segunda-feira, 13 de julho de 2009

MUNDO BUNDÃO

Eu nem ia mencionar o caso que anda circulando na mídia sobre Obama e Sarkozy terem olhado pro bumbum de uma brasileira no G8. Mas, depois de ler o excelente post da Srta. Bia sobre o assunto, decidi recomendar o texto aqui e dar os meus breves pitaquinhos. Putz, é de doer o machismo que impera na mídia. Mayara, uma menina de 17 anos que foi escolhida pra representar a Unicef, tá lá no G8, um evento hiper importante, mas nunca que a gente saberia disso se não fosse pela “secada” que os dois presidentes pareceram dar em sua bunda. Uma brasileira humilde ser representante do Unicef? Imagina, não é notícia. Mayara só existe por causa da sua bunda. Inclusive, nem isso: não por causa da bunda em si, mas por causa que sua bunda foi julgada e aprovada pelo presidente da França e, talvez, pelo dos EUA (circula um vídeo pra mostrar que Obama não estava olhando pra ela). A bunda de Mayara sequer existiria sem o olhar masculino que a observa e aprova. Mas agora Mayara é famosa, e aposto como a Playboy já a está sondando para que, assim que ela completar 18 anos, pose nua para a revista (a chamada, previsível, seria “A gata que virou a cabeça dos presidentes”). A mensagem que esse auê todo passa pra qualquer ser minimamente atento é óbvia: homens são presidentes, mulheres são bundas. E, claro, blogueiros que comentam essa matéria têm que julgar também, ou não estariam cumprindo seu papel másculo. Já li coisas cretinas dizendo que a bunda de Mayara é um espetáculo, mas que seu rosto é horrível. E o cabelo, então? (sabe, porque cabelo bonito é só aquele liso de loira natural, que por coincidência, pra combinar com o cabelo, tem a pele bem branquinha). Por aí vai. Depois o pessoal reclama das brasileiras, que, segundo os machistas, reduzem a reputação do país no exterior a uma bunda. Porque os machistas brasileiros não fazem isso, né? Não, eles realmente sabem valorizar a mulher brasileira pelo seu intelecto. A lição que fica é que, evidentemente, Mayara só estava no G8 para ser avaliada por sua aparência. Como, aliás, todas nós mulheres só estamos no mundo pra efeitos de decoração. E esse mundo que não muda...O lado B da notícia. Esse não tem importância.

36 comentários:

Luiz disse...

Não foi Paulo Francis quem disse que os otimistas não passariam de um bando de desinformados?

asnalfa disse...

Verdade Lola... ela faz o estilo camarao: joga a cabeça fora e come o corpo.
Mas essa reuniao do G8 é pra que mesmo??

quanta besteira disse...

"Mas agora Mayara é famosa, e aposto como a Playboy já a está sondando para que, assim que ela completar 18 anos, pose nua para a revista (a chamada, previsível, seria “A gata que virou a cabeça dos presidentes”)"



Lola, o Galvão Bueno dos blogs feminsitas! Adivinhando pensamentos e trâmites machistas since 1932!

Anderson disse...

Eu nem tinha visto essa materia, mas a descrição é de doer.

Desrepeitaram a jovem, seus esforços, sua luta, desreipeitaram os outros adolescentes no evento, desreipeitaram os leitores/telespectadores, a quem supostamente deveriam informar...

Ah, as vezes simplismente canda viu.

Patrick disse...

Mayara tem um rosto e um sorriso lindos e, o que é mais importante, demonstrou ter competência, capacidade de trabalho e persistência para chegar onde está, representando o Brasil e a Unicef.

lola aronovich disse...

Asnalfa, só porque vc é gay isso não te dá um "free pass" pra ser machista. Vixe!

Deborah disse...

Eu achei a moça linda. E não tô falando da bunda, aliás, essa fixação por "partes" é um porre. A pornografia nos vende em pedaços e ensina aos homens que não é preciso conhecer a fundo, só se for a fundo do cu. E espelhar pros amiguinhos o quanto ele é foda...oh céus

Sério, a coisa mais fácil do mundo é conseguir pica, não sei por que os caras se vangloriam tanto.

Muitos tem pinto torto, manchas na pele, estrias, verrugas...e ficam julgando as bundas alheias por não se enquadrarem.

Se eles fossem tão cobrados quanto nós, a vigorexia estaria em alta.

Deborah disse...

Quer apostar quanto que já existe comunidade do Orkut pra bunda dela?

Parabéns a moça por ser escolhida para representar o país.

E ela tem que usar o vestido que quiser (deve ter gente falando que o vestido dela foi provocante).

Anderson disse...

Isso é verdade Patrick, e por isso mesmo que o tom desprezivel das materias que tem sido feitas, revoltam tanto.

O importante (como foi dito por uma das comentaristas da Srta Bia)é que a Mayara é uma jovem de coragem, e de ideais que tem uma otima consciencia sobre seus diretos.

Bruno Stern disse...

Além de todo o machismo percebido, fica engraçado ver a grande mídia "séria" tratando tema como se fosse um grande acontecimento.

Anderson disse...

Eu não sei se "engraçado" é o melhor termo Bruno.

Acho que "patetico" é muito mais adequado.

Serge Renine disse...

Querida Aronovich:

Enquanto para a mulher ser tocada é um fator muito mais importante que ver, no homem, ao contrário, o contato visual é fundamental, ou seja, é automático. Nào há maldade, nem machismo nisso, só admiração.

Deborah disse...

Serge: Argumento biológico não cola.


"É provável que as mulheres possam ser treinadas com facilidade para ver os homens em primeiro lugar como objetos sexuais. Se as meninas nunca passassem pela violência sexual, se a única abertura que uma menina tivesse para a sexualidade masculina fosse uma série de imagens baratas, bem iluminadas e fáceis de se encontrar de rapazes pouco mais velhos do que ela, no final da adolescência, dando um sorriso encorajador e exibindo simpáticos pênis eretos da cor das rosas ou de moca, ela bem poderia olhar essas imagens, masturbar-se com elas e, quando adulta, "precisar" da pornografia da beleza baseada nos corpos de homens. E se um desses pênis iniciadores fosse apresentado para a menina como tendo uma ereção pneumática, sem inclinação nem para a direita nem para a esquerda, como tendo o gosto de canela ou de frutinhas do mato, sem a presença de pêlos ocasionais e com uma disponibilidade constante; se eles fossem apresentados tendo ao lado suas medidas de comprimento e circunferência em centímetros; se eles parecessem estar à disposição dela sem nenhuma personalidade problemática vinculada a eles; se o prazer dela parecesse ser a única razão para eles existirem; nesse caso, um rapaz de verdade provavelmente se aproximaria da cama de uma jovem com, no mínimo, muito medo de fracassar. "

Naomi Wolf - O Mito da Beleza

Dai disse...

Parabéns ao post da Srta. Bia, perfeito, perfeito. Realmente, ela conseguiu desfazer o nó em minha garganta.

Eu acho TORPE o quadro todo.

1) Nota zero para o fotógrafo que enquadrou, captou e difundiu o "flagra" - digno de revista de fofoca de 5a - como se fosse fato relevante, recortando do cenário o que realmente era de interesse público.

2)Nota zero para a imprensa nacional e internacional, pelo machismo com que trataram e diminuiram a moça, ocultando o seu rosto e a sua causa e reduzindo-a a uma parte de si mesma, no velho clichê de visibilizar o Brasil como terra do samba-carnaval- futebol, e, claro, da bunda - objeto de fetiche de 10 entre 10 turistas sexuais do mundo.

3) Nota negativa para toda a euforia exultante de nossa sociedade machista, que se apressou em julgar os atributos físicos da menina, titular e qualificar sua aparência como se ela estivesse num concurso de beleza, evocar todos os clichês machistas, racistas e de classe ao chamá-la de "Raimunda", falar mal de seu cabelo, seu jeito, sua cor, sua vestimenta, opinar e escrutinar sobre um pedaço de seu corpo como se representasse sua integridade - já que ela é mostrada como um fragmento estritamente sexualizado de uma mulher.

É triste ler o que as pessoas andam comentando por aí, no melhor estilo Casa Grande & Senzala, sobre o corpo de uma jovem brasileira negra 'flagrada' de forma equivocada num encontro entre líderes cujo propósito seria justamente discutir soluções para dar fim às desigualdades de gênero, classe, raça e etnia entre as populações dos países.

Infelizmente para este tipo de imprensa sensacionalista há um público sedento que a alimenta.

Argh! Nojo, nojo mesmo. Nem tenho palavras para descrever.

Mel disse...

verdadeiro desastre.... :((

Jack disse...

Acho que o tal Serge não entendeu bem a crítica a respeito. Ninguém está analisando o fato de um presidente ter olhado para a bunda de uma moça como machismo; aliás, no evento todo, várias bundas devem ter sido olhadas, tanto por homens como por mulheres. A questão é que a tal moça só ganhou "destaque" na mídia por esse fato. Ninguém se lembrou de comentar o que ela foi fazer lá, como conseguiu ser selecionada etc. Para mim, essa é a questão principal.

Ana E. disse...

é uma bela bunda, fato. e nem julgo ou deixo de julgar alguém, seja do sexo masculino ou feminino, olhar de forma discreta (não precisa dar aquela virada pra trás e sugar os dentinhos...).

mas, o mídia reforçar isso? isto pra mim que é ultrajante!

é muito reforço ao negativo, é muito amolador de faca...! e tudo com aquela aura de engraçadinhos... como vc disse num post antigo, não sei do que esses homens riem tanto, deve ser muito bom mesmo estar no topo da cadeia alimentar.

:/

Bárbara - Αφροδίτη disse...

Sem comentários!

Ridiculo! '¬¬

Revoltante!

Ainda bem que não tenho bunda! UHAUUHAHUAHUAUUAHUHA... ter eu tenho, mas não dentro do padrão das brasileiras, ou seja, não estou no foco da atenção.

Beijo, beijo, Lola.

Defensora dos frascos e comprimidos! :D

Ollie disse...

Bonitos são o Obama e o Sarkosy... O resto é conversa fiada.

Bárbara Araújo Machado. disse...

Oi, Lola! Fiquei toda contente com seus comentários no meu blog, porque acompanho sempre aqui e acho muito muito bacana mesmo, apesar de acabar nunca comentando, hehe. Foi minha professora de Mídia e Gênero da UFF e me recomendou seu blog aliás. Você é famosa! ;)

Mari Biddle disse...

Lola,

fiz o pudim de café para o aniversário do meu filho. Foi um sucesso. Não que eu leve em consideração a opinião da gringaiada mortadefomecombaixoestimaporcausadacrise kkkkkk! Mas, te contá, é uma delícia de pudim e já traduzi a receita para o inglês pois tem gente por aqui que amou, adorou e vai incluir no cardápio de delícias.


Brigada aí para a Mamacita!

Sobre a Mayara - força aí amiga, o negócio ta feio para o nosso lado faz tempo mas parece que agora a coisa degrigolou de vez! Imprensa patética....

Oliveira disse...

Não são todas as mulheres nào estão no mundo só como enfeites Lola.

Só as bonitas. Voce pode ficar sossegada.

Anônimo disse...

Olhar é um ato natural entretanto, pessoas que tem cargos representativos como um chefe de estado,por exemplo, em eventos públicos, pelo menos, precisam conduzir a sua linguagem corporal para a distinção. Não sei se esses senhores cometeram tal deselegância porque fotografias não nos dão a fidelidade tridimensional e jogam com ângulos que podem enganar mas ...que pegou mal isso pegou. Parece cena daqueles filmes tipo chanchada.
Vale lembrar a letra da música "Pagu" de Rita Lee e Zélia Duncan:"Porque nem!Toda feiticeira é corcunda Nem!Toda brasileira é bunda" eheheheheh blá...Fatima

Ollie disse...

Acho graça esse pessoal falando que a Mayara é feia. Não é!
Produzida e maquiada ela ficaria belíssima, o cabelo dela é simplesmente divino: forte, cacheado, tem uma cor rica, cor de ouro velho. Sem mencionar as curvas, né?
Oh, sim, não é nenhuma beleza 'pasteurizada', dessas típicas que a gente vê em filmes de hollywood e comerciais de TV, a beleza dela é mais 'agreste', com pitadas de cravo e canela, Mayara, nossa Gabi-Gabriela, porém, nossa, não podemos negar: Ela é, sim, muito bela. (Vixe, quase virou poesia isso :D )

PS: E o Obama olhou SIM! E o Sarkosy "comeu-a" com os olhos (apesar de ser casado com a bela Carla Bruni).
Qual o problema de ser admirada pela sua beleza? Nenhum...
Quem reclama ou nota 'pouca beleza' em Mayara, demonstra recalque.

Chantal disse...

Oi Lola, tudo bem? Leio teu blog já faz um tempinho e gosto muito.

Achei essa história lamentável. Só ajuda a sacramentar essa imagem de brasileira=objeto sexual que nós, que vivemos fora do país, carregamos nas costas.

Aqui num jornal alemão tava escrito bem grande, com uma foto bem grande também: "Das ist POlitik!". O que significa: isto é política. Mas Po em alemão significa bunda. Enfim, um trocadilho infeliz.

Me aborrece demais ver a imagem da mulher assim.

bjos e parabéns pelo blog!

Ligeirinho disse...

Vcs não levam isso sério demais gente? Foi só uma foto, com um olhar acidental ou não do Obama.. E realmente, ela tem um bumbum muito bonito....

Masegui disse...

Eu não ia fazer nenhum comentário, mas não posso deixar de dizer que esse João Neto Santiago Oliveira é um imbecil.

Giovanni Gouveia disse...

Depois de mais de 100 anos de luta pela emancipação das mulheres, depois de quase 50 anos da revolução sexual, e o que a mídia escrota faz?
"A única qualidade" de uma adolescente, que foi escolhida entre milhares, pelos méritos de seu trabalho, é a bunda...
E, veja bem, a menina está de vestido longo, portanto em nada apelativo, ao contrário do que falaria algum machista dizendo que "ela provocou"... será que ela deveria usar uma burka?
Na pele dela eu entraria com um mega processo contra esses canalhas da mídia

Anderson disse...

Giovanni.

Se ela entra-se com um processo, a midia ia mudar o tom e dizer que ela é uma mal agradecida, uma mal amada, que eles só a estavam elogiando,etc.

Alias por alguns comentarios aqui ,tem gente que acha que a jovem deveria é ter ficado feliz com o destaque e quem reclama esta com inveja.

E se isso aparece aqui, imagine nas redações que "noticiaram" a coisa toda.

Giovanni Gouveia disse...

Aí seria outro processo, Anderson, até esses calhordas calarem a boca.

Dai disse...

Ao ler alguns comentários, fiquei pensando...

Vocês já imaginaram o que aconteceria se CADA mulher que NUNCA foi alvo de um olhar inoportuno de um homem em alguma situação pública desaparecesse da face da terra?

Absolutamente nada.

A população humana continuaria exatamente a mesma.
Nem uma mulher a menos.

Se todas nós temos pelo menos uma história de horror para contar, imaginem quantas, então, sobre o incômodo de ser olhada como se nosso corpo não nos pertecesse. Como se estivessemos expostas num mostruário, prontas a ter nosso "material" avaliado, simplesmente por pisar numa calçada ou subir uma escada.

Não acredito que "inveja" deva ser mote deste debate. E menos ainda o (relativíssimo) conceito de beleza.

Creio que devemos ser solidárias(os) com a Mayara.

Iara disse...

Acho que alguns aqui não entenderam que o tema do post não é a "olhada", mas a repercussão na mídia. Não acredito que um homem, porque olhou para um corpo bonito, está automaticamente reduzindo a mulher a um corpo. A meninas é bonita, os caras olharam. cadê a notícia? O problema é a mídia noticiar isso como orgulho, quando orgulho, de fato, não é a bunda da Mayara. É o que ela estava fazendo lá. Fosse, bundunda, peituda, magrinha, obesa...

Vitor Ferreira disse...

Eu achei ela tão bonita. Mas isso não vem ao caso. Realmente uma pena transformarem a presença da moça em algo tão fútil, já que ela claramente é uma pessoa de conteúdo. Eu magino como seriam as manchetes se o objetivo dela fosse mesmo mostrar a bunda... Transformam toda presença feminina em concurso de beleza mesmo - que eu adoro, mas cada um no seu quadrado. Ela não se candidatou a concurso de bundas...

Raiza disse...

Eu já tinha ouvido falar nisso.O que dizer né?Você já disse tudo que eu penso Lola.E olhando mais atentamente pra foto não me pareceu que nenhum dos dois estivesse olhando pra bunda dela.A impressão que me deu é que eles estavam fazendo alguma piadinha entre eles,por isso o olhar sacana.Repara que o Sarkozy nem tá olhando diretamente pra bunda dela,tá olhando reto.E o Obama,a impressão que eu tive é que ele tava abaixando pra pegar alguma coisa.
A impressão que eu tenho é que tiraram a foto e quando viram a bunda da garota pensaram:
"Como eu posso tornar isso sensacionalista?"

olhodopombo disse...

Lola,
ela é bonitinha e a bunda dela tambem,
alias ela soube ressalta-la no seu vestido rosa shoking.....

Chris, mãe da Cecília disse...

Eu assisti a um dos zilhões de vídeos na web e, a meu ver o Obama estava olhando para os degraus, ajudando a mulher atrás dele a descê-los. O Sarkozy, não sei...

Enfim, independente do que tenha acontecido, acho um absurdo o destaque e as proporções que isto tomou, por causa de uma BUNDA. Ninguém, em momento algum, deu destaque à Mayara, ao que ela conseguiu e ao que ela representava.

:s