quarta-feira, 15 de julho de 2009

NOVIDADES QUENTINHAS SOBRE O CONCURSO EM FORTALEZA

Tudo nos trilhos pro concurso.

Esses dias passei pra minha mãe tudo sobre meu concurso na Federal do Ceará: endereço da universidade (ela ficou de pesquisar um hotel próximo bom e barato), e os quinze pontos que serão sorteados, pra ela encontrar algum artigo útil na internet. Pouco tempo depois, ela chegou falando pra eu cancelar a viagem, porque, meu Deus, era cada ponto esquisito que não existia a menor chance de alguém conhecer aquilo! Quer dizer, eu não tava aqui, então ela contou isso pro maridão. Eu disse pra ele: “Mas amor, agora não dá mais pra eu cancelar a viagem. Já comprei as passagens!”. E ele: “Seria bom trocar as passagens pro nome dela. Ela tem muito mais chance de se divertir em Fortaleza do que você”.
Pois é, o negócio tá nesse nível. Altas reviravoltas nesta última semana. Primeiro, agora são dezesseis candidatos concorrendo a três vagas (a inscrição de um outro doutor foi aceita). Segundo, divulgaram o calendário das provas! Pra vocês verem:

Concurso para Professor Assistente – Setor de Estudos Língua Inglesa e suas Literaturas
3ª feira (18/08) às 8:00 - Prova Escrita (de 8:00 às 12:00)
3ª feira (18/08) a partir das 14:00 - Leitura da Prova
5ª feira (20/08) às 8:00 - Divulgação do Resultado da Prova Escrita
5ª feira (20/08) a partir das 8:30 - Sorteios dos pontos da Prova Didática
6ª feira (21/08) a partir das 8:30 - Prova Didática (podendo se estender para segunda de manhã)
2ª feira (24/08) às 18:00 - Divulgação dos resultados

Yay! Minha reação inicial foi festejar que as provas ocorrerão em meados de agosto, não no começo. Dá mais tempo pra estudar. A outra reação foi de total estranheza. Não tinha a menor ideia do que poderia ser “leitura da prova”. Perguntei pra uma amiga experiente, que já fez quatro concursos e tá pra ser contratada pela Federal do Espírito Santo. Ela respondeu que é uma sessão aberta ao público em que todas as provas escritas são lidas em voz alta. Parece incrível: dezesseis provas de sei lá quantas páginas cada sendo lidas. Mas aí o maridão encontrou um outro edital referente ao concurso da UFC (não a minha área específica, mas a todas as áreas. Procure na parte do edital escrito “Das Provas”):

V – em dia e hora indicados no calendário do Concurso e obedecendo-se à ordem alfabética, a Prova Escrita será retirada do envelope lacrado e rubricado, devendo o candidato proceder à leitura em voz alta, em sessão pública, com acompanhamento de, pelo menos, um dos membros da Comissão Julgadora;
VI – o candidato que faltar à sessão pública de leitura da Prova Escrita, independentemente do motivo, estará automaticamente eliminado do Concurso;
VII – a nota da Prova Escrita deverá ser divulgada pela Comissão Julgadora no prazo máximo de quarenta e oito (48) horas após a sessão pública de leitura da Prova Escrita, ocasião em que os candidatos aprovados serão informados do dia e hora designados para o sorteio da Prova Didática.

Eu mesma terei que ler a minha prova! Espero conseguir entender a minha letra. Me contaram que ouvir as provas dos outros pode ser educativo. E é também a forma de se entrar com recurso, caso alguém não concorde com algum resultado.
Aí vou ficar no mínimo um dia roendo as unhas, esperando pra ver se fui eliminada ou se estou dentro da próxima etapa, a da Prova Didática. Se eu for eliminada, o que é uma possibilidade grande, volto pra casa na quinta.
Se não, vou ficar quinta-feira preparando a aula pra Prova Didática. E o fim de semana desesperada, aguardando o resultado do concurso, pra saber se fui ou não aprovada, e em que posição. Ser aprovada, a meu ver, já é um mérito, mesmo não ficando entre os três primeiros. Você põe no currículo e vale ponto pro próximo concurso. Além do mais, já vi concurso em que a banca não aprova ninguém! E minha amiga disse que, num concurso do Rio, eram 25 candidatos. Apenas quatro foram aprovados pra fase seguinte, a da Prova Didática. Glupt.
Essa prova didática, que na realidade é uma aula de uns 50 minutos que o candidato deve dar em cima de um tema sorteado, é aberta ao público. Só os outros candidatos não podem entrar. Olhaí, pessoas queridas que moram em Fortaleza (eu lembro, de cabeça, da Kaká, da Sheryda e da Sarah), apareçam! Um problema sério que consigo visualizar nessas provas é que a banca finge que não está lá. Logo, se a candidata-professora fizer alguma pergunta, ninguém vai responder. Deve ser artificial e patético. A gente podia combinar de vocês participarem na aula, será que não? Ahn, talvez não (não sei se pode). Mas, se eu passar pra essa etapa, divulgarei o dia e a data da minha prova. Pra quem quiser ir. Podem ter certeza que estarei mais nervosa que na minha defesa de doutorado.
Só que, lendo o edital que o maridão achou, fiquei ainda mais insegura sobre as minhas chances. Na realidade, nem entendi o que o edital quer dizer. Interpretem pra mim, please:

Art. 14. A Prova Escrita, única para todos os candidatos, obedecerá aos seguintes critérios e procedimentos:
I – constará de pelo menos duas questões dissertativas elaboradas pelos três (3) membros da Comissão Julgadora, contemplando, pelo menos, três (3) dos temas sorteados, para todos os concorrentes, dentre os constantes do programa do Concurso, sob pena de nulidade, aplicando-se a prova imediatamente após o sorteio.
II – duração de quatro (4) horas, improrrogáveis, vedada a participação de candidato que não esteja presente no momento do sorteio dos pontos.

Oh my God! Quer dizer que eu estava me preparando de forma errada pra essa prova? O que eu estava começando a fazer? Digamos assim: pro tema 13, sobre The Lost Generation, eu fiz um recorte. Ia falar brevemente sobre o que é essa geração, e escolher uma obra de cada um de dois autores e compará-las. Pensava em O Grande Gatsby, do F. Scott Fitzgerald, e Vinhas da Ira (ou Ratos e Homens), do John Steinbeck. Mas, de acordo com o edital, não vai ser assim. Não é que eu poderei escrever qualquer coisa sobre o tema sorteado. Eu tenho que responder pelo menos duas questões dissertativas sobre no mínimo três pontos! (Não é isso que vocês entenderam?). Digamos que uma das questões seja sobre Hemingway e Dos Passos, também membros da “Geração Perdida”, mas que eu não preparei. Tô ferrada (ou, como diz a minha querida Bau, "publicamente f*dida"). E como assim, três temas?! Vão sortear três pontos e fazer perguntas sobre cada um? Mas o que mais me tira o sono é isso de aplicar a prova imediatamente após o sorteio. Em quase todos os outros concursos que já ouvi falar, os candidatos têm entre meia hora e uma hora pra olhar suas anotações antes de guardar tudo e começar a prova. É o jeito de rever, em tempo mínimo, o que você preparou. Na UFC não vai ter nem meia hora de consulta! Quer dizer que tenho que ir com o conteúdo de cada um dos quinze pontos decorados na minha cabecinha. Isso me parece impossível! (Sem falar que a reza de vocês pra que todos os pontos sorteados sejam de Literatura, não de Linguística, vai requerer muito mais esforço. Recomendo rezar em direção à Meca dez vezes por dia, a partir de agora).
Mas eu vou. Já comprei as passagens. Entre os dias 17 e 25 de agosto, estarei sofrendo em Fortaleza (ou só entre 17 e 20, se eu não passar da primeira prova). Pelo menos uma boa notícia: as passagens aéreas estão relativamente baratas. De Curitiba pra Fortaleza, via Gol, sairia por um total de 500 reais. De Navegantes (perto de Itajaí, SC) pra Fortaleza, via Azul, por 533. Optei viajar por essa nova linha aérea porque Navegantes é metade da distância de Curitiba, e porque a taxa cobrada pra trocar o dia da viagem é R$ 50 (e a da Gol é 90). Mas nem vem, mãe! Só porque metade dos pontos é sobre, argh, Systemic Functional Linguistics, não quer dizer que vou deixar você ir no meu lugar passear em Fortaleza!

36 comentários:

Shoujofan disse...

Lola, sua mãe está certa. Pontos esquisitos são pré-requisito básico em todos esses concursos. E minha experiência até agora foi a pior possível. Mas eu não desistiria por isso.

Go, Lola" Go!

Debora disse...

Bem que podia existir um concurso assim para candidatos políticos, afinal eles também são funcionários públicos. Só se candidata se passar nas provas.

astrocat disse...

Nossa! Eu que estou me preparando pra dar aula, fico com mais medo a cada pos seu sobre esse concurso.

Patrick disse...

Vou fazer minha leitura otimista para animá-la. Lembre-se que: 1) as dificuldades são as mesmas para todos os candidatos 2) a universidade precisa contratar professores, pois as vagas não ficam indefinidamente abertas e disponíveis para um concurso 3) há poucos doutores inscritos (1 por vaga, estou certo?) e você tá nesse grupo.

Giovanni Gouveia disse...

Me engana que eu gosto, Lola.
Todo mundo aqui sabe que tens potencial e capacidade pra passar nesse concurso (e em outros) com um pé nas costas, uma mão afagando blanche, o outro pé digitando os posts, dando piscadelas pro CM, e fazendo pudim de café com La Mamacita...
Mas não se preocupe, não me agarantchio orar virado pra meca, mas pra Jerusalém pode contar com minhas preces
No mais:
Bota pra torar, Lola

Adriana disse...

Bem vinda à Fortaleza, Lola!!Vai dar tudo certo!!
Estou cá pensando e pede pra tua mãe ver se tem pousada no Benfica, bairro do campus de Letras, ou no Bairro de Fátima, que é bem próximo.
Vou dar uma olhada e se tiver, eu te aviso..pq sei que onde tem mais pousadas é mais perto da praia..
Beijos de boa sorte!

Kaká disse...

uau! é muita coisa, eu não tinha idéia que era assim.

Eu vou lá sim assistir a aula didática, é só avisar quando e que horas. :)

Dai disse...

Lola, só posso falar do que sei, então lá vai:

1) Vc deve basear sua preparação no edital referente ao concurso em que se inscreveu, caso nele não haja a descrição de algum trâmite (por ex. leitura da prova) recorra às normas gerais de concursos da UFC. Um documento que deve constar no site da instituição. Não se referencie por este outro edital, pois pode ter sido elaborado por outro grupo, comissão, departamento. Veja o que diz no seu sobre sorteio de pontos. Se não achar nada nele nem no tal documento, contate a comissão organizadora do concurso.

2) Eu já fiz leitura de prova. No meu caso, a gente lia apenas para a banca. Por ordem alfabética, uma vez que lesse, cada candidato poderia permanecer na sala e presenciar a leitura do seu sucessor. Depois nós questionamos a banca sobre isso, por julgar que os últimos a ler seriam prejudicados (eu fui a primeira a ler e também a mais reclamona), eles disseram que era assim porque se o primeiro candidato fosse arguido, o número de perguntas feitas ao primeiro deveriam ser repetidas aos sucessores. Mesmo assim não dava para engolir, né. A própria banca achou ruim, mas era este o ritual estipulado no documento que regia todos os concursos desta Universidade. Uma amiga fez leitura de prova em outra ocasião, numa outra universidade, e me contou que esta acontecia diante da banca e na presença das demais candidatas (todas). Nesse caso, acho muito bacana a oportundide de ler a prova, pois é um momento de transparência no concurso.

3)Sim, mesmo com tantos candidatos para 3 vagas, há risco de ocorrerem muitas eliminações entre fases. Neste que citei acima, éramos 16 para uma vaga e só duas pessoas passaram para a prova didática, uma delas era eu, que tirei 6 e não passei. Mas eu não havia me prepararo o bastante.

Eu acho esses trâmites desafiadores. Mas depois que vc fizer as provas vai notar que as formalidades são a medida necessária para que todos os candidatos estejam em condições niveladas (eu sei, também acho tudo isto discutível, mas também não imagino outra forma de seleção). Uma coisa que todo mundo diz é que os candidatos 'médios' são justamente aqueles que passam, pois o que basta, na verdade, é um preparo razoável para sobreviver a cada uma das fases. Mas nem isto é regra, já que contamos também com a sorte e esta às vezes vira o jogo a nosso favor.

4)Olha, eu aderi completamente ao google nos últimos concursos para encontrar materiais e deu certo. (Quer dizer, eu não passei ainda, mas achei o que precisava). Tente nome de autor, se não encontrar por tópico...

Não desista, não. Vc já veio até aqui, vá fundo.

Tou com a Shoujofan: Go, Lola, Go!

asnalfa disse...

Lola.. nao entendi nada do seu texto. Vê se estuda e para de se preocupar com o edital. Boa sorte!

Drixz disse...

Lola, eu vou torcer por vc. Não se desespere, mesmo que vc não conheça sobre um dos livros acho que sempre podemos, pelo menos, comentar sobre a escola da qual o autor faz parte. Quanto a linguística, pelo menos é intuitivo. Eu ainda lembro muita coisa da graduação. Vai, Lola, Vai! hehe

Caricaturas Urbanoides disse...

Boa sorte, sei como é dificil.

Mônica disse...

Lola,
como diria o Obi Wan Kenobi, 'Que a Força esteja com você!'. Não se preocupe com o número de candidatos, você só precisa de uma vaga....
Boa sorte!

hericky disse...

e fica cada vez mais sensacional a cada nova notícia...

go Lola go! [2]

Masegui disse...

Vou tentar me lembrar da reza pra São Cipriano...

Quanto à ajuda para interpretar o edital, o que posso dizer é que "em se tratando de principalmente, nada como não resta a menor dúvida, né mesmo?"

Anderson disse...

To com o asnalfa nessa. Não entendi nada, mas lhe dedico toda a torcida. ^^

Vai que é tua , Lola!!!!!!!!!!!

Laila disse...

Oi Lola!!!
Faz tempo q visito o seu blog...mas nunca comentei...
Adoroooo o seu senso de humor e a maneira como vc escreve! Parece até q já te conheço há muito tempo!!ehehehe
Passei aqui só pra dizer q sou de Fortaleza e q tô aqui na torcida para q vc venha morar nessa cidade MA-RA-VI-LHO-SA!! Tenho certeza q vc vai conseguir!!
Bjoss

Roberta Sá de S. disse...

Olha Lola, bem complicado esse edital. Mas tente se tranquilizar e lembre-se que é tua primeira vez (?) numa prova dessas, já vale a experiência, apesar de cara. De toda a forma, boas energias. Te cuida.

Amanda disse...

Eu acho esse sistema de seleção completamente estupido! Acaba passando quem tem mais sorte, não conhecimento. Acho que uma entrevista seria mais eficiente do que essa maluquice toda! Bom, pelo menos vocês estão todos no mesmo barco e so de aceitarem o desafio ja merecem a vaga! Mas Lola, com certeza vc tem a maior torcida! Vamos organizar uma caravana pra Fortaleza e gritar o nome da Lola na frente da universidade, pressão na banca! ;)

lola aronovich disse...

Ha ha, obrigada, minhas fofas e fofos. Vcs são uns amorecos mesmo. Super obrigada a todas(os) vcs pela força. Sei que a energia positiva que vcs mandam pra cá é enorme. E sabe, Amanda, é isso mesmo que minha mãe disse, que eu tenho a maior torcida. Não sei se algum dos outros candidatos têm blog, ou um blog com tanta gente querida como este daqui. Se torcida ganhasse vaga, eu sei que nem precisaria estudar - a vaga já seria minha!
Pessoal de Fortaleza, se vcs souberem de alguma pousada/hotel mais ou menos próximo da universidade, e que não seja muito caro, e que tenha internet, por favor, me avisem: lolaescreva@gmail.com

Paloma Peruna disse...

Lolinha, outra coisa q pode ajudar é vc pesquisar quem estará na sua banca examinadora e saber se os caras escreveram algum artigo, livro ou são especialistas em algo.
Batata q eles SEMPRE pergutam sobre o que eles mesmos publicaram. Minha área é Direito e eh sempre assim q funciona, vaidade pura. Não sei se na sua área tb é assim mas esta dica já ajudou vários amigos em provas orais.
Bjo.

Natália disse...

como me disseram os meus colegas qd eu estava fazendo um concurso de tb soh 3 vagas, "vc soh precisa de uma!"

e vc tb! boa sorte!

Carla disse...

Lola,
sempre leio seu blog, mas esta é a primeira vez que comento... e isso pra te dar uma dica também. Na prova didática é sempre bom entregar para a banca um plano de aula (as vezes até pedem no edital), contendo objetivo da aula, conteúdo programático, forma de avaliação, referências...
Boa sorte!

Alfeu disse...

Que legal Lola, estarei +- nessa data lá em Fortaleza também,de 14 a 23 de agosto aproximadamente, só que para jogar o JUBs(Jogos Universitários Brasileiros), espero que alcancemos o pleno sucesso em nossas respectivas competições! =)
Boa Noite e Boa Sorte =p

Prity disse...

Boa sorte e bons estudos! beijos

Bárbara - Αφροδίτη disse...

Boa sorte, Lola! o/

Tô rezando em direção à Meca por você!

UHAUHHUAHUA...

Beijão!

Anônimo disse...

Vou torcer muito por você!
Certeza que a vaga é tua!
Bj
Leah

Manu Sales disse...

Lola!estou acompanhando de perto sua maratona pelo concurso da ufc!estou torcendo mt por você.eu moro em fortaleza será um prazer assistir à sua prova caso dê td certo.será um prazer maior trocar umas palavrinhas com vc pessoalmente e te levar pra comer o melhor chocolate da cidade!go lola!abraços!manu

lola aronovich disse...

Ai, que legal! Puxa, que legal saber que tenho tantas leitoras em Fortaleza! Já tô contando umas cinco. Por favor, me indiquem algum hotel/pousada barato, de pref. não muito longe da UFC. Sei que não há nada muito perto, mas mais ou menos próximo?
A gente podia se encontrar, né? Um dia bom pra isso seria na quarta, dia 19/8. Eu posso estar arrasada com as provas do dia anterior, sabendo que não fui bem, mas ainda assim haverá uma pontinha de esperança até a quinta. Se eu passar pra etapa seguinte, precisarei de todo o tempo do mundo na quinta. Mas quarta é dia de espera mesmo. Outro dia bom pra gente se encontrar pode ser no final de semana (dias 21/22/23). Mas isso só se eu conseguir passar na prova escrita. Olha, não sendo eliminada de primeira, já vou ficar nas nuvens. E aí, claro, conto com vcs pra assistir minha prova didática! Vamos combinar alguma coisa sim.
(falou em chocolate, eu me animo toda. E olha que ninguém mencionou carne de sol. Ah, e sorvete de casquinha da Kibon/Sorvane, tem aí? Eu adoro esse sorvete que só tem no Nordeste!).

Oliveira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Manu Sales disse...

lola eu moro perto da ufc mas realmnte não tem hotel ou pousada bm próximo não mas o lugar onde tem pousadas é mais no centro da cidade é relativamente perto da ufc...vc usa msn?eu poderia te mandar o meu pelo orkut e a gnt podia conversar qm sabe eu pudesse ser útil né?que vc acha?tomara q dê certo o encontro cm suas leitoras dentre elas eu!e o sorvete...tem sim viu?bjs manu

Sheila disse...

Minha querida Lola,
Sou nascida e criada em Fortaleza, formei em secretariado Executivo pela UFC e trabalho aqui na Universidade também, não se assuste com o edital do concurso, a cidade é muito boa de se viver, principalmente no bairro Benfica onde está localizado o Campus, o qual você será inserida, se aprovada. Morei lá por quase 8 anos, um bairro super cultural. Não desista, adoraria tê-la em minha cidade. Caso queira trocar mais idéias, não hesite: sheila@dee.ufc.br ou joanasheila@yahoo.com.br

Amanda Lima disse...

Sou mais uma das leitoras aqui de Fortaleza torcendo por ti Lola =)

Ah, as pousadas mais próximas acho que ficam na Dom Manoel, uns 20 minutos de ônibus lá da UFC.

E se der certo mesmo um encontro por aqui eu apareço ^^

Sheila disse...

O padrinho do meu filho é gerente de um hotel aqui em fortaleza Hotel Cocal é um ótimo hotel para viagens de negócios http://www.hotelcocal.com.br/
Se você quiser consigo um preço bem razoável para você. sheila@dee.ufc.br
abs!

Iolanda disse...

Oi Lola,
Moro em Fortaleza e estou torcendo por você. Acho que os hotéis mais próximos do campus são: Nordeste Palace Hotele e Hotel Belém, ambos no centro de Fortaleza.
Espero poder te conhecer pessoalmente. Abraço,
Iolanda.

Andie disse...

Putz, Lola! Ainda bem que eu não quero ser professora! E eu sempre achava que o processo nos EUA era mais complicado. Certamente não é! Não sei se você sabe, mas nos States o povo vai na conferência da MLA, apresenta seu currículo, um capítulo da dissertação, e faz uma entrevista. Daí se a banca gostar deles (já me disseram que muitas vezes a galera nem lê o pedaço da dissertação da pessoa e faz perguntas bizarras), eles vão fazer o campus visit, onde são entrevistados de novo (por professores, alunos e pelo reitor) e fazem um job talk (lêem outro pedaço da dissertação). As professoras que foram contratadas na Wayne me disseram que em algumas faculs tem que fazer essa aula de mentira também, e que é péssimo.
Mas esse negócio de ler em voz alta...será que é pra ver sua pronúncia de inglês? Eu tive que ler minha redação pro intercâmbio UFMG/WSU, e me falaram que esse era o motivo.
Eu já dei uma aulinha de mentira -- todos os novos TAs têm que dar uma, e alunos internacionais têm que dar duas, mas é só por 5 minutinhos, sobre 1 de 5 possíveis temas. Pelo menos na nossa os nossos amigos puderam fingir de aluninhos. Foi engraçado, mas nerve wracking.
Boa sorte com seu concurso!!! Só passar por essa experiência já será uma grande conquista!

DelioHenrique disse...

Imagino como deve estar ansiosa, Lola. Mas tenta ficar tranquila e estudar com calma.