sábado, 2 de maio de 2015

HOMEM PINTA CABELO DE AZUL E CONCLUI QUE HOMENS SÂO MAIS OPRIMIDOS QUE MULHERES

Na segunda um cara que eu nunca ouvi falar publicou um texto dizendo ser muito, muito reprimido. Como ele descobriu? Porque pintou seu cabelo de azul. 
Aí ele viu que boa parte do que uma mulher sofre diariamente sem precisar pintar o cabelo de azul ele sofreu um tiquinho. E decidiu redigir um relato um tanto patético.
A Julia, uma estudante de 22 anos em SP, me enviou este texto:

Estava navegando na internet e lendo alguns blogs feministas e páginas no Facebook como de costume, e eis que me deparo com um texto de um homem branco, cis, hétero. 
Exceto o fato em que ele descrevia se sentir um ser reprimido por ter pintado seu cabelo de azul, eu quase não acreditei no que li. 
Então continuei a ler o texto... 
Ele dizia simplesmente: "A moda vai e vem, as mulheres pintam o cabelo desde sempre, e toda família tem uma prima gótica 'louca' de cabelo rosa". Seguindo a lógica dele uma garota que pinta o cabelo nunca vai ser tida como alguém querendo aparecer, e sim como uma gótica louca.
E não parou por aí. Ele diz invejar as mulheres por poderem ser quem elas querem o tempo inteiro. Sim, um homem realmente escreveu isso. Ele acha que nós podemos ser quem quisermos ser. Nossa cara, que legal, nós mulheres temos o poder de fazer tudo com nosso visual, claro desde que nos moldes do que o patriarcado quer.
O rapaz também acredita ser falsa a ideia de que mulheres são mais julgadas que os homens porque não existe ninguém mais reprimido no mundo do que o homem hétero. 
Claro que "visualmente falando", gente! Haha!
No final ele ainda dá conselhos para você ter cuidado com feminista xiitas que ditam regras, pois são tão machistas quanto os caras do futebol que chamam alguém de bicha. 
Em seguida, após eu ler essa piada, eu me deparo com dicas de uma revista sobre onze hábitos de beleza que os homens não curtem, a depilação íntima que os homens preferem, os dez looks que eles odeiam, e o que os homens gostam nas mulheres.
Fiquei me perguntando se a resposta de todos os questionamentos do pobre homem oprimido por ter pintado seu cabelo de azul poderia ter se acabado se ele visse essa página da revista. Ele nunca iria ver, pois deve estar muito preocupado com a opressão toda que ele sente com o seu cabelo azul.

Samantha (advogada, e quem me ajuda a moderar este bloguinho de vez em quando) deixou um comentário lá no post do rapaz reprê:

De acordo com o moço, a gente pode ser o que a gente quiser atualmente todo o tempo.
A gente só não pode ser gorda, porque né, ser gorda já é vandalismo.
A gente só não pode ser feia (ou estar fora do padrão de beleza) porque ninguém curte mulher feia.
A gente só não pode ser "vadia", porque senão a gente merece toda a violência, inclusive estupros e assédios.
A gente só não pode ser puritana, porque ninguém gosta de mulher mal comida.
A gente só não pode usar roupa curta porque senão tá pedindo.
Ou usar roupa comprida, porque senão é beata.
A gente nem pode deixar de pintar o cabelo, porque senão não se cuida. Imagine ter cabelo branco, o horror.
A gente não pode ser solteira depois dos 30, porque senão é infeliz.
A gente não pode trabalhar em profissões tidas como masculinas, senão somos lésbicas (nada contra, tudo a favor), incompetentes, e machonas.
A gente não pode não querer ter filhos, porque ser mãe é nossa vocação natural.
A gente nem pode ser lésbica ou bissexual, porque quem faz isso só tá chamando a atenção dos homens.
A gente nem pode ganhar a mesma coisa que um homem, porque a gente engravida, tem filhos e tem que cuidar da casa.
A gente só não pode sair de noite sozinha na rua, porque se eu for estuprada, a culpa vai ser minha.
A gente só não pode beber demais na festa, afinal se algo acontecer comigo porque eu estava bêbada, eu mereci.
Então repito, eu super troco de lugar com você, viu moço? Se o auge da tua opressão foi sofrer julgamentos por ter pintado o cabelo de azul, quero agora tua vida e teus privilégios.

111 comentários:

Matheus Monteiro disse...

Meu Deus, esse cara... É patético. Só dedico essas palavras a ele.

Anônimo disse...

A Lola deve estar sem assunto pra fazer um post. Dar atenção pro mimimi e male tears de um chorão qualquer?

Jonas Klein disse...

Olá Julia


E o rapaz esse tem uma visão da realidade meio distorcida, o acontece e que nossa sociedade em sua maioria bovina e militante do senso comum (criei um rotulo pra essa turma?), independente de você ser homem ou mulher se você fizer qualquer coisa fora do Script patriarcal você já começa sofrer preções e preconceitos, claro que por razoes diferentes, e para as mulheres as coisas são de fato mais complicadas, para homem também não fácil fugir dos padrões sociedade...


Quanto resposta que Samantha deixo no post do deprê.


Ate um certo ponto eu concordo com você, mas você pegou pesado demais, não e justo nivela uma sociedade inteira pela opinião de um banto de retardado mental, especialmente nas questões que envolvem violência contra mulher.

Camila Dias disse...

Que mimado. Achar que receber julgamentos negativos por pintar o cabelo é opressão é coisa de quem nunca sofreu na vida e não tem ideia do que realmente é opressão.
Pfff, nem levo a sério um troço desses.

Anônimo disse...

Off: https://br.noticias.yahoo.com/blogs/rogerio-jordao/o-brasil-e-so-bala-boi-e-biblia-170205749.html

Samantha disse...

Jonas, essa síntese que eu fiz no post do menino do cabelo azul é uma síntese de como a sociedade machista e patriarcal vê a mulher. Eu gostaria mesmo que você tivesse razão e que isso fosse a opinião de uma minoria, mas não é o caso. As opiniões não são apenas de pessoas,são de instituições. Eu, como advogada, vejo muito o descaso, a mal aplicação das leis, a dupla violência que a mulher sofre e tudo mais.


Anônimo disse...

Feministas pós-modernistas falam de categorias fantasiosas, tipo "cis", pra não ter que falar sobre categorias reais, materiais, tipo classe econômica e classe sexual? Pelo menos ainda não negam a existência das classes raciais, mas quando vocês dizem que são uma questão de auto identificação é a mesma coisa de não reconhecer que essas classes existem, né?

Donatien Alphonse François disse...

Jonas

_Primeiro você disse isso:

"E o rapaz esse tem uma visão da realidade meio distorcida, o acontece e que nossa sociedade em sua maioria bovina e militante do senso comum"

_E depois isso:

"Ate um certo ponto eu concordo com você, mas você pegou pesado demais, não e justo nivela uma sociedade inteira pela opinião de um banto de retardado mental"

Você não acha que está se contradizendo?

Laryssa disse...

Aff é cada um, pobre rapaz com seu cabelo azul rss.
Adorei a resposta da Samantha, quem sabe ele não tenha um choque de realidade.

Jonas Klein disse...

Ok vapor por partes.

Samantha

"As opiniões não são apenas de pessoas,são de instituições. Eu, como advogada, vejo muito o descaso, a mal aplicação das leis, a dupla violência que a mulher sofre e tudo mais."

Acredito que você citar as instituições esteja se referindo ao poder judiciário e a policia.

O que eu vejo de parte destas instituições e um descaço e mal aplicação das leis quase que geral, e os casos de violência contra mulher acabam sendo só mais uma variante do problema, mas no lado da sociedade a situação e melhor.

Vamos encarar realidade o Brasil que não deu certo.


Anon 13:20

"Feministas pós-modernistas falam de categorias fantasiosas, tipo "cis", pra não ter que falar sobre categorias reais, materiais, tipo classe econômica e classe sexual?"

Rapaz tu e de pena com essa tua ignorância, você esta de brincadeira ou não sabe mesmo o que "cis" quer dizer?

Caso não saiba aqui vai

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cisg%C3%A9nero

A wikipedia não e lá melhor fonte de informação mas neste caso eles acertaram.

Estude mais cara ai você não passa paga mico de graça por não saber das coisas...


Donatien

"Você não acha que está se contradizendo?"

Penso que não, pois eu a Samantha exagerou um porco na dose, e Deprê acha que as mulheres são privilegiadas na sociedade, o que só um cara muito alienado da realidade diz, talvez eu não tenha me expressado da melhor forma possível, mas e isso que quis dizer...


Fabio eu rolei de rir com teu comentário ai em cima.

Donatien Alphonse François disse...

_Tirando essas partes aqui:

"A moda vai e vem, as mulheres pintam o cabelo desde sempre, e toda família tem uma prima gótica “louca” de cabelo rosa."

"e invejo as mulheres por poderem ser quem elas querem o tempo inteiro. É falsa a idéia de que mulheres são mais julgadas que nós. Não existe ninguém mais reprimido no mundo do que o homem hétero ~visualmente falando, gente!"

_Essa com ressalvas, pois ele poderia estar falando das feministas mais radicais e não sobre todas:

"Cuidado com as mulheres feministas xiitas falando que você tem que ser assim ou assado. No fundo, elas são tão machistas quanto os caras do futebol."

_O discurso dele é bem progressista:

"Você não precisa gostar de azul, você pode ter um cabelo rosa. Não existe um lado da orelha que te faz hétero usar brinco, nem o outro lado que te faz gay. Você pode ter sentimentos, pode espalhar pra todo mundo que tem. Pode beijar seus amigos, pode falar que eles são bonitos. Tudo bem você admirar um jogador de futebol que tem namorado. Tudo bem você usar saia se sua mina pode usar sua camisa. Tudo bem você usar uma camisa justa, uma calça justa. Tudo bem você ser maquiador, cabeleireiro, dançarino. Tudo bem você desenhar sua barba, usar colar, brinco, maquiagem. Tudo bem você ser peludo, tudo bem você depilar o corpo inteiro. Tá tudo bem! Não deixe ninguém achar que não tá, que você não é dono do seu corpo, do seu estilo, do seu cabelo, do seu gosto."

Isso me parece bastante feminista:

"A configuração original é uma merda, e pintar o cabelo é libertador!"

Sarah disse...

é, agora imagina que MUITO LOUCO é ser uma mulher pintando o cabelo de azul. Ninguém é "de boa" com a "prima gótica louca", a gente leva pedrada no meio da rua (já aconteceu comigo), assédio e xingo de homem que ou te vê como objeto ou faz questão de ser agressivo porque você é ridícula e Zeus que o livre de ver uma mulher que não o agrada. Até hoje, mesmo com quinhentas famosas fazendo isso a gente continua levando cuspida na cara, não sendo levada a sério e tida como "a doidinha" "a rebeldezinha sem causa" "a que quer chamar atenção" "eterna adolescente irresponsável" só por desviar (e não é nem muito) do padrão atual e se sentir bem de outra forma e isso quando não somos fetichizadas porque "deve ser suicide girl" ou "é moderninha então é fácil e eu posso passar a mão". Isso quando as pessoas não acham que se você tá incomodada com essa merda toda tem que ter um visual ameno que agrade todo mundo porque você tá pedindo pra ouvir esse monte de "sugestão" de estranhos, porque afinal é você quem faz isso com você mesma e dane-se se você se sente bem assim. Aliás ser mulher é sempre assim, todo mundo tenta te convencer que trocando de roupa curta pela comprida, trocando de cabelo pintado e curto pra grande, liso e natural você vai ter paz. A culpa de não ter paz é sempre sua, desconhecidos, parentes, cônjuges e conhecidos só tem a melhor das intenções contigo porque "homem não gosta de mulher assim, vai ficar solteira, tá se estragando, tá se enfeiando" porque você quando foge um pouquinho das convenções tá se enfeiando e "perdendo valor de mercado" porque agradar os outros, óbvio, é o único valor de uma mulher. Aí vem um cara que acha que o maior problema dele é que vão achar que ele é menos homem por conta do cabelo e mulher é livre. É, é sim, passa um dia na minha vida, seu cuzão. Meu problema não é só um cabelo pintado, é ser mulher, ser objetificada, todo dia ter que ser questionada sobre minha vontade e tentar ser enquadrada num padrão de beleza ridículo, e ainda ser culpada por ser assediada e agredida já que ousar ter minhas preferências é "pedir por isso". E isso é de uma vivência "branca classe média" pra outra, porque eu não vou nem citar quem tem o cabelo como ato político como as negras de cabelo natural que aguentam discriminação, misoginia E racismo (ISSO sim é opressão, mas deixa pra quem tem a vivência falar). Babaca.

Anônimo disse...

é o bonde do chora mais

Anônimo disse...

Em termos estéticos os homens são sim infinitamente mais reprimidos que as mulheres.
Quando questionavam o crossdressing do Laerte Coutinho, antes de se assumir trans, ele sempre falava que desde o começo do século as mulheres tem tido a liberdade de se apropriar de itens da estética masculina e os homens não avançaram praticamente nada nesse sentido.

Com exceção de algumas passagens já destacadas pelo Donatien, o apelo dele é muito bem vindo dentro do universo masculino.

Anônimo disse...

Tadinhos duzomi

Anônimo disse...

PERGUNTA PRA LOLA E SAMANTHA:

Porque estão apagando comentários misóginos (tudo bem, isso é óbvio que deve ser feito), mas deixam passar discurso misandrico de radfem?

Inclusive quando reclamei no outro post, a Samantha apagou meus dois comentários.

Porque se trocar os termos macho por fêmea, e homem por mulher, nos comentários das radfems que a Samantha tem aprovado aqui, fica óbvio ululante que se trata de misoginia. Mas aí quando é discurso de ódio contra homem, não só a Samanhta não apaga, como também apaga o comentário de quem reclama disso.

Tá serto essa coerência.

Anônimo disse...

Vai apagar meu último comentário também Samantha? Agora o blog tem censura pra feministas que discordam de discurso de ódio? Porque misandria não me representa e muito menos a Lola, acho que a Samantha deveria refletir mais sobre suas atitudes aqui.

Anônimo disse...

E agora li que a Samantha é advogada, quer dizer, uma pessoa que preza pelas Leis deveria coibir discursos de ódio, e não ficar apagando comentário de quem reclama disso, o que pode ser caracterizado também como censura.

Anônimo disse...

Tirei print dessa vez, se apagar envio email para a Lola.

Anônimo disse...

Queria entender por que catzo o cidadão tem que entrar no oprimidômetro. Se ele escreve o texto sobre a experiência dele e não inventa de comparar com as mulheres, ou com os demais, ia dar tudo certo. O cara vai, fala dos problemas que ele teve (tenho certeza que teve, pode ser mandado embora, tem empregos que ele não pode ter mais, etc.), incentiva outros homens a quebrar os estereótipos e tá tudo certo. Mas "nãão, porque se fizer isso ninguém vai levar minha opressão a sério, vou aqui falar que mulheres não sofrem." Ai, gizuis...

Anônimo disse...

E pra quem não entendeu do que eu to falando, vai no post anterior a esse ler os comentários, vai encontrar comentário falando em matar fetos masculinos para eliminar o inimigo num possível futuro distópico, entre outros absurdos.

Raven Deschain disse...

Quanto menino lindo de cabelo azul. Falando nisso, vou pintar o meu agora e exercer meu - privilégio- de pintar o cabelo da cor que eu quiser... Hahaha!

Julia disse...

Ai que meda

Julia disse...

Vc tem que admitir que é uma ideia muito boa.
Agora para de mimimi

Anônimo disse...

"A gente só não pode ser feia (ou estar fora do padrão de beleza) porque ninguém curte mulher feia."²

Isso acontece porque as mulheres bonitas que sao muito assediadas, sao arrogantes, e esse comportamento delas acaba refletindo nas nem tao bonitas assim.

Anônimo disse...

Misandria não existe, mas já que você insiste, eu atendo no particular, basta você vacilar.

Anônimo disse...

Não acho o post desnecessário muito pelo contrário o rapaz devia defender a liberdade de se expressar com sua aparência, mas ele se preocupa em se vitimizar, e será que a gente não vê muito isso por aí?

Anônimo disse...

Claro e os homens bonitos não se acham?
São bem simpáticos só que não!
entre em uma academia e vai ver os homens se comendo no espelho.

Anônimo disse...

Cuidado, Samantha, senão o mascutroll vai chorar as pitangas pra Lola por email e ele tem prints...


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Raven Deschain disse...

Para de floodar, caralho. Manda suas abobrinhas num comentário só, porra!

Anônimo disse...

Claro, anon das 16:40, nenhuma feminista pode criticar o discurso das radfems se não é considerada mascutroll.

D Stoffel disse...

Ele confundiu tudo a indústria da beleza da mais liberdade a mulher entre aspas porque é lucrativo.
A mulher tem que ter várias opções pra ela gastar mais, mechas, reflexo, ombre hair, escova , corte da moda, cada hora é uma cor uma técnica.
depilação íntima também.
É tudo pra eles lucrarem e olha que nem falei da unha, da roupa de tratamento estéticos.

Sem contar que o Brasil é caretex tem vários lugares que a pessoa pode sair como quiser ninguém se mete em nada, já aqui além de tudo o povo é fofoqueiro demais.
Mas eu acho que o lugar menos careta é são paulo aqui se eu encontrar alguém diferente com certeza é roqueiro/gótico e só.

MrDissidiaFan disse...

Jonas Klein, já disse e vou dizer de novo. "Retardado mental" é um termo altamente ofensivo pra quem tem deficiência DE VERDADE, e pras famílias e amigos de quem tem.

E se você tivesse um filho com retardo?

Anônimo disse...

As proprias mulheres feias nao querem andar com outras mulheres feias, e tambem sempre quando tem oportunidade, dao preferencia a homens bonitos (ou fisicamente superiores a elas, vide a lola) para aumentar sua visibilidade social.

não acho q do jeito que tá as mulheres querem mais é ter amigas bem feias, homens bonitos conta outra os masculinistas são os reis de ditar e querer as mulheres que eles acham ideais e ficam chorando porq a mulherada quer um gostosão me poupa né.

Samantha disse...

Caro anônimo, se você quir vir cobrar satisfação de mim, faça pelo menos a gentileza de usar um nome. Chorar como anônimo, é muito fácil.

Mas respondendo você, eu deleto vários comentários. Eu também sigo orientações, porque como todo mundo sabe, o blog é da Lola, eu apenas ajudo na moderação. Não sei se você notou, mas quando ela não viaja, eu não faço absolutamente nada.

Essa é a razão pela qual eu aviso que fui eu quem deletei Para vocês encherem o MEU SACO e, se a Lola quiser que eu mude algo nos meus critérios, me avisar.

Fica bem a vontade para mandar print para quem você quiser.

Os comentários das rad, a menos que ofendam alguém diretamente, não serão deletados por mim, pelo menos até segunda ordem. Quando a Lola voltar de viagem, se ela achar que devem ser deletados, serão deletados.

E sua petulância em vir dizer como as pessoas devem moderar seus espaços é de uma cara de pau suprema.




Anônimo disse...

"Claro e os homens bonitos não se acham?
São bem simpáticos só que não!
entre em uma academia e vai ver os homens se comendo no espelho."

Os homens bonitos apenas se acham quando feiosas que nao se enxergam, tentam algo com eles.

E tambem se acham quando uma mulher bonita acha que ele deve ter comportamento inferior dos feios para 'ter uma chance com ela'. Tanto é verdade do que falo que dificilmente tu ve nas ruas e tambem nas redes sociais casal ambos bonitos, isso acontece porque mulheres bonitas querem homens que vivam em funçao delas (homens bonitos nao se sujeitarao a isso). Se duvida do que falo, esta aqui os x da questao:

https://ruadaconstituicao.wordpress.com/2014/09/26/por-que-os-homens-bonitos-sao-maus-maridos-i/

https://ruadaconstituicao.wordpress.com/2014/10/03/por-que-os-homens-bonitos-sao-maus-maridos-ii/

Resumindo: mulheres querem visibilidade social + homem util

Ja como as mulheres bonitas ja tem visibilidade social e dificilmente um homem bonito vai se sujeitar a ser util, elas acabam casando com os feios.

Ja as mulheres nao bonitas que NAO conseguem se manter sozinhas (financeiramente), acabam tambem optando por feios uteis, mesmo que fique sem a almejada visibilidade social.

Ja as nao bonitas que conseguem se manterem sozinhas darao preferencia para os homens bonitos (para aumentar sua visibilidade social).

Samantha disse...

Ah, anônimo chorão, eu apaguei os seus comentários anteriores não pela reclamação em si, mas pelo copiar e colar do comentário mesmo. Parecia comentário repetido.

No mais, faça bons usos do seus prints.

Anônimo disse...

Como Samantha disse, n há hipocrisia no feminismo, por isso q somente mensagens de ódio contra homens permanecem aqui.
Kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Nossa, mas que comentário sem sentido. Cheirinho de frustração.

Anônimo disse...

Sim, anon 16:48, você é uma feminista, com certeza, qualquer coisa que você quiser.

Mascuzão maluco.

Anônimo disse...

Ah, ofender de forma geral pode? Aquele louco dizendo q ia estuprar mulheres, falou de forma geral e foram apagados, q coisa...
Hipocrisia é foda.

Anônimo disse...

Não olhem os comentários, a matéria já é ruim o bastante (e faz parte da capa do portal).
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/05/anuncio-com-corpo-inatingivel-gera-protesto-de-feministas.html

Samantha disse...

Onde a Samantha disse que não há hipocrisia no feminismo? Eu não usei esses dois termos juntos em nenhum comentário no blog.

Risos, alguém está claramente desesperado em causar.

Samantha disse...

Jonas, a má aplicação das leis é reflexo de uma sociedade machista. Quando um juiz não condena um homem de 45 anos por estupro ao transar com uma criança de 12, 13 anos porque a menina não era mais virgem, isso é reflexo direto do pensamento machista da sociedade, que torna a instituição machista também.

Quando o escrivão na delegacia se recusa a fazer teu BO por agressão porque "você vai desistir mesmo" ou "vai arruinar a vida do rapaz por nada", isso é reflexo de uma sociedade e de uma instituição machista.

Eu juro, queria que você estivesse certo. Mas o machismo é muito maior do que o bando que você acredita.

Eu não nego que tenhamos avanços, claro que temos e o caso do professor da PUCRS é um exemplo de como mudamos. Mas ainda está tudo muito longe e a minha listinha no texto do rapaz ainda é uma triste realidade.

Jonas Klein disse...

MrDissidiaFan

"E se você tivesse um filho com retardo?" ia ser chamado de retardado e pronto, Isso não e ofensivo coisa nenhuma porque refere apenas a uma condição de saúde da qual pessoa não optou por ter.


Agora tem uma coisa aqui que esta sendo reclamada e nesta eu ate acho que o pessoal tem razão, o discurso de ódio contra os homens aqui tem sido permitido quase que direto, e isso não ajuda em nada o feminismo nem reduzir o volume imenso de discriminação que as mulheres sofrem muito menos este blog a crescer, muito pelo contrario.

Esse blog precisa urgentemente de coisas

1 - implantar uma moderação rígida nos comentários, dessa forma jamais fazendo publicação de comentários preconceituosos ou que tenha acusações falsas contra quem quer que seja.

2 - moderação dos comentários antes da publicação.

Esse o único jeito de fazer o espaço de comentários deste blog, voltar ser um ambiente saudável, pois como esta atualmente e de desanima vir aqui.

André disse...

Você consegue tirar o homem da quinta série mas não consegue tirar a quinta série do homem.

André disse...

Jonas Klein,

Por motivo de vergonha alheia eu evito ler seus comentários, mas de relance eu vi isso: "Esse blog precisa urgentemente de". Menos fio, bem menos.

Anônimo disse...

Oi Cláudio bundao! Achei que você tinha sumido para se tratar, mas continua por aqui com suas teorias doentes de fracassado.

Julia disse...

Ótimo. Tomara que te desanime bem rápido de continuar comentando aqui.
Palhaço.

Julia disse...

Samantha, se você achar que ofendi os palhaços ao chamar o Jonas de palhaço, pode deletar meu comentário.

Raven Deschain disse...

Julia. Huasuahsua pelo amor de deus seja minha melhor amiga.

Anônimo disse...

Farei bom uso dos prints sim, mostrar pra Lola que vc aceita discurso de ódio aqui mas só se for contra homens. E esse papo de que apaga quando alguém se ofende, balela, eu me ofendi e não vi nenhum comentário de radfem ser apagado, pelo contrário, os meus é que foram.

Anônimo disse...

Mulher tbm não pode ser magrela demais, tem que ter uma bunda grande, peitões e coxas grossas. Ah não esqueçam do cu rosa.

Thomas disse...

O que vocês não entendem é que o cara é empresário marketeiro e queria um texto que chamasse atenção. Foi o que ele fez. No meio de tanta polêmica, a galera compartilha o texto dele milhões de vezes e isso dá uma visibilidade maior pro trampo dele, que aliás é muito bom.

Se promover usando as feministas é sempre muito fácil, pois vocês se levam muito a sério. É fácil irritar vocês e ganhar visibilidade às suas custas.

Esse cara foi mais um bem sucedido nesse propósito.

Aliás, nenhuma de vocês notou que o cara é todo tatuado, com tatuagens até nas mãos, se veste de um jeito alternativo e usa uma barba escrota? Isso é o mais hilário de tudo, o cara é um hipster e tá acostumado a se vestir fora do padrão, a ir em reuniões com clientes e eles se depararem com a mão tatuada do cara. Ele tá acostumado a chamar atenção pelo visual, o cabelo não significa nada pra ele. A ironia do texto é óbvia e nem assim vocês percebem.

Ana A disse...

Samantha, só quero declarar minha admiração por sua santa paciência! :)

Anônimo disse...

Radtears pra vcs quando a Lola voltar e deletar os comentários. Parece que algumas feministas perderam o bom senso e agora apoiam radfems, ou quem reclamar delas é taxado de ômi e tá de maletears. Bem saudável e coerente isso, apoiar gente que promove discurso de ódio e criticar quem se posiciona contra. Se for esse o caso estão no blog errado, devo informar a vocês que o feminismo da Lola (e o meu também, não é a toa que acompanho o blog desde 2012) é sobre igualdade e empoderamento, não discurso de ódio contra homens. Lamentável a postura da moderação que permite esse tipo de discurso aqui, se fosse a Lola pessoalmente sei que isso não aconteceria.

Jonas Klein disse...

Julia

Penso que ia ficar por isso mesmo?

Você adora ofender os outros aqui, mas nunca te vide debater nada com ninguém aqui, será que porque para um debate você precisa ter argumentos para não passa vergonha? deve ser porque ataca as pessoas pessoalmente e fica de lero lero com erro de português fácil, já denuncia a falta de argumentos, agora debater que bom nada né?

Agora vamos lá eu te proponho um debate aqui poder ser sobre tudo agente costuma discutir neste espaço, vamos ver se você tem alguma inteligência mesmo ou só sabe ofender quem não concorda com você...


Anon 19:25

Pra mim crime criem e pronto não interessa quem cometeu, agora não sei se essa historia ta bem contada, apesar de um erro jamais justificar outro, ali não foi dita motivação do crime, e muito sem detalhes aquela matéria para permitir que se faça uma analise do caso.

Samantha disse...

Eu não Julia, comentário seu não deleto não. Se tem comentários que me enchem de amor, são os seus e o da Raven. <3

Agora sim, tem que ter paciência.

Cara, não sei porque me explico para anônimos, mas acho relevante falar sobre isso para os leitores deste blog. Só recentemente, é que a Lola passou a contar com ajuda na moderação.

Anônimo chorão, se a Lola deletar os comentários em questão, voltar a viajar e pedir para que eu delete comentários assim no futuro, eu o farei.

Idem para alguns seres que eu deleto: deletei vários do Fábio. Ele pode reclamar e a Lola pode pedir para eu não deletar mais. Se ela pedir, eu vou deixar de deletar os comentários dele. Eu estou colaborando, não impondo a minha vontade.

É simples assim. No momento, eu deleto comentários que ofendam pessoalmente algum leitor ou a Lola, comentários misóginos, comentários de mascus, comentários com links sem menção ao conteúdo, comentários do Fábio e caso aquele Otávio Questionador volte, os comentários dele também.





Anônimo disse...

O comentário do Fábio nesse post era bem ok e não ofendia ninguém, que eu lembre.
Pra discussão era um bom comentário inclusive.

Anônimo disse...

Kkkk nem rivotril na veia resolve. Credo que ser das trevas que acha que ninguem ama ninguem e todo mundo fica junto por interesse. Depois feminista é que é mal amada

Anônimo disse...

Pelo visto links q contesta o a vcs dizem tb é banido.
Festival de hipocrisia.

E q importa a motivacão Jonas? Quando é o contrário importa o motivo do agressor?

Anônimo disse...

Pode incluir comentários do Jonas nessa lista também? Obrigada.

Débora disse...

Acompanho os comentários na maioria das vezes em silêncio, mas hj gostsria de dizer é inegável q o Jonas vem melhorando tanto na escrita qt em seus posicionamentos. Não acho q seria correto q os comentários dele sejam deletados qd não ofensivos. É fácil debater com quem pensa como nós. O desafio está posto qd precisamos dialogar com Jonas, e etc ...

Julia disse...

Raven, sua linda <3

Anônimo disse...

"É fácil debater com quem pensa como nós."
Débora é o resumo de muitas de voces: Acha ofensivo opinião diferente, todos tem que pensar que nem voces. Depois reclamam de opressão com esse comportamento de quem quer ditar, se impor. E sinto muito em lhe informar, Débora, mas voce não gosta de debate. Não tem como debater com quem pensa igual. Continuem assim e afastarão muitas mulheres do seu grupo como a do print aí. Eu vi o que ela escreveu e não vi nada de mais, só exigiu explicações. Por que simplesmente não deram as explicações?

Samantha disse...

Eu vou repetir pela última vez: eu deletei os comentários do vulgo Anônimo chorão porque soaram agressivos e porque copiavam comentários não muito agradáveis de outros posts que não tinham nada a ver com o tema. As explicações eu já dei aqui. Cabe a ele aceitar ou não.

Acho lindo que anônimos venham aqui exigir explicações minhas ou de quem quer seja.

Quanto aos comentários do Fábio, ele posta muita coisa horrorosa. Os comentários dele no post do gamer gate foram repulsivos ao nível de eu ver o nome dele e deletar o comentário sem ler muito. É claro que algo não muito agressivo ou até útil pode acabar sendo deletado, mas é o custo para as pessoas que não sabem se comportar.

Quando houve flood no blog, na época da páscoa, foram mais de 50 comentários deletados em um post, de um troll. Eu via o nome dele e deletava, sem pensar muito.

E por fim, quanto ao Jonas, eu particularmente não vejo nada de errado com o que ele escreve. Pode exasperar um pouco o tom as vezes, mas ele é totalmente educado.


Anônimo disse...

Julia e outras ai, adoram xingar o Jonas e nenhum comentário é deletado.
Não adianta essa conversa fiada de vcs, as atitudes provam o contrário.

Anônimo disse...

Ok, então alguém me explica como isso pode ser coerente: apagar comentário misógino mas liberar comentário misandrico? E não to falando de chamar homem de uzomi ou mascutroll, estou falando de coisas do nível "matar fetos masculinos para evitar o inimigo". É esse o nível dos comentários que foram liberados no outro post, e que mesmo depois de reclamação não foram apagados.

Anônimo disse...

Ué, não entendi. No fim do texto ele faz algo de que reclama quando as pessoas fazem. Como assim outras "viadices" ?
Eu não acho que pintar cabelo, que moda, roupa de marca seja empoderador pra ninguém, ele está enganado em pensar assim. Mas se o que mais vemos é feministas liberais reivindicando "liberdade de escolha" p/ pintarem seus cabelos, serem as maiores cúmplices do capitalismo, pq não? Vâmo parar de hipocrisia, minha gente!
Sejamos compreensivas: ele sofre de ignorância, gente. Aposto que as "feministas xiitas" em questão devem ser feministas liberais. Ele não sabe do que tá falando e eu fiquei com dó.
Claro que ele é um mala sem alça, um iuzomista que deve achar que sofre com o machismo o mesmo tanto que as mulheres, até fez questão de colar um link com uma opinião pra lá de reaça: a de que homens brancos héteros são os coitadinhos do mundo.
Aliás, ele deve sofrer tanto por ser branco, homem, classe média (parece média-alta), com bom emprego, viajando pra fora. hahaha E ainda tem que aguentar os chatos que ficam perguntando de tatuagens. Como sofre esse menino!
O fato é que de resto ele está certo, gente. Não dá pra negar.
O problema é que ele é ignorante, contraditório, pós moderno, reaça e não entende bem do que tá falando, mas na parte em que ele tenta desafiar os papéis de gênero, dizendo que certas coisas não são só de mulheres e certas coisas também não são só de homens ele está certo. Certas coisas não deviam fazer com que homens heterossexuais sejam tidos como gays ou mulheres (no caso do travestismo e transsexualismo). Isso não desafia os papéis de gênero, mas os mantém. Ele é vitimista, é verdade, mas acho que os erros do texto é mais ignorância e falta de informação. Não acho que esse cara seja o suprassumo do machismo e da homofobia. Ele acha que sofre tanto com os papéis de gênero quanto as mulheres, o que é bem similar as reclamações dos transsexuais.
Pra quê a hipocrisia, gente?
Ele está bem errado em achar isso, está bem errado em achar que homens brancos héteros (os líderes do patriarcado) sofrem tanto ou até mais que as mulheres. De resto achei mais que o que ele quis tentar passar é que ele acha que NOT ALL MAN quer seguir os papéis impostos.


Julia disse...

Samantha, sua paciência merece um prêmio <3
Imagino o nível de desocupação de um ser que deixa 50 comentários num post. Não devem ter mais nada pra fazer, tipo o Jonas e o Thomas que não perdem a oportunidade de "homemexplicar" por aqui.

Anônimo disse...

"Isso me parece bastante feminista:

"A configuração original é uma merda, e pintar o cabelo é libertador!"

Bastante feminista liberal! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Anônimo disse...

Parem com essa coisa de "cisgênero", gente. Vocês me matam de vergonha alheia. Pra mim o que não está no dicionário não existe.

Rafa disse...

Olha...
pinto meu cabelo de azul e fiquei super de boa!
incluisive, sou um desses que a foto aparece no post!

Anônimo disse...

"Parem com essa coisa de "cisgênero", gente. Vocês me matam de vergonha alheia. Pra mim o que não está no dicionário não existe."

Olha, tem muito evangélico que não consegue ser tão conservador quanto uma radfem.

Anônimo disse...

Conservador é o transgenerismo e o transativismo.

Transgenerismo é profundamente reacionário, uma forma de evitar a ruptura e a eliminação dos papéis de gênero que está na base do projeto feminista. Transgenerismo se opõe ao feminismo, mantendo e reforçando noções falsas e construídas de feminilidade e masculinidade corretas.

Anônimo disse...

Ah, e parem com isso de chamar o feminismo radical e feministas radicais de "radfem", é muito vergonha alheia também isso.

Feminismo radical não é nem uma seita nem um tipo de organização secreta com uma central em países de língua inglesa pra ser chamado por aqui de "radfem" kkkkkk

Jamile disse...

Maravilhosas as colocações da Julia e simplesmente perfeito o comentario da Samantha1

Anônimo disse...

"Ah, e parem com isso de chamar o feminismo radical e feministas radicais de "radfem", é muito vergonha alheia também isso.

Feminismo radical não é nem uma seita nem um tipo de organização secreta com uma central em países de língua inglesa pra ser chamado por aqui de "radfem" kkkkkk" [2]

Isso! Radfem é o caralho! Não sou americana nem inglesa. Sou Feminista Radical, seguidora do Feminismo Radical. E não, não sou cis (que ao contrário é 'sic')

Anônimo disse...

O sujeito pelo menos deixou as coordenadas desse planeta em que ele vive, onde as mulheres fazem tudo o que tem vontade no questions asked? Quero pegar o primeiro ônibus espacial pra lá!!!

Só faltou ele culpar as mulheres e o feminismo pelo """""sofrimento""""" dele.

Jane Doe

Fábio disse...

Bom,samantha,não sou o Fábio que você mencionou no comentário.Sou o fábio que foi deletado no post sobre a manifestação dos professores no Paraná.Talvez você tenha deletado por achar que era o mesmo Fábio.

Pois bem,postei um comentário naquele post mostrando vídeos que comprovam que os professores da manifestação fizeram coquetéis molotov,tentaram arrombar um portão,jogaram pedras e latas de lixo nos policiais,bloquearam uma rua e obrigaram os motoristas a deixarem que seus carros fossem revistados.Um deles deixou claro:“Na dúvida, [o motorista] não passa”.Os vídeos provam que a polícia apenas reagiu à ação dos professores.O comentário foi censurado duas vezes.

Peço por favor que me diga porquê comentários criticando e até mesmo ofendendo os professores foram liberados e o meu foi censurado.

Anônimo disse...

"O sujeito pelo menos deixou as coordenadas desse planeta em que ele vive, onde as mulheres fazem tudo o que tem vontade no questions asked? Quero pegar o primeiro ônibus espacial pra lá!!!"

Ele também deve querer saber onde é o planeta das feministas, onde ele supostamente poderia fazer tudo que quisesse.

camila santos disse...

Bem ele pode sim ter achado que foi discriminado mas não acho que seja pelo fato de ser branco, hetero e sim pelo cabelo dele. Eu me surpreendi até porque eu pensei que esse pessoal com cabelo pintado fossem vistos como "descolados", aliás isso é uma ótima amostra que homens podem ser tão mimizentos quanto mulheres(desculpa não podia perder essa).

Anônimo disse...

E o fato de ele ser criticado por pintar o cabelo, por que homem com "H" não faz essas "coisas fútil de mulher" é culpa do...????

Dou uma dica: começa com mach- e termina com -ismo!!!!

Jane Doe

Raven Deschain disse...

Oloko Rafa! Passa teu face aí! Hahaha

Anônimo disse...

Não é por causa de visibilidade social, mas porque no fundo toda mulher só sente atração por homens bonitos. Por isso que pra mulher que não quer casar ou não quer nada sério só a aparencia do homem importa.

Raven Deschain disse...

A gente para

Raven Deschain disse...

De chamar vcs de radfem

Raven Deschain disse...

Se vcs pararem

Raven Deschain disse...

De floodar a caixa desse jeito

Raven Deschain disse...

Pq é um pé nos ovo

Raven Deschain disse...

Lernos comentários assim.



Vlw. Flw. XoXo.

Samantha disse...

Bem Fábio, eu confundi você com um mascu e deletei você sem querer. Pode postar lá que eu não vou mais "censurar" seus comentários. Foi mals.

Anônimo disse...

Aí não há opressão, pois: homem que pinta o cabelo de azul não é homem é um palhaço!

Samantha disse...

"Ok, então alguém me explica como isso pode ser coerente: apagar comentário misógino mas liberar comentário misandrico? E não to falando de chamar homem de uzomi ou mascutroll, estou falando de coisas do nível "matar fetos masculinos para evitar o inimigo". É esse o nível dos comentários que foram liberados no outro post, e que mesmo depois de reclamação não foram apagados."

Não sei se vocês notaram, mas os comentários estão abertos. Ou seja, não tem nada sendo aprovado por aqui, as pessoas postam e os mais agressivos são deletados depois.

Isso foi feito para não atrapalhar o debate, já que, em algumas vezes que a Lola viajou, eu estava trabalhando ou viajando também, o que restringia meu acesso ao blog para moderar.

Esses comentários "misândricos" não foram aceitos, foram postados. Se eu não os deletei, ou é porque eles foram postados quando eu não estava moderando o blog (para quem não sabe, eu só mexo aqui quando a Lola viaja; quando ela está, eu sou uma leitora e uma visitante e não mexo na moderação); ou foi porque eu não os encontrei, ou foi porque eu não sei se é da minha alçada deletá-los.

Quando tenho dúvida quanto a um certo conteúdo, eu deixo para a Lola ver. Se ela me pedir para deletá-los ou quiser deletá-los, eu passo a deletar. SIMPLES ASSIM.

Eu tenho grande respeito pela Lola e pelo espaço dela para sair deletando coisa de acordo com o meu critério sem ela aprovar antes. Por isso, só deleto os comentários que já mencionei e dos usuários que já mencionei.

Afora isso, não vou deletar nada e comentários me "mandando" moderar algo em tom hostil ou sendo grosseiros ou dando copiar e colar de comentários não agradáveis para me pedir para deletá-los, serão excluídos.



Anônimo disse...

Não sei se já comentaram isso por aqui, mas apagar comentários com conteúdo que já foi mencionado as razões para isso, não é censura. Você pode ficar à vontade e postar seu "arauto" no SEU twitter, no SEU facebook, no SEU blog. Não há censura, você é livre para isso. Mas dependendo do que você postar, você pode responder judicialmente por isso. Já que tudo que fazemos implica alguma responsabilidade. Vivemos em sociedade. Por isso preste muita atenção em discursos opressores preconceituosos, já que esses não são a sua sagrada "opinião", são discursos criminosos contra o outro.
Este é o blog da Lola e as regras são dela.

E misandria não existe.

Ô povo desproporcional. Fazem mais escândalo com uma picada de pernilongo, do que com as mordidas de tubarão que as mulheres recebem todos os dias.

A.

Fábio disse...

Obrigado,Samantha.

Anônimo disse...

"Raven, quanto desespero por atenção.

Menos, guria, bem menos..." [2]

Fora que "pé nos ovo" é bem linguajar de libfem reformista. Patriarcado tá aplaudindo de pé "feministas" usando esses termos chauvinistas.

Anônimo disse...

"Não é por causa de visibilidade social, mas porque no fundo toda mulher só sente atração por homens bonitos. Por isso que pra mulher que não quer casar ou não quer nada sério só a aparencia do homem importa."

Isso é a mais pura verdade, porem as nao bonitas querem sim os bonitos para melhorar sua visibilidade social!

A unica relaçao sincera que existe é quando a mulher bonita (que tem todas as opçoes) escolhe o homem "a primeira vista".

Anônimo disse...

A Lola agora está criando posts pra falar que nós feministas radicais queremos a morte de todos os pirocos. Até defendi o macho de cabelo azul. Como falei ali em cima, não acho que ele seja o suprassumo do machismo e da homofobia. Aliás, apesar de insuportável, tá melhor que as trans.

Anônimo disse...

Mas faz sentido, sabe? Para transar com o Claudio só por algum tipo de interesse mesmo. Um bosta destes... Daí ele acha que todos os relacionamentos são assim.

Anônimo disse...

Os governos, que consistem em muito poucas mulheres, apressaram-se a identificar como mulheres os homens que acham que o são e mandam que se castrem para prová-lo, porque vêem as mulheres não como outro sexo, mas como um não-sexo. Ninguém que se submeteu à intervenção cirúrgica visando a transformação sexual jamais pediu um transplante de útero/ovários; se esses transplantes fossem obrigatórios para as pretensas mulheres, elas desapareceriam da noite para o dia. A insistência em que as mulheres feitas pelo homem sejam aceitas como mulheres é a expressão institucional da convicção errônea de que as mulheres são homens defeituosos. A verdade biológica é o oposto; todos os biólogos sabem que os homens é que são mulheres defeituosas. Embora os órgãos externos sejam a expressão do defeito cromossômico, a remoção deles não alterará o fato cromossômico, da mesma forma que a remoção de rabos de filhotes de cachorro não produzirá uma raça sem rabo.

— Germaine Greer, A Mulher Inteira, 1999

Raven Deschain disse...

Oxxi dó. A radfem chata do cacete flooda a caixa e quando eu faço igualzinho pra mostrar como é chato PARA CARALHO, tou querendo chamar a atenção?

Vem mascu, vem direitista, vem radfem, vem crente chorar as pitangas aqui e eu quero chamar a atenção? Huashuashua

Sério, vão transar.

Não gotô do pé nos ovo? Pé no saco fica melhor?

Chola mais.

Anônimo disse...

Bem libfem me mandar ir transar. Não é muito diferente dos machos que nos chamam de mal-comidas.

Anônimo disse...

Se é um chute nos ovos significa que é muito legal. Seria mais legal ainda se fosse um tiro nos ovos (e mais higiênico que ter que sujar o pé ou o calçado com saco fedido de macho imundo). Se tá achando ruim é porque se identifica muito mesmo com a dor duzomi.

Tadinhos duzomi, que dó dos saquinhos murchos estourados -sqn

Anônimo disse...

Você não entende nada de mulher nem de relações sociais, Claudio. Desista.

Anônimo disse...

"Ah, e parem com isso de chamar o feminismo radical e feministas radicais de "radfem", é muito vergonha alheia também isso.

Feminismo radical não é nem uma seita nem um tipo de organização secreta com uma central em países de língua inglesa pra ser chamado por aqui de "radfem" kkkkkk"

Já eu sou a favor da apropriação do termo, porque do libfem escravo de rola eu to é passando LONGE.

Raven Deschain disse...

Transou já?

Eu já.

Então não tenho mais tempo pra isso. =)

Bju, fia. Que esse ódio todo possa virar um jardim.

Anônimo disse...

Eu acho que o cara tinha boa intenção. Acho que pintar o cabelo e fugir do padrão de beleza abriu a cabeça dele um pouco, mas ainda tem muuuuuuuuuuito o que entender, né.

Quando ele começa a falar das mulheres foi bem sofrível. Mas é um ótimo exemplo de como os a maioria dos homens não está ligada no privilégio que possuí, e uma coisinha boba vira um escândalo. Ele acha que o mundo das mulheres é X, tem pouquíssima vontade de compreender como é na vdd e ainda quer fazer comparação?

É lamentável ele não considerar a opressão do outro só porque sentiu o gostinho de discriminação...

Geise. disse...

Completamente fora do mundo real essa cara! E a resposta da Samantha foi brilhante, mais didática impossível!

Anônimo disse...

Não sou radfem, mas essa Raven tá reproduzindo machismo até mandar parar. Era só o que faltava, já não basta os machos que temos que aturar, agora até em página feminista tem "feminista" nos mandando trepar...

@vbfri disse...

Adoro os mimimis. Tem dias que isso me diverte até!
Aí a pessoa entra num blog feminista, enche a caixa com comentários misóginos, destilando ódio, indo contra todos os preceitos do blog e reclama de CENSURA quando tem os comentários apagados.
Porque, né, a casa é da Lola e ela tem que deixar qualquer um entrar.
Aham.
Senta lá.
Quanto ao carinha do cabelo azul, indicaria fortemente o filme Olhos Castanhos/Olhos Azuis.
Vê quanto tempo a galera branca aguenta ser tratada como os negros são tratados diariamente.
Em cinco minutos estão pedindo pra sair.