sexta-feira, 13 de novembro de 2015

NÃO VÃO NOS CALAR

Guerreiras maravilhosas falando sobre gênero no sertão, em Quixadá

Esta semana tem sido exaustiva mas, na sua maior parte, bem legal.
Dois rapazes muito simpáticos do Profissão Repórter, Guilherme e Ricardo, estiveram aqui a semana toda. Foram comigo pra universidade na segunda e terça, conversaram com várias alunxs e alguns professores, e gravaram um pouquinho das minhas aulas. (E continuo recebendo muito apoio da UFC -- o reitor pediu que a Polícia Federal investigue as ameaças e falsificações contra mim).
Ponto turístico em Quixadá
Terça fui para um evento incrível, para o qual já havia sido convidada faz um tempinho: A I Jornada de Mídias e Gênero na Feclesc, na Universidade Estadual do Ceará. Eu nunca tinha ido pra Quixadá, mas agora quero voltar. Vocês fazem ideia do que é ter um congresso sobre gênero no sertão? Foi mágico. Conheci tantas pessoas inteligentes, sagazes, comprometidas... 
E o Profissão Repórter estava lá gravando tudo. Espero que o programa, que deve ir ao ar dentro de três semanas, passe um pouquinho da emoção que foi essa jornada de gênero no sertão.
Antes de eu ir pra Quixadá, deixei um tuíte simples dizendo que estaria no Rio neste sábado, para um evento no Sesc Tijuca. Nem coloquei link nem nada, porque ainda não tinha.
Aí, no hotel no sertão, antes de me dirigir à linda jornada, vou dar uma checada rápida no chan do Marcelo (tem que copiar e colar: https:// dogolachan.org /b/ index.html), pra ver qual era a última. E, de cara, encontro uma ameaça (não que isso seja incomum):

Não foi a primeira e, lamentavelmente, não será a última ameaça que recebo ao anunciar uma palestra. E lógico que não sou um caso único. Esse tipo de ameaça é bastante conhecido entre feministas americanas. Ano passado, Anita Sarkeesian cancelou uma palestra na Universidade de Utah, porque recebeu ameaça de um massacre, e a polícia não garantiu que iria prevenir que homens entrassem com armas de fogo. Jessica Valenti declarou que, diante de tantas ameaças, fica com o pé atrás quando algum homem estranho vai falar com ela no final de uma palestra.

E o que fazer quando você se depara com uma ameaça dessas? Eu acho errado guardar a ameaça pra mim, ou só comunicar a polícia (que, em quatro anos de ameaças contínuas que recebo, até agora não fez nada). 
Outra ameaça (esta em de 11/11)
É preciso que as pessoas saibam que feministas são ameaçadas meramente por serem feministas. A visibilidade é uma das minhas maiores defesas. Se eu fosse uma completa anônima, seria menos arriscado pros mascus me matarem.
Por isso reproduzi a ameaça no meu twitter.
 

À noite, depois de voltar da linda jornada, enviei o print da ameaça ao Sesc porque, óbvio, eles precisam saber. Eles pensaram seriamente em cancelar o evento, o que representaria uma enorme vitória pros covardes misóginos que tentam nos silenciar. 
Mas o Sesc tomou a decisão correta: comunicou a polícia (que deslocará dez PMs para guardar a entrada do local), reforçou a segurança interna, e transferiu o evento, que seria ao ar livre, para um auditório. Além disso, haverá detectores de metal e agentes à paisana, prontos para agir.
Isso tudo é uma loucura, porque tenho certeza que não haverá, nem haveria, massacre nenhum. Abrir fogo e matar o máximo de "vadias e esquerdistas" é uma fantasia recorrente dos mascus, mas sabemos que eles não farão isso. Eles me ameaçam todos os dias há quatro anos, e até agora não ouvi sequer um coro de descontentes em alguma das 170 palestras que dei no período. 
Felizmente (e vamos continuar assim!) o Brasil não tem tradição em massacres em massa, ao contrário dos EUA. Agora, se a bancada BBB (Boi, Bíblia e Bala) do nosso Congresso for bem sucedida em "armar o homem de bem", aí sim teremos sérios problemas. Mascus são fanáticos por armas e sonham em colecionar várias.
O silêncio dos reaças, que sempre aparecem para viralizar o que meia dúzia de mascus criam, é notório. De jeito nenhum que reaças vão condenar o que seus primos de primeiro grau, os mascus, irmãos na ideologia da extrema direita, fazem e dizem. Não. Reaças se materializam para xingar as vítimas. Se eu denuncio as ameaças, eles dizem que estou me vitimizando. Alguns chegam a dizer que eu invento as ameaças (eles se medem pela própria régua, imagino).
Bem, espero que ninguém se deixe intimidar pelos misóginos covardes de sempre. Amanhã, às 17 horas, no Sesc Tijuca do Rio, e sob um forte esquema de segurança, teremos uma bela mesa comigo, Jout Jout (que deu entrevista no Jô ontem) e Coletivo Meninas Black Power, com a mediação da querida Lidy, do Pagu Funk. Vão lá, venham nos ouvir e conversar, tragam abraços e chocolates (brincadeira essa última parte, mas não vou recusar!). 
Não podemos ter medo, até porque já ficou evidente que quem tem medo são eles. É o medo que os move. O que nos move tem que ser a coragem e a justiça em lutar pelo que é certo.

92 comentários:

Anônimo disse...

Material pra "guest post": http://www1.folha.uol.com.br/colunas/joaopaulocuenca/2015/11/1705813-stephanie-ribeiro-eu-ainda-nao-sou-mulher-agoraequesaoelas.shtml

Camila Bezerra disse...

Meu sonho estar nessa palestra, Lola e Jout Jout... seria muito amor pessoalmente (além de nos amarmos virtualmente)!

Eu cheguei a entrar nesse chan umas vezes pra tentar entender o que se passa com gente assim e confesso que me arrependo muito pq só me faz diminuir a fé na humanidade. D=

Rê Bordosa disse...

Gente, que sonho de palestra! Lola e Jout Jout! <3
Queria estar no Rio!

Anônimo disse...

Brasil 2014, 56 mil homicídios, 2015 caminhamos para 60 mil. Sem mais Lola.

Anônimo disse...

Ai lola, heim!? Ficando famosa... torço pra que tu tenha um quadro semanal no fantastico, pra atingir no nivel maximo da sua felicidade... ser reconhecida, paparicada, etc...

SUCESSO!!!

Anônimo disse...

16:59 destes 56 mil homicídios cerca de 50 mil são de homens matando homens, então não me venha por isto na conta do feminismo não, estamos preocupadas e com as 6 mil mulheres mortas por vocês apenas pro serem mulheres.

Anônimo disse...

O numero de homens na população geral deveria ser reduzido a 10% isto sim.

Anônimo disse...

Em 2003 durante o referendo do desarmamento a maioria do povo brasileiro votou não e preferiu o direito a legitima defesa, pois bem que o partido do atual governo deu uma banana para o que decidiu o povo e ipos o estatuto do desarmamento mesmo este tendo sido derrotado democraticamente nas urnas.

Anônimo disse...

Que ligação tem suas ameaças com o direito a possuir armas, vc acha que seus agressores lhe atingirão com armas legalizadas? Sou contra essas pessoas que ameaçam vc, mas as pessoas de bem não podem ter seus direitos caçados

aiaiai disse...

puxa vida, que péssimo final de semana para não estar no Rio kkkkkkkkkkkkkk. Mas eu vou ficar daqui torcendo para que seja um evento lindo e histórico. Vai ser!

e anonimo a favor de armas: leia um pouco mais sobre o assunto, querido. vc só tá falando bobagem. ó, aqui tem um bom texto sobre o estatuto do desarmamento (de 2003) e o referendo (de 2005). http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos/o-tiro-que-nao-saiu-pela-culatra

em linhas gerais, o estatuto do desarmamento regulamentou a compra e posse de arma, criando mecanismos para restringir. só a sua aprovação, no final de 2003, já deu bons resultados na redução da violência. Mas um dos seus artigos, o 35, previa a proibição completa da comercialização. Esse artigo não foi aprovado. Daí, resolveram fazer o referendo para a população decidir pelo SIM (aprova o artigo 35) ou NÃO (não aprova o artigo 35). O não ganhou e as armas continuam a ser comercializadas no Brasil, até hoje. Só que os outros artigos do Estatuto do Desarmamento continuaram valendo e eles restringem bastante a compra de armas. o que é excelente para qualquer país q se queira democrático e pacífico.

Anônimo disse...

18:02, pára de assistir filme do Rambo, filho, tá matando seus neurônios...

Kal da Casa de El disse...

Lola

Minha querida, armas não matam, pessoas matam pessoas. Quando um maluco decide matar, ele usa qualquer coisa disponível, se houvesse um único membro armado naquela igreja que aconteceu o massacre, as coisas seriam bem diferentes, muitas vidas seriam polpadas. A policia não é vidente, ela só aparece depois do ocorrido, quando a vitima já foi morta ou estuprada, ao passo que se ela (a vitima) estivesse armada poderia no minimo afastar a ameaça. O estatuto do desarmamento foi e é um completo fracasso, não resolveu o problema da violência, apenas tirou das pessoas o seu direito de defesa. Nos EUA os lugares que acontecem assassinatos em massa são as "Guns Free Zone" onde o povo vive feito ovelha pastoreada por lobos. O Brasil é uma enorme Gun Free Zone, sem aspas mesmo. E por favor, não ironize pessoas de bem como se fossemos todos uns hipócritas que na primeira oportunidade vai sair matando a torto e a direita, porque a bem da verdade você também é uma pessoa de bem, se não fosse já teria mandado matar todos esses idiota que te ameaçam a tanto tempo. Se você é ordeiro/a, cumpri com a lei, paga seus impostos, vive a sua vida sem atrapalhar a dos outros, você é uma pessoa de bem, o oposto disso é bandido e eles andam armados justamente poque não respeitam as lei. O que me preocuparia seria ver uma arma na mão de uma pessoa que diz isso: "O numero de homens na população geral deveria ser reduzido a 10% isto sim." Isso sim seria calamitoso! Bom, eu não vou colocar matérias sobre crimes violentos cometidos com facas e outros objetos, porque eu mesmo não gosto de ver. Então, um forte abraço e tudo de bom!

E anonimo

"16:59 destes 56 mil homicídios cerca de 50 mil são de homens matando homens, então não me venha por isto na conta do feminismo não, estamos preocupadas e com as 6 mil mulheres mortas por vocês apenas pro serem mulheres."

Ninguém está dizendo que a culpa seja do feminismo, lógico que não é, então não coloque em todos os homens a culpa por esses assassinatos de mulheres, apenas por sermos homens, isso é tão desonesto quanto afirmar o contrário.

Julia disse...

Minha deusa!!! Se eu fosse do Rio não perderia esse evento por nada!

E a Lola no Profissão Repórter! Esse programa tem um alcance muito bom e sempre tem temas interessantes. Qual vai ser o tema do programa que você vai participar, Lola?

Julia disse...

Será que vão filmar o evento e disponibilizar em algum lugar?
Alguma pessoa de bom coração poderia fazer isso, né?

Anônimo disse...

Parece que segundo algumas comentaristas aqui do blog, a Arábia Saudita é o país mais feminista do mundo. Espaços segregados free-omi em todos os lugares. Mulher só entre as irmãs. Um sociedade paralela só de mulheres! É um país muito feminista radical essa Arábia Saudita.

Anônimo disse...

Não entendo como facilitar o homicídio vai ajudar o país em algo.

Anônimo disse...

A 1ª foto pensei que fosse pra sexta-feira 13!

Marcia disse...

Querida Lola, que bom vê-la lutando. Vou divulgar o máximo o post, pois denunciar esses cretinos é mais do que necessário. Fico chocada com a falta de solidariedade de muitos comentários aqui, eu acredito na sua denúncia, sua palavra vale para mim. Já o que comentadores anônimos ou com nicks ridículos postam, tá valendo menos do que um saco de bosta no descarte orgânico no sítio.

Anônimo disse...

Agora a pouco terroristas armados abriram fogo. França é um país desarmamentista, ou seja, o cidadão de bem é proibido de ter armas, aí os bandidos fazem essa festa que aconteceu agora! Quero ver agora o povo francês se vai continuar com esse desarmamentismo idiota, que só facilita a vida dos terroristas e bandidos! Se tivesse cidadãos com capacidade de responder ao fogo, a coisa poderia ser diferente!

Anônimo disse...

Vocês viram como o Jô foi infeliz nas piadinhas com a "cara de puta" com a Jout Jout? Eu estava vendo agora. ...

Anônimo disse...

Sim, anon 20:34, eu vi. Lastimável a entrevista toda, tinha potencial para ser ótima graças à diva Jout Jout, mas o Jô Soares, por falta de interesse e machismo, conseguiu estragá-la.

Anônimo disse...

Meus pêsames a todos os inocentes mortos na França.

Anônimo disse...

Vir aqui e ver uma infeliz que compara peido com estupro ser chamada de diva é dose.

Anônimo disse...

Nao entendi, qdo que a Jout Jout comparou peido com estupro, anon 20:54 ? Tô desinformada então. Sorry.

Julia disse...

20:54, você nunca falou uma besteira na vida?
A Jout é diva sim, inclusive ela se "descobriu" feminista depois abrir o canal.
Ela é feminista há alguns meses só. A probabilidade dela falar besteiras dessa natureza ainda é muito grande.
Vamos deixar de implicância e reconhecer que muitos vídeos que ela produziu são sim feministas e empoderadores e o alcance que o conteúdo dela está tendo é muito bom pro Feminismo? Tá bem? Então tá bem.

Donna Nyckynha disse...

Nao sei pra que arma de fogo se temos arma de choque.

Kal da Casa de El disse...

Donna Nyckynha

Caso fosse obrigada pelas circunstancias, você entraria num tiroteio com arma de choque? Eu acho que não, seria suicídio. Vocês falam tanto de empoderamento feminino, mas nada empodera mais uma mulher do que uma arma na cintura, só a visão de um 38 acaba com a vontade de qualquer agressor/estuprador, nem precisa atirar, mas se precisar um tiro na coxa ou no pé já é o suficiente. É um tremendo contra censo feministas serem a favor do desarmamento, é muito mais inteligente aprender a se defender do que esperar que os agressores respeitem as leis, porque eles não vão, feminicidio, Maria da Penha é tudo balela. Minha esposa e nossas três filhas são ótimas atiradoras (os dois meninos também) se eu faltar sei que elas ficarão bem.

Odara disse...

Que ótima a visibilidade que a Lola está tendo!
Que maravilha a Jout Jout se engajando no feminismo!
E eu acho que está só começando ;)

Anônimo disse...

Chego na Globo=viralizou!
Viva o feminismo!
Agora chupa mascu...

Anônimo disse...

E já que tem uns manés aqui defendendo as armas:
O tiro saiu pela culatra pra esses mascus idiotas!
Kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Quanto tempo pra chegar o anon com fixação anti-muçulmanos "cobrando" um posicionamento da Lola? Comédia do blog esse anon

Anônimo disse...

eh mesmo dona nickynha, pra que arma fogo se temos spray de pimenta?? kkkkkkkkkkk faca me rir

Anônimo disse...

Possuir uma arma é um direito e não uma obrigação

Anônimo disse...

É muita ignorância querer ter arma de fogo!

Anônimo disse...

Muito mais importante o sucesso da Lola (Globo Repórter) e os comentários ficam defendendo armas. Quanta asneira

Anônimo disse...

Algumas pessoas acham que a vida é Counter Strike.

Julia disse...

É o Profissão Repórter, não Globo Repórter kkk
É aquele programa do Caco Barcelos. Passa terça-feira.
O PR é mais legal que o GR. Pena que o programa é curtinho, acho que só tem 40 minutos.

Anônimo disse...

Eu pensei certo (conheço o programa) mas escrevi errado!
Também acho o PR bem melhor

Anônimo disse...

A questão não é onde os bandidos compram armas!
Eu gostaria que alguém me esclarecesse:
No que melhora a criminalidade a população se armar?
Sério, vocês realmente acreditam que os bandidos vão falar: Ai as pessoas tem armas! Vamos parar de roubar e matar!
Quem está na criminalidade não dá valor a própria vida, se armar não vai resolver, vai só piorar!

Julia disse...

Acontece. Eu voltei pra ver se tinha escrito Caco Antibes ao invés de Caco Barcellos (com 2 L, conferi aqui) ;)

Anônimo disse...

Quem romantiza são os a favor das armas!
Se imaginam rolando pelo chão e atirando, salvando a família e os amigos. ... que lindo!
SQN, vão é morrer no tiroteio!

Anônimo disse...

Kkkkkk
Perfeito!

Anônimo disse...

É, realmente, saber atirar garante que elas ficarão bem se você faltar.
Puxa, que bom, né? Já pode morrer tranquilo! Afinal, sua mulher e suas filhas atiram bem.
Parabéns pelo importante papel que você tem na vida delas (ou teve já que agora que sabem atirar não precisam mais de você).

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=NlxFf40Lqx4&feature=youtu.be
Vcs viram? Achei lindo o clipe S2 !

Anônimo disse...

Ah, claro!
E se ele meter a cara? E se já chegar atirando porque está mais agressivo porque tem gente armada?
Aí o cidadão de bem também atira!
Que ótimo! Fica tudo resolvido, né?

Anônimo disse...

Só pode existir uma opinião aqui?
Se alguém der uma opinião contra o desarmamento, opinião está feita de forma sensata e sem ofensas, ela vai ser apagada?É difícil assim

Anônimo disse...

Esse comentário de 00:11 me fez imaginar aqueles filmes de um futuro sombrio pra humanidade: todo mundo armado e com medo.
Credo, espero que não liberem as armas.

Anônimo disse...

Mais agressivo? Se ele chegar atirando é pq ele foi incitado ao saber que tem alguém armado, ele é a vítima, coitadinho dele, ele é só uma pobre vítima da sociedade opressora

Anônimo disse...

Como podecser sensata uma coisa dessas?

Anônimo disse...

Amigo,
Vítima ou vilão, no que melhora todo mundo se armar?
Me explica!

Anônimo disse...

Futuro distopico está se aproximando a sociedade venezuelana, com o controle de toda opinião, meios de comunicação, perseguição política, ataque as entidades democráticas e a independência dos poderes, armas não matam, pessoas sim, é claro antes de inventarem as armas de fogo ninguém foi assassinado

Anônimo disse...

Todo mundo se armar? Quem disse que vai ser obrigação ter uma arma, é um direito amigo, aprenda interpretação, Leia a constituição e tente ser menos romântico

Anônimo disse...

Vc vai apagar comentários a todo?

Anônimo disse...

Eu também não entendo esse argumento de a favor das armas para os cidadãos de bem porque os bandidos são maus.
O que tem a ver?
Eu não acho os bandidos coitadinhos, vítimas da sociedade opressora capitalista e tal
Eu acho uns escrotos filhos da puta!
E daí? O que adianta se armar?
Os filhas da puta vão continuar roubando e vão matar muito mais!
Acho que ficar repetindo que a esquerda acha os bandidos coitados é falta de argumento porque uma coisa não tem nada a ver com a outra!

Anônimo disse...

Eu adorei:
"Quem romantiza são os a favor das armas!
Se imaginam rolando pelo chão e atirando, salvando a família e os amigos. ... que lindo!
SQN, vão é morrer no tiroteio!"
É isso aí, fechou!

Anônimo disse...

Já repararam que quem é contra as armas geralmente mora em prédio com segurança armada e cerca elétrica, vá agora lá e veja se porteiro deixa vc subir sem autorização

Anônimo disse...

Eu sou contra e moro numa capital, casa em rua comum com muro baixo.

Anônimo disse...

A exceção querendo ser a regra, se vc é contra tudo bem, é um direito seu, mas não mexa no meu direito.
E lendo um dos comentários que foi apagado, é verdade a esquerda romantiza o bandido, eu nunca vi um bandido passando fome, vejo eles bem saudáveis, com cabelos feitos em salão de beleza, e moto 0 km, camisas oficiais de time,muitos desses "garotos"levam uma vida além das possibilidades de seus pais, vide geração rolezinho, é claro eles são vítimas da opressão da sociedade

Anônimo disse...

Viva o feminismo! (2×)

Anônimo disse...

Não tem nada a ver a origem da criminalidade com a liberação das armas, criatura!
Uma coisa é uma: bandidos maus e horrorosos
Outra coisa é outra: algumas pessoas se armarem não resolve o problema
Entendeu?

Anônimo disse...

Caraleo, gente, se acesso irrestrito a armas impedissem crimes, não existiriam massacres como columbine nos eua... por favor, mais cerebro e menos testoterona...


Anônimo disse...

Engraçado que já vi um monte de meninas chamando a Jout Jout de gordofóbica, mas ninguém nunca provou isso. Sempre dizem, "ah, eu vi algo assim em algum video dela" mas NUNCA ninguém postou esses videos. Vamos ter mais responsabilidade na hora de acusar os outros. Se fizerem uma acusação, provem.

Anônimo disse...

01:26, parece que é porque num vídeo ela disse que repara no que as pessoas comem.
Mas não foi no sentido de "ah, aquela pessoa come mais do que devia". Também não vou procurar esse vídeo, mas eu lembro mais ou menos e não tem nada de gordofobia.

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=EqwoAe33RzA "Você se sente estuprada pelo próprio pum." Não, diva JoutJout. Só me sinto estuprada pelo meu avô, que me estuprou mesmo.

Eu sei que ela só tá ~ começando ~ e tudo bem dar mancadas. O problema é que muita gente já foi falar com ela e ela nem aí. Acredito que ela tem como melhorar SE QUISER. Mas se ela continuar ignorando, eu vou continuar reclamando sim.

Marcia Baratto disse...

Anônimo do primeiro post: Eu também concordo! Precisamos de mais negras escrevendo em todos os lugares. Fiquei fula da vida com o ataque que uma comentarista negra sofreu no outro post e, mais uma vez, como estávamos todas dedicadas a discutir a eterna birra: radicais v. o 'resto', ninguém foi apoiar o comentário mais do sensato e oportuno sobre a solidão das mulheres negras. Faço aqui a minha meaculpa, a moça do post estava coberta de razão e foi esculachada por um troll racista (desculpem o pleonasmo) e nenhuma de nós prestou qualquer solidariedade. Não dá mais para ficar nessa bolha...

Mikaela T. disse...

Família imaginaria. <3

Anônimo disse...

"E o que fazer quando você se depara com uma ameaça dessas? Eu acho errado guardar a ameaça pra mim, ou só comunicar a polícia (que, em quatro anos de ameaças contínuas que recebo, até agora não fez nada). "

Eu não sei exatamente o que a Polícia poderia fazer por você se, nos crimes dos quais você tem sido vítima, a iniciativa legal da ação necessariamente tem que ser sua. Se em 4 anos você não procurou advogado e tomou providências, fica dífícil né Lola? Brigue suas brigas e pare de mandar gente brigar por você.

Lucas disse...

(copio aqui um e-mail enviado por mim à professora há mais ou menos uma semana)

Oi Lola,

não faço a costumeira pergunta 'tudo bem?' porque acabei de ler o último texto que você publicou no seu blog, então sei que as coisas não vão bem por aí.

Meu nome é Lucas, não participo de nenhum movimento feminista, apesar de 'simpatizar' (concordar) com muitas das ideias do movimento (tido por mim como) menos radical (e aqui deixo de antemão desculpas por alguma possível gafe, caso os movimentos misândricos não possam ser chamados tbm de 'feministas'). Não conhecia o seu blog até agora, até hj, qdo fiquei sabendo sobre o que havia acontecido (vem acontecendo) com vc através de um comentário numa página do DCM.

Te envio esse e-mail apenas como um pequeno sinal de solidariedade, como um simples 'força, Lola, força!".
Provavelmente já tenham abordado o assunto com vc das mais diferentes formas, por isso não tenho pretensões de originalidade ao dizer que msm numa situação tão difícil qto essa existem pontos positivos (ou msm, são possíveis olhares positivos sobre pontos negativos). Como um exemplo deixo o próprio fato de vc ter ganhado mais um leitor (não pelo 'simples' ter sofrido um ataque, esclareço; mas por ter um espaço que defenda direitos e ideias de um grupo tão menosprezado, excluído, injustiçado... isso merece atenção, sempre), o que visto assim, 'um leitor', talvez possa não significar muito, mas, visto de outra forma, pode demonstrar que o combate a ideias, ainda que rasteiro, só faz delas mais propagadas. Outro ponto a ser observado com alguma atenção é que só aconteceu o que aconteceu com você pq suas ideias tem importância e estão ganhando cada vez mais corpo (e, claro, infelizmente, pq existe um grupo imenso de boçais alimentados por - e alimentando - outros boçais, uns nessa terra de ngm, a internet; outros, na terra de uns poucos, a grande mídia; e ainda outros, na nossa política).

Sabe que, pra mim, ainda teve uma nota irônica nesse sábado: conversando agora há pouco, pela internet com um rapaz que, como tantos outros, defende a 'volta dos milicos', li sobre umas tais de MAVs, as 'Militâncias de Ambientes Virtuais', conhece? Eu não conhecia e, claro, qdo fui procurar do que se tratava, achei logo de cara essa página: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/tag/mav/ . O nosso 'querido' participante do atual tripé """""'intelectual'"""" mais famoso dos reaças de plantão (ou pelo menos, assim vejo Olavo, Reinaldo e Rodrigo Constantino; acho que o Gentili, o Lobão e o Roger são tão imbecis que nem eles, reaças, usam esses caras ou o que eles dizem como argumento ou exemplo... é só trollagem) escreve sobre como o PT, ameaça comunista, criador da corrupção, desencadeador do inferno na Terra e profanador da Bíblia, controla a internet através de, veja você, grupos de difamação, trollagem e ridicularização das ideias alheias (!!!). Seria uma sequência de fatos engraçada, ouvir sobre as 'MAVs do governo' e ler seu texto, num espaço de duas horas, não fosse tão triste.

Esse contexto todo é muito complexo (imagino que tenha muito a ver com os acirrados ânimos políticos pós-2013 e com o crescente descontentamento dos órgãos de imprensa desde a posse presidencial por um governo nominalmente de esquerda) e é muito fácil, aqui do alto do meu sofá, dizer 'não pare, Lola', mas msm assim, é o que eu acho que devo e posso fazer. Ainda que um apoio tão raso, um apoio. Vou, tbm, divulgar onde puder o acontecido com vc, assim certamente vamos amenizar os estragos feitos pela divulgação mentirosa... quem sabe, até msm 'compensar' e 'reverter' esses estragos com a propagação de boas ideias e tbm, não menos importante, com o alerta sobre o quão imoral é a postura desse grupo.

Não desanime, Lola, por favor. Chegaremos ao dia em que, de fato, machistas não passarão!

Um grande abraço!

J.M. disse...

Que bom que terá essa divulgação, embora pelo que eu saiba, esse programa passe muito tarde da noite. Mas já é um ótimo começo. Fico também com o pé atrás por ser nessa emissora tão manipuladora mas que infelizmente ainda é a de maior audiência no país. Fico imaginando, por exemplo, se nesse momento não venham com o estereótipo de feminismo como contrário de machismo, como geralmente fazem. Mas, enfim, espero que isso não aconteça, que tudo seja abordado da melhor forma possível e que a Lola e o feminismo sejam divulgados cada vez mais. Avante, Lola!

Anônimo disse...

As reportagens do Cacco Barcellos costumam fugir um pouco do padrão global de tudo lindo e problemas pra baixo do tapete.
Isso é animador, tomara que seja assim com a Lola

Aninha disse...

Lola, vc pode avisar quando o programa for ao ar?
Tipo, colocar um recadinho aqui no blog um dia antes...
Acho que seria legal, aposto que tem um monte de gente (como eu) que adoraria ver :)

Kal da Casa de El disse...

Aos anônimos desarmamentistas


Ter uma arma para sua defesa está diretamente relacionada ao direito a propriedade, ponto. Isso não quer dizer que possuir uma arma vai acabar com a criminalidade, obvio que não vai, também não significa que a sociedade vai ficar mais violenta apenas por que algumas pessoas poderão comprar armas legalmente. Dizer que é um direito pressupõe que você individualmente pode se recusar a exercer esse direito, ninguém vai lhe obrigar a ter uma arma, mas não queira tirar o direito do outro. Da mesma forma que é improvável que toda a população se arme, não é bagunça, terá regras a serem cumpridas por quem de interesse, o acesso não será irrestrito, não é qualquer que poderá comprar. E não, o cidadão que possuir uma arma não se tornará um combatente do crime, esse papel é da policia e continuará sendo, mas cada um de nós é diretamente responsável pela sua segurança. Ter uma arma além de ser um direito é uma responsabilidade, não muito diferente de possuir um carro, se bem usada pode salvar a sua vida e se mal usada pode tirar. Eu pessoalmente não estou romantizando nada, não posso falar pelos outros. Eu votei a favor do desarmamento na ocasião do referendo, tinha meus motivos para acreditar na época que isso seria uma boa ideia, tempos depois estudando mais sobre o assunto, constatei que não é. Então estudem, vejam os argumentos de ambos os lados e reflitam seriamente.

Com relação a criminalidade:

Não existe uma unica medida que por si, resolva esse grave problema, mas várias medidas que se tomadas juntas podem ao menos em parte fazer diminuir. Tentarei elencar ao menos algumas, a lista é bem grande; combater a corrupção ostensivamente nos menores detalhes, separar a policia da pericia criminal, investir em ambas, com melhores salários e equipamentos, valorizar o policial, endurecer as leis para crimes mais graves, criar penas alternativas para crimes de menor poder ofensivo, punir com rigor o policial corrupto, desmantelar financeiramente quadrilhas e facções, construir novos presídios para melhor distribuir a massa carcerária, reavaliar as penas de todos os condenados e dos ainda não julgados, possibilitar uma real reabilitação através do trabalho remunerado na prisão. Reformar todo nosso sistema educacional, tornando-o mais pratico, incentivando o trabalho voluntário na comunidade dos alunos, criar vagas para cursos alternativos de modo que os alunos passem mais tempo na escola com prazer, criar a guarda escolar, para proteger e participar da educação cívica, incentivar profissionais destacados em suas áreas a fazer palestras para os alunos, valorizar o professor, aumentar a disciplina e cobrar respeito ao professor e aos alunos. Incentivar o empreendedorismo, principalmente em comunidades mais pobres, urbanizar favelas, levar cultura e lazer de qualidade aos bairros mais afastados dos centros urbanos, incluir os excluídos, incentivar a caridade, o fazer o bem sem olhar a quem. Enfim, deveres e direitos, cobrar de quem realmente deve e dar á quem de direito a justiça.

PS: anonimo 00:07 V.T.N.S.C. ^_^

J.M. disse...

"Mulheres tem criado um mundo para elas e nos?"

---> Doente, não use o pronome "nós" para se referir aos homens, você não é um homem, é apenas um lixo humano covarde. Você sabe muito bem que tuas ideias não representam nada além dos demais doentes do teu chan. Vai procurar tratamento, quem sabe você ainda tenha a chance de se tornar um ser humano.

Anônimo disse...

J.M. as mulheres neste blog usam o pronome "eles" porque aqui são elas e nós ou VC acha que concordando com o que elas falam dos homens você está excluído?

J.M. disse...

Doente das 14:41, que mulheres do blog? O feminismo é um movimento plural, com diversas vertentes, ao contrário desse lixo do qual você faz parte, chamado masculinismo (a.k.a distúrbio mental grave), que não passa de um "movimento" de ódio, neonazismo e apologia ao terrorismo. E não trocarei mais palavras com você, verme virtual.

J.M. disse...

Como mascu justifica misoginia? Com a história de João e Maria! (até rimou) kkkkk. Se esses doentes não fossem tão fracassados, poderiam até ter futuro em algum zorra total da vida...

Anônimo disse...

VC acabou de ter um exemplo eu dei uma resposta e a Lola apagou...como ela diz meu blog minhas regras.Ela pensa que vai criar um mundo para mulheres do jeito dela...enquanto isto aumenta a violencia contra a mulher independente da Lei Maria da Penha.Enquando eu estou escrevendo o que penso outros estão espancando e matando mulheres.Na ultima campanha politica vida propaganda das mulheres se exibindo que são maioria nas universidades...e dai?...os homens que não entrarem nas universidades entrarão no PCC e cv e irão assaltar essas mulheres no farol...é a vida

Anônimo disse...

Que lindo aprendi nos livros que Napoleão queria dominar o mundo....ah e que a Franca invadiu e tornou vários paises do mundo suas colonias...principalmente aqueles que tem petróleo...e isto se chama "democracia"?Legal quando os outros matam é terrorismo

Anônimo disse...

Cara Lola, não posso revelar meu nome, pois tive muitos ataques a minha pessoa, coisas como montagens, ameaças de morte, estupro e nome com foto no Avaaz, pedindo minha expulsão de grupo de debates mistos de geopolítica. Fui silenciada, ameaçada, xingada em vários grupos. Vim a sofrer ataques incluindo em grupos organizados por mim. Por favor, faça um posr sobre os monarquistas. Estes, que fizeram uma parceria com a página Metendo a Real no início desse ano, vem assustando e silenciando mulheres e feministas de grupos de geopolítica. Muitos compartilham de posts machistas e religiosos extremistas. E ao ser admitida em um grupo de monarquista, desafiando seu dono (que me acusava de ser uma ditadora) de ter a mesma liberdade que o mesmo tinha em grupo meu de debate, me foram pedidas fotos quentes. Eu tenho 16 anos, ele tem 35. Mas continuam sendo ignorados, pois poucos acreditam na existência desse grupo que cresce cada vez mais, além de fazer SPAM na página do Partido Verde, Mary del Priore, Senado e outras, também lançando uma petição pela troca de nosso sistema político. Estive a coletar alguns relatos de pessoas ameaçadas e até mesmo estupradas por monarquistas, mas fui forçada a sair do Facebook faz sete semanas. Me ajude, não sei mais pedir socorre. Comente isso e faça subir uma tag #FodaSeMonarquia em resposta ao ato deles na data de sete de setembro. Por favor, confio em você.

lola disse...

Oi, anon das 22:44. Se vc quiser escrever um guest post sobre isso, fique à vontade. Não tenho conhecimento suficiente para escrever sobre monarquistas. Sei que são uma droga, super conservadores e preconceituosos. Escreva que eu publico!

Anônimo disse...

Lolinha, SPAM na página do Senado: https://m.facebook.com/SenadoFederal/photos/a.176982505650946.49197.150311598318037/1215641655118354/?type=3&theater

Anônimo disse...

Machismo monarquista: https://m.facebook.com/DigaSimaMonarquia/photos/a.205514242906175.1073741828.205410729583193/295536663903932/?type=3&theater

Anônimo disse...

SPAM na Página do Partido Verde:https://m.facebook.com/partidoverde43/photos/a.10150121291439545.279877.326797144544/10152886384919545/?type=3&theater

Anônimo disse...

Proposta para mudança de nosso sistema político: http://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=42567

Anônimo disse...

Cara Lola, como disse anteriormente, não posso revelar meu nome por temor. Mas esse logo deve aparecer, por mentiras, montagens e ou recortes fora do contexto. Peço que tome providências imediatas nesse caso, por favor. Aos meus onze anos, passei a me interessar por páginas monarquistas, chegando a me declarar uma logo depois. Assim permaneci até os meus quartoze anos, quando amiga minha de mesmos ideais declarou-se comunista. Brigamos feio. Foi totalmente imbecíl e inútil. Logo comecei a questionar dentro dos grupos nos quais me via no momento. Começou O erro meu, sendo chamada de cadeia, horrorosa, narigudo, vagabunda, desempregada, petista, usuária de Bolsa Família e o que mais um bando de macacostume pudesse inventar. Um ADM do grupo Humornarcando a Monarquia organizou tópico para decidir a minha permanência no grupo. Foi um verdadeiro clubinho contra minha pessoa, com xingamentos e acusações para todo lado, eu nem imaginando. Avisada por um amigo, entrei me defendendo imediatamente. O jogo virou e a votação ao meu favor venceu. O ADM ignorou o resultado e me baniu. Como se fosse pouco, espalhou meu nome como de uma "pessoa retardada" para inúmeros grupos, pessoas e páginas, comentou muito de mim pelas costas e fez várias acusações constrangedoras posteriores. Em grupos mistos de debates políticos, comecei a ser silenciada. Diziam que os ataques vinham de minha parte, mas mesmo quando questionava se os EUA era um lugar seguro para estudos ou qual "monstro lovecratiano" era o preferido do pessoal (o grupo não era inteiramente sobre política), me atacavam de graça. Colocaram o meu nome com foto no Avaaz, site de petições internacional, para me retirarem de grupos do tipo. A descrição era "metralhadora de bosta". Lola, se acharem esse vestígio de brincadeira babaca em uma futura entrevista de... emprego? O que faço? Eu tinha formado meu próprio grupo misto. Cuidava dele, junto com os meus amigos que selecionei para me auxiliarem na manutenção e administração. Cinco monarquistas começaram uma irritadiça fala de que me portava feito uma ditadora. Eu, que só levou socos verbais dos mesmos e que até então só tinha banido um irmão de minha nova ideologia. Desafiando um dos acusadores a me aceitar em um de seus grupos com a mesma liberdade que o mesmo tinha no meu, logo este, da Biblioteca Monarquista me pediu fotos "quentes". Eu tenho 16, ele tem 25 (corrigindo a idade). Cortei o contato com o mesmo, avisando ter um namorado e permaneci no grupo, onde fui ameaçada de um estupro, por um homem que tinha como capa sua família. Esposa e filhas compartilhando a existência com esse ser. Coletei alguns relatos de reais estupros e violências por conta de monarquistas, porém abafados pela falta de credibilidade na permanência dessa ideia que deveria ter ficado para trás em 1889. Estou fora do Facebook hoje. Lutei quase sozinha contra eles e sinto que perdi. Vi que ganharam audiência na Veja, Época, Folha de São Paulo, The Huffpost e sinto dores mentais. Conheci um grupo de cavaleiros respeitáveis de jovens e idosos e conheci os cães raivosos, sem argumentos, com inúmeras imagens e sites monarquistas ausentes de confiança, capazes de silenciar qualquer um que se diga feminista, esquerda ou simplesmente questionadora. Fizeram um ato em sete de setembro no Twitter. Peço que suba uma hashtag #FodaSeMonarquia. Só gostaria de ver que não foi tudo em vão, esse sacrifício de minha vida social na rede.

Anônimo disse...

Peço que concerte meus pequenos errinhos, culpa do corretor automático de meu novo celular. Tenho a esperança que a máscara desse movimento caia, que as mulheres vejam o perigo que tal ideal representa e que as coisas melhorem, de forma que ao menos algo tenha valido a pena. Espero que me ajude. Obrigada pelo espaço no blog. :)

Anônimo disse...

Tenho porte de arma por questões profissionais. É uma responsabilidade gigantesca, cada tiro que sai da arma é uma papelada e uma burocracia a mais para responder. Se me sinto mais segura? Sim. Mas não posso ser leviana e afirmar que todos os cidadãos "de bem" teriam discernimento para lidar com uma arma.
Primeiro que passa pela questão de armazenamento. Eu não tenho filhos e tampouco crianças frequentando a minha casa, mas não neguem a realidade dos pais brasileiros. Grande parte deles são relapsos e descuidados.
O segundo ponto está em quem vai portar a arma. Pessoas que possuem armas em função de seus trabalhos e que deveriam estar submetidas a avaliações psicológicas constantes cometem crimes simplesmente pq estão armadas. Penso em vários casos de policiais portando armas à paisana e utilizando armas para intimidar pessoas em situações cotidianas que nada tem a ver com o exercício de suas funções. Homens são condicionados a se posicionarem pela força. Imaginem quantas brigas de trânsito ou discussões em boates saem em morte pq um dos lados se exaltou? Agora imaginem essa realidade aplicada a pessoas comuns. Motoristas de táxi com de Uber, maridos e esposas dentro de casa, brigas de trânsito, brigas entre vizinhos, crianças vítimas de bullying nas escolas.
Se nos EUA o controle de armas não funciona, imagina aqui?

donadio disse...

"Isso tudo é uma loucura, porque tenho certeza que não haverá, nem haveria, massacre nenhum. Abrir fogo e matar o máximo de "vadias e esquerdistas" é uma fantasia recorrente dos mascus, mas sabemos que eles não farão isso."

A lógica (se é que é possível chamar isso de "lógica" sem ofender a memória de Aristóteles) me parece ser outra: essas maluquices são para incitar as mentes mais frágeis e doentes a agir por eles. Foi assim que aconteceu com o Wellington de Oliveira: um bando de imbecis gritando absurdos, até um imbecil mais demente resolver agir em função dos absurdos.

Aí, claro, ninguém tinha nada com isso, e o Wellington "agiu sozinho" e "era um loser". Que, provavelmente, "não entendeu a piada".

E o Marcelo Psyclon está louquinho pra que alguém se entusiasme com a retórica dele e se imole por ele no altar do masculinismo doente. Esperemos que não funcione.

***********************

Mas, por falar em "lógica", vejo que o astrólogo e filóstrofo Olavo de Carvalho foi citado pelo criminoso em questão. Quando é que o ilustre astrólogo e filóstrofo vai desautorizar publicamente o uso de suas ideias como justificativa para crimes políticos/comuns/de ódio?

Anônimo disse...

donadio,

Também tenho essa impressão. Eles são covardes, mas acham loucos capazes de sujar as mãos por eles. Quando a bomba estoura, tiram o corpo fora, é claro, vibrando por dentro.
E quanto aos ícones reaças, o episódio da Lola ficou bem claro que eles não são santos. Vale lembrar que graças a eles, o episódio tomou essas proporções. Os mascus já contavam com a mania coxinha de compartilhar coisas sem nem checar a veracidade da informação. Tudo o que fala a favor do PT vira motivo para linchamento e os mascus, que não são bobos, sabem disso. Roger, mesmo sabendo que estava ajudando a caluniar alguém (que é crime), deu de ombros e nem teve a dignidade de retificar a informação. Mesma coisa o OdC. Eles foram figuras públicas que ajudaram a viralizar a informação e as coisas não teriam chegado a esse ponto se não fosse a má-fé dessas pessoas. Aposto que adoraram difamar a Lola, no fundo mascus e reaças só diferem mesmo pela cara-de-pau de cometer crimes pela Internet.

Anônimo disse...

(Viviane)
Donadio, o problema é que, além de nós que frequentamos este blog, quem mais no BR sabe que esses caras incitaram o Wellington a cometer o massacre? A "grande mídia" não assume até hoje que ele matou 11 MENINAS, não apenas 11 pessoas de gênero indistinto. Fora a Lola, não vi ninguém mais tocar nesse tema. É um prato cheio para fazerem de novo, a certeza da impunidade... :'(

Anônimo disse...

De uma certa forma a babaquice dos mascus esta ajudando vc, afinal com as ameaças vc consegue se vitimizar bastante!

Renata disse...

Por todas as vezes que você amou as mulheres com tamanha intensidade que me ensinou a amá-las também.
Por todas as vezes que você repetiu que nosso corpo é lindo e fez eu me enxergar bonita também.
Por todas as vezes em que você apoiou e deu voz a uma mulher e eu me senti acolhida e representada também.
Por todas as coisas que eu nunca tinha pensando antes de ler o blog. Por todas as coisas que eu sempre pensei e você descreveu como eu nunca conseguiria. Por tudo que eu aprendi e me tornei durante esse tempo te acompanhando, estou aqui hoje para tentar retribuir um pouquinho do amor e do carinho que há anos você dedica a mim e a todas as mulheres. Muito obrigada! Força querida!