segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

HOMEM NÃO PRESTA

Em meados de janeiro a Folha de S. Paulo publicou um texto do colunista Reinaldo José Lopes com o provocativo título "Homem não presta", que, na versão online, recebeu um título mais diplomático: "Na nossa espécie, violência e estupidez são coisa de homem, não de mulher". 
Vou reproduzir o texto aqui, mas antes gostaria de dizer: não é minha opinião. Eu acho que tem muitos homens "que prestam". Tampouco creio numa "essência" do homem (ou da mulher) que o faz mais violento, mais ignorante. Porém, os dados citados no texto são verdadeiros. Há algo de muito errado num modelo de masculinidade que faz homens matarem (e morrerem) tanto. É o que chamamos de "masculinidade tóxica". Eu acredito que dê pra mudar isso com educação sobre questões de gênero. Vamos ao texto de Lopes:

Homem –- no sentido de indivíduo do sexo masculino da espécie Homo sapiens -– é bicho que não presta. Não me dá prazer nenhum constatar esse fato, mas só alguém dominado por doses elevadas de hipocrisia ou cegueira seria capaz de negá-lo. A posse de um cromossomo Y frequentemente parece ser um pré-requisito para se deleitar com os mais variados tipos de pancadaria ou idiotice.
"Mas nem todo homem é assim", diriam indignados alguns de meus companheiros de masculinidade.
Sem dúvida, embora o peso das estatísticas, em todos os tempos e lugares, deponha contra os homens. Sim, pessoas são indivíduos, não médias estatísticas, e a variação que existe de um ser humano para outro é gigantesca, mas isso não invalida o fato de que, onde quer que haja violência ou estupidez, a probabilidade de que um ou mais homens sejam os protagonistas é elevada.
Em qualquer país do mundo, por exemplo, cerca de 90% dos homicídios são cometidos por homens -– e a maioria deles está ligada a motivos (comparativamente) bobos: o entrevero no trânsito, o bate-boca no boteco, a tentativa de "lavar a honra com sangue". Homens matam sobretudo outros homens e, claro, também matam muitas mulheres (por outro lado, para cada 30 ou 40 casos nos quais um homem elimina um rival do sexo masculino, há apenas um caso no qual uma mulher assassina outra).
Surfar trens, brincar de roleta-russa ou fazer um "racha", passando por sinais vermelhos no centro da cidade a 150 km/h? Coisa de homem, claro –- principalmente dos que pertencem à faixa etária que vai da adolescência aos 30 anos. Homens jovens são assassinados ou sofrem acidentes fatais a uma taxa cinco vezes superior à das mulheres, além de correr risco cinco vezes mais alto de ser torrados por um raio (afinal, tentar se proteger de uma tempestade não é coisa de macho). 
E não esqueçamos do Darwin Awards, a infame "premiação" concedida às pessoas que morrem ou ficam estéreis graças à sua própria imbecilidade e, com isso, supostamente melhoram as qualidades genéticas da humanidade ao não se reproduzir –- como seria de esperar, cerca de 90% dos vencedores são do sexo masculino.
Seria reconfortante imaginar que todas as mazelas elencadas nos últimos parágrafos são resultado direto da criação e da cultura: frequentemente educados para agirem como brutamontes, no pior estilo "homem não chora, moleque", muitos meninos acabariam crescendo desse jeito torto. 
Seria reconfortante, mas incorreto –- algumas das tendências negativas da masculinidade aparecem logo que as crianças aprendem a andar. Meninos, em média, mordem, batem e empurram outras crianças com frequência maior do que meninas. Também têm preferência muito mais acentuada pela popular "brincadeira de mão", como dizia minha avó: essencialmente, o brincar de lutar.
Muitas dessas diferenças entre homens e mulheres provavelmente têm origem biológica -– o que, claro, não significa que elas sejam imutáveis e escritas em pedra, feito os Dez Mandamentos. Nas Américas, há 16 homicídios anuais por 100 mil habitantes, enquanto o número é apenas 3 na Europa -– o que significa que muitos homens europeus estão escapando de seu suposto destino violento.
Reconhecer que há uma natureza humana básica pode muito bem ser o primeiro passo para estimular o que há de melhor nela, sem tentar reescrevê-la do zero.

59 comentários:

Anônimo disse...

"HOMEM NÃO PRESTA"

[...] [...]

Pela primeira vez na vida um homem falando a verdade, a pena é q ele só está admitindo o óbvio

Anônimo disse...

(Não acredito q seja absolutamente, mas) se é "natural" esse comportamento desfuncional dos homens, só poderíamos concluir q o sexo masculino é algo altamente DELETÉRIO na natureza, um defeito

Anônimo disse...

95% dos criminosos são homens
97,5% dos assassinos são homens [e 98% dos homens assassinados os são pelos próprios homens]
e 99% dos pedófilos e dos estupradores são, adivinhem... homens, claro

tirem suas próprias conclusões

masculinidade = degeneração

Anônimo disse...

"têm origem biológica" - pois é, a biologia reservou tudo o de mais nocivo, danoso, prejudicial e deletério aos portadores de anomalia y; o sexo masculixo é o exemplo q temos de como a (MÃE-)natureza se equivoca evolutivamente às vezes, os lixomens não eram pra existir, eles possuem órgãos vestigiais do sexo feminino, mas não era pra ser assim, a seleção natural ERROU ao tê-los feito a partir de nós melhores, quer dizer... mulheres

Cão do Mato disse...

Tem muita mulher que valoriza homem violento, que acha o máximo aquele cara que gosta de resolver as coisas na porrada. E chama de bundão aquele sujeito que prefere deixar pra lá...
Uma vez li uma reportagem (já faz tempo) sobre esse negócio de briga de trânsito, na qual diziam que um homem no carro, acompanhado de uma mulher, tem uma chance muito maior de chegar "as vias de fato" num incidente de trânsito do que se estiver sozinho. Fico pensando no quanto dessa violência dita "masculina' deixaria de existir se não houvesse esse tipo de mulher admiradora de troglodita...

Anônimo disse...

"Meninos, em média..."

-em média-, em média não é maioria absoluta, então não há como isso ser biológico (e o próprio autor depois se auto-refuta ao citar a Europa), é um construto social; sim, o cromossoma y oferece uma gama de desvantagens (congênitas) aos seus portadores, uma delas é fazer com q os omens fiquem mais vulneráveis à uma educação ruim feito essa q eles costumam ter, mas sabendo a origem construída disso, ao mesmo tempo em q sabemos q o cromossomo y torna seus portadores mais sensíveis à uma péssima educação masculinista, tudo o q temos é q educá-los melhor

Anônimo disse...

gays são homens melhorados, foi o melhor q a seleção natural pôde fazer pra dar uma corrigidinha no sexo masculino

Anônimo disse...

Essa reportagem (recente) da NYT expõe o mesmo assunto:

https://www.nytimes.com/2018/02/21/opinion/boys-violence-shootings-guns.html?smid=fb-nytimes&smtyp=cur

mascu do mato, q engraçado, vcs homens se acham os "fodões", os "donos do mundo", mas ironicamente fazem de tudo pra se adequarem aos q as mulheres "gostam", conta outra

q os homens são completamente dependentes de mulher isto é fato (o mesmo não ocorre no sentido oposto), mas nos poupe dessa ladainha, mulher nenhuma gosta de maxo auto-destrutivo (e creia, as q dizem q "gostam" estão apenas sabotando vcs, e conseguindo, seus otários), vcs são assim pq querem mesmo, mas ok, problema é seus, podem se auto-lascarem a vontade

Anônimo disse...

adoro usar o positivismo (matéria favorita dos mascus e outros machistas) contra eles mesmos, kkkk

tomem do próprio veneno agora, seus bostas

Anônimo disse...

daqui a pouco chega o mascu:

"~hur durr, homens são os q mais morrem em homicídios~" - sem dúvidas mascu, só esqueceu de dizer q morrem nas mãos de outros homens, logo, não é problema nosso se nem vcs se suportam

como admitiu um de vcs:

'Homens matam sobretudo outros homens e, claro, também matam muitas mulheres (por outro lado, para cada 30 ou 40 casos nos quais um homem elimina um rival do sexo masculino, há apenas um caso no qual uma mulher assassina outra).'

e há quem acredite numa das maiores mentiras patriarcais, a de q mulheres são inimigas uma das outras, a realidade diz exatamente o contrário

Cão do Mato disse...

"mascu do mato, q engraçado, vcs homens se acham os "fodões", os "donos do mundo", mas ironicamente fazem de tudo pra se adequarem aos q as mulheres "gostam", conta outra"

"Vocês" quem, cara pálida?

Cão do Mato disse...

"(e creia, as q dizem q "gostam" estão apenas sabotando vcs, e conseguindo, seus otários)"

Isso se chama "relacionamento abusivo". Acredito que vocês mulheres entendam disso, não?

Anônimo disse...

É um problema SERÍSSIMO de socialização que começa muito cedo e dentro de casa. Não são poucos os pais que acham lindíssimo ver o o menino nocauteando crianças menores, falando palavrões, empurrando a irmã. A mãe os servem como se fossem o próximo cristo: "Não deixo fazer o serviço de casa por que depois vira capacho de mulher" (ouvi isso de uma mãe de dois meninos) e o pai ensina a "pega mulhé" (aka: assédio).
Se não são os pais, vai ser um tio, primo mais velho, avó ou aprende a rua mesmo...

Não aprendem responsabilidade, não aceitam regras (machos são transgressores) nem limite, e menos ainda consequências... E quando a casa cai, choram pras mulheres que a vida deles é uma merda por que somos todas putas...

(uma prova disso é a quantidade de mascus agarrados na barra da saia da Lola fazendo birra - "ainnnn iuzumi Lola, buááááááááá")

Jane Doe

titia disse...

Bom, o índice europeu mostra que ainda há esperança para a macharada. É só educar mais e melhor os meninos, e até para algum sujeito adulto que não tiver a cabeça enfiada tão fundo no rabo pode haver uma chance. Claro, é preciso trabalhar muito pra desconstruir a masculinidade tóxica, mas quem disse que feministas não trabalham seus preconceitos e se desconstroem todo dia? É serviço de formiguinha, mas que no final vale à pena.

E não, homens não fazem essas merdas todas pra agradar/pegar/chamar atenção/ter aprovação das mulheres. O que eles querem é a admiração/atenção/aprovação de outros homens. Homens fazem merdas estúpidas, correm riscos imbecis e sem sentido, agem de forma violenta e primitiva, matam e morrem pra agradar outros homens. Como alguém já disse antes (e eu ainda não consigo lembrar o nome dela, droga), a sociedade patriarcal é homoafetiva. Homens machistas só amam, admiram e querem atenção e respeito de outros homens. Das mulheres, só querem sexo protocolar, jantar pronto, cuecas lavadas e casa arrumada. O negócio dos homens machistas são outros homens machistas, mesmo.

Anônimo disse...

ALELUIA.. ALELUIA.. ALELUIA.. ALELUIA.. ALELUIA.

Finalmente um pouco de determinismo biológico em um ambiente feminista (e não a velha teoria de construção social).

Sim, a pura verdade é que os homens são sim mais agressivos e violentos, mais ousados, tem mais temeridade.. e isso não se reflete somente fisicamente, mas também no mundo dos negócios. E justamente por isso o mundo é um imenso patriarcado, por isso o homem domina o mundo, o homem tem biologicamente a sede da conquista. Qualquer matriarcado tende a ser conquistado e dominado, justamente por colocar de lado as qualidades masculinas.

Na Europa (onde segundo o artigo, os homens estão "superando" morrendo menos) os homens tem sido cada dia mais "feminizados", o resultado disso é o colapso da outrora gloriosa Europa.. e em breve vai haver mais muçulmanos e demais estrangeiros (africanos, turcos etc.) vivendo na Europa do que os próprios europeus... na Europa a família tradicional é a cada dia considerada mais ultrapassada, cada dia menos mulheres querem ser mães, o aborto liberado, homens cada dia mais "sensíveis".. enquanto a população européia envelhece, enquanto cai a taxa de natalidade entre os europeus, chegam mais estrangeiros para suprir a falta de mão de obra jovem.. e esses ao contrário, apresentam altíssimas taxas de natalidade. E adivinhem feministas.. eles não são nada "progressistas"...

Quando um povo deixa de lado as características agressivas masculinas.. e passa a considerá-las "problemáticas", valorizando características mais "femininas"... ele até vira um paraíso social (mais igualdade, menos violência, mais tolerância, distribuição de renda etc.), mas um paraíso social pronto para ser conquistado por um outro povo, que preserva as características masculinas, como um grande Harém em formação, com suas virgens indefesas aguardando o macho conquistador.

Anônimo disse...

Tudo culpa da testosterona, quando uma pessoa faz tratamento hormonal e recebe testosterona fica mais agressivo. A mesma coisa o estrogênio, deixa a pessoa mas emotiva e nervosa, e o que explica a TPM e mudança de humor na gravidez.

Por isso a Simone Beauvoir não tá certa, a socialização ajuda sim a reforçar, mas há motivos biológicos que definem os papéis de gênero.

Anônimo disse...

mascu do mato, "vcs quem?" vcs homens, seu estúpido

e o q a 2ª pergunta tem a ver?

Anônimo disse...

É verdade que a maioria dos assassinos são homens, mas é errado entender ou tratar isso como se a maioria dos homens fosse assassino.

Anônimo disse...

Para a maioria aqui a premissa é que se 90% dos assassinatos são cometidos por homens logo homens são maus, agressores e estupradores por natureza, correto ?

A maioria esmagadora dos encarcerados é negra e pobre (se foram presos cometeram crimes).

Estendendo essa lógica podemos então chegar a conclusão que o negro e o pobre são naturalmente tendentes ao crime ?

Melhorem !!!!

Anônimo disse...

14:27 - tava demorando pro mascu positeba aparecer, tava demorando...

reitero o q disse a anon acima:

"adoro usar o positivismo (matéria favorita dos mascus e outros machistas) contra eles mesmos, kkkk

tomem do próprio veneno agora, seus bostas"

agora vamos lá, só q antes de mais nada:

a matéria é tudo o q certas feministas muito criticadas por aqui vem dizendo há tempos, as críticas severas, lúcidas e reais à masculinidade finalmente ganhou respaldo entre todos, mas q fique claro q isso nunca foi uma novidade, o autor (homem) em questão não deixa mentir, isso sempre foi sabido, então para as "feministas" q se chocavam com qualquer "ofensa misândrica", por favor, ENGULAM

Mascu

Não há nenhum "~determinismo biológico~" aqui, leia o comentário das 12:11 e entenda, e se houvesse, ele claramente deporia contra o sexo masculino, só um idiota como vc pra tentar achar alguma "vantagem" nisso

E não, vc está 100% ERRADO, a pura verdade é que os homens são evolutivamente um equívoco e auto-destrutivos, mais suicidas, tem menos saúde e expectativa de vida, vcs são uma bomba relógio, e isso não se reflete somente no físico, mas também no mundo dos negócios, onde costuma ocorrer DESASTRES econômicos de proporções astronômicas a cada 10 anos pelo menos, isso claro, tb é culpa dos omens. E justamente por isso o mundo é essa merda q é, por ser esse imenso patriarCACAdo podre por natureza; o homem não domina o mundo, ele ESTRAGA o mundo, é no estrago q ele acha q tem algum poder, mas não, ele não tem nenhum poder, ele é um ser cancerígeno, o homem tem biologicamente a sede por degeneração (pq é o q eles são biologicamente)

Não há nenhuma "qualidade masculina", e nenhum matriarcado foi conquistado ou dominado, mascu, q fanfic é essa? vc é burro assim mesmo ou só carrega o cromossoma anômalo Y?

Na Europa (onde segundo o artigo, os homens estão se superando, e portanto, tendo uma MELHOR VIDA e morrendo menos) os homens tem sido cada dia mais desmascuzados, o resultado disso é a ascensão da gloriosa Europa, como nunca antes visto, nem na idade média a Europa poderia imaginar ser tão grandiosa, viva a União Europeia. E não, muçulmanos e estrangeiros não substituirão os cidadãos autóctones do continente, isso é FALÁCIA CÂNCERVADORA, sem qualquer evidência, a taxa de natalidade na Europa é maior q na América, por exemplo, mais outra MENTIRA MASCU

Continua...

Anônimo disse...

Continuando...

É um direito natural o aborto ser liberado
A "~família tradicional~" não está sendo "~considerada~" ultrapassada, ELA É UMA COISA ULTRAPASSADA
E se homens cada dia mais "sensíveis" for sinônimo de menos dementes, mascus e afetados pela danosa masculixinidade, então isso é uma evolução, inclusive é uma tática de defesa desses homens para q não sejam selecionados e para q sobrevivam nesse ecossistema altamente hostil ao sexo masculixo

"eles não são nada "progressistas" - claro q não, por isso tb serão varridos da região junto com imbecis feito vc

Vc deveria aprender umas coisinhas, como por exemplo:

Vcs são homens pq nasceram assim, "~pegar mulher~" NÃO os tornarão naquilo q vcs já são, e nem nenhum outro "~rito de passagem~" ridículo e demente; depreciar homossexuais tb não os faz serem "homens" (até pq homossexuais são mais homens q vcs, deixem de inveja)

Até os maxos de outras espécias encaram a masculinidade com mais naturalidade e leveza, tomem vergonha nessas caras

Quando um povo deixa de lado as características tóxicas da masculinidade e passa a chamá-las do q são: DOENTIAS, valorizando características femininas (nobres, curativas e perfeitas por natureza) o povo vira, sem dúvida alguma, um paraíso TOTAL (mais igualdade, menos violência, mais tolerância, distribuição de renda etc.), e um paraíso em constante evolução tão forte, q não é ameaçado por nenhum outro povo que insiste em manter seus construtos sociais regressivos e desfuncionais, tais quais o câncervadorismo e o masculinismo; qualquer maxo "~conquistador~" morreria só de pisar o pé nesse ambiente nocivo à ele, até pq na vdd, qualquer ambiente é nocivo aos homens, até uma tribo patriarcal de merda, o q dirá uma sociedade eussocial, avançada e matriarcal

titia disse...

14:27:

Mosuo.

Minangkabau.

Macuas.

Agora senta e chora.

Anônimo disse...

17:32 - não, seu maluco, presta atenção... quem disse isso foi o mascu das 14:27 e o protomascu das 15:09, q por sinal, admitiu q a venenosterona é mesmo um veneno, e falando nesse tapado: ser homicida e inconsequente é papel de gênero, seu demente?

16:28 - o fato da maioria dos assassinos serem homens diz muito a respeito da masculinidade, deus q me perdoe...

Anônimo disse...

17:32 - é exatamente no que positivistas acreditam

Anônimo disse...

A agressividade masculina é justificada, segundo os ignorantes (obviamente), pela testosterona, porque se encontra na natureza espécies machos que também são agressivos (e desconsideram as fêmeas, que na natureza, também são agressivas, como o caso das leoas, e possuem níveis de testosterona menores). Na realidade isso não faz sentido algum. Existe apenas motivos e justificativas para os homens continuarem a serem agressivos com respaldo numa pseudo-ciência.

Você pode comparar os homens normais(dentro desse modelo de masculinidade que acham correto, ou seja, "agressivo natural") com homens que procuram caminhos dentro de correntes espiritualistas não ocidentais(logo, não tem cultura de "macho agressivo naturalmente"). São homens totalmente de paz e não agressivos, e nada tem a ver com "afeminação", continuam a serem homens. No Brasil, podemos fazer uma comparação de adeptos do Espiritismo ou vertentes religiosas "alternativas" não-cristãs, contra homens que se dizem cristãos. São totalmente não violentos. (obviamente, falo por generalizações, ou seja, maioria, e tudo tem sua exceção. E não entro no mérito de existir ou não alguma coisa, e sim a educação por trás das correntes de pensamentos). O Exército, a Polícia, assaltantes e assassinos, lutadores, enfim, você encontra todos esses homens violentos dentro de Igrejas cristãs. Mas não encontra homens não-violentos dentro delas. É de se pensar, por que?

Os homens são agressivos por construção social e religiosa ocidental cristã, que ensina a violência como meio, como se fosse algo natural do macho. O que não é, pois isso pode ser verificado quando homens adotam outro tipo de filosofia e educação diferente para suas vidas. Qualquer homem que adote para si uma forma educacional que seja contra violência sob qualquer circunstância, não há testosterona que o faça fazer mal para alguém, e não se tornam afeminados por isso.

Educação > biologia.

Anônimo disse...

Anonimo das 19:28 ....

Calma mana!!! A julgar pelo grau de agressividade da sua resposta (tipica de um mascu) eu diria que seu corpinho esta cheio de... Testosterona

Que paradoxo heim !!!

Anônimo disse...

a premissa de q biologia é determinante (nisso) cai por terra assim q a gente observa (apenas empiricamente) q o comportamento danoso da masculinidade não subsiste à uma simples força de vontade

basta o homem querer q ele se torna alguém melhor e não um mascu suicida

se é tao fácil pro homem deixar de ser um escroto, é pq esse comportamento não tem NADA A VER com biologia, caso contrário, seria essencialmente mais difícil alterar esse paradigma, O Q NÃO É O CASO

como bem disse a anônima das 12:11:

o cromossoma y apenas torna seus portadores (os homens) mais vulneráveis à uma educação de má qualidade

Anônimo disse...

Blablabla blablabla...putz que sono, tentei ler esse textao "os homens são sim mais agressivos e violentos, mais ousados, tem mais temeridade..." Zzzzzzzz zzzzzzzz.... "mas também no mundo dos negócios..." Zzzzzzzz zzzzzzzz zzzzzzzz... "por isso o homem domina o mundo, o homem tem biologicamente a sede da conquista..." Zzzzzzzz zzzzzzzz zzzzzzzz... Não, não da, parei por aqui...zzzz zzzz zzzzzzzz...

Anônimo disse...

Olhem que interessante: Fui lá no velho Google fazer umas pesquisas e descobri que educadores são, em sua maioria, do sexo feminino. Algumas pesquisas direcionaram-me a alguns blogs feministas. Lá nos blogs já existe a explicação para o fato de serem maioria. Segundo uma das blogueiras, "A função de educador geralmente recai sobre as mulheres, por que a mulher tem instinto para cuidar de crianças ou ainda, em outro site, associa-se a função do professor a características geralmente consideradas femininas, como a atenção, a delicadeza e a meiguice.
Bom, se a maioria das educadores numa fase tão importante da vida é mulher, seria justo afirmarmos que tais características femininas tão bem ditas aqui, deveriam ter moldado o comportamento destes meninos e os tornassem homens melhores? Noutro giro, lembremos que fora dos muros da escola, ainda somos assistidos por uma figura feminina. Como é possível tendo todo este poder na mão e não conseguirem educar os homens? Já que não podemos considerar o fator biológico, por que os meninos não se adequam aos valores femininos, já que são educados por mulheres?

Anônimo disse...

Se homem e tão tuim, me expliquem porque a gigantesca maioria das mulheres e hétero e vi se agarrando com um ?

Anônimo disse...

Eu estava pensando nisso esses dias, sobre a relação entre gênero e violência e cheguei à conclusão que mesmo religiões extremamente violentas não são suficientes para causar estragos como terrorismo.
Explico: estava eu num avião indo para a Escandinávia e uns 30% dos passageiros eram muçulmanos. Eu e todos os outros passageiros seguimos tranquilos, dormindo, ninguém ficou bitolado. Motivo? Todos os passageiros muçulmanos eram do sexo feminino. As pessoas que causam violência terrorista são do sexo masculino; as mulheres muçulmanas quando têm a oportunidade de ir para países europeus querem estudar, os homens já sabemos; conclui-se, portanto, que o problema não é religião, cultura, etc, mas sim o gênero.

Anônimo disse...

23:11 ? Sério? Que preguiça... Século XXI e tu ainda acredita que só a escola educada... Deixa de ser ignorante e abre um artigo sobre desenvolvimento cognitivo e interação social, pelo amor da Deusa.

titia disse...

00:02 porque orientação sexual é coisa que não se escolhe, bebêzão barbado. Acredite, se fosse possível mudar orientação sexual, um monte de gente faria isso. Por melhor e pro pior, não dá. Mas não se preocupe que as mulheres hétero estão abrindo os olhos, ficando mais espertas e atentas, já perceberam que não precisam aceitar qualquer macho merda e estão selecionando melhor os homens com quem se relacionam.

titia disse...

23:11 porque existem mulheres machistas educando seus filhos, e porque não basta uma pessoa só pra educar uma criança. Além disso, sempre tem pais, irmãos, avôs e tios (geralmente homens) prontos pra estragar ainda mais o moleque, ensinando merda e condicionando o menino a fazer essa merda através de violência. Não se faça de inocente que isso há tempos não cola aqui.

Anônimo disse...

Fácil responder: vivemos numa sociedade machista e a educação tanto na escola quanto em casa é machista também e voltada a perpetuar valores machistas.

donadio disse...

O texto é ruim, essencialista, e por mais que o autor tente dar outro viés, não tem jeito: essencialismo sempre vai servir para justificar ideologicamente o patriarcado e outras coisas do gênero. Por isso, o texto não rende uma discussão interessante, e a caixa de comentário vira playground de trolls, mascus, pseudo-radfems, e reacionários em geral.

Anônimo disse...

"já existe a explicação..." - seu cu, mascu, "explicação" q vc tirou do buraco da sua uretra, só se for, não existe essa "explicação" em lugar nenhum, seu encosto

vc não entendeu nada, mascu (novidade)

não é pq a "maioria" dos educadores são mulheres q a educação será necessariamente feminista

e como já disseram aqui, o intelecto dos homens é mais fraco, uma desordem mínima qualquer, mas já é suficiente pra causar estragos na mente do cidadão (ao ponto de torná-lo um mascu)

ou q os homens ganhem uma cognição melhor (o q é impossível por causa do cromossomo y) ou q a educação seja reforçada (neles)

00:02 - vá aprender a escrever primeiro, seu semianalfabeto, o fato da "maioria" das mulheres serem éteros não muda o fato dos homens serem ruins (e de não gostarem de mulheres)

E por fim

o texto é ÓTIMO, repleto de fatos e o melhor... escrito por um homem sincero q reconhece o quão lesiva é a masculinidade

Anônimo disse...

"Se homem e tão tuim, me expliquem porque a gigantesca maioria das mulheres e hétero e vi se agarrando com um ?"

Calma machinhio babaca, isto aos poucos esta sendo desconstruído.

Anônimo disse...

Não é muita presunção da sua parte achar que a natureza está errada ?

Anônimo disse...

14:26 - analisando o fato da masculinidade ser deletéria, NÃO

ng olha prum tumor maligno e pensa q a natureza agiu correto

Anônimo disse...

Acho que seria melhor colocar "pessoa nascidas do sexo masculino" no lugar de homem, já que ser homem ou mulher são fatos completamente subjetivos essa conversa de "cromossomo/pinto é que te faz homem" ser muito século retrasado.

Anônimo disse...

15:40 - quem disse q é "subjetivo"?

QUEM DISSE Q É "subjetivo"????

seu c*

Anônimo disse...

"seria melhor colocar "pessoa nascidas do sexo masculino" no lugar de homem" - NÃO

[e q bosta, quem é q vai trocar um palavra só, bem resumida e bastante direta em seu significado, por: "pessoa nascida do...", q lixo]

"ser homem ou mulher são fatos completamente subjetivos" - NÃO

"ser muito século retrasado" - NÃO

Mulher = ser humano do sexo feminino
homem = humano do sexo masculino

Anônimo disse...

Homens são os mais rápidos e os mais barulhentos para saírem falando que eles são:

"O HOMEM! O MACHO! O VIOLENTO/AGRESSIVO/DOMINADOR! NATURALMENTE DOMINANTE! TEM TODOS OS INSTINTOS ANIMAIS!!!"

Mas então subitamente eles dizem que são:

"Uma pessoa"; "Um indivíduo"; "Um ser humano; sensível, digno de direitos e consideração e blablabla..." Apelando de todas as formas possíveis para a empatia das mulheres (até eles voltarem depois a agir de forma agressiva e violenta novamente... é um ciclo vicioso.)

Quando é sugerido que então eles deveriam viver em uma jaula ou na natureza selvagem, bem longe das mulheres.

Anônimo disse...

15:40 para de ser tão delirante, meu anjo, estamos falando sobre coisas do mundo real.

Anônimo disse...

Creio eu que esse lance da Testosterona tem um pouco a ver sim.Minha prima tem 1 filho de quase 2 anos,eu fico abismada de ver ele chutar e socar as coisas,nuuu que agressividade, cara.A energia deles é zero delicadeza e pura brutalidade.Você chama a atenção e ele rosna.Fico passada.É difícil ver meninas assim!

Anônimo disse...

a culpa dos homens serem violentos é das mulheres, ouviu (ou melhor, leu), galera? Os homens matam uns aos outros, estupram e agridem porque mulher é conquistada assim. Sério, lixo do mato?

Anônimo disse...

17:11 - nada a ver, é demência

Anônimo disse...

Demência? Não entendi.Me explique, por favor

Anônimo disse...

Acho que certos comportamentos nascem com as pessoas e variam, não apenas de acordo com o sexo biológico, mas, também, individualmente, pois os meninos também são diferentes uns dos outros, assim como as meninas. Sinto-me diferente dos outros meninos/homens. Sempre fui mais sensível e mais frágil, mas acho que nasci assim. Apesar de certas características que nos parece inatas, sofremos uma grande influência do meio em que vivemos e da forma como somos educados, que pode desconstruir ou construir comportamentos tóxicos.

Anônimo disse...

21:45 - o q vc relatou (comentário das 17:11) tem mais a ver com demência, não hormônios

Anônimo disse...

01:12 - não se engane, todos os homens são sensíveis e frágeis

o resto é só uma máscara

Anônimo disse...

Demência coisa nenhuma. É só observar as brincadeiras de meninos e meninas. A agressividade e competição é mata nos homens. Um ou outro é mais comedido mas a grande maioria tem o estopim bem curto.Se não agride fisicamente,agride psicologicamente. Aos berros!

Anônimo disse...

exatamente por isso q é demência

ng q faça coisas auto-destrutivas pode ter uma mente sadia

"a grande maioria"

fonte: nenhuma

Lumos Glow disse...

Eu tenho uma que é assim:
Não existe homem hétero.
Pois não existe homem que goste de mulher.Homens são todos machistas e/ou misóginos.Homem só gosta de si mesmo e de outros homens.
Pra eles,mulher é um ser inferior,só um objeto sexual,máquina de procriação e serva doméstica.

Anônimo disse...

Eu não tenho NADA de pseudo.
Mataria qualquer piroco desgraçado que estivesse na minha frente se eu tivesse a chance.Porque vocês MERECEM,seus desgraçados.Por tudo que fazem ás mulheres,aos LGBT's,ás crianças,ao mundo...tudo.
E vocês pirocos são SIM todos maus.Mas não querem que ninguém saiba da verdade,senão perderiam a dominação mundial.

Anônimo disse...

Mulher nao gosta de caras violentos nao. E nem de bundão. Eu sinto muito em te informar, mas dá pra resolver as coisas SEM porrada, gritaria, violências, bem como, ficar em casa choramingando e deixando pra la nao resolve absolutamente nada. Tem varias nuances entre esses dois exemplos extremos que vc deu, pessoa...

Cansei de ler sobre isso, mulher nao gosta de cara bacana... Qdo o cara bacana é um a bundão sem atitude, ng gosta, só a mae e olhe la. Vide esses mascus ai...

Kasturba disse...

Não acredito nesse determinismo biológico.
Mesmo que exista uma "tendência" à agressividade nos humanos machos, moldada ao longo da evolução da espécie, acredito que como humanos racionais, somos muito mais complexos que instintos.
O tempo todo tomamos decisões racionais que vão contra o nosso instinto biológico:
- evitamos gravidez ou abortamos, quando o instinto seria se reproduzir o máximo possível;
- optamos por gastar nossas reservas de energia quando o instinto seria economizá-las (exercícios físicos de maneira geral);
- optamos por uma refeição menos calórica, quando o instinto seria comer o máximo de calorias possível (quem não opta por "comidas saudáveis" quando pode?);
- Nos colocamos em situação de perigo quando o instinto seria nos mantermos o mais seguro possível (qualquer esporte radical, ou até mesmo andar de avião);
- Optamos por sentir dor quando poderíamos evitar (tomar vacina, outros procedimentos médicos, tatuagem, etc...)
Entre tantos e tantos outros exemplos. O tempo todos racionalizamos e travamos nossos instintos. Por que na questão da violência seria diferente?
Essa historia de "homem é violento por natureza" é discurso de homem escroto pra justificar sua escrotice.

Anônimo disse...

Como sempre, a culpa é da mulher. Que desculpa ridícula