sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

EXEMPLOS DE HOMENS FAZENDO A COISA CERTA

Tudo isso que vou contar eu fiquei sabendo na mesma semana de dezembro, e me deixou com um sorriso no rosto. Primeiro recebi este email da Júlia: 

"Estou escrevendo esse e-mail porque passei por uma cena ótima outro dia com meu namorado. Para contextualizar é preciso falar que tive uma criação extremamente feminista e de esquerda. Comecei a namorar um cara que, apesar de não ser nem um pouco machista, também nunca tinha parado pra pensar muito sobre o feminismo. Com o nosso namoro eu fui mostrando pra ele como pequenas situações, frases, conversas do nosso cotidiano escondem o machismo e o ódio às mulheres. Ele não tinha noção de como nós mulheres sofremos tanto com o machismo todos os dias.
Desde que começamos a namorar eu passei por situações que todas as mulheres passam, como cantadas e abordagens totalmente desrespeitosas de homens na rua, ou nas baladas, quando os caras ficam putos porque você não quer conversar com ele, ou quando eu vou sozinha numa festa com amigxs, e se eu digo pra algum desconhecido que eu namoro e que meu namorado não está lá, a resposta é sempre 'Nossa, ele te DEIXA sair sozinha?' ou 'Se eu fosse ele não DEIXAVA uma garota tão bonita ir sozinha numa festa'. É, essa chatice toda que a gente já cansou de listar.
Bom, tô falando tudo isso porque outro dia saímos de uma festa e um garoto veio falar comigo de um jeito super desrespeitoso. Eu o chamei de machista (nem lembro direito o que ele falou, mas ele chegou já me chamando de 'minha flor' e 'delícia'), aí um amigo dele veio falar que eu devia ser uma feminazi que odeia homens. Meu namorado, que estava por perto (e estava bêbado, haha), chegou pros caras e falou: 'Olha, ser feminista é libertador pras mulheres, mas ainda mais pros homens, vocês deviam ser também. Respeitar uma mulher da mesma forma como o mundo espera que a gente respeite um homem é uma das melhores coisas que podemos fazer'.
Achei o máximo! Pelo fato d'ele estar bêbado, dava pra ver que ele falava aquilo e realmente acreditava. Tenho a prova viva do meu lado de um homem que não se sente oprimido pelo feminismo, muito pelo contrário. E isso é óbvio, já que o feminismo 'só' quer que sejamos iguais. Imagina quantos homens se sentem reprimidos porque não podem chorar, falar sobre o que estão sentindo, porque precisam 'comer geral' pra provar sua masculinidade, enfim, tudo isso que a gente cansa de listar pros mascus, mas eles custam a entender, né? Apesar de cansativo, acho que estamos no caminho certo."

E na mesma semana recebi este outro email:
"Meu nome é Denis e antes de mais nada quero agradecer a você pelo seu blog e a leitura diária que me faz ver o mundo com lentes cada vez melhores. Leio seu blog há bastante tempo, mas dificilmente comento porque leio do trabalho, e é dificil parar um tempo para escrever, mas vou parar de enrolar e dizer o motivo deste e-mail.
Descobri o feminismo há pouco mais de um ano, após ter começado minha graduação em psicologia (antes disso eu tinha a mesma visão pejorativa das feministas que muita gente tem), e posso dizer que isso mudou minha forma de agir e pensar, mas não foi tão simples assim (e ainda não é).
Quando comecei a pesquisar sobre o feminismo, vi em mim várias atitudes repulsivas que estavam tão internalizadas a ponto de eu não notar. Vi como eu tratei minhas namoradas, como meus relacionamentos eram abusivos, como eu tratava as mulheres como objetos ou seres inferiores.
Lembro de ter insistido para fazer sexo com uma ex-namorada algumas vezes e depois me justificar para meus amigos dizendo que era 'só charme' da parte dela. Lembro de ter brigado e a chamado de vadia com o intuito de ofender. Eu também mexia com as mulheres na rua e achava que elas gostavam.
Posso dizer com toda a certeza que senti nojo de mim mesmo quando tive o insight do que estava acontecendo. A partir do momento em que decidi que iria fazer o certo e me reeducar, vi que não era tão fácil. É mais fácil 'ser homem' de acordo com os padrões machistas da sociedade.
Essa mudança significou perder 'amigos' por dizer que eles estavam equivocados, e falar que cantar mulheres que estavam andando na rua era errado. Significou arrumar discussões ao dizer que fazer sexo com uma mulher que não está consciente é estupro. Significou me reeducar em relação a como tratar minha namorada, que é uma pessoa como eu e merece todo o respeito e consideração pela sua inteligência.
Significa que eu tenho que me vigiar a todo momento pra não reproduzir o que aprendi a vida toda com a mídia, que diz que as mulheres são frágeis, que precisam de um pulso firme e másculo para serem colocadas em seu lugar. Significa parar de implicar com as roupas da minha namorada, significa parar de ficar pedindo para que ela me dê satisfação de tudo o que ela faz (o que ainda é dificil). Significa ser chamado de 'viadinho' e ouvir que eu deveria ser gay porque não digo que uma mulher é gostosa em alto e bom som no meio da rua.
Olha, esse e-mail é um tipo de desabafo de uma pessoa que está tentando se despir do machismo e incorporar o feminismo no modo de vida. Mas não é fácil. Eu realmente espero que os homens se conscientizem mais sobre o feminismo. Espero que os meios de comunicação parem de sensualizar a mulher em TU-DO. E queria me desculpar com minhas ex-namoradas e com todas as mulheres as quais ofendi pelo meu comportamento irracional de machista imbecil.
Obrigado por ler tudo isso, e como já disseram inúmeras vezes, obrigado pelo seu blog e pela ajuda que ele me dá!"

E juro, na mesma semana fiquei sabendo da criação desta nova página no Facebook, "Homem Feminista de Verdade". Apesar do nome, que não é tão bom, a página é excelente, e tem como missão usar "espaços masculinos" para combater o patriarcado. Todas as imagens com balões de diálogos que utilizo neste post eu tirei de lá.
Muito bom descobrir no espaço de poucos dias tantos homens que estão lutando para criar um mundo mais igualitário! Esta feminista aqui gosta muito de vocês.

101 comentários:

Anônimo disse...

Ninguém é contra ou não reconhece a necessidade de igualdade de direitos civis e políticos às mulheres isso foi e continua sendo absolutamente necessário. Sempre achei um absurdo mulheres serem consideradas relativamente capazes pelo Código Civil de 1.916 coisa que só mudou lá pros idos de 74... Agora, feminismo é igualitário, mentira, a lei Maria da Penha só trata da violência contra quem? Antes que digam que sou contra essa proteção, eu digo que sou a favor, mas por que só para mulheres?! A Constituição assegura o direito de aposentadoria 5 anos antes para mulheres. Serviço militar obrigatório é só para homens. Licença maternidade 120 dias para mulheres e para homens?! 10 dias.. Cadê as feministas se igualando nesses aspectos? Cadê a igualdade!? Nunca vi qualquer feminista reclamando dessa desigualdade.

Anônimo disse...

Se todo homem é estuprador em potencial e a grande maioria passa a vida sem estuprar, palmas para nós, somos o exemplo mais vívido de controle dos impulsos naturais ahahaha

LENE disse...

QUE EM 2013 A JUSTIÇA FACA PREVALECER COM + VIGOR EM TODA A HUMANIDADE QUE VIER OCUPAR DELA POIS A DIVINA NÃO E FALHA É CERTA, MAS QUE A DO HOMEM SEJA MAIS CERTA DO QUE ERRADA E TORCER PRA NÃO SER FALHA NA VERDADE.

Sara disse...

Tomara q haja uma luz no fim desse escuro e tenebroso tunel q é o machismo Lola.
Exemplos como esses q vc colocou dão um pouco de esperança, tentei fazer um balanço e apesar de ser mais velha q vc Lola, só me lembro de ter conhecido apenas tres homens hetero que não tinham atitudes machistas, e nenhum deles por incrível q pareça tinham qualquer noção do q fosse o feminismo, mas nunca os vi se valerem de serem machos para impor nada a nenhuma mulher, muito pelo contrário, e um deles q foi muito próximo a mim, mas infelizmente ja se foi, teve todos os motivos do mundo para ser cruel , despótico, com mulheres e mesmo assim não foi, pras mulheres que fizeram parte da vida dele, ele só teve amor pra dar, vou sempre sentir muitas saudades dele, a lembrança dele é uma esperança pra mim, e como ele deixou descendentes espero que seus gens estejam bem vivos ainda tb nos homens da familia q ele deixou.
Eu "curti" a pagina do homem feminista, mas continuo denunciando as paginas do FB dedicadas ao machismo e misoginia.
Tambem é uma esperança que essa pagina tenha um numero enorme de "curtidas" enquanto a do Lobo debiloide tenham bem poucas e estão diminuindo, ja é algumna coisa...

Anônimo disse...

A questão central parece ser onde esta a fronteira entre responsabilidade individual e social. Achar que os homens são educados pra odiar as mulheres é uma forma de reducionista de encarar o problema. Talvez uma posição menos apaixonada e mais técnica seja necessária para a crítica. Vamos debater mais desapaixonadamente e mais racionalmente.

Anônimo disse...

machismo e uma palavra inventada para demonizar a masculinidade, Quando uma mulher chama um homem de machista é sempre em tom de ofensa, e essa palavra é utilizada nas mais variadas situações, sendo que pode significar qualquer coisa e nada ao mesmo tempo. É frequentemente associada a homens com valores mais tradicionais, mas também é utilizada para descrever bandidos que agridem mulheres, como se fossem idênticos. E não raro vemos essa palavra ser utilizada para qualquer comportamento natural masculino, como se ser homem em si mesmo fosse um comportamento a ser repreendido.

Essa confusão nasce do pressuposto errôneo, conforme a ortodoxia feminista, de que homens e mulheres são essencialmente iguais, quando não são (óbvio que homens e mulheres devem ter direitos iguais, o que questiono é a idéia de que não existam diferenças comportamentais entre os sexos). E não apenas isso, elas tomam como o ser humano padrão as mulheres, logo tudo que é masculino deve ser evitado, e não raro podemos ver como que o movimento feminista atrai facilmente homens efeminados. Já qualquer homem heterossexual é repudiado, como não poderia deixar de ser, por ser machista.
as feministas acreditam que o machismo é uma “construção social”, não acreditam que os homens tenham uma natureza, acham que somos tábulas rasas que elas podem ensinar a pensar como elas. Não importa que toda a nossa educação seja feita por mulheres, muitas vezes fortemente influenciadas pelo feminismo ou valores modernos como um todo, elas ainda acham que quando um homem não age da forma que elas exigem é falta de que se pregue mais feminismo, que se pode mudar a natureza masculina através de doutrinações.

Anônimo disse...

"Os homens que se dão bem com as mulheres não agem como se elas fossem um ser complexo e transcendental que eles tem tratar com luvas de pelica" Olha, tratar como um ser humano como outro qualquer já é muito bom. É o minimo que esperamos.

Anônimo disse...

Direito de resposta concedido a mim segundo a regra XXX de XX de XXX de XX... referente ao comentário da postagem anterior http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2013/01/a-insanidade-do-facebook.html

""" Nuba ofKau disse...
Eu comentei: "O orkut até era tri, mas o fb... tá louco... eu só tenho perfil numa rede social onde sua maioria são "leste-europeus", lá tem várias eslavas delicinhas...."

Nuba ofKau: Sério, me enojou essa merda. Tem que juntar machismo com racismo.

Pior que o cidadão fala "tri" provavelmente só pra gente pensar que "ah, ele deve ser de uma dessas colônias de ucranianos no sul"...só que, amigo, eu não ligo pro lugar de onde seus bizavós vieram. """

Eu: Machismo? Queria que eu quisesse contato com os eslavOs também?

Racismo? Eu não acho que uma raça seja superior ou inferior à outra... eu apenas prefiro as eslavas... isso se chama preferência... assim como você deve ter as suas... ou você se relaciona com todos os tipos de homens?

Eu não sou descendente de europeu, eu sou mestiço... se alguém me visse me diria que eu sou branco... branco são os europeus...

Acho que vou inventar dois novos tipos de preconceito... comentarismo e ideiaismo... pois você está questionando meu comentário e minha ideia.

Agora comentando esta postagem...

Este casal "feminista" que querem igualdade... eu acredito que eles devam estar tentando convencer o dono da boate para ele colocar preços iguais na entrada no empreendimento dele para homens e mulheres...

Pelo que eu leio neste blog feminista... feminismo = domar todos os homens e fazer todas as vontades das mulheres. Isso nunca vai acontecer, pois o rei da selva é o leão e não o grupo de leoas.

Anônimo disse...

vocês não querem um homem, querem um bichinho de estimação.

Rebecca disse...

Que alivio saber disso. Eu tenho um namorado ótimo, de esquerda, formado em ciências sociais, o que já faz dele mais esclarecido que a maioria dos homens. Mas em alguns momentos ainda tenho que pontuá-lo do machismo que ele expressa em algumas situações. De fato é um exercício diário.

Mas também já ouvi de um professor de sociologia da faculdade, também de esquerda e muito conhecido no ramo aqui no RJ, que as mulheres não precisam de feminismo, que isso é falta do que fazer. Não por acaso esse mesmo professor me assediou algumas vezes.

Mas é um conforto saber que tem homens conscientes nesse sentido e que eles estão se unindo e crescendo numericamente :)

Bruno S disse...

Acho que a qualidade do post podia ser medida pelo quanto ele incomoda os "corajosos" comentaristas anônimos.

Fico feliz por ver que tem gente que usa o facebook para iniciativas legais. Os diálogos são ótimos. Eu mesmo já falei para amigos coisas parecidas com a do último diálogo.

Concordo com o Dênis, assumir uma atitude feminista exige um esforço bem maior que seguir o padrão machista esperado. É algo de repensar nossas atitudes a todo momento, cansa, mas não pode deixar de ser feito.



Luiza disse...

Lola hahahahahaha

Que bom que você liberou esses comentários, porque são HILÁRIOS!

É tão legal ver os (mas)cuzinhos se borrando de medo ahahahahaha

Homens feministas: beijão nas bocas de vocês!

Carol M disse...

Tiraram a moderação hj? Pq os mascus vieram com seu panico de sempre. Caras, tratem as mulheres da forma como vcs tratam os homens, simples assim. Como isso é emascular vcs eu não sei. Aliás, essa coisa toda de identidade centrada em ser macho não é uma camisa de força não?

Marcelly disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk...ai Lola eh só dar risada..olha o taaaaaaaaaaaanto de machistoides lendo seu blog???..sério..eles são maioria aqui..só pode...

quanto aos homens feministas..quero que vcs sejam felizes...e felizes..e felizes..que transem muitooo..que se divirtam muuuuuuito ao ladode mulheres incriveis que acentuem toda a sua humanidade ( preferi nao usar o termo masculinidade pq eh meio tosco)..que essas mulheres maravilhosas façam de vcs o homens Cis mais realizados do mundo...

quanto aos machistoides de plantão... sejam felizes com seus ky's..seus filmes pornos e revistas masculinas.. ;)

Anônimo disse...

Aiai... Homem=leão, o rei do clubinho. Porque, meu Deus, porque?! Casei com um espécime que me trata como deveria (como ser humano!), cozinha e lava a louça sempre que pode, bem como eu. Troca a fralda da neném e não é menos Homem (com H mesmo) por isso! Será que ele seria tão amado se me tratasse mal? Se me visse como escrava, no lar e na cama? Enquanto tantos precisam forçar a barra, ele tem tudo que pode precisar (no lar e na cama, hahaha) simplesmente por que tudo é um prazer ao lado de alguém assim! #ficaadica

Renata disse...

Gostei muito desse post,Lola!
Fui criada em uma família absurdamente machista, e hoje é muito difícil aceitar as coisas que meu pai faz sem retrucar.
Ele não é o tipo de homem que é machista porque quer e tem orgulho disso. É triste ver que ele foi criado assim, e ele não acha que isso seja errado de forma alguma.
Por outro lado fico feliz em ver que meus amigos tiveram criações mais igualitárias que a minha. Acho que uma parte, pequena, mas importante da sociedade está mudando.
Descobri que homens e mulheres feministas criam filhos feministas.
Se o feminismo crescer acredito que em duas ou três gerações o machismo terá sido diminuído consideravelmente. O problema é que muitas mulheres não vêem o machismo diário e acham que feminismo não é mais necessário. Gostaria tanto que esse quadro mudasse!


P.S.:Quanto anônimo mascu revoltado escrevendo textos e textos sobre como o machismo é bom e deve ser incentivado.
Queridos, ninguém vai ler esses manifestos que vocês escrevem aqui, desculpem.
Quer falar sobre machismo e misoginia vá para uma página de machos no facebook onde você vai com certeza receber muitos likes no seu comentário nojento e vai se sentir um mascu famoso e vigoroso.
Beijinhos feministas para vocês.

Anônimo disse...

Fugindo um pouco do tema,já viram o que anda acontecendo com uma garota no Facebook?
Ela está sendo vítima de alguém que invadiu suas fotos íntimas e pessoais e está virando motivo de chacota.
Muita gente está xingando-a de tudo quanto é nome por ela ser gorda e por ter tirado fotos nuas.
Estou denunciando sem parar ao Facebook,SaferNet e Polícia Federal,mas as fotos e as humilhações continuam no ar.
Vejam:
https://www.facebook.com/NataliiaMunizz?ref=ts&fref=ts
https://www.facebook.com/pages/Natalia-Muniz/386175061475070

Rebecca Souza disse...

Nâo tem nada mais lindo do que um homen feminista>Um homene que antes de chamar qualquer mulhere de ``gostosa``na rua,pensa o que seria se fosse sua mão ,irmã,ou qualquer mulhere proxima que tivesse que ouvir esse tipo de cantada
UM homene que entende que não é não,que visto o que quero e isso não significa que sou vulgar ,ou estou me oferecendo.
Tenho a sorte de conviver com um homen feminista

e cada dia que passa me apaixono mais por ele!infelizmente ele já teve que sofre todos os questionamentos possivel sobre sua sexualidade,mas ele não liga.Sabe o que mais me chamou a atenção nele,quando eu o vi,destruir argumentos moralistas contra o aborto e defender o feminismo com unhas e dentes na sala de aula.
Eu sei que a lola não vai se importa de declarações de amor aqui,então lá vai:Eduardo,eu sei que vams ter muitas lutas pela frente,mas,vc me dá cada vez mais força para lutar e agora cada vez que ergo meus braços ,sei que vc está do outro lado erguendo os seus tb,obrigada,mu amigo e amante!

Marina Sandeville Stávale Joaquim disse...

Queria muito pedir que o blog se utilizasse da influência que tem pra, do mesmo modo que divulga a marcha internacional das vadias, levar as leitoras a se mobilizar pelo caso da estagiária estuprada que se suicidou, entre outros. Mas esse é o caso mais urgente. Por favor, nós brasileiras precisamos começar a lutar por nossas próprias causas, ou nada nunca vai mudar. Enquanto esse tipo de julgamento não tiver pressão popular, e não esperar por pressão popular, nada vai mudar. As pessoas precisam ter medo da pressão popular que um julgamento de estupro causa, porque isso influencia sim o juiz. Os escritórios precisam ter medo, o juiz, etc.
A notícia:
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,policia-investiga-morte-de-estagiaria-em-sp,979054,0.htm

Mirella disse...

GENTE ahahahah mascuzada ficou chateadérrima.


You go, boy!


Homem feminista é uma delícia. De conversar, conviver, namorar, pegar.


Para o primeiro mascu das 11:20:

http://ativismodesofa.blogspot.com.br/2013/01/e-igualdade.html#comment-form

http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2012/02/pobres-homens-obrigados-servir-o.html

http://ativismodesofa.blogspot.com.br/2012/11/desenhando-mulheres-e-criancas-primeiro.html


Mascuzin do meu ésse dois, acho válido você questionar, mas quem sabe você não pesquisa antes de demonstrar sua ignorância?


A humanidade agradece.

Rê_Ayla disse...

Para os comentaristas machistinhas de pplantão, caso saibam ler texto escrito em língua portuguesa e ter o mínimo de senso de interpretação de texto:
http://ativismodesofa.blogspot.com.br/2013/01/e-igualdade.html

e UM DESEJO: que todos eles sejam uma mulher por uma semana (sonho, mas vai que algum dia se torne possível né...)

Sara disse...

A quantidade de mascus por m2 aqui ta braba heim!!!!
É no mínimo incrível que num blog q se diz abertamente FEMINISTA, venham tantos mascus fazer seus discursos manjados e falidos, o q querem vcs, que nós mulheres voltemos a ser submissas em tudo ao nosso amo e senhor o homem é isso??
Bom pra vcs , só uma lembrança me ocorre , lembram aquela musiquinha q ficou muito famosa na internet ,
Va toma no C_ , essa vai em homenagem especial a todos homens machistas cheios de privilégios q não querem abrir mão de nem um só deles, aos egoistas egocentricos, frutos mal acabados do patriarcado , q vamos continuar lutando sem nenhuma trégua, e não estamos tão longe assim de pôr por terra.

Nuba ofKau disse...

Amigo do rei das selvas, eu respondi pra vc lá post do Facebook do lobo maluquinho.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:20

A lei Maria da Penha pode sim se estender para homens quando é necessário, o único problema é que UM HOMEM NÃO É AGREDIDO POR UMA MULHER A CADA 5 MINUTOS NO BRASIL, sem contar que um homem não denuncia considerando que é socialmente determinado como "ridículo" um homem apanhar de uma mulher, imagina a "vergonha", vai dizer que isso é imposto por mulheres feministas também?

Isso é imposto para que homens tenham "motivo" para revidar fisicamente ao invés de buscar justiça.

vanessa disse...

Gostaria muito de entender o que leva esses mascus virem com esse discurso pra ca.. Sério, eles acham que escrevendo: "Homens que não gostam do próprio saco. Malditos adoradores de salto ¬¬" vão mudar a opinião de alguém? Porque não vão bater uma olhando algum lindo saco por ai?

Anônimo disse...

Ao anônimo das 11:48 :

Ó nossa, se jura que ela faz sexo? Nunca que eu iria imaginar isso vendo a imagem dela na marcha das vadias. Pq né, mulheres não fazem sexo, só pode.

Cora disse...

trilha sonora para os moçoilos.

Marcelly disse...

uma ressalva


NÓS mulheres lutamos
por direitos iguaiss!!pelos nossos direitos,para que eles sejam iguais aos dos homens...
isso inclui as mesmas obrigações...
queremos os mesmos salarios..divisão nos deveres domesticos..
total respeito nas ruas..sermos donas dos nossos corpos e decisões..

vcs querem que servir o exercito não seja mas obrigatorio só para vcs..mas nao lutam por isso..
vc querem pagar o mesmo que as mulheres na baladas...mas nao lutam por isso e ainda pra piorar adoram o fato de isso encher o bar de mulheres..

desculpenãobrigar pela sua entrada nas boates..estamos ocupadas tentando impedir que mais mulheres morram na mãode homens quepensam como vc..

Anônimo disse...

Nossa, aquela falando do amigo que publica coisas machistas no fb é muito boa! rss acho que eu teria compartilhado se tivesse recebido... rsss

Cora disse...


que gente doente.

pros carinhas aqui humanizar a mulher é domar o homem!

o.O

impossível o diálogo com essa galera.

perda de tempo total.

Anônimo disse...

Lola,
Falando em lavar a louça, uma outra coisa que uso em apoio ao meu feminismo, é a minha independência com trabalhos tipicamente masculinos.

Eu mesma encho os pneus do meu carro, troquei o chuveiro, desentupi a pia, montei meu guarda-roupa e etc.... Meu namorado só ajuda qnd quer...

Assim me sinto "livre" pra ficar de braço cruzado junto com os homens depois do almoço, qnd não estou afim de lavar a louça...

Anônimo disse...

Nossa, são tantos discursos falsos que fica difícil rebater. Anônimos, desculpem, mas vocês estão grasnando coisas sem sentido. Primeiro, a aprovação da Lei Maria da Penha foi quase um símbolo de condenação do Brasil pelas Nações Unidas. Isso mesmo, o Brasil foi condenado por crime contra os direitos humanos devido a forma como negligenciou todos os apelos da vítima de violência doméstica, Maria da Penha.Após o escândalo internacional é que a Lei foi aprovada. E na verdade é uma lei favorável a homens também, pois se aplica a casos de violência doméstica em geral. Sugiro que você pesquise isso. O feminismo é um movimento que busca a igualdade de tratamento entre gêneros, não é o único movimento nessa busca e nem o único representante. Não conheço mulheres que odeiam o que é do universo feminino ou do universo masculino, conheço pessoas que se opõem a uma determinação desses universos. Por exemplo, uma mulher se realiza com a maternidade? Poxa, legal parabéns e felicidades a ela. Mas todas as que não quiserem ser mães por acaso são menos mulheres? Claro que não. Acho que você tem direito de chorar, sem que sejam considerados "fracos" por isso, como eu tenho o direito de jogar SC2. Sem essa de coisas de menino e coisas de menina. Também somos contra desconto para gêneros sabe por que? Para o sistema eu só sirvo pra chamar a atenção do freguês que realmente tem dinheiro pra gastar enquanto você é considerado um otário que não sai para se divertir e sim para "pegar mulher" e vai pagar mais drinques em tentativas frustradas durante a noite. Só que isso não pode ser regra. Eu pago a minha bebida, não sou dependente de homem algum. Assim como você pode só querer encontrar amigos em um bar e se divertir, independente da presença de uma mulher. E onde você estava que nunca nos ouviu falar a favor de aumentar a licença paternidade? Claro que somos TODAS a favor de que o homem seja mais presente na vida dos filhos, é importante inclusive para o bebê. Quanta revolta, sobre destruir a sua masculinadade, o que significa afinal de contas "masculinidade"? Eu não saberia definir isso como uma qualidade, mas consigo definir coisas boas independente do sexo da pessoa, como bom senso, educação e empatia pelo próximo, o seu IGUAL, seja homem ou mulher. Os homens não são em totalidade estupradores em potencial, como as mulheres não são em totalidade interesseiras. E nada a ver continuar discutindo favoravelmente ao patriarcado. Lógico que é um sistema ruim para o ser humano. Você não percebe que é ruim para você? Os homens são vítimas do patriarcado tanto quanto as mulheres. A fantasia de sucesso vendida a vocês, cobrada à exaustão foi criada por um sistema patriarcal em que se vc não tem carro do ano: fracassado= não "pega" todas= fracassado; não foipromovido=fracassado. Sabe o estereótipo de homem que vocês odeiam, que vocês chamam em fóruns de "destacadões"? São fruto do ideal criado pelo patriarcado e não por nós. Espero não ter sido ríspida, mas divergências acontecem para melhor entendimento e aprimoramento humano e social, não é mesmo? Luciana

Anônimo disse...

Sabe, fiquei aqui pensando na hipocrisia das coisas. Outro dia a Lola postou sua admiração por Modern Family (que adoro tbm), porém ela disse que o Phill era seu personagem preferido. O Phill, um homem super machistão, que em vários episódios reduz a esposa em somente beleza. Como naquele episódio que ele diz que ela vai na academia para que ele mantenha o interesse nela, ou naquele que ele só percebe o valor dela quando um antigo rival diz que acha ela linda (antes disso ele estava fingindo que a Glória era a esposa, mostrando como troféu), teve um episódio que ele disse que ela não era assustadora no halloween cheia de make up, assustadora mesmo ela ficava sem make up. E isso são só exemplos.
Aí vejo a Lola querendo que homens façam a coisa certa, sendo que ela é feminista e apóia homens como Phill.
Eu, como feminista, não entendo.

Anônimo disse...

Esse post me fez lembrar uma coisa curiosa que eu noto nos comentários do blog: sempre que um masculinista(ou não) diz que vocês deviam falar sobre o preconceito e "obscuridade" do exame de próstata, sobre guarda compartilhada, o fato dos homens trabalharem cinco anos a mais para se aposentarem e etc., vocês falam que eles mesmos deviam se organizar e reivindicar por isso. Vocês vivem falando que querem homem feministas, e de fato existem vários que criticam o machismo, vão nas marchas, se alegram com as conquistas das mulheres. Com esse apoio de vários homens, não seria justo dar apoio a causas que afetam somente aos homens também? Sei que vocês vão falar que combatendo o machismo também prestam serviço aos homens, mas focalizar em problemas específicos ajuda muito mais.

Lia D'Avila disse...

Olá Lola,

Acho que este é o post mais propício para que eu me manifeste. Tenho acompanhado seu blog a alguns meses, mas nunca comento pela correria dos meus dias (terminando tese de doutorado, sabe como é, só tenho tempo entre os cafézinhos). Após conhecer seu blog e alguns outros e começar a acompanhá-los é que percebi o quanto preconceituosa eu era com as feministas; e ainda mais, tenho percebido o quanto EU sou uma. Minha insatisfação com os estereótipos da nossa sociedade machista, reforçada pela mídia começaram a fazer mais sentido quando comecei a entrar em contato com estas páginas.

Não acredito que todo homem é machista e não sou "homemfóbica". Mas concordo que esses casos são raros, tendo em vista a criação machista que a nossa sociedade impõe aos meninos (não pode chorar, se não "pega geral" é "bicha", etc). Claro que as principais vítimas desta bola de neve somos nós, mulheres... Finalmente minha ficha caiu, e foi triste, apesar de estar satisfeita por ter saído da caverna e encontrado a luz.

Anônimo disse...

"muitas vezes fortemente influenciadas pelo feminismo"

Onde isso numa sociedade patriarcal?????

O feminismo só quer que os homens parem de tratar as mulheres como objetos. Você acha legal, como a moça disse no relato, ouvir "como seu namorado DEIXA vc sair?" ou ouvir buzinadas nas ruas quando só quer andar sem ser incomodada ou ter algum cara te cantando mil vezes quando vc já disse que "não" ou alguém bater na sua bunda do nada e ainda agir como se vc "merecesse" ou uma mulher beber demais e um cara acreditar que pode transar com ela, pois não é capaz do mesmo se ela estivesse sóbria??? Não acho nada legal, acho patético. E, depois de ler os comentários com interpretações meio... antiquadas? aqui, vejo que alguns homens são incapazes de pensar e entender isso...
A Lola claramente diz em seus posts, quando fala sobre homens, que são destinados aos machistas. Ela sabe que nem todos os homens são assim. Se todo mundo aí está indignando, sentindo-se acusado, talvez a carapuça sirva, né?

Anônimo disse...

A Constituição assegura o direito de aposentadoria 5 anos antes para mulheres. Serviço militar obrigatório é só para homens. Licença maternidade 120 dias para mulheres e para homens?! 10 dias.. Cadê as feministas se igualando nesses aspectos? Cadê a igualdade!? Nunca vi qualquer feminista reclamando dessa desigualdade. - Vocês estão corretíssimos, o serviço militar não deveria ser obrigatório, deveria existir uma licença paternidade que garantisse proximidade entre pai e filho no início da vida e a aposentadoria está cada vez mais tardia, os homens deveriam poder se aposentar antes. Alguém aqui é contra? Duvido. Porque vocês não se organizam e correm atrás disso ao invés de continuarem choramingando em fóruns feministas? Sério, são direitos importantes que vocês não têm, o que vocês estão fazendo como movimento para conseguir tais coisas. Te respondo: NADA. Sabe pq? Vocês estão muito ocupados querendo discutir a legalização do aborto. A adoção por casais homossexuais...ou só se reunindo em torno de posts ridículos sobre como o feminismo é malvado. Vocês se intitularam um movimento, saíram numa coitadice juvenil de garotos mimados que levaram pé na bunda, depois viajaram em um filme pra fazer a "Filosofia da Matrix"...olha bem com o que vcs perdem o tempo de vcs e relê o que escreveu aí.

Anônimo disse...

4 de janeiro de 2013 11:20 - Anônimo, eu entendi bem? Vocês acham que enquanto vocês se reúnem pra discutir o jeito de "meter a real" nós deveríamos nos preocupar em buscar a igualdade nesses direitos escritos por você? Tá de brinks né? Fala sério marmanjo, vocês não são guerreiros?? Acorda pra verdadeira realidade, enquanto os grupos se unem pra ir atrás do que é importante pra eles vocês estão aí, de mimimi...hahahah, tem que rir dessa cara de pau.

Anônimo disse...

Gostei do post de hoje, pois os últimos estavam em deixando meio deprimida, perdendo a pouca fé que tinha na humanidade... Claro que os trolls precisam aparecer nos comentários para nos lembrar de sua existência.
Nos meus amigos do Facebook eu tenho o filho de uma amiga, um rapazinho de 17 anos, um caso daqueles que ele me convidou e eu achei desagradável não aceitar, mas com quem não tenho afinidades maiores. Enfim, esse rapaz é apaixonado por uma moça da igreja (eles são evangélicos) e vive postando duas coisas: frases soltas de como queria tê-la ao seu lado e piadinhas machistas. Já dei uns toques de leve para ele, mas acho que não é da minha conta. O mais triste é que acho que ele faz isso na tentativa de parecer engraçado e descolado, mas o efeito é exatamente o oposto. Se eu fosse a moça em questão, sairia correndo mesmo! Simone

Huan Icaro Piran disse...

Comunidades como essas são importantes, sem nós homens o feminismo tem sucessos limitados, pois somos nós que precisamos mudar nossos comportamentos. Somos algozes e por vezes vitimas do próprio machismo e isso é algo que não percebemos, esta para alem das ferramentas que nos foram dadas em nossas criações.
Aqui já adimiti alguns de meus comportamentos e pensamentos dos quais não me orgulho ou até já fiz comentários que hoje já não concordo e até me envergonho.
Há muitos comportamentos que notei em min após ler aqui que são machisas e tento mudar, mas sei que devem haver outros.
E defato, não é facil romper com o paradigma social por diversos motivos.

Gabriel disse...

Dá desânimo comentar em um post com tantos comentários idiotas de homens mal informados sobre feminismo ou que no fundo só não querem mudar de postura.

O 1° comentário é o melhor exemplo disso. O anônimo enumera uma série de "privilégios" femininos, pois bem:

O alistamento deveria ser obrigatório só para homens? Não, nem para mulheres. Deveria ser facultativo para ambos. Tanta gente querendo uma carreira no exército e eles lá obrigando aos que não querem nem saber a se alistarem.

A aposentadoria 05 anos mais cedo é equivocada? Sim. Seria bom se ambos os sexos pudessem se aposentar com 60, mas o mais provável é que todxs tenhamos que trabalhar até os 65 anos em breve para cobrir os gastos da Previdência.

Licença maternidade é de 180 dias para mulher, não 120, mas o ponto é que a diferença é gritante mesmo. Por mais que seja a mulher quem esteja se recuperando do parto, a presença do marido/namorado/pai é fundamental, o ideal seria no mínimo 30 dias.

Mas agora vem a questão principal. Porque todos os caras que vêm aqui reclamam que as FEMINISTAS não fazem nada contra isso?? Porque ELAS (ou eles, feminismo é para todxs) que tem que fazer algo? Porque os HOMENS declarados não feministas não se movimentam?

Te digo porque. Porque vocês só querem reclamar e invalidar as discussões.

Aprendam uma coisa. Larguem de serem meninos no jardim de infância. As mulheres aqui não são suas mães, elas não tem que correr atrás de coisas que interessam a vocês também. Hipocrisia e cinismo tem aqueles que conhecem do problema, mas nem sequer cogitam resolve-lo, ou seja, vocês, anônimos e não anônimos que enchem o saco aqui.

Camila Fernandes disse...

Eu tenho um colega de faculdade que é feminista. Ele sempre posta links e imagens legais no Facebook, eu vivo compartilhando. Estamos formando e ele casou agora, a esposa dele tem sorte.

Homens feministas... LET ME LOVE YOU! :D

Cora disse...

"Claro, o sol é quente, brilha e nasce junto com o dia por imposição de uma construção social, machista e patriarcal. Como ele ousa tomar o lugar da lua?"

putz...

é sério isso?

o sol nasce junto com o dia?

hahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahaha

toma o lugar da lua?

hahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahaha

tá vendo gente?

isso que é piada!

Denis Souza disse...

"Feminismo = domar todos os homens e fazer todas as vontades das mulheres. Isso nunca vai acontecer, pois o rei da selva é o leão e não o grupo de leoas."

Fazer todas as vontades ?
Não creio que você está lendo est blog feminista (como você mesmo disse)e está entendendo o que é dito.
A idéia são diritos iguais e não submissão de um dos generos. A submissão é desnecessária. O respeito é essencial.

Comparar pessoas com animais irracionais é meio irracional, não ? Rei da selva? Leão? grupo de leoas ? Tenha dó.

sou feminista e não tenho que fazer tudo o que minha namorada quer, mas tenho que respeitá-la da forma como sou respeitado por ela.

Ju disse...

Por que todos esses comentários de mascu aqui hoje?
Eu tbm não tenho facebook (mas leio as páginas feministas), e adoooooooro essa página Homen feminista de verdade. Por que vc não gosta do nome, Lola?

Essa página é muito engraçada. Deveria ter mais atualizações.

ps: que viagem o comentário do segundo anônimo mascu. O que é que tu fumou, cara?

Gabriel disse...

Vou comentar de novo, não dá.

É uma merda ver tantos caras idiotas repetirem essas cretinices sobre o feminismo: "é anti-homem", "é misandria", "é uma falsa igualdade", "elas querem é privilégios", "o homem branco e heterossexual é a verdadeira vítima!". A mesmíssima coisa desde a década de 80, mesmo discurso, mesmas mentiras.

Eu pergunto a vocês "machistas esclarecidos":

Quantos livros sobre Feminismo vocês já leram para dizer que sabem o que é isso? Quantos??

Ortodoxia feminista?! Existem 7.455 resultados na Amazon para livros de "Teoria Feminista". 10.487 se pesquisar "Women's Studies". Serão todos iguais?!

LEIAM, imbecis. LEIAM!



Hamanndah disse...

Anônimo ridículo

Não somos animais irracionais como os Leões e as Leoas

Quer ser animal irracional?

Vá urrar

Ió, Ió, Ió

Muito capim para você este ano

Caroles disse...

Impossíveis os comentários nesse posr, Lola! Mas era esperado, né?

No meu grupo de amigos eu, felizmente, convivo com homens - gays e héteros - que possuem atitudes respeitosas em relação às mulheres, e pensam como feministas sobre vários assuntos. Mas eu vejo como é difícil para eles. É difícil para nós também!

Agora, na minha família a história é outra. Meu pai não um SUPER machista, digamos assim, mas tem muitas opiniões horríveis sobre feminismo, homossexualidade ("eu tenho o direito de não gostar de gays. Não quer dizer que vou tratar mal"), negros ("cotas pra quê?"). Já ouvi meu pai dizer que "as minorias são a pior laia". Ele diz que eu estou me tornando uma chata sem senso de humor, ODEIA minhas ideias feministas e me xinga de revolucionária, pra tirar com a minha cara. Uh, pai... Fico ofendidíssima.

O lado da minha mãe é pior ainda. São homens e mulheres machistas ao extremo. E não só machistas, racistas e homofóbicos também. Mas é claro que todos proclamam não terem "nada contra". Haha, faz-me rir. Acabo de voltar de uma temporada na praia com esse lado da família, 15 days in the 50s. Eu prometi pra mim mesma que não vou mais pra praia com eles. Sabe, Lola, eu moro longe da minha família, e não sei mais lidar com esse tipo de atitude. E nem tenho, né! São eles que devem mudar. Tinha dias que eu CHORAVA de raiva. E minha mãe brigando comigo, dizendo que eu sou intolerante (!!), que eu não tenho humor, que eu tenho essas ideias feministas agora com 22 mas que "vamos conversar daqui 10 anos" !!!! Aasaah, sabe, como se eu fosse uma pirralha! É muito difícil conviver com gente tão ignorante.

E o pior pra mim são meus primos gêmeos, que tem 12 anos, uma menina e um menino. E também meu irmão, de 17. Eles reproduzem muitos dos preconceitos que ouvem em casa (e também as desculpas: "nada contra, mas...", "não gosto, mas não discrimino , etc). E o pior, se eu tento dar contra eu sou a chata, a desagradável. Meu irmão ri muito das minhas ideias, me acha exagerada.

Enfim, super mega comentário pra dizer que conheço os dois tipos de homem, e os dois tipos de mulher. E que ainda tenho esperança pra todo mundo. Porque se eu, e tanta gente, saí de um ambiente como o da minha família e quebrei todos os preconceitos que aprendi... Acho que todo mundo consegue.

Maiê F. Rezende disse...

Eu passei pelo mesmo processo do Denis. Óbvio que por ser mulher não tive comportamentos que ele teve, mas tb era machista e não sabia.

Um post bem revelador para mim, foi um sobre xingamentos. Eu percebi quantas vezes usava termos machistas para falar de outras mulheres. Eu também reproduzia aquele velho discurso de que mulher precisa se dar valor e coisas do tipo.
Sair do senso comum é difícil, e de vez em quando ainda me vejo com os dois pés lá dentro.

vivoquinha disse...

Obrigada pelo seu depoimento, traz luz a uma sociedade que não sabe respeitar as diferenças e lidar com elas. Ninguém aqui apregoa que somos iguais, queremos ser tratadas como iguais, com o mesmo respeito devido a todos seres humanos. Fiquei mais feliz ainda pelo facebook, tanta coisa ruim já foi propagada lá, mas ainda tem é possível aparecer um refrigério. Só queria entender o porquê dos mascus ficarem tão chateados. Se eles são machões, como apregoam ser, cuidem então de sua "masculinidade" e deixem a masculinidade alheia em paz. Tem que ser ogro para ter identificação. Que absurdo. Muito feliz pela postagem!

Anônimo disse...

Oi? Que negócio é esse nos comentários? Depois reclamam que não têm liberdade de expressão...

Cora disse...

http://www.brasil.gov.br/sobre/o-brasil/defesa-e-seguranca-publica/alistamento-militar

Defesa e segurança pública

Alistamento militar

Desde 1906, o alistamento militar é um ato obrigatório a todo brasileiro nato ao completar 18 anos de idade. Em tempos de paz, as mulheres são isentas de alistar-se.

O período de alistamento compreende os seis primeiros meses do ano em que o cidadão completar 18 anos. Para fazê-lo, é preciso comparecer à Junta de Serviço Militar munido de Certidão de Nascimento, duas fotos 3x4 (sem data e recente) e um comprovante de residência. Quem mora fora do País deve dirigir-se à Embaixada ou Consulado mais próximo.

Após a inscrição, o cidadão recebe o Certificado de Alistamento Militar, com a indicação de uma data para realizar a Seleção Geral, comumente organizada entre os meses de julho e outubro. Nessa etapa, boa parte dos inscritos é dispensada por excesso de contingente e tornam-se automaticamente parte da reserva das Forças Armadas nacionais, recebendo o Certificado de Dispensa. Sem ele, o cidadão não pode emitir passaporte, ingressar em emprego público, matricular-se em faculdades ou inscrever-se em concursos.

O Serviço Militar Obrigatório é um programa voltado aos jovens que ingressam nas Forças Armadas brasileiras. Durante um ano, o recruta passa por uma formação militar básica e depois se especializa em determinada área. Se ao final de um ano de serviço o recruta quiser seguir a carreira militar, deve se submeter a uma nova seleção. Sem ingressar na carreira militar, pode continuar no quartel por mais sete anos.


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8239.htm

LEI Nº 8.239, DE 4 DE OUTUBRO DE 1991. Regulamenta o art. 143, §§ 1º e 2º da Constituição Federal, que dispõem sobre a prestação de Serviço Alternativo ao Serviço Militar Obrigatório.

vejo o serviço militar obrigatório (embora defenda que ele se torne facultativo e permita a entrada de mulheres) como uma oportunidade para jovens interessados iniciarem uma carreira e prosseguirem nos estudos.

a maior parte dos jovens é dispensada, o que torna apenas o alistamento obrigatório.

e existe ainda a possibilidade do serviço alternativo ao serviço militar, o que amplia ainda mais as chances de uma colocação interessante para o jovem.

mulheres não têm nada parecido com isso.

aquelas que desejam seguir carreira militar devem prestar concurso e ingressar nas escolas militares. portanto, deve estudar ou já ter um curso técnico ou superior.

homens podem estudar e seguir carreira militar recebendo pra isso desde o seu ingresso. além disso, optando por seguir carreira terá os benefícios de um funcionário público militar.

quer dizer, será que no final das contas é tão ruim assim?

machos machistas são extremamente egoístas. não conseguem perceber seus privilégios nem que eles caiam nos seus colos.

Lívia Pinheiro disse...

Anônimo primeiro, vai uma chupeta aí para combinar com a sua postura infantilíssima de "ninguém pode lutar por seus direitos enquanto os meus não estão perfeitos"?

Porra cara, eu entendo perfeitamente porque vc postou anônimo. Apóio. Eu também ficaria com tanta vergonha que não teria coragem de mostrar a cara pra falar uma asnice dessas.

Recomendo a máxima de internet que adoro: na internet vc pode ser o que vc quiser. Não é estranho que tanta gente decida ser estúpida?

Núbia Rocha disse...

Quando eu vejo essas coisas até crio uma esperança na humanidade! hahaha



Apesar dos comentários ridículos que li aí em cima....



Queria dizer que eu também sofri muito nesse meu processo de transição até me tornar feminista... Imagino que se é difícil para uma mulher, para um homem então, que o tempo inteiro é cobrado para ter uma ''postura máscula''... Parece que o machismo é tão bem naturalizado e internalizado que dói mesmo tira-lo da gente... As vezes sinto como se tivesse que deixar uma parte de mim; essa parte que aprendeu durante muuuitos anos como ser mulher em um uma sociedade doentia.


A minha busca pelo feminismo começou justamente porque eu não aguentava mais esse comportamento que nos é imposto e que causou, e ainda me causa, tanto sofrimento... Mas se é sofrido se tornar feminista, penso que continuar no machismo, sem entender porque você deve ser dessa maneira ridícula que nos é imposta é pior ainda.

Ainda não cortei nenhuma amizade por causa do meu feminismo, mas as vezes tenho que confessar que também me dá vontade. Nessas horas eu penso que não tenho o direito de impor meu pensamento a ninguém e que algumas coisas podem ser relevadas... Ou mesmo que alguns amigos também podem, aos poucos, mudar. Eu tenho uma amiga que vem de uma família super machista e ela também é meio idiota nesse sentido... Ela, mesmo sem entender e conhecer o movimento feminista, disse uma vez que não concordava com ele... Mas depois de uma atitude super machista de sua mãe (um tempão depois ) ela veio conversar comigo, dizendo que não aguentava mais algumas posturas machistas de sua familia e perguntou sobre o feminismo... Acredito que a mudança só ocorre mesmo quando ficamos realmente incomodados com aquilo que nos cerca!



E já que há esperança pra tds; eu tb não vou deixar de ter esperança de encontrar um homem assim! ahahha




Jéssica disse...

oh fuck, esse post é mesmo muito bom, os mascus invadiram os comentários em peso!

Cora disse...


putz...

eu sei que o cara está só trollando e escreve essas coisas pra provocar reação e se regozijar quando consegue resposta, eu sei que isso é só fetiche, eu sei que estarei divertindo um adolescente, mas é tão nonsense...

com tanta coisa grave acontecendo com mulheres no mundo, com tantos casos de violência covarde e gratuita contra a mulher, com tantas limitações (e imposições) à vida feminina e o carinha querendo que a gente se preocupe com o preço da balada.

racionalidade mandou lembrança!

minha sugestão a esses carinhas tão engajados nas reivindicações pela igualdade é:

manifestem-se!

façam cartazes e saiam à ruas e

reivindiquem que as mulheres tenham tanto direito ao espaço público quanto vocês e por isso não devem ser discriminadas!!

reivindiquem que homens participem mais ativamente do nascimento e criação dos filhos, que sejam pais atuantes de fato e briguem pela licença parental!!

mas isso não é sério!

é só trollagem.

ele não quer nada disso.

se fosse sério, se ele de fato quisesse equivalência no tratamento entre mulheres e homens, quisesse de fato o aumento da licença paternidade, quisesse de fato tomar as rédeas da própria vida ao invés de viver às custas de uma mulher (mãe, irmã, namorada, esposa, filha) que organiza a vida inteirinha do cara e funciona como um porto seguro emocional sem que ele precise dar nada em troca, ele não estaria aqui postando isso e sim lutando do nosso lado.

Sara disse...

Eu nem vou mais me dar ao trabalho de debater com essas bestas caianas machistas q aparecem aqui pra pedir explicações sobre os "privilegios" que as mulheres tem nas leis , pq é tão nonsense que nem vale resposta.
Mas aqui vão só alguns dados retirados de uma pagina no FB sobre a lei M da Penha que privilegia absurdamente as mulheres, (segundo esses canalhas misoginos).

De janeiro a março 2012, o Ligue 180 efetuou 201.569 atendimentos. Dentre os 24.775 relatos de violência, a física (de lesão corporal leve ao assassinato) é a mais frequente, com 14.296 atendimentos (58%); 7.000 (53%) se referem a riscos de morte dos 13.296 relatados.

Ao longo do primeiro trimestre de 2012, foram efetuados 14.296 atendimentos, correspondentes a 58% dos registros.
Sete mil (53%) se referem a riscos de morte das mulheres, seguido de espancamentos em 6.025 (45%) dos casos.

Como se vê é muito "privilégio" dessas mulheres descaradas quererem ser protegidas por uma lei q na verdade nem consegue protege-las da barbarie masculina.

Koppe disse...

"Gabriel disse...
Mas agora vem a questão principal. Porque todos os caras que vêm aqui reclamam que as FEMINISTAS não fazem nada contra isso?? Porque ELAS (ou eles, feminismo é para todxs) que tem que fazer algo? Porque os HOMENS declarados não feministas não se movimentam?
Te digo porque. Porque vocês só querem reclamar e invalidar as discussões.
"

Acho que não é só isso. O que eles querem não é que essas desigualdades sejam sanadas, no fundo o que eles querem é que elas continuem como estão e as outras, aquelas que o feminismo já corrigiu parcial ou totalmente, sejam restauradas. Eles querem que a humanidade volte no tempo, para o passado que eles consideram ideal. A tentativa de desacreditar o feminismo apontando essas desigualdades que eles deveriam combater e não combatem é só uma tentativa de achar um bode expiatório pra levar a culpa pelo fim desse "paraíso na Terra" que eles acreditam que era o sistema de antigamente.

Ana Sobral disse...

Para incrementar a trilha sonora dos mascus: http://www.youtube.com/watch?v=3uxLqInj-mo

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Nessa sociedade ainda tão machista, é animador quando vemos homens seguindo exemplos como esses.
Sem acharem que ser homem é seguir o estereótipo ridículo e imaturo do machão.

Anônimo disse...

A Constituição assegura o direito de aposentadoria 5 anos antes para mulheres. Serviço militar obrigatório é só para homens. Licença maternidade 120 dias para mulheres e para homens?! 10 dias.. Cadê as feministas se igualando nesses aspectos? Cadê a igualdade!?


--------

aff o Brasil é um pais que nunca se mete em guerra e não sofre ameaças. O exercito está entregue as traças pra que colocar mais gente. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos constatou que a maioria dos soldados ficariam descontrolados se presenciarem suas colegas feridas ou mortas na linha de combate, sem mensionar tambem que se ouvesse uma guerra e a maioria dos homens fossem as mulheres que cuidariam das crianças e da industria. Licença pras mulheres elas amamentan, cuidam trocam fraudas vc faz isso? Num pais subdesenvolvido como o nosso acho dificil 120 dias de licença pro casal.

Max.

Anônimo disse...

Para o Fábio (4 de janeiro de 2013 12:27), gostaria de saber se você se sente confortável com esse tipo de atitude.

Pq eu já ouvi muiiiiiito comentário desse tipo, desde os 11/12 anos acho extremamento ultrajante...

Pra mim esse tipo de comentário vem surgindo por uma "imitação" de atitude machistas por mulheres, esse é o tipo de atitude que impõe a vontade do outro seu corpo, tipicamente machista.

Me desculpa, mas as mulheres que fazem esse tipo de coisa sequer acreditam nas liberdades individuais, elas são apenas pessoas mesquinhas que acham que tomar posse do corpo alheio é um direito dela. Tenho uma super novidade pra você nem todas as mulheres são feministas e, senta que essa revelação é bombástica, algumas (como as que tem esse tipo de atitude) são machista...

Lilian Soares do Nascimento disse...

Excelente post! Fornece alguma esperança de dias melhores...

Agora, quanto aos "privilégios femininos" - que as feministas não lutam contra e o que penso sobre isso.

Primeiro: cumprir um ano no serviço militar deve continaur sendo obrigatório sim e incluir mulheres também. Especialmente ensinando técnicas de sobrevivência e de defesa pessoal. Agora, carreria militar, deve ser facultativo e abranger a ambos os sexos também.

Segundo: Aposentadoria de 5 anos de diferença. Sou totalmente a favor da igualdade de tratamento, quando também for uma realidade a igualdade de poder entre homens e mulheres enquanto contribuintes. Quando mulheres passarem a exercer os mesmos cargos ganhando salários equiparados, quando possuir a mesma facilidade social e cultural para conquistar postos de grande poder aquisito... Então, eu serei plenamente a favor de aposentadoria no mesmo período. Enquanto não, nada feito.

Terceiro: O país mais feminista do mundo, a Suécia, fornece 420 dias de licença maternidade/paternidade, tempo que pode ser dividio entre o casal, como bem entenderem. Perfeito, né? Mas, só serve para países em que o homem realmente vá ajudar na manutenção dos deveres e não para países em que homens vão deixar os filhos durante o dia com as avós, passar o dia no boteco, no futebol ou no videogame e a mulher, quando chegar exausta do serviço, terá de continuar com sua sobrecarga, pq serviço doméstico não é coisa para homem.

Pablo disse...

Alguém indica algum livro de temática feminista?

Katy disse...

Fico muito feliz em saber que alguns homens estão realmente revendo seus conceitos, o que não é nada fácil... estão tão enraizados...
Outro dia, falando com um cara, ele disse que o machismo traz vantagens às mulheres. Eu quase caí dura. Quando perguntei quais vantagens seriam essas, ele respondeu: as meia-entradas em eventos, as portas que os homens abrem...
Eu dei risada e respondi: querido, eu trabalho, me sustento e posso muito bem pagar o mesmo valor de entrada que os homens pagam e tenho mãos para abrir portas...
Sei que o mundo está mudando, mas esse processo é tãããoo lento, que as vezes fico irritada...
Parabéns pelo excelente blog, Lola.
Beijos.

Carolina Lucas Paiva disse...

Para o primeiro mascu das 11:20:

http://ativismodesofa.blogspot.com.br/2013/01/e-igualdade.html#comment-form

http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2012/02/pobres-homens-obrigados-servir-o.html

http://ativismodesofa.blogspot.com.br/2012/11/desenhando-mulheres-e-criancas-primeiro.html

Copiei esse trecho de comentário aqui, já que os masquecuzinhos são incapazes de pesquisar por si mesmos.

Sara disse...

Ana Sobral essa trilha sonora esta perfeita para os malas machistas chorarem o seu mimimimi, aposto q eles vão se identificar automaticamente com os interpretes da canção, afinal pelos comentários da pra se ter uma ideia da faixa etária desses comentaristas.
:(

Anônimo disse...

Lola, quais seus critérios para aceitar ou recusar um comentário?

Sara disse...

Infelizmente vi essa noticia vinda da Suécia, justamente um dos paises q se julga em q o machismo não seja tão forte, é deprimente...

http://br.mulher.yahoo.com/blogs/preliminares/instagram-%C3%A9-usado-para-julgar-vida-sexual-garotas-154335950.html

Anônimo disse...

Pablo disse...
Alguém indica algum livro de temática feminista?

4 de janeiro de 2013 19:30


http://feminismo-na-rede.blogspot.com.br/2012/09/listagem-de-livros-feministas.html#!/2012/09/listagem-de-livros-feministas.html

Patty Kirsche disse...

Homem feminista é tudo de bom!!! É muito sexy!!! ;D

Sonia disse...

Homem feminista é tudo de bom <3

Anônimo disse...

Anônimos das 11:29

Quanta neurose! Ui! kkkkk
Cara, vai se tratar você é doente!
Nenhuma feminista quer castrar homens, seu imbecil!
Mas, com certeza, países misóginos(estude pra não pagar mico!) CASTRAM meninas de 3, 4, 5 anos pra se tornarem mulheres mutiladas que irão ser escravas sexuais de homens infinitamente mais velhos que irão violentá-las por boa parte de suas vidas.
Tenha uma filha, e veja se não existe machismo neste mundo!


Anônimo das 11:31

ESTUPRAR não é impulso natural, é impulso criminoso! Se fosse assim, vc estupraria: sua irmã, conhecidas, etc.
Não seja imbecil, não demonstre que passa de um enrustido que quer dar uma de machão!

Anônimo das 11:33

Vá pra uma escola o MAIS RÁPIDO POSSÍVEL! kkkkkk
Você não passa de um grande analfabeto funcional!
NÃO Existe o termo "homenfóbica" seu imbecil!
Nenhuma feminista é "misândrica" (apenas as mais extremas, que são exceção). Feministas ou não, nós mulheres só não queremos a companhia de homens babacas, machistas e ignorantes como você!



Sawl

Anônimo disse...

PARA Heder Duarte (isto é se não for nome falso, afinal, mascus-misóginos são muito "Machos" pra impor violência, mas, são uns mariquinhas pra expor seus nada preciosos nomes).

Sabe o que envergonham a classe dos homens?
Um IMBECIL misógino como vc!

Não existe "manginas nem betas", isto são criações RIDÍCULAS de suas cabecinhas podres e doentes!
Vocês, mascus são homens doentes, recalcados, amargos, afundados na solidão!
Vêem homens felizes e os chamam de "manginas e betas", mas, vejo muito "alfa" cheio de: DST, nariz afundado na cocaína, acabado e acompanhado apenas de prostitutas.
Vocês mascus-misóginos são tão IMBECIS e IGNORANTES que não conseguem enxergar que a maioria das mulheres modernas, indenpendentes, de bom caráter e NÃO-interesseiras NÃO querem os supostos "alfas".
Generalizam um gênero INTEIRO, por uma minoria de interesseiras.
Vocês não tem dinheiro pra pagar prostitutas, e quando tem, apenas as mais BAIXAS se submetem à homens do teu tipo.
Quando a mulher não é prostituta, é uma pobre coitada: sem instrução, sem amor próprio e sem alto estima. Aí fica fácil, pra tipos como vc né?
Vc deve se achar o "fodão" por tratar mulheres como "vadias" porque não vê distinções, generaliza tipo: 8 ou 80.
Deve ser do tipo que se a mulher: aceita ser corneada, agredida, humilhada e até estuprada(afinal misóginos como vc devem achar que mulher tem OBRIGAÇÃO de fazer sexo com o marido) é mulher "de bem".
Se ela simplesmente, NÃO quer você, não por vc ser "Beta", "alfa" ou a "PQP", é, porque a mulher é "vadia".
Continue reclamando dos homens que NÃO tratam as mulheres como LIXO.
Tenha certeza que os supostos "betas e manginas" são homens felizes e homens "fodões" como você são BABACAS, ENCALHADOS, CONFUSOS DE SUA SEXUALIDADE E DIGNOS DE PENA!







Sawl

Livia Siqueira disse...

"Eu, pessoalmente, odeio o feminismo. Pois, visam destruir minha masculinidade - social, psicológica e física - e meus outros direitos humanos."

Tô aqui pensando em quais seriam os outros direitos humanos q vcs, feministas malvadas, querem destruir juntamente com a masculinidade do mocinho... tsc, tsc, tsc.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:45,
De tudo o que vc escreveu , concordo bastante com duas declarações suas: que mulheres e homens tem diferenças comportamentais por natureza, e que ambos devem ter os mesmos direitos.
Diante disso pergunto:
1) Porque as mulheres são reprimidas sexualmente? Porque não lhes dão a mesma liberdade sexual?
2) Porque nos são negadas oportunidades de trabalho consideradas masculinas? Mesmo quando algumas desejam e tem real aptidão?
Só isso que eu queria entender...

Priscila disse...

"Claro, o sol é quente, brilha e nasce junto com o dia por imposição de uma construção social, machista e patriarcal. Como ele ousa tomar o lugar da lua?"


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
HAHAHAHAH
HAH
HAH

pera....

HAHAHAHAH.


Não sei que Brega (ops, Braga) é esse, mas ele certamente se esqueceu de que os gêneros dos substantivos são arbitrariedades linguísticas.
Não existe NADA que obrigue "sol" a ser masculino e "lua" a ser feminino. Em inglês, nenhum dos dois tem gênero. Em alemão, é exatamente o inverso - "a sol" e "o lua". Goethe está às gargalhadas no túmulo com o pretenso poeta aí.

Cyberia disse...

Nada mais natural do que essa reação de medo dos malucos que vemos por aqui. Para eles, o melhor ditadinho do mundo é "Homem é tudo igual". Por que se homem NÃO for tudo igual... Se houverem homens melhores, mais dignos, que não se sentem "castrados" (uui!) só por tratarem mulheres como seres humanos....... O que será deles, então??? O que será deles, por comparação??? Coitados. O medo é natural. Infelizmente para eles, a evolução também é...

Bel disse...

Você está acompanhando o caso do suicídio da estagiária de direito, Lola? http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/01/suicidio-da-jovem-estagiaria-silencio-incomoda.html

Anônimo disse...

Será algum novo alinhamento astral?? O não fim do mundo pós calendário maia?? rs
Depois de muito penar com os homens, ao ponto de querer desistir deles para sempre, justamente acabei de conhecer um tão bacana que estou me reconciliando com a classe, rs.
Estou me reconciliando com os homens e com ser mulher. Yes, we can!! rs

Sara disse...

Embora eu odeie esses mascus q fazem questão de vir aqui arrotar seu machismo , filosofias baratas, e seus lamentos sem fim falando de suas revoltas por terem seus privilégios questionados e colocados em xeque pelo feminismo.
Quero deixar claro o quanto aprecio e valorizo os homens que percebem o quanto o machismo os prejudica em muitos pontos, e aqueles q estão dispostos a abrir mão dos privilégios q esse sistema lhes da.
O ser humano é egoista, a maior parte de nós infelizmente é assim, e não é facil abrir mão do q nos beneficia, deve ser dificil ir contra a maré de preconceitos em q todos nós somos criados, parecer um estranho no ninho.
Parabens a todos os homens que conseguem ver alem de todos esses obstáculos, e conseguem ver que pode-se viver bem , confortavel consigo mesmo e com mais justiça, e bem estar para todos , homens e mulheres, e q o feminismo deseja no fundo muito pouco deles, apenas que enxerguem as mulheres como seres humanos com iguais direitos e deveres...

suelen disse...

que bom que ainda existem homens de verdade nesse mundo!

eu sou contra serviço militar obrigatório pra qualquer um.
deveria servir quem quisesse,esse n é um país supostamente democrático?

aposentadoria,deveria ser igual se homem e mulher tivessem a mesma carga de trabalho.
a mulher trabalha mais que o homem,pq graças ao machismo,além de trabalhar fora,a mulher tem que cuidar da casa e dos filhos.

querer licença maternidade é piada,pra que os homens querem? é só pra ter férias né,pq quem cuida do filho geralmente é a mãe.

e em todo caso,pq os homens n tentam mudar isso aoo invés de por a culpa nas feministas,por acaso fomos nós que deixamos as coisas desse jeito?

vejo isso direto,um bando de homem reclamando do machismo com as mulheres,como se a culpa fosse nossa,como se desde sempre mulheres governassem o mundo.

MCarolina disse...

Muito legal ver um homem passar por essa compreensão e mudança de comportamento. É bizarro saber que homens acham a falta de educação e de civilidade uma coisa intrínseca ao ser masculino. Um homem que grita coisas para mulheres na rua para mim é um bicho, eu nunca nem cogitaria um relacionamento com uma criatura assim. Ainda bem que tem um monte que não é assim.

Anônimo disse...

Katy disse...

Fico muito feliz em saber que alguns homens estão realmente revendo seus conceitos, o que não é nada fácil... estão tão enraizados...
Outro dia, falando com um cara, ele disse que o machismo traz vantagens às mulheres. Eu quase caí dura. Quando perguntei quais vantagens seriam essas, ele respondeu: as meia-entradas em eventos, as portas que os homens abrem...
Eu dei risada e respondi: querido, eu trabalho, me sustento e posso muito bem pagar o mesmo valor de entrada que os homens pagam e tenho mãos para abrir portas...
Sei que o mundo está mudando, mas esse processo é tãããoo lento, que as vezes fico irritada...
Parabéns pelo excelente blog, Lola.
Beijos.
-----------------------------------

Mas antes de criticar os machistas(ou atirar insultos como uma metralhadora giratória, como muitas fazem aqui) é preciso entender a situação do indivíduo. Como ele foi criado, se teve acesso à cultura, se a família é muito religiosa, de baixa renda... Nem todo mundo teve a oportunidade de ter tido uma educação de esquerda, livre de machismo, com acesso à livros e à boa educação. Muitas vezes a pessoa chega aqui de mansinho, faz seu comentário, e por ele ter um tantinho de machismo logo todos caem em cima. Acho isso ridículo.

Anônimo disse...

Lilian Soares do Nascimento disse...

Excelente post! Fornece alguma esperança de dias melhores...

Agora, quanto aos "privilégios femininos" - que as feministas não lutam contra e o que penso sobre isso.

Primeiro: cumprir um ano no serviço militar deve continaur sendo obrigatório sim e incluir mulheres também. Especialmente ensinando técnicas de sobrevivência e de defesa pessoal. Agora, carreria militar, deve ser facultativo e abranger a ambos os sexos também.
-----------------------------------
Odeio militares, apesar de achar um mal necessário. E eu(que sou homem) não vejo o que há de extraordinário em passar um ano trabalhando que nem animal para um bando de fascistas, sofrendo assédio moral e sexual(sim, acontece muito, mas o natural corporativismo dos militares esconde muito bem) e, em suma, sendo tratado como um lixo.



Segundo: Aposentadoria de 5 anos de diferença. Sou totalmente a favor da igualdade de tratamento, quando também for uma realidade a igualdade de poder entre homens e mulheres enquanto contribuintes. Quando mulheres passarem a exercer os mesmos cargos ganhando salários equiparados, quando possuir a mesma facilidade social e cultural para conquistar postos de grande poder aquisito... Então, eu serei plenamente a favor de aposentadoria no mesmo período. Enquanto não, nada feito.
-----------------------------------
Mas e o caso onde o pai ajuda tanto quanto a mãe em casa e em casos de pais solteiros com dupla jornada?



Terceiro: O país mais feminista do mundo, a Suécia, fornece 420 dias de licença maternidade/paternidade, tempo que pode ser dividio entre o casal, como bem entenderem. Perfeito, né? Mas, só serve para países em que o homem realmente vá ajudar na manutenção dos deveres e não para países em que homens vão deixar os filhos durante o dia com as avós, passar o dia no boteco, no futebol ou no videogame e a mulher, quando chegar exausta do serviço, terá de continuar com sua sobrecarga, pq serviço doméstico não é coisa para homem.
-----------------------------------
Nossa... esse negócio de buteco, futebol e videogame me fez lembrar os estereótipos femininos propagados pelos masculinistas. Aposto que você ficou na vontade de acrescentar "Nossa, como eles são burrinhos, só se interessam por besteira -mas se você vier me generalizar você é machista!". O cara pode negligenciar o filho de tantos outros modos: lendo Kant e Hegel, assistindo a sua coleção da Nouvelle Vague, indo a uma exposição impressionista, escrevendo poesias. kkk

Anônimo disse...

Lilian Soares do Nascimento disse...

Primeiro: cumprir um ano no serviço militar deve continaur sendo obrigatório sim e incluir mulheres também. Especialmente ensinando técnicas de sobrevivência e de defesa pessoal. Agora, carreria militar, deve ser facultativo e abranger a ambos os sexos também.
-----------------------------------
Que seja obrigatório só pra você e pra sua família. Eu quero mais que o exército se foda. Mania de ficar querendo impor coisa aos outros.

Anônimo disse...

Priscila disse...

"Claro, o sol é quente, brilha e nasce junto com o dia por imposição de uma construção social, machista e patriarcal. Como ele ousa tomar o lugar da lua?"


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
HAHAHAHAH
HAH
HAH

pera....

HAHAHAHAH.


Não sei que Brega (ops, Braga) é esse, mas ele certamente se esqueceu de que os gêneros dos substantivos são arbitrariedades linguísticas.
Não existe NADA que obrigue "sol" a ser masculino e "lua" a ser feminino. Em inglês, nenhum dos dois tem gênero. Em alemão, é exatamente o inverso - "a sol" e "o lua". Goethe está às gargalhadas no túmulo com o pretenso poeta aí.
-----------------------------------
Claro que o que o cara aí falou foi brega, mas até o Goethe que você destacou tem seus momentos de breguice.

Priscila disse...

"Claro que o que o cara aí falou foi brega, mas até o Goethe que você destacou tem seus momentos de breguice."

------

Cite um.

Rê_Ayla disse...

os machinhos revoltados comentando me fazem rir. MUITO.

sem mais.

Luiz Prata disse...

Bom saber que mais homens estão fugindo dos estereótipos "grosseirão troglodita" e "bebezão imaturo", herdados de eras de machismo.

E parabéns, Cora, pelo grau de elaboração de suas respostas.

Em tempo: também curti a página "Homem Feminista" no FB.

Anônimo disse...

Q legal ler o e-mail do moço.

Eu ia ficar menos triste se um dia o meu ex me pedisse desculpas por tudo o q falou e fez q me machucou. Me desvalorizou pq eu estava doente, acima do peso, não me maquiava, não me vestia 'bem' e estava com a idade dele (ou seja velha p/ seus parametros) e me traiu, usando tais coisas como argumento... enfim...
Fico feliz q um moço caiu na real e hj tem um relacionamento saudável com sua namorada. Felicidades!

Anônimo disse...

Lola... seu blog foi invadido por misóginos que pensam que podem me enganar fingindo que entendem as 'verdadeiras intenções malignas do feminismo'.
Não sei se é pra rir ou pra chorar.

Stephanie. disse...

affê maria, um tantão de orgulho assim ó \__________0________/ ao ler este texto..

Anônimo disse...

Eu sou feminista graças aos meus pais (ambos).
Meu pai sempre se assumiu feminista, desde que eu me entendo por gente. Não sei exatamente como isso se desenvolveu, se ele sempre foi assim ou se foi se transformando. Sei que minha mãe e minha avó sempre tiveram muito orgulho dele e que tiveram algumas desavenças com outros homens da família por causa do feminismo dele, por ele não aceitar desde coisas absurdas como baterem em mulher (com a desculpa que em briga de marido e mulher não se mete a colher, sabe?) até "detalhes" como participar ativamente da criação dos filhos.
Meu pai me mostrou que ser um homem do qual se possa se orgulhar, honesto e honrado mesmo, é saber ver injustiças e se posicionar abertamente contra elas. Por ter um exemplo tão incrível em casa, eu não consigo ficar sem rir toda vez que um mascu mimizento vem aqui falar de honra...e sinto um pouco de pena também, porque os mascus mimizentos provavelmente tiveram um pai machista e ausente em casa (isso se tiveram pai).

Luci

Anônimo disse...

Esse Denis, apesar de estar tendo uma certa iluminação dos pensamentos agora (antes tarde do que nunca), deveria em vez de pedir desculpas às ex namoradas no texto enviado à você, deveria pedir às pobres diabas que tiveram que aturar essas atitudes escrotas.

Luisandro disse...

Também confesso que a cada vez que leio um depoimento de uma leitora contando histórias desse tipo sinto nojo de mim mesmo por já ter tido esse tipo de comportamento. E faço coro às palavras do leitor que luta contra a educação machista que recebeu, não é fácil pra gente, porque na maioria das vezes somos ignorantes mesmo, e apenas fazemos o que esperam que a gente faça. Ler o blogue da Lola foi o que me abriu os olhos.

Anônimo disse...

http://imageshack.us/f/837/imagevtr.jpg/

Vitor Rocha disse...

Lola, gostei muito do post. Assim como o Denis, descobri o feminismo faz pouco tempo, quando passei a reconhecer as minhas atitudes machistas e a adotar algumas mudanças de postura e comportamento. Compartilho de algumas das dificuldades expostas por ele. Gostei também do texto "HOMEM, FAÇA A SUA PARTE", que dá algumas diretrizes sobre como proceder positivamente em benefício da causa. Sugiro que você poste mais exemplos como o do Denis (ou outros bons exemplos), já que rola uma certa sensação de solidão quando nos percebemos machistas (pelo menos foi o que aconteceu comigo). Abraço, Vitor.

Cora disse...

poxa Luiz, obrigada!

não sei se é pra mim mesmo, pois ando sumida, mas de qq maneira, valeu!

estive fora (e por fora, hehe) e só agora estou lendo os posts mais recentes.

desculpe demorar tanto tempo pra responder.

.
.

qto ao post,

homem feminista ou pelo menos não machista é muito sexy.

esses homens são, sem dúvida nenhuma os melhores parceiros na cama e, por extensão, melhores parceiros na vida.

mas, é difícil mesmo remar contra a maré.

percebo isso em alguns amigos e mesmo em companheiros.

(muitos se queixaram da falta de “zelo” da minha parte, querendo dizer q eu era distante por não ficar no pé deles o tempo inteiro. eu dou espaço, pois prezo meu espaço. o q eu quero pra mim, me esforço muito pra oferecer a eles. custo um pouco a me envolver, mas qdo o faço, confio. mesmo. de verdade.)

muitos caras bacanas q conheço tem ideias preconcebidas e estereotipadas do feminismo. outro dia conversava com um colega defensor de causas femininas de forma geral, mas com um pé atrás com o feminismo. ele ficou espantado ao perceber q a liberdade e autonomia defendidas pelo feminismo não tem nada a ver com promiscuidade (masculinistas adoram perpetuar esta confusão, dentre outras). ele ficou espantado ao perceber q a crítica q ele fazia à liberdade sexual da mulher serve justamente para a manutenção das relações sociais desiguais entre mulheres e homens.

e eu nem estava fazendo discurso. estávamos conversando numa boa, super tranquilamente, o assunto nem era feminismo, na verdade. fiz uma perguntinha de nada e ele me olhou de um jeito... sabe como quando a gente tem um insight? então, foi assim.

acho q é mais ou menos o q aconteceu com os moços do post. tem hora q a gente tem um insight e tudo passa a fazer sentido.

é libertador. mesmo sendo um tanto doloroso também.

Carlos disse...

Depois de admitir que era machista enrustido (rs, rs, rs), e entender de verdade o feminismo eu mudei a forma como vejo as mulheres e passei a detestar qualquer atitude machista, e passei a respeitar bem mais a mulher ( eu respeitava antes mas agora respeito mais), e evito qualquer comentario machista ou coisa do genero.

Heitor Mendes disse...

Quero conhecer esses companheiros!