mas o que exatamente o senhor tem contra a cristandade ??

yulia2 disse...

O POVO PUNE!!!!
CHUPA ESSA MANGA

http://televisao.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2012/06/20/rafinha-bastos-chora-nos-camarins-da-rede-tv.htm

Comentador Observador disse...

Logic,

eu não ponho minha mão o fogo por ngm, nem pelo Ministro, nem pela imprensa. Exatamente por ser um processo que envolve interesses políticos de ambos os lados.

O fato é que o processo será julgado em agosto, e tempo que o relator está com o processo não é gramde pela realidade do judiciário. E digo mais, esse processo tramitou bem rapidamente. Não estranharia se o relator ficasse por 1 ano com o processo.

Vera B disse...

Comentador Observador:

"Negros foram escravizados durante séculos, não há como simplesmente chegar e falar, vamos esquecer tudo, agora somos todos iguais!"

Eu também me preocupo com isso. Com o mito da raça institucionalizado, nos obrigando a nos identificar com uma raça (e não apenas como seres humanos que somos), você acha que daqui a algum tempo poderemos esquecer tudo (tipo, agora estamos no 0x0, esqueçam tudo, somos todos iguais) ou a cor da pele sempre terá alguma relevância?

Pergunto isso na boa, pois realmente é algo que me preocupa e porque "Sou contra qualquer forma de racismo e segregação, toda forma de discriminaçao. Eu acredito em seres humanos e que todos os sers humanos devem ser respeitados como tal, independente da sua cor. ... Já não lutamos por segregação nem por integração. Lutamos por nossos direitos de humanos.” (Malcom X, Carta de Meca)

Nina Levy disse...

fabio,

Sobre a questão da tal propaganda da Bombril (que nada tem a ver com o tema do post, foi apenas uma tentativa desastrada do tal Logic se dizer uma vítima), já foi aqui dito que não concordamos com ela. Eu já disse e a Lola até já fez post sobre o caso.

Isso que vcs estão tentando fazer, se dizerem vítimas e pobres coitados por terem se sentido ofendidos com UMA propaganda, não cola.

Para começar, a propaganda é machista. Vocês provaram do próprio veneno. Não culpe nem cobre as feministas, nós não aceitamos o machismo. Vocês aceitam, apoiam, o são, e incentivam sempre. A menos que, como ocorreu uma única vez, lhe ofendam. Nós não, nós não aceitamos nunca, nem mesmo quando foram vocês os ofendidos. Isso se chama coerência e integridade, nós não aceitamos em nenhuma hipótese. Vocês, absolutamente sem coerência, sem empatia, são machistas o tempo todo. Menos quando pisam no calo de vocês. Né? Afinal, o que seria do machismo sem o egoísmo? Todo machista é egoísta. E egoísmo é falha moral.

Não gostou da propaganda? Não seja machista. Combata o machismo. SEMPRE.

Mas não venha dizer que homens brancos héteros são alvo de preconceito, são uns pobres coitados. PORQUE É MENTIRA.

Sara disse...

arnoldo vc por aqui???? e qual é o seu fetiche? vc é apaixonado pela Lola não é? mas ela nunca vai te dar bola docinho.
Procure alguem da sua idade, tome seus medicamentos e o todinho pra ficar fortinho e crescer um pouquinho kkkkkk

Diva disse...

Lola guerreira no seu trabalho de Prometeu! Muda pro Wordpress e sai dessa vida, anjo! (Sim, eu já li várias sugestões aqui sobre isso, só estou fazendo coro).

fabio disse...

Nina Levy disse...
-
moça a propaganda da bombril não me ofendeu em nada, eu não sou ofendivel por idiotices sexistas,mas como ela tem varias outras, como a do homem bobão que a mulher manda, o do homem ultilitario pagador de contas,a que diz que so seremos homens se tivermos o super carão que fala voa e faz pipoca, de rodas aro 15, e por ai vai.
-
as mulheres não percebem isto por não darem a minima para as questões masculinas, mas o sexismo atinge a todos, assim como mulheres não gostam de se sentir como objetos decorativos( e nem devem), os homens tambem não gostam de se sentir, burros de carga, avaliados pelo que temos, e não pela nossa honra e dignidade.

os publicitarios não são bobos, fazem suas campanhas baseados em pesquisas de opinião, e se ainda fazem propagandas sexistas , e por que infelizmente encontram eco para isto,numa pesquisa recente que eu li, dizia que o foco principal da pubricidade no brasil eram 1°- mulheres, 2°- crianças-3° homens, ate a midia policialesca, enlatada, envelopada, televisiva ja descobriu que o que da audiencia, e falar mau de homens, e tornar a mulher ditadoras maniqueistas terriveis, basta ver as vilãs e vilões de novelas e series, nada e por acaso.
-

a grande maioria de homens e mulheres não da a minima para feminismo, machismo, sexismo, masculinismo, a verdade e que estamos longe da igualde e de ter um povo politizado, cada um faz o que que lhe convem no momento, infelizmente !!!

danielkamykovas disse...

'Imagina como o público preconceituoso que o aplaude se sentiria se, ao invés de Gentili fazer piada chamando negro de macaco, ele fizesse piada de quem faz piada racista e de quem ri de piadas racistas!'

eu me pergunto pq não existe um george carlin no brasil. somos tão mais atrasados do que os gringos eram na década de 70??

Comentador Observador disse...

Vera B,

Eu acredito que só existe uma forma de acabar com o preconceito de raça: quando as raças se misturarem, num mesmo ambiente, em igualdade de oportunidades. Traduzindo: o negro só vai deixar de ser discriminado quando frequentar os mesmos lugares que os brancos, as escolas, as universidades, os shoppings, os parques, etc. Quando houver a mistura real e efetiva, não haverá segregação racial. O Brasil é um país muito mais evoluído que os EUA em aceitar raças e pessoas de outras cullturas por ex, é m país muito mais aberto, havendo misigenação, a tendência é melhorar, e não piorar.

Mas a realidade não é boa. Quantos políticos negros vc vê? Quantos atores e atrizes negros aparecem na tv? Quantos negros se formam na FMUSP por ano? E na São Francisco? Onde estão os negros então, parcela significativa da população?

Negro hoje é pobre, criminoso e sem escolaridade, quanta diferença para 150 anos atrás, não?

Continuamos com a mesma sociedade desigual de antes, a diferença é que toda a sociedade evoluiu, o que dá uma falsa impressão de melhora. Mas melhora dentro do corpo social, até houve, mas muito pouca. Sem outros instrumentos como as cotas, isso vai demorar uns mil anos até que iguale todo mundo.

danielkamykovas disse...

sabem pq esse pessoal do stand up é na verdade politicamente correto?
pq todas as piadas são recicladas.

mas sério, eles fazem esse tipo de humor pra agradar o público deles. o humor desses caras não cogita, em nenhum momento, deixar o público minimamente constrangido. até pq gente DE BEM, BRANCA, TRABALHADORA (mesmo sem fazer nada, muitas vezes) não sabe rir de si, não se critica, não aceita divergências. 'pagam impostos pra sustentar vagabundo'.

se o cara fizer uma referência mais complicadinha, vai ofender o público. se criticar os usos e costumes da galera, vai ser vaiado.

não tem essa do 'engraçado' vs. 'sem graça'. eu acho engraçado ou não uma piada por vários motivos, e isso é diretamente ligado à minha experiência de vida e minha cultura.

que graças aos demônios do último dos infernos está cada vez mais distante do pessoal que acha esse tipo de piada algo engraçado.

Bruna B. disse...

"escuta a mulher média não esta nem ai pra machismo ou feminismo quer apenas levar mais vantagem possivel de cada situação"


Dislexia, é você?

logic disse...

Ambas as situações são advindas de uma sociedade com papeis definidos (machismo no vocabulario local),mas as elas são dividas assim na cabeça das criaturas :

se me é favoravel é uma gentileza tem que continuar

se me prejudica é machismo tem que acabar

Bruna B. disse...

logic


Não foi falácia não, é que não entendi patavinas do que escreveste. Talvez as coisas melhorem quando começares a usar o cérebro antes de postar algo.

E qual é a bronca com o feminismo agora? Percebeste que mesmo quando o assunto é outro o teu discurso não muda? Troca o disco, criatura.
Só sabes generalizar e vem me chamar de falaciosa? Ah tá.
Queridão, existem mulheres assim, existem mulheres assado, existem mulheres cozido, existem mulheres mal-passado, enfim.

Descobriste o conceito de falácia ontem? É só o que sabes apontar... E nem tem a dignidade de olhar pro próprio rabo, pois és o maior falacioso que comenta no blog, vive generalizando e inventando dados; Tuas postagens dariam um bingo, és um misto de Arnold-Fábio-Carlo, um horror.

Ademais, não vou perder meu debatendo algo sério contigo. És ignorante, preconceituoso, mentiroso e chato pra cacete (pode repetir a ladainha de ad hominem, estou pouco me lixando).

Bruna B. disse...

Eu conheço todas as falácias, gênio.
Poupe-se.

Bruna B. disse...

Não tem como provar falsidade de um enunciado que é ilegível, capiche?

Esses alunos de direito me cansam...
tsc, tsc.

Robson Vicente, professor e geógrafo disse...

Sobre a temática de regulamentação da mídia, acho estranho e até questiono a Lola porque ela sempre bate em Danilo e Rafinha, CQC e Pânico . Será que é porque eles estão na tevê e assim lhes rendem "audiência". Porque se formos olhar bem, a internet hoje está tão "aberta" a quase todas as classes sociais que Danilo e Rafinha tem hora que junto com outros blogs e sites que fazem a mesma coisa:
*Jacaré Banguela
*Ah Negão
*Não Salvo
*Kibeloco
*Mundo Canibal
*Parafernalha*
*Galo frito
entre outros que NÃO TIVERAM UMA LINHA de crítica aqui. E, precisam de tv? O Rodrigo Fernandes (de qual blog hein?)tem um (minto, dois) programas de entrevista que ele NÃO PRECISA da TV e ninguém o incomoda com o que faz. E aí? Danilo Gentili pode até ser o prostituto do riso, mas é um dos únicos a levar pedrada porque o bordel está aí e ninguém liga ou finge não ligar, porque audiência eles têm. E muita...

Sara disse...

Arrastão de trollagem aqui agora ........

logic disse...

Robson Vicente, professor e geógrafo disse...

O problema é que a TV aberta reflete o que a pessoa média pensa.
Algumas pessoas acham que mudando a TV vão mudar as pessoas medias por tabela.

logic disse...

Nina Levy disse...
fabio,

Sobre a questão da tal propaganda da Bombril (que nada tem a ver com o tema do post, foi apenas uma tentativa desastrada do tal Logic se dizer uma vítima), já foi aqui dito que não concordamos com ela. Eu já disse e a Lola até já fez post sobre o caso.

Isso que vcs estão tentando fazer, se dizerem vítimas e pobres coitados por terem se sentido ofendidos com UMA propaganda, não cola.
...........................
Lembra do aue que deu por causa da propaganda da Gisele Bündchen .È só uma propaganda não tem porque ficar ofendida.

Diva disse...

O governo precisa criar urgentemente um programa de incentivo ao trabalho dos trolls da internet, pra esse povo não ter utilidade na vida apenas quando tiverem seus órgãos doados.

Vera B disse...

Comentador Observador,
Eu penso exatamente como você, com relação à convivência. Até por isso, a princípio eu era a favor das cotas (hoje, confesso que estou numa posição indefinida).
O que me preocupa mesmo é que, com essa institucionalização da raça e sendo os brancos pobres pagando a conta (sim, pois se há alguém que está pagando a divídia com os negros é o branco pobre), o racismo aumente.
Será que políticas sociais que não institucionalizassem o conceito de raça não seriam suficientes para dar condições para que, no futuro, todos convivessem harmoniosamente (exemplo: os beneficiários do bolsa família são quase 70% de negros).
Ok, é um processo a longo prazo, mas vejo como um processo mais consistente e menos prejudicial, do que o perigo que estamos correndo em vermos uma nação segregada.

Diva disse...

Sabe teve um movimento na Alemanha que surgiu na década de 30 com ideias bem parecidas com as tuas que também pregava eliminar todos que discordam ...qual era mesmo o nome.

MPTIBEPT Movimento do prende os trolls na internet e bota eles pra trabalhar

aiaiai disse...

tava sem tempo de vir aqui e acabei perdendo o ótimo debate entre Teofilo e Andre sobre regulamentação da mídia. Primeiro, queria dizer q também sou contra qq análise prévia de conteudo: isso seria Censura. To fora.

Regulamentação da mídia é muito maior do que apenas algumas regrinhas q se não foram cumpridas podem render punição, como existe hoje.

Entra, por exemplo, uma transparência sobre quem é dono do que e, ainda, um limite para evitar a criação de monopólios.

Tem um bom artigo aqui que mostra como o Brasil não tem o básico de regulamentação da mídia existente em outros países:

http://tudo-em-cima.blogspot.com.br/2011/11/regulacao-da-midia-dez-fatos-que-grande.html


Vcs sabiam que no brasil ONZE famílias controlam quase a totalidade da mídia no brasil (jornais, revistas, rádios, tvs)???
Dúvida? Veja esse vídeo

http://vimeo.com/7459748

Vera B disse...

aiaiai

"Tem um bom artigo aqui que mostra como o Brasil não tem o básico de regulamentação da mídia existente em outros países."

Certa vez eu vi que na Inglaterra, em 10 anos, fechou mais de 30 canais (algo assim, vou pesquisar e ver certinho os dados).
Acho o cúmulo empresas da mídia falarem que são contra censura e regulamentação quando a censura ocorre dentro das próprias emissoras, jornais, rádios, etc.

Nina Levy disse...

fabio,

"moça a propaganda da bombril não me ofendeu em nada, eu não sou ofendivel por idiotices sexistas"

- Se não te ofendeu, porque vc veio aqui citá-la como motivo para vc ser uma pobre vítima?

"mas como ela tem varias outras, como a do homem bobão que a mulher manda, o do homem ultilitario pagador de contas,a que diz que so seremos homens se tivermos o super carão que fala voa e faz pipoca, de rodas aro 15, e por ai vai."

- Tudo isso, apesar de não dizer em qual propaganda viu, é apenas o papel que o MACHISMO deu para os homens. Se vc não está satisfeito com o machismo, ao invés de vir aqui para atacar feministas, lute pela igualdade.

"as mulheres não percebem isto por não darem a minima para as questões masculinas, mas o sexismo atinge a todos, assim como mulheres não gostam de se sentir como objetos decorativos( e nem devem), os homens tambem não gostam de se sentir, burros de carga, avaliados pelo que temos, e não pela nossa honra e dignidade."

- Vc está mesmo vindo aqui para nos contestar? Parece que vc veio como um homem feminista. Parece que vc também não está satisfeito com o machismo e já percebeu como ele é danoso aos homens também, e não apenas às mulheres.

Sim, ainda estamos muito distantes da igualdade, mas para chegarmos lá, temos que combater todos os que reforçam estereótipos, todos os que, como o Danilo Gentili, propagam preconceitos.

Isabel SFF disse...

Eu sonho com um mundo em que ninguém vai levar o Demétrio Magnoli a sério. É muito triste perceber que os argumentos rasteiros dele são repetidos à exaustão.

Outra coisa: quem nunca foi dono de escravo, por ter nascido quase 100 anos após a abolição, acha injusto ter que pagar uma dívida histórica que supostamente não lhe pertence. O problema é que TODOS os negros brasileiros ainda carregam o peso de quase 400 anos de escravidão nas costas, mesmo que nunca tenham "pertencido" a um senhor de escravos.

O racismo brasileiro é institucionalizado de uma forma tão perversa que parece invisível. E pra acabar com ele, temos que torná-lo visível - afinal, ele só é invisível e não-insitucionalizado para quem não sofre com ele todos os dias.

Nina Levy disse...

Logic,

"Lembra do aue que deu por causa da propaganda da Gisele Bündchen .È só uma propaganda não tem porque ficar ofendida."

E em algum momento eu disse que vc não devia ficar ofendido? Leia um pouco antes de falar qualquer coisa. Ler não dói e te poupa de falar besteira.

Sim, a propaganda da Hope nos ofendeu, assim como milhares de outras propagandas. Somos ofendidas pelo seu machismo todos os dias. E nós lutamos para que isso acabe.

Por que, vc acha que nós devemos aceitar propagandas machistas e só reclamarmos quando ofender os homens?

Como vc não leu (ou preferiu não prestar atenção porque sabe ser um egoísta, e sabe que está aqui defendendo o status quo) vou repetir:

A propaganda da Bombril é machista. Vocês provaram do próprio veneno. Não culpe nem cobre as feministas, nós não aceitamos o machismo. Vocês aceitam, apoiam, o são, e incentivam sempre. A menos que, como ocorreu uma única vez, lhe ofendam. Nós não, nós não aceitamos nunca, nem mesmo quando foram vocês os ofendidos. Isso se chama coerência e integridade, nós não aceitamos em nenhuma hipótese. Vocês, absolutamente sem coerência, sem empatia, são machistas o tempo todo. Menos quando pisam no calo de vocês. Né? Afinal, o que seria do machismo sem o egoísmo? Todo machista é egoísta. E egoísmo é falha moral.

Isabel SFF disse...

Na minha opinião, há outras pessoas na internet fazendo piadas tão boçais quanto Gentilis e Rafinhas da vida. Verdade. Aquele blog testosterona é um exemplo perfeito disso.

Pra mim, é muito mais grave alguém ter espaço de sobra pra reforçar preconceitos na TV porque a televisão é concessão pública. E, desta forma, deveria obedecer às regrinhas postuladas na Constituição Federal, por exemplo. Uma concessão pública jamais deveria ser usada para ferir a dignidade humana - coisa que esses tipinhos fazem o tempo inteiro.

E, pior ainda, estando na televisão essas pessoas têm uma exposição gigantesca. Ganham aqueles adoradores no maior estilo "talifãs", que não enxergam a boçalidade das coisas que eles falam. Pelo contrário, eles são vistos como heróis da resistência a esse monstro do politicamente correto quando eles são meros símbolos de uma população que não quer perder seus privilégios.

Isso nada mais é que o backlash contra o direito da população negra, é claro. Mas nós vamos continuar lutando por igualdade.

carolinapaiva disse...

Fabio

O que eu faria? Nada ué.
E você? O que faria com aqueles que discordam de ti (que também devem ser vários), se tivesse autoridade?

Agora, fazer essa pergunta a quem critica é, no mínimo, relacionar críticas à censura, o que não faz sentido.

logic disse...

Nina Levy disse...

voce usou a palavra vitima...
Não disse que sou vitima, disse que as pessoas dividem o deboche assim sobre os outro é humor
sobre os meus é racismo,sexismo,preconceito .etc e tal
Sabe aquela frase sal nos olhos dos outros é colírio.

Ludwig Beilschmidt disse...

"-
então a questão e revanchista erevisionista ?? na sua concepção bem politizada politizada, devemos progredir e aprender com os erros passados, ou viver atraves do retrovisor ?
-eu respeito sua opção constitucional de ser ateu( ou não) mas o que exatamente o senhor tem contra a cristandade ??"

Você é retardado ou só é analfabeto funcional?
Não quero instituir questões revanchistas de negros escravizarem brancos pra vingar o que aconteceu no passado,o meu problema é vocês trolls de merda ficarem colocando o homem branco,cristão e hétero como COITADINHO,coisa que nunca foram.
Falei de Casa Grande e Senzala porque o Freyre expõe de forma brilhante o QUE é o racismo no Brasil e sendo um dos PIORES tipos de racismo que existem *pra mim não existe racismo bom,só que o racismo no Brasil é segregacionista*
E pra você que é um imbecil que só vive de senso comum e tem o Alitinha como grande mentor,sugiro ler José Murilo de Carvalho - Cidadania no Brasil o longo caminho. E por último,se sou ou não ateu isso não te diz respeito,o fato é que uma maioria esmagadora de cristãos é extremamente preconceituosa e egoísta,além de serem machistas e retrógados.

Carla Mariano disse...

Já fui em um stand up e saí de lá me sentindo agredida. Minha irmã rolou de rir, claro, adolescente que é engole qualquer bobagem e dissemina sem compreender a mensagem, mas a todo instante durante a apresentação eu olhava pra minha mãe e esposo e percebia neles também, um espanto vergonhoso.
Eu senti vergonha de pagar para ouvir barbaridades, e senti vergonha daqueles que riam até os olhos encherem de lágrima.
Me recuso a ir no Comedians, onde há apresentações do tipo, pois sei que é um humor cruel que não mereço ouvir.
Não... não sou negra, gay, portuguesa nem loira. Sou apenas uma cidadã consciente que minha liberdade acaba no exato ponto onde começa a liberdade do outro, e odeio qualquer um que pense ser superior os demais, mesmo que em piada.

bjs Lola.

Carla Mariano

yulia2 disse...

Os caras imitam o lixo americano e se acham fantásticos por causa disso....

e Brasil....

Stefano disse...

logic disse...

"Argumentum ad hominem é sua falacia preferida ?"

Desculpe a intromissão (também não quero fazer disso a batalha retórica vazia à qual os trolls estão acostumados), mas os seus argumentos dirigidos ao ministro do supremo citado, não foram todos "ad hominem"? Aliás, tem um festival de falácias nos teus comentários: "ad hominem", "non sequitur", "espantalho"... não precisa responder nada para mim não, só lê o que tu escrevestes.

logic disse...

Stefano

Como eu disse ou o que a midia é calunia ou o que ele esta fazendo é prevaricação.

...modo ironia ligado...
Tu tem razão ,relações de parentesco e convivência não propiciam nenhuma duvida sobre a parcialidade das pessoas

Eu sei que as moças aqui provavelmente odeiam essa frase mas não consigo pensar em outra ,lá vai : A mulher de César não tem que ser apenas honesta ,tem que parecer ser honesta também.

B. de Campos disse...

O humor brasileiro está muito defasado. Essa nova safra de comediantes afirmam estar renovando o cenário, mas esse humor "inteligente" é agressivo e corrosivo demais...

Ainda aposto em alguns, mas a maioria tende a isso mesmo.

yulia2 disse...

Dessa nova safra.... o único que passa é o Marcelo Adinet...

só!!!!

o resto é lixo.

Nina Levy disse...

Logic,

Oi? Quem disse que é humor? Eu disse que é machismo. Não aprovei a propaganda.

Já você ADORA o machismo. Curte, gosta, divulga, propaga, se delicia, morre de rir, se diverte e acha o correto. Vem aqui e briga com todo mundo pelo "direito" de ofender. Afinal, para você, chamar mulher de burra é piada. Mas, quando dói no seu calo (e somente quando dói no seu calo), vc não gosta, né? Aí não é legal. Aí vc já não acha engraçado. E aí vc vem aqui e se diz vítima (sim, vc se disse vítima ao pedir para eu incluir entre os grupos alvo de preconceito homens brancos héteros, pois houve UMA propaganda que te ofendeu).

Sabe, Logic, caso você não tenha percebido, quem está aqui defendendo ofensas é você. Não somos nós. Para você sim, pimenta no olho dos outros é refresco.

logic disse...

Nina Levy

Voce pode ver machismo na propaganda da bombril , mas eu vejo pura e simples misandria para agradar o publico feminino.

A propaganda da gisele sim que é machismo(não gosto dessa palavra mas ok):Mulher só tem que ser bonita,homem só tem que ser rico.

yulia2 disse...

Voce pode ver machismo na propaganda da bombril , mas eu vejo pura e simples misandria para agradar o publico feminino.

A propaganda da gisele sim que é machismo(não gosto dessa palavra mas ok):Mulher só tem que ser bonita,homem só tem que ser rico.
_______________________

a propaganda da bombril foi retirada do ar....

a da gisele não.

em tempo; dispenso propagandas ridículas como as da bombril. ta certo que 90% das propagandas são boçais e machistas MAS....não é porcarias como a propaganda da bombril que vai compensar isso.
Revidar na mesma moeda, nunca leva a nada.

Vera B disse...

yulia2
Marcelo Adnet?!
Ele fez aquele programa horrível fazendo piada dos autistas e ainda fez uma propaganda da Volkswagen em que diz claramento que os alemães trabalham, ao contrário do brasileiro que é preguiçoso.

yulia2 disse...

sobre a piada dos autistas eu não vi... vou dar uma procurada na net.

yulia2 disse...

ok, eu vi a informação... bom , então vou corrigir minha frase...
O marcelo adinet é o menos pior deles... pelo menos ele se desculpou, ao contrário do rafa BOSTAS, que não se desculpa e depois fica chorando pelos corredores...

Mas é como eu disse acima, esses caras querem imitar americano fazendo o humor de pior qualidade, ofendendo e humilhando...não é por ai, esse tipo de coisa não prospera por aqui.

Bruna B. disse...

http://classemediasofre.tumblr.com/post/25441152564/a-terrivel-saga-de-um-humorista-suas-malas#disqus_thread

Gentili CHATiADO no #classemediasofre reclamando por ter perdido a bagagem... HAHAHHAHAHAHAHA

Grande humorista!

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 234   Recentes› Mais recentes»