quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

O PAIZÃO DO ANO SERIA CONSIDERADO UMA MÃE DESNATURADA

Republico aqui este texto cheio de indignação da Nívia Salerno. Hoje também estou sem a menor paciência, alvo de ataques sem parar, com vontade de mandar todos os crapulentos pro inferno. 

A mãe passa 95% do tempo com os filhos. Leva no médico, dentista, pra cortar o cabelo, se preocupa com as notas, ensina a lição, se preocupa se os filhos serão seres humanos com pensamento crítico, se terão qualidade de vida. Leva nas atividades (que não são poucas) e se alguma coisa não vai bem em algum lugar, a mãe é chamada e cobrada. A mãe se preocupa com o emocional dos filhos, se preocupa com a saúde, se preocupa com o que estão aprendendo... Acima de tudo, a mãe se culpa pelos mínimos erros que podem acontecer. Mães não são consideradas seres humanos pela sociedade. Elas precisam ser perfeitas.
O pai passa seus 5% de tempo com os filhos. Pai não se preocupa com quem os filhos vão ficar se precisa viajar a trabalho. Se vão pra um rancho com os amigos, se vão ao médico, se vão ao cabeleireiro. Ele não tem a mínima preocupação de onde vai deixar os filhos, pois a responsabilidade é inteira da mãe, não é mesmo?
Mães não precisam de privacidade, fazer suas necessidades com os filhos olhando é fichinha, tomar banho, escovar dentes, se trocar.... Isso não importa. Mães sequer têm tempo de olhar pro próprio corpo e se lembrar que ainda são mulheres.
Mas o que me incomoda nisso tudo?
Basta o pai ficar com as crianças 5% do tempo do dia, e esporadicamente levá-los à casa da avó ou uma festinha, que isso já lhe rende o troféu de "Pai do Ano."
Se postar foto no facebook então, uuuuuuuuuuuuuuuul, melhor pai do mundo.
Enquanto que a mulher está se matando, morrendo, adoecendo, sofrendo, e passando por bons bocados, pra lhe render no máximo um troféu da "Megera". 
Aquela que é dura demais com os filhos ou que deixa os filhos fazerem o que quer, aquela que não liga, aquela que é desleixada com a aparência e o pobre do marido, merecia uma coisa melhor.
Mães são seres linchados sistematicamente todos os dias pela sociedade. 
Poxa, o marido arrumou uma amante, porque não tem o que precisa em casa, né?
Afinal, é bem fácil mesmo pra mulher trabalhar o dia inteiro, cuidar dos filhos, da casa, abdicar de todo seu tempo para as crias, deixar de comprar roupas pra vestir as crias, tomar um banho de 5 minutos, correr o dia inteiro e ainda estar super disposta no final do dia, com uma calcinha fio dental e uma camisola super sexy, bem maquiada esperando o marido em cima de uma cama, depois que colocou as crianças pra dormirem...
Caso isso não aconteça, é bem compreensível que ele busque em outra mulher os atributos de beleza, sexualidade, fetiches, e deixe os trabalho duro para a esposa. Não é mesmo?
Agora vamos inverter os papéis: se uma mãe trocar de lugar com um pai, e ficar com os 5% do tempo que eles disponibilizam pros filhos, ficar com a obrigação de sair pra trabalhar e colocar dinheiro em casa. O que essa mulher seria?
Eu conto pra vcs... Uma PÉSSIMA mãe, uma desnaturada, uma sem coração que joga toda a responsabilidade pra cima do homem.
Sociedade do caralho, já começo meu 2017 fazendo textão pra mandar todo mundo (homens e mulheres) que pensa assim tomar naquele lugar.
Vão pra putaquepariu vocês que acham que o paizão do ano é aquele que pega o filho um dia na semana, posta foto no Face e paga a pensão em dia.
Vão se foder, vocês que acham que a mulher tem uma responsabilidade maior mesmo na criação dos filhos e organização da casa e isso é normal.
Cambada de hipócritas sem noção. Vão pro inferno.

265 comentários:

1 – 200 de 265   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

Querida Lola, parabéns por publicar esse 'textão'! As vezes é importante perder a paciência! Que você tenha um feliz ano novo!

Anônimo disse...

Por filho no mundo é a maior idiotice.

Carlos

Rodolfo Abrantes disse...

E sempre bom ver esse tipo de depoimento, que dizer muitas mães passam por essa situação e bem verdade, mais nem de longe isso é regra geral.
Como disse em outro post tem pai que não cumpre com suas obrigações? Sim é muito, aliais e só darmos uma olhada nas varas de família para constatar isso.

Mais volto a repetir maioria são de homens de bens que fazem de tudo por seus filhos mesmo quando não estão mais casadas com as respectativas mães, mesmo quando a mãe é uma louca que coloca na cabeça do filho que o pai não presta, mesmo depois que eles descobrem que não são país biológicos, mesmo quando quando a mãe abandona ele é a criança para fugir com outro homem, mesmo quando a mãe leva o filho para outro país e proibi o pai de ver seus filhos, mesmo quando a mulher usa o seu filho para o estorqui seu ex...................


Relacionamentos familiriaes são complicados, muitas das vezes as obrigações são destruídas de forma desigual, o que sempre acarreta um desgate de um dos lados.

A melhor forma de lidarmos com isso, e através do diálogo franco e aberto, chegar a acordos benéficos a ambos , para que um lado não fique sobrecarregado e acabe por minar toda a estrutura.

E por fim temos que encarrar a realidade, qualquer o homem é qualquer mulher e capaz de colocar uma criança no mundo, mais infelizmente nem todo o homem é e nem toda mulher e capaz de ser mãe e pai.

Hele Silveira disse...

Sou divorciada há mais de quatorze anos, mãe de duas adolescentes. Pai? Sou EU, já que o desavergonhado jamais teve a decência de assumir qualquer das suas responsabilidades. Assumi tudo, tudão, tudaço. E não me arrependo. Melhor coisa que fiz. Macho nenhum dá pitaco na minha casa. E para a sociedade, o foda-se está permanentemente acionado.

Anônimo disse...

Vc mesma falou q nao tem filhos.
Vc nao tem vivencia.
So quem é mae sabe de verdade.

Desculpe.

Anônimo disse...

Vai criar um golden entao.

Anônimo disse...

Quando eu tinha 20 anos e estudava História na FFLCH/USP, me orgulhava por ser de esquerda e me achar mais inteligente, culto e tolerante do que os fiéis da Globo.
Passados quase 20 anos, vejo que o preconceito e a intolerância não são monopólio da direita.
Pelo contrário: a julgar pelos comentários das feministas aqui do blog, certamente sou um preposto de Lúcifer na Terra, pelo simples fato de possuir um cromossomo Y (determinismo genético, igualzinho ao que tio Adolf pregava)
Att,
(Carles)

Anônimo disse...

Por favor, homens e mulheres, parem de fazer filhos! Parem de colocar mais crianças nesse mundo cruel e horrível, eu imploro!

Denise disse...

A mais pura verdade! Me irrita também esse endeusamento de homem que troca uma fralda, cuida do filho, vai em reunião de colégio. Não fazem mais do que a obrigação! Sempre que eu escuto uma mãe dizer que está sobrecarregada, que quando viaja em família se cansa em dobro porque tem que ficar correndo atrás dos filhos, eu me pergunto: cade os pais? Me lembro de quando eu era criança e íamos passar as férias numa casa de praia alugada, e minha mãe odiava porque ela passava os dias cuidando dos filhos, cozinhando, limpando, e só meu pai descansava o dia todo.

Meu marido é uma exceção a regra, divide absolutamente tudo na casa e nos cuidados do nosso filho, e mesmo assim tem a decência e a empatia de não falar aos quatro ventos que “não se pode generalizar, que tem homem que é diferente”. Porque ele bem sabe que é uma exceção a regra e que não faz mais do que a obrigação, como eu também faço. Fora que tem muito homem que diz que “ajuda” a mulher, que troca fralda e tal, mas qd vc pergunta pra mulher ela diz que ainda se sente sobrecarregada porque o marido até faz, mas sob pressão e quando não está cansado demais do trabalho (porque, né, mulher que fica em casa com os filhos não tem trabalho algum). São raros, mas muito raros os casais com filhos que vivem em esquema de parceria integral. Do meu vasto círculo de amizades pós maternidade, conto nos dedos de 1 mão os homens que realmente atuam como parceiros, e não apenas “ajudam” a mulher.

Anônimo disse...

Adorei Lola. Tudo verdade, infelizmente. Não enxergava dessa maneira até assumir o papel de mãe.

Anônimo disse...

Pois deviam era agradecer que tem ainda alguma ajuda. Na natureza, na grande maioria das espécies, a fêmea cria os filhotes SOZINHA. E sem mimimi....

Anônimo disse...

É mais que óbvio que o papel biológico de criar a prole foi atribuído às fêmeas. Ah, a natureza, essa porca machista...

Anônimo disse...

(Viviane)
Hele Silveira, tem mais: quando você não conta com o pai da criança para nada, ainda tem de ouvir gente te cobrando "por que você não exigiu pensão". "Como assim, é direito da criança!". Ou seja, se a mãe exige pensão, é interesseira; se não, é uma desnaturada que não pensa no sustento da criança.
É... temos de fazer como você, manter o botão do F***-se permanentemente ligado.

Cão do Mato disse...

Pois é... Os filhos passam 95% do tempo com as mães (de onde ela tirou essa "estatística"), e mesmo assim crescem adultos machistas? Tem alguma coisa errada aí, né?

Anônimo disse...

A maioria são pais de bem? Talvez. Mas mesmo pais de bem relegam quase tudo à mãe e acham que é a obrigação dela. Querer ir atrás do filho e querer protegê-lo é o mínimo que um pai deve fazer, não qualifica como bom, apenas como dotado de vergonha na cara. Quanto a pais adotivos ou que descobrem que não são os verdadeiros pais, ora, amar a criança é o mínimo também.
Pais são endeusados por amar, que é o mínimo. Mulheres são endeusadas quando dão sua vida toda aos filhos, quando envelhecem e perdem a felicidade por eles.

Anônimo disse...

Por isso (também por outros motivos, como não desejar) nunca terei filhos. Já basta o que a mulher passa desde o momento em que nasce. O mundo não merece mais pessoas também.

Anônimo disse...

Não é preciso ter filhos pra saber, é só ter olhos e cérebro.

Fui criada pela minha mãe se desdobrando em mil, enquanto meu pai era omisso e negligente. Não foi culpa dela, óbvio, e tenho muito orgulho dela.

Mas decidi jamais entrar nessa roleta-russa.

titia disse...

THIS! É exatamente isso. Na hora de se ferrar toda pra criar os filhos, a mãe não faz mais que sua obrigação e mesmo assim está errada. O pai, deu umas migalhinhas de atenção já é o melhor pai do mundo e ai de quem questionar o valor da sua "contribuição". E ainda preciso ouvir os mimimis dos machos chorões que as feministas os consideram a encarnação do mal, que não pode generalizar, não é assim, não é assado, not al men buábuábuá. Dói né, macharada machista, admitir que de bonzinhos vocês não tem nada. Dói admitir que todas essas coisas ruins que as mulheres falam de vocês é verdade. Dói olhar no espelho e ver que aquele reflexo feio é a mais completa e absoluta verdade sobre vocês. Dói saber que suas bolas não te tornam especial, não te tornam merecedores de respeito, veneração e sexo, não te dão o direito de fugir das suas responsabilidades nem faz com que os seus erros virem acertos. Dói admitir que ter um pau não os torna automaticamente um bastião da ética, nem garante que tudo que vocês fazem-por mais abominável e grotesco que seja-está certo. Dói, e eu quero que doa mesmo. Quanto mais doer melhor.

E Lola, mande mesmo os crapulentos pro inferno. Sem dó nem piedade. Educação é pra quem é educado também. Comecei a aplicar esse princípio e minha vida melhorou uns 79%.

Nívia Salerno disse...

Gente, meu texto veio parar no Blog dessa fofa???
Não acredito!
Beijo grandão pra vc Lola. <3

Mila disse...

Texto firme e certeiro. A responsabilidade dos filhos é inteira da mãe.
Vivemos numa cultura que aparentemente exalta a maternidade, já que você mulher, se não dispor de seu útero para a sociedade, é uma egoísta, mesquinha e que vai ficar sem amparo na velhice.
Mas só aparentemente. Quando leio sobre violência obstetrícia, atendimento de saúde à grávidas e crianças, creches e discriminação contra a mãe no mundo do trabalho, noto que as reivindicações são praticamente exclusivas das mães, pois é sobre elas que recai toda a responsabilidade de cuidado, amparo e orientação dos filhos. Vivemos num país onde político diz que mulher tem que ganhar menos porque engravida e os incautos aplaudem, gente que tem filho, inclusive.
As mães também são culpadas quando os filhos fracassam ou algo de ruim ocorre com eles. De notas baixas e reprovação no vestibular a abuso sexual, atos infracionais ou gravidez precoce. A culpa é sempre da mãe que foi omissa em vigiar, cuidar e prevenir que isso não ocorra. Mesmo se o abusador for o pai, que na teoria, tem o mesmo pátrio poder e responsabilidade no bem-estar dos filhos que a mãe.

Anônimo disse...

Também tenho essa impressão! Só faltaram dar o prêmio Pai do Ano para esse homem!

Imagine se a mãe dessa criança deixasse conviver com o pai psicopata. Se o menino aparecesse morto, a culpa também seria dela.
Olha os casos da Isabela Nardoni e Bernardo Boldrini para confirmar.

Anônimo disse...

Os comentarios são a parte engraçada.
Primeiro o Troll mandando não ter filhas(os), oq é obvio porque esses manés tem medo das crianças questionadoras que as feministas têm e terão.
E segundo aquele sujeito que diz " Mais volto a repetir maioria são de homens de bens que fazem de tudo por seus filhos mesmo quando não estão mais casadas". Aí você pensa "maioria dos homens... do Brasil?", esse sujeito só pode estar de brincadeira. O cara pode até querer articular melhor que mascus ordinários mas a falta de conhecimento e a prepotência para afirmar algo tão distante da realidade é absurdo. Se vier falar que é a maioria da classe alta, talvez alguém acredite... mas todos sabemos muito bem como as coisas funcionam no país. A maioria só quer ser igual a maioria e jogar o peso nas costas dos outros. E sempre sobra para a mulher, não é preciso ser mulher nem feminista para enxergar isso.
Os pais são importantes na criação mas a maioria é tudo crianção. Briga por qquer besteira, desrespeita todo mundo no transporte público, julga mulheres pela roupa e/ou vida sexual, discrimina outros homens que não seguem a norma "heterosexual" de comportamento e vestimenta, além de formar movimentos falsos como o MBL (comprado e formado por donos do poder). E é uma pena ter de admitir isso tudo porque sou homem também... mas é oq vejo, todo dia em todo o lugar. Caras cheios de si e prontos para brigar por qualquer tipo de "privilégio", como por exemplo sentar no banco azul claro do metrô de SP, reservado para velinhos, gravidas e deficientes.
As coisas mudam muito devagar... infelizmente. Hoje mesmo estão apoiando o golpe nos nossos direitos porque não se informam e decidiram que "se 'esquerda' pensa isso eu penso o contrário".. e lá se vai a aposentadoria de todas as futuras gerações. E querem aplausos por serem tão determinados e ignorantes.
Algumas pessoas têm senso critico, se informam e sabem dialogar. Infelizmente muitos homens que vem comentar neste blog já aderiram ao facismo e não querem saber de construir idéias em conjunto com outras pessoas. Não querem se abrir a possibilidade de estarem errados e vão perder a razão quando confrontados. Eternos criançoes com seus playstations e toddynhos. O ultimo filme do capitão america ele viu, os direitos que perdeu não quer nem saber. O filme da sua vida é uma ilusão criada com sombras, por isso a eterna frustração. Nunca vai alcançar aquilo que a midia diz que ele irá porque no fundo a intenção é criar expectativas irreais mesmo.
Mas ele vai sonhar eternamente, no intervalo das jogatinas e discussões sem propósito. E atacará qualquer um que tentar destruir a ilusão. Eles falam de Matrix mas fazem igual os tolos do filme, que lutam para manter o sistema. Tudo para não enxergar a realidade que está muito além das regras de comportamento e do materialismo que ele cultua.
Tem um motivo para não deixarem as mulheres entrarem na política... e acho que como todos sabem que a corrupção é generalizada, o motivo é obvio. Um ser guiado pelo desejo é facilmente corrompido. Um ser guiado pelo amor é determinado e justo. Algo que eles definitivamente não querem por perto lá em brasilia.
Mas não da para impedir a mudança, vejo uma geração cheia de cabeças boas por aí. Continuem a luta porque cada pessoa dá esperanças a outra(s). E não se esqueçam: NAO ALIMENTE OS TROLLS. Eles não tem vida e te farão perder horas dando voltas em seus labirintos de auto-sabotagem. Se dê valor e ignore tanta ignorância. Lá fora o sol brilha para aqueles que se abrem para a vida.

Rodolfo Abrantes disse...

Aos cuidar suas do bem estar do seus filhos não é um obrigação como você disse, não é o mínimo???

Rodolfo Abrantes disse...

Então, você está descuprindo com a sua obrigação, pois um um dos seus papéis e garantir a continuidade dá nossa espécie.

Anônimo disse...

As mulheres estão CANSADAS de saber que quem abraça a maternidade é ela.Quem vai se fuder toda,ficar com o corpo detonado,olheiras e todo o desgaste de gestar,parir e criar é dela.Pra quê ter filhos então?não entendo.Eu já sei como vai ser a merda toda,por isso não pari.Agora,outra coisa é gravidez quando algum método falha,aí não foi escolha.Tem homens que não tem essa empatia toda com filho não,ainda mais recém nascidos.Tem alguns que nem carregam no colo.

Rafael Cherem disse...

O pai de facebook é mesmo irritante, pagar 30% do mínimo não sustenta um gato, e a carga pesada da criação fica toda com a mãe mesmo, ok, ok.Mas o que leva a isso? O que leva o comportamento infantil dos pais em relação aos filhos? No meu ver, antigamente a figura do pai tinha relevo, era uma instância de decisão na educação dos filhos, essa figura foi enfraquecida cada vez mais e hoje não existe praticamente, a família tradicional foi vilipendiada como a PIOR forma de organização social possível, a mulher foi para a rua trabalhar e junto disso ganhou duas horas de transporte público, problemas de saúde, e cansaço,sem contar o salário pago que é escravocrata, participa mesmo da educação dos filhos? Ou só cumpre um ritual básico de cuidados? O homem por sua vez nem provedor consegue ser, já que o dinheiro nunca dá, e sobra tudo para os filhos, que ficam ao relento, mãe e pai destruídos após serem usados pelo patrão, educam quem?

Anônimo disse...

Por favor, não procrie!!

Anônimo disse...

Se as mulheres não começarem a cobrar mais responsabilidade dos pais, pode ter certeza que as coisas nunca vão mudar. Por isso que ainda tem muito machista sendo que a criação de muitas pessoas machistas veio das mães, mulheres fazendo filhos para vivarem seus enfermeiros no futuro e coisas bizarras desse tipo. Infelizmente a iniciativa de mudar essa triste realidade é mais um peso que vai para as costas das mulheres mais uma vez. Se não tomarmos a iniciativa de questionar e exigir dos homens o que não é nada mais que a obrigação deles, as coisas vão continuar sempre desse jeito.

Quanto aos mascus, eles vivem reclamando de coisas, por exemplo o de ser provedor, que são consequências justamente da cultura machista que eles defendem. Mas posam de ''retardados''.

aiaiai disse...

Nívia, assino embaixo. tive a sorte de ter um filho com um homem bem bacana, mas, mesmo assim, fui eu que criei e foi maravilhoso criar ele.
vejo todos os dias a minha volta mães que fazem tudo e pais q se acham muito orgulhosos dos pequenos mesmo não fazendo nada.
só queria te dizer q mesmo vc vendo tudo isso, ainda usa o xingamento q é para as mães. sei q é difícil não usar, mas a gente tem que tentar. "filha da puta" e "vai pra puta q pariu" são dois xingamentos que botam a culpa nas mães. na hora da raiva é difícil não dizer, mas a gente precisa tentar.
beijos
aiaiai

A mãe dos gato tudo disse...

E ainda tem caras que em 2017 insistem no ultrapassadíssimo "ah, mas na natureza a incumbência é das fêmeas"...
OK, vá viver entre leões, ursos! Nos fará um favor! Somos seres humanos. E mesmo entre os animais existem espécies em que o macho é quem cuida da prole, além de espécies monogâmicas. Cada comentário ridículo.

Assim como alguns ainda insistem naquela teoria de que "é biológico, faz parte do homem ser poligâmico". Não, não faz. Segundo estudos recentes, as populações primitivas perceberam que, ao deixar a prole com apenas um dos "pais", as chances daquelas chegarem a crescer era baixa, já que o pai ou mãe que ficou sozinho teria que proteger a prole do frio, alimentar, proteger dos predadores. Então o que podemos chamar de "famílias", bem primitivas foram aparecendo, para aumentar as chances de sobrevivência da prole, que contaria então com mais recursos.

Estudar ninguém quer, mas usar mitos para se justificar, ah...isso é cômodo!

A mãe dos gato tudo disse...

Se não me engano em SP aprovaram a medida em que o ônibus para fora do ponto para mulheres, transgêneros e tals das 22 às 5h, acredita que alguns homens ligaram na Secretaria responsável reclamando? A pessoa entrevistada disse que ficou até surpresa com tantas reações negativas.

É difícil mudar as coisas quando constantemente tentam sabotar nossos atos.

Anônimo disse...

Hoje também estou sem a menor paciência, alvo de ataques sem parar, com vontade de mandar todos os crapulentos pro inferno.

Ui, ui, ui

Hele Silveira disse...

Eu até poderia pedir pensão, mas ele tinha a OBRIGAÇÃO moral de oferecer. Para quem nunca ouviu falar, a ação de Oferecimento de Alimentos existe. Por que não vão cobrar do progenitor, que jamais ingressou com uma? Cobrar de mim, que crio sozinha e não encho o saco de ninguém? Não permito. Por isso que o foda-se está permanentemente acionado, Viviane. Mas esse é o meu jeito de viver e não acredito que funcione para todas, dado à diversidade de opiniões que há. Conheço mães que empreendem verdadeiras batalhas judiciais, em busca do direito de seus filhos. Não estão mais certas nem mais erradas que eu. São opiniões diferentes. Até que deve ser divertido obrigar por sentença, um macho a enfiar a mão no bolso, mas não ter que aturar macho não tem preço.

Anônimo disse...

NÃO.
Entre os animais que têm cuidado parental, nas aves o macho e a fêmea cuidam igualmente dos filhotes. Nos mamíferos, na grande maioria das espécies, os filhotes são criados pelos grupos, com machos, fêmeas, mães, tios, tudo.
Quando a fêmea tem filho sozinha, os filhotes não precisam de cuidado parental grande.
Vai estudar.

André disse...

Carles,

"me orgulhava por ser de esquerda"
Peço aos céus que tenha se bandeado para o lado de lá.

"vejo que o preconceito e a intolerância não são monopólio da direita"
Jura? Onde mesmo que eu vi preconceito e intolerância? Ah sim, no seu comentário.

"igualzinho ao que tio Adolf pregava"
Seja macho e diga logo o que está engasgado no peito: feminazi.

André disse...

Rodolfo Abrantes,

Difícil entender o que você escreve, mas dá pra ver que é só bobagem. Fica quietinho pra eu gostar de você.

Hele Silveira disse...

Claro, os machos não teriam essa capacidade! É aproveitar o nosso PODER, criar bem criado e sambar na cara da mascuzada! Filho CRESCE. Mãe não passa a vida inteira dedicando 95% do seu tempo às demandas infantis. Se a sociedade endeusa os pais, o que, mesmo, a sociedade faz, aqui em casa? Nada? Ah... foda-se, mas foda-se muito, mesmo!

Anônimo disse...

O papel biológico de criar a prole, quando exige cuidado parental, foi atribuído AOS PAIS e ao GRUPO, quando em um. Não existe filhotinho que exija cuidado parental sozinho com a mãe. Eles vivem em grupo, onde todos criam e ajudam em tudo, ou em um ninho onde pai e mãe cuidam juntos.
Algumas espécies de escorpião e crocodilo que levam os filhotes no dorso ou na boca só precisam fazer isso por poucos dias, não por ANOS.
É mais que óbvio que vc não estudou absolutamente nada sobre o assunto.

Hele Silveira disse...

Tem uma coisa errada, sim: a sua deturpação do que leu. Está escrito "a mãe passa 95% do tempo com os filhos" e passa a esclarecer como: atendendo às suas diversas necessidades. A MÃE É QUE RENUNCIA A 95% DO SEU TEMPO. E a autora foi generosa, pois, na minha visão, renunciam mais. Ah... você tinha entendido, né? Só veio aqui para mimizar? Puta que pariu, cara... CRESCE! Ou como diria a Titia, se mate!

Anônimo disse...

Te informo que há lugares no mundo onde esse sistema já foi derrubado. Minha dúvida dúvida é quando vc vai deixar esse inferno aqui e se mudar para Cuba ou Coréia do Norte.

Anônimo disse...

Eu tô dizendo, a melhor coisa do mundo para as mulheres seriam elas se afastarem dos omens

Pararem de se relacionarem sexual-romanticamente com eles, não há nenhuma vantagem para nós nisso

Vcs insistem em entrarem nessa furada (relacionamento étero) e depois não sabem pq a qualidade de vida feminina cai tanto

Anônimo disse...

Então vai cagar no mato também, porque é coisa da natureza. Fazer as necessidades no vaso sanitário não é natural. Ah, e não se esqueça de seu tacape quando for procurar seu almoço de hoje. Ah, estava quase me esquecendo: se tiver uma doença, espere passivamente a morte (oba, um mascu a menos!). A maioria dos remédios não são naturais.

Anônimo disse...

Porcos são os homens que não assumem e não cuidam dos filhos. Homens asquerosos da sua espécie.

Anônimo disse...

"a fêmea cria os filhotes SOZINHA"

Ah com certeza, eu vou cuidar de um bebê do mesmo jeito q uma galinha cuida dos pintinhos, a criança não vai passar do segundo ano de vida e a minha justificativa brilhante vai ser dizer: "ah, mas a maioria das fêmeas no reino animal cuidam do mesmo jeito q eu ou até pior", nossa protomascu, como vc é inteligente, os omens são mesmo um "gênio", né meninas, esse aí então, deve dar um "ótimo" pai

"o papel biológico de criar a prole foi atribuído às fêmeas"
Olha aí, outro "jênio", beleza então maxão, e se eu te dizer q selecionar, digo, matar a prole tb é papel das fêmeas? Quando não abortam, depois de nascidos elas MATAM os filhotes q julgarem incapazes de criar. E aí? Ou o determinismo pseudo-científico só vale quando te interessa? Mais um exemplo desses "pais do ano"

Depois quando dizem q o melhor para uma mulher é não se relacionarem com omens, ng sabe pq. Esses dois patifes exemplificam bem o motivo de omens não fazerem bem às mulheres

Anônimo disse...

22:22 é um guest post seu burro

23:58 nossa, mas q fanfic mais manjada, confesso q fiz uma forcinha, mas difícil de engolir isso, não? e não fica assim não querido, chora não, mimimi pra quê? Aceita a sua realidade

Anônimo disse...

Esse Léo, ops, Rodolfo deveria aprender o básico do português antes de comentar. Admiro a paciência de quem traduz esses textos de bosta dele.

Zrs disse...

Além de toda essa questão do pai, é tão complexo pensar em ter ou criar filhos nos dias de hoje. Reencontrei uma conhecida dos temos da graduação. Uma mulher feminista, inteligente, com um trabalho belíssimo. Ela teve um filho na graduação e foi super guerreira na criação dele, junto também do seu companheiro (um cara gente boa, super inteligente, de esquerda). O filho dela hoje tem 15 anos, e infelizmente é um defensor da monarquia, de preceitos cristãos, um apaixonado pelo filósofo Pondé. Triste, né? Outra colega, do movimento sagrado feminino, feminista, mãe de dois filhos, um com 18 e outra com 10, vive uma situação nada agradável: o filho é um encostado, não quer nem estudar e nem trabalhar. A filha, de 10 anos, é super vaidosa, só quer saber de maquiagens, é consumista, critica do estilo namastê, quer ser estrela, todo o estereótipo que a mãe abomina; como o caso dela conheço outros semelhantes, além, claro, de exemplos bacanas. Sabe, infelizmente podemos ter as melhores intenções do mundo ao criar um ser humano, mas ele é um ser único, dono de suas vontades e crescerá em um tempo histórico diferente do tempo dos pais. Portanto, mães feministas, talvez o seu filho não será um cara bacana defensor de boas ideias, ou talvez a filha não será uma parceira em suas lutas feministas. Vivemos tempos fluidos, de grandes mudanças, em que as pessoas buscam diferentes referenciais, as vezes totalmente distintos dos referenciais do seio familiar.

Anônimo disse...

Nívia, parabéns! Falou tudo e mais um pouco.

Essa forma de encarar a sociedade infelizmente começa quando ainda crianças. São os pais que obrigam somente a filha a lavar louça e auxiliar nos serviços de casa, enquanto o filho fica brincando. É a mídia, em geral, que continua colocando arrumar casa, cuidar de filhos, e afins como obrigações da mulher. É o pai que dentro de casa na frente dos filhos se nega a lavar roupa, se nega a cozinhar e chega em casa nervoso se o almoço não ficou pronto, ou se a roupa esta suja (é claro a mulher devia ter dado conta, afinal é obrigação dela..).

São as escolas que não colocam essas questões em pauta.

Enfim, devemos combater esse tipo de pensamento. Chega dessa palhaçada!

Anônimo disse...

Que obrigação, trollzinho?

Onde tem essa lei que está dizendo isso?

Noêmia Cristina disse...

É preciso universalizar e desburocratizar o acesso à laqueadura e vasectomia no Brasil!

Anônimo disse...

95% do tempo nos cuidados com os filhos??
Está explicado porque as pessoas estão cada vez mais lixos humanos. Afinal, os homens lixos, tal qual o texto descreve, foram criados 95% do tempo com vocês mulheres, não é?

Anônimo disse...

O Rodolfo insiste nessa falácia que a paternidade não é problemática no Brasil, excluindo o contexto.

"Mais volto a repetir maioria são de homens de bens que fazem de tudo por seus filhos mesmo quando não estão mais casadas com as respectativas mães, mesmo quando a mãe é uma louca que coloca na cabeça do filho que o pai não presta",

Não é o que parece. Em 2013, 5,5 milhões de crianças brasileiras não tinham o nome do pai no registro de nascimento. A vontade de ser pai é tamanha que precisaram alterar leis para que a mãe pudesse registrar o filho sem a presença do pai. Sem contar as que estão lutando há anos com a investigação de paternidade.


"mesmo depois que eles descobrem que não são país biológicos",
Faça-me rir. Vocês ridicularizam homens que assumem paternidade afetiva. Não estão assumindo nem os filhos biológicos, imagina os afetivos.

"mesmo quando quando a mãe abandona ele é a criança para fugir com outro homem",
Exceção da exceção. Só no Brasil 27,7 milhões de lares são chefiados por mulheres. Não é esforço adivinhar que grande parte delas são mães solteiras/separadas que possuem a responsabilidade de criar filhos sozinhas. Pai solteiro é tão exceção que a existência de um vira notícia de jornal. O mais comum é acontecer o contrário: o sujeito abandona os filhos e a esposa para construir uma nova família em seguida. Choramingam na Justiça que não têm dinheiro para pagar os setecentos PAs. O que você acha da irresponsabilidade desses homens que não têm condições sequer de cuidar de uma criança e saem fazendo filhos como coelhos por aí, cada qual com uma mulher diferente?

"mesmo quando a mãe leva o filho para outro país e proibi o pai de ver seus filhos"
Isso é ilegal. Dependendo do caso pode se considerar até sequestro, ou "subtração de incapaz". Acontece bastante no caso de brasileiras que se casam com homens do mundo árabe, por exemplo. Lá a criança é propriedade do homem, ocorre que muitas brasileiras, geralmente fugindo de relações abusivas, não conseguem trazer seus filhos de volta ao país ou precisam devolvê-los.


"mesmo quando a mulher usa o seu filho para o estorqui seu ex..................."

Tá falando de pensão? Se incomoda tanto, é só pedir os recibos comprovando os gastos ou se oferecer para pagar um gasto fixo (Escola por exemplo). Mas mulher que enriquece de pensão só as de jogador de futebol ou empresário. Para a maioria da população brasileira, sobra mês no fim do dinheiro. Vários pais mentem ou escondem sua renda, o playboy não quer sustentar a vadia e dá 200 contos por mês. Tudo isso para cobrir educação, vestimenta, saúde e lazer da criança. Os mesmos são capazes de gastar esse valor numa noite com baladas, bebidas e mulheres. Se homem estivesse interessado em pagar pensão, esta não seria a única coisa neste país que realmente dá cadeia.

Coisas comuns de acontecer:
- Pai utilizar o filho para criar animosidade com o novo companheiro da mãe
- Pais mentirem renda para pagar merreca
- Mães que precisam enfrentar Justiça para que o miserável pague alguma merreca ao filho ou pelo menos registrar
- Pai que usa filho para criar dependência e chantagem com a mãe a fim de preservar o relacionamento;
- Pais que nao lutam pelo direito a creches e outras medidas de proteção à infância.
- Pais que acham que fazer a sua obrigação é ser heroi.

Rodolfo Abrantes disse...

E isso aí, é impressionante e que eles sempre dizem que mascu, reação não gostam do Brasil é acha o país uma bosta.

O interessante é que ele fazem o mesmo, sempre falam de Cuba ou de países europeus com sendo lugares melhores para se viver, terra de pessoas civilizadas. Então porque não vão para lá?

Deixem os selvagens aqui viver em paz.

Anônimo disse...

Feminista nao entende nada de mulher.

Sabe quem odeia as mulheres mais do que um machista?
A feminista.

A mãe dos gato tudo disse...

Anônimo das 10:15

Tem certeza que não há machos na natureza que cuidam da prole sozinhos?
Você checou o Google, pelo menos? www.google.com
Site muito bom.

https://noticias.terra.com.br/ciencia/conheca-especies-nas-quais-o-macho-e-exemplo-de-pai,7458da38d43da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

http://www.megacurioso.com.br/dia-das-maes/43121-10-pais-do-reino-animal-que-sao-verdadeiras-maes.htm

http://farmavett.blogspot.com.br/2011/08/conheca-especies-nas-quais-o-macho-e.html

Rodolfo Abrantes disse...

Eu digitei com pressa e não revisei, mais já que quer sabe.
Quiz dizer que os cuidados do filhos também é uma obrigação dá mulher pois assim como ela afirma que a sociedade endeusa os pais, ela fez o mesmo com a mãe.

E obrigação de ambos, e que infelizmente muito dos casos essa tarefas então destribuidas de forma desiquilibradas.

Anônimo disse...

A obrigação perante os filhos, não é de uma pessoa só. Quando se fala dos pais, é do PAI e da mãe.

O ECA – Estatuto da criança e do adolescente Lei, estabelece o poder familiar que constitui a responsabilidade comum dos genitores, de prestar aos seus filhos enquanto incapazes, o seu sustento, alimentação, vestuário, moradia, lazer, saúde, afeto, a conforme previsão do artigo 227 da Constituição Federal e artigo 22 do ECA.

Maria Helena Diniz destaca que “o poder familiar decorre tanto da paternidade natural como da filiação legal, e é irrenunciável, intransferível, inalienável e imprescritível. As obrigações que dele fluem são personalíssimas”.Trata-se de um encargo atribuído pelo Estado aos pais, no intuito de que estes zelem pelo futuro de seus filhos, que serão posteriormente entregues à sociedade.

Pode-se observar que o tempo todo eu falei dos pais, não apenas da mãe, a lei abrange ambos. Então eu não sei por que cargas d’água alguns gatões por ai, acreditam que só as mulheres tem obrigações perante os filhos...”Ela devia ter evitado a gravidez agora ela se vira”. “Ela é mulher, portanto ela que sabe essas coisas, eu não sei nada de criança não”....Quantas vezes já não escutei isso de alguns machões por ai? É muito triste, pura ignorância.

Anônimo disse...

Vc namoraria um homem fraco?

Anônimo disse...

Evangelicos tem mais filhos do que nós.

O futuro vai ser esse.

Anônimo disse...

Tirou do c* a estatistica.

A mãe dos gato tudo disse...

Anônimo das 10:15, aqui pesquisadores explicando como funciona a dinâmica que mencionei:

"Em alguns tipos de mamíferos, as fêmeas são atraídas por indivíduos que assumem o papel de pai. Outro fator que leva os machos a cuidarem da prole é a preservação da espécie, principalmente no caso de seres grandes, ressalta o professor da PUC-Minas."

Fonte: http://g1.globo.com/dia-dos-pais/2012/noticia/2012/08/ser-pai-e-atitude-comum-entre-varias-especies-de-animais-dizem-cientistas.html

Aguardo argumentos e FATOS.

Rodolfo Abrantes disse...

Esqueci, apenas féministas e homens de esquerda podem criar bons filhos.

Anônimo disse...

Hahahaha
Elas ficam doidas, cara.

A grande verdade eh que as feministas de fato DETESTAM o feminino. ODEIAM.

A natureza eh algo exatemente linda e bonita. A mulher mais ainda.

Mas elas odeiam a mulher. Que ironico, nao?

Quer ver um bug na cabeca delas?

Pra elas, uma medica, bonita, bem sucedida, independente, que mora sozinha num apartamento, NAO PODE gostar de transar de 4.

Elaa ficam louca com isso.

Anônimo disse...

Nem leu o texto direito e quer comentar. O texto não é da Lola, é de uma mulher chamada Nívea. A tal Nívea é mãe. Está escrito no primeiro parágrafo. E outra, essa história de "só quem é mãe é que sabe", é pura besteira. Não precisa ter parido para fzr esse tipo de reflexão. Da mesma forma que não é necessário ter útero, vagina e menstruação para ser ginecologista. Ser especialista em um assunto exige estudo e reflexão. O fato da pessoa ter tido um filho não faz dela especialista em maternidade e educação. Me poupe.

Anônimo disse...

kkkkk, ce ta louco anonimo das 13:17? femnista nenhuma se mete na vida sexual de ng não. Isso é coisa de mascu.

Igual vc, certeza que sua mãe engravidou pelo cu, pra nascer uma bosta dessas.
bejim

Anônimo disse...

Sério? O papel de criar os filhotes é sempre da fêmea? Conte isso para o pinguim, para o canguru, para o cavalo marinho... Pelo jeito vc faltou ás aulas de biologia.
E, não sei se te contaram, o ser humano é um animal cultural... Por isso, entre outras coisas, vc usa roupas e limpa a bunda qnd defeca (?).Mas pelo jeito vc andou faltando aulas de História e Sociologia tbm...

Anônimo disse...

Não, ela está certíssima. Vai que ela resolve ter filhos e nasce um bosta como vc, Rodolfo. É uma roleta russa mesmo.

Anônimo disse...

Bom, criança das 13:17, eu sou feminista e adoro transar de quatro. E tenho mais o que fazer do que ficar pensando nas posições sexuais preferidas de outras mulheres. O importante é gozar. Mas pelo jeito vc não faz isso há um tempão. Se existivesse transando gostoso por aí não teria tempo de vomitar pelos dedos na internet. É cada infantilidade... Sério que uma pessoa transar de 4 da "bug na cabeça" de alguém? Kkkkk
Esse povo deve achar que feminismo é fútil igual o masculinismo (que só fala de mulher o tempo inteiro). Patético.

Anônimo disse...

Como assim? Quem proclama aos quatro ventos que mulher que gosta de transar (de quatro, papai e mamãe, de ponta cabeça, de qualquer jeito) é puta são os "homens de bem" que vocês defendem tanto. Mulher de verdade tem que ser pura, do lar e só.
Só aparecer UMA mulher que gosta de sexo casual e tenha um bom cargo na empresa que é puta, deu pro chefe, dentre outros mimimis que os "homens honrados" defendem.

Anônimo disse...

Se qualquer mãe fizesse apenas o que os "grandes pais" fazem, ela não seria apenas uma megera: O conselho tutelar bateria na porta, levaria as crianças para um abrigo e ela seria presa sem julgamento pro resto da vida por abandono de incapaz, negligência grave e infanticídio.
***

Na natureza existem animais que comem o próprio excremento;
Na natureza existem fêmeas que pisoteiam, matam e devoram os próprios filhotes;
Na natureza existem animais que copulam e devoram o parceiro em seguida;
Na natureza existem animais que se alimentam de carne em decomposição;
Na natureza, se o sistema imunológico não combate uma infecção, o animal morre;

Devemos também ingerir nossa m****, pisotear crianças quando enchem o saco, trucidar nossos parceiros depois do sexo, comer carniça e nunca mais tomar antibióticos?


Muito fácil falar de "natureza" quando lhe convém e serve...


Jane Doe

Hele Silveira disse...

Quem te nomeou fiscal da "obrigação" alheia, Léo/Rodolfo? Cuide da SUA vida! Mas não, você não consegue, você tem uma necessidade exacerbada de vir aqui para tomar na cabeça. Asco define.

Anônimo disse...

Tem sete bilhões de pessoas no mundo. O planeta está saturado de gente, os recursos naturais estão acabando em velocidade recorde.
Se a tua preocupação é com a natureza (o que duvido muito) devia estar preocupado é com os ursos polares, com o tatu bola, as araras azuis, espécies que estão a beira da extinção. A raça humana, se um dia acabar, não vai ser por que "agora todo mundo é gay/lésbica" nem porque "agora ninguém quer ter filho", e sim pelas guerras e pela escassez de recursos naturais.
Estudar te poupa de passar vergonha na internet, fica a dica.

Hele Silveira disse...

O que eu não entendo é como pode haver mulher que atura homem invasivo, violento, mimizento, machista e tais durante anos a fio! Se foder cuidando de filho é FICHINHA perto disso, pode ter certeza. O problema não é querer engravidar e se foder durante a infância dos filhos mas aceitar se foder e se humilhar por mascu.

Hele Silveira disse...

Você, por exemplo? Rsrsrsrs... Pra não pisar tanto, vou responder: não, porque eu nem namoraria um homem. Namorei e aprendi a lição. Comam-se uns aos outros.

Anônimo disse...

"Quiz dizer que os cuidados do filhos também é uma obrigação dá mulher pois assim como ela afirma que a sociedade endeusa os pais, ela fez o mesmo com a mãe."

Ué, mas o texto diz justamente que a mulher tem muitas obrigações com os filhos e os homens não, assim os papeis na criação ficam desequilibrados. Ou seja,

Vc discordou do argumento do texto para depois concordar.

Hele Silveira disse...

Aiaiai, outro pinto pequeno dando seu showzinho de deturpação... Para, que tá RIDÍCULO! O texto diz que as mães investem 95% de seu tempo nos filhos, não que passam esse tempo com eles. Filho não é uma ilha, não vive isolado. É uma pessoa que vai à escola e a quantas atividades a família puder custear. Nesses lugares tem homens lixos. Como você, por exemplo. É com esse tipo de criaturas que aprendem tanta babaquice. Sabia não? Claro que não, nunca criou filho. Vai lavar essa cara!

Anônimo disse...

"uma medica, bonita, bem sucedida, independente, que mora sozinha num apartamento..." esse tipo incomoda bem mais os mascus, eles odeiam mulheres bem sucedidas profissionalmente e financeiramente e costumam chamar de vadia mulheres que moram só.

Hele Silveira disse...

Nem ligue pro Léo/Rodolfo. Ele dá a bunda e não tem a mínima ideia do que é ter filhos. É só um babaquinha desesperado por atenção, ainda que negativa.

Anônimo disse...

Mas eu tenho que dar o braço a torcer numa coisa: mesmo dentro do feminismo combater essa sacralização da maternidade é um tabu. Maternidade é o calcanhar de Aquiles do movimento. Há vertentes que não perdem em absolutamente nada no quesito "morre a mulher, nasce a mãe" e "se der qualquer coisa errada com o filho, culpa do demônio que não fica 24/7/365 com ele pendurado nos seios por no mínimo 30 anos".

Além disso, qualquer menção a conscientização sobre as responsabilidades em cuidar de crianças causa aneurismas e falência múltipla dos órgãos. Sugerir que as pessoas deveriam pensar pelo menos 5 minutos antes de decidirem colocar um filho no mundo (ou mais filhos) é tratado como um ataque as direitos reprodutivos (por que é bem o direito de se reproduzir que está ameaçado), eugenia e vai levar a castração forçadas em massa, feitas no meio da rua com cutelos...

Não esperem nenhum avanço nesse sentido enquanto essa m*** existir. Nem aborto vai ser descriminalizado, nem os métodos contraceptivos vão se tornar mais acessíveis, esterilização vai continuar sendo tabu, GOs vão continuar sendo desprezíveis, a sociedade vai continuar controlando nossos úteros e vida e o doador de esperma vai continuar sentado no sofá e ganhando o prêmio de pai do ano.


Jane Doe

Hele Silveira disse...

Detectado desespero mascu em termos de insanidade! A mascuzada histérica esperneia, grita, urra e não aceita perder suas escravas belas, recatadas e do lar. Quem odeia mulheres são vocês, que nem tem a hombridade de assumir que objetificam a mulher. Feminista alguma jamais nomeou mulheres como "depósitos de porra", "merdalheres" e correlatos. Quem faz isso são vocês! Assumam, que fica mais bonito: vocês querem escravas mudas. Algumas iludidas ainda sustentam macho, o que significa que estão pagando para dar. Antes ser puta, que dá e lucra que ser escrava de mascu.

Hele Silveira disse...

Quem acredita numa Constituição que diz que todos são iguais perante a Lei? Ahahahahahahahah... eu, NÃO! Melhor criar os filhos sozinha, mesmo e nem entrar nesse mérito. Leis são lindas... e FALHAS, descumpridas na nossa lata. Mas a minha responsabilidade, nunca.

Anônimo disse...

Anon de 13:17, realmente. É isso o que deixa feminista louca. Não é desigualdade, violência, preconceito, etc.

Tá sabendo legal.

Unknown disse...

Hele, você é uma heroína!

Unknown disse...

Não li uma linha sobre cuba ou Coréia do Norte, apenas sobre Brasil e nossa política. Mas se responsável e ter censo cívico é coisa de comunista, borra fazer o Brasil comunista, pois essas análises e propostas de direita me desagradam profundamente.

Anônimo disse...

Os comentários aos quais você se refere, não são feitos por mulheres, mas por homens de mau caráter que querem passar a ideia de que há um feminismo radical quase fascista. Isso com o fim de afastar a simpatia de pessoas que simpatizam com auta feminista.

Rodrigo Almeida disse...

Eu adoraria trocar o trabalho com a mulher, de ter q ficar em casa cuidando dos filhos, enquanto ela vai trabalhar pra pagar as contas, rsrsrs.





Anônimo disse...

Não namoraria um homem fraco.
Um homem fraco me trairia dezenas de vezes porque a carne é "fraca".
Um homem fraco faria questão de me humilhar porque não tem autoestima, gastaria boa parte do tempo pensando em si mesmo.
Um homem fraco me abandonaria numa gravidez indesejada, se eu tiver algum problema ou se em algum momento da vida eu não for a mulher que ele quer.
Um homem fraco me cercará de ciúmes, não vai querer que eu estude, trabalhe ou viaje sozinha pois não confia em mi ou nele mesmo
Um homem fraco irá me perseguir ao terminar o relacionamento pois não sabe lidar com um não
Um homem fraco irá me agredir quando não tiver mais argumentos
Um homem fraco vai entrar na minha casa no Ano Novo e matar a mim e a minha família

titia disse...

Rafael Cherem a família tradicional É uma merda. Esse pai de antigamente, eu tive um desses, e ele não é figura central na educação porra nenhuma; é apenas o sujeito sem o qual a vida dos filhos seria mais feliz. É, aquele sabe?, que os filhos desejam que saia pra comprar leite e nunca mais volte. E essa história de que "ai, as mulheres se prejudicaram saindo pra trabalhar, ficam cansadas, fazem muito, não educam direito os filhos, bem feito vagabunda burra, quem mandou não aceitar ficar em casa dependendo do macho até pra comprar absorvente, aguentando agressão, abuso e estupro calada?" até os mascus já pararam de cantarolar, colega. Quer melhorar a educação das crianças, faça alguma coisa além de mimizar sobre exploração no emprego. Tente, talvez, ensinar os homens a não agirem como o filho barbado da coitada que se rala oito horas por dia e quando chega do trabalho ainda tem que cuidar da casa e dos filhos sozinha porque o bebêzão quer ficar coçando o saco na frente da TV. A responsabilidade de criar o filho é do pai dessa criança, Rafael, não do patrão dos pais dela.

Anônimo disse...

Mais amor nos seus comentarios. s2

Fica dificil debater com vc.

So nao te chamo de histerica pq seria sexista.

Anônimo disse...

Isso deixa QUALQUER PESSOA fora de serio.

Nao queira monopolizar as coisaspra vcs, feministas "especiais"

Anônimo disse...

Cadê a titia, a Rainha da Turminha da Lacração?

Adoro esse blog. Me rende muitas risadas.

Estão reclamando dos filhos hoje?
É uma atitude bem racional.

Melhor ter um cão da raça golden do que um filho, racionalmente falando.

Depois não reclamem de previdência (onde estão os jovens pra pagar?).

Meu avô teve avc e mal consegue andar. Tive que ajuda-lo.

Quando estiverem velhos, ja pensaram pra pensar? Quem vai ter que aturar vcs?

Anônimo disse...

Pra acabar com o "feminicídio" é só as mulheres interessantes não se relacionarem com homens feios pobres (no máximo, amizade).

Rodolfo Abrantes disse...

Em nenhum momento discordei do post, discordei do texto no comentario, que praticamente disse que as obrigações dá mãe devem ser santificadas.

Não foi isso que autora dos post expressou, o que ela reclama e do desiquilibrio nas distribuiçoes das tarefas.

Rodolfo Abrantes disse...

Façam o seguinte, já que voces pensam assim arranquem seus úteros fora, pelo que eu sei se paramos de procriar nossas espécie se extingue.

A maternidade e a paternidade não é uma maldição, se vocês não querem ter filhos OK! É uma escolha de vocês, mais parem de fazer terrorismo para aquelas que queiram.

Cão do Mato disse...

Tem coisas que não dá pra entender.... Dizem que a mulher é quem manda na casa, que ela é quem controla o dinheiro, quem decide qual a casa e o bairro a família vai morar, em que escola os filhos vão estudar e até o carro da família (certa vez vi uma entrevista de um gerente de produto da Ford que dizia que a mulher tem "?poder de veto" na hora do marido adquirir um carro). Isso tudo é verdade na grande maioria dos casos. E aí eu pergunto: por que diabos vocês não obrigam os imprestáveis dos seus maridos a dividirem as tarefas? Parece que a "valentia" de vocês só serve pra "mandar macho calar a boca" em caixa de comentários de blogs feministas...

Anônimo disse...

Meu pai tem a guarda dos filhos deles depois que se separou do segundo casamento. Ele pessoalmente cuida dos dois. Sabe o que eu acho do texto? Perfeito! Pq o que o meu pai faz hoje é o que ele não fez comigo e com meu irmão. Quem fez tudo que ele faz hoje foi a minha mãe. E não, ela nunca foi parabenizada por ninguém. Juro que até desconhecidos quando veem ele nos parquinhos com as crianças falam do quanto ele é sensacional. Ele é sim um bom pai, assim como minha mãe foi uma boa mãe, mas ela nunca teve reconhecimento nenhum fora o dos filhos.

Anônimo disse...

Caraca, Cão do Mato, tá faltando vitamina nessa tua ração...
Difícil entender que estamos falando de um contexto geral? Que é uma situação tão difícil de mudar que de feministas empoderadas a mulheres hiper machistas têm problemas?
E que a situação muda a passos de formiga por gente igual a você?

Anônimo disse...

Gente, tem uns homens aqui que me pergunto se eles vivem nos anos 50. É muito raro encontrar uma mulher de classe média que não trabalhe igualzinho os homens e ainda tem que fazer o serviço de casa. Então para efeitos de comparação, meu caro, você continuaria trabalhando suas 8hs por dia e ao chegar em casa ainda faria o serviço doméstico e o dever de casa com as crianças, enquanto sua mulher fica no happy hour com as amigas ou assistindo novela. Precisa desenhar ou você ainda acha moleza?

Anônimo disse...

Cara, quer trocar mesmo? Pq a maioria das mulheres hoje faz o serviço de casa E trabalha fora para pagar as contas. "Rsrsrsrs"

Anônimo disse...

Vc não veio debater. E ela deu uma resposta ótima para o seu lixo de comentário.

Anônimo disse...

Quem vc pensa que é para mandar alguém arrancar algum órgão, imbecil? Aliás, órgão esse que não serve só para gestar fetos. Só por que vc arrancou o seu cérebro acha que outras pessoas devem fazer isso com os próprios orgãos? Vá se ferrar, Léo merdinha!

Anônimo disse...

16:11 e quem disse q não fazemos? mas é q vcs omens são imprestáveis demais

A solução mais q perfeita seríamos abandonar vcs e nunca mais nos relacionarmos com o sexo masculixo

As mulheres longe dos lixomens:

1 Nossa saúde melhora
2 Vivemos por mais tempo
3 Evitamos traições, desaforos, ciúmes doentios e controle sobre nossas vidas
5 Evitamos violência doméstica e feminicídio
6 Ganhamos liberdade e independência

15:18 só li verdades

Anônimo disse...

Então manda os machos que você tanto ama arrancarem as bolas pra pararem de fazer filho por aí e tacar o foda-se pra criança. Ser pai não é só transar com a mulher, levar o filho uma vez por mês pra tomar sorvete e postar fotinho no facebook não.
E pare de usar a natureza só quando lhe convém. Se é pra ser assim, rasga tuas roupas e para de usar sapato e de raspar barba e cortar cabelo, e trate de ir caçar um boi pra janta.

Anônimo disse...

Então propõe isso pra tua mulher, ora mais. Tem muito casal que vive assim. Ninguém aqui tá te impedindo não.

Zrs disse...

Bem lembrado Jane!

Mandy disse...

Quer trocar mesmo otário? Ninguém tá impedindo. Vai trabalhar no seu emprego normal e dentro de casa, vai fazer comida e lavar a louça, limpar o banheiro ( é nojento mas tem q fazer ), arrumar a casa, lavar roupa, passar roupa, lavar quintal, fazer faxina de vez em quando. Tudo sem ajuda da sua mulher q vai ficar com o cu pro alto e ela talvez te agradeça dizendo q vc n faz porra nenhuma o dia todo. E no dia seguinte a casa ja ta toda cagada pra tu arrumar de novo e com pilhas de louca pra vc lavar.
E é assim todos os dias do ano, já q escrava domestica n tem 1 dia sequer de folga.
Vai lá fodao!

Anônimo disse...

Rodolfo, você conhece uma figura de linguagem chamada hipérbole e outra metáfora? Ninguém tá falando que obrigação de mãe é santificar não, estamos falando que homens que cumprem 5% do que toda mãe faz é santificado por isso.

Rodrigo Almeida disse...

Eu jah faço tudo isso Mandy, diferente de vc q sua mãe deve lavar todas suas calcinhas enquanto milita na internet pelo bem das mulheres.

Anônimo disse...

Moro eu e minha linda maezoca. Sou filha única. Õ sossego gente. É bom demais não ter homem te explorando dentro de casa.

Mandy disse...

Serio, é? Duvido. N sei pq homens perdem tempo tentando fingir q são diferentes. Não sou adolescente e eu fazia tudo o q eu falei acima, só eu , porque meu irmão ficava com o cu pro alto.
Minha mãe trabalhava fora e ainda assim tinha q fazer as coisas. E meu pai? Com o cu pro alto igual meu irmão.
Minha mãe ficava de férias, podia ficar sem fazer nada? Claro q não. Meu pai de férias? Cu pro alto o mês inteiro.
Festinha em família? Mulheres fazem tudo, depois limpam tudo e os homens aproveitam com o cu pro alto.
Vcs são um bando de exploradores, minha vontade de casar e ter filhos é nula. Hj moro sozinha n tem mais q aguentar essa merda. São tão inúteis q tentam se justificar dizendo q fazem trabalho de omi, consertando coisas q quebram de vez em quando, isso quando sabem consertar né. É a mesma coisa 365 dias de trabalho escravo contra trocar uma lâmpada de vez em quando ou martelar um prego na parede.

Anônimo disse...

(Viviane)
Anon de 15h35, em matéria de lacração eu estou aquém da titia e de vários outros leitores deste blog, mas vou responder à parte final do seu comentário (sobre "filho como garantia de cuidados na velhice") por ser também a dúvida de muita gente.
Pois bem, ter filhos pensando na velhice é uma furada por, pelo menos, cinco motivos:
1) O filho pode morar bem longe de você quando adulto (até em outro país, neste mundo globalizado);
2) Pode brigar com você, por qualquer motivo, e não querer cuidar (no máximo, ajudar financeiramente);
3) Pode se casar com alguém que não goste de você, e o resultado é similar ao item 2;
4) Pode morrer antes de você;
5) Pode nascer com alguma deficiência física ou mental incapacitante, e aí é você quem vai se angustiar sobre quem vai cuidar dele depois que você morrer.
Portanto, melhor nesse caso é juntar dinheiro, enquanto nosso país ainda não tem políticas públicas consistentes de amparo aos idosos.

Charle Coimbra disse...

"com *luta feminista"

Mandy disse...

E tu é casado mesmo ou mora sozinho? Porque tem aqueles imbecis q fingem q n estão entendendo o que a gente diz, q somos loucas, porque ele mora sozinho e cuida da própria casa. Contexto completamente diferente, seria o cúmulo da exploração ainda mandar a mãe dar uma arrumada na casa dele. Sinceramente, n duvido que tenha omi fodao q faça isso.

Mandy disse...

É, Rodolfo. Tem razão . É terrorismo dizer as mulheres q elas n são obrigadas a ter filho e alertar elas do q provavelmente vai acontecer, q o homem de bem vai sumir ou largar tudo nas costas dela.
Mas passar séculos infernizando e cobrando filhos das mulheres, tá de boa. Tomar no teu cu!

Anônimo disse...

Minha mãe nunca trabalhou e nem fazia as coisas direito dentro de casa.

Meu pai que sempre deu o sustento da casa e ainda pagava empregada pra manter a limpeza, minha mãe sempre foi uma encostada que nunca durou mais de 6 meses num emprego, vinha sempre com alguma desculpa pra largar o emprego e ficar em casa coçando.

Ela até levava a gente no ingles e natação e sempre foi vista como boa mãe apesar de vagabunda. Já meu pai ninguém nunca deu valor e nem elogiou por ser um ótimo pai, me ensinou tudo que sei hoje. Pagou minha faculdade particular de medicina, me levou ao prostíbulo quando eu fiz 15 anos para aprender a comer mulher, me ensinou como impressionar as piriguetes da facul, graças a ele sou um sucesso.

E hoje ele ainda sustenta a minha mãe mesmo aposentados leva ela pra viajar e jantar fora direto, ele realmente ama ela, mesmo sabendo que ela sempre foi uma preguiçosa

Anônimo disse...

Eu moro só com minha mãe também, mas aqui não é nenhum paraíso não, ela é muito mais machista que muito homem, faz de tudo para me infernizar, não procura fazer uma terapia e quando meu irmão chega aqui ela trata ele como um ''deus''. Homem nenhum nunca me explorou, ams tem muita mulher que se deixa ser explorada e ainda critica as mulheres que não concordam com isso e é o caso da minha mãe. Se dependesse de mim eu teria minha própria casa, mas ela fez de tudo para que eu não conquistasse minha independência financeira e ainda queria que eu me casasse com algum gigolô e ainda trouxesse o gigolô para morar aqui.

titia disse...

15:35 quem vai aturar você, que dá cem reais pro avô comprar remédio enquanto sua mãe se lasca cozinhando, lavando, passando, dando banho e limpando seu avô, e ainda quer ser santificado e venerado por fazer o mínimo? Provavelmente alguma mulher que vai ser criticada porque não lavou sua cueca preferida ou fritou o ovo em tom de marrom chinês em vez de castanho italiano. Bom, eu não sei de que galáxia você veio, mas hoje temos um monte de gente jovem trabalhando e a previdência tá um lixo-aposentadoria, aliás, tá pra virar mito. Como você quer resolver isso, então? Vamos todos ter duzentos filhos cada um pra pagar previdência? Porque se mesmo com toda essa juventude trabalhando hoje a previdência tá um lixo não é porque os políticos corruptos tão enfiando o dinheiro no próprio bolso e nas suas contas particulares lá na Suíça, nãããão, é porque não temos jovens o suficiente pra trabalhar e suprir a previdência. Tratem de parir suas vagabundas! E depois ainda vem com essa de ter filho pra te apoiar na velhice, pffff... é incrível como essa gente enfia a cabeça até no rabo pra não ter que admitir que na vida real as coisas não são como no seu mundinho da fantasia machista.

Rodolfo Abrantes disse...

Eu sei meu bem, já disse não estou me referindo ao guest post,e sim ao comentário que eu respondi.

Ela fez uma comparação é deixou bem claro que o papel da mãe e mais importante é além de fazer uma alusão ao sacrifício materno.

Volto a repetir a autora crítica e sobrecarga dá mulher e não sua falta santificação.

titia disse...

"Paternidade e maternidade não são uma maldição", e depois sai correndo pra evitar o teste de DNA, some da cidade e do Estado, difama a mulher grávida e esconde a carteira de trabalho até no próprio cu pra não pagar pensão.

Sério que esses sujeitos realmente não sacam porque as pessoas riem da cara deles ou os mandam pro inferno quando eles vem cantar os louvores das maravilhas da maternidade? É, acho que realmente fetos anencéfalos conseguem sobreviver depois do parto... viram mascus... machistas... pseudoHitlers... grandes defensores da previdência... misóginos enrustidos... folgados que fazem o mínimo e ainda querem biscoitos e medalhas de ouro por isso...

Rodolfo Abrantes disse...

Tabom fodona, então vai lá trabalhar 8,9, 10 horas por dia, ou até em dois empregos, ganhando um salário que nem de longe atende as suas necessidades, ainda tendo que aturar chefes insuportávelmente chatos e arrogantes,mendigando benefícios da empresa.
emprego ou empregos que vai consumir toda a sua energia e apetite sexual.
Não esqueça que todo o dinheiro do seu trabalho será consumido por filhos e cônjuge, que muito provavelmente faram pouco de você e suas conquistas e exigiram sempre mais e mais dinheiro.


E naqueles casos que em que homens trabalham o dia inteiro, para dar um vida confortável para a madame ficar em casa e ainda cometer adultério alegando que o marido trabalha muito e não lhe dar atenção e quando na hora dá separação usar o mesmo argumento para ficar com os filhos e pedir gordas pensões, seria sensacional você passar por isso também.

Hele Silveira disse...

Alto lá! A minha VALENTIA serve para o que você não fez, não faz e não fará: trabalhar oito horas, criar filho sozinha por quatorze anos, dar conta de uma casa bem administrada e fazer tudo isso BEM FELIZ, PORQUE FOI O QUE EU ESCOLHI. E aí, totó? Vai encarar?

Hele Silveira disse...

Reconhecimento de outro ser humano? Valor não vem de fora para dentro. Quem tem que reconhecer o meu valor sou eu. Minhas filhas não veriam valor em mim se eu vivesse esperando por algo que não é intrínseco à minha pessoa. O meu valor vem de dentro, simples assim.

Anônimo disse...

19:28 e 19:30

duas fanfics de direita muito mal escritas, próximas

Anônimo disse...

meu deus, como esse rodolfu é chato

"e ainda cometer adultério" kkkkkkkkkkkkkkk, gargalhei, kkkkkkkkkkkkkkkkk

toma chifrudo

Anônimo disse...

Sabe qual é o problema de muitas feministas? Não aceitar e/ou entender que mulheres também são machistas. É o mesmo caso de muitos gays ativistas, que não aceitam e/ou entendem que existem gays homofóbicos. Quando se aceitar que mulheres também são machistas, parar com essa negação, já será um passo e tanto. A própria mulher absorve toda a obrigação para com os filhos, aquilo está tão naturalizado que para ela é isso mesmo, é normal. E olha, existem muitas, e muitas mulheres, que quando são indagadas sobre isso, veem toda essa obrigação como necessária e ponto final, acabou. Não quer parar, quer continuar. Feministas, no geral, possuem contatos com pessoas de renda, qualidade de vida melhor, transitam entre pessoas mais educadas, escolarizadas, e não tem contato, ou quase não tem, contatos com pessoas de perfil oposto desse que descrevi. Acham que o mundo é o departamento da faculdade que passam horas falando/discutindo/teorizando sobre gênero. Feministas, desculpa, mas o mundo lá fora, de suas bolhas, é machista, horrendo para com mulheres. Infelizmente, pouquíssimas feministas sabem e/ou aceitam essa realidade.

Anônimo disse...

A mulher sempre vai reclamar.
Nao tem jeito.

Se invertesse os papeis, elas iam reclamar do mesmo jeito.

Acredite.

Anônimo disse...

É o cúmulo do absurdo ter filho, que não é algo nada fácil hoje, só pela segurança de ter ajuda no futuro. Como se isso fosse garantido e não existissem inúmeros casos de idosos abandonados pela família, quando não agredidos, roubados e até mortos por parentes. Devemos parir um hospital completo?

Anônimo disse...

Solucao? Eu ja tenho a minha.

Ja entra em assuntos de economia, coisa que pelo visto voce detesta.

O sistema de previdencia é uma especie de piramide.
Teremos mais velhos do que jovens.
Isso é matematica.
Aposto que nessa altura ja esta com medinho.

TUDO ha uma consequencia.
Aprenda isso, lacradora.

Se a sociedade nao quer ter mais filho, ISSO TRARA CONSEQUENCIAS. É inevitavel.
Conseguer entender isso?

Vc que vive num mundo de fantasias. Eu mostro pra vc que 1 mais 1 sao 2 e vc se recusa a acreditar!

Vc faz o que vc quiser da vida. Nao quer ter filhos? Nao tenha, oras.
Vai criar um golden ou um gato, que gasta menos e da mais amor. E vive menos.

Mas saiba que isso trara consequencias depois. Beeeeem depois.
Foi uma ESCOLHA sua. Arque com elas.

Se conversar comigo sobre previdencia, vai passar vergonha.

E vc nao se cansa de inventar historinhas da sua cabeca que fulano é perdedor, que é virgem, que é derrotado.
Vc tem alguma especie de videncia, algo do tipo?

Anônimo disse...

Hahahahah

Imaginei vc atravessando uma rua "se eu passar, posso tropecar, quebrar a perna, e morrer atropelada"

Que paranoia.

Claro q tudo isso eh passivel de acontecer. E ao mesmo tempo nao.

Ta. Supondo que vc nao tenha filhos. E agora? Imagine agora como sera sua velhice.

A velhice chega. A decisao é sua. Faca o que quiser. Vc eh dona de sua propria vida.

Talvez vc seja daquelas que "viva o agora". Foi uma reflexao.

Juntar dinheiro eh uma solucao pra sua aposentadoria. Se vc depender de inss, sorry.

Prefiro debater com vc do q a titia lacradora.

Ela iria fazer ataques "pessoais" sem ao menos me conhecer. Chega a ser engracado. Que eu sou um derrotado, que quero q mulher seja empregada, que sou um fracassado.
Ja sabemos muito bem como é.

Eh aquela velha tatica: chame-os daquilo que vc eh.

O que ela gosta mesmo eh de lacrar muito.

Rodolfo Abrantes disse...

Ou viram feminista o que pior que tudo isso que você falou.

Quem não quer passar pela maternidade que se previna e não tenha filhos a escolha é sua, e no seu caso até melhor, deus me livre uma criança ser criada por um ser cheio de rancor e alienação.

Eu apenas falei para não ficarem aterrorizando aquelas que por ventura queiram constituir uma família.

Vou repetir só mais uma vez, a grande maioria dos pais são pessoas de boa índole que não se negam a cumprir com suas obrigações, a maioria trocam frauda, pagam as contas e ficam com as crianças para a mulher ir na manicure ( tradução para sair com o amante lembra da Fabíola ela tinha filho pequeno). Titia só porque seu pai foi desatroso nesse papel e sua infância foi uma merda como você mesma disse, não significa que essas e a realidade do resto do país.

Agora me diz quando uma mulher se separar, ela fica com a guarda dá criança não é evidente que ela irar fazer a maior parte, pois naturalmente vai passar mais tempo?

Deia Buschinelli disse...

Obrigada pelo texto! Não posso sequer ficar doenteee... cansadaaa

Anônimo disse...

A figura paterna e totalmente descartável para sobrevivência de crianças, esta e que e a verdade (No caso da meninas desaconselhável também devido a gigantesca taxa de abusos)
Em quase todas as especies o macho os existe para fecundação e não para socialização, quando a especie sucumbe a socialização os machos mostram toda sua bestialidade se tornando alfas e disputando territórios ao contrario de fêmeas das especies que partilhas de cuidado comum entre si.
Na especie humana não e diferente, o macho humano e bestial também, mas uma "bestialidade raciocinada" dai criaram as sociedades patriarcais opressoras para aprisionar mulheres e o mito do amor romântico, a heteronormatividade compussoria e as religiões para deixar-nos doceis ao cativeiro social. O feminismo e um movimento revolucionário quem vem para libertar as mulheres, e nos mostrar o quanto homens dão bestiais e maléficos ao convívio conosco e totalmente dispensáveis para mulheres.

Aline disse...

21:41

Eu sou da favela e sou feminista, se eu vejo essa merda toda como elas n veem?!
Tem muita mulher machista mesmo e n tenho mais paciência, machistas de qualquer gênero q se fodam!
Sigo um canal do YouTube e tem q ver o tanto de mulher machista e escrota xingando a youtuber. E tudo por causa de homem, o marido dela. Ele aparece em alguns vídeos e simplesmente por ela n ficar lambendo o chão q o cara pisa, elas tem certeza q ela trata o coitado muito mal, q ela é vadia e deu o golpe pq ele é da Itália.
Ela já disse q ficou doente várias vezes e o cara n fez nenhum drama, agora ele tá doente e ela faz o mesmo. Pronto.
Ela é vagabunda, vadia, vários comentários racistas pq ela é negra, as escrotas achando absurdo ela postar vídeo parecendo feliz!? Pq mulher q ama de verdade cuida, n importa se ele n cuidou dela. Ela tinha q estar acabada mimimimi...
PQP!! Q se fodam, essas ainda vão sofrer muito na mão de homem.

O que fazer quando vários parentes são machistas, incluindo as mulheres? Mais difícil mandar a merda. Uma prima minha por ex fala de feministas cheia de ódio, ninguém sabe q sou feminista, n quero me estressar, mas é foda ouvir tanta merda, principalmente vindo de mulher. Dá mais raiva ainda.
Ela acha absurdo mulher n depilar, bando de porcas. Reclamar de assédio é frescura, o homem pode falar as merdas, só n pode tocar, a menina estuprada por vários no rj é vadia com certeza.
Triste.

Um primo fodao , totalmente rodado mas acha q tem moral pra exigir mulher q n seja tão rodada quanto ele. Já estava ensinando essas merdas para a sobrinha dele, q ela deve se dar ao valor. Enquanto isso pega prostitutas e diz q são todas vagabundas.

Uma tia lésbica q tem preconceito com trans e bi, tudo safadeza . E ainda apoia bolsomerda, como entender uma porra dessas?!?

E tem gente q ainda quer por filho nessa bosta de mundo. As vezes n da vontade de falar com ninguém, as conversas giram em torno de falar mal de outras mulheres, fulana é vadia, tá gorda pra caralho, é feia demais, é sapatao, é magra demais, se veste mal, ta virando homem pq cortou cabelo curto..
Mundo nojento.

Aline disse...

22:24

Isso q é egoísmo, ter filho só pra que te aturem quando estiver velho, pqp. Muita gente dá esse motivo nobre pra fazer filho.
Engulam de uma vez, nem todo mundo quer ter filho e muito menos vai se arrepender de n ter.

Anônimo disse...

21:41 vc é burro

21:52 e vc é outro burro

22:24 e vc então, o cúmulo da burrice

perda de tempo discutir com qualquer um desses patifes

se está tão preocupado em botar gente no mundo, vai botar vc ao invés de encher o saco dos outros aqui

"como será sua velhice", ÓTIMA, com ou seu filhos, ainda melhor SEM FILHOS, afinal, são MILHARES DE REAIS COM GASTOS A MENOS, economia básica sr. sabichão, então vá sofismar na casa do c%ralho

E não é só sem filhos q a vida de uma mulher fica melhor, é sem marido e sem omen tb

Anônimo disse...

E quero ver se o pessoal do "nem todo homem" ou "mulher também é má" contrataria um homem pra cuidar dos filhos, em especial meninas.
Ah, se quero.

Anônimo disse...

Sem querer vomitar mágoa mas já vomitando, um inferno esse sexismo de criação. Meus pais, ambos graduados em cursos de humanas, ambos de esquerda, que se dizem feministas (?), deram a mim e meu irmão essa criação torta sexista. Minha mãe me "ensinava" a lavar louça, lavar e passar roupa e fazer faxina nas férias e fins de semana, enquanto meu irmão ainda dormia ou saía pra brincar. Em contrapartida, qualquer coisa que exigisse um mínimo de força (mesmo que fosse buscar 2 litros de refrigerante no mercadinho), ele quem tinha que fazer. Ele podia brincar na rua, eu não. Eu TINHA que ter cabelo longo (mesmo detestando porque embaraçava fácil e doía pra pentear), usar vestidos e saias e "ficar quietinha" pra me arrumarem antes de passeios porque "pra ficar bonita tem que sofrer" (tomei ÓDIO dessa frase). Eu ficava de castigo se deixasse a cama desarrumada, apanhava se deixava algum outro lugar bagunçado, meu irmão no máximo era requisitado pra guardar as coisas (e o quarto dele, foda-se, "homem é assim"). Maiorzinha, se eu escolhesse sair de short e camiseta, eu era preguiçosa e desleixada, se colocasse mais maquiagem que rímel e gloss, tava igual uma "pirainha", roupa curta e decotada nem pensar, mas comprida demais tambem, "tá parecendo freira". Enquanto tudo que meu irmão vestisse, se não agradasse, "é só uma fase". Minha mãe deu um chilique quando cortei o cabelo, chorou, me bateu, me pôs de castigo e foi a única vez que meu pai, passivo e negligente com todas essas diferenças, intercedeu a meu favor. Quando eu questionava quando pequena, tinha que "calar a boca e agradecer que seus pais te amam e cuidam de você". Se insistisse, era castigo ou chinelada. Se alguém de fora apontasse as diferenças "imagina, a gente machista, que absurdo! Tudo exagero, ela que é preguiçosa, mal humorada, mimada, devíamos ter disciplinado mais, mas fomos muito frouxos, sabe como é ahahahaha". Como uma comentarista costuma dizer aqui, fui criada pra ser o bibelozinho enfeitando a foto de família, e virei a megera, bruxa, ingrata, desleixada, mimada quando me recusei a sê-lo. Hoje vejo que a melhor decisão da minha vida foi ficar bem longe e selecionar minha própria família.

Anônimo disse...

A previsão da Viviane não é apocalíptica e exagerada. É regra. Já visitou um lar de idosos? Sugiro que o faça e saia da sua bolha feliz.

Anônimo disse...

Onde moram essas famílias de documentário que a mulher faz e acontece? As duas famílias que eu conheço em que a mulher é exclusivamente dona de casa, a única decisão que de fato vi elas darem a última palavra foi a escola dos filhos. O resto das decisões grandes, como compra de casa/carro/terreno, reformas e viagens de férias, elas dão sugestões. Aka, se há divergência, a vontade do marido que controla a renda prevalece, que coincidência!

Anônimo disse...

Hele, segura as pontas. Você é uma mulher incrível, ótima mãe e não precisa que ninguém te diga isso, entendemos. O que está sendo discutido aqui não é você, mas o valor social qie atribuem às tarefas maternas e paternas.

Anônimo disse...

Eles ainda não entenderam a parte que maior parte das mulheres trabalha fora 8, 9, 10 horas por dia aturando chefe chato por um salário que "mal sustenta suas necessidades" E volta pra casa pra fazer trabalho doméstico enquanto aguenta macho mimado arrotando que ela não faz mais que a obrigação.

Anônimo disse...

Cara, se saio com um grupo e noto que só as mulheres estão cozinhando, servindo comidas e bebidas e lavando louça e faxinando, já sei que são pessoas de quem tenho que me afastar. Quando eu tinha que ir nos churrascos de família, era um clássico eu, minha mãe, tias e primas trabalhando o dia inteiro enquanto os homens revezavam a churrasqueira (e nem todos). Quando quis aprender a fazer a carne, noooóssa, "a gente dá conta", por parte dos tios e primos e "ela só quer aparecer" por parte da querida mamãe.

Anônimo disse...

"Aposto que nessa altura ja esta com medinho"

Hahahahahaha, disse o mascu que quer convencer desesperadamente mulher a ter filho

Anônimo disse...

Com certeza vai ter muita mulher parindo seus monstrinhos só pra salvar a economia, kkkkkkkkk

Espera mais um pouco, aguenta aí

Anônimo disse...

Gente, o cara nem aguenta esperar a resposta, já vai antecipando o que os outros vão falar e confirma o que ele é.

É muita preocupação com a velhice alheia, né, kkkk

Anônimo disse...

(Viviane)
Em primeiro lugar, anon, eu tenho uma filha. E as hipóteses que eu levantei não são paranóia, mas você saberia disso se simplesmente conversasse com pessoas idosas.
E ainda que nada disso acontecesse, um filho é um ser humano, que tem tanto direito a viver a própria vida quanto você, sem virar "garantia" para outra pessoa.
Em tempo: a titia te incomoda mesmo, hein? Tantos temas interessantes no blog da Lola e você só vem aqui para responder a ela...

Ana disse...

Fico pasma com macho usando a economia pra tentar fazer mulher de incubadeira. Isso não é novo, mulher sempre foi e ainda é coagida a emprestar seu corpo, sua saúde e sua vida pro bem-estar do mundo, seja pelo motivo que for. Mas vir num blog feminista passar essa vergonha é ter muita coragem, viu?

ricardo disse...

Não dói nem um pouco

Anônimo disse...

Meninas, existem homens de bem e homens de bens.

Já eu, sou um homem de bem e de bens.

titia disse...

Chorão 22:06 ataques pessoais? Se você estivesse realmente ralando, cozinhando, limpando, dando banho, fazendo tudo pelo seu avô estaria mais preocupado em melhorar as políticas de amparo a idosos do que se desesperando feito barata em Baygon pra que as mulheres continuem parindo. E muito menos teria tempo de ficar tentando trollar site feminista. Não adianta tentar se fazer de bom moço; suas atitudes sempre vão mostrar que você é de verdade. Agora vamos aos assuntos de finanças. A previdência é esquema de pirâmide? Ok. Consultemos o Dr. Google sobre "esquema de pirâmide":

"Pirâmide financeira ou esquema em pirâmide é um modelo comercial que depende basicamente do recrutamento de outras pessoas em níveis insustentáveis. Eles existem há pelo menos um século e atualmente podem estar mascarados com o nome de marketing de rede ou multinível. O marketing de rede opera dentro da legalidade e se confunde muito com a pirâmide. (...)

(...) De acordo com Amaury Oliva, diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, o consumidor deve estar atento a ofertas de dinheiro fácil. “O esquema de pirâmide é um golpe antigo e melhor remédio é a informação do consumidor. Quando a pirâmide se quebra, o prejuízo afeta todos os investidores. É preciso ficar atento a rentabilidades atraentes, com promessa de ganho rápido e pouco risco. Não existe dinheiro fácil”, afirma. Ele explica também que a diferença básica entre marketing de rede e pirâmide financeira é que esta não é sustentável a longo prazo e pode implicar em grandes perdas financeiras."

www.ebc.com.br/noticias/economia/2013/06/entenda-como-funciona-o-golpe-da-piramide-financeira

Amor, se a previdência brasileira é um esquema Ponzi em escala nacional, não adianta parir mil filhos porque está fadado ao fracasso de qqr jeito. Os trouxas pagam e pagam e no final o dinheiro não vai retornar, porque o investidor inicial (A.K.A o golpista-e entenda isso como bem quiser) vai enfiar a grana no rabo e mandar os trouxas se foderem. Agora, por favor, demonstre-me mais uma vez todo o seu genial conhecimento sobre finanças.

19:28 seu pai te ensinou a ser um machista egocêntrico fracassado emocionalmente. Se isso é a sua visão de sucesso, problema seu. Mas não venha exigir que as mulheres se joguem aos seus pés e te venerem por você ter um pinto.

Aline disse...

Responda sinceramente Rodolfo, você e seu pai faziam a parte de vocês pela mamãe querida?

Isso tudo é tão escroto que tem muita mulher que se orgulha de ser guerreira, ser sobrecarregada e n surtar. E claro tem os bostas q se orgulham da mamãe guerreira mas n movem uma palha pra ajudar.
Uma vez vi um cara se vangloriando de sua mãe, que a respeitava muito kkkkk a coitada trabalhava em casa num pequeno negócio , tinha q dar conta da casa e dos filhos , enquanto o pai do ano só trabalha fora. Todos morrem de orgulho da escravinha, q lindo!

Cpmigo foi o de sempre, eu e minha mãe pagando de escravas e os machos da casa com o cu pro alto. E o que dava mais raiva é que n ajudavam em nada por ser trabalho de mulher, mas eles queriam ajuda quando faziam alguma coisa.
Pintar parede é coisa de macho mas a gente tinha q ajudar, fez alguma obra e ficou cheio de terra, a gente tinha q varrer, ainda ficava puto porque eu n me oferecia pra ser explorada mais um pouco.
E como bons exploradores, cagavam a casa inteira e ainda reclamavam de tudo, como se n tivessem parte na sujeira e a gente devesse ficar 24 h por dia limpando o rastro de bosta deles.
Meu irmão exigindo q eu fizesse comida determinada hora para quando ele fosse comer n estivesse fria. N movia uma palha.
Minha mãe contribuiu com a merda toda porque foi ensinada assim, nem eu reclamar adiantou, mas é explorada até hj.

E com todo o resto da minha família é a mesma bosta. Machos sem fazer nada sendo endeusados, se as mulheres n fazem tudo só críticas.

Então, machos choroes, a culpa de muita mulher querer distância de vcs é de vcs mesmo.
N passam de bostas exploradores. N conte comigo Rodolfo para aturar um macho escroto e muito menos para gerar outro ser.
Acho q nem namorar vale a pena , paciência zero. Nada vale mais do que a paz de espírito.

Anônimo disse...

Rafael Cherem descobriu tudo!
Foi obra do feminismo!

Antes dele as mulheres jamais se cansavam e não tinham problemas de saúde, afinal cuidar de casa e filhos é fácil. E o dinheiro dos "provedores" sempre dava pra cuidar da família, ninguém passava dificuldades.

E a mulher participava da criação dos filhos (não se questiona se o provedor participava, é claro que ele nunca precisou participar e não ia precisar agora), agora a desleixada não aguenta porque trabalha.

Feminismo, seu vilão!

Anônimo disse...

Por isso que muitas mulheres, mesmo sendo contra o machismo não querem seguir o rótulo de ''feminista'' porque isso cada vez mais implica seguir toda uma cartilha ideológica e política que muitas mulheres não concordam. As feministas nunca estarão satisfeitas, se vc se diz feminista vai precisar achar que ''não existe mulher machista'', idolatrar regimes totalitários da esquerda e seus ditadores sanguinários, usar o fato de ser minoria para achar que pode fazer tudo e dizer todo tipo de asneira, aturar radfems misândricas e que acham que mulher psicopata não deve ser presa, ficar se justificando o tempo todo para as feministas por se desviar um pouco do padrão ideológico. Não quero nada disso e muitas mulheres também não querem.


Foi cretino esse sujeito que mandou mulheres parirem em massa para ''salvar'' economia e ter ''enfermeiros no futuro''. Adotar crianças dos orfanatos e dar educação, alimentação e tudo mais que uma criança precisa, nada não é mesmo? Para esses misóginos sórdidos, adotar criança é uma desonra. O que mais tem é criança, principalmente negras em situação abaixo da linha de pobreza, a população brasileira é enorme e vem esse cretino falando em reprodução em massa. Interessante que muitos deles odeiam ''comunistas'', mas essa tática de reprodução em massa foi bastante usada por ditadores comunistas.

Anônimo disse...

Rodolfo, acho que vc não tá sabendo escolher bem mulher viu? (Ou tá sonhando com as panicats de tv que obviamente vão querer transitar entre caras ricos). Cê acha que mulher não passa por tudo isso que vc falou?

" 8,9, 10 horas por dia, ou até em dois empregos, ganhando um salário que nem de longe atende as suas necessidades, ainda tendo que aturar chefes insuportávelmente chatos e arrogantes,mendigando benefícios da empresa.
emprego ou empregos que vai consumir toda a sua energia e apetite sexual. "

E ainda com bônus de assédio sexual e/ou moral no trabalho, ter de mendigar favor para comparecer às reuniões de escola ou consultas do filho. E ainda ter chegar em casa e aturar marido folgado que não reconhece um décimo do esforço que ela faz. Reclama da comida, da roupa, da casa...
Se não quiser sustentar mulher e filho, não os tenha. Se sua companheira te explora, acho que você não está sabendo escolher.

Rafael Cherem disse...

afael Cherem a família tradicional É uma merda. Esse pai de antigamente, eu tive um desses, e ele não é figura central na educação porra nenhuma; é apenas o sujeito sem o qual a vida dos filhos seria mais feliz. É, aquele sabe?, que os filhos desejam que saia pra comprar leite e nunca mais volte. E essa história de que "ai, as mulheres se prejudicaram saindo pra trabalhar, ficam cansadas, fazem muito, não educam direito os filhos, bem feito vagabunda burra, quem mandou não aceitar ficar em casa dependendo do macho até pra comprar absorvente, aguentando agressão, abuso e estupro calada?" até os mascus já pararam de cantarolar, colega. Quer melhorar a educação das crianças, faça alguma coisa além de mimizar sobre exploração no emprego. Tente, talvez, ensinar os homens a não agirem como o filho barbado da coitada que se rala oito horas por dia e quando chega do trabalho ainda tem que cuidar da casa e dos filhos sozinha porque o bebêzão quer ficar coçando o saco na frente da TV. A responsabilidade de criar o filho é do pai dessa criança, Rafael, não do patrão dos pais dela.

titia,

Não meça o mundo por sua régua, o seu pai foi assim, nas outras modalidades de família também há péssimos exemplos.O que ocorre que as mulheres oprimidas em casa agora são duplamente oprimidas, pois sairam para trabalhar em um sistema totalmente alienante e explorador, e vai dizer que isso não tem efeito na educação dos filhos? Na vida dos casais?

Anônimo disse...

Essa geração que está chegando aí não cuida nem deles.Na minha família,pessoas suuuper trabalhadoras que conquistaram um certo conforto com muito suor e honestidade estão com
filhos e sobrinhos naquela onda NEM NEM,nem trabalha nem estuda.Sugam tudo dos pais.Ok,pariram,né? são eles agoram que teriam que começar a correr atrás do futuro,produzindo e contribuindo com o país.Eles não querem porra nenhuma.Querem só curtir,ter vida de patrão ostentação.Imagina se vão cuidar dos pais na velhice,oh dó.Melhor ficar solteira,num apê confortável,tomando uma cervejinha gelada com as amigas inteligente e solteiras,separando uns trocados para morar num asilo na Suiça.Pra quê arrumar sarna pra coçar.

Rafael Cherem disse...

Anônimo(a) das 09:26, onde eu culpo o feminismo? Onde sou contra a emancipação da mulher? Agora vai dizer que o chamado mercado de trabalho não tem um viés explorador? Vai dizer que uma trabalhadora que passa duas horas num ônibus e AINDA vai cuidar dos filhos e da casa não é prejudicada? vai dizer que o comportamento infantilizado dos homens de hoje é um norte moral para os filhos? De toda forma, o feminismo não é isento de criticas,a emancipação feminina trouxe seus efeitos colaterais. Paciência.

Anônimo disse...

Esses misóginos como rodolfo e cia, apesar de serem desprezados e traídos pelas mulheres que eles consideram ''tops'' se mantem arrogantes, presunçosos, pretensiosos, prepotentes e eugenistas. Acham que são seres superiores e que precisam espalhar seus genes rejeitados pelas ''tops'' a qualquer custo. Esses tipos acham que com mulheres que eles consideram inferiores esteticamente e com baixa auto-estima vão obter sucesso com este discurso de suposta ''superioridade genética'' deles. São obcecados por homens bombados e sonham em ser bombados e ricos para um dia comprar mulheres bombadas, brancas e de cabelo liso e fazem com que elas reproduzam com eles.

As feministas como em sua maioria são ricas e de grandes metrópoles desconhecem a realidade das mulheres de classe c/d e interioranas/nortistas/nordestinas. Aqui no interior da Bahia é muito comum mulheres que trazem um homem com menos recursos e nenhum interesse em melhorar de vida para morar na casa da mãe machista justamente para que com a falta de recursos do homem arranjado a probabilidade dessa filha sair de casa algum dia na vida é nula. Por isso muitas mães machistas querem que as filhas arranjem casamentos com esses gigolôs, porque como eles são encostados a filha nunca vai sair das garras da mãe machista que acha que a filha não deve sair de casa nem quando casa.

Anônimo disse...

Que bom que estou cagando pro futuro e jamais estragaria meu corpo e minha vida pra salvar uma suposição. Mulheres vem sendo usadas pra parir salvadores do mundo há muito tempo, e o que ganhamos com isso, mesmo? Nada.

Se toca, você não convence ninguém.

Anônimo disse...

As mulheres que levavam uma vida mais ''fácil'' antigamente eram apenas as mulheres de reis, duques, príncipes, aristocratas e da alta burguesia, o restante se fodia totalmente e inclusive trabalhavam fora, muitas vezes deixando de amamentar os próprios filhos recém-nascidos para amamentar os filhos das aristocratas e servindo as aristocratas que nem se quer entravam na cozinha. Quantos desses mascus seriam esses aristocratas em tempos passados? Acho que nem 1%. E eles ainda acreditam que os trumps e bolsonaros da vida querem que eles enriqueçam rsrsrsrs.

Unknown disse...

Feministas são as únicas mulheres que fazem desses assuntos, debates públicos. Sem feminismo, nenhuma mulher fala publicamente sobre suas dores. Ninguém precisa nos ensinar que o mundo é machista, somos feminista exatamente por esse motivo. E ainda que eu concorde com a posição de que há mulheres machistas, não há como desconsiderar de que homens têm mais opções de dominação sobre mulheres, do as mulheres sobre outras mulheres. O post trata sobre uma situação dessas. Como é díspare a avaliação que se faz do que é um bom pai e do que é uma boa mãe. A responsabilidade por essa visão distorcida é, realmente, só das mães? Feminismo, felizmente, não é mais um movimento da academia, está nas ruas e na boca de uma nova geração de mulheres. E você? Vai ficar do lado do machismo, culpando as mulheres por tudo, por quê? O que você ganha com isso? O feminismo tem sim muito a aprender, mas não fará isso passando pano para quem quer as mulheres caladas sobre seus próprios problemas.

Unknown disse...

Aff... Não sou da favela, cresci no sítio e você acabou de descrever as conversas com as mulheres da família, especialmente as mais novas... mas olha, quando falo com as mais velhas, que passaram dos 50, a história muda. Essas percebem o quanto sofreram nas mãos dos esposos, chefes, pais e, o que é triste, dos filhos...

Meu conselho: escolha uma batalha por vez, marque posição. Uma mulher feminista faz muita diferença. E boa sorte, para todas nós, como vamos precisar...

Anônimo disse...

"Meu avô teve avc e mal consegue andar. Tive que ajuda-lo."

Não faz mais do que a obrigação, babaca

Anônimo disse...

Jane Doe, ótimos comentários!

Anônimo disse...

"Anônimo(a) das 09:26, onde eu culpo o feminismo? "

Aqui, ó: "a família tradicional foi vilipendiada como a PIOR forma de organização social possível, a mulher foi para a rua trabalhar". Nem se faça de sonso.



"Vai dizer que uma trabalhadora que passa duas horas num ônibus e AINDA vai cuidar dos filhos e da casa não é prejudicada?"

Nunca, feministas sabem disso melhor do que você. A culpa é, adivinhe, do machismo.



"vai dizer que o comportamento infantilizado dos homens de hoje é um norte moral para os filhos?"

Engraçado como você não foi em nenhum fórum masculinista falar isso pra eles, né.

Zrs disse...

Coisa boa de ler tanta mulher cuspindo em mascus defensores da procriação de um exército de reserva para esse mercado podre, se conseguiram lugar no mercado, claro.

Anônimo disse...

Não estamos satisfeitas porque o mundo continua machista e desigual. E não estaremos satisfeitas até isso mudar. Aceite.

Anônimo disse...

Estava no consultório aguardando uma consulta e assistindo o final de Malhação e em seguida começou a novela Sol Nascente.

1º- Malhação-na última cena a menina chama a outra de PROS-TI-TU-TA,assim,em sílabas e berrando.

2º-Sol Nascente-a mulher chega no quarto e pega o MARIDO com outra na cama e começa a gritar, chamaando as pessoas pra verem a piranha e vagabunda que estava com o marido dela.
Duas novelas seguidas,no horário vespertino numa agressão feroz contra as mulheres.Desse jeito fica fácil pra cambada de machinho zoidinho não aprender com essas novelas,games,propagandas e a porra toda do mundo misógino que mulher é isso mesmo.

Anônimo disse...

Realmente, é um terrorismo. Logo se vê como as mulheres estão assustadas e como os "direitos de reprodução" alheio estão ameaçados. Deve ser por isso que todos os comentários das mulheres concordam que maternidade não é fácil, que os homens em sua maioria são escrotos nessa situação, que é tudo pior pra mulher do que pro homem.

Mas isso é ilusão provocada pelo terrorismo. Ainda bem que tem homem preocupado alertando todo mundo.

Anônimo disse...

A regra da anon das 06:07 eh paranoica sim.

"Se pessoas morrem ao sair de casa, entao nao vou sair de casa."

Todo mundo sabe que existe um lar de idosos.

Fico imaginando quem vai colocar vc la. Seu vizinho?
Uma pessoa estranha?

Que triste e solitario.

Volto a dizer: TODA ESCOLHA TEM SUA CONSEQUENCIA.

Voltando ao assunto...
Claro q todo filho tem direito a propria vida.
A geracao q ta por vir sera muito narcisista. Pode esperar.

Imagine duas senhoras de 60 anos.
Uma bem sucedida mas sem filhos e outra nem tanto mas com netos.

A segunda me parece ser bem mais feliz que a primeira.

Essa eh uma questao NAO racional. O fluxo da vida.
Enfim... seria um papo filosofico.

O feminismo de fato, o que vemos ai, ele eh bastante toxico e deturpado. Bastante politico. E quando tem politica no meio, ja sabemos.

Conheco todos esses terminhos que vcs usam: mansplaining (deram nem o trabalho de traduzir! Que preguica nao?), lugar de fala, etc.

Feminismo de fato eh um movimento politico.

O feminismo teorico eh lindo e sou a favor desse feminismo.

Voltando ao assunto:
Eu nao vejo feministas lutando e dando pautas em relacao as faculdades, universidades... que deveriam ser mais FLEXIVEIS quanto a mulher, se ela quisesse ter filho.

"Vc vai ser mae, ter um filho? Okay. Vc pode retornar quando vc quiser e NAO SERA PENALIZADA POR ISSO"

Flexibilidade, liberdade da mulher.

Algo que eh INERENTE a mulher, a gravidez e a maternidade, as feministas DEMONIZAM isso.
Chega a ser ironico!

Anônimo disse...

rafael cherado, vc não cansa de sofismar? o massacre q vc sofreu no post anterior não foi suficiente? já saquei a tua, posa de sabichão moderado, de "entendedor", mas não passa de um apedeuta cheio de senso comum

vamos lá debulhar vc outra vez:

"as mulheres oprimidas em casa agora são duplamente oprimidas, pois sairam para trabalhar em um sistema totalmente alienante e explorador, e vai dizer que isso não tem efeito na educação dos filhos? Na vida dos casais?"

Tá, foi só as mulheres começarem a ter um mínimo de independência financeira, autonomia e interromperem um ciclo de dependência aos omens q o marxismo passou a ser relevante. Esse "efeito na educação dos filhos e na vida dos casais" nunca foi relevante até o momento em q as mulheres passaram a integrar o mesmo espaço dos omens, ah, me poupe

Vc quer falar de exploração? Ok, vamos falar então:

O casamento, q não passa de um contrato social, é a maior maneira de exploração de uma mulher, não tem trabalho ou patrão q se compare. Casamento tradicional (omen e mulher) é o maior e "melhor" meio já criado na história para se explorar uma mulher. Se vc fosse mesmo contra a exploração feminina se posicionaria arduamente contra esse engodo q é o casamento éterossexual, q tantas outras falam aqui e q vcs fingem não darem bola

"vai dizer que o chamado mercado de trabalho não tem um viés explorador"
Exatamente, o marxismo só vale agora, em q as mulheres conseguem através da força de trabalho extraírem um mínimo de autonomia

Ah cherado, vá se lascar, vc é burro demais, não conhece o mínimo de história, pq em se tratando de trabalho e mão de obra nunca na história as mulheres foram poupadas, emancipação feminina não se trata de inserir mulher no mercado de trabalho, é muito além disso, coisas q vão além do seu parco entendimento

Emancipação feminina real e total seria elas se livrarem dos omens pra sempre, não o período pré-revolução industrial q vc "acredita" ser obra do feminismo, dá licença

"o comportamento infantilizado dos homens", outro motivo q vc deu para as mulheres se afastarem mesmo de vcs; isso é natureza suas, não queria vir nos responsabilizar não, seus bostas

O único efeito colateral de uma real emancipação feminina, caro rafael cherado, vc não tem nem ideia do quão vantajoso seria para nós

Anônimo disse...

Se o homem do casal paga sozinho a conta ou se a mulher do casal faz sozinha as tarefas domesticas, ISSO EH PROBLEMA DO CASAL.

simples.

Anônimo disse...

Hahaha

Eu ri de verdade aqui.

O governo nao pode obrigar vc a ter filho sua anta. Ninguem pode.

Eu falo de consequencias. O que acontece se tem poucos jovens em relacao aos velhos? Vao trabalhar por mais tempo. ISSO SE CHAMA CONSEQUENCIA. Aprenda isso.

O que o governo pode fazer, como em outros paises, eh o incetivo a ter filhos, pagando vc literalmente para ter filhos.

Repito: NINGUEM PODE TE OBRIGAR A TER FILHOS. NINGUEM!

E sim. O nosso sistema de previdencia eh uma especie de piramide.

E a base esta se quebrando.

Desculpe pelo choque de realidade no meio da sua testa. Daqui a pouco vc acorda...

Anônimo disse...

esse cherem fumou maconha estragada só pode

tá confundido emancipação feminina com revolução industrial, não querido, o feminismo não criou a exploração no trabalho e as feministas não exploram as mulheres no mercado de trabalho (quem criou isso tudo foram vcs omens, como sempre né, mas isso é outro assunto)

Como a 09:50 disse: Nunca na história as mulheres foram poupadas, elas sempre foram exploradas no trabalho, sempre foram escravas. Não foi o feminismo q fez com q as mulheres passassem a ser exploradas no trabalho, ELAS SEMPRE FORAM. E muito pelo contrário, o feminismo (junto com as lutas sindicais trabalhistas) reduziu esse aspecto exploratório e diferente de como era antes das lutas feministas, valorizou os cargos exercidos pelas mulheres, seus salários e abriu portas para cargos de chefia, claro, tudo a passos lentos, mas a culpa de emperrarem isso não é nossa, é de vcs, omens câncervadores

Emancipação feminina não trouxe nenhum "efeito colateral" senhor cherado, pq ela nem ao menos foi alcançada, nessa matéria ainda estamos engatinhando

Emancipação feminina, meu caro, não é mercado de trabalho, emancipação feminina se trata de ações q são muito incompatíveis com o gosto masculixo, vc não iria gostar nem de saber

Rodolfo Abrantes disse...

Esse é o maior problema dos homens, querem o que não podem ter, e não querem o que tem.

E pedir muito ser respeitado e reconhecido, é só o que nós queremos.

Anônimo disse...

Eu acho uma coisa engraçada. Um monte de gente falando mal da maternidade, de criança, isso e aquilo, mas quando ficarem velhas, vão depender do filho dos outros para pagar a sua aposentadoria, e para limpar a bunda quando estiverem morando numa clínica de repouso.

Ninguém deve ser obrigado a parir. Maternidade é uma escolha. Mas demonizá-la é hipocrisia.

Anônimo disse...

Então Cherem, mas o que fazer diante dessa realidade? A presença da mulher no mercado de trabalho teve suas vantagens e desvantagens. Uma das maiores vantagens que enxergo é que o trabalho expandiu os horizontes das mulheres e elas tiveram a oportunidade de variar seus objetivos de vida, e o principal, a independência financeira que é um dos critérios mais importantes quando se fala de autonomia.
Mas também teve sua desvantagem como essa que você enumerou, as horas trabalhadas geram um desgaste muito grande nas famílias.
Mas retirar mulheres do mercado de trabalho, além de ser inviável, acarretaria em desvantagens muito grandes. A proposta é que a responsabilidade na criação dos filhos seja PARTILHADA entre pais e mães. Hoje, as mulheres estão sobrecarregadas. Porque além delas terem de se qualificar e se destacar como profissionais, sofrendo neste processo discriminação sexual, elas ainda têm de arcar com a responsabilidade de educar os filhos, cuidar do lar e cuidar de si mesma (ninguém lembrou como a ditadura da beleza é voraz para com as casadas e mulheres mais velhas). A participação massiva das mulheres no mercado de trabalho até aliviou as responsabilidades dos homens já que agora eles não precisam ser provedores totais do lar. Enquanto as responsabilidades das mulheres aumentaram, a dos homens até mesmo pode ter diminuído. Então é importante equilibrar a balança.

Anônimo disse...

"Desculpe pelo choque de realidade no meio da sua testa."

Ui ui ui, protejam-se

Anônimo disse...

Caro homem preocupado com a previdência,

Mulher não tem medo de trabalhar. Acostume-se você também.
Ninguém vai ter filhos por causa dos seus medos.

Anônimo disse...

O cara está usando a economia pra convencer mulher a parir e diz que tá rindo, pode admitir que está tremendo todo de nervoso

Anônimo disse...

"Imagine duas senhoras de 60 anos.
Uma bem sucedida mas sem filhos e outra nem tanto mas com netos.

A segunda me parece ser bem mais feliz que a primeira."

Gente, o desespero é grande, kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

"vão depender do filho dos outros para pagar a sua aposentadoria, e para limpar a bunda quando estiverem morando numa clínica de repouso"

Temos um vidente entre nós

Anônimo disse...

Chega a ser engraçado ver trouxa apelando pro "netos dão alegria" e "quem vai cuidar de vocês na velhice?". Entendam: cada um faz sua escolha e vocês não vão mudar a de ninguém com essas papagaiadas. Ou vocês acham mesmo que isso é argumento?

Anônimo disse...

O anônimo de 15:35 está completamente desatualizado sobre os jovens de hoje.
O Brasil está virando um país de gente idosa. Certo. Há menos jovens para pagar a previdência dos mais velhos.
Mas além do jovem estar encarando uma dificuldade enorme em se localizar no mercado de trabalho, ainda estamos na eclosão da geração nem-nem, ou seja, que não trabalham ou estudam, portanto com um potencial de gerar recursos e produtividade bem menor. Com os tempos austeros que estão por vir, não sei quanto tempo os pais dos nem-nem podem aguentar sustentando-os. Uma hora vão empurrar esse povo pra trabalhar. Mas se até o jovem qualificado está tendo dificuldades em se alocar no mercado de trabalho, avalie marmanjo de 30 anos que leva a facul com a barriga e nunca trabalhou na vida?
Tem outro dado que você ignora é que os jovens estão saindo da casa dos pais mais tarde. Alguns por pura folga mas outros pq ainda não conseguem se sustentar sozinhos ou dividem a despesa com os pais. A volta de pessoas aposentadas ao mercado de trabalho é mais uma prova de que mesmo com filhos, as pessoas não estão conseguindo manter seus padrões de vida.
Além do que a Viviane falou: os asilos estão abarrotados de idosos abandonados por seus filhos.
É só fazer as contas: mais vale um investimento a longo prazo, mas seguro ou investir em "filho" cujos riscos de não dar certo são bem mais imprevisíveis?

Anônimo disse...

Tá, cara. Vamos ter filhos. Todas nós. Pra salvar a economia, o Brasil e o mundo.
Fica calmo, relaxa e volta pro seu videogame. Tudo vai ficar bem.

Anônimo disse...

Mandy, acredite que tá cheio de marmanjo que "mora sozinho" e aproveita a visita da mãe pra ela lavar louça, limpar casa, remendar roupa, deixar comida pronta pro neném que só come miojo com salsicha e nescau.

Anônimo disse...

Ninguem pode te obrigar a ter filho. Quem gosta de obrigar os outros sao vcs.

A sociedade nao quer ter filho? Okay.
Pois vao trabalhar mais durante mais tempo.

Eh simples.

Tou me lixando pra sua vida.

Anônimo disse...

Que desespero, anta?

Estou me lixando pra sua vida. Faca o que quiser com ela.

Viva o agora? Viva.
Mas ARQUE COM AS CONSEQUENCIAS depois.

Seja mulher!

Anônimo disse...

Sociedade nao quer ter filhos? Isso TRARA CONSEQUENCIAS. Ou vc acha que tudo vai continuar a mesma coisa??

Isso eh matematica.

Quais as consequencias?
Sociedade vai trabalhar por mais tempo. Se aponsetara mais tarde.

Eu nao quero ter filhos e estou ciente disso.

Entendeu donzela?

Anônimo disse...

Exatamente onde queria chegar!

Faca suas financas ai, de seu jeito

Caso contrario, vc trabalhara ateee nao querer mais. Resumindo: aposentadoria mais tarde.

Anônimo disse...

Ignorada.

Anônimo disse...

Provei meu ponto.

Relacao entre filhos e pai.

Obrigado.

Mandy disse...

13:33

Kkkkkkk com certeza existe.

Anônimo disse...

de novo esses bostéticos falando em botar filho no mundo

queridos, vão botar vcs, parem de encher o saco aqui, vão fazer filhos vcs, ng aqui é incubadora não

vcs estão no lugar errado, seus otários

Anônimo disse...

É você que está vindo aqui "provar" (risos) que mulher tem que ter filho. Ninguém te quer, ninguém vai te ouvir e você vai continuar passando vergonha falando bobagem.

Anônimo disse...

GENTE, COMO ELE SE PREOCUPA COM O TANTO DE TRABALHO DOS OUTROS

Anônimo disse...

"Mas ARQUE COM AS CONSEQUENCIAS depois"

É você que está com medo de trabalhar mais e quer ser sustentado pelo filho alheio, seu bosta!

Aqui todo mundo é MUITO mulher e não tem lugar pra escória fracassada feito você.

Anônimo disse...

Se ele escrever mais vinte vezes que precisamos salvar a previdência acho que vou concordar em ter um filho

Anônimo disse...

"Tou me lixando"

Ficou nervoso, a mão com o toddynho chegou a tremer

Anônimo disse...

Eles não querem ter filhos porque são uns típicos bostas que não assumiriam

Que maravilha que os seus genes patéticos não serão passados pra frente

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 265   Recentes› Mais recentes»