sábado, 26 de dezembro de 2015

GUEST POST: ATACADA POR MONARQUISTAS

Missão histérica de monarquistas brasileiros

A M. tem pedido nos comentários que eu publicasse a sua história. Ela me mandou este email:

Oi, Lola! Quero te trazer uma história que me rendeu dor de cabeça e medo. E vergonha do meu passado. Como diz, nós evoluímos. E com a evolução veio a luta e o medo.
Aos meus onze anos, passei a me interessar por páginas monarquistas, chegando a me declarar monarquista logo depois. Assim permaneci até os meus 14 anos, quando uma amiga minha até então com os mesmos ideais declarou-se comunista. Brigamos feio.
Logo comecei a questionar algumas coisas dentro dos grupos. Só por questionar, fui chamada de cadela, horrorosa, nariguda, vagabunda, desempregada, petista, usuária de Bolsa Família e o que mais o bando pudesse inventar.
Um administrador de um grupo de humor em favor da monarquia organizou um tópico para decidir a minha permanência no grupo.
Foi um verdadeiro clubinho contra mim, com xingamentos e acusações para todo lado, e eu nem estava sabendo. Avisada por um amigo, entrei me defendendo imediatamente. O jogo virou e a votação ao meu favor venceu.
O administrador ignorou o resultado e me baniu. Como se fosse pouco, espalhou meu nome como de uma "pessoa retardada" para inúmeros grupos, pessoas e páginas, comentou muito de mim pelas costas e fez várias acusações constrangedoras posteriores.
Em grupos mistos de debates políticos, comecei a ser silenciada. Diziam que os ataques vinham de minha parte, mas mesmo quando questionava se os EUA eram um lugar seguro para estudos ou qual "monstro lovecraftiano" era o preferido do pessoal (o grupo não era inteiramente sobre política), me atacavam de graça.
Colocaram o meu nome com foto no Avaaz para me retirarem de grupos do tipo. A descrição era "metralhadora de bosta". Lola, e se acharem esse vestígio de brincadeira babaca em uma futura entrevista de emprego? O que faço?
Página integralista celebrando união
Eu tinha formado meu próprio grupo misto. Cuidava dele, junto com os meus amigos que selecionei para me auxiliarem na manutenção e administração. Cinco monarquistas começaram a falar que eu me portava feito uma ditadora. Eu, que só levei socos verbais deles e que até então só tinha banido um irmão da minha nova ideologia!
Quando desafiei um dos acusadores a me aceitar em um de seus grupos com a mesma liberdade que ele tinha no meu, ele me pediu fotos "quentes". Eu tenho 16 anos, ele tem 25. Cortei o contato com ele, avisei ter um namorado e permaneci no grupo, onde fui ameaçada de estupro por um homem que tinha como capa sua família.
Coletei alguns relatos de reais estupros e violências por conta de monarquistas. Esses relatos haviam sido abafados por esse ideal que deveria ter ficado para trás em 1889.
Estou fora do Facebook hoje. Lutei quase sozinha contra os monarquistas e sinto que perdi. Vi que ganharam audiência na ÉpocaHuffpost Br e até BBC. Conheci um grupo de cavaleiros respeitáveis de jovens e idosos e conheci os cães raivosos, sem argumentos. Há sites monarquistas capazes de silenciar qualquer um que se diga feminista, de esquerda ou simplesmente racional.
Monarquistas contra a baixaria:
um dos administradores de página
monarquista pede fotos "quentes" à
garota de 16 anos
Quero que as pessoas tomem conhecimento de quem são eles. Aliás, uma página mascu chegou a postar uma bandeira monarquista dando seu apoio. Monarquistas também podem ser encontrados em chans.
Eu só espero que eles não atraiam outras pessoas inocentes ou que a luta dê frutos.

De página integralista
Meus comentários: Monarquistas são conservadores notórios e, portanto, machistas, racistas, homofóbicos, ligados à TFP (Tradição, Família e Propriedade). O anti-feminismo é uma de suas maiores bandeiras. Sinceramente, eu me preocuparia se, no futuro, numa entrevista de emprego, alguém descobrisse que você foi monarquista -- muito mais do que se algum monarquista te chamou de "metralhadora de bosta".
"Príncipe" do Brasil em protesto contra
o governo em agosto
Acho que meu maior contato (indireto) com monarquistas foi quando fui dar uma palestra na Unesp, em Franca, em 2012. Os ânimos estavam acirrados porque, pouco antes, o "príncipe" Dom Bertrand de Orleans e Bragança tinha sido chamado para falar sobre a história da monarquia no Brasil. Vários estudantes foram protestar contra sua presença numa universidade pública, e acabaram sendo punidos pela administração, que abriu sindicância contra 31 alunos.
A palestra teve que ser transferida para uma universidade particular, a Faculdade de Direito de Franca (onde eu já havia palestrado um ano antes; aliás, tenho orgulho de ter sido a primeira pessoa não ligada ao Direito a palestrar naquela faculdade. Fui convidada porque o diretório acadêmico eleito era de esquerda e porque havia mulheres no grupo, que buscavam inspiração para começar um coletivo feminista. O coletivo começou logo depois).
Pouca gente leva monarquistas a sério, M. É difícil esconder uma risada quando se ouve um bando de lunáticos explicando que o Brasil sofreu um "golpe republicano" há 126 anos, quando a nossa tão nobre "família imperial" foi jogada pra escanteio. Ironicamente, boa parte dos monarquistas atuais apoia o golpe militar. 
Sinto muito pelo que você passou, M. Sugiro que você corte todo e qualquer contato que ainda tenha com esses grupos e crie uma nova persona pra você na internet, longe desses conservadores que sofrem de nostalgia crônica por um passado que não volta mais. 

101 comentários:

Patty Kirsche disse...

Monarquia realmente é difícil de engolir, mas, quando rolou aquele plebiscito, acho que em 1991, teve uma certa adesão. Tinha até propaganda eleitoral na TV com um jingle que dizia "Vote no rei", algo assim... Topei inclusive com alguns professores monarquistas, mas estudei em escola particular de rico, então... Tive até um prof de história que votava no Maluf.

Eu pessoalmente vejo monarquia como um troço romântico e babaca. É só ver o pessoal pagando pau cada vez que tem algum casamento real na Inglaterra. O pessoal acha "bonito" ter rei e rainha; sente um tesão nostálgico como se o povo sustentar o luxo duma família real que não serve pra merda nenhuma fosse algo de se orgulhar.

Anônimo disse...

Sei lá, essa história parece algo como "entrei em um fórum masculinista e fui massacrada por eles", meio óbvio não?

Anônimo disse...

Sou monarquista pq uma MULHER libertou meus ancestrais graças a sua fé católica. Uma pena os maçons machistas terem se aliado aos escravocratas p implantar a depublica (q massacrou canudos)

Anônimo disse...

Anti fascista inimigo do machismo e da República fundada por escravoxratas aqui

Anônimo disse...

"[...]crie uma nova persona pra você na internet, longe desses conservadores que sofrem de nostalgia crônica por um passado que não volta mais."

--------

Um passado que não volta mais e que eles nem se quer fizeram parte... Igual ao pessoal com menos de 30 anos querendo que a ditadura volte... hahaha pobres mentes; mentes pobres.

Concordo com a Patty, esse negócio de monarquia é tudo aparência.

Anônimo disse...

Futuro é a monarquia. República é atraso a tipo pular. Se lembrem da revolta da vacina

Anônimo disse...

Esse blog tá ficando meio sem assunto

Anônimo disse...

Quando começaram a defender golpes militares me afastei. Mas de resto a causa é justa se for antifascista

Anônimo disse...

A família imperial brasileira nem era tão ruim assim, eu os acho simpáticos.
Outras colônias penaram muito mais.

Anônimo disse...

Patty o seu video sobre gordofobia possui muitos erros

Anônimo disse...

"Sinceramente, eu me preocuparia se, no futuro, numa entrevista de emprego, alguém descobrisse que você foi monarquista -- muito mais do que se algum monarquista te chamou de "metralhadora de bosta"."

1000x pior, eu diria. A menos que claro, quando adulta, decidir continuar na linha do conservadorismo. Aí pode até ser bom. Mas no geral é muito queima-filme mesmo.

Vicky_ disse...

Integralistas...
Agora, usar tweets do Olavo é atestado de ridicularidade. Só observo.

Sou tão inocente que nem me preocupava com monarquistas em pleno século XXI, afinal, são uns gatos pingados(creio). O que, obviamente, não quer dizer que são inofensivos.

Há algum grande escracho que possa ser realizado contra esses caras já nada bem de reputação (e capacidade de raciocínio)?

Fábio disse...

Eu fui militar por três anos, sou um soldado juramentado diante de minha sagrada bandeira com muito orgulho, mato e morro pela minha patria.
Por ter perdido meu pai cedo, posso dizer que o EXERCITO BRASILEIRO FOI MINHA REFERENCIA PATERNA, de masculinidade, honra e civilidade.
Portanto posso afirmar o direi aqui, em 1964 o Exercito salvou o Brasil da cubanização, mas em 1889, os militares deram um golpe no Brasil, depondo o maior governante que esta nação já teve, sua majestade imperial D. Pedro II
O que adianta eu poder dizer que posso votar para presidente se neste pais so existem prostituidos trairas a dilapidarem o Brasil e venderem os Brasileiros.
Quando houve o plebiscito para escolhermos entre presidencialismo,parlamentarismo e republica,as mídias,os meios,não explicaram e debateram para o povo o que representam e sim apenas houve uma carga contra o parlamentarismo monárquico.
-”Você se dobraria para um Rei”
Não né ! Mas você se dobra para qualquer presidente populista despreparado,toda sua corte corrupta,senado e câmara vendida e todos a te roubarem e a trabalharem contra você que os colocou no poder.
Neste pais qualquer boçal bêbado ladrão pode ser presidente,senador,ministro.
Um Rei,um Imperador,desde o dia de seu nascimento é educado para ser estadista e tem conhecimentos sobre politica externa,governança,estrategia militar.
Não sou monarquista,mas gosto de historia e reconheço no segundo imperio um pais que tinha a segunda esquadra de guerra do mundo atraz somente da Inglaterra,segunda marinha mercante do mundo atraz somente da Holandesa,segunda moeda mais forte do mundo atraz somente da libra esterlina.
Um imperio em ascenção que ja era um parlamentarismo e caminhava para parlamentarismo presidencialista naturalmente.
Que perdeu o poder por ser abolicionista onde a aristocracia latifundiaria incomodada com a perda da mão de obra escrava fomentou deputados oportunistas a influenciarem militares déspotas a darem golpe de estado.
Justamente os dois lideres déspotas Deodoro e Floriano entraram para a historia como os primeiros ditadores Brasileiros e de la pra ca o Brasil virou o furingo da mãe Joana.
Nos EUA havia apenas casinos na costa leste e plantação de algodão no sul o resto era terra bravia.
Como explicar um pais que progredia forte modernizando-se a cada dia mais da noite para o dia regredir ?
Isso voce não aprende na escola pois ate a historia do Brasil essa Republica de Ratazanas manipulou e manipula.
Não adianta querermos moralizarmos a politica no Brasil e almejarmos justiça,social,igualdade e progresso se o sistema permanecer o mesmo.
É mais do que essencial mudar o sistema e o parlamentarismo presidencialista seria uma boa opção como tambem a profissionalização dos ministerios.
Alias neste pais um simples cidadão Brasileiro é obrigado a submeter-se a publico concurso para limpar latrinas publicas,porque aqueles que vão gerenciarem nosso pais e nos representarem não necessitam submeterem-se a publico concurso e serem profissionais especialistas em suas areas ?
Eles são melhores do que nós ?
Eles realmente nos representam ou representam privados e externos !

Anônimo disse...

Já eu sou monarquista por ser contra todo tipo de golpe como de 1889 e 1968

Anônimo disse...

No face tem uma página mais monarquia menos olavo carvalho

Anônimo disse...

"eu me preocuparia se, no futuro, numa entrevista de emprego, alguém descobrisse que você foi monarquista"
Sim claro, o empregador dela iria adorar saber que ela e socialista, ou pior comunista, tipo "Olá, eu quero trabalhar na sua empresa, espero que você me de esta oportunidade mas sou a favor da estatiação de sua empresa, contra a propriedade privada e quero que burgueses exploradores como você sejam levados para paredões em um revolução popular viu"

Seria contratada na hora :)

Anônimo disse...

"Sei lá, essa história parece algo como "entrei em um fórum masculinista e fui massacrada por eles", meio óbvio não?"

Deixa de ser mané, a menina era monarquista e fazia parte de fóruns monarquistas há bastante tempo, até se tornar lúcida e deixar essa merda de lado.

Monarquia é o pior sistema q existe de governo. Mas o engraçado mesmo são eles apoiarem golpe militar, o mesmo q tiraram eles do poder, kkkk. E mais engraçado ainda é direitista q prega tanto "estado mínimo" querer abaixar a cabeça pra rei absolutista e milico

Anônimo disse...

"Uma pena os maçons machistas terem se aliado aos escravocratas"

Como vc é burro cara, Dom Pedro tb ERA MAÇOM, e dos grandes


E Fábio, deixa de ser panaca. Nenhum país democrático hj no mundo é monárquico, só as ditaduras tipo Arábia Saudita ou aquela vila de Roma teocrática chamada Vaticano. O resto são nações em q o povo paga pra sustentar monarcas ridículos e sem importância nenhuma. O EUA como vc mesmo elogiou, seu idiota, nunca foi uma monarquia, muito pelo contrário, a história mostra como os ~pais fundadores~ ojerizavam a monarquia britânica.

"Um Rei,um Imperador,desde o dia de seu nascimento é educado para ser estadista e tem conhecimentos sobre politica externa,governança,estrategia militar."

Entende nada de história mesmo, pq a maioria de todos os reis/monarcas da história eram malucos e senis, tipo Luís XIV, imperador Nero, entre outros

Eu não duvido nada de q a instauração da república no Brasil tenha sido um golpe, é claro q foi, assim como em 1964; mas é impossível imaginar uma nação enorme (e nova) como o Brasil em pleno anos 2015 ter um rei, fala sério. Monarquia hj só serve pra país pequeno ou muito antigo, e olha lá

Anônimo disse...

Isabel era católica tanto é que chamavam era de carola

Anônimo disse...

"Um Rei,um Imperador,desde o dia de seu nascimento é educado para ser estadista e tem conhecimentos sobre politica externa,governança,estrategia militar."

É mesmo, Rainha Elizabete, príncipe Charles, príncipe William, são todos grandes estadistas e estrategistas militares, essas cerejas de bolo são realmente muito importantes para a grã-bretanha

Anônimo disse...

"E Fábio, deixa de ser panaca. Nenhum país democrático hj no mundo é monárquico"

Inglaterra, Suécia, Espanha...e por ai vai.
A Arabia Maldita e uma monarquia islâmica fundamentalista sunita também conhecida com wahabismo , onde o povo vive sob rígidos preceitos da Shariah, o povo porque a família real hipócrita deles alem de financiarem o estado Islâmico (que também e sunita) vive gozando do bem bom que o ocidente pode bancar em Dubai, Lamborguines, prostitutas ocidentais de luxo, Ferraris, iates etc.
Mas são muçulmanos, não existe explicação logica para esta escoria, então deixa pra la´.

Anônimo disse...

Direita política no brasil tem tudo quanto é gente doente

Exigem ~estado mínimo~ enquanto defendem ditadura militar e pedem por monarquia, são uns verdadeiros esquizofrênicos

Anônimo disse...

E a Grã-Bretanha deve morrer de inveja do nosso estilo de vida avançado tupiniquim :P
Houve recentemente um prebicito na Escócia para definir a separação da coroa britânica, adivinha o que ganhou.

Anônimo disse...

"Inglaterra, Suécia, Espanha...e por ai vai."

Pois é, mas vc não leu tudo o q eu escrevi:
"O resto são nações em q o povo paga pra sustentar monarcas ridículos e sem importância nenhuma."

Anônimo disse...

E eu lá quero saber se o povo da escócia quer a coroa britânica, eu não falei disso, e sim de quem acha q a inútil cereja de bolo da monarquia britânica e de outras espalhadas pela Europa são realmente fundamentais.

O povo curte a Rainha não pq ela é uma estadista ou pq conhece de governança e estratégia militar (como o outro ali falou, kk, só rindo mesmo). E sim pq o povo lá gosta de manter essas tradições e pq é algo romântico e simbólico pra eles, mas nada. Pq na verdade, se não houvesse coroa britânica, nem sueca, nem espanhola e etc. Não fariam falta nenhuma, como não faz pra Suíça, pra Portugal, pra Áustria e etc.

Anônimo disse...

Obrigado monarquistas. Pena q se aliaram aos REPUBLICANOS do integralismo

Anônimo disse...

Uma rain há tem simbolismo uma dilminha traz prejuízos.

Anônimo disse...

Eu não tenho nada contra a família imperial brasileira, Dom Pedro II e Dona Isabel foram importantes pra história do Brasil e bons governantes (melhor q muitos q já tivemos durante a República). Mas querer retornar com monarquia no Brasil hj, kkkk piada. Sustentar uma gente q ficaria só "governando" simbolicamente? Tô fora

Anônimo disse...

Legal esta o Brasil com seus governos pós 1985 sociais democratas, trabalhistas e socialista populistas, saúde publica falida, educação falida, 56 mil homicídios por ano, inflação de dois dígitos, gasolina e energia mais caras do mundo(tudo estatal) recessão de -4% .
Se fossemos parlamentarismo todo este governo que nos jogou neste buraco já teria caído

Anônimo disse...

Os monarcas do Brasil foram legais, os monarquistas de hj são apenas estrumes

Anônimo disse...

Bem q eu queria q o Brasil retornasse à monarquia, pq eu seria o primeiro a organizar uma revolução e degolar os monarcas na guilhotina, bem aos moldes franceses, rsrsrs (tô brincando, xô monarquia/integralismo/separatismo e toda a pária da direitalha)

Anônimo disse...

Brincadeira dos republicanos é ameaçar de morte.por isso sou monarquista e antifascista

Anônimo disse...

"Legal esta o Brasil com seus governos pós 1985 [...] saúde publica falida, educação falida, 56 mil homicídios por ano, inflação de dois dígitos, gasolina e energia mais caras do mundo [..]."

É, e pondo um rei (provavelmente maluco, pq todos foram) pra ficar desfilando sua "pompa" e posando de "verdadeiro comandante" vai resolver tudo mesmo

Anônimo disse...

Brincadeira de monarquista (e nem é brincadeira) é agir como esses tralhas do post q não respeitam alguém que se oponha ao seu sistema de governo ultrapassado

Por isso q eu sou democrata

E pq vc se acha "antifascista", se foi o próprio mussolini quem entronizou a monarquia absoluta do Vaticano?

Anônimo disse...

Mussolini também escreveu a carta de Lavoro, de onde Vargas copiou nossa CLT, e ai?

Anônimo disse...

Seria capaz de apoiar uma monarquia no Brasil apenas se ela fosse absoluta. Pq apoiar monarquia do tipo constitucional é o mesmo q por uma tartaruga em cima de um poste, presta pra nada, além de ter q sustentar uma família vagabunda q se acham os "sangue bom"

Anônimo disse...

Vargas era um fascista senil anticomunista q apoiava mussolini e hitler

Dom Pedro II um maçom de sei lá quantos graus

Anônimo disse...

Me considero anti fascista pq repúdio ações e práticas fascistas

Anônimo disse...

Também apoiaria uma monarquia absoluta, contanto que uma rainha fosse colocada no poder. Feminista, claro.

Anônimo disse...

Não entendo qual a correlação em querer mudar os panoramas políticos do país (alô reforma política) com em dar status privilegiado a um clubinho "sangue bom" só pq descendem de ~nobres europeus~ do passado. Fala sério

A França é um ótimo país, aboliram a monarquia há séculos e não sentem o mínimo da falta dela, as monarquias em outros países da Europa são puramente simbólicas e os monarcas são verdadeiras "cerejas de bolo", 'tão lá só pra enfeitar e receber grana do povo por não fazerem NADA (depois a esquerda é q é "vagabunda"). Se é pra ~restaurar~ a monarquia no Brasil, vamos restaurar a escravatura tb ué, pq não? Os reis antigos adoravam, a coroa portuguesa, o império do brasil prosperaram horrores com isso, pq não pensar em trazer isso de volta tb?

E era só o q me faltava eu ter q pagar pau pra gente q se diz da ~realeza/nobreza~

Anônimo disse...

Brasileiro gosta de ser capacho mesmo, enquanto EUA e França davam um pé na bunda de seus reis, Brasil ainda era colônia e foi um dos últimos a mandarem seus monarcas pastarem. Mas agora q a monarquia acabou, a canga da vez são os militares, ô povinho q gosta de cabresto, nunca vi. E nem sei pq há monarquistas no país se o Brasil desde 64 é quintal dos Estados Unidos, o verdadeiro rei do brasil. Ó súditos da província brasiliense, saúdem seu magnífico rei, a Casa Branca

E direitalha, me respondam uma coisinha, com tanta intervenção militar, com tanta monarquia, como é q fica o ~estado mínimo~ e o ~anarcocapitalismo~, hã?

Anônimo disse...

+9999

Anônimo disse...

Falou quem paga pau para Cuba, um lugarzinho onde dois irmãos mandam há mais de meio seculo e proíbem pessoas de saírem de lá sem autorização,apoia o militarismo chavista na Venezuela,tem o sonho erótico/coletivista fanático de tornar a America latina em uma grande URSS tropical, e quem paga pau para o estado forte e dono de tudo mandando em suas vidas.

Anônimo disse...

Eu aprendo tanto no blog da Lola. Jamais imaginaria que existe um grupo organizado pedindo a volta da monarquia no Brasil.
Meu conselho pra guria. Saia desse mundinho. Você ainda está se doendo por ter sido expulsa dessas comunidades. Você ainda está magoada por ter sido ofendida por essa gente. Isso me indica que, por mais que você não participe ativamente, isso ainda te mobiliza. Então, vai sair na rua, vai ver o sol, vai ler um livro (recomendo o Daytripper que é um quadrinho, mas tem milhares de excelentes opções. É só que li esse recentemente e adorei), vai conversar pessoalmente com gente sadia. Com o tempo, você vai conseguir eliminar a importância desses grupos pra você.
Já participei de grupos e fiquei obcecada com seus temas. Vários deles eram muito prejudiciais para meu desenvolvimento como ser humano (grupos de ódio). Consegui sair a tempo, mas por algum motivo aquilo ainda ficava na minha cabeça. Solução: procurar outros interesses, buscar outras atividades, conversar com gente nova, ler histórias diferentes. Não sei quantos anos você tem hoje, mas acredite, isso passa. Você só tem que agir ativamente para que seja mais rápido.

Anônimo disse...

"a monarquia no Brasil, vamos restaurar a escravatura tb ué, pq não?"

Não se esqueça de que quem aboliu a escravatura no Brasil foi a monarquia, alias um dos motivos de ter sofrido um golpe.
Assim como foi a direita republicana estadunidense com Lincon que aboliu a escravidão nos EUA.

No século XVIII, as desigualdades sociais na França poderiam ser notadas nos mais diferentes meios e hábitos daquele povo. Até na hora de sofrer algum tipo de punição, os membros da nobreza desfrutavam de privilégios que não se estendiam às outras parcelas da população. Em geral, os nobres poderiam ser executados pela ação de uma espada ou de um machado. Em contrapartida, os populares morriam esquartejados, enforcados ou eram queimados vivos.

Essa situação se transformou no ano de 1789, quando os membros do Terceiro Estado realizaram um protesto exigindo a elaboração de uma constituição para o país. Do ponto de vista político, o estabelecimento de um novo conjunto de leis seria elaborado para que os antigos privilégios nobiliárquicos fossem extintos e que as leis fossem igualmente aplicadas entre todos os cidadãos da França. Foi nesse momento que a guilhotina apareceu em terras francesas.

Tendo sua invenção atribuída ao médico e político Joseph Ignace Guillotin, a guilhotina não apareceu como um método de execução usado para amedrontar os inimigos da revolução. Na verdade, diversos relatos históricos dizem que versões primitivas da guilhotina existiam ou foram experimentadas há muito tempo. Na verdade, a função de Joseph Guillotin foi aperfeiçoar o instrumento e propor o seu uso para a realização de uma execução rápida e indireta.

Do ponto de vista moral, a utilização da guilhotina foi inicialmente defendida para que todos os condenados à morte tivessem uma mesma pena e que o executor da ordem não tivesse que sujar suas mãos de sangue. Com isso, podemos ver que a introdução legal da guilhotina visava justamente cumprir os anseios por igualdade que inspiravam os revolucionários franceses. No ano de 1792, com a aprovação do rei Luis XVI, a guilhotina foi oficializada como instrumento oficial no cumprimento da pena de morte.

O que inicialmente seria mais uma conquista pela igualdade, acabou se transformando em uma terrível máquina de execuções sumárias. Com a radicalização do processo revolucionário francês, a execução pela guilhotina acabou sendo vulgarizada de modo assustador. A partir de 1793, aproximadamente cinquenta guilhotinas começaram a funcionar ao longo de seis horas diárias. Entre suas mais famosas vítimas estiveram o próprio rei Luis XVI e Georges Danton, um dos líderes populares da revolução.

Em menos de um ano, estima-se que as guilhotinas empregadas na Revolução Francesa tenham matado cerca de vinte mil acusados. Tal banho de sangue ao mesmo tempo em que mostrava o terror imposto na fase popular da revolução, atestava a falta de um projeto coeso o suficiente para estabilizar as tensões que tomavam o país. Desse modo, a proposta de natureza humanitária do doutor Guillotin foi seriamente corrompida de seus objetivos originais.

Apesar de todo esse estrondo, a guilhotina ainda perdurou muito tempo para que deixasse de ser empregada como instrumento de execução. Somente em 9 de outubro de 1981 que o presidente francês François Mitterand assinou o decreto que extinguia o emprego da pena de morte no país. Desse modo, a guilhotina foi definitivamente aposentada de seus rápidos e terríveis serviços.

Anônimo disse...

A Inquisição por exemplo matou 974 pessoas em 100 anos de história.Obvio que e uma realidade lastimavel, e uma mancha na historia da igreja (reconhecida pelo papa João paulo II, que pediu perdão em nome dos catolicos antes de sua morte.) mas vamos nos ater ao contexto histórico era idade media europeia, a igreja na verdade botou um pouco de ordem na barbárie. ele instituiu na verdade o julgamento legal, com direito a defesa do acusado, antes era linchamento publico mesmo(lembre-se idade media) era isso ou a barbarie dos linchamentos publicos comandados por beatos fanticos, e teve mais absolvidos do que condenados segundo o Historiador Cesaré Cantu.

Enquanto isso a revolução francesa (s que foi onde nasceu o termo direita e esquerda, a direita do rei, conservadores, a esquerdado rei, reformistas) matou cerca de 20 mil pessoas em um periodo de dois anos.

Anônimo disse...

Todo “império” eventualmente cai (ainda que dure um milênio). Somente a democracia traz o equilíbrio à Força. E a democracia não pode tolerar a convivência com a tirania, o caminho fácil e rápido, o Lado Negro.
Qualquer coisa que fuja à democracia, assim entendida como o domínio da vontade da maioria, respeitados os direitos fundamentais da minoria, é tirania.
A monarquia absolutista? Tirania. A oligarquia republicana? Tirania. O nazi-fascismo (tudo no Estado, tudo pelo Estado, nada fora do Estado)? Tiranias. O comunismo em moldes soviético/cubano? Tirania. Os governos militares? Tiranias. Os governos populistas bolivarianos/petistas? Tiranias ainda piores, na medida em que acreditam que se legitimam (e legitimam todos seus atos) simplesmente pelo voto.
E democracia não é sinônimo de anarquia. A democracia é formada de leis e instituições, e deve conter o monopólio (porém não absoluto) do uso da Força. A anarquia não possui nem umas nem outras, o que eventualmente leva apenas à tirania, pois a cobiça inerentemente humana leva a que valha a lei do mais forte.
A democracia é falha, é cheia de erros, às vezes é de uma lentidão agonizante e exasperante. Pode facilmente degringolar para a demagogia, que é apenas mais uma forma de tirania.
Mas apenas através dela é que se depuram as leis e as instituições. Como a ciência, a democracia contém inerentemente os instrumentos para sua própria depuração.
Por isso que quem ama o gênero humano só pode apoiar a democracia, contra todo o resto.

Anônimo disse...

Falo falou falou um monte (nem li) e ainda não conseguiu convencer ninguém de q seria uma boa a restauração do império do brasil (se é q era essa a sua intenção).

E a Inquisição sempre pesa mais do q qualquer outro genocídio, pq a igreja se julga a santa, a inerrante, a perfeita e q faz a vontade de Deus. E não foi só Inquisição (q assassinou muito mais do q vc pensa), foram as cruzadas tb e todo o histórico de perseguição, intolerância, preconceito e retrocesso q a igreja já realizou e conseguiu incutir isso na cabeça das pessoas, e os resultados disso a gente vê a té hj. A religião cristã fez um verdadeiro mal pra sociedade

Anônimo disse...

Off-topic que poha é essa? Os caras da direita não tem o que fazer

https://www.facebook.com/aluluquemmanda/photos/a.427739210731129.1073741829.427732190731831/515163908655325/?type=3&theater

Anônimo disse...

"foram as cruzadas tb e todo o histórico de perseguição, intolerância, preconceito e retrocesso q a igreja já realizou e conseguiu incutir isso na cabeça das pessoas, e os resultados disso a gente vê a té hj. A religião cristã fez um verdadeiro mal pra sociedade"


Tá, mas se 500 mil cristãos católicos e ortodoxos não tivessem dados suas vidas em Constantinopla para deter o avanço do império Otomano, hoje você estaria usando burca, tendo que esfregar a testa três vezes por dia no chão e correndo o risco de ser apedrejada em praça publica.

lola aronovich disse...

Impressionante! Essas coisas ridículas de "Feminismo Animal" foram criadas hoje em chans misóginos (redundância) justamente pra DIFAMAR o feminismo. Só que tem um monte de machistinha no Twitter e no Facebook divulgando essa droga (muitos sabendo que é mentira) porque difamar feministas é sua missão na Terra. São grupos organizados anti-feministas. Recebi um email hoje avisando sobre mais esta campanha anti-feminista:
Eu fico passada como tem gente que cai em todas. Misóginos inventam memes e sites pra dizer que feminista faz campanha pra expor sangue menstrual, pra dizer que feminista é contra transar de quatro, que feminista tem orgulho de abortar feto masculino, um monte de besteira. Acreditam até quando misóginos fazem site falso jurando que professora universitária feminista realizou aborto numa aluna em sala de aula!
Certeza que a maior parte dos caras divulgando mais esta mentira sabe muito bem que é mentira e que não foi criação de feministas, e sim de machistas como eles. Mas sempre tem o pessoal ingênuo que acredita em qualquer coisa.
Torcendo por um 2016 com mais bom senso!

Raven Deschain disse...

"Isabel aboliu os escravos"


Cês não sabem porra nenhuma de história mesmo neh?

Ezco Musaos disse...

Movimento pela volta da monarquia brasileira em plena segunda década do século XXI? Típico momento "chega de internet por hoje".

Anônimo disse...

Olha Raven quando os africanos eram escravos dos fazendeiros brasileiros estes tinham que dar alimentos ...moradia...e cuidar da saúde deles.Com a "abolição" o latifundiário só paga ao "escravo" quando precisa dele para trabalhar...e cada um que se vire com o salário minimo.Embora com a abolição as pessoas não davam empregos aos negros e ai o Brasil importou os japoneses com um monte de promessas e tentou fazer o mesmo com eles.Assisti um documentário da NHK sobre a imigração japonesa...senti vergonha.porque a nossa mídia passa um conceito de que somos acolhedores mas o que fizemos com os japoneses prova ao contrario

Odara disse...

Essa coisa de monarquia não combina nem um pouco com a sociedade igualitária pela qual eu luto.
Nobresa? Linhagem? Acreditar que algum sangue é melhor ou pior que outro? E a meritocracia então? É filho de fulano então "merece" reinar acima dos plebeus... Credo! E ainda tem a sucessão sexista, o primeiro filho homem é que vale, nada que uma feminista queira defender.

Quanto a autora do post, não acho que, com 16 anos, ela precise se preocupar com essa "mancha" no seu currículo. Claro que é importante fazer outras coisas e mostrar que evoluiu!

E Lola, a minha torcida por mais bom senso vai a seguir:

Odara disse...

Queridíssima Lola e queridos comentaristas do bem,
(trolls não precisam ler)

Em 2015 eu aprendi muito com vocês!
Gostaria de agradecer e desejar um ótimo 2016 para todos!
Vou viajar com a família e estarei sem internet por alguns dias, por isso me adianto.
A palavra que melhor define o meu desejo de ano novo para nossa sociedade é: tolerância.

No dicionário:
" Tolerância - Disposição de admitir, nos outros, modos de pensar, de agir e de sentir diferentes dos nossos: na vida social, a virtude mais útil é a tolerância." ;)

Um beijo carinhoso,
Odara

Anônimo disse...

Somente a democracia traz o equilíbrio...que fantasia amigo...através da ONU e da "democracia" o império americano controla o mundo...e
Quem não se submeter é incluso numa lista negra...rotulado de terrorista...etc

Anônimo disse...

Raven...minha paixao recolhida

Anônimo disse...

Eu tenho 16 e desde que meu Facebook foi fechado, estou me sentindo melhor. Comecei a namorar, organizei um grande grupo de amigos para fazer picnica, mudei para uma escola melhor, reencontrei amigas importantes... as redes sociais viraram um antro de gente de direita radical que só servem para nos deixar para baixo. Ah, também procurei uma psicóloga e comprei um pet, meu peixinho Kiss, que me ajudou a me sentir cada vez melhor.

Anônimo disse...

Queria tanto que o Facebook adotasse termos de uso mais rigorosos contra difamações, banir a conta por 7 dias / 30 dias / eternamente. De acordo com o número de ocorrências.

Aquele senhor astrólogo é um que adora publicar mentiras, muito nojo.

Anônimo disse...

22:37, é impressão minha ou você suavizou a escravidão dos negros? Talvez os livros de história devam ser reescritos. Quem sofreu mesmo nesse país foram os japoneses e não os escravos africanos...

Anônimo disse...

Pior que tem um monte de gente que acredita nessas trollagens e não estou só falando de moleques burros, adolescentes desocupados e homens. Já vi mulher de direita pagando de intelectual, escrevendo difícil e tudo, e citando esses "dados" para provar como o feminismo é ridículo, desnecessário e defendendo os pobres homens. Depois quando uma feminista manda essa gente trouxa à merda é xingada de feminazi.

Adriana Sol disse...

Só não entendi qual é o problema que o príncipe dê uma palestra em uma universidade. Considero que todas as vozes devem ter o mesmo espaço. De todos os matizes políticos. Não ser intolerante com uns nem outros.

Anônimo disse...

Se quiserem fazer algo contra a monarquia, como foi citado, podiam promover uma ou mais hashtags contra, enviar o texto para outras páginas feministas de grande alcance ou comentar o texto em páginas monarquistas, sei lá.

Anônimo disse...

Adriana, vi no link que postaram que esse tal príncipe já deu declarações racistas. Acredito que essas pessoas não protestariam apenas por ele ser "príncipe". Alguns podres ele deve ter.

Anônimo disse...

Um blog chamado "Adeus ao capital" publicou um "manifesto" no qual tenta explicar a ação. Os autores do texto acusam Bertrand de pregar "abertamente a violência no campo e a morte de trabalhadores rurais sem-terra" e afirmam que a expulsão dos dois mostra que os movimentos estudantis não se seduziram pelo falso discurso de "liberdade de expressão" defendido pelos conservadores. Em entrevista ao jornal Franca Notícias, o descendente da família real classificou a ação estudantil como uma "estupidez".

Anônimo disse...

Podemos mandar para Jout Jout, Feminismo sem demagogia e Moça, você é machista :)

Anônimo disse...

/\ reaça que sempre assina com carinha no final querendo dar audiência pra outros reaças em espaços feministas. Amador

Anônimo disse...

Que?

Anônimo disse...

Você está querendo apagar a mina, é isso? As pessoas deveriam saber mais sobre isso.

Anônimo disse...

"Monarquistas são conservadores notórios e, portanto, machistas, racistas, homofóbicos, ligados à TFP"

Depois quando alguém generaliza o feminismo reclama, mas com os outros pode né

camila santos disse...

Não,essa história parece "em qualquer lugar tem babacas"

Unknown disse...

Maria Fernanda aqui, nao loguei , rsrs
cara....uma coisa que nao entendo dos monarquistas e: eles realmente acham que a "família real" brasileira tem condições de governar hj em dia? tipo, os caras tao fora do governo ha mais de 100 anos. nao devem mais ter a minima noção de nada.
a monarquia parlamentarista ate e um sistema que da certo em alguns paises. mas aqui nao faria mais sentido nenhum. bola pra frente.
e lamento o que edsa menina passou.

Anônimo disse...

"tem pedido que eu publicasse"?
Tá ruim o português aqui, Lola!
Tinha pedido que eu publicasse ou tem pedido que eu publique!

Bruno Godoi disse...

Lola, talvez valesse a pena fazer um post sobre a crise política. Sei que vc é de esquerda, mas a crise política da Dilma deu combustível para que todo tipo de lunático reaça ganhe força. O pior que pode acontecer é que propostas de lunáticos se tornem mainstream político.

Anônimo disse...

Pessoal aqui tem muito preconceito com quem é de direita, e o pior, utiliza tantos esteriótipos que acha que só porque uma pessoa apoia uma ideia de direita logo prega o Estado Mínimo e por isso se for monarquista é incoerente.

Gente, não existe vários tipos de feminismo? Do mesmo jeito com as outras ideologias, não são todos os tradicionalistas que pregam o Estado Mínimo, da mesma forma que não são todos que são mascus ou apoiam a tortura - me lembro da minha professora de Direitos Humanos na faculdade, ela é de direita, faz oposição ao governo do PT e mesmo assim é doutora em DH e acredita mesmo na causa.

Anônimo disse...

Patty, na verdade na Inglaterra a família real é lucrativa para o governo pois é proprietária de terras que são cedidas ao governo. Tem um vídeo interessante sobre isso no blog do CGP GREY:http://www.cgpgrey.com/blog/the-true-cost-of-the-royal-family-explained.html.
Claro, isso é uma situação super específica que só responde à questão financeira, não à política e só se aplica ao Reino Unido.

Anônimo disse...

Também me considero de Direita quando se fala em economia e gestão do Estado. E sou feminista. O problema são os exemplos bosta que estão em evidência atualmente: Bolsonaro, Cunha, Feliciano, colunistas da Veja, Pondé, entre outros. Estes que eu citei são de extrema-direita, mas as barbaridades que eles falam respingam em qualquer um que se diz de direita.

Anônimo disse...

É, mas com tantos merdas representando a direita hoje, dá para ficar com a pulga atrás da orelha, rs. Esqueci também de Lobão, Roger... claro que existem
figuras escrotas na esquerda, mas elas não estão em evidência no momento. Sabe, a coisa tá tão feia que quando estou num grupinho mais alternativo e digo que sou de direita, imediatamente emendo que sou a favor do bolsa família (com fiscalização pesada e muito investimento em educação), a favor do casamento igualitário

Anônimo disse...

A favor da política de cotas... enfim.

donadio disse...

"O que faço?"

Olha, acho que se você não é monarquista, ou se deixou de ser monarquista, a primeira coisa a fazer é abandonar todo e qualquer coletivo monarquista. Desfilie-se do partido, deixe de pagar as quotas do clube, abandone as páginas e blogs monarquistas e desfaça-se dos seus amigos monarquistas ou pelo menos deixe de discutir política com eles. Acho que será bom para você e para eles.

Arranje outros amigos e outros companheiros para fazer política. Do DEM ao PSTU, não faltam opções para quem não é monarquista - algumas delas, aliás, bem explicitamente republicanas.

Ou eles estão impedindo você de se afastar deles?

donadio disse...

"Não se esqueça de que quem aboliu a escravatura no Brasil foi a monarquia, alias um dos motivos de ter sofrido um golpe."

Maravilha, ficaram 66 anos no poder apoiando a escravidão e sendo apoiados pelos escravocratas. Aboliram quando não dava mais pra sustentar, né? Sem um movimento abolicionista de massa, aliás em grande parte abolicionista e republicano, ainda haveria escravos neste país.

"Assim como foi a direita republicana estadunidense com Lincon que aboliu a escravidão nos EUA."

Olha, o Partido Republicano mudou muito. Na segunda metade do século XIX, com certeza estava à esquerda dos democratas. Que aliás só vieram a abandonar o seu profundo racismo na segunda metade do século XX. O Lincoln (aliás membro da ala esquerda dos republicanos) não tem nada a ver com Reagan, Bush, Nixon, esse rebotalho. Aliás nem o Eisenhower reconheceria o partido dele, sequestrado pelo racismo e pela xenofobia a partir da década de 60.

donadio disse...

"A Inquisição por exemplo matou 974 pessoas em 100 anos de história."

De onde você tirou esse número? E quais seriam esses cem anos, se consideramos que a Inquisição começou no Século XIII e só foi formalmente abolida no século XIX? Qual o recorte espacial que você está dando? Está falando da Inquisição no mundo todo, ou da inquisição somente num determinado país, e qual?

E você sabe, a violência religiosa na Europa e suas colônias não se limita à inquisição. Só durante a tomada de Béziers, na repressão aos Cátaros, o comandante da cruzada gabou-se de ter "passado a fio de espada" vinte mil hereges, "independente de sexo e idade".

Anônimo disse...

Pergunta: devo ser ingrato aos q fizeram livres meus ancestrais? ???

Anônimo disse...

Resposta: não! Deve estudar história para entender que quem libertou seus ancestrais foram os abolicionistas, em sua maioria republicanos!

Anônimo disse...

Já está tão tarde....será que o blog está de recesso ? :)

Anônimo disse...

Eu já sai faz tempo de qualquer voisa que me ligue a eles. Ah, parabéns por seus comentários.

Anônimo disse...

Achar q uma mulher branca com uma caneta e um ideal libertou todos os escravos é ignorar a luta de homens e mulheres negras pela sua própria liberdade. a princesa Isabel só fez o inevitável mediante a pressão interna e externa q o império sofria.

donadio disse...

"Pergunta: devo ser ingrato aos q fizeram livres meus ancestrais?"

Não.

Mas por que sua gratidão deveria incluir aceitar que eles sejam governantes não eleitos?

Por outro lado eles não fizeram livres seus ancestrais. Eles mantiveram seus ancestrais em cativeiro durante décadas (séculos, se você considerar que a Coroa brasileira é afinal de contas apenas um ramo da Coroa portuguesa).

Mas mesmo que o tivessem feito, Isabel de Bragança já morreu há muito tempo. Os descendentes dela não libertaram absolutamente ninguém que eu saiba. Por que a gratidão deveria ser hereditária?

Anônimo disse...

Aaaôôôô beleza, ô Lola tu vai demorar muito pra falar da Sara Winter? Olha só, parece que até o discurso 'far-right' de "direitos humanos para humanos direitos" ela já adotou: https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xfl1/v/t1.0-9/10489869_438117303065389_2740112424911210835_n.png?oh=fec3d9574baadb0da8861bcab8f90845&oe=5703B0CE

Anônimo disse...

Anonimo 01:42

http://prod.midiaindependente.org/pt/red/2015/12/546161.shtml

https://rashsp.noblogs.org/post/2012/08/15/a-respeito-de-sara-winter-e-do-femen-brazil/

https://femenputecidxs.wordpress.com/2012/09/25/dossie-femen/

Anônimo disse...

Derrubaram ela do poder por ter feito a abolição. Não vou ficar ao lado dos escravocratas de de maio.isto tem um nome injustiça historica.

Anônimo disse...

Exatamente anon das 23:04. Oq tem a ver ser uma mulheres? Estude sobre a revoluçao francesa e verás o quanto a presença feminina foi marcante e decisiva. Apesar de n termos ainda conquistados nossos direitos, surgiram mulheres como olympe de gouges que escreveu a declaraçao de direitos da mulher e da cidadã. E eu sei que foi uma revoluçao complicada e controversa,porém abriu portas para muitas coisas q aconteceriam depois , tipo os valores democraticos e a conquista do sufrágio etc...

Anônimo disse...

Vcs tomam algum tipo de remédio?

Anônimo disse...

"Depois de 20 anos na escola
Não é difícil aprender
Todas as manhas do seu jogo sujo
Não é assim que tem que ser

Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis

Somos os filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola" - Renato Russo

Anônimo disse...

Não sei porque implicam com monarquistas. Minha primeira dominadora era monarquista e anarquista, e era talvez a pessoa mais legal que já conheci. Um amor ela. Legal, divertida, simples.

Tou pensando em procurar ela. Será que ela vai ficar muito triste em ver que virei mascu e não sou mais "aquela coisinha pura e fofa cheia de amor"?

Anônimo disse...

Deixar o poder nas mãos de uma pessoa só SEMPRE dá errado, ela tende a abusar dele. O caso da Grã-Bretanha é uma exceção pelo fato de que a Rainha está lá só para representar o povo, mas não manda em quase nada (o famoso jargão "o rei reina, mas não governa").

Anônimo disse...

"Deixar o poder nas mãos de uma pessoa só SEMPRE dá errado, ela tende a abusar dele. O caso da Grã-Bretanha é uma exceção pelo fato de que a Rainha está lá só para representar o povo, mas não manda em quase nada (o famoso jargão "o rei reina, mas não governa")." A Grã-Bretanha não é uma exceção. As monarquias europeias são constitucionais ou constitucionais parlamentares. Exceção são monarquias (tirando o Japão) asiáticas islâmicas, que são absolutistas. Quanto ao jargão, é melhor se informar melhor qual a função da rainha no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, assim como nas outras monarquias europeias.
Nehemias Wagner

Anônimo disse...

"Resposta: não! Deve estudar história para entender que quem libertou seus ancestrais foram os abolicionistas, em sua maioria republicanos!" Essa foi pra rir, a república foi proclamada com o apoio daqueles que ficaram revoltados com a abolição da escravatura. Os republicanos não tinham o menor interesse de libertar os escravos, mas fique a vontade para negar a História.
Nehemias Wagner

Anônimo disse...

Amigo, tu é burro ou uma farsa ideológica?

Anônimo disse...

O problema da humanidade é a estereotipização. A garota sitada se envolveu com monarquistas de extrema direita e por isso associaram que todos os monarquistas são.

A monarquia é uma forma de governo, então ela é suprapartidária. Quem está no controle do governo (e não digo o imperador, pois o poder moderador o faz também suprapartidário) é que toma partido.

Então, as pessoas adeptas à causa podem ser de esquerda, de direta e de centro. Ela só encontrou as pessoas erradas que infelizmente a fizeram afastar de uma causa que pode sim, melhorar o país.