quarta-feira, 21 de março de 2012

GUEST POST: A ESCRAVIDÃO DA APARÊNCIA, O MACHISMO INVISÍVEL

A Ariane, que é psicóloga, não gostou quando meu cabelo foi criticado e me enviou algumas considerações fascinantes baseadas no livro O Machismo Invisível, da psicóloga mexicana Marina Castañeda. De lá pra cá, outras leitoras mencionaram o livro, que já entrou pra minha listona de Coisas Pra Ler. Muito interessante tudo isso que Ariane coloca.

O trabalho de Marina Castañeda é extremamente importante. Nele ela investiga aspectos psicológicos do machismo. Uma das tarefas d@ psicólog@ é detectar certas formas de pensar e de sentir, pausas de comunicação, formas de relação, que costumam permanecer ocultas; são habituais e involuntárias. Ela faz um debate no livro sobre teorias psicológicas e biológicas no machismo (por exemplo: a tal psicologia evolucionista, que não tem argumentação fortemente embasada e pode com traquilidade ser questionada por alguém que tenha um pensamento mais crítico).
A psicologia, que por muito tempo contribuiu para perpetuar a dominação masculina, possui hoje, no meu ponto de vista, a grande tarefa de denunciá-la. Os impactos psíquicos do machismo são catastróficos e é no psiquismo que ele se perpetua, na formação da subjetividade. Escutamos na televisão ou lemos em pesquisas que depressão e outras afecções emocionais são problemas que atingem mais as mulheres, e que estas procuram serviços psicoterápicos com mais frequência. Óbvio que isso é um problema social grave que atinge o psiquismo da mulher; no entanto, tudo isso é mascarado, e muitos discursos já foram fabricados para esse problema: mulheres são muito difíceis de entender, são muito emocionais, são complicadas, são irracionais, são os hormônios. Depressão pós-parto não é somente um problema orgânico: é a maternidade que é amplamente divulgada como algo maravilhoso e que deve ser natural da identidade da mulher.
Lola, não existe nenhuma explicação biológica realmente fundamentada e comprovada para explicar nosso comportamento, nossos costumes, nossa psique. O que existeo respostas biológicas de processos psíquicos e ativação cerebral que os neurocientistas correlacionam aos processos psíquicos, mas isso é teoria, ou seja, sem comprovação ainda.
Sobre a relação entre machismo e imagem feminina e masculina, existe uma assimetria fundamental entre as auto-imagens masculina e feminina, sendo que esta última gira em torno dos homens durante grande parte da vida das mulheres. Seja com o propósito de seduzir ou simplesmente chamar a atenção, o respeito, a estima, a amizade, isso representa um esforço constante que os homens não precisam fazer em relação às mulheres. Se o intuito não é seduzir alguém em particular, os homens não fazem nenhum esforço especial para atrair a atenção do sexo "oposto" -- eles já contam com ela de qualquer maneira. Projetar uma imagem masculina é certamente um objetivo direcionado a outros homens e não às mulheres. É muito comum, por exemplo, numa mesa de bar, um homem dominar a conversa, não no intuito de impressionar as mulheres, pois seus verdadeiros interlocutores são outros homens; a virilidade é algo que precisa ser constantemente reforçada para os seus congêneres. Diante desse público, não existe necessidade de estar bonito e bem-arrumado: a meta masculina é projetar uma imagem de êxito e poder. Um exemplo: um homem que chega no restaurante não coloca mais o revólver sobre a mesa, coloca o celular porque está esperando "uma ligação muito importante”. Existem muitas maneiras de se impor e “impor respeito” entre homens.
Em nossa sociedade quem decide o que é sexy ou atraente nas mulheres são os homens: a definição de beleza sempre foi um privilégio masculino. Isso se dá tanto no âmbito individual, quando as mulheres se arrumam para os homens ao seu redor, quanto no âmbito social, quando os profissionais da moda decidem qual será o look do momento. Sabemos que essa é uma questão fortíssima aqui no Brasil, basta estar atent@ à rápida e ampla aceitação feminina das novas tendências da moda. A mulher que não segue as orientações muitas vezes é considerada não somente antiquada e pouco sexy, mas também pouco feminina. Um homem que não segue a moda é excêntrico, original; a mulher na mesma situação é “desleixada”. Para homens também existem exigências da moda, mas certamente não seguí-las não tem para eles grandes consequências. Para vários homens, não seguir a moda é justamente uma prova de independência viril.
Muitas vezes a falta de asseio pessoal se torna parte do look masculino -- uma barba por fazer, roupas desalinhadas, não são algo muito surpreendente. Conforme expõe Castañeda em O Machismo Invisível, “mostrar-se ao natural, em qualquer contexto e sem cuidado algum com a aparência, sempre foi uma prerrogativa masculina. No fundo, essa atitude equivale a dizer ‘Eu sou assim, e não me importa o que os outros pensem’: é uma declaração de autonomia, uma afetação de indiferença que poucas mulheres poderiam adotar impunemente na vida pessoal, social ou profissional”.
Somos educadas para nos enfeitarmos desde muito pequeninas, chegando mesmo a introjetar uma atitude de vergonha em relação ao próprio corpo e suas funções naturais: odores, arrotos, flatulências, são proibidos, e muito mais tolerados nos meninos. E hoje temos o absurdo de sabonetes “íntimos”, como se o cheiro natural da vagina fosse algo ruim, cremes clareadores para as axilas, depilação à brasileira... fica óbvio que nosso corpo, longe de ser natural, é constantemente fabricado através de diversas tecnologias, produzidas por um regime de consumo.
Desde a infância os homens se acostumam a ocupar muito espaço, coisa que não percebem, porque lhes parece natural. Não estamos falando em tamanho físico, mas de posições corporais: quando sentam de pernas abertas, ocupam duas ou três vezes mais espaço que uma mulher. Muitas vezes a posição física de um homem (sentar de pernas abertas e desalinhado) denota uma atitude de desprezo, de indiferença pelas pessoas ao seu redor; os pés sobre a mesa e as mãos cruzadas atrás da cabeça reproduzem uma posição clássica de autoridade. Não há dúvidas de que muitos homens, se indagados sobre isso, dirão que buscam unicamente conforto, mas então perguntamos por que essas posturas não são aceitáveis em uma mulher e tão pouco seriam para um homem em posição subordinada. A liberdade de movimento masculina, longe de natural, é uma expressão de poder; não está muitas vezes em função de seu tamanho, mas de sua posição hierárquica na sociedade.
A mesma lib
erdade assimétrica também aparece na permissão que muitos se outorgam em encostar nas mulheres. Segurar pelo braço, empurrar levemente o ombro, segurar-lhes as mãos. As mulheres não encostam nos homens com a mesma facilidade, e muito menos os homens se encostam dessas formas. No outro lado da moeda, as mulheres são educadas desde cedo para ocupar o menor espaço possível, as roupas -– saia, sapatos incômodos para caminhar depressa e correr -– refletem e reforçam a restrição dos movimentos. Em geral aprecia-se que mulheres sejam pequenas, com mão e pés pequenos e movimentos comedidos.
Em suma, enquanto homens se acostumam desde pequenos ao conforto e movimento livre, as mulheres são ensinada desde a infância a utilizar o corpo como instrumento de sedução: aprendem a cuidar dele e a embelezá-lo de acordo com os cânones masculinos. Não existe uma só parte da anatomia feminina que escape aos requisitos desse desejo de agradar: dos cabelos às unhas dos pés, passando pelas orelhas, o rosto, o colo, as axilas, as mãos, os seios, o púbis e as pernas [e hoje em dia até o ânus], cada parte do corpo é alvo de cuidados puramente estéticos, sem nenhuma relação com saúde ou higiene, mas unicamente com uma concepção de beleza orientada para os homens. Os homens sempre contam com maneiras neutras de se vestir e se apresentar em público: roupas, sapatos, corte de cabelo e ausência de maquiagem nada indicam sobre sua disponibilidade sexual ou sobre seu estado civil, e certamente, não indicam nada sobre sua masculinidade.
Nas palavras da Castañeda: “não resta dúvida de que a moral dupla da aparência corporal favorece enormemente o homem, respeitando sempre sua liberdade de decisão e de ação, ao passo que limita a da mulher”.
Muitos pensarão depois de ler tudo isso que hoje esses padrões estão ficando obsoletos, que existe uma demanda de consumo de estética crescente entre os homens também. Porém, é necessário sempre avaliar bem as situações, pois fazendo isso entendemos que a publicidade direcionada aos homens nessa esfera tem sentido completamente diferente: mulheres devem seguir diretrizes da moda para atrair homens, ao passo que no caso deles a meta é mais uma vez projetar uma imagem de sucesso na vida. A publicidade para o homem promete êxito, riqueza, e muitas mulheres. Para a mulher, a publicidade promete o homem de sua vida (e um só).
As repercussões para a saúde mental das mulheres são gravíssimas. Não dá mais para negar que os "distúrbios alimentares" são problemas que atingem em esmagadora maioria as mulheres. Mas, como afirma Castañeda, machismo é ainda um tabu social, uma forma de relação ainda invisível de efeitos catastróficos para a liberdade e subjetividade de mulheres e homens.

280 comentários:

1 – 200 de 280   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

'Lola, não existe nenhuma explicação biológica realmente fundamentada e comprovada para explicar nosso comportamento, nossos costumes'

Que mentira!! Hormônios não influenciam em nada não é? Agora só falta falar que TPM não existe

André disse...

É mentira que, para o homem, mostrar-se ao natural, em qualquer contexto e sem cuidado algum com a aparência, não tenha um custo. A diferença é que muitos homens estão dispostos a pagar esse custo.

Anônimo disse...

ué, depende, andré. desenvolve aí, oq vc considera "cuidado com a aparência"? tomar banho, escovar os dentes, passar desodorante e botar uma blusa e uma calça? pq é só isso q a maioria dos homens faz. alguns tiram a barba, outros deixam, é uma questão de gosto, q não traz nenhum estigma negativo.
para as mulheres não há a opção de, por ex, não tirar o buço. juro que não estou reivindicando esse 'direito', assim do nada, pq eu tb não gosto e me incomoda, fui criada pra achar feio. e taí o problema, somos criadas para acharmos feio um monte de coisa q deveria ser normal, mas só nas mulheres.

Victor :-) disse...

Eu sou homem e sinto uma forte pressão por manter a aparência. Eu já ouvi comentários extremamente tensos e desagradáveis vindo de mulheres na minha academia.

Como eu sou do tipo atlético e musculoso elas se sentem a vontade para falar cobras e lagartos dos homens que elas consideram frangas. Isso não é de uma ou outra. Comentários desde as novinhas de 18 até as pós-balzacas com os seus 50 a 60. Uma delas, com 54 anos reclamou comigo da barriga do marido que ela acha horrível.

Antes de entrar para acadamia e manter uma dieta balanceada eu era do tipo que ninguém notava. Hoje todas as faixas etárias me enviam olhares e sorrisinhos. Já até levei cantada de garota de 15 anos (eu tenho 40).

Eu vejo muito garoto de 16 a 18 anos se matando com hormônios anabolizantes só porque aqueles homens que usam anabolizantes ganham um efeito diferencial muito grande com as mulheres, uma vantagem desproporcional.

Eu conheci um cara que teve o primeiro ataque cardíaco aos completar 18 anos devido o abuso de anabolizantes.

Portanto essa pressão é bi-lateral.

Homem gosta de mulher gostosa.

Mulher gosta de homem gostoso.

Isso é um fato da natureza. Basta olhar as pessoas que são selecionadas para ser ator / atriz de novelas ou para participar do Big Brother.

Anônimo disse...

antes que algum(a) imbecil venha dizer que o texto é vitimista: nós mulheres pudemos mudar isso. bastar peitarmos a situação. se quisermos, podemos sentar de forma confortável, nos vestirmos de forma confortável, agirmos de modo mais natural e livre.

oq cabe aos homens e demais mulheres que não quiserem adotar tal modo de vida? se calarem. aceitarem. pararem de julgar essas mulheres pela aparência, como se isso tivesse um pingo de importância. não há.

Anônimo disse...

victor, eu fico com uma pulga atrás da orelha contigo. pq essa divisão "novinhas" versus "balzacas" me parece familiar...
mas, enfim, deixando isso de lado: não, não é a mesma pressão. quem é que está se matando na academia para aparentar ter menos idade: a mulher de 54 que reclama do marido, ou o marido que continua vivendo a livre como bem entende, com sua enorme barriga?

Victor :-) disse...

Novinha é uma gíria muito usada tanto no Rio como São Paulo, não sei dos outros estados, mas por aqui é usado no dia a dia.

Balzaca ou balzaquina é tão antigo que eu li Honoré de Balzac aos 14 anos de pura curiosidade para saber o que era uma balzaquina.

O homem de mais de 60 está confortável com sua barriga porque ele não está procurando uma parceira e não pelo fato de ser homem. A mulher de 54 reclama porque ela não tem interesse em largar.

Porém se esse homem estivesse aos seus 30 anos seria bem provável que a esposa poderia estar traindo com outro cara bombado e fortão. Eu mesmo já levei cantadas muito agressivas de mulher casada convidando para ser o "Ricardão".

A fato é que se um jovem de 16 anos estiver fora de forma, gordinho, ele será tão rejeitado pelas mulheres como uma garota de 16 anos gordinha. Se o cara de 16 anos praticar esportes e usar anabolizante como eu vejo acontecer por aqui, esse cara será persegudo pelas garotas, da mesma forma que as garotas "gostosas" são perseguidas pelos meninos.

Depois que eu passei dos 40 cm de braço fiquei até assustado com o assédio feminino, que eu nunca tive ao longo de 38 anos de vida. E isso que eu não sou mais um "novinho".

Lucas disse...

O que cabe a todos nós é começar a questionar a natureza e a validade dos costumes que recebemos e reproduzimos.

Ficar no "foi sempre assim" ou "é a da natureza" é um escapismo safado.
(Um professor meu de Teoria da História colocou muito bem que "Natureza" sempre foi a desculpa safada dos filósofos e pensadores para o que não se conseguia/queria explicar.)

E tem gente que também precisa a prender a interpretar texto, putamerda.

André disse...

Anônimo,
Entre os homens também existe distinção e cobranças entre os que cortam o cabelo no salão da moda ou no barbeiro da esquina, os que compram desodorantes Natura ou no supermercado ou nem compram, os que usam o tênis de R$800,00 e o que usam os de R$80,00.

Tanize disse...

Lola, adorei o gest post e principalmente a indicação de livro. Tenho uma irmã psicóloga e acabei de achar um excelente presente de aniversário.

Sem querer abusar, mas já abusando... Sempre que tiver bons livros pra indicar faz um post listinha pra gente, vai?

Quanto aos homens que acham que há pressão demais sobre vocês, pensem só numa coisa: ser bonitO é um plus, ser bonitA é fundamental.
Já dizia o poeta, machista óbvio, mas filho de seu tempo.

E os tempos hoje, e aqui neste blog, são outros. São de feministas que se dão o direito de serem bonitas ao natural e não depois de 500 tratamentos estéticos...

Luzzi disse...

novela, big brother? acho que erraste o blog...

Victor :-) disse...

Tanize ...... beleza natural?

Em um país onde a proibição de importação de prótese de silicone para os seios vira notícia em destaque na mídia. Onde mulheres morrem fazendo lipoaspiração em médicos de segunda linha.

Pode até ser verdade que as mulheres que frequentam esse blog não se importam tanto com aparência, mas isso jamais poderá ser dito em relação ao país.

Basta sair na noite de sábado para ver que o gasto com roupa, sapato, bijuterias, perfume, maquiagem, cabeleleiro foi bem elevado. E deixo meu protesto com o abuso de perfumes, em lugares fechados chega a ser sufocante.

Cel disse...

Só critico uma coisa: "E hoje temos o absurdo de sabonetes “íntimos”"???
Absurdo??
Nossa, isso é questão de higiene acima de tudo!
E muito melhor lavar com um sabonete íntimo, com ph adequado, do que com sabonetes normais, que deixam, pelo menos em mim, a área irritada.
Não vamos confundir higiene com machismo, né! Homens também lavam seus menininhos.

Jac disse...

Excelente guest post com excelente indicação de livro!!!

Mévia disse...

Afe. Jura que tem homem querendo defender que a pressão que eles sofrem com relação à aparência é a mesma que a das mulheres???

Vão passear no shopping e ver quantas mulheres estão de salto alto e maquiadas e quantos acompanhantes estão de bermuda e chinelo.

Vai num salão de beleza num domingão e me diz a porcentagem de clientes homens vs. porcentagem de mulheres.

Vcs moram com os pais, ou com uma mulher? Vai no banheiro e conta quantos potes de produto tem pra cada um.

Quantos homens você sabe que já fizeram plástica/lipoaspiração? E mulheres?

Me digam quantos homens riem baixinho com a mão na boca porque foram ensinados que isso é atrativo. Agora conta o número de mulheres. Quantos homens sentam de pernas cruzadas? E mulheres? Pesquisem também a porcentagem de casos de anorexia em mulheres vs. em homens e então me digam que gênero se fode mais por ser gordinho.

Vão numa clínica de depilação, dêem uma olhada nos nomes marcados e me digam a porcentagem de homens que marcam hora na depilação. Aí comparem com o número de mulheres.

E fazer as unhas? E as sobrancelhas? E clarear os pêlos do braço? Vocês sabem o que é isso, quanto tempo se gasta e quanto custa? Acho que não fazem a menor idéia. (olha que isso são coisas que eu faço, e eu estou longe de ser um poço de vaidade).

"Ah mas sabe o que que éééé? É que eu tenho que fazer a barba e ir na academiaaa!!!"

Ah, me chupem.

Beatriz Alencar disse...

Hoje em dia, o homem sofre a mesma pressão para estar atraente do quer a mulher. Eu sei bem disso! Os meninos feios, que não se cuidam, cheiram mal, se vestem mal... As garotas nem olham, riem e esculhambam pelas costas.
Acabou o tempo que o homem não precisava estar atraente.

Parem de se fazer de vítimas. Ainda existe muito machismo? Sim. Muita mulher apanha em casa? Sim. E muitas são estupradas? Sim. Só que isto não e motivo para vocês quererem ser como homens!!

Lucas disse...

Botão "curtir" no comentário da Mévia!

E Beatriz,

O primeiro passo é desconstruir isso de "coisa de homem" e "coisa de mulher".
E não é sobre querer ser igual aos homens, porque isso já é uma construção social.

É sobre opção. Se uma mulher gosta de maquiagem e academia, ótimo.
Mas não é sobre gostar, é sobre a única opção que é imposta por uma mentalidade tacanha.

Estão aí os clareadores anais pra confirmar que as mulheres são forçadas a se encaixar num modelo imposto, que é muito pouco natural.

Recomendo ler o post de novo, e muitos outros sobre o tema do padrão de beleza, papéis de gênero, feminismo...

Pode ser bastante enriquecedor.

André disse...

Tanize,
Eu não disse que há pressão demais ou que a pressão é igual para ambos os sexos, eu disse que é mentira que não haja pressão sobre os homens.
Também não falei nada de beleza, e sim de cuidados estéticos.

Lyanna disse...

Barba é falta de asseio? Mas heim?
Não acho nem um pouco, homem barbudo é um tesão. E falta de asseio é barba suja, isso sim.

Peraí que eu morri com o post da Beatriz hahahahahahaha

André disse...

Também é mentira que apenas os homens ditam o que as mulheres devem usar. Prova: a calça saruel.

Lyanna disse...

Verdade, André. Nunca vi um homem reclamar que uma mulher está fora de moda ou por fora das tendências. Isso é uma cobrança que vem de outras mulheres.

Anônimo disse...

andré, a única forma de um homem ser "discriminado" (põe aspas aí) por não usar produtos da natura, cortar cabelo do barbeiro e usar sapato do saldão é se ele se puser a comparar preços com os outros. se ele não falar nada, a aparência dele não fará a mínima diferença, ninguém vai sequer saber se ele corta o cabelo no barbeiro ou não. e ele não vai perder uma oportunidade de estágio por isso.

homens barrigudos, carecas e velhos conseguem promoções e cargos de confiança. mulheres, para conseguirem tais agraciamentos, precisam "se cuidar" (e põe aspas nisso), ou seja, se enquadrar no padrão: magra, cabelo alisado, sem pêlos, salto alto, maquiagem, etc).

qual foi a PRIMEIRA coisa que se falou da dilma qd ela assumiu? que ela era mal vestida, q o cabelo era feio, q ela era gorda. alguém por acaso falava disso qd o fhc e o lula assumiram? o fato de eles não serem bonitos nunca afetou a credibilidade deles (outros fatos, posicionamentos políticos, graus de instrução. QUALQUER coisa, menos a beleza)

Lucas disse...

Beatriz,

Obrigado, ficou tudo bem claro agora.

Diana disse...

Beatriz Alencar Desculpa bebê,mas voce ja foi contaminada pelo padrãozinho princesa da disney! e usando o seu argumento,voce nao seria considerada mulher,por nao arrumar o cabelo,nem usar make nem muito menos malhar

Victor :-) disse...

Mévia

Eu acho horrível mulher de salto alto. Uma vez eu pedi para uma namorada tirar o sapato e colocar um mais confortável porque eu queria andar em um parque. Ela ficou revoltada e disse que jamais sairia sem salto porque ela não era vulgar.

Eu tenho horror de cabelo pintado, tingido e toda aquela papagaiada de salão porque o cabelo fica áspero e parece artificial, tira todo o tesão de acariciar, de tocar.

Eu detestoooo do fundo da alma quando eu vou sair com uma mulher e ela vem toda decotada e com a calcinha aparecendo. Porque uma mulher acompanhada vai colocar uma "roupa de caça". Porque ela não está querendo se mostrar para os outros homens, ela está querendo se impor sobre as outras mulheres.

Observação: eu só vi esse comportamento de roupa muito justa na acompanhante depois que eu fiquei bombado, antes nunca nenhuma mulher colocou roupa justa para sair comigo ;-)

Uma vez eu fui em um restaurante fino de uma cidade turística e eu fui com um traje mais a rigor (estava bem frio) e a mulher colocou uma roupa justa e curta, nada haver com o frio que fazia. Todo mundo ficou olhando, na rua, no restaurante, em todo lugar. Parecia um cara que pegou uma prostituta na rua.

Mas vai falar isso para a mulher.

Vai falar que o cabelo está artificial.

Vai falar que a roupa está imprópria.

Vai pedir para usar menos perfume.

Vai pedir (como eu fiz) para tirar o sapato de salto alto.

Vai pedir para não usar maquiagem porque na hora do beijo vem aquele monte de pó e porcariada azeda na boca.

Tem que ficar de boca fechada para não ouvir horas e horas de falação. No mínimo ela vai começar reclamando que eu sou machista kkkkkkkk.......

Curiosidade: na academia a cada dia que passa mais e mais homens se tornam adeptos da depilação total. Várias vezes ouvi os caras bombadões conversando sobre técnicas de depilação.

Anônimo disse...

lola ,as pessoas falam do seu cabelo n tanto pelo formato e sim pela textura.
sinceramente,parece q ele n ve uma hidratação a seculos.

Lucas disse...

Ah, e apoio quem comentou sobre a tal calça saruel.

Aquilo tem que ter sido a trollagem de algum estilista pra provar que qualquer merda vida moda.

sex pistol disse...

só esqueceu de mencionar no texto que essa visão é uma das raízes do bullying e discorrer sobre o tema e suas implicações.Seria importante analisar as consequências.

Anônimo disse...

"A graça da mulher é sua beleza"

-n

"seu jeito delicado, sua educação"

delicadeza e educação cabe a ambos os sexos

"sua sedução, seu corpo e etc"

-n
-n
etc

"ter o mesmo direito, não significa que voce tem que ser igual"

pessoas com o mesmos direitos não tem como serem desiguais. é impossível.

"Uma mulher não precisa ficar de pernas abertas"

homens e mulheres devem ficar com as pernas suficientemente abertas, de acordo com o próprio sentimento de conforto

"se vestir mal"

vc tá dizendo q todo homem se veste "mal"?


"Se a mulher para de se importar com sua aparência"
tanto quanto os homens?

"se ela deixa de ser educada, simpática"
tão educadas e simpáticas quanto os homens. ou vc acha q todo homem é mal educado e antipatico?


"Qual é a graça de ser mulher??"

minha senhora, quem disse que ser mulher tem que ter graça? ser mulher é uma condição, não é uma escolha. da mesma forma que ser homem.

Isabel SFF disse...

Sou psicóloga e gostaria de dizer apenas que há muitas evidências mostrando a relação entre comportamento humano e biologia. Não significa, porém, que nossos comportamentos tenham "origem" biológica (exceto aqueles mais direcionados à sobrevivência, como o comportamento alimentar, por exemplo). A neurociência atual vem confirmando cada vez mais os pressupostos behavioristas desenvolvidos lá pela década de 50.

Mesmo discordando desse ponto, gostei bastante do guest post. Parabéns à autora.

Anônimo disse...

gente boa, só pelo fato de vcs se sentirem à vontade de dizer oq uma mulher deve ou não usar, já implica em desconsiderar a vontade única e individual desta mulher. homens e mulheres devem usar oq bem entenderem, desde q nao incomodem os outros (fedendo, por ex)

Beatriz Alencar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana disse...

Uma pergunta pros caras que estão aqui reclamando de mulher que usa salto, maquiagem, e que pinta e alisa o cabelo: vocês namorariam uma mulher com o cabelo crespo e desarrumado, que usasse roupas largas e eventualmente estivesse acima do peso?

Agora, para as meninas: vocês namorariam um cara com cabelo crespo e desarrumado, que usasse roupas largas e eventualmente estivesse acima do peso?

Minha experiência diz que os homens vão dizer 'não' e as mulheres vão dizer 'depende'.

Não é?

Ana disse...

Para a Beatriz: "Tem coisas que não combinam com mulher, como tem coisas que não combinam com homem. Isto não e sexismo, acontece".

Minha bisavó era chamada de puta porque usava uma correntinha no tornozelo. Na época dela, só usava tornozeleira quem era puta; esse tipo de coisa não 'combinava' com mulher direita.

Não é só porque você não se sente confortável sentando com as pernas abertas que todas as outras mulheres não podem se sentar assim. São escolhas PESSOAIS, não determinações de gênero.

Mévia disse...

Victor :-) ,

Acho que você tem dois problemas.

O primeiro é interpretação de texto e/ou achar que argumentos são pessoais para você. O fato de VOCÊ não gostar de salto alto, cabelo tingido e etc significa absolutamente nada. O texto não é sobre "pressões sobre a aparência para impressionar o Victor :-)", e sim "pressões sobre a aparência para se sentir em paz com a sociedade".

Fora que você confundiu a obrigação de se enfeitar com mau-gosto. Perfume demais e roupas erradas para a ocasião são objeto de discussão em fóruns de etiqueta, não aqui.

Seu segundo problema é em relação à estatística. Você conhecer ou achar que "na academia a cada dia que passa mais e mais homens se tornam adeptos da depilação total" é uma informação vazia, porque ela tem que ser comparada com o número de mulheres. E eu conheço cada vez mais mulheres que depilam o cu, e daí? (como eu disse, vai na clínica de depilação e me diz se parece igualitário o número de homens e mulheres que se depilam.)

Anônimo disse...

agora que eu aumentei a foto e vi q a beatriz era criança. desculpa qualquer ofensa.

Teresa Silva disse...

Não sei quanto aos outros comentaristas. Mas Dona Beatriz, eu detesto esses jogos de sexo, sedução, conquista ou o que mais essas revistas ditas femininas e consultores de relacionamentos chamam. Gosto, gosto, não gosto, não gosto. Como dizem aqui no RJ, gosto de papo reto. E essa história de "mulher linda para atrair o homem, homem bom o suficiente para merece-la" é de uma mediocridade por que quer enquadrar as pessoas em padrões estabelecidos. E se um homem gostar de usar vestido, maquiagem e salto alto? Querer ser um Laerte?(a senhora sabe quem é? Ou também o considera uma aberração?)

Victor :-) disse...

Ana perguntou...
vocês namorariam uma mulher com o cabelo crespo e desarrumado, que usasse roupas largas e eventualmente estivesse acima do peso?

Resposta:

Cabelo crespo: sim, a mulher com quem fiquei mais tempo tinha o cabelo crespo e todo armadão.

Roupas largas: até prefiro que usem roupas largas e mais confortáveis, sem assessórios. Muito melhor para abraçar e dar uns pegas.

Acima do peso: acima de que peso? Obesa, não. Não ficaria com uma obesa. Porém nada contra magrelas e nem das normais. Prefiro as bombadas, musculosas.

Quero lembrar que a porcentagem ideal de gordura em uma mulher é de 5 a 10% maior que no homem por questão hormonal. As tabelas de porcentagem de gordura por faixa etária sempre coloca o ideal (para saúde) da mulher de 5 a 10% acima do homem.

EdFurtado disse...

"A liberdade de movimento masculina, longe de natural, é uma expressão de poder; não está muitas vezes em função de seu tamanho, mas de sua posição hierárquica na sociedade."
E eu achando que deixava as pernas abertas por conforto(afinal eu não gosto de ficar "me apertando", se é que você me entende), mas não, na verdade é tudo focado para dominar as mulheres e exibir meu status de macho superior, essa sensação física de desconforto na verdade não existe é tudo coisa da minha cabeça, felizes são os ingleses que cruzam as pernas bem apertadas...
Pior que psicologia evolucionista, essa mulher faz parte do ramo de psicologia paranóica.

Beatriz Alencar disse...

Para Teresa: Não tenho nada contra os crossdressing. O que eu disse é que a vaidade da mulher e seu desejo por estar bonita, não pode ser considerado machismo. Como vc mesma disse, cada um tem seu jeito de atrair o sexo que deseja. Se a maioria das mulheres se maqueiam, usam salto alto, entre outras coisas para chamarem a atenção dos homens, que machismo a nisso?

Sara disse...

O texto é correto, mas acho que aos poucos essa realidade esta mudando, tenho um sobrinho que por ter tomado tanto anabolizantes, teve principio de enfarte aos 25 anos, vejo muitos jovens correndo atraz de uma forma fisica que não é natural nos homens.
Acho tb que a postura das mulheres tem mudado com relação aos homens, muitas mulheres não tem mais aceitado o tipico homem que não cuida de sua aparencia, eu sou uma delas.
Acho que realmente a mulher é muito mais vitima dessa escravidão que os homens, mas esse panorama esta mudando.

Victor :-) disse...

Mévia e outras comentaristas.

Parece que todos aqui concordam com a Igreja Batista e a Congregação Cristã do Brasil (CCB).

Essas duas instituições religiosas orientam as mulheres a não depilar o sovaco, não depilar a virilha e muito menos depilar o ânus.

Essas duas instituições também dizem que as vaidades e as cobranças de roupas curtas e gastos com cabelereiro é uma forma de desviar a fiel do caminho reto.

Nessas duas igrejas os homens gastam muito mais com roupas (sempre de terno e gravata para atender ao culto) do que as mulheres que usam uma saia longa e camisa.

A Congregação Cristã é famosa pela saia longa e bem justa na cintura que as mulheres usam. Elas conseguem ficar muito sensuais usando uma roupa bem fechada e longa.

Curioso ver que o único lugar onde o ideal feminista anti-depilação é um fato consolidade está dentro dessas duas igrejas protestantes.

Anônimo disse...

edfurtado, o cara da foto tá com as pernas muuuuuuuuito abertas. ocupando todo o espaço. e as mulheres com as pernas completamente apertadas. isso não é "natural", é cultural. ensinam a nós mulheres q ficar com as pernas sem cruzar é feio, nao é coisa de "mocinha", etc.

e tambem incomoda sabe? podemos nao ter saco, mas a nossa amiguinha ocupa espaço tambem. eu nao to nem aí e sento como eu me sinto confortavel.

Anônimo disse...

A coisa dos movimentos e das posturas é muito interessante. Sou homem e evito certas posturas mais cômodas quando estou em público, justamente porque elas podem denotar que estou 'cagando' para quem está por perto ou, na aula por exemplo, que não estou nem aí para o professor. Ou seja, a coisa não passa somente pela questão do machismo, mas também pela educação.
Sobre o celular... acho que forçou a barra. Mulheres também colocam sobre a mesa, se o têm no bolso, simplesmente porque é um incômodo no bolso. Homem faz a mesma coisa. Essa de estar "esperando uma ligaçao importante, porque sou um homem poderoso e requisitado" não cola.
Quanto à moda, acho que é um campo demasiado heterogêneo para fazer afirmações generalizantes. A moda está vestindo o homem cada vez mais femininamente, pedindo homens magrinhos com penteados de longas franjas... E tem toda essa questão das "tribus urbanas", que fazem dos modos de vestir uma questão de pertencimento e denotam um jogo de poder dentro mesmo das tribus.

Mévia disse...

Victor :-),

Ou você realmente tem problemas com interpretação de texto, ou nós comentaristas estamos sendo muito pouco didáticos.

"Parece que todos aqui concordam com a Igreja Batista e a Congregação Cristã do Brasil (CCB)."

Really?

Vou explicar (pela última vez): o problema é a pressão, é a "obrigação social" de fazer uma coisa X ou Y, de não poder escolher entre fazer X ou Y.

Na prática: mulheres que não são da "Igreja Batista e a Congregação Cristã do Brasil (CCB)" TEM que se depilar. Mulheres que são da Igreja Batista e a Congregação Cristã do Brasil (CCB) NÃO DEVEM se depilar. Entendeu??

Os homens podem escolher se vão depilados ou não para a praia (território fora da Igreja Batista e a Congregação Cristã do Brasil) ou se vão depilados ou não à CCB. Isso porque ninguém controla os homens nesse assunto. Nós também queremos a liberdade de fazer o que bem entendemos.

Não é bom ir pra praia e não ficar noiado se as pessoas vão ver se a sua perna está depilada?... Pois é.

(aqui estamos nos atendo à depilação, mas tem tantas outras coisas...)

Anônimo disse...

http://imageshack.us/photo/my-images/853/maratonacultural4.jpg/ Protesto de artistas na capital de SC! Mais de MIL visualizações na WEB contra declaração de Dário!

André disse...

Ana,
Você descreveu a Lola. E, segundo ela mesma, ela namorou bastante e casou muito bem.

Beatriz Alencar disse...

Mévia... eu entendo que a mulher tem que ter a liberdade de fazer o que quiser com seu corpo. Mas essa historia da depilação, vc foi longe demais!!
Claro que a mulher tem que sedepilar, é QUESTÃO DE HIGIENE, além de ser feio!! E hoje em dia, até os homens estão se depilando. É uma questão de higiene querida, não de padrões da sociedade.

Anônimo disse...

A premissa não revelada do seu texto é:

"as mulheres não devem ser escravas da beleza porque isso é dar poder de escolha aos homens".

O que as feministas envelhecidas odeiam não é a o fato de existirem mulheres que gostam de se exibir, mas sim o fato delas se exibirem aos homens.

As garotas de 15 anos usam e abusam de todos os cosméticos e roupas para exibir os seus corpor atraentes, livres de estrias, rugas, flacidez aos homens. As garotinhas de 14 anos, até mesmo de 12 anos sentem prazer em exibir os seus corpos juvenis na webcam para os meninos (ou os caras que se dizem meninos).

Essa preocupação com a exteriorização da beleza como artifício de sedução parece ser um problema que surge lá pelos 30 anos.

Shishiu disse...

Beatriz Alencar,

Toda sua construção argumentativa parte da premissa que existe algo como HOMEM/MULHER e que é algo irremediavelmente oposto. O post e alguns comentadores, por outro lado, argumentam que os comportamentos de gênero são construções sociais e que, portanto, podemos nos insurgir contra esse padrão que você tanto defende.
Você fala de menino feio, de mulher feia, de mal-cheirosos, de se vestir mal, de não passar sabonetezinho na xereca, enfim, você corrobora com o padrão opressor como se não houvesse alternativas: HOMEM é homem e MULHER é mulher e, para tanto, existem condutas aceitas para ambos.

Você fala de "uma arte de ser mulher". Quase caí da cadeira de tanto rir. Me desculpe mas você esbraveja sua ignorância aos quatro-ventos. Essa tal arte que você prega nada mais é do que um padrão imposto, um padrão que condiciona aos que não os seguem a se tornarem, esquisitos, mal-cheirosos, mal-vestidos, feios...

Bruno S disse...

É impressão minha ou nos posts sobre beleza aparecem sempredos vários tipos listados no post de 9 de janeiro?


Sério que tem gente que acha comparável o tipo de pressão que temos em relação aos nossos hábitos e costumes aos que as mulheres sofrem?


Para nós homens, somos cobrados apenas para que não sejamos muito estranhos. É o "não esteja fedorento, não se vista como mendigo, não aja como um porco".

Já em relação às mulheres há bem mais regras. E que são bem mais complexas e contraditórias.

Devem ser magras, devem ter cabelo liso, devem ter a roupa da moda, devem estar com a unha feita, devem estar sempre depiladas, devem fazer sobrancelha. E ainda assim não há garantis de aprovação.

Lord Anderson disse...

"Isso é um fato da natureza. Basta olhar as pessoas que são selecionadas para ser ator / atriz de novelas ou para participar do Big Brother."

Poxa, vivi pra ver o dia em que programas de TV iam ser usados como exemplos de fatos da natureza...

Bruno S disse...

Shishiu, posso assinar embaixo?

Beatriz Alencar disse...

Shishiu, eu usei esses argumentos contra o texto que diz que é machismo, o fato da mulher querer estar linda, querer ser bonita, e querer se maquiar, ou querer estar na moda. Como se o certo é ela ser desleixada igual o homem.

É algo realmente relativo, e não pode ser considerado machismo.

Bruno S disse...

Beatriz,

o texto vai um pouco mais além e discute a origem desse "querer", que na verdade parece mais uma obrigação do que vontade.

Tata disse...

Estética é uma construção social todos sabemos disso.segue link para fotos de mulheres consideradas lindas há mais de cem anos.

http://www.bemlegaus.com/2012/03/dancarinas-exoticas.html

Beatriz Alencar disse...

Caro, Bruno... No passado isso era uma obrigação, mais hoje é realmente uma questão de querer.
As meninas fazem a sua própria moda. Vejo garotas usando tênis, shorts e blusas e tem meninos que gostem. Vejo garotas de vestido e parecendo princesas e tem menino que goste, como vejo meninas tradicionais que se maqueiam e usam salto... e tem meninos que gostam.

A Mulher de hoje continua realmente se cobrando para ser bonita, só que ela não segue mais padrões. Ela se veste da forma que quer.

André disse...

Bruno S.
Sério que você acha que nessa sociedade consumista a pressão que os homens sofrem é simplesmente para tomar banho?

Tata disse...

Magreza não é um padrão, maquiagem não é um padrão cabelo liso não é um padrão... depilar o c* também não é um padrão...

Anônimo disse...

Querida Beatriz,

se você me permite uma observação, "essas feministas militantes" soou agressivo. E "isto não é motivo pra vocês quererem ser como homens!!" fez parecer que você é meio controladora. Como se você estivesse ditando o que as outras podem ou não querer, entende.

Não tem problema nenhum você ter uma opinião diferente, absolutamente nenhum. Mas eu não sei, acho que você se exaltou. Dá pra você ser mais delicada quando for se expressar?

Não me entenda mal, só quero te ajudar a preservar a tua imagem. Pra que você seja vista não só como bela, mas também como uma menina mais educada e mais doce.

Afinal, essa é a graça da mulher.

Grata, Ana.

Mévia disse...

Beatriz Alencar,

Se tirar pêlos for questão de higiene, o dia que você depilar o seu c* e impor o mesmo hábito para o seu namorado, levarei o seu argumento a sério.

Até lá, não. Você pode dizer que acha feio, mas não que é questão de higiene. (a não ser que você ache aceitável homem sujo.)

Tais disse...

"Claro que a mulher tem que sedepilar, é QUESTÃO DE HIGIENE, além de ser feio!!"

corretíssima! a grande maioria dos homens, que obviamente não se depilam, são tão nojentos, eca! e como ficam horríveis por terem pelos no corpo! argh! por isso que só curto homem totalmente depiladinho que obviamente são tão mais limpinhos e cheioros! só que não.

Beatriz Alencar disse...

Tudo bem Ana, aceito sua crítica eu me estressei um pouco mesmo. O texto da impressão de que é errado a mulher se importar com sua aparência, por que isto é machismo; e que ela tem que ser desleixada para provar que não se importar com os gostos dos homens.

Isso é muito bobo.

Anônimo disse...

Sobre o post: discordo de algumas afirmações, mas no geral é isso mesmo. Temos o nosso corpo todinho colocado sob uma lupa e o 'sistema' vem nos dizer que pé é bonitinho, que orelha, que nuca, que joelho, que batata da perna e mesmo que cu a gente deve ter pra ter um homem (seios, bunda e barriga são até carne de vaca perto dos outros dez milhões de detalhes observados do corpo das MULHERES - ou alguém vai dizer que já reparou nos joelhos do ator fulano?).

Quanto à postura masculina, lembro-me de que quando ainda nem me considerava feminista já me incomodava. Num ônibus, p.ex., dá pra ver como é absurdo. Os homens (quase todos), por mais baixinhos que sejam, se esparramam. E estão em espaço público, ao lado de desconhecidos, não na sala de casa enchendo o saco da irmã.

Esse monte de homem que diz sofrer pressão me dá dó (=ai, jura?!). É que nem homem que apanha em casa: representam 7% das vítimas de violência doméstica, mas se julgam tão vítimas quanto os 93% de MULHERES restantes.

Anônima Beócia

Carol NLG disse...

Beatriz,

você mesma mostrou onde está o machismo no seu comentário. Você disse que as mulheres mais cobradas pra serem educadas, caladas, etc. Pois é. Cobradas para.

Conheço homens e mulheres que normalmente falam muito baixo, são mais na deles, tímidos. "Ocupam" pouco espaço. E conheço homens e mulheres que falam alto, riem alto. E aí?

Eu admito: falo alto normalmente, rio MUITO alto quando estou vendo um bom filme. Não tenho usado saltos, até porque estou com problemas no joelho. Uso pouca maquiagem. Meu marido nunca reclamou da minha aparência.

E não, a graça da mulher não é "ser linda". A minha graça, pelo menos, nào é. São meus gostos, meus hábitos, minha personalidade. Aquilo que faz de mim o que eu sou, e continuarei sendo, mesmo depois de envelhecer e a aparência ter ido embora.

yulia2 disse...

''Um professor meu de Teoria da História colocou muito bem que "Natureza" sempre foi a desculpa safada dos filósofos e pensadores
para o que não se conseguia/queria explicar.)''

seu professor é dez. sempre pensei assim
usar natureza-biologia como determinismo é
próprio de quem não tem argumentos melhores
de preguiçosos mentais, ou quem tem total interesse
em manter o status -quo.


''Parem de se fazer de vítimas. Ainda existe muito machismo?
Sim. Muita mulher apanha em casa? Sim. E muitas são estupradas? Sim. Só que
isto não e motivo para vocês quererem ser como homens!!''

guerreiro da real detected...
quanta baboseira.....o velho discursinho surrado
e burro de sempre. essa de mulher quer imitar homem é
tãããããooo cliche!

Beatriz Alencar disse...

Carol NLG... eu não estava falando sobre os hábitos de todas as mulheres, as pessoas são diferentes. Estava me referindo diretamente ao texto, que fala que a maioria das mulheres que se preocupam com sua aparência, com moda entre outras coisas, são controladas pelo sistema machista. O que eu não concordo. Mulheres gostam de estarem lindas, e se sentirem assim.
Eu só me expressei mal ;)

Luciana Barbosa disse...

Não tem nenhuma graça essa obrigação de ser bonita só por ser mulher.

Anônimo disse...

Se a mulher quer andar mal arrumada gorda e fedorenta, que ande.Agora querer me obrigar a sentir tesão por uma coisa dessas...sem condições.

Victor :-) disse...

Anônimo disse...

Se a mulher quer andar mal arrumada gorda e fedorenta, que ande.Agora querer me obrigar a sentir tesão por uma coisa dessas...sem condições 14:04

Resposta:

Concordo com essa proposição, esse é o velho e surrado bordão dos hare krishna, tudo o que você faz nesse mundo vai repercutir e voltar para você da mesma forma e com a mesma intensidade. Cada um que faça o que bem entende, mas que aceite todas as consequências de seus atos.

Carol NLG disse...

Beatriz,

esse é o problema. Por que "a maioria das mulheres" se sente na obrigação de passar por uma série de rituais de tortura desnecessários?

E, veja bem, não me excluo. A doutrinação educacional/cultural que a gente sofre é tão grande que é difícil, sim, diferenciar o que é gosto do que é imposto.

Fica mais fácil de ver muitas vezes quando nos comparamos a outras culturas. Depilação é questão de higiene? Então provavelmente todas as européias e africanas vão morrer de alguma doença seríssima. Estive há algumas semanas no Marrocos e fui aproveitar pra me depilar. Taí, depilação é uma coisa que eu posso dizer que, apesar de incomodar fazer, eu gosto. Certas atividades ficam mais prazerosas.

Enfim, fui me depilar, expliquei como queria. A atendente ficou chocada. Só fez a depilação depois de autorizada pela gerente. E não, o pessoal no Marrocos não está morrendo de infecções lá na região.

A história de higiene é uma das grandes falácias. Qualquer ginecologista sério vai te dizer que os pêlos pubianos existem por razão evolutiva, pra PROTEGER a região.

Sabonete é questão de higiente. Depilação é questão cultural. E várias outras coisas, que vão de maquiagem a formas de vestir e agir. Você até pode dizer que faz essas coisas porque quer/gosta. Mas não tem como alegar que não sejam imposições culturais.

Beatriz Alencar disse...

Carol NLG, pode haver imposição cultural, só que não se limita apenas nisso. Eu não sou ligada a maquiagem ou a revista de modas. Só que minhas amigas gostam, leem e se divertem com isso; Não é tudo apenas imposição cultural e machista como o texto alegou. Existem muita mulheres que gostam. É melhor não generalizar...

Bruno S disse...

André,

claro que é uma simplificação. Mas eu falo sério sim quando digo que a pressão que sofremos é bem menor e mais simples do que das mulheres.

A nós homes basta não transgredir demais. Já as mulheres precisam estar dentro do padrão de beleza.

Beatriz,

se você acha que a questão é "ter meninos que gostam" das meninas em diferentes estilos, sugiro que você releia o texto. Não sei mesmo por onde começar com você.

Há todo um conjunto de regras de beleza e de conduta para as mulheres muito mais restritivo que para os homens.

A questão de ser desejável ou não é apenas o pretexto para toda uma prisão que as regras de aparência impõem.

Unknown disse...

Concordo com vários pontos do texto. Realmente a cobrança e a expectativa de beleza nas mulheres é maior. Sou homem e sei como é isso. Até determinado momento posso concordar que as pressões entre homens e mulheres parecem.

Ser gordo ou ser narigudo pode atrapalhar ambos, mas as mulheres possuem "obrigações" muito maiores que os homens, de roupa, de beleza, de porte, de elegância.

Fazer a barba, tomar, banho, não feder não são pressões para homens, são questões ou de higiene pessoal ou de gosto (no caso, a barba).

Mas cabe as mulheres peitarem um pouco essas "exigências", esses padrões e claro, saber enfrentar os estigmas.

PS: Achei esse livro "Machismo Invisível" por preços ótimos na estante virtual.

Fabi disse...

Beleza é relativa mas que é bom, isso não se tem dúvidas!!!!!

sex pistol disse...

Isso aí, quanto mais sujo, fedido podre, melhor.Ninguém mais toma banho após transar, nem lavar o pau ou a xexeca...
Vamos deixar o odor de nossos fluídos corporais serem exalados e resgatar nossa animalidade ancestral!
cara, alguns comentários cansam...

sex pistol disse...

Cara...tem uma galera que confunde higiene, com padrão de beleza imposta, com machismo...difícil...

Beatriz Alencar disse...

Bruno S, olhando por esse lado, a cobrança pela a mulher estar bonita nunca vai acabar. As lojas de cosméticos e a maior parte da moda, sobrevivem delas. Um mercado foi constituído para as mulheres, e não vai sobreviver se elas deixarem de se importar com sua aparência e com as regras de belezas ditadas pela mídia.

Só que cada dia mais, eu vejo garotas mais desleixadas do quer arrumadas. As meninas continuam lendo revistas de modas só que elas tem mais opinião própria, gosto próprio. É aquela coisa da adolescência de ''fazer o que quer'', logo, elas estão dando mais atenção ao seu gosto do quer com o gosto de um estilista qualquer.

yulia2 disse...

''Uma vez eu pedi para uma namorada tirar o sapato e colocar um mais confortável porque eu queria andar em um parque''

andar de salto em parque é tenso hein....

''Vai falar que o cabelo está artificial.

Vai falar que a roupa está imprópria.

Vai pedir para usar menos perfume.

Vai pedir (como eu fiz) para tirar o sapato de salto alto.''


é complicado mesmo... vc até pode falar na boa intenção. mas qual a linha que separa a boa intenção
do (machismo)?
uma vez passei por isso, o meu ex reclamava que todos
os caras me olhavam, e eu disse ( mas que culpa eu tenho?)
até ficar comigo minha roupa não era problema , agora é?
Cade a autoconfiança do cara?
Na hora de escolher namorada quer a mais bonita e chamativa possível
depois que consegue , quer transforma-la em carmelita?
Uai, então porque escolheu a mais (patty)? Escolhesse outro perfil de mulher.
A maioria das mulheres odeia quem tenta mandar no seu vestuário e
isso é normal, vc não gostaria que se metessem na sua maneira de
se vestir.
Mas repito, vc pode ter tido realmente boa intenção.
Mas a maioria dos homens são do tipo que descrevi acima.

Anônimo disse...

Famosos pela beleza mostram seus defeitos:

http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/6970-defeitinhos-dos-famosos

Muito interessante essas fotografias. Obviamente em revistas seriam corrigidas por edição de imagem, mas aqui estão cruas, sem correções.

Roxy Carmichael disse...

sempre que tem post sobre padrão de beleza aparece alguma seguidora desse padrão pra defendê-lo com unhas e dentes, ofendida, porque disseram que esse padrão é machista. é como em post sobre racismo, aparece um branco perguntando: pq não posso usar a camisa 100% branco sem ser chamado de nazi? é sempre a galera que faz parte da maioria indignada quando a minoria questiona certos padrões...
beatriz, você enquanto jovem depilada e maquiada certamente não será ofendida na rua por estar maquiada e depilada, muito pelo contrário, será celebrada, então por que a indignação quando esse padrão que vc segue é questionado por algumas poucas pessoas?imagina quem é negro, gordo e é questionado o tempo todo por pessoas que como você, acham que a arte de ser mulher é ser linda e ser linda é igual a ser branca, magra, com cabelos longos e lisos e loiros, na esmagadora maioria das vezes?por favor não venha me dizer que existem varias formas de ser linda pq quando eu ligo a tv só vejo gente magra e branca?
então assim, existe um padrão hegemonico. foucault nos ensinou que onde há poder, há também resistencia, então queridas seguidoras do padrão, entendam esse espaço como um espaço de resistencia. nem o texto nem um comentário afirmou que devemos ser todas iguais peludas, estamos dizendo apenas que quem quer ser peluda tudo bem, quem quer ser depilada tudo bem também. a questão é só entender a origem de ter-se naturalizado certas práticas para as mulheres, como a depilação por exemplo.
dito isso, quero dizer que concordo com camille paglia que em entrevista à revista época no dia da mulher disse que não concorda com essa única explicação de conspiração machista pra explicar a relação das mulheres com o espelho. certamente que é uma imposição cultural exigir, no entanto sendo bastante sincera, não termino de me contentar só com essa explicação.
e eu acho que não é um padrão imposto exclusivamente às mulheres, vejo mais como um padrão que se impõe às duas partes no chamado "mercado do amor", muito cruel diga-se de passagem, onde espera-se que as duas partes sejam atrativas à sua maneira. na maioria das vezes exige-se a beleza da mulher e o dinheiro e status do homem.

Niemi Hyyrynen disse...

Tem nego aqui que poderia escrever roteiro de stand-up "proibidão".Pq o humor involuntário está de rachar o bico.

Quer dizer entao que tem gente que acredita que feministas e Igreja evangélicas seguem o mesmo rumo quanto se diz respeito a aparencia?

Não sei, acho que esqueceram de avisar que nas igrejas, os "pastores", "anciãos" e derivados na sua grande maioria são homens, velhos, cheios da grana e que decidem entre si o que as mulheres devem ou não fazer, claro, a prerrogativa é de que é "santo" ao contrário da sociedade (tb controlado por homens) justifica suas cobranças como "naturais"

Sagrado ou profano, a mulher é sempre vista como o lado mal.Que precisa ser extinguido, corrigido ou limitado (trancado,marginalizado, posto de lado).

O homem, que é bom. Para este se há restrição é para não cair na desaprovação de seus iguais.

PS: E essa feminista Beatriz hein?

Bruno S disse...

Beatriz,

é possível aolescentes tenham alguns graus de liberdade a mais.

Com certeza não vejo o mesmo com mulheres adultas.

E quanto ao mercado da beleza, ele depende das mulheres estarem sempre se sentindo em dívida para crescer. Ele não é neutro, assim como nossos gostos não são.

Roxy Carmichael disse...

Beatriz, a rebeldia adolescente também é um produto e muito rentável diga-se de passagem.

sex pistol disse...

e antes que alguém fale em trolagem: pense o que quiser, não vou responder e vai ficar falando para as paredes.Já aconteceu de discutir com certas pessoas tristes e metidas a "intelectual de vila madalena", ter pena e generosidade para com elas, apaziguando a discussão e estas mesmo assim continuarem com seu papel babaca.Se meu comentário gerar arestas, problema.

Beatriz Alencar disse...

Roxy Carmichael...nossa, que revolts!! Eu nem uso maquiagem, ando de tênis, short e blusa na maioria das vezes. E eu não sofro nenhum pressão por isso. É claro que quando eu vou há um casamento e essas festas formais demais, eu não posso ir largada como sou na maioria do tempo.
O que eu não concordei é com a generalização do ao post indagar que todas as mulheres que usam maquiagens, salto alto e etc, fazem isso por padrão de beleza, sendo que tem várias que fazem isso por que gostam.

Beatriz Alencar disse...

Roxy Carmichael, tudo que pode dar dinheiro o mercado lucra com isso. Não e machismo, é capitalismo.

carolinapaiva disse...

É simples: o que criticamos é o EXCESSO de cobranças com a aparência física que mulheres sofrem. As coisas não são 8 ou 80, paranóica com a beleza vs desleixada fedida.
Mulheres não querem "virar" homens, elas querem ser vistas como seres humanos, não como apenas belas figuras decorativas.
Sobre higiene x beleza: realmente acho que o comentário sobre sabonetes íntimos não se encaixa nessa crítica, já que sabonetes normais causam incômodos e irritações em algumas.
Depilação não tem a ver com higiene. Inclusive, a depilação total dos pêlos pubianos deixa a área mais exposta e desprotegida (além de deixar a pele irritada). Homens andam por aí com os suvacos peludos e pêlos nos braços e nas pernas, isso quer dizer que eles não cuidam da higiene? Afirmar isso é bobagem. Quem cuida de sua higiene não terá problemas, com ou sem pêlos.

Shishiu disse...

É realmente penoso observar que a maioria das pessoas, no pretexto de defender suas "idéias" (?), sejam tão absurdamente tacanhas. Defendem seus argumentos obsoletos com fé, na esperança de que não caiam por terra sua segurança, suas certezas, suas amarras, seus preconceitos...

É realmente angustiante pensar fora da caixa, mas também é libertador. E eu prefiro a liberdade às certezas dogmáticas reconfortantes.

Roxy Carmichael disse...

beatriz,
que tal pensar com carinho na ideia de que machismo e capitalismo andam de mãozinhas dadas?muitas ótimas reflexões foram escritas sobre isso.
sugiro também que você procure posts antigos desse mesmo blog que tratam da questão do "gosto pessoal".
e olha, como disse no meu comentário, não penso que tudo se resume a "conspiração machista", mas certamente não se resume também a "gosto pessoal".

Sara Cerq disse...

Essa de que a mulher quer "imitar" o homem(seja na maneira de se comportar em público,no comportamento sexual,nas vestimentas etc)é mais um pensamento absurdamente fálico.Nunca conseguem enxergar a mulher como um ser que tem VONTADES PRÓPRIAS.Ela sempre tem que estar atrás de algo tido como "masculino",que nunca pertencerá à ela.

Beatriz:

Desculpe,mas seus argumentos são dignos de revista Capricho e similares.Já percebeu que geralmente suas respostas giram em torno de explicações como "é assim que as coisas são" " fazer o que " "você já foi longe demais!" e "acontece"? Então,pega mal participar de uma discussão falando coisas assim,além de não fazer bem para o seu cérebro.Se puder,leia mais sobre feminismo e imposições de gênero,comece a questionar o que você toma por natural.Não estou querendo te ensinar nada,só uma dica.

sabrina disse...

beatriz ,desde quando n se depilar é falta de higiene? só de uns tempos pra ca q os homens tb aderiram a isso.

falta de higiene é n tomar banho,depilação é só pra ficar mais bonito esteticamente.


se é assim ,todo mundo deveria raspar os cabelos da cabeça,isso é pêlo tb.

é incrivel como vc n percebe o machismo.
por muito tempo a obrigação de depilar era só do mulher,pêlo na gente é nojento ( só em mulher ,claro!).
se homem depilasse era gay. eles n precisavam,podiam ser ´porcos a vontade.

Anônimo disse...

Eu acho que é bem sintomático,o fato de que, quase todos os grandes estilistas serem homens e gays,somos suas "bonequinhas" literalmente,haja vista o padrão que impera no "mundo" da moda (anorexicas,sem peito,sem bunda,sem cor...)dá um comichão quando vejo qualquer declaração desses caras "pq a mulher de hoje em dia... "mulher poderosa faz isso..." "se quer mostrar personalidade,faça aquilo..."

Beatriz Alencar disse...

Tudo bem Roxy Carmichael!!

E sobre Sara...querida, eu ja li muito sobre feminismo. Eu só não concordei com a generalização do guest post. Just This

sex pistol disse...

O cara que anda peludo também tá errado.Tem que aparar também.
O problema são os odores derivados da transpiração.Aqui no Rio, o calor é brutal, e as pessoas transpiram o dia inteiro.Fora que o centro da cidade, que é onde a maioria trabalha não tem corrente de ar,devido a aglomeração de prédios, sendo que muitos andam de terno ou social.Imagina o cheiro depois de um dia de trabalho nessas condições. Pô, é desconfortável até para a pessoa.

Anônimo disse...

Não entendo. Como alguém que separa tudo em "coisas de homem" e "coisas de mulher" leu muito sobre feminismo!

Leo

Anônimo disse...

"O texto da impressão de que é errado a mulher se importar com sua aparência, por que isto é machismo; e que ela tem que ser desleixada para provar que não se importar com os gostos dos homens."

Não, meu amor. O texto >>questiona<< o senso comum de mulher TEM que ser obrigatoriamente vaidosa sempre, enquanto o homem tem a prerrogativa de escolher.

É um equívoco comum, muitos pensam que o feminismo é contra o uso da maquiagem e etc. Mas não. Feminismo é sobre liberdade.

Se você gosta de usar maquiagem e acha importante ser delicada, tudo bem.
Se você acha isso bobagem, tudo bem também.

É importante pra você ser vaidosa, né? Bom, pra mim não é. Como você vai se sentir se eu disser que você é fútil/burra/etc porque usa maquiagem?
O fato é que eu não posso te julgar. Você é assim porque quer e eu não tenho nada haver com isso, fim.

Então o mesmo devia valer pra mim, né? O problema é que na prática isso não acontece. Ou você é vaidosa, ou você é desleixada. Não existe "não sou vaidosa porque me sinto confortável assim". Uma mulher que não alisa o cabelo, não pinta as unhas, não depila as pernas e não usa maquiagem é considerada suja e menos feminina. A gente acha que ela pode SIM ser assim se isso a faz mais feliz, sem ter que ser tachada de coisa nenhuma. Não se depilar não implica não tomar banho. Não pintar as unhas não significa não lavar as mãos. E o nosso código genético XX não sai com demaquilante. Você é mulher com e sem rímel.

Enfim, ninguém "TEM que" coisa nenhuma. Não queremos que você pare de usar cosméticos! Não achamos isso errado! Não existe errado, Beatriz. Existe aquilo que te deixa confortável. E seja lá o que for, tem que ser respeitado porque cada um cuida da sua imagem como quer.

Isso é muito discutido entre feministas porque os homens recebem um tratamento diferente. Um homem não tem que estar depilado, de unhas feitas, de pele hidratada, ou ir ao salão uma vez por semana só pra ser considerado limpo. Ele pode ser vaidoso se ele quiser, mas se ele não quiser, isso não põe um alvo nas costas dele.

Não precisa concordar comigo, mas é que você tinha entendido tudo errado :P

Ana.

Beatriz Alencar disse...

Pra mim, não fazer a depilação é falta de higiene. Por que a sujeira gruda nos pelos pubianos, e não a nada mais nojento que isso.

Anônimo disse...

Nossa, Beatriz.
Vai lá tomar seu toddinho e fazer a lição de ciências enquanto espera começar malhação, vai.

Joana de Souza disse...

Pelo que li nos comentários as pessoas estão discutindo e ainda sim estão falando as mesmas coisas, como pode?

Eu penso que o padrão de beleza da mulher é mais severo que o do homem, sim e sem dúvida. Porém, falar que o homem não sofre e pode andar do jeito que quiser é falar muita besteira!

Meu namorado mesmo é do tipo “sarado”, com barriguinha tanquinho, percentual de gordura de 4%. Se eu falar que eu não vi que ele era gostosão quando o conheci, ou que não liguei pra isso, eu estaria mentido...
Ele é do tipo que tira a camisa muitas mulheres param pra olhar. Porém, ele NUNCA me impôs essa condição de ser “gostosona”, sempre disse que eu tenho que “ser do jeito que eu quero ser”!

Na minha opinião, o errado não é ter um padrão e sim impor ele aos outros.

carolinapaiva disse...

sex pistol

aparar é uma coisa, arrancar com cera/lâmina/creme é outra. Ter pêlos nas pernas e nos braços é falta de higiene (repare que não falo em excessos)? Ter pêlos aparados (novamente, sem excessos) no suvaco é falta de higiene? Se a pessoa em questão se cuidar todo o dia ainda assim é falta de higiene?

Beatriz Alencar disse...

Ana, vou reler o texto, e se eu entender do modo como vc colocou, eu aceito sim.

Anônimo disse...

eu acho o cúmulo alguém dizer que se incomoda com o suposto desleixo dos outros. beatriz, oq vc tem a ver com a vida dessas meninas? se vc se acha mais bonita "arrumada", elas se acham mais bonitas de outro modo. pra mim, me arrumar é comprar um sapato bonito, que combine com minha roupa. pra outras, esse sapato tem que ser de salto. para outras, o sapato tem que ser um tenis. para umas, maquiagem é lindo, para outras é cara de palhaça. entende? o problema é que a moda dita um jeito de arrumar e tenta nos tirar a liberdade de escolher. viva a liberdade, beatriz

Beatriz Alencar disse...

Anônimo... nem tv globo eu assisto. Na verdade, eu nem assisto televisão direito, a não ser que seja pra ver filmes e History Channel.

Odeio pessoas que julgam os outros sem conhecer.

Anônimo disse...

Não HÁ nada mais nojento Beatriz. E acontece que não. Você pode até ter impressão de estar mais limpa quando depila a virilha, mas estaria mais protegida se não fizesse isso. E depois, a virilha é o de menos, pior é não poder usar uma saia ou bermuda sem depilar a perna. Ter pelo na perna é nojento também?

Anônimo disse...

cara, vcs medem percentual de gordura da barriga alheia? vish, como eu vivi até hoje deixando isso passar batido. perae q eu vou ali catar um pinça e ja volto.

yulia2 disse...

Essas duas instituições religiosas orientam as mulheres a não depilar o sovaco,
não depilar a virilha e muito menos depilar o ânus.
--------------

ehehehehe
é incrivel que as pessoas não conseguem entender é que isso tem que ser escolha individual
e não imposição de a b ou c.

eu nunca depilei o anus e nunca vou depilar. é um acinte (NA MINHA VISÃO PELO AMOR DE DEUS)
quem quiser que o faça, mas não me obrigue a fazer. simples.

e para quem já foi ao gineco uma vez na vida, tem o mínimo de informação, alegar que pelo é falta de higiene e de uma ignorancia sem limites. Os pelos na região dos orgãos genitais tem a função de barrar entradas de bactérias de forma que, quem é depilada zero tem mais chance de contrair bactéria e fungos do que quem tem pelos por lá.
Mas enfim, repito, depilação ou não é a critério da pessoa.
O povo se estressa demais, lavou tá novo po!!!! kkkk

Beatriz Alencar disse...

Anonimo...Pelos nas pernas só não são atraentes, e não estão no mesmo lugar que você mija. Enfim, eu prefiro me depilar.

sex pistol disse...

Carolinapaiva,

Tô falando em aparar para evitar essas situações, não naquele lance excrusiante da depilação feminina que é um martírio.Não tô falando de paranoia estética.Mas de higiene. Abração.

Anônimo disse...

vishhh deixa catar os farelo de panetone dos meus pelos pubianos. nao tomo banho desde o natal e juntou.

Anônimo disse...

"Odeio pessoas que julgam os outros sem conhecer."

Engraçado você falar isso, já que 90% dos seus comentários ignorantes são extremamente julgatórios.

E baseado nas asneiras que você está escrevendo por aqui, não faço questão de te conhecer não ;) Beijinhos.

Já que você não quer estudar ciências, então vai fazer a lição de redação... Sua capacidade de interpretação de texto está bem capenguinha!

carolinapaiva disse...

Beatriz: se os pelos pubianos estiverem compridos, dar uma aparada é normal, até para facilitar a higienização íntima, mas depilar não é sinônimo de higiene :P Sabe o que é mais eficaz para retirar sujeiras? Tomar banho (Tcharááán)

Anônimo disse...

"vishhh deixa catar os farelo de panetone dos meus pelos pubianos. nao tomo banho desde o natal e juntou."

hahahahaha! acho que esse foi o melhor comentário da tarde!

Anônimo disse...

falando sério, agora: bia, meu namorado adora meus pelos pubianos. ele sente muito mais tesao com a textura, o atrito, o jeito que eles ficam molhados... eu aparo pra facilitar o sexo oral só. mas não depilo nem morta, dói muito.

Anônimo disse...

Cara, essa discussão é muito longa, ainda mais pelos novos caminhos que vão surgindo a cada reply.

A sociedade é machista. Fato. Mas é uma ilusão achar que o homem é mais machista que a mulher. Geração após geração todos foram criados sob os mesmos moldes.

Algumas mulheres empolgadas com discursos feministas tem que aprender a direcionar seus "ataques" não a homens, mas ao machismo em si. Como em muitas ocasiões a própria Lola o faz.

Vou ser sucinto e dizer que concordo em parte. Quando você acha correto que o homem bota celular na mesa pq quer provar algo, tá forçando a barra. Isso te faz perder um pouco da credibilidade, praticamente apelando...

Beatriz Alencar disse...

Anonimo, vou levar seu comentário na esportiva :D Se voce não limpa direito, a sujeira gruda mesmo.

É engraçado como essa história rendeu, e me atacaram com sete pedras só por que eu não entende a colocação do texto...

carolinapaiva disse...

sex pistol

Sim, o que eu critico é essa ideia de que homens são porcos por terem pelos e que, por isso, mulheres não deveriam tê-los. Abs
.
Beatriz

Sobre pelos nas pernas: se você não acha bonito e prefere depilar, é uma preferência sua. Não estamos falando em casos específicos, como o seu, mas da ideia geral de que todas as mulheres devem se depilar sim porque...hm...são mulheres e ponto.

Niemi Hyyrynen disse...

Sex Pistol

Me mira mas me erra tá?

A filosofa da Vila Madalena não precisa da sua "pena e generosidade", vc fala da arrogancia alheia, mas não tem um post seu que não seja carregado de boçalidade.

"Pena e generosidade", depois que alguem avisa que vai procurar os meios legais de se fazer o direito de ser respeitada é fácil né?

Já falei e torno a repetir:

Não gosta dos meus comentários? Não lê, pula, simples assim. Eu achei que vc teve uma atitude de homem ao pedir desculpas pra mim, mas vejo que foi so pra fazer média.Então segue outra dica: cresça.

PS: Não precisa responder a triste filosofa da vila madalena (informação que vc só conseguiu lendo meu twitter - ou seja - vc continua me stalkeando).

PS2: Lola, pode deletar este meu comentário, sorry usar seu espaço pra briga pessoal, mas o sujeito nem perfil do google tem.

PPS: Desculpe gente, ignorem este comentário, não vou postar mais nada hj, pro senhor Sex Pistol não ter uma cria.

Anônimo disse...

Beatriz querida, o problema não é você não entender a colocação do texto. Até aí tudo bem, ele tem um tom mais agressivo, característico de textos questionadores.

O problema é que mais de 4 pessoas estão te mostrando o problema na sua argumentação, nas suas ideias, e você continua insistindo nas mesmas coisas, batendo na mesma tecla.

Como disseram anteriormente, é difícil sair da "caixa" e pensar diferente, mas é libertador. Recomendo que leia alguns dos posts da Lola sobre padrão, gênero e "gosto pessoal".

sex pistol disse...

Mas, tem uma galera que é contra, e acha "machismo" até aparar os pelos.

Beatriz Alencar disse...

Anonimo, aah fazer de cera é horrível! Mil vezez o barbeador!

E carolinapaiva, é isso que eu faço, e a depilação completa uma vez no mes, é a minha rotina. E eu não me incomodo com isso.
Só que forçar todas as mulheres a fazer, tanto nas pernas e na vagina, é foda mesmo :P

yulia2 disse...

Anônimo disse...
vishhh deixa catar os farelo de panetone dos meus pelos pubianos. nao tomo banho desde o natal e junto
______________________

haeuhaeuaheuhuaheuhauheuah

sex pistol disse...

Tá com mania de perseguição? nem me referi a você... a gente não tinha acertado os ponteiros?...por que isso agora?

Beatriz Alencar disse...

Anonimo... eu sei como é esse processo de pensar diferente, e como é libertador. Passei por essa experiencia quando me tornei ateia. Mudar de conceitos, é mudar a forma que você ver o mundo.

sex pistol disse...

"intelectual de vila madalena" é um termo usual, é como dizer "intelectual do Leblon", saca?
Saiba que gosto de seus comentários...

Beatriz Alencar disse...

Olha, acho que a discussão já esta encerrada. Vou rever Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo, é o melhor que eu faço!!

Bye povo...

VANESSA VASCONCELOS disse...

MULHER SÓ SE FERRA,HOMEM PODE TER MAIS DEFEITOS QUE AS MULHERES,FATO. NÃO É VITIMISMO ,É REALIDADE PURA.HOMENS VCS SÃO PREVILEGIADOS,QUE INVEJA,TENHO MUITOS PROBLEMAS COM AUTO-ACEITAÇÃO, ESPERO MELHORAR ALGUM DIA,MAS JÁ VI QUE VAI SER DIFÍCIO,AINDA BEM QUE APESAR DE TUDO EXISTEM HOMENS FEMINISMAS,MAS OS MACHISTAS SÃO MAIORIA,QUE PENA.......

Anônimo disse...

Maravilha de post,Lola. Parabens. Esse é o único site de fato feminista. Eu já havia postado sobre a questão da depilação em um outro site q se diz "feminista", falando que depilação pras mulheres não é uma questão de opção, mas imposição de uma sociedade machista e a "dona" me respondeu q o assunto não era uma questão de gênero, mas algo apenas cultural. Cultural uma ova!!! Machismo mesmo.

Niemi Hyyrynen disse...

Sex Pistol

Larga de ser ridiculo e criança.

Vc é carioca e usa "vila madalena", pq não usou "Leblon" então?

Sendo que moro na Vila Madalena...e só quem acompanha meu twitter sabe disso.

Com quem vc iniciou uma série de ataque gratuitos e teve que se redimir depois? (temendo processo junto a embaixada) hein?

Foi comigo.

Nem pra ser ironico vc presta, se gostasse dos meus comentários (coisa que não me importo) não estaria me provocando.

Cresça moleque.

Anônimo disse...

É impressionante como o feminismo quase que ignora a biologia. Nada é biologia, tudo é cultural. Estupidez. Os dois fatores vivem sempre se somando ou diminuindo, brigando entre si, e, sim, muito daquilo que vcs reclamam se trata de características, se não naturais, influenciadas de forma relevante pela natureza.

sex pistol disse...

Niemi,
me passe seu e-mail para a gente conversar melhor.Tô intrigado com isso.O porque de retomar essa discussão.Tô me referindo aos anônimos, quando escrevi.Pô, será que sempre que eu escrever, vou ter que me referir a uma pessoa?
E vou lá saber onde você mora? nem te conheço.
Será que a discussão passada gerou mágoas...vamos resolvê-las...

yulia disse...

Algumas mulheres empolgadas com discursos feministas tem
que aprender a direcionar
seus "ataques" não a homens, mas ao machismo em si.
________________
não vejo ninguém aliviando pra mulher machista
pelo menos por aqui.
o machismo a gente ataca faz tempo.

yulia disse...

Anônimo disse...
É impressionante como o feminismo quase que ignora a biologia. Nada é biologia, tudo é cultural. Estupidez.

_____________

oi... boa tarde.
pronto, já dei a minha cota de atenção.
ta chato vc aí falando asneiras tentando ser notado e ninguém te dando bola né...?

Mayara Arend disse...

“mostrar-se ao natural, em qualquer contexto e sem cuidado algum com a aparência, sempre foi uma prerrogativa masculina. No fundo, essa atitude equivale a dizer ‘Eu sou assim, e não me importa o que os outros pensem’: é uma declaração de autonomia, uma afetação de indiferença que poucas mulheres poderiam adotar impunemente na vida pessoal, social ou profissional”.

Por sorte, nunca tive esse problema. Acordo literalmente 20 minutos antes de chegar no trabalho e o caminho leva uns 15 minutos (10 sem trânsito), então a cara que eu chego no trabalho é horrível. Nunca uso maquiagem (casamentos, formaturas, etc são exceção), acho incômodo.
Me visto razoavelmente bem, mas sempre compro naquela seção para senhoras, nas lojas, sempre me vendi como se tivesse uns 15 anos a mais e trabalho em um lugar que lida com marcas de moda, blogs de moda, estilo e maquiagem.
Apesar de minhas colegas terem falado por muito tempo (semi-brincando) e uma vez terem me dado um "makeover", até hoje, não ouvi nada do meu chefe, pelo contrário, ele, muito direto, elogia frequentemente minha inteligência (não minha aparência o que, além de meio esquisito, para mim seria um insulto).
O que quero dizer é que, felizmente, as coisas vêm mudando. Devagar, se arrastando, mas apenas precisamos mostrar que a vida é muito boa, se importando ou não e ignorar os outros que, eventualmente, eles param de falar. Algo assim XD

Nara disse...

Achei o post ótimo e muito interessante!

Mas tenho algumas observações e perguntas...

1) "um homem que chega no restaurante não coloca mais o revólver sobre a mesa, coloca o celular porque está esperando "uma ligação muito importante”. Existem muitas maneiras de se impor e “impor respeito” entre homens."
Eu posso estar errada, mas esse negócio do celular está atrelado ao homem? Eu acho algo comum a ambos os sexos, pelo que já pude observar... Ou não?

2) Sabonetes íntimos são só por causa do cheiro? Eu não entendi... minha ginecologista me recomendou uma vez para evitar infecções, coisas do tipo, acho que o cheiro não tem nada a ver, até porque eu acho, particularmente, que sabonetes comuns têm um cheiro muito melhor que os íntimos... Será que tem a ver mesmo com essa imposição de cuidados físicos de toda sorte para mulheres?

3) Eu senti falta de uma observação da autora: a mulher, além de projetar constantemente a sua imagem para os homems (de preferência "o homem de sua vida", como ela comentou), é muito estimulada a projetar também para outras mulheres e isso é tão grave quanto, porque faz com que tenhamos uma competição doentia com as mulheres e as vejamos como inimigas, o que fortalece muito o pensamento machista.

Niemi Hyyrynen disse...

Tem meu email do gmail no meu perfil se quiser falar comigo.

Anônimo disse...

Claro, Yulia, até por isso comentei como anônimo, porque quero muita atenção. Seus argumentos tb foram esclarecedores, meus parabéns.

sex pistols disse...

embaixada, o quê?
e ainda mais eu que não acredito em passaportes, nacionalidades...
Você entendeu tudo errado...
Pô, eu senti empatia real por você e quis terminar a discussão.
Aliás, em São Paulo, onde está a "inteligentsia", formadora de opinião? Onde estão os saraus de literatura?
não é na Vila Madalena?.E em termos culturais, para o bem ou para o mal, SP prevalece no Rio.Não podemos ser amigos?

Anônimo disse...

sentar com as pernas abertas é simplesmente por conforto, sentar com a perna fechada nao é nenhum pouco confortável para um homem, e não existe essa baboseira de atitude de desprezo e blábláblá.
essas mulheres q reclamam disso deveriam ter nascido homem!

yulia disse...

é muito estimulada a projetar também para outras mulheres e isso é tão grave quanto, porque faz com que tenhamos uma competição doentia com as mulheres e as vejamos como inimigas, o que fortalece muito o pensamento machista.
___________________

com certeza.
é uma via de mão dupla, se projetando para o homem consequentemente vc vai acabar entrando em competição com outras mulheres e outras vão querer competir, e aí nasce a rivalidade NADA SAUDÁVEL entre a classe e o machismo AGRADECE. È assim que ele se mantém, manipulando as fantoches como querem.

Yuri disse...

Agora experimente sair do padrão de masculinidade. Usar kilt, fio dental, saia, ou qualquer roupa com um babado ou fru-fru. Uma camisa cor-de-rosa ou mais colada ao corpo. Sério que essas coisas "certamente, não indicam nada sobre sua masculinidade." ou orientação sexual? Você jura?
No modelo de masculinidade há uma imposição para que o homem tenha todo esse espaço. Se ele não desejá-lo, certamente não terá espaço entre os "machos".
Socialmente, o mito da beleza feminino se reflete no mito do sucesso masculino. Você pode ser feio como for, mas é você que tem que botar comida na mesa. Quem sofre mais preconceito: Uma mulher ou um homem que mora com seus pais depois dos 30? Claro que, no caso da mulher, é porque ela está esperando para casar, o que é um paradigma nojento também. Mas é muito mais raro questionar o valor de uma mulher pelo quanto ela ganha, assim como é muito raro questionar o valor de um homem pelos seus atributos físicos.
E se o homem desejar uma mulher só? A publicidade me diz que eu DEVO querer várias mulheres, que minha identidade como homem depende disso, assim como a publicidade diz que as mulheres DEVEM ser bonitas. Se eu desejar não ocupar o espaço de "homem de sucesso" pode apostar que serei ostracizado como as mulheres que não se encaixam no padrão de beleza da sociedade. Provavelmente em menor quantidade. Mas aí entramos nas Olimpíadas da Opressão e é uma merda porque ninguém ganha.

Niemi Hyyrynen disse...

Ai chega!

Não se faça de desentendido.Para de me provocar e depois se fazer de idiota (msm pq vc não precisa disso).

Já disse que quer resolver isso em particular não foi? Tem meu email no perfil.

Agora chega de usarmos o espaço da Lola para discussão pessoal.

Yuri disse...

Só pra constar, não estou negando que o mito da beleza é real, relevante e opressor.
Só quero apontar que também não há toda essa liberdade de escolha para homens. Sim, temos MUITOS privilégios. Se agirmos assim ou assado. Se não entrarmos nesse modelo, também estamos fodidos. Não tanto quanto outros grupos oprimidos, obviamente, mas ainda fodidos.

Joana de Souza disse...

" Anônimo disse...
cara, vcs medem percentual de gordura da barriga alheia? vish, como eu vivi até hoje deixando isso passar batido. perae q eu vou ali catar um pinça e ja volto.

21 de março de 2012 15:06"

Se isso foi se referindo ao que eu falei. Aprende a ler. Comentei que MEU namorado tem percentual de gordura de 4%. E não que alguém sai por ai medindo as pessoas...Entendeu, ou tem que desenhar??? É cada "pessoa" (vontade de escrever uma palavra pesada) que aparece por aqui. Tenso!

Joana de Souza disse...

E não é o percentual da barriga. É do corpo todo! Não se mede só a barriga para saber o seu "BF".

Anônimo disse...

nara, vários ginecologistas já disseram que não é bom ficar lavando a vagina toda hora, pq é importante manter a flora bacteriana. o ideal é deixar arejada (tipo não usar calcinha sempre que possível. eu quase nunca uso) e não usar nada que altere o ph natural.

Lucas disse...

E volta e meia aparece a tal "da natureza/natureza humana" pra justificar tudo que não se quer admitir.

Ê laiá...

Anônimo disse...

yuri, obrigada pela participação. eu ia dizer que eu não acho nada disso, que são preconceitos ultrapassados, mas ia incorrer no erro que tantos incorrem quando a gente reclama dos padrões para mulheres hehe

Anônimo disse...

lucas, se seu comentário foi pq eu falei em ph natural, espero que saiba que matar as bacterias 'benéficas' geralmente faz com que apareçam fungos e macterias 'maleficas', causando corrimentos e infecções indesejaveis.

mas sobre "natureza humana", eu concordo plenamente

galera, ta passando mulan e fala bastante sobre genero, embora reforce alguns preconceitos tontos. se vc assiste criticamente, é bem interessante ;)

Anônimo disse...

Vejo a questão do sabonete intimo + ou - como a questão do carefree neste texto (muito bom)

http://insurretosfuriososdesgovernados.blogspot.com.br/2009/03/como-pode-um-homem-de-marketing-lancar.html

Fabiana Zardo disse...

O comentário do cara bombado lá no começo me fez rir. Gente, só eu que acho cara bombado feio? Eu tenho 1,52, sou baixinha e pequena, se pego um desses ele me amassa qdo estiver em cima.

Adoro gereneralizações, só que não. Com raras exceções, o pessoal rato de academia está lá pra se exibir e ser visto. É um pessoal com interesses afins. Agora, achar que o mundo inteiro é igual a galera da academia é meio pensar pequeno, não?

Anônimo disse...

joana, eu estava sendo irônica, meu bem. vc diz que não se apaixonaria pelo seu homem não fosse a barriga 4% de gordura. eu não costumo escolher meus amantes como se escolhe caixa de leite desnatado. mas respeito seu modo de vida :)

talvez seja melhor esclarecer tb que eu tenho tomado banho desde o natal. vai que aparece uma "pessoa" que realmente acha que tem panetone na minha virilha, vishhhhh

Anônimo disse...

fabi, o cara já veio dizer que mulher que usa cabelo crespo, roupa larga e está acima do peso é fedorenta e mal arrumada. um senhor de 40 anos já deveria ter superado mamma issues, mas que sou eu pra falar dos outros? respeito tb :)

LisAnaHD disse...

Visual da Mulher
Quem começou a indústria de beleza não foi um homem e sim uma mulher... vi o documentário recentemente na PBS, canal educativo da TV americana. O documentário já estava no ar qdo eu liguei a TV... peguei a partir de Helena Rubinstein, que começou sua indústria ainda solteira (pelo que entendi) e em seguida veio Elizabeth Arden, solteríssima. LoLa, vou dar uma busca no documentário, pois nem o título sei.

Eu nunca fui de usar maquiagem... mas sempre gostei de produtos pra cuidar da pele... aqui nos EUA descobri que ter um sotaque estrangeiro é um sucesso no depto. de cosmético das lojas refinadas... além do sotaque, claro que o visual ajuda, né? não me refiro a visual ser loira de olhos claros, ser magra... me refiro a um visual agradável que geralmente tem a ver com um sorriso espontâneo, ser simpática, ter o cabelo com aspecto saudável*, seja lá qual for a textura do cabelo... enfim, fui convidada pra trabalhar no setor de cosméticos... mas eu não quis pq primeiramente eu teria de maquiar as clientes e tb teria de estar maquiada pra vender o produto e me pareceu desonesto vender algo em que não acredito... Cecília, outra brasileira que sempre gostou de maquiagem e afins, pegou a vaga e se deu maravilhosamente bem!

(*ter o cabelo com aspecto saudável = o cabelo pode ser saudável mas faltar o devio cuidado e ter um aspecto não-saudável)

Bem, aceitei cobrir qdo alguma funcionária faltasse... e aprendi um bocado do metier. Aprendi que tenho alergia a produto da Lancôme e que a pomada Minâncora faz miravilhas na minha pele... aprendi que as mulheres ricas que têm a pele bonita, seja a pele branca, morena, negra essas mulheres não têm a cústis linda à custa de Lancôme, Christian Dior, Helena Rubinstein e sim pq dispensam um cuidado saudável à pele. Não comem alimentos gordurosos e nem excesso de carboidrato farináceo, nem comem muita carne vermelha, comem frutas e vegetais, tomam água e mais água, não tomam refrigerante e seus afins, não fumam, não ficam sob o sol em horário inadequado, praticam algum esporte, vão pra cama cedo e dormem pelo menos 8 horas. Enfim, essas mulheres ricas de pele pêssego que usam cosméticos caros poderiam usar apenas a pomada Minâncora, o creme Pond's, o creme Rugol e teriam a mesma pele linda. É o que eu faço. O produto clareador que eu uso no rosto, já expliquei que o termo clareador não é para clarear o tom da cor da pele sim clarear algumas manchas aqui e ali e assim a pele adquirir uniformidade na cor, no tom.

Nota:
Se alguém que nunca me leu aqui no espaço, resolver me ler hoje, especificamente nesse comment, e achar por bem me apedrejar tendo a semântica como alibi/álibi, continue me ignorando pra não ocupar o espaço indevidamente.

Pra LoLa e pra quem me quiser bem (de alguma forma), Axé!

LisAnaHD disse...

LoLa, qdo em outro post Marina Castañeda foi mencionada, já dei uma vasculhada no site www.Amazon.com para saber especicamente sobre o livro abordado no post e tb descobri livros sobre outro assunto, mas não sei se da mesma autora ou alguma homônina e anotei os livros de meu interesse. Qdo eu comprar, checo com vc e se vc ainda não comprou o seu, mando seu exemplar... a Amazon envia diretamente ao endereço que a gente quiser, i.e. não precisa ser endereço do comprador e tb posso comprar um exemplar usado que muitas vezes vai custar beeemmmm mais barato. "The Revolution Within" eu paguei 25 centavos, mas já encontrei por 1 centavo e o frete por 3 ou 4 dólares... rs... o baixo preço não é pq o livro esteja sendo relegado a segundo plano.

Bem, LoLa, ontem, depois do meu último comment no seu blog, fui pra cama com meu Kindle pra ler sua tese de mestrado e ali no começo, enqto vc explica sobre diferenças entre o Humbert representado numa e em outra versão fílmica* (ohhlalá...) me deu um momento EUREKA e fui compreendendo as desavenças que rolam na página de comments aqui... é como se cada leitora interpretasse o Humbert de Nabokov de uma maneira diferente, assim como o fizerem Kubrick e Lyne. Meu objetivo é compreender as pessoas, particularmente as que se voltam contra mim... em as compreendendo, não estou me compactuando com elas, e sim não permitindo que elas me aborreçam intelectual ou emocionalmente... não tenho pq revidar as agressões que recebo... apenas compreenderei que o ponto de vista dessas pessoas tem a ver com o ambiente e meio-ambiente em que vivem e não com o que leram e estudaram. A fonte de informação delas é diferente da minha fonte de informação... a fonte de aprendizado delas é diferente da minha.

*fílmica = cinematográfica
desconhecia esse termo e o aprendi lendo sua tese... gracias!

Vou dar um hiatus na leitura de sua tese pq quero ver as duas versões fílmicas de LoLiTa e tb ler o romance e isso será coisa de uma final de semana (sexta a domingo) e então retornarei à leitura da tese.

Fabi disse...

Mulher tem que se arrumar sim, se quiser. Se não quiser fica esculachada mesmo. Quem não gostar que não olhe.

Joana de Souza disse...

"Anônimo disse...
joana, eu estava sendo irônica, meu bem. vc diz que não se apaixonaria pelo seu homem não fosse a barriga 4% de gordura. eu não costumo escolher meus amantes como se escolhe caixa de leite desnatado. mas respeito seu modo de vida :)

talvez seja melhor esclarecer tb que eu tenho tomado banho desde o natal. vai que aparece uma "pessoa" que realmente acha que tem panetone na minha virilha, vishhhhh"

Onde eu disse que se ele não tivesse 4% de "BF" eu não me apaixonaria por ele??? Acorda pra vida menina! Eu disse que ele tem o corpo com 4% de "BF" e que tem um corpo sarado que me chamou muita atenção!!!

É como todas ou maioria das pessoas a primeira atração é física, não é?

Por mais "legal" que uma pessoa seja, se o físico dela indiferente do tipo que seja, não te atrair, não vai rola química, não é???

Meu namorado poderia ficar gordo que eu continuaria gostando dele... Apenas comentei que o corpo dele me chamou muita atenção quando o vi pela primeira vez.

Primeiro vem a atração física e depois vem a personalidade, quando as duas são do seu agrado ai sim, as coisas dão certo...

Ah! Você deve ser diferente, primeiro você vê o "interior da pessoa", ai depois você se apaixona... ¬¬"

LisAnaHD disse...

sim Fabi, se arrumar é agradável aos olhos e ao psique e isso não vale somente ao visual físico e da casa e do carro tb.

porém existe o "se arrumar" e o ser escrav@ da arrumação... meus namorados sempre gostaram da minha naturalidade pq diziam que podiam passar a mão no meu cabelo sem reproche... isso pq eu não andava com o cabelo duro de tanto esborrifar aquele treco pra deixar o cabelo liso firme... eu lavava meu cabelo e deixava secar ao vento... namorado meu nunca ficou com a camisa toda suja por base e outras melecas... pra mim, "se arrumar" é passar o pente no cabelo, passar um creme básico na cútis, um batonzinho manero e um pouco de corzinha nas bochechas... vestir um pair de jeans, uma blusa legal, uma jaqueta se estiver friozinho, um par de sapato confortável e estou arrumada... claro que tudo isso pesando 20 quilos a menos me deixaria bem contentezinha, mas não me esforço em nada pra realizar essa façanha... rs...

Fabi disse...

O cara que disse que não gosta de mulher que usa salto alto e roupa justa deve ser ET, kkkkkk!!!!

Anônimo disse...

Gente, quanto à Beatriz: alguém checou o perfil dela? É esquema de ir contra tudo o que for dito só pelo prazer de ir contra.

Aquela velha alegação de "não vejo Globo, só Discovery/ History Channel". Linda, sou pesquisadora da área de comunicação e chuta só o que eu nem aguento mais ver? Não é mérito nenhum. Tenho colegas no Núcleo de Telenovelas da ECA/USP que passam o dia vendo e discutindo novela. Burros, né?

Enfim, sei lá, vai atrás de construção de discurso, de argumentação, de lógica. Tem uns tiozinhos gregos (que, se você leu tantos textos feministas mesmo, sabe que essa galera é o Ó da misoginia) que discorrem sobre o assunto.

Só não vem me botar banca de intelectual que tem muita gente com o cacife muito maior que o seu no mundo que não se coloca dessa forma.

Beijos e vai estudar (estudar mesmo, não ler orelha de livro para citar filósofos) que vai ser mais produtivo para você.

Beatriz Alencar disse...

Anonimo... voce perdeu tempo fuçando a minha vida, really? eu sou tão importante assim pra vc?
Eu disse aquilo por que vc me julgou, e continua me julgando, sem me conhecer.
Você fala que sou eu que banco a intelectual, mais foi você que começou a se achar superior a mim, e falou para eu voltar a assistir malhação. E eu afirmei com direito, que não assisto, não gosto da Rede Globo, e....dai? Mesmo assim, vc continua me julgando por que se acha boa o suficiente para isso. (Eu nem assisto Discorvey)
Me poupe da sua arrogância; Pessoas que julgam os outros não são dignas de atenção.

LisAnaHD disse...

"Tenho colegas no Núcleo de Telenovelas da ECA/USP que passam o dia vendo e discutindo novela."

@os menos avisad@s:
É isso mesmo, quem quiser entender e conhecer uma cultura no mundo moderno, as telenovelas são um ponto chave...

LisAnaHD disse...

"Anonimo... voce perdeu tempo fuçando a minha vida, really? eu sou tão importante assim pra vc?"

qual e tal a probreza do sarcasmo das novelitchas da Globo... atualmente vez ou outra veja "Mulheres de Areaia", às 1830 e "Passione", às 20h30 e confesso que é realmente vez ou outra e nem aguento um capítulo completo... isso pq não dá pra lidar com pérolas como a da Beatriz, acima.

LisAnaHD disse...

A gente não se interessa em saber sobre alguém necessariamente pq a pessoa seja importante para nós! Há vezes em que a inteligência e o conhecimento de alguém nos intrigam e queremos saber mais... outras vezes nos interessamos justamente pela falta ou anuviamento de ambos...

Beatriz Alencar disse...

LisAnaHD... não quero ser grossa mais onde voce entra nisso tudo? *0*
A minha discussão com a tal da ''anonima'' ocorreu a mais de três horas atrás e ela me aparece agora com essa toda auto-suficiente me julgando e vc quer que eu fique calada?

LisAnaHD disse...

onde entrei nisso tudo?
entrei nisso tudo a partir do ponto em que me manifestei... simples, né não?

LisAnaHD disse...

"A minha discussão com a tal da ''anonima'' ocorreu a mais de três horas ..."

Shakespeare morreu há mais de 500 anos e parece que o enteresso dele foi ontem mesmo!

Suassuna publicou "O Auto da Compadecida" há décadas, antes de você, seus pais, eu nascermos e parece que foi publicado hoje mesmo!

enfim...

LisAnaHD disse...

enteresso não!
enterro sim!

Beatriz Alencar disse...

LisAnaHD... Darling, É obvio que foi sarcasmo, é obvio que pessoas veem perfil das outras por curiosidade e etc. Acha que eu não sei disso? ¬¬'

LisAnaHD disse...

"...com essa toda auto-suficiente me julgando e vc quer que eu fique calada?"

não, não que vc fique calada; mas que se manifesta de forma a que quem leia sua manifestação tenha admiração por um texto bem escrito... escrito com equilibrio emocional, ao menos.

(HD = High Definition no Hard Drive)

LisAnaHD disse...

"Acha que eu não sei disso?"

vc não demonstrou que sabe e eu não sou adivinha pra saber que vc sabe mas preferiu demonstrar que não sabe... e vc se benefiará em muito se deixar assumir e agir no que vc assume.

Clio - Priscila disse...

Lendo o post, me lembrei do filme A lagoa Azul, e creio que quase todo mundo já assistiu ou ouviu falar.
Lembro que quando assisti pela primeira vez, quis ser como a Brooke Shields, linda e natural. Afinal, ela vivia em uma ilha deserta, nunca usou maquiagem e não conhecia padrão de beleza nenhum. É claro que esse meu pensamento era ingênuo, pois eu era uma criança na época, mas já sabia diferenciar uma mulher que "se arrumava muito" de outra que "não se arrumava". Eu não queria me arrumar, mas queria ser bonita, e a Brooke Shields era meu protótico utópico de beleza. Mas como nem tudo é belo, no filme eis que surge uma inimiga, uma moça da civilização toda "arrumada" e maquiada. Ela sente-se ameaçada, pois vê seu amor ceder aos encatos da tal moça e, em uma das cenas do filme, ela começa a se maquiar, com os cosméticos da moça, mas fica parecendo uma palhaça, justamente com o propósito de atrair os olhares de seu amor.
Citei isso porque percebi que o ato de "se arrumar" não é tão natural, ele visa um propósito e esse propósito é de origem cultural. De tanto esse comportamento ser repetido, chega uma hora que a própria mulher não consegue se ver como ela realmente é. Ela gosta de se "arrumar",agora, não somente com o propósito de atrair o olhar alheio, mas para agradar seu próprio olhar, que já esta condicionado a ver si mesma sempre "arrumada". Ela passa a viver uma dupla pressão: a pressão social e pessoal. Mas a satisfação (produto final) de alcançar a aparência desejável é muito mais satisfatório do que o processo que, muitas vezes, não é nada agradavél, mas temos a capacidade de nos acomodarmos e nos acostumarmos com essa prática de "se arrumar" que passa a ser agradável, pois a satisfação de se olhar no espelho e se sentir uma 'diva' vale o esforço de ficar longas horas no salão de beleza. Enfim, é aquela velha estagnação de trabalhar de seg a sexta, sem satisfação alguma, mas no fim do mês, lá vem o salário, o produto final da nossa busca pela satisfação ou auto-realização. Infelizmente o topo da montanha de muitas mulheres é a beleza, e elas fazem de tudo para escalar essa torduosa, fria e gélida montanha.
Descumpem os erros hehe

Beatriz Alencar disse...

Eu não prefere demonstrar que não sabia, eu só não fui informada que cada vez que eu usar com sarcasmo com alguém na internet, eu tenho que abrir parenteses e escrever: ''ooh pra quem ta vendo a nossa discussão, eu só to sendo irônica''.
¬¬'

LisAnaHD disse...

excelente comentário! e vou lá visitar seu blog.

qdo vou ao salão de beleza para:

-- cortar, tingir, fazer escova no cabelo;
-- tirar e desenhar as sobrancelhas;
--manicure e pedicure,
gasto mais de 100 dólares e dou 10%de gorjeta, mas se eu estiver me sentindo generosa, dou 20%... e isso num salão de beleza de preço bom, muito bom no interior do estado.

Assim que vou ao salão de beleza duas vezes ao ano: em meados da primavera e no começo do inverno, pq acho um desperdício usar minha grana dessa forma a cada mês, sabe? por outro lado, gasto um e outro dinheiro presenteando pessoas que eu gosto e sei que apreciam literatura, apreciam brinquedo (crianças)... mas quase tudo isso eu compro de segunda mão ou em brechó (Thrift Shop, em inglês).

LisAnaHD disse...

O sarcasmo e a ironia em literatura devem ser aplicados com cuidado e sabedoria... o fato da pessoa gostar de escrever não quer dizer que sabe aplicar o devido uso do sarcasmo e da ironia em literatura. É bem verdade que podemos exprimir nossa admiração por quem nos impressiona através da imitação, mas é preciso ter cuidado qdo se trata da palavra particularmentre escrita.

E, agora, Beatriz, seu tempo de destaque graças à minha atenção a você, esse tempo chegou ao final... nesse post.

I Love You... e isso quer dizer Morena Linda, em francês... segundo texto do Suassuna, basta conferir o filme cujo link deixei nessa ou na página anterior.

LisAnaHD disse...

"A natureza dos homens é a mesma, são os seus hábitos que os mantém separados." - Confúcio

"Tive a ideia de criar um blog sobre redações, após ler e reler diversas tentativas malfadadas que tive ao escrever uma. Percebi o quanto tenho que aperfeiçoar meu modo de escrever e discernir um tema." -- Entre Letras, por Clio Priscila.

aqui
http://entreletras-pri.blogspot.com/

visitei o "Entre Letras", li, gostei, retornarei... agora, visitem o espaço vcs tb.

Anônimo disse...

Apenas a título de informação, Beatriz. Não há características comprovadas pertencentes isoladamente a um gênero. O que você considera feminino é completamente discutível e se baseia em premissas "inquestionáveis" como Adão e Eva. Eu me depilo quando quero, tenho cabelos raspados, sou lésbica, negra e como você já deve ter percebido não me enquadro nem um pouco no seu ideal de beleza. E sinceramente, estou cagando para o ideal de beleza que eu vejo na TV. Ser "graciosa, perfumada e usar salto" não é intrinsecamente feminino. Eu odeio tudo isso e continuo sendo mulher. E sei que tem muitas mulheres por aí que tb cagam pra isso. Assim como conheço diversos homens que adoram mulheres "desleixadas", como vc mesma chamou. Se mesmo conhecendo de feminismo você continua a nortear sua vida por ser linda, meiga e etc. é sinal de que vc aprendeu pouco ou nada.
À propósito, meu nome é Morena. Muito prazer.

Anônimo disse...

Não sou nenhum adepto da psicologia evolucionista. Muito pelo contrário, acho que os padrões de beleza são socialmente estabelecidos. Mas embora os padrões de beleza na sociedades antigas serem outros, havia uma coisa em comum: as mulheres sempre foram consumistas. Por exemplo, vocês já ouviram de um episódio durante a Segunda Guerra Púnica, no qual, devido ao desgaste das forças produtivas em decorrência das perdas da Guerra, os romanos limitaram o consumo extremado das mulheres? Foi a chamada "Lex Oppia". Naquele momento, a construção social e o padrão era outro: "mulheres, estamos com nossas produtivas desgastadas, perdemos muito com esta guerra. Portanto, limitem o consumo". Esta lei durou uns 20 anos (2015 a.C. - 195 a.C.). Embora ter este padrão, as mulheres começaram a pressionar os senadores a revogar a lei (o que foi feito). Vocês dizer: "ah, mas os romanos eram machistas" (e eram mesmo, ninguém nega este fato). O que tem que se questionar é: por que o consumo das mulheres foi restrito devido ao desgaste das fatores de produção durante a guerra púnica? A resposta é óbvia: porque eram consumistas e perdulárias. Tanto eram que mesmo depois de 20 de vigência da lei, elas pressionaram o Senado a revogar (o que de fato, o fizeram).

Beatriz Alencar disse...

Morena... não lembro de te-la chamada de desleixada. Eu também sou lésbica, só que não sou 100% largada. Não uso maquiagens e nem faço as unhas. Só que ainda procuro sempre estar bem vestida. Eu particularmente, gosto de estar e me sentir linda. E isso com certeza não tem nada haver com os homens.

O que eu me refere desde do começo, foi sobre o post, que eu não tinha entendido, e que a galera que me atacou aqui, fez questão de me explicar.
O gosto pela aparência, beleza e etc, é relativo entre as mulheres, só que infelizmente, está e muito mais cobrada do quer o homem neste quesito.
Enfim, o assunto já morreu a muito tempo, darling...

Anônimo disse...

Só uma correção:

"2015 a.C. - 195 a.C." -> Cortem este 0. A Lex Oppia vigorou de "215 a.C - 195 a.C.". Foi revogada por pressão das mulheres patrícias.

Anônimo disse...

Mais uma coisinha. Se uma mulher acha que só sente bonita maquiada, tratada, com cabelão esvoaçante e que isso nasceu com ela, que isso não é construção cultural, tá precisando ler um pouquinho mais, hein?!

Morena

Clio - Priscila disse...

LisAnaHD

Obrigada por divulgar meu blog hehe
Que bom que gostou :)

Anônimo disse...

Ah não, lá vem neguinho ironizar a questão do sentar de pernas abertas. Filhinho, vc pega ônibus? Tem muitos homens por aí que parece terem elefantíase nas bolas sabia? Porque se sentem no direito de ocupar muito mais espaço do que precisam filhão. Sempre acontece. Francamente. Ragusa

Anônimo disse...

O que sugere, Lola? Uma Nova Lex Oppia? Mas a Lex Oppia foi feita devido ao desgaste dos fatores de produção e das finanças da República Romana durante as guerras púnicas. E você, Lola? Por que?

Anônimo disse...

"Parem de se fazer de vítimas...vocês quererem ser como homens!!...Claro que a mulher tem que sedepilar, é QUESTÃO DE HIGIENE, além de ser feio!!...não fazer a depilação é falta de higiene. Por que a sujeira gruda nos pelos pubianos...tudo que pode dar dinheiro o mercado lucra com isso. Não e machismo, é capitalismo..."

Beatriz, por favor, menos. Você está passando vergonha.
Ou será que é exatamente esse teu propósito? Não quero acreditar nisso.

"tudo que pode dar dinheiro o mercado lucra com isso. Não e machismo, é capitalismo...". Você não leu textos feministas o suficiente, então. Leia e você verá que realmente andam de mãos dadas, como a Roxy Carmichael escreveu.

Quanto grudar sujeira nos pelos pubianos, a menos que a mulher tenha algum corrimento - que não é causado por excesso de pelos - ou não tome banho ao menos uma vez ao dia, a "sujeira" não existirá.
E outra coisa, quanto ao sabonete íntimo, quem disse que faz bem pro ph da vulva? O rótulo do produto? A propaganda? Tá errado isso aí!
@s ginecologistas condenam o uso do sabonete íntimo, ok?! O ideal para higienizar a vulva é usar água e sabonete neutro (ou de glicerina). Nota pessoal: O sabonete infantil de glicerina líquido é ótimo. =D

Se você realmente for uma mulher, me desculpe por duvidar, mas é que eu fico descontente com uma mulher ser tão desinformada. É sério, você parece realmente desinformada. Se informe mais, leve em consideração a opinião das várias pessoas que lhe responderam.

Beatriz Alencar disse...

Anônimo... Eu já levei em consideração a resposta das pessoas que me responderam, e o assunto já se encerrou. Que parte disso vc ainda não entendeu??

Anônimo disse...

"parece terem" que horror. Ragusa

Anônimo disse...

Ah, que bom! Fico muito feliz, então!

Você só não precisava ser grosseira. E o assunto só se encerrará quando ninguém mais quiser comentar. Nós aqui, desde que não ataquemos uns aos outros, somos livres para darmos nossa opinião a hora que quisermos, com muito respeito, claro.
Mas enfim, lições de humildade nos aprendemos durante nossa vida. Assim como eu, espero que você sempre aproveite essas oportunidades.

Beatriz Alencar disse...

Desculpa se eu fui grossa, é que eu já cansei desse assunto.

yulia disse...

quem acha que beatrizo é homem se passando por mulher levante a mão...

Anônimo disse...

Sabe o que eu queria ver? Queria ver a dignificação dos defeitos femininos. George Clooney aparece com canyons na texta; Chico Buarque aparece com canyons em todo o rosto; Bukowski tinha crateras imensas por todo o rosto - e todos eles (os homens e seus defeitos) parecem dignos, mesmo bonitos. Mas de repente me deparo com uma foto da Marieta Severo, com a pele mais lisa que a minha, de 30 anos com cara de 20 (às vezes). Aquela pele claramente photoshopada perfeita. Só assim ela pode ser digna e bonita com quase 70 anos - sendo algo impossível, inviável, irreal e falso? Quero as rugas da Marieta Severo, quero as manchas de velhice - quero o direito aos defeitos sem gozação, sem humilhação. Quero os defeitos que são pura vida.

Anônima Beócia

Amana disse...

Ei Ariane, que texto bom!!!
Definitivamente, a psicologia foi por muitas décadas uma disciplina que primou pelas contribuições reiteradas na divisão heteronormativa dos gêneros.
Mas, como psicóloga e professora de Psicologia numa universidade pública, acredito que as coisas estão mudando. Se, por um lado, a psicologia evolucionista presta constantes desserviços às lutas políticas, por outro vejo cada vez mais pessoas se conscientizando dessas questões. Em especial, da luta feminista.
É curioso como explicitar as questões que você destacou no seu texto parece tão óbvio, mas tão necessário no mundo em que vivemos.
Parabéns pelo ótimo texto! Bom ter colegas de profissão como você!

Raphael disse...

Acho que tenho um... Desafio pra essa Lola!...


Aguarda um e-mail, linda! =^.^=



Miiiaaaaaau

comentariosju disse...

Lola,

Sobre o trecho do post "A publicidade para o homem promete êxito, riqueza, e muitas mulheres. Para a mulher, a publicidade promete o homem de sua vida (e um só)", lembrei do comercial do perfume "1 Million". Veja primeiro este vídeo da publicidade do perfume masculino: http://www.youtube.com/watch?v=4-QFsbmYH9I (o cara consegue carro, mulher e dinheiro com a fragância)
e depois desse do perfume masculino e feminino: http://www.youtube.com/watch?v=mXUAMsiRjBI (a mulher termina com um anel de brilhantes no dedo).

Anônimo disse...

ta batido isso aqui!

Tekkito disse...

Miau miau miau!

Mandei o e-mail. Leia e responda nem que seja para mandar eu me foder.

Saiba que o faço de bom grado: Venho sido fortemente auxiliado por uma certa feminista militante científica conhecida da Dilmão. (Não que os Guerreiros da Real tenham gostado disso: Eles me expulsaram alegando que eu era o Agente Smith da Matrix!!!)


Beijos na pontinha do nariz.

Anônimo disse...

Obsoleto? Fato. Ultrapassado mesmo. Não se aceita hoje mais homens desleixados e barba , se existir, deve estar bem cuidada.

Putz, vocês tão apelando demais!Até o tamanho dos pés femininos são por machismo? Pra que elas deem passos menores???!!!

Homem bem arrumado pode passar a impressao de bem sucedido (se não for brega), mas aquele esforço todo pra ter bíceps e barriga tanquinho..pode ter certeza. Não é pra ganhar promoção não.Exceto se vocês estiverem falando somente de personal trainner

Drika

Anônimo disse...

Lola, você já ouviu falar ou já viu o desenho Avatar: A lenda de Yaang?
Pois agora o avatar é uma mulher.
O desenho chama-se Avatar: Legend of Korra. Tá o máximo.
O corpo dela é bem realista. Nada de cinturinha fina, perninhas de grilo ou roupas sensuais.
Ela é forte e tem uma personalidade marcante. Uma heroína pra ninguém botar defeito.
O desenho é ótimo, e tem muitas boas lições p ensinar.
Bem, se de todos os desenhos dirigidos ao publico jovem fossem assim, que sabe o comportamento dessa meninada mudaria para melhor.
Tá aqui o link do desenho p vc dar uma conferida:

//http://www.anitube.jp/video/41613/The-Legend-of-Korra-1x01/

Bjo, Lola.

LisAnaHD disse...

Outro dia meu marido estava saindo pra trabalhar e eu dei por criticar a calça rasgada, a camiseta desbotada... e meu marido arregalou o lindo par de olhos azuis parecendo um Harry Potter assustado,m as ainda assim introspectivo e me disse que o que ele proporciona pra empresa nada tem a ver com a roupa dele e sim com o que ele tem "aqui ó" e apontou pra cabeça... dali a uns dias, ele foi trabalhar todo como quem vai se declarar à amada e depois pedir a mão da amada ao pai da amada e eu perguntei pq ele estava vestido todo spiffy* e ele me disse pq a firma receberia a visita de um cliente para uma reunião... ou seja, a que saber qdo o visual deve ser assim ou deve ser assado.

spiffy é um adjetivo que em inglês seria como a gente dizer "na pinta" qdo a pessoa está bem vestida.

Anônimo disse...

concordo totalmente com seu marido, lisana. o jeito que a gente se veste nao deveria importar. nao tanto.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 280   Recentes› Mais recentes»