segunda-feira, 24 de abril de 2017

PARA MISÓGINOS, FALSAS ACUSAÇÕES DE ESTUPRO SÃO MAIS COMUNS QUE ESTUPROS

Olha que vergonha. Imagina que você é preconceituoso, logo ignorante, e lê uma notícia sem noção. Aí você começa uma campanha baseada nos seus preconceitos e na notícia sem noção pra aprovar uma nova lei. 
De repente, outras pessoas igualmente preconceituosas, logo ignorantes, se juntam a você para apoiar a sua ideia.
Em resumo, foi assim que surgiu a proposta de tornar crime hediondo e inafiançável uma falsa acusação de estupro. A notícia sem noção? Uma que circula livremente entre mascus e reaças há anos, e que jura que 80% das denúncias de estupro são falsas. 
Na verdade, não é bem isso que a matéria publicada há cinco anos no Extra diz. Ela cita uma psicóloga que declara (sem fazer um estudo nem nada) que 80% das denúncias de abuso sexual de crianças nas Varas de Família no Rio são falsas. Já um psicólogo de São Gonçalo oferece um número menor: 50% das denúncias são falsas (novamente, sem se basear em estudo algum). Porém, esses números se baseiam apenas a casos de abuso infantil em situação de alienação parental e briga pela guarda das crianças. E no Rio. Aí você pega um dado chutado desses e divulga que 80% de todas as acusações de estupro no Brasil são falsas.
A minha versão de que conclusões absurdas dessas são frutos da ignorância é um tanto otimista. Quer a versão mais realista? Tudo isso não surge apenas por ignorância. Mascus e reaças sabem que a notícia é falsa, mas que se dane. Eles sabem melhor do que ninguém como fake news podem ser úteis. Vale tudo para criminalizar as mulheres. Parece piada, mas a mesma turma de misóginos que quer tanto "legalizar o estupro" vota em massa para criminalizar falsas denúncias de estupro.
"Conseguimos, virou consulta", comemora fórum mascu
Ao mesmo tempo que compartilham nos seus chans as fantasias de estuprar mulheres e meninas, eles dizem que estupro não é nada de mais, é só sexo, e que protestar contra estupro é vitimismo, mimimi de feminazi. 
Ideia legislativa sem pé
nem cabeça
(clique para ampliar)
A justificativa mascu para explicar que praticamente todos os estupros são acusações falsas é que as mulheres, naturalmente misândricas, querem se vingar dos homens. Outra "justificativa" é que essas acusações são para conseguir mais bens no divórcio (mascus pararam no tempo e ainda acham que mulheres não trabalham fora e que só casam para serem bancadas por um homem -- desejo de toda mulher, obviamente). Faltou a velha "estupro é quando a mulher se arrepende depois de ter dado pro cara". 
A ideia partiu de uma página no Facebook chamada "Eu não mereço falsa acusação de estupro", que, só pelo nome, já remete a outras páginas mascus como "Eu não mereço mulher preta", "Eu não mereço mulher gorda", "Eu não mereço mãe solteira" etc, desse grupo de fracassados que têm certeza que merece alguma coisa só por ter nascido homem.
Estupro já é o crime mais subnotificado que existe. Dependendo dos estudos, só entre 10% e 35% dos estupros são denunciados. É comum e bastante universal vítimas de estupro se sentirem culpadas e terem vergonha (algo que não é tão frequente em outros crimes). Se os homens realmente quisessem viver numa sociedade sem estupro (e vale lembrar que isso seria ótimo também para eles, já que nós mulheres teríamos menos motivos para temê-los), fariam campanhas para aumentar as denúncias de estupro, não para coibi-las.
Este gráfico de dezembro de 2012 do Enliven Project é chocante: diz que, de cada mil estupradores, 100 são denunciados, 30 enfrentam um julgamento, 10 são condenados, e 2 são falsamente acusados. Artigos do Washington Post Slate analisam cada afirmação separadamente para chegar à conclusão de que há exageros no gráfico. O principal problema é que ele não leva em conta a diferença entre false reports (denúncias de estupro em que a vítima só noticia o crime, sem apontar um suspeito) e falsas acusações (em que a vítima aponta um suspeito). 2 a 8% de estupros denunciados são falsos, mas o número de falsas acusações (em que um nome é apontado) é menor. 

Como recorda este ótimo artigo, denunciação caluniosa de qualquer crime (incluindo estupro) pode render de dois a oito anos de reclusão, de acordo ao artigo 339 do Código Penal. Ou seja, acusação falsa já é crime. Não soa meio absurdo transformá-la em crime hediondo?
Mascus e reaças vivem num mundo paralelo, em que basta uma mulher dizer que foi estuprada e o homem é automaticamente preso e condenado à prisão perpétua.
Tem que desconhecer muito a realidade para acreditar nisso. A verdade é que não é nada fácil provar estupro. E talvez por isso casos de estupro sejam tão raramente punidos. Até em casos em que a violência física é mais evidente, muitos estupradores não são condenados. 
Mascus dos EUA: pessoas que acusam
falsamente de estupro devem receber o
mesmo tempo de prisão que estupradores
E quando a polícia diz que não há provas para confirmar um estupro, não quer dizer que o estupro não aconteceu. Quer dizer apenas que não há provas. E, nesse caso, o acusado não é condenado (na maior parte das vezes sequer é aberto um inquérito). Mas olha só. Se essa ideia legislativa virar projeto de lei e depois lei (algo não tão difícil de acontecer nesse Congresso ultra conservador), a vítima de um estupro que teve coragem de denunciar o crime, mas não conseguiu levar a acusação adiante por falta de provas, pode ser facilmente condenada por crime hediondo e inafiançável.
É verdade que uma acusação de estupro tem potencial para destruir (ou atrasar bastante) a vida de uma pessoa. Mas também é verdade que a enorme maioria dos casos de estupro não são acusações falsas. Assim como também é verdade que grande parte das vítimas de estupro são vistas com desconfiança, como se estivessem mentindo. Eu sei disso muito bem, porque tenho um blog feminista há 9 anos e muitas vezes publico relatos de vítimas de estupro (quase sempre sem citar o nome nem da vítima, nem do acusado). E sabe quantas vezes um relato de estupro foi chamado de mentiroso, fantasioso, de fanfic? Ahn, todas as vezes. Não existe post sobre estupro em que vários energúmenos não apareçam para 1) culpar a vítima, 2) duvidar dela, 3) dizer que ela mereceu, 4) afirmar que ela está inventando pois "não merece" ser estuprada por ser feia, 5) jurar que nada daquilo aconteceu e que ela é uma vagabunda mentirosa. 
Sabe quando reaças acreditam numa acusação de estupro? Quando o acusado é alguém que eles não gostam, tipo um homem de esquerda. Aí não precisa nem investigar: o acusado é culpado e pronto. Em todos os outros casos, o estupro não aconteceu. Se uma feminista denuncia estupro, então, tem que ser mentira. Afinal, ela odeia os homens e está se vingando deles!
De cada 100 estupros, 46 são denunciados à polícia. 12 levam a uma delegacia. 9 são julgados. 5 são condenados. 3 estupradores ficarão pelo menos um dia na prisão. Os outros 97 ficam livres. Fonte: RAINN (Rape and Incest National Network).

Você pode acreditar numa matéria que cita dois psicólogos (munidos apenas de observações, não de estudos), ou você pode acreditar em pesquisas. A verdade é que crimes violentos (não só estupro) geralmente tem taxas muito baixas de denúncias falsas. O FBI (gosto de citar o FBI porque reaças geralmente confiam no órgão de inteligência americano) trabalha com a estatística, desde 1997, de que 8% das acusações de estupro são falsas (8%, não 80%. Vocês se enganaram por um zero a mais, reaças). Outros países têm outras estatísticas: por exemplo, pra Dinamarca, 1,5% das acusações de estupro são falsas; pro Canadá, entre 2 e 4%. Na Inglaterra, um estudo concluiu que denúncias falsas são muito mais raras do que as pessoas pensam, e que esse preconceito de que as mulheres mentem prejudicam as investigações. Promotores em geral acreditam que entre 2 e 10% de acusações de estupro são falsas. 
Claro, todo mundo é inocente até ser provado culpado, mas um monte de misóginos têm o costume de achar que toda vítima que denuncia estupro é mentirosa e, por isso, ela é culpada. Quando se parte do preconceito de que a vítima está mentindo (por ser mulher, e mulher é um ser diabólico que sempre mete os homens em encrenca, é só ver o que aconteceu com Adão), não há investigação. E, quando não há investigação, quando as mulheres percebem que, ao denunciar, elas são julgadas e condenadas pela sociedade, enquanto nada acontece com o estuprador, bom, elas deixam de denunciar, certo?
Não quero dizer de modo algum que denúncias de estupro não devem ser investigadas. É o contrário, estúpido: o que nós feministas exigimos é justamente que essas denúncias sejam investigadas (porque geralmente não são). Ninguém aqui defende que apontar um dedo pra alguém seja suficiente para mandar um cara pra cadeia por estupro (ou por roubo, ou por sequestro, ou por assassinato). O que se defende é que as denúncias sejam levadas a sério (porque geralmente não são), que se parta do princípio que a vítima está narrando a verdade (porque em no mínimo 90% dos casos está), que a vítima não seja tratada como réu (como quase sempre é). 
O fato incontestável é que há infinitamente mais casos de estupro em que ninguém é denunciado (muito menos condenado) do que há falsas acusações de estupro. Portanto, o que precisa ser punido é o estupro, e para isso denúncias devem ser encorajadas, não punidas. Segundo fato incontestável: já existe lei para punir falsas acusações. Terceiro fato incontestável: a cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil (isso contando apenas os casos de estupro registrados em boletins de ocorrência -- lembra que só entre 10% e 35% dos casos são?). 
O quarto fato incontestável é que esta proposta de alteração da lei para tornar crime hediondo e inafiançável falsa acusação de estupro vem de misóginos, de homens que creem que estupro não existe ou que acreditam que falsas acusações de estupro são mais frequentes que estupros. A gente costuma rir desse tipo de cara fracassado, mas a votação da ideia legislativa mostra que eles podem sim ser perigosos.
Vote não, por favor.

169 comentários:

Anônimo disse...

"Estupro já é o crime mais subnotificado que existe. Dependendo dos estudos, só entre 10% e 35% dos estupros são denunciados. É comum e bastante universal vítimas de estupro se sentirem culpadas e terem vergonha (algo que não é tão frequente em outros crimes)."


Exatamente o ponto intrigante. Se é subnotificado, como chegam a conclusão que existem mais estupros que o registrado? Esta ilação é perfeitamente aceita, mas no caso da falsa acusação vocês cobram dados estatísticos.

Outro ponto abordado no texto é o fato de que já existe a previsão no texto legal, a qual se define como "Denunciação caluniosa". No caso de novo artigo definindo o crime de feminicidio, então é desnecessário, visto que já existia o disposto no artigo 121(homicídio)com as qualificadoras do crime , como motivo torpe(por ser mulher) por exemplo?

Anônimo disse...

opa, não estava nem sabendo dessa consulta. Votei sim. Obrigado lola pela divulgação.

Anônimo disse...

Já que vc cita estatísticas, diga quantos homossexuais são mortos por outros homossexuais. Diga quantos homossexuais morreram pelo simples fato de serem homossexuais, agora use isso é veja se existem gangues de homofobicos atirando em gays, aliás teve um que fez isso, o muçulmano na boate gay nos EUA, mas a esquerda colocou para debaixo do tapete

Anônimo disse...

Levantamento do Ipea, feito com base nos dados de 2011 do Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan), mostrou que 70% das vítimas de estupro no Brasil são crianças e adolescentes.


Esta informação, como vocês podem ver, é do IPEA. 70% das vítimas são crianças e adolescentes. Quando a psicológica diz que 80% são de falsas acusações, aí me vem aqui no blog dizer que isso não é verdade pois se referem a casos de alienação parental(coisas que muitas aqui dizem que não existe), pois é exatamente o que revela a pesquisa!!!

Anônimo disse...

Da mesma forma que um estupro destrói a vida de uma mulher, uma falsa acusacao de estupro pode sim destruir a vida de um homem.

Ninguém, absolutamente ninguém, gosta de se associar com alguém acusado de estupro. Seja no trabalho ou na vida pessoal.

Portanto, tanto o estupro quanto a falsa acusacao precisam ser severamente coibidos.

Chega de hipocrisia.

Anônimo disse...

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2014-03-27/mais-da-metade-das-vitimas-de-estupro-no-brasil-tem-menos-de-13-anos-diz-estudo.html

Só pra reforçar a tese da psicóloga. Parece não ser tão furada a informação, não é mesmo? O que esta pesquisa revela é que pode sim haver casos de denunciação caluniosa por partes de mulheres que querem a guarda das crianças e promover alienação parental.

Anônimo disse...

Deixa ver se eu entendi: tornar o crime de estupro imprescritível é de boas, mas tornar falsa denúncia de estupro crime inafiançável é absurdo? Tá certo, então...(Não esqueçam que hoje, pela nova lei, praticamente qualquer contato físico não autorizado configura estupro e que nem HOMICÍDIO DOLOSO é imprescritível).

Anônimo disse...

QUEM TIVER CURIOSIDADE PESQUISE SOBRE A FARSA DA PESQUISA DO IPEA SOBRE ESTUPRO. O INSTITUTO FICOU EM MAUS LENÇÓIS POIS DETURPOU POR COMPLETO UM ASSUNTO QUE É SÉRIO. O ESTUPRO É EXECRÁVEL!! UM PERCENTUAL ELEVADO DE PESSOAS NÃO COADUNA COM ESTE CRIME!

Anônimo disse...



Deixa ver se eu entendi: tornar o crime de estupro imprescritível é de boas, mas tornar falsa denúncia de estupro crime inafiançável é absurdo? Tá certo, então...(Não esqueçam que hoje, pela nova lei, praticamente qualquer contato físico não autorizado configura estupro e que nem HOMICÍDIO DOLOSO é imprescritível).

24 de abril de 2017 16:39


Excelente!!! DIREITOS IGUAIS, NÃO É MESMO!!!

Roberto disse...

15:45

Pois, é. Vão ter que explicar essa. Tá na mesma linha dos dados sobre mulheres que morrem em aborto clandestino. É tudo escondido mas as feministas sabem quantas morrem, já vi até afirmações sobre 200 mil mortes por ano, só de aborto.
Ou a afirmação que mulheres raramente cometem violência doméstica contra homens, sendo que aqui no Brasil n se tem pesquisa sobre isso, pelo menos, eu n achei. Só tem dados sobre a violência q mulheres sofrem. Estão comparando com o q pra fazer essa afirmação?

Só faltou falar que a notícia é montagem mascu. Entendam de uma vez, nem todo homem q discorda de feminismo é mascu, e quer q mulheres se fodao, n tenho nada contra se lutar pelos direitos das mulheres. Mas q n seja na base da mentira e demonização de homens.

E supondo q seja tudo falso mesmo, qual é o problema de ter uma pena maior pra falsa acusação de estupro?

Anônimo disse...

Caso isolado? Será mesmo?

https://jornalivre.com/2017/02/23/cultura-do-falso-estupro-a-universitaria-que-inventou-estupro-prejudicou-dois-atletas-e-respondera-por-falsa-acusacao/

https://coad.jusbrasil.com.br/noticias/3085005/dano-moral-mulher-e-condenada-por-falsa-acusacao-de-estupro

http://www.jcnet.com.br/Geral/2013/02/falsos-estupros-atrapalham-policia.html

http://br.avoiceformen.com/recomendados/13-mulheres-que-mentiram-sobre-estupro-e-por-que/

http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI252272,61044-Falsa+acusacao+de+estupro+ou+sindrome+da+mulher+de+Potifar

https://mbl.org.br/apos-falsa-acusacao-de-estupro-mae-e-filho-de-matam/


Anônimo disse...

q piada, basta ver o post da cantora Kesha, todas revoltadas pq o suposto estuprador n foi preso SÓ pq n tinham provas

E eu sei q n ter provas n significa q n teve abuso, mas é isso ai mesmo, pra vcs tem q ser preso e acabou, provas e investigação pra q?

Anônimo disse...

não dá pra esperar nada melhor vindo de um governo lixo como esse do brasil, é disso pra pior

Anônimo disse...

querem silenciar ainda mais as vítimas

o próximo passo dos nossos "digníssimos" "representantes" vai ser legalizar o abuso sexual, infantil ou adulto

titia disse...

E aqui, senhoras e senhores, temos a prova de que os deputados desse país são estupradores.

Que o anon das 15:49 é um estuprador.

Que o anon das 16:24 é um estuprador.

Que o anon das 16:39 é um estuprador.

Que o anon das 16:42 é um estuprador.

Que o Roberto é um estuprador.

Que o anon das 17:12 é um estuprador.

Not all men uma ova, seus monstros. Vocês são todos estupradores sim.

Anônimo disse...

17:36

Que conversa fiada, silenciar a vítima? Se o estupro aconteceu, n tem o q temer. Ou vocês acham mesmo que qualquer mulher que for denunciar vai ser presa? Sem mais nem menos?
Essa revolta toda é mais um indício de que falsas denúncias n são tão raras assim.

Anônimo disse...

Denúncia falsa de estupro já é crime e não deve ter uma categoria diferente das outras faseações de crimes.

Anônimo disse...

"como chegam a conclusão que existem mais estupros que o registrado?"

só ler as fontes linkadas no post, imbecil; vc é algum tipo de analfabeto funcional ou é só mascu mesmo?

"vocês cobram dados estatísticos"

mas é claro, inútil, queremos sim DADOS ESTATÍSTICOS, e não achismos e chutes mentirosos; assim como tb oferecemos dados estatísticos corroborados por todo tipo de órgão especializado, se vc fosse menos sequelado e com um mínimo domínio da língua portuguesa, teria lido no post do blog todas as afirmações ESTATÍSTICAS confirmadas

E pra concluir, não e não, seu burro, não adianta forçar uma comparação patética com a lei do feminicídio, uma coisa não tem relação com a outra, anta masculinista, esse papinho pseudo-intelectual não engana ng, mascu de merda

Anônimo disse...

Esrupradores não merecem direitos iguais, merecem morrer. Se você tem medo de ser falsamente acusado simplesmente fique longe das mulheres e não se relacione com elas. O contrário para eu, mulher é ficar longe de todos os homens e andar armada, que é o que eu faço. Fique longe de nós.

Anônimo disse...

sobre a afirmação mentirosa dos psicólogos:

PURO ACHISMO, pesquisas estatísticas ZERO

17:12 isso não prova nada imbecil

"mbl", "a voice for men", olha as fontes kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, nem um pouco enviesada, né. Enquanto aqui temos até o FBI e uma c*ralhada de institutos confiáveis afirmando o contrário

17:50 vc nunca deve ter sido estuprado na vida pra se dar conta da dificuldade q é fazer um boletim sobre o caso, então VÁ SE F*DER

Anônimo disse...

A pena maior prejudica a delação de Estupradores e insita a prisão da vítima , visto que a maioria são crianças e meninas e as vezes a única prova do crime é a palavra da vítima, visto que não tem testemunhas e pode não ter deixado marcas. Essa proposta de lei apenas mostra o quanto os homens brasileiros são no mínimo RETARDADOS INFANTIS colocando em risco milhares de mulheres e crianças apenas por odiarem mulheres, ou melhor, não terem namoradas. Ou são estupradores enrustidos mesmos. Os homens não conseguem controlar seus intintos, não é o que os próprios dizem?

Anônimo disse...

Dados estatísticos ultra confiáveis

Ex: 1000 mulheres n denunciam o estupro sofrido e de alguma forma sobrenatural, todo mundo sabe a quantidade exata .


Se n engulo isso, sou estuprador. ..

Vcs precisam de um psiquiatra urgente!

Anônimo disse...

Avoiceformen sério? Isso só comprova que mascus estupradores estão atrás dessa merda inteira. Deveria ter pena de morte para estupradores e fracassados de Internet para todos esses merdas serem extermimados como ratos.

Anônimo disse...

não há dúvida de q serão os omens os mais penalizados por essa lei

por causa das falsas acusações de estupro na cadeia, tem omen q mente até q é estuprado pela esposa em casa, kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

17:51
Jura? Assassinato de mulheres tb era e isso n impediu o feminicidio.

Anônimo disse...

Se isso for aprovado, uma garota que for estuprada pelo tio, sem testemunhas e marcas corporais pode ser indiciada por falsa acusação e presa.

Anônimo disse...

18:02 vai falar isso pro fbi então, otário, ou vc prefere acreditar em "dados" sem nenhum tipo de pesquisa, como esse do psicólogo, ou em fontes do tipo: "a voice for men"?

Esquecerem de salientar q esses 2 a 8% de acusações falsas partem dos homens, eles é quem mentem a respeito disso e fazem com q a média de acusações "falsas" cresçam

Anônimo disse...

Dá vontade de simplesmente comprar uma arma e for atirando nos homens que aparecerem na mesma rua que eu, a noite. É melhor ser assassina do que ser esruprada não é? Se legalizarem o estupro, espero que o homicidio seja legalizado também, porque eu não aceito descer ao inferno sozinha.

Anônimo disse...

98% dos abusadores sexuais e pedófilos são homens

é por isso q a palavra da vítima deve ser levada em conta, antes de qualquer coisa

Anônimo disse...

18:05 impediu sim, otário

Anônimo disse...

18:08

N importa se é do fbi, n tem lógica, simples.

E como é isso aí, homens inventam os falsos casos de estupro? Pqp!

18:06

Isso é ridículo demais, já é crime acusar falsamente e n tem esse bando de mulher sendo presa por mentir, umas são presas, outras ficam por isso mesmo.
E n encontrar provas, n é o mesmo q mentir descaradamente.
N houve provas no caso da kesha, ela tá presa???

Anônimo disse...

na prática, uma garota de 11 anos q foi abusada pelo padrasto e q não é capaz de provar o acontecido (até pq é uma pré-adolescente) será condenada, e o estuprador do padrasto solto

é uma lei q protege estupradores e pedófilos

Anônimo disse...

18:15 claro q tem lógica, infeliz, mas como vc é mascu, a mente já é toda sequelada, um analfabeto funcional q não compreende um a + b, é claro q pra vc não vai fazer lógica

e q se dane, não é pq vc é burro e não sabe ler, e tb não faz questão de pesquisar por conta própria (vai ficar esperando darem mastigadinho pra vc, mas vai ficar só esperando mesmo), q o mundo tem q ser tb

ninguém irá se rebaixar ao seu nível de imbecilidade só pq vc quer, viu mascu

Anônimo disse...

"homens inventam os falsos casos de estupro?"

sim, esses 4% (ou menos) dos índices, são os homens q mentem descaradamente, não as mulheres

Anônimo disse...

por isso mesmo q impediu, animal necrosado

Anônimo disse...

isso não vai passar no stf

e de qualquer forma, o Lula, q já será presidente a partir de 2019, veta essa aberração legislativa

Anônimo disse...

18:19

Desafiam a lógica em nome do movimento kkkk. Me explica aí como recolhem dados de gente q n denuncia. Achismo, tarô, leem mentes, visões?

Anônimo disse...

18:23

Tu é muito anta, eu disse q assassinato contra mulheres ja era crime e isso n impediu q aumentassem a pena com feminicidio. N sei q merda q vc entendeu.
Então parem o choro, vão aumentar sim a pena pra mentirosa q quer fuder um homem por nada

Anônimo disse...

já te falei mascu 18:25, LEIA, ninguém aqui vai te dar mastigadinho não, seu analfabeto

e quem é vc pra falar de desafiar a lógica? sendo q são vcs, mascus, os principais mentirosos e q replicam notícias falsas: como a do "80% de acusação falsa", sem ser fruto de alguma pesquisa ou estudo

VÃO A MERDA

"a voice for men", tô rindo até agora da fonte, kkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

18:29

anta é vc, sua desgraça, o q a lei do feminicídio tem a ver com isso? seu merda

é tão burro q não sabe diferenciar uma coisa da outra

e essa lei NÃO VAI PASSAR, inútil, pode espernear a vontade, seu bosta

Anônimo disse...

quem mais acusa falsamente alguém de alguma coisa, estupro ou não, são (h)omens

na verdade, essa lei vai é f%der com eles

Anônimo disse...

"na prática, uma garota de 11 anos q foi abusada pelo padrasto e q não é capaz de provar o acontecido (até pq é uma pré-adolescente) será condenada, e o estuprador do padrasto solto

é uma lei q protege estupradores e pedófilos"

a mais pura verdade, lamentável

Anônimo disse...

Se parasse com essa falácia do poço envenenado​ e lesse o artigo, você iria ver que ele cita 13 casos reais - com fontes - de mulheres que fizeram denúncias falsas por 13 motivos diferentes. E A Voice For Men foi só um dos Links citados, há vários com diversos órgãos sérios mostrando casos reais, em um deles o acusado de mata e por isso a mãe também comete suicídio! Que feminismo é esse que não tem empatia por uma mãe que morreu?

Rodolfo Abrantes disse...

Todo estuprador deve ser punido, por mim mandava todos para o inferno porque são seres imundos que não merecem o dom dá vida. Estupro e a pior violência que se pode cometer a uma mulher.


Mas também concordo com uma punição mais pesada em quem faz falsas acusações. Ao contrário do que a autora fala ela não prejudica ou atrasa a vida do acusado ela destroe.

A vida social, afetiva e profissional, pois me digam minhas queridas feminista, que mulher vai querer se relacionar com um homem que já foi acusado de estupro. Ou que empresa vai querer um funcionário com esse histórico no seu quadro funcional. E os amigos(principalmente as amigas) será que ficariam tranquilas perto dessa pessoa? Duvido.


Enfim que se puna os estupradores e aquele que acusam falsamente os outros de estupradores.

Anônimo disse...

18:45 a sua opinião não vale nem a merda q vc caga, mascu de estimação do blog, não sei nem pq vc ainda vomita aqui

18:43 todas mentirosas, e de qualquer forma: 13 casos, uau!!! então o fbi tb deve estar enganado: não chegam nem a 1%, deve ser 0,0013% de acusações "falsas" feita por mulheres

já q por homens, de fato são a maioria

Anônimo disse...

lei para defender pedófilos e estupradores

já já legalizam a pedofilia e o abuso sexual, do jeito q os homens sempre sonharam

Anônimo disse...

18:49

Não são falsos, todas se baseiam em notícias reais, na maioria as mulheres que fizeram as denúncias admitiram que mentiram.

Anônimo disse...

Lula presidente?

EXATO

e o ladrão do bolçolixo na CADEIA

Anônimo disse...

18:55

fonte: "a voice for men", kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk q merda

Agora vamos fingir q é verdade:

13 casos, uau!!! então o fbi deve estar enganado: não chegam nem a 1%, deve ser 0,0013% de acusações "falsas" feita por mulheres

já q por homens, de fato são a maioria do restante

Anônimo disse...

Difícil o Bolsonaro ser preso.

1. Ele tem imunidade parlamentar.
2. Não foi citado na delação dá Odebrecht.
3. Não é réu em nenhum processo, em nenhum tribunal de qualquer instância.

Anônimo disse...

a descrição da lei só tem mentiras, é impressionante, uma lei amparada por MENTIRAS

"fiquei estarrecido certa vez que li em uma matéria..."

c%ralho, olha o nível, só faltou pôr o link do "a voice for men", kkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

18:58

cala boca marginal, vc não rebateu foi nada, inútil

um ou outro caso só corrobora o fato de q o q se aceita atualmente: média de 2% de acusações "falsas", é ainda MENOR, deve nem passar das casas decimais antes do 0

a maioria dos farsantes q acusam falsamente são homens, isso é fato

Anônimo disse...

bolçolixo é réu no STF sim, sua ANTA

além de fazer parte da lista de furnas, lava jato é só o começo, bolçomijo e sua turma vão rodar em breve também

Anônimo disse...

bolçomerda não ganha nem pra síndico de prédio

Anônimo disse...

"a voice for men" kkkkkkkkkkkkkkkk

olha a fonte do marginal

kkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Aposto que estava entre as lesmas que diziam que não ia ter impeachment, que não ia ter Trump, blábláblá. E olha que a rejeição dele é bem menor que a de Luladrão.

E se esterco humano como vocês é contra ele, deve ser porque ele está fazendo as coisas certo! :)

Anônimo disse...

Uma das fontes. Mas esqueçam a falácia do poço envenenado e refutem o artigo, ou vocês não tem argumentos válidos.

Anônimo disse...

refutar o quê? mascu idiota

é tudo mentira

vá refutar seu pai, sequelado

Anônimo disse...

Ad hominen, você só sabe usar falácia? Se tivesse lido o artigo, saberia que é um artigo de opinião cheio de argumentos válidos, mostrando os vários motivos que podem levar uma mulher a fazer denúncia falsa e com fatos comprovados em cada um. Mas, como as discussões aqui são rasas, no lugar de argumentos as mulheres evoluídas só xingam e criticam sem ler.

Anônimo disse...

19:43 mas eu li, burro, mas só li MENTIRAS, não tinha nada comprovado, pelo contrário, só coisa inventada

mas vamos fingir de q é "verdade":

13 casos, uau!!! então o fbi deve estar enganado: não chegam nem a 1%, deve ser 0,0013% de acusações "falsas" feita por mulheres

já q por homens, de fato são a maioria do restante

Anônimo disse...

A falsa acusação já é crime. Esse novo projeto é completamente inútil e redundante. Alias, sabe o que não é crime inafiançável e punível com o rigor que essa lei pede? Estupro. Uma lei que só tem como intenção tirar ou dificultar o poder dá vítima de procurar justiça, algo conquistado há muito pouco tempo, prejudica as dezenas de milhares de mulheres e crianças que todos os anos são abusadas e na grande maioria dos casos não tem prova alguma além da própria palavra.

Anônimo disse...

os homens são quem mais mentem na hora de acusar alguém, mas as mulheres q levam a culpa

nada novo sob o sol

Anônimo disse...

Transformar a corrupção e a roubalheira dos políticos em crimes hediondos sem direito a fiança ninguém quer né. Pior coisa do mundo é denunciar estupro e ao invés de ajudar a pessoa violentada, ajuda o que violenta... A nossa sociedade está realmente com sérios problemas de prioridades invertidas.

Anônimo disse...

Por que não querem tornar inafiançável e hedionda a falsa acusação de qualquer crime? Isso é para intimidar as vítimas de estupro. Lei machista escrota.

Anônimo disse...

Não importa quantos por cento das acusações são falsas, se comprovadas falsas devem serem punidas com rigor, assim como a pena para estupro e pedofilia deve ser 30 anos fechados do inicio ao fim. Simples assim.

Anônimo disse...

"20:02 Feminicidio é redundante mas vcs n reclamam, n é mesmo? "
Basicamente, a lei de fiminicídio só foi criada porque esse país é tão merda que não consegue colocar em prática as próprias leis para protegerem as mulheres de violência. A violência física sempre foi crime, mas os maridos que batem nas esposas só começaram a serem presos depois que a lei Maria da penha foi aceita.

Anônimo disse...

O "jeitinho brasileiro" para fazer a vitima ficar ainda mais intimidada e não denunciar o criminoso.

Esse país é uma piada de mau gosto.

Anônimo disse...

20:54

Ue, mas agora é o mesmo, quase nenhuma mulher vai presa quando acusa falsamente

Anônimo disse...

Adoro seu blog Lola, tem uns imbecis que ainda insistem em falar mal das mulheres que buscam direitos e mais segurança (feminismo), voltem para debaixo da pedra de onde surgiram, vermes kkkk

Anônimo disse...

Bolsonazistas idiotas, Bostonaro não ganha nem dentro da câmara quem dirá no resto do Brasil hahahahahahaha

Anônimo disse...

Anotem, Bolsonaro será massacrado na campanha eleitorial.



#Bolsobostapisadooooo

Anônimo disse...

"Por que não querem tornar inafiançável e hedionda a falsa acusação de qualquer crime? Isso é para intimidar as vítimas de estupro. Lei machista escrota."

Exatamente. Querem empurrar uma teoria que não apresenta nenhuma representatividade na população e nas estatísticas dos crimes apenas para limparem a própria bunda. Primeiramente, porque esse medo de ser falsamente indicado como estuprador? Quem não deve, não teme, se o cara não cometeu o crime, ao se avaliar as provas a verdade virá a tona. Essa lei é apenas para proteger estupradores, que no brasil é o que não falta.

Anônimo disse...

Vai ser pisoteado e esmurrado nos debates esse bolsonazi de merda

Anônimo disse...

"20:54
Ue, mas agora é o mesmo, quase nenhuma mulher vai presa quando acusa falsamente"

Se o homem não cometeu o crime, ele não deve temer. Nenhum homem vai ser preso quando acusado falsamente. Essa lei apenas é um modo indireto de punir as vítimas, maioria mulher, e livrar os agressores, maioria homens. Os homens também são maioria dos estupradores,assassinos, psicopatas e líderes de facções e tráfico. Mas colocar a culpa em quem não merece, nas crianças e mulheres,é a principal amostra do tamanho da covardia e misoginia da nossa sociedade. Tenho nojo desse país e dos homens que aqui vivem e só querem voltar ao estado selvagem da natureza, visto que quanto mais civilizado o país é, mais a mulher obtém poder e posição de destaque.

Anônimo disse...

Porque os homens estão com medo de serem indiciados injustamente por estupro? Fiquem longe das mulheres, não as assediem, não fale impropérios, não cometa nenhum crime sexual e não terá problemas, simples. Querem jogar a culpa do comportamento de merda de vocês nas mulheres? Quem não deve não teme, sendo assim, não devem temer mentiras se forem inocentes.

Anônimo disse...

Se um homem fosse inocente e denunciado por falso estupro, no decorrer da investigação vai naturalmente ser mostrado que a mulher estava mentindo. Assim, não é necessário nenhuma lei para punir esse tipo de gravidade, visto que já existe uma.

Anônimo disse...

lei escrota, como um escroto masculino, feito pra proteger estupradores

Anônimo disse...

É incrivel como tentam negar a homofobia no Brasil um casal gay foi hostilizado em Curitiba mesmo assim negam

Anônimo disse...

A mulher violentada muitas vezes se sente culpada o criminoso geralmente e alguém que ela confia e agora ainda tem esta lei absurda

Anônimo disse...

Eu conheço o caso de uma moça que denunciou o padrasto por raiva, anos depois ela confessou pra mãe que era tudo mentiras, que tinha feito aquilo porque não gostava dele. O cara teve que largar o emprego e mudar de cidade na época.

Anônimo disse...

Anônimo Anônimo disse...
"A falsa acusação já é crime. Esse novo projeto é completamente inútil e redundante"

Então se seguirmos sua logica vamos notar que homicídio já e crime, não e necessário tipificar como feminicidio.

Anônimo disse...

mais uma lei no brasil realizada para proteger criminosos

não dá pra esperar nada melhor vindo de um congresso lixo como o nosso

Anônimo disse...

Porque a punição para o estuprador não é crime inafiançável?! Cretinos, é uma tentativa clara de dificultar ainda mais a denuncia do crime que já é absurdamente subnotificado. Lei que protege estuprador. A cara desse governo cretino.

Anônimo disse...

pro mascu retardado q tá repetindo igual papagaio (já q a mente é necrosada demais e incapaz de processar outro argumento) sobre a lei do feminicídio

seu burro, uma coisa é tipificar, outra é "criar" uma lei q já existe, o crime de feminicídio não existia, por isso foi necessário sua criação/tipificação

crime por "falsa acusação" JÁ EXISTE/JÁ É TIPIFICADO

vê se entende de uma vez, sua anta

e aliás, esse tipo de flood a lola não apaga, né? protegendo mascus, mas era só o q nos faltava

Anônimo disse...

21:19

Pergunto o mesmo, pq o medo de ser presa por falsa acusação, já q segundo vcs isso é raro?

Anônimo disse...

"Exatamente o ponto intrigante. Se é subnotificado, como chegam a conclusão que existem mais estupros que o registrado? Esta ilação é perfeitamente aceita, mas no caso da falsa acusação vocês cobram dados estatísticos."

MANO como é possível ser tão burro e ainda viver.

Falsa ACUSAÇÃO já implica notificação.

FALSA acusação já implica ausência de crime.

Não é possível um crime inexistente ser sub-notificado e uma acusação existir sem ser notificada.

Por isso essa "estatística" não existe.

Darwin nos perdoe, minha nossa.

Anônimo disse...

O problema é que muitas vítimas de estupro são desacreditadas ao denunciar, sobretudo quando o estuprador é um homem influênte. A denúncia de um estupro geralmente é constrangedor, pois existe uma cultura que culpabiliza a vítima e anistia o culpado. Como relatado pela autora, o suposto índice de 80% ocorreu em um local específico, na vara da família, e não se pode extrapolar este dado para outros contextos. Além disso, a punição que a proposta prevê é desproporcional. Uma falsa acusação de estupro não é algo grave, pois precisa ser provada para resultar em abertura de inquérito, se o estupro não aconteceu, não será provado. Grave é uma mulher sofrer esta punição tão severa por não ter conseguido provar o estupro sofrido.

Anônimo disse...

Para mim, qualquer um que acusa uma pessoa inocente de um crime que ela não cometeu, deveria ser preso. Não apenas em acusação falsa de estupro. Qualquer acusação falsa em que se prove que foi feita de má fé.

Cristina Coelho disse...

As opiniões machistas estão bonitas, uma pior que a outra... Abiguinhos, não tentem pintar seu machismo de justiça e lembrem-se que estupros ocorrem com mulheres e homens. E essa é somente mais uma forma de culpabilizar a vítima, vitimas essas que já tem medo de fazer as denúncias.

Cristina Coelho disse...

Denunciar falso crime já é previsto em lei. Fim.

Anônimo disse...

Por mais que denúncia falsa de estupro sejam algo abominável, quero mais é que esses mascus nojentos metidos a justiceiros se explodam pq o que eles querem mesmo é amenizar e desacreditar as vítimas de estupro. Os mascus são os primeiros a fazer deboche de homens que são vítimas de estupro. O pior é ver que tem muitas mulheres votando sim.

Renan disse...

Ontem fui usar o youtube na máquina da minha linda irmã e vi que ela deixou o facebook aberto, eu, errado, reconheço, li suas conversas e vi centenas de esquerdices bobocas e resolvi sacanear mesmo. Resumindo, ela é uma revolucionária de sofá, feminista, vegana, que quer a quebra do patriarcado, a destruição da família nuclear e por fim a destruição do capitalismo. Meu pai e minha mãe SEMPRE pagaram a melhor educação pra ela, diferente da minha que estudei em escola pública a vida inteira, nunca lhe faltou nada, foi ensinada corretamente, mas todo ser humano influenciável que é, ela começou a andar com pessoas de personalidade pseudo-críticas, marxistas, socialistas, militantes de esquerda e hoje é uma esquerdista.

A parte mais legal é que ela, socialista que é, detesta o capitalismo, certo ? Então resolvi livra-la dos fetichismos capitalistas da qual Marx elucida em sua obra "O Capital" de 1867. Sou um indivíduo que contrato serviços de internet de uma empresa capitalista, a GVT, que assim me fornece um produto em troca do meu produto de troca em espécie, que é o dinheiro que paga a internet que uso, correto ? Decidi então arrancar aquele roteador capitalista malvadão que eu pago pra ter, e deixa-la livre desse capitalismo que destrói e mata pessoas!1. Te amo mana, vou protege-la. Experimente a vida sem o capitalismo a partir de agora.

Anônimo disse...

Eles não vão parar nunca. Quanto mais discute mais eles comentam bosta. São os mesmos da 5a série ainda.

Anônimo disse...

Lola, tou muito preocupada. Existe uma chance real dessa lei ser aprovada? Se a coisa tá feia agora, imagina se isso passar.

Não sei tb qual o peso dessa consulta pública, mas existe também a possibilidade de estarem usando script pra votarem em massa no sim?

Anônimo disse...

anônimo 00:49 - porque qualquer um que pensa um pouco, isso incluindo misóginos, sabe o que a aprovação de uma lei dessa pode acarretar.
Se hoje em dia já é difícil que a vítima denuncie, por medo ou vergonha, e ainda mais difícil que haja uma punição, essa lei só vai dificultar ainda mais. Impunidade vai correr solta e sabe-se lá o quanto o número de vítimas, que já é altíssimo, vai aumentar.

Anônimo disse...

Estupro não é um crime como outro qualquer. Deixa marcas profundas na vítima. Assim como falsa denúncia de estupro não é uma falsa denúncia como outra qualquer. Há que se punir severamente essas mulheres mentirosas, pois o estigma de um acusado de estupro é infinitamente superior ao estigma de alguém que tenha sido falsamente acusado de outros crimes.Nós, homens, devemos apoiar integralmente esse projeto de lei.

A mãe dos gato tudo disse...

Só estuprador assumido ou em potencial defende a aprovação desta lei. Pronto e acabou.
Quem não tem interesse em estuprar nem lembra da existência dessas coisas. A coisa mais difícil é alguém ir pra cadeia COM PROVAS CABAIS, imagine sem.

Pro imbecil que falar: "aiiin mas então por que é do seu interesse que a lei não seja aprovada?" Porque como mulher, sei como é grande o risco de estupro.

Qualquer um do meu círculo que se manifestar favorável a esse ABSURDO eu vou cortar relações, desprezar e demitir.

A mãe dos gato tudo disse...

Já que é pra fazer lambança:
Alguém falou de um cara que foi falsamente acusado de estupro e teve que mudar pra outra cidade.
Que coisa, mascu não se incomoda com as vítimas de revenge porn, que chegam ao ponto de se suicidar, e nenhum cretino parece interessado em atualizar as leis sobre direito digital. Claro que não, porque é do interesse dos cretinos que continuem fazendo merda com alta probabilidade de sair impune.

Tem gente que sonha em viver um apocalipse zumbi
Considerando o discernimento de alguns, eu diria que o sonho dessa gente já se realizou

Rodrigo Almeida disse...

Vcs tb nao precisam se preocupar, eh soh nao inventar um estrupo q nao vai acontecer nada. Mas neh, vcs qrem o poder de denunciar qualquer um e sem provas, então tem q aguentar as consequências de uma falsa denuncia.

Anônimo disse...

Rodrigo Almeida - queria acreditar que quem pensa como você ou é ingênuo ou desconhece o funcionamento da justiça no Brasil.

Gostaria de acreditar nisso, mas só consigo concluir que é extrema má fé.

Anônimo disse...

lei pra proteger bandido, estuprador e pedófilo

homens são quem mais acusam falsamente os outros de qualquer coisa, na prática, se essa lei for aprovada (NÃO SERÁ), são os (h)omens quem mais serão penalizados

e só pra constar, a descrição da lei é RIDÍCULA, só um marginal graduado em sequela mental pra ter regurgitado tanta baboseira e ainda por cima MENTIROSAS

Sportano disse...

Bom, vi a grande discussão sobre esse projeto de lei. Das duas partes, acredito que quem está a favor que a lei seja aprovada está com argumentos mais consistentes.

Razão 1 : Ok, já existe uma lei que prevê a punição pra quem acusa falsamente alguém de um crime. Mas, quem é acusado de estupro não passa geralmente pelas mesmas punições daqueles acusados por outros crimes, nem em casos graves como o crime de homicídio. Quem é falsamente acusado de estupro,sofre toda uma punição social. Perde emprego, família se afasta, toda uma sociedade condena. E quando preso, um estuprador não é tratado pelos presos da mesma forma que outros que cometem crimes diferentes. Ele provavelmente será estuprado, violentado fisicamente e quando não, assassinado.

Razão 2 : Evitando que casos mentirosos cheguem à justiça, desafogaria a polícia e a justiça com casos fantasiosos, fazendo com que pudesse ser gastos recursos com casos reais de estupro e diminuiria a desconfiança que muitos têm nos casos reais de estupro já que diminuiria a incidência de casos mentirosos.

Razão 3 : Nem sempre se pode provar um estupro, apesar que o estupro mesmo não deixando marcas físicas deixa psicológicas, um laudo de um psiquiatra, de um psicólogo auxilia na configuração de um estupro. Mesmo assim, o que se pune não é o estupro que não conseguir ser provado e sim a acusação falsa de um estupro. Pra que pudesse ser comprovada a falsa acusação, deverão ser investigadas todas as circunstâncias. Não é simplesmente "não conseguiu provar o estupro, vai ser presa".

Razão 4 : Acho importante que seja imprescritível a falsa acusação (e não só a de estupro). Quando se descobre o erro, já passou o tempo de punir a pessoa que cometeu a falsa acusação.

Razão 5 : Ninguém será levado à prisão ou nela mantido quando for possível a liberdade provísória com ou sem fiança. Na prática,como o crime de denunciação caluniosa não pediria a preventiva.Na prática, até ela sofrer o transito em julgado, ela ficaria solta. E sem pagar fiança.

Enfim, é isso.

Ps: Algumas pessoas podem vir debater, essas é ok. Outras vão me chamar de estuprador. Mas como já tem gente que diz que todo homem é estuprador, ou no mínimo estuprador em potencial,então, tá tranquilo.

Anônimo disse...

Vocês acham esse congresso ruim? Vamos ver como será o próximo...

Anônimo disse...

Feministas são inertes! O mais coerente é propor, por exemplo, a criação, ampliação e reestruturação das Delegacias de Mulheres, criar mecanismos de efetividade no cumprimento das medidas previstas na Lei 11340. Estas medidas se mostrariam muito mais eficazes na resolução dos crimes afetos à sua condição. é ridículo ficar trazendo falácias e mais falácias aqui além de falar mal de homem.

Anônimo disse...

"lei pra proteger bandido, estuprador e pedófilo

homens são quem mais acusam falsamente os outros de qualquer coisa, na prática, se essa lei for aprovada (NÃO SERÁ), são os (h)omens quem mais serão penalizados

e só pra constar, a descrição da lei é RIDÍCULA, só um marginal graduado em sequela mental pra ter regurgitado tanta baboseira e ainda por cima MENTIROSAS"

esse congresso é um câncer

Anônimo disse...

Bom, vi a grande discussão sobre esse projeto de lei. Das duas partes, acredito que quem está a favor que a lei NÃO seja aprovada está com argumentos mais consistentes.

Razão 1 : JÁ EXISTE uma lei que prevê a punição pra quem acusa falsamente alguém de um crime, e não é a forma como esse crime é encarado na sociedade q justifica sua alteração penal, isso não existe em nenhum sistema jurídico sério no mundo, nem no germânico e nem na common law

Razão 2 : É mais difícil penalizar alguém por ter cometido estupro, do q essa pessoa escapar por "acusação falsa"

Razão 3 : A lei se baseia em premissas MENTIROSAS, do tipo: "ouvi falar..."

Razão 4 : É uma lei feita para proteger pedófilos e estupradores, já q suas vítimas: crianças, não são capazes de provar por conta própria, nem fazerem uma denúncia, e essa lei irá ratificar isto

Razão 5 : São os homens quem mais acusam falsamente os outros, é óbvio q é uma tentativa de jogar o crime q é majoritariamente cometido por homens em cima das mulheres

Enfim, é isso.

Ps: Algumas pessoas podem vir debater, essas é ok. Outras vão repetir baboseiras, falácias e se imporem como "donos da verdade", repetirem os mesmos argumentos e assim criar uma falsa sensação de q são a "maioria" .

Rafael Cherem disse...

Há uma questão de fundo: Perseguição da esquerda, como nos últimos anos a denúncia da cultura coube ao feminismo de esquerda, evidentemente que essa pauta foi combatida com força pela direita conservadora, então tudo com viés de esquerda é alvo de projetos de lei como o escola sem partido e esse agora, é como se a direita burra(a conservadora) tivesse por obrigação apresentar uma antítese a tudo que a esquerda defende.

É puro analfabetismo.

Anônimo disse...

14:35, vc é quem mais vomita falácias nesse espaço

Anônimo disse...

Anônimo disse...

14:35, vc é quem mais vomita falácias nesse espaço

25 de abril de 2017 15:30


Dizer que as Delegacias de mulheres precisam de reestruturação e ampliação é falácia???kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

15:41

não, mas vc diz muitas outras falácias, do tipo: "a voice for men"

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sportano disse...

E ainda que os números não sejam verdadeiros, a denunciação caluniosa de estupro existe. Não é algo de "ouvi falar".

http://revistamarieclaire.globo.com/Comportamento/noticia/2014/09/ninguem-quer-saber-se-voce-foi-inocentado-diz-pai-acusado-pela-ex-de-abusar-sexualmente-da-propria-filha.html

http://m.correio24horas.com.br/noticias/single/noticia/homem-condenado-por-falso-estupro-e-absolvido-depois-de-16-anos/?cHash=fab76351a9e89c6a2aeffc43a3a873bb

Sportano disse...

Só a lei pode alterar a lei. Mas a forma como a sociedade enxerga pode sim servir como motivação para a criação de uma lei que altere a outra lei. Seja para deixar de penalizar na esfera penal uma conduta como foi o caso de adultério seja pra criminalizar ou ainda agravar uma conduta já vista como ela.Muitas vezes infelizmente é preciso que um caso ganhe repercussão para que a lei venha a surgir. A agressão doméstica contra a mulher sempre existiu mas precisou que uma mulher chegasse quase ao óbito e que o caso fosse repercutido para que surgisse a Maria da penha. Invasão de privacidade na internet sempre aconteceu mas foi preciso que ocorresse com uma atriz para que surgisse a lei Carolina Dieckmann.

Se são os homens que acusam falsamente então as mulheres não precisam se preocupar já que não vão acusar falsamente ninguém de estupro.

Mas enfim...Essa lei não vai passar.

Anônimo disse...

2 casos, ual, quer dizer então q 0,002% são de acusações "falsas" feito por mulheres

já o restante: 3%, são dos homens q acusam falsamente

por isso q quem diz q são os homens os maiores falso-acusadores, eles tem razão
________________

"a voice for men"

kkkkkkkkkkkkkkkkkk, essa fonte virou piada pronta

Anônimo disse...

Continuo a afirmar como é estranho não se ter dados fidedignos sobre estupro e as feministas,ainda assim, insistem em dizer que o número é enorme com base em achismo. Não se tem estatísticas confiáveis sobre este delito. Uma pesquisa revela que 70% das vítimas são crianças e adolescentes, o que corrobora com a informação da psicóloga que diz que cerca de 80% é denúncia falsa provenientes das varas de família, justamente um palco conhecido por disputas entre casais, muito estranho! Ademais, se existe tanto este medo de serem estupradas, por que em qualquer cidade vemos mulheres andando sozinhas pelas Ruas, falando tranquilamente em seus aparelhos celulares ou dentro de seus carros? Aqui na minha cidade vejo muitas, e olha que é uma cidade com um índice alto de criminalidade.

Anônimo disse...

todos os dados fidedignos foram postados, seu bosta

o achismo do psicólogo não é corroborado por nada, além de imbecis feito vc, e estranho vc duvidar dos dados FIDEDIGNOS, mas se apoiar em algo q não foi fruto nem de pesquisa e nem de estudo

sinceramente, vá se f*der

bem já disseram:

-vão repetir baboseiras, falácias e se imporem como "donos da verdade", repetirem os mesmos argumentos e assim criar uma falsa sensação de q são a "maioria"-

Anônimo disse...

"a voice for men"

kkkkkkkkkkkkkkkkkk, essa fonte virou piada pronta"

só mascu acredita nessas merdas

Sportano disse...

Por que elas têm medo de serem estupradas? Pelo simples fato deles ocorrerem (mesmo muitas vezes o abuso não ocorrendo na rua,mas sim nos próprios vínculos da mulher como na sua própria residência). Por que elas andam sozinhas? Pelo simples fato delas terem o total direito de andarem sós.

Anônimo disse...

Anônimo disse...

todos os dados fidedignos foram postados, seu bosta

o achismo do psicólogo não é corroborado por nada, além de imbecis feito vc, e estranho vc duvidar dos dados FIDEDIGNOS, mas se apoiar em algo q não foi fruto nem de pesquisa e nem de estudo

sinceramente, vá se f*der

bem já disseram:

-vão repetir baboseiras, falácias e se imporem como "donos da verdade", repetirem os mesmos argumentos e assim criar uma falsa sensação de q são a "maioria"-

25 de abril de 2017 16:28


O desgraçazinha!!! Quais dados vocês tem??? O próprio texto fala da cifra negra.


Sportano, elas tem tanto medo que andam tranquilas pelas Ruas, foi o que eu disse! Já que a maior parte dos estupros acontecem no ambiente familiar, logo, as Ruas são relativamente seguras. Se estes crimes ocorrem no ambiente familiar, acabam não sendo registrados. Se são registrados os estupros do ambiente familiar, até que ponto estes são feitos para conseguir vencer disputas nas varas de família? Quais são os verdadeiros casos de estupro neste ambiente, ainda não sabemos.

Anônimo disse...

todos os dados fidedignos foram postados, seu bosta

"o achismo do psicólogo não é corroborado por nada, além de imbecis feito vc, e estranho vc duvidar dos dados FIDEDIGNOS, mas se apoiar em algo q não foi fruto nem de pesquisa e nem de estudo

sinceramente, vá se f*der

bem já disseram:

-vão repetir baboseiras, falácias e se imporem como "donos da verdade", repetirem os mesmos argumentos e assim criar uma falsa sensação de q são a "maioria"-"

Não adianta amiga, todos os homens, e os mascus principalmente, têm a mente SEQUELADA, vc pode esfregar a verdade na cara deles, eles irão se recusar a aceitar os fatos

Anônimo disse...

"Não adianta amiga, todos os homens, e os mascus principalmente, têm a mente SEQUELADA, vc pode esfregar a verdade na cara deles, eles irão se recusar a aceitar os fatos"

os dois comentários acima comprovam

Anônimo disse...

O caso do mayer é outra falsa denúncia, a figurinista fez aquele escândalo todo e n comparece na delegacia pra formalizar a denúncia, já chamaram 4 x e nada da mulher aparecer.
Ela quer algo, já as famosas q se meteram no meio querem mais fama

Anônimo disse...

Ele admitiu!mula!

Bruna disse...

eu acho q é desonestidade cultural.
falsa comunicação de crime, já é passível de punição, pq a do estupro tem que ser mais grave que qualquer outro? Pq afinal, se o sujeito não tiver cometido, não tem o que se preocupar. Mas se ele cometeu, usou camisinha, a vitima não conseguiu arranha-lo p ter DNA nas unhas, não tem testemunha, mas ela sabe quem foi. Provavelmente o estuprador será inocentado e a vitima vai ser presa?
Concordar com isso é desonesto, vil e não condiz com os cidadãos de bem que dizem ser.

Anônimo disse...

Bruna e se a garota fez sexo consentido com o rapaz,e por algum motivo se desentendem depois e ela para se vigar resolve denuncia-lo por estupro?

Na delegacia onde trabalho como escrivão aqui em SP já conseguimos constatar dois casos assim,
mas e se não conseguíssemos? E quantos casos assim o rapaz já não foi parar na cadeia, tendo sido agredido e violentado por outros presos em rebeliões?

Anônimo disse...

Homens tem uma divida de seculos de opressão a pagar para com as mulheres.Portanto não tem nada a reclamar em questões de gênero. Homens que foram falsamente acusados de estupro alguma coisa fizeram para oprimir a mulher a chegar a tal ponto, e deveriam refletir e saber que o culpado pelas "falsas acusações" são os próprios homens, afinal se não existisse estupro não existiriam as tais acusações, seja elas falsas ou não, então macharada culpem seus pares e a estrutura social machista que criaram.
E em conceito estrutural,assim como toda relação heterossexual tem algum grau de abusiva, todo sexo hétero em algum grau e estupro também, ja que biologicamente e uma violência para com o corpo feminino.

Anônimo disse...

19:24 fanfic mascu, tão convincente quanto os 80% da psicóloga da vara

19:42 nem preciso comentar, vômito e diarreia pura, morra mascu, MORRA

Anônimo disse...

também sou escrivã, e de todos os 10 casos relatados de estupro, NENHUM era falso, quem está com a verdade, eu ou você?

Sportano disse...

Quem é que anda tranquilo na rua com essa segurança caótica que nós temos no Brasil? Ninguém. Essa semana que passou mesmo foi capa do jornal daqui uma pesquisa realizada sobre o clima de insegurança das pessoas. E quem se mostrava mais inseguro na pesquisa?As mulheres.

Todos os riscos que o homem corre ao ir pra rua,por exemplo,como ser assaltado,ser vítima de latrocínio,de homicídio,a mulher também passa. Com o medo adicional de ser estuprada. Tá OK que o estupro pode ocorrer contra homem e mulher mas a prática é que no computo geral as mulheres são mais vítimas.

Estupros podem ocorrer na rua e em casa. Geralmente,em casa,com pessoas de confiança. Mas isso não tira a insegurança que elas sentem ao sair pra rua.

O ato que fere a dignidade do corpo da mulher,da sua dignidade sexual não ocorre só com aquele caso de o estuprador levou pro mato a mulher e lá a estuprou. Esses atos que afetam a dignidade do corpo dela estão no beijo forçado na balada ou no carnaval por exemplo, na passada de mao na bunda, em o namorado/ficante/marido que embebeda a mulher para diminuir ou retirar a capacidade dela de resistir, na violência psicológica de forçar um convencimento pra que a mulher aceite fazer sexo com ele ou faça de determinado jeito,de determinada maneira... Está em toda situação que retire a capacidade de consentimento da outra parte para o ato. E esses casos não são notificados.

Também não ocorre a notificação por diversos motivos : pessoas próximas ao estuprador não querem que a mulher leve aquilo em frente para não prejudicar quem estuprou a moça,autoridades que deviam zelar pela vítima muitas vezes acabam culpabilizando-a pelo ato,constrnagindo-a (delegados,promotores...houve até um caso recente de um promotor que agiu assim), a vitima acaba se culpabilizando, acreditando que de alguma forma ela foi a culpada por ter sido estuprada, além de tudo isso o processo judicial em si de estupro é deveras desgastante para a vitima. Ela vai encarar o agressor em audiência,casos de estupro dão plateia em fórum,vão ter várias pessoas assistindo,julgando a vitima (se ela tava com roupa curta,se ela tava pedindo etc), o advogado do acusado vai fazer perguntas invasivas tentando desacreditar a vitima,fazendo com que ela caia em contradição...Se ela engravidar então...Mesmo ela tendo o direito de abortar vai ser julgada por isso,condenada como abortista,vão pedir que ela prove o estupro (o que não é necessário).

Entre os casos relatados,poucos são de falsa denúncia. Basta fazer uma breve conta percentual entre os que são comprovadamente falsas acusações e todas as denúncias feitas. Chega-se a um percentual baixo.

Sou a favor da lei não pelo percentual que sabe-se que é baixo mas sim pela gravidade de que uma denunciação caluniosa de estupro pode causar.

Anônimo disse...

"Eles não vão parar nunca. Quanto mais discute mais eles comentam bosta. São os mesmos da 5a série ainda."

Sim.

Sportano disse...

Continuando anônimo da 16:50 : não enxergar que devido a todas as dificuldades que uma mulher passa ao procurar notificar um estupro pelo qual foi vítima, gerando assim,uma baixa notificação deste crime, achar que as mulheres andam tranquilas nas ruas é não ter uma das características mais básicas do convívio humano: a empatia.

Não pode esta lei (que não será aprovada) servir como empecilho pra que a notificação de estupro ocorra.Esta lei deve exclusivamente frear a denunciação caluniosa de estupro. A notificação deste crime deve ser estimulada.

Anônimo disse...

"também sou escrivã, e de todos os 10 casos relatados de estupro, NENHUM era falso, quem está com a verdade, eu ou você?"

obviamente: você (19:47)

Anônimo disse...

20:12

NENHUMA, pq NENHUMA mentiu, simples assim

ao contrário dos (h)omens, que são quem mais acusam falsamente os outros, e querem a todo custo fazer parecer q são as mulheres responsáveis pelos míseros 2% de "falsas" acusações, quando na verdade, o desespero dos mascus em linkar noticiários de um ou dois casos, corrobora o fato de q acusação "falsa" é ÍNFIMA, um número PÍFIO, e q não serve pra justificar uma lei imbecil e baseada em premissas MENTIROSAS como essa

é q nem o fato de q homens na esmagadora maioria dos casos são mortos por outros homens, mas os ativistas mascus querem enfiar goela baixo q isso é responsabilidade das feministas, só digo uma coisa: VCS NÃO ENGANAM NINGUÉM

Anônimo disse...

99% (ou mais) dos pedófilos e estupradores são homens

95% (ou mais) dos assassinos e demais criminosos são homens

97% (ou mais) das pessoas q matam homens, tb são homens

[quem mata homem são os próprios homens]

e 98% (ou mais) das pessoas q fazem acusações falsas: advinhem... são homens

A descrição da lei é pura MENTIRA, uma imbecilidade q só mesmo um homem seria capaz de escrever, e se já não bastasse, foi feita pra proteger bandidos e abusadores sexuais, e de quebra, jogar um ato comum do sexo masculino pra cima das mulheres

esse congresso é CÂNCER

Anônimo disse...

99,99% das pessoas nasceram de heterossexuais

Anônimo disse...

Que rápida, Lola!

Anônimo disse...

Que curioso isso né...

Anônimo disse...

No Brasil a maioria é mulher. A culpa é de países atrasados, retrógrados, tipo Índia e China, que conseguem a proeza de serem mais patriarcacais que lixos como o nosso país.

Mascu disse...

uhauaha que engraçado.

Anônimo disse...

Tava demorando...

¬¬

Anônimo disse...

homens ainda tiveram a coragem q simbolizar o mega e hiper-sensível escroto como símbolo da "força e coragem"

quando na verdade, essa coisa escrota chamada escroto, não aguenta nem um toque

a vagina, pelo contrário, ejeta até 2kg de ser humano, homens na mesma situação morreriam

impressionante como homens precisam se auto-enganar pra se sentirem "superiores", sendo q não são, as melhores, ops, quis dizer... as mulheres é quem são

Anônimo disse...

"misandria" é falar a verdade agora?

Anônimo disse...

agora não, sempre foi.

Anônimo disse...

Nós todas somos, a um grau muito alto e desconfortável, prisioneiras das instituições em que vivemos. Sermos forçadas a suportar coisas terríveis é ruim o bastante: nós somos forçadas a sentir coisas terríveis também – é realmente horrível perceber quantas ilusões e distorções têm sido forçadas sobre nós. É muito mais fácil dizer que tudo (como Perelman coloca) é mar e rosas, que todas as mulheres realmente adoram homens, que apenas mulheres “doentias” odeiam homens. Está chegando ao ponto de que afirmar que algo é “errado” em sentido prático e tático carrega tons de arbitrariedade (portanto a condenação de Friedan à Steinem, et al). Se você se dispõe a aceitar a existência de mulheres que de fato odeiam homens abertamente, e que elas odeiam homens ou porque chegaram a circunstâncias extremas (porém características) ou porque elas são mais esclarecidas que o restante de nós, isso significa que você deve aceitar a misandria como uma possibilidade para todas as mulheres. Se você é uma mulher, isso significa que você deve aceitar a misandria como uma possibilidade para você. (Se você é um homem, essa aceitação significa que você deve aceitar a possibilidade do ódio das mulheres como uma resposta racional a uma situação ruim, e que você não deve se alarmar com isso.) Aceitar a misandria é perceber as confusões atrozes de que nossas vidas são feitas, mesmo quando somos sortudas o bastante para escapar dos piores efeitos de nossa estrutura social. Há dois tipos de mulheres que nunca odeiam homens: as demasiadamente sortudas e as demasiadamente cegas.

Penso que nós devemos decidir que o ódio-por-homens não é apenas respeitável, mas honrável. Para ser misândrica, uma mulher necessita considerável genialidade, originalidade e resiliência. Um misógino não requer tais recursos. Nossos homens são criados para nos odiar; é o homem anti-convencional, inteligente, sensível e verdadeiro aquele que consegue sair dessa tirania e amar mulheres. Nós somos criadas para amar nossos homens – acriticamente, e temendo as conseqüências de não fazê-lo. (Eu não estou falando deste ou daquele homem em particular, mas homens enquanto grupo. A doutrina de que homens devem ser aceitos ou rejeitados enquanto indivíduos é um salva-vidas para mulheres que se horrorizam com o ódio-por-homens. Mas estas mesmas mulheres sabem perfeitamente bem que esta questão é uma questão de classe – elas mesmas argumentam que “homens” são maravilhosos, que “homens” são bons, especificamente, elas quase sempre aceitam os termos de classe do argumento , até que alguma outra pessoa as desbanque trazendo o argumento individualista de que as pessoas devem ser julgados singularmente, deslizando então imperceptivelmente para a posição de que pessoas não pertencem a grupos ou classes de fato.) São as mulheres anti-convencionais, verdadeiras, sensíveis, inteligentes e originais que conseguem sair debaixo desta tirania, e ver claramente que serem discriminadas, apadrinhadas, diminuídas, frustradas, limitadas, tratadas sem respeito e ensinadas que não são importantes dificilmente são solos férteis para o Amor.

É possível rejeitar a misandria enquanto uma tática, ou até mesmo escolher suprimí-la em si mesma, e ainda assim aceitar as misândricas elas mesmas. Isso envolve reconhecer a misandria como uma permanente possibilidade nas situações de cada mulher, e conseqüentemente em sua vida. Significa não estar nervosa sobre o que os homens vão pensar dessas mulheres horríveis e odiadoras-de-homens. Significaria criticar odiadoras-de-homens – no máximo – privadamente.

Anônimo disse...

o mascu acima exemplifica perfeitamente o q pensam os homens ao nosso respeito: q somos desprezíveis

mas eu sempre soube, homem NENHUM gosta de mulher, NENHUM, só fingem, e fingem mal

os homens só gostam ou só toleram eles mesmos, ou nem isso, visto q vivem se matando

homem não gosta é de nada e de ninguém, são desprezíveis por natureza, e projetam esse sentimento em nós, as humanAs

Anônimo disse...

A situação das mulheres em relação aos homens não é apenas opressiva; é terrivelmente confusa. Como diz Virgínia Woolf, nem lisonjas, afeto, conforto em sua companhia, nem amor podem impedir uma mulher de ser colocada em seu lugar. (Coisas ruins acontecem não apenas quando o subordinado se engrandece, mas quando o dominador irrita-se e quer alguém em quem descontar – todas nós admiramos o realismo delicado do cartoon no qual Patrão grita com Marido, Marido grita com esposa, e esposa grita com Filho. Este Filho deveria ter um Cão.)

Já é ruim o bastante coisas ruins serem feitas a você; o pior é o duplo-vínculo que segue. O homem insiste – em geral semi-sinceramente, apesar dele ter algum indício de seus motivos, pois ele se irrita se você o questiona – que (1) ele não fez nada, você deve estar alucinando; (2) ele o fez, mas é trivial e portanto você é irracional (“histérica”) ao se ressentir ou se magoar; (3) é importante, mas você está errada em descontar nele pessoalmente, porque ele não intencionava fazê-lo de forma pessoal; (4) é importante e pessoal, mas você o provocou, em específico é sua culpa e não dele. Pior ainda, ele freqüentemente insiste em tudo isso ao mesmo tempo. Nesse tipo de situação ideologicamente mistificada, clareza é crucial. Vamos deixar várias coisas claras: ferir pessoas as deixa irritadas, irritação transforma-se em ódio quando a raiva é crônica e acompanhada por impotência, e apesar de você poder intimidar e envergonhar pessoas para não mostrarem suas raivas, a única maneira de parar a raiva é parar a dor. A cura para o ódio é o poder – não o poder de ferir o agressor, mas o poder de fazer parar o agressor.

Anônimo disse...

Hahahahahahaha tinha que ser um cristão fanático o otário.

Patético...

Anônimo disse...

Seus dias estão contados, vermes masculixos.

Toda a merda que vocês geram e jogam pra cima das mulheres vai voltar pra vocês.

É a eterna lei do retorno. É infalível. Tudo que vem volta. Aguardem...

matheus disse...

ola lola parabens pelo blog vc e mt bonita abraços

Anônimo disse...

Nossa, que burro, analfabeto funcional. Como esse ser sobrevive sendo tão anencéfalo/anencétero? Certeza que esse Mascu só tá "vivo" ainda (morto-vivo, mais precisamente) por causa do trabalho, da compaixão e da empatia de alguma mulher que o mantêm vivo.

A melhor escolha e a mais misericordiosa em relação a esse frustrado pobre coitado seria puxar a tomada, dar logo um fim a essa existência espúria e miserável em todos os aspectos. Eutanásia de mascus, eu aprovo e recomendo.

Anônimo disse...

É mais importante evitar que um único inocente sofra do que 100 culpados fiquem livres

Anônimo disse...

20:25

Kkkkkkkkkk nenhuma mentiu kkkkkkk só no planeta esquizofrênico onde vcs vivem

Anônimo disse...

00:10

sim, nenhuma mesmo, algumas apenas mentiram a respeito de terem mentido

já em relação aos homens, os maiores mentirosos de todos, não posso dizer o mesmo

essa porcentagem só chega a um dígito (2%) por causa dos homens q aumentam essa média

são eles quem mais acusam falsamente

00:14 pior ainda é vc q usa como fontes: "a voice for men", kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Diaba disse...

Não vejo ninguém se afastando de estuprador não. O que não falta é bróder pra acolher estuprador. Cai na realidade!

Diaba disse...

Não só por isso, animal. Foi por ela ser obrigada a trabalhar com ele ou desistir da própria carreira, demônio!

Diaba disse...

Qualquer homem inocentado vai poder denunciar a vítima por falsa alegação. Independente de ser inocente ou não, porque a coisa mais difícil no mundo é prender estuprador.

Não basta ver ó estuprador sair andando, vocês querem que a vítima ainda saia presa.

VOCÊS SÃO MONSTROS!

Diaba disse...

Olha, os EUA acabam de eleger um presidente estuprador.

Um estuprador acaba de ganhar ó Oscar...

Então, né, isso que acusação de estupro acaba com a vida de um homem... Nunca vi nem comi eu só ouço falar.

Anônimo disse...

Estupro parece ser o único crime no mundo em que evidências não são necessárias para condenar, nenhuma evidência é suficiente pra inocentar e mesmo a absolvição não significa que o acusado é inocente, só que escapou porque tinha poder/dinheiro/influência (mesmo se for pobre) e/ou a vítima ficou acuada pra depor ou denunciar.

Ninguém se questiona se a vítima de roubo ficou traumatizada demais para denunciar, se a vergonha das vítimas de estelionato as impede de denunciar, ou se a natureza do crime virtual apaga ou esconde as evidências com passar curto do tempo.

E juntam-se a isso estatísticas duvidosas... é impossível (impossivel!!!) saber quantos crimes realmente ocorrem, então se dizer que apenas uma porcentagem é denunciada vale pra qualquer crime, e se disser um número não passa de adivinhação.

BLH

A mãe dos gato tudo disse...

Sobre a lei do retorno, sem dúvida: basta analisarem a situação da China. Por anos descartaram bebês do sexo feminino como se fosse lixo, agora encaram as consequências: a enorme desproporção entre os sexos. Milhões de homens chineses solteiros não terão chance de relacionar com uma mulher.

Se vocês analisarem, parece que a cultura do Brasil nos força para os tribunais de exceção, para a lei de Talião. A sensação é quase sempre de que não dá para confiar na Justiça e nas leis, há uma sensação de desamparo total e que sempre pode piorar.
Eu ando com um canivete e pretendo comprar em breve spray de pimenta e taser. Se a lei passar, devemos fazer campanhas para promover o porte de tudo isso pelas mulheres e legalizar alguns itens só permitidos pela Polícia, já que será "cada um por si". As mulheres não deverão correr risco de se submeter à humilhação de um processo por falta de provas, então melhor prevenir o provável estupro através da ultra-violência (já canivetando ou lascando spray e taser). E aí se o cara falar "nossa mas nem ia estuprar", como defesa, nós pacificaremos jurisprudência fortalecendo a legítima defesa putativa, o que é perfeitamente aceitável já que recentemente um traficante de drogas não fora condenado por porte ilegal de armas porque usava-as para se defender no ambiente em que circulava.
Se for ver, nem precisamos criar jurisprudência, já tem! Podem passar a lei, mas se antes já reclamavam de que "nossa, hoje não pode mais chegar perto de mulher que já é assédio" agora vai ser na base da canivetada, do spray de pimenta e do taser.

Anônimo disse...

20:43 exatamente por isso o munda tá um lixo

Anônimo disse...

11:00 foi bom enquanto durou, quem teve acesso àquele excelente debate científico teve, quem não teve, lamento, não vai ter mais, rsrsrs

donadio disse...

A caixa de comentários de novo insuportável, uma verdadeira competição de besteiras.

Primeira coisa, não procede que crianças serão condenadas se não puderem provar abuso por parte de adultos. A maioridade penal continua em 18 anos, portanto crianças continuam a não poder ser condenadas.

Segunda coisa. Parece que agora tornar um crime qualquer "crime hediondo" vai mudar muita coisa, em termos de repressão à criminalidade. Não procede; criminosos não praticam crimes por que a pena é baixa, cometem crimes primeiro pelo ganho que pode trazer, e por que o risco de serem apanhados é baixo. E esse é um problema muito sério em se tratando de estupro, por que o risco é bastante baixo, devido à dificuldade de apresentar provas (não é o caso do crime de falsa denúncia, onde o risco, ao contrário, é bem alto). Portanto a legislação proposta diminui ainda mais o risco da prática do crime mais grave, e que já tem um risco menor.

Terceira coisa. Como já foi dito, denunciação caluniosa já é crime. Qual o sentido de transformar a denunciação caluniosa de um tipo específico de crime, o estupro, em "crime hediondo", sem que a denunciação caluniosa de outros crimes seja também transformada em crime hediondo? E qual o sentido de transformar um crime cometido sem violência, como é a denunciação caluniosa, em crime hediondo (lembrando mesmo o homicídio, que é o crime mais violento de todos, só é hediondo quando qualificado)?

A proposta, assim, parece na melhor das hipóteses uma mera reação emocional a um problema que sequer está corretamente dimensionado, faltando pesquisas e levantamentos sobre o assunto. Na pior das hipóteses, parece uma proposta destinada a proteger criminosos, aterrorizando as vítimas para que não denunciem estupros.

Anônimo disse...

Lamentável...

Anônimo disse...

Como TODO HOMEM é um estuprador em potencial e TODO HOMEM também é potencialmente pedófilo, natural que se tente passar uma lei dessas em casas legislativas em que a maioria dos membros é do sexo masculino. Porque é só pra isso que serve. Proteger estupradores, pedófilos, tirar filhos da guarda da mãe e deixar nas mãos do pai molestador, tornar mulheres reféns de ex-parceiros que vão usar os filhos como arma, é só isso mesmo. Em casas legislativas com uma distribuição equitativa dos sexos isso JAMAIS seria cogitado.

Anônimo disse...

Principalmente pq não foi vc quem foi estuprado pelos 100 culpados, né não?

Anônimo disse...

Sinceramente, só vejo ambos os lados puxarem estatística da bunda e se basearem em casos anedóticos que ninguém nem sabe se são reais ou notícias falsas, ambos fingem que suas estatísticas são confiáveis, seus casos documentos e os dos outros invenção, enquanto no fundo cada um só tá preocupado em promover sua própria agendo, e pouca gente realmente está comprometida com a verdade e com a justiça realmente. Aí rola uma verdadeira guerra em cima de leis que não farão a mínima diferença e que sinceramente, só serve para colocar as pessoas em guerras ideológicas e distrair elas enquanto de outras leis sendo aprovadas no congresso.

Vou exemplificar, do que serve a lei que criminaliza o feminicídio se já existe lei que criminaliza o homicídio com agravante para motivo banal? O código penal está se retornando um amontoado de redundâncias. Essa lei do agravante por motivo banal, já serve pra qualquer motivo banal, não há necessidade de se criar leis específicas para cada um dos motivos (raça, time, gênero, orientação sexual, religião, etc). Mesma coisa a questão de tornar crime hediondo as falsas acusações de estupro, falsas acusações já são punidos com até oito anos de prisão.

O problema é que as pessoas acham que criar leis resolverá o problema e a triste verdade é que a maioria das leis já existem, só precisam mesmo é serem cumpridas, o que vai continuar sem acontecer, não importa quantas leis a mais se crie.

Anônimo disse...

Percebam a artimanha manipulatória daquela ilustração que mostra os bonequinhos representando os casos de estupro. Querem fazer parecer que a quantidade é ínfima em relação aos casos reais de estupro e que na pratica as acusações falsas não tem importância pois o falso acusado jamais será condenado. Vejamos:

De mil estupradores, apenas 100 são denunciados? Se os outros 900 não foram denunciados, como se sabe da existência deles? Ahhh, é estatística né? Vixi... ai complica. A estatística diz que se eu comi 5 frangos e você comeu 1, cada um comeu 3. Não dá pra confiar muito né, ainda mais falando de números relacionados à um tema tão sério como esse, tanto que se você tem um Blog e pretende discorrer sobre o assunto, não dá para usar isso como base de argumentação. Sem contar que se pegarmos nos registros judiciais a quantidade de condenados por estupro e aplicarmos a mesma proporção, vamos concluir que a quase totalidade de homens são estupradores. É daí que veio essa estatística né? Do axioma feminista de que "todo homem é um estuprador". KKKKKKKKKK, tá explicado. Agora faz sentido essa estimativa.

Mas blz, abstraindo isso, observem que os 2 bonecos falsamente acusados estão fora até mesmo dos denunciados. Ora, se eles sequer foram denunciados, não há o que se falar de "acusação falsa". Sem denúncia, sem acusação. Vocês conseguem acompanhar isso, né feministas? Mesmo com a perversidade e canalhice inerente à vocês, não dá pra refutar o óbvio né? Só isso já mostra que houve má intenção na elaboração do gráfico. Vamos colocar esses dois falsamente acusados dentro da parcela dos denunciados, o que faz mais sentido. Estamos falando de 2% dos casos. Dentro dos 10 que são condenados, estamos falando de 20% dos casos. Vocês aceitam, feministas, a possibilidade de 20% dos condenados por estupro serem na verdade inocentes? Pra vocês está bom? Isso que esses 20% foram baseados naqueles dois bonecos da ilustração, e na verdade pode ser bem mais.

Que coisa feia feministas. Tentando manipular e distorcer na cara dura. Se bem que, vindo de vocês, não é nenhuma surpresa.

Anônimo disse...

"A verdade é que não é nada fácil provar estupro. E talvez por isso casos de estupro sejam tão raramente punidos"

Mentira. Para um homem ser condenado por estupro, basta a mulher denunciar.
A jurisprudência, inclusive dos tribunais superiores, há muitos anos tem um entendimento pacificado de que o depoimento da vítima tem um valor probante diferenciado e se mostra suficiente para embasar a condenação.
O entendimento pacífico de todos os tribunais brasileiros é no sentido de que o crime de estupro é tipicamente clandestino, o que justifica essa maior valoração da palavra da vítima.
Logo, o excerto acima é uma inverdade e um mimimi infundado.

O que todos nós deveríamos fazer seria nos unirmos para lutar em prol de um judiciário mais eficiente.
Porque a realidade atual é que o judiciário é ineficiente e moroso, incapaz de dar efetividade para as leis já existentes.
E como as feministas querem corrigir isso? Criando mais leis.
Lógica mandou lembranças...

Anônimo disse...

O Ipea se retratou de um erro na pesquisa sobre o número de pessoas que concordam que "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas" o que não invalidou os dados levantados. Não crie espantalhos. Mesmo sendo um n´mero bem menor, o machismo está escancarado nesses dados.

http://odia.ig.com.br/noticia/brasil/2014-04-04/ipea-admite-erro-em-pesquisa-e-diretor-pede-demissao.html

Carolina Duarte disse...

Ué querida, como boa militante de esquerda você não deveria ser a favor da pena de morte. Pena de morte é coisa de direitista......