terça-feira, 9 de junho de 2015

O HORROR DE PIAUÍ E AS VELHAS COBRANÇAS

Em todo crime bárbaro que acontece no Brasil vem uma turma pedir a cabeça dos verdadeiros culpados: os defensores de direitos humanos. Como se fossem esses ativistas que aplaudissem e fomentassem a violência, e não os linchadores que exigem olho por olho, dente por dente. 
Quando ocorre um crime bárbaro contra alguma mulher (e como isso ocorre com frequência!), vem uma turma cobrar: e as feministas? Por que aquelas inúteis não largaram o emprego, a família, a vida, para ir ao local onde o crime ocorreu e ajudar a vítima in loco? Por que elas não estão falando sobre o caso 24 horas por dia? Ah, só pode ser porque o cara que cometeu o crime bárbaro é esquerdista, ou é negro, ou é gay, ou é menor de idade, então elas não podem falar mal dele. 

Ah, essas teorias conspiratórias!...
Centro de Castelo do Piauí, a 199 km
de Teresina
Falando por mim, já publiquei duzentos posts sobre estupro. Porém, se eu não escrevo sobre o mais recente caso de estupro que chocou o país, é porque eu não me importo com as vítimas. Ou porque não sou feminista de verdade (e quem determina quem é ou não feminista é quem odeia o feminismo). Ou porque tenho interesses obscuros por trás. Ou porque os judeus que financiam não só o meu blog como todas as feministas do planeta (esta é uma das teorias da conspiração mais divulgadas) não permitem que eu escreva sobre menores de idade ou sei lá o quê.
O lindo mirante de Castelo do Piauí
Na realidade, há mil e um motivos para não se escrever sobre um caso bárbaro de violência. Talvez eu não tenha tempo. Sim, existe essa possibilidade, já que trabalho 50 horas por semana e não ganho dinheiro com o blog. Talvez, apenas talvez, meu blog não tenha a menor pretensão ou obrigação de ser uma página policial. 
Mas o mais provável é algo que já falei diversas vezes: não gosto de escrever sobre o óbvio. Repetir uma notícia de um crime bárbaro só pra manifestar minha indignação e possibilitar montes de comentários catárticos por aqui? Tô fora. 
Os quatro adolescentes presos
Se não tenho nada para acrescentar, não escrevo. Por isso é que quase sempre escrevo sobre reações a um caso bárbaro, mais do que sobre o caso em si.
Continuo sem ter muito o que acrescentar além da minha revolta para o terrível caso de Castelo, no Piauí. Mas agora sei um pouco mais sobre esta barbárie e corro menos risco de espalhar boatos, que é o que brota aos montes assim que uma notícia corre. 
Na tarde de 27 de maio, uma quarta-feira, quatro amigas, garotas entre 15 e 17 anos, foram tirar fotos num dos principais mirantes de Castelo do Piauí, uma pequena cidade de 20 mil habitantes. O morro a que se deslocaram, em duas motos, é de difícil acesso. Esta matéria de um jornal local contém alguns vídeos do trajeto que as meninas fizeram. Em algum momento deste trajeto (ainda não se sabe exatamente onde), elas foram rendidas por um homem e quatro garotos, também entre 15 e 17 anos, que não conheciam. Esses rapazes usuários de crack as espancaram e estupraram e, por fim, as jogaram amarradas, uma por uma, do alto do morro -- uma altura de um prédio de três andares. 
Danielly, 17 anos, vítima fatal
Danielly, a primeira a ser jogada, amorteceu a queda das outras três. Depois de passar dias na UTI e se submeter a várias cirurgias, a menina de 17 anos, que estava no terceiro ano do ensino médio e sonhava ser médica, morreu ontem
Ainda no dia 27, a polícia encontrou as duas motos. A população da cidade acreditava que as garotas, então desaparecidas, haviam sido sequestradas. Houve protestos e queima de pneus em frente à delegacia. 
Adão, considerado mentor dos crimes
A polícia já estava à procura de Adão José de Sousa, 40 anos, porque cinco dias antes ele (que cumprira mais de 13 anos de prisão em São Paulo), com um comparsa também maior de idade, havia assaltado a gerente de um posto de gasolina em Castelo. A vítima foi baleada no ombro.
Não se sabe se, no dia 27, os rapazes ouviram a polícia se aproximar do morro, e por isso jogaram as meninas do desfiladeiro. Mas o fato é que a polícia esteve no morro e não viu as vítimas numa vala. Só mais tarde, no mesmo dia, elas foram encontradas e levadas ao hospital. 
O promotor de Justiça
Presos no mesmo dia, Adão e os quatro adolescentes por pouco não foram linchados pela população. Todos foram transferidos para Teresina. 
Antes da morte de Danielly, o promotor do caso anunciou que pediria quinhentos anos de prisão para cada um dos acusados. E, segundo a matéria d'O Olho, "prometeu ir atrás de brechas jurídicas para manter [os menores de idade] o máximo de tempo encarcerados, já que há subterfúgios judiciais que permitem que adolescentes que cometem crimes hediondos no país possam ficar presos mesmo após completarem 21 anos". 
Imagem do desfiladeiro
No dia seguinte ao crime hediondo, este mesmo jornal (que lembrou que 500 mulheres são estupradas por ano apenas no Piauí) publicou um excelente editorial, assinado pela editora-chefe: "Por que não chamar estupradores de monstros". Diz ela:
"A verdade é que estupradores são pessoas comuns [...]. Estupradores podem ser drogados sem consciência, mas nem sempre. Não existe punição de monstros, porque monstros são seres que vivem no universo da fantasia. Na própria nomeação dos criminosos, o estupro deixa de ser reflexo de uma sociedade de gêneros desiguais para ser da esfera do irreal. [...] 
Passeata em Teresina
"Se as mulheres passarem a ser vistas como seres humanos, de igual para igual com os homens, dificilmente seriam brutalizadas, porque não se brutaliza um semelhante. Respeito ao próximo e igualdade de gênero é discussão para pais e filhos, alunos e professores, toda a sociedade, em todas as camadas e esferas institucionais."
Na terça passada, um grupo de cerca de 70 pessoas, mulheres em sua maioria, fez uma passeata pelo centro de Teresina pedindo o fim da violência. Muitas pessoas já haviam doado sangue e dinheiro.
Casa da família de um dos
adolescentes acusados
O Olho também publicou uma reportagem bem completa, mas muito preconceituosa, sobre os "quatro garotos mais odiados do Piauí". Preconceituosa porque a matéria faz parecer que os adolescentes cometeram o crime por serem pobres. Lá pelo meio os jornalistas contam que as famílias dos acusados, todas miseráveis, eram beneficiadas com o Bolsa Família. 
José Philippe, de outro crime
O jornal repete que todos os garotos tinham passagem por delegacias (eles não são os únicos, aliás -- um outro caso que vem sendo discutido, sobre um rico promotor de eventos no Rio, mostra que o acusado colecionava oito passagens pela polícia). 
É também desnecessário publicar fotos das mães dos garotos. Não são elas as culpadas. Essa atitude, inclusive, pode por em risco a vida de irmãos dos acusados. Uma coisa fica evidente: se os adolescentes que cometeram o crime forem soltos, eles serão mortos. 
Casa de outro adolescente
Não é a pobreza que causa crimes. Estupro é comum em todas as classes sociais. É, aliás, um crime que frequentemente não é denunciado, e que raramente é punido. Como diz o editorial do jornal, se meninas e mulheres não fossem consideradas inferiores aos homens, elas não seriam tão bárbara e cotidianamente brutalizadas por tantos deles.
O que sabemos é que só pobres vão pra cadeia. Com isso não quero dizer que os cinco autores desse crime horrível no Piauí não sejam punidos. Quero que sejam punidos. Mas sem usar isso como uma bandeira ideológica para colocar sob suspeita automática todos os meninos pobres do país. Se vamos apontar um culpado, este tem nome conhecido: a velha misoginia. 
UPDATE em agosto 2015: Um dos adolescentes acusados do crime foi espancado até a morte na prisão, em Teresina. G. era considerado o delator do grupo. Esta matéria sobre o jornalismo justiceiro é muito boa. 
Se esta denúncia for provada verdadeira, é um escândalo: um comandante da PM teria pagado entre 2 e 2,5 mil reais a um dos menores para "causar terror" em Castelo do Piauí. Desta forma, a firma de segurança particular do PM com seu filho poderia lucrar. O PM está sendo investigado.

113 comentários:

Anônimo disse...

E a marcha das vadias a favor das meninas, vai ser quando???

Anônimo disse...

E sim, as mulheres sempre serão as primeiras sacrificadas no altar da esquerda!

Anônimo disse...

esse post não vai ser tão comentado quanto o anterior pq os machinhos tão pouco se fudendo pra mulher estuprada, homem é um ser deprimente e demente.

Anônimo disse...

"O que é preciso para vcs mudarem de atitude???"

Acho melhor você esperar por isso deitado em uma rede de frente pro mar, tomando água de coco...

D Stoffel disse...

É estranho que cobrem de nós mulheres uma resposta por um tipo crime cometido por maioria esmagadoramente homens, ou parece que não sabem que somos contra isso,
Ingenuidade ou falta de caráter querer inverter as coisas é melhor cobrar de nós uma resposta ou dos homens. Ou será precisamos marchar todo dia contra estupro porque isso ocorre sempre.

Não somos histéricas , a verdade é que estão sempre testando nossa paciência...

Jonas Klein disse...

Esse caso e horrível sob todos os aspectos. Agora e importante que diga que enquanto não mudar as leis e o seu efeito na pratica, não vai mudar nada neste pais, pois esse e o tipo de crime que se pode ver, e que o sentimento de impunidade foi o principais motivador dele.

E eu não sei ate que ponto essas quatro moças, tiveram alguma possibilidade de defesa, ate porque nem se sabe ao certo como tudo ocorreu, mas se elas estivem bem preparadas para se defender diante uma situação de violência, talvez nenhuma delas tivesse sido estuprada nem morta.


Agora a editora-chefe do jornal esse disse uma bobagem:

"A verdade é que estupradores são pessoas comuns [...]. Estupradores podem ser drogados sem consciência, mas nem sempre. Não existe punição de monstros, porque monstros são seres que vivem no universo da fantasia."

Estupradores não são pessoa normais de modo algum. outra coisa o fato de usar uma substancia psicoativa, não pode ser usado para atenuar a culpa do acusado nem diminuir a pena, porque se não fica muito fácil para os bandidos, se drogarem de proposito para usar isso como desculpa perante o justiça caso sejam pegos...


Anon 18:45

Fica quieta que opinião de radtroll aqui não vale.

Anônimo disse...

o que os homens tem mais medo que ocorra na cadeia é o que as mulheres tem na vida

Anônimo disse...

sou contra pena de morte matar alguém e nojento prefiro deixar morfando na solitária é de enlouquecer.
eu não sou contra nem a favor da maior idade mas acho que não vai mudar o problema do Brasil é outro, muito maior que isso.

Julia disse...

É falta de caráter mesmo, D. Stoffel.
Por isso vem ficar de gracinha em blog feminista.
Fosse na minha frente que fizessem essas insinuações iriam ler uma bifa bem no meio da cara.

Julia disse...

Jonas Klein, quem pensa que é é para dizer que comentário vale ou não aqui?
Recolha-se a sua insignificância, idiota.

Anônimo disse...

Lolinha e demais leitorxs: e vocês sabiam que no Governo Lula a pena do estupro, na prática, foi atenuada, na grande maioria dos casos? E por culpa das feministas e dos politicamente corretos?
Procurem se informar. Se duvidarem, busquem nos sites do STJ e do STF o entendimento jurisprudencial atual com os termos de busca: estupro, crime único.

Anônimo disse...

Fica difícil argumentar sobre direitos humanos e propor ações que visem mudar de fato a sociedade (educação!) com quem já sai pedindo cadeira elétrica.....acho que não dá pra tentar dialogar com tanto ódio engarrafado nessa visão simplista e equivocada da pena de morte.
É uma pena (se me permitem o trocadilho:) e dá uma tristeza. ....

Beatriz

Ana disse...

Reclamam pq vcs são a incoerência em pessoa, tem raiva dos crimes contra mulheres mas só se for adulto, adolescente ingênuo n merece passar anos e anos na cadeia, tem que ficar três aninhos preso e tá bom, coitados, eles são vítimas.
E n é que eles tenham que ficar presos com adultos, fiquem na Febem ou no raio que os parta mas q cumpram adequadamente a pena.
E vejam como demonstram raiva pela reação das pessoas que queriam linchar os pobres adolescentes, mas pelos adolescentes coitadinhos, n mostram um terço dessa raiva.
É isso aí que irrita nos defensores do direitos humanos, o criminoso pode fazer o que for que n se espantam mas se alguém ousar xingar os criminosos, aí esse alguém vira lixo.

Anônimo disse...

Esse tipo de situação dá um SEVERAL BUG na cabeça das feministas:
Estupro de garota menor de idade seguido de morte cometido por adolescentes.
Elas não sabem que lado defender...

Ah, se fosse "Estupro de garota menor de idade seguido de morte cometido por HOMEM MAIOR DE IDADE": Bradam Prisão Perpétua!!! Castramento químico!!! Trabalhos forçados!!! MATEM ELE!!!! HOMICIDA BANDIDO OPRESSOR!!!

Mas, se o criminoso vagabundo for menor de idade elas não sabem qual lado escolher... Ficam tipo: "Prendam, mas só um pouquinho, tá??? Não maltratem eles, não, pq são criançinhas em desenvolvimento..." KKKK!!!

Quer ver se um crime de estupro desses for cometido por uma lésbica afrodescente menor de idade contra uma mulher madura... Isso aí dá FATAL ERROR e tela azul do Windows na cabeça das feministas...

Depois que eu digo que elas só sabem gritar, tagarelar, tirar a roupa, e não têm um discurso coerente, brigam. Pode isso, Arnaldo???




Anônimo disse...

Faltou dizer que as vítimas tiveram os bicos dos seios cortados e os olhos furados, além de cortes nos pulsos e em outras partes do corpo. Não sei se essas informações são só boatos, mas foi o que li no g1 e em jornais do Piauí no dia do crime. Se isso for verdade, torna o crime ainda mais terrível e brutal. Sou contra a diminuição da maioridade penal e violências em geral, mas neste crime seria a favor até do linchamento dos criminosos.

Anônimo disse...

Isso é verdade. Elas ficam com cara de cu quando isso acontece. Por que não podem pedir punição dura, já que outro dia estavam bradando que prender o menor "não resolve".


E não podem pedir punição branda, já que as vitimas são do sexo feminino.

aí, ficam com cara de cu.

Zero disse...

ninguém aqui tá pedindo pra ninguém sair vestido de Batman por aí fazendo justiça, e sim ter coerência.

antes que venham com mimimi "não tem empatia". por BANDIDO não tenho empatia nenhuma mesmo...

é pelo fato de ainda ter empatia por cidadãos de bem, que apoio todo tipo de punição a bandido, seja ele menor ou não...

teve um petista no twitter que disse que eu era conivente com a KKK por ser a favor da redução da maioridade penal... tá foda....

Anônimo disse...

Que fixação com cu, heim anom 20:33?
Já pensou em fazer terapia?
Não tem cara nenhuma! Quem defende direitos humanos não concorda com pena de morte nem pra homem, adolescente, mulher, girafa e nem mesmo para uma anta como você!

Anônimo disse...

"Fosse na minha frente que fizessem essas insinuações iriam ler uma bifa bem no meio da cara."

Gentem!!! Feminista fazendo apologia da violência!! Coerência, onde estás que não responde?

Zero disse...

penso que direitos "humanos" deveriam ser pró humanos, e não pró "desumanos" como esses maníacos....

mas Felipe Moura "Brasil" não é parâmetro pra NADA... o cara tem o Olavo como mentor e até pôs na capa de perfil do Twitter. patético...

ele só quer polemizar. tipos como ele serão os primeiros a virarem casaca se o governo mudar de mãos nos próximos anos... certo...

Anônimo disse...

"E sim, as mulheres sempre serão as primeiras sacrificadas no altar da esquerda!"

Taí uma verdade.

Não sou a favor de redução de maioridade penal para crimes que não envolvam agressões física (roubo, assalto, tráfico). Mas com crimes bárbaros como esse, é injusto míseros 3 anos de prisão. Sejamos sinceras, se ficarem 3 anos ou 30 anos, não existe recuperação para garotos assim (falo inclusive por serem usuários de crack). A diferença é que, presos por mais tempo, terão menos chances de cometer outro crime para então ir presos novamente.

Sou feminista e sou de esquerda mesmo não aceitando o discurso de "pobre adolescente que não teve oportunidades na vida".

ps. Não estou concordando com nenhum mascu-troll. Não me joguem na mesma laia.

Raven Deschain disse...

O anônimo que não sabia o significado do verbo "defenestrar".

Dá um livro.


E Jonas, cale a boqui, véi!

O comentário dela está certíssimo! Não vai ter tantos comentários mesmo pq vcs cagam se mulher foi estuprada, desde que o material para punheta esteja garantido.

Anônimo disse...

ÔOOO Anon de 8 de junho de 2015 20:43:
Tá SERTO!!!! (É ironia e erro proposital, OK, professoras de Português)

Os direitos humanos das 4 meninas foram respeitados, né????

Vc acha que esses bandidos estupradores desgraçados FDP merecem algum tipo de "Direitos Humanos"??? PQP, FDP!!!

Primeiro: esses vagabundos não são humanos. São só organismos que comem (às nossas custas), cagam e se drogam. Não servem pra nada!! São só dor-de-cabeça e despesa. Não fazem falta nenhuma no mundo. Nem a mãe de umas desgraças dessas é capaz de falar bem de vermes dessa estirpe e não ser xingada.

E vc defende!!! PQP!!!

Dá o seu endereço/telefone pra eles te fazerem uma visitinha quando saírem da cadeia, tá bom??? Ah, e vai visitar eles lá na cadeia, ajude eles a ter comidinha de 1ª, roupinha lavada, banho de sol, visita íntima, auxílio-reclusão, e etc...

Afinal, eles merecem todos esses direitos humanos, né????

Deixassem esses aí comigo por um dia, e me dessem salvo-conduto durante essas 24hs, vcs todos iriam ver como se oferta direitos humanos pra esse tipo de verme rastejante pútrido!!!

Iria fazer em praça pública, transmitido para todos os lares do Brasil!!! E minhas mãos chegam a coçar de vontade!!! Não iria sobrar nem uma parte do corpo maior que 10cm desses vagabundos. E iria fazer o serviço beeeeem devagarzinho, com eles vivos - até quanto aguentassem - e faria um sorteio para ser um de cada vez - com os outros assistindo.

Oh, Meu Deus!!! Dê-me uma única oportunidade de fazer o certo, e eu certamente o farei!!!!

Só na faço pq vou ser incriminado - não existe salvo-conduto nem legítima defesa, neste caso - e eu não sou uma pessoa de bem e correta. Não posso me sujar por uns vermes malditos.


Anônimo disse...

Retificando:
"Só não faço pq vou ser incriminado - não existe salvo-conduto nem legítima defesa, neste caso - eu não!!! Sou uma pessoa de bem e correta. Não posso me sujar por uns vermes malditos."

Jonas Klein disse...

Anon 20:16

E meu chapa, nessas horas apara uma a mulher de esquerda deve ser uma tristeza ser feminista, pois se por um lado ela s tem obrigação por questão de coerência ideológica, defender impunidade, por outro por serem feministas sabem que deveriam pedir punição com o máximo rigor possível a estes bandidos psicopatas. E olha esse bug fatal que da na cabeça das feministas de esquerda, só com formatação para resolver.

E sabe por isso que legal ser feminista e de direita, pois ao você pode ate pedir penal de morte para estes monstros (os monstros que me desculpem), sem ser nada incoerente com a sua ideologia...


Julia e quem você pensa que é para me contestar? Mas vamos fazer assim se você fizer o que me sugere, eu atendo o seu pedido. Antes que eu esqueça aquele debate, que te ter propus mês passado, e você fugiu ainda esta de pé.

Ta com medinho de mim?

Reven vai ver se ou to lá na esquina, e lembre-se quem rir por ultimo rir melhor.

Anônimo disse...

Cara, se eu fosse juiz, cada um desses defensores de direitos humanos que viesse ficar com pena de menores de idade infratores ia ganhar um presente: um termo de guarda! É, isso mesmo. Vai levar pra casa e ficar com a guarda do menor pra evitar que o coitadinho fique sob a custódia do Estado opressor.

Anônimo disse...

De bem e correta? Você é um psicopata!

Anônimo disse...

Psicopata! Fica aí com as mãos coçando de vontade de matar? Trucidar? Não interessa o motivo: psicopata!

Elen disse...

Elas foram espancadas, estupradas e jogadas como lixo num barranco e as pessoas juram que a justiça está sendo feito com esses vermes ficando presos por 3 anos. Daqui a 3 anos, eles saem vivos de lá numa boa mas uma das garotas continua morta e as outras provavelmente continuaram traumatizadas pelo resto da vida, isso se n morrerem tb.

ONDE QUE ESSA PORRA É JUSTA????????????????? FODA-SE QUE SÃO MENORES DE IDADES, SÃO CRIMINOSOS CRUÉIS E TEM QUE MOFAR NA CADEIA MESMO!!!!!

Com certeza vão tentar limpar a barra deles um pouco pondo a culpa nas drogas, como se todo viciado saísse por aí matando, estuprando...

Raven Deschain disse...

Eu não. Magina se vc estiver mesmo nessa esquina?

Cruz credo.

Anônimo disse...

Ai falem o que quiser, mas por mim essas pessoas podiam morrer sim.
Solidariedade so com as vitimas. Gente que tem coragem de fazer isso que morra ue! O cara ficou preso. Cadeia nao reabilita. Pelo menos teriamos certeza q essas msmas pessoas nao cometeriam crimes

Anônimo disse...

So digo que se fosse com alguém da minha família este homem e os "de menor" já estariam mortos. Pagaria alguém pra matá-los na cadeia sem dó. E sou feminista e de esquerda. Violência deste modo não tem perdão.

Anônimo disse...

Muito esclarecedor esse seu "discurso"!
Não dá nem pra responder!
Só acho que você está no blog errado, vá destilar todo o seu ódio em outro lugar!

Anônimo disse...


A verdade é que as pessoas esperam...ou melhor EXIGEM que as feministas acabem com as denúncias de estupros sem, no entanto, mexerem nos privilégios masculinos de escolherem suas vítimas. Quantas vezes feministas (de todas as vertentes) são ameaçadas com estupro ao apontarem misoginia em alguma atitude masculina? Quantas são ridicularizadas por alertarem que, veja bem, atitudes sexistas ensinadas aos meninos acabam em ...misoginia?

Anônimo disse...

Feminista de esquerda com discurso de pena de morte pelas próprias mãos? Olha, acho que você está um pouco confusa.....

Donatien Alphonse François disse...

"Não sou a favor de redução de maioridade penal para crimes que não envolvam agressões física (roubo, assalto, tráfico)."

Em que universo esses crimes não envolvem violência? Roubo e assalto são a mesma coisa, envolvem grave ameaça e/ou agressão e morte da vitima na maioria das vezes.
O trafico é a atividade criminosa que mais mata no mundo, mata os usuários pelo uso e/ou pela cobrança de dividas, destrói famílias as vezes da pior forma possivel, mata os traficantes que combatem outros traficantes por território e policiais também, que combatem o tráfico. Os usuários com sua "liberdade de escolha" promovem tudo isso.

Com relação ao post, não vejo isso como uma questão de gênero, mas como um problema gravíssimo de cultura de impunidade, criminosos de qualquer idade se sentem livres para fazer o que quiserem, com quiserem, porque acreditam que não vão pagar por isso. Eles precisam saber que vão pagar, desde a tenra idade, se agredirem alguém, física ou verbalmente, se infringirem a lei, seja ela qual for, vão pagar na justa medida da lei, sem exageros, sem barbarismos. Minha mãe sempre me dizia: filho respeite as professoras, na escola elas são como a sua mãe. Hoje o que se vê são alunos batendo em professores, meninos e meninas brigando depois da aula, alguém filmando e postando em rede social depois, esse crime foi o ápice de toda essa degenerescência. Enfim, espero sinceramente que esses criminosos passem o resto de suas inúteis vidas na cadeia.

Anônimo disse...

Nossa, quanto discurso de ódio!

Anônimo disse...

É mesmo!
Esse povo do ódio deveria ir jogar ovo na TV vendo o comercial da Boticário!
Ao invés de ficar planejando trucidar bandido.

Anônimo disse...

Os estupradores desumanizam as mulheres.
Eu desumanizo os estupradores. Se eu fosse a estuprada ia querer ver o cara morto. Entao acho que mtas vitimas tb iriam querer. E defendo elas. E nao eles.

Anônimo disse...

Pq? Amo gays e odeio estupradores. Vai dizer que da mesma? Odiar alguem q te faz mal e o msm q odiar um inocente?

Jesse disse...

Discordo, Jonas, sobre a editora-chefe do jornal. Hannah Arendt, uma das maiores pensadoras do século XX, tornou-se extremamente impopular ao apresentar ao mundo, em meio ao julgamento de Eichmann (responsável pela logística nazista de transferência de prisioneiros), a noção de banalidade do mal. O mal banal é muito mais assutador do que o do monstro. Pessoas "normais" que perdem o contato com a própria consciência, que agem para manter os privilégios que acreditam ter e valer mais do que a vida dos outros, seja emprego ou fazer sexo com quem desejam.

Anônimo disse...

Os estupradores estupram, porque você não estupra também?
Que lógica fuleira essa sua!

Luciana S. disse...

Tá Lola, não fui eu que pedi por esse texto, entendo que te encheram o saco e que você não tem que atender tais cobranças, mesmo porque esse é um blog pessoal. Mas sim, você tinha muita coisa pra acrescentar, então, obrigada pelo texto!!! Eu não sabia como o crime estava sendo tratado na localidade e é uma triste constatação ver que o feminicídio mais uma vez é o de menos para quem retrata o crime (assim como foi no Realengo e tantos outros). Mais fácil culpar a pobreza, a loucura, ou qualquer outro motivo que passe pela frente do que a misoginia...

Anônimo disse...

Quando a editora-chefe do jornal disse que estupradores não são monstros, ela quis dizer que o risco está mais perto do que pensamos. Não é só aquele bêbado da esquina que perturba quem passa, ou o foragido da polícia. É o seu tio, o seu vizinho, seu namorado. Ela tampouco disse que todo homem é estuprador, mas que numa sociedade onde mulher é vista como inferior, é ingenuidade achar que um pervertido tem isso escrito na testa. Até porque monstro não tem consciência, logo, é praticamente um inimputável, e a culpa é de quem cruza o caminho deles.
Sobre os assassinos, não vou negar que parte de mim gostaria que fossem linchados, mas isso resolve a onde de crimes? Não. Mesmo assim, que esses malditos sejam impedidos, antes que façam o mesmo com outras meninas.

Dan

Anônimo disse...

Le oq tu falou. Eu estou querendo o mal deles e nao ser uma estupradora IGUAL eles. Querer o mal de um criminoso nao é a msm coisa q querer o mal de um inocente. Eles matam inocentes. Por mim eles (criminosos) seriam os mortos.

Anônimo disse...

21:28 e 21:30:
Ah, VSF!!!! Imbecis!!!

Anônimo disse...

Esse povo do ódio deveria ir jogar ovo na TV vendo o comercial da Boticário!
Ao invés de ficar planejando trucidar bandido.


kkkkkkkk e os bandidos são o povo da paz? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Não, são outro povo do ódio!
Esse é o problema: ódio pra todo lado:(

Anônimo disse...

Olha, eu fui abusada quando criança por um parente. Esse parente morreu em um latrocinio a uns 2 anos. E eu fiquei...aliviada. Agora vai mesmo dizer que eu sou uma destiladora de odio que nao respeita a vida humana? vai ter a coragem de dizer que eu devia perdoar ou não desejar a morte de alguem assim?
a desigualdade pode motivar mts crimes, eu concordo. Concordo q nao se pode exigir de uma pessoa q nunca teve uma estrutura, que respeite as nossas leis. Acho que o trafico, os roubos sao sim motivados por isso.
Mas se fosse assim, a desigualdade de genero tb poderia motivar q mulheres matassem os homens privilegiados, não?
Eu acho sim que homens estupradores são seres inferiores. E que nem o machismo é desculpa pra isso. Você pode ser machista sem matar ou estuprar alguém. O machismo causa diversas desigualdades, diversos abusos. Faz com que a mulher sempre seja julgada. Deve ser combatido com educação.
Mas o ato do estupro não merece misericordia. Não tem justificativa. Uma pessoa dessas não tem nada de bom

Anônimo disse...

O seu alívio com a morte do seu abusador é absolutamente legítimo!
Mas daí a ficar descrevendo como trucidaria um estuprador de uma notícia no jornal é uma longa distância. Com todos os comentários anônimos fica difícil mas 21:05, Elen, 21:59, 22:02, 22:20....puro ódio sem perspectiva de solução a não ser matar e pronto (como se resolvesse)

Anônimo disse...

23:30 sou a das 23:17
mas eu achava que ele tinha que morrer!!! achava que ele merecia uma pena de morte! e defendo quem pensa assim tb. Acho que deviam se preocupar mais com a vitima do que com o que vai acontecer com o cara. Não acho que só o patriarcado o motivou. Acho que ele era uma pessoa ruim tb!

Anônimo disse...

Eu também acho que são pessoas ruins!
Só não acredito que a pena de morte e, pior ainda, alimentar um ódio pessoal pelos criminosos resolva alguma coisa!

Julia disse...

"Gentem!!! Feminista fazendo apologia da violência!! Coerência, onde estás que não responde?"

Você está pensando que toda feminista é pacífica, generosa, paciente? Não vai confiando nisso não que você pode se dar mal. Quer coerência cobre a coerência de cada uma antes que você se prejudique.

Elen disse...

Anon 23:30

Querer q eles fiquem presos é ódio e é o mesmo que querer q eles morram??? Vai se lascar.

Anônimo disse...

Sou feminista e me identifico na maioria das vezes com a esquerda. Mas prefiro nem me declarar de esquerda, pois acham que só por isso sou obrigada a concordar com tudo que eles defendem, não concordo com tudo nem no feminismo.
Sim, sou a favor da pena da morte ou então uma reclusão eterna para bandidos desse nível de crueldade, não importa se são menores de idade. Só não concordo com tortura física ou linchamento, pois penso que quem tem coragem de praticar tortura, mesmo em um bandido cruel, também já se tornou um deles.
Porque eu não teria coragem de torturar outro ser, por mais hediondo que fosse, mas nos casos em que envolvem a vítima ou a família, até entendo o desejo deles de pagar na mesma moeda.
Então acho que o melhor seria a cadeia sem mordomias(mas também não em condições subumanas, porque isso já é tortura) e não importa se são menores de idade. E a pena de ''500 anos'' para cada um. De qualquer forma, devem perder a ''vida''.

Anônimo disse...

"Você está pensando que toda feminista é pacífica, generosa, paciente? Não vai confiando nisso não que você pode se dar mal. Quer coerência cobre a coerência de cada uma antes que você se prejudique."

Santa, acho que você está precisando de ajuda...

Anônimo disse...

Só quero complementar, também não concordo com tortura psicológica... Mas acho que a ideia de passarem o resto da vida presos(se assim fosse possível nessa realidade) já é tortura o suficiente pra qualquer um.

Anônimo disse...

Desculpe Elen, me confundi com o seu comentário. ...realmente você não defendeu a pena de morte. É que foi bem raivoso o comentário com toda aquela caixa alta pedindo justiça que eu confundi.
Perdão.

Anônimo disse...

Puxa gente, eu estou me sentindo uma ET porque eu acredito em reabilitação!
Não com o sistema carcerário que temos hoje, claro, mas sou contra a pena de morte e contra a prisão perpétua (até para estupradores e outros crimes hediondos).
Acho que as "pessoas ruins" são vítimas da sociedade sim e que podem/devem ser reabilitados.
Acho que a falta de estrutura durante a infância e o uso de drogas podem favorecer (e muito) a perda dos valores e das referências morais (muitas vezes a ausência total pela "criação").
Uma pergunta: alguém que está aqui dizendo que o uso de crack não tem nada a ver já usou drogas?
Eu já usei bastante e vários tipos e posso dizer que é foda! Dá pra fazer absurdos sob o efeito delas...viciados pesados então: é pior que degradante, é enlouquecedor!

Anônimo disse...

Mas e as vítimas? Só pensam nos bandidos e nas vítimas não... Com elas ninguém parece preocupadas se não melhorarem, quais traumas vão ficar, e o medo que fica por causa da impunidade. Essas pessoas tiveram as vidas destruídas, e uma delas não vai ter nem chance de se recuperar. E o sentimento das vítimas, vocês menosprezam? Elas deveriam ao menos saber que os bandidos não vão ficar 3 anos e depois ficarem livres. Vocês vão exigir que elas perdoem? Vocês não passaram pelo que elas passaram, como podem dizer que elas deveriam perdoá-los ou não? Eles vão ter uma segunda chance, pois bem, mas será que vão se arrepender mesmo ou vão apenas sossegar para não serem presos de novo? Acho insensibilidade com a dor das vítimas da parte de vocês. Não deve existir punição pra vocês, só reabilitação... Pra ambos, vítimas e bandidos. Já eu penso que quem faz algo ruim assim merece a punição pro tamanho do crime, quem merece e precisa recuperar a vida são as vítimas.

Anônimo disse...

Acreditar em reabilitação não é ser insensível a dor das vítimas!
Ser contra a pena de morte não é ignorar o sofrimento das vítimas!
Ninguém aqui foi contra as vítimas! É porque o apoio a elas e a sensibilização com sua dor são óbvios! E acho que há um consenso sobre isso (um consenso Lola!!!! )
O debate ficou para forma de punição para os criminosos

Elen disse...

Tudo bem anon 00:15

Anônimo disse...

Eu sofri abuso há poucos anos atrás e fantasio frequentemente com o sofrimento da pessoa que me feriu! Fico imaginando as mais variadas formas de tortura e de mutilação. Mas sou contra a pena de morte e sei que vou superar a necessidade que sinto de imaginar tanto sofrimento.

Anônimo disse...



É inacreditável como cagam e andam para as vítimas, só querem confortar o marginal e mais nada.
Queria ver se iam ter coragem de chegar nessas meninas e falar na cara delas, que os agressores n podem ficar muito tempo presos, pq ELES são as VÍTIMAS da sociedade e que eles importam mais do que a merda toda que fizeram com elas.
Q eles são coitados, n elas. E que se por um acaso elas estão esperando que fiquem presos ou morram, só mostra como ELAS tem ódio no coração.

Pra defender esse tipo e arranjar mil e uma desculpas para a barbaridade que fazem, tem que ser tão psicopata quanto eles.

Aline disse...

Acho que as "pessoas ruins" são vítimas da sociedade sim e que podem/devem ser reabilitados.


Hitler foi uma baita vítima da sociedade hein? É culpa de todos ele ter sido louco, psicopata, sádico, cruel... menos dele.
Cara... como alguém engole essa????????
E droga n é desculpa, conheço gente que se droga e n sai por aí matando, estuprando os outros, quem faz isso é ruim mesmo e a sociedade tem nada a ver com isso.

l6 disse...

Pois entao eu sou um psicopata! A vontade que me da e bater nesses caras com um pau cravado de pregos ate a morte

Anônimo disse...

Nesse caso eu sou contra a pena de morte oficial porque eu acho que seria muito pouco matar eles com um remedio ou fuzilados.
Essas desgraças deviam ser pendurados pelos pes (para o sangue ir pra cabeça e nao desmaiarem) e serem esfolados vivos, claro que depois teria que recolher tudo pra nao submeter os urubus a tal carniça e enterra-los em caixoes com furos para os vermes poderem vomitar.

Anônimo disse...

O que me assusta em comentários como o do Anon das 2:00 é essa descrição sádica do prazer de ver o outro sofrendo... por pior que esse outro seja. Sou a favor de prisão perpétua em solitária (mesmo - não essa palhaçada de trinta anos cheio de abatimentos pra sair antes), porque por pior que o outro seja, nunca quero chegar a ser como ele, nunca mesmo. Que ele fique impedido de fazer qualquer mal trancafiado, convivendo apenas com a pior pessoa possível, ele mesmo.

Anônimo disse...

Esse é o tipo de caso que deveria ter pena de prisão perpétua para todos os envolvidos. Quem chega a esse nível de sadismo não tem volta. É o tipo de crime que a chance de reincidência é muito grande.
Mas não, não acho que eles devam ser linchados. Que tipo de civilização seríamos se nos comportássemos pior do que aqueles que devemos punir??


E não me surpreenderia nadica de nada se o tipo de gente que diz "cadê as feminazi agora" são os mesmos que adoram bradar "se tivesse em casa lavando louça, nada disso teria acontecido".


Jane Doe

Anônimo disse...

Isso também assusta!!!!

Anônimo disse...

Se desigualdade fosse o grànde culpado, mulheres negras seriam a maioria das criminosas

aiaiai disse...

Pessoal,

tem um jeito simples e efetivo de ajudar às vítimas desse crime horrendo. Doem qualquer valor para a campanha Flores para elas. O dinheiro não vai mudar a realidade do trauma que sempre sentirão, mas vai ajudar às famílias dessas meninas a cuidarem delas https://www.vakinha.com.br/vaquinha/campanha-flores-para-elas

é bem mais útil do que desejar vingança para os estupradores. Neste caso, eles estão presos e serão julgados. Na maioria dos casos nem são encontrados. e, pior, muitas vezes colocam a culpa nas vítimas.

por último gostaria de lembrar o caso da menina Araceli que foi estuprada e morta por dois playboys da TRADICIONAL FAMÍLIA capixaba. Ricos, eles nunca foram presos. o crime ocorreu em 1973 e eles só foram julgados em 1991, quando foram inocentados apesar de provas e testemunhas contra eles. A Araceli é um símbolo na luta pela vida das crianças. O dia que ela morreu, 18 de maio, é o dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças http://www.acolhida.org.br/18-de-maio-dia-nacional-de-combate-a-exploracao-sexual-de-criancas/

Anônimo disse...

Acho que as "pessoas ruins" são vítimas da sociedade sim e que podem/devem ser reabilitados. 

Entao estupradores da menina Araceli, rapazes ricos, e o playboy da gavea q saiu esfaqueando geral na festa tb sao vitimas?
Se vida dificil e pobreza gerasse spre gente ruim, estariamos em guerra civil, pq o q mais tem e gente pobre e sofrida nesse pais, ou seja, nao faltam vitimas da sociedade nesse Brasil. Se essa regra valesse nao existiriam criminosos de classe media. Crime e principalmente estupro nao tem nada a ver com vitimas da sociedade. Vitimas da sociedade sao as vitimas dos criminosos.

"Uma pergunta: alguém que está aqui dizendo que o uso de crack não tem nada a ver já usou drogas? 
Eu já usei bastante e vários tipos e posso dizer que é foda! Dá pra fazer absurdos sob o efeito delas...viciados pesados então: é pior que degradante, é enlouquecedor!"

Nao, muita gente usa drogas e nao sai por ai matando e estuprando. Isso e desculpa de gente com pessima indole.

Anônimo disse...

Se eu tivesse passado por tudo q elas passaram eu estaria apavorada em saber q os caras q me torturaram, q mataram minha amiga e qse me mataram estarao soltos 3 anos depois e morando ao meu lado. Nao e possivel q alguem ache justo q criminosos tao perigosos fiquem livres em tao pouco tempo. Isso e colocar as vitimas em perigo novamente e dar a oportunidade aos criminosos de fazerem novs vitimas. Pq embora alguns achem q a aplicacao da justica sirva pra reabilitar, ela na verdade nao foi criada pra isso. A justica serve pra punir e pra evitar q novas vitimas sejam feitas pelos mesmos algozes. E nesse sentido nossa justica falha, pq as penas tanto de adultos qto de menores, sao tao curtas q em pouco tempo o criminoso ta livre pra repetir seus erros. Prova disso é q o adulto q cometeu o crime junto com os adolescentes tinha acabado de sair da cadeia por crime de homicidio...

Anônimo disse...

Daqui a 3 anos essas meninas e suas familias vao se sentir novamente violentadas qdo virem os criminosos sairem livres e com a ficha limpa. Como lidar com isso? Como viver sabendo q as leis do seu pais nao sao suficientes para te garantir a integridade fisica e que ainda promovem o surgimento de novas vitimas?

Anônimo disse...

Sabe pq ha tantos comentarios raivosos e desejos sadicos relacionados a crimes violentos? Pq todos sabemos q a justica no nosso pais e falha e isso gera mais comocao e revolta. Em paises como EUA q apesar de violento tem punicoes mais severas sao raros os casos de revolta popular e tentativas de linchamento de criminosos. Isso pq a sensacao de impunidade e menor.
Entao antes de apontarmos os dedos pros revoltados q pedem fuzilamento e tortura pra criminosos, p q nao os vemos tb como vitimas da sociedade? E de uma sociedade violenta e injusta com as vitimas de crimes hediondos

Anônimo disse...

Anônimo de 9 de junho das 00:28:

Vc não é E.T. por querer reabilitar. O problema é que esse nível de crueldade dificilmente é "reabilitável". Talvez seja? Sei lá. Mas, pra que arriscar, se as estatísticas gritam reincidência? E, voltando a dizer, eles não roubaram o celular delas, eles bateram, estupraram e mataram. Se a droga é tão enlouquecedora, porque eles não ficaram agressivos entre eles, ou não se jogaram do penhasco? Muito conveniente brutalizar meninas inocentes.

Dan

Gle disse...

Apenas complementando, vi o pai de uma das meninas abusadas dando entrevista pra um jornal e ele disse que foi ele com a ajuda dos familiares/população que conhecia a região, que encontraram as meninas. Ou seja, se dependesse da polícia, elas estariam lá até agora e já teriam morrido. Porque meninas desaparecerem depois de ir num morro nem é tão grave assim, né? ¬¬' Enfim.

Acho ridículo quererem culpar os pais dos jovens ou "sacrificar" as famílias como um todo. Eles devem pagar pelo o que fizeram e ponto. Ah! E pros bocós que tão usando isso como argumento da diminuição da maioridade penal, acho bom baixar já para 12 anos, pq 16 tá pouco!!! Com 12 eles já sabem que o pênis não serve só para fazer xixi e o pai já tá pensando em levar pra zona, pra pagar uma mulher que tire a virgindade do bacurizinho. 12 é legal, né? Ou 10? Não, péra... 8 tá perfeito! (É muito ignorância, pelo amor!)

Já leram "Mentes Perigosas - o psicopata mora ao lado"? Aconselho. Principalmente pros que acham que esses abusadores são apenas usuários de drogas ou já mostram algum problema.

Tomara que as outras meninas se recuperem, da melhor forma.

Jonas Klein disse...

Affffff mesmo diante dos crimes mais horríveis que se possa imaginar a esquerdinha delirante não perde uma oportunidade de defender bandidos da pior espécie.

Agora para sabe aqui para que serve uma pena, esta tem quatro objetivos:

1 - cessar atividade criminosa, isso e o mais importante.
2 - a punição.
3 - a exemplaridade, pena deve ser exemplar para todos que pensem em transgredir a lei.
4 - para ressocialização, isso muitas vezes e impossível.

Pelo menos foi isso que um advogado me explicou.

Agora se uma destas moças fosse da minha família, eu ia mandar por estes vermes vivos no tronco, banho de álcool e ai nosso amigo fogo ia terminar o serviço.

Já que as leis no Brasil não servem para punir adequadamente este tipo de bandido, fica a critério de cada um resolver a parada como achar melhor.

O que não me iguala a estes vermes, pois eu não estou fazendo nada contra uma pessoa inocente.

lola aronovich disse...

Que horror, Hamanndah. Por favor, refaça o comentário sem o link no final. Tem que dencunciar pro Humaniza Redes. Não sei como essa página horrenda (que ninguém lê) ainda está no ar, depois de tantos anos.

Gle disse...

JonasZzZZzzZZzZz...
Exercer justiça com as próprias mãos é crime! Não é direito do indivíduo, e sim do poder judiciário, detentor do poder-dever da jurisdição. Já que vc entende tanto assim de leis, sugiro ler mais, pq tá pouco!

Aliás, imagina que corrente boa essa que tu disseste:
"Agora se uma destas moças fosse da minha família, eu ia mandar por estes vermes vivos no tronco, banho de álcool e ai nosso amigo fogo ia terminar o serviço."
Você põe fogo no camaradinha;
A família do camaradinha põe fogo em ti;
Quem pôs fogo em ti vai ser queimado por outro e assim por diante.

Não que tu fizesse falta, mas né. É ser humano, fazer o que...
Sinceramente não acho que isso resolveria grandes coisas.

Donatien Alphonse François disse...

anônimo 00:28

"Acho que as "pessoas ruins" são vítimas da sociedade sim e que podem/devem ser reabilitados."


Essa é boa, então quer dizer que o cara que mata, estupra, tortura, sequestra, faz toda essa merda e muito mais, são ruins entre aspas, os verdadeiros marginais são as pessoas de bem, ordeiras, cumpridoras das leis, trabalhadoras que pagam uma montanha de impostos, que andam em ônibus, trem e metrô lotados, para chegar num trabalho que não gostam, para ganhar um salário medíocre, que mal tem tempo de cuidar dos próprios filhos e os deixam com terceiros, caso de vinte milhões de mães solteiras, essas pessoas são as ruins de verdade? O ladrão, o assassino, o estuprador, o sequestrador, o torturador, etc. esses são vitimas da sociedade? Essa sociedade malvadona composta por todos nós...PQP

"Acho que a falta de estrutura durante a infância e o uso de drogas podem favorecer (e muito) a perda dos valores e das referências morais (muitas vezes a ausência total pela "criação")."


O que não falta nesse país é gente pobre, sem estrutura, sem condições minimas de vida, mas felizmente são pessoas honestas, são sobreviventes, tem muito filhinho de papai que entra para o mundo do crime e comete barbaridades, coisas terríveis de ver. Usar drogas é uma escolha pessoal de cada individuo, ninguém te obriga a afazer isso se você não quer, não serve de justificativa para nada. Eu até acredito em reabilitação, dependendo do caso, depois de muitos anos de cadeia, mas existem psicopatas que nunca deveriam voltar a viver em sociedade, porque na primeira oportunidade vão fazer tudo de novo, não são dignos de confiança.

B. disse...

"E sim, as mulheres sempre serão as primeiras sacrificadas no altar da esquerda!"

Nem sei quem escreveu isso, mas tenho que concordar.

Anônimo disse...

Quando um troll vagabundo desocupado ficou enchendo o saco pra falar sobre esse caso no blog, eu respondi que as feministas do Piauí já estavam cientes, falando sobre o caso e fazendo o que pudessem pra ajudar. E olha aí a campanha Flores já online pra ajudar as meninas e suas famílias. CHUUUPA, TROLL!

Mas mudando de assunto. Um sujeito que rouba um celular e vai embora não é a mesma coisa que um que sequestra, tortura, estupra e mata. Esses dois tipos de criminoso não podem nem devem ser tratados da mesma maneira. Enfim, creio que menores que tenham cometidos crimes hediondos devem ser julgados de forma diferente dos que cometeram delitos como roubo e furto. Prisão perpétua, em isolamento, no máximo visitas ocasionais da família e nada de abono. É, são menores, novinhos, mas serial killers começam assim, bem novinhos, torturando animais e crianças menores. O melhor seria tirar esses aí da sociedade antes que tenha mais um (ou vários, quem sabe?) maníaco do parque ou motoqueiro de Goiânia rondando por aí.

Anônimo disse...

Vítima da sociedade?!!! kkkkk.
Se isso fosse verdade, se todo mundo q fosse pobre e sem familia estruturada virasse bandido, o Rio de JAneiro tinha sido varrido do mapa. O morro iria descer e passar o rodo geral. A guerra da Bósnia e os conflitos nos países africanos seriam brincadeira de criança... Não haveria mulher intacta, seriam todas estupradas, geral seria roubado e assassinado.

Essa explicação pra criminalidade é muito simplista. Beira a imbecilidade e torna todo pobre um criminoso em potencial.

Anônimo disse...

Vc pode até reabilitar um ladrão, mas um estuprador jamáis. Pq nada, nem mesmo a pobreza, justifica esse tipo de crime. Pq esse tipo de comportamento causa prazer ao criminoso, é um estilo de vida e um caminho sem volta.

Leila disse...

Uma coisa que o Dráuzio Varela comentou, (menciono ele pois é um grande conhecedor do sistema carcerário) e que eu acho acertadíssima, é que a redução da maioridade penal, realmente não ajuda em nada. Mas a atual legislação que permite que crimes hediondos sejam praticados por menores que 3 anos depois estarão nas ruas , e com a ficha limpa, também não ajuda. Como em diversos países em que a maioridade penal é 18 anos, precisamos de um sistema mais forte e que realmente puna esses menores. Na França, eu não sei detalhes, mas estava conversando com um amigo francês e ele me disse que não é assim. Os menores criminosos não são misturados com adultos, mas eles são punidos, e não é com 3 aninhos de detenção. São penas que refletem a gravidade do que eles fizeram. Não vejo ninguém discutindo isso. O que fazer com esses menores, já que não acreditamos na diminuição da maioridade penal?
Eu deixo a pergunta, pois acho de extrema importância.

Leila disse...

Completando: eu tenho filhos, e quem tem filhos sabe perfeitamente que se não os responsabilizamos por se eles não sofrem consequências pelas atitudes idiotas que às vezes fazem, a tendência é que eles as repitam. Educar é, também, mostrar que cada atitude tem uma repercussão. E que ela aumenta de intensidade conforme a gravidade do que foi cometido. Isso nem é punir, isso é apenas educar.

Anônimo disse...

Tb acho q devemos discutir o q fazer com menores criminosos, pois se diminuir a maioridade não resolve, as atuais regras tb não ajudam em nada. Tres anos pra um criminosos q tortura, estupra e mata é o mesmo q dar carta branca pra fazer o que bem entende. É o mesmo q premiar quem faz algo errado. Não são a favor da maioridade, beleza, mas deixar do jeito q está tb não é justo com as vítimas desses psicopatas

Anônimo disse...

"Educar é, também, mostrar que cada atitude tem uma repercussão. E que ela aumenta de intensidade conforme a gravidade do que foi cometido. Isso nem é punir, isso é apenas educar."

Perfeito. Não se cria crianças sem impor limites. Tudo deve ter consequencias. Qdo a sociedade passa a mão na cabeça de um menor infrator, deixando livre alguém q cometeu inumeros delitos ( um dos garotos do Piaui tinha qse cem passagens pela polícia) está apenas dando a esse indivíduo a certeza de que pode tudo, q pode impor suas vontades ao seu bel prazer. Se a família não soube educá-lo cabe a sociedade ensina-los q não se poder cometer o que bem quer sem consequencias.

Anônimo disse...

"As meninas foram amarradas, espancadas e estupradas por duas horas. Uma delas teve os seios cortados por uma faca e a outra sofreu perfurações nas coxas."

Mutilaram uma das meninas. Isso não é consequencia de uso de drogas, é é digno de psicopatia.
Até qdo nossa sociedade vai fechar os olhos pra quaestão dos psicopatas. Não temops d efato legislação pra tratar desse problema

Julianatsume disse...

Cansada e deprimida, pois é um crime horroroso e mais cansada ainda dos comentários. Sim, defendo a punição, mas não defendo mais violência. Dizer isso não significa desejar aos estupradores uma prisão de luxo vivendo com leite e pera, e tampouco gostaria que saíssem pior do que entraram. Assim, como gostaria muito que as famílias e as vítimas recebessem todo o apoio possível.
Matar as criaturas pode limpar nossa alma, trazer alívio moral e social (afinal, menos um estuprador nas ruas), mas não vai limpar a misoginia do mundo. Como alguém falou lá em cima, estupradores desumanizam as mulheres. Nossa sociedade cria, alimenta e incentiva estupradores e prepara mulheres para serem vítimas. Do que adianta matar um, se existe toda uma cultura preparando muitos outros e ninguém enxerga isso?
A vice-governadora Margarete Coelho (autora do projeto que criou a primeira Delegacia de Feminicídio e Pornografia de Vingança do Piauí: http://migre.me/qcqxO ) acertou muito na sua fala: "Mas nesse mundo, só por ser uma menina, teve esse trágico destino. Que vergonha, meu Deus!". Não é a pobreza, é a misoginia enraizada que vitimiza meninas e mulheres. E é triste e cansativo que o foco nunca seja esse.

Anônimo disse...

"Vontade não falta, já que o que mais teve é feminista 'rezando' para que eu fosse violentado e morresse na cadeia."

Aham babaca... toda feminista reza assim: querido deus, gostaria de repetir que o anônimo seja violentado e morresse na cadeia. Só foi parar na cadeia por ser um homem de bem e vítima da sociedade, mas como nós mulheres somos más eu rogo que o pobrezinho sofra. Peço também que amanhã tenha muitas pancadas de chuva pra formar muitos arco-íris no céu e assim espalharmos a sociedade gayzista junto com o feminismo. Amém

De resto... vc só destilou ódio... vai brincar nos seus fóruns vai...

Anônimo disse...

Ai Lola...
que pena que você acabou postando sobre o caso, porque a quantidade de merda que sai, de todos os lados, é triste.
Essa caixa de comentários tá pior que a do G1.

Jonas Klein disse...

Gle

"A família do camaradinha põe fogo em ti;
Quem pôs fogo em ti vai ser queimado por outro e assim por diante."

Para de dizer besteira, em qualquer família normal as pessoas compreendem perfeitamente que bandido e bandido e pronto, e merece ser punido com máximo rigor possível. Eu na passo a mão na cabeça de bandido nem se for meu filho...

Anon 12:07 12:04


E por causa de lixos como você, que digo que toda mulher deveria passar por treinamento de defesa pessoal e anda com um arma de fogo, ai quando uma tiver o azar de cruzar com depravado como você, ela pode manda para cidade dos pés junto para ver grama nascendo pela raiz. Mas esquerdinha etílica parece que prefere que moram por não ter como se defender.

Fabiano disse...

Eu acho que é muita ingenuidade acreditar que esses elementos possam ser reabilitados.

Tenho pena das sobreviventes e dos familiares das vítimas, que além de tudo o que passaram, correm o risco daqui a três ou quatro anos esbarrar com algum desses seres pelas ruas.

Danizita L. disse...

Sinceramente torço para que a redução da maioridade penal seja aprovada, nós mulheres e toda a população em geral precisamos urgentemente disso, estupradores, traficantes, assassinos tem que pagar independente de idade .
Se for pra depender de esquerdistas estaremos perdidos.

Anônimo disse...

"quando um troll vagabundo desocupado ficou enchendo o saco pra falar sobre esse caso no blog, eu respondi que as feministas do Piauí já estavam cientes, falando sobre o caso e fazendo o que pudessem pra ajudar. E olha aí a campanha Flores já online pra ajudar as meninas e suas famílias. CHUUUPA, TROLL!"

Só se mexeram pra fazer alguma coisa porque foram cobradas!!!

donadio disse...

"Só na faço pq vou ser incriminado - não existe salvo-conduto nem legítima defesa, neste caso - e eu não sou uma pessoa de bem e correta."

Disse tudo, ainda que sem querer.

Ariel disse...

Mais alguém acha profundamente esquisito cobrarem das feministas uma postura determinada sobre o caso e não de toda a sociedade?

Anônimo disse...

Tá ruim de chupar, troll das 16:29? Se esforça um pouquinho, relaxa que o negócio flui. Mas vai ter que chupar de todo jeito.

Rafael disse...

Se fosse com uma filha minha ou esposa, eu ia marcar os caras, iria deixar passar um tempo para não dar pinta e iria sequestrar um por um. E iria empalar lentamente, com o devido suporte para uma morte muito lenta. Lenta como foi a morte da menina.

Esse tipo de violência não tem perdão. Não tem o que discutir. Como já dito várias vezes acima, eles não são humanos e foda-se se eles tiveram ou não chance na vida. Falta de chance não dá o direito a ninguém barbarizar desta forma.

Rafael disse...

Sobre desumanização, infelizmente a muher tem participação ativa nessa espiral. Se as que se vendem e se portam como objetos decorativos tivessem mais consciência, a situação seria outra. O mercado é formado de consumidor e de fornecedor. De um lado, os que objetificam mulheres e as colocam em palcos, feiras e eventos com roupas sumárias para servir apenas à lascívia visual.

De outro lado, as que infelizmente se prestam a esse papel.

Anônimo disse...

"Tá ruim de chupar, troll das 16:29? Se esforça um pouquinho, relaxa que o negócio flui. Mas vai ter que chupar de todo jeito."

Que fixação em chupar hein, santa??? Tem que ver isso aí...

Anônimo disse...

Esse Rafael é um típico machinho otário. Se as mulheres são estupradas a culpa é delas que são umas putas, menos a mãe, a esposa e a filha dele, elas sim são santas e não merecem ser estupradas (mas só elas).

Seu merda, vai culpar vítimas no quinto dos infernos, que é o seu lugar. Aposto que os criminosos de Castelo pensam igualzinho a você.

A culpa dos estupros é única e exclusiva dos estupradores, NUNCA das vítimas.

Anônimo disse...

HUAHUAHAHUAHUAHAUHAUHA!! Ai, troll neném das 21:48, vcê ainda não apendeu que piadinhas de cunho sexualnão vão me calar? Bom, deixa eu te explicar uma coisinha (segura teu mundo porque ele vai cair). Seguinte: mulheres GOSTAM de sexo. Gostam de beijar e ser beijadas, lamber e serem lambidas, morder e serem mordidas, chupar e serem chupadas-e isso não é nenhuma vergonha. Vergonha é ser machista mimizento. Mulheres não gostam é de sexo com você, que é machista, mimizento e ruim de serviço-aliás, é provavelmente por isso que você tá enrolando tanto, porque é tão ruim de serviço que nem chupar sabe... tá vendo, eu sei fazer isso também.
Vai aprender a chupar e para de cobrar das pessoas uma atitude enquanto você fica sentado na cadeira não fazendo nada.

Mila disse...

Acho engraçado que tudo o que acontece cobram posição de feminista, especialmente quando o homem é vítima. Mas quem primeiro aponta o dedo ordenando que as feminista façam isso ou aquilo ou não tem capacidade crítica de assumir uma posição ou não quer.
Eu nem leio mais notícia de estupro. Os comentários são os mesmos. Ou dão um jeito de culpar a vítima: "ah essas novinhas, devem ter provocado", "o que tava fazendo à noite sozinha?", "vestida desse jeito...". Ou os pais da vítima "cadê a mãe?". Ou o hit do momento "Se fosse na Indonésia, seria fuzilado" (que é uma falácia. Lá mulheres podem ser responsabilizadas por estupro). No caso do Piauí, com uma pitada de elitismo e racismo.
A realidade é que o brasileiro não tá nem aí pras meninas do Piauí. Triste saber isso, mas os casos de violência contra mulher são tão comuns, que as manchetes em breve vão substituir as meninas do Piauí por outras.

Ariel disse...

Ignorando a trolagem óbvia, mesmo sem querer a pessoa levantou um ponto importante:

Se fosse com uma filha minha ou esposa

Acho terrível que a mulher precisa ser filha de um pai, esposa de um marido para daí ganhar o direito de ser tratada como um ser humano e despertar a sincera indignação de alguém.

Lembro daquela época que o Rafinha Bastos fez a pouco rentável piada do "comia ela e o bebê", que a Wanessa mesmo não deu nenhuma declaração no momento mas vários pais e maridos falaram por ela. Tão emblemático e tão pouco comentado.

Toda vez que alguém usa o argumento do "se fosse sua/minha [filha, esposa, mãe, qualquer pessoa do sexo feminino próxima]" penso que no fundo isso reforça o curto horizonte do direito à dignidade das mulheres, coletivamente.

Anônimo disse...

Gente por favor esses homens não roubaram nem ofenderam ninguém, eles estupraram, esquartejaram e jogaram as meninas do alto de um morro, eles não são vitimas da sociedade, são seres humanos doentes e precisam ficar isolados por tempo indeterminado.
O ser humano consegue viver com qualquer parte do corpo doente, menos o cérebro, esses homens tem o cérebro doente e precisam ficar isolados, presos em algum lugar para nunca mais sair, não existe reabilitação para esse tipo de gente, o cérebro deles é doente.
Existem pessoas que vivem num mundo cor de rosa, as vezes eu acho que a Lola é uma dessas pessoas, ela fala de algumas situações com uma certa distância, coisas que ela não vive, porque eu não vejo esses meninos como vítimas da sociedade, eu moro no Rio de Janeiro e vejo todos os dias pelas ruas vítimas da sociedade, pessoas que sabem lidar com a adversidade e tem objetivos na vida, eu admiro muito isso.
Eu lamento muito pelas meninas, elas não merecem a certeza da impunidade, nem as famílias.







Senna.

Anônimo disse...

"HUAHUAHAHUAHUAHAUHAUHA!! Ai, troll neném das 21:48, vcê ainda não apendeu que piadinhas de cunho sexualnão vão me calar? Bom, deixa eu te explicar uma coisinha (segura teu mundo porque ele vai cair). Seguinte: mulheres GOSTAM de sexo. Gostam de beijar e ser beijadas, lamber e serem lambidas, morder e serem mordidas, chupar e serem chupadas-e isso não é nenhuma vergonha. Vergonha é ser machista mimizento. Mulheres não gostam é de sexo com você, que é machista, mimizento e ruim de serviço-aliás, é provavelmente por isso que você tá enrolando tanto, porque é tão ruim de serviço que nem chupar sabe... tá vendo, eu sei fazer isso também.
Vai aprender a chupar e para de cobrar das pessoas uma atitude enquanto você fica sentado na cadeira não fazendo nada."

Mas hein???

MonaLisa disse...

Sinceramente? Fodam-se os direitos humanos e essa demagogia de "educar" pra não ser machista.

Estupro deveria ser o único crime passível de pena de morte.
Estou cansada dessa conversinha mole de ensinar UZÒMI a fazer o correto

Se fossem gays que tivessem enrabado esses menores e esse velhote psicopata, a população ficaria 10 x mais furiosa pra linchar, a polícia e a justiça seriam 100 x mais eficiente na punição. Mas como é com mulher, ela supera né?

Chega, chega, é demais pra mim. Que adianta defender DH se tem alguns que vão cometer todo o tipo de crime pq "não dá nada".

É um crime contra todas as outras mulheres colocarem esses maníacos na rua. Tem que serem estuprados e esfolados na cadeia sim.

#Prontofalei

B. disse...

MonaLisa, para algumas pessoas de esquerda, entre defender mulheres e "menor de idade coitadinho", sempre vão preferir o menor coitadinho.

Como alguém falou aí uma vez, "no altar da esquerda, as mulheres serão as primeiras a serem sacrificadas".

Mila disse...

B.,
Eu já começo a ver a esquerda com outros olhos quando vejo o machismo que há lá. Alguém já disse neste blog que a esquerda se beneficia muito mais com o feminismo que o contrário. Aliás, os conservadores ao menos dizem na cara, e a galera da esquerda? A gente espera sororidade, ao menos que eles não atrapalhem, mas alguns possuem um pensamento tão ultrapassado quanto os conservadores.
Em relação a quem está falando que dá nó em cabeça de feminista quando se trata de menores cometendo crime contra uma mulher, isso não é verdade por inteiro. Eu, como a MonaLisa, estou cansada de ver a mulher em segundo plano (esse é um dos pontos que concordo com as rads, o feminismo deve SEMPRE se preocupar com a mulher). Basta ver num post que teve recentemente aqui que gerou muita diversidade de ideias, ou seja, nem toda feminista é favorável à redução da maioridade penal (creio que esta é uma bandeira muito mais da esquerda, embora a maior parte das feministas que conheci são de esquerda).
Meu sentimento é que esses vermes vivam o resto de suas vidas da maneira mais amarga possível. Não são passíveis de cura ou de integração à sociedade. Não possuem empatia pela vida alheia. Quero mais é que se lasquem de todas as maneiras possíveis.