domingo, 21 de agosto de 2016

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA DISCUTIR GÊNERO ATRAVÉS DE CINEMA E LITERATURA

Pessoas queridas que moram no Ceará, aviso que estão abertas as inscrições para o curso de extensão Discutindo gênero através de cinema e literatura. A primeira aula será dia 31 de agosto. 
As aulas nos outros módulos (este é o quinto) foram às terças-feiras, mas como neste semestre terça será o meu dia mais ocupado, decidi mudar o curso pras quartas. Então será às quartas, a cada quinze dias, das 11:30 às 13:30, no horário do almoço pra que a galera que estuda e/ou trabalha possa vir. E sempre na UFC, CH1, campus Benfica. 
Na realidade, são apenas oito encontros durante o semestre. Uma quarta a gente tem aula, na outra cada participante tem que ler o material e ver o filme. Quem vier a 75% do curso recebe um certificado no final de 32 horas.
O curso do semestre passado foi o melhor de todos, graças à participação do pessoal, muito interessado e diverso. É bacana porque vem gente de várias universidades e de vários cursos, e também gente que não está na universidade, com vivências e conhecimentos variados. 
Quem realmente quiser fazer o curso (digo isso porque infelizmente, pra curso grátis, sempre tem quem se inscreve mas não aparece, o que pode tirar a vaga de outra pessoa), envie um email pra lolaescreva@gmail.com . E seja rápidx, porque sempre lota. Já tem 50 pessoas inscritas. Não gosto de colocar um limite porque, como eu disse, tem quem se inscreve e não vem, mas temos um limite físico pra sala de aula. 
E gente, aceito sugestões de livros, contos, poemas, artigos teóricos (de preferência em português) e filmes para os semestres que vem. Recomendem discussões interessantes que vocês tiveram por aí. 
Vejam o cronograma do semestre passado. Aqui o cronograma inicial para este segundo semestre de 2016.2: 

CURSO DE EXTENSÃO 
DISCUTINDO GÊNERO ATRAVÉS DE LITERATURA E CINEMA
Quartas (quinzenalmente), das 11:30 às 13:30 

31 de agosto -  Introdução ao curso, expectativas. Trazer lido de casa, para discussão: Teoria do Cinema Feminista, Parte II: Os pontos de vista femininos e Parte III: Teorias das minorias

Lição de casa para 14 de setembro: Assistir ao filme Garota Exemplar e ler os artigos “Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas” de Guacira Lopes Louro  e “Pensando o sexo: notas para uma teoria radical das políticas da sexualidade” de Gayle Rubin (até a pg. 21) 

14 de setembro. Discussão do filme Garota Exemplar e dos artigos de Louro e Rubin. 

Lição de casa para 28 de setembro: Assistir ao filme A Vida Secreta das Abelhas e ler o artigo de bell hooks “Mulheres negras: moldando a teoria feminista” 

28 de setembro. Discussão do filme A Vida Secreta das Abelhas e do artigo de hooks.

Lição de casa para 5 de outubro. Assistir ao filme Garota Dinamarquesa e ler os capítulos “O que é a contrassexualidade?” (pg. 21-33) e “Príncipios da sociedade contrassexual” (pg. 35-43) de Beatriz Preciado 

5 de outubro. Discussão do filme Garota Dinamarquesa e dos capítulos de Preciado. 

Lição para 26 de outubro: Assistir ao filme Precisamos Falar sobre Kevin (livro aqui) e ler partes do capítulo III: O amor forçado (a partir da pg. 237 a 366), de Elisabeth Badinter. 

26 de outubro. Discussão do filme Precisamos Falar sobre Kevin e do capítulo de Badinter.

Lição para 9 de novembro. Assistir ao filme As Sufragistas e ler os artigos “O feminismo marxista de Heleieth Saffioti”, de Renata Gonçalvez e “Marxismo e feminismo hoje”, de Judith Orr 

9 de novembro. Discussão do filme As Sufragistas e dos artigos de Gonçalvez e Orr.

Lição de casa para 23 de novembro: Ler o conto “O Sonho de Sultana”, de Rokeya Sakhawat Hossein (1905). Ler os artigos “Um toque de recolher para homens seria válido para a sociedade?”, de Euclides Montes e “Feminismo e Utopia”, de Susana Bornéo Funck 

23 de novembro. Discussão do conto “O Conto de Sultana” de Hossein e dos artigos de Montes e Funck.

Lição de casa para 7 de dezembro: Ler o livro O Conto da Aia, de Margaret Atwood e o artigo de Eliane Campello “A visão distópica de Atwood na literatura e no cinema”

7 de dezembro. Discussão do livro O Conto da Aia, de Margaret Atwood, e do artigo de Campello. Encerramento do semestre.

7 comentários:

Guidi Vieira disse...

Que vontade, Lola! Bom curso para você e para os sortudos daí. Beijo do RJ.

Fernanda Gonçalves disse...

Lola,
Faz uma versão online!!!
Beijo daqui de São Paulo.

Marcia disse...

hehehe Lola, que curso maravilhoso!

Borra aí, eu tirei o ano para autoras brasileiras.

Romance autobiográfico:
Hospício é Deus: Diário I (romance autobiográfico, escrito em 1959 e publicado em 1965), para mudar a concepção de que 'mulheres loucas' são irracionais. É da escritora brasileira Maura Lopes Machado - https://pt.wikipedia.org/wiki/Maura_Lopes_Can%C3%A7ado

E sobre mulheres negras, maravilhosamente talentosas para a literatura: Conceição Evaristo - http://www.palmares.gov.br/?page_id=27054
E o conto: Insubmissas lágrimas de mulheres (Nandyala, 2011)
Também tem o ótimo romance: Becos da Memória (2006)

aqui um texto que tematiza a questão das mulheres negras escritoras: http://www.geledes.org.br/a-escrita-insubmissa-das-mulheres-negras/

E acho que o sempre pujante Quarto de despejo: diário de uma favelada pode ser outra excelente opção. É da Carolina Maria de jesus.

Anônimo disse...

Nossa, fiquei super curiosa sobre o que será tratado sobre o filme Garota Exemplar.
Assisti a esse filme, e fiquei chocada!
Já convivi com uma mulher assim, quando estávamos confinadas durante seis meses em uma base militar no Haiti. Mas ao invés de "relacionamento romântico", o relacionamento que ela decidiu que teríamos era de rivais (éramos pouquíssimas mulheres, e por eu ser mais nova e mais bonita que ela, ela me enxergava como concorrente).
Foi uma experiência terrível, que me fez testar todos os meus limites (cheguei a cogitar seriamente suicídio).
Mas eu não consigo fazer qual conexão isso teria com feminismo... To realmente muito curiosa!

Flora Valls disse...

Muito ansiosa pela versão EAD desse curso :)

Laurinha disse...

Lola, podia tanto ter uma versão online pra quem é de outro estado. Ainda que pago. Bjus.

Paula disse...

Nossa, achei fantástico! Adoraria uma versão ead, rsrsrs