sexta-feira, 10 de julho de 2015

"SOU GORDA. ONDE ESTÁ O MEU HARÉM?"

A S. deixou um comentário num post
Antes de publicá-lo, queria deixar minha solidariedade, S. Mas a dos mascus você não vai conseguir. Eles vão achar justiça divina uma gorda não ter namorado. 
Poucas coisas deixam mascus mais revoltados do que ver mulher hétero gorda com um homem (eu que o diga -- mascus passaram dois anos afirmando que meu maridão era fake. Nos últimos anos, ao se convencerem que ele existe, passaram a ameaçá-lo de morte. Porque ele é um traidor da pátria, entende? Como pode um homem amar uma mulher gorda?!). Mas vamulá com seu comentário, S.

Seria legal um post sobre mulheres que se ferram em relacionamentos ou que são ignoradas completamente. É bem diferente do mundo paralelo onde mascus vivem, no qual toda mulher pega o homem que quiser e até mesmo as gordas nojentas conseguem e eles não. Ficam revoltados com gordas transando.

Eu sou gorda e queria saber: onde é que está o meu harém? Só ganhei bullying na escola. Um grupinho me zoava há tempos, do nada um deles se diz apaixonado, seus amigos começam a me humilhar ainda mais porque ele era sarado, ele fica quietinho enquanto eles me zoam, depois escuto ele reclamando que eu era gorda e mesmo assim não queria nada com ele, quer dizer, estava me fazendo um favor e eu não quis. 
Passei o ano inteiro chorando e pensando em me matar (e essa alegria dura até hoje). Não entendi até hoje que merda foi essa.
Estranhos me zoando na rua do nada. Gordofobia para mascus não existe.
Nunca namorei, minha autoestima é quase zero, uns dois caras disseram que estavam interessados em mim, mas eu não quis nada, não consigo acreditar que alguém se interesse mesmo, pode ser mais um fdp tentando me zoar, não dá para saber, então é melhor ficar sozinha mesmo.
E se por um acaso um homem quiser uma gorda, vai ser zoado. Já vi isso na rua, uma mulher gorda chegou com um cara, pararam no ponto do ônibus, se abraçaram, comeram um troço lá, aí chegaram uns "amigos" dele. Vi que estavam de longe rindo. Assim que a mulher foi embora, caíram na gargalhada, dizendo que o cara devia estar desesperado para sair com "aquilo".
E os babacas são tão escrotos, que mesmo que te achem nojenta, pensam que são tão incríveis que você acha eles maravilhosos e gostosos. Uma vez estava na entrada do shopping conversando com uma amiga e tinha um relógio bem em frente, aqueles que têm hora e temperatura, olhava para lá para ver as horas e tinha um grupo de babacas bem perto.
Uma hora percebi que estavam rindo e olhando para minha cara, não lembro direito o que disseram, mas estavam rindo porque a gorda estava dando em cima deles?! Puta merda, isso que é arrogância, tinha diversas coisas na direção deles, mas é claro que eu só podia estar olhando para aquele bando de babacas!
A vida de todas nós é uma maravilha mesmo.
P.S.: Alguém já viu o reality Big Women Big love? Umas ficam como eu, sozinhas. E outras como desse reality parecem desesperadas para encontrar um homem que goste delas, para suprir a autoestima que elas não têm. Triste.

226 comentários:

1 – 200 de 226   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

Mascus ainda enxergam mulheres como destruidoras de coraçoes so pq provavelmente eles levaram um toco um dia e nao conseguiram lidar com isso. Entao toda mulher vira vadia, interesseira, burra e insensivel. É mais facil acreditar que o problema sao elas do q olhar pra realidade e ver q vc mesmo pode ser um bacaca, ou que simplesmente levou um fora. Que mulher na vida nunca foi rejeitada? Este post fala disso mesmo. Nem por isso passamas a odiar todos os homens da face da terra. Pelo contrario, ainda ficamos com esperanças de achar um melhor (rsrsrs)
O que eles precisam é de terapia pra aprender a lidar com rejeiçao. A escutar um NÃO de boa, vindo ele de uma magra ou de uma gorda.


Barbara D.

Anônimo disse...

Olá a todos e todas, de vez em quando venho ao blog para discutir alguns assuntos expondo a mentalidade mascu (machista/misógina) que me perturba diariamente, pois passei um bom tempo envolvido com isso e lendo muito material de masculinismo o que me deixou num estado depressivo muito pior no qual me encontro no momento e também fudeu completamente a minha mente em termos de relacionamentos e a forma como enxergo as mulheres. Dito isso realmente no mundo dos mascus esse lance de que qualquer mulher tem sexo a hora que ela quiser é uma máxima, mesmo as mais fora dos padrões acabam arrumando sexo ou relacionamentos se assim desejare, quando suas contrapartes masculinas não conseguem se não estiverem dentro dos padrões. Acho que dá pra separar o tópico em 2 partes, sexo e relacionamento (que envolva mais do que só sexo). Na minha experiência pessoal e nos fórums mascus é consenso que qualquer mulher consegue sexo a hora que ela quiser, sempre que ela estiver afim vai ter algum cara para transar com ela, já um homem precisa oferecer algum valor (seja físico ou material) tanto que a quantidade de prostitutas é enorme e a de garotos de programa (homens que fazem sexo com mulheres por grana) é mínima (tanto que os garotos de programa atendem normalmente outros caras). Agora quando se trata de relacionamento realmente é difícil pra qualquer pessoa que não se encaixe nos padrões... Uma vez eu tive essa discussão aqui no blog com algumas leitoras e porra que pessoas legais, conseguiram mudar um pouquinho da minha visão machista e o assunto era esse de que mulheres, ao contrário do que se pensa, ficam sim sem pretendentes mesmo quando querem. Ainda que eu não consiga enxergar isso como uma verdade absoluta e sempre ache que toda mulher tem caras atrás dela (por mais indesejáveis que esses caras sejam), eu tenho tentado desconstruir essa visão justamente por causa da conversa que tivemos aquele dia.

O texto ficou grande e prolixo/desconexo mas acho que deu pra explicar um pouco da visão mascu sobre o tema. Como sempre digo eu venho aqui pra tentar desconstruir minha mente intoxicada pelos ideais masculinistas e não pra vomitar misoginia ou ódio. Não responderei insultos e espero uma troca de ideias legal como daquela vez, se for me insultar seja criativx :)

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

Essa ilusao de que a mulher gorda é desesperada pra arrumar homens nao tem nada a ver. Minhas amigas gordinhas sempre foram as mais exigentes na hora de escolher um cara pra ficar e eu achava isso legal.

Tbm ja cansei de ver homens preferirem namorar uma gorda ou uma mulher que eles consideram feia so pq achavam que assim o namoro ia ser mais tranquilo, afinal, elas seriam absolutamente gratas aos ceus por terem um namorado e portanto jamais iam trair, e quem ia querer pegar uma "feia". Hahahahahahahaha
Nessa que se enganam e acabam quebrando seus frageis coraçoes masculinos.

Independente do corpo, o que faz uma mulher é a sua segurança. Existem gordinhas seguras e por isso tiram onda e pegam o cara que quiser. E outras com cara de "Barbie" mas que sao tao inseguras que sofrem correndo atras de caras ridiculos...

O que manda é a segurança, o amor proprio ainda é o melhor cosmético.

Anônimo disse...

O feminismo liberta! Liberta de padrões impostos, liberta da necessidade de ter um homem do lado, liberta por abrir os horizontes das mulheres.

Como diria a grande Gloria Steinem:
"uma mulher sem um homem, e como um peixe sem bicicleta"

Anônimo disse...

Adorei!

Jonas Klein disse...

Olá A totós(as)

"Ficam revoltados com gordas transando."

Achei bem interessante o artigo, o problema dos mascus não e com as mulheres gordas, não e com as mães solteiras, não e com as negras, e problema deles e com as mulheres por serem mulheres.

Entendam de uma vez por todas, mascus são machistas, e machistas não gostam de mulheres, cara machista gosta e de homem, e simples assim, machistas apenas usam as mulheres, pois isso e que socialmente se espera deles, dentro da nossa sociedade patriarcal.


Hamanndah disse...

"o blog "escreva lola escreva" sem os comentários de Fabio é como um peixe sem uma bicicleta. Chora, mais, Fábio, pois estou sentindo que você está carente hoje. Por que não vai nos blogs mascus para se sentir valorizado ? Isso, vai por mim, babaca

Anônimo disse...

"Entendam de uma vez por todas, mascus são machistas, e machistas não gostam de mulheres, cara machista gosta e de homem"

A homofobia deste cara chega a dar nojo, não sei como deixa os comentários dele sem moderação ainda, quer dizer que homem que gosta de homem e gay? Você e nojento cara, e desconhece o termo misoginia.

Anônimo disse...

"E outra, já conheci tipos que são bonzinhos, "cavalheiros", pq querem levar a guria pra cama"

E qual o problema em ter interesse em lavar uma mulher para a cama? Há é, você e feminista, tipo, "Aaain, homem que horror, homem sentido atração por mulher machista estuprador"

Anônimo disse...

O outro vem falar que "mulher administra o valor que já nasce com ela". Pqp, e ainda tem gente que acha ruim quando uma das meninas xinga geral. Vc cansa de explicar as coisas, mas aí vem um idiota medindo o valor da mulher baseado em... sexo. Típico. Só uma coisa: trabalho com um monte de gente, a maioria são homens pobres, com profissões sem status, e a maioria é casado, então pode continuar culpando as mulheres por estar sozinho, é mais fácil.
AnonLivroAberto: Vc tá no caminho certo. Percebi uma evolução considerável no teu discurso.

Dan

Camila D disse...

Problema nenhum com o interesse. Se vc ler direito, vai perceber que eu me referi ao cavalheirismo com segundas intenções, que quando não dá certo, é precedido por difamação.

Jonas Klein disse...

Anon 12:02

Você deve ser uma Rad ou Mascu querendo me trollar mas tudo bem já me acostumei com isso.

O fato de você ser homem e gostar de outros homens, por que acha eles caras legais, não quer dizer que você seja gay, os mascus odeiam mulheres e gostam de homes, pois não visão destes apenas homens realmente merecem receber amor, respeito, liberdade, fidelidade etc. tanto que diferença que existe entre a maioria dos mascus e os Gays, e que os gays assumem que gostam e de homem e não querem nada com as mulheres.

Os mascus com algumas exceções sem tem e inveja dos gays, pois tem coragem que eles não tem.

Por fim que precisa estudar para aprender o que significa misoginia e homofobia e você.

S. disse...

Obrigado, Lola. Nem esperava por isso, fiquei surpresa.
Mascus não estão nem aí mesmo, não espero nada deles, falei só para demonstrar a babaquice da visão de mundo deles. Como sempre eles sabem tudo, quero um homem rico ou super bonito kkkkkkkk
Olha, o cara que me humilhou na escola era muito bonito e sarado, dentro do padrão, se isso é o que eu esperava, deveria ter ignorado a humilhação toda e engolido a historinha de que ele estava apaixonado por mim. Mas provavelmente eu seria mais humilhada se tivesse caído na deles e acreditado em tudo.

S. disse...

Anon 11:37

Não acho que toda gorda é desesperada por homem, mas as mulheres que vi nesse reality, claramente estão. Chega a dar vergonha alheia. Só no final do programa parece que elas melhoraram um pouco.
Tem a cobrança dos pais delas por um marido, elas vendo casais "felizes" e elas sozinhas, acham que assim que encontrarem um homem tudo vai mudar, que vai ser ótimo ter alguém que ache elas bonitas.
Uma delas diz que tem que compensar a falta do corpo magro sendo divertida, o "divertida" dela é encher a cara e bancar a palhaça para chamar atenção de algum homem nos bares e boates que vai.
Outra, acho que a mais surtada, perdeu não sei quantos kg, só sabe falar disso com todo mundo, despreza outras gordas e o detalhe é que ela ainda está gorda. Mas uma hora ela reconhece isso, em outra jura que está magra e por isso só vai andar com gente magra e ainda comemora o fato de que agora passou a ser rival das "amigas", que dizem que agora ela tem condição de roubar seus omis... Deprimente.

Camila D disse...

A criatura nem deve ter lido teus comentários no dia em que tu postou, e ainda quer bancar o terapeuta kkk
E S., um abraço pra vc! Fiquei feliz que postaram teu comentário ^^

@vbfri disse...

Interessante. Hoje mesmo estava pensando nessa história de gordofobia.

Fico na dúvida se ela existe só para mulheres, ou se vale para homens também.

Raramente vejo amigos meus gordos sendo discriminados (até devem ser, não sei), mas se a amiga está com 10kg a mais (que nem é taaaanta coisa assim), já são praticamente forçadas a comer só alface.

De qualquer forma, é uma pressão constante da sociedade para sermos lindxs, saradxs E FELIZES.

Quer dizer, parece que toda a felicidade da vida passa pela auto-estima corporal. Parece que você SÓ PODE ser feliz se estiver pesando 55kg para mulher. Não importa se você tem 1.65 ou 1.75 (no caso de mulheres). O que eu mais vejo é a galera feminina almejando esse peso.

Daí vale tudo. Dietas loucas, lipo, whatever. Vai lá todo mundo querer um peso começando com 5.

Parece que para homem é mais fácil (ou menos difícil).

A galera fica fiscalizando a vida alheia, o peso alheio, os amores alheios. É como se a grama do vizinho fosse sempre mais verde, mas, no entanto, contudo, todavia, a pessoa quer achar defeito na grama do outro, na esperança de ver a própria grama mais verde.

Preguiça dessas pessoas.

Como disse uma amiga minha: "você quer um gato? Aí você cuida das SETE vidas dele e deixa a minha em paz?"

Saco.

Anônimo disse...

Putz...ridiculo mesmo isso q vc disse q rolou no programa. Mas oq quis dizer foi q existem mulheres assim por insegurança, inclusive as magras. Acredita q a mulher mais bonita q ja conheci pessoalmente na vida era a mais insegura?? Serio, a mina era do tipo louca..q quando via uma guria bonita (mesmo sendo bem menos bonita q ela) rosnava igual cachorro com raiva, so faltava bater. Dava ate pena pq ela deve sofrer com isso. Ta vendo como aparencia n tem nada a ver? O psicologico q conta mais nessas questoes de relacoes

Anônimo disse...

São tantas coisas pulando na minha mente, mas vou tentar organizar melhor e voltar
com um comentário mais completo contando da minha experiência.
Por enquanto o que posso falar é que me IDENTIFIQUEI completamente com o post, COMPLETAMENTE.
Uma vez um cara falou, homem pode até namorar mulher feia, mas gorda NUNCA. Assim mesmo com essas
palavras, isso faz anos mas nunca saiu da minha cabeça.

É tão desgastante notar pelos comentários que parece que falamos idiomar diferentes e ninguém
procurar olhar o lado do outro. Um mascu ai falando que a mulher já nasce valorizada e o homem corre
em busca de valorização, faz-me rir, o homem tem as oportunidades na mão, a ele é dado
o poder da escolha, enquanto a mulher tem de calcular cuidadosamente seus passos para
não ultrapassar os limites da moça de família e a puta, da bonita e da feia da apresentável e da gorda

Quanto aos comentários falando que tem um monte de gordinha namorando, que o que importa
é atitude, isso pra mim é igual boto cor de rosa, para mim é lenda e só.

Sandra

B. disse...

Quanto aos comentários falando que tem um monte de gordinha namorando, que o que importa
é atitude, isso pra mim é igual boto cor de rosa, para mim é lenda e só.

Sandra

Concordo, o mesmo quando falam de feuira, "ta cheio de feia namorando", é? No meu caso só fui humilhada.

Anônimo disse...

Livro Aberto: Fiquei feliz com o que li dessa vez! E olha que não sou de comentar! Stay on these roads! :)
Patrícia Lou

anon A. (radfem) disse...

@AnonLivroAberto
Sobre a parte de sexo, tem duas coisas que você não está levando em conta:
a) Mesmo se uma mulher sair berrando na rua "Topo qualquer um!!!" ainda assim boa parte das mulheres fora do padrão não pegariam ninguém, só seriam motivo de piada.
b) Para mulheres nessa sociedade machista, sexo não é algo bom por default. Boa parte dos caras (principalmente se a mulher agir como "topo qualquer um") vai querer transar com ela para usar e jogar fora, não para dar prazer mútuo. Seria só como se ela fosse uma prostituta grátis. Então mesmo que mulheres conseguissem sexo sempre com qualquer um, nem valeria a pena.

Anônimo disse...

B disse.
É isso mesmo, e o pior me sinto uma me&*$da pior ainda com esse comentários, porque
é aquela coisa dá vontade de perguntar para a pessoa VC NAMORARIA? ahh bando de hipócritas!!!
Eu cansei dessas frases prontas que parece que é só p fazer a gente ficar quietinha no nosso
canto.

Nenhuma gorda tem o mesmo nível de "permissão" de lançar olhares, charminho, insinuação que as magras tem
porque na nossa cabeça fica martelando o cara vai rir/pensar quem ela pensa que é e variações disto
ai depois vem gente falar em aiin é só ter personalidade, quero que alguém defina
o que é essa tal personalidade que tanto falam e me fale aonde vende.
Um blog mascu uma vez postou um quadro com dezenas de fotos de mulheres de todos os tipos físicos
e fala que os homens gostam de todos aqueles tipos (
para demonstrar como eles são coitados pois mulher só gosta de um tipo, o tipo com dinheiro),
sendo que no próprio blog ele chama gorda de nogenta, mostra fotos de mulheres gordas (e outras que nem são gordas) e fala
que a mulher é lixo, que não merece ter ninguém, que um homem deveria ficar só do que
se humilhar ficando com uma gorda, ou seja, coerência mandou abraços.

anon A. (radfem)
Você comentou precisamente o que eu ia comentar e muito mais.
Não seria uma festial de gordas fazendo sexo, não seria MESMO.

E por ultimo alguém me explica que foto é aquela que inicia o post??? por a caso seria aquela uma mulher gorda??????


Sandra

APENAS PALAVRAS disse...

Confesso que a muito tempo não entro aqui, não que seja por falta de vontade, ao contrario é falta de tempo. Mas hoje enfim resolvi dar uma das minha andanças por um lugar tão bem cuidado repleto de muitas novidades, e dizeres lindo... Sempre que venho aqui, sempre levo uma novidade, e um novo aprendizado... Por isso estendo-te o convite de visitar meu espaço e deixar por lá seus lindo e sábios comentários bj nas entrelinhas do seu coração. Lhe desejo um maravilho final de semana...
Amei as gravuras e cada uma das sua linda e belas postagens....

Marcia Baratto disse...

Olha eu acho que essa história de 'atitude' positiva só funciona em casos muitos restritos. Se a gordinha em questão estiver num ambiente muito machista (e quando um nessa sociedade não o é?), pode ter a personalidade que for, vai ser sozinha.

Nessa sociedade paranóica com o corpo esquelético, até acho que homens gordos sofrem pressão, mas sofrer pressão é diferente de ser despresada a ponto da sociedade achar 'normal' mulheres gordas serem isoladas. É só pensar: um cara gordo pode e, certamente, será chamado de feio. Mas automaticamente não será valorado como um péssimo profissional. É defeito ser gordo, mas ele ainda é um ser humano.

Já com mulheres... falhar no padrão de beleza estabelecido, é 'pedir' para deixar de existir.
Não adianta dizer que é a mesma coisa, por que a beleza é o primeiro critério de julgamento de uma mulher, mesmo se assunto for competência profissional e a profissão em questão, engenharia química.

Exceções existem? Queria a deusa que virem regras, mas eu conheço muito mais mulheres gordas solteiras do que magras.

Anônimo disse...

Anon A.

Tem que rolar uma separação entre o conseguir sexo e a qualidade do sexo, é óbvio que uma mulher não vai sair gritando na rua "topo qualquer um" assim como nenhum homem vai sair gritando "topo qualquer uma", mas dentro do padrão de sutilezas existentes para se conseguir sexo (por exemplo, chatzinho do facebook, tinder e etc) uma mulher tem muito mais chances de conseguir sexo sendo gorda e/ou feia do que um homem gordo e/ou feio. Eu não acho que mulheres conseguem sexo com qualquer um, mas sim que sempre haverá pelo menos 1 cara para transar com ela (agora se vai ser sexo bom ou ruim é outra conversa, eu não quero entrar nesse mérito pra evitar um viés onde você possa dizer que pra mulher o sexo sempre é ruim porque ela é usada e bla bla). Todas as experiências que eu tenho com isso mostram claramente a facilidade que mulheres tem de conseguir sexo, mesmo as mais fora dos padrões que eu conheci sempre tinham um rolinho, já eu e meus amigos não... (bem, essa é minha experiência pessoal e a de algumas outras pessoas que já ouvi, pode ser diferente de lugar pra lugar e etc). Quanto ao "Usar e jogar fora" não vejo problema desde que seja um lance acordado, é desonesto e bem esteriotipado (inclusive um esteriótipo machista pra caramba) dizer que homens usam mulheres e jogam fora como se mulheres fossem princesas frágeis que estão sempre em busca de um príncipe encantado e nunca quisesse sexo casual.

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

Marcia Baratto

Até concordo nesse ponto onde você diz que profissionalmente olha-se pra uma mulher gorda como alguém incompetente, mas para um homem nem tanto. Agora quanto às questões de beleza é um lance bem equivalente na minha opinião, desde pequenos os homens nessas de zoarem os amiguinhos pegam como alvo quem? O gordo. Quem é que sai com a galera pra balada e não pega ninguém? O gordo. Quem é chamado de diversos apelidos desde a infância todos lembrando do seu excesso de peso? O gordo. E creio que seja igual também pras mulheres gordas. E se você parar pra pensar dá pra inverter a sua frase e exemplificar perfeitamente o que tô falando:

"Exceções existem? Queria a deusa que virem regras, mas eu conheço muito mais homens gordos solteiros (e virgens também) do que magros."

Ah, e eu não sou gordo, mas acho foda esse lance de gordofobia. Como eu sofria bullying na escola (por ser nerd e sempre mais novo que todos) eu acabava andando com os gordos e a galera mais oprimida então acabei criando uma visão de empatia por eles.

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

Patricia Lou

Obrigado pelas palavras, é uma luta diária e me deixa muito mal ser assim e ver que eu me tornei machista e misógino por entrar em contato com esse tipo de coisa enquanto estava emocionalmente fragilizado dai a lavagem aconteceu e se enraizou de uma forma tão foda que é um comportamento automático em muitas ocasiões, mas reconhecer isso já é um começo pra tentar mudar.

AnonLivroAberto

D Stoffel disse...

Òbvio que pra mulher é fácil obter sexo, os homens são ensinados a não negar sexo a quanto mais melhor, já a mulher enfim... Por isso que uma mulher disse uma vez se eu quiser sexo é só perguntar pra qualquer homem já o homem não, claro a mulher foi ensinada a negar sexo a não dar em cima. E a mulher precisa confiar no homem que ela vai pra cama pode ser um maniáco entre outras coisas.

Sobre mulher não só gorda mas todas fora do padrão pode arrumar sexo pode, mas até os feios não querem o que mais vejo é homem feio com mulher bonita e não são ricos, e a mulher ainda é traída.

S. disse...

Obrigado, Camila D. Nem acreditei quando vi o post kkkk Com certeza ele não leu nada.
Um abraço para você também!


Anon de 13:39
Eu sei que essa merda toda afeta todas as mulheres, mas a mulher magra pode até ser paranoica, mas não vai sofrer nem um terço das humilhações que a gente sofre, dificultando muito a tal autoconfiança.
Tem mulher que aparentemente não está nem aí para isso e é feliz, eu até falei que admirava essas, mas sei lá, vai saber se é verdadeiro e não estão fingindo que não ligam? Porque eu faço isso direto e fiz na escola.

Sandra
Basta a gente ir em qualquer matéria sobre gordofobia para ver o nível da coisa, um monte de babacas, homens e mulheres geralmente magros, dizendo que isso não existe e em seguida dizendo que somos nojentas, mandando emagrecer, baleia, tribufu, que nunca pegariam uma. Já até ouvi uma vez dentro do ônibus, uns caras conversando dizendo que mulher tem que ser magra, nem precisa ser bonita, porque é só por um saco na cara delas e comer. Podre!
E não temos permissão para olhar e dar em cima mesmo, eu que nem dei em cima dos escrotos no shopping começaram a me ridicularizar.

Anônimo disse...

Anon LivroAberto
faz sentido o que vc fala, mas ai vc desconsidera que uma mulher feia/gorda/fora dos padrões
tem a alto estima tão mas tão baixa que dificilmente ela saberá/irá praticar essa sutileza de que vc fala
porque ela tem medo da rejeição, medo do cara do outro lado do bate papo estar apenas fazendo piada com os amigos
sobre ela, portanto essa possiblidade ai já é quase nula, outra, não é assim na vida
real, você fala como se os homens, mesmo os mais fora do padrão não fossem mega exigentes
no geral os mascus falam que mulher gosta de status, mas não veem que homem gosta e muito
de exibir suas conquistas um dos prazeres do homem envolvendo sexo não é só o ato
mas o ego, e me fala, pelos caras que vc conhece qual é o cara que coloca uma feia/gorda/fora dos padrões na lista
dele????? na maioria dos casos o cara prefere morrer a fazer isto, e estou falando porque já li inúmeros mascus falando isto, ou
seja o cara fala que é esnobado, que nenhuma mulher quer ele, mas gorda NEEEEEEM PENSAR.
E por ultimo, não é errado uma mulher querer ser tratada como ser humano, isso não é mimimi, ou seja, querer
ser tratada com gente, uma mulher normal e não apenas alguém que o cara leva escondido de todo mundo pra cama, e estou falando isto
hipoteticamente já que pela minha experiência o cara faz de tudo para não ter que "recorrer" a ficar com uma
mulher fora dos padrões, mesmo que as escondidas.
Mas isso eu to falando da minha experiência, sei que vc tem a sua, e que é mesmo muuuito complicado a gente
ver o outro lado quando já estamos tão calejados, quando já passamos por tanta coisa que nos faz afundar no nosso mundo.
Pela minha experiência de vida, eu penso que não existe homem no mundo que vá querer ter um relacionamento real
com uma mulher gorda entende?


Sandra

D Stoffel disse...

S.
Eu também vejo homem zoando mulher gorda dizendo que pegou por falta de opção , nunca vi uma mulher ridicularizar um gordinho normalmente é o homem que gosta de ridicularizar mulheres gordas, tem até uma frase machista "feminismo começa depois dos 70 quilos".

E falam que gordos reclamam de gordofobia, mas que não levanta a bunda da cadeira pra ir na academia que isso tudo é desculpa, vitimização essa é palavra que eles usam pra tudo agora.

Bizzys disse...

S., B e Sandra:

Compartilho das mesmas experiências que vocês. Eu nunca fui gorda, tenho o corpo normal, mas sempre fui "a feia", então era humilhada o máximo possível. Lembro que na escola, quando eu era adolescente, o pessoal tinha a "brincadeira" de perguntar "Fulano (cara considerado bonito) tem chance com você?" só para zoar, se você falasse que sim era uma baranga sem noção que jamais teria chance, se falasse que não estava se achando porque não era "lá essas coisas". Os garotos se recusavam a fazer par comigo em danças de festa junina ou coisas assim porque ninguém queria "a feia" de par. Eu fui apaixonada por um garoto bonito da minha sala por um tempo, ele e outros colegas usavam isso para me humilhar o tempo todo, para dizer que eu era "inferior", que nenhum homem jamais iria me querer, muito menos um bonito feito ele.

Por causa dessa humilhação toda eu até hoje sou muito tímida e insegura, não sei paquerar, jogar charme, etc. e tal. Sempre que vejo um cara que me interessa, tenho certeza absoluta que ele vai me desprezar porque sou feia, porque ele não vai querer nada com uma mulher do meu tipo. Atualmente estou namorando (pela primeira vez, com 24 anos, hahaha), meu namorado é um cara "normal", mas esse sentimento de inadequação persiste, mesmo depois de anos de exercício de construção da minha auto-estima (graças ao feminismo).

Esses mascus que dizem que mulher tem os parceiros/namorados/ o sexo que quiser e quando quiser consideram só as "tops", as gatas que eles desejam. As gordas/feias/fora do padrão, eles nem devem considerar como mulher, já que a gente não atinge o pré-requisito nº 1 da sociedade machista que é: servir de enfeite. Tenho nojo desses tipos.

anon A. (radfem) disse...

@AnonLivroAberto

Você desinterpretou tanto o meu comentário que dá até preguiça...

Ficando com essa parte: Em qual momento falei de sexo casual como algo ruim? "Usar e jogar fora" e "prazer mútuo" são ambas coisas que podem ocorrer em sexo casual, eu não falei nada de relacionamentos. E qualquer mulher sabe muito bem que se ela não escolher com cuidado, vai acabar pegando um desses caras que não liga a mínima para o prazer dela e o sexo vai ser uma merda. Tá cheio de cara assim. Tanto que também tá cheio de date rape. Agora uma mulher que não ligue para o prazer do cara no sexo? Isso sim é raro.

Em resumo: "Conseguir sexo" é um critério de qualidade absurdo.

S. disse...

Preconceito contra gordos no mercado de trabalho também existe, apesar dos gordofóbicos jurarem que é vitimismo.
Já fui em uma loja e a mulher falou na minha cara que não me contrataria por ser gorda, porque segundo ela, eu não aguentaria trabalhar?????!!. Tem pesquisas sobre isso com empresários admitindo que não contratam gordos. Praticamente impossível ter autoconfiança desse jeito.


Legal que você está tentando mudar AnonLivroAberto.

Anônimo disse...

D Stoffel disse..

O meu próprio irmão me confidenCiou que do grupo de amigo deles
rola os maiores papos sobre gordas, ridicularizando e um monte de coisas
Que um dia ele viu na TV uma materia sobre gordinhas e tal e comentou com um
pow essa é até bonitinha e o cara respondeu TA MALUCO É MAIOR GORDA, NÃO TEM ESSA DE BONITINHA NÃO!!!
E eu mesma vi no face dele (porque marcaram ele) uma piada em uma foto em que aparece uma gorda
e os caras comentaram que prefeririam ficar na friend zone de uma menina botina que na love zone daquela gorda
entre mil outras barbaridades, e tudo isso caras supostamente cultos, politizados.

Sandra

Donna Nyckynha disse...

Nao é harem,é farem!

Anônimo disse...

mesmo as mais fora dos padrões acabam arrumando sexo ou relacionamentos se assim desejare
o sexo oposto é incentivado a ter muitas namoradinhas o outro um só, tá aí a explicação.
a culpa no fundo de v6 não foderem ta no machismo de v6 mesmos

Anônimo disse...

O QUE É farem?

Rê Bordosa disse...

S,

Homens machistas não gostam de mulher acima do peso... Mas homens machistas não gostam de mulher nenhuma, independente da aparência. Eles também não costumam gostar de outros homens, não tem empatia para amar de verdade outro ser humano... Boa parte deles não gosta sequer de si mesmos.
Você está muito acima disso, não se deixe abater pela opinião desses idiotas.
Bjus!

S. disse...

D Stoffel

É mesmo, não importa qual seja a aparência deles, a mulher tem que ser perfeita, mas eu já vi mulher fazendo isso. Minha prima uma vez me contando que um cara gordo ridículo estava dando em cima dela, aí ela se lembrou que eu sou gorda e tentou mudar a história, "ah, nem é por ele ser gordo mimimi".


Bizzys

Que escrotos! A escola é um inferno mesmo, cheio de fdp, na minha sala teve até uma lista da garota mais feia, eu nem quis ver mas meu nome com certeza estava lá. Só escutei os babacas comentando que uma das garotas estava lá por ter peito caído. Nojento demais.
Outro estava querendo se mostrar para minha amiga, ele se achava o gostosão por ser sarado, sei lá como consegui dizer que não achava ele bonito, ele ficou puto e começou a me chamar de vaca, ficou revoltado mesmo, vi até ele falando com a diretora que eu não achava ele bonito???? E vi esse mesmo traste dizendo que descartava uma garota porque ela tinha celulite na perna. Ridículo. Agora to lembrando de todas as merdas que já ouvi.
É foda mesmo. Mas acho que você ainda está melhor que eu, nem se um cara falar que gosta de mim, eu consigo acreditar. Muito menos tenho condição psicológica para namorar com alguém.

Anônimo disse...

Sandra

Acho que você era uma das pessoas bacanas que estavam numa discussão parecida com essa num post passado, se sim, saiba que eu adorei aquela conversa e que ela valeu um bocado pra mim. Saiba que esse lance da auto estima acontece com todo mundo independente de ser homem ou mulher, eu passo constantemente por esse lance de nem iniciar conversa com ninguém porque eu já sei que serei rejeitado e realmente é foda pra caramba, é angustiante :/

De fato existe esse lance de que pegar mulher gorda é algo mal visto, tanto que quando um amigo meu vem contar de algum rolo dele e eu pergunto "é bonita?" ai ele diz com uma cara meio de desgosto "é gorda né :/" e fala outras qualidades da pessoa como se fosse uma compensação por ser gorda. Enfim acho que todo mundo tem padrões e gostos do que seria o ideal e com certeza ser feio e/ou gordo não está nos padrões de 95% das pessoas. Como experiência pessoal eu posso dizer que inclusive sou zoado por amigos por ficar com gordinhas quando aparecem, mas normalmente uma vez na vida outra na morte é a única coisa que aparece pra mim e sinceramente eu não me importo muito com isso eu vou pela cabeça da pessoa e pelo quanto me atrai, mas acho que pra ambos os casos seja homem ou mulher quando alguém fica com "o gordinho ou a gordinha" sempre vai ter alguém pra comentar.

AnonLivroAberto

Anônimo disse...

Vou concordar com a D Stoffel. De duas uma: ou vcs se aceitam e se afirmem como mulheres q podem sim ter um relacionamento, e que eh bonita mesmo sendo gorda, ou se nao acreditam nessa possibilidade vao pra um nutricionista e numa academia pra emagrecer. Essa decisao eh pessoal. Mas ficar choramingando que eh gorda e nunca vai poder transar ou namorar nao da ne? Feminismo precisa de mulheres fortes e q saibam oq querem ok? A decisao eh de vcs. Vc pode se sentir gostosa mesmo gorda e cagar pro padrao da sociedade. Ou vc pode emagrecer se achar q essa eh a solucao. Vcs podem mudar a si mesmas, mas nao o gosto dos outros pq cada um tem o seu. Ja conheci caras lindos q tem tesao so em gordinhas, e ai?
Sentar e chorar nao eh uma opcao feminista.
Nao falei em atitude, falei em seguranca! Isso so pessoas bem resolvidas q tem..e pessoas bem resolvidas nao tao nem ai pra opiniao alheia.

S. disse...

Obrigado, Rê. Mas é difícil.


Sandra

Já ouvi até meu irmão me zoando com os amigos dele, queria saber onde é que está os homens que supostamente gostam ou até mesmo que tenham o mínimo de respeito por mulher gorda.

Anônimo disse...

eu sou seca gente e secas não fazem sucesso a verdade é essa eles falam mal da gente também.
meu tipo é esse vou fazer o que?

Marcia Baratto disse...

Anon do livro aberto,

Nunca vou despresar bulling, a violência é mesmo uma linguagem potente. Mas veja que o ponto da beleza é que um homem ser ou não belo é uma (mas nunca a única) das características que o define. Para muitos machistas, beleza é a única característica que define uma mulher.

Perceba no relato das mulheres aqui, a dificuldade de arrumar emprego por conta da aparência, a solidão que persiste por período longos da vida, a repetição da humilhação sempre no esteriótipo de 'gorda', 'feia'.

Beleza tem uma centralidade no discurso machista sobre as mulheres, beleza não é central no discurso machista sobre os homens (poder é). Essa é a diferença a qual me refirro. Isso não significa que o sofrimento dos homens gordos não importa, é que a forma como ele se dá, e o que podemos fazer para mudar isso, passa por compreender coisas diferentes.

Mulheres precisam descontruir beleza primeiro, para depois chegar a discutir poder. Homens podem discutir poder desde já (espero que algum dia de forma crítica, faz favor), embora alguns pareçam preferir jogar a culpa nas mulheres do que encarrar essa responsabilidade de se repensar.

Eu disse...

15:34


Falou a fodona... facinho hein!? Só mandar geral se fuder ou emagrecer, se n fizer isso é choramingo.
Eu tb peno para conseguir emprego, tenho 120 kg, geralmente me olham com uma cara de nojo e dizem q vão me ligar e claro q nunca ligam, será que seu eu mandar o contratante se fuder eu consigo um emprego?
Ou posso mandar qualquer um q me zoe do nada na rua se fuder? Aí vão parar?
Até para emagrecer é facinho, uma epoca aí eu tentei comer menos, apareceram pessoas dando o maior apoio dizendo "é gorda e só come isso"?? kkkkkkkkkkkkkk Incrivelmente fácil, a gente que tá de frescura.

@vbfri disse...

A impressão que eu tenho é que muitos homens não gostam de mulheres....
Sequer gostam mesmo de sexo.
Encrencam com qualquer coisa, acham tudo feio, querem impor um padrão de beleza absurdo.
E, para piorar as coisas, perdem a ereção por qq coisa e nem tem esse pique todo.

Anônimo disse...

Isso eh vdd! Mesma coisa..ou vc se aceita e vive sua vida feliz e fodas ou entao se quiser mudar toma wheyprotein e malha. Existem homens q curtem magrelas tbm. Tem gosto pra tudo! Vamo ser feliz transando ou nao! \o/

Cão do Mato disse...

Precedido? Não seria "seguido" de difamação?

Anônimo disse...

Eu vou exclarecer uma coisa
SE ACEITAR NÃO É ASSIM FACIN FACIN
Simplesmente ser uma feminista fo%$a que não liga para a opinião de ninguém (TV, internet, pessoas, sociedade em geral)
não é como apertar um botão
E por ultimo emagrecer não é FÁCIL!!!!
Então parem de tentar nos calar, de impor, apenas para não terem lidar com a verdade.

Em tempo, eu estou tentando emagrecer, e mesmo assim já não ligo mais para nada disso de relacionamento eu desisti disso.

Sandra

@vbfri disse...

"eu sou seca gente e secas não fazem sucesso a verdade é essa eles falam mal da gente também.
meu tipo é esse vou fazer o que?"

É o que falei antes.

Olha o discurso da galera:
Se é gorda, é feia.
Se é magra, é feia.
Se é morena (com mamilo preto), é feia.
Se é loira (com mamilo rosa), é burra.
Se gosta de games e RPG, é feia (não interessa). Ou é manipuladora.
Se não gosta, é boba, feia e chata.
Se tem estria, é feia.
Se tem celulite, é feia.
Se tem varizes é feia.
Se é "velha" (altamente subjetivo, mas vamos dizer 30 anos), é feia.
Se é nova (altamente subjetivo tb), é burra (isso se não for magra/gorda/morena...).
Se dá para eles, é vadia.
Se não dá pra eles, é vadia.
Se tem nariz grande, é feia.
Se tem peito pequeno, é feia.
Se tem peito grande, é gorda.
Se tem bunda, é gorda.
Se não tem, não tem graça.

Não tem como ganhar. Nunca. Ever. Na vida.

Bizzys disse...

"Feminismo precisa de mulheres fortes e q saibam oq querem ok?"

Ah, legal. Aí então você vai expulsar do feminismo justo as mulheres que mais precisam dele. Ótima ideia.

Não sei se você leu meu comentário, mas eu escrevi que só comecei me aceitar mais depois de conhecer o feminismo, mas hoje eu ainda não sou um poço de auto-estima e segurança. Não é fácil desconstruir a imagem que você tem de si mesma de uma hora para outra, não quando pessoas passaram anos e anos te apontando, te humilhando, te chamando de isso e aquilo. Tanto é que já vi vários relatos (inclusive neste blog) de mulheres que eram gordas, emagreceram e mesmo assim não viraram pegadoras, nem pararam de se preocupar com a aparência e a opinião dos outros, ou de odiarem seus corpos. Você simplesmente não acorda um dia pensando "agora chega, a partir de hoje sou linda" e passa a amar seu reflexo no espelho, não depois que passou anos sendo ensinada a odiá-lo porque ele era "errado".

Eu sei que deve ter gente para quem isso é fácil, que não se deixou afetar por bullying, que não está nem aí para o que a sociedade pensa, mas não é assim para todo mundo. Tem gente (e eu me incluo aí) que precisa "sentar e chorar" e reclamar e exercitar o amor-próprio todo dia, até virar "bem-resolvida". E a gente também precisa do feminismo para isso, de um espaço tipo essa caixa de comentários hoje, para desabafar e trocar experiências.

É uma baita falta de empatia chegar aqui e falar "tenham segurança, sejam bem-resolvidas, o feminismo não precisa de choronas!".

Anônimo disse...

Queria quem te disse q a vida eh facil? Feministas sabem muito bem q nao eh. E vc n sabe interpretar metaforas? Nao aprendeu isso na quarta serie? Nao to falando pra mandar o posso se fuder literalmente. To falando pra nao deixar isso te afetar oras! Mas ai vc quem sabe. Vc opta por sofrer e chorar ou por lutar! Seja emagrecendo ou transformando sua mentalidade para se sentir bem consigo mesma. Ah! Conheco varios gordos e gordas q trabalham. E vc parou com o plano de emagrecer ao por causa dessa piada tosca de q gordo nao pode comer pouco??? Poxa...ai fica dificil sair da inercia ne amiga? Falo por querer seu bem e o bem de todas as mulheres principalmente as gordinhas. Pare de falar como se tivesse te agredindo so pq dei um conselho pra vc se livrar dessa vida ruim e ser feliz!

Bjo!

Jonas Klein disse...

Anon 15:34

Olha segundo eu entendi nem foi isso que a D Stoffel quis dizer.

Mas em parte eu concordo contigo...


Eu

"Até para emagrecer é facinho, uma epoca aí eu tentei comer menos, apareceram pessoas dando o maior apoio dizendo "é gorda e só come isso"?? "


Realmente quem nunca foi gordo acha que emagrecer e bem fácil mesmo, agora você da a entender que tentou emagrecer só controlando a alimentação, isso e errado, pois tentar emagrecer assim, torna o processo de emagrecimento muito lento e penoso e nada saldável, quem quer emagrecer deve fazer atividade física também, academia não acho necessário, uma caminha meio longa todos os dia já esta de boa.

Anônimo disse...

Bizzys disse...

Obrigada posso t dar um abraço? rs

Sandra

Bizzys disse...

hahaha sinta-se abraçada, Sandra!

Anônimo disse...

Estamos aqui pra dar apoio sim as q ainda tem essas feridas por causa do patriarcado. Mas pra apoiar a pessoa tem q querer ne? Ou vc quer q eu fale: coitada..tadinha de vc...
NAO! Nao vou fazer isso pq o objeitivo aqui eh melhorar. Ok..chorar faz parte..mas eh esse o seu plano dr mudança? E outra, vc quer emagrecer pra virar pegadora?? Eh isso? Pegar homem te faria se sentir melhor?

Anônimo disse...

Autora,

lamento pelo que passaste !

Eu engordei bastante nos anos de pré-adolescência.
Eu perdi a maioria dos meus amigos e amigas, como se eles tivessem vergonha de mim, passaram a me tratar com distância, e só se aproximavam para fazer algum trabalho escolar ou alguma brincadeira. Certa ocasião, estava na porta da escola e havia um menino tentando conquistar uma menina, pedindo uma chance, a menina perguntou "não serve ela?" (e apontou pra mim) e os dois começaram a gargalhar muito.
Eu não conseguia achar roupa juvenil mim, e portanto eu atraia mais o foco das atenções usando roupas que não eram para a minha faixa etária e por vezes era motivo de riso entre os colegas.
Nessa época eu comecei a fazer atividade física e logo nos primeiros dias um funcionário desse local falou que havia um menino que perguntou meu nome e estava a fim de mim. Ele me mostrou o menino e um tempo depois soube que era mentira e várias pessoas ali riram as minhas costas.
Um colega de classe se declarava pra mim, pra me ridicularizar, na frente de muitos outros, pra que todos pudessem rir.
Faziam lista das meninas mais feias da sala de aula, e faziam questão que essa lista chegasse nas maos das campeãs (eu estava entre elas).
Emagreci na adolescência, mas tenho marcas até hoje, adulta.
Não consigo comprar roupa em lojas com vendedores homens (pois passo a recordar dos meus colegas analisando o meu corpo e debochando), se entro em uma loja e um rapaz me atende, eu preciso sair. E se a vendedora é mulher melhora um pouco, mas não é uma tarefa tranquila. Se pede pra ver com a roupa, eu me sinto mal. Uma vez a vendedora insistia que eu experimentasse um vestido que tinha detalhes transparentes na barriga, e eu fiquei com vontade de chorar e tive que sair da loja.
Quando contam alguma piada de gordo, eu tenho vontade de me esconder debaixo da mesa, pois me lembra o quando sofri sendo gorda.
Eu lamento pelas pessoas que passam por isso que passei, e me horrorizo pelos adultos que veem e não fazem nada pra impedir.


MariX disse...

Tenho dois amigos homens que não sentem tesão por mulher magra, gostam mesmo é de mulher gorda. Quando um deles me disse isso pela primeira vez, achei que era mentira, que era impossível que qualquer homem pudesse desejar mulheres gordas. Mas esse amigo me garantiu que ele gostava mesmo era de gordinhas, tanto para transar quanto para namorar e mostrou a foto da antiga namorada que, sim, era gorda.

Há poucos dias um amigo do meu marido contou pra ele que também sentia tesão por mulheres mais gordas,que ele gosta de mulher com barriga "de mãe".

Para mim isso tudo foi novidade, saber que existem homens que gostam sim de mulheres gordas. Falo isso não para defender que não existe gordofobia, mas para falar para os mascus que nem todo homem é babaca. E para mostrar para as garotas gordas que é para se amarem sim.

Anônimo disse...

Uma coisa que percebi, que as mulheres prezam e muito pela visibilidade social, aposto que a autora do texto nao quer um gordo.

Anônimo disse...

Olha, que não é fácil, não é mesmo, mas pra poder tirar algum proveito dessa vida você tem que ignorar o ódio dos outros senão vai ser impossível.
A Nádia Lapa, gorda, já deu mais que chuchu na cerca (não é um julgamento de valor, por favor), onde, segundo os relatos dela, algumas trepadas foram ótimas outras ruins, alguns caras mais bonitos outros menos. Normal.
Então, se você quer transar (o problema do harém do título do post), vai atrás, tem que passar por cima da insegurança ou não vai acontecer. Instala um tinder, um okcupid ou sei lá.

Caras como AnonLivroAberto nem esse recurso tem.

Bizzys disse...

16:11

Não tenho certeza se seu comentário foi para mim, mas respondendo:

Não precisa chamar ninguém de coitadinha, só entender que cada um lida com esse tipo de pressão a seu modo. Chegar e falar "tenha atitude!" é que nem falar "sai dessa, não fica triste!" com uma pessoa que tem depressão. Não acontece com um estalar de dedos.

E o negócio de ser pegadora foi só um exemplo, já que as pessoas adoram chegar para mulheres gordas e falar que se elas emagrecerem vão atrair mais homens/namorar/casar, e tem quem realmente tente emagrecer para conseguir isso. Não é o meu caso, como eu já disse, eu não sou gorda, eu sou "feia". A recomendação para mim é o quê? Fazer plástica, usar maquiagem, dar uma ~repaginada no visual~ ?

Repetindo, o processo de (re)construção da auto-estima é lento e é diferente para todo mundo. Vendo de fora pode parecer fácil, mas só a pessoa sabe o que ela está passando e, sinceramente, se for para receber apoio do tipo "tenha mais atitude!", ou "você é uma coitadinha, que peninha", eu preferiria não receber apoio nenhum. Mas, enfim, cada um com seu cada-qual...

Anônimo disse...

tinder e ok cupid só tem os barril furado tinder tem homem casado na foto querendo arrumar mulher.

Anônimo disse...

Conselho que tenho pra as mulheres que sofrem alguma restriçao em relaçao aos homens... escolha um homem igual a ti (financeiramente e fisicamente) que é impossivel ele te rejeitar.

Sófia disse...

Bom a minha opinião é a seguinte: Se você não estiver dentro do divulgado pela mídia atualmente você vai sofrer preconceito. Pode ser magra, gorda, do jeito que for. Eu mesma sou magra, mas meus braços são bem finos mesmo, (meu namorado fecha a mão em torno do meu braço e ainda sobra um espacinho) minhas pernas são finas, e as pessoas comentam isso, até mesmo minha mãe vive falando - Nossa vc ta feia, ta magra demais pode engordar... - Só que é o meu corpo sabe, eu sou assim mesmo, não é porque faço dieta, ou fico me regulando e comendo pouquíssimo, é pq sou assim mesmo, como até muito. É sempre assim, antes entre os anos 80 e 90 pregavam que o corpo da mulher deveria ser magro, com pouco peito e pouca bunda, é só pegar as revistas e ver as atrizes até o cabelo todos usavam igual aquele grande cacheadão, ou então a franjinha e etc. Só que agora pregam que o perfeito é a mulher com muito peito, muita bunda, e etc.

O que estou querendo dizer é que realmente devemos aceitar quem somos e deixar pra lá os comentários preconceituosos, o bom é se amar, e sentir-se feliz, satisfeita com sigo mesma, independente de seu corpo, cabelo, e etc.

Daqui a pouco a questão do corpo perfeito vai mudar de novo, e não vão achar mais peito grande e bunda grande perfeitos, e as pessoas vão correr loucas para realizarem diversas cirurgias estéticas, fazerem coisas loucas, para sentir-se aceitas, ah pára né!

Sabe quando você é uma grande escritora, ou canta muito bem, sabe resolver cálculos como ninguém, pois é, isso que você faz é perfeito. Ninguém pode tirar de você, pense cada um de nós é único e por isso é legal, já pensou andar pela rua e todas as mulheres e homens serem iguais?? Ja imaginou que chato se todo mundo tivesse os mesmos pensamentos, o mesmo corpo...Aff.

Ainda bem que somos diferentes, cada qual tem as suas qualidades e o primeiro passo para o amor próprio é isso, lembrar que você tem inúmeros pontos positivos, inúmeras qualidades, e que o babaca que pára na rua pra rir de você e te chamar de gorda ou magrela feiosa, é o mesmo babaca que não consegue soletrar uma palavra, que não consegue escrever, e que no mínimo vive insatisfeito com o próprio corpo.

Da próxima vez que um cara rir de você por ser gorda, ou magra o ideal é levantar a cabeça e sorrir, e se lembrar que vc é mil vezes melhor que ele pq vc tem inúmeras qualidades e sabe fazer inúmeras coisas que ele jamais vai conseguir, e mesmo que consiga jamais vai fazer com a mesma perfeição que vc faz. Lembre-se que NINGUÉM, NENHUMA, mulher ou homem, deve precisar que o outro o ache bonito para ser feliz.

Para achar um amor, para ser amado devemos primeiramente conhecer o amor próprio. Se ame muito simplesmente pq vc é único no mundo, e isso ngm pode mudar.

Anônimo disse...

Pois é...

http://blogmulherao.com.br/18075/sou-gorda-e-nao-namoro-gordos/

Anônimo disse...

vamos pensar assim: pelo menos quem é gordo tem a opção de emagrecer por mais que seja difícil, demorado e sofrido, mas quem tem rosto feio como eu não tem jeito, só nascendo de novo ou, se eu quiser ser otimista, com cirurgias plásticas. se é que isso pode animar alguém né

Sófia disse...


Erro ai. É satisfeita consigo. Sorry.

Rê Bordosa disse...

S,

Difícil, com certeza. Eu sem bem o que é, luto contra a balança desde os meus 9 anos (hoje estou com 30). Minha vida é um engorda-emagrece sem fim. Já fui de gordinha aos 9 à anorexia aos 13, à "cheinha" ao 16, à obesa aos 20, a magra de novo aos 20 e poucos e hoje aos 30 gorda de novo. Aquele terrível efeito sanfona.
A minha pré-adolescência foi o período mais difícil pra mim. Eu ficava ouvindo quase que diariamente uma irmã da minha mãe me dizendo "você precisa fazer dieta, se não vai ficar gorda e feia e ninguém vai te querer" e um monte de Bullyng na escola. Aos 13 emagreci muito e fui parar no hospital por conta de dietas malucas; diagnóstico-anorexia. Pouco tempo depois o feminismo me ajudou bastante a repensar "por quem eu to me matando desse jeito"? Desde então eu tento dar menos importância a opinião alheia... Tento... Porque é foda ir à uma loja e só ter aquela roupa que eu quero no tamanho PP, ou ficar ouvindo de gente aleatória "conselhos para o meu bem" sobre a importância de uma alimentação saudável, sendo que eu não pedi conselho algum de gente que não tem nada com a minha vida... E tantas outras coisas que só quem passa por isso sabe.
Mas nesse tempo todo percebi algumas coisas:
1 - Infelizmente a sociedade em geral é gordofóbica e cruel sim.
2 - Como a Márcia citou, varia muito de ambiente e das pessoas com quem a gente convive.
Nesse período de engorda-emagrece, teve gente que me tratou muito bem quando magra "nossa, que força de vontade, AGORA vc ESTÁ linda" e me tratou como invisível quando gorda... E teve gente que me tratou igual, independente do peso, meu marido por exemplo sempre foi o mesmo em 14 anos de relacionamento, independente de kg. De certa forma, isso serve pra me mostrar quem é meu amigo/parceiro/família de verdade.
Hoje se alguém não quer meu convívio por ser gorda/bissexual/tatuada/panteísta/feminista/BDSMer... De início dá um pouco de raiva, mas depois penso "que se foda, já foi tarde". Ofensa de gente escrota hoje pra mim é elogio, rsrsrsrs.
Hoje sou razoavelmente bem resolvida, mas ficaram sequelas. Eu olho no espelho e vejo um monte de defeitos que quero mudar e ainda vivo lutando contra a balança. Não pra agradar a outras pessoas, ou por medo de crítica de gente escrota... E sim para me agradar... Porque meu senso de estética foi tão distorcido na infância/adolescência, que hoje não consigo me olhar no espelho e enxergar meu corpo como sendo perfeito.
Eu quero mudar coisas no meu corpo só para olhar no espelho e gostar de 100% dele... Hoje eu gosto de uns 80%... Também to tentando o processo reverso: aprender a gostar dos meus "defeitos", mas é um processo beeeeeeeeem lento, não obtive resultados, continuo querendo esses peneuzinhos e estrias fora do meu corpo.
O mais curioso disso tudo, é que quando me relaciono com mulheres gordinhas, com estrias eu acho de boa, as moças continuam lindas... Já quando estão no meu corpo eu piro. É a tal da disforia que apareceu junto dos transtornos alimentares quando eu tinha 13 anos e nunca mais me largou...

Anônimo disse...

amei o comentário da bizzys, não é fácil tem gente que mesmo bonita não tem autoestima não sei se além das experiências desgostosas é questã de personalidade será, eu tinha uma amiga assim, nada nunca estava bom queria mudar tudo no corpo e rosto juntar dinheiro para tratamentos de beleza e ficava correndo atrás de uns tipos que vou te contar, mas era inteligente bonita e autoestima precária

Sófia disse...

Olha só como muda o esteriótipo de beleza conforme a época, não tem como ser o que os outros querem...

http://www.saudenarotina.com.br/corpo-feminino-perfeito/

http://www.dasmariasblog.com/post/157080/coisas-que-as-mulheres-usavam-nos-anos-80-e-achavam-o-maximo

http://fashiondecoration.xyz/1970/01/kim-kardashian-2015/

http://blogueirasfeministas.com/2014/03/a-ditadura-do-corpo-ideal-e-o-preconceito-velado/

Anônimo disse...

Conselho que tenho pra as mulheres que sofrem alguma restriçao em relaçao aos homens... escolha um homem igual a ti (financeiramente e fisicamente) que é impossivel ele te rejeitar.

10 de julho de 2015 16:40
mentira demais, tem uns que parecem homem das cavernas nem banho tomam que só querem as bonitonas assim como tem uns bonitos que não ligam tanto para beleza, acho que porque já estão acostumados com o espelho? brincadeira mas rejeitam sim por muito menos. fazer o que, também namoro não significa felicidade nunca mais

Anônimo disse...

"Conselho que tenho pra as mulheres que sofrem alguma restriçao em relaçao aos homens... escolha um homem igual a ti (financeiramente e fisicamente) que é impossivel ele te rejeitar.

10 de julho de 2015 16:40
mentira demais, tem uns que parecem homem das cavernas nem banho tomam que só querem as bonitonas assim como tem uns bonitos que não ligam tanto para beleza, acho que porque já estão acostumados com o espelho? brincadeira mas rejeitam sim por muito menos. fazer o que, também namoro não significa felicidade nunca mais"

Se todas as mulheres pensarem assim, os semelhantes a ti terao que te aceitar, se eles correm atras das bonitonas, pois eles sabem que de vez em quando, uma bonitona os aceitam, mulher bonita é burra, pois aceita homens feios pois se esforçam mais, fazem tudo por ela, eles so tem esse comportamento pra compensar sua inferioridade fisica, ele jamais faria isso caso ambos fossem bonitos ou feios.

A mulher bonita so percebe que o so é legal, porque é feio, quando ela envelhece, quando isso ocorre é tarde demais, pois nem os feios 'esforçados' nem os homens 'apenas' bonitos vao querer ela.

Rê Bordosa disse...

Sófia,

Faz todo o sentido o que vc disse, mas é um tremendo exercício mental desconstruir "ideal de beleza" que formamos para o nosso corpo... Até porque esse ideal começa a se formar ainda na pré-adolescência, um período tão crucial e tão delicado.
Tipo, eu quero emagrecer. Não é pelos homens, pois sexualmente falando, to cagando e andando pra eles, com exceção do meu marido... Não é pelo meu marido, pois ele ta numa boa com meu corpo... Não é pra conquistar mulheres, pois mesmo gordinha tenho atraído mais parceiras que muitx magrinhx por aí... É por mim. Eu quero olhar no espelho e dizer "agora ta perfeito"!
O machismo, o "padrão de beleza" moldou as lentes pelas quais enxergo minha imagem no espelho, e por mais que eu tenha toda a teoria, na prática eu não consigo simplesmente "trocar as lentes" por outras do dia pra noite. É um exercício diário... E sinceramente não sei o que dá mais trabalho: mudar meu corpo ou mudar a forma que vejo meu corpo. Porque tem hora que a gente tb fica de saco cheio de psicoterapia.
Por isso, naquele post sobre cirurgia plástica, eu disse que acho válido questionar os padrões de beleza... Só não acho legal julgar a mulher que recorre à cirurgia como fútil ou alienada, pois só quem ta na pele da pessoa pra saber.
É bem mais fácil proteger as mulheres quando ainda são meninas, crianças, para que cresçam amando o próprio corpo... Aprender a "amar-se" depois que o estrago ta feito e a auto-estima ta estraçalhada é bem mais difícil... Não é impossível, mas é bem mais difícil...

Eu disse...

O problema é to de saco cheio de ver gente q n passa o mesmo problema q a gente vindo com essa ajuda de que é mimimi e frescura, palpitando como se soubesse tudo.
Já ouviu falar em psicológico? o meu e de muitas outras já está todo fudido, aí eu tento me animar para emagrecer, aparece n uma mas várias pessoas ironizando, daí a pouca animação q eu consegui evaporou.
tb adoro quando vem gente q n é depressiva me falar q to de frescura.

vc daria esse conselho ótimo para quem sofre racismo? se aceite ou vire branco? pq o problema nem o é o racismo né, é o negro que se importa com isso.

Eu disse...

e essa de que se a gente escolher homem gordo vai dar tudo certo é cômico, n falta cara gordo exigindo top model, li um blog de uma mulher q estava emagrecendo e tinha o desabafo de outra dizendo q era gorda e sofria pressão do omi escroto dela para emagrecer e a porra do cara era mais gorda que ela.
e o argumento dele, era que para omi é diferente. ele pode ser gordo mas a mulher n.

Anônimo disse...

E já que há tantas pessoas dispostas a ajudar,
eu sugiro para as pessoas magras e de peso normal:

evitem frases gordofóbicas. Não vá falar:
"vou na academia porque se não vou sair rolando"
"não vou comer essa sobremesa porque não posso engordar"
"deleta essa foto porque fiquei com cara de gorda"
"não acredito que meu ex tá namorando aquela gorda"
"se eu não emagrecer 2 kg, não vou poder colocar biquini na praia"
"tenho que emagrecer pra ficar uma noiva linda"


(...) e tantas outras frases gordofóbicas.

Se coloquem no lugar da pessoa gorda quando forem falar uma frase dessas.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 17:37,

Você não perguntou para mim, mas vou responder assim mesmo porque sou intrometida:

Não existe um "conselho certo", o que existe é empatia, tentar ver o lado da pessoa que ta sofrendo.

Se um negro me disser "eu quero ser branco", eu não vou dizer "vá lá, faça que nem o jackson", tampouco vou pagar sapo e dar pedrada dizendo "você é um traidor da sua raça! Aprenda a ter orgulho de si mesmo, seu fracote". Eu diria "eu não estou na sua mente e no seu coração pra saber o que vc sente e passa todos os dias, mas na minha humilde opinião há nada de errado em ser negro" e daria exemplos de pessoas negras fantásticas, tentaria ressaltar todas as qualidades da pessoa, ser o mais gentil que eu pudesse... E no final eu diria "te desejo toda a felicidade do mundo, independente das suas escolhas e da sua filosofia de vida e auto-aceitação, eu to do seu lado".

Wellington Fernando disse...

Boa noite.

Se eu pudesse escolher ter um superpoder, eu queria ter o poder de abrir a mente das pessoas e fazê-las ter empatia: fazê-las enxergar que a gordofobia, assim como outras formas de preconceito, não geram outra coisa a não ser sofrimento.

Nós, humanos, somos todos tão frágeis, tão sozinhos, tão carentes de carinho e atenção... Somos apenas seres feitos de poeira de estrelas com uma consciência temporária e só queremos um pouco de respeito, amor e aceitação durante a nossa breve jornada nesta vida. Não precisamos desses preconceitos inúteis que fazem tantas pessoas sofrerem: sofrerem apenas por serem o que são. Quantas e quantas pessoas ainda precisam ter sua autoestima destruída, sua vida destruída e a sua chance de amar e de ser amada aniquilada por puro prazer sádico de preconceitos tão primitivos? Que desperdício de amizades, que desperdício de sorrisos, que desperdício de amores...

A verdade é que cada pessoa tem a sua própria beleza, assim como cada estrela tem o seu próprio brilho. Valores culturais que segregam e padrões de beleza que humilham a nossa verdadeira beleza existem para serem desconstruídos, porque eles são contra todos nós.
O desafio maior - creio eu - não é se aceitar, mas sim em fazer os outros aceitarem que sofreram uma lavagem cerebral: que foram programados pela cultura da nossa época a agirem de forma a desconsiderar a angústia que tantos sofrem por serem o que são.
Vamos cuidar da nossa vida e deixar a dos outros em paz. E daí que fulana ou sicrana é gorda? Desde quando isso é defeito? Os únicos defeitos que existem são o preconceito, a gordofobia e a necessidade doentia de magoar um coração.

Chega de sofrimento e preconceitos, o mundo precisa de mais amor e de mais lágrimas de felicidade.

Paz para todos.

Anônimo disse...

Anon 17:40

Isso ocorre porque eles veem homens gordos com mulheres bonitas e acham que tambem tem capacidade para tal.

Se todas as mulheres se juntarem e 'inventarem' uma regra entre elas do tipo: 'vamos escolher homens que sejam iguais a cada tipo de nos'. Tu vera que terao exito.

E tambem é uma questao de justica, bonito tem que estar com bonita, feio com feia, gordo com gorda, etc...

Maior prova que nossa seleçao sexual é assim, quando as pessoas atingem o auge da fama e do sucesso, elas procuram uma pessoa igual a elas no genero oposto.

Rê Bordosa disse...

"Somos apenas seres feitos de poeira de estrelas com uma consciência temporária e só queremos um pouco de respeito, amor e aceitação durante a nossa breve jornada nesta vida."

Também acredito nisso.
Paz, Wellington!

Anônimo disse...

Eu.nao daria esse conselho pra alguem negro pq simplesmente nao eh a mesma coisa. O negro nao pode mudar o fato d ter nascido negro (e nem precisa pq isso nao eh defeito) e ele tem q se aceitar tbm pra erguer a cabeça e lutar contra o racismo. Ser gordo tbm nao eh defeito se vc pensar assim. Mas se vc nao pe sa assim entao vc tem a opcao de emagrecer SE QUISER mes.o q seja dificil. Qual o problema em aceitar isso? Eu so dei as opcoes logicas de mudar algo q incomoda tanto vcs: ou se aceita (com o tempo, com terapia e feminismo) como um ser capaz ou se nao der assim emagreca. As duas opcoes sao dificeis de acordo com cada pessoa. Cada uma pega oq for mais tranquilo ou menos pior pra si. Qual outra opcao alem de chorar vc acreditam q existem? Nao chorar diante de tanta gordofobia eh mesmo impossivel, mas ha quanto tempo vc está fazendo isso? Está resolvendo algo?
Nao sou terapeuta mas ja q a questao eh taaaato o psicogico abalado por anos entao entrem na terapia oras! Reaja! E parem de perder tempo criticando quem quer q vcs melhorem seja da forma q for. E se nao quisessem ver isto, n reclamassem em um blog lido por varias pessoas q certamente vao responder algo ao seus inumeros comentarios de sofrimento.
Ja pararam pra pensar q eh esse o comportamento q os machistas querem de vcs?

D Stoffel disse...


Não adianta falar que vai passar ou que é frescura sofrer não é frescura,
Eu sou tão infeliz que eu fico feliz quando eu vou pro trabalho só pra não ter que ficar em casa pensando coisas ruins.

Eu sou infeliz mas eu não aparento ,as pessoas perguntam quando não fico "alegre" é porque essa menina é fechada? ela é assim mesmo? é tímida? tem que sorrir mais aí eu fico fazendo a normal pra não me encherem. Porque ninguém tá nem aí que se foda se você sofre você tem que ser a bonita alegre que todo mundo quer ver.

Anônimo disse...

Falam em gordofobia, mas minhas vizinhas canhao vivem me dando diretas e indiretas, sendo que sou magro. Uma vez falei pra uma delas: 'Desiste, tu nao vai conseguir'.

B. disse...

Bizzys, acho que você invadiu minha mente, não é possível, temos uma história de vida bem parecida.


PS: Escola é uma bosta.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 17:55,

Porque temos que estar sempre com nossos "iguais"?
Aqui se aplica aquela frase:
"Narciso acha feio aquilo que não é espelho."

Não acho que tenhamos que escolher pessoas "iguais" a nós, acho que deveríamos justamente dar menos importância a aparência e status social e mais importância ao conteúdo... Namorar pessoas/indivíduos/essências/conteúdo que nos atrai, independente de ser gordo, magro, branco, negro... Só porque fulano é branco/gordo/classe média não quer dizer que ele seja meu parceiro ideal só porque eu sou branca/gorda/classe média... Podemos não ter nem um outro ponto em comum. Da mesma forma que eu poderia conhecer um negro/magro/pobre que tivesse as mesmas idéias e metas para a vida e seja meu "parceiro ideal".

Vamos parar de separar as pessoas em caixinhas.

Anônimo disse...

E pela ultima vez: NAO ESTOU ATIRANDO PEDRAS e tenho empatia por vcs sim! Tenho tanta empatia q estou expondo eu faria se sofresse em ser gorda, qual saida eu teria pra este sofrimento. Vcs q estao me criticando por fazer isto pq os traumas causados pela gordofobia sao tao imensos q qualquer opiniao e conselho q nao seja "ai amiga..sei como eh...q triste...q triiiiste" vcs ja tomam como ofensa.

Anônimo disse...

Re barbosa...

Quando uma pessoa escolhe alguem igual a ela, ela demonstra na pratica que se ama, é muito bonito falar: 'a pessoa tem que se amar', mas na hora de se relacionar escolher pessoas superiores a ela.

"acho que deveríamos justamente dar menos importância a aparência e status social e mais importância ao conteúdo..."

Nossa seleçao sexual é pela aparencia fisica e parcialmente pelo dinheiro (pois o dinheiro so adianta pro homem).

"Só porque fulano ser branco/gordo/classe média não quer dizer que ele seja meu parceiro ideal só porque eu sou branca/gorda/classe média..."

O problema que se tu recusar um igual a ti, tu so vai querer alguem superior a ti, nao vai olhar pra 'base da piramide', ou tu vai me dizer que olharia pro um obeso pobre?

Samantha disse...

Olha,

Eu sou uma pessoa que vive oscilando de peso. Já fui gordinha, magra, cheinha, gordona, gorda, normal e atualmente estou gorda novamente. Comecei a engordar por conta de tratamentos psiquiátricos (alguns remédios dão uma vontade maluca de se entupir de doce) e depois não consegui mais emagrecer por conta da ansiedade. Digo, eu consigo emagrecer. Mas engordo tudo de novo.

Cogitei fazer bariátrica, massssssss não consigo. Nada contra quem faz, nada contra quem fez e está sussa, mas eu particularmente encaro uma cirurgia unicamente para fins estéticos como uma mutilação. Quando li sobre o pós operatório e sobre as consequências (perda de cabelo, unhas fracas, excesso de pele), preferi lidar com meu peso.

Só consegui ser feliz e ter relacionamentos quando fiz do meu objetivo estar bem comigo mesma e ser uma pessoa saudável. Atualmente, estou bem de saúde e precisando melhorar meu condicionamento físico, então me matriculei na natação. Se emagrecer tudo bem, se não emagrecer tudo bem também. Eu quero estar bem, não ser magra.

Em todos os meus pesos, eu me relacionei, tive relacionamentos casuais, namorei, tive uma via normal.Mas só consegui isso não quando "passei a me aceitar", mas quando parei de me importar com gente babaca. Gente bacana não faz comentário depreciativo por não sentir tesão em ti. E falta de tesão acontece com gente magra também.

Meu ex namorado disse uma vez que eu era gorda e precisava perder peso. Mandei andar. Um cara disse que eu era legal, mas que ele jamais me pegaria porque eu estava acima do peso (na época amigos, eu usava manequim 40, nem gorda era). Mandei a merda. Em contrapartida, conheci muitos caras gatos que me curtiam inobstante (e não APESAR) o meu peso. Alguns passaram pela minha vida, outros são amigos até hoje.

Conquistei gente pelo meu corpo, outros pela minha personalidade, outros por meus gostos. Já tive tesão intelectual pelas pessoas e o tesão físico veio junto. Tá tudo bem gente. O que importa é ser feliz.

Anônimo disse...

Jamais imaginei que falar pra uma mulher se amar daria tanta polemica num blog feminista. Virou piada mesmo

Anônimo disse...

Nossa..eh isso q to aqui tentando falar igual louca!
Mas enfim..nao to aqui querendo creditos. Se vc disse isso elas com certeza vao aceitar melhor e isso q importa.

anon A. (radfem) disse...

Concordo 100% com a Bizzys as 15:56. Se o feminismo só aceitasse 'mulheres fodonas' ele seria bem inútil.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 18:15,

"mas na hora de se relacionar escolher pessoas superiores a ela"
"nossa seleçao sexual é pela aparencia fisica e parcialmente pelo dinheiro"

O que definiria exatamente que uma pessoa é "superior" e outra é "inferior"?

No meu sistema de valores, as pessoas são iguais. Eu me relaciono com pessoas de todas as cores, pesos e classes sociais. Na minha seleção sexual não entra o critério "dinheiro", tenho o meu e não preciso da grana de parceiro sexual (nada contra quem precise). Dentre os meus critérios está "aparência física" sim, mas ta longe de ser decisiva. Para mim inteligência é o maior afrodisíaco!

Como vou "querer alguém superior a mim na base da pirâmide", se eu quero mais é botar dinamite nessa porra de pirâmide e botá-la abaixo?

S. disse...

Triste o que você passou anon 16:17.

Demora mesmo Rê, tem dias que não me sinto uma merda e esses são poucos e na maioria me sinto uma bosta. O que você disse também acontece comigo, tenho defeitos e em mim acho grotesco, mas nos outros não.

Anônimo disse...

Com certeza. Se aceitassem so mulheres "fodonas" nao existiriam as radfems q têm como funcao justamente tornar o feminismo inutil e reduzido a "anti-omi" e 'anti-trans". Ser contra a gordofobia mas ser transfobica nao eh coerente so pra vc saber ta?

Donna Nyckynha disse...

anonimo q desconfio ser uma certa caveirinha rsrs

é falo + harem=farem

Anônimo disse...

agora se amar virou ser "fodona"? então para a sua tristeza: sim eu sou fodona, e sim, todas as mulheres deviam ser fodonas. Sempre vou aconselha-las a serem fodonas! Diferente de vc..n quero mulher fraca pra ser manipulada de acordo com minhas ideias malucas e fanaticas. Quero q as fracas se tornem fodonas sim! Agora se corroa de raiva

Anônimo disse...

"O que definiria exatamente que uma pessoa é "superior" e outra é "inferior"?"

Beleza.

"No meu sistema de valores, as pessoas são iguais. Eu me relaciono com pessoas de todas as cores, pesos e classes sociais. Na minha seleção sexual não entra o critério "dinheiro", tenho o meu e não preciso da grana de parceiro sexual (nada contra quem precise). Dentre os meus critérios está "aparência física" sim, mas ta longe de ser decisiva. Para mim inteligência é o maior afrodisíaco!"

As pessoas sao tao iguais que provavelmente tu sonha com um homem magro e bonito. E uma que homem rico dificilmente vai te querer.

"Como vou "querer alguém superior a mim na base da pirâmide", se eu quero mais é botar dinamite nessa porra de pirâmide e botá-la abaixo?"

Problema resolvido, se a piramide nao existe, entao fique com um gordo e classe media. Nao minta pra si mesmo, tu namoraria facil um bonitao sarado pra mostrar pras 'migas' e ter mais visibilidade social. Duvido que ja tenha ficado com um obeso pobre.

S. disse...

Anon 18:15

Você não é gorda, não sabe como é, dizer o que você faria se fosse gorda numa situação hipotética, que não dá para saber se você agiria assim mesmo, é bem diferente de falar algo que você fez sendo gorda. Falar que nosso sofrimento é choramingo é empatia onde?
A gente não pode nem desabafar aqui porque os machistas vão gostar??? Falar disso também ajuda e eu não consigo falar disso com ninguém, só aqui. Se você não quer ouvir "choramingo", então não leia nada.



Wellington Fernando

Lindo o que você disse!

Rê Bordosa disse...

S,

Nesses dias que vc estiver mal, tenta focar nas qualidades, ta? Com certeza vc tem muitas.
E psicoterapia tb pode te ajudar. Me ajudou, não "curou" mas ajudou demais.
É um processo lento, mas as coisas melhoram... Hoje eu gosto de uns 80% do meu corpo, na minha pré-adolescência eu gostava de uns 5%. Eu via defeito em tudo, tudo mesmo. Até quando eu recebia um elogio sincero eu achava que era zoeira.
Estamos com vc.
Beijos!

Anônimo disse...

Sou gorda e não namoro homens gordos! http://blogmulherao.com.br/18075/sou-gorda-e-nao-namoro-gordos/

Anônimo disse...

S...

Primeiro... sou homem, hoje sou magro, mas ja fui barrigudo (pre-adolescencia), naquela epoca percebi que as pessoas me tratavam com indiferença, mudei habitos, comia so o necessario, e comecei a correr na pista, emagreci, as pessoas começaram a me tratar melhor.

Re barbosa tu falou que colocaria dinamite pra explodir tal 'piramide', mas teria o mesmo pensamento se fosse bonita e rica?

CLARO QUE NAO! Estaria conversando com as 'miga' planejando a balada de logo a mais.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 18:57,

"Duvido que ja tenha ficado com um obeso pobre"

Já namorei uma gordinha e pobre... Não namoro mais porque ela me deu o pé na bunda.


"As pessoas sao tao iguais que provavelmente tu sonha com um homem magro e bonito. E uma que homem rico dificilmente vai te querer."

Você agora ta na minha cabeça pra saber o que eu sonho? As vozes te disseram?
Ta muito enganado. Eu sonho com o lindo do meu marido que ta dormindo do meu ladinho na cama. Ele é um homem bem "normal", não é um galã da globo, ainda bem! Porque eu gosto dele desse jeitinho.
Quando eu o conheci o patrimônio dele era uma bicicleta velha. Ele é um cara super honesto e trabalhador, que ralou muito pra pagar a faculdade e trabalha desde criança pra se manter. Estamos há 14 anos crescendo juntos, batalhando juntos. Caráter é algo que não se compra. Eu já dei o fora em muito bombadinho playboy por fidelidade a ele.
Se meu marido engordar ou voltar a ter só uma bicicleta velha, eu to com ele. Se ele for viver em baixo da ponte, eu vou com ele. Porque eu o AMO! Sabe o que é amor de verdade? Não, né? Que dó de você.
Não me meça pela tua régua da futilidade, nem todas as pessoas tem os teus valores.


"tu namoraria facil um bonitao sarado pra mostrar pras 'migas' e ter mais visibilidade social"

O meu meio social de HOJE não é esse meio de playboyzada e futilidade, eu vivo em um meio intelectual. Meus amigos valorizam muito mais um título de mestrado que músculos.
Meu conselho: saia do seu mundinho e vá conhecer outras realidades.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 19:29,

"Re barbosa tu falou que colocaria dinamite pra explodir tal 'piramide', mas teria o mesmo pensamento se fosse bonita e rica?"

Sei lá, como é que eu vou saber? Nunca fui rica nem bonita. Eu não tenho como responder por um "eu hipotético" em uma realidade alternativa. Só posso responder por mim EU, Rê, na realidade atual.
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O povo viaja na maionese.

Anônimo disse...

"Ele é um homem bem "normal", não é um galã da globo, ainda bem!"

Aposto que nao é gordo.

"Se meu marido engordar..."

Pois é tu é gorda e ele magro...

"Se ele for viver em baixo da ponte, eu vou com ele."

Mentira, das poucas mulheres que vejo embaixo da ponte com um homem, sao dependentes quimicas.

"Porque eu o AMO! Sabe o que é amor de verdade?"

Nunca quero ser 'amado' por mulher nenhuma, pois o amor da mulher esta pela utilidade do homem.

"Meus amigos valorizam muito mais um título de mestrado que músculos..."

Provavelmente sao pessoas feias, gordas, magricelas, etc...

anon A. (radfem) disse...

@anon 18:45 e 18:53 (devem ser a mesma pessoa)

Heim? Não falou nada que faça sentido. Vai cismar com outro (como por exemplo, as outras pessoas que disseram exatamente a mesma coisa que eu e não são radfems).

Essas provocaçõezinhas infantis tão foda, parece quinta série.

Anônimo disse...

Olha, eu não sou gorda mas me identifique com o post por ser feia. É tão triste levar fora em alguem que nem chegamos e jamais chegaríamos... Quantas vezes algum cara que eu nunca nem cogitei a ideia de dar um aperto de mão falou "deus me livre ficar com essa menina" ou se eu dirigir a palavra sem intenção alguma já dá um jeito de fugir ou dizer que é casado, que tem namorada, ou os amigos rirem dele achando que é flerte... É muito triste.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 19:40,

As mulheres não te rejeitam porque você é gordo, mas porque vc é um escroto, fútil, com opiniões escrotas!
Você culpa as mulheres por "usarem" os homens, e resume relacionamento humano a objetificação, mas não faz um mínimo de esforço para sair desse seu mundinho fútil e conhecer os outros para além da aparência.
Tenho pena de você, muita pena e por isso mesmo nem vou mais te dar trela, porque não quero mais bater em quem já ta por baixo.

S. disse...

Obrigado Rê, beijo!

Donatien Alphonse François disse...


Rê Bordosa

"Meus amigos valorizam muito mais um título de mestrado que músculos."

_E se tiver os dois, o que eles diriam?

http://definicaototal.com.br/fisiculturismo/perguntas-e-respostas-com-nasser-el-sonbaty/

Anônimo disse...

Agora vc sabe como eh meu corpo sem me conhecer...ok.
Entao so pq nao sou da mesma gordura q vc n posso expressar minha opiniao sobre o assunto..ok.
Eh oq disse sobre o trauma da gordofobia: so pq nao falei:"sei como eh amiga" oq falo eh invalido mesmo sendo positivo. Ok. Entao desisto te exercer empatia aqui.

Entao vamos la:
Vc ta certa, tem q sentar e chorar. Gordofobia eh horrivel e jamais tera fim neste mundo cruel. A unica solucao eh reclamar e desabafar todas as nossas magoas e agredir a todos os nao gordos com nossos traumas. Sofra, sofra muito, sofra mais e mais ate morrer! Oh ceus, oh vida ingrata! Oh problema sem solucao! Gostou agora? Ser gorda parece q eh o mesmo de está com uma leucemia em estado terminal sem nenhuma chance de melhora jamais T.T

Na boa...foi mal pela franqueza mas agora entendo quando algumas pessoas falam em vitimizaçao. Oq vi em alguns comentarios aqui foi so isso, claro q vao negar ate a morte.E os comentarios q estao tentando encontrar solucoes possiveis para um sofrimento sao ignorados ou criticados. Como disse: desisto de ter empatia entao. So pq nao falei de um jeito "fofo e carinhoso" como a re barbosa sou criticada. Criticada ao aconselhar uma mulher a se amar e tentar resolver suas mazelas num blog de feminismo. Tao ta bom, continue com seus desabafos e reclamacoes q nao vou atrapalhar mais a sua dor sem fim. Ia falar q o tempo e energia q vc perde reclamando poderia estar se amando ou emagrecendo..mas sei q nao vai adiantar e vai t deixar com raiva. Parei entao ta? Vamos levantar as cruzes e preparar os pregos pra elevar as mártires

Anônimo disse...

A Re barbosa:

"Já namorei uma gordinha e pobre..."

Provavelmente é verdade, pois as mulheres dificilmente sao altruistas nos relacionamentos. E tambem desconheço comportamento humano nas relaçoes homossexuais.

"Se meu marido engordar...", ou seja, ele é magro, o 'debate' termina aqui. Se ele fosse obeso e ganhasse menos do que tu, TU JAMAIS / NUNCA CASARIA COM ELE.

Rê Bordosa disse...

Donatien,

Talvez dissessem "bacana", "que bonitão", mas não seria um estardalhaço como o anônimo lá em cima colocou.
O anônimo ali, ao qual eu estava respondendo, insinuou que eu trocaria qualquer homem gordo (por mais fodasticamente incrível que ele fosse) por um qualquer saradão (independente do conteúdo), só pra exibir como troféu. O que não é verdade.

É pssível ter aparência e conteúdo? Sim. Como eu disse no meu outro comentário
"dentre os meus critérios está 'aparência física' sim, mas ta longe de ser decisiva"

Se fosse fazer uma ranking de "homem troféu" (WTF?) no meu meio social, levando em conta só beleza e inteligência seria:

1ºInteligente e bonito
2ºInteligente
3ºBonito

Mas não dá pra valorar a pessoa só nisso, em "gord/magro", "rico/pobre", "bonito/feio" como o sujeito ali queria fazer. As pessoas são muito mais do que isso e não podem ser classificadas em caixinhas.

Rê Bordosa disse...

As mascus e "radicais" adoram especular sobre meu casamento... Mascus juram que eu exploro meu marido e casei por interesse no dinheiro dele (apesar que quando casamos ele só possuía uma bicicleta velha e um trampo de estagiário)... Já as "radicais" juram que sou uma vítima explorada e violentada, só porque casei com um homem, mesmo eu afirmando mil vezes que to muito bem obrigada.
Acho que vou fazer um Reality "A vida conjugal da Rê Bordosa" e ganhar milhões.
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Resumo da conversa da anônima das 20:12:

Moças: eu sofro por ser gorda/feia
Anon: parem de show, é só ter atitude e se amar! O feminismo precisa de mulheres fortes!
Moças: você não pode falar que é fácil assim, não é todo mundo que consegue se amar de boas.
Anon: SUAS VITIMISTAS EU SÓ DEI UM CONSELHO NÃO FALO MAIS NADA CONTINUEM SOFRENDO AÍ PORQUE VCS QUEREM ENTÃO

Donatien Alphonse François disse...

Rê Bordosa

Eu entendi, é que existe no imaginário popular e até no meio acadêmico, a ideia de que pessoas muito musculosas são burras, o que está longe de ser verdade, sei que não foi isso que você sugeriu, mas ainda assim com você sempre vale a pena dialogar. A maioria dos anônimos não merecem repostas, são pessoas de caráter muito duvidoso, que apenas ofendem os outros gratuitamente, fazendo discursos de ódio.

Sobre o post, eu acredito que o problema não está em não gostar de gordo/gorda, mas em fazer piada, agredir com palavras esdruxulas, fazer observações nada pertinentes sobre a vida de pessoas que nem se conhece, se não gosta ignore, ué. Não vejo nada demais em uma mulher gorda não querer se relacionar com homens gordos e vice versa, gosto não se discute, conheço fisiculturistas homens que não gostam de mulheres musculosas também, particularmente eu adoro, mas ofender alguém apenas por que acha "engraçado" isso sim é coisa de idiota e de gente assim só quero distancia.

Panthro disse...

Vocês vêem Louie? Teve um episódio, "So did the fat girl", fantástico. Tem a última cena aqui, mas não tem legenda.

https://www.youtube.com/watch?v=KFdWcNJ17YY

Anônimo disse...

Esse blog já perdeu sentido
Vou parar de ler antes que desista de ser feminista
O.o

Camila D disse...

Kkkkkkk isso! Foi mal.

Rê Bordosa disse...

Donatien,

Lendo agora o que escrevi, acho que posso ter deixado um "duplo sentido" não intencional. Desculpe. Nem me liguei nisso ao escrever, até pq não tenho esse preconceito de achar que "músculo = pouco conteúdo", daí nem pensei por esse aspecto.
O que mais quero é justamente que as pessoas parem de separar as outras nas caixinhas.

Beijo!

Jonas Klein disse...

Ré Barbosa

Realmente melhor você não perde o seu tempo discutindo com Anon 20:13, ele e um mascu dos mais boçais, que pelo teor do que escreve da para ver um idiota que antes vinha trollar aqui se identificando como Claudio, eu mesmo já tive uma discussão acalorada com ele aqui a alguns meses atrás. E vou ter dizer com essa praga ai não adianta argumenta com ele tem e que manda merda mesmo...


Anon 20:12

Eu concordo com você, eu já quase desisti de sugerir coisas aqui, pois quando você apresenta uma solução viável para os problemas discutidos aqui, tem algumas pessoa que se irritam com você.

Quer vê você receber ataques gratuitos aqui, e você dizer que as mulheres deveriam anda armadas para não ficarem tão expostas a violência, ai feministas de esquerda aqui piram contigo...


Anon 20:52

E bem isso que da vontade as vezes, to quase fazendo o mesmo.

Donatien Alphonse François disse...

Rê Bordosa

Tranquilo no mamilo!

Um beijo no seu coração!^_^

Rê Bordosa disse...

Jonas,

Triste realidade daquele indivíduo, incapaz de amar e permitir ser amado, de ter empatia e se relacionar.


Donatien,

Vou anotar essa do mamilo, rsrs. Eu só sabia "de boa na lagoa", "suave na nave" e "firmão no guidão".
:D

Anônimo disse...

Jonas, eu sou a anonima q desistiu de aconselhar. Sou a favor de andar com arma tbm. Inclusive vou juntar grana pra ter uma legalizada e tals pq moro sozinha com minha mae, so duas mulheres de um metro e meio sozinhas numa cidade grande eh tenso. O certo seria nao precisarmos disso por nao ter violencia, mas como aqui nao eh conto de fadas entao prefiro me proteger.

Sabe oq ta me fazendo desistir aqui do blog? Eh ver tanta gente imbecil e q nao sabe nem ler textos um pouco maiores q distorcem tudo, e ver q esse povo imbecil se diz feminista. Os trolls mascus nem ligo mais pq esses tao do lado contrario assumidamente. Mas ver mulheres com uma mente tao limitada que brigam entre si aqui enxendo a boca pra falar q sabe algo me fere a alma! Ou desisto do blog ou desisto do feminismo. E quando os machistas falam q feministas sao frigidas, nazistas, loucas ou mulheres problematicas..esse blog vem e reforça mais ainda estes paradigmas.
Ah eh! Ta explicado tbm pq nunca ouvi falar nada desse radfem na faculdade e nem nos meus grupos de estudo. Nao rola de levar a serio essas maniacas nao. So dao tumulto na internet e olhe la. Ou coisa q me fereehver q um homem entende mais de feminismo q a mulherada aqui ( ironico ne? ) rsrsrs

Abraço!

Anônimo disse...


Tem muita opinião equivocada aqui! Homens, pelo menos nós brasileiros, não temos vocação para faquir. Gostamos mesmo é de carne, gordinhas, com bumbum cheio e coxas grossas! por que acham tanto que somos admiradores de bundas? modelos belissimas são belissimas mesmo mas na hora da coisa funcionar, uma gordinha anônima pode dar muito mais fogo! É verdade: não ligamos para celulite! Palavra e desculpem-me se minhas expressões são machistas, mas é a verdade!

Anônimo disse...

Anônimo 10:02,

Delirou brabo, hein? É muita vontade de odiar o Jonas

Anônimo disse...

"Eu já dei o fora em muito bombadinho playboy por fidelidade a ele."

Mesmo (se auto declarando) gorda deu o fora em um monte em um monte de homem "padrão". Que gordo tem a oportunidade de dar o fora em um monte de "gostosa"? Se for famoso, talvez.
Acho que o comentário sobre a facilidade de obter sexo feminina que gerou a réplica postada como guest post no fim era bem verdadeiro. A D. Stoffel admitiu isso, a Nádia Lapa ou Verinha Kollontai são exemplos disso também.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 21:43,

A minha experiência pessoal e de mais umas 3 outras moças não são espaço amostral suficiente numa pesquisa estatística sobre o tema.
Eu falo por mim apenas, falo da minha realidade, existem outras.

Anônimo disse...

D Stoffel disse...

t entendo perfeitamente, eu tmbm me faço de normal, porque ja ta tudo uma me&#a se ficarem
me enchendo sera ainda pior.
ninguém ta nem ai mesmo, só querem ficar confortaveis com suas próprias consciências.

Sandra

Anônimo disse...

No geral pela minha experiencia homens gordos nao querem mulheres gordas.
Tem ate um comediante que tem um vídeo falando que parassem de apresentar gordas para ele, porque ele tmbm gosta de coisa boa
ELE É GORDO.

Anônimo disse...

Bom Rê Bordosa, se três gordas tem alguns (vários) homens interessados em fazer sexo com elas (quatro com a Polly do Lugar de Mulher, cinco com a Lola que disse ter uma vida sexual ativa antes de casar, seis com a Lena Durnhan, e eu citei essas porque são feministas "famosas" que me vieram na cabeça. Ainda tem o link que postaram da moça gorda que só pega cara magro ou sarado), o problema da moça do post não pode ser só "ser gorda" ou que "homens não se interessam por gordas" porque é não é verdade, dentro desse espectro ela parece ser mais a exceção que a regra.

Anônimo disse...

anonimo as 22:39

a moça do post não é exceção NÃO MESMO.
eu sou gorda, conheço gordas e t digo essa de ta lotado de homem dando bola para gordas é LENDA
eu não conheço e não vivencio isto;
pelo contrario, pode ate ter alguns homens que gostem de gordas mas no geral eles não demonstram por vergonha, os casos de gordas se dando bem e se relacionando é que exceção.

Sandra

Anônimo disse...

E sem querer desmerecer o marido d Lola, mas pelo que ela fala ela era dentro dos padrões quando eles se conheceram.

Sandra

Anônimo disse...

Sandra, se você esperar que homens apareçam magicamente na sua vida enquanto você espera em casa não vai acontecer mesmo.

Anônimo disse...

kkkkkkk

Anônimo em 22:54

De onde vc tirou que eu fico em casa esperando pencas de homens caírem na minha cabeça?
Eu fiz faculdade que É onde um monte de gente encontra alguém, e nada, e olha que eu super me arrumava.
Eu trabalho e muita gente arruma alguém no trabalho e nada de novo.
SaiO eventualmente, conheço pessoas e nada, agora confesso, de uns tempos para cá e u desisti, cansei mesmo, de esperar que algo ira acontecer.
Mas nem levei a MAL SEU COMENTÁRIO.

SANDRA

Camila D disse...

Sabe qual o problema de ser gorda?
São as pessoas que não gostam de gente gorda. Que dão pitaco no teu peso cada vez que te vêem. Que só fazem isso pensando no nosso bem.
Quer saber? Foda-se o que elas pensam. Não podem comer e fazer o que querem por medo de engordar e querem tirar o direito dos outros de fazer isso.

Isso que dá pensar demais em aparentar saúde física com corpo magro e esquecer da saúde mental. Ficam neuróticxs e depois querem descontar nos outros.

Camila D disse...

Tem de molho no repolho tb kkkkkk :p

Taty disse...

O brasileiro come muito mal é fast food,é comida com agrotóxico,é salgados na lanchonete,só bomba calórica,produtos industrializados.doces etc quem tem tendência e não faz exercícios fica gordo mesmo.
Eu particularmente,acho muito feio aquelas pelancas e pneus,até meu marido que tá gordo quando tira a roupa me dá uma tristeza,enfim eu acredito que o que não pode ocorrer é discriminaçao,mas eu não me sinto bem com meus pneus quando me olho no espelho.
Em alguns países como a China as pessoas são magras,na europa também tudo depende da alimentação saudável.

Camila D disse...

Que tudo depende da alimentação saudável oq. Tem gente que vai fazer exercício, comer coisas saudáveis e continuar gorda. Genética. Dietas milabolantes que fodem o metabolismo. Tem uma pá de coisas pra considerar, não dá pra acreditar na publicidade sem escrúpulos que é a "indústria do emagrecimento".

Tirem essa merda da cabeça, que gordura implica em doença. O problema é que gordofóbicos tem dificuldade em admitir que uma pessoa gorda ofende os olhos deles, não tem nada a ver com saúde.

Anônimo disse...

Esse episódio me fez lembrar um que passei, uma vez um garoto estava dando em cima de uma amiga e ela disse ela esta querendo e ele virou e disse "ela eu nao quero" bem minha amiga branca, cabelos lisos e mimimi, eu marrom, cabelos também lisos (nao tão quanto o dela) mas nao branca, e ele? Preto (mais do que eu) cabelos crespos, feio MUITO feio, sotaque nordestino, o que aqui em são Paulo é bem discriminado, querendo se achar comigo, porra!!!! Se tivesse pensado assim antes, nao teria sofrido, porque hoje vejo que sou muito areia pra ele, teria virado e respondido "que bom, nao quero ninguém do seu tipinho atrás de mim" fim! Foi tão racista e escroto meu comentário, mas é apenas para deixar registrado, que quem mais julga nunca é um cara bonito dentro dos padrões, normalmente, é um babaca qualquer, até porque tinha um garoto super hiper Mega dentro dos padrões, branco (como um papel, era ate zoado de tão branco mas nao se importava ate pq branco eh branco) cabelos lisos, sotaque paulista, alto e muito lindo, na minha opinião, era o mais gato da escola, e bom, namoravamos, porra, o que toda essa merda que eu falei faz sentido? Faz SIM, vejam só o babaca feio fora dos padrões me esnobava, enquando o gatão dentro dos padrões pagava pau pra mim aiai se eu tivesse pensado assim na época, evitaria MUITA, MUITA decepção e insegurança.
Vlw vlw vlw flw Victória São Paulo .Sp

Rê Bordosa disse...

Camila, essa mania excessiva de "alimentação saudavel" é considerada distúrbio alimentar, assim como anorexia e bulimia, tem até um nome: ortorexia.
E tem gente que quer extender seu distúrbio aos outros, como se fosse algo saudável, olha a contradição...
Tipo, vc ta lá na fila do supermercado e uma pessoa atrás de você olha pra sua lasanha, olha pra sua barriga e começa do nada a te dar conselhos... Falar de um "super alimento" óteeeemo (e caríssimo, sem eficácia comprovada). Faz toda aquela "pregação" do porquê é importante ter "hábitos saudáveis" e completa dizendo que vc deve caminhar meia hora por dia... Detalhe: a criatura não é médica, nem nutricionista, nem fisiologista (mesmo que fosse, os serviços não foram solicitados). Ela não sabe dos seus hábitos, nem do seu histórico médico, não te pediu nem teste de esforço, nem hemograma. NADA! Ela deduziu que vc não é saudável só de olhar pra sua aparência. Ela tb não sabe seu histórico de doenças cardio-vasculares nem articulares, mas tirou da própria bunda a ideia que vc tem que "fazer caminhada". Tipo, a pessoa acha que só pq assiste aquele tal de " bem estar" está apta a salvar o mundo da obedidade.
Detalhe: obesidade pode ser "fator de risco" para alguns ptoblrmas de saude, não "causa unica e definitiva"... O que mais tem por aí é magro infartando e com colesterol alto e não sabe... E tem gordinho que é ativo e ta bem.
No mais, mesmo que alguém esteja "com problemas ligados a obesidade", é assunto dela. Cada um devia cuidar da própria vida.

Anônimo disse...

Queria prestar minha solidariedade a S, autora do post, mas fica difícil .

Um homem vem e escreve que os homens gordos e feios, coitados, são ridicularizados e só levam " fora " .

Outra vem e escreve " simples , basta vc se amar e parar de chorar " ( parece o comentário de outro post, que feminismo não eh terapia nem grupo de auto ajuda pras mulheres resolverem suas lamúrias ) OI???

Outra tenta dar conselhos pra autora se sentir melhor e toma pedrada.( vc só falou coisa óbvia, a autora já sabe disso, que desnecessário...)

Minha opinião ( correndo o risco de tomar pedrada de qualquer um dos lados )

- por favor, não comparem homem gordo com mulher gorda. Não tem nem cabimento a comparação . TODOS os gordos que conheço estão casados ou namorando . o único que sei que eh solteiro, eh pq eh um boçal, chato, machista, pegajoso , que ninguém aguenta namorar dois meses ( mimimi, porque sou feio,porque sou gordo, porque sou pobre, porque vão me meter chifre) ninguém aguenta mesmo. Então, se o homem fica solteiro eh porque eh um CHATO e não porque eh gordo

- mimimi, só tem mulher interesseira. ...nossa não sabia que nao existia homem interesseiro querendo " encostar " na primeira tonta que aparece. Pela minha profissão ( médica ) , infelizmente já conheci alguns assim , que acham que médica ='ser rica e até já quiseram casar/ morar junto, pedir empréstimo pra mim kkkkkk tomaram um NÃO bem grandão

- sou magra, ano passado e retrasado estava no sobrepeso. Emagreci porque quis, sabe por que ? Porque sei o que os gordinhas passam e nem de longe quero passar pela mesma coisa. Já passei a adolescência inteira sendo chamada de feia porque era magrela e óculos fundo de garrafa, agora que estou ok , arrumadinha, operação de miopia, e um corpo nos conformes não quero passar outra metade da minha vida sendo chamada de gorda feia. E não tem coisa pior do que se olhar no espelho e se achar feia. Não quero passar por isso de novo,
Tenho permissão para querer emagrecer, ou vou ser fatalmente chamada de " gordofobica " como já fui chamada aqui três anos atrás ?? Paciência esgotando em 3,2 1...

- S, autora do post: fui chamada de feia durante todo o periódo de escola, e por motivos diferentes do seu consigo me colocar no seu lugar e entender o que vc passa. superei isso há muito tempo. Pode até pegar mal falar assim, ficar clichê,mas a mudança na sua vida tem que vir de dentro de vc, e não de fora. Senão não adianta. e eh possível sim, vc ser / se sentir linda.
Se quiser conversar um pouco mais sobre isso,se eu puder te ajudar, peça pra Lola nos colocar em contato que será um prazer,
Bj e fique bem !

Maria Valéria

Maria Valeria

Anônimo disse...

É o que a Camila disse, genética, eu pensando 45 kilos, pra minha altura q mais do que ótimo (1.54) mas infelizmente queria perder a barriguinha, nossa, nunca podia imaginar que emagrecer era tão difícil, andei de bike, andava 2 quilômetros por dia, de segunda a sexta e meu, mudei minha dieta parei de comer doce e fritura, refrigerante nunca tomei nem bebida alcoólica, mas NAO EMAGRECI UM QUILO SE QUER EM QUATRO MESES, bom voltei a comer tudo entrei de ferias e parei de andar, continuou a mesma coisa puta genética fodida pra caralho! Até que fiquei doente e perdi 5 KILOS ISSO MESMO CINCO DESGRACADOS KILOS EM UMA SEMANA DOENTE SEM COMER VOMITANDO MUITO E BEBENDO MUITA AGUA, fim! (claro que quando melhorei engordei mais rápido do que perdi, entao não recomento) bjs Marcela Freiras

Eu disse...

Tá difícil hein? O problema n é dar conselho, é como vc dá o conselho. Tem vários conselhos aí bons e n vi nada demais, agora jonas e outras aqui, n conseguem aconselhar sem menosprezar o sofrimento da pessoa.
A gente tá choramingando???? Somos frescas mesmo, ficar deprimida e com problemas psicológicos só por sofrer humilhações a vida inteira e de todos os lados? Frescas para caralho. E ainda ter a cara de pau de vir falar isso num blog feminista????
Esse jonas é um escroto, só me lembro agora do ótimo conselho dele num post de bullying, achando estranho que a mulher ainda n tinha superado isso sendo que ele já superou faz tempo, puta empatia. PQ né, ele superou como é q o resto do mundo n fez o mesmo????? E claro era só ela mandar geral se fuder para n sofrer mais.

Donna Nyckynha disse...

o problema é o tempo(anos) passando e o metabolismo nao vai ajudando...

meu caso é de estar num periodo q comer é uma obrigaçao.E o q como?comidas nao nutritivas e caloricas.Um erro.Tenho q botar na minha cabeça q se quiser chegar aos 100 anos linda leve e solta dirigindo uma ferrari preciso considerar minha alimentaçao desde ja.É enfadonho?é.Agora se comendo comidas nutritivas(as normais,nada de dieteticas) vc fica gorda ou fica magra?foda-se!

Exercicios fisicos começe de maneira espontânea,depois pega o ritmo adequado a ti.Faça aqueles q lhe der prazer,se nao sera arduo.

se no final ta gorda ou ta magra?e dai?o q importa é dar stop no sedentarismo.

Anônimo disse...

Não poderia ter me identificado mais. Sou feia, segundo qualquer padrão que conseguiria imaginar. Não me incomoda, como me incomodaria? Me incomoda o que vem com o adjetivo.

Não sou gorda, pelo contrário, e jamais equipararia o que passei ao que a garota deve ter passado. Ainda assim temos histórias incrivelmente parecidas, em pontos que se repetem, e se repetem, e continuarão a se repetir...

Também ouvia os comentários maldosos de completo desconhecidos, também ouvias as piadas dos grupinhos, também ouvi o "até ela" entre risos. Também era ignorada, e também via o garoto sendo zoado por eu simplesmente falar com ele. Ouvi o comentário do garoto feio. E acima de tudo a pretensão, proferida ou não, de que a garota feia se interessaria por qualquer um que fala com ela. Ouvi do "beta", muito mais do que do "alfa" aliás (meu caso), que pareciam estar ocupado demais e que não poderia me deixar mais feliz.

Ouvi de mulheres, em mais raras vezes (no meu caso), mas ouvi.


Poxa, só queria acenar para a autora. Acenar para a Lola também...

É só um comentário vazio e quer não pretende chegar a ponto algum. É só um aceno...

Rê Bordosa disse...

"De molho no repolho"
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adorei, Camila!

Anônimo disse...

Pra mocinha de 00:30, tenho exatamente o mesmo problema. Passei o início da adolescência com sobrepeso, as listinhas de meninas que ninguém quer pegar, os "até ela", as amigas, algumas bem intencionadas, outras nem tanto, tentando me dar conselhos e só piorando a situação. A vontade de morrer na aula de educação física com os colegas zoando e os professores que faziam vista grossa. Minha mãe que queria porque queria que eu fizesse dança (que tem SEMPRE o grupinho de gente nojenta), e meu isolamento nas aulas só me afastava mais da vontade de fazer exercício. Por fim, com muita força de vontade, ajuda dos meus pais e principalmente do meu irmão, comecei a comer de uma forma mais saudável e passei a treinar karate de segunda a sábado e correr de vez em quando. Emagreci horrores, tou no padrão, mas por mais que eu emagreça, sempre sobra a barriguinha. É genética, não tem jeito. Tou no peso ideal, somo umas 15 horas de exercícios físicos por semana, não exagero nas porcarias. Fiz uns 4 meses de dieta e uma rotina de abdominais pra perder a salienciazinha e não tem jeito. Só emagreço mais quando fico doente, daí perco uns 3 quilos de uma vez e a saliência diminui (mas continua lá). Hoje desencanei, acho até charmosa minha barriguinha, não tenho vergonha de usar biquíni nem de correr com roupa de malhar (quando comecei, só saía de casa com calça e blusa largas). Ainda assim, ainda assim, volta e meia tem um panaca pra me dar "conselho" pra eu perder "essa barriguinha só, não que você esteja gorda, só que dá pra melhorar e blablaba, vida saudável, mimimi, alimentação melhor, lalala, exercícios". Geralmente convido esses pra treinar comigo um dia. Teve um que realmente foi e não aguentou até o final e nunca mais voltou; daí parou de me aporrinhar com esse papinho de "aiiin, você tá bem, mas tem como se esforçar mais".

Anônimo disse...

Gostei dos fatos dos comentários em geral estarem usando o termo gorda sem eufemismos como gordinha, cheinha, plus size, etc. Até os comentários fora de conformidade com a autora do texto estão melhores que o que normalmente é visto na caixa quando aparece esse tema, pouca gente sugerindo dietas milagrosas e falando de saúde para mascarar gordofobia.

Jonas Klein disse...

Marcela Freiras

Sem querer ser chato mas já sendo. Você cometeu um erro.

Você queria perder a barriquinha(mulher sem barriga, acho esquisito, não vem ao caso), mas tentou emagrecer, erro de foco, claro que na alimentação você precisava controlar os excessos igual, mas tinha era ter feito exercícios específicos para diminuir a barriga, e não perder peso no teu caso, ai você teria atingido o seu objetivo.

Raven Deschain disse...

Bom. Bastante coisa. Gente, eu tb já ganhei a eleição de mais feia da classe! Por dois motivos: não era branca como minhas amigas; e bem... Não sou gorda (nem era), mas tb nunca usei 36. Nem quando criança. Engraçado que os meninos e meninas "populares" que faziam esse tipo de palha assada, hj são losers desempregados e com 5 filhos pra sustentar. Sorry, sou leenda, tenho minha carreira, sou inteligente e fodam-se vcs. Hahaha tomara qur morram.

Sobre gordura. É como disse. Não sou gorda. Nem magra. Estou naquele limbo aonde 44 é apertado e 46 é largo. E mesmo assim, sinto. Uma "amiga" disse que eu devia parar de usar legging. Disse uma outra vez que eu não devia usar vestido até o pé. Gorda e baixinha e não quer que as pessoas achem que vc é um bujão de gás?? Aloka.

O problema não é ser gordo. O problema são os outros. Gorda comendo. Gorda caminhando. Gorda de legging. Gorda feliz. Tudo isso incomoda os outros demais.

E agora: relacionamentos. Anon que falou que gordos são inferiores VAI SE FODER. Sério. Depois vcs vem chorar dizendo que "ain, essa cadela agressiva" mas for fox sake!! Alguém é obrogado a ler isso? Pois saiba que eu existo e só namorei com gordos e gordas minha vida toda. E não pq seja superior ou inferior a alguém. PORQUE EU GOSTO SEU ZÉ ROELA!! Se ninguém te quer é pq vc é um escroto, babaca, mal amado que devia ter se matado a uns 3 anos. E goato mesmo de gordos. Gente que tu abraça e sente seu braço do outro lado nunca fez minha cabeça.

Mila disse...

Me dá uma tristeza de saber que mesmo no feminismo, a gordofobia não é um assunto levado a sério. É muito fácil para as feministas magras falarem das gordinhas com atitude e que têm os namorados lindos. Só que até você atingir esse estado de autoestima, tem uma vida toda sofrendo com humilhações, piadinhas e fiscalização do corpo. Coisas desagradáveis faladas pelas pessoas que mais nos amam até completos desconhecidos.
É muito fácil dizer para ignorar e ter atitude. Muito fácil colocar a responsabilidade da redenção na vítima. De certo, é desejável às vítimas de gordofobia que saibam q o peso na balança não significa ser melhor ou pior que alguém, mas as pessoas têm que saber que gordo também é gente, cidadão, paga seus impostos e tem sentimentos como todo mundo.
É difícil pra gente superar tudo isso. Eu me forço a acreditar que vestir 40 ou 42 ou não ter ninguém me fiscalizando na fila do fast food é bom. Mas não é fácil ter "atitude" quando o mundo te prova (falo por experiência própria) que você merece ser tratado com dignidade proporcionalmente ao seu percentual de gordura.

Rê Bordosa disse...

Ah, Jonas, não é tão simples assim.
Sei bem como é a experiência da moça aí.
Gordura localizada é que nem stalker, não te larga fácil.
Eu mesma, até nos meus tempos de anorexia, magrinha, ossinhos apontando, a porcaria do culote tava lá... Bem menor, é verdade, mas tava lá.
As atividades físicas que eu gosto, tipo natação, artes marciais, rafting, trilha no cerrado, nunca deram jeito.
Há uns anos fiz um tempinho daquela porra de ginástica localizada, onde eu ficava no meio da academia, em posições constrangedoras levantando a perninha e abaixando a perninha, me abrindo, me fechando e sentindo que todo mundo tava olhando aquela cena ridícula, um saco! Além de tudo era um tédio, nada divertido! E saporra desse culote continua aqui, decidi que quando eu tiver grana faço uma lipo ou aprendo a conviver com ele, porque ginástica localizada é degradante e constrangedora, pelo menos pra mim.

Eu disse...

É isso que to dizendo Mila, vem um monte de mulher magra dizendo que é só a gente tocar a foda-se para todos que tudo vai dar certo e elas n tem a mínima ideia do que a gente passa.
Tocar o foda-se n vai acabar com discriminação nas entrevistas e me dar um emprego de uma hora para outra e n vai acabar com as piadinhas, pq os babacas continuaram existindo e aí? Só n ligar vai resolver as coisas? piada.

Eu disse...

É tudo no achismo - ai se fosse eu faria isso e aquilo, n ficaria choramingando. Queridas, engordem bastante, depois passem anos de humilhação, destruindo sua autoestima e depois voltem e digam se conseguiram bancar as fodonas fácil desse jeito.

Anônimo disse...

Mila

Vc chama manequim 42 de " gorda "?

Então sou gorda desde os 13 anos, pq pesava 53 kg, 1.66 de altura e manequim 42 !!!! Hahahaha

Hoje meu manequim eh 44:o

Não eh uma crítica a vc, e sim ao sistema, ok?? Chamar manequim 42 de gorda, as pessoas não tem a mínima ideia do que estão falando


E pra quem falou que " quando a Lola conheceu o marido dela, não era gorda " - bem, eles estão casados até hoje, não estao ? Muda alguma coisa ???

Maria Valéria

Anônimo disse...

Você realmente acha que não tem gorda namorando? Em que mundo você vive? Aqui no mundo real é o que mais tem.

Jonas Klein disse...

Re Barbosa

Eu não disse que algo seria fácil, no mundo real quase nada e fácil por sinal, agora no seu caso, se você não curte academia e bom lembrar que querendo da para fazer exercícios em casa mesmo, e se o exercício requer o uso de aparelho especial, estes aparelhos de academia todos podem ser comprados (ate em prestação) para se ter em casa.

Agora o exercício aeróbico não resolver o problema da celulite, ai o recomendável e fazer musculação localizada ai sim você consegue deixar o ser corpo do jeitinho que quer.

Por fim lembre-se que atividade física só trás resultados ao longo do tempo, dependendo de como você quer que seu corpo fique, pode levar vários meses ate anos para você atingir o objetivo, antes de tudo tenha paciência.

Um abraço

Sófia disse...

Rê, concordo com vc é bem mais difícil uma pessoa adulta aprender a ter amor próprio se não lhe foi ensinado, trabalhado isso desde criança, mas também não é impossível. Eu mesma já disse sou magra, meu braço é fininho, minha perna é bem fina, e quando eu era menor morria de vergonha do meu corpo, pra vc ter ideia nem usar saia ou short eu usava, já ouvi muita coisa como Olívia Palito, magrela feiosa, e etc. Com o tempo, e a convivência com outras pessoas (cursos, mudar de cidade pequena, trabalhar) que eu fui mudando a minha mentalidade, se antes eu me achava a deslocada, a diferente, eu percebi que ser diferente é bom, e que todos somos diferentes uns dos outros e isso não é ruim é muito saudável. É óbvio que eu me sinto mau as vezes, olho no espelho e acho meu corpo estranho e fico insatisfeita com uma coisa ou outra e tbm ouço alguns babacas me ofendendo por eu ser muito magra.

O diferencial é realmente não se preocupar com os outros. É claro que se uma pessoa ficou ofendida vale a pena procurar os meios legais (e pq não?) para conseguir uma reparação. Agora eu prefiro não me preocupar com a opinião alheia, desde que eu esteja incomodada ou feliz simplesmente da minha parte e não por influência de alguém, ou da mídia, ta ok.

Uma vez pintei o meu cabelo de vermelho (todo de vermelhão) e eu era adolescente ainda, onde eu ia ouvia comentários do tipo, - palito de fósforo, beterraba, pica-pau, tocha e etc. - Mas o engraçado é que eu não me sentia ofendida, eu ria do ocorrido, porém se algo esta ofendendo alguém a pessoa deve agir de algum modo para que isso pare, ou conversando com a pessoa em questão, ou procurando os meios judiciais, etc.

Não disse em momento algum que é fácil, nunca foi, nem nunca será, mas eu procuro me colocar em primeiro lugar, e quando olho no espelho penso sempre o quanto eu me amo e não preciso de outra pessoa pra me dizer isso para que eu seja feliz.

Rê Bordosa disse...

Jonas,

Custo benefício não acho que valha a pena, saca? Fico feliz por quem goste de ginástica localizada, mas eu não topo, em casa nem na academia, acho sacal demais. Fico na minha natação ou boxe chinês mesmo que é divertido. Um dia resolvo minhas banhas na plástica ou aprendo a gostar delas... Afinal de contas, só odeio meus "defeitos" porque um dia aprendi que são "defeitos" e que tenho que odiá-los.


Sófia,

É bem isso, depois de adultas é mais complicado mas não impossível... Processo lento de aprender a se amar, desconstruir conceitos... Tem um livro bem legal que li na época da faculdade chamado "evolução do conceito de belo" do Panofsky que falava justamente sobre como formamos nosso conceito de "beleza" e como esse conceito é mutável ao longo do tempo.
Hoje eu não ligo pra opinião alheia como eu ligava na adolescência, mas sequelas ficaram, minha auto-imagem e auto-estima foram deformadas na adolescência e ainda não se recuperaram 100%.
Mas vamos levando, né? :D
Bjão!

Anônimo disse...

Que não seja feita falsa simetria "eu era magrinha e sofri muito ",
não dá pra comparar. NUNCA.

Eu era muito nerd, com notas altas, rata de biblioteca...era foco de atenção e brincadeiras por causa disso. Me incomodava muitas vezes. As vezes queria paz, mas sempre havia um colega pra fazer uma brincadeira sobre o assunto.
Mas JAMAIS eu teria coragem de dizer que sofri o mesmo que um colega com dificuldade de aprendizagem . Tem coisas que não se comparam.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 11 de julho de 2015 14:56,

Vá a merda! Eu não preciso da aprovação de ninguém pra ser feminista, muito menos de um Zé Ninguém bostalhufo que nem você que é incapaz de fazer uma crítica decente.

Quem quiser me criticar ou discordar do meu ponto de vista, fique a vontade, acho super válido... Mas não faça momo esse Zé Bosta aí que se limita a dizer "mimimi, não pode ser feminista de verdade" e não traz questionamentos, nem críticas construtivas.

Donna Nyckynha disse...

" Engraçado que os meninos e meninas "populares" que faziam esse tipo de palha assada, hj são losers desempregados e com 5 filhos pra sustentar. Sorry, sou leenda, tenho minha carreira, sou inteligente e fodam-se vcs. Hahaha tomara qur morram. "

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

rio muito dessas vdds.

Nao sei muito o q vcs passaram pq minha vida foi meia dubia.O mundo é seu,mas a escola nao.Minha vida,ne

Donna Nyckynha disse...

e ainda tive o prazer de ver-se humilhar uma criatura q de alguma forma ajudou em meus bullyngs em outra escola.

mas isso ja foi no finalzinho do período escolar

foi engraçado.Tava toda q mei apagada.

Donna Nyckynha disse...

De qualquer forma,fechei bem meu período escolar.

Donna Nyckynha disse...

*ver humilhar-se a si mesmo.

Anônimo disse...

Li dezenas de dicas bem intencionadas nesse post.
Espero que essa preocupação toda também seja colocada em prática ao evitar comentários gordofóbicos e vetar piadas gordofóbicas.

Donna Nyckynha disse...


so alguns,mei q esporadicamente, lembravam q essa pessoa existia,inclusive um certo...(nao vou chamar de otario kkkk vai q fica com raiva kkkkk)

foi mei doido.

Anônimo disse...

Tem homens que adoram uma gordelícia, mas eles nem sempre são bonitos e sarados que são os tipos que as gordinhas preferem. Tem muitas gordinhas que não gostam de gordinhos.

Camila D disse...

Super concordo. Não sei qual a moral dessa fiscalização com o peso e os hábitos alimentares alheios, já que isso só diz respeito à pessoa.
É um saco essa gente invasiva.

Anônimo disse...

anonimo em 00:08

Nao t julgo nao, pois quem sabe como é ruim, na maioria das procura mesmo emagrecer, ser apontado, julgado, e excluido nao é nada bom

Sandra

Júlia disse...

Fico triste em ver os leitores da Lola perpetuarem o mito ridículo de que gordas não tem vida sexual. Sou gorda, bem gorda, e nunca me faltou parceiros. E relacionamentos também. Óbvio que tem pessoas que não se interessam por mim, mas ninguém está imune a isso. Entendo que isso é um drama pra quem é adolescente, mas um adulto já deveria ter entendido que atração sexual é muito mais complexa do que o padrão estético midiático. Existe gosto pra quem tudo. Me incomoda saber que meninas jovens plus size vão ler esse texto e acreditar que estão fadadas a eterna solidão, assim como eu me sentia quando eu tinha treze/catorze anos. No mais, nunca fui ridicularizada em um encontro ou em quando dava encima de alguém. Meninas que tem esse medo: coragem! A internet ajuda muito também (viva o Tinder!), principalmente pra quem não tem muito saco de sair mais pra night.
E não, você não precisa ser uma pessoa super extrovertida, sou bem anti social, nerd, e não tenho problemas. A maioria dos meus amigos atuais são ex parceiros, tenho muita mais dificuldade de fazer amizades com meninas.

Agora, já o mercado de trabalho é sim um problemas. Tive (e tenho) muita dificuldade de conseguir emprego. Diria que 2/3 das minhas entrevistas de emprego mal sucedidas são por causa disso. E olha que eu sou bem móvel, já tive empregos em que ficava em pé dez horas por dia, subindo e descendo escada.

Raven Deschain disse...

Júlia lê de novo. Ninguém tá perpetuando nada. As moças tão relatando experiências pessoais.

Júlia disse...

Já li, Raven. Ser histórias reais não impede que passe uma imagem equivocada. Quando você seleciona que histórias contar você elege um critério e esse critério é o seu argumento. Se eu resolvo contar histórias de mulheres negras e em todos elas a personagem é hipersexualizada, esse texto é racista, mesmo que as histórias sejam verdades.

A sexualidade da mulher gorda sempre foi negada ou vista como piada. Há pouco tempo, passou uma novela onde a única personagem gordinha era virgem e desesperada já na meia idade. O movimento fat pride tenta reverter esse mito no mundo todo. Já tem vários projetos interessantes que trazem a sexualidade do gordo para o holofote exatamente para trazer a diversidade sexual para midia e para o reportório de normalidade da nossa cultura. Esse texto é um passo para trás na nossa luta.

Jonas Klein disse...

Júlia

Achei muito interessante o seu comentário, pois ele ate um certo ponto mostra o outro lado da moeda, num blog como este onde quase só se vê relatos lamentáveis, e bom ler uma história de vida bem sucedida(mesmo que só em parte).


Anon 19:47

Mas um mascu chorando as pitangas no blog da Lola, eu nem vou argumenta contigo, pois sei que vai ser tempo perdido.

Mas só uma perguntinha, o que tem haver o que você escreveu com o assunto do post?

Rê Bordosa disse...

Anônimo 20:52,

Se você usa "anônimo" para comentar, não sou obrigada a adivinhar seu gênero. Pelo seu discurso de bosta, deduzi que era mais um mascu implicante. É você quem deveria acordar, tomar vergonha na cara e ter o mínimo de dignidade e decência pra mostrar essa sua fuça covarde na hora de insultar alguém, porque no anonimato é muito fácil.
Feminismo até onde eu sei, não é ficar se escondendo atrás de "anônimo" pra xingar muito na internet. É ter opiniões, atitude, e ir pro debate com algo para acrescentar.
No mais, caguei pra sua opinião.

Rê Bordosa disse...

Comentários do anônimo sumiram... Ou a moderação apagou ou a criatura tomou vergonha.

Julia disse...

OFF

Olha que lindeza

http://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/sao-paulo-inaugura-primeira-biblioteca-feminista-do-brasil-16712185


A primeira de muitas!

Donatien Alphonse François disse...

Gostei dessa parte:


"A biblioteca fica aberta de domingo a domingo e os idealizadores garantem: os homens também são muito bem-vindos no espaço.

- O feminismo não é uma recusa ao homem, mas ao machismo - ressalva a artista plástica Biba Rigo, responsável pelas oficinas artísticas da biblioteca."

Uma verdadeira lindeza! ^_^



Anônimo disse...

Sou gorda, sofro de depressão e já pensei em suicídio.

Rê Bordosa disse...

Júlia, discordo.
Existem muitas gordas (eu inclusa) que tem parceirxs/vida sexual ativa de boa... E tem outras que não.
Gordofobia, bullyng, ofensas gratuitas existem, infelizmente e afeta a cada uma de nós de maneira e intensidade diferentes, até por isso cada uma supera/reage de maneira diferente.
Algumas de nós tem auto-estima baixa, outras tem auto-estima mais ou menos, outras auto estima fodástica, mas todas estão lutando.
Eu acho que deve ter espaço para mostrar gordas que são exemplo de superação... Mas também não dá pra fingir que outras pessoas com outras histórias de vida não existem, dizer que são um mal exemplo e por isso devem se esconder e se calar... Elas já se calaram por muito tempo.
São duas realidades que coexistem, a Realidade da S não anula a sua e vice versa.
Isso é uma coisa que gosto muito no blog da Lola: é imparcial, mostra os dois lados, e todo oprimido pode ter voz.

Anônimo disse...

Rê Bordosa, mas daí quando um mascu diz que ninguém quer ele porque é feio/pobre/gordo/ou sei lá, a primeira coisa que as feministas fazem é dizer que tá cheio de homem feio/pobre/gordo/ou sei lá namorando por aí e que ninguém quer ele porque ele é um fracassado/misógino/chato/só quer loira do cu rosa.
Mas mesmo com um monte de exemplo de gordas que tem oportunidade de fazer sexo, insiste-se em dizer que o problema da falta "pretendentes" para sexo da autora é ser gorda. Essa argumentação não faz o menor sentido porque se tem homens dispostos a fazer sexo com algumas gordas e outras não, a gordura não é o denominador comum aí.
(sim, eu sei que sexo e relacionamentos são coisas diferentes e que isso não é garantia de felicidade e existem outros fatores envolvidos na questão da gordofobia, mas o post é sobre oportunidades de sexo especificamente).

S. disse...

Acho que tem gente que não entendeu o que eu disse, não foquei em sexo e nem no desejo de ter milhares de homens aos meu pés.
Fiz esse comentário no outro post para mostrar a baboseira que os mascus vivem dizendo: que toda mulher, até as gordas, tem homens rastejando aos nossos pés e que só eles são desprezados.
E agradeço a Lola de novo e a todos que responderam.

Eu disse...

Cara! Incrível essa gentinha q vem aqui para "ajudar" falando um monte de merda.Agora a gente tem q ficar quieta e continuar fingindo q ta tudo bem pq sabe como é né? Tem gente feliz q n sofre nada, vai parecer q eles estão na merda tb, sério??????
Vá se lascar colega!




Camila D disse...

Exato. As pessoas e as circunstâncias são muito diferentes pra querer botar tudo num balaio só. Nem todo mundo lida bem com o bullying, e as marcas permanecem em maior ou menor grau.
E mais - situações de discriminação afetam a maneira como a pessoa se enxerga, e consequentemente, sua vida sexual. Às vezes nem é falta de pretendentes, mas a pessoa que se fecha pra relacionamentos porque a autoestima dela ta lá nos calcanhares.
Eu mesma nunca estive no padrão, mas também nunca fui obesa, e mesmo assim era zoada na escola. Minha autoestima não é lá essas coisas, tem dia que eu evito me olhar no espelho, mesmo namorando uma pessoa que acha toda a minha naturalidade (que a sociedade julga como imperfeições) perfeita, e demonstra isso todo dia.
Enfim, a questão é que cada um tem uma visão de si mesmo que afeta sua autoestima e sexualidade, e não é algo simples com que se lidar. Temos que respeitar a vivência das pessoas e tentar compreender, pelo menos.

Anônimo disse...

Anon de 01:53 e das 02:07, vc é a radscum, não é? O jeito de escrever é muito parecido. Acho que vc deve ser a radscum, sim, e deve tá escrevendo em anônimo por receio de seus comentários serem excluídos por causa da identificação.
Sabe, esse lance que você falou de ser transfóbica "sem querer" faz muito sentido, porque, afinal, se não há diferenças psicológicas entre homens e mulheres, o que faz um macho querer agir como uma fêmea se, em essência, possuem cérebros iguais?

Eu estava achando, alguns dias atrás, que havia diferenças cerebrais entre homens e mulheres, mas agora já acho que não, pois procurei outras pesquisas científicas e vi que há estudos se propondo a mostrar que o gênero é construção social. Estou lendo um livro muito bom que se chama "Homens NÃO são de marte, e mulheres NÃO de Vênus", da Cordelia Fine. Enfim, estou procurando estudos menos divulgados acerca do gênero e, que, contudo, não deixam de ser sérios, pois me parece que eles possuem menos riscos de atenderem a objetivos escusos. Mas, aí vem o grande X da questão, se o gênero é construção social, o que leva um indíviduo a querer assumir os pápeis de gênero do sexo oposto? Isso que não consigo entender, qual é sua opinião anon( ou talvez radscum) ?

De qualquer forma, não me identifico mais com o feminismo liberal e, por isso, estou começando a estudar o feminismo radical, que acho mais coerente. É nítido que há uma hierarquia de gêneros, há a supremacia masculina, e que como, claramente, o "O pessoal é político" é necessário ver questões como prostituição e pornografia por um viés coletivo, não individual.

Acho mesmo que vc é a radscum, pois sinto que ela nao conseguiria largar isso aqui tão fácil rsrs. Eu mesma não consigo. De qualquer forma,gosto da radscum, e fico feliz se for ela.

Anônimo disse...

4:14, isso seria verdade se a Lola não fosse um fake da Raven, que na verdade é um lider mascu...

Julia disse...

Nunca neguei que gordofobia existe. Claro que é existe, é gravíssimo e deve ser combatido. Pelo contrário, me considero uma ativista do tema. No meu primeiro comentário, falei da dificuldade de arranjar emprego. Já vivi varias situações onde o empregador deixou bem claro que o meu problema era única e exclusivamente ser gorda. Também já sofri bullying severo na escola. Transporte público, medicina inclusiva.... não faltam temas para a gente lutar.

É claro também que eu tenho toda a solidariedade do mundo com as meninas do post. Eu fico profundamente tocada com essas histórias, que também já foi a minha. Mas nesses meus trintas anos de vida sendo gorda e parte dele participando do movimento FAT PRIDE eu sei como é importante para o processo de aceitação a divulgação de exemplos positivos, principalmente para quem ainda está no começo desse caminho. O mundo já nos diz diariamente que GORDA È TRISTE, GORDA NÂO TREPA, GORDA DEVE SE ESCONDER e que o MUNDO NÂO NOS DESEJA. Tá na hora de espaços alternativos como esse reproduzirem o discurso oposto - "olha nós aqui: somos gordas e aceitamos a nossa sexualidade. Quem nos admira não é pervertido. Escolhemos viver nossas vidas sem nos desculpar por sermos quem somos e se nos olhar te incomoda, sinto muito". É uma estratégia similar a das feministas que lutam pela a inserção de personagens femininas fortes na mídia. Como eu queria ter conhecido mulheres como a Tess Holliday e muitas outras na minha pre adolescência, muitos dos meus medos desapareceriam.

A ideia é desmistificar. A vida sexual do gordo precisa sair do armário. Muita gente acredita que é preciso mudar a cultura para criar o desejo pelo corpo gordo, mas não é verdade. O desejo já existe. A segunda categoria mais consumida de pornografia no mundo é BBW. Existem milhões de homens no mundo que sentem atração pelo corpo obeso e vivem a vida toda no armário. Isso qualquer mulher obesa pode confirmar. Não tenho dúvida em afirmar que a enorme maioria delas já recebeu ou recebem propostas regularmente de homens que vivem em segredo por pura vergonha. E eu acredito profundamente que o caminho para libertação é a representatividade. O mundo precisa ver para se acostumar, mais ou menos como a questão dos casais LGBT. A gente tem que pegar um pouquinho de autoestima que temos e sair pra rua.

Julia disse...

Eu sou o Jonas, a Rê e a Raven? Não viaja, cara. Eu nunca nem comento. Só estou participando desse post específico porque acho que posso contribuir já que nem toda feminista participa ou se interessa pela questão da gordofobia.

Raven Deschain disse...

"4:14, isso seria verdade se a Lola não fosse um fake da Raven, que na verdade é um lider mascu..."

Isso aí. E vc é minha fake tb Julia. Pq afinal eu não tenho vida, nem trabalho, nem filho, nem videogame, nem sexo pra fazer. ¬¬

Samantha disse...

LOLA É A RADSCUM?????????????? Hahahahahahahaha.

Anônimo desinformado, radscum deixou de postar aqui assinando porque eu tenho deletado quase tudo o que ela posta.

Tem comentário dela no spam, tem briga minha e dela no post da ideologia de gênero (feito após a viagem da Lola), enfim, não viaja.

E anônimo das 16:14, não sei que droga você usou para concluir que Raven, Jonas e Julia são a mesma pessoa, mas olha, to querendo.

Rê Bordosa disse...

Anônimo 23:29,

Nenhum homem ou mulher deixa de fazer sexo/relacionar-se só porque é gordx, até porque ninguém se resume a "gordx" e não há nada de errado em ser gordx... A identidade de alguém, assim como sua interação social é algo muito mais complexo e envolve vários outros fatores.
Eu não conheço de perto o caso da S por exemplo, mas eu imagino que ela seja linda e tenha qualidades, por dentro e por fora, mas viva em um ambiente extremamente hostil e gordofóbico, que minou a auto-estima dela aos poucos, fazendo com que ela tenha pouca confiança no gênero oposto e atrapalhando sua interação social. Tenho fé que com o tempo ela consiga descobrir o quanto é fantástica e mudar para um ambiente que a valorize.
Também tenho fé que um dia, pessoas/ambientes que hoje são gordofóbicos, daqui ha um tempo deixarão de ser.
Os tais máscus que reclamam que mulher não gosta de gordo sofrem do mesmo problema... Mas não tiveram o mesmo caráter e estrutura que a S, pra segurar a onda e lidar com a situação daí colocam toda a culpa nas mulheres ao invés de perceber que gordofobia é um problema da sociedade como um todo... Daí partem pra agressividade contra o gênero feminino e recebem mais ódio de volta, que é a tal da recíproca.


Anônimos mimizentos que me acusam de postar anônimo,

Eu não preciso desse recurso de merda, ao contrário de vcs to aqui dando a cara a tapa.
Toda vez que que vcs não tem mais argumento começa essa palhaçada de dizer que todo mundo aqui é personagem da Lola, que fulaninho é beltrana se passando por cicrano.
Vão a merda! Continuo cagando pra todos vocês.


Júlia,

Fique tranquila, aqui é um espaço bastante imparcial, tem todo tipo de relato, pauta e discussão. Dá uma olhadinha em outros posts sobre o tema, garanto que tem muitos que vc vai curtir. Inclusive posts que dizem exatamente isso "olha nós aqui: somos gordas e aceitamos a nossa sexualidade. Quem nos admira não é pervertido".
Bjus!

Mila disse...

@Eu
Escrevi meu TCC sobre a Perséfone da novela Amor à Vida. Em toda a pesquisa eu me via nas teorias feministas sovre o corpo.
Na novela, as pessoas culpavam a Persefone pela humilhação q sofria, como se ela deixasse e isso ocorre na vida real, como vimos aqui nos comentários. Gordas ouvimos a vida inteira "conselhos" de quem nos ama e de desconhecidos. Eu mesma entrei em paranoia pq minha mãe dizia q eu estava morrendo, mesmo meus exames estando na faixa da normalidade.
Uma das razões que a gordofobia não seja levado a sério é pq é uma condição mutável. Eu, mesmo com o feminismo me empoderando, notei a diferença de tratamento qndo perdi 15 kg. Antes eu era ignorável, feia, indesejável. Depois eu era gostosa, namorável. Como negar os benefícios de ser magra nessa sociedade.
Proponho um exercício a quem diz que basta não ligar. Basta não ligarmos pro machismo, pro racismo pra homofobia pra eles pararem de existir? Vamos colocar na vítima uma culpa q tds temos?

Rê Bordosa disse...

Mila, olha aqui a diferença, da mesma pessoa magra e gorda, de como a sociedade a trata: https://www.youtube.com/watch?v=uyqn1XIleHc
Não tem como negar que a sociedade é cruel com quem é diferente.

Obs: eu sei que vão me tacar pedra por postar o link de um vídeo que aparece o Rafinha Bastos. Eu também acho ele um escroto, mas o vídeo aborda algumas questões interessantes.

Anônimo disse...

Ah tá, você está pensando que somos idiotas ne Samantha?
Tua briguinha ridícula na ideologia de gênero está óbvia que foi combinada entre voce e a Lola depois da viagem justamente pra afastar suspeitas. Alguns comentários inclusive nem aparecem mas você responde sozinha pelo fato de que eles sequer existem. A Radscum era FANÁTICA pela Germaine Greer e a Lola também sempre foi, inclusive até arrumou briga com transativistas por causa disso, pesquise no próprio blog sobre isso. Vocês tão querendo enganar quem? hahahaha

Rê Bordosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rê Bordosa disse...

Anônimo 12:52, essa é uma foto do meu rosto, não do corpo, não da pra julgar meu peso por ela, dãaaa. Vai fazer que nem mascu agora e ficar pedindo foto do meu corpo, dos meus peitos, da minha bunda pra ficar me avaliando?
O anônimo de merda agora quer saber meu IMC, meu tipo sanguíneo, meu histórico médico, CPF, endereço, signo... To dizendo, essa criatura ta me stalkeando. Bate punheta/siririca na madrugada com minha foto.

Mila disse...

Não não Maria Valéria, foi o contrário.
Talvez não tenha ficado claro mesmo. Quis dizer que mesmo tendo manequim 40 ou 42 (olha aí a magreza medida em número) ou não ter ninguém fiscalizando o que vc come, não significa que o emagrecido se livra dos efeitos da gordofobia a longo tempo. Pq mesmo se encaixando no padrão da mulher brasileira magra, a indústria da moda funciona de um modo para q nunca estejamos satisfeitas. A Susan Bordo problematiza isso bem qndo diz que não basta mais ser magra, agora temos de não ter gordura. Então, o escopo da gordofobia atinge múltiplos corpos. Toda vez que fala-se de gordofobia, as pessoas (inclusive feministas) acham q estamos falando de pessoas com obesidade mórbida. Não. A gordofobia tá atingindo quem é obeso, quem tem sobrepeso e até mesmo as "falsas magras", ou seja, até as minas magras q tem uma gordurinha na barriga estão sendo atingidas.

Anônimo disse...

Resumindo o post com os comentarios: gordas reclamando que nao fazem sexo. Pessoas aconselhando. Gordas recusando conselhos e falando que sao super depressivas pq nao tem macho pra transar e umas falando que transam de boa. E as que nao transam duvidando das que transam.

Vcs táo aqui num é pra pedir apoio mas pra reforçar conformismo.

Anônimo disse...

Gordas recebem oferta de sexo regularmente (de acordo com a Julia e a Nádia Lapa ia transar com 100 em um ano), homens gordos não recebem oferta de sexo.
Essa é a diferença que a autora do post não conseguiu acabar, o paradigma se mantém.
Um homem que recebe múltiplas ofertas de sexo (o que existe) tem que estar em inúmeros padrões estéticos e sexuais, ou seja, a tal da hipergamia feminina é provavelmente verdade.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 226   Recentes› Mais recentes»