quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

CRÍTICA: VESTIDA PARA CASAR / Vestida para babar

Cheguei em casa após ver Vestida para Casar (27 Dresses) e me senti igualzinha ao protagonista de Amnésia: se eu não anotasse urgentemente o que vi, iria me esquecer de tudo em questão de minutos. Mas que a sessão foi boa enquanto durou, ah, isso foi. Quem diria que eu iria gostar de um filme que lida com montes de casamentos? E no entanto, a comédia romântica é uma gracinha. Ri, chorei um tiquinho, me diverti pacas. Só me senti mal ao ligar a internet, ler as críticas, e perceber que fui a única mortal a gostar de Vestida. Mas não vou mudar minha opinião só por isso. Eu gostei! Eu sou a lenda!
Acho que o troço funciona por causa da química perfeita entre os dois recém-astros, Katherine Heigl (Grey's Anatomy) e James Marsden (o príncipe de Encantada). James podia ligar o piloto automático e fazer o típico galã de todas as comédias românticas, mas ele consegue ir muito além. Seu charme segura o filme. Se colocassem orelhas e bigodes de gato nele, com aquele sorriso, ele seria o gato da Alice. Tem uma cena em que ele diz pra Katherine: “Sei que você me acha sexy”. Juro que ouvi a platéia inteira suspirar.

A Katherine tem um papel mais difícil, porque sua personagem é uma sonsa total, uma tansa, como dizem em Joinville (imagina, ela acredita em amor eterno e na magia das cerimônias de casamento e é apaixonada pelo chefe, que não lhe dá bola). Mas ela é linda e tem um excelente timing cômico, como já vimos em Ligeiramente Grávidos. E todos os coadjuvantes estão bárbaros também. Vestida é um estouro no seu gênero. Claro que segue uma fórmula, mas o resultado fica bem acima. E é tão raro uma comédia romântica escrita e dirigida por mulheres! Tá bom, diga que estou doente, me joga na parede, me chama de lagartixa (prometo que esta é a última crítica minha onde você lê isso), mas eu assistiria Vestida de novo com prazer. E o maridão também aprovou. Sei que falei que não iria mais ver filmes com a palavra “casamento” e derivativos no título, mas, ahn, o título original não fala nada do sagrado matrimônio (eu nem sabia!). E preciso incluir um adendo: não vejo mais filme com “casamento” e derivativos no título, desde que o James Marsden não esteja presente. Porque por ele sou capaz de encarar até mais um X-Men!

17 comentários:

Mica disse...

Desse filme a única coisa que eu vi foi o poster na sala do cinema do Beira Mar. Obviamente ele ainda não chegou aqui :-(
Mas acho que sou meio como a personagem da Katherine...
E sem duvida o James é uma gracinha. Vi um filme esse dias na TV (esqueci o nome, pra variar) onde ele fazia um cara que era noivo (e judeu) e no final a gente descobre que ele é gay e tem um caso com o vizinho. Ele está tão maravilhoso....não tem como não se gostar dele.

Liris Tribuzzi disse...

Eu estou burlando minha própria regra: ler antes de ver. Mas tem o meu Ciclope favorito, eu não pude resistir! =D

Sempre acontece de eu adorar um filme e a crítica meter o pau ou a crítica amar e eu quase dormir.

lola aronovich disse...

Ah, Mica, tanto o Vestida quanto o Elizabeth (e tambem Sangue Negro e Indomaveis) tem previsao de estreia no BRASIL amanha. Quem sabe alguns cheguem a Floripa? Espero que sim! Nao conheco esse filme que vc falou. Eu nao era tao fa do James antes de Encantada (achei que ele esta estoico como Ciclope). Fico feliz que ele se encontrou como ator no ano passado.

lola aronovich disse...

Puxa, Liris, vc gosta do James como Ciclope? Olha, no caso de "Vestida", tenho ate vergonha de dizer, mas durante a sessao fiquei pensando "Ai que fofos, ai que meigos! Sera que ele e a Katherine tem chance de serem lembrados ao Oscar 2009, ou um filme lancado em janeiro ja tera sido esquecido em dezembro?". Esses eram os meus pensamentos. Ai chego em casa e vejo todos os criticos baixando o pau! Fiquei tristinha...

Mica disse...

O James é gracinha demais para ser o Ciclope (que é um personagem mais imponente e com aura de autoridade....e chato até a raiz do cabelo, hohoho). Mas senti falta dele no último X-Men, hehehe.

Quanto ao filme que eu comentei, em inglês se chama Heights (de 2005...vi no imdb). Não lembro do nome em português. É um filme que acontece em uma noite, seguindo a vida de alguns personagens durante essa noite.

Mica disse...

Esqueci de perguntar...vc lê os comentários nos posts antigos? Pq comentei no seu review de Desejo e Reparação (só para avisar, hehehe)

lola aronovich disse...

Eh verdade, Mica. O Ciclope eh um personagem dos mais chatinhos. Nem o James pra dar um jeito... Legal, obrigada pela dica, vou incluir Height na minha lista de filmes pra ver. Eh sempre bom avisar quando colocar um comentario num post muito antigo, porque fica dificil de eu voltar atras e ver cada um dos ja 90 posts (and counting...). Respondi os seus la no "Nada a Reparar" e "Bolao do Oscar".

Daniel disse...

Eu vi a propaganda na tv japonesa, parece ser bom. Mas é o filme que iria ver na tv ou dvd, ou pelo computador não sei se me faria sair de casa pagar um ingresso de cinema, mas como disse talvez,....rs

Greg disse...

Não sou nem um pouco fã de comédias, principalmente se elas vem acompanhadas da palavra "romantica"...
No meu ponto de vista, esses filmes são praticamente todos iguais! Uma espécie de cliche.
Quando leio boas críticas a respeito desse tipo de filmes, o máximo que faço é assistir na TV ou alugar o DVD.
Tenho tentado reservar minhas idas ao cinema para filmes onde eu nao tenha a sensação de um "dejà vú"...

lola aronovich disse...

Eu entendo como vc se sente, Dan. Tem varios filmes que eu ate encararia na TV ou ate em DVD, mas ter o trabalhao de ir ao cinema pra ve-lo, sei nao... Eu nao esperava muito por "Vestida", e acho que vi no mesmo dia (sessao dupla!) que vi "Rambo". Me diverti mais com a comedia que com o brutamontes.
Eh, Greg, eu tambem fico com dois pes atras em se tratando de comedias romanticas! Acho que eh um genero que precisa muito de uma reformulacao. Mas adorei "Vestida" (realmente acho que eh pelo carisma dos atores), assim como ano passado gostei (menos) de "Music and Lyrics". So to lembrando do filme com o Hugh Grant porque eh revoltante que aquela musiquinha fofa, a "POP! Goes my heart" nao tenha sido indicada ao Oscar!

Liris Tribuzzi disse...

Ontem eu tentei defender o Ciclope, mas o blogger boicotou meus comentários!

Ciclope, sinta-se defendido! (dos X-men, só não suporto a Tempestade. A Hally Berry destruiu a personagem!)

lola aronovich disse...

Como assim, o Blogger boicotou seus comentarios?! O Dan perguntou se eu censurei o comentario dele em que ele elogiava a Cate, e agora isso... O que sera que ta acontecendo? Sorry, Li, o Ciclope nao tem defesa! (nao gosto muito da Tempestade tambem...).

Liris Tribuzzi disse...

Deve ter tido um bug no sistema do blog. Tava ruim até pra postar.

Mel disse...

Uia! Eu não gostei dele como o Ciclope. Parece um menininho bobinho. Se bem que perto do Wolverine qualquer um parece bobinho (suspiros...ai ai).

A Katherine tem tido o maior destaque de todos os atores de Grey's Anatomy, né? Mas tomara que ela não abandone a série! Eu sou viciada em séries. Vc gosta de alguma em especial, Lola?

Bejo!

lola aronovich disse...

Oi, Mel! Nao gosto de séries sobre hospitais e medicos. Nunca gostei! Por isso, tentei ver um ou outro episódio de "Grey's Anatomy", mas nao me envolveu!
Minha série preferida é "Six Feet Under", mas acabou, né? Adoro "The Office" (versão americana), e de vez em quando vejo alguma coisa de "30 Rock", "Extras", e "Curb Your Enthusiasm". Ah, AMEI "Flight of the Conchords"! Vc viu?

Mel disse...

Confesso.. quando minha prima alugou falei: "sei, sei.. pra se inspirar!"

Jamais veria, mas.. eu vi de novo! Ele tem graça, uma arte espetacular, edição super redonda e que ganha o filme.

E... ele é lindo, charmoso, parece educado. Podia realmente pular das telas! Achei bem mais do que imaginava... mas.. Oscar!? Não...

dannah5 disse...

Ahhh, eu amei esse filme!! Mas eu vi na tv essa semana nao tinha sequer consciencia dele antes. Eu sou chata com comedias romanticas mas essa foi uma gracinha, do tipo q terminamos sorrindo. Adorei mesmo. Apesar de ser meio obvio como sera o final vc fica ansiando por ele.

Eu tbm nao gostava desse ator ate encantada, q tbm eh outro q adorei, nele eu vi nele mais q um rostinho adolescente e de la pra ca tenho achado ele bem coringa, tanto q nesse filme do vestida para casar ele eh ate bem pentelho no inicio!hehe

Que bom q nao fui so eu q gostei!hehehe

beijocas