quarta-feira, 16 de setembro de 2015

CRITICAR A INDÚSTRIA DA PLÁSTICA, NÃO QUEM SE SUBMETE A ELA

O texto da Luíza sobre cirurgias plásticas foi duramente criticado por muitxs e aplaudido por outrxs. Normal. 
E, como não poderia deixar de ser, rendeu excelentes comentários (e alguns muito ruins, do tipo fiscalizadores do corpo e do feminismo alheio). Reproduzo alguns dos bons comentários abaixo, porque a discussão e a reflexão são fundamentais.
E fica a minha sugestão: deve-se criticar a indústria da cirurgia estética, a imposição da sociedade em estar dentro do padrão, a "necessidade" de se cortar um corpo saudável. Não quem faz plástica! E é óbvio que devemos criticar a indústria (se nós feministas não fizermos isso, quem vai fazer? A mídia que vive de vender um só padrão de beleza? Os machistas que zoam de mulheres que estão fora do padrão e também zoam das "fúteis" e "plastificadas" que recorrem a cirurgias?). E é óbvio que devemos pensar de onde vem aquela vontade de esticar aqui, arrumar os seios, fazer lipo -- porque é praticamente impossível ser mulher nesse mundo do "é só querer!" e não cair no "puxa, eu quero". 
E algo que não vi nos comentários é que essa vontade surge cada vez mais cedo. Hoje meninas de dez anos já sonham com plástica! O mês em que mais se faz cirurgia no Brasil é julho, por causa das férias escolares. O que tem de menina de 14 e 15 anos colocando implante de silicone não tá no gibi. Na minha adolescência nos anos 80 isso não era permitido. 
Os médicos acreditavam que o corpo deveria completar seu desenvolvimento antes de qualquer intervenção. Hoje operar adolescentes é um grande mercado. E se não criticarmos essa indústria, daqui a pouco vai ter menina de 12 anos na faca. 
Algumas reflexões das comentaristas:

"Cirurgia plástica não é necessariamente 'futilidade'. É uma área da medicina que envolve 'reconstruir' o corpo após queimaduras e acidentes ou em casos que a pessoa nasceu com má formação, colocar prótese em quem passou por câncer de mama, retirar excesso de pele de quem emagreceu muito, diminuir os seios em quem tem dores de coluna... E claro, melhorar a autoestima de quem não se sente bem com o corpo.
Vivemos bombardeadas por propaganda, por 'ideal de corpo perfeito' e é bem difícil não ter complexos com o corpo. Alguns complexos a psicoterapia resolve, outros estão tão enraizados, que não há psicoterapia que resolva. E nem precisa ser peito, bunda e outras partes do corpo que estão mais em evidência na mídia.
Ex: uma moça que tem as panturrilhas gordinhas e retas, que sofreu bullying na escola, foi chamada de 'pantozelo' e 'pernas de tora'. Só veste calça comprida desde então. Já fez terapia de todo tipo e nada adiantou, quando olha no espelho se vê deformada e lembra de todas as zoeiras que ouviu na escola. Racionalmente até sabe que agora que é adulta, fora de um ambiente de escola/ bullying ninguém repararia ou daria muita atenção às suas pernas, mas emocionalmente, na prática, não consegue se sentir bem. 
Ela tem o rosto, a cintura, a bunda e os seios invejáveis, mas nada disso parece compensar o 'defeito' que só ela vê no espelho. Daí resolve pagar uma lipoaspiração e se livra de boa parte do problema (as lembranças ruins não dá pra apagar, mas daqui pra frente ela se sentirá bem com o próprio corpo).
Ok, num mundo ideal ela teria se livrado do complexo com terapia, ela superaria a imagem que os outros tem dela. Na verdade num mundo ideal nem haveria bullying... Mas infelizmente não vivemos num mundo ideal. E cada pessoa consegue lidar com seus problemas de uma maneira diferente.
Faz algum sentido chamar essa mulher de 'erotizadora da própria opressão' e 'mico de pirocudo', que fez cirurgia plástica só para agradar homem? E se ela quisesse agradar algum homem, faria alguma diferença tornando-a menos digna? E se ao invés da panturrilha ela tivesse complexo por ter seios pequenos e colocasse silicone, faria alguma diferença? Claro que não. Cada uma de nós tem seus problemas, cada uma sabe onde o sapato aperta e não cabe julgamento.
Feminismo é pra tornar a sociedade menos opressora ou pra oprimir a mulher que opta por cirurgia para resolver um complexo com o próprio corpo? Alguns comentários nesta caixa são vergonhosos.
E qual o papel do médico nisso tudo? Ao meu ver não é o médico que causa o problema da baixa autoestima e dos complexos com o corpo, a pessoa já chega no consultório assim. Mas a postura do médico diante do problema com certeza deve ser levada em conta.
Existem bons profissionais, que zelam pelo bem estar do paciente, que procuram saber do histórico, se fez terapia, como é a relação com o corpo, se existe de fato necessidade de cirurgia, se há Dismorfia Corporal... Conheço casos onde médico se recusou a fazer lipo e encaminhou a paciente pra academia.
E tem profissional que toca o foda-se e não ta nem aí? Que opera de qualquer jeito pra ganhar dinheiro? Claro que existe.
Cada caso é um caso." (Rê Bordosa)

"Fiz 3 cirurgias plásticas. Fiz implante de silicone, abdominoplastia e minilifting. Fiz porque ao chegar aos 40 anos, comecei a me sentir um lixo. Por que será, né? 
Me arrependi das cirurgias? Não, mas, inclusive, continuo me sentido um lixo, um pouquinho menor, mais não muito, pois é assim que a sociedade me devolve a minha imagem. Mulheres da minha idade não tem mais valor. Ponto. 
Tenho auto-crítica, sei que fiz por não suportar a pressão social. E mais, sofri pra caralho. Essas cirurgias são uma violência, não há como dizer que não. Agredimos nosso corpo, nossa saúde, corremos riscos que não são pequenos. Passamos dores absurdas, ficamos inchadas, horríveis, me sentia atropelada por um caminhão.
Gente, isso decididamente não é normal. Não é normal a gente se sentir motivada a passar por tudo isso, pagar os olhos da cara, sei lá, viu. O mundo precisa de mais blogs da Lola, de mais textos como esse, de um olhar mais generoso entre nós todxs." (Anônima)

"Caralho, gente, cirurgia é foda, faz mal, é perigoso, pode até morrer, e agora, sabemos que pode dar câncer. Um horror. E fazemos isso para ficarmos mais bonitas.
O que isso quer dizer? Que como qualquer outro ser humano vivemos em sociedade e somos influenciadas por ela. É bom levantar o tema para ter senso critico. Se depois de tudo isso decidirmos fazer cirurgia FAÇAMOS, caceta. Sem sofrer outra pressão por sermos fúteis.
Eu já guardo dinheiro para fazer uma abdominoplastia depois de ter filho, e vejam o ridículo da coisa: não estou nem grávida. Mas sempre tive barriga bonita e quero que assim permaneça. 
Digam o que quiserem: que quero biscoito de macho, que sou fútil, inconsequente, manipulada pelo sistema. Pode até ser (porque tenho a consciência que se fosse um século antes, nunca isso ia me passar pela cabeça), mas como disse, vivo em sociedade e tem alguns códigos que aplico em minha vida, embora ache MUITO válido questionar." (Yara)

"Fiz mamoplastia redutora alguns anos atrás. Desenvolvi as mamas ainda muito nova, elas eram enormes e pesavam muito pro meu corpo. Meu pai via meu sofrimento (ele inclusive procurava em catálogos sutiãs de sustentação pra mim) e sempre dizia que depois dos 18 eu faria a cirurgia na hora que eu quisesse, era só falar. Decidi fazer aos 20. Não me arrependo, mas foi uma violência. 
A anestesia geral é assustadora e voltar dela foi horrível, uma das piores sensações da minha vida. Os analgésicos fazem pouco efeito pra mim, então sentia muito dor. Tive que fazer alguns reparos uns meses atrás, mas a médica disse que dava pra fazer com anestesia local, e assim foi. 
Muito da minha motivação foi minha saúde, mas tinha uma parte de mim que achava que eu ficaria mais bonita. Não acho que fiquei, mas minha qualidade de vida aumentou imensamente. Em relação à estética, hoje eu tenho cicatrizes e eu não sei até que ponto me sinto melhor com elas do que com os seios grandes. 
Psicologicamente a cirurgia ajudou no sentido que me sinto menos vulnerável a abusos. Sofria muito assédio desde muito nova e com os seios menores e mais magrinha eu já não recebo tanto atenção, e por isso me sinto mais confortável. No entanto, ainda em relação às cicatrizes, elas me fazem lembrar dos abusos que sofri. Colocando na balança, valeu à pena, mas sabendo o que sei agora, não pretendo me submeter a mais nenhuma cirurgia plástica." (Mari)

101 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que até em casos extremos, como é na Coréia do Sul por exemplo, a pessoa tem o direito de fazer quantas plásticas bem entender. Existe pressão sim mas existe uma coisa chamada LIVRE-ARBÍTRIO, quem se sujeita a algo é porque em última análise cedeu à coisa. Direito da pessoa também. Cada um que cuide do seu nariz........ ou da sua rinoplastia.

Alice disse...

Tem algumas feministas que parecem os mascus, adoram cagar regra na vida dos outros: não pode se maquiar, não pode fazer cirurgia bariátrica, plástica menos ainda, se for muçulmana não pode usar hijab, tem que achar ruim se alguém chamar ela de bonita etc e tal.

Gente, menos por favor! Cada um que escolhe o que lhe oprime e o que lhe convém. Soloridade é aceitar as mulheres, mesmo as que não pensam como a gente.

Anônimo disse...

Quem eu mais vejo falando em "Livre arbítrio" e "seja forte" são homens... coincidentemente (ou talvez nem tanto) os que nunca são cobrados, humilhados, predem emprego ou aguentam indiretas, violência psicológica e maldades da própria família sobre aparência. Significa?

nadiaschenker disse...

Já fiz redução da mama, na mesmíssima situação da moça do post. Agradeci a Deus. Sempre quis ser magra e chamar o mínimo de atenção. Aqueles seios pareciam uma maldição para uma garota que só queria ler seu Allan Poe em paz. Hoje estou com 37. Queria fazer uma reparadora, pois uma vez que se recorre à cirurgia, já era. Tem que fazer reparos. O tamanho não, mas as estrias voltaram. Quem disse que crio coragem? Lembro -me como foi. O custo em todos os sentidos. E a maioria dos caras, qdo eu digo que quero fazer cirurgia, dizem: o tamanho tá bom. E eu digo: mas não tô falando do tamanho! Eles nem entendem que estou falando de estrias... Rsrs. Isso me motiva a deixar mais pra frente... Pra moça dos 40 aí do post. Tô quase lá. Malho muito e tô com o melhor corpo que já tive na vida (nada de tv ou revista, claro, mas tá legal). Mas penso muito nessa coisa de virar invisível. Uma hora ou outra, não importa o que a mulher faça, fica invisível. Penso que saberei dar a volta por cima. Espero.

Rafael disse...

Anon das 11:46, como homem posso afirmar que as mulheres só obterão a sonhada liberdade que nós temos quando deixarem de atacarem a si mesmas.

Se minha esposa diz que o abdômem do Cauâ Raymond é lindo, eu escuto numa boa e isso não passa nem perto de estragar meu dia. E mais: não me impele a malhar para ficar do mesmo jeito. Aceito que sou diferente dele e isso me basta.

Agora experimente uma mulher dizer para outra que o peito está caído (nem precisa ser o cônjuge)! Um mês de terapia.

Não adianta brigar contra a indústria da plástica se ela surgiu por uma demanda competitiva feminina.

Existem homens que consomem cosméticos alucinadamente? Existem! Existem homens que fazem plásticas desnecessárias? Existem! Mas eles são em proporcional número muito menor que mulheres.

O exemplo da Gillette é emblemático: Tentaram impôr a nós a regra de peito depilado. A tão amaldiçoada "indústria" veio trazer um novo padrão. O que houve? Foi ridiculamente rechaçado.

Agora, qualquer merda, literalmente qualquer merda que seja proposta às mulheres por essa mesma indústria é prontamente aceita. E as que não aderirem são ridicularizadas. Desde 45343455 marcas e tipos de shampoo diferentes até clareamento de mamilo.

Hoje em dia, na área da beleza, o maior inimigo das mulheres são justamente outras mulheres, machistas e validadoras, que chancelam esse comportamento danoso. Causam mais danos que os homens. Boa parte de nós sequer sabe diferenciar um shampoo de um condicionador, um lifting de um peeling.

Por isso o feminismo é tão importante. Ele ajuda mulheres a terem amor próprio. Isso é a chave da liberdade. Gente bem resolvida diz "Foda-se" para "novidades" sem o menor peso na consciência.

Anônimo disse...

"Quem eu mais vejo falando em "Livre arbítrio" e "seja forte" são homens... coincidentemente (ou talvez nem tanto) os que nunca são cobrados, humilhados, predem emprego ou aguentam indiretas, violência psicológica e maldades da própria família sobre aparência. Significa?"

Homens são socializados para exercerem o livre-arbítrio e a força de suas opiniões. Mulheres são socializadas para se sujeitarem e se colocarem em dúvida. Homens dominam o mundo. Mulheres são oprimidas pelo mundo. Que tal começar a aprender com o lado vencedor?

S. disse...


Sou fã dos coreanos e na Coreia do Sul a coisa é bizarra. Fazem plásticas que mudam o rosto completamente e as mulheres ficam praticamente iguais. Eles tem os olhos tão lindos mas fazem plástica para ficar igual a gente, as atrizes principalmente tem que fazer isso, e tem vezes que fica muito estranho, um olho meio arregalado. Já vi que tem plástica para parecer que você está sorrindo sempre, nem sei explicar, só vendo.
E agora tem um bando de gente, desfazendo as plásticas para tentar voltar ao rosto que tinham. Fazem uma coisa embaixo do olho para ficar meio inchado, segundo eles isso faz você parecer jovem.
Tem que falar disso sim, quem em sã consciência faria tanta merda assim sem precisar, se não fosse pela pressão dos padrões ridículos de beleza?

Anônimo disse...

Quando você se submete a ela, você a está patrocinando.

camila santos disse...

Esses dias estava lendo um texto sobre a marilyn monroe na veja e tinha muitos homens falando que antigamente era uma maravilha porque as mulheres não eram plastificadas mas ai que ta o erro todo mundo gosta de chamar essas mulheres de plastificadas dizer que elas tem voz de homem mas ninguém se pergunta porque muitas mulheres se submete a cirurgias plásticas e ninguém diz também que isso é o que muitos homens gostam.

camila santos disse...

Rafael as mulheres não fazem cirurgias plásticas só por causa de outras mulheres elas fazem também porque é isso que os homens gostam e não acho que essas mulheres são validadoras essas mulheres são alienadas como todas as mulheres são , elas não acham errado atacar outras mulheres porque isso pra elas é normal essas mulheres não sabem nem o que é machismo muito menos feminismo falo por experiência própria nunca ninguém me disse que machismo existe nem sabia que era comum homens agredirem esposas/namoradas se eu não fosse uma pessoa que sempre que se informar talvez nem estaria comentando aqui.

Jonas Klein disse...

E estes problemas com estética são meio complicados de resolver, agora e interessante de se observar que isso mais e no Brasil, pois em outras partes do mundo as pessoas quase nem ligam para a sua aparência, por isso eu acho que seria bem interessante se estudar qual o fator sociológico que faz as pessoas, especialmente as mulheres aqui no Brasil serem tão neogóticas com a aparência.

camila santos disse...

Alice não é cagação de regra quando essas mulheres quase que são obrigadas a mudarem seus corpos só pra agradarem quem nunca vai ser agradar. Estou começando achar que o pior não é se fazer de mascu e sim de desinformada ou não ler o texto.

Mila disse...

Jonas, na época do meu TCC, dei uma pesquisada sobre padrão de beleza. Na Alemanha e na Turquia, mulheres um pouco acima do peso não são consideradas gordas, como aqui no Brasil. Há uma cobrança enorme das brasileiras sim. Já vi hipóteses que essa cobrança também tinha a ver com o fato de criarem um estereótipo de brasileira como mulher gostosa. Há algum tempo, um jornal estrangeiro publicou uma foto de uma mulher obesa de maiô na praia de Ipanema. A manchete dizia mais ou menos assim: que as garotas de Ipanema haviam engordado. Logo depois veio à tona que a mulher era uma turista tcheca chamada Milena. A mulher exigiu respeito do jornal, pois ela era uma senhora e não uma "garota de Ipanema". Dado isso, há uma cobrança sim em cima da brasileira, tanto dos próprios brasileiros quanto dos estrangeiros, muito em parte por essa imagem sexualizada da mulher brasileira.

Vale lembrar também que todos (homens e mulheres) somos validadores do sistema. Afinal, se o corpo plastificado é cobiçado, é pq vende e se vende é pq tem alguém que consome. Ou vai dizer que a Playboy costumava pagar 100, 200, 300 mil reais para a modelo posar nua se a revista não vendesse?

Jac disse...

Curti boa parte do comentário do Rafael.

Embora seja decisão de cada mulher fazer ou não uma intervenção no seu corpo, é importante lembrar o efeito social que essas atitudes individuais tem. Por exemplo, se todas nós colocarmos silicone para chegar a um tamanho de peito X, uma garota que não tenha esse tamanho vai se sentir mto mais compelida a adotar a cirurgia (afinal, não é só um padrão da TV e das revistas... todas as mulheres ao redor dela tem esse padrão).

O mesmo acontece com maquiagem. Num ambiente em que todas estão maquiadas, a que não está é vista como desleixada e fora do padrão.

Então CALMA LÁ com essa separação extrema entre "luta coletiva" e "questão individual".

Anônimo disse...



acho que todo mundo eh livre pra fazer a intervencao que quiser,
mas temos que tomar cuidado para que essa intervencao nao oprima outras pessoas.

Por ex.
quer colocar silicone,
entao que coloque,
mas nao precisa falar ~eu PRECISO colocar silicone porque meus peitos sao pequenoss demais, olha que horror, etc~ isso eh oprimir mulheres que tem peitos pequenos (as vezes ate menores)
o mesmo vale pro contrario, sobre reduzir as mamas.

Nao conheco quase ninguem que tenha feito uma cirurgia estetica sem depreciar seu incomodo perante pessoas que tinham a mesma caracteristica.

temos que ter cuidado pra nossa liberdade individual nao virar uma forma de opressao

Anônimo disse...

Lado vencedor? Qual É mesmo o sexo que esta tendo uma crise de identidade no seculo xxi por ter se tornado "inutil'"? HOMEM. Volte a bater punheta Junto com os seus amiguinhos mascus.

Anônimo disse...

Achei tão engraçado o negócio das "patas de tora" que eu acho que quem acredita numa besteira dessas tem mais é que sofrer bullying mesmo pra largar mão de ser trouxa.

Anônimo disse...

Uma pessoa tão problemática assim, até se elogiar a beleza vira problema também. Quem é inseguro só arruma desculpa pra ser mais inseguro.

Anônimo disse...

Concordo com o que o Rafael escreveu. Tem muita mulher machista que fica atacando e olhando as outras de cima abaixo procurando defeitos pra colocar os outros pra baixo e se sentir "bem consigo mesma".

Desculpa Camilla mas acho que dizer que todas as mulheres são alienadas eh um pouco de vitimismo. Acho que as mulheres sabem que é errado atacar outras mulheres.

Anônimo disse...

Acho perigoso se submeter à uma cirurgia estética pois é um procedimento que pode ter riscos e acho que as pessoas deviam se aceitar mais com são. E se alguém "debochar" da aparência responda e não fique quieta. Acho opressivo essa pressão sobre as mulheres para fazer plásticas sem necessidade, mas acho que cada um deve refletir muito decidir se quer fazer ou não. Ainda bem que sou que sigo uma vida natural: sem pintar cabelos e unhas e pretendo ter minhas rugas no rosto quando for uma pessoa mais idosa.

Anônimo disse...

Complementando meu comentário acima: cada um decide se quer fazer cirugia ou não, mas é um procedimento arriscado. E as pessoas deviam refletir mais e não se deixar levar pela pressão para se encaixar nos padrões que são impostos para vender e lucrar mais ( produtos, silicones, cremes...). As pessoas deveriam refletir é isso que eu quero: fazer a cirugia e por que eu quero? E se decidir fazer a cirugia que seja somente depois de pensar muito a respeito. E temos que combater quem debocha da aparência das outras pessoas. Educar de forma gentil.

Anônimo disse...

"Os machistas que zoam de mulheres que estão fora do padrão e também zoam das 'fúteis' e 'plastificadas' que recorrem a cirurgias?"

E as mulheres que desprezam implicitamente homens 'inuteis' (vulgo desempregados ou assalariados)? Se a mulher valoriza a utilidade do homem, o homem pode exigir pelo menos uma aparencia agradavel. As mulheres vao pra cirurgias plasticas, pra se sobressair sobre outras mulheres, nao por causa dos homens em si!

Anônimo disse...

De uma coisa não tenho duvida: de que mulher machista é burra, enfia a estaca de madeira no proprio coração. Mas sinceramente, o pior para mim é o homem, principalmente se for machista. Eles que causaram toda essa merda. São sim os maiores causadores de todas as degraças humanas. Fato.

Alice disse...

Eu li o texto sim, mas há casos e casos. Se uma mulher escolhe qualquer um dos item que eu falei de espontânea vontade por algum motivo - como as citadas no post - isso significa que elas NÃO ESTÃO "quase [...] obrigadas a mudarem seus corpos só pra agradarem quem nunca vai ser agradar"!

Então, que mal há nisso? Porque sua visão do mundo é melhor do que a delas? Ás vezes, me parece que algumas pessoas feministas são iguais o mito de Procusto, já ouviu falar? Aquele vilão que media todos que capturava em uma cama, e os que eram maior que ele tinham os pés cortados, os menores eram esticados: ou seja, queria obrigar todos a serem iguais a ele - na marra. Esse seu feminismo parece ser assim, todos tem que se sentir oprimidas iguais você, senão estão erradas.

camila santos disse...

14:32 Me desculpe você oras todo mundo sabe que a maioria das mulheres nem sabem o que é machismo principalmente as mulheres mais pobres sem informação alguma de merda nenhuma.

Anônimo disse...

O que o homem tem a oferecer sem ser a utilidade? A maioria é infantil, babaca, traidor, mentiroso, egoista....

camila santos disse...

14:41 desde quando esses homens querem mulheres do mesmo nível deles? o que mais tem é homem feio pobre querendo angelina jolie , aliás não é atoa que essas mulheres que normalmente ficam se matando por causa de homem na maioria dos casos são mulheres pobres algumas bonitas brigando por causa de homem feio.

Anônimo disse...

Essa história de homem poder exigir a aparência agradável da mulher é discriminatório. As pessoas deveriam ser ver como iguais, ter respeito por todos e não se importar tanto com beleza. Deveriam se tratar de forma humana com dignidade e respeito. Não faz sentido em pleno ano 2015 pessoas que julgam pela aparência ou pela riqueza devido o consumismo. A humanidade deveria tentar evoluir mais para uma sociedade melhor e mais respeitosa. As pessoas deveriam mudar e tentar melhorar esse mundo e tentar ter mais justiça, mas as pessoas tem que querer mudar para melhor também!

Jonas Klein disse...

Alice


"se for muçulmana não pode usar hijab," o problema nem e tanto o tal do hijab, o problema e imposição religiosa (e fundamentalista) sobre as mulheres que existe encima disto, e o feminismo tem como um dos seus objetivos combater todo o tipo imposição de gênero...


Anon 12:25

"Homens são socializados para exercerem o livre-arbítrio e a força de suas opiniões. Mulheres são socializadas para se sujeitarem e se colocarem em dúvida."

Fazia tempo que queria abordar este tema aqui, esta questão da socialização, para mim, esta parecendo muito com a testosterona, porque tem sido usada muitas vezes para justificar falta espinha dorsal de muitas pessoas, um mero bode expiatória, pois socialização, na pratica não tem tanta influencia assim no comportamento das pessoas de um modo geral.

No caso das mulheres, por acaso as mulheres foram socializadas(leia-se educadas), abortarem quando não querem a gravidez? não muito pelo contrário(e se sabe que numero de abortos no brasil e bem alto), as mulheres foram socializadas pata traírem? muito pelo contrario, e nem por isso a maioria deixa de trair seus parceiros, as mulheres que são feministas foram socializadas para serem feministas? no chute eu acho que uns 90% não e, sendo que tem muita feminista que admite que ate erra bem machista antes de vira feminista.

Agora vem pergunta se socialização tem tanto peso assim, para influencia atitudes, como estas coisas acontecem?

Além disso se sabe que o modo de socialização varia muito de uma pessoa para outra...


Mila

"Afinal, se o corpo plastificado é cobiçado, é pq vende e se vende é pq tem alguém que consome. Ou vai dizer que a Playboy costumava pagar 100, 200, 300 mil reais para a modelo posar nua se a revista não vendesse?"

Na parte da Playboy, na verdade a Playboy, quer mesmo e mostrar mulheres que tem popularidade, mas não necessariamente que se encaixem no "padrão" e quem, por exemplo, ouviu falar do caso Mônica Veloso, sabe disso.

Anônimo disse...

A Globo e a mídia canalha vendem um ideal estético absurdo de ser alcançado. Todo dia são mostradas imagens irreais com o objetivo de apenas arrancar o dinheiro de mulheres sem autoestima.

Os resultados são milhões de mulheres massacradas por marqueteiros safados.Elas se submetem a cirurgias por estarem fragilizadas. Até mortes acontecem graças a propagandas espúrias.

A mídia é o grande inimigo da humanidade, ela fez muito mal e fará ainda mais se não lutarmos contra as canalhices. Guerras já aconteceram por causa de mentiras da tv e da imprensa.

Uma das soluções é lutar para tirar audiência da Globo, falar muito mal dela, todo santo dia, e também da Veja no facebook, no twitter, nos blogs etc. Estamos numa batalha. Cada post que fazemos contra a Globo e contra a mídia em geral é um ponto a favor da humanidade.

Rafael Cherem disse...

Fico me perguntando as vezes, se a busca por um padrão de beleza é mesmo tão perniciosa? Será que um ideal de belo não é algo saudável a se buscar e perseguir? Não é disso que se move a arte?

Evidentemente que não compactuo com mutilações entre outras coisas, mas as vezes esse discurso contra os padrões parece que fica devendo, é como se fosse algo ruim ter padroes elevados.

Mila disse...

Claro que tem a parte da popularidade Jonas, afinal a Playboy não vai pagar caro para quem está fora de evidência. Mas não é um critério absoluto. Se fosse só questão de popularidade, qualquer mulher poderia sair na Playboy e não só as mais gostosas. Se fosse só questão de popularidade, não seria uma das revistas que mais pesam a mão no photoshop, visto o caso da Mulher Melancia, que parecia irreconhecível. E se não me engano, a revista também veicula mulheres não muito famosas (mais pra wannabe famous), estão lá só para o cara "apreciar".
O consumo do corpo feminino não está só restrito às revistas (masculinas e femininas), mas à televisão, mídia em geral. Dependendo do público, na publicidade mulheres irrealmente bonitas ajudam a vender o produto.

Anônimo disse...

Anon 14:50

O que a mulher tem a oferecer alem da aparencia?

Camila,

tu tocou num assunto bem interessante... as proprias mulheres bonitas pobres, preferem os feios pobres, porque eles 'se esforçam mais', boicotando seus semelhantes (os bonitos). Essa mulher so vai ver que o feio é esforçado porque é feio, quando ela envelhecer, ela vera que os feios nao se esforçarao mais e os bonitos manterao sua respectiva postura (nao vivendo em funçao de mulher alguma). Quando a mulher bonita namora um feio pobre, ela destroi com a auto-estima de todos os homens bonitos por quem ela passa.

B. disse...

Existem sim, mulheres machistas e validadoras. Camila Santos, de modo geral, gosto dos seus comentários, mas não fica santificando mulheres tá?

Uma coisa que notei, podem me crucificar:

Homem rico querendo "em troca" mulher bonita Barbie: machista escroto (ok, concordo)
Mulher bonita querendo homem rico "em troca": empoderada, sabe o que quer. Uma vez tive que ler num blog feminista, um dos linkados pela Lola, um texto defendendo a escrotérrima Val Marchiori, o texto exaltando que ela era pobre e "se fez na vida". Ah, certo, "se fazer na vida" não é estudar, fazer faculdade, ser dona de empresa e ganhar dinheiro por isso. Ser empoderada mesmo é dar golpe do baú em ricaço.

Sou feminista, mas esse feminismo não me representa. Ultimamente só o "feminismo Lola" anda me representando...

Anônimo disse...

Ja existem inumeras pesquisas que comprovam que mulheres em geral são mais honestas, mais responsaveis, traem menos, se preocupam mais com os entes queridos 15:38. Ao contrario dos homens, as mulheres são a parte mais saudavel desse mundo doentio.

Rafael disse...

Rafael Cherem, a arte pode ser bela sem foder ninguém.


Quando uma mulher (ou homem) se submete a um ciclo de treinos desumano, aplica no corpo produtos sabe-se lá de onde e com quais efeitos, entra na faca sem necessidade, estamos falando de ferrar a si mesmo para obter o belo.

Aí entra a autoestima. E entra forte. O problema é que tem muito menos homens com baixa autoestima (que usam "bombinha de aumentar pau", por exemplo) que mulheres.

No momento que você chegar em um local e metade das mulheres estiver sem maquiagem, que metade das "coroas" estiver cheia de cabelo branco e essa mesma metade não estiver nem aí para o que os outros vão achar, aí poderemos falar em enfrentar e vencer.

Porque, na boa, eu (e muitos outros) não me intimido ou me diminuo ao topar com um cara bombado. Cada um, cada um.

Rafael disse...

Anon 15:46, você está desatualizado...

http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2015/04/03/mulheres-traem-tanto-quanto-homens-nas-novas-geracoes.htm

Anônimo disse...

Não Rafael, é você que esta desatualizado. Homem trai mais.
Hyperscience.com\ traição
Mulher.terrra.com.br- pesquisa da ufrj confirma que homens brasileiros traem mais.
Exame.abril.com.br\homens traem mais

Porque é tão dificil os homens aceitarem que são os maiores traidores?

Rafael disse...

Não me dói aceitar ou não, até porque eu não traio. Só acho errado, muito errado, esse maniqueísmo.

Anônimo disse...

Não é maniqueísmo, é fato. Maniqueismo é dizer que a criação da mulher foi a causa da maldade no mundo,vide Eva e Pandora, quando na verdade os homens são os verdadeiros causadores da desgraça humana.

Rafael Cherem disse...

Gente, essas pesquisas de quem trai mais é furada, afinal estão traindo mais com quem?É óbvio que é pareado.

Xará, quando disse pela busca do padrão, não estou falando dessas aberrações, mas se isso não seria algo na esfera do saudável, uma meta a ser buscada, dentro de limites éticos é claro.

Anônimo disse...

Vamos criticar o sistema que que faz as mulheres desejarem cesárea, em vez de criticar as mulheres, também?

Anônimo disse...

Nunca ouvi um homem falando que aristoteles, shopehauer, nietzsch, freud eram maniqueistas frustados....

Anônimo disse...

Mulher nunca vai trai mais que homem. Até pelas religioes que permitem que homem tenha mais de uma esposa, e sempre foi normal o homem ter uma mulher em casa e outras na rua.
Aqui no Brasil é até motivo de macheza o homem trair a mulher, já a mulher trair e usar o homem é inaceitável. Por isso os homens dizem odiar as interesseiras, elas só sabem usar os homens e homem detesta saber que no fundo ele também é usado, jogado fora, traído, trocado, que ele é só mais um na fila do pão.

POR ISSO, A MULHER QUE FAZ O MESMO QUE UM HOMEM FAZ É PUTA. PQ O HOMEM DETESTA SER TRATADO COMO TRATA COM INFIDELIDADE E GALINHAGEM. O HOMEM AGE DE FORMA VULGAR E QUER SER BEM VISTO.

Anônimo disse...

Igual aqueles irmãos rocha que ficam se rebolando na internet, se fosse mulher era puta.

Carol Pirlo disse...

Por detrás da busca por um padrão, sempre vai existir alguém louco para lucrar às custas da auto estima das mulheres. Por isso que nunca teremos um padrão de beleza saudável, simplesmente pq isso não dá lucro.

Anônimo disse...

Nunca entendi pq atribuem a racionalidade ao homem , eles são os mais loucos e irracionais que existem podem reparar. Eles são os mais agressivos e histérico na internet, sempre que tem alguém com palavras agressivas e ameaças é homem, será que eles são racionais? acho que atribuíram adjetivos femininos aos homens.

Anônimo disse...

A única coisa de bom que o homem fez foi inventar coisas, mas isso foi as custas de mulheres e negros. E mesmo com todas as dificuldades temos inventoras importantes, até nisso as mulheres se sobresaem, mesmo sendo cerceadas elas deram contribuições a sociedade,isso faz das mulheres muito mais especiais que os homens.

Anônimo disse...

E aquela historia que homem não consegue segurar seus instintos? De que são naturtalmente mais violentos? Que são incontrolaveis? Desque quando isso tem a ver com racionalidade?

Anônimo disse...

E os homens gostando ou não tem que admitir que tem muito mais características ruins que as mulheres, eles causam 90% do mal há humanidade.
Traições ,brigas, confusões, terrorismo, violência generalizada, roubos, corrupção, nazismo, tráfico, tráfico de pessoas, estupro, tortura, morte. Os homens também mentem mais que as mulheres mas essa é mais levinha se comparado.

Os homens tem uma dívida histórica com as mulheres e eles vão pagar.

Anônimo disse...

Rafael,
to por fora das pesquisas e nem ligo pra isso,
mas nao exatamente eh pareado,
a pessoa trai, e essa pessoa com quem ela trai pode ser solteira.

Fabiano disse...

Padrões de beleza sempre existiram em todas as culturas, e provavelmente sempre vão existir.

Mas os padrões atuais estão cada vez mais distantes das "pessoas comuns". A maior parte das mulheres representantes dos padrões de beleza (atrizes globais, modelos, panicats etc) se submeteram a várias cirurgias plásticas e outros procedimentos estéticos, mesmo sendo bonitas naturalmente.

Realmente, a indústria da moda tem se esforçado em criar padrões de beleza inatingíveis, para piorar a autoestima das mulheres, e assim lucrar com uma infinidade de produtos e serviços.

Não acho nada de errado que qualquer pessoa queira melhorar sua imagem, e que busque se sentir melhor consigo mesma. Mas engolir de forma acrítica todo o lixo que a indústria empurra irresponsavelmente, é abrir mão de ser feliz.

Anônimo disse...

17:14
Homem nunca vai admitir isso, eles vão dizer que nem todo homem kkkkk, magina é só a maioria esmagadora. Já as mulheres são putas e interesseiras, homens são mais malucos do que a gente pensa.
O machismo cria monstros esse é o resultado, eu não sei como eles se orgulham de ser assim eu teria nojo.

camila santos disse...

15:39 vai em morro falar de feminismo para as mulheres então querida! E mostre isso tudo de mulher rica.

Anônimo disse...

VC digita isso baseada em quê? no alto da sua riqueza? além de se dizer feminista é preconceituosa e mede o mundo com a própria régua

Anônimo disse...

Temos casos e casos ....
E médicos e médicos .... Muitos se aproveitando da baixa estima do paciente pra passar a faca ....

Não se pode transformar a plástica em algo que seja tal como ir ao salao ... É algo mt sério ... Deve ser sopesado os prós e contras ...

Médico de qualidade deve observar se o caso do paciente pode ser resolvido sem intervenção cirúrgica ... Nessas horas cabe a família amigxxs etc observarem a isso tb ... Pois por vezes o paciente está tão infiltrado no problema a não consegue enxergar se há algum ardil por parte do médico ....

Mas é claro que alguns procedimentos d plástica trazem mais benefícios que malefícios ... Redutora de mamas para qm desenvolveu problemas lombares severos ... Desvio de septo (pois modifica um pouco a aparência ) mas tem função somente positiva (entrada de oxigenação pelas narinas de forma eficiente ) ... Miopia (para qm tem alto grau ) .... Implante de cabelo para mulheres que sofrem de alopecia ... Retirada de tatuagens ..... mais tantas outras q pode. Ser transformadoras da vida do paciente ...

Agora se vira um vício a transformação da aparecencia ... Feita de forma exagerada ... Sem limites .... Sem necessidade funcional .... Pode ser então um problema a ser resolvido por parte da terapia ....

E RECADO AOS MACHISTAS DE PLANTÃO: CRESCE A QT D HOMENS Q PROCURAM silocone para bíceps panturrilhas etc ...


Marcella ;*


Anônimo disse...

A maioria das pessoas que tem dinheiro conseguem uma aparência muito melhor óbvio, eu acho que o dinheiro esta ligado a beleza. Basta ver as famosas que pouco após a gravidez já estão em forma, é até um exagero mas a mídia vai dizer que ela está com quilos a mais como fizeram com a Fernanda Gentil, com homem eu só vi fazer com o fenomeno. Mas também exaltam a beleza masculina, porém como a mulher é vista como objeto isso recai mais sobre ela, mulher tem até a idade de prazo de validade.

Anônimo disse...

Além de ser feminista haha ainda bem né querida ser machista é cu, mulheres pobres são machistas sim, mas eu diria que ocorre em todas as classes, porém a maioria das feministas são jovens universitárias mulheres que buscam mais conhecimento.

Anônimo disse...

Kkkkk ah tá tive uma experiência bem recente de mulher roubando na cara dura adulterando valores nas contas da empresa,isso de ah toda mulher é honesta é passado querida
Principalmente brasileiro que tem o famoso jeitinho pra tudo.

Anônimo disse...

17:37 isso é apenas um caso solto. Mulheres são apenas 4% do sistema carcerario, homes 96%. E essa media não é so no Brasil, mas no mundo inteiro. Em todos os paises homens cometem mais crimes que mulheres, seja no iraque ou na dinamarca.

Anônimo disse...

Eu não disse que mulher é honesta,mas em quesitos criminais homem ganha de mulher disparado, não adianta tentar se defender usando casos é fácil, difícil é assumir que 90% da violência humana é causada por homem.

Ah esqueci do genocído também

Leila (owlreally(@)yandex.com) disse...

Me considero feminista e mesmo assim, todos os dias, vou para a academia malhar e faço dieta. Não existe obsessão pela aparência e também não sofro com a dieta (me permito comer doces, que adoro, uma ou duas vezes por semana). Apesar de ter diversos motivos para ter um estilo de vida saudável estaria mentindo para mim mesma se disesse que não tenho interesse em ter um corpo atraente. O mesmo serve para a maquiagem que uso todos os dias. E eu me questiono sobre o que estou fazendo, me questiono sobre a necessidade de ter uma aparência agradável aos olhos não só de um homem que me interesse mas aos olhos de toda a sociedade. Não paro de fazer o que faço, mas me questiono.
O fato é que percebo, não só em mim mesma, mas em todos os outros, homens e mulheres, de todas as idades e classes sociais, um grande vazio. Um grande desejo de ter, pertencer, de preenchimento interior que nada consegue satisfazer. Mesmo que tivesse um corpo perfeito, não estaria satisfeita. Mesmo com dinheiro, com aparência, com viagens, nada satisfaz. Para as mulheres isso se demonstra claramente com a busca por uma aparência perfeita e enquanto homens se dizem não ameaçados pelo tanquinho do Cauã Reymond, quantas vezes não vemos homens destruindo seus relacionamentos e sua saúde, se matando em empregos desumanos e tolerando coisas que não deveriam tolerar para poder conseguir comprar o carro do ano? Cada um tenta preencher o seu vazio à sua maneira, infelizmente e sem sucesso.
Sempre que leio artigos sobre esse assunto vejo uma energia enorme sendo dirigida à mudar os meios de comunicação para que sejam mais representativos e incluam representações mais reais de todos os seres humanos. Vejo celebrações quando marcas grandes incluem modelos plus-size em seus comerciais, quando grandes marcas de beleza incluem em seus portfolios modelos negras ou de cabelos encaracolados e quando novelas incluem atores negros em papéis que não sejam de escravos ou empregadas domésticas. E apesar de ver progresso quando essas coisas acontecem, me pergunto: por que precisamos que os meios de comunicação, corporações e outras indústrias nefastas, nos representem? Por que precisamos da confirmação de grupos cuja única intenção é lucrar ao custo de nossa auto estima e auto suficiência? Por que jogamos nas mãos de lobos a nossa auto confiança?
O comercial do Dove dizendo que você é linda, mesmo gordinha, mesmo imperfeita, está enviando uma mensagem positiva envolta numa mensagem nefasta, a de que você (e seus amigos, e sua família e seu namorado) não tem o poder em decidir se você é linda ou não mas sim Dove, a marca, a corporação que vende produtos de beleza que você vai comprar com o dinheiro do seu trabalho. E eu acredito que isso diz muito mais sobre o nosso vazio e busca por beleza, nossa mutilação e nossa tristeza. E assim foram criados nossos pais que nos passaram esses valores e assim criaremos nossos filhos. Ou não. Espero que não.

Anônimo disse...

Eles nunca vão assumir que há algo de errado, no máximo vão culpar o pt.
Assumir isso é assumir que o machismo é um câncer, e qua há algo de errado com os homens, é mais fácil se fazer de desentendido ou de burro mais do que já são, do que admitir que há algo perverso e nojento do qual eles não querem nem assumir nem se livrar. Talvez admitir seja um passo pra mudança e isso eles não querem.

Anônimo disse...

Ontem eu ví um homem tentando ensinar uma mulher a desfilar, isso tá errado!
Porque um homem saberia como desfilar mais que uma mulher, não tenho preconceito mas é óbvio que eles tem a anatomia diferente, estou em desacordo não importa se são gays, eles estão querendo tomar os espaços femininos, não vamos perder nossa essência deixando um homem tentar achar que sabe nos ensinar a desfilar como mulher, nunca vi o contrário acontecer.

Anônimo disse...

Passarela de desfiles de moda é espaço feminino?

Só tá faltando dizer que a cozinha e a área de serviço também são.


Rafael disse...

Esse exemplo da passarela foi péssimo.

camila santos disse...

18:42 de fato a passarela não é um espaço feminino mas usar como exemplo a cozinha pra validar seu comentário é canalhice e bem escrotinho...

Anônimo disse...

Como homem é burro, falei de um homem tentar ensinar uma mulher a desfilar de salto alto. Como um homem vai saber desfilar como mulher se o corpo dele é diferente, eles querem colocar salto e ensinar como se desfila como mulher. Horrível é a falta de interpretação de texto se vocês.

Rafael disse...

Camila, o exemplo foi sexista sim. Tem muito trans que anda como mulher. A anatomia não é tão diferente assim.

Seguindo sua analogia, um ginecologista não poderia dar nenhuma orientação, pois sua anatomia é diferente e ele não tem como saber como é.

Anônimo disse...

Rafael


Trans são mulheres.

Anônimo disse...

Ja vi isso , os gays querem ensinar as mulheres, a ter postura feminina elas tem que imitar a postura corporal deles. Mas o corpo do homem é diferente da mulher. É tipo um humano tentar a ensinar um gorila a como ele deve ter postura de um gorila.

Rafael disse...

Anon 20:11, a anatomia da bacia também é??? Eu não sabia que tinha transplante já.

As pernas também são?

Anônimo disse...

A anatomia do quadril masculino é diferente da feminina. Não cabe aos homens ensinar esse tipo de coisa para as mulheres, simplesmente porque o jeito de andar deles é diferente do nosso. E eu sou sim desconfiada de homem ginecologista, o que faz um homem se formar nisso? Ver mulher pelada, obviamente, porque a minoria da minoria dos homens se preocupam com a saude feminina. E tambem, nunca é bom se arriscar aos abdeis massids por ai, até porque eles não sabem se controlar.

camila santos disse...

Eu não vejo problema de aprender com os gays mas aprender é diferente de ser ensinada mas tem gays super femininos que pra mim é como se fosse ensinar de mulher pra mulher, só acho errado quando eles querem criar regras. Não me incomoda.

Rafael disse...

Dá pra se decidir? Trans é mulher ou não?

Dá uma relida aí nos argumentos porque não está batendo...

Anônimo disse...

queridas vcs lembram da ideologia de gênero? ah eu acho que li aqui mesmo que "tudo é construção social" não existe isso de profissão de menino ou menina?
coerencia mandou lembrança pras feministas.

camila santos disse...

21:08 Mostre em que post você leu que tudo é construção social? mostra também onde alguém aqui disse que homem não deve ser ginecologista?!

Anônimo disse...

kkkk a própria ideologia de gênero afirma que não existe diferença de sexos,blá blá blá tudo é construção socia e cultural tá precisando saber interpretar hein querida?
vários posts sobre ideologia etc etc então não vejo problema me consultar com ginecologista homem,isso é sexismo.

camila santos disse...

21:33 A ideologia de gênero não diz que não tem diferenças entre homens e mulheres e sim que tem muitas coisas muitas que homens e mulheres podem fazer sem problemas e eu quero ver onde você leu que tudo é construção social! Você disse que leu aqui oras. Você continua inventando história, onde que alguém disse que tem problema em se consultar com ginecologista homem?

lola aronovich disse...

Troll das 21:33, "a própria ideologia de gênero afirma que...". Acho que vc não sabe nada sobre gênero. Tem muita informação na internet, pesquise, aprenda um pouco.
Algo ser construção social (e a maior parte das coisas no mundo SÃO construções sociais, por exemplo, religião -- ou vc acha que a gente nasce acreditando em alguma coisa?) não quer dizer que o negócio não seja real, ué. É a construção social que cria as diferenças entre os gêneros. Ninguém nega que elas existam! Só que conservadores acham que nascemos assim, que menina já chega ao mundo vestida de rosa e brincando de boneca.

Anônimo disse...

Anon 18:00, ontem li um texto que me fez refletir sobre a relação dos homens gays com o feminino (feminino mesmo, não Feminismo).

Um homem ensinando uma mulher desfilar nunca me causou estranheza mas o que vc falou me fez lembrar desse texto:

https://cronicasdecidada.wordpress.com/2015/09/11/por-que-gays-nao-devem-se-chamar-no-feminino/

Eu concordei muito com o texto. Me diz o que você acha.

Anônimo disse...

Esse povo desonesto que chega aqui é foda.

Feminista não é incoerente, você que é burro. Fora que no movimento há sim diferenças de posicionamentos.

Mas o bbaca já chega "ain uma feminista disse isso e a outra aquilo kkkk que incoerência"

camila santos disse...

21:33 " não vejo problema me consultar com ginecologista
homem,isso é sexismo" Eu acho que você nem tem vagina kkkkkkkkkk

nadiaschenker disse...

Muito bom!

camila santos disse...

A lola não criticou nada , não sabe ler? 00:27.
00:28 muito melhor ser feia do que infeliz , para
comentar merda sem mostrar a fuça que nem deve
ser bonita tem que ser muito infeliz e covarde!
As mulheres que buscam beleza nunca agradam
porque quem elas tentam agradar nunca se
satisfaz.

Raven Deschain disse...

Quem falou da mídia ali me lembrou uma historinha de ontem. Tava com meu marido vendo o jornal do Sbt local (passa antes da xexelenta da Shererazade) e eles passaram uma reportagem sobre desfile, moda e modelos e LOGO EM SEGUIDA passaram uma reportagem sobre os restaurantes e lanchonetes que vendem comida gigante em Curitiba! Huahua

Eu olhei pro meu marido (que é gordo) e disse: tá vendo? Vc tem que ser magro. Só assim vc é bonito. Mas ao mesmo tempo, não é hype se vc não comer um pastel de meio metro.

E me perguntem se eles mostraram algum gordo comendo mega lombada? Nope.

Anônimo disse...

Excelentes comentários os que foram publicados.

Eu nunca fiz nenhum cirurgia plástica grande, fiz duas pequenas intervenções para retirar cicatrizes de catapora do rosto, com anestesia local, nem sei se conta.
MAS, na minha adolescência desejei muito colocar implantes de silicone. Eu sou alta, magra, mas com um pouco de bunda, e achava meu corpo absurdamente desproporcional por causa dos seios pequenos.
Somado à dificuldade de gostar do meu corpo, no meu colégio era moda colocar implantes. Eu estava no primeiro ano do ensino médio e as meninas já trocavam as tradicionais festas de quinze anos e/ou viagens pela cirurgia.
Minha mãe, que diferente de mim tinha seios muito grandes (e bom senso), não permitiu. Ela disse que eu me arrependeria mais tarde, sofreria com seios grandes, e que eu tinha que aprender a me aceitar. Se (anos) mais tarde eu realmente continuasse querendo a cirurgia por me sentir mal comigo mesma, a gente poderia pensar.

Foi algo muito importante na minha vida, porque com o tempo eu aprendi a me aceitar. Hoje eu amo ter seios seios pequenos, posso usar qualquer tipo de roupa e não me incomodar.
Sobre as meninas que fizeram a cirurgia, ainda no ensino médio, lá pelo terceiro ano, eu vi várias se arrependendo silenciosamente. Uma amiga mais chegada reclamava do peso, e a pele foi sendo repuxada (os seios "caíram").. tudo isso com 17 anos.
Então eu concordo com o primeiro comentário postado no texto, devemos questionar também a ética dos médicos que se propõe a fazer essas cirurgias em meninas.

Anônimo disse...

Existem casos e casos. A indústria é a grande vilã, mas como não criticar uma mulher como a Kim Kardashian, que além de estar parecendo um macaco de tanta plástica na cara, ainda incentivou a sobrinha de 17 anos a se submeter á cirurgia pra se livrar das inseguranças? Existem pessoas que compram a ideia do corpo plastificado não por serem vítimas, mas por serem vazias mesmo. Estou falando dos homens também, que se entopem de esteroides e injetam silicone no bíceps. Parece julgamento, talvez seja mesmo, mas acho que o número de vítimas é tão grande quanto o de narcisistas, que não resistem á ideia de se comer na frente do espelho. Lembrei da Andressa Urach, que admite ter sido uma pessoa soberba e ter caído na própria armadilha. Pra mim ela não é uma pobre vítima da mídia, e eu torço pra que ela se recupere bem.

Dan

Isabela disse...

Vou postar um comentário meio textão (sempre faço isso aqui e acho que ninguém lê, mas de qualquer forma...). Quando vi o título dessa postagem descendo na timeline do meu Twitter, meu coração apertou.

Há, aproximadamente, uns 8 anos (quando eu tinha uns 15 anos de idade), fiz uma cirurgia "corretiva" nas minhas orelhas de abano. Após a cirurgia, uma delas voltou e tive que realizar OUTRA corretiva para colocá-la no lugar. Meses depois dessa segunda operação, a MESMA orelha voltou e até hoje estou prestes a corrigir a droga da orelha que vai e volta. Cheguei a juntar dinheiro para fazer o procedimento, mas desisti... 6 mil reais é bastante coisa para quem tem quase nada. Além disso, meu nariz tem um dorso proeminente e isso me incomoda bastante desde pequena. Minha sogra me incentivou a fazer uma cirurgia para raspar o osso do meu nariz e deixá-lo retinho (segundo ela, "se meu nariz fosse assim, eu faria imediatamente uma cirurgia!").


Ultimamente, tenho refletido muito sobre isso... Lola, eu tenho 21 anos. Será que eu vou viver a minha vida em paz sabendo que tem gente que critica o meu nariz por ser o que ele é por natureza, ou as minhas orelhas grandes que saltam pra fora do cabelo? E quando eu chegar aos 40, como a anômima do guest post disse, vou perder o meu valor estético? Vou ser um lixo que só se cuida para não ficar ainda mais feia? Ah, eu também não posso ser ~gorda~ (nem precisamos de explicação sobre esse ponto, né). Isso mina a gente, vira um iceberg que só cresce: a gente envelhece, nosso corpo também. Se a gente ter alguma pontinha fora do lugar, as pessoas já têm a soberba de te julgarem e tirarem sarro.

Desisti da ideia de me recalchutar inteira há alguns meses. Eu nasci assim, não foi? Eu posso operar o meu nariz e me sentir melhor, sim. Até posso costurar de novo a orelha. E vou ser feliz pra sempre? Heh, certamente, vou encontrar outros defeitos para operar. Aceitar, de verdade, a minha orelhinha do jeitinho(ão) que ela me deu uma sensação de liberdade tão grande que não tem explicações. :)

Aceitar é se desacorrentar... não só da obrigação social de parecer perfeita, mas dos outros.

Anônimo disse...

Isabela, fiquei aliviada por você no final do seu relato. Desconfio que se vc conseguisse "corrigir" nariz e orelha, vc começaria a reparar em outras coisas... Como alguém disse aqui, quem é inseguro sempre arruma um defeito. E sua sogra é uma ridícula, desculpa falar. Mesmo que ela tivesse "boas intenções", por assim dizer, não justifica o comentário absurdo. Ás vezes acho que as pessoas não tem empatia por preguiça de raciocinar e se colocar no lugar do outro. Continue se aceitando e cuidando do seu intelecto e caráter, isso é que é bonito.

Dan

Anônimo disse...

"Ultimamente, tenho refletido muito sobre isso... Lola, eu tenho 21 anos. Será que eu vou viver a minha vida em paz sabendo que tem gente que critica o meu nariz por ser o que ele é por natureza, ou as minhas orelhas grandes que saltam pra fora do cabelo?"

Só vc repara nessas orelhas, fia. Quando eu era criança quis operar as minhas, aí a minha mãe, que é da área da saúde, deu um jeito de me mostrar como era essa operação. Eu desisti na hora. Bom, to com 43 anos e posso te garantir que nunca deixei de fazer um A nessa vida por conta delas. Uso cabelo preso e tudo, casei de cabelo preso e não me "prendo" por isso também. Relaxa querida e para de arrumar defeito em vc que isso é coisa do PATRIARCADO.

B. disse...

"A indústria é a grande vilã, mas como não criticar uma mulher como a Kim Kardashian [...]"

Nããão pode falar mal da Kim Kardashian, nossa, não pode falar mal, ela é diva, empoderada, vc está sendo sexista! Kim Kardashian diva e perfeita! (ironia).


O blog Lugar de Mulher idolatra essa Kim Kardashian.

Anônimo disse...

Homens são socializados para exercerem o livre-arbítrio e a força de suas opiniões. Mulheres são socializadas para se sujeitarem e se colocarem em dúvida. Homens dominam o mundo. Mulheres são oprimidas pelo mundo. Que tal começar a aprender com o lado vencedor?

--------------------------------------------------

Até defeito de homem vira qualidade, já reparou? Barriguinha de chopp, é dos carecas que elas gostam mais, ser grisalho é um charme blablabla. E eles incorporam isso neles e não ficam em casa comendo sorvete e chorando de depressão porque não entraram em uma calça, vão lá e compram outra maior e pronto. Acho que por ter sido criada entre muitos homens (pai e 4 irmãos, minha mãe morreu quando eu era bebê) eu peguei isso deles e me espanto sim quando velho mulheres fazendo um escarcéu com as tais "pernas de tora" ou nariz isso ou coxas aquilo. As palavras desse/a anônimo/a podem ter sido duras mas eu concordo 100% com essa ideia.

Anônimo disse...

Isabela, fala pra sua sogra que ela precisa de uma plástica na lingua!que se a sua fosse grande como a dela vc já teria feito faz tempo!

Raven Deschain disse...

Isabela, uma das minhas melhores amigas tb tem o nariz grande e orelhas de abana (que corrigiu pelo sus) e é a mulher mais linda que conheço - esteticamente mesmo.

Rafael disse...

Um colega operou orelhas. Sofreu horrores. O procedimento é basicamente cortar a cartilagem quase de ponta a ponta, tirar um pedaço e costurar com um fio metálico e juntar a pele por cima novamente. Depois passa uns 15 dias com a cabeça inteira enfaixada.

O curioso é que mesmo 10 anos depois, só de pegar você sente que a orelha é diferente. Fica mais rígida.

Cada um sabe de si, mas ele já disse que talvez não fizesse novamente.

Anônimo disse...

Assistam Helter Skelter!

Anônimo disse...

Fala sério! Então quer dizer que são os homens que impõem a ditadura da magreza, botox, plásticas abdominais e essas cirurgias às mulheres? A maioria dos homens nem sabe o que é isso. Continuem "puxando" a orelha dos homens e desprezando a competição feminina que vocês vão se libertar dos padrões de beleza.
São as mulheres é que querem impor novos padrões de beleza que antes não existiam aos homens, é comum eu ver em blogs femininos mulheres querendo que os homens se depilem, e quando eles dizem que isso não é coisa de homem chamam eles de machistas retrógrados, santa hipocrisia! Querem vender um produto que chamam de "opressão" para os homens. Se os homens "abaixarem as calças" qualquer hora estarão fazendo um monte de cirurgias por causa das mulheres.
Esqueçam um pouco de nós, deixem que clamemos o direito de ficar com nossos pelos e aparência padrão, cuidem da vida de vocês, criticar o comportamento da própria classe de vez em quando pode ser produtivo, mas doi demais né!
Homem xinga mulher de gorda ou baranga simplesmente quando tem a intenção de ofender, não porque acha a mulher feia.

Hadassa disse...

Essa coisa de beleza padrão é uma armadilha no qual a maioria das mulheres cai e ficam voluntariamente (infelizmente). E a competitividade feminina é bem agressiva.

Cresci numa família onde "cuidar da aparência" é importante. Minha irmã mais velha é muito bonita e sempre fez sucesso, enquanto embora teve quem me considerasse atraente, sou invisível perto dela. Imagine a minha autoestima.

E mesmo assim ela fala coisas misóginas, algo que as pessoas costumam imaginar que mulheres "feias e invejosas" fazem. NENHUMA amiga que ela tem ou já teve, que eu me lembre, está dentro dos padrões de beleza, se vai criticar outra mulher, ataca-lhe a a aparência. Qualquer garota bem bonita da rua ou da TV ela procura apontar os defeitos. Chegou a comentar que a Gisele Buhen vacilou ao contratar uma babá bonita, que ela jamais colocaria "mulher bonita dentro da casa dela".
Fico curiosa para saber como vai lidar quando o filho arrumar uma namorada e a menina for linda e chamar a atenção.

Alex Turner disse...

E que tal não criticar nenhum dos dois ? Como diz a frase muito usada no campo da economia " As pessoas não bebem wisky pq existe destilaria ,existem destilarias pq as pesoas querem beber wisky " troque destilaria por clínica estética e voalá ...

Anônimo disse...

1-A pílula assim como os outros anticoncepcionais continuarão com destruição gratuita como sempre foi.

2- Você é a favor da omissão da mulher em caso de estrupo? E liberdade a estrupadores?
Você é a favor do aborto estético e irresponsável feito por escolha somente da mulher?
Se sim tudo bem ser contra.

3-O aborto continua legal nos 3 casos previstos em lei como sempre foi. Estrupo, risco de vida e anencefalia.

Acho que a PL 5069 não vem pra dificultar em caso de estrupo, mas sim pra não estimular o aborto, pois nem toda mulher pensa como você é acontece casos de mulheres solicitando abortos alegando estrupo com dois meses de gravidez e profissionais da saúde realizando de forma exacerbada.
Penso que assim como nós homens somos obrigados a assumir paternidade mulheres devem ser responsáveis pelo seus atos e assumir maternidade em casos de gravidez consensual.O sistema deveria sim averiguar todo e qualquer caso de violão a mulher.
Lembrando que a comprovação do estrupo não se dá apenas analisando a violência sofrida, mas todo o fato da denúncia até mesmo análise clínica em relação a substância de dope etc afim de averiguar s veracidade dos fatos, hoje s ciência e investigação descobre-se tudo.

Não sou contra o aborto como já é legalizado hoje, mas sou contra o aborto sem tais confirmações. Afinal gera gastos que poderiam ser usados com mulheres que realmente necessitam e não com as que realizam tal procedimento sendo caluniosa e tirando ou dificultando o acesso à outras.
Não sou pró-vida, mas não acho certo uma pessoa decidir por duas. Questão de direitos iguais.
Como seria se uma mulher optar por solicitar aborto alegando estrupo e por trás um pai que acolheria está criança?
A mulher tem mesmo direito de fazer esta escolha de não ter o filho?
E nos homens temos direito também desta escolha?

Suas afirmações estão equivocadas e acho que deveria ler o projeto inteiro em sua íntegra, pois já vi várias páginas que não esclarecem o que realmente acontece.
A importância da denúncia não é somente para garantir os direitos da mulher, mas também para seu acolhimento psicológico e tratamentos preventivo contra DST etc, os mesmos são dados por profissionais da saúde.
Acho um retrocesso e pensamento antigo a mulher pensar que é uma violação a ela realizar tais exames, assim como idosas cabeça antiga deixando de realizar prevenções contra câncer e outras doenças em pleno século XXI.
Tem mulher que até hoje nunca foi ao ginecologista e penso que este pensamento deveria mudar.
Também para homens em relação a exames por exemplo de próstata. Não acho uma vergonha denúnciar ou realizar qualquer método clínico, afinal é para própria saúde e para saúde de sua família e social.
Este é meu ponto de vista em relação a tudo isto é eu sou a favor.
Se eu estiver equivocado em algo me diga.