sábado, 25 de setembro de 2010

NOTINHAS DE UMA SEMANA ANTES DO GRANDE DIA

Amanhã falta uma semana pras eleições! Que emoção! Adoro eleição, e esta é extremamente importante, porque é uma escolha entre continuar mudando o Brasil, ou voltar a um passado nada próspero. Mas, se eu já suspeitava que haveria segundo turno entre Dilma e Serra antes, agora que a candidata do PT caiu uns pontinhos é que eu acho mesmo. Ainda espero estar errada, lógico. Só que tem o voto envergonhado na direita, e a tentativa desesperada da mídia em inventar uma bala de prata eficaz, que sem dúvida virá na véspera, sexta ou sábado, sem direito à resposta. Tudo isso pode tirar pontinhos. E o que vai determinar se haverá ou não segundo turno será isso, pontinhos. Não tem problema: se não der na semana que vem, no segundo turno elegeremos a primeira mulher presidente.
---
Enquanto isso, que semana ridícula! Teve “debate” (debate de um lado só? Ou eles chamaram de "reunião"?) sobre liberdade e democracia... no Clube Militar! Isso porque ainda tem gente que vê os militares não como responsáveis por uma ditatura que durou 21 tristes anos no Brasil, mas como salvadores da democracia! Muito militar ainda chama o Golpe de 64 de “revolução”. É o mesmo princípio que continua vivo até hoje, como pudemos ver em Honduras. Lá não foi um golpe militar; foi um movimento pra salvar a democracia do verdadeiro ditador – o presidente democraticamente eleito. E lembro de 2002, quando toda a imprensa brasileira celebrou o golpe militar na Venezuela que depôs Chavez durante algumas horas. É essa gente que lança manifestos em defesa da liberdade e da democracia. Como se a democracia estivesse em perigo no Brasil... Se está, como eles insistem que está (e eles devem saber, pois apoiaram 64) é por causa da direita, não da esquerda. E não entendo como a velha mídia tem a cara de pau de gritar “Censura!” a qualquer crítica, ou de elogiar a liberdade de expressão (que não está sendo ameaçada). Onde nos jornais e revistas tem liberdade de expressão, que eu não vejo? Cadê a pluralidade? O que se vê na velha mídia, sempre, é colunista reproduzindo a linha editorial do veículo, que é a opinião do patrão – que o empregado sem consciência de classe chama de “colega jornalista”.
Emir Sader disse esta semana no Twitter: “o problema da 'liberdade de imprensa' é que ela está nas mãos de gente que imprensa a liberdade”. Concordo totalmente.
Mas foi uma leitora daqui, a Louise, que disse tudo, em duas frases: “Basta digitar 'democracia' no notícias do Google para descobrirmos que estamos vivendo em uma 'ditadura lulista'”. E “o pior dessa campanha eleitoral da imprensa é a tentativa de desqualificar a democracia brasileira”. Temos uma democracia jovem e recente ainda. Brincar de que Lula é ditador, que o PT quer acabar com a liberdade, é um joguinho perigoso. E cínico, muito cínico.
---
Outro absurdo desta semana foi uma manchete do Estadão online, “Blogueiro que critica a mídia é contratado da EBC”. Quando vi isso, fui logo abrir a tal notícia. Sabe de que “blogueiro que critica a mídia” o jornalão tava falando? Do Luis Nassif! Fiquei perplexa. O Nassif foi reduzido a isso, "um blogueiro que critica a mídia"? Levanta a mão quem cabe nessa ampla definição. Estão vendo daí minha mãozinha no ar?
Não tenho procuração pra defender o Nassif. Mal leio o seu blog (o maridão é quem é fã), e considero seu estilo um tanto chatinho. Mas, pô, ele é importante. Eu “o conheço” desde a década de 80, muito antes de existir internet ou blogs. Ele teve colunas em praticamente todos esses jornais e revistas da velha mídia. Eu não lia tudo que ele escrevia, porque em geral ele falava sobre economia, assunto que nem sempre me cativava. Mas eu notava uma certa independência dele, um pensamento que não se alinhava a lado nenhum, e que seguia a sua consciência (lembro que, no caso da Escola Base, em 1994 - quando diretores de uma escola particular infantil foram acusados de abuso sexual, sem provas, e foram linchados pela mídia - Nassif foi o único a pedir "Calma aí, pessoal!". Quase foi crucificado!). Era bem diferente de ler a Miriam Leitão. Nassif sempre foi um dos principais nomes do jornalismo econômico no país. E já faz um tempinho que ele tem um blog muito, muito visitado – mais do que o de qualquer colunista da velha mídia, por sinal.
Por que a Veja pode ter seu rottweiler de estimação, o tio Rei, e uma empresa de comunicação do governo não pode contratar quem considera mais alinhado politicamente? Ou alguém em sã consciência gostaria que o governo contratasse um Mainardi, um Magnoli? Pra que, pra se alinhar à Veja e ficar falando mal do governo também? É isso que a gente quer, o pensamento único da velha mídia? Isso que é democracia? Que a mídia tenha liberdade de expressão para divulgar sua pluralidade ideológica?
Essa manch
ete do Estadão contra o Nassif me fez perceber que não basta pros jornalões ignorarem a força da blogosfera. Eles querem mesmo é destruí-la.
---
Não gostei que o filme brasileiro escolhido para representar o país na pré-disputa ao Oscar estrangeiro foi Lula, o Filho do Brasil. Simplesmente porque não é um bom filme. Poderia ser, se fosse minimamente político, mas é apenas pessoal. E, assim, fica vazio. Já falei o que queria dizer na crítica. Entendo que a comissão de seleção (que muda a cada ano e não tem nada a ver com o governo; os integrantes da comissão deste ano incluíram, entre outros, Roberto Farias - diretor de Pra Frente, Brasil, filme poderoso sobre a tortura no governo militar -, Tata Amaral - diretora de Um Céu de Estrelas -, e Leon Cakoff, criador da Mostra Internacional de Cinema de SP) acredite que o apelo internacional do Lula possa destacar o filme entre outros 95 inscritos de vários países e garantir uma vaga na grande final, que é a lista dos concorrentes (apenas cinco filmes). Mas acho muito difícil de acontecer. O Filho do Brasil não tem o perfil dos filmes que costumam entrar na disputa (na maior parte das vezes, uma história de sofrimento e guerra vista pelos olhos de uma criança; ou uma trama política, ou os dois. O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias não entrou por pouco, raspando). Quer dizer, tem pobreza, e tem uma criança, o Lula menino, mas ele cresce rápido. A mãe-coragem da Gloria Pires também some. Eu ficaria muito surpresa se ele fosse indicado. Mas vale ressaltar que os outros filmes brasileiros deste ano também não têm o perfil. Ou você conhece muita história espírita concorrendo ao Oscar de Filme Estrangeiro?

40 comentários:

cronicasurbanas disse...

Lola,
também achei a escolha do filme danadinha de ruim (não sei qual seria a alternativa, mas o filme sobre o Lula é fraco para qualquer prêmio ou festival).
Agora imagina: o filme abriu na Argentina esta semana. Quer dizer, eles mandam pra gente 'O Segredo dos Seus Olhos', a gente devolve com 'Lula, o Filho do Brasil'... Grande sacanagem.
abr. e ótimo finde.
Mônica
@madamemon

Shiryu de Dragão disse...

Nunca ouvi falar no Nassif! Pra mim, quem tem blog é blogueiro! Mas como não é mais necessario diploma pra ser jornalista, entao...

E sobre o governo de Honduras, pô... vá estudar mais Lola. O presidente deposto enviou pro congresso uma proposta pra permitir re-eleicão do executivo e a constituicao diz que quem faz isso perde o cargo!

Borboletas nos Olhos disse...

Também acho que teremos segundo turno, mas torço que não. Estou ansiosa por uma mulher na Presidência. E só pode ser piada a ênfase na idéia de que o PT quer acabar com a democracia no Brasil. Mas daquelas piadas que ofendem, sem graça nenhuma. Eu ainda recebo emails nesta temática e ainda insisto em responder de um por um com longas argumentações. Mas qualquer dia esqueço a boa educação e respondo com um palavrão e pronto.
Por fim, também não gostei da indicação, mas na verdade, nem imagino alternativa... (como gostei de O Ano em que meus pais saíram de férias, que filme!).

lola aronovich disse...

Shiryu, sabe que presidente fez uma emenda na Constituição do país pra poder ser reeleito? O FHC! Não só fez a emenda, como a aprovou (dizem que pagando caro a cada deputado. Isso ficou conhecido como "a compra da reeleição) e se valeu dela pra ter mais um mandato! E isso muito antes do Zelaya! Alguém no Brasil defendeu que os militares depusessem o FHC quando ele fez tudo isso? Não, né? Se os militares, revoltados por essa violação da Constituição (mudar o documento máximo da nação em benefício próprio), tirassem o FHC do poder, teria sido golpe militar ou não?
Tá. Eu que preciso estudar pra saber do que estou falando. Vc sim é bem informado!


Mônica, ainda preciso escrever sobre "O Segredo dos Meus Olhos". Gostei muito. O filme "Lula" é fraco, independente de se gostar ou não do Lula.

Renata disse...

Oi Lola,
Faz horas que não comento mas continuo acompanhando sempre... e agora no Twitter tb (finalmente!).

Pra mim o Clube Militar falar em liberdade de imprensa é quase tão ridículo quanto o ARENA se chamar Democratas... é tão absurdo que dispensa comentários...

E só pra constar, se era pra destituir o Zelaya do poder isso deveria ter sido feito através dos próprios meios da Constituição Hondurenha e não tirando o cara de pijamas no meio da noite para ser exilado... Isso se chama Golpe.

Abraço,
Renata.
@renatalie

Nakereba disse...

Lola,

Também não gostei da escolha do filme, mas isso não me preocupa nenhum pouco. Fiquei bastante preocupado essa semana com esses movimentos que me remeteram à 1964. "Marcha pela democracia"?? "Ato contra a Mídia Golpista"? Só espero que não caminhemos para a "venezuelização" do Brasil. Tem que ser muito ingênuo para não perceber que a mídia brasileira tem partido, além de se comportar como partido de oposição. Sou totalmente a favor da mídia cumprindo seu papel de ajudar o país a pensar, denunciar se preciso for, etc. Mas é óbvio que tem que denunciar todos. Por que não se ouve uma só denúncia contra o Serra, Alckmin ou PSDB? Por que a Globo não dedicou o mesmo tempo para cobrir o escândalo lá do MS envolvendo o Ary Rigo (PSDB)e o governador André Pucinelli (PMDB)? Por que ninguém se refere à fala do José Serra sobre o Arruda "Vote em um careca e leve 2?" quando Serra se refere às más escolhas de Dilma para ligá-la a Erenice? Por que quando o Alvaro Dias sai chamando a todos de corruptos ninguém grita "Farra das Passagens" pra ele? Ou o fato dele ter sido expulso do PSDB por ter votado em favor da CPI da corrupção no governo FHC em 2001? Por que ninguém está falando do video do Alckmin apoiando o Ney Santos que acabou de ser preso em SP por suspeita de ligação ao PCC?

Nakereba disse...

Lola,

Você pode falar sobre as instruções que os mesários estão recebendo a respeito da exigência dos dois documentos (título e RG) para poder votar? Estou pensando em tentar votar sem RG para ver o que acontece aqui em Floripa. Li em algum lugar que eles não seriam muito rigorosos quanto a isso. Estou com receio que isso cause muita confusão.
Eu sou um dos indecisos. Pretendia votar na Marina, pois achava que não haveria 2o. turno. Acho importante que alguém que defende uma agenda ambientalista tenha poder nesse país, não necessariamente que seja eleita presidente, mas que receba um número de votos que a legitimize, que a torne uma "relevant player" no jogo dos poderes. No entanto, depois das últimas manobras da nossa imprensa, estou pensando seriamente em votar na Dilma pra tentar liquidar a fatura no primeiro turno de uma vez por todas e correr pra casa assistir a cara do povo na Globo :)

Masegui disse...

Ainda fico temeroso pela bala de prata... o quarteto fantástico é bisonho mas não pode ser subestimado.

Nakereba citou um monte de coisas que eu gostaria de citar, thanks.

Pra terminar, esse(a) Shiryu já tá começando a me aborrecer...

aiaiai disse...

Eu também to achando que pode ter segundo turno.No entanto, na última semana vi muita gente com a mesma atitude de Nakareba: ia votar na marina mas "depois das últimas manobras da nossa imprensa, estou pensando seriamente em votar na Dilma pra tentar liquidar a fatura no primeiro turno de uma vez por todas".

To torcendo para que isso ocorra com maior intensidade e a gente não tenha que aturar mais um mês de matérias com acusações infundadas.

Sobre o post, gostei muito do resumo da semana. Se vc me permite, faltou falar da cerimônia histórica de ontem com Lula na Bovespa promovendo a maior capitalização de uma empresa já ocorrida no mundo. Não é só "nunca antes nesse país" é "nunca antes nesse universo"!!!!

Rogério disse...

A mídia no Brasil está tranqüila em relação a sua liberdade de criar polêmicas infundadas e ser totalmente parcial ao repassar a "informação".E la sabe que um futuro governo Dilma não vai fazer nada para alterar essa liberdade, porque? Porque o próprio Lula, uma das maiores vítimas dessa imprensa parcial não o fez, e poderia ter feito, se quisesse.

Nakareba, eu acredito que na Venezuela exista uma situação parecida com a do Brasil. A imprensa persegue o governo socialista ( e democraticamente eleito, alias ) de forma predatória. A diferença é que lá o Chavez leva a sério o fato de a mídia ser uma concessão pública e não atura qualquer veículo de imprensa que divulgue material mentiroso sobre seu governo. Isso se percebe, porque lá não existe repressão a reportagens com conteúdo contrário ao governo, mas com certo conteúdo informativo.

Assistam ao filme "A Revolução não será televisionada" de um grupo de diretores suecos que documentaram no filme a situação da liberdade de imprensa na Venezuela.

Peace, :)

Ághata disse...

É, Luis Nassif antes de ser um blogueiro já era um jornalista econômico de renome.

É provável que gente muito nova, com restrição ao acesso à informação ou que não costuma ler jornal ou ir atrás de informação não o conheça - o que não muda o fato de que ele já era conhecido antes de ser blogueiro...

Rogério disse...

Verdade Ágatha.

Tenho 19 anos e não o conhecia antes do Brasilianas, do qual acompanho freneticamente. Mas isso não altera nem um pouco sua história no jornalismo.

A realidade é que os Trolls não se baseiam em fatos e sim em trollagem, rs.

Koppe disse...

Mais ou menos fora do tópico, o que vocês acharam dessa história da candidatura do Tiririca? Parece que pode ser cassada, porque apareceram vários indícios de que ele não sabe ler nem escrever.

GG disse...

Ai ai Lola, primeira vez que escrevo aqui, após alguns meses acompanhando, e é para comentar sobre um grupo que me marcou bastante: os tais dos militares.

Fico bastante triste em ouvir de você uma generalização tão tosca quanto essa dos militares. Creio que "discussões no Clube Militar" não seja devidamente representativo do que o Exército pensa. Lembre-se Lola, também nesse "antro de golpistas" há pessoas estupendas. Digo isso por ter estudado em Colégio Militar e ter convivido com grandes militares, além de ter excepcionais colegas que decidiram seguir carreira.

Não se pode, no Brasil de hoje, afirmar que as Forças Armadas tem o mesmo peso político que outrora. Há quanto não temos um militar com chances reais de ser eleito para alguma coisa realmente importante, como ocorria antes de 64?

Você deveria estar em júbilo por esse setor estar tentando discutir problemas do país, mesmo que considere tais problemas ausentes.

Segundo ponto: tenho repulsa ao ver pessoas dizerem "vou deixar de votar na Marina para votar na Dilma para que não tenha 2o turno". Você(s) considera(m) mesmo isso algo democrático? Considera que se desapegar de suas convicções para que "não haja segundo turno" é um posicionamento democrático, republicano?

Afinal de contas, por que motivo esse ojeriza à idéia de segundo turno?

Enfim, um grande abraço (caso tenha chegado até aqui, hehe).

Shiryu de Dragão disse...

Nossa Lola, como vc é tontinha viu!
Eu nao estou falando do Brasil, estou falando de Honduras. Por favor, não foge da raia ou do assunto, se preferir. O assunto aqui é a constituição hondurenha que não permite re-eleicao e não a nossa constituição. Por acaso a nossa Carta dizia que o representante perdia o mandato caso elaborasse um projeto de lei desses??
Vê se mantenha informada! Vá ler a Veja.

Raquel Portilho disse...

Adorei o comentário da Renata, inclusive reproduzi no meu facebook.

Apesar de estar longe (estou fazendo doutorado nos EUA!), tenho acompanhado os absurdos publicados/veiculados pela mídia golpista. Tem uma parte da classe média que parece estar realmente embuída em caracterizar o governo Lula como uma ditadura e isso assusta. Eu também vejo muitas semelhanças com a tentativa de golpe na Venezuela (by te way, o doc "The Revolution will not be televised" é irlandês e é MUITO bom). Eu gostaria muito que as concessões públicas de rádio e TV fossem levadas a sério, mas... será?

Eu não sabia que o filme do Lula está estreando na Argentina essa semana. Não vi o filme, justamente porque não é político. Imaginei que não fosse tão bom assim. Mas é aquilo, né, se não fosse esse filme seria qual? Como li por ai, pelo menos não é filme do Jabor! "El secreto de sus ojos" é um filmaço!

simone e as meninas disse...

Que pena que tem gente tão ignorante a ponto de achar que votar na Dilma pra nao ter segundo turno seja correto. Triste isso! Mas como já diz um velho ditado: cada povo tem o governo que merece! Mas fazer o que, o povo quer essa gente ladrona, sem vergonha na cara e incompetente. Li uma frase que define muito bem o atual momento: "Quem vota na Dilma não é quem lê jornal, e sim quem limpa a b. com ele!"

Shiryu de Dragão disse...

Simone!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adorei.

Nakereba disse...

GG:
Eu gostaria que houvesse segundo turno, mas de forma natural, porque nós decidimos e não porque a mídia assim quis.
Para mim, o primeiro turno é sempre oportunidade de votar em alguém que defenda tópicos que considero importante: educação e meio-ambiente. Gostaria muito de ver os dois assuntos transformados em itens centrais do debate político. É irritante ver a campanha ser transformada em troca de acusações e ver a mídia tomar lado e tentar se passar por imparcial. Se Marina fosse para o segundo turno, gostaria que isso acontecesse por seus próprios méritos.
Inicialmente, meu voto era na Dilma, mas depois achei que poderia ser interessante dar uma voz mais forte para a Marina que defende o meio-ambiente, mas votar nela não quer dizer, necessariamente, que gostaria de vê-la presidente, pois sei com quem ela terá que governar. Mesmo assim preferia vê-la no segundo turno do que um político que criticava o bolsa-família e que agora promete 13o. do BF. Acho-a mais coerente do que o Serra, mas ainda assim prefiro a Dilma. Um voto nela no 1o. turno, para mim, seria como mandar um recado para a Dilma : dê mais atenção para o meio-ambiente. Fiz o mesmo na eleição de 2006, quando votei no Cristovam Buarque.
Quanto a minha atitude ser democrática ou não: democrático é eu poder votar em quem eu bem entender, mudar de ideia e de convicções quantas vezes entender e você poder ter repulsa da minha atitude e se expressar livremente.

lola aronovich disse...

Simone, essa frase que vc leu que define tão bem o atual momento não só não tem um pingo de verdade, como também é preconceituosa e classista. Vc não consegue ver o elitismo da frase que adotou? Deve ser muito ruim pra vc que pessoas pobres, essas que limpam a b. com jornal, possam votar, né? E que o voto de uma pessoa pobre tenha o mesmo peso que o seu! Ultrajante! Bom, eu li jornais a minha vida toda e só parei de assiná-los em 2006. Hoje continuo dando uma olhada rápida nos jornais, mas online. Sempre os li com olhar crítico, porque sempre soube que o que os Frias, os Mesquitas, os Marinhos e os Civitas querem pro país não é o que eu quero. Certamente tenho interesses e vontades diferentes desses multi-milionários. E sabe, sempre votei no PT. Aliás, eu não apenas leio jornais como escrevo para um desde 1998. E tem muita, muita gente como eu. Pelas pesquisas, Dilma está na frente em todas as classes sociais, inclusive aquelas que não usam jornal pra limpar a b. E tem mais: graças ao Lula e ao PT, que tiraram 30 milhões de brasileiros da miséria, hoje há bem menos gente que limpa b. com jornal. E ainda assim, a circulação de jornais despencou.


Nakereba, entendo sua justificativa pra votar na Marina. Mas ela está concorrendo exatamente pra isso: pra forçar um segundo turno. O PV, que está coligado com o PSDB em vários estados (Rio, por exemplo), está no páreo pra isso.

J.anquevitti disse...

Se tiver segundo turno, por mim tudo bem. Gosto muito da Dilma, e estou torcendo pra ela ser eleita logo no 1º turno, mas vou votar no Plínio, com quem eu me identifico mais. Caso ocorra segundo turno meu voto é dela.

Tenho 22 anos e já conhecia o Nassif há tempos, e leio seu blog de vez em quando...lógico que ninguém tem a obrigação de saber quem ele é, mas ele não é apenas um "blogueiro" igual o Estadão disse.

Voltando a falar da Dilma, o que me parece é que tem muita gente mais preocupada em votar contra ela em vez de votar em um candidat@ que essa pessoa gosta. Dia desses fui parar em um blog de extrema direita, que curiosamente se diz defensor da democracia e liberdade (ahan, sei...) e o tal blogueiro pedia pra seus leitores votarem no Serra, não por ele ser bom, mas pra impedir que a "ditadora", "guerrilheira", "assassina" comunista ganhasse. Esse é típico voto da direita, é o voto do contra.

As pessoas tem o direito de votar em quem elas quiserem, mas eu espero pelo menos que o voto delas seja sincero, de identificação política, e não um voto baseado no ódio.

Jonas

Giovanni Gouveia disse...

Shiriú, você não vai virar cavaleiro de ouro. Zelaya não propôs reeleição, a proposta era de fazer um plebiscito para saber se iria mudar, ou não, a constituição. Mas você recebeu informações da ÓIA, por isso temos que ter piedade, porque você não sabe o que diz...
"VEJA, SE VER NÃO COMPRE, SE COMPRAR NÃO LEIA, SE LER NÃO ACREDITE, SE ACREDITAR RELINCHE!"
Mas, Lola, Dilma tem 60% dos votos válidos, numa clara estabilidade desde o início da campanha de vero, os outros candidatos têm que tirar muito voto para haver segundo turno, e quem tem tido uma oscilação positiva é marina, mas em cima dos indecisos e de (S)Erra (dizem que ela vai ser multada por passar Só Erra pela direita...), tem que haver algo muito extraordinário pra levar a um segundo turno, e a mídia não tem conseguido fazer essa comunicação, principalmente porque está desacreditada (ontem a folha chegou ao cúmulo da barriga ao anunciar a morte de Romeu Tuma, o que levaria votos dele pra tentar soerguer a candidatura ao senado do PSDB).
A capa da veja esta semana está ridícula, estampando o artigo 220 da CF, nos seus parg. 1 e 2, mas omite, propositadamente, o parg. 3, em seu inciso II:
§ 3º - Compete à lei federal:

I - regular as diversões e espetáculos públicos, cabendo ao Poder Público informar sobre a natureza deles, as faixas etárias a que não se recomendem, locais e horários em que sua apresentação se mostre inadequada;

II - estabelecer os meios legais que garantam à pessoa e à família a possibilidade de se defenderem de programas ou programações de rádio e televisão que contrariem o disposto no art. 221, bem como da propaganda de produtos, práticas e serviços que possam ser nocivos à saúde e ao meio ambiente.

E também o art. 224:
"Art. 224. Para os efeitos do disposto neste capítulo, o Congresso Nacional instituirá, como seu órgão auxiliar, o Conselho de Comunicação Social, na forma da lei."

Finalmente, o Estadão está admitindo sua candidatura (advinha quem é?), sae não partir pros factóides será a primeira coisa honesta dos órfãos de Lacerda...

Outro ponto fundamental, o genial Lula chamou a briga pra si, tirando Dilma do front com a mídia...

VAi ser uma noite mal dormida, mas a direita vai ter mais pesadelos que nós!

Nathália. disse...

Ontem teve debate entre os presidencíaveis (Dilma, Serra, Marina e Plínio), realizado pela CNBB. Particularmente eu curti, vale a pena vocês procurarem no youtube

Giovanni Gouveia disse...

Simone, nem pra isso a maioria dos jornais brasileiros servem mais...

Nathália. disse...

Sobre o Clube Militar... vergonha. Vergonha, vergonha e medo (porque tenho medo desse bando de gente...sem vergonha).
Sobre o filme do Lula... não vi. Mas se eu tivesse que escolher um filme pro Oscar, seria "5 vezes Favela - Agora por nós mesmos".
P.s.: Eu DETESTEI "O segredo dos seus olhos". O.O

Clara Gurgel disse...

O problema da candidata "verde-laranja" Marina é seu requalque.Ela quer mostrar o tempo todo, "tudo o que o Lula e o PT perderam" com a sua ida para o PV. Parece ira de mulher "rechaçada pelo amante".

Clara Gurgel disse...

Simone,tomara que esse jornal que vc indica para fins escatológicos,não tenha a foto de Serra senão a briga vai ser feia!
Deixemos esse assunto apenas para a versão "não oficial", mas muito conhecida, de "Jingo Bells". Já está de bom tamanho!
Em Roma...

Rogério disse...

Exatamente Jonas.

Ultimamente eu tenho visto uma cruzada religiosa contra a Dilma e contra o PT. Isso me fez perguntar. Porque? Será por pura ideologia? Tenho visto diversas manifestações que me dão frio na barriga, como pessoas dizendo que a Dilma é a candidata do demônio ou que ela é o próprio anticristo em pessoa. É interessante verificar o ponto de vista da religião e como eles apelam para o misticismo para alienar o rebanho. É um exemplo excepcional para o que você disse "voto de ódio" .


Eu também voto no Plínio por ver nele uma esperança de existir no Brasil um eleitorado socialista bem grande. E isso pode fazer o PT voltar às suas raízes ideologicas.


Shyriu, se você gosta das opiniões discutidas por aqui e não possui nenhum argumento satisfatorio para contradize-los, por favor, não se apegue a ataques pessoais e xingamentos. Vai ler Olavo de Carvalho que você ganha mais (ou não).

Masegui disse...

Clara Gurgel,

Boa! gostei!

Giovanni Gouveia (vulgo PDF),

Eu já falei que eu te amo?

aiaiai disse...

essa comentarista que defendeu que a gente limpe a bunda com jornais é doida???????????? kkkkkkkk
eu limpo a minha com papel higiênico, querida! Nunquinha que o meu corpinho vai ter que aturar papel sujo e contaminado. Jornal aqui em casa não passa da porta. Prezo muito a higiene! kkkkkkkkkk

Mas se a moça tá precisando de papel pra limpar a sua b, recomendo mesmo o estadão. Nao serve mesmo para mais nada.

Rafaela disse...

Lola,
FAltando só uma semana pra eleição, cada dia tenho mais dúvidas. Plínio, nem pensar! Um socialista com patrimônio declarado acima de um milhão de reais, com conta no exterior não cola. Penso em Marina, acho importante a votação dela ser expressiva, mas a mistura de política com religião me incomoda bastante. Dilma também não me agrada, apesar da campanha da imprensa contra estar ofendendo a minha boa educação. O importante é que já comprei as passagens pra votar na semana que vem (é que me mudei pro TO e voto em MG, o estado mais tucano do Brasil). Enquanto isso, sigo acompahando os blogs

Mary Goes disse...

Lola, não concordo com vc. Eu acho que a Dilma vai ganhar no primeiro turno e as pesquisas mais sérias mostram isso. Até o FHC acha isso rsrsrsrs Mas concordo a respeito do Nassif, tb gosto da independência dele. Quanto ao filme, eu nem assisti ainda.
Um abraço,
Mara

Nefelibata disse...

Shiryuu parece que ainda não aprendeu que a Cólera do Dragão tem um ponto fraco letal, mas deixemo-lo refletir sobre isso... para que não manche ainda mais a reputação de um personagem tão interessante.

Cris Prates disse...

Mary, eu pensava que fosse o único que não tinha assistido, ainda, "Filho do Brasil"...
Masegui, se traduzir para o grego "Ágape" fica menos vexatório :D

L. Archilla disse...

Simone e as meninas, em primeiro lugar, bom xibom xibombombom pra vc tb. Em segundo, ultimamente tenho preferido limpar a bunda com jornal ao invés de ler o mesmo. Se vc prefere ler, e pior, acreditar em tudo que tá escrito lá, azar o seu.

Nefelibata disse...

Eu iria votar no Plínio, esperando que a Dilma levasse no primeiro turno, mas agora vou de Dilma, porque há o risco de isso não acontecer. E a eleição da Dilma no primeiro turno é importante para que demos um passo firme a frente em nossa ideologia nacional que tem preconceito e ódio de pobre. Coisa que é alimentada pela velha mídia, e, nesse sentido, dona Simone e as meninas, os jornais não servem nem para limpar a b., porque são muito mais sujos.

Com Dilma eleita no primeiro turno, eles veriam, depois de se esgotarem neste Setembro Marrom, que seus esforços inescrupulosos são inócuos. Ainda que todos os problemas do atual governo sejam considerados, todos sabemos que não são novidade. Nisso, Lula e PT não se diferenciam de nenhum partido atual, e devem sim ter seus problemas combatidos e erradicados. Mas a despeito de tudo que possam atacar o atual governo, pela primeira vez na história os pobres tiveram acesso a alguma dignidade, e, principalmente, foram vistos pelo Estado como gente, e não como lixo, que era a realidade até 2002.

Giovanni Gouveia disse...

O comentário de Cris Prates, minha digníssima esposa, na verdade foi meu (partilhar às vezes dá pobrema)

primeirocego disse...

Eu também não tenho nada contra limpar a b com jornal, acho até que é o melhor uso que se pode dar a muitos deles.

@Pessoal que reclamou de quem vai votar na Dilma pra evitar segundo turno: Voto democrático é a pessoa votar em quem ela quiser pelos motivos que ela quiser, e não todo o mundo votar pelos critérios que vocês decidiram agora que são os melhores.

Hoje passando na rua escutei uma pessoa tentando convencer a outra de que esse filme tinha sido escolhido pra representar o Brasil porque o Lula mandou. Melhor que essa só o 'se mantenha informada, vá ler a Veja' do Shiryu...

GG disse...

Oras, se votar em quem quiser por que eu quiser é democrático, parem de reclamar no voto anti-PT! Ele é apenas mais uma face da democracia que vocês tanto (será?) prezam!

primeirocego disse...

@GG: Não me lembro de ninguém falar que voto anti-PT não era democrático. Você pode criticar o voto anti- ou pró-PT por vários motivos e criticar também é democrático, claro. Eu só apontei que acho essa crítica que você e outras pessoas fizeram uma crítica um tanto desonesta (principalmente considerando que a maior ameaça à democracia que tem havido é a manipulação grosseira de informações pela torcida da oposição). Mas tá, ué, discorde à vontade.