domingo, 21 de novembro de 2010

GATINHOS CAÇADORES

Minhas crônicas felinas têm rendido leitores-coruja que me escrevem relatando o bem que os gatos lhe fazem, então vou continuar com elas. Claro, existe a possibilidade que as pessoas que não gostam de gatos fiquem na moita, espumando de raiva sempre que os enfermeiros do hospício viram as costas. Não, imagina, não estou insinuando que gente que odeia gato não bate bem da bola. Mas uma camisa de força até que ia bem, não ia?
Concordo que nem tudo no gato é perfeito. Por exemplo, o gato é um caçador. Quase tudo na sua anatomia é feito pra caçar. E é horrível pra nós, pacifistas e amantes de todos os animais (tirando, talvez, a maior parte dos insetos, e alguns répteis e anfíbios), ver nosso gatinho querido matar passarinhos também queridos. O maridão já virou especialista em tirar beija-flor de dentro da boca do Calvin, meu gatinho amarelo. Agora, não estou justificando, mas os beija-flores provocam, dão rasante no Calvinho. Ainda bem que ele – e esta é uma estatística do meu atual livro de cabeceira, El Gato – falha em 90% das tentativas.
O estranho é que caçar não é nato: é ensinado. Logo, o livro recomenda que, se você não quiser um gato caçador, escolha um filhote de uma gata não-caçadora. Isso é fácil pro pessoal do primeiro mundo falar. Lá onde os gatos têm nove vidas, e não sete, não há tantos bichanos vira-latas quanto aqui. Eu nunca conheci a mãe do Calvin e nem sei quando é o aniversário dele, entende? Alguém o “doou” pro meu veterinário, ele me ligou, e eu aceitei ficar com ele (o Calvin!). Simples assim (onde já se viu comprar gato, afinal?! Adote um!).
Ah, ao contrário do que a galera desinformada pensa, gato é um bicho social. Quando ele caça, costuma compartilhar a presa com outros gatos. E ele adora presentear seu humano com amostras grátis da sua eficiência. Dizem até que, se o “dono” obtém outro bicho de estimação, o gato, inseguro, pode aumentar sua produção de camundongos decapitados como sinal de devoção. Portanto, se um gatinho de repente lhe oferecer ratos, isso é Impulse.

26 comentários:

dolcinha disse...

ADORO!!!
Beijukka e bão dumingooo, Fofaronovich!!!

Omar Talih disse...

Dizem que os animais são o espelho do dono. Se fosse assim, seriam os espelhos de si mesmos, mas quer dizer que um reflete o outro, dono e animal, não importa quem seja quem. Se reparar, voce que tem gato e cão, verá que sua personalidade tem um pouco de cada um. O gato; livre, docil e carinhoso, mas não submisso. O cão; leal, companheiro e fiel. Apenas alguns atributos mas, há outros que voce pode encontrar se analisar seus bichinhos e seu comportamento (seu, não deles, o comportamento).

Alessandro R. C. disse...

Tenho uma gata que apareceu filhote em casa (bem filhote) e ela é excelente caçadora. Logo, não foi ensinado, é de instinto.

Já fui presenteado com passarinhos (já salvei uns 10 mas deixei morrer outros 10), lagartixas, baratas, insetos, rãs, gafanhotos e até ratinhos. Eu pego todos esses bichos com papel higiênico. Os que estão vivos eu jogo no vizinho (hehe) sem a gata saber, os que morrem jogo no lixo ou no vaso sanitário.

Flávia disse...

Eu "ganhei" meus gatos, eles não tinham nem aberto os olhos. Alguém jogou "uma caixa de sapato" de gatinhos no meu escritório e eu adotei os 5. Fiquei com 3, doei duas. Eles deveriam estar com menos de 10 dias. EU É QUE NÃO ENSINEI NINGUÉM CAÇAR RATINHO, MUITO MENOS BARATA! E os bichanos caçam, hein! São super eficientes! Acho que esse estudo americano, deve ser "pros" gatos de lá... ;)
Os meus não costumam caçar passarinhos, mas camundongo... E camundongo é tão bonitinho, né! Eu também tiro da boca dos meus gatos. Agora as baratas... aí é cada um por si!
Beijos, bom domingo

cronicasurbanas disse...

E ainda existem aqueles que botam banca até quando aparece um grandão pela frente... :)
bom domingo!
Mônica
@madamemon

Mari Moscou disse...

Hahahaha! Eles são lindos demais!

Na última ninhada da Mafalda, nossa gata vira-lata-siamesa, vieram duas gatinhas e um gatinho ENORME! As orelhas e patas são desproporcionais, gigantescas pra um gatinho de dois meses. Além disso ele aprendeu com ela melhor do que seu irmão mais velho e as duas gatinhas da mesma ninhada, o tal temperamento caçador. E bagunceiro.

Ninguém segura o Hobbes (nome do fofucho, olha só, combina com seu Calvin hehe). Esta noite teve festa em casa e deixamos eles no banheiro. De manhã não tinha sobrado um pedacinho sequer de papel higiênico no rolo...

Marilia disse...

Eu concordo com a sua posição a respeito de quem não gosta de gatos!

Não sei como se comporta um gato que viveu sozinho a vida inteira, mas gatos que crescem acompanhados de outros gatos acabam se tornando caçadores, sim. Eles treinam, nas brincadeiras, para isso.

Minha gata costuma caçar ratinhos e calangos (um lagarto). Mas os calangos sempre a enganam. Ela pensa que eles estão mortos e eles sempre fingem. Quando vou me livrar deles (escondida dela), eles se mexem. Adoro esse "cuidado" do gato em ofertar a caça.

lola aronovich disse...

Alessandro e Flavia, o mais bonito é que gatos raramente nos presenteiam com bichinhos mortos. Em geral eles ainda estão bem vivos, e os gatos nos trazem esses brinquedos pra gente se divertir. Nunca vou esquecer quando eu tava na minha cozinha em Joinville e meu Calvin entrou, e deixou um camundongo no meu pé. O camundongo correndo e eu gritando histericamente.
Mas barata meus gatinhos não pegam, não. Eles têm nojo.


Mônica, que incrível esse vídeo que vc deixou! Eu não recomendo que os gatinhos façam isso em casa! (e maior coincidência, sabe? Ontem, procurando imagens pra ilustrar o post de Lenda Urbana, encontrei uma foto de um crocodilo. Convenhamos: eu não vejo foto de crocodilo todo dia! E tenho a maior admiração por esses répteis).

Júlio César Vanelis disse...

Ah Lola, eu não vejo isso como um defeito... Pra mim é muito mais uma qualidade!
Eu morei em uma casa onde haviam muitas bananeiras, e consequentemente muitos anfíbios. Os gatoa sempre foram bastante úteis mantendo esses anfíbios bem longe de casa. Além é claro, dos ratinhos que apareciam sempre quando não estávamos com nenhum gatinho...

Até o próximo!!!

Fefê Alves disse...

Meu Castro Alves é molenga, não caça lhufas, mas é um lindo. O Lindo da mamãe!
Ele e Maloudie, que é uma cadelinha, a irmã mais nova que Castro ama e odeia, como todo irmão mais velho.

Abraços, @fefealves

Koppe disse...

Aqui em casa, tinha um vizinho que colocava o cavalo pra pastar no nosso quintal cheio de mato (aqui no Rio Grande do Sul são comuns pessoas que vieram do interior que moram em vila manterem o hábito de ter cavalo e carroça). No começo os gatos negaceavam os cavalos, ficavam rondando como se fossem atacar, mas nunca passaram disso. Também tive um gato preto que ficava cuidando os passarinhos que vinham na terra bicar grãos. Mas como ele esperava a melhor hora, fez uma mancha de terra lisa no lugar onde deitava esperando a hora de atacar e acabava pegando no sono e dormindo horas a fio sem pegar pássaro nenhum. Hoje em dia às vezes ainda amanhece a casa cheia de penas. Não sei como eles fazem, mas às vezes conseguem pegar alguma ave e comer antes da gente acordar.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

rsrsrs... Uma vez estava dormindo até tarde em um domingo, minha mãe já tinha aberto a porta da varanda e acordei ouvindo um barulho de asas batendo, alguém ou algum bicho correndo pra lá e pra cá.
Quando dei por mim, minha gatinha percebeu que eu tinha acordado e entra no meu quarto toda lampeira e larga uma pomba quase morta e toda ensanguentada no chão e fica olhando pra mim.
Adoro gatos e morro de saudades da minha gatinha que morreu envenenada, mas desse "presente" eu não gostei não...

Abçs Lola e boa semana!

Ana disse...

Ai, Lola, eu nao amo gato nao, mas acho a sua historia e do Calvin fofa.
Acho que nao tenho nem teria gato pq, pra mim, animais e cozinha nao se misturam. Tenho nojo em comer em casa q tem gato, pq vejo os bichanos passeando pela mesa da cozinha, pelas bancadas e ate em cima do fogao Ja vi gatos deitados na cesta de frutas, eca! E sempre tem pelo dos fofinhos por todo lado, aff.

Bjo

Flovi disse...

Ahhh, deve ser bonitinho receber uma baratinha de presente =)

Claudia disse...

Oi Lola! Estou amando os especiais de domingo sobre felinos! O Luis Fernando meu gatinho eh um cacador nato e adora me presentear com baratas e rolinhas. Minha mae vive reclamando, nao entende o porque d'ele cacar quando tem racao de otima qualidade disponivel, mas isto esta no instinto do animal. O bom disto eh que a casa fica livre de baratas vivas (porque as mortas ele leva de presente para mim)!

nelsonalvespinto disse...

Minha esposa tem uma gata que eu chamo de serial killer. Como eu tenho alergia a psicogata tem que dormir numa peça que fica na porta da cozinha. Quando a gente mudou pra nossa casa atual havia muitas baratas. Todo o dia eu tinha que limpar o local da desova. Em três meses sumiram as baratas.

Divertido mesmo foi nossa vizinha contar que "antigamente" apareciam ratos na casa dela, mas que "de uns tempos pra cá" estranhamente só aparece um ou outro ratinho. Morto.

Caso me esqueçam disse...

que coincidencia, vi um post sobre gatos em outro blog. era um video de voce quando criança hehehe

http://100mililitros.blogspot.com/2010/11/gatos-e-bebes.html

vê lah! fofinho o video :)

Anunciação disse...

Vc tem um?Tenho 5 e teria 6 se a cinza(nunca consegui colocar um nome)não tivesse desaparecido.Já tive que jogar uma sapatilha fora pq descobri que um deles tava trazendo baratas para armazenar(para o caso de eu talvez quem sabe um dia quisesse usar,né,rs).Adoro passarinho também,mas não posso ficar vigiando;o máximo que faço é avisar pra não facilitarem e enxoto quando vejo um lépido e fagueiro no chão do quintal brincando com a sorte.Morro de pena das lagartixas.Enfim,eu amo gatos e até choro quando me lembro da gatinha que não sei se foi embora,foi levada ou o quê.

Lidiany CS disse...

Lola, adorei o post sobre os gatinhos.
Meu pai detesta gatos, nunca pude ter um aqui por causa disso.
Mass eu vou sair de casa e já estou providenciando uma gatinha para mim...

nada a ver com o tópico, mas achei esse artigo interessante:
http://oladonegrodamoda.blogspot.com/2010/11/cliche-global-costrucao-negativada-da.htm

Lidiany CS disse...

... e esse aqui também! ^^

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-intolerancia-na-puc-sp

boa noite Lola

seus gatinhos são fofos!

Cris Prates disse...

Mas os cães são tão mais fofinhos...Já contei que meu único gato (eu tinha uns 3 anos) começou a caçar pessoas...
Eu até gostaria de ter um Chartreaux, mas tenho medo que ele arranhe meu sofa novo.

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

adooooooooooooooro seus posts sobre gatos! amo os bichanos demais.
minha falecida gata, mia wallace, pelo menos uma vez por semana deixava cabeças de passarinho perto do pé da minha cama de manhã...eu achava creep no início, mas depois de conversar com o veterinário, eu só ficava com nojinho e tinha que jogar os pobres bichinhos fora. depois de colocar grades nas janelas ela ficou mais tranquilinha.
meu atual gato, boris yeltsin, no entanto é gordo e preguiçoso demais para caçar, ele passa seus dias deitado na poltrona macia da sala de jantar da casa da minha mãe, ou deitado de barriga pra cima aos pés do meu pai pedindo carinho.
sinto muita falta dele, morar em são paulo sozinha, trabalhar e estudar, tudo isso me fez ficar sem bichanos por medo de deixa-los muito sozinhos, volta e meia vou na casa do meu melhor amigo, que tem dois gatinhos a mel e o molko e mato saudades de gatinhos, fico parecendo a felícia, apertando e falando com eles com voz infantil... nenhum deles me traz cabecinhas de passarinhos, mas da maneira como eles (principalmente a mel) "afofam" e deitam na minha barriga quando sento no sofá, acho que eles gostam de mim também.
beijos, lolinha, e parabéns pelo seu blog cada dia mais legal!!!

Márcia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Márcia disse...

Lola querida, eu tenho 5 gatos mas nem todos são caçadores. Também acho horrível quando chegam com passarinhos... tento salvar os pobrezinhos, mas nem sempre consigo. Faz parte da natureza deles,não é? Acho que um cuidado que devemos ter é não manter no quintal plantas que atraem os beija-flores. Verifique se no seu quintal não há dessas flores doces, que os beija-flores amam : uma popularmente conhecida como camarão ( dá uma espiga vermelha), outra que dá uma espiga pequena amarelinha, além dos populares hibiscos. Lola, por favor, não as mantenha em seu quintal!!! Beijos,
Márcia

Werner Wild disse...

Nossa, esse finalzinho do Impulse foi demais! Quase me acabo de rir! O cheiro de naftalina invadiu o quarto. Ótimo texto! Um abraço!