segunda-feira, 7 de agosto de 2017

QUESTÕES DE GÊNERO IGNORADAS, UMA PROFESSORA DESRESPEITADA

A cada cinco dias, uma criança é estuprada dentro da escola, no Rio. 
Como se muda um quadro desses? Adotando a pena de morte para menores de idade? Armando as crianças para que elas se defendam? Ou discutindo gênero na sala de aula? 
O texto abaixo mostra mais uma vez como é urgente que crianças e adolescentes aprendam a respeitar e a combater a violência. Na sexta a Jenifer, que é professora em SP, publicou este relato na sua página no Facebook:

Sou professora do ensino médio na Escola Padre Anchieta. Hoje pela manhã, no final do meu turno de trabalho, ao retornar para casa, eu abri a minha bolsa para pegar a carteira para pagar a passagem do ônibus e encontrei uma camisinha usada cheia de sêmen. Eu fiquei chocada. Pensei, como isso foi parar na minha bolsa!? A resposta veio, mesmo que eu tivesse dificuldade de acreditar -- alguém, provavelmente um aluno, viu minha bolsa na mesa da sala de aula, aproveitou um momento que eu estava andando pela sala e colocou isso dentro da bolsa.
Assim que eu senti minha mão melada e senti o cheiro de esperma invadido meu nariz, eu senti nojo, depois eu senti vergonha e logo em seguida me senti indignada. Eu saí do ônibus, tinha marcado com uma amiga para almoçar e, quando encontrei com ela, eu cai no choro. Quem me conhece sabe que não sou muito de chorar, mas eu me senti muito desrespeitada. Eu perdi o apetite, eu só queria lavar as minhas mãos -- passei muito sabão e água nas mãos, mas a sensação de estar com as mãos sujas não deixou de me incomodar. 
A sensação de raiva foi aumentando, entrei em contato com outro(a)s amigo(a)s e ele(a)s me orientaram a fazer um Boletim de Ocorrência e eu -- tenho que admitir, mais uma vez, senti vergonha e dessa vez a vergonha veio acompanhada do medo de ir dar queixa e ser ridicularizada por algum delegado ou delegada -- imaginei que eles pudessem me perguntar você veio fazer um B.O só por causa "disso". 
Mas, respirei fundo e decidi fazer o B.O, no final, resolvi  que eu iria fazer um B.O pela internet e que depois disso eu iria na escola falar sobre o incidente. Chegando na escola, eu falei com professores, alunos e com a diretora. A grande maioria deles me apoiaram e foram muito solidários, mas, em um momento, um homem fez uma piada comigo: "você deu uma aula orgástica". Eu confesso que eu senti nesse comentário outra situação de violência, uma ridicularização de uma situação grave. 
Eu passei o dia enjoada, trêmula, chocada e até com medo de ter recebido com esse gesto uma ameaça. Mas fiz tudo o que achei certo, eu não me calei, dei queixa, fui na escola e agora estou publicizando essa situação para não naturalizar essa violência. 
Além disso, eu desejo fazer um lembrete: o feminismo é importante. O indivíduo que fez isso pode ter sido motivado por uma tentativa de me desafiar por causa dos debates sobre violência contra mulher em sala de aula, pode ter feito isso como uma demonstração esdrúxula de tesão, pode ter sido desafiado a agir assim, mas todas essas motivações ou qualquer outra,  se constituem em um ato de violência. 
Assim, a minha ação de fazer o B.O foi um aviso para a pessoa que colocou a camisinha em minha bolsa: você cometeu um crime e não toleraremos nenhum tipo de violência.
Nesse momento, uma das minhas maiores dificuldades é imaginar que um dos meus alunos foi capaz de fazer isso comigo. Eu repito, eu me senti ofendida e humilhada. Mas, como disse, muitos amigos e amigas me apoiaram, Tarcisio esteve comigo todo o tempo, a minha família me escutou e me deu carinho -- e, em um surpreendente curto espaço de tempo -- eu tinha uma rede imensa de carinho e apoio. 
Por todo esse apoio e por todas as mulheres que lutaram e lutam contra essa sociedade machista, eu me sinto forte para brigar por causa dessa injustiça e de tantas outras que não aconteceram comigo, mas que me afetam como pessoa. Nenhuma mulher merece passar por nenhum tipo violência -- seja ela verbal, sexual, moral, psicológica ou de qualquer outra natureza.
Quem coloca uma camisinha usada na bolsa de uma pessoa mostra indícios de desumanização e machismo. Nós continuamos em luta até não existir nenhuma injustiça de qualquer tipo.

45 comentários:

Anônimo disse...

Educacao primaria = casa
Educacao secundaria = escola

Eh mais facil dois adultos educar uma crianca do que um só adulto (professora) educar 20 crianças

#pas

Anônimo disse...

É por coisas como essas, entre tantas outras, que o Brasil não vai pra frente. Coisa absolutamente nojenta!

Provavelmente o delito foi cometido por um menos de idade que ficará impune! Tal impunidade é fruto do machismo e do patriarcado!

Anônimo disse...

Nossa que lindo. Que genialidade de argumentação. Que pessoa mais educada e civilizada. Uma pessoa de bem. Um ser humano exemplar que deve ser seguido como exemplo. As pessoas que são contra a esquerda são seres humanos centrados, equilibrados e maravilhos. O exemplar acima é prova disso.

titia disse...

Imagine, não precisamos discutir questões de gênero nem violência contra a mulher em sala de aula. Isso é conspiração da ditadura feminazi gayzista comunista que quer transformar nossas filhas em vadias/sapatas e nossos filhos em viados.

Tá vendo, depois são chamados de idiotas e ficam magoadinhos jurando que não sabem por quê.

11:42 mimimi suas feminazis contra a família, você não troca o disco não? Todo mundo aqui já sabe que a favor da família você não é, só quer ter uma otária pra explorar, uma filha pra estuprar e um filho pra descontar suas frustrações e fracassos com a desculpa de ensiná-lo a ser "macho". Desiste que aqui você não engana ninguém.

12:25 o que você não quer que ela ensine: respeito às minorias, especialmente mulheres.

Noooossa Rodrigo, que engraçado. Pensou nessa sozinho ou precisou de ajuda das vozes que sussurram na sua cabeça?

12:54, filho, vocês não são proibidos de sentir desejo por mulheres, de jeito nenhum. Podem sentir, podem pensar. O que vocês não podem é perseguir a mulher, encurralar, assediar, molestar, encoxar, passar a mão, mandar fotos e mensagens pornográficas sem solicitação,

13:17 não, a professora e a escola não tem culpa. A culpa é de quem fez e de quem o ensinou que era ok fazer isso. E não venha posar de defensor de adolescente, se o "dimenor" for negro, pobre e favelado você diz que apanhou pouco e que devia ter sido linchado.

13:23 certo mascuzinho, a gente jura que acredita que você é mulher e que o mesmo aconteceu contigo. Agora vai tomar mingau e soltar pipa no ventilador, os adultos estão conversando assunto sério aqui.

Anônimo disse...

Lola, pelo amor de Deus, tá cheio de troll fingindo que é uma feminista que mata homens. Eu sou a faavor da diversidade de opiniões, mas cultura de ódio e desrespeito não dá pra tolerar não

Anônimo disse...

Eu não mato homens, não quero destruir minha vida indo pra cadeia por causa de pedaços de merda desgraçados e sem valor. Apenas expus a minha opinião, que tem razão de ser e pelo visto incomoda muito. Que bom... A verdade parece que dói muito pra alguns, mas ela precisa ser expressada por alguém :)

Anônimo disse...

Homens exigem todo respeito das mulheres para com eles, mas só sabem nos tratar com total desrespeito e desprezo por nossa humanidade, individualidade, nossos direitos...

No melhor dos casos nos tratam como objetos, coisas úteis para eles enquanto servimos, quando não os servimos nos tratam como lixos descartáveis que não têm mais utilidade.

Vão à merda... homem não se mostra nem um pingo merecedor de respeito, não tem direito nenhum de exigir respeito das mulheres. Se enxerguem, se manquem, seus canalhas!

Anônimo disse...

"Só digo uma coisa: estão colhendo o que plantaram."

Tudo culpa da puta que pariu, né? Todas as "putas" que só servem pra isso. Nós.

Eu estava pensando sobre tudo isso agora há pouco. Refletindo sobre tudo que se desloca do sexo masculino (ou como gostam de dizer: do gênero masculino) ser colocado na nossa conta. Como se fôssemos suporte, plataforma pra receber mais estigmas fora os que já possuímos. E já sabe, né? Se questionar...

Anônimo disse...

Machos são completamente nojentos, asquerosos, seres totalmente sexuais, sem empatia, eles são pura lascívia, degradação, agressividade e negatividade. Independentemente da idade todos os machos são assim, mas tudo isso piora consideravelmente a partir do momento que eles entram na puberdade. Não é de admirar que as mulheres se sintam totalmente enojadas, fiquem cheias de repulsa, desgosto, raiva e indignação quando se deparam com a realidade repugnante e horrenda dos machos, dos homens.

Eu vejo que os homens estão cada dia piores. Acabo tendendo a concordar que eles realmente são totalmente inúteis ou pior, só fazem merda, estaríamos muito melhor sem eles. Pois os homens são os responsáveis por quase toda a violência existente e a ganância e a obsessão deles em serem os seres humanos superiores, os dominadores, está destruindo o planeta. Mesmo que as mulheres tentem melhorar a situação fazendo todos os esforços, gastando toda sua energia, pra tentar controlar a violência e voracidade dos homens, não há garantias de sucesso, pois bastaria apenas alguns homens se opondo com violência contra elas pra destruírem séculos do trabalho delas dentro de poucos anos. Isso já aconteceu no passado e voltará a acontecer enquanto os machos existirem.

Acredito que toda mulher deve ter o direito de se defender contra seus abusadores e matar os homens que lhe fizeram algum mal. Isso já seria o suficiente pra eliminar todos os homens violentos, agressores, assediadores e estupradores. Nós temos o dever moral de exterminar essa praga que assola o nosso mundo e a ação mais amorosa, mais eficiente e mais fácil pra diminuir e finalmente acabar com a violência, o abuso e o estupro é parar de produzir meninos. Para as mulheres que quiserem filhas, existem métodos muito simples e práticos de seleção sexual, não temos nada a perder com o desaparecimento do sexo masculino, na verdade, todo mundo só tem a ganhar. Liberdade, alegria, preservação do meio ambiente, ar puro, água limpa, paz, fim das guerras, florescimento da humanidade sem homens matando, estuprando e oprimindo as mulheres são as consequências naturais do desaparecimento do sexo masculino.

Anônimo disse...

sério, anon. das 16;14?????
nos poupe, se poupe.

Anônimo disse...

Sim. Sério, seríssimo!

Anônimo disse...

Nestas horas sinto orgulho de ser de esquerda

Anônimo disse...

Eles não vão aprender, homens não absolvem educação e gênero, são incapazes disto sabem porque? Porque não e sobre eles, e para entenderem teriam que ter empatia por mulheres, coisa que não tem.
O que eles devem e serem contidos, o que se deve e a sociedade organizada criminalizar todas as formas de machismo/masculinidade e encarar a verdade de que o testosterona em altos níveis e uma doença.

Anônimo disse...

"Ensine seus filhos a respeitarem as mulheres"

Mas nenhuma mão ensina seus filhos a desrespeitarem mulheres, sugerir isto e novamente por a culpa nas mulheres pela violência que sofrem.
Eles fazem o que fazem porque a natureza sexual predatória deles e mais forte. Homens não manda, "se foder" quando querem ofender alguém a toa, o fazem porque sabem que ser penetrado por um falo e degradante para quem o e´.

Anônimo disse...

esse assunto lembrou os garotos da turma q me perseguiram
Com tentativa de beijo agarros passada de mão nas intimidades e outros...
Espero melhor pra o futuro das meninas que virao
Cruel

Anônimo disse...

Meu sentido de escola mudou completamente a partir de entao e outros tipos de sofrimentos tbm viriam em outras escolas e por aí vai...

Anônimo disse...

Prof funcionários negligentes é o q não falta para esses casos e deixam a menina a mercê desses ataques diários.
muitos traumas.

Anônimo disse...

Estou até estranhando o blog hoje.

Gosto muito da Lola, mas me surpreendi com essa crítica e virulência contra a atitude de uma criança.

A gente não pode ter essa postura tão severa com pessoas que vivem em vulnerabilidade. Isso é coisa de reaça.

Anônimo disse...

Uma vez tive vontade de partir pra cima de um desse ao presenciar cena bizarra mas sempre fui fraca,logo mantive controle.
Alguns minutos depois fui vomitar no banheiro.

Anônimo disse...

a) Sendo objetiva precisamos de deputados progressistas por esta razao ja estou em campanha pelo Psol

Anônimo disse...

Só sendo muito cego para não verificar o fato de que a sexualidade masculina e predatória por completa.

Anônimo disse...

"12:54, filho, vocês não são proibidos de sentir desejo por mulheres, de jeito nenhum. Podem sentir, podem pensar. O que vocês não podem é perseguir a mulher, encurralar, assediar, molestar, encoxar, passar a mão, mandar fotos e mensagens pornográficas sem solicitação"

Podemos sim, somos mais fortes, temos a capacidade da penetração e da lasciva que mulheres não tem, se não fazemos em massa...e porque não queremos, pois vocês não teriam como nos impedir .

titia disse...

18:39 criança não ejacula. E pare com essa palhaçada, sabemos que só está defendendo o projeto de estuprador que fez isso porque acha que é um aluno branco classe média de uma escola particular, se fosse um menino negro e pobre de escola pública você estaria dizendo que devia ser castrado e viva a castração de estupradores. Aqui você não engana ninguém.

19:25 e isso, caro mascu, é porque você não transa com mulheres, só com a sua mão. E sim, nós temos como impedir vocês. Coloca o teu saco pra conversar aqui com o meu estilete de dois palmos...

Anônimo disse...

O cromossomos Y da especie humana não evoluiu a fase Sapiens , continuou Neandertal, basta verificar que ate a aparência deles e mais animalesca, rude e repugnante, mulheres se sentem em gigantesca maioria desconfortáveis com a simples presença masculina em ambientes comuns.
E uma violência para liberdade feminina ter que dividir espaços com eles, eu acho que escolas, universidades, academias transportes públicos etc. deveriam ser separados para homens, e eles se forem bem educados sob uma filosofia de contenção de instintos podem ate ser uteis sim em diversas áreas. O modelo nórdico neste sentido e o ideal.

Anônimo disse...

Mulheres que insistem em se relacionar emocionalmente e sexualmente com homens ainda, são como lebres tentando se relacionarem com lobos.

Anônimo disse...

Não se tira a culpa só dos machos não Anon. 16:10. Quando se trata de violência contra a mulher é tudo "pobri coitadinho" vítima do sistema/racismo/classismo/branquismo/cristianismo/islamismo/judaísmo/esquerdismo/comunismo/direitismo/pobreza/riqueza/dos europeus/ do capitalismo/dos africanos/dos asiáticos/dos latinos/do americanos/da guerra/da paz e quaisquer outra desculpa ou justificativa que mais se adequa a situação.

É por isso que vamos ter que suporta muitos e muitos séculos de abuso, humilhação, violência e feminicídio. Sempre tem um palhaç@ pra aliviar a barra d@ meliante. Sempre tem alguém pra passar a mão na cabeça de violador de mulher, jogar a culpa dele pra debaixo do tapete e a puta que viva o resto dos seus dias com o trauma, o medo e as consequência do ato alheio.

E o pior - o feminismo tem cada vez mais comprado esse discurso e as mulheres que calem a boca e suportem - como sempre fizeram. Afinal primeiro vem o direito do ____ (repita a lista acima ou preencha com a classe que lhe convém e serve seus propósitos). Se sobrar 30sec. no final do dia vamos ver se a mulher subjugada da vez tem algum direito.

Sem paciência para continuar sendo bucha de canhão... BASTA!!!!

Jane Doe

Joana disse...

Mascu da falta de rola, pare de projetar, saia do armário e seja feliz. Quanto aos mascus que não curtem rola mas gozam adoidado com generalização, aqui vai uma: o problema de vocês é tudo falta de boceta, afinal, na falta de uma, um aluno babaca teve que se virar com uma camisinha e uma bolsa. Vergonha alheia, tudo falta de boceta.

Anônimo disse...

"A gente não pode ter essa postura tão severa com pessoas que vivem em vulnerabilidade. Isso é coisa de reaça."

Todas as fêmeas humanas, de todas as idades, estão em vulnerabilidade perante machos adolescentes e adultos; porque eles são totalmente sexuais, predatórios, invasivos, violentos, eles agridem, assediam, estupram, matam; e não é possível distinguir substancialmente os que fazem essas coisas e podem fazer tudo isso contra você, se você for do sexo feminino, daqueles pouquíssimos que não fariam.

Anônimo disse...

Sofri muito bullying na adolescência e uma vez minhas "amigas" colocaram absorventes sujos de sangue na minha mochila. Escola particular. Ninguém fez nada.

Uns anos atrás, uma delas me achou no Facebook e quis me adicionar. Foi aí que eu vi que não foi uma coisa superada, fiquei puta da vida, triste, mal o dia inteiro só de lembrar o que passei na mão dessas garotas na época em que não sabia me defender delas. Passou, mas foi foda. E eram pessoas do meu gênero.

É preciso falar de gênero mas é preciso falar também de respeito, de uma forma geral. Acho o brasileiro um povo muito violento e isso aí ultrapassa a questão do sexo biológico dos agressores e agredidos.

Anônimo disse...

Não tem melhor definição de conservadorismo e reacionarismo do que defender macho passando por cima das fêmeas, desprezando-as e jogando-as debaixo do ônibus sem a menor empatia para proteger os "pobres" machinhos abusadores/agressores/estupradores/assassinos de mulheres e meninas.

Felipe Roberto Martins disse...

Chocado! É o retrato de uma sociedade doente. Professora, não se sinta mal, quem não é bom é quem fez isto.

Rafael Cherem disse...

De onde veio o dado do início do artigo? Assustador.

Anônimo disse...

"E o pior - o feminismo tem cada vez mais comprado esse discurso e as mulheres que calem a boca e suportem - como sempre fizeram. Afinal primeiro vem o direito do ____ (repita a lista acima ou preencha com a classe que lhe convém e serve seus propósitos). Se sobrar 30sec. no final do dia vamos ver se a mulher subjugada da vez tem algum direito. "


Fora a olimpíada dos transtornos mentais pra saber quem é o mais fudido e tem mais direito de falar em nome dos outros.

Anônimo disse...

"Eles não vão aprender, homens não absorvem educação sobre gênero, são incapazes disto sabem porque? Porque não é sobre eles, e para entenderem teriam que ter empatia por mulheres, coisa que não têm.

O que eles devem é serem contidos, o que se deve é a sociedade organizada criminalizar todas as formas de machismo/masculinidade e encarar a verdade de que a testosterona em altos níveis é uma doença."

A masculinidade é simplesmente um conglomerado dos traços de personalidade necessários para o soldado-estuprador patriarcal: fisicamente forte, cauterizado emocionalmente, racionalizador, dominador, cruel. Tudo isso é suposto para se adicionar a "belo" também. Da mesma maneira, a feminilidade é, em última análise, uma descrição da personalidade que resulta do trauma e da impotência, da falta de poder: fraca, passiva, submissa, produtiva, obediente, complacente, emocional, hiper-vigilante às necessidades dos dominadores e desesperada pela atenção do dominador.

- Lierre Keith

Anônimo disse...

"A gente não pode ter essa postura tão severa com pessoas que vivem em vulnerabilidade. Isso é coisa de reaça."

É bem disso que estou falando!!!
Não esquerdas, não acho que se deve ter pena de morte, tortura ou polícia atira primeiro pergunta depois. Mas vocês acham mesmo que o sujeito que ameaça a professora na escola, estuprar meninas no banheiro é só mandar pra cama sem pudim ou 5 min no cantinho do pensamento (ah... cantinho do pensamento é tortura psicológica, my bad) que ele vai mudar?

É de cair o ** da bunda!

Jane Doe

Anônimo disse...

Jane Doe, vamos então prender as crianças tudo.

O que acha de o bebê acabando de nascer e já o mandarmos para a cadeia??? Seria bom, né??

Anônimo disse...

"ahh, que isso, elas estão descontroladas" :D

Cada comentário aqui, hahahaha

Eu também ficaria puto se um aluno gozasse nas minhas coisas, muito, mas muito mesmo.

Ía buscar todas as formas de caçar o desgraçado, mas nem por isso ía ficar de mimimi na web, arguindo um sem número de teorias pra tornar uma canalhice dessas num fato social de relevância.

Dia desses, arrombaram meu carro, fizeram o limpa lá dentro. Fiquei feliz por não terem cagado no banco, como tenho ouvido muito por aí. Idiotas, bandidos, merecem cadeia, nem por isso vou fazer textão dessa merda, dissertação de mestrado sobre pessoas escrotas.


Anônimo disse...

Não é sobre o tópico mas pertinente, vejam a história dessa guerreira

https://www.cartacapital.com.br/sociedade/maria-e-uma-mulher-cubana-que-nao-se-cala

Anônimo disse...

É... foi exatamente isso q sugeri... 😧
brincadeira, viu?!

Jane Doe

Anônimo disse...

Concordo com a Jane.
Educação e punição devem andar juntas pra esses macho-fascistas!

Anônimo disse...

14:39 só falou merda... você não entende nada, não é uma mulher, cala a boca, babaca, idiota!

Anônimo disse...

(Viviane)
Jane Doe, jura que você não percebeu que esse comentário era de um desses moleques que batem ponto aqui no blog da Lola tentando trollar?

Anônimo disse...

A melhor educação que as mulheres podem dar para os estupradores é feita com lâminas de seis polegadas, com .38, .45, metralhadoras, fuzis...

O melhor é que serve como educação pros demais também, aqueles que ainda estão na fase de pensar em começar a estuprar. Educação pelo exemplo é o melhor tipo de educação. Basta a iniciativa de por em prática esse intensivão que logo logo eles aprendem...

Anônimo disse...

Me expliquem pque acharam que é uma posição de direita? Pque o orgulho de ser de esquerda diante do que foi colocado acima?

José Silvério Lemos disse...

Tenho curiosidade de saber que providências a diretoria da escola tomou para descobrir e punir esse jovem abusador. Porque, sabemos que não é tão difícil descobrir quem foi o autor ou autores desse gesto asqueroso. Bastaria separar os meninos que estavam na sala de aula no dia do ocorrido e questionar um por um. Se se trata de um adolescente e já é capaz de um gesto desrespeitoso desses para com uma de suas mestras, o que não será capaz de fazer no futuro, se hoje não sofrer um duro castigo!