quinta-feira, 25 de agosto de 2016

A ANÁLISE POLÍTICA AFIADA DE CIRO GOMES

Ontem fui na Adufc (sindicato dos docentes da UFC) e vi um cartaz mostrando que duas horas depois haveria uma palestra de Ciro Gomes na Faculdade de Direito. 
Homem fiscalizando
feminista (clique
para ampliar)
Chamei o maridão pra ir, coloquei no Twitter, e lá fomos nós. O auditório esteve longe de lotar, mas foi uma excelente análise da atual conjuntura política. Quando voltei pra casa, vi que algumas pessoas tinham mandado tuítes criticando Ciro por apoiar Pedro Paulo, o espancador da esposa e candidato a prefeito no Rio pelo PMDB. E, pior: me criticando por ter ido ver uma palestra de um cara que apoia espancador! Como se ir a uma palestra de alguém configurasse apoio, ou como se tudo que uma feminista faz fosse feminista... Confiscaram minha carteirinha feminista porque assisti a uma palestra que não tinha nada a ver com feminismo -- essa é nova!
Eu nunca gostei do Ciro. Em 2002, quando ele era um candidato muito bem colocado à presidência (foi o terceiro mais votado), escrevi um texto comparando-o a Collor. Com os anos, passei a desgostar menos dele (admito que o "debate" em que ele massacrou Constantino contribuiu). Mas eu teria sérias dificuldades em votar no Ciro, até porque o governo de seu irmão Cid mandou a polícia bater em professores no Ceará. Além disso, o partido onde Ciro se encontra atualmente, o PDT, deixou de ser sério depois que Brizola morreu.
Mas não gostar ou não votar no Ciro não quer dizer que eu não vou ouvir o que ele tem a dizer sobre algo que ele conhece muito bem: a política. Ele tem 36 anos de vida pública, foi candidato a presidente duas vezes, provavelmente será em 2018, já foi deputado, prefeito, governador, ministro. E é conhecido por falar o que pensa, sem grandes rodeios. Aí ele palestra na minha universidade (que foi também onde ele se formou). É claro que eu quero saber o que ele tem a dizer da crise política do Brasil!
Sua fala ontem teve quase duas horas e meia, e você pode vê-la na íntegra aqui (começa após o 11o minuto). Eu passei a madrugada toda transcrevendo os momentos mais interessantes pra você. E concordo com boa parte do que ele diz. 

Ciro Gomes sobre a desvalorização cambial e FHC: Nas eleições de 1998 FHC manipulou a grande mídia, não teve um único debate, o Lula passava longe de saber do que se tratava o assunto. FHC tomou posse em 99, desvalorizou o câmbio, apresentou-se uma alta de preços, meteu taxa de juros violenta em cima, veio a recessão, veio o desemprego, veio a desmoralização precoce do governo Fernando Henrique, e o Lula, e o PT, apresentaram pedido de impeachment. E quem recebeu o pedido de impeachment -- eu me odeio -- foi o Michel Temer, então presidente da Câmara. [risos do público] 
Não, me odeio porque o Lula colocou esse cara na vice-presidência do Brasil. Veja se pode a história brasileira como é. E eu disse 'Lula, não faça isso, impeachment pra governo ruim não é remédio, isso é golpe. Amanhã um de nós tá no poder e eles vão fazer conosco exatamente a mesma coisa. Não tem erro, não sei quê e tal.' [Imitando Lula:] 'Ah besteira, tu fica aí com tuas tucanagens'. Tudo bem. Eu já nem era mais tucano naquela data. Já tinha rompido, há bastante tempo. Tava no PPS -- que também virou [balaio ou pá lá? Não sei o que ele falou. Se foi pá lá, pode ser redução de palavrão], né? Com todo respeito, se houver algum presente, que são nossos aliados aqui [no Ceará], preciso me aquietar.

Sobre o que vem junto com o golpe: Essa emenda à Constituição, que revoga a Constituição de 88, que já está no Congresso, é uma concretude, nosso povo não quis se levantar contra o golpe porque tem mil razões pra estar decepcionado com o governo Dilma -- eu também sou muito decepcionado. Mas pra nós que temos três refeições no bucho é muito fácil sair pra rua defender a democracia em abstrato. O nosso povo não, não quis sair. Mas agora vem concretudes. 
A mais grave não é essa ainda, mas essa já começa. Uma emenda à Constituição pretende, dentro da "lógica" de botar a vida do brasileiro no piloto automático e inutilizar a política, e os conflitos, os fatos, os entendimentos, e as coisas que botam o país pra frente, eles querem tabelar o gasto primário, ou seja, o gasto com universidade, o gasto com saúde, o gasto com previdência, que são essenciais, fora de qualquer controle ou regulação ou tabelamento, os juros -- a despesa mais imoral e mais volumosa, que está drenando o país, que é juro pra dívida.
Pior: sem eleição, sem plebiscito, sem referendo, sem entendimento, sem explicação, sem informação, fazê-lo por 20 anos. Segundo: desonerar os custos do trabalho, deixa o juro como está, e avança para desonerar o trabalho. Tão querendo criar em Brasília o acordo prevalecer sobre o legislado, em matéria de legislação de proteção ao trabalho. 
No momento em que o desemprego saltou, que parte importante do sindicalismo brasileiro se vendeu, nós vamos entregar às raposas o direito de fazer um acordo com o franguinho, botando no acordo o fim do 13o salário, o fim das férias, o fim da licença maternidade.

O mais interessante está na parte das perguntas do público, a partir da primeira hora do vídeo.

Sobre a Venezuela: O Brasil está mandatado pra fomentar um golpe de Estado na Venezuela e encerrar o regime do Maduro. Então o Serra, por exemplo, tá numa pressa, já hostilizou a Venezuela. Só pra vocês terem uma ideia, a Venezuela, dois anos atrás, deu 5 bilhões de dólares de superavit em favor do Brasil, ou seja, a Venezuela dá um dos maiores superavits ao Brasil de todo o mundo, e esses canalhas assumem com a tarefa claramente mandatada pelo centro do imperialismo para desestabilizar e derrubar o regime venezuelano. Tentaram comprar -- é um negócio de cinema isso -- o chanceler do Uruguai que escandalizou, pra fazer esse esforço de isolamento da Venezuela.

Um rapaz perguntou se, na vacância da presidência em 2017, seja pelo impedimento do Temer ou por decisão do TSE, o Aécio poderia vir a ser presidente. Ciro respondeu: Sim, eu tô achando que é isso que inclusive vai acontecer. Eu acho que o TSE vai cassar a chapa porque o Michel Temer não vai cumprir essas três grandes tarefas. Nenhum grupo de interesse aqui é a favor do Michel Temer, ele era um trambolho que tava no caminho do golpe, e aí acertou-se com os interesses golpistas mas tá enganando, ou não está conseguindo ou não vai conseguir entregar, e aí você já tem remarcado pro fim do ano, porque se o TSE fizesse agora, o povo seria chamado a uma eleição direta. Completando o segundo ano, a partir de dezembro, a eleição é indireta pelo Congresso, e o Congresso pode escolher qualquer um, membro ou não do Congresso. Mas não será o Aécio, em nenhuma circunstância. Esse é outro pato que ficou no caminho.

Sobre universidades: Não terão coragem ou energia política de propor a privatização das universidades, não há a menor chance de propor isso, mas vão introduzir crescente oneração, começando pelas pós-graduações, que já está proposto, e também a oneração de serviços. Mas à medida em que você constrange as universidades, elas entram em greve, comprometem o ano letivo, o que eles estarão fazendo? O que o Fernando Henrique fez: privatizar a demanda. Deixa a universidade federal se acabando, e reforça, facilita, os grandes conglomerados de educação privada.

Ciro ao ser perguntado o que realmente
acha da escola austríaca
Sobre os ideais da escola austríaca de economia: Quando Keynes teve um debate com Hayek, o mundo tinha perplexidades, hoje em dia a nossa inteligência pode observar as coisas. O laissez faire, a ideia liberal, nunca jamais foi aplicada em tempo algum. Jamais produziu êxito civilizatório em lugar algum.

Sobre Constantino: O tal Constantino, que eu não sabia quem era, ficou me odiando pro resto da vida porque eu me impacientei com ele, não tive as manhas: 'meu irmãozinho, tenha calma, não é bem assim e tal'. [Minha observação: sempre que há debate, os reaças dizem que o lado deles foi vencedor, mesmo em casos óbvios em que a adversária destrói a reaça. Mas no debate entre Ciro e Constantino, nunca vi um só reaça dizer que Constantino ganhou. Nem que foi empate. É unânime que Constantino foi humilhado para sempre].

Sobre os "crimes" de Lula e o que é corrupção: Eu sou professor de direito, crime não tem. Ele não é proprietário do triplex, ele não é proprietário do sítio, e eu tenho dito, pra completar, aí já é um juízo político, que o presidente do Brasil, se for corrupto, o sintoma não é um triplex cafona numa praia cafona de SP. Não é mesmo. Uma informação privilegiada que o Fernando Henrique distribuiu na véspera da virada do câmbio em 99 passou aos bancos privados nacionais e estrangeiros localizados no Brasil 16 bilhões de dólares. Uma noite, uma informação privilegiada. Esse é o tamanho de quem é corrupto no Brasil, não é triplex cafona numa praia cafona.

Sobre como o impeachment é golpe: Nós estamos vivendo um golpe de Estado. Não deve remanescer nenhuma dúvida em nenhum de nós, por mais que a gente possa não gostar do governo Dilma -- e acreditem, eu considero o governo Dilma praticamente indefensável por vários argumentos, há anos tenho sido eleitor dela, militante, aliado, e até o momento tô lutando, mas nós estamos sofrendo um golpe de Estado porque não há crime de responsabilidade. Pedalada fiscal, que é uma gíria que a imprensa criou, significa uma manipulação do orçamento para coisas que a vida inteira foram feitas. Algumas delas não há como não fazer.

Sobre como o mundo vê o impeachment: O mundo inteiro afirma que está acontecendo um golpe no Brasil. Eu acabei de fazer palestras no MIT, em Harvard, em Washington, num think tank, é absolutamente unânime na Europa, nos Estados Unidos, na China, o reconhecimento de que há um golpe de Estado no Brasil. Se alguém duvida, vejam a reação dos chefes de Estado. Nas últimas cinco Olimpíadas, houve uma média de 110 a 120 chefes de Estado presentes nas cidades-sede. Aqui no Brasil, nem um pediu audiência com o Michel Temer. Nem unzinho sequer. O Barack Obama até agora não deu uma ligação pra ele. O Macri, que é um reaça argentino, não veio.

Sobre a imprensa brasileira: O que se chama imprensa nacional no Brasil é um ajuntamento nepotista de cinco famílias. Cinco famílias: são os Civita [Abril], os Frias [Folha], os Mesquita [Estadão], os Marinho [Globo], e os Saad [Bandeirantes].

Sobre Marina: Não adianta botar a Marina lá, porque a corrupção é endêmica. [Quando os dois eram ministros no governo Lula]: Eu gosto dela, ela gosta de mim. [...] O Lula chama: 'Ciro, a Marina tá querendo conversar de novo'. E vamos conversar. Aí chega lá, senta, e tem uma garotada sentada ali, e eu já digo: isso é arrumação nova. Você precisa saber a razão, tem que puxar a Marina pra isso. Ela é do bem. Aí a Marina diz assim: 'presidente, esse projeto [da transposição do Rio São Francisco] é muito complexo'. Mas Marina, faz 3 anos! 'Não, olha, eu sei que você teve paciência, eu sei que você fez tudo direitinho, mas esse pessoal aqui chegou e tá me dizendo que não tem estudos relativos a ictiofauna'. 
Eu nunca tinha ouvido falar nessa expressão. Aí eu: 'O quê, Marina?' 'Ictiofauna'. 'Que diabo é isso, Marina?' 'É dos peixes, a fauna dos peixes'. 'Sim, qual é o problema da ictiofauna, Marina?' Ela diz: 'Não, não tem nenhum estudo no projeto que entenda a contaminação do encontro dos peixes da bacia com o encontro dos peixes da bacia...' -- eu não acredito nisso -- 'na bacia receptora'. Aí eu perdi a calma e disse: 'Mas Marina, o Nordeste morrendo de sede, Fortaleza na iminência do colapso do abastecimento de água, Campina Grande já está em colapso, e você chama outra reunião, três anos depois, pra discutir suruba de peixe?'

Sobre o maior erro de Dilma: Eu sou professor de Direito Constitucional, e vou bancar o risco de falar isso aqui: a Dilma fez talvez uma das maiores bobagens que um político poderia fazer -- nomear Lula ministro. Porque pareceu, e não tem quem diga que não é, que ela queria subtrair o Lula de um juiz severo, pra homiziá-lo na impunidade do Supremo. Ou seja, a primeira consequência é constranger o Supremo de uma forma absolutamente indicativa de que o Supremo iria fazer alguma retaliação ou não, o fato é que era o primeiro erro. Mas o mais grave, que precipitou o impeachment, foi a desconstituição do resto da autoridade da Dilma. O quê que ela bota o Lula pra fazer que ela não poderia fazer?

Sobre quem seria seu vice e sua candidatura: Não é hora de pensar em vice, nem sequer sei se serei candidato mesmo. Eu aceitei a ideia e a convocação do partido porque isso me dá audiência para enfrentar o golpe, pra defender a democracia, tô rodando o país, eu pedi demissão do meu emprego -- eu me odeio [risos do público] -- enfim. E tô aí na batalha. A candidatura, entretanto, tem que ter uma certa naturalidade -- quem tá falando é quem já foi candidato duas vezes. [...] 
Pra resistir a essa onda de violência contra a nação brasileira, contra os trabalhadores, contra a classe média que tá vindo aí, nós temos cem deputados em quinhentos. Forçando a mão e botando a Marina e a Rede no campo progressista, nós temos cinco partidos com cem deputados contra 400 deles. Esses 5 partidos têm 4 candidatos à presidência da República. Isto é uma farsa, uma irresponsabilidade com o país, e eu não pretendo participar dela. Desses 5 partidos -- Rede, a Marina, o PSOL tem candidato, naturalmente, o PDT quer que eu seja candidato, e o... [alguém na plateia o lembra] PT, o Lula, etc. Só o PCdoB não tem candidato. Eu vou forçar a mão pra que a gente construa um projeto.
Momento ato-falho em que Ciro
esquece que o PT existe
[Sobre ter Lula de vice]: O Lula é muito maior do que eu. Não é razoável, nem humilde, que eu vá pretender que o Lula seja meu vice, como também não serei dele, porque eu acho que o Lula nesse momento tem um papel a cumprir: dar passagem a uma coisa nova e ajudar o país a se reconciliar. Se ficar ele candidato, ele estressa todo o processo, pode até ganhar, mas o país vai ficar num clima de confrontação pra não se superar nunca mais. 

Minha pergunta foi lida no final, no minuto 2:11:30, por aí. Eu pedi pro Ciro fazer um exercício de futurologia e falar sobre os próximos anos. Ele respondeu (a partir de 2:14:00): Eu acho que o Michel Temer vai trair esses grandes interesses que fizeram o golpe e que é muito possível que o Gilmar Mendes coloque em pauta depois de dezembro a anulação da chapa por razões eleitorais. Então o 'Fora Temer' precisa ser mantido aceso, forte e firme. Feitas as eleições indiretas, haverá um grande confronto porque quem é orgânico a esses interesses estrangeiros e aos interesses plutocratas é o PSDB hoje. 
Então haverá provavelmente um grande confronto dentro do Congresso entre um PSDB "déspota esclarecido", alinhado com os interesses reais da plutocracia internacional e local, versus esse Brasil tropical, Macunaíma, desses velho deputados -- não acho que o PSDB saia vitorioso disso, essa anarquia fisiológica, clientelista, tende a ser vitoriosa, o que nos aponta para um cenário muito ruim pro Brasil nos próximos 24 meses e isso aponta para um cenário de eleição parecida com o de 89. [...] 
Vamos supor que o Lula não seja candidato. Haverá cinco candidatos com capacidade de competir: a Marina, o PSDB vai implodir, porque o Aécio tá sendo passado pra trás pelos dois paulistas, o Alckmin e o Serra estão em franca briga, o Serra, por exemplo, tá apoiando a Marta Suplicy do PMDB em SP, contra o Alckmin que tem um candidato inacreditável, o João Dória. Depois diz que o Nordeste não sabe votar. Primeiro lugar na pesquisa é o Russomanno, segundo lugar é a Marta, terceiro lugar é o João Dória, e nós é que não sabemos votar aqui no Nordeste, é como diz a Suzana Vieira, tadinha. Então você tem os três tucanos que vão implodir o PSDB, a Marina, eu, pelo PDT, e o Bolsonaro. 

Sobre Bolsonaro: Neste momento, eu acho que o Bolsonaro está prestando um bom serviço ao país. Ele é um horror, o discurso dele é ainda pior, porém este pensar existe. O mais grave, o mais problemático deste pensar que existe é a clandestinidade, é votar escondido por detrás do PSDB, é se esconder entre os evangélicos, os neo-pentecostais. Na medida em que ele encarna, explicita e qualifica a discussão que bandido bom é bandido morto, que mulher tem que ganhar menos porque engravida, que se eu tivesse um filho gay eu matava ele de porrada etc etc, ele vai qualificando o gueto desse pensamento reacionário e isso descomprime o voto que tava por pragmatismo e anti-petismo votando lá no PSDB. Isso então neste momento ajuda. Eu acho que o Brasil engole esta fruta e cospe o caroço sem problema. 

Sobre Lula e o PT: O Lula não será preso, na minha opinião, porque não há nada, daquilo tudo que se conhece presentemente, nada que juridicamente o inculpe. Eu considero que o Lula fez erros intoleráveis, concessões absolutamente intoleráveis pra quem é do nosso lado, sabe, começou a brincar de deus, e fazer e acontecer, e gostar de festa, mas nada disso é crime sob o ponto de vista do direito. 
Eu tô falando como bacharel de direito, analisei o assunto todo, a pedido dele, inclusive. Então não acho que ele será preso nem que o PT será excluído do processo eleitoral. O PT vai purgar, vai purgar merecidamente em parte por seus equívocos, mas acho que continuará a ser um partido importante pra democracia brasileira. 

54 comentários:

Anônimo disse...

"Amanhã um de nós tá no poder e eles vão fazer conosco exatamente a mesma coisa. Não tem erro, não sei quê e tal."

É, nem tentam esconder o motivo desse povo ter tanto pavor do afastamento de Dilma. Querem um país em que o Executivo pode fazer o que quiser sem temer consequências, e foda-se o que a Constituição diz.

Anônimo disse...

Achei os levantamentos dele sinceros

Adolfo Neto disse...

Confirmação no Le Monde de que boa parte do mundo está vendo o que está acontecendo por aqui como golpe http://mobile.lemonde.fr/idees/article/2016/08/26/la-triste-ironie-de-la-chute-de-dilma-rousseff_4988341_3232.html?xtref=http://linkis.com/WcbrB

Anônimo disse...

Realmente, o Brasil tá entrando na linha. Bolsonaro 2018!

Anônimo disse...

A Lola está cometendo o mesmo erro que o PT: achar que o inimigo do meu inimigo é meu amigo.

Anônimo disse...

Concordo com boa parte do que ele diz, mas ressalvo que somente na parte do Bolsonaro, quando o Ciro diz que acredita que "O Brasil vai chupar essa manga e jogar o caroço fora", eu sou mais cético, e acredito que o Bolsonaro vai, sim, dar "trabalho" nas próximas eleições, angariando muitos votos (mais do pessoal de direita revoltados com a política no Brasil). Uma boa ideia de como será é observarmos o percentual do filho dele nas eleições municipais daqui a 45 dias. Vejamos o percentual dele hoje e o percentual que ele efetivamente terá nas urnas. Aposto que vai aumentar muito, mas não a ponto de vencer. Se por milagre for para um 2º turno (tanto o filho como o pai, daqui a 2 anos), vão dar trabalho. (Apesar de eu torcer para que não).

Anônimo disse...

Claro né Adolfo, o Le Monde é um jornal de esquerda!

Anônimo disse...

nossa caindo a máscara de todos os petistas comunistas no senado, lula indo pra cadeia, que dia lindo!!!!!

Rodrigo Almeida disse...

Eu realmente não entendo pq a esquerda tanto apoia esse coronelzinho? O cara não se firma em nenhum partido, já trocou mais de 7 vezes, inclusive partidos de direita.

Bom, dentro disso tudo q ele disse, apenas concordo quando num video fala que Lula é um m****, rsrsrs.

Anônimo disse...

Concordo com Ciro. Tem um limite de imbecis que votam no Bolsonaro, que não chega nem perto de 50% + 1 do eleitorado. Pode subir sim até 2018 mas vai esbarrar nesse limite. Ele tem MUITA rejeição da direita tb.

Anônimo disse...

A própria Globo golpista detesta o energumeno, se ele ensaiar ameaçar vai começar a campanha de queimação de filme no Jornal Nacional.

Anônimo disse...

Lola, pelamor, a caixa de comentários anda muito podre ultimamente.

Patty Kirsche disse...

O Ciro é um político essencialmente burguês; já foi PSDB e até PROS, recentemente. De repente ele foi para o PDT e virou "de esquerda", o que eu acho mega suspeito. Vejo que ele está ajudando contra o golpe, mas acho que ele está bastante equivocado ao contar com democracia e eleições daqui pra frente. Eu não teria tanta certeza de que teremos eleições em 2018 nem de que o Lula não será preso. Zé Dirceu está preso apenas com base em delações. A perseguição ao PT é muito evidente, e é óbvio que o fim do PT representaria o fim da esquerda na prática. O regime político está sendo alterado de forma a dificultar a participação de partidos menores em eleições, haja vista a proibição em debates que passou a atingir o PSOL.

Também acho que o Temer vai ser eliminado daqui a um tempo mesmo. Ele é profundamente impopular, mas ainda não é de direita o suficiente para promover a devastação que o imperialismo deseja. Por isso que "fora Temer" por si só me parece bastante perigoso. O problema não é tirar o Temer e colocar o Rodrigo Maia (DEM). O problema é derrubar o golpe e colocar a Dilma de volta até o fim do mandato dela, porque era ela que estava lá. Qualquer outro resultado seria uma capitulação do golpe.

Outra coisa, não adianta ficar pensando em erros do PT agora. O golpe ia rolar de qualquer forma. O golpe vem sendo preparado desde 2013. Acontece que o princípio da política é negociar, e foi o que o PT fez. Não acho que o Ciro sairia muito disso; ele não me parece um político revolucionário. Acredito que ele está usando essa roupagem para criar uma "nova esquerda", que na verdade seria um centro, na melhor das hipóteses.

Hugo de Angelis disse...

Para mim, o que Ciro quis dizer é que o Bolsonaro vai sim atrair muitos eleitores. E isso vai ajudar a esquerda porque ele necessariamente vai roubar votos do PSDB ou de outros candidatos de direita.

Anônimo disse...

Acho que o PT cometeu erros tão inacreditáveis nesses anos de governo, se afastando dos movimentos sociais e de sua base, que fica até fácil para pessoas como o Ciro Gomes e o Requião se sobressaírem, tão lúcidos e afiados. De todo modo é tão triste que tenhamos que passar por um novo período de neoliberalismo sem freios agora, logo quando se abria uma janela de oportunidade de industrialização, bons empregos e crescimento do nível de educação financiados pelo pré-sal.

Aninha disse...

Eu acho que esse é o cara que está se movimentando bem na expectativa de ser presidente. Não acatou o golpe mas também não foi lamber o Pt, fica aí confortável em cima do muro e vai pegando o povo insatisfeito dos dois lados. Se isso vai funcionar até 2018 eu não sei. Provavelmente não voto nele, mas acho que ele tem chances reais. Parte de mim está aqui torcendo para ele estar certo e o Psdb implodir. Parte de mim tem medo do que possa resultar disso

Anônimo disse...

Só pelo cara defender o regime de fome,matança de manifestantes, desabastecimento e prisão sem julgamento de dissidentes politicos j´pa mostra quem ele é.

Anônimo disse...

(Viviane)
Sinceramente? Se tem um político em quem eu jamais confiei, esse é Ciro Gomes. E olha que já fui ingênua de votar em Cristovam Buarque e Marina Silva... Por mais que as análises dele sejam "afiadas" (em 90% delas ele fala o óbvio), é muito oportunismo sair criticando o PT quando ele sabe muito bem, por já ter estado lá dentro, a dificuldade de governar com o PMDB querendo dar as cartas. Ele e Roberto Requião podem dar as mãos, ambos conseguem a façanha de defender os próprios interesses ludibriando até a esquerda que se diz "esclarecida". Haja paciência...

Anônimo disse...


a) Lola sou sua fã quero muito um dia te conhecer não ligue para as críticas árvores frutíferas é que recebem pedradas.

b) Estou analisando Ciro Gomes mas com muitas ressalvas ele muda constantemente de partidos e tem um pé no coronelismo mas tem feito análises inteligentes com bons argumentos.

c) Moro no Rio não gostei do apoio do Ciro ao Pedro Paulo se ele tivesse uma inclinação forte para a esquerda ele apoiaria o Freixo.

d) Eu espero realmente que surja um líder para a esquerda pois ela deve unir se pois a direita está unida.

d) Em relação a Bolsonaro ( particularmente odeio este cara) concordo que o grande teste vai ser as eleições municipais mas por enquanto ele é o terceiro nas pesquisas e o terceiro candidato com maior índice de rejeição entre os eleitores.

Valéria Fernandes disse...

Estou bem próxima de você em relação ao Ciro Gomes, Lola. O considero um excelente analista político, ele me lembra o Brizola naquilo que ele tinha de melhor e, talvez, de pior, também. Porque se Ciro apoia Pedro Paulo, e eu nem sei o que ele foi fazer nas eleições do Rio, poderia se poupar e nos poupar disso, o Brizola apoiou Collor. Enfim, mas não estou no mundo procurando santos, na política, então, nem se fala.

Lembro quando muito antes de imaginar que um impeachment de Dilma se tornar uma possibilidade, o Ciro Gomes já tinha cantado a pedra e feito toda a análise da conjuntura ampla. Ele acertou em quase tudo. As ponderações dele agora me parecem em sua maioria muito razoáveis, mas acho que em pelo menos uma ele vai errar. Lula será preso. Culpado, ou não, dos crimes que lhe imputam (*e nem considero Lula inocente de muita coisa que dizem*), ele precisa ser preso, é a forma de neutralizá-lo. Outra que acredito que ele também erre é a implosão do PSDB. Os tucanos vão brigar muito entre eles, já estão, aliás, mas o partido vai se mobilizar para as eleições em torno de um nome, que não será Aécio. A direita, ao contrário da esquerda, é capaz de se unir em torno de objetivos comuns e eles estão mais que evidentes. Outra coisa, Ciro parece ter esquecido do DEM, ou você não transcreveu nada do que ele falou sobre esta praga.

De resto, obrigada pelo post. Muito mesmo. Eu ainda estou aqui me perguntando em quem votar em 2018. Já tinha afirmado que votaria em Ciro Gomes, mas esta do Rio foi dose para leão. De resto, tempos tenebrosos.

Anônimo disse...

Valéria.

Não queria concordar com vc, na verdade a fala do Ciro me deu até um certo alento, mas acho que tem razão, a verdade e a justiça não importam mais, o Poder Judiciário já excedeu todos os limites, é bem possível sim que Lula vá preso e que o próprio PT deixe de existir (considerando até mesmo que o próprio partido está se acovardando, lançou muito menos candidaturas para prefeito este ano, se limitando a fazer alianças e apoiar candidatos de outros partidos).

lola aronovich disse...

Valéria, obrigada pelo comentário. É sempre um prazer te ler. Ciro nem mencionou o DEM. Ele falou de 5 candidatos ou partidos que teriam alguma chance nas eleições presidenciais de 2018. Na plateia, quando ele acabou de falar, alguém perguntou (mas ele não ouviu): "E o PMDB?" Pois é, será que o PMDB não terá candidato com alguma chance? (eu acho que não mesmo). O DEM parece ter o netinho do ACM e o escravocrata Caiado. Mas as chances de eleição deles parecem nulas, pelo menos no cenário atual. Sabe-se lá como estaremos em 2018... E também acho que farão de tudo para tirar os direitos políticos do Lula.

Valéria Fernandes disse...

O DEM não tem condições de lançar candidato à presidência, mas podem se contentar, e se contentarão, com um vice ou vários ministérios-chave. O PMDB deve se contorcer por uma candidatura própria, brigar para ser cabeça da chapa, com Temer na presidência, mais que justo, não é? Aliás, lembram do que ajudou na primeira eleição de Lula? O PSDB não querer ceder a cabeça da chapa para o DEM. Eles tinham perdido o filho do ACM, o candidato perfeito e preparado para ser candidato e o PSDB queria impôr o Serra. Só que o DEM tinha Roseana e a Veja e a Globo todas mobilizadas em campanha por ela, mas aí, FHC mandou a PF bater na porta dos Sarney e não prestou. O DEM saiu da coligação, Sarney saiu, também, e votos migraram para o PT. Veja bem, não estou dizendo que isso garantiu a eleição de Lula, mas ajudou, inclusive, para o mal que vemos hoje, já que Sarney pulou na campanha petista. A chapa com o Serra foi formada com o PMDB, a Rita Camata, e, se bem me lembro, o grande articulador, que silenciou a ala do PMDB que queria candidatura própria, foi o Temer. Enfim, coisas imprevisíveis podem acontecer, mas não acho que alguém arrisque Serra de novo. O neto do ACM, filho do morto que citei (*olha os imprevistos*), é jovem demais. Caiado não tem chance, mas poderia ser vice.

Anônimo disse...

Lola, você e o Ciro? Toma vergonha na sua cara! O Lula se perdeu por prepotência. O Ciro é um palhaço, no mínimo.

lola aronovich disse...

Ha ha, eu vou ver uma palestra do cara e de repente já sou "Vc e o Ciro". Palhaço é vc, anonzinho.


Pois é, Valéria, bem lembrado todo esse rolo dos Sarney. Vc acha mesmo que o Temer se lançará candidato? Eu duvido mesmo. É capaz d'ele ser tirado do governo golpista antes de 2018, mas, se chegar até lá, não terá votos. PMDB não tem candidato, nunca teve, é o eterno vice, e infelizmente nunca sai de nenhum governo. Eu acho que Serra e Aécio estão queimadíssimos, mas vai falar isso pra eles. O PT também não tem nomes novos. Aliás, essa falta de renovação de lideranças do PT é pra acabar com qualquer partido. E não tem um partido à esquerda com força eleitoral para ficar no lugar. O neto do ACM é uma desgraça, mas tá pra se reeleger já no primeiro turno prefeito de Salvador (vai entender o fascínio que a Bahia tem com esses Magalhães). Ele não teria força, mas pode se lançar candidato. Caiado também acho que não. Por enquanto, não somos apenas nós de esquerda que não temos candidato... A direita também não. Claro que uma parte da direita tem Bolsonaro, mas o cara não chega a 20% dos votos (o que já seria uma enormidade). Bolso fez bem agora em colocar um de seus filhos pra sondar o terreno agora. Vamos ver como Flavio se sai na votação do Rio. Eu insisto que um Bolso (qualquer um) não tem como conquistar um cargo executivo, porque, se chegasse a um segundo turno, nunca ganharia. A rejeição é maior que o número de votos.

Rosa Estrada disse...

Valéria, o neto de ACM que é prefeito de Salvador não é filho do morto. O morto era o deputado Luís Eduardo Magalhães. O ACM Neto é filho de ACM Júnior, que está bem vivo e é dono da emissora afiliada da Globo em Salvador.


"O neto do ACM é uma desgraça, mas tá pra se reeleger já no primeiro turno prefeito de Salvador (vai entender o fascínio que a Bahia tem com esses Magalhães)".

Alto lé, hein, Lola! Essa fascínio nem é tão grande assim, se levarmos em consideração que desde 2066 os carlistas não vencem uma eleição pra governador da Bahia. Jacques Wagner (2006 e 2010) e Rui Costa (2014), ambos petistas, vencerem suas eleições em primeiro turno.

Há sim, uma mística em torno dos ACMs, pois a chance de o ACM Neto se reeleger prefeito é grande. Porém, não é uma coisa específica da Bahia. Da mesma forma, podemos dizer: "Vai entender o fascínio dos maranhenses pelo Sarney" ou "Vai entender o fascínio dos paulistas pelos tucanos".

Valéria Fernandes disse...

Obrigada, Rosa. Eu realmente achava que ele era filho do morto. ^_^

Anônimo disse...

Algum comentário sobre esta matéria:

http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2016/noticia/2016/08/parte-dos-candidatos-do-pt-esconde-estrela-e-abandona-o-vermelho.html

Anônimo disse...

Sejamos honestos Lola. Você só assistiu eu gostou da palestra do Ciro porque ele falou o que você queria ouvir. Ele advoga em causa própria e você sabem bem disso, afinal ele foi, e sempre será, da turma do Jereissati, consequentemente da turma do FHC. Sempre foi uma antítese do Lula e da ideologia do PT, virou casaca por desespero e por ser sem vergonha. Inclusive quando ele fala que o mundo todo fala em golpe, seve ser o mundo a turista dele, porque fora uns debiloides da França e uns canalhas da Venezuela não existe isso.
O Collor caiu por cauda e uma Elba, porque um apartamento e um sitio não é corrupção? Aonde se aprende isso? Só se for no seu país, a LOLANDIA.

Manipular o orçamento é crime sim de acordo com a lei de responsabilidade fiscal; não era no passado, mas agora é. E não é porque outros fizeram que agora se pode fazer. O PT foi eleito justamente para acabar com a desonestidade, então não pode roubar não, ponto.

O "golpe" está sendo dado pelo Temer, vice que viabilizou a eleição da presidenta, ou seja, deve ser um autogolpe.

O PT se elegeu dizendo ser o oposto radical da que existia no Brasil. Como o Lula era pobre, era fácil acreditar nisso. Deu no que deu. Agora vem dizer "eu roubo, mas eles também roubavam", Vá, tenha a santa paciência.

Serge Renine disse...

Aronovich:

Por favor, pare. o Lula e seus companheiros envergonharam tanto aos que o apoiaram que hoje a gente acha que um canalha como o Michel Temer pode ser um governante, se não perfeito, viável.

Eu tenho 54 anos, cresci admirando o que o Lula fazia no ABC, para dar nisso. A Dilma, nem tem culpa, ela é o que sempre foi. O Lula a levou a isso, assim como o Maluf fez e destruiu o Pita, tudo para preservar e perpetuar o poder.

Você é uma professora, um intelectual da maior dignidade, esqueça essa gente.
Fazer o que? Foi um projeto para o país que não deu certo e voltamos as mãos dos antigos donos do Brasil. O Lula, infelizmente, até por necessidade de governabilidade, fez aliança com o diabo, que você sabe é atraente, mas trai e cobra caro.

Anônimo disse...

O PT só decepciona e eu espero que não volte à presidência por um bom tempo.

Anônimo disse...

Nao esqueçamos o Eduardo Cunha.
Ele saiu dis holofotes, mas continua operando nas sombras.

Anônimo disse...

Gente, o que vcs acham de um jovem "normal", saudável, que se relaciona com uma jovem com síndrome de down? Eu acho isso errado, acho que o cara deve ter algum problema psicológico. Chega até a ser perigoso para a moça. Eu sempre pensei que toda pessoa com um mínimo de bom senso também pensasse como eu, juro. Mas hoje descobri um filme brasileiro chamado "Cromossomo 21" que conta a história de um casal de namorados adolescentes, uma menina com síndrome de down e outro um rapaz "normal", e TODO MUNDO apoiando o filme nos comentários do facebook, fiquei pasma. Então eu estive errada esse tempo todo? Eu sou preconceituosa se eu pensar assim? Porque me considero de esquerda, feminista, contra qualquer tipo de opressão. Se eu for mesmo preconceituosa quero saber disso pra mudar minha visão! Ou são as outras pessoas que perderam o bom senso?

Anônimo disse...

ACM Neto tem grande chance de ser reeleger porque foi um prefeito melhor do que o anterior.

Anônimo disse...

Lola veja essa piada, texto cheio de acusações sem fontes: "A esquerda brasileira quer definir o que você pensa. E com dinheiro de bilionário americano"

http://extra.globo.com/noticias/brasil/sem-mimimi/a-esquerda-brasileira-quer-definir-que-voce-pensa-com-dinheiro-de-bilionario-americano-19988968.html

Anônimo disse...

Mais nova modalidade de "roubo" da esquerda: roubo de likes kkkk

"Se você deu um "like" e ele sumiu: saiba que esse é um dos meios preferenciais de combate intelectual usados pela esquerda hoje em dia: roubo de : likes"..."

Carvalho, Olavo (tá no face dele, é verdade)

Henrique disse...

Lola, fazer uma comparação entre taxa de juros paga pelo governo contra a taxa de juros do cartão de crédito e cheque especial é de uma desonestidade muito burra. Aqui não se financia uma empresa com juros de cartão de crédito e cheque especial e lá fora uma empresa não consegue pegar a juros negativos, apenas o governo e as grandes empresas brasileiras tem acesso sim ao crédito lá fora.

Anônimo disse...

Lola, mudando um pouco de assunto, vc ficou sabendo dessa nojeira de abuso de criança e exemplo horrível de perpetuação do heterossexismo em rede nacional?

http://www.brasilpost.com.br/diego-semerene/nossos-herois-ainda-sao-os-mesmos_b_5395869.html

Nossos heróis ainda são os mesmos

No último "Domingão do Faustão", o jogador Neymar Jr. foi entrevistado direto de sua casa via vídeo. Neymar tinha em colo seu filho Davi, de 2 anos. A novidade que se tornou viral foi o fato do jogador ter dito, sobre a atriz Bruna Marquezine, que "A gente sempre esteve junto". Mas a grande notícia vinda da entrevista deveria ter sido a duvidosa maneira que Neymar parece educar seu filho. No fim da entrevista, Neymar, rodeado de uma dezena de amigos, como um rapper americano e sua entourage de groupies über-masculinos, pediu a Davi que mostrasse "como é que dá um beijo no papai". O menino obedeceu de imediato fazendo biquinho com os lábios. Logo depois, dando sequência à segunda parte do que se tornou evidente ser uma brincadeira constante entre pai e filho, Neymar perguntou a Davi como se dá beijo nas meninas. A criança, visivelmente constrangida, se recusou a mostrar. Neymar insistiu mais quatro vezes, "Como que dá beijo nas menininha?", colocando sua própria língua pra fora e fazendo uma espécie de mímica de um beijo de língua, cuni- ou anilingus. Finalmente, Davi obedeceu o pai e demonstrou, como um golfinho que sucumbe à insistência de seu treinador, colocando sua língua de 2 anos para fora e imitando os movimentos eróticos do pai.

Essa espécie de pedagogia infanto-sexual tosca demonstra não só como o processo de hetero-sexualização da criança se dá de maneira coerciva, e como somos tão cegos a ela, mas como o sexismo continua sendo pré-requisito de masculinidade no Brasil.

Anônimo disse...

Processo de hetero-sexualização??? Sério isso??? Quer dizer que se o garoto desse um beijo na boca do pai, poderíamos chamar de processo de homo-sexualizacão??? Hahahahaha fala sério.

Anônimo disse...

Dora Kramer, no Estadão, sobre os ocasos petistas:

"Dilma desocupa a ribalta e volta ao ostracismo de onde Luiz Inácio da Silva a resgatou, num ato posto pelos fatos na condição de erro crasso que ficará marcado na história como exemplo das consequências do pecado da soberba. Nunca antes neste País terá sido visto um equívoco de tal magnitude, cometido por considerado mestre na matéria. Ainda que involuntariamente e por mais que acredite na fantasia, na vida real Dilma derrubou o mito do grande articulador, do político sensitivo de instinto infalível. Com esse passo em falso, Lula se colocou em posição semelhante à de Paulo Maluf na eleição municipal de 1996, em São Paulo. Maluf inventou Celso Pitta convocando os eleitores a nunca mais votar nele caso a criatura desse errado. Deu e ficou mais ou menos por isso mesmo. O inventor nunca mais recuperou condições de competitividade em eleições majoritárias."

Anônimo disse...

10:00

concordo, um heterossexismo nojento

mas essa notícia aí já é velha

Anônimo disse...

A Lola deve ter lido A Revolução dos Bichos, do George Orwell, é um livro muito interessante e eu comparo a trajetória do PT com os porcos no livro, assim como os porcos se tornaram tão parecidos com os humanos que ninguém consegue diferencia-los, o PT se tornou tão parecido com o PSDB que não há como diferencia-los.

Anônimo disse...

Anônimo 13:48, se fosse só com o PSDB até seria compreensível, pois afinal são dois partidos de esquerda na essência. O pior é se tornar parecido com a Arena devido as parcerias com Malufs, Collor e Sarneys da vida. O George Orwell não é um escritor, mas sim um profeta neste caso.
Da pena de ofender os pobres porcos.

Anônimo disse...

Eu acho que o mundo tem 20% de héteros, 70% de gays, 9% de bi e 1% de assexuais.

Anônimo disse...

o mundo tem 99% de bi e 1% assex.

n existe gay

n existe hetero

prova que to errada

Anônimo disse...

``vms pro blog da lola causar brigas entre as feministas``

``vamo vamo vamo``

e vcs perdem o tempo respondendo esses lixos

Watson Bandeira disse...

Feminismo é degeneração da sociedade capitalista. Uma deformação burguesa produzida para dividir a classe trabalhadora.

Anônimo disse...

1. Marx admitia que mulheres são o proletariado do proletariado 2. Mulheres se organizam em prol da própria sobrevivência e da redução do impacto dessa divisão social que as subjuga, porque não podem esperar uma revolução comunista armada e continuarem nessa posição subalterna até lá 3. Homens se sentem ofendidos por mulheres tentarem se unir pra aumentar suas chances de sobreviverem 4. De repente marx não importa mais feminismo é uma só uma degeneração do capitalismo e foda-se a materialidade.

Anônimo disse...

Watson, pseudo-esquerdomacho, daqui a pouco afirmará que o feminismo serve ao capitalismo pq estimula as mulheres a trabalhar... que piada...

Eu também acho que estão brincando com o fenômeno Bolsonaro. Pode ser que represente poucos votos, sim. Mas tal como fazem com o Trump nos esteites, por aqui, Bolsonaro representa o eleitorado insatisfeito. Com o discurso populista de ser o único limpo no lamaçal de corrupção entre PT e PSDB, ele se colocará como uma alternativa viável ao brasileiro revoltado com a corrupção.
Para ganhar, ele precisará amenizar muito seu discurso, observando-se que até para a direita, ele não desce. A direita liberal zoa Bolsonaro tanto quanto nós, mas são mais potenciais eleitores que o pessoal de esquerda que JAMAIS votaria nele.

Anônimo disse...

Eu também entendi assim. O bom do Bolsonaro é que ele vai dividir os votos da direita.

Anônimo disse...

"Não adianta botar a Marina lá, porque a corrupção é endêmica."

Por esse raciocínio, não adianta colocar Lula, Aécio, Ciro Gomes... então pra que um cargo de presidente? Devemos lutar contra essa corrupção endêmica e procurar renovar sempre, não nos conformar que "sempre foi assim">

Anônimo disse...

Ele quer chamar atenção de alguém, ele tá carente ele

Anônimo disse...

Lola...

Lembrando aqui um episódio de Cid Gomes, da demissão dele como ministro da educação, em 2015:

"eu, ministro da educação, prefiro ser acusado por ele (e. cunha) de mal educado do que ser como ele, acusado de achaque"

https://youtu.be/_RA_9zLeMgs

"E se o poder executivo faz com que um representante seu, venha afrontar esta casa (camara deputados) e ofender essa casa, e não faça nada, essa casa terá que reagir, não resta duvida" Eduardo Cunha, Presidente da Camara dos deputados em março de 2015.

Anônimo disse...

Não curto muito a Marina não, mas essa resposta do Ciro para a questão da ictiofauna é de uma ignorância sem precedentes!