terça-feira, 25 de março de 2008

RELEITURA ENGRAÇADA DE UM CLÁSSICO


A Suzana recomendou este trailer incrível do Iluminado, uma releitura total, apelando pra todos os clichês do gênero – só que de outro gênero, talvez do dramalhãozinho com toques cômicos. Puxa, é uma idéia formidável pegar um filme consagrado e vendê-lo como se fosse outro produto. Não que os estúdios já não façam isso normalmente (tipo Bug ser vendido como se fosse terror, não um drama, quase peça filmada – que eu gostei muitíssimo, por sinal). Mas este trailer do Shining prova que basta pegar uma musiquinha adequada, escolher as cenas certas (a da mãe e filho saindo pra brincar no labirinto é demais!), e colocar um narrador falando as besteiras que quiser, e pronto, temos um produto novinho em folha! Pior é que dá vontade de rever o filme mais uma vez, só por causa do trailer.

Não sei se você lembra - eu não, porque era muito jovem – que quando Shining foi lançado, em 1980, foi bombardeado pela crítica. O pessoal detestou a Shelley Duvall (que foi indicada até à Framboesa de Ouro no ano!), atacou o Jack Nicholson por parecer louco desde a primeira cena, disse que o Kubrick não entendia nada de terror... O Stephen King definiu o filme como “um carrão luxuoso sem motor”, e “provou” que o Kubrick não era do ramo porque, segundo o badalado escritor, na cena em que a Shelley finalmente põe os olhos no romance que o marido está escrevendo (“all work and no play make Jack a dull boy”, algo como “só trabalho sem diversão faz de Jack um bobão”), Kubrick corta pra mostrar o Jack se aproximando, o que está totalmente errado. King diz que alguém mais chegado ao terror faria a mão de Jack pegar o ombro da Shelley, assustando a todos. Dica preciosa vinda do carinha que em seguida fez Comboio do Terror (Maximum Overdrive) pra mostrar como é que se adapta uma história dele pro cinema! (e a versão de Shining que ele fez depois, pra TV, é totalmente podre!).

Quanto tempo será que levou pra Shining ser considerado um clássico indiscutível? Alguns anos depois? Dois? Três?

17 comentários:

Pedro disse...

Se eu não me engano o trailer de O Iluminado é classico, é oq desce um elevador algo assim e de repente jorra sangue para tudo que lado...parecendo que uma hidroeletrica rompeu.

lola aronovich disse...

É, no trailer original tem montes de sangue saindo do elevador, tomando conta do saguao... Ate cobrir a camera! Muito legal (pra um filme de terror).

Andie disse...

Um dos meus trailers favoritos eh o de Smoking Aces, porque eles conseguiram pegar uma critica que destruiu o filme e usa-la como proganda :"here's what the critics are saying about Smoking Aces: blam, blam, blam, expletive, expletive, blam, blam, roll credits".. ou seja, o filme soh tem tiros e mais tiros, um monte de palavrao e mais nada. Mas, editado no trailer, ate que parece bem legal!
Infelizmente a criatividade hoje muda as historias dos filmes (como a de Man of the Year, que eu achei otimo mas nao tinha nada a ver com o trailer). Sera que os filmes hoje sao tao ruins que precisam ser "repacked"? Que triste!

Suzana Elvas disse...

É só botar "recut trailer" no Youtube que aparece um monte dessas peças - inclusive um queer affair entre Tom Cruise e Val Kilmer em "Top Gun" e esse que eu adoro (é o oposto de "O iluminado"): Scary Mary ("Hide your children")

http://www.youtube.com/watch?v=2T5_0AGdFic&feature=related

Coitada da Mary Poppins... :o)

lola aronovich disse...

Ha ha, muito bom, Su! Eu nem desconfiava que existia todo esse universo dos recuts. Claro que nem todos funcionam (o do Silencio dos Inocentes é fraquinho, e prefiro a explicação do Tarantino ao trailer mostrando o romance gay de Top Gun), mas o de Taxi Driver com musiquinha de Sex and the City é muito legal!
Andie, eu nem vi Smoking Aces! É sempre uma excelente estratégia rir de nós mesmos, como fez o trailer desse filme. Eu geralmente não gosto tanto de trailer porque cada vez mais eles contam a história inteirinha!

Suzana Elvas disse...

Um dos meus trailers favoritos é o de "Snatch (Porcos e diamantes)"

http://www.youtube.com/watch?v=Q8jbt0wBkMI

Do tempo em que o Guy Ritchie não era Mr. Maggie. Esse é um dos melhores e mais originais filmes que eu já assisti.

Falando em trailer, me lembro que houve uma época safadinha em que o pessoal incluía nos trailers cenas que não estavam no filme. O ápice veio com "Robin Hood" (a versão com o Kevin Costner) que mostrava no trailer uma cena (ao 1:00) como que a câmera montada na flecha (http://www.youtube.com/watch?v=fy8aVULoivY) e que não estava no filme. A grita foi geral - e então acabaram incluindo depois a tal cena (que dura micrésimos de segundo).

lucianojr_6 disse...

Muito bom! Tem um que se chama "Scary Mary", que é muito bom também. Ah, eu ja sabia dessa do filme ter sido muito criticado na época. Está sem dúvida no meu top 5 de filmes favoritos. Eu siplismente achei a Shelley Duvall perfeita no papel. Aquela cena da escada é uma das melhores, e ela está ótima.

Julio Cesar disse...

Só vi O Iluminado no ano passado e ele se tornou o meu terror preferido, o terror definitivo.

Outro ótimo recut é este:
http://www.youtube.com/watch?v=IdXngAB8Zbw
Foi o primeiro que conheci e ri muito!!

lola aronovich disse...

Su, o pessoal continua incluindo nos trailers várias cenas que ficam fora dos filmes! É o cúmulo! Não consigo me lembrar de nenhum exemplo no momento, mas olha, não é um ou outro filme. São praticamente todos!
Luciano, eu tb acho a Shelley Duvall perfeita no papel. E vendo os making ofs do filme dá pra ver como o Kubrick abusou da coitada! Ela já não aguentava mais...

lucianojr_6 disse...

Eu não vi os making of, até porque não tem legenda no dvd, mas fiquei sabendo que ele fez ela de gato e sapato. Eu acho ela muito estranha, não uma estranha ruim, nem uma estranha feia, ou bonita. Simplismente estranha. Ela não fez muitos filmes. Que eu me lembre fez Anne Hall do Woody Allen, que eu ainda não vi. Julio Cesar, pensando bem, também acho O Iluminado meu terror favorito. Se bem que ainda não vi O Bebê de Rosemary.

lola aronovich disse...

E tá esperando o que pra ver O Bebê de Rosemary? A refilmagem? (ui, vai ser refilmado mesmo). Acho o Bebê um grande filme, mas, de algum modo, mexe mais com mulheres que homens. Eu nunca recomendaria Bebê pra uma mulher grávida!

Ricardinho disse...

.
Assisti novamente na semana passada.
E acho que a cena mais criativamente assustadora é mesmo a da máquina de escrever. A gente vai pra baixo da coberta só por causa de uma folha de papel!!!???

http://www.angryalien.com/0504/shiningbunnies.html

Ok... todo mundo já conhece... mas não dá pra deixar de fora se a gente tá falando de Shining + comédia + trailler!

Suzana Elvas disse...

Lola, você sabia que existe outro fim para "O bebê de Rosemary"?

lola aronovich disse...

Momento historico! Momento histerico! Segunda mensagem do Ricardinho! Eh, a cena da maquina de escrever eh minha preferida tambem, a que mais me assusta. Mas segundo o King, o Kubrick estragou a cena... Bonitinho o video que vc recomendou, Ric. Eh uma boa sintese do filme em 30 segundos. Odeio quando falam "todo mundo ja conhece" porque eu sei automaticamente que o "todo mundo" nao me inclui.
Su, que outro final pro Bebe? SPOILERS! Quem nao viu Bebe nao leia! Eu vi algumas versoes em que o bebe aparece como diabo, e outras sem esses segundinhos.
Mas o Iluminado que eh muito estranho! Tenho certeza que ja vi, mais de uma vez, a cena do menininho sendo levado pra falar com uma medica, antes d'eles irem pro hotel. O Kubrick nao gostou e decidiu retirar a cena (depois da distribuicao do filme). Mas muita gente viu essa cena, nao viu?

Pedro disse...

hahaha eu não vi Bebe ainda, foda, tenho o dvd ainda ta com o plastico tem seculos...
depois eu leio oq vc falou.

lola aronovich disse...

Nao acredito que uma pessoa que tenha o DVD do Rosemary's Baby faz séculos e ainda não viu o filme continue frequentando o meu blog! Toma vergonha, Pedrinho!

Rodrigo Mendes disse...

Muito engraçado o King querer ensinar ao Padre como rezar a missa.

Adorei este trailer! Rs!