sábado, 7 de novembro de 2009

NÃO, O ESTADÃO NÃO É UM JORNAL DE DIREITA. NEM A ELITE É PRECONCEITUOSA

O analfabeto e uns operários burros, que não perceberam que Lula já não sabia falar em 1979.

Que o Caetano fale um monte de besteira, eu já estou acostumada. Eu o adoro como cantor e compositor, não como pessoa. Ele nunca teve a coerência do meu Chico. Esta declaração faz parte de uma entrevista que ele deu ao Estadão: “Não posso deixar de votar [em Marina Silva]. É por demais forte, simbolicamente para eu não me abalar. Marina é Lula e é Obama ao mesmo tempo. Ela é meio preta, é uma cabocla, é inteligente como o Obama, não é analfabeta como o Lula que não sabe falar, é cafona falando, grosseiro. Ela fala bem”.
Tá, até aí, nada de mais. Normal. Já ouvi isso antes. Eu só queria saber como uma fala dessas, chamando o Lula de analfabeto, é diferente do que disse aquela médica no aeroporto de Aracaju. Tirando a ofensa racial da passageira, que chamou um dos funcionários de nêgo, o resto (povo bando de analfabeto, morto de fome), é muito parecido com o que o pessoal que odeia o Lula vive falando dele. É o mesmo preconceito elitista. E eu fico pasma com essa afirmação sobre o Lula não falar bem. Gostando-se ou não do seu governo (e eu gosto), o Lula é um orador excepcional, carismático, do tipo que levanta multidões, um orador sem comparações com outros políticos (talvez, nos últimos trinta anos, Brizola tenha rivalizado com ele, em matéria de “falar bem”. O pessoal que chama o golpe militar de 1964 de “revolução” ainda dá como exemplo de ótimo orador o Lacerda... morto em 77). Deixa eu ver... Se Lula não fala bem, é analfabeto, faz um péssimo governo, ele foi eleito e reeleito por que? Só pode ser pela falta do seu dedo mindinho! Opa, não: isso também é uma lembrança de suas origens de pobre e, portanto, alvo de preconceito. Eu lembro de várias charges apontando uma característica para cada dedo do Lula, e a palavra ética sobreposta no dedo que falta. Lembro dos cartazes contra ele mostrando uma mão com quatro dedos e escrito em cima “Ele não!”. Esses cartazes foram colocados até em hospitais públicos, por médicos. É de uma beleza ímpar utilizar-se de um defeito físico de alguém para hostilizá-lo. Isso tem nome: preconceito.
A mim me parece que quem chama Lula de analfabeto está, por tabela, insultando todos os operários que não têm curso superior, apenas curso técnico. E mostrando seu desdém por profissões que a elite considera menos nobres. Não esqueço
de um grupinho de adolescentes pra quem eu dava aula de inglês. Na semana após a vitória do Lula, no final de 2002, saiu na Veja a profissão de cada presidente da República. Meus alunos trouxeram a revista pra classe e, morrendo de rir, apontavam pra foto do Lula e repetiam a legenda: “Torneiro mecânico! Ha ha ha!”. Pro resto do mundo, era uma prova de democracia e justiça social que um operário pudesse se eleger presidente. Pra nossa elite, era motivo de escárnio.
Mas o mais legal dessa entrevista do Estadão nem é a declaração elitista do Caetano, nem os comentários dos leitores do jornal, que são famosos (pelo menos pra mim) pelas asneiras que destilam (e não é fácil pra leitor do Estadão se identificar com o Caetano. Eles odeiam o astro, a quem consideram uma “bicha enrustida”). Não, o mais legal mesmo é como a jornalista Sônia Racy abre a matéria: “À exceção de alguns momentos mais incisivos, Caetano Veloso deixou claro, na entrevista ao Estado, semana passada, [...] no Rio, que a maturidade lhe subiu à cabeça. Uma boa sabedoria emerge, fácil, da sua tranquilidade interior. O posicionamento rebelde do início da carreira, que às vezes assumia as cores da esquerda, deu lugar, hoje, a um discurso racional, realista”. É divertido isso: não só a declaração preconceituosa do Caetano é avaliada como sinal de maturidade, sabedoria e tranquilidade interior, mas a esquerda é pintada como irracional e nada realista. E no entanto, algumas pessoas insistem que não, o Estadão não é de direita. Não, os comentaristas do Estadão não são de direita. E o motivo é simples: é porque a direita não existe. É só coincidência que tanta gente siga a mesma filosofia de vida, tenha os mesmos preconceitos, deteste a esquerda, e se ofenda quando é rotulada de direita. Mas se ofende por que? Eles não são os racionais?

44 comentários:

Oliveira disse...

Lola:

O Caetano nunca fala nada que preste. Neste caso só falou a só a mais pura verdade. Até os boçais da esquerda concordam que o Lula é um ignorante que só fala asneiras. Você que é cega.

O Estadão, por ser de “direita” é bonzinho demais com o Lula. Se praticasse o verdadeiro jornalismo o Lula não estaria fazendo as atuais barbaridades, nem falando idioletices.

Oliveira disse...

Me esqueci:

O Lula foi reeleito não porque ele é essa maravilha que você fala, mas porque o nosso sistema eleitoral manco, permite que gente burra vote em gente igual. Assim que é possivel se perpetuar no poder no Brasil.

Patrick disse...

Não alimentem os trolls.

lola aronovich disse...

Maldita democracia! É verdade, Oliveira! Como podemos viver num sistema que permite que TODAS as pessoas maiores de 16 anos possam votar? Só os iluminados deveriam poder votar ou se candidatar. Aliás, esse negócio de voto é tão batido, né? Funciona quando a gente elege quem a gente quer, mas quando não elege, é um atraso de vida. Bom mesmo foi nosso período entre 1964 e 85, quando não havia essas frescuras de democracia. Mas a gente pode voltar ainda mais atrás, e proibir que essa "gente burra" como os negros e mulheres votasse. Vc deve sentir a maior nostalgia dos anos 80, né? 1880, bem entendido.

Oliveira disse...

Lola:

Você como sempre faz está tergiversando pra compensar falta de argumento.

Gente burra são todos os ignorantes sejam homens mulheres, menores de 16 anos, pretos, brancos, amarelos etc. Gente sem estudo, simplesmente.

Você sempre fala da ditadura de 64. Isso é risível. Ninguém achou bom a ditadura.

Eu te pergunto: antes de 64 não tivemos eleições? Você não sabe que o Juscelino, por exemplo, era infinitamente melhor que esse Lula? Bem formado, culto elegante, boa aparência, etc.

Eu teria orgulho de ter o Juscelino como presidente do meu país. Do Lula eu tenho vergonha, todos os dias.

Bárbara Reis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leandro disse...

A partir do momento que uma pessoa posta um comentário que não esteja de acordo com suas idéias ele automaticamente se torna alguém que quer desestabilizar a discussão? Pra mim isso se chama opinião.

Lola Churros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lola Churros disse...

Eu moro na Espanha faz 3 anos. E juro que me surpreendo com as coisas qe vejo na internet, de como a mídia (ou grande parte dela) direciona o seu dicurso contra o Lula. Aqui fora quase nunca vemos uma crítica negativa ao Brasil e principalmente ao governo Lula, ao contrário, sempre vejo grandes elogios. Pelo menos na europa o Lula é visto como um grande governante, e até onde sei nos Estados Unidos as opinioes tb sao parecidas!
Está claro que nao podemos nos tornar uma Suíça do dia pra noite, mas analisando dados, estatísticas oficiais, de fontes confiáveis vejo mts melhoras. Só de termos diminuido drasticamente os índices de miséria já é uma passo enorme!!
O problema é q uma parte importante da populacao ainda está agarrada a esse paradigma de que político preparado é aquele que estudou em colégio suíço. Collor era super engomadinho, rico e desde o início da sua carreira política era chamado de "Princípe da Corrupçao"!
Eu nao sei vcs, mas eu tenho mt orgulho de ter votado no Lula, de experimentar um governo que se preocupa com a base da pirâmide social. O problema da classe média, e alta, brasileira é q ela acha q para seguir lá em cima os pobres tem q ser mais pobres, e os miseráveis mais mortos de fome. Pode ser o Caetano (com sua mt grana), ou pode ser a médica de aracaju q nao tem grana nem pra comprar a vista um bilhete pra argentina para poder presumir de sua casta superior.

O Kylocyclo disse...

Lola,

Se você ler o livro "Dias de Luta" de Ricardo Alexandre (o mesmo que lançou recentemente um livro sobre Wilson Simonal), verá o quanto Caetano Veloso agiu para promover sua hegemonia na música brasileira, se apropriando de modismos e de artistas emergentes.

Eu até reconheço que Caetano tem informação musical, que até se apropria por alguma noção que tem de cada tendência, do rock à música tradicional italiana. Mas não deixa de ser um pretensiosismo.

Se bem que vemos Ivete Sangalo e Cláudia Leitte promover esse mesmo tipo de apropriação de várias tendências culturais e elas não têm o menor conhecimento de causa, embarcam por pura carona mesmo. Têm o pretensiosismo de Caetano, mas não a inteligência e o talento que, no cantor baiano, é inegável.

francisco.latorre disse...

oliveira burrão.

você é burro... muito burro.

tenho dito.

burrão.

reaça desqualificado.

aiaiai disse...

Que delícia de texto Lola!

Parafraseando outro baiano, esse muito mais inteligente: "O desespero dessa gente tá virando um aleijão."
Eles estão tão loucos de terem perdido o poder para a maioria que não conseguem mais se articular.
Veja que esta semana o menino Armínio Fraga andou dando entrevistas - mostrando como ele sabe tudo (pena que quando estava no poder não fazia nada, né), e, numa dessas soltou a seguinte pérola:
“Sim, nos vencemos. Nós de centro-esquerda” diz Arminio Fraga em entrevista a Miriam Leitao.

Ou não sei se fico com pena ou se morro de rir...hummmm, pensando bem, sei sim: segunda opção kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

se alguem quiser ver e ouvir o dignissimo homem do mercado financeiro falando essa frase, é só ir no link da entrevista na globonews, ele fala isso logo no começo, antes de 4 minutos

lola aronovich disse...

Oliveira, vc considera o fascismo que está empregando um argumento? Vc defende que só pessoas com escolaridade votem? Por coincidência, pessoas com mais escolaridade são pessoas que ganham mais. Por coincidência, pessoas que ganham mais têm uma visão de mundo voltada pra si, pros seus problemas, que são diferentes dos problemas das classes mais baixas. Não há contradição alguma em alguém de classe média, como eu e uns 50% da classe média, votar num partido como o PT, ligado a movimentos sindicais, que historicamente governa para a base da pirâmidade social. Mas há contradição que alguém de classe baixa votar num PSDB, num DEM, que prega o estado mínimo e o salve-se quem puder. Hoje em dia está mais difícil as empregadas domésticas votarem no mesmo candidato de suas patroas, e isso deve incomodar muito. Pra vc, é fácil resolver isso: só as patroas deveriam votar.
E quando foi que o povo brasileiro ficou burro, se antes de 64 era tão inteligente? Vc está se contradizendo, inclusive: os índices de escolaridade hoje são muito superiores aos do governo JK. O analfabetismo despencou. Não tem comparação. Somos um outro país hoje.
Mas em 89, 94 e 98, o povo era inteligente? E tornou-se magicamente burro em 2002?
Vc se orgulhar ou ter vergonha de ter um presidente como o Lula, felizmente, não significa absolutamente nada numa democracia. Não é vc que manda, graças a deus.


Leandro, o Oliveira tem um histórico de trollagem aqui neste blog. Tanto que, até recentemente, ele era sumariamente deletado. Não tinha nada a ver com ser contra algumas ideias, porque a trollagem não tem a ver com ideias. Ele vinha aqui apenas pra me insultar e insultar as minhas leitoras. Agora que mudou o tom, mesmo que continue falando as besteiras fascistas de sempre, ele pode opinar.
(Sim, porque é minha opinião que é esse cara só fala besteiras fascistas. Eu também tenho direito de opinar, não?).

lola aronovich disse...

Lola Churros, bom, aqui no Brasil o Lula também é visto como um grande governante, pelo menos pra 84% da população (algumas pessoas dizem que quem desaprova o governo Lula é apenas 16%. Outros dizem que é menos ainda, 6%. E esses números eu tiro da direita. Tem muito blog de direita que diz ter orgulho de fazer parte dos 16%). Mas o que a mídia daqui noticia é totalmente diferente da mídia internacional. Quem acompanha jornais e revistas da Espanha, França, Inglaterra, EUA, vê como o pessoal de fora está entusiasmado com o Brasil e com o Lula. Toda semana sai algum artigo hiper elogioso. Aqui não, nunca. E concordo contigo: tem muita gente da classe média e alta daqui que GOSTA da desigualdade social. Não poderiam ter empregadas domésticas, por exemplo, se não houvesse essa desigualdade. A gente sabe bem que nos países ricos só gente rica tem empregada. Classe média é uma vez por semana ou 15 dias, quando tem. Porque o que a empregada ganha não difere tanto assim do que o patrão ganha. Aqui as patroas reclamam quando o governo fala em registro em carteira pra empregadas... E se queixam do bolsa-família, que supostamente está fazendo com que mulheres abandonem essa profissão fantástica e cheia de possibilidades que é empregada doméstica.


O Kylocyclo, eu nem discuto os méritos do Caetano como cantor e compositor. Ele é um dos grandes, sem dúvida. Mas politicamente, ele nunca falou coisa com coisa. Mas o que estou discutindo nem é o que o Caetano disse, um monte de gente vive dizendo que o Lula é analfabeto. O que quero saber é como esse elitismo é diferente daquele exibido pela médica.

Má disse...

Oi Lolaa!
Nossa acho o Caetano Veloso insuportável!
Para mim ele está no nível do Clodovil, Fernanda Young, não sabe mais o que fazer p ser "polêmico".
E claro, lúcido como dizem a muhher aí, abraçou, e junto a sua família (dona Canô) beijou e frequentou lugares do falecido ACM...
Isso sim q é racionalidade né ! :)

Beijão!
(agora, a famosa esquerda-direita, "não sou de direita, sou mais, além do que isso", "não gosto de rótulos" me cansa.
Não é uma questão de se auto-rotular. É uma questão objetiva, não é mecânico, mas é racionalizável né. Se vc tem certas posições é de direita ou de esquerda acabou. Não é algo subjetivo como querem colocar. Não depende da pessoa, depende das posições políticas né...Acho suuuper chato esta repetição das pessoas em "não quero rótulos", o que não tem nada a ver com posição política...)

Liliane disse...

A imprensa daqui de Montreal fala do Lula em termos muito positivos, inclusive sobre o seu passado operario.
Nosso Brasil tao preconceituoso nao reconheceria o mérito de alguém que nao "tem berço"? Puxa, o jeito é ler a imprensa de fora e alguns blogs como os seus, Lola.
Muito obrigada.

Laura disse...

Caetano e toda a sua família beijavam a mão do ACM e chamavam-no de o painho da Bahia. Bem, uma pessoa que apoia o coronelismo não podia, de forma alguma, ter outros tipos de argumento contra Lula. Pelo menos é uma coerência, né?

Não consigo mais ler a Folha, nem o Estadão, muito menos o Globo. A Veja nem se fala, né? Estou evitando a desesperança e um ataque cardíaco.

Masegui disse...

Já falei um monte de vezes e não me canso de repetir: Oliveira é um idiota!

Anônimo disse...

Lola, meu pai é torneiro mecânico, tem a quarta série... e eu digo q ele é de direita, pois vive falando mal do Lula e com saudades da Ditadura... quer coisa mais ironicamente triste do q isso?

quanto ao Caetano, ele quer falar poeticamente quando não está cantando e fica essa coisa ridícula aí.

Sheila

Nadia disse...

E olha que hoje a minha implicância com o Lula é o fato dele estar "muito à direita"... e de certa forma, com essa história de fazer alianças estranhíssimas em prol de governabilidade, reeleição e eleição de sucessor. Isso não faz justiça ao passado dele. Está fazendo parecido com o FHC quando este disse que era para esquecer o que ele tinha escrito.

E confesso que, como bibliotecária, fiquei muito decepcionada quando ele declarou que "ler é pior que andar na esteira"... sei que a imprensa desconstrói as suas falas para parecer mais absurdas ainda. Mas como presidente, estadista, como exemplo de alguém que não nasceu em berço de ouro, ele precisa ser mais cuidadoso com o que fala.

L. Archilla disse...

AHAHAHAHAHHA

ADOOORO o povo malhando Caetano.

bom, na minha opinião, musicalmente (pq politicamente nem tem o q comentar, né?), ele fez coisas muuuito bacanas lá atrás, na época do tropicalismo. hoje em dia não cria nada que preste. nem ouvi esse zii e zie ainda, mas a julgar pelo cê, q foi hiper festejado pela crítica (e era um cd comum, q qualquer um podia fazer), não deve ser grande coisa também. é engraçado isso, porque geralmente os artistas se aperfeiçoam com o tempo, né? não o contrário.

quanto à persona Caetano, me incomoda isso de falar merda o tempo todo, depois se justificar com palavras difíceis e sem sentido, e todo mundo achar muito profundo. cantar "um tapinha não dói" no show e se achar moderno. falar que a música não foi pra Luana Piovani, depois dizer que foi.

bem disse a Má, Caetano tem o jeito Fernanda Young de ser. eu colocaria os dois mais o vocalista do teatro mágico no mesmo balaio.

Mel F. disse...

Adorei o texto!

Eu vivencio quase que semanalmente comentários negativos sobre o nosso presidente, seja de colegas ou de professores. E sinceramente, quando vem dos professores eu me sinto envergonhada. Porque veja só, eles deveriam ter a obrigação de passar conhecimento para nós, alunos, da forma mais imparcial possível. Eu sei que é difícil, mas falar com todas as letras o quanto o presidente é podre e o Brasil é uma droga não é postura de professor. Eu até admitiria isso em faculdade, mas, ô, ainda estamos em um colégio. E até onde eu sei, eu sou e meus colegas também são, em muitos momentos de influenciados por professores!

E poderia citar aqui vários motivos que me fazem gostar de Lula e acha-lo um bom presidente, mas muito longe do que ainda podemos conseguir.
As pessoas não entendem quando você fala que gosta ou admira Lula. Acham logo que você é um alienado, alucinado que apoia qualquer tipo de regime comunista. As pessoas não entendem que eu gosto sim do presidente e de sua política, mas eu também não acho tudo maravilhoso e me conformo com tudo. É óbvio que pode surgir alguém melhor nas próximas eleições e é isso que eu quero, algo melhor! Porque creio que de todos que tivemos, chegamos ao melhor presidente!

E a elite é preconceituosa, cega, surda e reclamona. Só deixa de ser cega quando quer ver o próprio umbigo e só deixa de ser surda quando o que pode ouvir traz benefícios.

beijo Lola ;*

http://www.itaerci.blogspot.com.br disse...

Amo tudo oque voce escreve. Queria ter esta facilidade de me expressar e conhecimento, Como não tenho, sou tua fã de carteirinha.

Adriana Karnal disse...

Dizer que o Lula é cafona falando é ridículo...

Alba Almeida disse...

Olá, Lolíssima!
Num acho que vale perder tempo com declarações de Caetano, ainda que ame profundamente algumas de suas canções, não gosto da sua figura.
Bom sábado, beijos...

karina disse...

Lola, sei não... o Caetano não seria tão simplista assim (seria)? apontar a corrupção no PT, o fato de muitos petistas serem dogmáticos... concordemos com tais criticas ou não, elas são menos bobas do que ficar chamando o Lula de analfabeto... ah, não tenho paciência pra isso, não.

talvez o Caetano esteja fazendo uma crítica não ao fato de o Lula falar errado, ou não ter uma educação formal, mas ao fato de o Lula usar essa fala para criar uma persona política, uma (artificial, ao seu ver) identificação popular ou populista... sei não, tô só dando o benefício da dúvida ao senhor Veloso.

Beijos

Raiza disse...

Nada a ver com o assunto:
Lola,você viu isso?
http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/posts/2009/11/04/noiva-gotica-espancada-por-se-casar-de-preto-238065.asp

L. Archilla disse...

Lolinha, saiu no uol q a menina da uniban foi expulsa, vc viu? (tô com preguiça de procurar o link)

absurdo...

Má disse...

Lola...nada a ver tb mas espero que seja engano esta noticia..
Garota hostilizada na Uniban foi expulsa da faculdade, e os que hostilizaram "suspensos".
Não pode ser verdade...


http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u649217.shtml

bjo

aiaiai disse...

caramba...expulsaram a menina do vestido vermelho...
eu não sou advogada nem trabalho em universidade, mas achava que roupa não era motivo para expulsão...
deu no estadão, né? onde mais?
http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,uniban-expulsa-aluna-assediada-por-usar-vestido-curto-em-aula,462814,0.htm

Alessandra disse...

Oi Lola! Nunca comentei no seu blog, mas leio sempre! Não sei se vc já leu, mas saiu no estadão que a aluna da Uniban foi expulsa (li via o site do Nassif). Absurdo, triste e revoltante ao mesmo tempo. Machismo domina a nossa sociedade... Um beijo!

Veruska disse...

Lola: a moça do caso Uniban foi expulsa da faculdade!

Laura disse...

pra afagar seu coração, lola: http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/11/06/lula-rebate-declaracoes-de-fh-caetano-veloso-em-congresso-do-pcdob-914650832.asp

"Um intelectual ficar assistindo um operário que tem o quarto ano primário ganhar tudo o que ele queria ter ganhado e não ganhou por incompetência é muito difícil mesmo"


Gente, e essa última da uniban?
ainda não to acreditando.

aretha disse...

Então; acho super engraçado (voltando uns 20mil comentários atrás) que até eu, que tenho 17 anos e só conheço Juscelino pelas aulas de história, sei que (ou tive professores que me ensinaram muito erradamente) o Brasil melhorou economicamente e não socialmente no governo dele. Mas whatever, né.

Outra. Moro em Aracaju, e de muitas outras coisas que me irritam aqui, é que aqui tem muita gente que não exatamente concorda com a atitude da médica lá, mas que não acha que foi racismo ou elitismo, que foi só pití e que ela pedir desculpas já mais do que pôs um fim à história. Claro, não posso dizer que é maioria, porque se trata apenas dos círculos com os quais convivo.

Opa, e os círculo com os quais eu convivo são boas escolas/cursinhos particulares tradicionais.

E o mesmo dobre o caso da Uniban; não achei UMA pessoa que me dissesse que "ah, mas ela provocou" pra amenizar a situação.

Nem dá vontade de discutir quando claramente meu conceito de "gente burra" que é o distorcido da hitória.

Fabiana disse...

Tô passada com a declaração do Caetano!! E eu estou profundamente ofendida com ele. Eu moro no ABC e grande parte das pessoas do meu círculo de relações são metalúrgicos, inclusive meu marido que é Torneiro também. Ele é um cara incrível, de mente muito aberta e com um conhecimento sobre muitas áreas. Eu acho que ele não precisa de faculdade, até porque ele ganha muito mais que eu, ora veja, que estudei na USP, o "centro intelectual do país". Eu tenho vergonha do meu Estado, sério. Como tem gente reacionária por aqui.

Júlio Pereira disse...

Como jornalista/política você é uma ótima critica de cinema.

Júlio Pereira disse...

Aliás, não presta nem pra ser critica.

Bárbara disse...

http://yovia.com/blogs/davidappelman/files/2009/10/troll-web.jpg

Lola, lembre-se de não alimentar os trolls, ok? :-)

Rita disse...

Tá vendo, Lola. É nisso que dá eu ficar dois dias sem acessar seu blog. Viro uma desinformada. ;-)

Bom, rapidamente, pq preciso ler os outros posts: só não digo que eu queria que o Caetano calasse a boca porque fica parecendo ditadura. Aí faço assim: ele fala, eu ignoro. E olha que já fui fã de carteirinha - até um show em que respondeu à platéia que clamava por uma determinada canção: "quem escolhe o que cantar sou eu". Um lord.

Os preconceitos contra o Lula aprendi a descartar desde 1989 quando chorei no quarto enquanto minha família comemorava a vitória do Collor. Concordo com você que nosso país melhorou muito nos últimos anos e teremos muito trabalho pela frente para que a mudança continue... difícil é conseguir entusiasmo com os parlamentares que temos, mas vamos em frente.

Agora espera que vou ler o resto.
Bjs
Rita

Simply disse...

Sabe,

eu não consigo entender o porquê deste tamanho preconceito quanto à pessoa do atual Presidente da República.
Como já cediço na história, principalmente na Grécia Antiga, em que acreditavam que o melhor governante seria um filósofo.
Não tivemos um filósofo, mas tivemos um sociológo, FHC.
Foi bom? Muitos insistem que não. Não querendo ver que ele conseguiu estabelizar a terrível economia brasileira.
Ah, mas ele vendeu tudo que era nosso. Cabe lembrar que o papel do Estado é administrar a nação e não gerir empresas (ressalvadas aquelas constitucionalmente garantidas).
Aí vem a Administração Lula e mantém o trabalho do FHC no que era bom e tenta melhorar.
Houve erros? Claro, o governo é humano.
Admissiveis? Nem todos.
Agora criticar, desrespeitar, tripudiar é fácil. Difícil é estar à frente de 120 milhões de eleitores, sendo que metade o odeia.
O pior é perceber que trinta por cento da população brasileira é burra, como andam dizendo.
Pior ainda é argumentar que falta de escolaridade é sinônimo de ignorância.
E mais, o atual Presidente pode não saber falar, mas conquistou milhões, tanto aqui no Brasil como lá fora. Viajou mais do que esteve aqui? Este é o papel dele.
O Presidente Lula é a pessoa que representa a Administração Lula.
Assim, se essa Administração é respeitada por tantos e tantos, porque em sua casa é tão desrespeitada?
'Muy amigos' os brasileiros, não?
E pra acabar, é visível no Brasil aquele velho chavão: é estrangeiro, é bom.
Ou seja, o que é brasileiro é ruim.
Só pra lembrar, o maior escritor brasileiro sequer cursou o ensino fundamental.
Mas, bom mesmo é aquele que tem curso no "exterior".

Parabéns, agora pega suas malas e vai viver em outro lugar, já que o Brasil não te serve.

Pare de criticar àqueles que tentam melhorar este país.

Eles não têm culpa se pra isso tenham que jogar o jogo do poder.

Ces't la vie!

Desculpe a intolerância, mas argumentar que uma administração é ruim, porque o administrar é imperito é uma coisa, mas que é analfabeto é outra totalmento diferente.

É minha singela opinião.

vania marroni burigo disse...

As pessoas da elite brasileira , estão tão distante da realidade de nosso país , que não conseguem em sua maioria entender o que é pobreza, injustiça social, falta de oportunidade, etc
Apesar de ser um artista, o Caetano mostra que não tem sensibilidade, que sua arte está a serviço de seu estilo de bem viver , é totalmente superficial.
Felizmente estamos vivendo estes anos excepcionais em com o poder está nas mãos de pessoas com visão de cidadania e responsabilidade social.
O Lula é muito sábio e autentico e o povo , que finalmente conseguiu a dignidade necessária para se expressar, lhe retribui com uma popularidade fantástica.Isto perturba demais.......

carolwayne disse...

Comecei a ler teu blog há alguns dias por indicação do "Mafalda Crescida" e confesso que adorei tudo que li. Linha por linha eu não tiro uma palavra do que tu diz, especialmente neste post, com uma única excessão: O CHICO é MEU! hahahahaha

Neide Pessoa e Márcio Guima disse...

Seu texto lava a alma num momento de pura perseguição internética à Dilma e Lula. Fico com sua observação clara e atual.
parabéns.
Marcio Guima
BH

Anônimo disse...

Ei, parabéns! As pessoas ficam cegas com o que a mídia diz. É claro que ainda há milhares de coisas a serem feitas, mas o governo Lula trouxe um progresso que continuamos desfrutando, mesmo com a crise internacional.