quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

OSCAR TÃO BRANCO (DE NOVO!) E UM BOLÃO

São duas coisas: uma é sobre as indicações do Oscar, e outra é um convite pro meu tradicional bolão do Oscar. Sobre qual das duas você quer que eu fale primeiro?
Ok, vou falar do meu bolão. Este é meu 27o (ou 28o?) bolão do Oscar! Nossa, é muito tempo! Às vezes eu até esqueço como sou velhinha... Comecei em 1989, só entre a minha família. Fizemos nossas apostas e, no dia, acompanhamos a premiação, como sempre fazíamos. Meu amado pai ganhou aquele primeiro bolão, o que rendeu a ele o direito de rir da minha cara durante um ano. Afinal, eu era a especialista em cinema na casa (já tinha trabalhado numa locadora)! Foi um ano difícil, em que meu pai não perdia a oportunidade de dizer a todo momento: "Se você precisar de qualquer informação sobre cinema, já sabe a quem perguntar".
Mas no ano seguinte o equilíbrio do universo foi restabelecido e eu ganhei o bolão. E ganhei vários outros anos também. Tadinho, creio que meu papi nunca mais ganhou (ele morreu em 1993). Minha mãe participa desde o primeiro bolão e... ainda não foi sua vez. Silvinho, vulgo maridão, entra no bolão desde o nosso primeiro Oscar juntos, em 1991, e já levou algumas vezes (que eu me lembre, empatado com alguém).
Quando eu vivia em Joinville, umas pessoas queridas resolveram participar do bolão e não pararam nunca mais. É uma turma de fanáticos que sempre são alguns dos meus principais adversários: Vitor, Claudemir, Júlio César e Alexandra. Eles devem ter participado em todos os últimos quinze anos de bolão! E desses quatro, só o Claudemir eu conheço pessoalmente (conheci em Floripa, na UFSC, numa conferência de direitos humanos que ele ajudou a organizar). O negócio é tão doido que minha irmã, que mora na Califórnia, conhece o Vitor, e eu não!
Vitor é o responsável por fazer com que eu veja a maior parte dos indicados ao Oscar. Se não fosse ele... Infelizmente, por absoluta falta de tempo, eu não fui ao cinema nos últimos dois anos. É uma tristeza! E pensar que no meu "ano americano" eu assisti dezenas de filmes no cinema! E lembrar que durante todos os quinze anos que moramos em Joinville eu fazia o esforço supremo de ir a uma das seis salas de cinema uma vez por semana, geralmente sextas à noite, na última sessão, para ver qualquer coisa que estivesse passando (meu fundo do poço foi ver Garfield 2... dublado!).
Júlio César, que mora em Maceió, é o grande responsável pelo bolão ainda existir, porque, se dependesse do meu know-how, eu estaria anotando as apostas, uma a uma, em tabelas à mão ou no Excel. Já tem alguns anos que JC organiza tudo, e tudo que eu tenho que fazer é divulgar o bolão e ganhar!
Como nem tudo é perfeito, JC também foi responsável por trazer sua amiga Alexandra pra minha vida. Ale é uma praga -- ela já ganhou vários bolões! Teve vez aí que ela ganhou, sozinha, dois anos seguidos. É um acinte, um escândalo, um desrespeito à criadora do meu tradicional bolão do Oscar!
Montagem que channers
fizeram de mim quando
estreou Perdido em Marte
(essa eu até gostei)
Ano passado, depois de um longo e tenebroso inverno de sei lá quantos anos, a justiça foi feita e eu voltei a ganhar o bolão. Não ponho muita fé em repetir a façanha este ano, mas vou tentar.
Desde que comecei o blog, há oito anos, convido minhas queridas leitoras e leitores a participar do bolão. E todo mundo que já participou pode atestar: ver o Oscar participando de um bolão torna a experiência muito mais palatável. É emocionante, porque assim pelo menos a gente tem alguém por quem torcer (nós mesmos, ou, no mínimo, contra a Alexandra).
Eu acho que apostar um pouco de dinheiro (menos que um ingresso de cinema) dá um gostinho a mais, mas, como tem bastante gente que é contra meter o vil metal no meio, ou como a religião não permite, ou porque falar de (argh!) dinheiro é capitalista demais, ou porque o pessoal tem certeza de que não vai ganhar, a gente oferece dois bolões: um pago, e um completamente grátis.
Pra participar do bolão pago, você faz as suas apostas aqui. Não precisa ser já, você tem tempo pra ver alguns dos filmes que concorrem e apostar até o dia 26 de fevereiro. Você só aposta nas vinte principais categorias (as de documentários e curtas ficam de fora).
Só que, como este bolão é pago, você precisa pagar R$ 20. Você pode transferir o valor pra uma das minhas duas contas 
-- Banco do Brasil, agência 3653-6, cc 32853-7, ou Santander, agência 3508, cc 010772760, ou pagar pessoalmente, se você mora em Fortaleza, ou depositar R$ 22,20 no PayPal (é um pouco mais caro porque o PayPal cobra 11% de todo valor). Aí mande um email pra mim (lolaescreva@gmail.com), com cópia pro Júlio (jcaoalves@gmail.com), com cópia do comprovante. Se for pelo PayPal, é só me avisar, que o nome da pessoa aparece. Obviamente, precisa pagar antes de 26/2. Não aceitamos fiado! 
Pra participar do bolão não pago, tudo que você precisa fazer é clicar aqui e chutar quem você acha que vai vencer em cada categoria. No formulário, você deve incluir seu email. E pronto. Até o dia 27/2, a gente manda pro seu email uma tabela com todas as apostas de todos os participantes. Ah, e nada impede que você participe dos dois bolões. 
Claro que, ao ver os indicados ao Oscar, dá a maior vontade de chutar o pau do bolão.
 

Pelo segundo ano consecutivo, temos o #OscarTãoBranco. São cinco indicações para cada uma das quatro categorias de atuação, e nenhum dos indicados é não-branco (negro, hispânico, asiático etc). Em dois anos: 40 indicados, todos brancos!
É ridícula essa falta de representatividade. O Oscar premia produtos de uma indústria. Se essa indústria só faz filmes com e sobre gente branca, tem algo de errado com ela. Aliás, essa indústria é feita POR homens brancos. E avaliada por brancos (94% dos votantes do Oscar são brancos). 
Isso é o que diz a escritora, jornalista e produtora Carol Jenkins no excelente documentário Miss Representation, que fala sobre mídia e gênero no contexto dos EUA:
"97% de tudo que você sabe sobre você e sobre o seu país e seu mundo vem da perspectiva masculina. Isso não significa que é errado. Significa apenas que em uma democracia em que se fala de igualdade e participação igual, você tem metade da população, mais da metade da população, que não está participando" (minha tradução). 
Como a imensa maioria dos diretores e roteiristas dos EUA são homens brancos, eles raramente escrevem histórias que não sejam sobre homens brancos. Isso quer dizer que há pouquíssimos papéis interessantes para homens negros, por exemplo. Para mulheres negras, então, nem se fala! Em todos os 88 anos em que o Oscar existe, apenas sete atrizes negras ganharam a estatueta de melhor atriz (só uma, Halle Berry) ou melhor atriz coadjuvante. 
Na realidade a ilustração está errada, porque se esqueceram da Jennifer Hudson, que levou o Oscar de atriz coadjuvante em 2006 por Dreamgirls. Ela faz uma cantora. Porém, não resta dúvida que os papéis que atrizes negras têm são limitadíssimos. Como é possível para uma grande atriz como Viola Davis brilhar se mal há papéis para mulheres acima de 50 anos? E se os papéis para mulheres negras são de eternas coadjuvantes interpretando empregadas?
Acho que o Oscar do ano passado foi mais absurdo ainda, porque deixaram de fora a Ava DuVernay, que deveria ter sido a primeira negra indicada a melhor diretora, e David Oyelowo, que interpretou ninguém menos que Martin Luther King (ambos por Selma). Agora, esqueceram o Will Smith (não que eu vá ver Concussão, porque tem a ver com futebol americano). Parece que Straight Outta Compton: A História do N.W.A. e Creed: Nascido para Lutar têm vários personagens negros. Indicaram o Stallone.

Pelo pouco que sei, dos oito indicados a melhor filme, praticamente todos têm um elenco super branco (Perdido em Marte talvez seja a exceção, e Regresso tem um índio). Não é que os negros sejam relegados a papéis de coadjuvantes. Nesses filmes, eles não são sequer figurantes. 
E não me venha falar "Vocês querem cotas em Hollywood" e "meritocracia!" e "ganha quem é mais talentoso". Pelo jeito já temos cotas no cinema -- e são todas pros brancos, na frente e por trás das câmeras. Sério, como alguém pode ver um cenário desses e pensar que está tudo bem, que as oportunidades são iguais? Que meritocracia pode haver se o cinema é feito e avaliado por homens brancos?
Spike Lee, provavelmente o diretor negro mais bem-sucedido dos EUA, já avisou que vai boicotar a cerimônia, embora desta vez o apresentador será Chris Rock. Chris, vale lembrar, tinha um número excelente em que ele falava sobre o seu bairro rico (clique para ampliar):

Fica a pergunta: que tipo de interpretação espetacular um ator ou atriz negra precisa fazer para ser agraciadx com uma mísera indicação ao Oscar?
Teria que inventar o Oscar!

130 comentários:

Anônimo disse...

Outro trecho famoso de um show de stand-up do Chris Rock sobre racismo:

"There's a lot of racism going on. Who's more racist, black people or white people? It's black people! You know why? Because we hate black people too! Everything white people don't like about black people, black people really don't like about black people ,and there's two sides, there's black people and theres niggas. The niggas have got to go.(...) You know the worst thing about niggas? Niggas always want credit for some shit they supposed to do. A nigga will brag about some shit a normal man just does. A nigga will say some shit like, "I take care of my kids." You're supposed to, you dumb motherfucker! What kind of ignorant shit is that? "I ain't never been to jail!" What do you want, a cookie?! You're not supposed to go to jail, you low-expectation-having motherfucker!" Bring the Pain - 1996

Anônimo disse...

12:29 falou aquele que tá sendo indicado ao Oscar... não pera.

Anônimo disse...

Quando vcs fazem esse mimimi pelo Oscar vcs ignoram a atuação de bryan cranston, Dicaprio, Matt Damon, Eddie REdwayne, Será que eles foram indicados pela boa atuação ou por serem brancos?
Vcs se esquecem que o APRESENTADOR do Oscar será um negro, que o papel de Redwayne é de uma transsexual, que Cate Blanchett interpreta uma lésbica, que Spotlight fala sobre pedofilia na Igreja Católica, que uma animação brasileira concorre com grandes estúdios, sabem por que? pelo motivo desses filmes e atores terem qualidade e não por essa ou aquela etnia.
Aiiinnn Michael b. Jordan não concorre e Stalonne sim, sim caros ignorantes, são categorias diferentes, veja os atores a papel principal e diga se eles não merecem, Jordan é um bom ator,sim, mas ele concorreu com gigantes e perdeu a indicação não por ser negro e sim pq os outros foram melhores.
Agora parem de mimimi e vitimismo e reconheçam o talento das pessoas

Mila disse...

O papo sobre o racismo se dilui quando o foco se concentra em pq negros não foram nomeados este ano e a chance da discussão se perde na superficialidade da situação, o que corrobora com que comentários como 13:30 estejam corretos. Pode-se falar de 5 ou 6 negros que tiveram papel de destaque este ano, mas num cenário de outros 100 brancos é mais provável que mais brancos sejam indicados. Sobre o mérito da indicação, bem, isso são outros 500. Não é de hoje que o Oscar é cheio de injustiças, inclusive, grandes nomes do cinema jamais ganharam a estatueta enquanto atores medianos já foram premiados.
A Viola Davis disse uma vez que era preciso dar oportunidades. Como artistas negros terão reconhecimento se os papeis que eles recebem são escassos, caricatos, estereotipados? Como realizar um trabalho desafiador e original diante de papeis que são mais do mesmo? Difícil se sobressair quando os seus personagens são limitados dentro de roteiros que o prendem.

Anônimo disse...

Engraçado, no mundo todo há apenas 14 milhões de judeus (no mundo todo!). Mas eles dominam o cinema americano, seja como diretores, produtores, atores... Por que ninguém reclama?

Anônimo disse...

Tão confundindo Oscar com ProUni

Anônimo disse...

Sylvie

Sessão de comentários do UOL tá uma lixeira de racistas podres!
Mesmas merdas, "cota", " Oscar é meritocracia" etc.
Que o Oscar não é racista pq chamaram o Cris Rock e a presidente da Academia é negra, etc.
Mas...
Primeiro chamaram o Cris pra tentar remendar o racismo tacanha que cometeram.
Segundo, a presidente é negra, mas ela sempre foi uma executiva competente e que trabalhou em várias grandes produtoras, mas maioria dos votantes são homens e brancos, então ela sozinha não pode fazer nada, sem falar que só por ela ter se mostrado insatisfeita com as indicações já foi suficiente pra monte de imbecil falar que a mulher tá sendo "vitimista".
Terceiro, o Oscar é comercial e vale muito mais o " star power" que o talento genuíno.
Não é possível que atuações grandiosas de atores como Idris Elba(Beasts of no Nation), Samuel L.Jackson(8 Odiados), Michael B.Jordan(Creed), Tessa Thompson(Creed) e Will Smith ao tenham sido "merecedoras" de indicação!!
Se os "melhores" são indicados, pq o apático Mark Rylance de Ponte de Espiões e a exagerada Jennifer Lawrence por Joy foram indicados?

Anônimo disse...

Anônimo das 13:30

Sim tiveram grandes atores e atrizes este ano, mas não ter nenhum negro indicado seja ora ator, diretor, editor, etc, fica estranho.
Oscar é político, "meritocracia" é falácia.

Anônimo disse...

Anônima 13:57, o problema não é ela ser assim, e sim ela ter escolhido um cara bem diferente dela, entendeu?

Anônimo disse...

Abibimo das 13:49 Vc tá confundindo comentário de verdade com a merda que escreveu.

Anônimo disse...

E daí anônimo das 14:02

Cada um é feliz do jeito que quiser.

Anônimo disse...

Anônima 14:05, ser "feliz" sendo auto-preconceituosa e alimentando ainda mais o preconceito?

Anônimo disse...

Eu vou repetir uma história que contei em outro post: nos livros da série Jogos Vorazes, Katniss Everdeen é uma morena (mais ou menos tipo Camila Pitanga) com cabelos e olhos pretos. Quando os produtores anunciaram a convocação de testes pra protagonista dos filmes, eles pedirem EXPLICITAMENTE por "Atrizes caucasianas de 19 a 25 anos". Qualquer porífero pode ver o racismo nisso aí.

Anônimo disse...

Nossa, de repente todos os atores negros e atrizes negras passaram a ter atuações "grandiosas"...

clarice disse...

galera aí falando de meritocracia no Oscar, sendo que em 2013 a ~~~Emmanuelle Riva~~~ perdeu pra Jennifer Lawrence...........................
nada conta a Jennifer Lawrence, acho ela uma fofa talentosa e tal, mas gente, ~~~~~~Emmanuelle Riva~~~~~ em Amour x JL em uma comédia romântica tosca. realmente, dá super pra levar a sério essa premiação como referência do que há de melhor no cinema. AHAM. HAHAHAHA
a academia é racista sim e a indústria do cinema/entretenimento tem muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito que evoluir.
o discurso da Viola Davis é maravilhoso e agora teve a fala do produtor de Master of None ao receber na Critics' Choice Awards desse ano:

"Thank you to all the straight white guys who dominated movies and TV so hard, and for so long, that stories about anyone else seem kind of fresh and original."

Anônimo disse...

Meninas vou passar um vídeo pra vocês assistir de uma brasileira que mora na arábia saudita, e
ela anda de abaya que aquele vestido preto que cobre tudo.


https://www.youtube.com/watch?v=birP5A7oc5o

Anônimo disse...

Todos não anônimo das 14:12.

Tem vários atores negros e negras ruins mas a Academia não considerar o talento de muitos como: Samuel L.Jackson, Idris Elba, Michael B.Jordan, Will Smith, etc, é no mínimo estranho.

Anônimo disse...

Podia fazer uns com o mascu
50 anos de solidão
50 tons de chatice
O fracassado na Internet
O jogo da mimização
10 coisas que eu odeio em feministas (mas venho todo dia ao blog delas)
O dia que o server do dota caiu
À procura da felicidade (a loira perfeita)
Mascu neurótico, feminista nervosa
Ninfomaníaco (no The Sims)
Comer, brigar e mimizar
O sorriso de Alita
Vingadores (dos escravocetas)
Esquadrão Suicida (e pesticida)
Os ômi só querem as louras
E o vento levou... a vergonha
A vida não é bela (para o homem hetero branco e cristão)

Poderia ganhar uns prêmios no Framboesa de Ouro se pá

Anônimo disse...

Meninas vamos fazer um acordo?

Vamos parar de considerar a Jennifer Lawrence "feminista".
Primeiro, ela pega papéis que seriam de mulheres mais velhas(Lado Bom da Vida no livro a mulher tem 30 anos, Trapaça era pra ser uma atriz da mesma faixa da Amy Adams, e agora Joy que tb era pra ser se uma atriz mais velha).
Ela reclamou da diferença salarial de homens e mulheres pir causa do salário que ELA recebeu no filme Trapaça, e não pq realmente ela se importe com as colegas de profissão.
Ela tem uma postura feita pra chamar atenção do público masculino:
Ela adora falar que seu estilo é de " vadia lésbica". WTF!!
Ela banca a "doidinha novinha avoada" um tipo que chama atenção especialmente dos coroas.
Ela já beijou em entrevistas outras atrizes na boca, como a Natalie Dormer(GOT) e está ficou super sem graça pq o beijo foi roubado. Não há NADA mais fetichista e objetificante que mulher hétero bancar a "lesbian chic" pra agradar o bando de machista punheteiro.
Ela é arrogante e só destratar quem tá em posição mais humilde que ela.
E por último, ela fará um filme que sua personagem é amante do Fidel Castro, uma mulher latina!! Ou seja tirando a oportunidade agora de atrizes latinas tb.
Ela é uma estrela fabricada por Hollywood e ela tá se lixanfo pra situação menos favoráveis de suas colegas de profissão.
Emma e Charlize são feministas mas J.Law não, essa só quer ver seu próprio lado.

Anônimo disse...

Anônima vc esqueceu de um filme que define estes masculinistas misóginos...

Os homens que não amavam as mulheres

Anônimo disse...

Não adianta boicotar o Óscar pq não há negros indicados, tem q boicotar os estúdios q excluem os negros do cast, isso é bem mais prestativo

Pq o Oscar (tudo bem, comete INÚMERAS injustiças) não indica quem ele quer, indica o q tem, se o Cinema só tem branco, não há saída pro Óscar, lembrem-se o Óscar é só uma premiação, os estúdios é quem devem ser boicotados, essa galera está errando o alvo, vai continuar sem preto no cinema

Anônimo disse...

Anônimo das 14:18 merecia um Oscar só por esse comentário kkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

14:17
Eu falei pra meninas do blog verem se quiser, e ela está lá pq quer pelo emprego.

Anônimo disse...

Anônimo (a) das 14:44

Interessante sua opinião e concordo boa parte, mas devo ressaltar que atores como Samuel L.Jackson(8 Odiados), Idris Elba(Beasts of no nation), Will
Smith(um homem entre gigantes) tiveram GRANDE destaque neste ano! Concordo que são poucos atores, mas foram indicados em outras premiações e elogiados. S falar no diretor de Creed que tb não indicado e não houveram negros indicados em edição, fotografia e direção de arte.
Mas assim como vc falou tb acho que o foco tem que ser maior NÃO na Academia mas na indústria como um todo.
Diretores tem que se posicionar, não aceitar que produtores mudem script, elenco, etc, como foi o caso que a Katniss morena do livro virou loira nos filmes, entre outras imposições que prejudicam atores, atrizes, roteiristas, diretores talentosos em nome do status quo.

Anônimo disse...

Lola o Oscar é capitalista e vc é de esquerda, não sei pq gosta do oscar, uma mulher inteligênte como você nem deveria acreditar em comunismo, que bem nenhum fez aos pobres e as mulheres, continuam machistas e sangue sugas.

Desculpe mas eu tive que falar isso.

Anônimo disse...

14:18 kkkk
Penetras ruins de cama( bons de bico)
Os virgens de 40 anos(o virgem)
Orgulho e preconceito(original)
A culpa é da vítima(estrelas)
Rastros de Ódio(original)
Psicose(original)
A Grande Ilusão(original)
punheta indiscreta(Janela )
Soberba(original)
Os maus Companheiros(bons)
Noivo Machista, Noiva Nervosa(neurótico)
Intolerância(original)

Anônimo disse...

A carapuça caiu vagabundo racista?

Anônimo disse...

O pessoal que vota nos filmes são homens brancos e velhos, daí muito filme bom fica de fora.

Além de americano só falar no dos deles, teve uma apresentação que foi claúdia leitte e snoppy dog cantar e na hora de apresentar, o apresentador nem falou o nome da claúdia só o do snoppy, e os brasileiros ainda ficaram rindo da cara dela, mas isso é uma falta de respeito desses americanos esnobes.

Anônimo disse...

15:22:
A carapuça caiu vagabundo cotista?




Anônimo disse...

Eu tô morrendo de rir aqui com o anônimo de "suas mestiça", tá parecendo aquela parada do Harry Potter, "seus mestiço, seus sangue-ruim". Meio tarde para cobrar pureza de sangue neste país.

15:12, o anônimo da meritocracia. Legal essa sua preocupação. Que que cê acha de playboyzinhos que descolam vagas de estágio, emprego, cargo comissionado (mamando nas tetas do Estado) pelo QI? Também é na base da desonestidade e nada da meritocracia, afinal muitos currículos de pessoas que investiram em sua formação são jogados fora por um filhinho de papai que tem um pai muito influente. Falae

Quando eu era menor, eu tinha uma colega negra que ralou pra conseguir uma bolsa no colégio onde eu estudava. Essa menina tinha a bunda grudada na cadeira e só estudava. Não saia nem pra tomar sorvete. Ela dizia que ser negra, ser mulher e ser pobre a colocava em muita desvantagem em relação aos colegas brancos. O que era vdd, vários colegas que se formaram com a gente gastavam mais que um pai de família recebe por mês em uma noite enquanto levavam cursos improdutivos na faculdade. Não se preocupavam com isso pois seus futuros estavam garantidos na empresa do pai.

Mas sei lá, os caras devem ter escrito merda na redação, não devem ter passado pelo Sisu e agora tão xingando muito nas redes quem estudou, conseguiu escrever sobre violência da mulher sem ferir os direitos humanos e agora tá numa federal. Paciência, abiguinhos. Só ficar menos nos chans e nos Dotas e estudar mais um pouco.

A.

Anônimo disse...

Porífero das 15:05 quem quer respeito tem que respeitar. Se você não respeita vá se jogar de boca do alto de um arranha céu, seu racista acéfalo e misógino que merecia levar um tiro no olho do cu.

Anônimo disse...

Feiosos e furiosos
Bonequinha inflável de luxo
Ligações Perigosas
Será que ele é?
Os Anticristos
Matrix
Onde os mascus não tem vez
Feiura indômita
Que horas eles saem?
Garotos não-exemplares
A Esperança vem do Lixo
À Espera de um milagre (de serem gente)
Mascus - Os Estranhos
Sociedade dos machistas vivos
Se Beber... não case... com um mascu

Anônimo disse...

Os laços que ando dando na hipocrisia, seria melhor você moderar os comentários, não acha lola?

Anônimo disse...

Vamos maneirar que tem muito branco que rala muito também, nosso país não é igual os EUA que mesmo sem ser rico com 16 anos a pessoa já tem um carro na garagem. O que acontece é que o governo se lixa pra pobre. Sabemos que a maioria dos negrosmora na favela, mas não é porque vc não mora em uma que vc fica de perna pra cima com sombra e água fresca e é filhinho de papai.

Anônimo disse...

15:52 pode até ser, mas só de ser classe média e não precisar equilibrar estudos com trabalho já facilita muito. Mas a parada do emprego é realmente muito mais sinistra pq até hj tem gente contratando com base na "aparência", quem tá fora dos padrões costuma se lascar.

Anônimo disse...

Não concordo com este sistema de cotas. É impossível determinar quem é negro num país onde a miscigenação é total. Seria justo se a cota fosse para a população carente. Somos todos frutos da injustiça social. Não é a cor da pele que determina isto hoje em dia, e sim a condição social. Quem tem uma condição privilegiada é uma minoria que herdou dos escravagistas ou aqueles que tomaram o lugar deles entrando na politica e tornando todos nós, outros escravos num mundo de corrupção.

Anônimo disse...

16:00 pergunta para a polícia e para os racistas que eles sabem definir quem é negro rapidinho.

Anônimo disse...

A pessoa negra pode fazer ou não com cotas, no caso o negro teria duas chances, diferente do deficiente que só ocupa aquela porcentagem.

Anônimo disse...

16:06
tem negro e mulatos, pardos do cabelo crespo.

Anônimo disse...

16:10 sim, e é por isso que eles sofrem racismo em menor ou maior grau. Mesmo em quilombos, há negros cuja genética europeia superam a negra e a ameríndia. Tem branco com percentual de genética africana superior à de negros e mulatos. Mas o racismo é baseado num preconceito de aparência, até pq ninguém anda com seu mapa genético pendurado no pescoço para mostrar ao racista que possui tanta porcentagem genética europeia que ele. Então, quanto mais alguem tem traços fenotípicos negros (cabelo crespo, pele escura, nariz...) mais as chances da pessoa sofrer racismo. Assim quanto mais ela parecer pobre, ela tem mais chance de sofrer preconceito por isso. A diferença que roupa a gente muda né.

pp disse...

Vou participar do bolão pago com certeza! Ano passado fui muito mal, mas esse ano tentarei de novo. É muito divertido.

Eu acho difícil o Chris Rock desistir de apresentar a cerimônia, pois com certeza o contrato prevê uma multa milionária. Mas alguma piadinha com certeza vai rolar. Será interessante.

Seria muito legal se os outros negros se recusassem a comparecer. Sou branca e apoio 100% a indignação.

Anônimo disse...

quem tá chorando aqui deve ser vc anônimo. Enquanto vc comemora uma pseudo desgraça alheia (indicados para o Oscar ou não, o Will Smith e o Idris Elba estão cheios da grana, nas suas mansões e carros que vc nunca terá) o "cotista" deve estar lá contente e sorridente por ter conseguido sua vaga na federal. Afinal estudou, não perdeu tempo no chan e conseguiu escrever sua redação sobre violência contra a mulher direitinho.

Anônimo disse...

Eu tentei achar a origem do racismo, quem foi que inventou que o branco era melhor e não achei nada esclarecedor.
Eu creio que veio do machismo também, dizem que veio das teorias de darwin. Talvez os europeus criaram essa ideia já que eles queriam tomar muitas terras, afinal eles colonizaram muitos países.

Anônimo disse...

Anônimo das 16:17

Não há quem chole mais que vcs mascus racistas w fracassados!!
Choram até quando Todynho não tá pronto kkk.

Ezco Musaos disse...

Concordo com quem disse que o foco deve ser na indústria cinematográfica ainda extremamente racista, porém, acredito que qualquer manifestação contra o racismo nesse meio é válida. Sim, o Oscar pode ser só a ponta do iceberg, mas infelizmente é o evento de maior importância do cinema e sua falta de representatividade gritante deve ser combatida sim, agora e até quando for necessário. Não acho que se pode combater o racismo fazendo o jogo dos racistas: fingir que o racismo não existe mesmo quando ele é escandalosamente gritante. Mostrar a existência óbvia do racismo incomoda muito, é só ver os esperneios e choros da racistada aqui nessa caixa de comentários.

Anônimo disse...

16h29, eu não sei ao certo, mas tente procurar pela Eugenia racial, provavel que eles tenham institucionalizado que o branco europeu deveria dominar as raças subalternas e assim dando um viés científico ao racismo.
Na parte da religião, já vi que a Igreja Católica dizia que os negros eram descendentes do filho dissidente de Noé (acho que era Seth) e que por isso eram amaldiçoados e que também não "tinham alma", logo eram pouco mais que animais.

Anônimo disse...

Devia ter cota pra negro na presidência, pois no Brasil nunca teve negro presidente, mas o governo tá nem aí né...

Anônimo disse...

Anônimo das 15:30

Não sou vagabundo e nem cotista mas apoio sistema de cotas pq a maioria dos brancos de classe média NUNCA precisaram revezar trabalho e estudar ora passar en federal.
Mas já que vc se ofendeu, vsi se fuder vagabundo racista e para de mandar a mamãe lavar sua cueca suja de merda e fazer teu Todynho kk.

Anônimo disse...

Tive que ler num site inglês ele disse que o racismo sempre existiu mas que era praticado por raças sem ser negras também, e houve escravidão de pessoas da mesmas raças.

Na Roma:

" Em Roma, como na Grécia , os escravos não diferiram na aparência externa dos homens livres. RH Barrow em seu estudo sobre o escravo romano diz que ' nem cor nem roupas revelou sua condição. " Escravos de diferentes nacionalidades casaram . Não havia nenhuma barreira de cor .

Outro trecho interessante:
Tão tarde quanto meados do século XV, quando o tráfico de escravos do Oeste Africano de Portugal começou em primeiro lugar, a racionalização para a escravização dos negros não era que eles eram negros , mas que eles não eram cristãos . Aqueles que se tornaram cristãos foram libertados , casaram-se com o Português e foram aceitas como iguais em Portugal. Depois, é claro, quando o tráfico de escravos tornou-se um grande negócio, a prontidão de um escravo se converter ao cristianismo deixou de ser suficiente para ganhar a sua emancipação.

Mas o que fala resumindo é que o racismo contra a cor de pele surgiu com o capitalismo.

Anônimo disse...

Assim como o machismo eles tiveram que inventar uma suposta superioridade com textos e até usaram cientistas pra isso.

Anônimo disse...

Talvez seja por isso que culpem o capitalismo porque o preconceito gerou lucro. O que não quer dizer que o socialismo vai nos salvar.

Anônimo disse...

Uma coisa que não entendo é esse Will Smith reclamar de falta de diversidade em Hollywood e no Oscar. Ele é MEGA famoso e poderoso, mas só faz filmes com diretores e protagonistas femininas que NÃO são negras. Ele, com o poder que tem, poderia muito bem fazer filmes só com diretores e atores negros, como forma de se impor mesmo, porque ele dá MUITA bilheteria, então o estúdio iria ter que aceitar. A atitude, a mudança, também não parte dos negros poderosos de Hollywood. E o Will é, sim!
O filme pelo qual o Will queria ser indicado na categoria melhor ator é o Concussion, o diretor NÃO é negro, Peter Landesman. O seu filme anterior foi Golpe Duplo, os diretores também não eram negros Glenn Ficarra John Requa e a mocinha do filme foi a loiríssima dos olhos azuis, Margot Robbie. O próximo filme do Will, um blockbuster, Esquadrão Suicida, também não foi dirigido por um negro, David Ayer.
Fica a questão, Will, poderosíssimo, COM UMA CERTA AUTONOMIA NO MEIO, porque não se movimenta, não faz algo pra mudar também? Será que é porque ele se encontra numa situação cômoda de poder dentro desse meio extremamente racista?

Anônimo disse...

as pessoas vão continuar com preconceitos por causa da religião, não pelo capitalismo.

Anônimo disse...

Concordo em pontos discordo em outros

O Will Smith já foi par de uma linda negra em Inimigo do Estado e par com a Eva Mendes que é latina, portanto nao-branca.
Mas sobre se acomodar acho que ele tá mudando isso um pouco oq ele junto com a esposa, a Jada, não vão participar do Oscar. Já está em todos os sites.

Anônimo disse...

Sylvie

Lola te faço um pedido...

Deleta automaticamente as mensagens desse fracassado de porão que adora postar um texto misógino sobre filme de "pauta 100% feminista"/ ninguém merece ler um MONTE de merda desse fracassado misógino!!!

Anônimo disse...

Diva

Oi Lola

Concordo com a Sylvie
Tenta apagar automaticamente o texto misógino desse IMBECIL do "filme de pauta 90% feminista".
Sério, ninguém merece ler um amontoado de merda misógina.

Anônimo disse...

As pessoas querem cotas pra branco na nba e ainda tão dizendo que nenhum albino reclamou de não ter sido indicado.

Anônimo disse...

As pessoas que fazem este comentário sobre NBA tentando alegar um falso "racismo reverso" estão passando atestado de racismo e burrice!

clarice disse...

http://g1.globo.com/pop-arte/oscar/2016/noticia/2016/01/will-smith-critica-falta-de-diversidade-do-oscar-e-diz-que-nao-vai-cerimonia.html

Anônimo disse...

off topic: E a moça do bbb 16 fazendo um desserviço social, dizendo que é machista mesmo!!

onde vamos parar???

FERNANDA B.

Anônimo disse...

Se TODOS sabotassem essa lixeira televisiva chamada BBB, seres acéfalos como essa moça não teriam fama alguma!!

Anônimo disse...

(Viviane)
Sobre a necessidade de cotas raciais no Brasil, gostaria de repetir um comentário meu em um post daqui do blog, em 29/10/2015:
"Ainda sobre cotas raciais, gostaria de sugerir o exercício que abriu meus olhos para a realidade: visitar escolas públicas de Ensino Fundamental, preferencialmente em periferias ou zona rural, e observar como professores tratam alunos brancos ou negros. Em tese, os alunos são todos pobres e têm a mesma (falta de) oportunidades, certo? Errado, pois basta ver:
-professora abraçando aluno branco e olhando para o negro com cara de nojinho;
-bullying racista, sob total silêncio de funcionários da escola;
-crianças brancas são incentivadas pelos professores a continuar os estudos. Quando um aluno negro fala que vai parar de estudar, ninguém se importa; etc.
Dificilmente alguém (exceto se for muito cínico) passa por essas experiências sem se tornar favorável às cotas, ao menos enquanto essa desigualdade persistir. Porém, ninguém é obrigado a acreditar nas minhas observações pessoais; por isso, recomendo o livro "A produção do fracasso escolar", de Maria Helena Patto, que pesquisou este tema (racismo na escola) dentre outros. Sei que existem também outras pesquisas mais recentes e detalhadas, deixo a cargo de quem se interessar.
Em tempo: desculpem-me se fugi do tema do post, espero ter contribuído com o debate.

29 DE OUTUBRO DE 2015 17:27"

Anônimo disse...

Sylvie

AFF Lola deve estar de férias pq essa caixa de comentário virou uma lixeira de comentaristas racistas e misóginos!!

Ezco Musaos disse...

Sobre esses lixos "humanos" neonazistas que estão poluindo a caixa de comentários, daqui a pouco a Lola deleta esse lixo todo.

Quanto a essa coisa escrota chamada bbb (argh), é praticamente caso perdido. Infelizmente fiquei sabendo hoje que essa emissora racista (redundância) resolveu explicitar um pouco mais seu arsenal de racismo lançando uma "esponja de lavar louça black power" ou algo assim na "casa mais vigiada do país". É muita nojeira pra um programa só. Já vi algum post aqui no blog defendendo a audiência que esse programa ainda recebe, mas, sinceramente, não consigo concordar com isso.

Anônimo disse...

Ezco as pessoas, infelizmente dão audiência pra um programa escroto desses!
Se não tivesse audiência, não existiria.

Anônimo disse...

Alix

Sério tem um cara muito doente!! Um neonazista psicótico que volta e meia escreve alguma merda de cunho racusta!!
Dá medo pq um sujeito desse é capaz de agredir ou até matar uma pessoa negra!! Esse sujeito devia se tratar! Sério!

Anônimo disse...

Cunho racista.

Anônimo disse...

Não existe "racismo reverso" preconceito contra qualquer raça independente de qual seja já caracteriza racismo. A pessoa que usa o termo "racismo reverso" para dizer racismo contra brancos é preconceituosa pelo fato de que ela acredita que racismo é exclusivamente contra negros.

Anônimo disse...

Muito estranho isso. Até porque o neonazismo se opõe a qualquer violência contra outras raças. O que os neonazistas querem é que os países brancos (Europa e EUA segundo eles) sejam habitados por brancos, países negros (África) por negros, oriente médio por árabes, etc.
Eles não gostam do fato que outras raças estejam invadindo os " países brancos” enquanto países negros, arabes, etc permanecem predominantemente habitados por pessoas da mesma etinia.

Particularmente, acho esse negócio de segregação errado e ruim para humanidade, mas não tiro o direito deles pensarem do jeito que querem, desde que não sejam a favor de violência e crueldade.

Porém, automaticamente julgar todos neonazistas como violentos intolerantes é preconceito sim, igual ao que feministas reclamam que fazem isso com mulheres e negros.

Anônimo disse...

Anônimo(a) inocente das 23:32

Vc mesmo(a) admitiu que acha segregação errado (e, é errado!) então vc acha que todo neonazista prega seus conceitos MUITO extremos e preconceituosos com "flores e bombons"?!!
Querido(a) só ver depoimento doentio de rotativamente todo neonazista, sem falar que muitos agridem negros e outras minorias. Não tem como ter "amizade" com gente que é preconceituosa, doente, intolerante e violenta. Sem mais.

Anônimo disse...

Ps: praticamente de todo neonazista.

Anônimo disse...

Só um ajuste:Camila Pitanga não é morena, é negra mesmo!

Anônimo disse...

Vou andar na rua cheia de pessoas brancas, vou ao meu cinema de brancos vou assistir um filme de brancos.
Porque faço isto? Porque sou racista?
Não, porque tenho o direito de escolher o que considero agradável.
Este direito deveria ser comum a todos.
E mesmo que não seja comum, é o que todos fazem, buscar o que desejam.
Vamos parar de hipocrisia, buscar a realização pessoal apesas das dificuldades que a sociedade mecessáriamente impõe a todos.
Não ponho a culpa nos negros, nos neonazis, nos muçulmanos,
apenas estou mais preocupado em viver e ser feliz do que olhar para os lados á procura de culpados. Vamos lutar pelo que é justo, mas sem exagero, não existem coitadinhos. Nada de negros ou brancos bonzinhos.

Anônimo disse...

JLaw é insuportável. O comentário nojento dela sobre o estilo pessoal dela 'lesbian chic blabla', EW. Ela ganhou menos q os parceiros de filme em American Hustle, assim como a Amy Addams (atriz com muito mais talento) e se restringiu a falar que ela se sentiu injustiçada e adicionou meia duzia de coisas sobre o paygap em Hollywood pro desabafo dela não ficar tão egoísta . Ela não faz nada pelo feminismo, fica se fazendo de sonsa e volta e meia da umas respostas agressivas e outras tentando ser engraçadinha - assim como a amiguinha insuportável dela, a Amy Schumer, que tem uma bela compilação de stand up roubados + piadinhas machistas. Não sei como alguém ainda acredita que ela é feminista e ainda idolatra essas criaturas.

Anônimo disse...

eu moro no RS, especificamente em Porto Alegre, então vou me limitar a falar de Porto Alegre. Eu não conheço o Brasil tão bem assim, mas acredito que o sul (RS incluso, obviamente) tem a população mais branca e mais racista que o resto dos estados. Bom, talvez pela concentração de brancos aqui, MUITOS brancos são pobres e muitos são favelados (aqui a gente chama de vila - vileiros). Paradoxalmente nos somos os mais racistas, mas a quantidade de branco pobre de cabelo loiro e olho azul que rala E muito pra conseguir por comida na mesa é absurda. Uma conhecida minha, empregada doméstica, branca (ruiva de olho verde), ascendencia alemã trabalha a semana inteira desde a adolescência (hoje tem cinquenta e poucos anos) e até hoje não conseguiu juntar dinheiro pra dar entrada numa casa ou num terreno, ou que seja. Vive aos trancos e barrancos numa cidade extremamente violenta que faz divisa com Porto Alegre, no meio de uma vila. Isso não é raro por aqui. Eu só sinto muito que a população seja tão preconceituosa. Se tu olhar algum noticiário sobre as enchentes aqui, tu vai ver que a maioria das pessoas que moram em lugares que alagam a cada temporal são... Brancas. Nem pardas, brancas. E nos morros daqui eu vejo negro e branco na mesma proporção. Porto Alegre é uma cidade muito esquisita.

Anônimo disse...

Só pra constar, eu sou uma branca de olho e cabelo claro, com ascendência italiana, moro numa dessas vilas (na zona norte) onde tá virando moda queimar ônibus e disparar armas contra pedestres pq os mesmos entram em choque na hora dos assaltos. Eu não consegui concluir minha faculdade por falta de $, já que não me incluía em nenhum tipo de cota (graças a deus tive uma ótima educação em escola particular antes dos meus pais falirem - não to reclamando de cotas, só explicando porque eu não me encaixo) e porque nunca consegui passar na federal, que é pra gente que pagou além da escola particular, cursinho - e gente mto esforçada, o que claramente não foi meu caso. Atualmente to desempregada e meu currículo é recheado de subempregos. Porto Alegre parece distante do resto do Brasil quando se fala de raça e pobreza.. Nem digo por mim, to escrevendo isso de um celular usando WiFi, mas das pessoas que moram nos bairros mais periféricos, nas que mais se ferram com o SUS... E sabe, se tu for a mais a serra, como Gramado, é quase impossível ver um negro. Ta, cheguei num ponto que eu nem sei mais porque to falando tudo isso, mas queria entender esse fenômeno que rola por aqui de boa parte dos pobres serem brancos e ainda assim ter preconceito contra negros, que são vizinhos de porta. Divagando. Enfim

Anônimo disse...

Pela igreja católica o povo negro era amaldiçoado porque Caim (não Seth) matou Abel e foi exilado. Caim era negro, Caim matou o irmão, Caim foi exilado e teve que construir a própria civilização - ele foi o patriarca da população negra segundo a bíblia, logo por isso os negros eram condenados/amaldiçoados/toda baboseira que dizem sobre o povo de Caim.

pequena correção, desculpas sinceras se foi pedante

Anônimo disse...

e mais sobre racismo: além de todo contexto bíblico, quando os europeus começaram a explorar a civilização africana eles tomaram os africanos por selvagens (por conta de rituais, de BANHOS, da "falta" de roupas, da adoração a deuses diferentes) e por alguns reis africanos venderem gente 'da própria raça'. Com isso começou todas especulações científicas sem nada factual que negros eram inferiores e toda a porcaria que a gente já sabe. O negócio foi pegando força pela mão de obra barata, pelos europeus não verem os africanos como seres com inteligência e sim mais parecidos com macacos e por aí vai... O circo de horrores que a gente vê até hoje.

Anônimo disse...

Quer dizer então que Adão e Eva tiveram dois filhos, um branco (Abel) e outro negro (Caim)? Como eu adoro a coerência bíblica...

Anônimo disse...

07:22 você ainda não desistiu de poluir a caixa de comentários com essa mesma bosta que você tá cagando desde ontem de madrugada? Chega, porra! Vai arranjar logo uma piroca pra sentar, um macho alfa pra te comer, filmar e jogar na net, um beta pra te sustentar porque ninguém aqui quer saber das suas fantasias. Vai realiza-las com seus amigos de um real e para de encher o saco, porra! Certeza que lá na confraria dos perdedores cê acha um amigo disposto a realizar suas fantasias de ser comido, filmado e jogado na internet, depois se casar com um beta e morrer.

Anônimo disse...

Pare de ser racista vc!! Não tinha só esse boneco,tem um também com cabelo loiro e o outro com cabelo vermelho!
O racismo é o ato de ofender,xingar,humilhar ou se sentir superior racialmente.Sou negra e NÃO me senti humilhada E NEM ofendida com esse boneco!

Anônimo disse...

Né coerência biblibica não (ou a falta dela), pq na bíblia não fala a cor das pessoas, senão muita gente ia deixar de ser cristã ao saber que Jesus não era um lindo de cabelos claros, tez branca e olhos azuis....
Racista inventa desculpa por qlq coisa....

Anônimo disse...

Vamos repetir aqui, parece que é necessário repetir uma vez por semana, no mínimo, para instruir esse povo sobre o que é racismo: (para quem tiver interesse em pensar, em aprender)
É curtinho, é divertido, não vai doer.

https://www.youtube.com/watch?v=crCCQIWSx68

Ezco Musaos disse...

Anon 09:05 (supondo que você não seja apenas mais um troll), não tenho estômago pra esse programa, apenas comentei sobre o que vi num site de notícias: um dos participantes (negro, pelo que entendi) e muitas outras pessoas negras e não-negras consideraram esse objeto racista, você pode não ter se ofendido, mas muita gente se ofendeu sim, e entendo perfeitamente os motivos delas. E não sei por que o fato de haver bonecos de outras cores eliminaria o racismo de uma esponja de lavar louça que atende perfeitamente à estereótipos nocivos relacionados ao cabelo afro. Continuo e continuarei achando essa "brincadeira" racista e esse programa como todo um lixo, embora eu tenha admirado bastante a atitude do participante que se voltou contra essa brincadeira de péssimo gosto.

Anônimo disse...

A "bibla" não fala a cor das pessoas, isso é fato... Mas também é fato que Adão e Eva tinham que ser da mesma etnia. Comoum casal da mesma etnia conseguiu dar origem a toda a Humanidade e todas as raças que a compõe? Isso sem falar no fato de que Adão e Eva tiveram dois filhos HOMENS! Partenogênese masculina?kkkkkkk...

Anônimo disse...

Yaya, anon de 10;04, sempre me pergunto como Caim teve filhos se só tinha os 4 e ele foi exilado...
Fora que se vc for no Gêneses, eles só falam de homens, como esse homens procriavam?!
E o que o padrão FTP acha de Sara (e outrs figuras femininas do início) """"ter sido rodada""""", já que onde eles chegavam Abraão dizia que ela era irmão dele e ela era possuída pelo estrangeiro até Deus mandar o aviso de que aquela mulher tinha dono?!
E nessa de pureza, os judeus não costumam desconsiderar os filhos de José, que ele teve com uma egípcia e não uma mulher do povo dele.....

Anônimo disse...

Sou pigmeu e também estou indiguinado com a falta de representatividade dos pigmeus no oscar. Um pigmeu NUNCA foi sequer indicado, já os pretos não sei do que estão reclamando pq já ganharam vários oscars. Os verdadeiros oprimidis são os Pigmeus

Ezco Musaos disse...

"Vamos parar de hipocrisia, buscar a realização pessoal apesas das dificuldades que a sociedade mecessáriamente impõe a todos."

---> Por que racismo é uma imposição social super necessária, não é mesmo, racista enrustido (ou não)?

"Não ponho a culpa nos negros, nos neonazis, nos muçulmanos,
apenas estou mais preocupado em viver e ser feliz do que olhar para os lados á procura de culpados."

---> Traduzindo: sou branco, nunca vou ser vítima de racismo, então que se fodam as demais minorias. Sinceramente, isso é o que qualquer ser alienado faz, é a atitude "normal" a se tomar diante de qualquer injustiça, pra que se orgulhar disso? Não precisa responder.

"Vamos lutar pelo que é justo, mas sem exagero, não existem coitadinhos. Nada de negros ou brancos bonzinhos."

---> Traduzindo: Lutar pelo que é justo sem exagero = manter silêncio total diante de discriminações óbvias, para não ofender a sensibilidade dos privilegiados.

Anônimo disse...

Sou negra e tenho uma filha branca, e aí?? Ninguém sabe qual era a cor de Adão e Eva mas AFIRMAR QUE UMA NEGRA NAO PODE TER UM FILHO BRANCO é no mínimo racista e preconceituoso!

Ezco Musaos disse...

Racistas em geral e mascuzada (que já é automaticamente racista), não adianta se passarem por minorias étnicas pra zoar manifestações anti-racistas, vocês só estão zoando a si mesmos (outra coisa que já fazem automaticamente). O movimento anti-racista vai continuar agora e sempre, lixos como vocês não vão mais silenciar quem luta por uma sociedade mais igualitária. Lidem com isso.

Anônimo disse...

Sylvie

Concordo com vc.
Hollywood não é só racista com negros mas com etnias em geral diferentes da branca. Latinos, índios e asiáticos tb não tem vez Hollywood.
Quantos filmes garotas talentosas como Gugu Matbha-Raw(atriz negra que faz as séries Touch e Dr Who, e o filme Belle), Alice Braga(brasileira, portanto latina) e a Zhang Zyn(japonesa protagonista de Tigre e o Dragão). Todas talentosas, lindas mas que não fazem nem metade da quantidade de filmes da badalada loira Jennifer Lawrence.

Anônimo disse...

@anon de 10:16, que não leu o comentário que a outra fez.
Ela falou pessoas da MESMA etnia....
#menas

André disse...

"Vou andar na rua cheia de pessoas brancas, vou ao meu cinema de brancos vou assistir um filme de brancos. Porque faço isto? Porque sou racista?"
Sim, já que você mesmo disse que considera mais agradável estar entre os brancos.

"Sou pigmeu e também estou indiguinado"
Não, você é babaca e só está trolando.

Anônimo disse...

Anônimo das 08:02

Ainda com essa chuva de ÓDIO ora cima das mulheres?!
Pq não admite que vc polui a caixa de comentários, vc não é bem vindo, vc é doente, só vive pro ódio às mulheres, e vc ama machos vide essa obsessão por pirocas e "machos alfa"?
Meu querido vai dar esse cu rosado pra algum amiguinho de irmandade mascu e para de encher saco fracassado!

Anônimo disse...

Essa coisa toda de Oscar, maior premiação de cinema, me dá ZzzzZZzZ.... O Oscar é uma merda, não premia meritocracia nenhuma...
Estou fazendo como já sugeriram aqui, simplesmente deixando de assistir aos filmes de Hollywood, existe vida lá fora, sem contar as séries que estão valendo mais que qlq blockbuster. #amoOrphanBlack
Sobre atrizes de outras etnias, vejo que a indústria está dando passos tímidos fora dos clichês. Uma personagem pode ser de qlq etnia, não precisando seguir o clichê de que latinas são assim, asiáticos etc, vide a escolha de uma Hermione negra numa peça. <3

lola aronovich disse...

Gente, eu não entendo muito de bíblia, mas acho que vcs estão confundindo Caim com Cam, filho de Noé. A interpretação mais racista que já fizeram da bíblia, que serviu de justificativa pra racistas americanos explorarem negros como escravos durante séculos, é que Noé amaldiçoou Canãa, filho de Cam. E Canãa é, segundo a bíblia, quem populou toda a África. Assim, todos os descendentes de Canãa deveriam ser escravos. Explico isso melhor ao falar do filme NOÉ. Ah, a cereja do bolo é que fundamentalistas como Marco Feliciano ainda adotam essa interpretação racista da bíblia...

Anônimo disse...

Anônimo das 03:27

Se vc acha que estar só no meio de pessoas da mesma raça(a mais privilegiada, branca) e se sente incomodado no meio de negros, orientais, índios, etc, vc é racista SIM!!
Além de racista é um covarde!!
Além disso um arrogante filho da puta pq acha que é "desagradável" estar no meio de pessoas de outras raças. A KKK tem o mesmo pensamento seu.
Mas advinha o babaca? Se vc for pros EUA, e passar em uma cidade onde tenha membros da KKK e souberem que vc é brasileiro, vc vai ser espancado até s morte, pq latino, por mais que a pele seja clara, NÃO é branco nos EUA e Europa!! IMBECIL.

Anônimo disse...

Por isso que eu disse mais ou menos Camila Pitanga. O tom de pele de Katniss no livro é descrito como "olive", então digitei "olive skin" na busca de imagens e pelo que eu encontrei o tom "olive" me pareceu bem próximo da cor da pele da Camila Pitanga. Claro que tem o photoshop e todo tipo de truque pra fazer o tom da pele parecer mais claro nas imagens que eu encontrei, mas o mais próximo é mesmo Camila Pitanga. Katniss Everdeen devia ser parecida com a Camila, e com cabelos e olhos pretos. Whitewashing, much?

Anônimo disse...

Lola, rola essa treta com Caim tb: http://www.gotquestions.org/Portugues/marca-Cain.html
Enfim... Racistas sempre querem se justificar...

lola aronovich disse...

Muito interessante isso, anon das 10:45. Obrigada, não conhecia:

"No passado, muitos acreditavam que o sinal em Caim era uma pele escura - que Deus mudou a cor da pele de Caim para preta a fim de identificá-lo. Já que Caim também recebeu uma maldição, a crença de que a marca era a pele negra levou muitos a acreditar que as pessoas de pele escura eram amaldiçoadas. Muitos usaram esse ensinamento da "marca de Caim" como justificativa para o comércio africano de escravos e a discriminação contra as pessoas de pele preta/escura. Esta interpretação da marca de Caim é completamente antibíblica. Em nenhum lugar da Bíblia hebraica 'owth é usado para se referir à cor da pele. A maldição sobre Caim em Gênesis capítulo 4 foi no próprio Caim. Nada é dito da maldição de Caim sendo passada aos seus descendentes. Não há absolutamente nenhuma base bíblica para afirmar que os descendentes de Caim tinham a pele escura. Além disso, a menos que uma das esposas dos filhos de Noé fosse uma descendente de Caim (possível, mas improvável), a linhagem de Caim foi encerrada pelo Dilúvio."

Anônimo disse...

Camila Pitanga é parda, tem o cabelo meio crespo. Afinal, é filha de negro. Raça não é definida apenas por cor de pele, mas feições/traços, cabelos. Tem muito negro por aí de pele clara (os pardos). Um exemplo a Camila Pitanga. Assim como tem branco de pele escura, no caso, oliva. Gente que não é parda/negra, mas também não tem a pele clara. Por exemplo a Kim Kardashian, a Bianca Jagger, Sonia Braga, Juliana Paes. É a tonalidade mais comum entre mediterrâneos e hispânicos. No Brasil é comum entre descendentes de italianos. A pele oliva se diferencia da pele morena e parda por ter uma tonalidade morena amarelada, oliva. Até pálida mesmo. Não se esqueçam que italianos são um bando de talassêmicos. kkkkkkkk

Anônimo disse...

Kim Kardashian tem ascendência ARMÊNIA, não hispânica ou mediterrânea. Italianos não tem "pele oliva", são brancos mesmo, bronzeado não conta.

Anônimo disse...

Eu não falei que ela tinha ascendência hispânica ou mediterrânea, falei que a cor da pele dela é oliva e também que a pele oliva é a mais comum entre mediterrâneos e hispânicos. Muitos italianos tem pele oliva, especialmente no sul da Italia. Vide Sophia Loren, Claudia Cardinale. É típico de brasileiro que nunca foi na Italia achar que italianos não tem pele escura.

Anônimo disse...

Lola, tem uma página aí na internet que me deu um susto, pensei que fosse do teu marido, mas quando vi uma foto dele com uma camiseta WHITE POWER, saquei que era fake. Afinal, ele é casado com você, que é parda.

Anônimo disse...

Não sei como uma pessoa a favor de cotas pode chamar os outros de racista quando a polítics de cotas é a mais pura definição de racismo.

Critérios de inclusão:

Com cotas: Nota na prova e raça

Sem cotas: Nota na prova apenas

Hummmm qual dos dois será que está discriminando o indivíduo baseado em sua raça?

Ezco Musaos disse...

Racista das 12:46, a mais pura definição de racismo é um ser inútil como você vir aqui cagar racismo enquanto todo um sistema é estruturado para afastar negros da escola e da universidade. Agora para de encher o saco, neonazista lixo.

Anônimo disse...

1- Pessoas da raça X precisam de uma nota para entrar, pessoas da raça Y precisam de outra nota para entrar.

2-Qualquer pessoa independente da raça precisa tirar a mesma nota para entrar.

Qual dos dois está sendo racista?

André disse...

"Qual dos dois está sendo racista?"
Você, que com esse papo de raça.

Anônimo disse...

Vocês precisam urgentemente parar com essa paranoia racista, sério, não é saudável, daqui há pouco estarão vendo racismo em casca de ovo, literalmente, pois vão alegar que o ovo é branco e careca logo é skinhead.

Anônimo disse...

oi lola, sou a anonima que tentou corrigir e corrigiu errado! mas sim, eu tava falando isso de caim e troquei as bolas com cam, mesmo. o que eu quis dizer foi exatamente sobre a marca de caim e a "maldição" dele. e aí confundi com o canaã. ENFIM, não faz sentido de qualquer jeito (as interpretações bíblicas e etc), mas é a interpretação que fizeram e que contribuiu pro começo do racismo.

e tb sou a anonima que falou do sul, por algum motivo meus comentários ficaram todos juntos e não em forma de repostas

Jacques disse...

Morgan Freeman e Denzel Washington venceram o Oscar mais de uma vez, pelo mérito, sem cotas..

Jacques disse...

"enquanto todo um sistema é estruturado para afastar negros da escola e da universidade."

- Há algum regulamento que impede ou dificulta os negros de entrar nas escolas e universidades?

Ezco Musaos disse...

"Há algum regulamento que impede ou dificulta os negros de entrar nas escolas e universidades?"

---> Além de racista, você ainda quer mostrar quão elevado é o teu nível de burrice, é isso? Vivemos numa sociedade racista, não precisa haver regulamento para afastar negros da escola, o bullying de colegas, professores, a falta de representatividade, a pobreza gritante da grande maioria da população negra, a discriminação, tudo isso é muito mais eficaz pra "manter o negro e principalmente a negra no lugar dela" do que qualquer lei segregacionista. Enfim, é perda de tempo te dar atenção, sei que racistas orgulhosos feito você confortavelmente fingem viver num mundinho onde basta uma lei no papel para alterar toda uma cultura de injustiça, mas a realidade não é nenhum conto de fadas.

Ezco Musaos disse...

Racista das 22:19, o problema não é ver racismo em tudo, é se fazer de cego e fingir que ele não existe quando é óbvio. Vocês, racistas, continuarão sendo incomodados sim, só te resta espernear até a perna sangrar.

Anônimo disse...

Você é o racista. Você que defende critérios diferentes para raças diferentes. Só porque as cotas favorecem os negros não deixa de ser racismo.

Uma pessoa a favor da igualdade jamais seria a favor das cotas, o certo é que todos sejam tratados de maneira igual e tentar dar uma vantagem para os negros como forma de compensar o que sofrem só vai aumentar o racismo na sociedade. Até mesmo o ganhador de oscar (sem cotas) Morgan Freeman é contra essa forma de racismo:
http://m.youtube.com/watch?v=GL64gY79QkA

Mas eu sei que você só vai tentar me chingar e diminuir dizendo coisas que nem sabe sobre mim depois tentar justificar seu racismo pró-negro em algo que todo são contra e vai se recusar a adimitir que a políticas de cotas é racista

Ezco Musaos disse...

"o certo é que todos sejam tratados de maneira igual e tentar dar uma vantagem para os negros como forma de compensar o que sofrem só vai aumentar o racismo na sociedade."

---> Tenho uma notícia da Terra pra você: a sociedade não trata brancos e não-brancos de maneira igual, está muito longe disso. Enquanto esse tratamento igualitário que você supostamente defende não é alcançado, a maior inclusão de negros continuará necessária sim. Só te resta chorar. Quanto ao Morgan Freeman, o fato de haver negros que conquistaram o sucesso como ele não acaba automaticamente com o racismo, e o discurso dele não representa a opinião de toda a população negra. O fato de uma pessoa fazer parte de um grupo oprimido não a torna automaticamente consciente do racismo, machismo, homofobia e todas as outras formas de opressåo nem a impede de reproduzir discursos opressores, pois somos, sem exceção, condicionados a aceitar a opressão racista, machista, homofóbica etc. desde a infância, sejamos parte ou não do grupo privilegiado e considerado plenamente humano pela sociedade.

Anônimo disse...

Errado! Uma forma de racismo não justifica a outra, se você quer acabar com o racismo deve lutar para que todos sejam tratados com igualdade. E não criar mais racismo para "compensar", além de hipocrisia isso só piora o problema.

Ezco Musaos disse...

"Os negros estão querendo separar as raças. Eles se colocam como a raça diferente e isso é o pior racismo que existe!"

---> Os negros não precisam se colocar como a raça diferente, a sociedade racista em que vivemos já fez e continua fazendo essa diferenciação muito bem. A festa branca do Oscar, sempre comum, mas só agora questionada, está aí como uma das inúmeras amostras disso.

Ezco Musaos disse...

"Errado! Uma forma de racismo não justifica a outra, se você quer acabar com o racismo deve lutar para que todos sejam tratados com igualdade. E nãocriar mais racismo para"compensar", além de hipocrisia isso só piora o problema."

---> Então, anônimo racista não assumido, que "luta por igualdade" paradoxal é essa que não reconhece que a desigualdade existe? Que considera que todos serão tratados igualitariamente num passe de mágica, como se bastasse o lema "querer é poder", sem tomar nenhuma ação efetiva no combate ao racismo? Isso só faz sentido nas mentezinhas reacionárias, para as quais lutar contra o racismo é sinônimo de fingir que ele não existe mais.

Anônimo disse...

Quem disse que racismo não existe?
Quem disse que todos serão tratados igualitariamente num passe de mágica?
Releia o comentário e tenta argumentar contra ele, não contra as projeções que vem da sua cabeça.

Lutar pela igualdade é lutar para que todos sejam tratados igualmente, não é lutar por uma política racista que favorece negros.

Ezco Musaos disse...

Acontece, anônimo racista não assumido, que nesse "lutar para que todos sejam tratados igualmente" fica bem clara a ideia hipócrita de que a desigualdade é a mesma para todos, desconsiderando que a dificuldades para os negros frequentarem a escola, a universidade e entrarem no mercado é bem maior. Reaças como você fazem o maior esperneio contra as cotas, camuflando o discurso racista com uma inútil "luta pela igualdade humana", que significa, na realidade, manter a população negra "no seu devido lugar", ou seja, a última coisa que vocês querem é o fim do racismo, isso não é nenhuma projeção, é o óbvio.

Anônimo disse...

(Viviane)
Morgan Freeman é o Pelé norte-americano, um negro que nega o racismo para ser aceito pelos brancos. Ambos são dignos de pena...
Por que você não cita os vários artistas negros que lutam contra o racismo, como o Chris Rock, já citado aqui nos comentários?

Anônimo disse...

"Reaças como você"...
"a última coisa que vocês querem é o fim do racismo"...

Quem disse que eu sou "reaça"?
Quem é vocês? Porque você precisa agrupar todo mundo?

Eu disse que cotas é racismo e uma forma de racismo não justifica outra. E facilitar a entrada de negros em universidades e empregos públicos de forma racista não vai mudar a forma como são tratados pela sociedade, pelo contrário.

Você não consegue argumentar contra isso e precisa partir para ataques pessoais (reaça, racista não assumido) e mentiras (alguém disse que não existe racismo).

Ezco Musaos disse...

Anônimo racista (e agora reaça) não assumido, só o que você faz é chorar que eu "não sei argumentar", mas quem de fato não rebate nada aqui é você, fica só no loop infinito de "cota é racista, igualdade para todos blábláblá", mas não aponta como VOCÊS reaças pretendem acabar com o racismo do pais. Negros vão continuar, cada vez mais, tendo acesso à universidade, pode chorar.

Anônimo disse...

Ja tava escrito lá 24 de janeiro de 2016 09:46:

"Mas eu sei que você só vai tentar me chingar e diminuir dizendo coisas que nem sabe sobre mim depois tentar justificar seu racismo pró-negro em algo que todo são contra e vai se recusar a adimitir que a políticas de cotas é racista"

Exatamente o que você fez

Ezco Musaos disse...

Anônimo, de fato não sei nada sobre você (nem me interessa), além do discurso racista camuflado de senso comum que você expõe aqui, por isso digo e repito: isso te caracteriza como um reaça racista (praticamente uma redundância), sim. Apresente sua incrível solução para acabar com o racismo ignorando completamente que neste país os negros são os únicos afetados por ele e verei se posso te levar a sério.

Evandne da Silva disse...

Sou mulato e tenho nojo de cotas. Não aceito que digam que só terei chance se abrirem a porta dos fundos para mim. E eu sei que a resposta será uma ofensa pessoal " preto colonizado " "alienado". Também sei que é triste viver num momento em que a esquerda fala em diversidade mas só aceita a diversidade de joelhos. O negro tem ter o discurso X o gay tem de pensar Y. O pobre tem de apoiar, a mulher tem de defender... Tem algo de errado em tanto cabresto.

Evandne da Silva disse...

Sobre o Oscar, tem gente querendo ganhar Ibope sem fazer força. Qual foi o último filme de Spike Lee que estourou bilheterias? Considerando que a cada 50 personagens interessantes apenas 1 é interpretado por um negro não é surpreendente ficarem dois anos sem indicar um negro, seria de fato surpreendente encontrar um candidato todo ano.

Ezco Musaos disse...

Ninguém é obrigado a seguir ideal nenhum, tampouco lutar por qualquer coisa que seja, mas tem gente que quer ver um mundo mais igualitário sim, e essa luta vai continuar queira você ou não. Quer que as coisas continuem como estão, o negro, a mulher, o LGBT todos no seu "devido lugar"? Beleza, aproveita que tem muitos bolsonaros por aí engajados nessa nobre tarefa.

Ezco Musaos disse...

"Considerando que a cada 50 personagens interessantes apenas 1 é interpretado por um negro"

---> Eis um dos inúmeros motivos para que se lute cada vez mais pela representatividade na indústria cinematográfica.