sábado, 5 de janeiro de 2013

GUEST POST: HOMEXPLICANISMO ATÉ NO FIM DO MUNDO

"Acho que vc está enganada. Permita-me homexplicar..."

Bruna, uma gaúcha de 19 anos que acabou de terminar o curso técnico em Gestão Cultural, me enviou este relato. Lembra o que é homexplicanismo? Taí um bom exemplo.

Foi na noite do último fim do mundo que aconteceu. Juntamos alguns amigos para beber e ver se o mundo realmente acabaria, ou talvez o fim do mundo fosse apenas uma desculpa. Todos sabemos que o álcool altera as pessoas, alguns gritam, alguns ficam emotivos, outros com sono, outros ficam felizes demais. Mas as discussões que começaram não tinham relação direta com o álcool, disso estou certa, afinal já discuti os mesmos assuntos, com as mesmas pessoas em momentos diferentes.
Tenho um grupo de amigas feministas. Nós descobrimos o feminismo mais ou menos na mesma época, e me orgulho de dizer que quando eu me inseri no feminismo comecei a levar as discussões feministas para esse grupo de amigas, e quando percebemos estávamos na Marcha das Vadias. Nesse dia nós conversávamos sobre bissexualidade e relações livres, quando um dos rapazes que estava na festa se juntou a nós. Não foi surpresa nenhuma que ele tenha começado a se posicionar contra as nossas opiniões.
A surpresa na verdade foi que em determinado momento esse rapaz decidiu que eu não poderia opinar sobre relacionamentos livres, eu não poderia querer ter um relacionamento livre, pois -- esse argumento ainda me faz rir quando penso nele -- sou virgem. A minha virgindade é um fator que invalida completamente a minha opinião sobre relacionamentos, não posso falar nada, nem mesmo sobre como não me vejo em um relacionamento monogâmico tradicional. Estou até agora tentando entender, pois ninguém desqualifica a opinião de uma virgem quando ela diz que quer casar e ter filhos, em um relacionamento monogâmico, heterossexual e tradicional. Só por que sou virgem não posso querer um relacionamento que fuja do tradicional?
Deixei passar o fato, pois estava ocupada demais achando aquilo engraçado e absurdo. Quando esse mesmo homem diz que "falta algo" no relacionamento de uma amiga, pois ela também sente atração por mulheres e gostaria de ter um relacionamento aberto. Conhecendo minha amiga sei que ela é uma das pessoas mais satisfeitas sexualmente e emocionalmente daquele grupo que estava reunido ali. Por que necessariamente tem que faltar algo? Pelo visto somente a experiência dele valia ali, por ele ser homem e mais velho.
Foi quando ele percebeu que nós não iriamos recuar nos nossos argumentos, que aquelas jovens mulheres de 18, 19 anos que estavam na frente dele, um homem de 27 anos, não estavam dispostas a deixar de lado suas opiniões, que ele partiu para outro argumento. Ele passou a dizer que quando nós tivéssemos a idade dele nós mudaríamos de opinião. Segundo ele, principalmente eu "que sou tão feminista", um dia ia perceber que nada daquilo era importante, que as minhas causas eram irrelevantes. 
Acredito que essa foi uma das coisas que mais me doeu nessa conversa: nós estávamos falando há horas, eu já havia conversado com ele antes, explicado várias lutas feministas, mas ele continuava dizendo que toda a minha luta era irrelevante, tudo porque eu não tenho a idade dele. Para ele, as mulheres mortas por seus parceiros são irrelevantes, as mulheres tratadas como objetos são irrelevantes, os estupros, as humilhações, os salários mais baixos, tudo é irrelevante. 
Ao contrário do que ele talvez pensasse quando me disse isso, obviamente eu não desisti do feminismo. Na verdade tenho ainda mais vontade de lutar e falar, para mostrar a pessoas que pensam como ele que nada disso é irrelevante.
Mas a conversa ainda não tinha terminado, e nós, mulheres, não tínhamos desistido de nossos ideais. Então ele, com toda a sua masculinidade, passou a falar alto e bater na mesa, dizendo que se quisesse poderia quebrar aquela mesa ao meio. Se fosse uma de nós a levantar a voz daquela maneira teriam mandado que nos acalmássemos, teriam dito que estávamos sendo muito emocionais, teriam perguntado se estávamos de TPM. Mas como era um homem, ninguém falou nada, parte por medo de que ele nos machucasse caso disséssemos alguma coisa, parte porque ao homem é dado o direito de se exaltar dessa maneira.
Para ele tudo ainda era uma questão de idade, para ele um dia nós ainda vamos perceber que nossas lutas são inúteis. Mal sabe ele que tudo que ele disse, que todos os argumentos dele, me provam que essa luta não é inútil, que ainda preciso fazer muito. Que é por existir pessoas que ainda pensam como ele, que eu continuo lutando, que eu continuo falando. Mesmo que tentem me amedrontar, eu continuo de pé e seguindo em frente, mesmo com lágrimas nos olhos.

53 comentários:

Anônimo disse...

Alô! Queria saber a opiniao da Lola e d@s leitor@s sobre isso:

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2013/01/05/salto-altera-caminhada-e-deixa-mulher-mais-atraente-diz-estudo.htm

Se nao me engano, tem um post recente sobre sapatos e saltos aqui.

Abraco!

Mário Areias disse...

É por isso que adoro mulheres feministas. Sabem que essa luta vale a pena e não se abatem com esse tipo de comportamento. O cara tem todo o direito de expressar a opinião (por mais idiota e babaca que seja), mas nunca de usar violência! Bruna, não desiste não. O feminismo é um movimento muito válido e necessário e precisamos de mulheres como você para continuar lutando. :)

Magrelinha disse...

Gente, surreal um cara de 27 se portando dessa maneira se achando O maduro, O experiente. Ele se posicionou contra vcs como se vcs tivessem o que? 12 anos? Alguém tem que avisá-lo que ele ainda é um fedelho, e além de tudo um fedelho babaca.

Eu tenho 24 anos e iria rir se um indivíduo 27 viesse pagar pra mim. Hellou!

Anônimo disse...

Maturidade como argumento é um não argumento.

Aliás, por acaso aos 18-19 ele era feminista? Ele amadureceu e parou de ser?

abobrino disse...

O problema desse termo é que ele não se estende até a opinião que é favorável ao feminismo. Quando um homem explica algo que uma feminista concorda ele não está fazendo "homexplicanismo", mas se ela não concorda ele automaticamente está. É, portanto, uma expressão de apelo vitimista usada apenas para silenciar opositores.

Obs.: Isso que eu fiz foi homexplicação? Se sim, caso minha opinião apoiasse essa expressão ainda assim seria homexplicação?

luana disse...

Caramba, em alguns pontos eu bem poderia ter escrito um relato parecido. Minhas opiniões sobre relacionamento também não valem porque sou virgem. Não posso dizer que não quero casar e ter filhos, porque ainda vou mudar de ideia. Tem sempre alguém pra me olhar, balançar a cabeça e dizer 'você diz agora, mas espera, você vai mudar de ideia. Eu também era assim' e etc. Tenho vontade de falar que 'em, eu sou outra pessoa, sabe? Eu não sou você.'

Sou outra pessoa, com outras expectativas de vida, que não quer filho, que não sente necessidade de ter um relacionamento, que se sente bem estando assim, trabalhando e estudando e fazendo tudo que tem vontade. É terrivelmente impressionante que o que mais falta no mundo seja respeito e empatia.

Rafaele Cristyne disse...

A gente fica realmente revoltada e se sente diminuída por homens que julgam os nossos ideais como 'irrelevantes' e fazem pouco caso. Mas imagina sentir isso diante do comportamento de mulheres que passam pelas mesmas situações abusivas e desrespeitosas mas que ainda tem a mentalidade machista e pensam que você só acha isso porque é virgem/muito nova/muito cheia de opinião/gosta de ser do contra? Tô contigo!

Lívia Pinheiro disse...

Sorte dele não ter a mais vaga noção do papel ridículo que estava protagonizando. Poderia arruinar irrevogavelmente o sempre tão frágil ego macho.

Eva disse...

Eu já deixei muita amizade e mesmo relacionamento com homem de lado por causa dessa mania idiota do homexplicanismo. E não é pela sua idade não, viu? Estou pra completar 30 anos, e não é raro homens de 20 e pouquinhos acharem que sabem mais do que eu sobre determinado assunto. E sim, confundem minha assertividade com TPM, afinal, não é normal que mulher seja assertiva e saiba o que quer, certo? Isso é coisa de homem!

Felizmente, a gente acaba encontrando homens bacanas aqui e ali. E felizmente, eles parecem estar aumentando em quantidade - quando eu era adolescente, não encontrava tantos homens legais por ai quanto eu encontro hoje em dia. Como dizia uma sábia, continue a nadar xD

Anônimo disse...

A maioria dos homens quando nao tem um argumento partem para o lado da força. :/ Nem sei o que falar agora, me deu um cansaço na mente.

yra
beijos

Anônimo disse...

Nossa, que história mais absurda. Esse cara deve ser retardado.

josemilson disse...

e o ponto de vista dele assim como você tem o seu.E como garantir que ele tinha razão na discussão, opiniões podem ser confrontadas e a razão e subjetiva e temporal.
As vezes criam demonios aonde não tem e se alimentam para sobreviver. Querem formar pessoas melhores educação de base e esclarecimentos desinflamados de revolta

Lisa disse...

Mas que pessoinha bem sebosa, heinhô, colega? Tentar validar sua fala com base apenas em características pessoais (como uma pequena diferença de idade ou o fato de já ter feito SÉQUESSO) é coisa de quem já sabe que seus argumentos não se sustentam, mas também sabe que pode contar com a idiotia do espectador médio.

http://yourlogicalfallacyis.com/ad-hominem

Lembrei de uma vez em que eu estava debatendo em um fórum e passei algumas páginas elaborando detalhadamente cada um de meus argumentos enquanto o oponente apenas repetia que o que eu estava dizendo era irrelevante porque mulheres são ilógicas e o fato de que eu estava começando a ficar indignada com aquela blindagem cretina seria a prova de que mulheres realmente se deixam levar por emoções. Mascus são fãs dessa técnica desargumentativa e, aparentemente, não percebem que ser incapaz de desconstruir a argumentação de um oponente e se limitar a xingá-lo só torna VOCÊ irracional, independentemente do quão evidente isso seja para quem está acompanhando o "debate."

Mari Silagye disse...

Sempre senti algum receio de expôr minha opinião sobre esses assuntos mais pessoais e ao mesmo tempo mais polêmicos. Eu sei o que vão dizer. Ah, você nem sabe o que diz, é muito nova pra ter uma opinião. Como se o cérebro precisasse de idade pra funcionar.
Eu não sou feminista mas sei que algo tem que mudar, temos sim que lutar para que esse preconceito tenha um fim, e eu acredito que terá, um dia.

Dani Andrade disse...

Ótimo texto!
Quando os homens não têm argumentos geralmente partem pra violência, gritos e ameaças pra tentar fazer valer a sua palavra.
Depois são as mulheres as emocionais e eles os racionais, aham...

Núbia Rocha disse...

Que cara babaca!

Rebecca Souza disse...

LOgico afinal seu amigo deve adorar aquela expressão
``TODO MUNDO TEM DIREITO A MINHA OPINIÃO`´
mande ele começar a ver o mundo além do umbigo dele,ou então se afaste,querida.com esse comportamento bizarro de bater em mesa,ele já provou ser um babaca completo!
Em tempo,ser virgen,não,invalida em nada seu argumento,quando eu era virgem tinha a mesma opinião de que tenho hoje.Mania escrota essa de achar que existe uma mulher antes de perder a virgindade e depois de perder a virgindade.COmo se um simples pedaço de pele defini-se tudo em nossas vidas.
mais um ponto,tenho 27 anos e vivo um relacionamento aberto,amo meu namorado e ele me ama e isso não nos impedi de termos outros parceiros e parceiras(sempre com camisinha e proteçaõ),o fato de termos outras experiencias,não invalida o nosso sentimento um pelo outro.Lembrei outro dia quando almoçavamos na faculdade e ele me contava sobre a menina que tinha ficado na noite anterior,minhas amigas em volta olhavam como se fosse o fim do mundo,mas,o engraçado foi que apesar de tudo niguem comentou nada.quando comecei a contar para ele sobre o carinha que estava me sentindo atraida,uma delas tascou:``ai,eduardo,não deixa a rebecca ficar com essas promiscuidades ,que nojo!``quer dizer,eu sou nojenta e promiscua por ser mulher,ele tudo bem,é homen,acredite isso é muito bem acortado em nossa relação e nos amamos cada vez mais,talvez um dia tenhamos vontade de sermos monogamicos,mas ,por hora,saiba que relação abertas não tem nada de faltar algo no relacioamento,sem vergonhice ou promiscuidade é só mais uma forma de viver seus sentimentos

Raziel von Sophia Imbuzeiro disse...

Francamente? Achei perda de tempo. Geralmente nessas discussões não se busca harmonia, apenas um tenta ganhar do outro e a "vitória" se dá pelo cansaço.

Procure falar disso com quem se interesse, que ai poderás realmente ter uma conversa produtiva.

Anônimo disse...

Concordo, quando alguém não está disposto a ouvir, não adianta discutir.

Danissima disse...

Bruna,
que bom que ele nao te amendrontou:
É isso, ai, menina! Pessoas "maduras que sabem tudo" estao espalhadas por todos os cantos.

luh disse...

"Manexplaning" nada mais e que ad hominem. Tentativa de desqualificar o opositor.



Mas também achei o cara de que fala o post meio babaca

Anônimo disse...

nao se intimida nem chora, menina!!!! acorda, se imponha, grite, bata na mesa tb, e diga q se o caldo engrossar, vai ligar pra policia! exija respeito

Shey disse...

Concordo com a Raziel. E fora que pessoa assim tem toda uma ideia construída de "maturidade" - que nada mais é que etarismo(mal)disfarçado - tão somente para desqualificar. Sabe aquilo de "aos 20 normal ser esquerda, mas espera-se que aos 40 seja de direita"?

Moça, tivessem vcs seus 40, ele ia dizer que "já passaram da idade de pensar assim".

De minha parte, não perco mais meu tempo discutindo com quem só está interessado em provar que os outros estão errados. Ficar explicando o básico, o tempo todo, que mulheres e LGBT merecem direitos iguais e respeito pra mim equivale a ter que explicar pq os negros merecem o mesmo tratamento que os brancos, ou seja, preguiça total.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Não somos obrigadas a sermos bem educadas com quem é mal educado com a gente.
Infelizmente, mulheres são ensinadas a tentarem serem cordiais até quando não precisam, e acho que temos que mudar isso.
Eu teria falado pra ele ir gritar em outro lugar que ali ninguém era surdo e se insistisse, me levantava com minhas amigas e mudava de mesa.
Que ele ficasse gritando sozinho ou quebrasse a mesa se quisesse. Quem ia pagar era ele mesmo.

aiaiai disse...

Bruna,

o cara sem argumento manda qq coisa p tentar ganhar a parada. Eu tenho 49 anos e já tive muitos relacionamentos, casos, etc. já fiz sequiso pra caramba kkkkkkkkkkk. E, uma vez, quando estava falando de feminismo, um cara disse: "vc fala isso porque já casou 3 vezes, já teve um monte de namorado e agora tá velha e ñ se importa mais em agradar aos homens. Essas ideias não servem p moças mais jovens" .

sacou? nós estamos sempre erradas. kkkkkkkkkkkkkkkkk. Eu só disse p ele: "querido, pergunte aos meus ex-maridos se eu algum dia fiz algo p agradar a eles. Eles gostaram de mim e ainda são meus amigos, justamente porque eu sempre fui assim". Mas, ele não acreditou...clarokkkkkkkkkkkkkk

bjs e continue firme no seu feminismo ou seja, na luta "radical" de querer q mulheres sejam consideradas seres humanos!!!

Anônimo disse...

Cara, esse blog é um saco...

Anônimo disse...

O que eu quero falar é sobre como explosões emocionais geralmente mais associadas com os homens (gritar, expressar raiva abertamente) recebem um passe no discurso público de uma forma que explosões emocionais tipicamente mais associadas às mulheres (chorar, "se aborrecer") são estigmatizadas.

Eu quero dissipar a noção de que as mulheres são "mais emocionais." Eu não acho que nós somos. Eu acho que as emoções que as mulheres estereotipicamente expressam são o que os homens chamam de "emoções", e as emoções que os homens geralmente expressam são de alguma forma consideradas pelos homens como sendo outra coisa.

Isso é incorreto. Raiva? EMOÇÃO. Ódio? EMOÇÃO. Recorrer à violência? EXPLOSÃO EMOCIONAL. Uma necessidade irracional de estar correto quando toda evidência está contra você? Certeza que é uma emoção. Recorrer a gritar muito alto, quando você não gosta do ponto de vista da outra pessoa? Isso se chama "ser muito emocional para se envolver em uma discussão racional."

Não só eu acho que os homens são pelo menos tão emocionais como as mulheres, eu acho que essas emoções estereotipicamente masculinas são mais prejudiciais ao diálogo racional do que as emoções estereotipicamente femininas. Uma pessoa ferida, chorando ainda pode ouvir, pensar e falar. Uma pessoa gritando, com raiva? Essa pessoa está cagando todo discurso significativo.

— Quando os Homens São Muito Emocionais Para Ter um Argumeto Racional, por Jen Dziura.

Sara disse...

Bruna fala pra esse molequinho de 27 aninhos q eu ja passei dos 50 e assino embaixo de todas as lutas feministas que são as suas tb, e que ele deve ser um babaquinha q só enxerga o próprio umbigo, vc apesar de ser mais nova q ele , parece q esta a anos luz em conciência do q ele.

Anônimo disse...

Oi Eva,

onde estão estes rapazes bacanas q vc citou?? Pq eu tb tenho quase 30 e só ando vendo por aí caras q só querem as novinhas e acham q mulheres com a nossa idade já passaram do ponto, estão velhas, desgastadas, além de serem canalhas... como o meu ex por exemplo...
Há esperança então?

Anônimo disse...

Se a pessoa nunca teve relações sexuais, é normal que ela reflita a respeito de como serão as relações que ela gostaria de ter. Depois, quando ela tiver relações, ela vai notar que nem tudo é como pensava etc.

Acho que as relações livres estão sendo bastante idealizadas. Não tá no mapa o que vejo de gente entrando em furadas ainda mais desgracentas que o casamento tradicional.

Já li bastante sobre o assunto, já tive relações "livres" e hoje em dia concluo que há um hiato entre o que representamos ou pensamos e o que fazemos nas relações livres que não são tão livres assim.

Raziel von Sophia Imbuzeiro disse...

Shey,

Vou te contar uma história... Minha chefa no trabalho - que também é minha amiga e cervejeira semi-profissional - não curte(ou não curtia :P ) feminismo, e quando entrou no facebook para atualizar uma página institucional, viu que uma amiga divulgou uma página chamada "por uma cerveja feminista" e reclamou que é contra machismo e feminismo e tudo.
Não argumentei, entrei na página de vagabundagem no meio do trabalho e fiquei comentando com ela das "matérias legais" e ela foi gostando e achando interessante, e eu disse: "Essa página tem mesmo muita coisa boa =]".
Ela se surpreendeu em saber que os negócios de "mulheres x cerveja" legais que eu estava falando era da página e disse: "Depois vou dar uma olhada =D" e depois olhou, curtiu, comentou e quando eu tive chance, expliquei a ela o que era feminismo.

Não devo ter gasto 1/20 da energia usada nessas discussões inúteis.

Anônimo disse...

Anonimo das 18:56:

Sinta-se livre para nunca mais entrar no blog.

Anônimo disse...

Cara, esse blog é um saco...

Ninguém te obriga a ler ou ficar por aqui ;)

Israel disse...

Pois é, esse tipo acha que a gente, por ser virgem e/ou assexual, n tem direito a opinar nesse assunto, que nós temos que ter a prática pra valer algo e whiskas sachet...tipo assim, complexo de "O virgem de 40 anos."

Além de sexista, nossa sociedade também é muito sexualizada. Pessoas virgens e castas, seja por opção ou por voto, são mal vistas, porque são recalcadas, reprimidas, e gays, para nós homens, ou então que n se recuperaram do último[?] pé na bunda, se mulher. Não temos vida, identidade, se não fazemos sexo.

Se transar é uma opção, não fazê-lo também é, e queremos ser respeitadxs por isso. Assim como se combate o slutshaming, o prudeshaming também deve ser.

E pra quem n gostou do post, a porta da rua é a serventia da casa.

Ju disse...

Gente, estou chocada com a notícia do link do primeiro comentário!
A minha opinião é que essa pesquisa é completamente estúpida.

Olha isso: "Ou seja, o famoso desconforto causado pelo salto alto faz com que as mulheres se sintam – e fiquem – mais bonitas."

Vai vendo.... o desconforto nos deixa lindas!!!!!


"A evolução pode explicar, em parte, a popularidade dos saltos altos no vestuário feminino. Se usar salto enfatiza alguns aspectos especificamente sexuais da forma feminina, que a torna mais atraente, uma das motivações, consciente ou inconsciente, tem a ver com a seleção de parceiros", explica a pesquisa publicada na revista Evolution and Human Behavior."

A EVOLUÇÃO. Chezusssmariajosé.

Mas a melhor parte vem agora. Se segurem.

"Além disso, eles viram que o salto faz a mulher andar mais rápido do que quando estão com sapatos mais confortáveis e baixos"

Como pode?
Esse negócio de sapato confortável é pras fracas, vamos todas apostar corrida com um belo de um sato alto, vamos chegar mais rápido!

Anônimo disse...

Ai, ai, se eu tivesse o mínimo de talento fotoshopístico, o usaria para ridicularizar essas pesquisinhas cretinas, simulando a capa de uma revista ocidental com a "explicação evolutiva" para os pescoços longos das mulheres Kayan (aquelas das argolas na Tailândia) serem o supra-sumo da beleza feminina.

Anônimo disse...

O lance é que o argumento da idade dele sempre será irrefutável. Quando você tiver 27 ele vai dizer que vc não viveu o que ele viveu e quando vc tiver 35/36 vai mudar de ideia. E por aí vai até que vc diga pra sepultura dele, não mudei de ideia (hahah, só pra descontrair) Ouço isso o tempo todo, desde que eu tinha 12 ou 13 e dizia que não queria ter filhos. Hoje tenho 24, casada, sem perspectiva de mudar de opinião e ainda me bombardeiam com esse argumentinho ridículo.

Anônimo disse...

Lola, outro caso de estupro coletivo chocante, dessa vez nos EUA.

http://www.theblaze.com/stories/video-of-steubenville-high-school-students-joking-about-alleged-gang-rape-leaked-by-hacktivist-group/

Como de costume quando os estupradores são importantes na cidade onde moram e/ou ainda jovens, eles estão sendo acobertados e há uma lei de silêncio vigorando. Se não fosse pela ajuda daquele grupo Anonymous e por fotos que o grupinho de estupradores postou no facebook, pouco se saberia sobre o caso. Tenho medo por essa nova geração "nerd" de meninos e homens que só conseguem ver as mulheres como lixo.

Dani Andrade disse...

Gente, vcs viram que aplicado o mascuzinho anônimo do primeiro comentário? Ele ficou OITO dias procurando um texto que afirme que salto alto é bom e que faz andar mais rápido etc e logo que achou tratou de ser o primeiro a comentar! É muito amor ao salto, gente!
Poxa, tô impressionada!

Shey disse...

Raziel, isso é o que se pode chamar Eficiência 10, Cansaço 0 :)

Ronaldo disse...

@Dani, o que lhe faz pensar que o primeiro comentarista era um mascu?

MCarolina disse...

Irrelevante é esse homem para o mundo. Além de folgado e descontrolado, aproveitou que vocês eram mais novas e lascou o homexplicantismo bêbado. Em uma coisa a idade faz diferença, se fosse uma mesa de feministas da idade dele a criatura não teria conseguido soltar as asinhas.

Carol disse...

Esse post = "Como identificar um homem frustado"

Babi disse...

Olha Lola, o documentário "O riso dos outros" tá no youtube!

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=PRQ1LuBWoLg

Raziel von Sophia Imbuzeiro disse...

Anon das 21:09

Olha, minha experiência demostrou que existem vários "Brazis", em alguns não se liga para a idade.
Eu mesma nunca tive problema por isso e mês retrasado até tive uma paixonite por uma moça de 34 anos. :3


Dani Andrade,

Segundo um ortopedista, salto até faz bem, desde que não seja usado cotidianamente e nem em festas, mas sim em programas mais casuais como cineminha, restaurante, etc.

Shey,

Indeed. ;)

Anônimo disse...

Esse ppovo continua com a ladainha, mulheres de 30 feias e acabadas bleh bleh bleh... tenho 24 e minha mãe 49 e ela tem mais pretendentes do que eu. homem velho é que fica broxa!

Mariana. disse...

é triste, amiguinha do guest.

A minha última discussão assim aconteceu na virada do ano.

Moro em MT e no interior do estado está acontecendo uma desocupação de terras em favor dos índios. Chegamos nesse assunto não sei como, mas em pouco tempo estava eu e a irmã do namorado de uma amiga contra uns 4,5 primos dizendo "indio não gosta de trabalhar, bando de vagabundo, bebado, sem verogonha". Aí eu olhei pra ela com cara de "não adianta". Ela - historiadora da minha idade -23- e super engajada, já devia estar mto habituada a esse tipo de gente (meus parentes).


Depois passamos pro racismo (juro que ouvi meu primo dizendo que queria saber pq é tão errado usar camiseta 100% branco), cabelo afro, cotas em universidades, e é claro, feminismo ("a maior posse que um homem pode ter é a sua mulher, não dá pra tratar mal", entre outras pérolas maravilhosas).

Ficamos nisso até as 5 da matina, mas eu e a minha nova amiga não baixamos a cabeça, fomos até o fim, derrubamos argumento por argumento, até que no fim eles estavam murchinhos.

Eu sei que não os conveci, mas não vou dar o gostinho pra ninguém - em lugar nenhum - de falar por ultimo numa discussão ideológica. Sou teimosa. :)

Anônimo disse...

Olá garot@s!

Li uma opinião sobre o papel da mulher como líder e gostaria muito de saber a opinião de vocês.

http://ufrgsrevisitada.blogspot.com.br/2012/10/pos-eleicao.html

ViniciusMendes disse...

Eu só paro pra discutir se eu quiser me divertir com o bate-boca (sim, eu sou desses :P)

Se não eu vou pelo método Raziel tbm... Mando pesquisas, dou exemplos práticos e ao invés de questionar as crenças da pessoa (o que sempre gera uma postura auto-defensiva), só apresento um ponto de vista novo como quem não quer nada. :P

Ju disse...

Olá Anon das 08:52.
Eu acho que vc é a mesma pessoa que postou o link da pesquisa que COMPROVA que mulheres de salto alto andam mais rápido que mulheres com sapatos confortáveis. Onde vc acha essas coisas?

Olha a asneira que tem sobre as mulheres (entre outras) no texto que o anon postou:
"Os cabelos são longos enquanto no resto do corpo persiste o revestimento piloso infantil blá blá blá whiska sachê.."

Alguém apresenta uma tesoura pra essa pessoa, fazendo o favor?
Eu acho que em muitos casos os homens é que tem uma dificuldade maior de se afastar da infância, anon. O que vc acha, queremos saber sua opinião sobre as tosqui..err, pesquisas que vc posta também.

Sara disse...

anon 8.52hs quanta abobrinha evolucionista , sem mais,,,,,,

Carol M disse...

1) Tem uma galera que definitivamente não entende como a evolução funciona. Darwin se sacoleja na tumba.

2) Pleno 2013 e tem gente confundindo relação sexual com relacionamento.

Anônimo disse...

Imbecil completo. Usa o argumento da "autoridade". É a mesma coisa de quem diz que só quem é mãe conhece o amor verdadeiro.
Totalmente inseguro e carente de atenção, quis crescer pra cima de quem ele juga inferior. Que dó. Acho que o problema dele é pessoal, não é nem com mulheres não...