quarta-feira, 27 de julho de 2011

COPINHO CANTA AMOR A SUA VAGINA

Se você não conhece, aproveite as informações seguintes (e muitas mais aqui), dessas que você não verá numa revista feminina ou na TV: a Mooncup é uma fabricante de coletores menstruais de silicone, dispositivos que eu espero que logo logo tomem conta do mercado e substituam absorventes e tampões, que são uma desgraça pro meio ambiente. Um coletor, também chamado de copinho, custa caro (uns 70 reais), mas dura entre cinco e dez anos, é muito mais higiênico (você que esteriliza), faz com que as mulheres tenham uma relação mais íntima, digamos, com sua anatomia (você dobra o “copinho”, coloca dentro da vagina, depois tira, joga o sangue no vaso, lava). Todo mundo que usa adora. Então por que só ouvi falar do tal copinho no começo do ano? Duh. É lógico que a mídia não vai divulgar um produto que pode extinguir um de seus maiores anunciantes (tá aqui uma exceção pra confirmar a regra). Pense só: aquela metade da população mundial conhecida como mulheres usa milhares de absorventes descartáveis durante sua vida reprodutiva. Nada de errado com menstruar, faz parte do cotidiano, mas os copinhos chegaram com tudo pra promover um jeito mais prático, confortável, ecológico, e inodoro (como o sangue não entra em contato com o ar, não causa cheiro) pra conviver com o fluxo. Toda a divulgação tá sendo feita boca a boca. No Brasil dá pra encomendar os copinhos; é só vasculhar na internet (a Miss Cup, por exemplo, é brasileira).
Mas essa fabricante, a Mooncup, pediu as suas consumidoras que enviassem os nomes que dão pra suas vaginas. Recebeu uns 14 mil nomes (ainda pode colaborar), e selecionou 25 pra usar na espetacular “The Vagina Song” (a canção da vagina). Já viu? Tá no YouTube.
Eu não tenho nome pra minha. Aliás, eu só cha
mo vagina de vagina. Acho o som de b*ceta horrível; x*xota eu até acho bonitinho, parece estilo de dança. Mas imagino que você tenha nome pra sua? Não sei se você notou que na mesma página em que tá a música há um patrocinador. Adivinhe qual? Escondidinho da Sadia. O que, convenhamos, também é um excelente nome pra vagina. Eu mesma já traduzi pra calzone uma vez, baseado em alguma comediante americana (não lembro qual) que apelidou a vagina com o apropriado nome de Hot Pocket.
De qualqu
er jeito, a campanha é ótima: ame sua vagina. Porque, em época de cirurgia estética vaginal (sim, já que até vagina e ânus devem seguir um padrão de beleza, acredite se quiser), campanhas pra que aceitemos todas as partes do nosso corpo são importantes. Só aviso que a música é graciosamente colante, e você não vai conseguir deixar de cantar “Love love love your vagina” durante dias.
P.S.: Não estou recebendo um centavo pra fazer propaganda dos copinhos, até porq
ue não tenho nem vou comprar um (é bem provável que eu entre na menopausa em breve e minha menstração diga bye bye). Quer dizer, a menos que o Submarino esteja comercializando coletores menstruais e eu não tô sabendo (porque recebo uma porcentagenzinha das compras feitas no Submarino através do blog).
P.S.2: Eu rio um monte com este relato da Luci sobre sua primeira experiên
cia com o copinho. Vamulá, moças: love your vagina.

69 comentários:

Grazi disse...

Eu já tinha ouvido falar sobre o Mooncup através de mulheres que moram no exterior, nem sabia que isso já tinha chegado no Brasil.
É uma excelente idéia ecológica. Espero que "pegue".

Fernanda disse...

O coletor é a coisa mais confortável, prática, higiênica e econômica. Uso há 3 meses e só tenho elogios a fazer ao copinho.
Eu comprei o meu da meluna pelo site e chegou direitinho.
Recomendo demais. Todas as mulheres deveriam usar.
Beijos!

Daní Montper disse...

A Deborah já tinha me falado dele há tempos e eu quero usá-lo desde então, mas só que não lembro de encomendar o meu... vamos ver se lembro hoje quando estiver em casa.

Amanda disse...

Nao me adaptei depois de seis meses e desisti. Talvez o meu seja pequeno demais, nao sei. Sempre vaza. :/

Lord Anderson disse...

Não posso comentar nada muito relevante sobre o post...


Mas devo dizer que gostei da criatividade da campanha.

Vou divulgar esses copos para minhas amigas.

L. Archilla disse...

Tenho receio de comprar pq nunca sequer consegui usar um OB na vida. Tentei colocar em todas as posições possíveis e morriiiiiiii de dor. É uma pena, odeio usar absorvente... :(

Liana disse...

Eu uso o coletor ou absorventes dependendo da situação. Não tive nenhum problema e achei bem confortável. Os convensionais me dão alergia se usar direto.
E eu notei que meu fluxo não é mesmo tão intenso quanto eu pensava. Só parece que sim porque o absorvente incha muito. Tem mulheres que pensam que vai vazar, que o coletor não vai dar conta.

Acho que vale a pena experimentar, tem umas que vão gostar, tem quem não vá. É bom ter opções.

Liana disse...

*convencional
De vez em quando sai cada uma, dá vergonha :)

Dai disse...

Eu tb não sei se levaria bem o coletor, pelas mesmas razões que algumas citaram acima. Acho ob desconfortável. Mas pretendo tentar e ver no que dá. Já comecei a cantarolar o jingle, para ir empolgando, rs...

Bárbara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dolcinha disse...

Descobri o coletor menstrual em mar/1020. Foi amor a primeira vista. Paixao arrebatadora. Nao pensei meia vez antes de encomendar.
Em abril/2010 ele chegou pelo correio.
Desde entao, resumo esse copinho em algumas palavras: Liberdade pura, Seguranca, Quebra de tabus, conforto, Auto-conhecimento.
Infelizmente, minha unica queixa em relacao ao coletor menstrual: nao ter descoberto antes.

beijukka

Jux

Mariana Krewer disse...

Faço minhas as palavras da Dolcinha!
Comprei o coletor em março do ano passado e também só tenho elogios. Me adaptei de primeira e achei infinitamente mais fácil e confortável do que absorventes!

Tomei anticoncepcional supressor da menstruação por muito tempo, mas chegou um ponto que senti falta de menstruar... na verdade me sinto super privilegiada em relação aos meus amigos homens por poder viver essa vida em ciclos. É na época da menstruação que eu me vejo no direito de ficar mais introspectiva, rever coisas da vida, jogar o que não é necessário fora... Muito zen esse papo, mas pior é que é bem assim... hehehe. Com o coletor deu pra esquecer a parte incômoda e viver isso com mais tranquilidade.

Escarlate disse...

Eu tb tive muito problema com OB, mas adivinha? Me adaptei super bem com o coletor! Não largo nunca mais!

É tão higiênico, eu nem lembro que estou menstruada (até chegar as cólicas, aff), mas eu realmente me sinto diferente. Meu sangue não fede, é limpinho, eu sou limpa, pq menstruação tem q ser sofrimento? Dá até pra dormir nua!

Eu tb amo minha vagina mas nunca dei nome pra ela. Vou pensar em algum. Minha amiga chamava a dela de "Jennifer" hauhauhauha

Renata Xu disse...

amei a ideia. vou comprar um pra engraçadinha. rs =)

Teresa Silva disse...

Não sei se é só no nordeste, mas já ouvi chamarem o púbis feminino das mulheres de capô de fusca. Achei engraçado.

Um off-topic: saiu um filme filipino chamado Lola. É uma história dramática de duas avós. O título do filme é por que Lola em filipino é avó.

Flavia Mariano disse...

Eu nunca tinha ouvido fala, acredita? Mas acho que isso não é muito a minha praia... rs

Beijos

Lívia Suelen disse...

Achei caro pra mim, por enquanto. Será que não rola uma promoção num site desses de compra coletiva, não, hein? hehehe

Stefanie disse...

Penso que a mídia ainda não tratou do assunto por 2 motivos: 1. Ainda não é produto vendido aqui, é importado e o volume de compras n chegou a algo grande. 2. Se não falam respeitosamente na mulher, nem na dita cuja, imagine falau em mexer com a moça?
Como não sei como é a fabricaçã ou o descarte após 20 anos, tendo a desconfiar do papo greenwashed.
Mas a idéia é boa!
Por enquanto ainda acho tampˆões de algodão uma boa, do ponto de vista ecológico -- + q absorvente. Incineração é o melhor fim para resíduos biológicos.

Milla Gebara disse...

Pelo amor de Deus. O que de prático há de haver num copinho com sangue que tem que lavar e como outras disseram "levar uma garrafinha de água". Mais uma invenção para fazer gastar dinheiro. Daqui a um tempo pessoal vai encher o saco dessa lavação e volta tudo de novo para os absorventes normais. é incompatível com o ritmo de vida atual ficar lavando copinho no wc do trabalho, do shopping, da rua etc.
Se é bom para a ecologia ótimo, mas não vai dar não. Idem separar o lixo quando depois nem toda a cidade faz o tratamento adequado. A gente perde um tempão e depois vai tudo para o lixão, indistintamente.

Experiência Diluída disse...

Eu nunca usei esse produto, mas acredito que não me acostumaria porque já odeio o OB que é pequeno, imagine isso... Deve ser super desconfortável, mas parabéns a quem consegue utilizar, afinal preserva o meio ambiente. ;)

www.inalisilva.blogspot.com

Flavia disse...

Quer saber, eu encararia o coletor! Não tenho nenhum trauma com a minha menstruação, ela não é um bicho de sete cabeças. Porque não há coisa mais ridícula do que "olhar com nojunho" para algo que já foi parte de você. Usaria também para ter uma melhor noção do meu fluxo. Acho que os absorventes externos me enganam quanto à quantidade...

Mas, na verdade, a única coisa que me incomoda é a cólica.

Ah, o vídeo é sensacional!!!

dolcinha disse...

Meninas!
* Garrafinha: Honestamente, nao sei qual eh o lance de levar garrafinha. Qdo comecei a usar meu coletor no ano passado, eu ainda trabalhava fora (hj trabalho em casa). Meu fluxo eh "intenso", mas nunca usei garrafinha nenhuma. Sempre colocava o copinho de manha, apos o banho, trabalhava o dia todo, chegava em casa, fazia mil coisas e soh esvaziava o copo no banho antes de dormir - muitas vezes nem lembrei de esvaziar o copinho assim que chegava em casa.

* Vazamento: Soh tive um unico problema de vazamento no segundo mes de uso, pq eu estava gripada e com uma tosse maldita. E num ataque de tosse, tossi tanto tanto que o coitado do coletor se desencaixou e vazou um tiquinho, mas nada que eu OH MyGoD! Nunca tivesse experimentado com os fraldoes tradicionais.

* Fluxo "intenso"?: E, propositadamente, coloquei a palavra intenso entre aspas pelo seguinte: o que dah a sensacao de que vem uma enxurrada de sangue sao esses absorventes nojentos! SIM, eles sao nojentos, eles soh espalham o sangue, sao cheios de produtos quimicos, que reagem com o sangue, com o ar e fazem do ritual da menstruacao uma coisa catinguenta e repugnante. Usar o coletor menstrual ajuda a quebrar esse tabu e promove um autoconhecimento sensacional.
O sangue menstrual eh sangue simplesmente, nao fede, tem cheiro leve, como deve ter cheiro de sangue fresco. Mais um detalhe: quando o sangue fica depositado dentro do coletor, ele nao coagula pq nao entra em contato com o ar MAS ele decanta: a parte solida (hemacias, plaquetas, leucocitos e afins) ficam no fundo e o plasma fica separado na parte de cima, igual azeite e agua.

* Medo do tsunami vermelho: Outro detalhe que as meninas tem medo: se na hora de retirar o coletor vai vazar tudo. Gente, a menstruacao nao essa hemorragia da aorta nao. Durante a menstruacao, o sangue escorre pelas paredes do utero em direcao aa vagina. Nao eh uma torneira desgovernada nao. Dah pra tirar o coletor sossegado, nao vai ficar nada jorrando.

* Ecologicamente adequado: olha soh, qdo eu me apaixonei pelo coletor menstrual, confesso que pensei primeiro em MIM, no MEU BEM-ESTAR, na MINHA LIBERDADE, no MEU CONFORTO. Sim, eh inegavel a vantagem ecologica, diariamente jah procuro fazer varias escolhas que pontuem pela responsabilidade em viver nesse planeta. Mas asseguro que a maior beneficiaria do coletor menstrual nao eh a natureza e sim a Mulher, por ter a chance conhecer de uma maneira maravilhosa o proprio corpo e poder se sentir realmente LIVRE sem ter que usar SEMPRELIVRE!

beijukkkas

Liana disse...

Concordo com a Dolcinha.

O coletor me dá bem menos trabalho do que os absorventes que só uso em caso de emergência como ficar menstruada na rua pois meu ciclo é muito irregular. Também não preciso de garrafinha.

Sobre ser desconfortável, só foi nas primeiras vezes porque não coloquei direito. Hoje tenho o meu método e não sinto absolutamente nada. Pela vagina pode passar uma criança então ela tem de ser super elástica, o coletor não deveria ser incômodo.

Mas eu entendo que algumas mulheres simplesmente não se adaptam ao coletor. Não vejo maiores problemas nisso. Para aquelas que gostarem fica mais uma opção. Acho que vale a tentativa.

ana_alice disse...

eu super experimentaria, mas nunca tive coragem nem de usar OB, por medo de ficar preso, de não conseguir "pescar" ele de volta, de ficar incomodando/doendo/coçando

imagina esse negócio com um bocão desses e sem cordinha o.õ

denise disse...

Concordo que é uma exelente ideia, que pretendo adotar, embora ache tb como vc Lola que não vou precisar do copinho por muito tempo rrrss, mas como tenho 2 filhas vou providenciar pra elas tb.
É muito dificil adotar soluções como essa do copinho, que indiscutivelmente é muito melhor ecologicamente, sei que são propostas muitas opções de atitudes ecologicamente corretas, mas quando vc tenta aplica-las encontra um monte de barreiras, a do lixo pra mim é a mais complicada, das sacolas descartaveis tb, agora essa do copinho parece tão simples e facil de usar, porque não?

Paula disse...

Fiquei suuuuper curiosa! Vi que tem de vários tamanhos na meluna e não saberia dizer qual o mais adequado pra mim. Como eu sou exagerada, acho que compraria o maior, mas será que tem possibilidade de incomodar por ser toooo big? :S

Paula disse...

Aaaah! O nome dela? "Ximena". :)

denise disse...

Engraçado esse post qse nem tem comentarios masculinos rrrsssss, parece que nem troll teve coragem de vir aqui trollar, mas acho legal porque é um assunto que só mesmo uma mulher pra discutir, parece que é um tabu p os homens, eles querem opnar sobre aborto, estupro, mas esse assunto eles n encaram, como dizia a Rita Lee , mulher é bicho esquisito todo mes sangra.....

Barbara disse...

Paula, em um desses sites que vende o produto tem o questionário. Se você nunca teve filhos, é melhor comprar o menor.

Eu estou para comprar há muito tempo (conheço o coletor há anos), mas sempre enrolo porque como tomo pílula minha menstruação é uma coisa mínima, nem lembro dela.

certamente é mais prático, ecológico, e acho que não teria problemas pra usar (sou muito bem adaptada ao ob), mas vejo um porém: esse negócio de ter que ferver em panelinha me desanima. Eu não consegui ser tão cuidadosa assim nem com lente de contato, que era só por no produto de limpeza todo dia, imagina ter que ferver o copinho? Sou preguiçosa.

Luiza disse...

Lola, provavelmente voce já está a par da "passeata nacional por uma educação melhor" que vai acontecer em pelo menos quatro capitais do brasil no dia 30 e vem sendo divulgada pelo facebook... infelizmente, a que vai acontecer em recife parece ser a que tem menos confirmados! não sei exatamente a sua opinião quanto ao objetivo da passeata (os detalhes, no facebook: https://www.facebook.com/event.php?eid=134576049950807), mas se for favorável, poderia colaborar com a divulgação dela...? obrigada.
beijo

Ximena disse...

Faz meses que penso em comprar, vou pesquisar um pouco mais sobre o assunto! Ah, e confesso que ri ao ver q meu nome batiza a menina da Paula hehehe

Pili disse...

gente, medo de o.b passa quando a gente se informa. e de copinho também :)

procurem pela comédia em pé que a Dani calabresa faz pra divulgar o.b. está no youtube e é muito legal. É anuncio publicitário, mas é divertido... http://www.youtube.com/watch?v=f4Gvify4CpA&playnext=1&list=PLA92AA49D95E53517

eu comecei a usar o.b com vinte poucos anos, quando podia comprar com meu proprio dinheirinho, sem muitos familiares olhando meus hábitos, minhas compras, minhas escolhas.
Ainda acho o.b um pouco caro mas sou meio mão fechada mesmo. E acho que todos esses materiais de higiene, independente se copinho ou absorvente interno, externo, descartável ou não (é, gente, existem os de pano também), deveriam ter um subsidio, pô. Deveriam vir na cesta básica, pô.
E o que me impulsionou pra mudar pro o.b não foi nem a adoração por água, já que vivia numa cidade de praia e ainda praticava esportes aquaticos.
O impulso veio do meu namorado, que não aguentava mais os vazamentos dos outros absorventes quando acordava comigo.
Bem, mudei pra o.b e acredito que é um método seguro, limpo, saudável... posso estar enganada? talvez? mas to confiando na qualidade dele suficiente pra por num lugarzinho muito especial meu;) rs.

E apesar de gostar dos efeitos até agora, admito que vira e mexe eu também fico pensando: será que estou colocando esse negócio direito? Como não dói nem vaza imagino que sim, mas ainda nao descobri exatamente até onde eu devo empurrar pra ele ficar do jeito recomendado...

E o copinho também parece ser uma nova mudança que vai valer super a pena! foi só descobrir que adorei!!! E com pouco tempo de pesquisa na rede, encontrei toda a informaçao de que precisava pra tirar dúvidas.

O copinho parece ser mais confortável que o.b, pois o.b precisa entrar até o final da vagina enquanto o copinho fica abaixo, logo na entrada.

O copinho não causa ressecamento :)

E ele é mesmo super prático pois vc também pode limpar com papel após esvaziar e tornar a usar. Só não recomendam que isso seja feito direto, várias vezes.

Miss Mess disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miss Mess disse...

Fantástico o vídeo!

Acho que ouvi falar dos coletores pela 1ª vez deve fazer mais ou menos um ano, através de algum site feminista mesmo. Achava a ideia um barato, mas por ser virgem (mesmo disposta a remover o himen) tinha medinho de experimentar. Comecei a usar ob nesse periodo e finalmente comprei o meu coletor.
Hoje foi o 1º dia de uso e colocar foi chatinho, mas deu certo. Usar foi super tranquilo. O grande problema foi tirar. Com todos os comentários positivos ao coletor, passei batido por outros comentários da dificuldade de começar a usar. Ao acordar, não reservei tempo suficiente pra remover com calma. Acabei não conseguindo e fui trabalhar sem tirar o coletor, só consegui derramar um pouco. Só a tarde, novamente em casa foi que consegui remover, depois de muitas tentativas e com muuuuuuita paciência. Fiquei usando mais tempo que o máximo recomendado, ainda assim não senti nenhum desconforto. Apesar dos percalços, adorei o coletor e não vou desistir dele. Agora é pegar o jeito.

Ah! E quanto a fervura, comprei o meu coletor no site da MeLuna, junto com uma panelinha muito fofa, esmaltada por fora e com um acabamento atóxico por dentro.

Pili disse...

ah, e lola,
o unico apelido dado por um parceiro à minha vulva que eu tenha aceitado até agora foi:
Menina.
bom... eu mesma nao chamo, nao falo muito sobre... entao nao chamo de nada.
Mas me sinto estranha pra caramba falando vagina... vagina nao é o canal interno?
então... a gente não tá falando da belezura que fica por fora? :P
bom,
falo vagina pra nao me destacar muito das outras pessoas, mas imagino que o nome exato seja vulva...
claro que dependendo MUITO do contexto dá pra dizer xana, xota, apertadinha, borboleta, canoa, abre fecha, lagoa, minha, ninho, ostra

agora, pros meus ouvidos não rola:
buceta, baratinha, racha, dita-cuja, pomba, perseguida,

Felina disse...

a minha chama Shirley, com Y mesmo, bem chique ahahaha. e eu que sempre odiei menstruar suspendi mesmo, já faz quase 6 anos que não passo por isso e espero nunca mais precisar e não sei se usaria esse coletor não, por mais ecológica que tento ser, mas acho que isso seria muito pra minha cabeça.

Laetitia disse...

eu chamo a minha vagina de "amiga". não é muito original, acho, mas dá pro gasto, hahahaha...

bom, como a minha menstruação é FROM HELL, eu tento regular com medicamento pra menstruar o mínimo possível. mas tem hora que a danada desce, não tem jeito... e aí é aquela porcariada toda! não sou fã do "travesseiro interpernas", mas quase tive um piti quando tentei usar o absorvente interno de algodão, pq o troço me deu alergia lá dentro :S nada legal, né? planejo adquirir esse copinho de silicone há algum tempo...

Denise disse...

Esses coletores já existiam há pelo menos uns 10 anos só que eram de outra marca e eram descartáveis, embora eu lavasse bem e estavam prontos para outra. Gostava muito e de repente saiu do mercado. Eu tinha um monte deles. Muito bom também para transar durante a menstruação sem riscos ou preocupações de sujar a cama ou ter que forrar com toalha etc. Nunca achei complicado para colocar, parece um diafragma. E não incomoda nem um pouco. Bom saber que voltou!

dolcinha disse...

@Denise:
soh um detalhe: com esse coletor menstrual nao dah pra transar nao. Ele nao eh feito o diafragma, que deve ser posicionado na entrada do colo uterino. Esse coletor menstrual deve ser colocado dentro do do canal vaginal, mais ou menos no meio dele.

Paula disse...

@Barbara,obrigada pela dica! Eu realmente nunca tive filhos, só fico desconfiada porque meu fluxo é forte. :/

@Ximena hahaha! Ainda bem que vc riu! Lembrei daquela propaganda meio antiga que se referia ao pênis como "Bráulio" e os "Bráulios" de verdade não gostaram nem um pouco! Quem lembra disso?

Laila disse...

eu chamo de perereca mesmo, apesar de achar o nome feinho rsrsrs o meu marido às vezes solta um b*ceta, mas eu não curto não, acho pesado rsrs

sobre o coletor, estou há tempos querendo experimentar pq sinceramente odeio o absorvente convencional, mas os internos não seguram meu fluxo por mto tempo, tem q ficar trocando praticamente a cada 2 horas, é um porre!

Mas realmente achei o preço meio salgadinho, quem sabe qualquer dia me dá uma "louca" e eu encaro dar 70 pila no copinho...

Adorei o post, não tenho amigas no "mundo real" pra discutir essas coisas, então aqui no "mundo virtual" atendo essas minhas demandas hehehehe

BEijossss

dolcinha disse...

Meu coletor menstrual eh da marca Green Donna, vendido pelo site Guia Vegano

http://www.guiavegano.com.br/vegan/index.php?option=com_virtuemart&category_id=26&flypage=flypage.pbv.v1.tpl&manufacturer_id=6&page=shop.product_details&product_id=211&Itemid=239&vmcchk=1&Itemid=239

Eu tenho 33 anos, nao tenho filhos, mas comprei o Coletor n° 2, de acordo com as indicacoes do site. O pessoal do Guia Vegano eh super atencioso. Na epoca eu morava em Florianopolis, e como estava ansiosa pra receber meu copinho, entrei em contato com eles e eles me informaram q eu poderia buscar diretamente com o representante deles. Detalhe eh q eu nao sabia q era em Floripa. O senhor representante levou meu coletor no escritorio onde eu trabalhava e devolveu o valor do frete sem problemas!

Honestidade como jah nao vemos nos dias de hoje!

Por isso recomendo o site! Minha irma e uma amiga dela jah compraram os coletores delas lah tb!

beijukkas!

Jux

P.S.: Nao estou recebendo um centavo pra divulgar.

Ninho da Coruja disse...

Eu ganhei um misscup e usei em dois fluxos, eu gostei.
Eu já uso tem alguns anos absorventes de pano que eu mesmo faço, porque tenho alergia aos descartáveis, e nunca tive problema de vazamentos.
O misscup eu achei pratico para momentos que c não quer usar absorvente, dá para ir em piscina, etc...

Aoi Ito disse...

Tenho um problema com coisas dentro de mim, então por enquanto só uso absorvente e acho super confortável. Não tenho problemas com cheiro nem com "sangue podre" como falaram que era o problema dos absorventes externos aqui há muito tempo atrás. Até acho interessante entrar em contato com meu próprio sangue de vez em quando. Deve ser um pouquinho mórbido mas é como eu me sinto. :)

Nunca tentei o copinho e nem sei onde compra, mas acho que não me acostumaria com ele. Fluxo extremamente forte, dismenorréia, problemas com coisas dentro da minha vagina (Tentei usar OB e não rola, mesmo), e também não sinto necessidade de tentar o copinho. Estou okay com meus absorventes externos. A única coisa que me chama atenção é ser ecológico, mas isso vemos quando eu conseguir um, se eu conseguir um.

Liana disse...

Aoi, essa questão do fluxo muito forte pode ser algum problema de saúde como desregulamento hormonal, cistos. Eu mesma já passei por isso.

Vale lembrar que além de algumas mulheres realmente terem um fluxo mais forte há a questão do absorvente passar a impressão de que tá cheio de sangue quando o 'excesso' na verdade é o material que é superabsorvente e incha demais. Quando junta as duas coisas..

Já sobre a sensibilidade na área, isso varia mesmo de mulher para mulher. Pode ter desconforto para algumas.
O abs. interno me incomodava porque conforme ele absorve o sangue ele também absorve a umidade natural da vagina, resseca gerando incômodo, o que não acontece com o copinho que não interfere na área e se adpta.
Mas cada uma é cada uma. Para saber só mesmo usando.

Denise disse...

@Dolcinha,

Fui procurar os outros tipos e estou espantada com a variedade. Que beleza! O que eu usei e uso quando acho é o chamado Instead. Parece um diafragma e fica na parte de cima do canal vaginal abaixo do colo do útero. E é também mais barato que os outros, mas deve ser por que é descartável...

Aline Costa disse...

Oi Lola!

Uso o copinho desde que voltei a menstruar após o parto (1 ano + ou -). Descobri no grupo de mulheres, claro (quer coisa mais perigosas que um grupo de mulheres, rs). E foi a melhor descoberta da minha vida! Fui feliz desde a primeira menstruação! O coletor é uma revolução na vida mulher! E, claro, poucas ficarão sabendo... senão, o que será das empresas vendedoras de absorventes horríveis e poluentes?

O msm acontece em relação aos anticoncepcionais! O que será da industria farmacêutica se as mulheres descobrirem que podem ter controle sobre o seu corpo e seu ciclo menstrual, fazendo assim o seu planejamento familiar independente de drogas? Mais do que isso, o que seria do patriarcado, se todas as mulheres se auto-conhecessem o suficiente para serem donas dos próprios corpos?
Não, melhor não, né? Melhor incentivá-las e tomar remédios e usar absorventes! Triste mas é verdade!

A propósito, existe algum post seu que fala sobre essa questão dos anticoncepcionais e de métodos naturais contraceptivos alternativos?

Beijos

Bê. disse...

Sobre o coletor:

1. Sobre a garrafinha:
Uso há seis meses, coloco de manhã antes de ir ao trabalho e só tiro à noite, antes de deitar. Lavo no banho, ou na pia do banheiro mesmo. É tranquilinho, e o cheiro é o normal de sangue, mesmo - aquele cheiro ruim é culpa do contato com o ar mesmo.

2. Sobre o fluxo:
Cada pessoa tem um fluxo diferente, mas em geral é muito, muito menor do que a gente imagina. Absorvente externo engana.

3. Colocar X tirar:
É prática; no começo é mais complicadinho, mas depois que pega o jeito é três segundos! rs
Você vai pegando intimidade com o próprio corpo e aprende como colocar, tirar, a posição mais confortável, a altura que o copinho deve ficar etc.

4. Copinho X OB
Meu fluxo é muito pequeno, e por isso colocar o OB era um processo meio doloroso - o sangue não era suficiente pra lubrificar a entrada de um troço de algodão absorvente. Tirar era pior ainda, pq o OB absorve o sangue e todos os fluídos ali presentes, e grudava, doía, um saco. O coletor, por ser de silicone, escorrega pra dentro e pra fora bem mais fácil que o OB. E fica bem firme, e nunca vazou. É só acostumar como tem que colocar.

4. Meio ambiente:
Se durar mesmo os dez anos que dizem, imagina o quanto de absorvente que você deixa de usar nesse tempo. No caso do que eu comprei, o MoonCup, no site explica que o processo de produção do copinho é o mais limpo possível. Por exemplo, eles optaram por só fabricar o modelo transparente (em algumas marcas dá pra escolher cores berrantes e tal), para usar o mínimo necessário de produtos e processos químicos. Mas acho que a questão ambiental pesa menos na minha opção do que o conforto.

E pratico esportes, patino, nado, corro, e o coletor nunca me deixou na mão.

Niterói abre o bico! disse...

Encomendei pela internet. Quem quiser testar é muito mais barato comprar de fora. Paguei 35 euros em dois (um pra mim outro pra amiga igualmente empolgada)! E coloridos! E frete grátis!
Comprei o lunette pois vi uma crítica falando muito bem.

bjoo

Ximena disse...

@Paula hahah, mas é engraçado ^^

Barbara disse...

Pili, concordo plenamente com você! Todo munda fala de vagina a torto e a direito, quando a vagina é apenas o canal! Acho super estranho!

No próprio post sob a cirurgia cosmética dos pequenos lábios, muita gente falou em padronizar vaginas, vaginas feias e vaginas bonitas, quando a cirurgia não é de jeito nenhum na vagina, e sim na área externa, nas adjacências. Uma menina disse que já viu muitas vaginas: da mãe, das irmãs, das amigas...e eu fico: quê???? Sua mãe abriu as pernas e você olhou lá dentro? Porque é o único jeito de ver a vagina de alguém. Se você vê uma mulher nua em pé tudo que se pode ver é a vulva, não é mesmo??

Barbara disse...

Niterói, onde você comprou com frete grátis? Se eu achar frete grátis também me animo.

ALguém falou que deve ser mais fácil usar o copinho que o OB, porque o OB vai mais no fundo, mas eu acho que é justamente o contrário. A parte mais funda tem menos sensibilidade. Tenho medo de colocar esse copinho na parte mais baixa da vagina e ficar sentindo. Porque quando a gente põe OB mais pra baixo incomoda bastante.

:/

Laila zz ll disse...

a primeira vez q ouvi falar dos copinhos foi numa comunidade do orkut (ééé, rs), no topico falava sobre o miss cup e fiquei indignada com a quantidade de garota falando 'ai, q nojinho de usar isso' --"

na epoca fiquei tentada a comprar e como planejava ir a SP no fim do ano fui 'deixando'(nao queria pagar o frete q é caro p cá), acabei nao indo e esquecendo de comprar "/

Liana disse...

Barbara, quem falou fui eu, assim como a Pili usei o termo como 'genérico' pois era o que se estava falando e não quis perder tempo. Foi-se tempo que fiz técnico em enfermagem e já troquei um bocado de fralda, depilei e já ajudei um outro tanto após partos por isso já vi várias genitálias femininas e masculinas. Hoje não trabalho mais com isso, então não tenho visto muita periquita.

Barbara disse...

Liana, sim, sim, tudo bem, é claro que eu não sei do seu caso particular, nem precisa me explicar, só quis dizer que acho estranho o uso do termo de forma tão geral! Pra ver tantas vaginas só se você trabalhar na área de saúde ou for lésbica!

;P

Caroll disse...

Achei interessante!!
Eu gostaria de experimentar pra ver qual é desse copinho!!rs

Pili disse...

oi barbara,
que legal que vc concorda comigo em chamar de vulva.
adoro me sentir apoiada :) valeu.
mas eu ia gstar mais se vc concordasse com o subsidio pra economico pra absorventes!!
que tal?
eu to meio sem tempo pra fazer pesquisas na rede, mas to querendo entender melhor quantos estão inclusos nas cestas básicas, e de que tipos.
joguei as palavras chaves no google e achei um resultado excelente. Proposta de lei pra garantir distribuição gratuita.
http://jusclip.com.br/servidora-da-assembleia-quer-entregar-a-dilma-proposta-de-distribuicao-gratuita-de-absorventes-intimos/

Pili disse...

ah,
é óbvio que as diferentes opções de material higiênico (copinho, absorvente interno, externo, descartável ou lavável) tem que estar igualmente ao acesso das mulheres. e das adolescentes.
cada uma é que vai descobrindo o melhor método pra si.

outra curiosidade é essa calcinha absorvente descartavel:
http://www.youtube.com/watch?v=DNbqm5Xna7c
pensando no descarte e na poluição imagino que esteja na contramão dos nossos anseios...
mas aí me veio a pergunta.
será que há algum público alvo específico pra isso?
De repente gente que tenha sei lá um fluxo muito intenso.
hãn?

Marcinha disse...

Acho a idéia bem interessante, mas desisti de comprar, pois através das minhas pesquisas no site do fabricante, eu descobri que você não pode usar o copinho se usa DIU... Então, fica pra proxima.

Pili disse...

gente, desculpa se to ficando chata, mas esse link tbm é mto bom.
Também fala sobre o impacto da menstruaçao na economia de cada uma.
http://www.tpm.com.br/ler_artigo.asp?cod=68

Andressa disse...

Eu AMO meu coletor!
Uso há quase 3 anos e digo que foi a minha melhor compra de todos os tempos! Realmente mudou minha vida, porque os absorventes tradicionais (internos ou externos) me incomodavam demais. Não gostava de sentir o sangue descendo (na época, parecia uma hemorragia, hoje vejo que nem era tanto), não gostava do cheiro, de ter que ficar trocando toda hora... Me sentia realmente incomodada! Aí descobri o cup e foi uma revolução! Hoje, não fossem as cólicas, nem sentiria que estou menstruada quando uso o coletor. É muuuito confortável! E, ao contrário do que alguém (que certamente não usa o cup) comentou aí em cima, é muito prático, sim! Não tem nada de "levar garrafinha", a não ser que vc passe muito tempo fora de casa, já que ele pode ser esvaziado a cada 12h. Eu esvazio e lavo pela manhã, antes de sair, e depois só o faço novamente no banho, lá pelas 20h. E isso que eu achava que meu fluxo era intenso, mas nem chega a encher o copinho.
Sem falar nos benefícios pro ambiente, na economia de dinheiro (os R$ 60 do meu se pagaram rapidinho!).
Enfim, recomendo demais! O meu é da marca Green Donna e comprei no Guia Vegano. Comprei o tamanho 2 por causa do fluxo, mas a diferença de tamanhos é sutil. Na dúvida, recomendo o 2 mesmo. Nunca vi ninguém reclamar de ser mto grande.

Tauana disse...

Muito bom o post, lola!
tenho um copinho, mas não me adaptei bem... cortei uma parte do cabinho, mas me machuca um pouco. Acho que os que tem uma bolinha para puxar devem ser melhores. E já deixo a dica: se alguém tiver dificuldade para tirar a manha é esperar um pouco e relaxar, porque quando a gnt fica nervosa tensiona tudo, inclusive o músculo da vagina e aí fica mais dificil. Tem outras dicas em fóruns caso alguém tenha problema.
e já que o assunto é esse super recomendo o filme "Monólogos da Vagina" de Eve Ensler. É bom demais!
aqui tem uma parte dele em espanhol: http://www.youtube.com/watch?v=r64pOcmB28I
mas tem para baixar com legenda em portugues tb. é só procurar. ;-)
e acho que o nome do nosso blog cabe bem aqui: viva la vulva!

Renata Lins disse...

Ih... acho "vagina" bem ruim. Ava Gina, aquela em homenagem à Ava Gardner e Gina Lollobrigida. Mei medicalizado pro meu gosto.
Confesso: depois que cresci e consegui dizer, uso boceta. Tipo "marcha das vadias". Ainda tem uma terminologia caseira que é "papo b". B de.. isso.

Talita disse...

Lola,
Uso o copinho a mais de um ano, e AMOOO!

Tem todas as vantagens que as meninas citaram mesmo.

Colocar e retirar é prática, e é excelente para entrarmos em contato com nosso corpo, saber como ele é mesmo.

Não faz meleca para retirar, e eu nunca precisei utilizar a tal da garrafinha.

Coloco e retiro no banho.

Recomendo fortemente, o copinho foi uma libertação para mim! Adoro, acabou a história de vazamento e manchas na roupa. Dá pra dormir sem calcinha... muito, muito bom.

Chega de cheiro de sangue decompondo, descobri com o copinho que o sangue tem um cheiro característico, cheiro metálico - do ferro presente na hemoglobina.


Recomendo fortemente.

Abraços.

barbsm disse...

Não resisti e resolvi participar dessa "conversa de comadres" também. Ouvi falar do copinho há pouco tempo, em um site feminino que não me recordo. Achei a idéia fantástica e, conversando com mulheres no twitter, descobri que muitas gostaram, mas apenas uma delas usava. Comprei o meu com a Miss Cup, meio que por ser um produto nacional e por saber que se eu precisasse de orientação, eles estariam aí. Esse mês está sendo o primeiro em que eu uso efetivamente o copinho (não consegui usar no mês passado porque fez uma semana de muito frio aqui no sul e, pela falta de prática, não quis colocar minhas mãos geladas lá, hehe) e o que eu pude notar até agora é que ele é realmente bem confortável. Sempre incomoda um pouco logo após colocar, parece que não encaixou direito e tal, mas depois de alguns minutos o corpo acostuma e você nem sente mais. Também tive que cortar um pedaço da pontinha e concordo com a moça que disse que os que tem "bolinha" para puxar são provavelmente mais práticos. Sempre dá um pouco de nervoso na hora de tirar, mas a melhor técnica que eu encontrei nesses poucos dias de uso é a de tirar no banho, em posição "agaixada", fazendo força mesmo para empurrar com os músculos vaginais e puxando pela pontinha com os dedos. No mais, a não ser pela cólica, eu praticamento esqueço que estou menstruada, porque não há aquela sensação da menstruação descendo, nem o incômodo do absorvente.

Anônimo disse...

Tenho um Misscup há quase 1 ano e realmente AMO!
Não sei como vivi sem ele antes. No começo precisei de umas dicas que a própria empresa me orientou e depois foi só alegria.
Até durmo sem calcinha!
Vale cada centavo, recomendo.
Bjs
Fabíola

Weber disse...

Ai Lola, já fiquei sabendo desse copinho há alguns anos, e senti curiosidade. Pela sustentabilidade, e por não achar nada demais retirar e limpar. Afinal, a gente vê sangue todo mês. É coisa nossa. Mas minhas amigas praticamente TODAS sentem um nojo desgraçado disso, e comentam como se fosse um absurdo quando descobre que existe tal coisa. Eu fico no meio, argumentando que sinceramente não tenho nojo de algo que sai de mim, mas sempre tô sozinha nessa. Engraçado isso, não? Acho q esse copinho viria mesmo pra acabar com vários tabus do corpo. Pq nojo de introduzir algo? Pq nojo de sangue? Pq não se pode falar em menstruação, algo tão tão tão banal? Bom, ainda não comprei, achei o tamanho meio grande, mas sei q é uma questão de tentativa... quando tiver algum $$ sobrando, acho q vou investir sim. Bjs, Lola!

Anônimo disse...

Comprei um de silicone eu acho no site Aliexpress.com por 10 dólares e frete gratuito e estou esperando chegar....

Vamos ver se vai dar certo, espero que sim. Já usei tampão médio e vazou. Lá eles vendem também calcinhas impermeáveis.

Comprei somente pelo fato de não ter mais de gastar dinheiro com absorventes. Esse papo de ecologicamente correto e conhecer a própria boceta, pouco me importa.É uma forma de sexualizar ainda mais as pessoas.

Esses copos menstruais geralmente tem em dois tamanhos diferentes, um para mulher q já deram a luz e para as q não deram.Tem marcas que classificam também por idade da mulher.Tem de observar essas especificações.

Girlaine Duque disse...

Meninas, vendo coletores da marca MeLuna, interessadas façam contato: laneduque@yahoo.com.br. Bjs.