quinta-feira, 30 de agosto de 2012

MENINAS ADOLESCENTES ESTUPRADAS? CULPA DO FOGO DELAS

 Jovens de 16 anos depõem sobre estupro

Quero falar de dois casos que envolvem abuso sexual de adolescentes e que estão dominando as notícias esta semana. O primeiro aconteceu na madrugada de domingo na cidade baiana de Ruy Barbosa. Duas adolescentes de 16 anos foram a um show do grupo de pagode New Hit. Após o show, pediram para tirar foto com os integrantes. Eles as mandaram para o fundo do ônibus, onde cada uma foi jogada para dentro do banheiro e estuprada por dois ao mesmo tempo. Quando conseguiram sair do ônibus, acionaram a polícia. Dez homens foram presos, mas poderão sair assim que a fiança for determinada e paga. O exame de corpo de delito das jovens deve sair amanhã.
O outro caso levou à prisão de um casal na segunda. Luciana, professora universitária em faculdades particulares de SP e doutoranda da USP em anatomia humana, e Rodrigo, técnico de telemarketing, ambos com 35 anos, eram namorados e adeptos de BDSM. Juntos aliciaram uma adolescente de 14 anos, a filmaram em práticas sadomasô e distribuíram as fotos. Num enredo que lembra o ótimo filme Confiar, o pai da menina desconfiou do comportamento diferente. Instalou um programa de espionagem no computador dela e, quando coletou as informações que precisava, as entregou à polícia.  
Não preciso nem dizer que esses dois episódios proporcionam uma enorme oportunidade para comentaristas de notícias na internet botarem pra fora todo seu preconceito. Um porque lida com uma banda de pagode. A classe média adora odiar pagode -- segundo ela, coisa de preto e favelado, e suas fãs seriam umas degeneradas. O outro porque trata de uma prática sexual longe do padrão da normalidade, visto automaticamente como perversão. E tem um bônus: a professora presa é gorda.  
Coletei muito rapidamente alguns comentários nos sites de notícias. Estes são do caso de BDSM (tudo sic):

- “Ela já tem 14 anos e já sabe muito bem oque ela faz,o casal é saafdo mais á garota não é nenhuma santa se fosse uma menina de 10 anos tudo bem.”
- “Estas novinhas sao piores q mulher vivida. Ela encontrou este casal num site de estudos biblicos? Alguem teve q colocar uma arma na cabeça dela p ela participar da festinha? Me poupe. Uma pervinha, com um pai frouxo q nao soube criar a filha...agora joga a culpa neste casal. Estas pervinhas mirins aprontam todas na hora q o bicho pega se fazem de inocentes, tenha dó!”. 
- Se essa professora gorda fosse minha namorada eu meteria a mão nela. Mesmo sem ser sádico".
- “Menina adolescente tem mais fogo no rabo do que foguete da Nasa...”
- “Ta na hora de aolecentes eser punidos tambem els sabem que nao pode ter relaçao sexual com maior de idade.”
- “Que se fo... todos: os pervertidos, o pai da piveta e até a própria, pois se pode dizer tudo de uma safadinha dessas que fica chafurdando em site de encontros na internet, menos que seja criança e inocente.”

Seria ingênuo pensar que esses comentaristas não representam o senso comum. Estes são pro caso do New Hit, e são bem parecidos:
- “As meninas querem mídia. De repente Playboy daqui ha dois anos... Deram pq quiseram! Fato! Essas piranhas dão adoidado pra esses caras de bandas de pagode, de rock etc... Bando de piranha! Da e assume q deu!”
- “Senhores pais mais cuidado com suas filhas”.
- “Fica difícil tomar partido de algum. Esses favelados começam a ganhar grana sem terem um pingo de instrução, daí passam a achar que estão acima do bem e do mal e das leis. Por outro lado, essas garotas mal mestruam e passam a se comportar como biscates. Tudo é uma gde lixo: tanto estes 'artistas' como estas fãs!”
- “Queriam era dar mesmo para esses macaquitos pobres e conseguiram... Agora aguentem”.

Esta é a cultura de estupro de que tanto se fala. Se pegarmos outros casos, os comentários serão quase idênticos: ela quis, ela não era santa, ela sabia o que estava fazendo, ela só quer aparecer, cadê o pai? (pra vigiar e punir), cadê a mãe? (pra cuidar da garota e dar-lhe o bom exemplo de como uma mulher séria deve se comportar). Em casos de estupro, na cultura em que vivemos, a culpa é sempre da vítima.
No caso da menina de 14 anos abusada por praticamentes de BDSM, o que impressiona é a rapidez com que a mídia e o senso comum transformam tudo em perversão. Alguma dúvida que se o crime não envolvesse sadomasoquismo, a repercussão seria muito menor?
BDSM não é crime. Pode-se não gostar da prática (eu não gosto, quero dizer, nunca tentei e não tenho vontade de tentar, mas não posso nem quero determinar o que cada pessoa faz na sua vida sexual), mas daí a tratá-la como crime vai uma enorme distância. E, ao contrário do que a mídia vem noticiando, sexo com adolescentes de 14 anos não é pedofilia. Eu acho errado e condenável, mas não é pedofilia. Pedofilia envolve crianças, e adolescente de 14 anos não entra nessa categoria.
Agora, abuso sexual e estupro são crimes. E pra que haja abuso não é necessário apontar uma arma. Há várias outras formas de coagir pessoas, principalmente menores de idade, a fazer o que elas não querem fazer. Portanto, todo apoio a essa menina. Que ela consiga superar este trauma terrível. E a culpa também. Culpa que está impregnada em toda a sociedade quando o assunto é estupro e abuso sexual.
No caso dos integrantes da New Hit acusados de estupro, longe de mim defender um grupo que canta coisas como "Espanca, espanca, espanca. Cansei de te espancar. Agora vou dá massagem". Não gosto de pagode, mas tem quem gosta. Condenar um gênero artístico por muitos de seus componentes e fãs serem menos ricos e menos brancos que o padrão tem nome: elitismo e racismo. E, assim como praticantes de BDSM, é ridículo supor que fãs de pagode “pediram pra ser estupradas”.
O caso continua gerando notícias. A mãe de uma das adolescentes lamenta as ameaças que recebe e não poder sair de casa: “Eles cometem o crime e nós é que somos as criminosas”. As fãs seguem acreditando nos seus ídolos: “Fomos as primeiras a entrar no camarim e eles não fizeram nada com a gente”, diz uma delas em defesa do grupo.
Parece que o exame de corpo de delito vai provar que uma das adolescentes era virgem quando sofreu o estupro. Voltaremos aos velhos tempos em que um estupro era mais sério numa moça virgem, logo “direita”, que numa moça promíscua, ou experiente, ou simplesmente não virgem. Ouviremos palavras que nem sabíamos que ainda existiam, como “defloramento”.
Ainda assim, independente do que a Justiça decidir nesses dois e em tantos outros casos, o senso comum já escolheu os culpados: as vítimas. Pra variar.

UPDATE: Fãs do grupo New Hit, que se auto-intitulam Marias Hiteiras, confiam em seus ídolos. Uma delas declarou, "Sou fã desde o comecinho, no tempo que eles cantavam a música 'Senta na minha PickUp'". Embora uma prévia do laudo médico comprove o estupro, as fãs planejam fazer uma passeata em defesa da banda, desde já chamada por quem é contra culpar as vítimas de Marcha dos Estupradores.
Todos os indícios do crime são os piores possíveis. Um coronel declarou que as vítimas foram encontradas "totalmente sujas de sêmen". Uma das adolescentes estupradas disse aos integrantes que era virgem. "Eles riram e disseram que agora eu não era mais", declarou ela em seu depoimento à polícia.
Sério mesmo, Marias Hiteiras, que vocês conseguem ler notícias como esta e continuar acreditando na inocência de seus ídolos? Juram que a lealdade que vcs têm a uma droga de grupo de pagode é maior que a lealdade ao seu gênero? 

UPDATE 2: Saiu uma pequena matéria no Correio sobre os protestos no shopping Iguatemi em Salvador, neste sábado. Pouca gente compareceu. Mas as fotos deixam claro que, como narrou a Drica (que esteve lá), havia muito mais gente se manifestando contra os estupradores do que a favor. Menos mal. E parabéns pelo contraprotesto, lutadoras! 
UPDATE 3: O laudo foi divulgado nesta segunda, e confirma: as adolescentes foram mesmo estupradas por integrantes do  New Hit. Isso quer dizer que os comentaristas de notícias pararam de culpar as vítimas? Putz, se vc acredita que um mero detalhe como um laudo confirmando estupro faz alguém culpar os estupradores, é porque vc ainda não entendeu a cultura do estupro...

232 comentários:

1 – 200 de 232   Recentes›   Mais recentes»
Lanna Pat disse...

Quanto ao caso das adolescentes, já foi expedido laudo confirmando o estupro.

Mayara disse...

Lola, não diretamente ligado ao tema do post, mas ligado a todos os posts daqui, praticamente, esse tumblr maravilhoso (que pode ser velho, mas...)
http://naotenhopreconceito.tumblr.com

Anônimo disse...

olha, que desgosto, viu. me parece, lola, que o estupro foi confirmado (houve perda de virgindade). li em algum canto da internet há pouco.

pois é. sabe que isso do bdsm me incomodou muito? gente, e não é considerado parafilia. ou é? até onde eu sei, parafilia seria coisa tipo necrofilia e tal. e quer saber? na cultura bdsm costuma existir mais respeito do que houve dentro daquele ônibus com as meninas. e agora tudo é perversão e errado. as pessoas é que fazem as besteiras, a prática em si é ok.

mas o mais triste de tudo isso é que esses dois casos botaram pra fora todos os preconceitos guardados na ala "boa" da sociedade.

haja estômago pq eu não tenho muito, não...

Lanna Pat disse...

Corrigindo minha informação: o laudo ainda não foi expedido, mas a ginecologista que examinou as adolescentes confirmou o estupro
http://www.metro1.com.br/portal/index.php?varSession=noticia&varEditoriaId=9&varId=17275

Mariana disse...

Nossa, notícias assim me deixam enjoada, literalmente!!! E os comentários... sério, nem consigo ler todos!!

Mirella disse...

Nojento. Nojento. Nojento.
Incapaz de escrever mais a respeito agora.

Macumba Vegan disse...

Foi noticiado de fãs da banda farão uma passeata aqui em Salvador em defesa da banda!

Anônimo disse...

Nossa Lola vc escreveu tudo o que eu pensei quando li os comentários nos sites que postaram essas noticias,dai a gente entende porque o mundo tá desse jeito sem segurnça para as mulheres,é por causa desses pensamentos idiotas culpando as vitimas.Quando vão entender que o corpo pertence a si mesmo e a mas ninguém, mesmo que uma mulher vá para a cama com um homem se no ultimo minuto ela desistir do ato,isso constitui o direito dela e ninguém pode força-la o mesmo vale para o homem.Outros comentarios idiotas q li foram sobre o caso da elise matsunaga,algumas mulheres estavam a apoiando porque ela agiu por ciumes, e quem estavam contra ela era machistas e caso fosse um homem todo mundo iria aprovar,claro que não iriamos aprovar sendo homem ou mulher isso não da o direito de tirar a vida de ninguém!ainda mas com requintes de crueldade

Daniela Rocha disse...

Estou em horror, cada vez que leio notícias desse tipo tenho vontade de morrer.

E o pior, é que não tenho esperanças de que a cabeça das pessoas vá mudar.

Carmem Lucia disse...

Houve perda de virgindade? Será que foi durante o estupro?

hmmmm, pra pensar!

Anônimo disse...

Eu entrei no face da banda, é revoltante os comentários! As pessoas que são contra os estupradores, são bloqueadas e seus comentários excluídos. " Tudo bem, errando que se aprende, força pra vcs" " se era virgem, quis perder a virgindade assim" " entraram no ônibus estavam pedindo" " indiferente do que fizeram estou com vcs" e o pior de tudo, que a maioria dos comentários são femininos.
Estupro é crime hediondo, sem fiança e direito de responder em liberdade. O advogado esta pedindo a liberdade deles, o que não pode ser dado. Espero que esses estupradores sejam severamente punidos, estou revoltada com essas fãs, que apoiam criminosos.

Kika

Amana disse...

Lola, em primeiro lugar, obrigada por você sempre conseguir reunir casos e boas discussões em seus posts praticamente diários. Eu acho isso de um valor imenso, porque somos o tempo todo bombardeadxs por notícias inacreditáveis e tristes, e muitas vezes acabamos sucumbindo na descrença e na tristeza, como falou a jovem que te escreveu recentemente.

Sobre esses acontecimentos, é impressionante como a patrulha moral funciona no nível mais alerta quando casos assim aparecem. Eu fico muito chocada, o tempo todo. E sei que é preciso denunciar, repetir, explicitar, porque as pessoas parece que se esquecem de coisas simples - que sexo sem consentimento é estupro, que estupro é crime, que a culpa do crime é do agressor e não da vítima. Aliás, prefiro o termo "responsabilidade" à palavra culpa, porque esta é muito cristã, muito subjetiva, até. Responsabilidade é algo pelo qual se é cobrado publicamente: pelas leis, pela coletividade.
Cobremos então. Mexeu com uma, mexeu com todxs.
um beijo!

Anônimo disse...

Dia 01 sairá a passeata pró- New Hit ou pró estupro. Uma vergonha! Mesmo estando praticamente comprovado o estupro.

Kika

Ana Sobral disse...

Eu sinto nojo da manifestação da maioria em relação aos casos.
Sobre o machismo que essas pessoas carregam no seu discurso, eu li hoje o comentário da autora de um cartoon digital de teor feminista e vegano que eu gosto muito, A Banana Pop, na sua página do facebook e compartilho com vocês:
"O que mais me espanta não é nem mesmo a falta de empatia (embora isso me entristeça muito) por parte dos homens e tantas mulheres machistas, mas a total falta de percepção dessa gente acomodada na sua condição de maioria de que o machismo existe em todos os níveis e é o gerador dessa cultura de objetificação das mulheres e, por consequência, de tanta violência física e verbal. Me espanta a empáfia ao decidirem que mulheres não podem ser donas de seus corpos, seus desejos, que não podem expor-se da forma que bem ou mal quiserem. Me espanta a completa falta de entendimento de que mulheres não estão aqui para servirem aos homens em nenhum momento, NENHUM, e que não devem passar pelo crivo moral de ninguém de maneira alguma. Sejam gordas, pretas, loiras, velhas, exibidas, desbocadas, recatadas, prostitutas, assexuadas, o que for. Queria um dia estas pessoas que emanam machismo pelos poros na minha pele, para que sentissem o que é respirar com medo, ser diminuída, desrespeitada diariamente ao ligar a TV, ir ao cinema, ler uma revista, caminhar sozinha pela rua, escutar uma "piada", ser assediada por quem me conhece e por quem nunca vi, interagir com certos grupos tacanhos, ser proibida de decidir o que fazer com o meu corpo, minha sexualidade, a minha vontade.
E por quê? Porque, por acaso, eu nasci mulher.
É duro saber-se tanto e poder tão pouco."

E mais, incluindo o caso de acusação de estupro na Bahia:

"O que mata (literalmente) é a não percepção do machismo na nossa cultura. Uma vez que avanços foram feitos pelos movimentos feministas para que se tentasse garantir direitos básicos às mulheres, nota-se uma estagnação da consciência, mantendo a maioria dominante em uma posição cômoda, em muito reforçada pela mídia que perpetua a discriminação, a cultura do estupro, da opressão, a culpabilização da vítima (vejam o caso do bando acusado de estuprar duas menores na Bahia e de tantos outros casos de violência, onde os comentários causam repulsa ao julgarem o comportamento das vítimas, como sempre, eximindo os homens de culpa) através do teor de seus anúncios, do conteúdo de seus programas, das piadas, da defesa de uma "liberdade de expressão" que comete crimes e é apoiada pela maioria contaminada por preconceitos, entre eles o maldito machismo."
O link para a página da Banana Pop no FB: http://www.facebook.com/comics.bananapop
Parabéns pelo espaço, Lola. Aprendo muito com vocês e @s comentaristas daqui.

Mauro disse...

Que eu saiba, a idade de consentimento aqui no Brasil é de 14 anos, portanto, atividades sexuais com pessoas dessa idade não são consideradas imediatamente estupros (o que acontece com crianças abaixo dessa idade), embora obviamente possam ser.

Liana hc disse...

Pelo que eu entendi o único crime desse casal foi ter distribuído fotos da menor, é isso? Se não tivessem feito isso parece que não estariam cometendo crime algum.

Os comentários a respeito do grupo New Hit deram nojo, mas nem surpreendem. Espero que as famílias das garotas estejam sendo acompanhadas de perto pela polícia e por advogados por causa dessas ameaças absurdas. Elas denunciaram, não se calaram envergonhadas como se espera nesses casos. É só mexer no status quo que muita gente surta, tira a falsa sensação de segurança que dá viver num mundo previsível, onde todo mundo sabe seu lugar.

Anônimo disse...

Pior sou eu que, na minha própria casa, ouvi que "essas meninas tb pediram pra ser estupradas". Não é só machismo, mas ignorância...

Cris disse...

Estou pensando nesse caso das meninas de Ruy Barbosa há dias...
Vi agora essa matéria postada por Lanna e o que me deixou ainda mais indignada é o fato de que os familiares das vítimas não saem de casa com medo do preconceito. Esse tipo de tratamento ilustra muito bem essa cultura de estupro em que vivemos, na qual a mulher sempre é a culpada!
Tenho dó dessas meninas por terem sido vítimas de um crime tão pertubador e ainda não conseguirem apoio por parte daquela comunidade... É muito triste isso, aquela cidade (aliás, nossa sociedade) parece a do filme Dogville (cheia de valores hipócritas e deturpados).
Triste...

Anônimo disse...

Lola, pulicar as fotos de BDSM aqui foi muito desrespeitoso. Remova isso, por favor. Pela menina e pela questão do preconceito que o BDSM já sofre.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Absurdo tudo isso. No caso dessas garotas e do grupo do pagode acho que fica ainda mais evidente a questão da cultura do estupro.
Esses caras crescem em uma cultura que diz para os homens que se tiverem poder, fama ou dinheiro, vão ter todas as mulheres que quiserem, do jeito que quiserem e na hora em que quiserem. Se a garota entrou querendo um autógrafo, um beijo ou até mesmo sexo com um deles, pronto, já se sentem liberados para disporem do corpo delas da forma como bem entender.
Muito horroroso tudo isso. E quase tão horrível quanto o estupro é quem solta comentários lamentáveis dizendo que a culpa foi das meninas.

Bruno disse...

Bom mesmo era no século passado quando estupro era pegar à força num beco escuro e não essas ladainhas de hoje em dia, em que a pena do estupro da mulher honesta era maior que a de uma mulher promíscua que se dá ao desfrute, e que pra resolver esse problema era só casar na delegacia. Bom o tempo em que o crime contra a honra era mais grave e tinha pena mais severa que essas bobagens de estupro, afinal mulher não votava.
E isso porque não se pode comparar a mulher honesta, moça de família com uma mulher que se dá a este tipo de prática de BDSM ou que resolve entrar no ônibus de uma banda de pagode. Sinceramente, tiveram o que queriam.
Afinal nós não vivemos em um Estado de Direito que garante igualdade para todos. Onde já se viu pensar que essas mulheres tem direito às suas escolhas? Que ao entrar no ônibus poderiam negar as investidas dos rapazes e ir embora? Quem em sã consciência pensaria que tudo que foge à vontade delas é estupro?
Francamente, vão agora querer me dizer que é normal a mulher honesta trabalhar em vez de ficar com os filhos em casa? Que despautério! Aonde o mundo vai chegar desse jeito? Só falta chegar alguém e dizer que a mulher não precisa mais obedecer o marido que lhe provê tudo e não cumprir com seus deveres de esposa, é o apocalipse! O apocalipse!

Lívia Carvalho disse...

Fiquei com ânsia de vômito (de verdade) ao ler essa notícia do New Hit.

André disse...

Kika,
Quem tiver acesso poderia ir na passeata levando cartazes irônicos, tipo "Estupro não é crime! Libertem nossos garotos!" ou coisa do tipo.

Lord Anderson disse...

A noitica do casal que se envolveu com a adolescente, cai como ums bomba nos grupos BDSM que conheço.

Todos repudiaram o ato, não apenas pelo fato deles terem colocado imagens dela em sites (oq seria o crime em si), mas por que sempre foi um consenso informal de que SM é algo intenso demais, que mexe demais com fantasias desejos, etc, para ser praticado com adolescentes.

Até pq mesmo sabemos bem o tabu que cerca nossas praticas e a visão que a maioria da sociedade tem de quem a pratica.

Como eu disse em outro post, a nossa base deveria ser o SSC, são, seguro e consensua, sendo esse ultimo o mais importante pq se entende a autonomia que cada individuo tem sobre o seu corpo e seus sentimentos.

Alguns adolescente tem uma personalidade bem definida, uma cabeça feita, sabendo bem oq quer?

Sim, mas não todos, e dado o potencial de problemas que podem surgir, sempre foi uma "regra" que BDSMs só deveriam escolher parceiros adultos, ou legalmente maiores.

Me preocupa a pressão que essa menina vai sofrer da familia a parte de agora, a vigilancia, o controle de sua sexualidade.

O casal cometeu um delito e vai ser punido, mas é bom lembrar ue essa punição vai ser bem alem do que anos na cadeia.

O nome deles agora é conhecido por todos, e, graças em grander parte ao sensacionalismo dos nossos jornais, associado a pedofilia e a perverssão.

A Luciana dificilmente vai conseguir trabalhar novamente como professora e ambos vão ter que lidar com o estigma perante a familia e amigos.

Enfim, foi uma falta de responsabilidade e bom senso que vai marcar a vida dos tres.

lola aronovich disse...

Bruno, vc está sendo irônico? Eu apostaria que sim, mas ultimamente tem aparecido tanto maluco que fala essas coisas a sério (tipo: TODOS os mascus), que fico na dúvida. Caso vc não esteja sendo irônico, ahn, tudo que envolve sexo e que foge à vontade de algum dos envolvidos é estupro.


Anônimos das 19:28, o BDSM é justamente o que está fazendo este caso ser tão comentado. Não publiquei quaisquer fotos de BDSM, mas algumas das que foram divulgadas. Não creio que alguma seja da vítima. É?
E acho que eu deixo bem claro no post que é absurdo condenar o BDSM por causa deste crime.

Bruno disse...

Sim Lola, a ironia da minha mensagem traz nas suas entrelinhas que este pensamento tem lugar no passado, em outras palavras, é retrógrado e não merece conviver com um Estado Social e Democrático de Direito como é o nosso, ou pelo menos, como deveria ser o nosso.

Anônimo disse...

" Carmem Lucia disse...

Houve perda de virgindade? Será que foi durante o estupro?

hmmmm, pra pensar! "

a perita estudou pra isso, examinou as meninas... vc não fez nem um e nem outro. e vc aqui, num blog e cheia de insinuações. elas podem ter dado pra meio mundo que isso não justifica nada. a perda da virgindade é só um detalhe agravante pra pena dos estupradores.

ah, lola, sério, aumenta aí a exigência com os comentários pq já bastam os do facebook e twitter. tá difícil.

Anônimo disse...

"Anônimo Carmem Lucia disse...
Houve perda de virgindade? Será que foi durante o estupro?
hmmmm, pra pensar!
30 de agosto de 2012 19:10"

Mais um masCU se passando por mulher pra destilar merd* pelos dedos. Detalhe, Carmem Lúcia é a Carminha, vilã de uma novela da Globo(vômito).
Esse deve ter uns 12 aninhos. Pois se for aduldo, puuutz! Que criatura medíocre!

Anônimo disse...

Essas fotos são de BDSM, Lola. Pelo amor de deus. E sim, você não tá vendo que é a mesma mulher de verde e amarrada? Por favor, remova essas fotos.

Lord Anderson disse...

Sobre o estupro das meninas, eu confesso que fiquei chocado pelo nivel dos comentarios, Não é nem condenação, é odio mesmo.

Um odio doentio a elas por ousarem denunciar o crima que sofreram.

E essas pessoas que acham que alguem "merece" estupro são as mesmas que chamam os praticantes de BDSM de pervertidos...


Sociedade doente.

Clara Angeleas disse...

ai, lola, essa história do new hit é tão ABSURDA que os fãs da banda tão até organizando passeata em APOIO aos integrantes - não sei se dá pra ser levado muito a sério, mas, mesmo assim, repugnante ver o tanto de gente APOIANDO os estupradores... pra mim o lugar de quem apoia estupro coletivo é o mesmo dos estupradores: na CADEIA. mas, pelo jeito, sou só um grãozinho de areia no meio desse mar cor de azul - já azul é cor de macho!

como seu outro post mesmo disse - ser feminista é empoderador! pena que, as vezes, também é bastante solitário...

Dayane disse...

O corpo e delito já foi divulgado. Estupro.Vontade de vomitar.

Cris disse...

Creio que o comentário desse "Bruno" foi postado aqui só para criar polêmica, não é possível uma coisa dessas.
Se falou sério, o comentário dele não merece comentários.
Se falou brincando sobre um caso tão grotesco, é mais um da trupe de Rafinha Bastos...

Sara disse...

Sou mais uma q detesta pagode , mas não por elitismo ou qqr coisa desse genero, (é gosto pessoal rrsss), ja do funk que tb é bem popular eu gosto.
Nem por isso da pra culpar as garotas que sofreram o estupro coletivo desses calhordas da banda.
Agora me rovoltou muito mesmo foi o sensacionalismo idiota da rede Record, com relação ao casal sadomasoquista, não vi outras emissoras noticiando esse fato ainda, mas sei que é um prato cheio para a imprensa duvidosa.
É deprimente a maneira como estão tratando esse caso , sou favoravel as leis duras contra a pedofilia, mas nesse caso não sei se aplica.
Vemos um numero absurdo de adolescentes ja com varios filhos e que tem a mesma idade dessa garota de 14 anos, e não vemos em contrapartida as autoridades correndo atras dos pais dessas crianças que em geral são bem mais velhos q as mães adolescentes, a lei ficou meio nebulosa nesse aspecto, pelo q eu saiba essa garota queria fazer esse tipo de prática, e procurou na internet esse grupo, acho q deveria ser motivo de discussão até q ponto uma adolescente tem direito de exercer sua sexualidade da maneira q gosta.
Tb não achei válido a maneira como o pai dessa adolescente se comportou em relação a ela, usando de espionagem eletrônica, sinceramente achei isso uma invasão da privacidade dessa garota.
Mas nojento mesmo foi as criticas q fizeram a professora envolvida nesse caso, contra ela pesou todos os preconceitos machistas possiveis e imaginaveis, a começar por exigir dela a postura usual das mulheres de bem , pelo simples fato de ela ter uma profissão de destaque, passando pelo fato tb de ela ser gorda, o peso das criticas foram aumentados em muitos graus.
Acho absurdo a invasão a que ela esta sendo submetida.

Carmem Lucia disse...

Não sou mascu. Meu nome é Carmem Lucia.
Se é da novela da Globo, e vc sabe disso, é pq vc assiste não é?

pra pensar....

Anônimo disse...

André

Sou do RS, mas seria ótimo se mulheres baianas fizessem uma passeata contra o estupro.

Kika

Cris disse...

Vixe, Lola, Bruno se retratou, retiro o meu comentário anterior rsrs.

Bruno disse...

Cris, em meu comentário pretendi de forma sutil trazer entrelinhas que este pensamento tem lugar no passado, em outras palavras, é retrógrado e não merece conviver com um Estado Social e Democrático de Direito como é o nosso, ou pelo menos, como deveria ser o nosso.
Não pretendi fazer piada com caso tão sério e nem dizer tais coisas como verdade. Eu já havia exposto isso em um segundo comentário em resposta à Lola que indagou se eu fazia uso de ironia, de sorte que me admiro com a sua crítica que me parece absurdamente infundada.

Sandra disse...

Sério mesmo, Lola, que vc vai divulgar foto de criança de 14 anos sendo abusada? SÉRIO MESMO, LOLA?

Anônimo disse...

sara, alguém aqui falou da prática de bdsm com maiores de 18 anos. não foi estupro presumido, mas ela ainda é menor.

não concordo com a espionagem tbem (será que a sexualidade dela vai ficar marcada por essa repressão?), mas o que mais me chamou atenção foi como o bdsm foi tratado pela imprensa.

eu vi o datena falando do caso. chamou a mulher de leitoa, gorda, pervertida e por aí vai. quero, sim, que ela pague por todos os crimes que possa ter cometido, mas tem um monte de gente correta que pratica bdsm e vai sofrer mais preconceito ainda depois do modo como esse caso foi contado por aí.

aliás, se tem um troço que me irrita qdo alguma mulher morre é o comentário:"era tão bonita". quer dizer que, se for feia, pode? se for "gorda", "leitoa", etc, pode?

Catarina disse...

Impressionante a forma que é tratado esses absurdos, estupro é crime, independe se é piriguete, se é prostituta ou qualquer outra, o assunto tem que ser tratado com respeito as pessoas relacionadas, acho que a autora do blog fumou um hoje, os acusados ainda não foram julgados legalmente como culpado e a violência sofrida por essas crianças tem que ser investigada e seus causadores punidos no maior rigor da lei.

Tia Duna disse...

Lola, gostaria de pedir um pequeno espaço para divulgar a página do facebook que criamos para mostrar nosso Repúdio a atitude dessa banda, e para discutir o caso.
https://www.facebook.com/RepudioAoNewHitAcusadosDeEstupro

Fiquei muito triste de ver que há muitas pessoas apoiando a banda, defendendo-os mesmo com o laudo, e a página serve para fazer um contra-ponto com as páginas que os apoiam.

Obrigada

lola aronovich disse...

Sandra, e anônimo antes, não creio que a foto seja da vítima. A mulher de verde (e de costas) é a Luciana, que é uma das acusadas, junto com Rodrigo. E não dá pra identificar ninguém pelas fotos.


Vcs têm links sobre as passeatas que fãs da banda pretendem fazer em sua defesa? Mesmo depois de comprovado o estupro, ainda haverá passeatas?!

Anônimo disse...

"pelo q eu saiba essa garota queria fazer esse tipo de prática, e procurou na internet esse grupo, acho q deveria ser motivo de discussão até q ponto uma adolescente tem direito de exercer sua sexualidade da maneira q gosta."

então, sara, eu até acho que ela foi atrás. mas, com 14, a sexualidade tá sendo formada. eu não concordo em podar, mas tem gente doida por aí (em qualquer lugar, não é pq eram do bdsm) que pode se aproveitar da curiosidade de uma pessoa com sexualidade em formação.

se tem adulto que fica completamente balançado até com sexo a 3, imagina se a sexualidade da pessoa ainda tá se formando? bdsm é coisa séria. dá prazer? dá (ou melhor, dá pra quem curte), mas a pessoa tem que estar formada pra poder decidir as coisas e procurar ajuda se a cabeça ficar confusa com isso.

o ideal seria mesmo uma terapia boa pra essa menina. mas não no sentido de podar, mas de ajudar na formação sexual dela se isso ainda for necessário. de qualquer forma, se ela foi espionada e o caso tá gerando essa coisa toda, acho bem difícil que ela teria um acompanhamento psicológico imparcial sobre o tema...

aiaiai disse...

Horrível...sem palavras.Mas, interessante notar que para o caso de uma palavra com sentido negativo, como pivete, o pessoal não tem pudor de transformar em feminino piveta.

já presidenta não pode, né?

SEI

Anônimo disse...

Lola, a foto É do caso. Além do mais, "não creio que a foto seja da vítima" é diferente de TER CERTEZA que a foto não é da vítima.

Em segundo lugar, essa publicação foi feita sem consentimento. Pessoas que divulgam fotos de BDSM o fazem em seus blogs e em redes sociais como FETLIFE, onde fazem isso em um ambiente seguro, com uma certa certeza de que não sofrerão preconceito.

E para finalizar: você está publicando fotos de BDSM e um post sobre ESTUPRO. Pense na associação de imagem.

Você morre mas não admite um erro, né? Mesmo com uma pessoa praticante de BDSM pedindo que remova as fotos porque é um desserviço.

Ju disse...

Essas notícias de estupro são nojentas. E me impressiona a mente perturbada desses mascus que emporcalham não só aqui mas a caixa de comentários das notícias também, se passando por mulher, inclusive. São uns doentes.

lola aronovich disse...

Anônimo, que praticante de BDSM pediu que eu retirasse as fotos? E se pedisse educadamente eu tirava, mas com agressividade... Concordo com seu argumento que as fotos foram divulgadas sem o consentimento dos envolvidos (no caso, dos acusados). Mas não concordo que a associação entre estupro e BDSM seja irresponsável neste caso. O fato é que o caso envolve BDSM, e tudo indica que, se não foi estupro, foi abuso sexual. Ou você duvida da versão da vítima? Vc acha que os suspeitos não deveriam ser presos? E não só por divulgarem fotos de sexo de uma menor de idade, mas por incluir uma menina de 14 anos numa prática que ela não tem maturidade para compreender.
E eu vivo reconhecendo erros por aqui... Acho que você não lê muito o blog. Enfim, vou remover as fotos.

Mirella disse...

Lola,


aqui o facebook da Banda New Hit organiza a tal de marcha a favor do estupradores monstruosos.
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=348634268556598&set=a.242635949156431.60253.235598166526876&type=1&theater

Clara Angeleas disse...

lola,
aqui o link da "passeata": http://www.facebook.com/photo.php?fbid=348634268556598&set=a.242635949156431.60253.235598166526876&type=1&relevant_count=1

ridiculo demais pra ser levado a sério... mas vai saber, né?

Mirella disse...

Carmen Lucia,

você duvida da médica que fez exame nas vítimas? Quem é você mesmo, além de alguém covarde incapaz de sentir empatias por vítimas de violência e misoginia?


para pensar...

Anônimo disse...

bem que a galera que organiza a marcha das vadias podia fazer aqueles cartazes com frases interessantes e ir lá protestar contra a marcha do estupro. pessoal de lá, bora organizar alguma coisa pra mostrar o que é estupro?

se bem que, com essa violência toda, eu nem sei mais. se tivesse sido aqui, eu estaria lá.

Rodrigo disse...

Eu acho que o anônimo pedindo pra remover as fotos tem razão...

Anônimo disse...

não entendi esse caso.

não é estupro presumido pq a menina já tem 14 anos.

só seria considerado estupro se ela afirmasse que fez algo sem consentimento.

ela disse algo?

ou o pai dela simplesmente passou por cima da vontade dela e denunciou o casal sadô?

Anônimo disse...

anon das 20:50 - eu ainda não consegui todas as informações porque insistem só em falar do bdsm e em postar as fotos da professora.

o negócio é que essa professora ligou pra casa da menina e falou pro pai, acho, que a menina tava tendo um caso com um homem mais velho. ora, pra ela fazer isso, coisa boa é que não era. e a menina tava com lágrimas nos olhos pq não queria contar, algo assim. eu senti uma pontinha de indício de que tava rolando alguma coisa (que poderia até nem ser o sexo)que a menina não queria 100%.

pensa só: vc tem um relacionamento com alguém. me diga qual seria o motivo pra essa pessoa ligar pra sua casa e falar com um parente seu se não fosse pra criar algum problema na sua vida? sei lá. tá tudo muito estranho e não se sabe bem o que rolou exatamente pq só falam de bdsm como sendo o pior que aconteceu ali.

Anônimo disse...

Tanta maldade. As vezes penso que as mulheres são como os gatos. Uns amam e os outros odeiam e querem matar, fazer maldades e tal.

Shoujofan disse...

O crime no caso da menina do BDSM não é estupro (*ao que parece*). O crime evidente é a divulgação de fotos pornográficas de um/a menor. O Anderson, aliás, explicou bem. Não li em nenhum lugar informação de que a menina foi estuprada. Temos um pai preocupado (*sou solidária*) e querendo mais “justiça” do que o caso talvez possa render e uma mídia ávida pelo escândalo. Não sou simpatizante de BDSM, só que isso não torna a prática ilícita ou condenável. Não gosta, não faça. Agora, o que está em jogo, acredito eu, é a tentativa de controlar a sexualidade dos adolescentes. E virou moda dizer que tudo envolvendo menores é pedofilia, daí, periga quererem estender a infância legal para fazer sexo até os 17 anos e já vai nos descontos, enquanto, ao mesmo tempo, querem reduzir a maioridade penal.

Eu sou solidária com a família da menina e quero justiça feita na medida do crime. Defendo o direito dos pais de terem, sim, ingerência sobre um filho ou filha menor de idade. Podem me chamar de reacionária ou conservadora, mas senhor de si é quem paga suas contas e pode responder plenamente por seus atos diante da lei. Agora, isso não me impede de ver que o discurso conservador que permeia toda essa notícia e que tem lá no fundinho o apoio e incentivo dos religiosos. O casal adepto do BDSM errou e cometeu um crime, mas, estupro parece não ter sido.

Quanto ao caso do grupo de pagode, tudo indica, sim, que foi estupro e uma das meninas ser virgem, ou não, não torna o crime mais ou menos hediondo. Já o trauma da moça, é outra história. E, pelo que li, há ainda um policial sendo acionado por ter sido conivente ou não ter sido rápido em registrar a ocorrência (http://g1.globo.com/bahia/noticia/2012/08/pm-e-um-dos-suspeitos-de-estupro-contra-fas-de-banda-de-pagode-na-ba.html). E a Lola foi boazinha. Vi uns comentários muito mais pesados sobre o caso dos pagodeiros, coisa que me deixou absolutamente enojada.


lola aronovich disse...

Pois é. Ontem, quando comecei a ler sobre o assunto da menina de 14 anos, o BDSM e a professora universitária – pra mim, esses foram os temas que se destacaram – eu tive uma série de sentimentos, vários deles contraditórios. Primeiro achei meio invasivo o pai instalar um software de espionagem no computador da filha. Mas, né, se a gente fosse pai ou mãe de uma menina ou menino de 14 anos e desconfiasse de algum problema sério, talvez também fizesse isso. Pelo que entendi nas inúmeras notícias que li, o pai desconfiou porque a filha voltou pra casa com um espartilho, corsete, sei lá. Não vestindo, mas segurando um. Ela disse que ganhou de presente. Pouco depois a Luciana ligou pro pai pra explicar que o presente não tinha nada de mais, e falar algumas mentiras. Ele diz que parou de trabalhar, e a mulher dele também, pra ficar com a filha, porque viu nos olhos dela algum tipo de sofrimento que ela não quis manifestar. Foi aí que ele começou a espionar. Depois, Luciana ligou pra ele de novo pra avisar que a filha estava tendo um caso com um homem casado, mais velho. Pelo jeito, ela fez isso por ciúme, porque o Rodrigo continuou se correspondendo com a menina. A menina não deve ter se encontrado com eles mais que duas vezes. Mas não acho que é exatamente consentido. Não deve ser difícil convencer um(a) adolescente a experimentar algumas coisas, mesmo que sejam coisas que não tenha tanta vontade. Acho que todos esses telefonemas e e-mails mostram que o casal estava manipulando a menina. E parece que a polícia encontrou fotos com outros menores também.
Eu acho que tinha 14 anos quando uma mulher me abordou numa boate (que funcionava como cinema) em Búzios. Ela foi simpática, disse que eu era linda, e falou que aquele senhor lá (ela apontou prum cara de uns 60 anos) era muito rico e queria ser meu amigo, e poderia me dar um monte de coisas. Eu ri e disse “não, obrigada”, quer dizer, tenho certeza que foi mais do que isso. Sei que eu estava confusa e não tinha certeza do que se tratava. Mas achei engraçado. Logo depois fui pra casa e contei (rindo, eu acho) o que se passou pro meu pai. E foi pela reação dele que eu vi que o negócio era sério. Ele ficou furioso e saiu no mesmo momento pra procurar o casal, depois falou com a polícia... Acho que consentimento entre adolescentes (ainda mais de 14 anos) e adultos de 35 é uma questão um tanto complicada.

Anônimo disse...

comentário perfeito, lola. ela até poderia ter curiosidade pelo bdsm (e eu confesso que tinha bem antes dos 14. ahaahha. mas, não, não sou praticante totalmente talvez por falta de oportunidade), mas o desenvolvimento sexual de uma menina de 14 e o de pessoas com mais de 30 é bem distante... ela poderia ter sentido tesão? sim. mas é aquela coisa de usar uma sexualidade nascendo pra proveito próprio (o que se aplica, aliás, às meninas estupradas. elas eram fãs, deviam se sentir atraídas pelos caras. mas aquela atração ingênua de adolescente).

e aí tem outras questões. e se a menina se sentiu valorizada? se sentiu acolhida? vai que esse casal supriu alguma necessidade emocional dela (que é o que normalmente acontece com gente que alicia adolescentes pra qualquer coisa)? os pais parecem ser gente que presta atenção na menina e quer cuidar dela, mas a vida é assim: pessoas trabalham o dia inteiro pra dar o melhor pros filhos e alguma coisa passa.

vc tá sabendo mais do que eu, lola, mas a sensação que eu tinha tido e não quis dizer foi exatamente de que a mulher sentiu ciúme da menina. seria mais uma coisa de poder.

mas me assusta que falaram logo que era professora, "gorda, "leitoa"... e, gente, tá cheio de gente que trabalha direitinho de terno durante o dia e que, nas horas vagas, pratica as mais variadas formas de prazer. me incomoda que digam "ah, é professora e olha o que ela fazia". pô, fazia dentro da sala de aula? isso eu acho errado.

óbvio que não defendo qualquer crime que tenha sido cometido, mas as pessoas têm seus tesões e têm direito de fazerem o que quiserem deles. me diga por que os sites estão mostrando as fotos da mulher pendurada? sim, pq chama atenção, mas tá chamando pra coisa errada!

Lord Anderson disse...

Lola, eu não tinha visto essas informações que vc passou, até pq não tenho estomago para acompanhar o circo armado pela midia.

Mas se houve essa manipulação, esse ciume e provocação então eles foram mais egoistas e cretinos do que imaginava.

Não deixa de ser uma forma de abuso psicologio sobre alguem em desvantagem.

Em formação. Que a familia da menina tenha equilibrio pra lidar com isso sem castrar a sexualidade dela.

Maiê F. Rezende disse...

Existem muitos relatos de vítimas de pedofilia que na época do abuso eram apaixonados e queriam estar com o abusador. Depois que crescem percebem que foram manipulados e que nao tinham maturidade e nem escolha nos atos em que foram envolvidos.Nem sempre o abuso sexual envolve violencia, muitas vezes tem uma boa dose de seduçao e manipulaçao envolvidos.Mas o resultado é sempre o mesmo.

Em relaçao ás meninas de 16 anos, tenho acompanhado o caso e estou horrorizada. Os argumentos de certas fas sao inacreditaveis.

Meu teclado esta desconfigurado e esta dificil escrever, desculpem os erros.

Sara disse...

Muitos aqui alegam q um@ adolescente aos 14 anos não tem maturidade para decidir sobre sua sexualidade, mas isso não é o que se verifica na realidade, fico pasma de ver na TV corriqueiramente garotas muito novas nessa faixa de idade ja com varios filhos, vivendo maritalmente muitas vezes com parceiros bem mais velhos, outras até se prostituindo, será q essa postura não é hipócrita diante da realidade q vivemos?
Acho que o caso em questão do BDSM
tem chamado atenção da midia não pelo fato da menor estar envolvida, a midia esta se lixando p isso, se estivesse atenta a esse fato, teria milhares de outros para noticiar.
O que a midia conservadora esta apresentando é um grotesco festival de preconceitos, contra essa professora, afinal ela simboliza o perfil de mulher q o machismo quer crucificar, é mulher, tem uma profissão respeitavel, esta fora dos padrões de beleza, exercia sua sexualidade fora do contexto que é considerado normal.

Shoujofan disse...

Aí é que está, Lola, mas pela nossa legislação 14 anos é idade de consentimento. Ela pode ter escolhido fazer sexo com os dois e acredito que a lei não precisa ser alterada exatamente porque o objetivo é impedir que os adolescentes escolham se querem, ou não, transar. O que não quer dizer que o crime não exista: aliciamento de menores, oferecimento de drogas e álcool, as tais fotos, etc. Então, há como proteger um menor de pessoas com intenções ilícitas. Li sobre o corpete. Foi esse presente que fez com que o pai desconfiasse.

Como eu escrevi antes, os pais devem conversar, orientar, vigiar, enfim, exercer a autoridade com parcimônia. É papel deles, mas a lei, se for alterada, será para tentar confiscar a liberdade dos adolescentes. De resto, acho o tal casal imaturo, irresponsável e criminoso. E não vejo como saudável uma adolescente de 14 ou mais anos se relacionando afetivamente com um adulto de 35 (*ou mais, ou menos*). Só que isso é pura opinião e não quero que minhas opiniões tenham peso de lei na vida de ninguém.

Clara Angeleas disse...

Lola,

tava dando uma olhadinha nesse fuzuê todo que se deu nas redes sociais depois esse escândalo do new hit e me deparei com vários comentários que, no fulgor compreensível da defesa das vítimas e repúdio aos estrupadores, pediam que eles sofressem o mesmo destino das vítimas - aquela tal violência sexual de cadeia que espera os presos por estupro. não me entenda mal, não é que minha humanidade me impeça de desejar que esses monstros malditos sofram o que fizeram as meninas sofrer, mas acho um pouco preocupante o 'modo' como isso é feito... os estuprados na prisão são tratados por "namoradinha", "lavadeira", "mulherzinha" etc etc.. ou seja, para serem violentados, esse caras são obrigados a assumir a posição de MULHER. e, mais uma vez, mesmo que deturpadamente/simbolicamente, é o feminino que sofre a violência... ou será que estou viajando?

Anônimo disse...

"mas isso não é o que se verifica na realidade, fico pasma de ver na TV corriqueiramente garotas muito novas nessa faixa de idade ja com varios filhos, vivendo maritalmente muitas vezes com parceiros bem mais velhos, outras até se prostituindo"

sara, não consigo concordar com isso. fazer sexo e ter sexualidade bem desenvolvida são coisas diferentes. aliás, educação sexual costuma prevenir abusos e até gravidez na adolescência.

prostituição por prostituição, tem meninas de 9 anos se prostituindo. isso significa que ela é mais desenvolvida? de forma alguma! muito pelo contrário! se tivesse qualquer educação sexual e autoestima, dificilmente estaria vendendo o corpo em vez de brincar e estudar! me diga como vai crescer a cabeça de uma menina dessa? como que ela vai se relacionar sexualmente e socialmente depois disso?

até acho que muitas podem ter sexualidade mais desenvolvida que outras, afinal um número não indica maturidade necessariamente, mas dá uma boa noção porque muitas coisas são experiemntadas mais ou menos nas mesmas fases.

Anônimo disse...

Não li todos os comentários, mas olha, as duas meninas de Ruy Barbosa foram examinadas por um médico e nas duas foram encontradas evidências de estupro. Ah, e em uma delas havia rastros de rompimento de hímen. Ou seja, ERA virgem, não uma "promíscua vagabunda" (não que isso seja relevante, as é pros fdp engolirem)

E sabe o que é pior? Os fãs da banda estão organizando uma passeata EM DEFESA do grupo às 14h, no shopping Iguatemi, em Salvador. Eu e todos os que estamos revoltados (mortos de nojo, asqueados, vomitando) com isso estamos organizando uma contra-passeata na mesma hora e lugar. Pessoas de Salvador e arredores, vamos participar!

Carmem Lucia disse...

Mirella,

não duvido do exame qto ao estupro, mas duvido com relação a virgindade.
E outra, desde quando virgindade é agravante pra estupro? Estupro é hediondo e pronto! Agora, que elas andaram onde não deviam na hora errada isso pra mim é um fato!

Anônimo disse...

Lola, sem querer ofender, mas para uma pessoa tão bem informada, você as vezes faz uns comentários bens tensos relacionados à Justiça e ao Direito. Existe uma coisa chamada "garantismo jurídico", acho que você deveria se informar mais sobre ele. É uma sugestão honesta, não estou sendo arrogante nem estou de palhaçada. Adoro todos os seus textos, concordo com a maioria das suas opiniões, mas quando você fala coisas do tipo "é só pagar fiança que está solto", "deveria ir pra cadeia", etcetcetc, você está exteriorizando um pensamento criminal compatível ao que as pessoas tinham na Idade Média, e que as pessoas menos ilustradas continuam tendo hoje em dia, um senso comum meio perigoso, que não combina muito com as suas visões de mundo. Sei que você é ocupada, e deve ter mais o que fazer da vida do que ler livros de direito, mas entender sobre garantismo jurídico serve pra todo mundo, pra abrir a cabeça, pra enxergar todo nosso sistema penal de outro jeito.. É isso! Isto de lado, adorei o texto :) Beijo!

Lord Anderson disse...

Outro ponto.

Ao contrario do caso do estupro cometido pela banda (e da maioria dos outros estupros), ninguem esta passando a mão na cabeça do casal, perceberam?

Ninguem esta dizendo que eles foram "provocados" ou que é "normal" eles atacarem quer "dá mole".


Sera por causa do BDSM? ou pq tem um mulher envolvida?

Ana Luiza Valério disse...

Isso é devastador, ambos os casos, submetem adolescentes a violência e a práticas que já são difíceis para um adulto assimilar e se dispor a fazer, imagina uma menina de 14 anos...
Não consegui ler os comentários nas notícias porque me deprime cada vez mais ler gente culpando as vítimas!!
Ao lembrar da minha adolescência eu penso, é claro que eu entraria no ônibus da banda se me convidassem sem nem pensar duas vezes, como essas meninas fizeram. Como já entrei no camarim de uma banda, caramba, como esse simples ato pode ser visto como sinal verde pra praticar UM CRIME?
Me parte o coração em mil pedaços e me revolta tanto pensar que essas garotas tiveram o primeiro contato com sua sexualidade em atos violentos e não consensuais, e sem sombra de dúvidas irão carregar isso por muito tempo.

carolinapaiva disse...

Nossa, gente, cheguei a passar mal com tanto comentário podre sobre a notícia da banda. Vivemos em um mundo doente, sem empatia nenhuma.
É incrível como o conceito de "estupro legítimo" está arraigado. Se a menina não for "santa" (aliás, o que é ser santa, gente? A menina teria que morrer e ser canonizada para aí sim poder ser vista como vítima de estupro legítimo? Rs), aí o estupro corretivo é liberado para fazer a menina "tomar jeito"?
Muitos fãs da banda dizendo que as meninas só foram estupradas porque queriam das uns amassos nos caras.
Sério, quem fica 15 minutos em algum fórum fã clube sabe que tá cheio de meninas que se sentem atraídas por seus ídolos, que sonham em beijá-los, abraçá-los e dar uns amassos mais quentes.
Aí eu me pergunto: essa meninada toda está pedindo para ser estuprada, ou merece estupro corretivo para "virar santa"?
PQP, que mundo doente!

Anônimo disse...

""Muitos aqui alegam q um@ adolescente aos 14 anos não tem maturidade para decidir sobre sua sexualidade, mas isso não é o que se verifica na realidade, fico pasma de ver na TV corriqueiramente garotas muito novas nessa faixa de idade ja com varios filhos, vivendo maritalmente muitas vezes com parceiros bem mais velhos, outras até se prostituindo, será q essa postura não é hipócrita diante da realidade q vivemos?""
Sim, porque todas tinham milhares de opções pra se decidir e estão super felizes, né? Só que não...
O fato de existir adolescentes nessas situações não que dizer que eles têm maturidade pra lidar com isso.

Kauana Costa disse...

Cada dia que passa, falar de estupro é sempre complicado. Posto em meu blog conteúdos relacionados e tive que moderar os comentários em virtude das agressões contra a "minha ingenuidade" com relação às vítimas que "não são tão vítimas assim"... Sei que embrulha o estômago os comentários que se veem pela net e que são de ambos os sexos... É a perpetuação disso, dessa naturalização e marginalização da vítima que prevalece... Lembro-me do caso do BBB12 e do suposto estupro, independentemente ou não dele ter ocorrido, só o fato de usá-lo como forma de atrair mídia para o programa, marginalizando o crime hediondo, já é motivo suficiente para se revoltar. Essas adolescentes foram muito corajosas ao denunciarem esses agressores que se escondem por trás da "fama" para fazerem o que bem entenderem... E isso não tem nada a ver com "ter o fogo no rabo"... As mulheres são obrigadas socialmente, através da criação, geralmente, a amadurecerem mais cedo, já dizia Beauvoir.... mas mesmo sendo mais maduras socialmente falando, não podem iniciar a vida sexual mais cedo. Iniciar a vida sexual na adolescência vai de cada um, porque é muita ingenuidade achar que adolescentes não têm desejos e hormônios. Além do mais, essas adolescentes poderiam não ser virgens, e daí?! Ninguém vem à Terra pedindo para ser estuprada só porque deixou de ser virgem... Coação, agressão, violência sexual traumatizam mulheres em qualquer idade. A sociedade não quer enxergar a lógica que ela mesma criou... porque é mais fácil manter as rédeas curtas e a opressão como medida de contenção intelectual e ideológica. Volto a afirmar, essas meninas foram muito corajosas... e o que devemos fazer é apoiá-las, porque qualquer uma de nós poderia estar no lugar delas e nosso agressor poderia ser qualquer um, até mesmo nosso pai.

nati disse...

eu escutei coisas do tipo "tinha que ser pagodeiro", como se já se esperasse uma atitude dessa só pelo cara ser ou não ser qualquer coisa.

pode parecer uma comparação ridícula, mas eu vou fazer:

tempos atrás o cantor sertanejo gustavo lima quebrou uma guitarra no palco e um pedaço voou na cabeça de uma menina, que teve que levar ponto e tudo mais. depois de sair do hospital, a menina foi chamada ao camarim, ganhou cd autografado, tirou foto... resultado: a família retirou a queixa na polícia.

coisa besta

mas veja como são as coisas: as pessoas admiram tanto uma pessoa (que ganha rios de dinheiro as custas dela, e que nem sabe que ela existe), que a defendem sob qualquer acusação. como é o caso dessas fãs que estão defendendo os caras do grupo de pagode.

uma coisa é uma mãe defender o seu filho mesmo que ele tenha sido o mais terrível dos assassinos, outra coisa é você defender o seu ídolo de uma acusação de estupro!

é impressão minha ou as pessoas tão ficando meio cegas e não vêem os problemas das coisas?

as próximas fãs poderiam ser essas que estão defendendo. e aí? vai continuar não tendo problema?




sei lá!

leio tanto o seu blog, mas é a primeira vez que eu comento então to até meio nervosa, hahaha.
prometo comentar ideias mais coerentes na próxima vez ;D

Rose disse...

A questão não é ser pagodeiro e sim o estilo das letras que esse seres cantam.

Há pouco mais de um mês, algo parecido aconteceu aqui Camareira acusa dançarinos do Fantasmão de tentativa de estrupro"Quando me virei os dois tinham baixado as bermudas e estavam alterados", disse a vítima. Vejam o argumento veja o argumento de defesa da banda:
Por telefone, o produtor da banda de pagode Fantasmão, Renato de Jesus Rosa, falou que a versão contada pela camareira não bate com a dos pagodeiros. Ele afirma que Luci procurou flerte com os dançarinos e a mesma não teria gostado da brincadeira. Para ele a vítima só quer aparecer na mídia para tirar proveitos da banda.
Agora vejam um trecho de uma das músicas deles:
Eu fiz uma proposta só pra ver se ela queria
Chamei pra tomar a pancadinha
Antes de dá nela eu te dei muito carinho
Hoje ela me liga me chamando de amorzinho

Pan pancadinha, pan pancadinha
Pan, pan, pan, pan,
Pan, pan, pan, pan,
Pan pancadinha, pan pancadinha (3x)

Na cara, na bundinha
Na cara, na bundinha
Na cara, na bundinha
Deixa eu bater
Deixa eu bater (Pancadinha/
Fantasmão)

Tanto no casos dessa moça, quanto no das meninas, boa parte da imprensa tratou como vítimas os agressores e como vilãs, as vítimas
No caso do casal, eu vi reportagens que falavam: Sádica abusa de menina e seu namorado. Dando a impressão que ela sozinha abusara dos dois.

Enfim, precisamos acabar com essa lógica estúpida de que estupro é assunto de mulher e que o crime é praticado pela vítima.

B. de Campos disse...

[OFF-TOPIC]
Hoje é aniversário de Mary Shelley! Faria 215 anos!

Veja por que ela foi uma mulher à frente de seu tempo:

http://virgula.uol.com.br/ver/noticia/famosos/2012/08/30/307751-a-autora-de-frankenstein-completaria-215-anos-entenda-por-que-ela-era-uma-mulher-a-frente-de-seu-tempo#0

Rose disse...

Não sei se já postaram isso aqui, mas haverá uma manifestação contra esse absurdo da marcha de apoio aos "meninos" estupradores, por favor divulguem
http://www.facebook.com/events/354425984639498/

yulia2 disse...

o que????vai ter uma marcha de apoio aos estupradores?

Rebecca souza disse...

cara é de espantar esse lances da sociedade `´vigilante da moral em que vivemos`´
Sobre o caso do estupro:como sempre diz meu pai``até prostituta é vitima de estupro e tem que ser tratada como tal``,já ouve a confirmação do estupro,simples,eles tem que pagar pelo que fizeram,mais simples ainda.para mim a virgindade só é agravante para pensar o que essa garota vai bloquear em sua vida sexual tendo essa experiencia tão traumatica.
Para carmem lucia,falar que entrar no camarim de banda é pedir para acontecer algo,desculpe,mas,eu já entrei em muito camarim de banda de rock e nunca aconteceu nada.e sabe pq?pq niguem é um ser irracional e puro hormonio para achar que só pq eu estou lá quer dizer`´sou fã de vcs,me comam mesmo que eu não queira``,esses caras tinham que ter essa mesma ideia,po as meninas eram fãs deles,tá que elas tenham de repente dado um beijo neles ou até ficado,isso não é desculpa para a violencia covarde.olha eu sou fã do javier bardem,pô se eu tivesse a chance de entrar em algum lugar que ele está ,logo que entraria,se eu tivesse oportunidade de ficar com ele,logico que ficaria,mas,se ele quisesse sexo e eu não,isso abria margens para ele me estupra?ou vc acha que homem não deve perdoar,pq se a menina provocou ela quer sexo e o resto é frescura?como vc se sentiria em uma situação dessa?

sobre o bdsm:
Primeiro que esse datena é um escroto de um bpc(branco ,portugues,cristão)chamar a professora de gorda,como se ele fosse o corpinho sarado 2012.houve uma violencia?sim!a menina era menor de idade,e mesmo que ela tenha procurado o casal(o que sabemos que aconteceu,pq enfim,vc não acessa praticantes de bdsm sem procurar),mas,eles como os adultos da relação que tinham que cortar qualquer investida dela.
sou praticante de bdsm com minhas parceiras e sim ,isso me dá prazer,mas,não,jamais praticarei algo com uma meia permissão e uma menina de 14 anos ,só tem mentalidade para uma meia permissão
a sociedade hipocrita fingi se chocar com isso,mas,cara quantas taras piores `´pessoas honradas`´fazem em suas alcovas?
como diria minha mãe`´tirando minhas fantasias td resto é nojento``

yulia2 disse...

quanto ao caso da garota de 14 anos...
JAMAIS esse casal deveria ter feito o que fez mesmo que a garota quisesse...14 anos a pessoa ainda não tem convicção clara do que quer... e eles como adultos formados e pra lá de formados, deveriam ter a responsabilidade de não fazer nada com ela.
acho que eles foram sacanas ao extremo e se aproveitaram de uma garota que estava curiosa e usaram para proveito próprio e ainda divulgaram as fotos... achei isso muito canalha.

Mariane disse...

Já está decidido: Nunca colocarei filhos no mundo e como diz a música, "Pare o mundo, que eu quero descer".

aiaiai disse...

anonimo das 22:04:

não entendi nada do que vc falou. Tá acusando a lola de quê? Não vi no texto dela nada dizendo que "é só pagar fiança que está solto" ou "deveriam ir pra cadeia".
A caixa de comentários é para você comentar, não para acusar e nem dizer por que está acusando...

Sara disse...

Como muitos aqui tb concordo que uma menor não tenha condições de fazer escolhas conscientes p sua vida sexual, mas fechar os olhos a nossa realidade, não me parece que tem feito qualquer diferença para corrigir essa realidade.
E é o que a sociedade tem feito.
O tratamento que esta sendo dado a esse caso do casal sadomasoquista, em relação a garota envolvida é uma das coisas mais hipócritas que vi nos últimos tempos.

Macumba Vegan disse...

quem mora em Salvador e não viu pelo facebook: vai rolar uma contra passeata feminista ás 14h contra a ideia de que a culpa do estupro foi das vítimas

Anônimo disse...

A incapacidade de as pessoas se solidarizarem com quem está na mesma posição que elas é espantosa. Geralmente, é comum encontrar no Brasil pessoas que automaticamente ficam no lado de quem tem mais poder econômico, físico, político. Pra mim, essa é uma das piores características da sociedade brasileira. -- Brian

Maiê F. Rezende disse...

Eu não estava acompanhando o caso da garota de 14 anos, mas pelo que entendi a acusação de pedofilia vem do fato de terem feito e distribuído imagens eróticas de uma menor. Foi isso que caracterizou a pedofilia e não o fato de terem tido ou não relações com a menina. Idade de consentimento não é passe livre para fazer o que quiser com um menor de idade.

O caso New Hit mostra a posição horrível das vítimas de estupro frente a sociedade. Não é apenas o fato de que certas pessoas desconfiam que elas quiseram ou tentam dividir a responsabilidade entre vítima e estuprador. É também o mecanismo de estupro que muitos não entendem. Ontem nas redes sociais haviam vários comentários dizendo que só é estupro se a mulher for espancada também, que a vítima jamais conseguiria falar ou dar entrevista se fosse verdade. É o senso comum mostrando toda sua perversidade.

Felipe disse...

Sobre a noticia das meninas violentadas sexualmente pela banda: Lamentável. Acompanho este caso desde que apareceu na internet. Não me importo com o comentário dos outros nas noticias. Todos tem direito a falar o que quiser, por isto não me importo a mínima com comentários de internet (doce ironia ;) ). Só me importo da justiça ser imparcial.

Sobre o casal com garota de 14 e BDSM. Não acompanhei esta noticia. Vou ler mais.

"Mariane disse...
Já está decidido: Nunca colocarei filhos no mundo e como diz a música, "Pare o mundo, que eu quero descer".

31 de agosto de 2012 01:28"

Vc acha que o mundo seria um lugar melhor ou pior se muitos pensassem como vc?

Maria Clara disse...

Lola...
Nada a ver com o post, mas quero te contar que a Gazeta do povo (da RPC, a Globo aqui no Paraná) veiculou uma opinião preconceituosa de um colunista desprezável.
E, claro, tirou o c da reta, dizendo que não se responsabiliza pelas opiniões manifestas pelos colunistas...
http://www.gazetadopovo.com.br/colunistas/conteudo.phtml?id=1292008&tit=Perversao-da-adocao

Revoltante...

Maiê F. Rezende disse...

Quem está organizando a passeata é o FC Maria Hiteiras

http://www.facebook.com/FcNewHiteiras?filter=3

http://www.facebook.com/pages/New-Hit-F%C3%A3-Clube-Levar-Voc%C3%AA/236739419744816



Mirella disse...

"Agora, que elas andaram onde não deviam na hora errada isso pra mim é um fato!"


EBAAA, Carmen Lucia já conseguiu colocar a culpa nas vítimas ihul.

Pqp humanidade.
Quer dizer que não dá para confiar em homem mesmo, né? São todos uns animais, descontrolados e foda-se quem estiver no caminho, né?
É isso aí!

E o agravante por conta da virgindade se dá pela agressão extra sofrida pela menina, que ao tentar ser poupada, ouve em troca "ahahaha não é mais virgem hahaah agora vamos te estuprar mesmo assim".
Para mim a menina continua virgem, porque estupro não é sexo e não é uma pelinha que diz o contrário.

Grão da Noite disse...

Fiquei chocado com o estupro das duas moças na Bahia, e com a reação das fãs. Se bem que gente fanática é capaz de tudo. Que fãs fanáticas componham a Marcha dos Estupradores (cujo nome, por si só, já é apologia ao crime de estupro) eu até consigo entender muito longinquamente (pode-se dizer que estão sendo solidárias com os acusados e não propriamente com o crime de que estão sendo acusados, em cujo cometimento elas, por loucura, preferem desacreditar). Mas pessoas que não sejam fãs da banda, mas simplesmente apoioam o estupro, aí é já muito demais. Uma marcha com esse conteúdo, de apoio a um crime hediondo, evidentemente não está amparada pela liberdade de expressão. Já o caso da adolescente vítima do casal BSDM, as pessoas parecem se esquecer de que a violência não precisa ser física. Valer-se da experiência e da lábia pra seduzir uma pessoa inexperiente, e com a sexualidade ainda em formação, é nitidamente violência emocional/intelectual. Mas cada caso é um caso. As pessoas amadurecem cada uma no seu ritmo e, nesse caso em particular, talvez tenha havido consentimento quanto às práticas sexuais. Só com a investigação é que se poderá definir a extensão da responsabilidade do casal. Mas é bem provável que a adolescente tenha sido vítima de violência emocional/sexual, sim, ou não teria acontecido uma mudança de comportamento profunda o suficiente pra despertar a atenção dos pais.

Leandro disse...

Lola, não vou nem comentar sobre recato, pudor. Apenas vou fazer uma pergunta: vc conhece o caso para afirmar q foi estupro? Qual é a prova concreta que existe se o cara realmente a estuprou? Pois vc tá julgando: os caras foram lá, agarraram a moça, submeteram ela a BDSM à força, houve penetração à força. Mas qual é a prova de que ela efetivamente foi forçada a fazer isso? Nunca se pode julgar sem antes saber os fatos, ter provas. Apenas a acusação dela e da família não prova nada. Há muitas e muitas acusações falsas.

Leandro disse...

Ah, chega, desisto. Lí o artigo na íntegra. Depois dessa:

"Embora uma prévia do laudo médico comprove o estupro"

Qual é o "laudo médico" que "comprova" o estupro segundo a Lola?

"Caso New Hit: Jovens estavam “totalmente sujas de sêmen”, diz coronel"

Ou seja, só encontrar semen é a prova cabal e irrefutável de estupro... Nao há nem o que discutir...

Mariana. disse...

Concordo com tudo o que a Shoujofan disse. Sensacional, não mudo uma vírgula.

Mariana. disse...

É como alguém disse acima: é permitido legalmente fazer sexo com uma pessoa de 14 anos? sim. Qualquer tipo de sexo, desde que consensual.

Mas não convém que um adulto o faça.

Mas como a Shoujofan disse: é a minha opinião e só tem peso na minha vida.

Huan Icaro Piran disse...

Bem, eu sou metaleiro, todos sabem o que metaleiros pensam de pagodeiros ehkjwahkelaw
Certo, foi brincadeira, mas sou metaleiro mesmo, e noivo de uma moça mestiça que ouve tanto rock'n'roll quanto o pagode que é tão presente no bairro onde cresceu. Acho uma puta palhaçada que exista preconceitos contra o pagode, mesmo não gostando consigo ver coisas lindas no meio.
Infelizmente este grupo fez a cagada das cagadas e tem de ser punido exemplarmente por isso, independente do que fã A ou fã B achar.
Estupro é crime, não se deve permitir que isso saia impune. Mas vamos esperar os laudos periciais, assim a propriedade de argumentos tira qualquer possibilidade de recusa.

Lola, não concordo com o argumento sobre apoiarem mais a bando do que o gênero. Isso não se trata de causa de gênero apenas, trata-se de consciência social. Repudio em igualdade homens e mulheres que apoiam o estupro, não tenho preconceitos quanto ao ódio simples e cru que sinto por ambos os lados.

Agora, sobre o caso do casal. Bah, que tiro no pé. Eles vão ser punidos por um delito, que infelizmente cometeram. Não vejo com maus olhos BDSM, na verdade tenho até curiosidade (apesar do meu medo derivado de traumas sexuais), contudo o Lord Anderson falou tudo o que tem de ser falado sobre SSC e sobre não incluir menores na brincadeira.
Espero que eles consigam reconstruir a vida deles depois, mas a macula de estigma social infelizmente vai ser tensa...

Anônimo disse...

anon 8:44 - sabe por que me preocupo com comentários na internet? porque foi uma avalanche de pessoas culpando as vítimas. e, se a pessoa comenta esse tipo de coisa na internet, onde muitos se sentem protegidos por um quase anonimato, é pq é realmente o que ele/ela pensa! uma pessoa pode não dizer nada disso na cara da mãe de uma menina estuprada, mas, no momento que fala essas coisas, propaga a ideia.

e propagar ideias pode continuar matando. sim, porque é a fixação da cultura do estupro e da culpa da vítima que tá sendo fixada na cabeça das pessoas. isso é BEM perigoso.

ou vc acha que vai ser fácil pra essas meninas irem à escola sem nenhum bullying, sem ninguém dizer nunca "ah, mas vc tava querendo fama, fala a verdade"? por muito menos, já teve gente se matando ou tentando se matar por aí.

Anônimo disse...

Sinceramente, acho que o caso do BSDM só ficou ruim por causa da exposição da mídia. Se a menina tem 14 anos e não foi violentada ou coagida (coisas que não sabemos) provavelmente ela cresceria feliz, arrependida ou não disso. Acho que a exposição midiática tem mais chances de traumatizá-la do que o evento em si.

E ouvi de pessoas muito próximas: se a gorda fosse minha namorada eu também iria querer descer pancada.

Dói ouvir isso. Primeiro, sadomaso não é pancada. Segundo, qual o problema de ser gorda?

Como sobrevivente de estupro (e também na perda da virgindade :-( imagino o que as meninas estão passando. Quando ouço isso sempre agradeço por não ter contado a NINGUÉM. Por mais triste que seja a impunidade, acho que teria sofrido mais aos 16 anos contando do que guardando para mim. Afinal, a culpa é sempre nossa.

Huan Icaro Piran disse...

@Lord Anderson

Não acho que seja apenas por conta do BDSM mas também pela fama da banda e pela pouca reflexão dos fãs. Soma dos fatores, mas sim, também é por isso creio eu '-'

Anônimo disse...

@grão, releia o post. a passeata é para dar apoio à banda. as pessoas que estão revoltadas com isso é que apelidaram a marcha de "marcha dos estupradores". isso não é apologia a nada.

e, se não me engano, o casal foi preso por publicar imagens de sexo com adolescentes. não sei se com a adolescente em questão, mas o art 241 do ECA fala em fotos de crianças e de jovens. agora começa a investigação pra acharem outras vítimas e tbem pra verem outros crimes praticados pelo casal.

Huan Icaro Piran disse...

@Clara Angeleas

Concordo com você, nunca deve-se punir sexualmente alguém, mesmo quando esse alguém cometeu o crime de punir sexualmente outro alguém.
Particularmente eu acredito que precisamos isolar os tipos de criminosos e tratar eles. Jogar tudo num mesmo buraco só vai criar monstros ainda piores...

Aninha disse...

Vocês já pensaram que com toda essa repercussão esses caras vão ainda ganhar repercussão????

Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três semanas para eles aparecerem no Faustão ou qualquer outro programa, contando sua história!

Ana disse...

Acompanho os comments desde ontem, mas é difícil comentar.

O caso da New Hit é o absurdo do absurdo. Agora uma fã pede um autógrafo e leva um estupro de brinde? Que tipo de gente retardada acha que querer atenção de um ídolo justifica estupro?

E ainda juram que cultura do estupro não existe.

Bom, gostem as fãs alienadas ou não, as provas estão aí pra calar a boca de todo mundo (vamos ignorar a parcela que é burra o suficiente pra achar que mesmo com laudo e o escambau ainda não teve estupro). Estou louca pra ver esses caras punidos (conforme a lei).

O pessoal da passeata feminista está de parabéns! Se pudesse eu ia, mas é longe por demais.

--

Quanto ao caso da garota... Acho que o ponto é que não foi uma simples relação. Eles a transformaram em material erótico - tiraram fotos e publicaram. Ok, ela tem 14 anos, é normal ter curiosidade por sexo e BDSM não é crime. Mas daí a fazer o que fizeram?

Por mais madura e capaz que ela fosse (o que não temos certeza), não acho que isso limpa a barra do casal. Do meu ponto de vista ela foi um brinquedo deles, e eles se aproveitaram da curiosidade dela. Porque não acho que colocá-la na cama com dois adultos e bater fotos foi um jeito de ajudá-la com sua sexualidade.

Além do mais, me custa acreditar que um praticante responsável aceitaria uma menor na brincadeira. Alguém que faz BDSM sabe melhor que ninguém o quanto o consenso e autonomia são importantes, não?
Aliás, o fetiche podia ser qualquer um; abrigar uma jovem de 14 anos pra fazer sexo com você e seu parceir@ já é uma coisa e tanto (quero dizer, com tanta gente no mundo, logo uma menor? Sério que ninguém parou pra pensar, 'hm, mas será que isso é uma boa idéia?'?).

Quanto ao pai da menina... O cara deve ter ficado desesperado. Ele notou alguma coisa estranha, todo o tipo de barbaridade deve ter passado pela cabeça dele. E se ela estivesse sendo aliciada pra prostituição? E se ela estivesse sendo forçada? Tudo era possível.
Acho que a espionagem é 'justificável' se pensarmos que eram suspeitas muito sérias. Uma coisa é seus pais lerem seu diário ou mexerem na sua mochila só pra saber o que você anda fazendo, outra é suspeitarem que você está envolvida em alguma coisa perigosa. Eu teria feito a mesma coisa (desculpa, mas é verdade).

Bom, agora a polícia vai atrás...

Vivianne disse...

Fanatismo maior até que compaixão. Tristeza.

Bruxinha disse...

Não há crime de estupro no caso da professora, já que a garota tinha mais de 14 anos e consentiu a prática. Quanto à divulgação das imagens, acredito que haja alguma tipificação penal pra isso, tvz o Art. 241-D do ECA.

Agora o das meninas e da banda de pagode pelo que as vítimas dizem está bem caracterizado.

Sei lá se estou fazendo mau juízo, mas pela foto desse link http://saiunoblog.blogspot.com.br/2012/08/caso-new-hit-parece-filme-de-terror-que.html parece que os músicos são tão narcisistas que não entenderam que as moças não tinham interesse em transar com eles qdo entraram no ônibus e forçaram o sexo, criminosamente. Ainda tem muito homem que, infelizmente, acredita piamente que quando a mulher diz não está fazendo charme.

Quanto a culpar os pais é uma injustiça, claro. Mas agora que eu sou mãe de menina e tenho ainda mais consciência dos perigos para o nosso gênero (graças a este querido blog) pretendo ficar ainda mais atenta ao redor e procurar conversar muito com minha filhinha, pra que ela pense sempre adiante e não se veja em uma situação terrível como a dessas moças. Que dó, viu?

Ana disse...

@Maiê
"É também o mecanismo de estupro que muitos não entendem. Ontem nas redes sociais haviam vários comentários dizendo que só é estupro se a mulher for espancada também, que a vítima jamais conseguiria falar ou dar entrevista se fosse verdade."[2]

@Carmem Lucia
"não duvido do exame qto ao estupro, mas duvido com relação a virgindade."

E duvida porquê, mesmo? Você não acha que se uma médica diz 'ela era virgem', existem boas razões científicas pra isso? Eu quero dizer, eu não sou especialista, mas oi, com certeza ela tem meios de PROVAR que a menina era virgem. Do contrário ela ia afirmar isso pra quê? Acorda!

"E outra, desde quando virgindade é agravante pra estupro? Estupro é hediondo e pronto!"

Lógico. Mas ué, se tem alguém dando importância pra isso aqui é você, que se dá ao trabalho de duvidar até de médico quando isso não faz diferença nenhuma.

"Agora, que elas andaram onde não deviam na hora errada isso pra mim é um fato!"

Óbvio. Eu não sei como foi que elas não pararam na porta do ônibus e pensaram "espera, se eu entrar aqui ao invés de assinar meu CD eles vão me estuprar!".

Se você não vê a culpabilização da vítima aí, sugiro que você siga sua própria filosofia E VÁ PENSAR.

--

Falando nisso, outras fãs tiveram a cara de pau de aparecer dizendo que quando elas falaram com os caras, eles não fizeram nada. Mas ora, isso só quer dizer que não tinha motivos pra desconfiar. Os caras estão lá, dando atenção pra todo mundo numa boa, atendendo um monte de fã normalmente, e aí você tem que adivinhar que quando chegar a sua vez a coisa vai descambar pro estupro?

--

@Bruno
"Afinal nós não vivemos em um Estado de Direito que garante igualdade para todos. Onde já se viu pensar que essas mulheres tem direito às suas escolhas? Que ao entrar no ônibus poderiam negar as investidas dos rapazes e ir embora? Quem em sã consciência pensaria que tudo que foge à vontade delas é estupro?"

Cara, QUE SUSTO o seu comentário me deu! Kkkk
Só mais pro fim eu entendi a ironia... Acho que foi um jeito bem direto de mostrar o quão alienadas as pessoas são! Mas na próxima rola um aviso? XD

@carolinapaiva
"Muitos fãs da banda dizendo que as meninas só foram estupradas porque queriam das uns amassos nos caras."

Sim, porque mulher não pode querer sexo - se ela quer, merece ser estuprada.

... Machismo, alguém?

Eu ainda estou tentando entender como pode as pessoas serem burras ao ponto de achar que visitar uns cantores justifica estupro porque 'elas queriam'. Por essa lógica, todo o cara que pediu um autógrafo ao Freddie Mercury sonhava mesmo era com uma bela noite de amor tórrida com ele, é isso? E se fosse estuprado pelo vocalista bigodudo do Queen, seria bem feito, é isso?

Lógica devia ser vendida na farmácia... Que diferença faria no mundo.

Anônimo disse...

A Band colocou uma enquete perguntando a seus espectadores se eles acreditavam na inocência dos integrantes da banda NewHit. Um 62% disse que sim até agora:

http://www.band.com.br/noticias/cidades/bahia/

Para os que forem na passeata, porém: se liguem que vai dar m*rda porque a passeada pelos estupradores vai estar lá. Vão preparados. Moro longe, mas tentarei estar lá.

Ah, e recentemente algum fdp divulgou as fotos das menores envolvidas nesse caso. Não bastasse elas serem ostracizadas pelos conhecidos, agora os estranhos que as ameaçam sabem como é a cara delas.

veronica disse...

revoltante! nojento! ódioooooooo mortal dessa banda!!! sou contra violência mas nessas horas tenho vontade de torturar até a morte esse tipo de espécie.

Carlota disse...

Só um comentário, as fãs não deveriam se auto intitularem de new hiteiras, mas sim de New HITLERas.

Ananda Savitri disse...

Lola, congratulações pelo seu texto! Para variar, excelente! Entretanto, minha cara, um adendo: muito embora a classe média "ame odiar pagode", não raro cai em contradição. Sou soteropolina nascida e criada e me sinto como "uma bolha" em muitos espaços sociais... há em SSA um paradoxo gritante e entremeado na cultura de massa baiana.

O pagode baiano (com algumas poucas exceções)é de baixíssimo nível, escatológico mesmo e compartilhado, independente do pertencimento sócio-econômico de uma gama de pessoas. A própria classe média consome avidamente o pagode escatológico. A base da "pirâmide do pagode" é o povão. Todavia, este estilo musical tem suas facetas. O nível subterrâneo é o mesmo e o que muda são as ambiências do entretenimento.

Há uma forte indústria fonográfica bancada pelo empresariado econômico e politicamente influente que lucra com as festas de pagode e outros subgêneros. Inclusive alguns setores de cultura do Estado. Só para se ter uma idéia, no semestre passado o FazCultura,um programa de incentivo ao patrocínio cultural investiu uma soma vultusa de mais de 300 mil reais no evento de pagode de "camisa colorida", o Salvador Fest... Essa notícia foi divulgada no Diário Oficial, e por sua vez,causou muita polêmica.

Por mais que haja preconceitos quanto ao fato de boa parte dos integrantes de pagode serem negros em sua maioria e oriundos da periferia há toda uma estrutura monetariamente propícia de grupos provindos dos estamentos mais elevados da sociedade baiana que investem pesado neste tipo de entretenimento.
Isso é tão pesado que até o projeto "Anti-baixaria", da deputada Luiza Maia causou polêmicas, inclusive em boa parte dos meios de comunicação por colocar à baila a suposta e questionável "liberdade de expressão" do povo a respeito do pagode...

Para maior informação sobre este "bafo" do apoio do FazCultura ao Salvador Fest, veja este link: http://www.metro1.com.br/portal/index.php?varId=11247&varSession=noticia&varEditoriaId=18

Eu só espero que depois desta barbárie, o Estado intevenha com rigor sancionando leis duras para a veiculação de mensagens degradantes (uma utopia da minha parte, mas ainda assim o meu desejo) e não permita que pessoas utilizem a arte como veículo de fomentação aos preconceitos e comportamentos desprovidos de bom senso.

Patty Kirsche disse...

Olha, esse crime da banda New Hit é tão nojento... Nem sei o que dizer. É lógico que eles não iam violentar todas as fãs. Escolheram duas para "se divertirem". A reação das fãs é inacreditável. Principalmente pelos detalhes sórdidos da história. Eles tiraram sarro da virgindade da garota. Eu acho que o pior de ser violentada virgem é a questão psicológica. A dor física deve ser horrível, mas o pior é lembrar sempre que o início da vida sexual dela foi coagida. A gente sempre fantasia que a primeira vez vai ser legal. As duas vão precisar de muita terapia pra superar, porque serviram de objeto para esses boçais satisfazerem suas necessidades sádicas.

Sabe, eu gostaria de saber que os criminosos são presos. Quase todos os dias, tomo conhecimento de algum crime misógino horrível, mas nunca sei que o criminoso foi julgado e condenado.

Já passou da hora de existir uma lei específica para crimes misóginos, né? Se já existe contra o racismo e tem projeto pra homofobia...

Quanto a BDSM, não é errado. Todo dentro do BDSM é consensual. O errado foi fazer isso com uma menor de idade e distribuir as fotos. Mas esse crime teve muito mais destaque na TV do que o estupro da banda New Hit.

Igual àquele filho do dono de uma rede afiliada da Globo em SC, né? Ele e alguns amigos cometeram um crime hediondo contra uma garota. Deram algo pra ela dormir e depois a violentaram barbaramente. a Globo nunca noticiou. Até hoje não sei se ele respondeu pelo crime de alguma forma. Lamentável.

Marcela disse...

Existe uma página de apoio às vítimas e repúdio aos estipradores do New Hit. https://www.facebook.com/RepudioAoNewHitAcusadosDeEstupro

Rilda disse...

O comentário do Brian - "Geralmente, é comum encontrar no Brasil pessoas que automaticamente ficam no lado de quem tem mais poder econômico, físico, político. Pra mim, essa é uma das piores características da sociedade brasileira. -- Brian" é o retrato real e sem retoque da sociedade brasileira desde o começo da formaçao desse povo e pra mim o triste é que isso descreve verdadeiramente a minha família.

Danizy Costa disse...

Um colunista de música disse uma vez em um de seus textos: "todo fã é um idiota", pode-se achar que ele generalizou, ou exagerou, mas logo depois ele explicou, que gostar de um determinado artista, acompanhar o trabalho dele, tudo bem, mas ao mesmo tempo reconhece os erros dele,não aprova tudo que ele faz e não acha ele um ser perfeito. E quem tem esse equilíbrio, não é fã, e sim um admirador, pois o fã não raciocina, ele coloca seu ídolo em um pedestal, não tem senso do ridículo.
Realmente concordo, muitos fãs passam dos limites, acham seu ídolo um ser sem defeitos, mesmo quando há evidências de um crime, como nesse caso das Marias Hiteiras, é impressionante como essas garotas não querem enxergar a realidade, e não tem a menor empatia com essas vítimas, sendo que qualquer uma delas poderia estar passando pela mesma situação. Sem falar que é um absurdo ainda por cima jogarem a culpa nas vítimas, parece que para algumas pessoas, estupro não existe.

Denise Coelho disse...


Gente, precisamos exercer pressão sobre a polícia local para que prendam as pessoas da marcha por apologia ao estupro. Alguma idéia de como podemos fazer isso?

Malu disse...

Tudo retrata a monstruosidade humana e essa passeata pró-estupro coroa um episódio bestial.

{Malu}

Anônimo disse...

denise, mas não há apologia ao estupro. as fãs simplesmente acham que não houve estupro!

do mesmo jeito que é lícito fazer marcha da maconha e isso não foi considerado apologia às drogas.

se saírem falando:"estuprem, é lindo!", aí, sim, é apologia, mas os fãs simplesmente não conseguem exergar que houve estupro e questionam o laudo da médica.

pra quem questionou aí a coisa do laudo: sim, a médica já confirmou o estupro.

Ulisses Adirt disse...

Acho que meu outro comentário falhou. Posto novamente.

Lola, vc viu os comentários preconceituosos e gordofóbicos desse apresentador?
http://videos.r7.com/professora-sadomasoquista-acusada-de-pedofilia-e-transferida-de-presidio-em-sp/idmedia/503d2fd192bb3f3a3e8533b5.html

Nojento, né?

Ana disse...

@Leandro

"Qual é o "laudo médico" que "comprova" o estupro segundo a Lola?"

>> "Seguundo o site Acorda Cidade, de Feira de Santana, o laudo médico do exame do corpo de delito, assinado pela ginecologista Maria Verônica Simões, confirmou que as duas adolescentes foram mesmo violentadas e, conforme alegou a família de uma das jovens, ela era mesmo virgem.

“A paciente sofreu violência sexual há dois dias (foi estuprada), foi examinada, onde foi comprovado o estupro (vulva apresenta fissura em intróito vaginal, o hímen apresenta rutura e hematoma no mesmo local)”, diz o laudo documento, disponível no Conselho Tutelar da cidade."

http://www.jornaldamidia.com.br/2012/08/31/integrantes-da-banda-new-hit-ja-estao-na-penitenciaria-de-feira-de-santana/

"Ou seja, só encontrar semen é a prova cabal e irrefutável de estupro... Nao há nem o que discutir..."

Hã, onde exatamente a Lola disse que é o semen que prova o estupro, jênio? Ela chamou de "indício".
Tá precisando ler com mais atenção, né?

Bruxinha disse...



Ai, gente...não é preconceito travestido de gosto pessoal não...mas como lidar com umas letras dessas do tal New Hit? Gorfei!!

http://letras.mus.br/banda-new-hit/

Sara disse...

Anonima das 10.33 hs, fiquei chocada com seu comentário, NUNCA poderia critica-la por sua atitude, pois os motivos que vc citou para não ter denunciado são REAIS, e creio que como vc, existem milhares na mesma situação, é preciso coragem demais para enfrentar tudo o q advem de uma denuncia como essa, mas acho tb que se não começarmos a mudar esse tipo de postura NUNCA iremos mudar nossa situação, eu sei que o trauma dessas meninas pela exposição a que estão sendo expostas é até maior que o do próprio estupro.
Mas precisamos lutar para que essa cultura DESAPAREÇA de todas as sociedades na terra.

Anônimo disse...

bruxinha,

como lidar? ignorando. ou, como já foi feito, se a letra é misógina, que o governo não libere verbas pra shows. e que cada pessoa que se sinta mal com elas não consuma o produto (não clicando em links pra dar acesso, não pedindo nas rádios, não indo a shows que incluam a banda).

a banda pode ser de péssimo gosto, mas tem outras bandas de péssimo gosto que nunca cometeram crime.

Anônimo disse...

Bruxinha disse...
Não há crime de estupro no caso da professora, já que a garota tinha mais de 14 anos e consentiu a prática. Quanto à divulgação das imagens, acredito que haja alguma tipificação penal pra isso, tvz o Art. 241-D do ECA.
-
E a cultura de estupro que vocês tanto falam?
vão ser "parciais só por ter uma mulher envolvida?
manipulação de uma menina de 14 anos, por dois adultos, que pela sua maioridade, deveriam ter a sensatez de reconhecer alguém psicologicamente não formada ainda, mas se aproveitaram da situação,e seduziram uma menor de idade.
Será que quando tiver vinte e poucos esta menina não sentirá que foi abusada ?

Sara disse...

Ulisses eu tb fiquei chocada com os comentários desse boçal do apresentador da Record, esse trecho que vc linkou esta até bem leve, perto de uns outros q eu tive o desprazer de escutar, onde esse demente sugeria até a PENA DE MORTE para essa senhora acusada.
Engraçado é que ele não fala de que ela esta sendo acusada para ser tão veemente como ele tem sido nesse caso de puro sensacionalismo.

Anônimo disse...

são estupradores nojentos estes "new lixos'cadeia neles, e que seja de 10 anos fechados no minimo, para servirem de exemplo.
Mas devemos começar a questionar este maldito culto a pseudo celebridades, que hoje em dia nem talento tem, sò falam putaria nisso que eles chama de letra ( nada contra o ritmo)infelismente estes ritmos populares nos dias de hoje, são extremamente sexistas, e estão ajudando a sexualizar cada vez mais cedo nossas crianças e adolescentes, em nenhuma orientação.

Ana disse...

@10:37
"a passeata é para dar apoio à banda. as pessoas que estão revoltadas com isso é que apelidaram a marcha de "marcha dos estupradores". isso não é apologia a nada."

Hã, só um pouquinho.

As pessoas fazem uma passeata em solidariedade a estupradores, e não dá pra chamar de 'marcha dos estupradores'? É pra chamar de quê, então? Não é exatamente isso que eles são?

Ainda que as fãs amem esses caras e o escambau, oi gente, fizeram exame e foi comprovado estupro. Deve ser uma grande decepção, mas nada justifica fazer passeata pra dizer que eles estão com a razão!

Dezenas se reúnem pra passar a mão na cabeça de caras que estupraram, e isso não é apologia ao estupro? O que exatamente é apologia, então? Se fazer passeata pra apoiar caras que forçam sexo não é simpatizar com o que eles fizeram, então não sei o que é!

@10:31
"sabe por que me preocupo com comentários na internet? porque foi uma avalanche de pessoas culpando as vítimas (...) e no momento que fala essas coisas, propaga a ideia.
(...) é a fixação da cultura do estupro e da culpa da vítima que tá sendo fixada na cabeça das pessoas. isso é BEM perigoso."[2]

Também fiquei pensando que não se deve subestimar os comentários, porque eles são reflexo do que está na cabeça do povo.

Muitos desses que comentam são "totalmente contra estupro", MAS tem no bolso 1001 razões pra justificar o crime - ah, elas entraram no ônibus; ah, elas são fãs então queriam; ah, garanto que roupa era curta... Ou seja, é uma lógica com um rombo maior que o da camada de ozônio. E enquanto esse tipo de pensamento torto for passado adiante, as vítimas vão continuar tendo que se defender não só do abuso como também de todo o resto do mundo que acha que a culpa é delas.

E assim, direito de dizer o que quiser é uma coisa, apoiar/justificar um crime é outra.

*Só uma obs, o comment dizendo que não se importava não era anônimo, ele assinou como Felipe.

Anônimo disse...

esse marcelo rezendo é cheio de preconceitos. um absurdo. precisava ver o programa dele com pessoas que frequentam academia. chamou todo mundo de "bombado", deu a entender que todo mundo que frequenta academia toma hormônios e ainda desvirtuou uma entrevista com um casal bodybuilder. ele não tem credibilidade nenhuma.

eu não apoio crimes e quero que o que foi feito seja comprovado e que o casal seja punido. mas esses apresentadores estão dando tiro no pé. se essa professora resolver processar esse cara e o datena por danos morais e exposição de intimidade, é um prato cheio. até pq o bdsm não é crime. se bem qeu ser gorda parece ser, né.

Bruxinha disse...

Anônimo das 12:55h não há parcialidade pq tem uma mulher envolvida.
Se a garota de 14 anos completos disser que fez sexo porque quis, a tipicidade da figura do Art. 213 do CP está afastada, pq não tem violência presumida em razão da idade dela. Fazer o que? é a Lei Penal como está posta e em vigor.
Eu até concordo que no mais das vezes uma adolescente dessa idade ainda não tem discernimento pra começar a vida sexual e arcar com as responsabilidades que a prática acarreta, como a possibilidade de uma gravidez indesejada ou de uma DST, mas daí a querer atribuir estupro a tal professora vai um graaande hiato!
O crime da divulgação das imagens, pelo que tenho lido, é capitulado no ECA mesmo.

Huan Icaro Piran disse...

@Sara

Eu realmente acho que a mídia tenta em vão lutar contra uma porção de coisas em pról dos moralismos de sempre e isso não é só com BDSM mas com qualquer coisa. Uma situação que andei debatendo a cerca disso esta aqui http://espiritolivrerpg.rpgonline.com.br/2012/08/rpg-e-crimes-no-brasil-inocente.html

Não tem nada a ver com o tópico, é um exemplo bem diferente do mesmo problema, moralismos midiáticos.

L disse...

''mas não há apologia ao estupro. as fãs simplesmente acham que não houve estupro!''
Mas elas só acham isso porque a sociedade tem um conceito muito limitado do que é uma estupro, que só a estupro se tiver havido muita violência física, e sem nenhuma situação ~suspeita~ como ir pedir autógrafo aos ídolos no ônibus deles, o que a sociedade vê como 'pedir' um estupro.

Anônimo disse...

anon das 12:55 - não generalize. a maioria aqui apoia que o casal seja investigado e que os crimes cometidos tenham punição. e, sim, pensamos na saúde sexual e mental dessa menina. não, não é só pq foi mulher. não apoiamos pessoas que fazem mal a outras. se essa menina foi aliciada, e tudo leva a crer que foi, o casal tem que ser punido. se ela fez algo tendo sido coagida, que sejam punidos por estupro mesmo sem conjunção carnal.

a polícia prendeu o casal por causa do artigo 241 do eca, mas agora vem o resto da apuração. distribuir imagens de menores na internet com cunho sexual é crime. aliás, isso serviu pra prender pedófilos exatamente para não dar tempo que eles fugissem até o crime ser comprovado.

Bruna B. disse...

ESTUPRO DE VULNERÁVEL: é o ato de pedofilia por excelência. Consiste em ter conjunção carnal (relação vaginal) ou praticar outro ato libidinoso (sexo anal, oral, etc.) com menor de 14 (catorze) anos. O praticante via de regra é um pedófilo, porque tem excitação sexual com indivíduos pré-púberes (crianças, porque menores de 12 anos de idade) ou adolescentes de até 14 anos de idade. Esta definido no Artigo 217-A do Código Penal. A pena varia de 8 a 15 anos de reclusão, em casos comuns, e de 10 a 20 anos, se há lesão corporal grave na vítima, até 30 anos, se há morte da vítima.


DEFINIÇÃO DE “VULNERÁVEL”: é a pessoa menor de 14 anos ou aquela que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem a compreensão ou o discernimento necessário à prática de ato sexual, ou por qualquer outra causa, não pode opor resistência.

CORRUPÇÃO DE MENORES – INTERMEDIAÇÃO DE MENORES DE 14 ANOS PARA SATISFAÇÃO DA LASCÍVIA ALHEIA: é ato de intermediar um menor para ter sexo com outra pessoa. É a punição dos chamados “alcoviteiros” ou “agenciadores”. Artigo 218 Código Penal. Pena de 2 a 5 anos de reclusão.


SATISFAÇÃO DE LASCÍVIA MEDIANTE PRESENÇA DE CRIANÇA OU ADOLESCENTE: é o ato de praticar sexo ou outro ato libidinoso na presença de criança ou adolescente menor de 14 anos. Artigo. 218-A do Código Penal. Pena de 2 a 4 anos.

FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO OU OUTRA FORMA DE EXPLORAÇÃO SEXUAL DE VULNERÁVEL: é o ato de submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual, pessoa menor de 18 anos ou VULNERÁVEL, ou seja, aquele que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento. Artigo. 218-B Código Penal. Pena de 4 a 10 anos e multa.

Conforme o ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, tínhamos os artigos 240 e 241, que já haviam sido modificados em 2003, pela Lei 10.764 de 12/11/2003 (CPI da prostituição Infantil, Senadora Patrícia Saboya), e estabeleciam como crimes, basicamente, a produção e distribuição de pornografia infantil.

Entretanto, no dia 25 de novembro de 2008, durante a abertura do “III CONGRESSO MUNDIAL DE ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES”, realizado no Rio de Janeiro, o Presidente da República sancionou a Lei 11.829/2008, proposta pela CPI da Pedofilia, que modificou o ECA, criando novos tipos de crimes para combate à pornografia infantil e ao abuso sexual, alterando os artigo 240 e 241, e criando os artigos 241-A a 241-E:

• CRIME DE PRODUÇÃO DE PORNOGRAFIA INFANTIL: é a produção de qualquer forma de pornografia envolvendo criança ou adolescente (artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente – pena de 4 a 8 anos). Evidentemente a pornografia infantil produzida tem como destinatário o pedófilo, ou seja, a pessoa que tem excitação sexual com indivíduos pré-púberes, portanto o crime é diretamente ligado à pedofilia.

Bruna B. disse...

• CRIME DE VENDA DE PORNOGRAFIA INFANTIL: é o ato de vender ou expor à venda, por qualquer meio (inclusive internet), de foto ou vídeo de pornografia ou sexo explícito envolvendo criança ou adolescente (artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente – pena de 4 a 8 anos). Estima-se que o comércio de pornografia infantil movimentou no ano de 2008 nos EUA cerca de 2 Bilhões de Dólares por ano, conforme o FBI (3 Bilhões, conforme estatística revelada pela Revista Marie Claire, novembro/2008). Também é claro que a venda de pornografia infantil tem como principal (ou único) cliente o pedófilo, ou seja, a pessoa que tem excitação sexual com indivíduos pré-púberes, portanto o crime é diretamente ligado à pedofilia.

• CRIME DE DIVULGAÇÃO DE PORNOGRAFIA INFANTIL: é a publicação, troca ou divulgação, por qualquer meio (inclusive internet) de foto ou vídeo de pornografia ou sexo explícito envolvendo criança ou adolescente (artigo 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente – pena de 3 a 6 anos). As pessoas que publicam e/ou trocam entre si a pornografia infantil são, via de regra pedófilos, e o fazem porque sentem excitação sexual com indivíduos pré-púberes, portanto o crime é também diretamente ligado à pedofilia.

• CRIME DE POSSE DE PORNOGRAFIA INFANTIL: é ter em seu poder (no computador, pen-drive, em casa, etc.) foto, vídeo ou qualquer meio de registro contendo pornografia ou sexo explícito envolvendo criança ou adolescente (artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente – pena de 1 a 4 anos). É característica do pedófilo guardar para si “troféus” ou imagens que estimulem sua preferência sexual.

• CRIME DE PRODUÇÃO DE PORNOGRAFIA INFANTIL SIMULADA (MONTAGEM): é o ato de produzir pornografia simulando a participação de criança ou adolescente, por meio de montagem, adulteração ou modificação de foto, vídeo ou outra forma de representação visual (artigo 241-C do Estatuto da Criança e do Adolescente – pena de 1 a 3 anos). Este tipo de pornografia é muito usada por pedófilos para seduzir uma criança durante a prática do chamado “Grooming” (assédio sexual de crianças através da internet, do qual trataremos a seguir).

Também pratica este crime quem (artigo 241-D, parágrafo único, do Estatuto da Criança e do Adolescente): facilita ou induz a criança a ter acesso a pornografia para estimulá-la a praticar ato libidinosos (sexo), ou seja, mostra pornografia à criança para criar o interesse sexual e depois praticar o ato libidinoso; ou estimula, pede ou constrange a criança a se exibir de forma pornográfica. O caso mais comum é o do criminoso pedófilo que pede a criança para se mostrar nua, semi-nua ou em poses eróticas diante de uma webcam (câmera de internet), ou mesmo pessoalmente.

“Internet Grooming” é a expressão inglesa usada para definir genericamente o processo utilizado por pedófilos criminosos (chamados também de predadores sexuais) na Internet, e que vai do contato inicial à exploração ou abuso sexual de crianças e adolescentes.

Fonte: Carlos José e Silva Fortes
Promotor de Justiça - Ministério Público de Minas Gerais
Curador da Infância e da Juventude - Divinópolis/MG

Ana disse...

@12:44
"mas não há apologia ao estupro. as fãs simplesmente acham que não houve estupro!"

Mas pessoa, o que as fãs acham não muda o FATO de que houve estupro. É pra isso que serve o laudo. Eles são estupradores e apoiá-los é endossar o que fizeram.

"do mesmo jeito que é lícito fazer marcha da maconha e isso não foi considerado apologia às drogas."

Eu imagino que os caras da passeata pela maconha tivessem seus argumentos à favor do uso. Quer dizer, é um assunto que dá espaço pra discussão.

Que argumentos se tem a favor dos estupradores, mesmo?

Eu quero dizer, que não sejam feitos de machismo e falta de lógica e que não vão contra a ciência, claro.

Algum?

"se saírem falando:"estuprem, é lindo!", aí, sim, é apologia"

Sério que fazer uma passeata pra apoiar caras que comprovadamente estupraram duas meninas não é um jeito de dizer isso?

"mas os fãs simplesmente não conseguem exergar que houve estupro e questionam o laudo da médica."

Isso se chama BURRICE. E como eu disse, não muda o fato.

Olha, tens todo o direito de ter a tua opinião e não classificar como apologia.

Mas pra mim, é a mais descarada manifestação de apoio ao crime, especialmente porque já foi comprovado o que aconteceu. Não existe jeito de apoiar esses caras sem dizer que o que eles fizeram foi certo (isto é, se você tem neurônios, o que parece que @s fãs não tem).

Anônimo disse...

gente, entendam o que tá escrito. eu disse que as fãs não acham que houve estupro. e, sim, isso é terrível! mas, se elas fazem a marcha para defender os ídolos delas, isso não é crime de nada! a polícia não pode fazer nada! me citem aqui no código penal que crime é esse. não é crime. o absurdo de tudo é que elas achem que os caras são bonzinhos. elas acham que as vítimas são culpadas.

obviamente, eu concordo que é uma marcha que vai propagar ideia de que vítimas são culpadas, óbvio que abomino o ato desses caras... mas não é crime sair na rua apoiando uma banda. não existe tipificação. até pq, no brasil, eles só podem ser considerados estupradores depois do fim da sentença.

eu jamais apoiei crime nenhum aqui e luto contra a cultura do estupro. mas chegar na polícia dizendo que eles são estupradores e que os fãs querem defender estupradores não vai dar em nada.

é bem mais proveitoso que pessoas lá da bahia façam um contraprotesto com citação da lei sobre estupro e que qualquer ato não consentido é estupro e que ter desejo sexual não é crime! ser fã não é crime. entrar em ônibus não é crime. acho bem mais válido educar o pouco que seja do que chegar na polícia falando da marcha.

acho uma excelente oportunidade pro pessoal educar a população e dizer qeu estupro é qualquer ato não consentido. mesmo sem conjunção carnal. conjunção essa que, sim, foi comprovado por laudo médico.

às vezes tentar educar vale mais do que gritar.

Anônimo disse...

ana, não sou eu que tô falando. é o código penal!

não existe tipificação pra "crime de apoio a uma banda" por mais que eu ache que o que eles estão fazendo com essa marcha é, sim, apoiar estupradores.

pelamor, tá difícil entender, gente?

peguem o código penal. o eca. tá tudo aqui na minha mão.

Anônimo disse...

"Sério que fazer uma passeata pra apoiar caras que comprovadamente estupraram duas meninas não é um jeito de dizer isso? "

bem sério. leia o código penal, veja que no brasil uma pessoa só é considerada culpada depois do processo todo e veja que a polícia não autoriza qualquer manifestação. a única obrigação constitucional é comunicar que a passeata vai acontecer para que a polícia dê apoio.

yulia2 disse...

quem mora em Salvador e não viu pelo facebook: vai rolar uma contra passeata feminista ás 14h contra a ideia de que a culpa do estupro foi das vítimas
_________________-

até que enfim né????

já basta a famigerada marcha em favor esses estupradores feita pelos seus fãs....

Anônimo disse...

tem alguém que vá fazer a passeata contra a marcha pra banda aqui? por que a gente não faz uma vaquinha (pro pessoal que mora em outros estados poder ajudar) pra compra de papel e xerox de uma espécie de cartilha ensinando as vítimas de estupro o que é estupro no brasil desde 2009, onde procurar apoio médico e psicológico e ensinando que as vítimas não são culpadas?

poderia ser um folder de 4 páginas (uma folha a4)em preto e branco mesmo, só para educar. poderia ser uma contra-argumentação pacífica e educativa.

as fãs vão gritar. essa "cartilha" poderia ajudar e educar.

carolinapaiva disse...

@Ana e L

Estou me metendo em uma resposta que vocês deram, sobre a apologia do estupro, para dizer que notei a mesma coisa. As pessoas tem uma visão muito limitada do que seja um estupro e das suas consequências no emocional da pessoa abusada.
Isso de achar que só quem é "santa" é vítima legítima, que se as meninas quiseram dar uns pegas neles elas não tinham que aguentar as consequências, que estupro só é estupro se tiver violência física que deixe marcas, etc.
Teve até gente questionando se houve estupro pq elas "não pareciam abaladas o suficiente". Eu me irrito muito com comentários do tipo, pois são pessoas que não sabem o que é estupro, não conviveram com vítimas de estupro e ainda enchem a boca para falar sobre como a vítima de estupro deve reagir para ser considerada vítima mesmo.
E o pior: a mensagem que essa situação toda esta passando para as vítimas de estupro é a lei do silêncio, do medo e da vergonha.
Perseguir e ameaçar vítimas que denunciam seus agressores sexuais é um incentivo a impunidade, uma naturalização do estupro e, por consequência, apologia.

Anônimo disse...

Acho que todo mundo já sabia disso: o casal não foi preso por fazer sexo com menor de idade, mas sim por fazer pornografia com menor de idade;

Sexo com menor de idade é legal no Brasil a partir dos 14 anos.

O que dá raiva é o jornalismo em geral se referindo ao casal como "pedófilo", sendo que isso não tem nada a ver com pedofilia.

Bruna B. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana disse...

"ana, não sou eu que tô falando. é o código penal!

não existe tipificação pra "crime de apoio a uma banda" por mais que eu ache que o que eles estão fazendo com essa marcha é, sim, apoiar estupradores.

pelamor, tá difícil entender, gente?"

Anônimo, calma.

Ótimo que você não concorda com a marcha.

Uma pena que o código não permita enquadrar isso como crime.

Isso não muda uma vírgula do que eu disse. Continuo achando a marcha um absurdo.

Não estou brava com você, ou te acusando, ou o caramba. Estou simplesmente apontando porque, pra mim, essa marcha é a apologia mais descarada ao estupro. Qualquer argumento em defesa não faz o mínimo de sentido.

Izabela de Lima disse...

Quando vi essa notícia de que as fãs desse New Hit iriam fazer passeata pra defender os "pobres coitadinhos", parece até que me deu uma certa vergonha de ser mulher. E fiquei imaginando uma coisa: se com esse grupinho essas fãs já estão fazendo todo esse alarde, o que aconteceria se fosse alguém mais famoso que fosse acusado de cometer esse crime? Essas fãs alienadas são capazes de tudo pra defender o ídolo delas, que nunca faria nada por elas, e até poderia estuprá-las! E quem pode dizer também que esse grupo não estupro mais garotas, antes dessas os denunciarem?

carolinapaiva disse...

Anônimo 13:24

Cuidado, positivismo demais pode te afastar da realidade. Tá certo que não é apologia ao estupro, mas é um meio que os fãs da banda arrumaram de fazer as meninas que denunciaram se calarem, e também de mandar uma mensagem a demais vítimas de estupro por aí (mesmo que indiretamente): "ei, vocês que foram/são/serão estupradas, fiquem quietas, senão será pior para vocês, pois te chamaremos de vadias, putas e interesseiras, e defenderemos até o fim os homens inocentes que vocês provocaram."
Considerando que a maioria dos estupro ocorre por gente conhecida da vítima, e que as vítimas precisam se sentir seguras e ter confiança em alguém para denunciar um crime desses (que envolve, muitas vezes, em denunciar alguém querido da família), passeatas como essa funcionam como um reforço a "lei do silêncio", a culpabilização da vítima e a impunidade dos crimes.

Tassia Pellegrini disse...

Lola e leitorxs,

há um protesto em favor da banda que ocorrerá amanhã na frente do Shopping Iguatemi. Ficamos sabendo disso através de uma imagem circulando no Facebook. Em resposta, criamos um contra-protesto, no mesmo horário, e estamos nos organizando neste grupo: http://goo.gl/TlqOz

O post que gerou uma discussão que com certeza serviu de elucidação para algumas pessoas foi este aqui http://goo.gl/AOBsv e estamos articulando idéias aqui http://goo.gl/IP30B

Por favor, quem quiser nos ajudar divulgando e nos dando idéias, o faça. Precisamos do apoio de vocês.

Estou no momento dando uma entrevista sobre o objetivo do protesto para o iBahia.com e espero que ajude a dar uma luz para as pessoas que têm apoiado os rapazes e suas atitudes.

Abraços.

Anônimo disse...

se a realidade atual musical nã~reflete a decadência moral de nossa sociedade , com suas "letras sexuais, e seus proibidões, eu não sei mais o que pode ser !

Estes pseudo artistas parecem moleks de 4° serie primaria, que acabaram de aprender um palavão novo, apelação total, e o pior e ver centenas de milhares de garotinhas idolatrando idiotas, como se eles tivessem algum talento realmente.

antigamente a musica brasileira teve genios, com ALCIONE, TOM JOBIM, RENATO RUSSO, BEZERA DA SILVA,GILBERTO GIL,TITÃS, LUIZ GONZAGA,CHICO BUARUQE DE HOLANDA, SERGIO REIS ETC..

Hoje a gente se resume a que ?
michel teló, se la o que lima, valeska popozuta, mc catrá, new lixo hits..

G-ZUIS, alguém me faça um favor ,e me de um tiro ¬¬

yulia2 disse...

bem, olhando as postagens, vejo um outro lado... talvez se as tais fotos não tivesse vindo a tona talvez TALVEZ estivesse tudo bem para a garota de 14....
Mas como o casal teve a ''JENIAU'' idéia de fazer as fotos... a midia soube, e o escarcéu foi feito, agora a garota vai se sentir a mais suja do mundo por conta do carnaval da mídia e da hipocrisia social....como vai ser a vida dela agora? um inferno !
foda...
Mas repito o que disse, ainda sim esse casal foi irresponsável demais... porra garota de 14???
pelo amor de Deus....

Clara Angeleas disse...

Pois é, @Huan Icaro Piran... por mais que eu deseje que esses malditos provem um pouco do próprio veneno, acho esse lance do estupro na cadeia meio bizarro...

vi uma menina comentando no perfil da banda "vão virar mulherzinha na cadeia! isso é pra aprenderem a respeitar mulher" oO

tipo: oi? a linguagem reflete todo o preconceito que paira na sociedade. achei esse comentário, no mínimo, meio twisted, não?

Anônimo disse...

Chega a revirar o estomago ler coisas como estas,pena que a gande mídia não daça uma análise como vc fez aqui,e só dê destaque ao sensacionalismo dos casos.Seria de grande utilidade abrir uma discussão séria sobre o assunto e parar com essa mania-que não é só de nós brasileiros-de culparmos a vítima.

Anônimo disse...

ana, eu tô calma. só que as pessoas leem uma coisa entendem outra! o que quero dizer é que dá pra gente se organizar e educar sobre o que é estupro, sobre o fato de a vítima não ser culpada, etc.

até hj tem gente achando que estupro é só pegar alguém com violência e ter conjunção carnal.

por que não tentamos de alguma forma educar, dizer que essas meninas são vítimas e que depois do "não" tudo é estupro? a população não tem essa educação.

o que sugeri ali é de a gente ajudar a comprar material, escrever uma cartilha simples (eu posso ajudar a escrever, gente aí da bahia!) pra educar, já que chegar na polícia falando da marcha não vai ter efeito nenhum.

sim, é apologia. mas não pode ser enquadrado como apologia a crime, entendeu?

é isso. em vez de aproveitarem a marcha pra educarem as pessoas, vão estar na polícia reclamando e a polícia só vai dizer que não se pode fazer nada.

yulia2 disse...

Tassia, no shopping Iguatemi... aqui em sp?

Anônimo disse...

tassia, deixa algum contato seu no seu perfil (não tenho facebook). bora montar uma cartilha simples pra ser distribuída e pra tentar educar sobre o que é estupro?

Huan Icaro Piran disse...

@Clara Angeleas

Totalmente. Tipo, lex talion não rola, não é democrático e não resolve o problema x_x

Brasileira sim Senhor disse...

Sabe Lola eu acompanhei alguns comentarios e algumas manchetes do caso dos cantores e no mínimo acho desprezível e nojento ! Independente se as fãs quiseram( como a defesa afirma), isso foi no mínimo imoral, repugnante, e o mais absurdo, criarem passeata para defendê-los. Porque não criam passeatas pelas crianças do Pinheirinho que estão ao relento e passando fome?? Me revolto com isso !!

Mariana. disse...

Anônimo de 31 de agosto de 2012 13:24:

leia o artigo 287 do CP e veja se a atitude das fãs não se encaixa:

Apologia de Crime ou Criminoso
Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
Pena - detenção, de 3 (três) a 6 (seis) meses, ou multa.

AUTOR de crime ainda não temos, porque ninguém foi condenado em definitivo (embora esse requisito não seja pacificado na doutrina). Mas houve um crime, um fato criminoso, isso está comprovado (é o que justifica a prisão dos acusados, por exemplo). Temos indícios de autoria e certeza da materialidade (ocorrência do delito.

Seria diferente de eu fazer um protesto para discriminalizar o crime de estupro (ou, exemplo prático, marcha da maconha, pela descriminalização do consumo).

Em verdade que as manifestantes nao pretendem apoiar o estupro, é só uma manifestação de fãs idiotas que existe aos montes por aí.

Lord Anderson disse...

Yullia

concordo plenamente.

mesmo que a garota tivesse um interesse genuino por BDSM, o casal era adulto e devia saber que esse não é um tema adequado pra alguem tão jovem.

Caramba tem tanto adulto com interesse sobre SM... ir numa menina??

Se fossem 3 adolescentes descobrindo sua propria sexualidade seria uma coisa, mas tinha pessoas com mais experiencia e teoricamente mais senso que podiam sim se impor a ela mesmo sem violencia fisica.

Mas oq faz eles merecerem a punição mesmo é a divulgação da imagem dela, isso foi um desrespeito e eu espero que eles paguem justamente por isso.

Anônimo disse...

então, mariana... é exatamente o que vc falou. sugeriram aqui de irem à polícia. eu disse que não adiantaria porque, legalmente, não há culpados. é isso que eu tô repetindo. e ninguém vai virar e falar "estuprem". isso é apologia ao crime. dia desses, um guri fo preso pq disse pra matarem policiais.

sim, acho válida a contrapasseata, mas, pensa: se legalmente a polícia não pode fazer nada, que façam essa contrapasseata EDUCANDO e dizendo que a vítima não tem culpa e que estupro é qualquer ato não consentido.

o que eu disse e, sim, é absurdo, é que os fãs que farão a passeata não entendem que HOUVE estupro. é isso que eu tô falando. elas vão pra rua pra indiretamente culpar as vítimas? sim, mas a polícia não tem o que fazer. é só isso, na parte legal, que eu tô dizendo que não tem tipificação de crime. no brasil, só se considera alguém culpado depois do trânsito em julgado. não fui eu que fiz a lei!

o que quero dizer (e vou parar de falar porque muita gente prefere não entender - e não me refiro a vc, mariana) é: vamos ajudar as vítimas, ensinar o que é estupro, ensinar pra essas cabecinhas que idolatram os caras da banda o que é um estupro. por que a gente não educa e aproveita a mobilização de gente que vai estar na rua?

tanto é que muita gente só foi saber da mudança da lei em 2009 qdo o bbb gerou a discussão. a grande maioria da população ainda acha que vítima deu sopa e isso justifica estupro e muita gente acha que estupro é só com violência e com conjunção carnal.

sabe, chegar na polícia, a polícia dizer que não pode fazer nada e cada um ir pra casa. adianta? ajuda alguém? se a gente tentar educar e apoiar quem já foi vítima e nem sabe que foi, mas se sente culpada e mal, a gente ajuda mais do que chegando na polícia (como foi sugerido acima) e depois indo pra casa pq a polícia não vai fazer nada.

e acho que aqui tá claro. nem volto mais pq tá osso de as pessoas lerem e entenderem. aliás, ana anda dando mil mancadas de leitura já tem alguns dias. tá osso.

Mirella disse...

Não tive muito o que comentar sobre o caso do casal e da garota de 14 anos. Na verdade, não tenho uma opinião clara a respeito nem um ponto de vista diferente para acrescentar.
Penso que é um erro, de qualquer forma, divulgar fotos eróticas de adultos (quando não há autorização deles). Quando penso numa adolescente de 14 anos, acho pior ainda.
Não tenho absolutamente nada contra praticantes de BDSM, obviamente desde quando adultos. É como já falaram: por mais que a garota de 14 anos seja madura, consciente etc, é uma idade muito nova para descobrir sexo de uma maneira geral. Posso estar falando bobagem, mas o BDSM exige ainda mais maturidade emocional para lidar tranquilamente com a questão.
Ou seja, não sei se algum crime foi cometido, mas acho que erros sim.
E obviamente o caso só está tendo tanta divulgação por conta do conservadorismo que condena BDSM.

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Os fas da banda se organizando... uma vergonha. Certamente vai ter mulheres defendendo a banda. Quando que as mulheres vao parar de subjulgar suas iguais?

Tassia Pellegrini disse...

Desculpem, não informei. É em Salvador, pessoal! IGUATEMI em Salvador.

Vocês podem me encontrar no twitter como @shaknovsk e podem mandar e-mails para shaknovsk@narod.ru também.

No facebook vocês podem me encontrar lá no tópico.

Aceito ajudar em tudo o que for necessário.

Anônimo disse...

Lola, concordo com a maior parte do seu texto, mas a última frase que fala de lealdade ao gênero, é uma ideia um pouco sem sentido. Afinal se eu sou um homem, eu devo apoiar os homens da banda New Hit pra ser leal ao meu gênero? Ou então apoiar a cultura do estupro porque é uma cultura que protege os homens, as possíveis acusações que eles podem sofre e seus crimes sexuais?

Ana disse...

@Mariana.
"Apologia de Crime ou Criminoso
Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
Pena - detenção, de 3 (três) a 6 (seis) meses, ou multa."

... eu tenho que me informar melhor sobre essas coisas, peloamor.

Pena que não dê pra usar nesse caso (por causa do julgamento que ainda não aconteceu, é isso?), mas pelo menos a lei existe.

--

Assim, eu até poderia entender a dificuldade das fãs em enxergar o estupro, por causa das mil e uma besteiras que fazem parte do senso comum.

Só que tem uma baita diferença entre ser uma machista alienada e ignorar um LAUDO.

PQP, tá provado que elas foram estupradas. O que exatamente essas fãs querem? Qual é o argumento delas?? É isso que eu não me desce.

Elas querem dizer O QUE? Que foi estupro mais que provado mas elas amam eles mesmo assim?

Ah dá licença. Não engulo mesmo!

É uma coisa você cair na lenga-lenga do "ah mas elas queriam" (o que já é bem horrível); é outra você ser burra o suficiente pra defender um cara depois de terem feito exame médico na vítima.

@carolinapaiva
"As pessoas tem uma visão muito limitada do que seja um estupro"[2]

Só que é como eu disse ali em cima - por mais que a visão das pessoas seja limitada, ninguém enfia na minha cabeça que é possível ignorar um laudo. Gente mal informada tem aos montes, agora, duvidar de um exame já é demais pra mim!!!

O que exatamente é preciso pra confirmar um estupro então? Que dels desça numa nuvem cercado de querubins, aponte o dedo e diga: "Foi estupro!"??????

É absurdo. É mais do que machismo, é A MAIS COMPLETA FALTA DE LÓGICA. E isso me indigna pra valer.

"Perseguir e ameaçar vítimas que denunciam seus agressores sexuais é um incentivo a impunidade, uma naturalização do estupro e, por consequência, apologia."[2]

Carolina, estou com você. É isso aí, sem tirar nem pôr!

Liana hc disse...

A ideia de fazer um contra protesto é muito boa. Deixa claro que tem gente que não concorda com o rumo que essas fãs do grupo New Hit estão dando ao assunto, que tem gente que está atenta e pensa diferente.

Só não entendi onde está o crime das fãs. Por mais que eu ache que elas estão agindo com alienação e fanatismo e me enoje com o backlash e entenda que, como consequência, isso reforça a cultura de estupro, não vejo como o protesto delas possa ser interpretado como ilegal diante da lei. Ética e moralmente reprovável sim, crime não. O caso sequer terminou e até onde eu sei o laudo pode ser contestado (não que EU duvide dele, só que os outros tem direito de duvidar), há todo um processo aí que há de ser repeitado para ter validade, não se pode atropelar nenhum dos lados. Mas seria interessante ver o que advogados tem a dizer sobre isso.

Bruno S disse...

Qando li a matéria das meninas estupradas no ônibus, evitei passar o olho na caixa de comentários da notícia.

Já não bastava as meninas terem sofrido e ainda iam aparecer um monte de gente para botar a culpa nelas ou chamá-las de mentirosas.

Mas já era esperado.

O que me entristeceu foi essa reação das fãs.

André disse...

O criminoso que fez o sequestro relampago do Valdívia vai responder também por estupro por ter passado a mão nos seios da mulher do Valdívia. O que essa professora também não seria estupro?

Taiguara disse...

off topic

Há tempos que eu não uso o blogger, não sei como estão as configurações por aqui, mas não há uma forma de integrar o disqus? A sessão de comentários por aqui é por demais limitada e antiga. Para um blog de grande tráfego como esse, é muito ruim participar das discussões.

Já cogitou o wordpress, Lola?

Abraços

Ana disse...

@14:28
"aliás, ana anda dando mil mancadas de leitura já tem alguns dias. tá osso."

É verdade.

Eu xinguei a moça do outro post porque li errado o que ela escreveu.

Não me lembro das outras 999 e dos outros dias, mas de qualquer maneira me desculpo.

Mirella disse...

"aliás, ana anda dando mil mancadas de leitura já tem alguns dias. tá osso."

hmmmmm que cherim de inveja da Ana no ar, hmmmmm que horror.

carolinapaiva disse...

@Mirella

Eu também não estou entendendo essa cisma com a Ana ultimamente. Poxa, é uma das comentaristas mais pacientes e bem articuladas do blog (e eu não preciso ser fake dela pra dizer isso :P)e fez questão de pedir desculpas quando se enganou (e pelo o que eu vi, foram só duas vezes).
Neste post eu não vi nada de mais, só um debate mais acirrado, o que é normal. Se estamos debatendo com alguém não é sinal de perseguição.
E eu acho muito chato a pessoa dizer coisas do tipo "vou parar de comentar aqui porque ninguém me entende". Poxa, debate tem dessas coisas, opinamos com convicção.

@Ana

Outra coisa super sem noção que eu vi foi fãs dizendo que "só deus pode julgar". Oi? E nosso sistema penal existe para que então? Aliás, esses mesmos fãs estão toda a hora postando fotos das vítimas, xingando e perseguindo, e depois vem com esse papinho furreca de "não julgar os póbs meninos"? Claro, mas julgar a vítima pode, né? :P
Eu "si" divirto.

Anônimo disse...

Mudando um pouco de assunto: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2012/08/eu-sei-que-sou-gostosa-diz-naiara-azevedo-cantora-feminista.html

A moça tratada na reportagem é uma cantora sertaneja cujo repertório inclui uma resposta ao machismo que reina no sertanejo universitário. Bom a impressão que eu tive é que a matéria (como tantas outras) tenta colocar no campo da mera rivalidade o feminismo e o machismo, como sendo coisas que se equivalem, ou seja feminismo é o machismo de saias ou algo assim. Bom, eu não tenho o mesmo talento para perceber as entrelinhas, o implícito como a Lola e demais leitor@s. O que acham?Isso está se tornando cada mais frequente, na minha opinião. É a mídia e seu imundo papel de tentar descaracterizar o feminismo através de matérias digamos, "mais leves, simpáticas" ou não?

Patrícia, fã da Mae West

Pati disse...

Esse caso da banda é realmente de arrepiar. E outras garotas querendo fazer passeata em prol dos estupradores? Nojento!

Contramão disse...

Só Deus pode julgar? E como fica Deus proteger?

Ana disse...

@carolinapaiva
"Outra coisa super sem noção que eu vi foi fãs dizendo que "só deus pode julgar". Oi? E nosso sistema penal existe para que então? Aliás, esses mesmos fãs estão toda a hora postando fotos das vítimas, xingando e perseguindo, e depois vem com esse papinho furreca de "não julgar os póbs meninos"? Claro, mas julgar a vítima pode, né? :P"

Lógica, Carolina. Lógica - Estamos em falta!

É isso que me irrita mais - eu não acho explicação coerente em lugar nenhum. Mas nem a pau que eu engulo essa marcha, não com laudo e tudo mais. É simplesmente inacreditável.

Só dels pode julgar, AHAHA mas essa é boa... Vamos fechar as faculdades de Direito! E demolir os presídios!

--

"é uma das comentaristas mais pacientes e bem articuladas do blog (e eu não preciso ser fake dela pra dizer isso :P)"

Ha, se eu fosse você e a Mirella ficava quieta - porque vai sobrar pra vocês também e já já seremos uma gangue.

"e fez questão de pedir desculpas quando se enganou (e pelo o que eu vi, foram só duas vezes)"

Então, nesse aqui nem pedi desculpa, porque não vi razão. Eu e a anônima até concordamos... apesar de ela não ter respondido meu comment das 14:55 (que foi escrito depois dela ela reclamar, mas antes que eu pudesse ler a reclamação). Não deu tempo ainda :)

Quanto ao erro de dias atrás (singular, porque eu só lembro de um; mas podem ter mais, porque não?) eu reconheço e me desculpei - agora pela quarta vez.

Sim, porque no outro post eu dei uma resposta RETARDADA. Apaguei o comment e pedi desculpas em três momentos diferentes - porque eu realmente estava errada.

Foi tipo, o EPIC FAIL do ano, kkk. Eu li e entendi o oposto do que estava escrito (porque eu sou burra assim). Até disse que ia mudar meu nick pra ANAlfabeta - e seria muito merecido!

Mas não sei até hoje se a moça aceitou minhas desculpas, porque ela não me respondeu; nem pra rebater minha observação (a anônima queria que eu adivinhasse que ela era a mesma pessoa citada no post. Mas embora eu tenha muitos talentos, identificar endereços de IP só de olhar pra tela do meu computador não é um deles. Então nunca sequer SONHEI que pudesse ser a mesma pessoa até ela dizer).

Mas uh, com os milhares de comentários que eu escrevo, é até um milagre que ninguém tenha se ofendido comigo antes.

Não se estressem, pelo menos a anônima que eu xinguei de graça tinha RAZÃO de ficar brava. Quer dizer, se eu leio errado tenho mesmo é que levar! Mas e a outra criatura que foi em duas caixas dizer que eu era a 'Niemi'? Aí sim é dose...

Gabriela disse...

Quando alguém é assaltado ninguém faz enquete perguntando ao povo se acreditam na suposta vítima.Se alguém é sequestrado não aparece ninguém para dizer q tudo pode ser uma grande armação.Eu sempre me impressiono com a rapidez q a sociedade condena vítimas de estupro.Vítimas q recebem um tratamento completamente diferenciado de vítimas de outros crimes.
Também me assusta a punição q esses senhores recebem.10 anos?Isso é piada?

Anônimo disse...

tá é fazendo falta um governo militar

Kah disse...

Para as pessoas que estao culpando as meninas vitimas de estupro:

Imagine que você recebeu a noticia que hoje, h-o-j-e, seu idolo maior, seja quem for (vivo ou morto, ha!), vai aparecer na sua cidade. Voce sabe onde encontra-lo, e vai! Claro que vai, quem nao iria?
Ainda convida um amigo porque tem, t-e-m, que dividir esse momento com alguem, oras.
Entao voce coloca sua melhor roupa, se arruma para passar uma boa impressao e torce para ter um segundinho da atencao dele.

Chegando la, alem de voce tem outros trezentos fas cruzando os dedinhos pelo mesmo motivo que voce. Mas voce tem que tentar, certo? Talvez seja sua unica chance, vai saber? Entao voce pede gentilmente para tirar uma foto que seja com o seu idolo. E seu pedido e' aceito!
Que emocao, que alegria! O nivel de adrenalina sobe e voce esta tao, mas tao entusiasmado que nem percebe os perigos que estao te cercando. Indo para um onibus? Voce nem pensa que e' esquisito porque ele e' SEU IDOLO! Tava movimentado la fora mesmo. Esse pensamento ocupa sua cabeça o que? Dois nanosegundos? Menos, provavelmente. E L E E' O SEU I D O L O. Você está ocupado pensando no que vao conversar. As ideias que quer dar. As perguntas que quer fazer. Afinal voce quer passar uma boa impressao.
Ir para o final do onibus que a luz e' melhor? Ma' claro que sim! Ele conhece o onibus muito melhor que voce, oras!
E aquela sugestao que voce ia dar mesmo? Tem um segundo ou outro para planejar tudo ainda, melhor ir rapido.

Infelizmente, seu idolo tinha outros planos. Diferentes do seu. Sem mais nem menos aparecem mais 9 homens, um segura voce outro seu amigo, os jogam no banheiro e comecam a violentar voces sexualmente!
Voce queria uma foto, uma conversa bacana, talvez ate estivesse interessado em algo mais COM ELE, POR VONTADE PROPRIA. Mas isso nem importa mais.
Voce nao escolheu entrar no onibus para ser violentado. Segurado por um e violentado por outro incontaveis vezes. Se ele tivesse deixado CLARO que voce seria violentado por ele e mais nove caras voce teria entrado naquele onibus?
Se voce soubesse da humilhacao que ia sofrer, dos traumas que teria lidar, voce teria entrado?

***

Para as pessoas que culpam a menina de 14 anos envolvida com o casal.

Lembram quando voces tinham 3 ou 4 anos e ganhava de presente uma nota se 50$ e alguém aparecia para trocar por 10 notas de 1$ e voce aceitava porque dez valem mais que uma?
E' o mesmo caso.
Voce aos 3-4 anos tinha a nocao que um valiam menos que dez, mas nao tinha maturidade para saber que as vezes, dez valem menos que um.
A menina tinha informacao de certas coisas, mas nao tinha maturidade para lidar com elas.

Criancas dessa idade sao facilmente manipuladas, e' so encontrar o ponto fraco.
- Voce nao tem coragem de fazer isso!
- Achei que voce era mais matura para a idade, parece que nao!
- Isso so prova quao legal voce e', nada demais.
- Papai nao deixa, e'? E voce faz tudo que mamae e papai mandam fazer?
- Ad infinitum...

Lola, nao consegui fazer login para postar. Desculpa. =/
(Texto escrito voando e nao revisado, pode conter erros de todos os tipos e tamanhos)
Kah.

Ana disse...

@Mirella, carolinapaiva e anônima

Finalmente caiu a ficha:

A anônima achou que eu estava tentando apoiar a interferência da polícia, seguindo o que a Denise tinha dito. Eu não estava - como eu disse lá atrás às 13:37, eu estava respondendo os comentários dela diretamente e falando da apologia, mas não em relação à polícia/lei/whatever.

Ou seja, eu falei de uma coisa e ela de outra.

Ah, não vejo problema em pedir desculpas. Anônima, desculpe não ter percebido o mal entendido mais cedo (mas você também não se deu conta, né? Rs)

Sinceramente, não saia do blog por isso, porque mal entendido sempre tem e sempre vai ter, não é exclusividade minha (naquele outro dia um anônimo fez exatamente a mesma coisa que eu e xingou o Huan sem razão também, por exemplo). Você pode simplesmente me mandar tomar banho e seguir o barco, que tal? :D Que eu sou retardada já ficou claro, pra que se estressar com isso?

Apaguei o comment das 14:55 porque ele perdeu todo o sentido depois que entendi qual era o problema.

PS: Mirella, não vejo porque alguém teria motivos pra ter inveja do meu analfabetismo crônico!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Não entendo mais nada. O que tem de menina na página da tal banda, jurando amor eterno por eles e xingando as meninas, não está no gibi. Empatia zero das fãs deles com outras meninas que são exatamente iguais a elas.
Fico sem saber se é pelo machismo com que vão se acostumando, se é histeria de fã ou os dois juntos, mas seja o que for é lamentável.

Cris disse...

Gente,

Segue abaixo link da entrevista com uma das vítimas do estupro de Ruy Barbosa (não sei se esse link já foi postado antes):

http://machismochatodecadadia.tumblr.com/post/30545391173/o-absurdo-caso-da-banda-newhit-vamos-acompanhar#.UEFFNSKBXTq

Anônimo disse...

SADOMASOQUISMO É CULTURA DO ESTUPRO!!

Mihaelo disse...

A quem diz que só deus pode julgar fica um ditado coerente que está circulando no facebook:

UM HOMEM SEM RELIGIÃO É COMO UM PEXE SEM BICICLETA.

Anônimo disse...

Olha o que diz mais um integrante do CQC: Ronald Rios
‏@ronaldrios
50% dos estupros são divertidos. Bom, pelo menos 50% das pessoas de um estupro estão se divertindo.

Será que para ser comediante reconhecido e "famoso" todos tem que ser ridículos. Existem certos assuntos que independente de serem considerados crime, são muito ofensivos e de mal gosto, alguém sabe explicar porque se insiste nessa "formula humorística"

Anônimo disse...

Outra do mesmo integrante do CQC: Ronald, o que você faria se soubesse que o mundo acabaria amanhã?
-Ia estuprar GERAL, ''táxi, siga para o projac''


Juro que eu não entendo. As pessoas acham que estuprar é legal? É só sexo ?? Lavô tá nova??? Essas pessoas não pensam no lado emocional, psicologio e afetivo das vitimas?? Fala sério tá faltando uma "CENSURA" pra certos programas e pessoas (censura interna msm, ou será que existe um profissional de comunicao social, um marketeiro e um depto juridico nessas empresas???)

dedalea disse...

nesse mesmo raciocínio de inversão da culpa: http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/24062/para+padre+norte-americano+criancas+e+jovens+sao+culpados+por+seduzir+pedofilos.shtml

nada mais absurdo. eu só posso imaginar que é senilidade.

Drica Leal disse...

Cheguei agora do shopping onde rolou o protesto contra esse crime abominável, e pelo menos a galera protestando contra eles era maior e fazia mais barulho que o grupelho de fãs que estava lá para defendê-los.

Mas fiquei chocada com o grupo de defensoras dos criminosos (umas 10 pessoas, mais ou menos): a maioria mulheres, garotas, algumas aparentando entre 10 e 12 anos de idade, segurando cartazes acusando as vítimas, xingando as manifestantes do outro protesto de vagabundas, berrando que as garotas estupradas "deram porque quiseram" dentro outros absurdos. Sem falar nos comentários dos transeuntes, em geral a favor dos estupradores e condenando as vítimas, criticando o pessoal do protesto pela punição dos criminosos.

Barbárie, não tenho outra palavra pra descrever o senso comum na Bahia sobre esse caso.

Drica Leal disse...

Gente, considerando as letras das músicas dessa banda, como eles podem ter fãs tão jovens, crianças mesmo? Não é moralismo, acho que quando se trata de adultos, ou até mesmo adolescentes, vá lá, cada um curte o que quiser musicalmente. Mas crianças ouvindo esse tipo de música, imersas nesse universo do pagode baiano onde quase todas as letras falam de mulher chupando, apanhando, "ralando a tcheca no chão" dentre outras coisas?

Ana disse...

@Drica Leal
"Sem falar nos comentários dos transeuntes, em geral a favor dos estupradores e condenando as vítimas, criticando o pessoal do protesto pela punição dos criminosos."

Tá, eu já não engoli as fãs apoiarem os caras, que dirá O RESTO DO POVO.

Só pode ser gente muito mal informada, não é possível...

"Mas crianças ouvindo esse tipo de música, imersas nesse universo do pagode baiano onde quase todas as letras falam de mulher chupando, apanhando, "ralando a tcheca no chão" dentre outras coisas?"

Drica, isso me lembra a época do 'segura o tchan'... E do pessoal que achava bonitinho as crianças rebolando em cima das garrafas... O_o

Muita coisa passa batido, contando que seja divertido ou engraçado...

Guilherme disse...

O que me diz das muitas mulheres que defendem os caras do New Hit? Que dizem que mesmo se eles realmente estupraram as meninas vão defende-los? O que me diz sobre isso?

Ana disse...

@Guilherme

"O que me diz das muitas mulheres que defendem os caras do New Hit? Que dizem que mesmo se eles realmente estupraram as meninas vão defende-los? O que me diz sobre isso?"

Olha, eu até ia te dar uma resposta longa e bem explicada e tal...

Mas vem cá, choveu de gente ali em cima (eu inclusa) falando de como é absurdo essas mulheres defenderem os caras. ALIÁS, a própria Lola chamou a atenção das fãs no texto.

Então assim, não saquei qual é a tua.

Estás cobrando que digamos algo que já dissemos O_o

Não leste nada não? NADINHA?? D:

Drica Leal disse...

Guilherme:

Por que VOCÊ não diz o que você acha para começarmos um debate sobre isso de algum ponto?

Anônimo disse...

gente, calma. o guilherme pode ter lido o post e lançou aqui as questões. acho que tem gente chegando com muita pedra. ou podem ser questões retóricas. não vi necessariamente maldade no comentário dele.

que deselegância.

Ana disse...

@02:39
"gente, calma. o guilherme pode ter lido o post e lançou aqui as questões. acho que tem gente chegando com muita pedra. ou podem ser questões retóricas. não vi necessariamente maldade no comentário dele.

que deselegância."

SANDRA ANNEMBERG, É VOCÊ?--tá, parei.

Oi pessoa, acho que estás um pouco sensível demais XD

Eu não vejo onde perguntar se ele leu é deselegante. Eu perguntei na boa D:

E definitivamente não vejo onde a Carolina foi deselegante ao pedir pra ele expor seus próprios argumentos. Isso aqui não é um debate?

Deselegância é o que eu fiz com uma anônima que xinguei de troll analfabeta esses dias (já pedi desculpas. Quatro vezes. E já bati minha cabeça na parede também. E ajoelhei no milho. E encomendei um chicote no eBay-- tá, parei).

Mas ahn, tem certeza de que ele leu o post?

Porque pra mim não faz muito sentido perguntar 'o que tem a me dizer das mulheres?' quando a Lola escreveu "Sério mesmo, Marias Hiteiras, que vocês conseguem ler notícias como esta e continuar acreditando na inocência de seus ídolos? Juram que a lealdade que vcs têm a uma droga de grupo de pagode é maior que a lealdade ao seu gênero?"

E isso é pra não falar dos comentários.

Ele fez a pergunta como se a gente só criticasse homens ou coisa assim. Oi? Todo mundo que culpou as vítimas foi alvo de reclamação aqui. Onde é que faltou falar das mulheres? JÁ dissemos um monte de coisa (por isso acho que ele não leu. Perguntei pra ter certeza, oras).

:D

Anônimo disse...

ana, até onde as convenções de uso de caps lock na internet vão, usá-las é gritar.

e a pessoa não é obrigada a ler 300 comentários antes de postar um. várias pessoas chegam aqui dizendo "não li tudo..." e tudo bem.

se a gente quer que mais pessoas abram a cabeça, que a gente receba essas pessoas com menos defesa. se a pessoa se revelar um mascutroll, aí é outra coisa.

o comentário dele poderia ter sido respondido com o mesmo tempo que vc usou pra ser irônica. não leu nada, NADINHA? sabe? por que não dizer:"já falamos muito sobre isso, mas, resumindo, é um absurdo que meninas não tenham empatia por outras meninas" ou algo assim. gastaria bem menos tempo e a gente ainda poderia receber melhor uma pessoa que poderia contribuir pra tudo isso aqui.

Mordred Paganini disse...

Farei uma analogia que para mim faz sentido. Usarei o Chico Buarque.

Digamos que o Chico voltasse a fazer shows agora. Eu obviamente faria o possível e o impossível para ir. E se por acaso eu tivesse a oportunidade de tirar fotos com ele no camarim? Eu não pensaria nem meia vez! E como ninguém é de ferro, eu faria sim um charminho básico pra ele (principalmente se não fosse uma mulher casada e monogâmica) e digamos que eu quisesse até algo mais com ele? Querer algo com ele é muuuuito diferente de querer ser brutalmente estuprada pela banda inteira né! Qualquer um entraria numa boa no camarim de um ídolo e jamais passaria pela cabeça que algo aconteceria além de uma foto, um autógrafo e um abraço. As meninas claramente queriam estar com um ídolo, alguém que elas colocavam em um pedestal de superioridade. Fãs acham que seu ídolo é sei lá o que. Então é MUITA hipocrisia achar que elas tiveram culpa em agir como qualquer um agiria.
Pois bem, estou achando que infelizmente as vítimas e sua família serão os únicos verdadeiramente punidos neste caso. Acho que possivelmente terão que se mudar e talvez precisem de proteção policial. Essa história simplesmente não me desceu pela garganta! Eu cheguei a postar mensagens beem agressivas no grupo de apoio à pseudo-banda, mas acho inútil. Na hora foi importante "desabafar", mas em termos práticos não muda nada. Precisamos sim, aproveitar a "oportunidade" para educar a população, explicar o que é um estupro e que a vítima nunca é culpada. Se não servir pra educar a população adulta, que pelo menos sirva para educar os demais, os que estão em formação.

Mordred Paganini disse...

Lola: eu vi um vídeo com o depoimento de uma das vítimas (a mais velha). um detalhe que quase me fez passar mal é que este estupro brutal também foi um "presente de aniversário". Quer dizer, não é um ato de um monstro descontrolado, mas um ato completamente planejado e intencional. É muita loucura imaginar que efetivamente um estupro pode ser um presente quando na verdade deveria ser um ato impensável.

Anônimo disse...

"Precisamos sim, aproveitar a "oportunidade" para educar a população, explicar o que é um estupro e que a vítima nunca é culpada."

perfeito. até porque, convenhamos, pra uma criança de 10, 12 anos (que foi o que disseram que era a idade de muitas fãs), bater de frente só vai dar mais motivo pra defesa cega dos ídolos.

educando, fazendo como as/os/xs feministas do cariri fazem, que é um flyer dizendo como não estuprar, esse tipo de coisa educa. se uma menina entre as fãs recebesse um panfleto desses e largasse em casa pra ler qualquer outra hora, a ficha poderia cair. talvez não, mas, se ajudar uma menina que seja, eu já vejo bem mais vantagem do que simplesmente ir contra a banda.

e, repito, a maioria das pessoas não sabe o que se enquadra no crime de estupro atualmente. dizer que a vítima tem que ser ouvida, que a vítima precisa de apoio, que a vítima poderia ser você (ou uma conhecida, um conhecido, um parente), explicar o que é estupro pela lei, dizer onde procurar ajuda, dizer que estar a fim dos caras não é crime, sair com roupa curta não é crime, beber não é crime ... isso é bem mais válido.

aliás, conheci as feministas do cariri esses dias e amei o que eles têm feito! até educação nas escolas! achei o máximo!

Ana disse...

@12:53
"ana, até onde as convenções de uso de caps lock na internet vão, usá-las é gritar."

Ok. Vou aprender a usar itálico...

Mas 'NADINHA?' foi (... era pra ser?) mais um "grito" de susto do que um xingamento.

Porque me abisma a possibilidade alguém não ler nada, absolutamente nada, e chegar cobrando respostas. É uma coisa você ler um post e ter uma dúvida. É outra fazer uma pergunta que não tem razão nenhuma de ser porque você não se deu ao trabalho de ler uma linha. Porque desse jeito a coisa não vai pra frente nunca.

'Oh, mas não sabes se foi assim mesmo! Ele pode ter lido alguma coisa' - sim, não sei, por isso perguntei pra ele XD E aí é só ele responder 'li isso, isso e isso, mas não entendi ponto x, y e z'.

"e a pessoa não é obrigada a ler 300 comentários antes de postar um. várias pessoas chegam aqui dizendo "não li tudo..." e tudo bem."

Ok, mas esse não é o caso aqui.

Se ele tivesse dito isso eu obviamente não teria perguntado o quanto ele leu O_o

Eu concordo com você sobre os 300 comments, mas isso é o de menos. Pior é não saber nem se ele leu o post em si XD

"se a gente quer que mais pessoas abram a cabeça, que a gente receba essas pessoas com menos defesa."

Ah, tá.

Me desculpo por ter sido defensiva então? Não foi a intenção.

Porque você não responde o Guilherme você mesm@? Se eu assustei ele com os meus gritos, pode ser que ele volte pra tua resposta educada (hã, não, juro que não tô usando ironia ._. Palavra. Tô sugerindo na boa mesmo).

Anônimo disse...

simples, ana, qdo eu cheguei pra ler os comentários, fui lendo de baixo pra cima. vi o seu antes já "gritando" com ele. e aí fui procurar o que tinha gerado sua reação.

eu ainda sou da ala que dá o benefício da dúvida antes de sair tratando mal. aliás, a própria lola faz isso. quantos e quantos chegaram aqui, até o fábio, e foram ouvidos até começarem a dar defeito?

"'Oh, mas não sabes se foi assim mesmo! Ele pode ter lido alguma coisa' - sim, não sei, por isso perguntei pra ele XD"

exatamente o que te sugeri. antes de tratar mal, dar o benefício da dúvida.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 232   Recentes› Mais recentes»