segunda-feira, 18 de março de 2019

POR QUE O MASSACRE DE SUZANO FOI UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA

Homenagens na escola onde ocorreu o massacre de Suzano

Na Uneb de Caetité, na Bahia
Logo depois do massacre de Suzano, chegaram por email uns trinta pedidos de entrevista da grande mídia. Respondi todos explicando que eu não estava em casa, em Fortaleza, e sim viajando e trabalhando, primeiro em Maceió, e depois em Caetité, sertão baiano. 
Algumas entrevistas eu respondi por email de madrugada, ao voltar das palestras. Outras eu agendei pra ontem, quando voltei. Foi o caso da do Fantástico, que dei pelo Skype (pra quem não viu a boa reportagem do programa, está aqui).
Continuo bastante sem tempo, porque esta semana vou para Brasília. Reproduzo aqui hoje uma das entrevistas que respondi de madrugada. Esta para o jornal O Dia, que foi publicada ontem. As perguntas são de uma jornalista que preferiu não assinar a matéria (o que é totalmente compreensível, visto que os chans adoram perseguir mulheres e que agora há um presidente no poder que comanda ataques orquestrados a jornalistas -- principalmente jornalistas mulheres).
O DIA - Em um texto no seu blog, você diz que o massacre em Suzano era uma tragédia anunciada, por quê?
Cabeçalho do fórum anônimo (que
ainda não estava na Deep Web) no
início de 2014: com imagens de
assassinos, o chan de Marcelo
pedia que seus frequentadores
"fossem heróis"
Lola Aronovich - Porque parece que de fato um dos atiradores frequentava o Dogolachan e avisou que iria cometer um massacre. Há prints. Porém, independentemente disso, eu monitorei o Dogolachan durante quatro anos, e não houve um dia sequer em que os membros não fantasiavam como iriam matar "a escória" (mulheres em geral, feministas em particular, negros, LGBT etc) assim que as armas fossem liberadas. Faz no mínimo quatro anos que eles cultuam "heróis" como o do Massacre de Realengo ou o do massacre na Califórnia, em 2014. Desta forma, eles tentam convencer outros rapazes a matarem para se tornarem "ícones" também.
Quando você entrou em contato com os chans? As ameaças começaram logo de cara?
Eu já havia sido atacada por alguns chans por ser feminista. Mas o chan que mais me perseguiu, o Dogolachan, foi uma criação do Marcelo (Valle Silveira Mello, fundador deste e de outros fóruns de disseminação de ódio) no segundo semestre de 2013, pouco depois que ele saiu da prisão. Só fiquei sabendo do chan no início de 2014, e isso porque Marcelo fez questão de me enviar um link. Ele queria que eu acompanhasse as ameaças diárias de morte, estupro e tortura contra mim.
Você procurou a polícia? Recebeu alguma orientação ou algum tipo de proteção na ocasião?
Marcelo e Emerson em
janeiro de 2016, em
Curitiba
O primeiro boletim de ocorrência eu fiz em janeiro de 2012, por conta das ameaças do site de ódio Silvio Koerich, mantido por Marcelo e Emerson (Eduardo Rodrigues Setim, parceiro de crimes de Marcelo). Depois eu fiz vários outros BOs (11, no total). Um dos primeiros foi contra o Dogolachan, no final de 2014, quando eu estava recebendo ameaças por telefone na minha casa. Eu levei os prints que tirava. Lá eles planejavam tudo. Marcelo dava ordens para um neonazista gaúcho, que hoje está internado num manicômio, me ligar. Nunca recebi qualquer orientação ou qualquer tipo de proteção de qualquer polícia, seja Civil, Federal ou Delegacia da Mulher.
Qual o perfil dos integrantes desses fóruns de propagação de ódio?
Montagem de assassinos com
cabeça do cachorro símbolo do
Dogolachan
A grande maioria dos channers (frequentadores de fóruns anônimos), dos Sanctos (como se autodenominam os homens do Dogolachan), e dos incels (celibatários involuntários, mais conhecidos como "virjões") mora com os pais. São adultos, maiores de idade, mas não estudam nem trabalham. Passam o dia espalhando ódio diante de um computador. Se eu fosse mãe e sustentasse um filho, gostaria de saber o que ele faz no computador o dia inteiro. Sei que não é fácil, há vários casos de Sanctos que batem na própria mãe. Mas tem Lei Maria da Penha para coibir isso.
Quais avanços você sentiu desde que a lei que leva o seu nome entrou em vigor?
Um mês depois que a Lei Lola entrou em vigor, Marcelo foi preso pela Operação Bravata. Mas não por causa da lei. As investigações haviam começado muito antes. A Lei Lola ainda está no começo. A Polícia Federal precisa levá-la mais a sério e nos orientar como denunciar e em qual casos. Um dos grandes avanços da Lei Lola é que, pela primeira vez, a palavra misoginia aparece numa lei.
Acredita que é possível combater esses fóruns?
Creio que seja impossível acabar com os chans, ainda mais na deep web, mas combatê-los é possível. Realmente, não há controle sobre o que acontece na Deep Web. Mas o Dogolachan existiu desde a segunda metade de 2013 até setembro de 2018 — ou seja, mais de cinco anos — na superfície. Houve algum tipo de monitoramento da polícia durante esses cinco anos? Algum agente tentou se infiltrar para descobrir a identidade dos criminosos? Por que não?
Eu não entendo como, no Brasil, um movimento legítimo e pacífico como o dos Sem Terra é considerado por muitos como uma organização terrorista, e um movimento de homens extremistas e frustrados na internet, que tem cometido centenas de crimes nos últimos anos, é visto como brincadeira de moleques. Mesmo na deep web, grupos extremistas devem ser monitorados. Eles são perigosos. Também os pais desses rapazes anti-sociáveis e revoltados deveriam saber o que seus filhos estão fazendo na internet.
Qual a importância da educação neste combate? 
É fundamental que uma discussão sobre questões de gênero, diversidade sexual, racismo, seja feita nas escolas. O caminho para uma sociedade com menos ódio tem que envolver a educação. Sabemos que liberar as armas, como este governo já começou a fazer, irá aumentar e muito o número de massacres em escolas e lugares públicos.
Qualquer estudo mostra que a liberação das armas aumenta a violência. Mas de um presidente que durante toda a campanha ensinou crianças a fazer arminha e até defendeu que crianças de 5 anos tivessem acesso às armas não se pode esperar nada de bom.
Como corporações responsáveis por redes sociais poderiam ajudar contra os crimes de ódio? 
As empresas da internet, como Google, Facebook, Twitter, WhatsApp etc também têm grande responsabilidade. Elas têm mecanismos não só para coibir o ódio, como também para incentivar os direitos humanos. É preciso que elas ajam e excluam perfis que espalhem ódio e mentiras. Já passou da hora de misóginos serem combatidos como terroristas.
As buscas pelos termos e por nomes de grupos da deep web aumentaram, vê isso como um ponto positivo ou um alerta?
Creio que um pouco dos dois. É algo positivo porque mostra que a população está se conscientizando de que esse perigo de fóruns de ódio existe. É também um alerta porque uma parte das pessoas que procura pode acabar influenciada pelos grupos.
Em um artigo recente seu (para o site The Intercept), a senhora menciona que Emerson Setim — um dos alvos da operação Bravata — está foragido na Espanha. Como  a senhora lida com um dos seus ameaçadores solto e agindo em um lugar que até as autoridades desconhecem os métodos?
Emerson sendo preso pela
Operação Intolerância em março 2012
Emerson não foi preso em maio do ano passado porque ele já havia fugido para a Espanha antes. Quando a Operação Bravata emitiu um mandado de prisão contra ele, ele já não estava mais no Brasil. Como havia um mandado para prendê-lo e ele não foi encontrado, creio que ele está foragido. Sei que o Jean Wyllys já enviou para a polícia a localização de Emerson em Madrid. Não entendo por que ele ainda não foi preso. Emerson é um lunático perigoso e um dos que me difamam e ameaçam, mas ele esta longe demais para representar um risco pra mim. Há channers mais perigosos.
Por exemplo, um rapaz chamado Breno Alves, de Franca. No dia 26 de fevereiro deste ano, ele me enviou uma ameaça de morte por e-mail dizendo que o Dogolachan vai contratar um pistoleiro para me matar em Fortaleza, e que deste ano eu não passo. Em junho do ano passado Breno gravou um vídeo com seu rosto dizendo que ele seria o próximo a se matar e me levaria junto com ele.
Eu sei o nome completo dele, sei a cidade onde ele mora, tenho imagens dele, ele faz parte do Dogolachan há anos, e faz dois anos agrediu um rapaz negro numa praça em Franca (saiu nos jornais locais; foi aberto inquérito). Eu passei tudo isso pra Polícia Federal e pra Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Por que a polícia ainda nem sequer o chamou para depor?

22 comentários:

Alan Alriga disse...

Vamos por partes, não é nada simples achar o IP de alguém que freqüenta a Deep Web, eles usam muitos programas que sequer deixam vestígios em computadores, é difícil até para o FBI e a CIA, e até para outras agências que tem mais recursos como a inteligência chinesa, logo não coloquem a culpa na polícia federal, ela não recebeu grandes investimentos nos últimos 6 anos, ainda mais para poder investigar na Deep que chega a ser 400x maior do que a surface web, que é onde estamos agora.
Outra coisa é muito perigoso investigar servidores da Deep Web, pelo simples fato que muitos são militares ou federais, ou seja pode ser perigoso até para a PF, falo isso por já ter visto muitos vídeos de agentes da CIA, FBI, serem mortos por terem investigado servidores americanos, isso uns 9 anos atrás quando eu freqüentava um site militar na Deep.

Detalhe os próprios governos podem impedir o acesso de civis na deep, como já foi feito na França.

Outra coisa a Lei de proibição nunca impediu que traficantes de comprar metralhadoras e rifles calibre .50BMG, então também não vai impedir de um bandido ou assassino de conseguir um revolver calibre .38, o traficante não se importa para quem ele está vendendo, não se importa para o que ela será usada ou quantas pessoas vão ser mortas, ele só se importa com o próprio lucro e detalhe essa arma vai custar só uma fração do preço de uma arma legalizada, que só poderá ser vendida para maiores, que fizeram todos exames e laudos psiquiatros que a lei pede, que receberam treinamento para usar a arma de forma correta. O traficante não pede nada disso, somente o seu dinheiro e nada mais.
Já a polícia não ter feito nada mesmo com a Lola ter passado todos os dados, talvez seja pelo fato de não terem pessoal o suficiente, recursos suficientes, infraestrutura suficiente, e bandidos de mais para investigar e prender para a "justiça" soltar depois.
Bem vindos ao Brasil

Anônimo disse...

Quando isso tudo começou? Em 2004 com comunidades fechadas de misóginos no Orkut ,talvez antes em blogs ou páginas de conteúdo violento ou misógino, ou os dois. Quando vai acabar? Depois da deep ou dark web? Complicado , pois tem especialistas e profissionais da área de tecnologia da informação envolvidos e usam o conhecimento para ameaçar , acuar, agredir, matar. O Steve Bannon tem fortes suspeitas de relações com fóruns anônimos como chans, inclusive ajuda financeira e o Brasil é um campo perfeito para esta experiência macabra e cheia de atrocidades, quanto ao cambalacheiro metido a filósofo um velho conhecido e muito apoiado por eles, exceto financeiramente, pois cada um com os seus problemas financeiros. A semana de visita do Bolsomijo e talvez alguns dos mijões filhos a tira colo pode evidenciar e concretizar suspeitas. O cambalacheiro quer dinheiro urgente e a manutenção desses chans e conteúdos de deep web o deixam com prestígio e reconhecimento pelo "trabalho " de formiguinha e boca a boca. Quanto a morosidade das autoridades, principalmente no âmbito federal é evidente, ainda mais com uma mente doentia e torpe na presidência, mas talvez policiais, milicianos, pessoas realmente poderosas tiram proveito de situações do tipo quanto pior para a maioria do povo melhor para os detentores do poder.

Anônimo disse...

a) Lola sou sua admiradora e quero ver uma palestra sua.

b) Lola vc vem denunciando estes loucos a anos mas agora eles estao saindo das redes sociais e muito assustador.

c) Sera que o Olavo de Carvalho vai debater com a professora Debora Diniz?

Anônimo disse...

Com esse vídeo que esse merda louco te mandou Lola vc tem evidenciado, comprovado o crime de ameaça e injúria, não tem como abrir um processo contra esse cara pela defensoria publica?
Fazer pelo menos a polícia registrar essas ocorrências, acho que isso é importante.

Anônimo disse...

Muito bom.

A deep web é perigosa, as ameaças são sérias, mas veja bem, na internet comum existem pessoas, o dia todo, repetindo as mesmas coisas, só não fazem ameaças,mas a linha de pensamento é a mesma;

Mel disse...

Conheci seu trabalho semana passada e estou extremamente impressionada com a sua coragem. Mesmo. Parabéns, você já é de longe meu ícone feminino da atualidade. Como você consegue lidar com tudo isso emocionalmente? Fico impressionada.
Parabéns!
O link de doação está ativo?

Obrigada Lola!

Alan Alriga disse...

Para quem saber mais sobre a deep web, vou deixar dois links do YouTube que explica muito bem.

https://youtu.be/9lVR41uYGmU

https://youtu.be/SEXW68b6Wm4

Anônimo disse...

Alan Alriga,cara,você falou tudo.É muito fácil colocar a culpa na polícia.

Anônimo disse...

Como foi citado acima, isso tudo começa nas comunidades do falecido Orkut, onde os trolls agiam livremente, só falando merda atrás de merda, comentários misóginos, de extrema direita, com o papo do bandido bom é bandido morto... Isso só se expandiu e se fechou num grupo de lunáticos.

Anônimo disse...

Lola, que você faria se soubesse que algum aluno seu é parte desses grupos?

Anônimo disse...

Isso é culpa dos pais que ao invés de darem carinho e atenção aos filhos dão um eletrônico como um 'cala boca'. O resultado é esse.

Anônimo disse...

Quer dizer que se o cara sofreu bullying gente inocente tem que pagar por isso, vsf isso e egoísmo puro não pensou nas famílias que ficaram sem seus filhos só sónsou em satisfazer sua vingança

Anônimo disse...

Perfeito e desde 2004, 2005 ameaçavam, acuavam e não duvido terem começado a matar pessoas que ninguém procurava como mendigos, moradores de rua, devido a falta de investigações e denúncias se sentiram mais fortes para fazerem isso com quem tem família, uma vida social , trabalho ,estudo. Lembro de terem comemorado quando a atriz estado unidense Brittany Murphy faleceu, inclusive com ofertas e ataques misóginos, ninguém deu atenção, até a ex modelo Monique Evans recebeu ameaças no blog que ela mantinha a ameaçando de morte como sua filha a Bárbara e de estupro a neta de apenas três anos, embora com denúncias e prints não deu em nada e por isso continuavam a agir devido a certeza de impunidade. Não haviam apenas comunidades e grupos fechados com conteúdo misógino não, mas comunidades e grupos abertos como Fogo na favela já, Não existe beleza negra, Favelado se mata no ninho, entre outras no mesmo nível, mas com maior amplitude e número de pessoas que faziam parte e não deu em nada, embora haviam denúncias, mas o administrador e a própria rede social Orkut ignorava até culminar no massacre do Realengo e a polícia federal, ministério público fazerem uma verdadeira varredura no Orkut, blogs, páginas na Internet, porém tudo isso era muito novo para as autoridades e quem estava em pode ser que ainda esteja no comando sabe muito bem de processamento de dados, tecnologia da informação são especialistas e profissionais na área. Atualmente com o atual desgoverno essas pessoas tem respaldo, estrutura e não duvido nada de uma ajuda financeira polpuda, pois isso tudo está aí graças ao poder de persuasão de pessoas com interesses gananciosos e mesquinhos aliados a falta de atenção e até investigação, união de quem sabia do modus operandis, tem conhecimento, respaldo financeiro e político, mas achou estar tudo bem devido o silêncio, porém estavam a preparar algo mais perigoso e que hoje vemos.

hilario muylaert disse...

Alguém comentou que traficante vende armas pesadas !!!
Contrário mestre: traficante compra armas !! Pode até eventualmente fazer uma negociação aqui e ali....
Viu o tal miliciano (vizinho de Bolsonaro pai e um dos filhos) com centenas de fuzis contrabandeados dos US ????
Traficante de varejo ( favelas e periferias ) faturam "pouco".....
Fatura alto o traficante do atacado.....de armas e drogas.....

hilario muylaert disse...

Alan Alriga,

"" Deep que chega a ser 400x maior do que a surface web, que é onde estamos agora.""

Esse dado acima é impressionante !!
Como chegou a esse dado ??

Anônimo disse...

Enquanto a PF não considerar esses terroristas virtuais como prioridade vamos continuar vendo esses casos, cada vez tem mais gente doentia com tempo de sobra pra fazer m..Cadeia neles,vão fazer companhia ao Merdelo.

Tinúviel disse...

hilario muylaert , creio que a pessoa estava se referindo a traficantes de armas... artigo 87 da Lei nº 05/2006.

Alan Alriga disse...

Vi passando na TV, acho que foi no jornal da VTV, que é filial do SBT da minha região, mas uns dez anos atrás já era quase 100x maior

Anônimo disse...

Pode até ser difícil pra polícia, mas a Lola tá nessa por mais de uma década ou quase isso, e o maluco foi preso só uns trocentos anos depois. E não estamos falando de um hacker habilidoso que se escondia na dark web, era tudo no aberto, qualquer um tinha acesso a esse dogolachan. Precisou que um deles matasse de novo pra eles começarem a falar sobre isso.

Dan

Soraia Silva disse...

Esse tal de Emerson Rodrigues precisa saber que ele não é branco (como se isso fosse grande coisa). Ele tem olhos verdes (pra ser branco, teria que ter olhos azuis e cabelos louros; e tem pele escurecida). Portanto, ele é mestiço, como boa parte da Europa o é. Por que portugueses, espanhóis, franceses, italianos, romenos, etc, não são tão brancos como alemães e suecos? Simples: muçulmanos dominaram boa tarde da Europa por 800 anos, a partir de 700 DC. Foram levas e levas de islâmicos que tiveram filhos com europeus, resultando nessa grande e bela diversidade que temos por lá. Ou seja, Émerson Rodrigues é islâmico-descendente. Nazistas brancos europeus e racistas o vêm como "preto clareado" ou ainda "preto cor de bosta" (estes também deveriam ser presos).

Outra coisa: muitas mulheres brancas gostam de afrodescendentes não porque a mídia faz a cabeça delas. Mas, porque estes grupos de homens são resolvidos, sabem o que querem, por que a vida, a história os ensinou. Não são como estes viadinhos como Émerson Rodrigues, cheios de psicopatias e outras doenças mentais, e que se escondem na Deep Web.

Ti@go disse...

Soraia,
Por favor, não compare estes sujeitos com os "viadinhos" Ser viado é ter muita coragem e ser muito bem resolvido numa sociedade como a nossa.

Lola, adorei o "virjões" aqui na minha quebrada a gente chama de cabaço esses tipos.

Anônimo disse...

Kkkkkkkk "pra ser branco precisa ter os olhos azuis".

Me mijando de rir ate agora kkkkkkkkkkkkkk

É cada boçal falando bosta...