segunda-feira, 17 de março de 2008

DIRETORA ASSASSINADA

Vi Waitress (Garçonete) há algumas semanas, em DVD, e gostei bastante. É um filme levinho, apesar do subtexto de espancamento de mulheres pelos maridos. As tortas mostradas são as mais tentadoras que já vi, principalmente as de chocolate (ameacei o maridão dizendo que, se ele não me tratasse bem, eu iria convidar uns carinhas pra fazer tortas comigo no apê). Torci pra que o romance da Keri Russell com seu médico desse certo, e gostei de ver a Cheryl Hines (que faz a mulher do Larry David em Curb Your Enthusiasm) numa comédia dramática. Ok. O que eu não sabia, de jeito nenhum, é que a diretora de Garçonete, Adrienne Shelly, tinha sido assassinada. Que horror! A moça, que faz uma das três garçonetes no filme, foi morta em novembro de 2006 em seu escritório em Manhattan. O assassino acabou de ser condenado a 25 anos de prisão. Ele é um imigrante ilegal (do Equador) que, ao ser pego roubando, matou Shelly e fez parecer que ela havia se suicidado, o que não colou. A pobre atriz e diretora tinha uma menina de 2 anos, e morreu antes de saber que seu filme havia sido aceito no prestigiado festival de Sundance. Terrível. Não diga que eu fui a última a saber!

6 comentários:

Julio Cesar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julio Cesar disse...

Eu é que não fui o último, li sobre isso no mês passado. :)
Não vi este filme ainda mas parece que um interesse maior surge quando descobrimos uma coisa dessas. É a mesma coisa com o próximo Batman.

lola aronovich disse...

Ai, ai, entao eu fui a ultima a saber mesmo... Mais uma vez!

Alex disse...

Eu vi filme faz 1 mês mais ou menos, achei ótimo também! Fiquei chocado com a morte dela quando soube...

lola aronovich disse...

Alex, e o que vc tem a dizer sobre o post das locadoras de vídeo? Quero ouvir a opinião de um expert no assunto!

marina w. disse...

eu fui a última a sabeeeeeer.
:P