domingo, 3 de junho de 2012

EU LANÇO LIVRO E O GOOGLE ME ESPANTA

Esta é a única foto não tirada pelo Moisés. É do Adriano

Hoje à noite vou pra João Pessoa. Antes tenho que preparar a palestra! Tem pessoas que descansam no domingo, né? Já ouvi falar. Então, pessoal lindo da Paraíba, quem puder me ver amanhã nos Correios, apareça! (quer dizer, tem que mandar email se inscrevendo antes: ascom-pb@correios.com.br).
Queria falar um pouco da noite de autógrafos do meu livro, que aconteceu dia 21 de maio, na Livraria da Vila, em SP. Foi tudo ótimo, e foi divertido descobrir que a Líris, minha fantástica e querida editora, responsável pela publicação das crônicas de cinema, estava muito mais nervosa do que eu. E foi muito gostoso conhecer a Li pessoalmente (é essa belezura segurando o livro aí na foto de cima, junto com toda a equipe), seu namorado lindão (e reclamão, tanto que chega a ser engraçado), e seus amigos, todos uma simpatia (depois do lançamento fomos ao Sujinho comemorar).
Adorei conhecer tanta gente pessoalmente e receber tanto carinho, tantas palavras inspiradoras, e também -– não vou negar –- tantos presentinhos. Não vou tentar lembrar o nome de tod@s vcs, porque sou péssima pra nomes. Mas obrigada mesmo. Tenho muita sorte em contar com leitoras e leitores tão fascinantes como vocês.
Estou colocando aqui algumas fotos tiradas pelo simpaticíssimo Moisés Ferrarini, fotógrafo profissional que esteve lá durante algum tempo com seu sorriso e sua câmera.
A Somnia eu tenho que registrar. Ela é um amor de pessoa, daquelas que a gente conhece pela internet e já se sente amiga próxima, sabe? Foi lindo conhecê-la pessoalmente!
Amanhã, pra João Pessoa, levarei cinco exemplares do livro, que são os únicos que tenho. Ainda não sei como vocês podem fazer para comprá-lo online...
Pelo meu contrato, tenho direito a 10% da tiragem, ou seja, 30 exemplares, pra vender eu mesma e ficar com toda a fortuna arrecadada pra mim. Até agora recebi 10 desses exemplares. Tô pensando o seguinte. Tô pensando em comprar todos os exemplares da Edusp, ou seja, 300 menos 30 que são meus = 270, menos 45 que já vendemos na noite de autógrafos, menos uns 15 pra deixar por lá se porventura alguém quiser comprar o livro pelo televendas (11 3091-4150 ou 3091-4008).  São 210 exemplares que eu compraria pela metade do preço de capa, que é de R$ 22. E aí eu ficaria com todos esses 210 exemplares pra vender pelo blog mesmo.
E eu também ficaria tranquila pra organizar uma noite de autógrafos em Fortaleza, e pra levar, sei lá, dez exemplares a cada lugar que eu for palestrar (carregar mais de dez já fica pesado), pra vender in loco.
Semana passada passei no correio perto de casa e conferi que pra enviar um exemplar registrado, bonitinho, em envelope especial, daqueles protegidos com bolinhas de ar, custa mais ou menos 8 reais. Aí eu venderia o livro pelo preço de capa, 22 reais, e cobraria mais R$ 8 pelo envio, e sairia 30 reais (pro exterior, EUA, por exemplo, ficaria uns 40 reais). E eu mandaria o livro assinado, com dedicatória. 
Deixaria o número da minha conta no blog, a pessoa compra, me manda um email dizendo quem é pra eu poder escrever uma dedicatória carinhosa, e o endereço que eu devo mandar, e aí eu mando. Parece uma saída mais simples. Desse jeito eu acho que consigo vender os livros com uma certa agilidade. E, talvez, se alguma editora se interessar, pensar numa segunda edição. Não é possível que um blog com 200 mil visitas por mês (quanto dá isso em humanos?) não consiga vender 300 exemplares de um livro super fofinho (vocês precisam ver a dedicatória pro maridão).
Aceito também dicas de onde lançar o livro em Fortaleza. Minha sugestão de fazer a noite de autógrafos num restaurante, como parte do meu aniversário (faço 45 anos, glupt, nesta quarta), foi unanimemente recusada por todas as minhas amig@s. A galera acha que tem ser ser numa livraria mesmo. Mas vocês conhecem a minha índole economicamente responsável: não posso gastar.

E esta é pra estragar o domingo de vocês. Um leitor me enviou um email dizendo que estava procurando um post meu no Google para escrever um artigo sobre a Marcha das Vadias pro jornal da escola. Então ele digitou uma frase que se lembrava do post:  “Se encontrar uma mulher sozinha na rua não a estupre”. E sabe o que o Google corrigiu? Faça o teste, se não acredita.
Pois é, o Google escreveu “Você quis dizer: se encontrar uma mulher sozinha na rua não é estupro”. Perturbador! 
A RBoges fez outra experiência. Ela escreveu “Se você encontrar uma mulher sozinha na rua não a estupre”. A “correção” do Google conseguiu ser pior que a da primeira frase: "Se você encontrar uma mulher sozinha na rua não ame estupre". 
E olha só que meigo: se você mudar a frase para “Se você encontrar um homem sozinho na rua não o estupre”, o Google não sugeriu qualquer alteração, num primeiro momento, e, numa segunda tentativa, uma hora depois: "Se você encontrar um homem sozinho na rua não me estupre". 
Digitando “Se encontrar um homem sozinho na rua não o estupre”, o Google indica “Se encontrar um homem sozinho na rua não o estuprou”, que não faz sentido (o Nelson indicou que dá pra começar a reclamar por aqui). 
Aí eu penso no maior site de buscas do mundo, e penso na maior rede social, o Facebook, que aceita um monte de conteúdo preconceituoso, mas vem sendo justamente apelidado de Faceburka por não permitir imagens de mulheres com seios de fora (tipo, amamentando ou na Marcha das Vadias). E não, não é uma conspiração machista contra todo um gênero. Isso tem outro nome: patriarcado, aquilo que pra tanta gente já não existe mais. Aquilo que as feministas já derrotaram; logo, o que elas ainda estão fazendo neste mundo?
É muito chocante isso tudo, até porque Facebook e Google são reflexos do que as pessoas fazem, escrevem, pesquisam na internet. Da próxima vez que a gente protestar que vivemos numa cultura de estupro, em que estupro é muito mais tema de piadas e fantasias de cenários pornôs do que de grupos de apoio a sobreviventes de estupro, lembre-se deste pequeno exemplo do Google.

84 comentários:

Anônimo disse...

nossa, nunca imaginei uma m* desse tamanho no google. imagine uma mulher estuprada buscando ajuda na internet em textos, etc e até o google dizendo isso. vou ali clicar no link pra reclamar, vou ver como isso é feito. que absurdo, me dá até vontade de vomitar.

ps: eu adoro essas fotos com vc morrendo de sorrir até com os olhos. <3

Elvis disse...

Que horror esse negócio do google! o.o
Como funciona essas sugestões do google? muito tenso.

Anônimo disse...

Eu compraria seu livro pelo preço de capa, mesmo que fosse vc mesma que estivesse vendendo - por que não? Ainda mais com dedicatória! Não se sinta mal por lucrar com o seu trabalho.
Parabéns pelo sucesso!
Cassia

aiaiai disse...

ei, pode reservar um livro pra mim!!!

LisAnaHD disse...

Bem, LoLa, eu continuo querendo comprar 10 exemplares diretamente de vc... 1 para mim com toda certeza... 1 para faculdade de Letras ou do depto. que vc sugerir em faculdade de 3 cidades do interior de SP; 2 do interior do PR, 1 para a biblioteca de uma escola de ensino fundamental de PI, 1 para uma universidade em RI/USA onde há o depto de Língua Portuguesa... bem, confirmo minha encomenda de 10 exemplares diretamente com vc.

Aproveito pra encomendar um puxão de orelha no correio aí de Fortaleza que ainda não te entregou a caixa que te enviei com trufas de chocolate e outros quetais... saiu do RJ no dia 28/5.

Bom de tudo pra vc em JP/PA. E do Sujinho citado no seu post, é aquele da Rua da Consolação? Ou algum outro? Esse a que me referido era conhecido por dois nomes... Sujinho e tb Bar das Putas muito bem frequentado por mim e agregad@s. Mas já ouvi que há outro Sujinho, entonces...

LisAnaHD disse...

LoLa, pesquisei pelo www.google.com e não sugeriu correção... apareceu seu post de 30 minutos atrás... depois pesquisei pelo www.google.fr e aconteceu a tal sugestão tal e qual vc relata !!!!

Eva disse...

Fiquei muito triste por não ter podido estar presente no lançamento do seu livro em SP. Você vendendo pelo blog eu quero um sim!

E como a Cassia disse, não se sinta culpada por lucrar com o seu trabalho não. Afinal, não é um lucro absurdo, e o preço final também não é nada absurdo.

Sucesso Lola!

Flora Valls disse...

Acho ótima a idéia de tu mesma fazer a venda o teu livro! Já reserva um pra mim, please!!

isa disse...

se eu estiver enganada por favor me corrijam... mas essas ''correções'' do google não são baseadas na quantidade de resultados encontrados??
tipo eles corrigem pra versão para a qual existem mais correspondências na web.
se for isso mesmo, a gente consegue ter uma bela noção do tipo de ''material'' disponível pela ~~rede~~. (o que não é exatamente culpa do google...)

Anônimo disse...

isa, eu creio que sim. a preta gil parece que ganhou uma ação contra a busca do google pq, qdo alguém digitava "mulher gorda", algo assim, aparecia ela.

LisAnaHD disse...

Esclarecendo: se a buscar for através de www.google.com não há sugestão para correção MAS se for feita através de www.google.com.br daí sim resultada na sugestão de correção como a LoLa comenta e o mesmo se dá com www.google.fr

Drica Leal disse...

Só tenho uma coisa a dizer:

inveja desse povo te abraçando...

LisAnaHD disse...

www.google.es
não sugere correção
enfim, então!

Marta SP disse...

Foi uma noite muito gostosa, todos qu estavam na fila estavam ansiosos pra abraçar a Lola. Eu consegui meu livro e minha dedicatória linda, e burramente esqueci minha maquina fotografica e meu cel naum tira foto. Fica apenas na memória :)
O livro é uma delícia de ler, já estou relendo, e minha mãe já andou lendo umas partes e dando suas risadas, é divertido mesmo o modo como a Lola comenta os filmes!
E aguardamos, quem sabe, para o futuro, um livro sobre feminismo :)

Sandro disse...

Lola, em Fortal vc pode fazer o lancamento no Centro Cultural Oboé. É um espaco ótimo, bem localizado e pra lancamento de livro eu acho q eles disponibilizam o lugat gratis! Bj, Sandro.

Thays disse...

Lola, também acho que vc não deve temer lucrar com o seu trabalho.
Sugiro humildemente que, se o seu custo é de R$30,00 no total, cada um pague o que acha justo/o que pode a partir desse valor.
Lucrinhos pra Lolinha!

Anônimo disse...

Lola se vc patrocinar a palavra "aborto" no google, vc vai ficar ryyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyca.

Esquece esse negócio de literatura, vá para sua verdadeira área de atuação, o assassinato.


ASS: Cara legal

Anônimo disse...

claro que o google não faz sentido diaba burra, o google só mostra uma simulação, uma estatística, só mostra a frase que sería a mais buscada que teria alguma coisa a ver com o que tu ta digitando

Anônimo disse...

Se mulher mostrar os seios = nudez, então homem tem que ser proibido de sair na rua mostrando o peito desnudo. Quer dizer, homem também tem mamilos, e alguns até tem seios...

Bruna P. disse...

Lola, eu certamente compraria o seu livro! E não vejo qualquer problema de você lucrar pelo seu trabalho, ainda mais quando há tantas pessoas dispostas a pagá-lo.
Claro que seria ótimo haver algum modo de ter o seu livro em escolas e universidades, ou em bibliotecas públicas...talvez se você fizesse o preço de capa e algumas pessoas se reunissem e juntassem o valor, poderíamos doar os livros para algumas bibliotecas, seria uma coisa legal.
Sempre leio o blog, há um bom tempo já, mas nunca comento...mas resolvi jogar essa ideia pra ver o que o pessoal pensa a respeito...

Quanto ao google, nada mais é do que o retrato de nossa sociedade, triste. As pessoas fazem o google.

Anônimo disse...

sim, as pessoas fazem o google e ele não tem culpa, mas é responsável pelo site, inclusive pelas sugestões em buscas.

Cláudio disse...

Não questione o google lola, ele dá estas "indicações", pois estas indicações são várias vezes pesquisadas quando as pessoas escrevem certo sua pesquisa... se está frase está lá é porque muitas pessoas digitam assim, fazendo ficar na memória do mecanismo de busca.

google = liberdade; facebook = censura / ditadura.

Obs.: Eu achei teu blog pesquisando "escreva" queria pesquisar "escreva seu nome em chinês", mas quando digita "escreva" aparece na 1ª sugestão "escreva lola escreva", fui ver de curioso, acabei gostando dos assuntos do blog e um leitor também, menos o feminismo X masculinismo e direta X esquerda.

Cláudio disse...

***"... do blog e acabei sendo um leitor também,..."

Gabriel Nantes de Abreu disse...

Eu tenho uma dúvida, a "auto-correção" significaria que um grande numero de pessoas pesquisa essa frase?

Se for verdade, é assustador!

Anônimo disse...

a autocorreção é um dicionário. mas a sugestão de busca é baseada em buscas realizadas. mas, como falei, por mais que as pessoas façam o google, ele é responsável por essas sugestões.

Anônimo disse...

Lola, leia isso aqui que achei nos resultados do google ao digitar a frase que você indicou. Principalmente a parte que diz: 'as mulheres também têm sua parcela de culpa'. É horrível, Lola.

Anônimo disse...

agora com o link! horrível! http://alsospracht.vilabol.uol.com.br/rape_is_fornication.htm

Cláudio disse...

Nem a globo conseguiu contra o google, imagina um grupo de pessoas reclamando de tais sugestões?

Anônimo disse...

cláudio, a preta conseguiu. e não sei qual é o caso que vc cita da globo. acontece que, se está contra a lei, será punido. e tem acontecido muito.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u374975.shtml

Anônimo disse...

Olá Lola, peço que leia por gentileza esse meu comentário.

O Google não é cria conteúdo, ele não é responsável pelos resultados que são exibidos na pesquisa.

O Google Search é na verdade um espelho do que acontece na Internet. Essas correções de frase, são fruto de um agoritmo interno, o PageRank, que visa encontrar um termo mais popular para o que está sendo buscado, como uma alternativa de pesquisa.

O Google é altamente manipulada por grupos de pessoas que criam as google bombs. A cantora Preta Gil foi alvo dessa manipulação, porque centenas de pessoas mal intencionadas começaram a linkar o nome dela com imagens ofensivas.

Apesar de que, na legislação brasileira o Google por oferecer a via, seria responsabilizado, o mecanismo de pesquisa deles foi criado para se auto-aprimorar, refletindo o que há de mais popular na internet.

Cláudio disse...

Mas nesse caso ofende alguém, e reitero que google não tem culpa, eles fazem isso porque muitas pessoas pesquisaram o preta gil com "atriz gorda". E também para que o mecanismo de busca não seja tão óbvio.

Anônimo disse...

deuses, veja a diferença entre culpa e responsabilidade. ele não tem culpa de idiotas procuram aquilo, mas, se ele sugere, ele é responsabilizável SIM. diz nossa lei.

e "atriz gorda", convenhamos, fere bem menos pessoas de acordo com a lei do que dizer que uma mulher sozinha pode ser estuprada.

aliás, graças ao google vc baixou aqui. maldito google.

Gabriel Nantes de Abreu disse...

"O google não tem culpa é baseado em pessoas que linkam as palavras com frequencia!"

Só eu achei isso muito mais preocupante, quer dizer, tem gente realmente empenhada em trasnformar estupro em chacota.

SOCORRO!

Anônimo disse...

gabriel, na verdade, acredito que um grupo tenha tirado uns minutos pra repetir a busca até o sistema de busca fixar essa combinação de palavras. sim, é BEM preocupante. mas não tira o horror do fato de o google dar essas sugestões.

Anônimo disse...

só um exemplo, gabriel, são informações erradas na wikipedia plantadas por determinados grupos. ou tbem sistemas de tradução com respostas "engraçadinhas", entende?

eu não acho que haja muita busca real atrás dessas frases. acho, sim, que determinados grupos fizeram a busca repetidas vezes já com esse objetivo.

APENAS PALAVRAS disse...

Assim se tecem as teias do encantamento...
A sua sensibilidade é ímpar....bj lola...um belo inicio de semana

Gabriela Lúcio disse...

Lola, faça isso, eu compro com certeza e quero muito um livro seu com dedicatória! :)
AH sim, venha para a UFRJ novamente, POR FAVOR! :X
Beijos!

Mylena M. disse...

Lolaaa, venda o livro por aqui sim *-* Com certeza comprarei :D
Tens que vir fazer uma palestra aqui na UFJF... acho que as bandas de cá estão precisando discutir um pouco mais sobre gênero :x

Jiquilin disse...

Morram de inveja: já comprei um exemplar e ganhei um autógrafo lindinho personalizado. E já li um pedação do livro!!!!

É maravilhoso!

Anônimo disse...

"Se você encontrar uma mulher sozinha na rua não a estupre."

E se ela estiver acompanhada então estupra?

e agora marcha contra o resultado de pesquisa google.

Majô disse...

Ideia ótima, Lola!!!

Sobre Facebook...

só hoje vi a Rede Social, portanto, sei que não vou falar nenhuma novidade aqui... mas, diante do quão rancoroso e misógino parece ser o tal do Zuckerberg, essa proibição da foto na Marcha das Vadias acaba fazendo um sentido pior do que já tem.

Anônimo disse...

Lola, ótimo post. Espero conseguir ter acesso ao livro.

Estava aqui vendo uns vídeos quando vejo esse aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=vb4XbKvNwMY

Um pequeno exemplo, mas será que o "padrão" de relacionamento também não é construido? Será q todos nós não podemos nos libertar de rótulos como eles fizeram?


OBG

Jor disse...

Quero um também! Reserva pra mim, pliss! bjos

Bruno S disse...

Guarda um cópia para mim!

Anônimo disse...

O problema é que tem muita menina menor de idade já colocando fotos com pouca roupa, se uma delas coloca foto amamentando isso é crime nos EUA e lá eles levam isso muito a sério.

A única forma do Facebook se proteger é evitando qualquer brecha.

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=5FwmvNrzKuA&feature=related

filha de Pepeu Gomes e Baby Consuelo quem diria estaria pregando essas balelas anti a natureza humana!!!
Kashorreti

Anônimo disse...

Quero dedicatória da Lolinha! *________*

Flavio Moreira disse...

Lol, que honra me ver na foto com você, no seu blog. Adorei conhecer você pessoalmente, pena que não pude ficar muito tempo. Além disso, tinha bastante gente querendo falar com você e nem deu para conversar direito. Li seu livro em duas sentadas e me diverti muito - principalmente nas coisas em que eu não concordava. Você tem um jeito ótimo de falar dos filmes e descobri que a gente discorda em um monte! (rs). Guardei com carinho na minha cabeceira e gostei muito da sua dedicatória.
Agora, diga-me a verdade: você gostou dos brigadeiros que eu te dei?

Anônimo disse...

Quem o Machismo Matou Hoje?
http://machismomata.wordpress.com/
as.sus.ta.dor

Anônimo disse...

“Mulheres Brasileiras e Gênero nos Espaços Público e Privado”, da Fundação Perseu Abramo em parceria com o SESC.

A cada 2 minutos, 5 mulheres são espancadas no Brasil.
http://whothehelliscely.wordpress.com/

Anônimo disse...

"Aí eu penso no maior site de buscas do mundo, e penso na maior rede social, o Facebook, que aceita um monte de conteúdo preconceituoso, mas vem sendo justamente apelidado de Faceburka por não permitir imagens de mulheres com seios de fora (tipo, amamentando ou na Marcha das Vadias). E não, não é uma conspiração machista contra todo um gênero. Isso tem outro nome: patriarcado, aquilo que pra tanta gente já não existe mais. Aquilo que as feministas já derrotaram; logo, o que elas ainda estão fazendo neste mundo?"
- De qqr jeito vcs iam criticar. Se o Facebook permitisse imagens de mulheres com seios de fora, vcs seriam as primeiras de reclamar de "objetificação de mulheres" pelos machistas...

Liris Tribuzzi disse...

Oi Lola!

Muito obrigada pelos elogios. Adorei o belezura!
O lançamento foi um dos dias em que eu mais estive nervosa na vida, concorrendo com a época em que eu jogava xadrez e quando eu esperei o resultado do vestibular. Se o garçom me deixava a garrafa de vinho, eu teria virado de uma vez.
Ah! A pessoa da terceira foto é minha tia!

Beijos.

Anônimo disse...

mas elas querem ver seios de fora de mães amamentando crianças de 0 a 5 anos como a capa da revista americana Time - são seletivas no amostra dos seios e acho ótimo o Facebook não permitir mulheres com seios à mostra pois para amamentar a mulher não precisar mostrar os seios ao mundo.

Braga disse...

1 - aê, lola, quer cuidar de vender seu livro, cuide você própria. quando eu finalmente acertar o meu e tentar colocar no mercado, vai ser desse jeito (daí seria melhor ainda ver como você resolveu isso, hehe).

2 - o google ou está de brincadeira ou as buscas que fizeram as sugestões ficarem como estão é que estão mais brutais que nunca.

respeito, carinho, etc.

Anônimo disse...

Compreendo que a nova geração esteja criando uma nova grafia, grafia própria do mundo virtual em bate-papo, mas daí a fazer farra com o idioma pátrio é pra gente dizer:

se quiser aparecer,
não se expresse,
apenas se apresse
e saia sem escrever.

Anônimo disse...

Oi Lola, precisava te mostrar esse link, ainda sobre a Marcha das Vadias:
http://jornaltabare.wordpress.com/2012/06/03/marcha-das-vadias-carta-resposta/
Trata-se de uma resposta LINDA a um texto extremamente babaca, machista e conservador.
Acho que vale a pena ler.
Beijos!
Julia.

Anônimo disse...

li gostei repasso

"Aprendi que é impossível perder tudo, porque o tudo inclui a gente e ninguém nunca se perde do que é. Nossa capacidade de reconstruir vive tatuada no fundo da nossa alma e lá permanece na esperança de que um dia precisemos dela, da nossa capacidade de reconstruir."
Madá

Anônimo disse...

[Off-topic]
Lola, vc já soube dessa?

Grupos de mascus ameaçaram a filha de 5 anos da Simony de estupro.

http://www.famososartistas.com/simony-diz-que-homens-que-ameacaram-sua-filha-de-estupro-fazem-parte-de-uma-seita-de-exterminio-17349

Lina disse...

Sem querer defender o Google, mas a culpa nesse caso não é deles. O algoritmo de correção é baseado nas buscas mais comuns, logo se ele "sugere" essa busca, é porque muita, MUITA gente pesquisou por isso (tipo aquele caso antigo "digitar baleia e aparecer Preta Gil", não sei se lembram).

Não culpemos o Google por isso, mas sim essa sociedade machista podre que ainda tem muito o que aprender. O máximo que o Google poderia fazer nesses casos é colocar um filtro com exceções de termos, mas isso só vai acontecer quando os usuários começarem a reclamar. E a ironia é, estes em sua maioria são os mesmos que fazem as buscas...

Anônimo disse...

hoje pela manhã eu estava voltando da padaria, e uma vizinha vinha pela rua com um belo vestido azul curtinho , ao passar por ela, eu olhei !!discretamente mas olhei !! e mesmo assim acho que ela percebeu um pouco, que eu cometi a brutalidade e machismo de passar os olhos sobre suas pernas, será que posso ser preso ? por cometer a canalhice de institivamente achar uma inocente moça de vestido bonita ? será que não estou me tornando asexuado e androgeno como querem as feministas de bem ??

Anônimo disse...

"instintivamente"

Paaaaara, filhote...

Anônimo disse...

A culpa nesse caso não é do Google, ele não escolhe de acordo com a sua vontade as sugestões e é a melhor ferramenta de buscas que temos. Como já foi falado, a culpa é de quem fez isso acontecer, não do site, que nem demonstrar opinião ou sei lá o que demonstra, é apenas um mecanismo automático.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
"instintivamente"

Paaaaara, filhote...

-
ue ?? por acasso homem não tem o instinto de achar uma mulher bonita e atraente ?? eu sei que a reciproca não e verdadeira, pois mulher so acha homem atraente( pode ate achar bonito, mas atraente não ) no momento e situação certa, com os devidos fetiches sociais o "adornando" e não de forma natural, mas homem acha sim mulher atraente pelo simples fato de ela ser mulher !! dificil entender ?

Anônimo disse...

Gente, a caixa de comentários está tão boa hoje! Por favor, por favor, por favor, ignorem o babaca anônimo de cima.
Obrigada....

Lilian Soares do Nascimento disse...

Eu quero um exemplar também!

Clarissa disse...

Eu quero um livro!!!

Anônimo disse...

Gente, com relação ao google, o problema é no algoritmo q eles usam q não está conseguindo lidar com os pronomes obliquos átonos.
Digitei
“Se encontrar uma mulher sozinha na rua não o estupre”
Ele corrigiu para:
“Se encontrar uma mulher sozinha na rua não o estuprou”

Tb digitei: “Se encontrar um homem sozinho na rua não a estupre”
Ele corrigiu para :
“Se encontrar um homem sozinho na rua não é estupro”
Se botar: "se encontrar uma mulher sozinha na rua nao x estupre"
Ele corrige:"se encontrar uma mulher sozinha na rua nao estupre"


O problema não está se a frase utiliza homem ou mulher, o problema está na colocação do pronome. O algoritmo precisa ser atualizado para entender essa particularidade da língua portuguesa

O programa q utilizam precisa de base de dados, é mais ou menos como funciona o corretor do word, só q mais complexo. Não é um caso de machismo, mas um caso de bug.

Qto ao Facebook, concordo plenamente, mas aí tb vem a questão da dificuldade em se programar para decidir o que é pornografico e o q não é. Máquinas e algoritmos não são pessoas, não têm discernimento. Uma mulher com seios de fora protestanto não é pornografico, até mesmo um homem totalmente nu por uma causa tb não é. Mas 2 pessoas nuas tb pode ser pornografia.
Não trabalho no face, mas acredito que não sejam pessoas q fiquem olhando perfil a perfil pra saber o q é ou não pornô. Então deve ser um algoritmo q faz isso. Como um algoritmo vai saber diferenciar o nu do protesto do nu pornográfico? Meio difícil.

Anônimo disse...

Só mais uma observação, se colocarem "se encontrar uma mulher sozinha na rua não estupre-a", ele aceita.
É preciso alterar o algoritmo para q ele aceite próclise.
Aliás a frase está errada. O não, força o pronome a vir antes do verbo, mas quem fez o programa do google, não entende as regras de português.
Não se trata de machismo, é apenas uma falha tecnológica.
E antes q me ataquem, não sou troll, sou mulher, analista de sistemas e feminista mas temos de ser justas nesse caso.

Bruna B. disse...

Opa, também estou a espera do meu exemplar.
Aliás, indiquei o livro para duas amigas e elas também vão querer.

Abraço!

LOVE MAKES A FAMILY disse...

Lola, eu quero o livro, por favor. Quero comprá-lo já.

Como faço pra enviar e-mail com meus dados pra você? Há um e-mail pra isso, ou é este que aparece no blog mesmo?

Parabéns pelo livro!

LOVE MAKES A FAMILY disse...

Ah, eu quero dois livros, ok?

Anônimo disse...

Eu tinha lido a frase do estupro no Classe Média Sofre, não sabia que tinha relação com o seu blog, fui lá fazer o teste e o google continua a sugerir esse absurdo.

Eu também quero o livro, claro.

Abraço
Leila

Carol disse...

Lola, reserve o meu exemplar. Assim que você anunciar o número, já faço o depósito.

Anônimo disse...

'O programa q utilizam precisa de base de dados, é mais ou menos como funciona o corretor do word, só q mais complexo. Não é um caso de machismo, mas um caso de bug.
'

Coisa bastante óbvia, mas pra quem ta desesperado pra ver machismo em tudo, não adianta falar nada.

Anônimo disse...

Nãaaao, filhote. Não fode.

Ju disse...

Lola,
eu tb quero um exemplar!
Pelamor!!!!
Assim que souber como poderemos comprar, avisa!

LisAnaHD disse...

para LUIZ
Luiz, qdo vc comentar em algum outro post, poderia deixar uma resposta para mim?

Acabo de ver um vídeo de um programa da TV Espanhola www.libertaddigital.tv e citam Batya Gur, escritora israelita, já falecida. A obra citada é "Assassinato no Kibbutz" (ou algo) e eu gostaria de saber sua opinião. Obrigada.

LisAnaHD disse...

para LoLa ou pra quem lê le français
Les textes fondateurs du féminisme
http://www.tv5.org/cms/chaine-francophone/Terriennes/Les-textes-fondateurs-du-feminisme/p-15318-Christine-de-Pisan.htm

se o link for grande demais, então busque a partir daqui http://www.tv5.org/

et je vais dormir!

Aline Mancilha disse...

Lola, quando tu vem aqui p Porto Alegre lançar teu livro? Bota na roda de divulgação nóis aqui... vemmmmmmmm...bjokas.

Mayara disse...

Sinto a necessidade de dizer que a culpa não é do Google nem da Google (empresa), já que eles não interferem nas correções de busca.
Essas correções são feitas automaticamente, baseado em buscas feitas pelas pessoas e como elas corrigem ou no que elas clicam depois.
O que, na minha opinião, faz tudo ser mais assustador ainda.
Mas ainda pode-se reclamar e dizer como isso é ódio que o Google "muda" as correções e retira isso, até onde sei

Anônimo disse...

Na verdade o Google só corrige pra resposta mais procurada e clicada..
Se o pessoal sugerir eles tiram na hora, tenho certeza. :)

Grupo do Tiro disse...

Olá, perdi a chance de ver o lançamento do seu livro. A lika ( Liris) até me convidou mas acabei não podendo ir. E realmente não sabia o quanto seu blog é interessante! Fiquei assusta com essa história do google e fui tentar a prova. Comigo não teve correção nenhuma, aliás o primeiro link era pro seu blog, mas deve ser pelo grande número de pessoas fazendo o teste. E seu comentário sobre o facebook, estava pensando exatamente a mesma coisa esses dias. Vi uma imagem questionando a veiculação de uma foto de uma mulher com os seios a mostra na marcha das vadias e como tinha sido compartilhada por muitas pessoas tinha vários comentários. É de assustar o quanto de gente preconceituosa e desinformada que ainda existe, e o pior, o grande número de mulheres machistas.
Bom, parabéns pelo lindo trabalho que você faz, um alerta é sempre importante!
beijos

ila fox disse...

Como um pessoal aí em cima já disse, não adianta colocar a culpa no Google. Os dados do recurso autocompletar são preenchidos de acordo com o volume de buscas para cada termo. Se as frases descritas acima apareceram é porque muitas pessoas digitam essas palavras... o que não deixa de ser preocupante.

Somnia Carvalho disse...

Lolissima querida! há mais de um mes, talvez dois, eu fiz um post para ajudar a vender seu livro e tal, mas o blogger falhou o dia todo e perdi metade dele... hoje vim terminá-lo e procurar os links para colocar e olha só o que vejo! este post aqui!

o prazer lolissima foi todo meu!!! uma alegria imensa!

te mando o link daqui a pouco! beijos