segunda-feira, 18 de outubro de 2010

AS NOSSAS PRÁTICAS E AS DELES

No final da semana passada li num blog de extrema direita um puxão de orelha a um programa eleitoral do PSDB, que ousava responder às “acusações” (alguma mentira?) sobre as privatizações do governo FHC. O blog bradava que a campanha devia ter uma só pauta, “aborto, feto, embrião, religião, assassinato em massa de criancinhas”. O reaça-mor (ou eu erro em chamar um cara assim de reaça, e oh, estou ferindo sua sensibilidade?) pregava votar em Serra como uma missão, nesse nível: “cada voto vale uma vida”.
Agora, sério, se você tiver um só osso progressista, humanista, sensato no seu corpo, você fica com vergonha de votar num candidato que esse pessoal fascista apoia. Você fica com nojo dessa campanha. Você quer defender o seu país das garras desses obscurantistas. E pro pessoal que diz, puxa, mas Serra não é de direita, aliás, ele é de centro esquerda, eu só posso dizer: você está desatualizad@. Se algum dia tanto Serra quanto o PSDB já foi de centro-esquerda, esse dia já acabou faz muito tempo. FHC nunca fez um governo de centro-esquerda. Pelo contrário. Ele tentou seguir o mesmo roteiro neoliberal imposto pelo FMI a todos os países da América Latina. Um roteiro que afundou a Argentina, como se pode ver no documentário Memórias do Saque. Lá diz assim: “Não existe um só país que entregou seu gás e seu petróleo sem ter perdido uma guerra”. A Argentina fez isso. Vendeu tudo e capotou. FHC tentou fazer o mesmo com o Brasil. Alguma dúvida que, se o PSDB tivesse seguido no poder, hoje estaríamos na mesma situação do México? (México está quebrado, pra quem não sabe). Outra perguntinha: se Serra não é de direita, se o PT não é de esquerda, se é tudo a mesma droga e eles são iguais e político nenhum presta e tanto faz, por que todas as pessoas mais conservadoras, mais retrógradas, mais de direita, apoiam o Serra? Não é uma mórbida coincidência? Por que essas pessoas sempre odiaram o PT, se o PT, afinal, dizem, não é de esquerda? Eles não gostam da barba do Lula, é isso? Deve ter alguma explicação. Ah, sei! É que o PT é corruPTo (assim que eles escrevem essa palavra, como se ela tivesse sido criada em 2003). Porque o PSDB/DEM em quem eles sempre votaram é um modelo de honestidade e transparência, certo? Essa bandeira da moralidade não cola. É só uma bandeira pro reaça cobrir o rosto e dar a discussão como encerrada. Porque eles não têm argumentos. Não têm. Todos os indicadores mostram um salto enorme do país, uma melhora gigantesca. Os índices recorde da aprovação ao Lula provam que quase todo mundo tem essa visão. E tudo que eles continuam dizendo é que o Brasil é o esgoto do mundo, que Lula é analfabeto e picareta. No primeiro turno, tentaram botar o rótulo de terrorista e mentirosa em Dilma. Não colou. Agora, colocaram abortista. Esse colou.
E por que colou? Por apenas um motivo: por ela ser mulher. Até sábado, simplesmente não falavam de aborto com Serra. Não perguntavam nada sobre o tema pra ele, porque ele é homem, e aborto é problema de mulher. E mulher, eu aprendi com meus alunos (mesmo alguns mais progressistas), é um bicho perigoso, que engravida (sozinha!) com apenas dois objetivos: 1) fazer um aborto, que, como sabemos, é o desejo máximo de toda mulher; 2) se continuar com a gravidez, será unicamente para exigir um teste de paternidade e descolar uma pensão do pobre mané que, putz, foi transar com aquela maria-chuteira. Quer dizer, eu pensava que essa argumentação só era usada contra mulher que transa com cara rico e famoso, mas não, descobri que é usada pra toda mulher que faz sexo com um cara. Porque mulher não gosta de sexo, lógico. Logo, pra se sujeitar a fazer sexo, eeeca, só pode ter essas intenções malignas por trás. Também aprendi que mulher só engravida se quiser. É, foi uma semana proveitosa. Um aluno chegou a dizer que mulher só engravida sem querer se for estuprada. E nesses casos ela pode fazer aborto. E acabou. Esse é o pensamento que os machos jovens de hoje dedicam à questão do aborto.
Sei lá, eu devo andar com as companhias erradas, porque, em toda minha vida, nunca conheci uma mulher hétero que não se perguntou algum dia, no desespero: “Será que estou grávida?! Pô, e essa menstruação que não vem?”. Por incrível que pareça, a maior parte das mulheres que conheço é responsável (coisa que seus parceiros não são), e usam métodos anticoncepcionais. Preocupar-se com a menstruação atrasada faz parte da vida de toda mulher em idade reprodutiva. Homem não consegue entender isso. Eles acham que, engravidou, tudo bem, a responsabilidade é da mulher, ela que deve arcar com as consequências, e qual é o lance, anyway? Tenha o filho e pronto. Ou aguente nove meses e entregue o rebento pra adoção. Claro, pra eles é fácil falar. Eles não vão nem pagar pensão. Mas eu fico pasma que homens com uma incapacidade tão grande de empatizar com mulheres, de entender mulheres, se dêem o direito de ditar o que cada mulher deve fazer com seu corpo.
Então, não venham me dizer que nããããão, o fato (porque é um fato, não?) do aborto dominar o segundo turno (e tirar votos! Eu morro de rir quando vejo editorial dizendo que não, imagina, o que impediu a vitória de Dilma no primeiro turno não foi a questão religiosa – foi a corrupção na Casa Civil. Puxa, é mesmo, deve ser por isso que a gente não para de falar na Erenice!) não é por Dilma ser mulher. Marina deu uma entrevista dizendo que, pra ela, só faziam perguntas sobre aborto.Como Serra tem um pênis, esse não é assunto pra ele, a menos que seja pra se apresentar como salvador das criancinhas indefesas que as mulheres, essas facínoras, querem exterminar.
Esta eleição é a mais suja desde a de 1989 (e eu escrevi este post na sexta, antes do tio Rei dizer o mesmo, no sábado, por motivos que já já explicarei). Em 89, pra quem é muito jovem pra lembrar, Collor pagou uma ex-namorada de Lula, Miriam Cordeiro, para aparecer no seu programa eleitoral dizendo que o sapo barbudo (apelido não muito carinhoso dado pelo Brizola) pediu para que ela fizesse um aborto (veja o vídeo velhinho aqui). Deve ter sido uma beleza pra filha dos dois, Luriam (que, by the way, Lula assumiu sem precisar fazer teste de paternidade, sempre pagou pensão e, inclusive, tem um bom relacionamento com ela), então adolescente, ouvir tal revelação de sua mãe, em horário nobre. Essa baixaria (que foi amplamente divulgada pela mídia, que apoiava Collor, aparecendo primeiro no Jornal do Brasil, depois no Jornal Nacional) tirou muitos votos de Lula, mas, ainda assim, ele não foi tachado de abortista nem teve de negar que, no seu governo, legalizaria o aborto. Não virou tema de campanha, entende? Até porque Miriam deu outras declarações incômodas contra Lula, como inventar que ele era racista. Eu fiz campanha direto nas ruas de SP em 89 (sem receber um centavo; aliás, pagando pela estrelinha), e pude constatar que a acusação de racismo pesou ainda mais contra Lula que a do aborto. Mas não foi só isso que roubou de Lula a vitória, por uma margem minúscula de votos. Houve outros dois episódios: sequestradores capturados vestidos com camiseta do PT, e a edição do último debate que a Globo realizou entre Lula e Collor. Quem sabe, sem um desses três fatores, Collor não teria vencido (e sabe-se lá como seria o governo Lula, numa época em que o PT era muuuuito mais radical. Ninguém vai me convencer que teria sido pior que o governo Collor). Ah, duas palavrinhas sobre Collor. Eu ouço gente falando das alianças terríveis do governo Lula, como se gente que se alia com o DEM tivesse moral pra criticar qualquer aliança. Olha, ninguém no mundo é mais purista que militante petista. A gente não gosta de aliança. A gente odeia o Collor. Odeia, de paixão, até porque a gente não esquece do estelionato eleitoral que fizeram em 89. Até porque a gente nunca votou nem votaria no Collor. Mas sabe, alguém votou, e desconfio que sejam essas mesmas pessoas que sempre odiaram o PT e hoje criticam a aliança entre Lula e Collor. Assuma a responsabilidade, pessoal. Foram vocês que elegeram Collor em 89, não nós. A gente era o adversário dele, lembram? E vocês votaram no caçador de maracujás porque tudo menos PT. Mas a aliança de hoje entre PT e Collor, tão criticada, não existe. Collor concorreu ao governo de Alagoas e perdeu (deus é pai!). Apoiou Dilma, mas e daí? Isso não quer dizer que o PT tenha qualquer compromisso com ele (o PT tinha seu candidato, Ronaldo Lessa, que foi pro segundo turno). Inclusive, Collor hoje é filiado ao PTB, e quem vocês acham que o PTB apoia, Serra ou Dilma? (dica: começa com S). Vocês acham mesmo que Collor faria parte de algum governo petista? Mas pode apostar que Tasso Jereissati, Arthur Virgílio, Roberto Jefferson, fariam parte do governo tucano. Não é só apoio. Apoio é fácil, qualquer um dá. É aliança. É estar na mesma chapa. O PSDB não disputa eleição sem o DEM junto. E, bom, se você acredita na lisura do DEM, partido de coronéis, de ACM (que nunca fez aliança com o PT), do panettone Arruda, de Bornhausen, você tem muito o que aprender sobre política.
Naquela época, 89, havia uma penca de boatos não tão infundados sobre o Collor. Boatos feios sobre envolvimento com cocaína, com estupro e morte de uma menina de 7 anos em Brasília, de destempero mesmo, do pai que havia matado um senador em plena sessão de Congresso... Qualquer jornalista brasileiro sabia disso. O PT certamente sabia disso. Saiu tudo publicadinho numa reportagem da revista americana Vanity Fair (que a mídia, que apoiava o Collor, conseguiu esconder). Quanto desse material o PT usou contra o Collor em sua campanha? Nada. Zero. Não existia internet na época, mas havia santinhos apócrifos. Todos, incrivelmente, contra o Lula. O PT nunca divulgou nenhuma dessas informações contra seu inimigo número um. Aí vieram as disputas contra FHC. FHC tinha um filho bastardo com uma jornalista da Globo, e, again, toda redação de todo jornal sabia disso. Foi tema de campanha do PT? Não, porque a coordenação achou que não deveria falar da vida pessoal de um candidato. Nem em 94, nem em 98 (o filho é de 91).
Agora, vamos comparar essa postura ética do PT com a campanha do Serra, que não conhece limites. Os emails mandados são inacreditáveis no preconceito, na baixeza, nas mentiras. Pensar que esses emails são obra apenas de gente que gosta do PSDB (ou melhor, que odeia o PT) é ser muito, muito ingênuo. Há toda uma mobilização profissional na divulgação dessas mensagens. No sábado descobriu-se que gráfica ligada ao PSDB imprimia 18 milhões de santinhos contra Dilma, para serem distribuídos em missas. Antes, que telemarketing tucano ligava pras residências pra incitar eleitores contra a Dilma abortista. Não é uma tarefa fácil porque, ao mesmo tempo em que se espalha a baixaria, não se pode mostrar quem está por trás, já que isso poderia tirar voto (putz, meu candidato manda email dizendo que Dilma foi prostituta de terrorista?! E esse aqui, dizendo que ela teve um caso de vários anos com uma empregada doméstica, não é meio baixo não? Triple win do preconceito: Dilma não só seria lésbica como ainda gosta de negro e pobre, argh!).
Aí a gente fica sabendo de algo que parece não ser boato: que Monica Serra fez um aborto. Como se sabe? Porque ela falou isso pras suas alunas numa aula na Unicamp. E como sabemos que ela falou? Porque uma das alunas decidiu postar o relato no seu facebook. Outras colegas confirmaram. E nenhuma condena Monica por ter feito o aborto. Pelo contrário, entendem que essa é uma decisão de cada mulher, e são a favor da legalização do aborto. A ex-aluna só estranha que Monica tenha dito pra um eleitor evangélico da Dilma, no final do primeiro turno, “Mas ela é a favor de matar criancinhas!”. E o PT vai explorar o aborto do casal Serra? Não, não vai. Porque simplesmente nunca adotou os métodos de seus adversários de falar sobre a vida pessoal. E também porque não acha que uma mulher abortar seja algo condenável. Mas vamos imaginar que fosse a Dilma que tivesse dito pra colegas que fez um aborto, e uma dessas colegas escrevesse a respeito no facebook. Quanto tempo vocês acham que levaria pra isso parar em todos os emails, santinhos apócrifos, missas e tal? Vamos imaginar também que uma das principais coordenadoras da campanha de Dilma tivesse declarado pra maior revista do país ter feito um aborto, como Soninha fez pra Veja. Porque sabe, esse é o tema da campanha. É o tema que está beneficiando unicamente um candidato. Um candidato que está distribuindo milhões de santinhos com as palavras “Jesus é a verdade e a justiça” acima da sua foto e do número 45, pedindo aos eleitores, inclusive, levarem esse papelzinho pra urna.
Eu não sei. Às vezes penso se compensa pro PT ser tão limpinho, tão bonzinho, tão acima das práticas ilícitas de outros partidos — partidos esses que têm a cara de pau de nos chamar de corruptos e imorais. Enquanto a gente tá aqui, cheio de ética, sabendo que joga o jogo limpo e sentindo-se bem por isso, o outro lado nem pisca. Claro, se Dilma ganhar, vai ter valido a pena. Mas e se perder? Fica a minha pergunta, pra qual não tenho opinião formada ainda: devemos baixar o nível pra ganhar eleição? Nossos colegas à direita não precisam reponder. Deles já sabemos a resposta.
---
Escrevi isso tudo que você leu acima na noite de sexta. No sábado, a Folha publicou a história do aborto dos Serra, que os tucanos só foram desmentir à noite. Eu acredito na Sheila Ribeiro, bailarina que contou a história. E, se eu fosse ela, teria feito o mesmo. Por que ela mentiria? Ela deixa claro que só contou o que Monica disse à sala porque aborto virou a pauta deste segundo turno. Prova disso é que Serra já foi candidato a presidente (e a prefeito, e a governador, e a tantos outros cargos que ele sempre largou no meio) em
2002, e ninguém falou nada sobre o aborto da Monica. Por que não? Porque não era relevante, aborto não era tema. E por que não? Porque eram dois machos disputando.
Mas agora fica a palavra de Monica contra a de suas ex-alunas. Ninguém mais vai falar no caso. A velha mídia não dará destaque. Pelo menos aborto sairá da pauta. Também, o estrago (contra Dilma) já foi feito. Insistir nisso seria arriscado pros reaças, porque chegou num ponto de saturação, em que o assunto podia começar a tirar votos do eleitor menos obscurantista (deve existir esse tipo de eleitor entre os reaças). Bom, é certo que o tema seguirá, mas desta vez só nos emails e nos blogs sujos deles. Já alcançou quem tinha que alcançar, que eram os religiosos. Minha dúvida é: será que o PT não consegue alcançar esses mesmos eleitores, também por emails apócrifos, e passar o link pro artigo da Folha sobre o aborto dos Serra? Só isso: mandar pro pessoal uma mensagem, olha só como o seu candidato é hipócrita, condena a adversária de fazer algo que ele já fez, vai aí o link pra reportagem. Isso seria jogar sujo? Mesmo se eles já fizeram, e continuarão fazendo, coisa muito pior?

82 comentários:

Shiryu de Dragão disse...

Lola, votei no Serra no primeiro turno e me arrependi! muito baixa essa campanha dele! Vou votar na Dilma pq quero muitos concursos públicos.
Ah, tb adoro irritar os crentes!!! essa gente nojenta!! se pra irritar os crentes é necessário votar na Dilma entao votarei!
Bjos.

Carol Winchester disse...

ÓTIMO POST!!!!!!!!
Já tava revoltada por causa desse negocio do aborto.

Patricia disse...

Lola, texto excelente!
Você tem toda a razão.
Só faço uma ressalva quanto ao Collor aqui: a moça a que você se refere no texto que ele teria estuprado e matado aqui em Brasília é, na verdade, uma menininha de apenas 7 anos, a Ana Lidia. Mais informação aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Ana_L%C3%ADdia e aqui: http://www.jblog.com.br/hojenahistoria.php?itemid=9988
A história toda até hoje choca as pessoas e teve requintes de crueldade, envolvendo uma orgia e horas de tortura, até a morte dela.
Até hoje não encontraram os culpados oficialmente. Mas, por conta dos nomes dos envolvidos, comenta-se que, na verdade, o caso foi abafado.
Beijos!

aiaiai disse...

Lolinha,

vc sabe como estou revoltada com essa campanha. Mas, mesmo assim, tenho que dizer que prefiro perder a ver o partido que sempre apoiei lutar com as armas sujas que os outros sempre usaram.

Entendo que estamos em um processo histórico de amadurecimento da democracia no Brasil e que o PT tem o dever de liderar esse processo, de forma limpa e consciente, porque é o único partido que realmente tem partidários. 35% das pessoas que afirmam ter preferência por um partido, apoiam o PT!!! O segundo colocado tem apenas 5%...Ou seja, o PT é o partido líder, é o único partido com condições de contribuir realmente para a democracia brasileira. E, se jogar com armas sujas, vai deixar uma marca difícil de apagar em sua trajetória.

A gente não vai perder essa eleição. Ainda temos duas semanas para alargar a vantagem de 8% constatada nas últimas pesquisas, lutando para ganhar os votos dos progressistas que votaram na Marina e também dos que anularam pq acreditaram nas mentiras do psdb/dem.

Só vamos ganhar esses votos mantendo a postura limpa, transparente e conciliadora. Quem votou na Marina porque quer mais ética na política, não votaria na Dilma caso ela resolvesse, de uma hora para outra, embarcar em uma campanha suja.

Eu estou cada vez mais orgulhosa da Dilma e do Lula, por ele ter escolhido ela. E um dos motivos é a postura que ela vem tendo, mesmo diante dos ataques violentos que está sofrendo.

Vamos ajudá-la e vamos vencer. Limpos e justos como sempre!

Quem ainda tá na dúvida, quem ainda pensa em branco ou nulo, por favor, leia esse documento. Parece grande mas tem tanta informação relevante que vc lê em menos de 5 minutos.

Se estiver com pressa, uma imagem vale mais do q mil palavras: vá direto à pág 40.

http://tiny.cc/s2y00

Borboletas nos Olhos disse...

Eu ia escrever um comentário mas, lendo aiaiai, vi que seria desnecessário. Também prefiro a campanha limpa e a certeza de que estamos re-construindo um país de forma mais justa, inclusiva e consciente. Bjs

Dáfni disse...

Olha, Lola, tem muita coisa que eu concordo no que disse no texto; mas não concordo em vc fechar os olhos para as alianças que o PT fez e vem fazendo, para partidos como o PP (do Paulo Maluf!!!) dando apoio à candidatura do PT mediante mudanças nas propostas de governo, e achar que isso é muito diferente da aliança com o DEM, só porque é o PT. Acho que este tipo de atitude, de esconder a sujeira para debaixo do tapete e quando convém, não ajuda ninguém que está indeciso ou querendo votar nulo a mudar de posição.

Está na hora de assumirem as qualidades E os defeitos. É muito mais honesto.

Lord Anderson disse...

Confesso que ja estou bem cansado com essa eleição.

O meu intusiasmo ja quase saturou devido a tanta baixaria, e ao conservadorismo da pior especie que tomou conta da campanha.

Mesmo assim, continuo na defesa da eleição de Dilma por um monte de motivos e tb pq não pretendo permetir que o PSDB/DEM faça no pais oq ja faz aqui em SP.

O Brasil não pode retroceder.

Para frente, evoluindo, melhorando, sempre.

aiaiai disse...

Dafni, querida, eu achei o acordo com o PP muito bom...Vc teve a oportunidade de ler os 4 pontos acordados?

Segue (fonte revista Época):


A candidata Dilma Rousseff (PT) aceitou as quatro propostas de modificação da legislação tributária feita pela cúpula do Partido Progressista (PP) como condição para apoiá-la no segundo turno da campanha presidencial: 1- Ampliação do Supersimples, um sistema de arrecadação de impostos por estimativa de faturamento que atinge hoje as pequenas e médias empresas e que seria ampliado para segmentos maiores da economia. 2- Imposto zero para qualquer tipo de investimento na produção em qualquer região ou setor da economia. 3- Adoção de mecanismos administrativos para evitar dumping sobre as importações brasileiras, principalmente de bens de capital. 4- Adoção de um programa nacional de desburocratização nos moldes do adotado no final da década de 1970 pelo então ministro do setor Hélio Beltrão.

aqui o link da fonte http://colunas.epoca.globo.com/comdilma/

aiaiai disse...

E mais, o Paulo Maluf é do PP paulista que apoiou a candidatura alkimin contra mercadante. Não fizemos acordo com o PP de Paulo Maluf e sim com o PP nacional.

E, aproveitando, a boa notícia é que paulo maluf teve sua candidatura cancelada pelo TSE e, muito provavelmente, não vai tomar posse.

Coisa boa é ter congresso sem Maluf, sem collor, sem jereissati, sem um monte desses coroneis nojentos!

Fabíola Líper disse...

Lola, você está coberta de razão! Creio que é hora da militância ir as ruas e mostrar sua força! Não podemos permitir que essa sujeira da campanha tucana torne Serra presidente. Um abraço. Fabíola Líper.

Borboletas nos Olhos disse...

aiaiai, exatamente, tb achei boas propostas. Tá na hora da gente se desprender das figuras individuais, o partido de fulano ou de sicrano e ver as bases temáticas que estão sendo discutidas. Eu não voto na Dilma, eu voto no projeto que a Dilma representa. Meu voto é na legenda desde minha segunda eleição, pelo que me lembro Nunca me arrependi.

Dáfni disse...

Pra gente se despreender das figuras pessoais, temos que fazê-lo dos dois lados: tanto do Serra (e aí esquecer o que é o DEM e a corja que vem junto) quanto do PT (e aí esquecer que o PP é o antigo PDS e Arena). Dois pesos e duas medidas? Por que? Vamos ser coerentes!

Borboletas nos Olhos disse...

Não estou me prendendo a nenhuma figura individualizada do DEM. Meu problema com esse partido é em relação a seus princípios e propostas. É em relação ao projeto que tem para o país pautado na exclusão a na concentraão de renda. Eu sou coerente. Voto em propstas e deixo de votar por causa de propostas. Sou também educada e evito comentar sem ter compreendido completamente o ponto exposto.

Dáfni disse...

Quer dizer que as propostas do PP te satisfazem, de forma geral?

Borboletas nos Olhos disse...

Não, as propostas do PT me agradam d forma geral e os quatro pontos acordados com o PP e que pautam a aliança entre PT e PP no âmbito nacional também me agradam.

Dáfni disse...

Ok, mas agora então vamos para o próximo ponto: lhe agrada ver o PT coligado com um partido (ou "parceiro") que tem a história que tem, de direita da ditadura militar? Pra mim, ser o PP ou o DEM dá na mesma. É ruim igual.

Quando eu leio um texto como este:

http://www.dcomercio.com.br/materia.aspx?id=53803&canal=14

do Olavo de Carvalho, eu percebo como a direita é, e o que será ela de volta ao governo. Me enoja. E querendo ou não, os representantes mais significativos desta direita são o DEM e o PP, não tem como não pensar neles.

Eu só acho que a abordagem dos militantes do PT de atacar atitudes e posições da outra campanha sendo que não está fazendo muito diferente não ajuda em nada, só afasta quem está duramente tentando se decidir no que fazer: votar Dilma ou nulo. Porque muitas dessas pessoas não são despolitizadas e engolem com farinha; tem suas posições, e não são representados por nenhum dos dois candidatos. E justamente por isso pensam no voto nulo, mas poderiam ser convencidos em votar na Dilma. Mas quando começa a demonização e a dicotomia "como eles são maus e nós somos bons", essas pessoas vêem que não há argumentos e muito menos motivo para fazer diferente.

Eu estou nessa, assim como muitos colegas meus. Então, seria bem interessante vcs começarem a ouvir estes eleitores, antes de atacá-los e espantá-los. Convençam-nos com argumentos, não com a campanha do "tenho medo". A gente merece!

Masegui disse...

Belíssimo texto! Tô aqui no meu canto, comentando muito pouco porque não tolero esses reaças e fico muito exaltado. Também, não gosto de levar desaforo pra casa. Sei que violência não resolve nada, mas comigo é assim, bateu levou. No caso dos panfletos, por exemplo, eu teria botado fogo na gráfica e, quiçá, na igreja responsável. E f*da-se o resto!

Erika disse...

Nossa, não dá mais, essa campanha acabou e acho que o Serra vence. Eu sabia disso desde o primeiro turno, se a Dilma não liquidasse ali, o Serra levaria, porque teria tempo de sobra para pôr em prática todo o seu arsenal antiético.
Boatos se propagam em progressão geométrica; se no dia 3 de outubro já tinham atingido tanta gente, imaginem agora!

O que mais dói é saber que a candidatura Marina Silva serviu para isso, só para isso (e quem não sabia que era só para isso?), para dar tempo aos tucanos, para dar tempo para que essa campanha imunda machista-misógina-homofóbica se propagasse pelos rincões do país. Como tanta gente caiu nessa?

Outra coisa triste é saber que o brasileiro está mais preocupado em mandar prender mulheres e em discriminar homossexuais do que em ver seu país melhorar. O nordestino lá de Canindé prefere passar fome e ver o Brasil ser governado só para São Paulo do que viver em um país onde mulheres são livres e homossexuais tem direitos reconhecidos. Que tipo de gente é essa? Sinceramente, chego à conclusão de que o Brasil realmente não vale à pena, é preconceito para todos os lados: do rico contra o pobre/ do branco contra o negro/ do sudeste-sul contra o nordeste etc. e pior de tudo é ver o nordestino-pobre-pardo, tão discriminado e abandonado por anos de exclusão do Nordeste do mapa político do Brasil, baseando seu voto também no preconceito contra minorias... pensando bem, um povo assim até que merece acordar o primeiro de janeiro sendo governado por José Serra e Índio-quer-apito.

Borboletas nos Olhos disse...

Dafni, eu sempre tenho cuidado com generalizações. Procuro não pautar minhas discussões políticas no discurso do medo. Se você tiver lido algo que escrevi no meu blog ou nos comentários aqui na Lola poderá perceber que minha campanha é afirmativa. Eu sempre argumento pautada na minha experiência de educadora, mulher, nordestina e sertaneja que viu o Brasil melhorar nos últimos quatro anos no que se relaciona a todos estas características que me tocam.
Hoje, inclusive, tal como aiaiai, apontei que prefiro a campanha limpa como o PT, institucionalmente, sempre procura fazer. Eu não demonizo mas não posso negar que considero as duas campanhas radicalmente diferentes no que toca ao discurso e ações difamatórias.

Borboletas nos Olhos disse...

Erika, o Ceará deu 64% dos seus votos para Dilma. Não se deixe levar por imagens ou pela propaganda do Serra. A campanha não acabou.

lola aronovich disse...

Dáfni, eu nunca votaria em alguém no PP pra cargo nenhum, nem pra vereador. E, purista que sou, gostaria que esse partido horroroso, fisiológico, de direita, ficasse bem distante do PT. Até pq ter PP no ministério é caminho certo pra corrupção no governo. Então não, não gosto de qualquer parceria com o PP (apesar dessas 4 propostas em particular ñ parecerem tão ruins). Mas é diferente comparar o "comprometimento" que o PP tem com o PP com o que o PSDB tem com o DEM. O DEM faz parte da chapa tucana. O vice é o do DEM. Não só agora mas no governo FHC. Se ganha o PSDB, ganha o DEM. É a mesma coisa, a mesma chapa. Enquanto que se ganha o PT, não ganha o PP. O PP pode até fazer parte da base de sustentação do governo, mas não é parte do governo (e, se depentesse de mim, ficaria longe de qualquer pasta). Eu não conheço nenhum militante do PT que goste de algumas das alianças do PT. Pelo contrário, nós somos muito críticos. Se vc conhecer algum tucano que critique a aliança com o DEM (sem contar o vexame que foi a escolha do vice, quando os ânimos se acirraram), me avise.
E acho impressionante que vc, professora universitária de uma federal, cogite votar nulo. Uma das professoras mais simpáticas do meu departamento vai votar no Serra. É triste isso, porque a gente sabe o que os tucanos fizeram com as federais, como tratam o ensino público. Essa minha colega sempre votou na direita e está pra se aposentar. Enfim, em todas as eleições de que participei, nunca votei no PT pensando em mim. Agora, que sou servidora pública, penso também pensando em mim. Acabei de entrar numa federal. Seria terrível ver a minha universidade, que tenta crescer, se aprimorar, ser abandonada novamente, como foi durante oito anos de governo demotucano.

lola aronovich disse...

Erika, entendo perfeitamente sua frustração, mas se o PT perder (e não vai perder! Vamoser otimistas, e trabalhar forte, ir pra rua, pra garantir a vitória) não será por culpa dos nordestinos, e sim de SP e do Sul Maravilha. Também fico incrédula ao ver que tanto nordestino vai votar no Serra, um político que várias vezes já se manifestou preconceituosamente contra o Nordeste, e fundador de um partido que nunca deu a mínima pra região. Hoje o Nordeste é a região que mais cresce no Brasil, e isso é claramente por causa do governo Lula. Por isso, se mais de 10% dos nordestinos votassem contra o PT, eu já ficaria escandalizada. E serão 40% que votarão no Serra, o que é um número altíssimo. Não sei quantos desses 40% votam contra o PT baseado no preconceito, no voto religioso. Fazendo campanha na rua no sábado, ouvi de alguns eleitores: “Se fosse Lula eu votava nele, mas Dilma não”. Fato é que Lula não está conseguindo transferir sua popularidade pra sua/nossa candidata. Tem muito preconceito nesse “Dilma não”. Acho que a parcela que diz “Não voto nela porque tem cara de sapatão” não pode ser subestimada. E aí é preconceito puro! Mas vai uma distância enorme entre não votar na Dilma pq não gosta dela e votar no Serra. Pq, convenhamos, QUEM gosta do Serra? Se o eleitor nordestino não gosta da Dilma está sendo ignorante, mas que anule, pô! Votar no Serra, que será tenebroso pra região, é masoquismo, suicídio. E votar sem nenhum motivo, pq não gosta da cara dela, porque alguém na igreja mandou, é estupidez. Mas, do 1o turno pra cá, cresceu a quantidade de gente afetada pelo terrorismo religioso, gente que não vota na Dilma pq ouviu que ela mata criancinhas. Infelizmente, são esses eleitores que temos que afetar, nem que tenhamos que dizer: “Mas vc viu que o casal Serra já fez um aborto?”. Isso é jogar sujo? Não sei, começo a pensar que não.

aiaiai disse...

não acho egoista q vc pense na sua universidade neste momento. vc já é professora, é concursada...o máximo q pode acontecer é ficar sem aumento durante 4 anos.

agora, para o monte de gente que quer fazer faculdade e para outro monte de gente que está estudando para ser professor universitário o projeto do psdb/dem significará o fim do sonho.

aiaiai disse...

Dafni,

que parte do acordo com o pp você não gostou? Vamos debater? Eu acho o seu voto muito importante para perder só por causa dessa aliança.

As alianças ajudam a vencer a eleição e depois a governar. Sem alianças o presidente não consegue aprovar as propostas que fazem parte de seu projeto.

o lula teve que fazer alianças e, na medida do razoável, acho que isso faz bem para a democracia.

Um dos pontos importantes da carta da dilma para marina foi a questão da reforma política. A gente precisa mudar o sistema político brasileiro. Ainda não sabemos o que poderia ser melhor, tem que ser debatido.

É sempre bom lembrar que nossa democracia é novinha. Com todos os atropelos históricos, temos mesmo apenas duas décadas de democracia ininterrupta.

Maria disse...

Lola,

Todos os dias venho ao seu blog para aprender mais e me atualizar sobre as eleições.

É um prazer ler seus textos. Você expoe suas idéias de forma clara e em geral com bons argumentos.

Decidi me manifestar pois sou cristã protestante, mulher e pela lógica deveria votar no Serra. Além disso sou de classe média, tenho plano de saúde, sempre estudei em escola particular, etc.

Mas, da mesma forma que você voto no PT pensando não apenas em mim, mas em tantas pessoas beneficiadas pelas iniciativas governamentais.

Na cidade que moro e na que trabalho (cidades distintas) nesses 8 anos foram criados polos universitários com diversos cursos de universidades federais, além da ampliação das escolas técnicas.

Ontem mesmo, após o culto, conversamos, eu e meu namorado com 02 jovens amigos (17 e 19 anos) sobre as eleições. Falamos sobre Collor, FHC, Lula, direita, esquerda, além de esclarecer algumas das idéias mentirosas que são enviadas via correio eletrônico.

Fico bastante assustada ao perceber como essa geração de jovens eleitores desconhece nossa história recente. E por isso, fica dificil até entender que discussões sobre aborto e união homoafetiva não devem pautar a campanha.

Só para esclarecer:

Sou cristã e contrária ao aborto. Mas sou a favor da legalização para que toda mulher tenha liberdade de decidir o que fazer com o seu corpo.
Também sou a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo. Sou contra casamento religioso.

E meu voto é 13!

Beijos Lola!
Desculpe o comentário anônimo.

Giovanni Gouveia disse...

Lola, olha só quem defende "com unhas e dentes" a liberdade de expressão:
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/serra-quer-suspender-jornal-da-cut-e-revista-do-brasil?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

Dáfni disse...

Lola, em primeiro lugar, justamente por ser professora de uma universidade federal que meu voto está tão indeciso. Agora, dia 21/10, haverá uma passeata em Brasília chamada pelo ANDES/SN para protestar contra mais uma tentativa de cassar o registro sindical do MEU sindicato. E esta não é a primeira vez, e é obra do governo Lula.

Em 2002, eles conseguiram cassar o registro do Andes, e levamos 7 anos para recuperá-lo. O PT implantou e apoiou uma facção chamada PROIFES para tomar conta de um dos maiores sindicatos e um dos mais críticos das políticas para a educação deste governo. Esta "facção" tentou ganhar registro à força, convocando assembléia dentro da CUT em SP onde ninguém pôde entrar porque seguranças enormes não permitiram a entrada livre de pessoas que eram, sim, servidores públicos de universidades federais, e que estavam lá para decidir se queriam ou não um sindicato só dos professores das IFES. O que se passou lá foi lamentável: 50 pessoas com procurações (!!!!) de 500 nomes decidiram que nós, professores das IFES, queríamos o PROIFES como nosso sindicato. Democrático, não?

Felizmente, o Ministério do Trabalho não deu o registro para eles, e devolveu o do ANDES. Detalhe: o ministro do trabalho só fez isso por causa de uma briguinha das centrais sindicais, ou seja, para sacanear com a CUT, pois nós, o ANDES, somos contrários à contribuição sindical compulsória e, portanto, não somos filiados à CUT, e sim à Conlutas. E que, aliás, foi justamente por este motivo que cassaram o registro do ANDES, por não estar acoplado à CUT.

lola aronovich disse...

Maria, que legal o seu comentário! Vc é das minhas! Pois é, tb fico muito chateada ao ver jovens que não sabem nada da nossa história recente. Tem algum outro nome pra isso que não seja alienação? Fico muito feliz que o seu voto não seja definido pelos seus interesses, e sim pensando num projeto maior, de país mesmo. E concordo com o que vc diz sobre legalização do aborto (dá para ser contra o aborto e a favor da sua legalização – aliás, isso é o mais comum, e é uma mostra de tolerância) e sobre casamento gay. Se a união civil entre pessoas do mesmo sexo for aprovada, nenhuma igreja será obrigada a casar gays. Ninguém, muito menos o governo, deve interferir no que uma igreja quer fazer. Assim como uma igreja não deve interferir no que faz um governo. É essa a separação entre igreja e estado que queremos.


Iseedeadpeople, não deu nem tempo de comemorar o seu voto, mas aproveito aqui: ieeeeeeeiiiiii! Que bom que você decidiu votar na Dilma! Parabéns, convença sua mãe tb.

Shyru, fico feliz por vc ter mudado seu voto tb. Sinal de evolução. E de inteligência: como pode alguém que se prepara pra concurso público (qualquer concurso público) votar no Serra? É enterrar sua própria carreira, ou pelo menos adiá-la por vários anos...

lola aronovich disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lola aronovich disse...

Dáfni, aqui na UFC e em todas as universidades federais que conheço houve um plebiscito (creio que em abril) para que os docentes escolhessem se queriam ser representados pelo ANDES ou pelo PROIFES. Eu votei no Proifes, que venceu aqui. Houve vários debates antes do plebiscito. Pra mim, o processo pareceu bastante democrático.


Gio, a informação tá muito pela metade. Como quer suspender? Por quê? Preciso de informações mais completas. Não que eu duvide que o Serra queira “suspender” revistas contrárias a ele...

Dáfni disse...

Fora isso, há provas de ligação do PT com esta facção (o PROIFES), de o governo ter dado dinheiro a eles para que pudessem crescer e cooptar a estrutura do ANDES.

Esta questão é muito importante pra mim, pois acho que um sindicato forte que me represente deve existir independente do governo que está lá em cima. E se há um governo que persegue o meu sindicato, eu não posso achar bom, muito menos pensar em votar nele.

Mas isso não encerra meus motivos. As medidas do governo, que tem passado sem que a gente se dê conta e que fazem a universidade caminhar para uma precarização, também me assustam. Exemplo: o pacote da autonomia e a transformação das universidades em instituições públicas de direito privado, são medidas extremamente perigosas e que apontam para uma "privatização" da universidade pública, que terá de captar recursos da iniciativa privada, terá metas como empresa privada e poderá até cobrar mensalidade se quiser; o REUNI e sua exigência de 90% de número de egressos (ou seja, formar 90% não interessa como), de forma que a universidade ainda possa receber recursos humanos e materiais. Pra isso, aumenta-se também a relação número de alunos/professor de 10 para 18 (se isso não for precarização, então me explica o que é). E pra coroar todo o debate do investimento em educação e comparação com o governo FHC, o Lula não aumentou nem a inflação dos últimos 8 anos nos investimentos que fez comparado ao governo FHC. Isto tudo que eu estou falando eu tenho como conseguir documentos e textos que falam e analisam todas estas medidas. Pra quem quer procurar sozinho, só ir no site do ANDES.

Dáfni disse...

Sem falar na "reestruturação da carreira docente", projeto do governo para acabar de vez com a carreira da categoria. Comparando com a nossa atual carreira, o novo docente vai começar ganhando menos que nós e somente após 8 anos, se tudo der certo, terá o mesmo salário que temos hoje. NA MELHOR DAS HIPÓTESES.

E aí vc se surpreende porque eu, docente de uma IFES, não voto no PT. Eu que deveria me surpreender, Lola, por vc não saber de todas estas coisas e achar que estamos no céu!

Não sou contra a expansão universitária e muito menos fecho os olhos para os avanços consideráveis que tivemos neste governo em termos de investimento. Mas não é por isso que sou cega em não ver a reforma neo-liberal que está sendo feita na educação. Porque metas pactuadas, parceria público-privado, recebimento de verba mediante aprovação de 90% é ser neo-liberal.

Não vou votar no PT porque ele me deu emprego. Vou votar num partido que atenda às minhas demandas e que ideologicamente seja o mais próximo do que penso. Neste momento, no meu nicho (educação e universidades), a preocupação é bem maior do que a gratidão.

Dáfni disse...

E por fim, só queria dizer que estas coisas que escrevi eu já tinha colocado aqui neste espaço, e nunca ouvi uma opinião tua sobre isso, Lola. Gostaria e muito saber o que pensa sobre tudo isso.

E de forma geral, se me perguntarem quais são as críticas que tenho ao governo Lula de forma geral, este texto contém uma síntese:

http://www.vermelhoenegro.co.cc/2010/09/um-balanco-critico-do-governo-do-pt-e.html

João disse...

Gostaria de parabenizar a Dáfni pela clareza de suas ideias e de sua explanação de motivos.

Só não entendo uma coisa: como alguém pode ser contra o aborto mas a favor de sua legalização?

Lola, (sei que o blog é seu e você escreve o que bem entender -- você já me disse isso!) chamar de estúpidos e ignorantes os nordestinos que não votam na Dilma não é um pouco de exagero de sua parte? Você não acha que atitudes assim podem espantar aqueles que você quer trazer para o o seu lado? É o que eu sempre digo: o fanatismo aniquila o bom-senso.

disse...

Sabe, Lola, ontem estava assistindo ao debate na casa das minhas amigas, não tenho televisão em casa porque não gosto, e como tinha passado o final de semana lá estávamos todas juntas assistindo o debate, e fiquei chocada com as propagandas políticas do serra no horário comercial...C-H-O-C-A-D-A!!!!
como pode ter ido tão baixo? como podem permitir algo tão agressivo ser veiculado? aliás chega a ser ofensiva a maneira como a campanha deles está tratando o povo brasileiro, como se todos fossem sem memória e sem educação política nenhuma para saber que o que falam é distorcido e mentiroso...
já falei aqui antes, e você sabe que votei na marina, mas quanto mais eu posso mais falo para todos que não deixem que a mentira prevaleça, a dilma deve vencer.
votarei nela.
ótimos posts esses últimos seus, como sempre aliás! ah! e domingo a noite eu li! mas como na maioria das vezes não me pronunciei.

beijos

Dáfni disse...

Bom, Lola, o evento "democrático" do qual estou falando aconteceu em meados de setembro/2008, em SP, e eu fui testemunha ocular - estava lá junto com outros 300 professores que não puderam entrar. Aliás, foi por causa deste evento e da irregularidade que foi a assembléia que o registro pra eles foi negado.

Fernanda disse...

Dáfni,
Te copio:
"Não vou votar no PT porque ele me deu emprego. Vou votar num partido que atenda às minhas demandas e que ideologicamente seja o mais próximo do que penso."
E qual partido é esse? Só por curiosidade... E quais ideologias e as demandas?
Então a Assembléia teve irregularidades e o registro foi negado, certo? Uai... Bom então, não?

Anastasia disse...

Nem tem graça mais eu comentar sobre isso, já que concordo 100% com vc. Podem chamar o PT de tudo, mas antietico na campanha ele não está sendo. Pior foi o Serra no debate de ontem dizendo ser atacado pela Dilma. Conta outra! Quem está saindo dos limites nessa campanha é ele!

Fernanda disse...

Denúncia gravíssima de reunião, ontem, de FHC com investidores estrangeiros interessados em privatizações:

http://noticias.r7.com/blogs/hildegard-angel/2010/10/18/denuncia-gravissima-de-reuniao-ontem-de-fhc-com-investidores-estrangeiros-interessados-em-privatizacoes/

Alguém tem mais informações? Procede?

aiaiai disse...

eu estava querendo não acreditar nessa história do FHC porque não acredito que ele seria assim tão estúpido...mas pelo jeito subestimei ou superestimei o príncipe: o hotel confirmou a reunião : http://www2.tijolaco.com/28826

aiaiai disse...

Dáfni,

não tenho conhecimento de política sindical para compreender esse problema entre o seu sindicato e o outro. mas me parece que vc está colocando isso como uma questão fundamental de governo e eu não vejo assim. Acho muito mais importante garantir que o Brasil continue tendo um governo que respeita os movimentos populares, inclusive os sindicais. Que eu me recorde, o governo do psdb foi o pior de todos para qualquer sindicato. As greves eram tratadas como questão de polícia.

Então, não consigo compreender como você acha que serra ganhando seria melhor para o seu sindicato ou para qualquer outro.

Explica para a gente por que você acha isso?

daniel disse...

Explicarei agora porque, no que concerne a reformas neoliberais na educação, o PT é mais eficiente enquanto um governo de direita que os burros (desculpem mas esta é a palavra mais apropriada) do PSDB. O continuísmo promovido pelo governo Lula com o modelo neoliberal do PSDB é evidente. A autoridade máxima do banco central é ex-tucano e ex -funcionário do Bank of Boston. As metas de arrocho do orçamento público em busca do superávit obedecem a mesma estrutura que na era FHC e não permite, por exemplo, que os gastos com a educação passem de 5% do PIB. Lembro aqui dois pontos importantes: 1. Lula se negou a retirar o veto de FHC, que evita que os gastos com a educação passem de 5% do PIB, conforme recomenda o banco mundial; 2. EM 1999 um estudo foi feito por vários segmentos da sociedade e foi apontado que deveríamos gastar no mínimo 10% do PIB em educação, para obtermos resultados razoáveis nos próximos 20 anos. O PT se nega a gastar mais que 5%, pelos mesmos motivos econômicos que FHC. É bom lembrar que a concepção de que o ensino é um direito e que este deve ser de qualidade socialmente referenciada deve ser mudada diante de um estado neoliberal, onde a universidade é vista como um órgão prestador de serviços e os docentes são meros funcionários prestadores de serviços, que devem ser avaliados mediante metas de trabalho. O novo estado brasileiro exige uma mudança radical da nossa universidade e da docência. Estas mudanças começaram com Bresser Pereira. O movimento docente resistiu às pressões dos governos Collor e FHC, mas estamos sucumbindo ao governo Lula, que é muito mais hábil em impor suas reformas. Sentando na popularidade, muda a carreira docente e a função pública da universidade através de medidas provisórias e tenta eliminar a resistência do movimento docente. Lembro aqui que em 2002 o PT cassou o registro sindical (lembrando atos da ditadura militar) do ANDES-SN, o sindicato nacional dos docentes do ensino superior. Um sindicato que está na raiz da construção da nossa universidade, com 30 anos de história e com 74 mil filiados. Por que cassou? Para eliminar a maior resistência ao modelo neoliberal de universidade, visto que este não está ligado a CUT, que virou um braço do governo. Por conta destas artimanhas, pois conhece bem o outro lado, o PT foi mais habilidoso em impor reformas na educação. Entre as reformas em questão, destaco o PLP 92, que ainda não foi aprovado e estamos lutando contra ele. Este define que as universidades serão transformadas em fundações públicas de direito privado. Nas palavras do então secretário do ministério do planejamento do governo Lula, Fracisco Gaetani: “Estes organismos não farão parte do orçamento da união. Os recursos serão repassados a eles mediante a prestação de serviços e o cumprimento de certas metas. O governo precisa assegurar o básico, isto é, o pão e a água. A geléia, a manteiga, o queijo e a fruta dependem do desempenho da instituição, de sua capacidade de captar mais recursos...”
Tudo que o Bresser e FHC sonharam! A universidade pública está sendo privatizada. A carreira docente está acabando. Felizmente, apesar dos ataques, ainda temos um sindicato livre e forte, que está mais uma vez sobre ataque da direita petista, mas resistiremos. Lembro aqui que no ano passado, a PEC 306/2008 do Eduardo Valverde, do PT, que visava transformar os professores das universidades Federais em CLT foi retirada da votação, por conta da manifestação organizada pelo ANDES. Imaginem o que pode vir se a direita que manda no PT conseguir acabar com nosso sindicato. Por fim mais uma vez falo que quem quer transformar professor federal em CLT, quem quer transformar as Universidades em Fundações de direito privado, quem cassa registro sindical de sindicato, não representa o pensamento da esquerda. Votem no PT por outros motivos.

Dáfni disse...

Fernanda, não sou filiada a partido nenhum, mas o partido que se aproxima mais do que eu penso e espero para o Brasil é o PSTU.

Bom sim, mas nós não podemos simplesmente achar bom e não fazer análise crítica dos acontecimentos, certo? Afinal de contas, o processo pra mim é extremamente importante, para poder decidir que atitudes tomar e o que apoiar no futuro. A moral da história foi que um sindicato conseguiu ganhar uma batalha frente a um governo que detesta a oposição (já mostrou isso no passado várias vezes) por causa da sua categoria e sorte. Mas podemos não ter tanta sorte no futuro. Por isso que eu reluto e muito em apoiar um governo que prefere minar as vozes dissonantes do que debater.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Tenho pra mim que depois que a Dilma assinou a tal mensagem aos religiosos, defendendo liberdade religiosa e se comprometendo a não propor mudanças em relação ao aborto, os ânimos vão se acalmar, pelo menos em relação a isso.
Mas ainda faltam duas semanas. Vamos ver o que ainda vai surgir e o quanto o Brasil é capaz de regredir nesses temas em metade de um mês. Aliás, não sei se a palavra certa é regredir ou simplesmente mostrar a cara do preconceito, que normalmente fica tão escondida sob a nossa máscara de país livre, tolerante com as diferenças, receptivo... Aff.

Dáfni disse...

Ai ai ai, acho que vc não entendeu meu comentário. O que é MUITO IMPORTANTE pra mim e não tenho vergonha de admitir é EDUCAÇÃO, porque acredito que é esta a força transformadora da sociedade. Portanto, se eu vejo que esta corre riscos, se o meu ideal de universidade está em perigo (UNIVERSIDADE PÚBLICA, GRATUITA E DE QUALIDADE), eu vou pensar sim de forma bem parcial. Nenhum povo se desenvolveu plenamente sem educação. Portanto, junto com SAÚDE, são as coisas mais importantes para este país, e os temas que deveriam estar sendo abordados nos debates entre os presidenciaveis, ao invés de privatizações e abortos.

Nenhum governo até hoje pensou na educação como plano para 20, 30 anos, como deve ser feito para o desenvolvimento do nosso país. Pensar num plano a longo prazo significa investir durante muito tempo (20 anos) 10% do PIB em Educação, contrariando o Banco Mundial. E qual dos dois candidatos está disposto a isto? Nenhum.

Em nenhum momento eu disse que vou votar no Serra. Aliás, se olhar pros primeiros comentários, vai ver que estou entre voto nulo e Dilma. Então, nenhuma das suas afirmações está correta: nem vou deixar de votar no PT por causa do meu sindicato (apesar de que LIBERDADE DE EXPRESSÃO é muito importante para mim, pois também vivi a ditadura e sei o que é não poder ser livre), muito menos vou votar no Serra.

aiaiai disse...

Dáfni, concordo com você sobre a prioridade para a educação, mas não consigo ver como o governo lula falhou nessa área. É certo q fez muito pouco, mas ele precisava fazer outra coisinha antes: dar comida e dignidade a quem tinha fome e vivia na miséria.

Se comer é muito difícil estudar. Você, como professora, deve saber disso.

Portanto, meu voto é um voto de confiança num projeto que muitos achavam que não ia dar certo e DEU! O governo do PT reduziu a miséria e promoveu a maior movimentação de classe social ascendente já realizada nesse país. Isso não é discurso, os números estão todos ai, destacados inclusive por tucanos, como o Marcelo Neri.

Agora vamos partir para as outras questões: educação e saúde serão prioridades. Também tem que ter investimento em infraestrutura e em moradia. Resolvendo parte desses 4 pontos, acho que a gente vai conseguir avançar bastante também na segurança.

Então, para mim a prioridade é eleger um projeto que é vitorioso mas que ainda não conseguiu fazer tudo o que precisa.

Com o novo congresso, acho que teremos muita chance de nos próximos quatro anos dar uma virada também na educação. Você não acha?

aiaiai disse...

Acabei de ficar sabendo: PSOL declara 'voto crítico' em Dilma: http://is.gd/g7cAP (via @tuliovianna)

mf disse...

Dáfni,

Ninguém tem obrigação de te convencer de nada, nem de tratar você e os seus amigos assim ou assado para ter a sua "adesão". Você é a única responsável por suas escolhas.

Se Serra for eleito e vc não gostar do resultado, a responsabilidade é sua por ter feito essa escolha e não minha ou de outras pessoas aqui por não ter "conseguido convencê-la" do contrário.

aiaiai disse...

vendo esse vídeo, dá pra entender a revolta da lola com nordestinos que votam no serra! Vejam:

http://www.youtube.com/watch?v=mdTXrACWONs

Dáfni disse...

Ai ai ai, sabe o que seria melhor? Que o governo Lula tivesse investido, durante os 8 anos que tiveram chance, os 10% do PIB em educação, investimento comparável em saúde, ao invés de dar dinheiro a bancos falidos e respeitar as políticas do banco mundial. Aí sim eu podia acreditar que algo de sério estaria sendo feito. Como não foi, e como na plataforma de governo não aparece isso, o que esperar?

Dáfni disse...

MF, terrorismo? Quer dizer que se o Serra ganhar o problema é dos indecisos que não souberam se posicionar para votar na Dilma? Faz-me rir!

Quer debater ideias, estou aqui. Agora ameaças veladas, ah, isso não respondo mais.

Defesa316 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Defesa316 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Cris Cavaletti disse...

Da última vez que vim aqui,defendi que cada um tem o direito de acreditar ou não na legalização e falei meu lado da moeda,contra o aborto.Mas,depois de algumas semanas,eu me sinto irritadíssima toda vez que vejo alguém se quer falando de aborto,principalmente quando é alguém a favor do Serra,dizendo que a Dilma vai matar criancinhas.Estou no segundo ano do Ensino Médio e no dia seguinte ao meu comentário aqui comentei com uma amiga,só que uma outra menina da minha sala ouviu.Eu estou falando minha opinião,mas da forma mais educada possível,porque sabia que minha amiga era a favor do aborto e sabia que ela ia argumentar educadamente,como a pessoa educada que era.Só que quando ela começou a falar,a outra menina que ouviu começou a gritar em cima "VOCÊ É ASSASSINA? Você mataria um filho seu?",minha amiga respondeu tolerando,mas a menina atacou e começou a também falar de todo caso Dilma-Serra.Enfim,contei essa história toda para falar que infelizmente,nem todo mundo percebeu que aborto não é foco de campanha.Gente,mesmo eu sendo contra,se a legislação fosse a favor,eu não saía gritando por aí nas eleições porque a) legislação não muda de dia para noite b) aborto é questão de saúde pública e planejamento familiar,não questão de eleição.Serra é o maior hipócrita de pedir voto em Igreja e cristão (não digo nem católico,viu?) que vota nele e saí por aí dizendo que é por causa do aborto e bláblá,não vê a hipocrisia desse cara.HELLO!A casa de Deus não devia ser lugar de política,não devia ser banalizada e utilizada como foco.É pecado,viu,Serra?

Rita disse...

Com licença, Lola.

OFF TOPIC:

Meninas do Concurso de Blogueiras, tem um post pra vocês aqui:

http://www.estradaanil.com/2010/10/intersecoes.html

Obrigada, Lola
Fui
Rita

Borboletas nos Olhos disse...

Off topic: Rita, uma linda iniciativa! Lola, fantástico Concurso, foi uma grande alegria participar até a final. Li todos os posts, conheci blogs que passei a seguir, redescobri idéias e valores, refleti, foi uma grande aprendizado que os post da Rita, acima indicado, abrilhantou. Bjs

Raquel Perondi disse...

É muito fácil vir uma cambada e me dizer que é contra o aborto! Tenho uma séria vontade de perguntar a essas criaturas, quantas delas ajudarão a criar essas crianças sem pai, pois se o tivessem, talvez a mãe não precisaria apelar para esse recurso... Claro, é fácil os homens nos levarem para um canto e nos largarem grávidas, dando como opção o aborto, pois eles não sabem o que é viver carregando o peso de que tirou uma vida de dentro de você, uma vida que nem o recurso do choro tem para se defender... Passei aqui para apoiar a Anastasia, torço para ela no concurso. E então foi que esse assunto me chamou a atenção... É um tema que me revolta muito, pois como dizia minha avó: "No homem não pega nada!". É sempre assim, sempre será assim, mas pelo menos agora a lei inventou o teste de paternidade do qual esses filhos da mãe não têm como fugir...
Bem, chega, já falei demais...

Nadia disse...

CENTRAL DE ATENDIMENTO AO TELESPECTADOR 400 22 884 - envie sua pergunta para o Serra no Jornal Nacional
Eu liguei e questionei o porquê de não ser mencionado no JN o caso Paulo Preto.
Nem preciso dizer que o atendente ficou possesso, inclusive me pediu para esclarecer o que era esse caso do Paulo Preto porque ele nunca tinha ouvido falar!

Yuri scardino disse...

Eu não tenho o hábito de postar aqui, mas sempre leio o blog e os comentários.
Estou me manifestando por que me parecem muito legítimas as angústias da Dáfni, principalmente por que está se reproduzindo aqui a cituação dessa campanha que é tão criticada por nós que nos julgamos a esquerda deste país: Não falamos em outra coisa a não ser em aborto.
Assim, insisto, alguém pode dizer algo sobre as coisas que a Dáfni postou aqui? Afinal, controle sindical, privatização do ensino e expansão sucateada (REUNI) são todas bandeiras que tradicionalmente nós gostamos de atribuir à direita. No entanto, são questões do governo Lula, gostemos disso ou não.
E para que haja um diálogo verdadeiro entre as bases e o governo, temos sim que pensar criticamente essas questões mesmo apoiando de todo o coração a candidata do Partido dos Trabalhadores.
Mesmo votando (e quase militando)para o PT,me dói na alma o que a esquerda brasileira se tornou hoje. Sem sombra de dúvida, é só uma "marolinha" do que foi e do que poderia ser.

Yuri scardino disse...

De todo modo, que fique claro, antes uma marolinha de esquerda do que um retorno vigoroso de direita.
Mas por favor, vamos debater aqui tudo o que não foi debatido em lugar algum nessa eleição?

mf disse...

Dáfni,

Releia o que escreveu num dos seus primeiros posts e identifique de onde vem o "terrorismo" e as "ameaças veladas".

"Oh, se vocês argumentarem assim, a gente não vota em Dilma, viu?"

Quanta egotrip!

Acho que ninguém aqui é filiado a partido algum, e está generosamente, espontaneamente, oferecendo seu ponto de vista. Talvez fosse o caso de você demonstrar um pouco da ponderação e da abertura que pretende exigir dos outros, não?

Junior disse...

Bom Post Lola, porém discordo dessa imaculada ética do PT na campanha. Os homossexuais NUNCA vão esquecer do "Vc conhece o Cassab? Ele é CASADO?" da campanha para a prefeitura de SP em 2008. Esse deve ser o momento mais baixo da história do PT, mais sujo e nojento. Mais do que qualquer denúncia de corrupção.

Eu sei que você trata essa história como uma coisinha menor, mas está redondamente enganada em fazer isso. Gostaria de ver sua reação se a história fosse diferente... um candidato homem do PT fazendo uma peça em que questiona a capacidade de uma candidata mulher da oposição apenas por ela ser... mulher.

M. Chaves disse...

manifesto das mulheres com Dilma: http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7273

João disse...

Raquel,
quem não pensa como você faz parte de uma "cambada"? É isso? Você sabe o que é "cambada"? Deveria saber antes de ofender os leitores que pensam diferentemente de você. Onde é que está a liberdade de pensamento? Será que temos todos de pensar da mesma forma? Esse seu pensamento é ridículo! Ah, e você escreveu: "é fácil um homem nos levar para um canto e nos largar grávidas". Ué! E ele fez o filho sozinho? Que colocação esdrúxula! Você devia perceber o bom nível dos comentários acima antes de vomitar essas asneiras!

Flávia CML disse...

Lola, tomei a liberdade de reproduzir o seu post no orkut.

Aliás, o orkut é a melhor forma de bombardear e infernizar a vida dos meus amigos reaças, hehe.

Se o seu blog tivesse aquele link para compartilhar no orkut, como no Vi o mundo, seria perfeito!

Beijão

Tati Hollanda disse...

João,

Não me espanto em ler um comentário de alguém que defina os eleitores do outro candidato como "cambada", quando a autora do próprio blog adota expressões tão ofensivas quanto. Me refiro ao termo "fascista". E ainda reclamam do nível dos debates políticos...

O fato é que extremismos de qualquer natureza, falta de respeito e intolerância com aqueles que têm opiniões diferentes são bem tristes...

É tudo um ciclo vicioso. Os defensores do partido "A" disferindo injúrias contra os do partido "B" e vice-versa. E todos acabam por se igualarem no final das contas; todos, exatamente, no mesmo nível.

Drixz disse...

Eu adorei o texto, Lola. Mas confesso que os eleitores tucanos tem um perfil bem claro. Intransigência e negação (muitos petistas tbm). Eu tenho muitos amigos de direita e sei que não adianta conversar com eles pois eles simplesmente não vão responder as críticas e buscarão fazer outra acusação antes de respondar qualquer uma. A negação é evidente quando se nega coisas que o PT fez no governo do FHC e vice-versa. Pra mim, eu queria algo melhor que a Dilma no primeiro turno, mas isso está a anos luz do Serra. Melhor ficar com o PT que faz algo. Eu me lembro do governo do FHC e minha família ficou 8 anos na merda. Os tucanos não se lembram (pelo menos os meus amigos) porque são todos bonados e não faz diferença.

Laetitia disse...

"Por incrível que pareça, a maior parte das mulheres que conheço é responsável (coisa que seus parceiros não são), e usam métodos anticoncepcionais."
Pois é, né? Todo mundo fala da maravilha que foi a pílula para a 'libertação' da mulher. É, a ideia foi boa... mas o que existe nesse mundo que alguma mente não perverta? Os homens logo assumiram sua posição habitual de crianças e puseram nas mãos das mulheres - unicamente - a responsabilidade pela gravidez. (perdão pelo possível 'femismo', mas é o que eu penso)

Quanto ao "Odeia, de paixão"... eu gostei tanto desse termo que vou começar a usá-lo nos meus textos. Posso? rs.

E quanto ao "baixaria valer a pena ou não", eu digo NÃO. Sempre. Quem apela pra baixaria logo se transforma no inimigo...

Laetitia disse...

Ah, o Junior falou o que penso a respeito da campanha do PT. Não santifique o partido, também... muita gente por lá cometeu erros e merece ser punido. Acho que só assim um país vai pra frente. Geralmente quem é de um partido quadruplica os ouvidos pra escutar qualquer erro dos adversários e os fecha completamente pros erros dos próprios companheiros. Coleguismo e "unidos venceremos" não funciona. Quem é podre merece ser jogado fora, seja de que partido for... e a gente sabe que tem muuuuita gente podre na política, em todos os partidos.

Voto na Dilma, não desmereço os feitos do PT, mas tb não concordo com o espírito de coleguinhas...

Laura disse...

Muito legal o post, mas eu confesso que me incomodam as fotos de nazistas e as comparacoes com fascistas. Nao tem comparacao.

Borboletas nos Olhos disse...

Nova Pesquisa Vox Populi: http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/vox+populi+dilma+tem+51+serra+tem+39+e+indecisos+somam+4/n1237806131471.html
Dilma 57% dos votos válidos.

aiaiai disse...

uai, por que sentiu-se tão ofendido, joão. a carapuça serviu? Cambada pode ser corja, mas também pode ser só um monte de gente kkkkkkkkkkkkkk...tá nervoso o revisor, hein?

Barbara O. W. disse...

Lola, seu post está ótimo e a qualidade das comentaristas também excelente. Todas ganhamos com menos trollagem. Às meninas que são críticas ao PT, entendo. Não se deve entregar poder irrestrito a ninguém, mas aos tucanos não se deve entregar nenhum!!! abraço,

Diego disse...

Parabéns pelo texto! Ele condiz com a realidade!

Bom, uma coisa é FATO: Religião e Política NÂO se misturam!

Sou CONTRA o aborto porque acho injusto tanto a mãe quanto o pai decidirem se seu bebê terá ou não a chance de viver. Se não querem essa responsabilidade, ao menos entreguem para adoção! Pelo menos assim a criança terá a chance de viver e lutar por sua vida! A final, NINGUÉM QUER SER ABORTADO!

Se vocês, na barriga de suas mães, soubesse que ela tentaria te abortar e você pudesse fazer algo pra evitar isso, vocês fariam?

alex disse...

LULA disse num evento a empresários ontem, aqui em Sampa:

como vcs sabem que é desta revista que estou falando?

http://www.youtube.com/watch?v=Rh7XnTO8k1g&feature=player_embedded

bepontoaraujo disse...

Oi, Lola!

Mais um dado pra campanha suja tucana: uma professora minha recebeu um ligação com voz eletrônica alertando os eleitores de Dilma sobre a corrupção no caso Erenice! Se isso não é crime eleitoral, eu não sei mais o que é.

Prity disse...

Tropa de Elite!

Marussia de Andrade Guedes disse...

Lola
Eu acho que esta questão do aborto da Mônica deveria ser abordado pala campanha da Dilma. Não podemos ficar o tempo todo dando a cara para os tapas. Só não sei de que maneira.
Seu texto foi fantástico.
É incrível como você pensa política da mesma forma que meu namorado. Muitas vezes ele fala uma coisa e eu digo:
-Você leu o blog da Lola hoje!
-Não. Hoje não.
-Ela falou a mesma coisa e com as mesmas palavras!
Ele brinca:
-É. A Lola é muito boa mesmo!
Quando você ainda não morava aqui, eu dizia:
- Ainda bem que a Lola não mora aqui.
Quando você disse que vinha morar em Fortaleza eu disse para ele:
- O meu pior pesadelo se tornou realidade. A lola vem morar aqui e você vai conhecê-la e se apaixonar por ela.
Ele respondeu:
Não tem problema. Eu prometo que vou continuar apaixonado por você também.
-É. Se for assim não tem problema!
Lola queria que você comentasse sobre o que o Daniel falou. Você que é professora da universidade. O que ele disse procede?

ana lucia vilela disse...

Olá Lola

Conheci seu blog por uma postagem de um amigo no facebook. Muito bom! tanto pelos seus textos quanto pela maioria dos comentários, que, mesmo contrários a sua opinião, são de alto nível (coisa rara!!!)

Abraço!!

Daniel Guilherme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Guilherme disse...

Oi Lola querida! Olá queridos comentaristas!

Além de ler o post, li também todos so comentários e sempre me animo ou ver que existe bastante gente inteligente, observadora, que não preguiça de pensar! E acho muito bom que o blog da Lola venha a ser esse espaço de discussão, de concordâncias e discordâncias. Obrigado, Lola!!!

Como o tema do post era a baixaria da campanha serrista, baseada principalmente em boatos e mentiras, venho dizer que o nível mais rasteiro que poderíamos imaginar, chegou: não sei se alguns de vocês também receberam, mas eu recebi um spam EXPLORANDO A OCORRÊNCIA DO CÂNCER da Dilma... Sim, a baixaria se instalou MESMO, e logo num dia em que o Vox Populi indicou a vitória dela no segundo turno.

Eu não tive estômago para ler na íntegra o e-mail, mas em linhas gerais, dizia que ela está a base de remédios fortíssimos porque o câncer não está curado e que, na verdade, a candidatura dela é só um plano malévolo para eleger o Michel Temer.

Só tenho a lamentar algo tão baixo. É óbvio que a baixaria parte do próprio núcleo do PSDB, porque senão eles sairiam do armário para repudiar a baixaria, mas não, ficam lá tirando proveito dessa lama toda, de mentiras e da ignorância do eleitor médio.

Então fica a pergunta: que tipo de pessoa quer um sujeito tão baixo como presidente do seu país? Eu não quero...

Tati Hollanda disse...

Ué Daniel, será que foi o Serra ou sua Assessoria que espalhou o email?? Porque quando vc fala: "que tipo de pessoa quer um sujeito tão baixo como presidente do seu país?"

Ah, por favor né? Vc está misturando as coisas, e acho que o Serra tem muito mais o que fazer do que ficar mandando emails... Pode ter sido qualquer um na face da terra. Vc não pode afirmar nada.

Sim, eu acho que foi um email de muito mal gosto; e repudio atitudes como esta; mas se fosse pra chegar à uma conclusão tão esdrúxula como a sua, eu poderia questionar, também, e usando parte do seu discurso:

"Eleitores da Dilma agrediram o Serra, acertando-o na cabeça com um rolo de fita adesiva. Que tipo de pessoa quer alguém tão baixa como presidente do seu país?"

Tenho certeza que a Dilma não tem nada a ver com isso, do mesmo modo que é infinitamente improvável que o Serra (ou alguém de sua equipe) tenha mandado esse email...

Gente, eu não vou defender nenhum candidato aqui, mas eu realmente me revolto com a incoerência das pessoas... O sujo falando do mal lavado; um peso e duas medidas...