quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

UMA DÉCADA DE BLOG!

Pessoas queridas, ontem o meu blog comemorou dez anos de vida!
Lolinha fora de foco em Detroit,
2008
Bem, não foi exatamente ontem. Não sei o dia exato em que comecei o blog. Só sei que foi na última semana de janeiro de 2008. Naquela época eu estava em Detroit fazendo o meu doutorado-sanduíche e senti a necessidade de ter meu próprio blog pra que eu pudesse escrever sobre o que eu quisesse, sem intermediários (antes, eu colaborava com dois sites que não tinham muito a ver comigo, não eram a minha cara, não era o meu público).
Eu e Silvinho em Barra Nova, CE,
ano passado
O único problema é que eu não tinha a menor ideia de como fazer um blog e, pra variar, eu estava ocupada (pesquisando pra escrever minha tese de doutorado). O maridão também não sabia como fazer blog, mas ele aprendeu o mínimo possível e passou pra mim. E o resto foi com minhas divinas leitoras e leitores, que me ajudaram (e continuam ajudando) em tudo, desde fazer o cabeçalho do blog com uma foto minha de quando eu era criança até me ensinar a colocar links. 
Jullie manifestando seu apoio a mim
na Marcha das Vadias BH, 2011
Dou gargalhadas até hoje de quando eu tirei uma foto da tela do meu computador pra mostrar alguns dados sobre o blog pra vocês, e um leitor (que eu conhecia dos tempos do Orkut, porque ele foi o criador de uma fan-page das minhas crônicas de cinema) escreveu nos comentários: "Lolinha, diz que você não tirou foto da tela do seu computador!" E naquele momento aprendi que existia um troço chamado print screen. 
Santa Maria, RS, em 2013
De lá pra cá meu blog foi crescendo e despertando interesse, até se tornar um dos maiores blogs feministas do Brasil. Chegou a ter mais de 400 mil visitas por mês. Eu parei de contar quando o marcador registrou 17 milhões de visitas. Já faz vários anos. Não parei de contar porque quis, mas porque o contador de visitas que usava desde que abri o blog, o SiteMeter, bugou. E aí preferi não acompanhar mais números. 
Com uma turma incrível na UFSC
cinco anos atrás
Sei que o auge do meu humilde bloguinho foi em 2013. Aliás, suponho que não só do meu, mas de diversos outros blogs. O Facebook foi ganhando terreno e tomou muito do lugar dos blogs (e dos comentários nos blogs!). Muita gente escreve "textões" lá, e muitos outros migraram pros vlogs. Eu sou um dinossauro que ainda só tenho blog (e twitter, com quase 36 mil seguidores e, suponho, o mesmo número de reaças bloqueados. Me siga lá se você não for reaça).
Comemorando a aprovação da
Lei Lola em dezembro
Nesses dez anos de blog, foram mais de 4.500 posts. Pra ser mais precisa, foram 4 mil posts, porque cerca de 500 (aqueles que aparecem na barra lateral do lado direito com data de 1998 a 2007) foram colocados em 2008, quando comecei o blog, mas escritos e publicados em outros lugares até o final de 2007. Por isso tem gente que acha que meu blog existe há vinte anos, desde 98. Mas não, ele só começou em 2008 mesmo (só!). Tanto que os posts pré-2008 mal tem comentários. 
Enquanto eu estava na praia
tinha alguém moderando os
comentários
Por falar em comentários, nesta década foram 280 mil publicados (fora os mais de 60 mil comentários deletados -- quando não há moderação -- ou não publicados. Pra vocês verem o enorme volume de trolls). Devo dizer que já me orgulhei várias vezes de ter a melhor caixa de comentários da internet, com comentaristas inteligentes, sagazes, divertidxs... Hoje, infelizmente, não mais. Tirando uma meia dúzia de comentaristas que assinam o que dizem (mesmo que não seja com o nome real), o que mais tem parece ser troll. Esses são fiéis! Não creio que se eu instalasse Disquus ou alguma dessas ferramentas que me sugeriram melhoraria. 
Tem bastante gente que comenta os posts no Twitter, quando os divulgo. Mas lá não fica registrado ou organizado, como aqui. Não rende debates. Então eu peço sempre: se possível, comentem aqui (ainda mais quando fazem uma série de tuítes. Copia e cola aqui na caixa de comentários).
Encontrei a linda Carla Rizzotto (que
escreveu uma tese de doutorado
sobre o meu blog) sem querer
na UFMG uns dois anos atrás (aqui
um artigo recente que ela publicou
depois de entrevistar vocês!)
Entre os 4 mil posts publicados nesta década, mais de 900 foram guest posts. Em outras palavras, textos que vocês escreveram. Adoro esses guest posts, pois falam de uma enormidade de assuntos. É um jeito de deixar um blog pessoal (pois considero este um blog pessoal, tem até o meu nome no título) menos pessoal. Entre os guest posts, há desde relatos anônimos de experiência a artigos de opinião a textos mais acadêmicos de pessoas (re)conhecidas. Se dependesse do meu conhecimento ou da minha experiência pessoal para escrever sobre, sei lá, poliamorismo, BDSM, algum fato marcante numa novela, futebol, música, mães solo (só para citar alguns temas), eu ficaria devendo, já que nada disso é minha praia. No entanto, graças a contribuições de vocês, o blog trata desses tópicos. E muitos guest posts acabam virando referência!
Palestra em Campina Grande, PB
Dez anos, como vocês sabem, é uma eternidade na internet, onde as coisas são muito mais efêmeras. Cansa. Tem dias que fico com preguiça pra escrever. Mas, na maior parte das vezes, não falta vontade: falta tempo. Falta tempo pra responder emails, pra responder comentários, pra visitar outros blogs, pra desenvolver melhor um texto, ou revisá-lo. Nessa década, pensei dezenas de vezes em parar com o blog, e a principal razão sempre é "imagina só o tempo livre que eu iria ter pra pesquisar, ler, publicar, dormir, viver". 
Em Varadero, Cuba, em
dezembro 2017
Mas eu persisto por vários motivos: porque acho que ainda tenho algo relevante pra falar (nem sempre!), porque ainda tem quem me leia, porque ainda tem gente que diz que o blog ajudou a mudar suas vidas, porque é uma forma também de registro pessoal (pra eu ter uma vaga ideia do que fiz na última década), porque é um meio de defesa (se eu parasse, o pessoal que me ataca não iria parar de me atacar), porque eu aprendo muito, porque ainda me dá prazer fazer o blog, porque é bacana conhecer tanta gente especial através do blog, porque é gratificante acompanhar a evolução de leitoras e leitores que me leem faz tempo. 
Vendendo livro
Sou super grata a cada uma e cada um de vocês que faz comentários sensatos, que ajuda a divulgar o blog, que manda palavras carinhosas (no meio de tanto ódio, é sempre bom receber elogios), que escreve guest posts, que traduz textos, que faz ilustrações (como o selinho de comemoração aí em cima, cria do Luiz Prata), que me tira dúvidas, que me lê, que me envia sugestões, que me entrevista, que me defende quando vê alguma mentira sobre mim ou minha família, 
que ajuda a moderar os comentários enquanto viajo, que me chama pra palestras, que vai às palestras, que me dá chocolate depois da palestra (tô ficando cada vez mais específica aqui), que compra meus livros (tenho que publicar mais!), que ajuda com os processos judiciais (até agora só chegaram dois, ambos de mascus), que contribui financeiramente com o bloguinho (aliás, pra quem quiser doar dinheiro de presente pros dez anos do blog, taí o PayPal, ou uma das minhas duas contas: Banco do Brasil, ag. 3653-6, conta 32853-7, ou Santander, ag. 3508, conta 010772760).
Seminário de gênero no sertão
cearense! UECE, Quixadá 2015
Não vou citar nomes porque corro o risco de deixar de fora um montão de gente que colaborou tanto com o bloguinho nos últimos dez anos. Mas espero que vocês saibam quem são. Obrigada!
Ah sim, uma coisa que estou devendo há anos e prometo providenciar é um novo design pro blog. 
Com feministas maravilhosas na
UnB, 2011
Sei que muita gente reclama do layout, e hoje, num tempo em que várias pessoas leem blogs no celular, o formato dos textos precisa ficar melhor. Designers que queiram me ajudar a mudar o blog, me mandem um email, por favor! (lolaescreva@gmail.com)
E vamos continuando enquanto der! Não prometo mais dez anos, mas prometo que, mesmo se eu parar, jamais vou deletar o blog. 
E prometo também sempre informar vocês de qualquer decisão, como é do meu feitio. E ouso dizer que a transparência é uma das razões do sucesso deste bloguinho. Além da modéstia, é claro. Obrigada, galera!

65 comentários:

Adecio Moreira Jr. disse...

Oi, Lola. Tudo bem?

Primeiramente, parabéns pelo sucesso do blog.

Li no seu post que você parou de contabilizar os números do blog porque o contador que você utilizava bugou. Você não utiliza o Google Analytics? Ou Search Console?

Talvez não se importe tanto com os números, mas saber alguns dados é importante ao menos para ver o que o seu público anda mais interagindo (os posts mais lidos, os que mais trouxeram tráfego pra você a partir do google, qualquer que tem a maior rejeição, quais são os termos que as pessoas buscaram e foram parar na sua página, números de links que você tem de outros blogs para o seu, etc).

Caso você ainda não tenha isso configurado - é de graça e oferecido pelo próprio Google! - eu posso te ajudar. Eu trabalho com SEO (vou colocar o link do meu LinkdIn no final do comentário só pra você não achar que eu sou um troll haha) e adoro ajudar as pessoas a serem mais analíticas.

E, claro, não vou cobrar nada porque a ideia é mais te ajudar a ver o mundão de dados que você tem para explorar. Juro, é bem fácil e divertido.

Te adoro!

Att,

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/ad%C3%A9cio-moreira-jr-9110ba50/

Felipe Roberto Martins disse...

Parabéns Querida Lola! Prometo escrever um texto maior, ainda nesta semana :). Abraços e muito obrigado por existir.

Giulia Bertoldo disse...

QUE COISA MAIS LINDA LOLAAA! Comecei a ler seu blog em 2011, época em que eu era uma adolescente de 16 anos "rebelde sem causa" como dizia meu pai e estava tendo meu primeiro contato com o feminismo... Não posso colocar de outra forma que não seja dizendo que seu blog me acolheu, que me ensinou e que sim, transformou minha vida. As suas críticas, opiniões e os relatos de outras mulheres que publicou no blog me ajudaram a crescer como mulher e a mudar a vida das mulheres que viviam ao meu redor, posso dizer que influenciei muito bem minha mãe e minha irmã mais nova, que já desconstruí muitas coisas dentro (e fora) de casa e que sigo mais feminista que nunca. Tive até a oportunidade de te ver em uma mesa redonda na UFRN em 2012 ou 2013. De vez em quando esqueço de checar o blog, mas isso só me faz ter mais surpresas quando volto a ler. Obrigada por esses 10 anos, sei que não tem sido fácil. Espero que venham mais 10.

Luise Mior disse...

Lola, sua maravilhosa! Teu blog é uma das referências na minha vidinha. Nunca poderei agradecer o suficiente por teres aberto tanto minha cabeça. És um dos exemplos que tenho sobre como quero seguir minha vida: não precisar consumir muito, ser honesta, idealista, democrática, inteligente, humilde e empenhada em fazer um mundo melhor. Espero que teu blog siga por muitos anos, mas se não der, fico feliz que não o deletarás. Cuide-se e arrase! Espero que tuas férias estejam ótimas ❤ Desculpe não comentar tanto ultimamente, ando com tempo corrido.

Erisson disse...

Eu acompanho o blog desde julho de 2011 e posso afirmar que foi o melhor blog que já conheci. Eu aprendi tanto aqui e só posso agradecer a vc, Lola, por ter criado esse excelente espaço de aprendizagem e troca de ideias.

Anônimo disse...

Parabéns Lola teu blog me ensinou muitas coisas que eu jamais iria saber senão fosse seus texto,que venham mais 10 anos

Anônimo disse...

Parabéns pela uma década de escrevalolaescreva! Teu blog é maravilhoso. Quando vim parar aqui devorei os posts retroativamente porque havia em mim uma feminista adormecida, ávida por informação de qualidade.O que você escrevia fazia sentido pra mim, mesmo quando me tirava da zona de conforto, trouxe à tona muitos questionamentos, me empoderou e me tornou uma pessoa muito melhor.
Hoje, mãe de uma menina, espero muito que ela possa vir aqui te ler um dia. Então: vida longa ao bloguinho e muitas felicidades Lola!
Fabi.

Anônimo disse...

Parabéns Lola!

10 anos é realmente muita coisa na internet. Te desejo muita saúde e paz, para poder continuar resistindo não apenas aos trolls, mas também aos criminosos qje te perseguem.

Parabéns de novo!

Débora

Bru Devesa disse...

PARABÉNS LOLA! VOCÊ É MARAVILHOSA! LINDA DE TUDO!
Conheci o feminismo através do seu blog, há cinco anos atrás, aos 20 anos de idade.
Como vc deve imaginar, isso influenciou completamente as escolhas que fiz e faço desde então.
Comentei aqui pouquíssimas vezes, mas você me inspira e sou muito grata por sua existência e resistência.
Um beijo e muito mais sucesso! :)

Anônimo disse...

Conta outra, todo mundo sabe que esta merda e patrocinada por George Soros.

Ezco Musaos disse...

Parabéns, Lola. Seu blog é uma das páginas que eu mais visito e gosto em toda a Internet e também foi uma das primeiras coisas que encontrei ao entrar em contato pela primeira vez com a web, o que deve ter sido há pelo menos oito anos.
Que bom que você esclareceu sobre as postagens entre 1998 e 2007, a existência delas era um grande mistério para mim (estou sendo bem noob, sei disso) :).
Novamente Lola, parabéns pela sua coragem, pela sua resistência, pela sua luta! Você é simplesmente incrível.

Hamanndah disse...

Parabéns, Lolissima .

Guidi Vieira disse...

Parabéns! Leio todo dia o blog e o conheci em 2013 (assim que vi o filme "O riso dos outros" fui correndo ver quem você era e ler seus textos).
Ler seu blog também me ajudou e ajuda muito; questões tão difíceis eu passei a entender aqui, com seus posts e guest posts. Sua transparência, sua alegria de viver, sua leveza aliada à sua militância rotineira é linda de ver e é inspiradora. Um grande beijo!

Ana disse...

Parabéns, Lola! Você é um marco no feminismo brasileiro! :)

Anônimo disse...

Parabens, Lola

Desde 2011 contigo.

Donna nyckynha

jean canesqui disse...

Parabéns, Lola.

Seu blog é essencial.

Continue firme pois a luta será longa!

Luciana disse...

Parabéns Lola!!! Que venham mais dez anos!!!

DiLuaa disse...

Parabéns Lola! Como sempre sendo honesta, divertida e um exemplo de dedicação e coragem! Obrigada por todo esse tempo destinado a nós, seus leitores! Bjs

Jaqueline Ribeiro disse...

Caramba, eu conheci seu blog em 2010, então, ele só tinha 2 anos de vida? Achei que era bem mais. Sucesso, Lolinha, e obrigada por transformar a vida de tanta gente! ❤

Felipe Roberto Martins disse...

Olá Lola!!!

Eu acompanho o seu blog faz um tempo e gosto bastante, leio com os meus alunos e repasso os textos para amigos e colegas.

Fico – muito contente – em ter brasileiros como você com a cabeça aberta ao debate/ diálogos, a gente se espelha para fazer uma sociedade melhor.

Depois que descobri sua página fui lendo os textos aleatoriamente e também sempre que posso comentar, comento.

Acima de tudo, o blog e você representam para mim e creio para outros leitores a RESISTÊNCIA que necessitamos em tempos tão difíceis e obscuros!

Sou otimista, apesar de perceber os “tempos”, ainda acho, que são outros e trarão bons horizontes para a humanidade e os brasileiros no futuro.

Sugestão 1: escolha os seus textos preferidos e faça um livro, a Cynara fez isto, excelente, por sinal. Seria legal para todos os leitores. Acho que é uma tarefa complexa e prazerosa.

Sugestão 2: gostaria d+, penso que outros leitores também, de fazer cursos curtos EAD com você (sei que não tem tempo assim)..., quem sabe né...:).

Espero que o blog dure ainda diversos anos e que mais pessoas tenham oportunidade de conhecer seu trabalho e sua caminhada por uma sociedade mais igual e justa.

Caso um dia venha p/ SP (sei que é difícil) venha palestrar na minha Escola (que é pública) para meus alunos, professores e famílias seria uma honra para a gente!

No tarô a carta 10 é a “Roda da fortuna” uma carta fabulosa (acho que você não acredita) a cartinha vem carregada de energias felizes, colheitas boas.

Feliz Aniversário blog “Escreva Lola Escreva”. Prosperidade e Saúde abundantemente.

Observação: a foto no perfil é da minha cachorrinha Nina (adoro ela), nos comentários antigos tem a minha foto mesmo. Escrevi agora tarde, então o texto pode ter alguns errinhos. Abraços:).

Anônimo disse...

Olá, Lola!

Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelo grande sucesso que representam dez anos de um blog que aborda temas que, lamentavelmente, ainda são alvo do preconceito da velha sociedade conservadora. Mas tenho uma questão a levantar, que gostaria que fosse abordada por ti em algum tópico. Sempre leio suas críticas aos "reaças", não sem razão, afinal essas pessoas são preconceituosas à medida em que são imbuídas de um moralismo hipócrita que não é saudável para uma sociedade livre e respeitosa. Mas em alguns outros tópicos passa-me a impressão de querer dizer que o feminismo, a luta de gênero e a defesa de pautas correlatas são indissociáveis da esquerda. Ora, eu, por exemplo, após exaustiva formação intelectual nas Ciências Econômicas, tenho a convicção pessoal de que um Estado liberal, em termos econômicos, é aquele que mais gera eficiência e, portanto, bem-estar a uma sociedade. É uma crença pessoal, vinculada à minha formação acadêmica, que, evidentemente, não me faz um "reaça" ou defensor de pautas retrógradas. Não é uma defesa tácita ou expressa da "desigualdade", mas tão somente um reflexo do fato de eu acreditar que é dessa forma que todos podem lograr estar em situação melhor do que estariam diante de um intervencionismo demasiado. Minha posição política não impediu que, durante a vida toda, eu tivesse a simpatia e o engajamento nas questões que tu defendes. Então, apenas quis fazer esse comentário e pedir que, se possível, um dia aborde essas questões às quais aqui me referi.
E, por último, sei que teu tempo é escasso e provavelmente isso seja impossível atualmente, mas gostaria de relatar meu saudosismo com os tempos antigos em que postavas com frequência críticas de filmes aos quais assistias. Eram sensacionais :)

Abraços

La Mamacita disse...

Parabéns, minha filha amada.Dez anos, ne? Eu te amo e te amo. Leio todos os dias.Voce me da coragem pra seguir andando.Eu te agradeço por tudo.La Mamacita

kay wilbury disse...

Parabéns, Lola, pelo blog!! Que venham mais dez anos, pelo menos!

titia disse...

Parabéns Lola! Dez anos de blog, de sabedoria compartilhada, de sororidade e de mudanças para melhor. Obrigada por estar conosco por uma década e por todo o bem que você faz nas vidas da gente. Sucesso e muitas felicidades!

Anônimo disse...

Que incrível! Parabéns, Lola!

Também queria dizer muito obrigado, Lola, por manter este espaço de troca de ideias e de experiências, espaço de aprendizado e de discussões de pautas relevantes. Este blog torna a internet um lugar melhor a 10 anos, e todos nós que lemos sempre ou eventualmente o seu blog sabemos que não é fácil se manter firme e forte mesmo com tantos ataques baixos dos trolls. Obrigado, Lola!

Anônimo disse...

Lola, estou tentando um mestrado em 2018 e um tema que quero abordar é o masculinismo e os desafios do homem hétero atual com a luta/conquistas das mulheres.

Provavelmente te citarei. Então gostaria de te perguntar, você não vê nada de bom, de proveitoso no masculinismo? Nada que admire em Warren Farrell, Paul Elam ou na obra de Robert Bly?

No meu trabalho quero mostrar o masculinismo e o feminismo como facetas do humanismo. O que acha?

Valéria Fernandes disse...

Parabéns pelo blog e pelo trabalho, Lola! Seu site é muito importante. Você já indicou livros e filmes excelentes (*que eu não conhecia*) e as discussões dos seus posts normalmente são excelentes. Não concordo sempre, não sou tão tolerante quanto você, mas visito diariamente e vejo você como uma amiga.

Continue conosco. 😊

Anônimo disse...

Lola, com todo o respeito, mas a "Lei Lola" ainda não foi aprovada. Ela passou pela Câmara dos Deputados e agora precisa ser apreciada pelo Senado.

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=2078694

Estou dizendo isso porque dá impressão que já está valendo mas ainda não está. Se alguma mulher estiver passando pelas coisas que você passou, pelas coisas que a proposição de nova norma intenciona proteger, ela precisa saber que a Polícia Federal AINDA não investiga esses crimes e ela vai precisar fazer o caminho da Justiça Comum. Ter passado pela Câmera foi uma vitória sim mas o jogo ainda está correndo e não é como se houvesse um prazo para projetos serem aprovados.

Michele disse...

Lola parabéns!!!
Eu descobri seu blog por acaso, não lembro o ano. Como vc fala de vários assuntos, em uma pesquisa ou outra, acabava caindo aqui.
Eu tinha uma idéia muito vaga do que era feminismo, no começo nem percebi que era o tema central do blog, aprendi por mera curiosidade, e foi aqui o começo de tudo, obrigada!
Gostaria muito de ter entrado em contato com o feminismo antes, teria feito uma enorme diferença na minha vida, mas antes tarde do que nunca.

Raramente comento, tbm por falta de tempo, mas leio quase todos os dias.
Parabéns mais uma vez, seu trabalho é muito importante pra nós.

Anônimo disse...

Eu acho que sou uma das suas leitoras mais antigas. Conheço esse espaço desde 2009, quando ainda comentava com meu nome e foto verdadeiros.
Sou do tempo da aiaiai, lord Anderson e da treta fenomenal sobre a suposta morte da niemi.
Vi seu blog ganhar mtos leitores quando você entrou no embate do o gentili ou com aquele blog do Gravataí.
Enfim. Te acompanho a mto tempo e aí um alento esse blog existir. Não gosto de coisas efêmeras. Gosto de ter referências. Parabéns Lola. Muito obrigada por tudo.

Alicia

Anônimo disse...

"os desafios do homem étero atual"

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

desafio do hétero? lidar com o time de futebol derrotado?

kkkkkkkkkkk

"Warren Farrell, Paul Elam, Robert Bly" - TUDO SIC, TUDO LIXO

p¨rra mascu, é sério isso? mestrado sobre mascus??? bom azar pra vc

Sófia disse...

Parabéns Lola!

Espero que você permaneça escrevendo por muito tempo. Eu acompanho o blog sempre, gosto muito dos textos. Obrigada por compartilhar tanta coisa boa, útil, ajudando todos a evoluírem.

Anônimo disse...

"você não vê nada de bom, de proveitoso no masculinismo?"

não, ng vê, nem os homens veem

Anônimo disse...

18:53 falou o mascu financiado pelos irmãos koch, vá beber urina do partido republiengano, seu masculixista de bosta

George Soros o patrocinador disse...

Mas tem sempre que aparecer um sem noção pra gente rir né ahahahahahahahahaha


Parabéns, Lola

Anônimo disse...

O problema é que a Lola confunde o movimento masculinista sério com esses retardados que ficam o dia inteiro na Internet.

Assim como nem todas feministas são radicais que odeiam homens, tb não são todos masculinista que sãofrustrados sem vida social que odeiam mulheres.

Kasturba disse...

Parabéns, Lola!!!
Te encontrei não faz muito tempo, em 2014, e desde lá você foi responsável por tantas mudanças na minha vida... Na minha forma de ver o mundo, de me ver, me posicionar... Até mesmo mudanças nos meus relacionamentos, pois pude identificar coisas que estavam erradas e me faziam mal e eu nem notava...
Obrigada, obrigada!!
Os que te odeiam na verdade são aquelas pessoas que temem as mudanças que você representa. E sua legião de fãs certamente também têm muito a te agradecer, como eu.
Mais dez anos de sucesso, e parabéns mais uma vez!
Espero poder te conhecer pessoalmente qualquer hora.

Fernanda disse...

Nossaaaaa, eu lembro desse caso da Niemi! Era uma das comentadoras mais assíduas e "queridinhas" do blog, que depois ficou doente e morreu, mas aí descobriram se tratar é de um belo perfil fake! Teve até uma galera que começou a investigar e tal, mas abafaram o caso... que fim levou isso? Vc sabe, Alícia? PS: gosto muito dos seus comentários!

Mafê Probst disse...

Lola,
achei um comentário teu no meu blog, lá em 2009. comecei a clicar loucamente em todos que comentaram lá, pra ver quem ainda continua. Que delícia encontrar gente dos velhos tempos ♥

lola aronovich disse...

Oi, Adécio! Obrigada pela oferta de ajuda para usar um outro contador. O Google Analytics eu dei uma olhada alguns anos atrás, enquanto ainda usava o SiteMeter, e não gostei muito. É bem provável que eu não saiba olhar direito. Nunca mais vi. Esse Search Console nunca ouvi falar. Vou aceitar sua ajuda! Mas qual o seu email? Acho que nem estou no Linkedin. Ou se estou, entrei uma vez.



Obrigada a todas as pessoas que me deram os parabéns no Twitter. Muito amor! Talvez eu faça uma coletânea e coloque aqui no bloguinho, pra que esses comentários não se percam.

lola aronovich disse...

Obrigada por todo o carinho, Felipe, Guilia, Luise, Erisson, Fabi, Débora, Bru! É muito bacana saber que vcs acompanham o blog há tanto tempo. Ontem li o artigo da Carla (que linkei no post) depois de escrever o post, e vi pela pesquisa que ela fez que tá cheio de "leitorxs fiéis" que me leem há muitos anos e que vem aqui pelo menos uma vez por semana. Isso me enche de ânimo!


Mais uma sessão de obrigadas para Ezco (adoro seus comentários), Hamanndah (essa é antiga mesmo! Desde 2008, né?), Guidi, Ana, Donna Nyckynha, Jean (conheço do Twitter há tempos), Luciana, DiLuaa, Jaqueline!

lola aronovich disse...

Felipe de novo, obrigada por todas as sugestões! Faz tempo que estou querendo reunir os melhores textos aqui sobre aceitação do corpo e mito da beleza, atualizá-los e publicar um livro com esse tema. Acho que até tem mercado pra isso. Era pra eu ter feito isso já em 2016... Mas quem sabe esse ano vai! (não é fácil, porque na UFC a gente trabalha cada vez mais. Vou dar aula na pós-graduação, vou ampliar meus projetos de extensão, e vou ver se consigo fazer projetos pra contemplar um ou dois alunxs bolsistas. Tudo isso sem parar de fazer nada do que eu já estava fazendo! Como vou arranjar tempo? Bom, se eu me organizar BEM, talvez dê). Sobre cursos curtos EAD, não sei... Eu realmente não tenho equipamento pra filmar. Mas quem sabe com bolsistas ajudando seja possível! E um dia eu vou aí na sua escola falar com seus alunos!

lola aronovich disse...

Anon das 00:33, são questões interessantes que vc traz! Não acho que "o feminismo, a luta de gênero e a defesa de pautas correlatas são indissociáveis da esquerda". É só que os conservadores têm lutado com tanta garra contra tudo isso que ELES fazem parecer que são. Lembra quando caiu no Enem uma questão sobre violência doméstica? Os reaças trataram isso como doutrinação, como pauta progressista, coisa de feminazi. Falar de violência doméstica é pauta feminista? É. Mas é muito maior que isso. É uma praga social que afeta toda a sociedade e, que, portanto, deveria ser pauta de todo mundo, não só das feministas. Mas do jeito que as coisas estão é assim: feminista fala de violência doméstica, reaça (que parecem todos trolls) falam que é tudo mimimi, que isso não existe, que se existe, é violência contra os homens, e por aí vai. Logo, o que tenho a te dizer é que vc é excessão. Ou parece ser. Sobre as crônicas de cinema, é, seu sei que muita gente tem saudades delas. Mas realmente não dá mais tempo. Infelizmente, eu nem vou mais ao cinema. É triste... Hoje vejo filmes (na TV) em época de Oscar. E, no resto do tempo, vejo séries. Totalmente diferente da minha realidade de ir ao cinema uma vez por semana, rotina que seguia à risca em Joinville, quase sempre sexta à noite. Faz uns 7 anos que dou aula sexta à noite... (e gosto, não tô reclamando).

lola aronovich disse...

Kay, Michele, Titia (nunca pare de comentar, querida!), Valéria (seu blog é mais antigo que o meu, né? Também te vejo como amiga, sem dúvida alguma. Tamos juntas, hoje e sempre!), Alicia (vc se lembrou da Niemi? Eu tinha esquecido!), Kasturba (ainda vamos nos conhecer pessoalmente, pode ter certeza!), super obrigada!


Mãe (La Mamacita), que bom te ver por aqui! Nem sabia que vc ainda lia o blog! Obrigada pelo carinho!

lola aronovich disse...

Anon das 9:51, boa sorte com seu projeto de mestrado. Olha, acho difícil mostrar masculinismo e feminismo como facetas do humanismo. Porque desse jeito vc parece equiparar um movimento sério, consolidado, revolucionário, importantíssimo como o feminismo, com um, ahn, movimento de bebês chorões que já parte do princípio que o homem branco e hétero é a verdadeira vítima da sociedade atual. Não vejo nada de de proveitoso no masculinismo, e olha que eu acredito que homens devem lutar pelos seus direitos, que o modelo de masculinidade exigido é amplamente prejudicial aos homens (às mulheres também, óbvio), que, mesmo que os homens sejam privilegiados, ainda há muitos "pedágios" que têm que pagar por esses privilégios. Mas o masculinismo é uma piada, não está interessado nos homens. É apenas um movimento misógino. É só ver quem são os mascus. Que mascus tenham como um de seus maiores representantes um sujeito asqueroso como Paul Elam (que já escreveu inúmeras pérolas, tais como: se ele fosse parte de um júri e estivesse num julgamento de estupro, votaria por absolver o homem mesmo que sua culpa tenha sido provada) já diz tudo sobre o masculinismo. Mas de repente vc pode escrever uma dissertação CRÍTICA sobre o masculinismo (deixe o feminismo de fora, porque não tem o que comparar).

lola aronovich disse...

Anon das 11, sim, a Lei Lola foi aprovada apenas na Câmara dos Deputados. Mas já é uma aprovação, certo? E, convenhamos: mesmo quando a Lei foi totalmente aprovada (no Senado e sancionada pelo presidente), nada indica que funcionará ou será implantada de imediato. Por exemplo, racismo, ao contrário de misoginia e LGBTfobia, é crime no Brasil. E no entanto, o que a gente vê de gente sendo racista sem que haja qualquer investigação, muito menos punição...


George Soros o patrocinador, obrigada! Os contracheques que vc manda pra financiar o meu blog estão meio atrasados. Tipo, uns dez anos! Dá pra agilizar isso aí?

lola aronovich disse...

Ô Fernanda, ninguém abafou nada aqui no blog! Eu escrevi sobre isso. Nunca mais ouvi nada sobre o assunto, mas minha opinião continua a mesma: Niemi foi uma comentarista muito inteligente e assídua, que todo mundo gostava (exceto os trolls, claro), mas era um fake, não uma pessoa real, como ela disse ser durante tanto tempo. Provavelmente tudo sobre ela (seu nome, sua origem finlandesa, sua doença etc) era mentira. E aí, por último, ela forjou sua própria morte. Eu não acredito que ela morreu de verdade, mas morreu no mundo da internet. Ou talvez esteja por aqui (ou em outros blogs e páginas no FB) com outro nome, quem sabe. Não tem como saber. Eu e muitas outras pessoas nos sentimos enganadas, mas o tempo passa, não sou de guardar rancor (só contra meus reais inimigos, e aí nem é rancor, rancor é por algo que já passou, né? E meus inimigos nunca pararam de me atacar. Pra mascu que ameaça e ataca quem a gente ama não tem perdão).


Mafê, saudades de todo o pessoal das antigas! A Aiaiai disse no Twitter que ainda vem aqui todo dia.

Maria Izabel disse...

Oi Lola,

Primeiramente, parabéns pelos 10 anos de blog. Estou te acompanhando há alguns anos!! Comecei a ler seu blog por causa das crônicas de cinema, que eu adoro e, gostaria de saber: vc não vai mais escrever sobre cinema? Eu sei que tem muitos assuntos bem mais importantes para serem tratados no seu blog e também sei que vc não dispõe de tempo para tanto.
Enfim, era só isso.
Obrigada e um abraço grande pra você.
Sucesso!!!!

Anônimo disse...

Lola, se você acha que o masculinismo é só um "movimento dw bebês chorões", eu sugiro que deixe de ler esses fóruns que vc tanto cita e procure os artigos publicados em instituições acadêmicas, como esse:

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932006000100011

Manoela disse...

Lola, me desculpe a ignorância mas quem é esse George Soros? Li algumas coisas sobre ele na net como patrocinador da esquerda. Mas como a internet é terra sem.lei fiquei curiosa.

Anônimo disse...

Acho que você deveria adotar uma dieta à base de capim. Seu trabalho não possui o menor fundamento.

Anônimo disse...

"não são todos masculinista que são frustrados sem vida social que odeiam mulheres" (sic)

para de mentir mascu, é exatamente o contrário: todo masculinista é SIM frustrado sem vida social e odeia mulheres

21:34 - ng acha nada, mascu, o masculixismo é mesmo um movimento de bebês chorões, pra dizer no mínimo

lola aronovich disse...

Olha, Manoela, segundo esse ótimo artigo da semana passada ou retrasada, George Soros roubou a cena em Davos. Ele é um bilionário de 87 anos que tem uma fundação chamada Open Society. Nos últimos anos, segundo o Wall Street Journal, ele doou 18 bilhões de dólares para esta fundação. Segundo os reaças, todos os movimentos sociais são patrocinados por Soros, incluindo este bloguinho aqui. Infelizmente, eu não vi um só centavo desses 18 bi. Mas Soros, o PayPal taí pra isso!

lola aronovich disse...

Anon das 21:34, seu link não abre. Deve existir artigo acadêmico no mundo falando bem do masculinismo. Tem artigo acadêmico pra tudo, até pra dizer que Pepsi é feita de células de fetos abortados.


Maria Izabel, obrigada! Por favor, veja a resposta que dei aí em cima sobre a falta de tempo pra escrever crônicas de cinema.

Emile Sartori disse...

Parabéns Lola.

Seu blog é ótimo, ele nos faz pensar, nos diverte e nos mantém bem informadxs. Tudo de bom.

Espero que continue sempre com ele.

Abraços.

Fernanda disse...

Não disse que foi você quem abafou o caso, Lola. Não me lembro dos pormenores de tudo, mas me lembro, sim, de que alguns leitores do blog fizeram uma pequena "investigação" sobre a Niemi, descobrindo, inclusive, a verdadeira dona da foto que ela usava no perfil. Quando quiseram divulgar mais algumas descobertas, foram, de certa forma, hostilizados nos comentários por "fãs" dela, e pararam por aí... enfim, não vim aqui pra causar, gosto muito do seu blog e já aprendi muito por aqui! Parabéns pelos 10 anos, e que muitos outros venham pela frente!

Marília Lessa disse...

Lola, uma amiga me apresentou seu blog, acho que em 2011. A partir daí amei e leio sempre que que sobra um tempinho dessa vida corrida. Eu gosto de saber sua opinião quando sai uma tema polêmico na mídia, quer seja politico e principalmente que envolva as mulheres. Vinda longa ao blog!

Dandara Lequi disse...

Oi, Lola.

Conheci o seu blog em 2012 e foi amor à primeira leitura. Eu me reconheci em suas palavras e elas me atribuíram muita coragem!

Em 2013 tive a linda oportunidade de, junto com duas amigas, encontrar você em um evento na UNICAMP. Nós estávamos muito felizes em conhecê-la e, logo após esse encontro, lhe enviamos um e-mail, que depois virou um post por aqui.

Apesar de não deixar muitos comentários, eu continuo uma leitora assídua. Admiro sua coragem, sua força e sua luta!

Parabéns pelos dez anos do blog! Que venham muitos outros por aqui e que sejam repletos de feminismo, resistência, empoderamento, luta, viagens e muito muito muito amor!

Você é necessária!

Um super beijo pra você <3

Anônimo disse...

Parabéns, Lola!
Estou aqui com você diariamente, anônima, há mais de 5 anos. Minha referencia de feminismo é esse blog. Muito obrigada por tudo!
Larissa

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Parabéns pelos 10 anos de blog.

NomeDiferentus disse...

Lola,parabéns pelos 10 anos de blog! Muito obrigada por ter me apresentada ao feminismo, coisa pelo qual sempre serei grata, e me fazer ter interesse na política. Comecei a ler seu blog quando tinha 11 e estou prestes a fazer 18, então no meu ponto de vista, você foi/continua sendo uma das minhas maiores influências.
Obrigada pelo blog e espero ler textos seus por mais alguns anos.

Cristian disse...

Ah que legal seu blog!! Faz 10 anos que você o possui, porém foi só neste ano que eu fui conhecer... E realmente achei um conteúdo muito interessante, você é incrível!!!
Lhe desejo muito sucesso!!!
Abs.

Anônimo disse...

Parabéns, Lola!!! conheço seu blog há uns 7 anos, nunca comento, mas sempre te leio e tive o prazer de comprar dois livros seus. Achei fofo o agradecimento. Eu que agradeço por todo conhecimento compartilhado. E que venham mais 10 anos! Cris

Sofia disse...

Parabéns, Lola! ♥

Geovana Gambalonga disse...

Lolinha... meus parabéns pelos 10 anos desse bloquinho!!! Não pare de escrever não... mesmo não comentando tem muita gente que continua te acompanhando por aqui. :) :)