quinta-feira, 25 de junho de 2009

ONDE VOCÊ ESTAVA QUANDO MICHAEL JACKSON MORREU?

(1958-2009)
Eu havia acabado de chegar no apê de um casal pra quem dou aula de inglês e eles não falaram nem "Hello". Disseram direto, e em coro: "Michael Jackson died!". Todos ficamos perplexos, e tristes. Por mais esquizzo (ou excêntrico, como se diz quando a pessoa é milionária) que ele fosse, fez parte da minha geração. Aliás, não só da minha. Ele continuava sendo um dos astros mais famosos do planeta, apesar de estar longe do seu auge há uns bons 25 anos.
A primeira vez que ouvi falar nele, creio, foi com Ben, que era a música-t
ema pra um filme de terror de quinta categoria, Ben, O Rato Assassino. Acho que eu era pequena demais pra acompanhar o Michael menino dos Jackson 5. Aí, quando me dei conta, ele já era adulto e eu, adolescente. Thriller tomou o mundo de surpresa (clipe de 13 minutos aqui). Eu lembro bem porque uns amigos que tinham uma câmera de vídeo imitaram a coreografia e parte da maquiagem dos mortos-vivos do clipe. Eu era a convidada de honra, e o vídeo acabou se chamando "Lola, A Estranha" (em homenagem a Carrie). No final ou eu tinha que fazer cara de Jack Nicholson em O Iluminado (o que é difícil), ou era atacada pelos zumbis ao som de thriller, não me recordo direito. Ainda bem que naquela época não existia YouTube.
Acho que nunca comprei um disco do Michael, e na década de 90, saída da adolescência, eu simplesmente parei de escutar rádio. Então nem sei o que o pop star compôs ou cantou nesses anos todos. Acompanhei os escândalos, no entanto. As fotos mostrando o antes e os vários depois da sua metamorfose (porque, quando eu era jovem, o Michael era um homem bonito!), as dezenas de reconstrução de nariz, ele ficando cada vez mais branco, um freak show. Ele sendo pai de um bebê com uma enfermeira meio de aluguel, depois as acusações de abuso sexual de garotos, e os acordos para esconder isso. Rumores de que ele estaria falido. Dava até pena, sinceramente, porque a vida dele era tão pública. Ele era o exemplo clássico de que dinheiro não traz felicidade.
Mas toda vez que eu, sem querer, pegava um pedacinho dele nas telas cantando e dançando, eu pensava: o cara é bom. Ele sabe o que faz (e ninguém fazia o Moon Walk como ele!). E aí ontem mesmo eu toquei no nome dele. O Michael nunca foi assunto frequente neste blog, mas, por coincidência, ontem eu o defendi. Espero não ter sido pé frio.
Só sei que ao deixar a aula de inglês passei numa lanchonete para comprar umas esfihas e o assunto "Você v
iu que o Michael Jackson morreu?" nos unia a todos, como se fossemos uma só espécie, a humana. Não vejo esse tipo de conexão desde as Torres Gêmeas.
Se ele já não era um mito antes, agora é que virou mito de vez, pra sempre, tipo E
lvis Presley. Michael Jackson vive.

58 comentários:

Luiz disse...

Primeiro!!!
Estava no curso preparatório, vendo uma aula chata de ciência política e uma doida gritou: Michael morreu!!!

Cereja disse...

Tambem pensei no Elvis depois de ver a noticia, acho que o MJ vai acabar em um nivel parecido de fama postmortem.

Ah sim, eu i a noticia em casa, chegando do supermercado vi a noticia de que ele estaria em coma mas a TMZ ja' estava dando a confirmacao da morte... nao caiu muito a ficha ainda, foi bem inesperado mesmo. Pra falar a verdade eu nem lembrava que ele ja' tinha 50 anos!

Mari Biddle disse...

Eu estava em minha casa arrumando as coisas para a festinha de 1 ano do meu filho que vai ser neste domingo. Estava ouvindo a FM brazuca pelo site quando foi dada a noticia da morte do MJ.

Juliana Bittencourt disse...

estava trabalhando, assim como quando soube das torres gêmeas em 2001. Ainda não caiu a ficha. Adoro as músicas anos 80 dele, babo vendo ele dançar, mas nunca fui mto fã, sempre tive mais pena também.
O que mais me marcou dele, no entanto, foi "Black or White" que estava todo dia em primeiro lugar num programa da MTV (Top 10 Brasil, ou algo assim?) na época que a MTV ainda passava na TV aberta e era boa. Eu via todo dia.

Má disse...

Eu tinha acabado de chegar do supermercado de compras de verduras da semana com o namorado!
Vimos no site da Folha, porque não temos tv em casa.
Não sei porque, mas liguei p casa dos meus pais em São Paulo p falar com eles.
Temos esse hábito de ter essa vontade de nos falar sobre essas coisas, tolas ou não que acontece no mundo que vivenciamos, p saber o que vice-versa pensou e tal.
Me lembrou tb quando do 11 de setembro, quando morava em Santos e meu avô vivo na época tb ligou em casa p gente ligar a tv e tal...

Beijos Lolaa!!

Experiência Diluída disse...

Ahh Lola, eu estava em casa, quando meu irmão no computador me falou, Ila, Michael Jackson morreu...Fiquei pasma...Eu nunxa fui fã do cara, mas ele marcou uma geração. E é horrivel quando um exemplo tão marcante, um cara com tantos conflitos e uma carreira musical turbinada, apaga assim de uma hora para outra....Logo ele, que tinha tantos cuidados com a saúde..Não é?
Um beijão querida!

Michelle Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michelle Lima disse...

PASMEM: eu estava no clube - aqui nos Estados Unidos a gente chama de piscina (Edina Pool, Minnesota) - e foi anunciado no alto falante!!! "Lamentamos informar que Michael Jackson morreu, nesta tarde, em Los Angeles". Pessoas gritando e chorando. Correria. Não pensei no Elvis, nem na Xuxa. Nem sofri.
Peguei o carro e fui embora, já que ali nem dava pra mudar de canal.

Que Deus o tenha.

lola aronovich disse...

Puxa, acho que meu texto nem reflete direito como estou me sentindo. Fiquei muito triste mesmo. Voltei pra casa quase em transe. E a primeira coisa que o maridão e eu falamos quando eu saí do carro foi "Você viu?!". Quando um ídolo pop morre, a gente lembra da nossa infância e juventude. Percebe que estamos beeeeem longe dessa fase. E que, talvez, o nosso dia esteja próximo também. (quer dizer, espero que não. Eu sempre fico chateada quando alguém morre antes dos 70 anos. Menos quando é algum político podre). Mas o Michael, sei lá. Eu tampouco era fã, e acho o fim que ele tenha sido tão problemático a ponto de molestar meninos (sim, eu acredito nas acusações dos meninos). Só que ao mesmo tempo era difícil ver um cara tão frágil como predador. Imagino que até o pessoal que odiava o Michael tenha ficado um tiquinho triste hoje.

hericky disse...

e eu aqui resistindo à vontade de dizer "se ateh ele foi, amanhã seremos nós"...

Madrecita disse...

estava em casa em frente ao pc e acabei de escrever um post dizendo o quanto ele foi tarde para o bem dele mesmo!

Mica disse...

A primeira coisa que pensei quando soube da morte dele foi 'e os filhos? Qual a idade deles? Com quem ficarão?'
É meio estranho pensar no Michael morto. É como um amigo disse, ele era o tipo de pessoa que você achava que estaria sempre ali, você ficaria velhinha e mesmo assiim ele estaria ali na sua esquisitice. Um mundo sem o Michael Jackson parece tão diferente (embora em tese seja absolutamente igual).

Nossa, o twitter ficou durante um bom tempo com o Michael Jackson em TODOS os trending topics. Isso não é comum. Eu nunca tinha visto algo como isso acontecer antes.

Aline P. disse...

Estava saindo do banho quando meu marido deu a notícia. Fiquei um pouco atônita, mas como nunca fui fã dele (apesar de adorar as músicas mais antigas) não passou disso.

Sei lá, ele era tão distante de minha realidade e sua pessoa, ultimamente, não me dizia nada. Para falar a verdade não fiquei triste não.

O interessante é que Farrah Fawcett também morreu, mas por não ser tão famosa ou ter milhares de fãs como o Michael, apenas mereceu uma nota nos jornais.

E, com certeza, já vejo fãs iniciando o movimento "Michael não morreu". Afinal, o que teve de informação desencontrada sobre o caso...

Vickye disse...

Excelente, Lola!! Textinho bem bacana tb que o BJ fez lá no Pentelhos:

http://clubedospentelhos.blogspot.com/2009/06/back-to-neverland.html

Beijão!

aiaiai disse...

Eu estava preparando o jantar com meu filho de 11 anos, ele ouviu algo na tv sobre o michael jackson e me perguntou: mãe, é verdade que ele não pode tomar sol?
Eu respondi: não sei. alias não sei nada sobre o michael jackson, tudo que falam dele parece mentira. Só me lembro como eu gostava dele quando era criança e ele também.
Minutos depois eu vi que o que estavam falando dele na tv é que ele tinha morrido. A primeira coisa que pensei foi: puxa, parece que ele já tinha morrido há muito tempo...e depois: nossa! onde foi que eu li sobre ele hoje? Foi aqui, né? no post sobre o filme
é isso.
Sei lá se me sinto triste, eu já era triste com a tristeza daquele menino desde tanto tempo ...

Anderson disse...

Eu estava em casa, preparando o jantar quando liguei a tv apenas por habito e vi a noticia da internação e falta de certeza sobre a morte.

Eu fui fã de Michael quando criança, sua musica, sua dança eram algo que até hoje não tem paralelo. Ele teve uma vida conturbada e não se pode amenizar as denuncias de pedofilia, mas como isso aparentemente só aconteceu quando sua fase aurea ja tinha passado, então consigo separar uma imagem da outra.

Ele ja não era o artista que admirei e não esquecer da figura quase patetica que se tornou, mas não tb não começar com aquela mania besta que temos de fazer paidas com recem-falecidos.

Patricia Scarpin disse...

Lola, eu soube ontem à noite - zapeando, vi a manchete no E! e fiquei chocada... Parece que só fui me dar conta hoje de manhã, vindo pro trabalho, ao ouvir músicas dele em tudo quanto era FM.

Giovanni Gouveia disse...

Vixe eu tava trabalhando pra caramba ontem a tarde, nem dei conta, sai do trabalho, peguei meu filho e fui pra casa, e a ordem ontem era full time com o pequeno, hoje pela manhã que vi as manchetes com a notícia.
Amava a música de Michael nos tempos do Jackson Five, depois ficou muito chato, e a excentricidade dele piorou foi tudo.
Mas não deixa de chocar ver um cara 10 anos mais velho que eu, da mesma idade, ou mais novo, que alguns primos e primas, "ir pro beleléu"...


P.S> Anderson, alguém perguntou na rua se ele tinha morrido mesmo ou se era uma promoção pra relançar Thriller... :/

Anderson disse...

Putz Giovanni.

Mas era uma duvida "seria" de descrença ou tiração de sarro mesmo?

Gustavo Ca disse...

Eu estava em casa explorando o Twitter. No meu primeiro dia de Twitter, descubro através dele que Michael Jackson morreu. Duvidei de início, é claro.. mas foi um "confirma-não-confirma" que acabou confirmando.

Talvez ele vire um tipo de Elvis..

Bárbara - Αφροδίτη disse...

Eu estava em casa!

Sei lá, eu não me importei muito, só não gostei das brincadeiras sem graça que minhas amigas fizeram, afinal, ele tem filhos, familia, e etc... apenas respeito a morte dele.

E a unica coisa que tenho a dizer é que: Eu quero um bebê tigre. *-* Nhonn, tão fofinho. *___*
Me apaixonei. [Pela foto]

Beijo, beijo, Lola!

Anderson disse...

Por aqui, no meu trabalho ja começaram as lendas.

Uma mulher disse que Michael Jackson morreu por causa do cancer que ele ganhou quando "trocou" de pele. perguntei se ela se referia a transpantes, mas ela disse que ele trocou mesmo.

Outro cara me falou que ele foi morto pelos medicos...não soube explicar pq , mas tem certeza que foi.

Outra acha que ele foi morto pela esposa ou a mando da familia...

Logo, vai começar a campanha Michael não morreu

asnalfa disse...

Lola do ceu... a quantidade de gente que joga Michael Jackson e que vem parar aqui no seu blog nao vai ser brincadeira....
Respondendo a pergunta do titulo do post: eu estava vendo seu blog.

asnalfa disse...

Lola... como vc pode acreditar nessa acusação mentirosa de que o michael era pedofilo?? Pelo amor de god ne..
o cara era assexuado.. os filhos dele nasceram de inseminação artificial.. eu nao consigo imaginar ele transando... A familia do garoto so queria dinheiro dele...

Masegui disse...

Nunca fui fã dele, mas reconheço que ele era talentoso como nunca e tinha muitas músicas boas.

Sempre o achei um idiota, principalmente por essa mania de se tornar branco, ele era muito mais bonito quando negro.

Passei a admira-lo um pouco depois que ele comprou os direitos das músicas de Lennon & McCartney.

Quando ví a notícia de sua morte senti o mesmo que senti a vida toda por ele: pena.

Giovanni Gouveia disse...

Eita Mário Sérgio, pra mim foi justamento o contrário, passei a ter raiva dele depois que ele comprou os tais direitos "autorais", que deixou o velho Macca sem querer cantar as próprias músicas pra não pagar os tais royalties...

Cris disse...

Lola, eu estava trabalhando, qdo caí na página do msn e apareceu um alerta, dizendo que ele teve uma ataque cardíaco.
Trablho foi pro espaço.
Comecei a procurar notícias e só parei qdo confirmaram a morte dele.
Dois choques. O primeiro, pq eu não sabia que ele tinha 50 anos.
A prova de que os ídolos não envelhecem.
Dois, ele morrer antes dos shows, os quais eu apostava que renderiam notas como "Michael Jackson volta e está melhor do que no início da carreira".
Qdo ele estourou com Thriller, tinha cerca de nove ou dez anos.
E meu primeiro beijo - de selinho - foi ouvindo essa música.
Fiquei mal. Dia triste.

Que fique em paz e que seus filhos fiquem bem.

Dai disse...

Eu estava no ônibus, viajando, cheguei em casa à meia noite e foi a primeira coisa que meu namorado me falou: 'Dai, tou chocado, o MIchael Jackson morreu de para cardíaca'. E eu demorei uns 15 minutos para acreditar (aceitar) que era verdade. Deu uma pena insana dele, sabe. Ele foi vítima dele mesmo, da auto-rejeição que viveu em vários níveis de sua persona. Meus sentimentos são contraditórios, também. Por que lógico que eu lamentava pelo Michael da minha infância, o que me fazia imitar o moon walk e cantar 'we are the world'. Eu acho que ele fez muito pela discussão sobre o racismo, pela história do pop e do video clipe e pagou tudo isto com a própria vida, encerrada precocemente. Há uns dias eu vi uma foto dele com os filhos (todos muito loiros e nada parecidos com o pai, quer dizer com o michael real, já que código genético não se embranquece) caminhando nas ruas e pensei: Como será a cabeça dessas crianças? Agora eu me pergunto sobre o futuro deles. Quem vai cuidá-los e como sobreviveram sem o pai? Coração partido, né, não dá para não ficar...

Dai disse...

eita, errinhos de digitação, para variar

*parada cardíaca.
*sobreviverão. ainda esqueci vírgulas, mas, aí, só postando outra vez.

beijos, Lola.

lola aronovich disse...

Tive a mesma reação de pessoas como a Cris, que ficaram chocadas ao ouvirem que Michael Jackson tinha 50 anos. Pra mim, ele tinha a minha idade (42 anos), talvez uns 45, no máximo.
Então, Mario, eu, como beatlemaníaca que sou, não gostei nadinha que o Michael comprou os direitos autorais das músicas dos Beatles. Inclusive, o Paul nunca o perdoou por isso.
Agora, sobre isso d'ele ter sido um péssimo exemplo pros negros, concordo totalmente. Ainda que ele tenha tido (como é o nome disso, a doença de esbranquear a pele? Vitíligio? Whatever), o que duvido, afinar o nariz 50 vezes, alisar o cabelo etc, só comprovavam que ele realmente não tinha orgulho nenhum em ser negro. E isso, pra mim, não é nada perdoável. Num mundo racista, os ídolos negros, que ainda por cima são ídolos pra pessoas de todas as raças e cores (um dos maiores fã clubes do Michael era no Japão), devem ter orgulho da sua identidade. E tem que dar o exemplo também. Porque a comunidade negra (e as de outras minorias tb) carecem de role models, de ídolos pra se espelhar, na mídia. Michael certamente não foi um modelo pra ninguém.
Asn, tb acho que Michael era um assexuado. Mas não tenho por que duvidar de meninos que disseram ter sido molestados por ele. Eu acredito nas vítimas. “Fulana de Tal só queria o dinheiro dele” foi tb o que disseram da moça que foi estuprada pelo Mike Tyson.

Masegui disse...

Giovanni, meu caro companheiro PDF,

Eu concordo contigo, se o velho Macca não gostou eu também não!
Me referi ao bom gosto!

Deborah disse...

Eu estava lavando louça quando soube, mas acredita que ontem quase fui atropelada?: http://aqueladeborah.wordpress.com/2009/06/26/whos-bad/

Fiquei chateada, falar dele me lembra a infância da minha irmã, de olhar pra ela pequenininha...

Má disse...

Oii LOla!
Meu pai disse a mesma coisa! "Putz, só 50 anos, a mesma idade que eu (idade do meu pai)!"
Meu pai viu Jackson Five no Brasil em 74, loucura..
Em casa não éramos graandes fãs dele, mas ele era MUITO talentoso mesmo.
E por alguma estranha razão, igual a muita gente, tínhamos uma imensa pena desta pessoa.
É curisoso mesmo, como vc disse, esses acontecimentos (Mundiais) que por estranha razão unem as pessoas...
De "astros" pops , de tanto sucesso, Michael Jackson parece ser um dos últimos grandes. Devido ao sucesso tão efêmero que é hj em dia, não sei se veremos outros se a coisa continuar assim né.
(sim, ainda temos o Paul vivinho!)

Abraços Lola!

Adriana Calábria disse...

Estava chegando em casa. A Fátima Bernardes ainda disse que era só um ataque cardiaco. Ai Pensei: Daqui a pouco anunciam a morte...
Dito e feito!

Roberta Sá de S. disse...

É, eu diria que agora ele dá início a nova sensação da mídia, que abandona, um pouco, a gripe suína, a Airbus. O que eu sinto é que com o falecimento de um astro, nos sentimos mais próximos da morte. Pois se ele, Michael Jackson, morreu, quem dirá nós, meros mortais, literalmente.

Ana disse...

eu estava no cafofo lavando a louça e ouvi no jornal nacional.
Fiquei triste não pelo mito, pelo cantor, mas pelo ser humano. Ele não parecia ser feliz. Ele me decepcionou quando quis "virar branco" Todas aquelas plásticas no nariz, o alisamento nos cabelos e a pele clara fizeram ele deixar de ser "o cara" a quem eu admirava na infância. Ele parecia sofrer muito. Espero que esteja feliz agora, seja lá onde for esse lugar.
Beijos,

Deborah disse...

Lola, coloquei um update no post:

Update: Do modo que escrevi parece que “tudo” durou uma semana, demorou mais de um mês pra que eu contasse pra minha mãe, “isso” acontecia umas duas vezes por semana. Ele morreu uma semana depois que eu contei.

Ou seja, meu "inferno" durou bem mais que uma semana, mas justo quando contei, ele morreu em seguida.

Meu pai ficou pasmo quando contei. Disse que se ele ainda estivesse vivo ele mesmo denunciaria e tal. Mas sei lá, pareceu muito tranquilo. Achei um pouco estranho, ele deve ter chorado um monte escondido depois.

Eu fiz terapia por um tempo o que me ajudou bastante a superar. Tive uma crise de pânico e outras sensações horríveis =/
Mas graças a minha força de vontade e ajuda de quem me ama, tô firme e forte :D

Camila Castro disse...

Primeiro, quero me desculpar por não ter lhe avisado que tinha te linkado, coisa que SEMPRE faço. Mas como vc é uma espécie de "celebridade" da blogosfera (quase TODO blog que leio tem você), imaginei que nem fosse se importar com um bloguinho mixuruca como eu. Ainda por cima que se atreve a classificar coisas (Deus, eu escrevo mais rápido do penso) tais como o que os outros escrevem. Será que alguém me dedou, ou foi o Google?

Você está sim na minha primeira categoria - é articulada, atual, inteligente e divertidíssima. Já é suficiente!

E segundo, à noite estava lendo seus posts sobre as buscas que o Google direciona pra vc, e ROLANDO de rir, quando vi na tv que o Rei tinha morrido. Não pude deixar depensar no post sobre perdoar as celebridades.

Enfim, estamos agora oficialmente acquainted!

Foi uma honra ter sua visita.

Pra terminar, o verdadeiro Michael Jackson morreu há uns 15 anos atrás... Eu o perdôo!!!

Alessandro R. C. disse...

Eu ainda estou chocado com tudo isso. Minha programação de atividades mudou para eu acompanhar as notícias dele.

Esqueçam o fato dele estar falido e (talvez) ter cometido o crime com crianças. Ele é mais que isso. Meus sentimentos vão para a perda dele. Os problemas dele não são nada comparados a ele e a suas músicas.

"Não vejo esse tipo de conexão desde as Torres Gêmeas." Essa frase mostra que é um dos acontecimentos mais marcantes da década.

Mei disse...

Eu passei o dia todo triste por causa da morte da Farrah Fawcett (eu assistia as Panteras quando era criancinha!!)e depois, quando meu maridon chegou em casa e foi checar um fórum, ele falou: "hmm? O Michael Jackson morreu?", eu: "Não seeeeei... Naaaah, O_O sério?". E fui confirmar no Yahoo news. Lola, passei uma hora meio sem acreditar, repetindo "omg, MJ morreu!! MJ morreu? Geeente...MJ morreu!!"
Eu não era uma grande fã, mas mesmo sem querer a gente acaba acompanhando a carreira do cara.
Já era mito antes de morrer....

Kaká disse...

Eu estava no avião, mas a primeira coisa que li no twitter foi que o MJ tinha morrido. Fiquei triste, e logo tratei de colocar Michael Jackson para tocar. Na época do Thriller eu era fã, escutei o LP até arranhar.

Princesa disse...

Eu tava no msn quando minha amiga me contou.Fiquei meio triste apesar de nunca ter ouvido uma música dele,Tenho pena dele,acho que ele não teve uma vida legal não,enfim,que descanse em paz.

Dai disse...

Oi, Lola, quando falei que ele fez muito pela discussão sobre o racismo não quis dizer que ele era exemplo de identidade negra a ser seguido (acho que vc não pensou isto, aliás, mas, just in case, queria ilustrar...).

Penso que a biografia dele - um pop star negro que à medida em enriquecia, embranquecia - é um exemplo do que a fama pode fazer com uma pessoa negra - cuja auto-estima é bombardeada desde o dia em que nasce até o último respiro - quando esta é desequilibrada e detentora de uma quantidade desmedida de dinheiro.

Também acho que o embranquecimento é um fator recorrente entre os negros que enriquecem ou passam ou tornam-se celebridades. Na verdade, são poucos e poucas os que oferecem resistência aos apelos de consumirem uma imagem mais próxima ao padrão caucasiano: implante de cabelo liso, tintura, cirurgias, etc. Ao exibir a beleza negra, a mídia trata de ou evidenciar o seu traço 'exótico' ou selecionar os fenótipos mais mestiços - haja vista as Halles, Beyoncés e Camilas Pitangas. Há muita resistência ainda a que se associe beleza à negritude sem realçá-la com pinceladas de embranquecimento (nem que seja com photoshop).

O Michael choca a gente pq ele levou isso ao limite, tornou-se grotesco ao transformar o próprio corpo num laboratório de embranquecimento. Não dá para achar que ele estava em plena função de suas faculdades para ter feito o que fez, mas dá imaginar que o racismo foi um ponto de partida para que ele achasse que ser branco era ser belo.

Ele pagou o preço de ser rechaçado por grande parte da comunidade negra - da qual lutou para se destacar, afinal. Mas, sobretudo agora, né, há os que não hesitam em dizer que ele foi uma de suas primeiras referências de visibilidade negra na mídia e na indústria pop.

Enfim, lástima que ele tenha se desfigurado. Mas se observamos isso como um sintoma do tempo e do lugar em que ele estava, penso que sua trajetória é um testemunho do que dos estragos devastadores do racismo.

Ju R. disse...

ele era tão bonitinho quando criança, com aquela vozinha doce.

eu estava em casa fazendo crochê.

Anônimo disse...

A história de vida e a personalidade de MJ me fascinam mais do que a sua música que, de fato, revolucionou a cena pop. Não vou entrar na discussão sobre os indícios de que MJ era pedófilo. Se ele cometeu os atos de que foi acusado, não há defesa. Mas o que me surpreende é o fato de algumas pessoas colocarem MJ no papel de vilão - por ter branqueado a sua pele e afinado o seu nariz -, por não "defender" a sua etnia. Chamem-no de fraco, mas não culpem por isso. O dinheiro e a fama não compram estrutura psicológica. Como disse Denise Arcoverde, "num mundo em que alguém se mutila pra pertencer a uma etnia que é privilegiada, desculpem, mas o problema está neste mundo, não na pessoa".
Rosangela Cavalcanti

Anônimo disse...

Bom, eu estava em casa.

Não me considero exatamente fã, mas q ele marcou a minha infância na fase boa dele, marcou...
A ficha tá caindo pra mim só agora... realmente é como um sinal de q a década de 80, minha infância, tá cada vez mais longe.
Sobre esse negócio de pedofilia, sinceramente não sei... ele me parece muito mais um adulto que se acha criança do q um pedófilo, mas enfim...

E sobre essa coisa de "negar a raça", o buraco é muito mais embaixo. Lembro das entrevistas q ele deu sobre o relacionamento com o pai dele. Se metade do q ele falou sobre o pai for verdade, não me admira em nada tudo isso que aconteceu com a vida pessoal dele.

Milena disse...

Eu estava dormindo, quando de repente, minha mãe me acorda dizendo que o Michael tinha passado mal e estava no hospital. Eu pulei da cama na hora e liguei o laptop para acompanhar o caso pela net. Aí, testemunhei aquele caos na internet que todo mundo já sabe. Quando a TMZ anunciou que ele tinha morrido, eu não acreditei, afinal, esse site nunca foi a maior fonte de credibilidade. Mas, quando o L.A Times e a CNN confirmaram, fiquei chocada. O Michael era uma daquelas figuras tão maiores que a vida que a gente acabava imaginando que ele iria ficar por aqui para sempre. A morte de uma pessoa como essa, ainda mais nessas circunstâncias é uma pancada e tanto na nossa noção de mortalidade. Para mim, ainda não caiu a ficha. Você vê as imagens dele e ele está tão vivo na nossa memória. É muito estranho. E olha que eu nem era grande fã.
Agora, o que está me irritando é a hipocrisia da mídia. Cara, tô vendo canais e pessoas que ajudaram a destruir a vida e carreira do Michael dizerem que ele era maravilhoso e que sentem muito. Tipo, onde é que estava esse pessoal todo na hora do aperto?

Mica disse...

Não acho que o Michael fosse particularmente preconceituoso, muito pelo contrário. O problema é que ele tinha uma auto estima baixíssima e, como ele mesmo disse, não conseguia sequer se olhar no espelho. Ser negro era um trauma devido ao que ouviu quando novo, mas era um trauma para ele e não dele para os outros negros. Pelo menos era assim que eu o via.

A minha grande duvida é como ele conseguiu embranquecer? Juro que até hoje não entendi como isso foi possível.
E como os filhos foram nascer brancos? Até louros? Afinal, ele era negro!
Está correndo por aí que a mãe agora diz que ele não era o pai biológico (o que no fundo não muda nada para as crianças que foram aceitas como filhos), mas eles tinham traços do Michael, o que me deixa encafifada.

O guri que foi o primeiro a denunciar o assédio sexual (e que fez o acordo) já veio à mídia e desmentiu tudo, não? Eu li...ele dizia que foi tudo armação do pai pq precisavam de dinheiro e que ele se arrepende de ter esperado Michael morrer para desmentir algo que arruinou sua vida e sua imagem.
Se é verdade não sei, mas eu sempre achei meio difícil que o MJ molestasse crianças. Ele era obcecado demais com a própria infância para fazer algum mal a outras crianças, sei lá.

Oh,Carol disse...

Eu estava num Festival de Cinema.Achei que fosse brincadeira.Semana passada chegou o boato de que o Sílvio Santos tinha morrido,daí nem acreditei muito.E ainda fiz uma piadinha sem graça:o Michael?Morreu?Nãaao,no máximo fez mais uma plástica e foi dançar Thriller:x me seti péssima e dediquei um post a ele: www.oohhcarol.blogspot.com

Letícia disse...

Já estava passando caminho da indias quando entrei na net e vi pra mim foi um "bak" contei pra meu pai e ele nem acreditou.Eu fikei muito mal e desde ai sou fã numero 1 dele mais como tenho apenas 12 quase 13 nem vi muitos shows dele queria muito que desse certo dele ter cantando e feito sucesso MAIS NU QUE NUNCA SÓ SEI CHORAS POR ELE...

TE AMO MICHAEL JAKSON( queria muito que vc nao tivesse morrido)

Anônimo disse...

Já estava passando "Caminho Da Indias" quando entrei na net e vi pra mim foi um "bak" contei pra meu pai e ele nem acreditou a minha mae fikou meia no acredita nao acredita.Eu fikei muito mal e desde ai sou fã numero 1 dele mais como tenho apenas 12 quase 13 nem vi muitos shows dele queria muito que desse certo dele ter cantando e feito sucesso MAIS QUE NUNCA SÓ SEI CHORAR POR ELE...

TE AMO MICHAEL JACKSON( queria muito que vc nao tivesse morrido)

Eternamente Michael Jackson disse...

Eu estava com meu namorado comemorando um ano de namoro...fiquei mt triste, eu amo o Michael Jackson!!!

Juliana Alves disse...

eu estava mechendo no pc , quando a minha mae disse . " Ju Michael Jackson morreu" quase tive um ataque dos nervos. Sou muito emotiva, e sempre gostei das musicas dele. Tah certo que eu só tenho 16 anos e não peguei o auge da carreira dele. Só que mesmo assim eu sabia do valor dele, e sempre fui gamada nos show. E por incrivel que pareça ñ achava ele feio. Todo mundo achava mas eu nao, achava ele até bonitinho. E o que mais me doeu também foi o fato dele ter sido tao prejudicado pela midia sensacionalista. O cara foi processado de todas as formas do mundo. E todas as bondades do cara, foram dadas como segundas intenções. Fiquei muito chateada e fiquei com pena dele. Porque pelo que me pareceu, nem com toda fama e com todo dinheiro. Eu sinceramente acho que ele nunca soube o que era ter felicidade. É realmente uma pena. Mais ele estará vivo nos corações de todos os fãs dele. Amoll ele sempre.

Alessandro R. C. disse...

Gostaria de deixar meus parabéns pelo comentário de Juliana Alves.

jaqueline disse...

eu estava colocasndo musicas no celular quando olhei a tv e la estava escrito michael jackson morto eu simplesmente fiquei de boca aberta desliguei o computador e fiquei assisrido sem poder acreditar ate a 1 hora da manha depois que acordei as 6 liguei a tv pra ver se nao estava sonhado ele fara muita falta quem sabe todos nos agora vamos nos olhar no espelho e mudar o mundo

Anônimo disse...

Na hora da morte eu tava no maior amor com minha gata, que ia viajar. fiquei sabendo uma hora dps qnd um amigo meu recebeu a msg. Ainda tenho esperança como os fas do elvis.

André disse...

Tava assistindo Jornal Nacional....Lembro q o Willian confirmo a morte do Michael qdo ele ia xama o intervalo comercial

laiz disse...

michael vc vai vazer muitaaaaaaaaaaaaa falta.Nos teamomos muitoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
eu te amoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
♥♥♥♥♥