quarta-feira, 3 de setembro de 2014

GUEST POST: MULHERES NA POLÍTICA, POLÍTICA NAS RUAS

Além de Lenina (PCB 2100), outra candidata feminista que foi incluída na absurda lista da Uol de "candidatas bonitas" foi Isa Penna, do PSOL, SP. Ela ficou tão indignada que exigiu que seu nome e foto fossem retirados da matéria e deixou esta nota na sua página do FB: 
"Esse tipo de matéria só demonstra mais uma vez como é essencial que nós, mulheres, ocupemos cada vez mais os lugares públicos e políticos da nossa sociedade, para demonstrarmos para este tipo de pessoas que podemos sim lutar pelos nossos direitos, que temos que ter o protagonismo na tomada de decisões que envolvam toda nossa comunidade e que nossas ideias devem ser levadas em conta. Nossa participação na sociedade não pode ser resumida à de objeto sexual, e iremos enfrentar a mídia e grandes interesses para provar isso".
Conheça um pouco mais sobre Isa, que é candidata à deputada estadual em SP, pelo PSOL, lendo seu texto:

Quando pensamos que as mulheres não costumam participar da política, visto que o espaço público é majoritariamente masculino, podemos nos questionar de onde vem tal situação?
Historicamente, em todas as sociedades com existência de Estado, as mulheres foram preteridas da participação política ou essa participação se deu de forma bem limitada. A gestão dos territórios, a elaboração das leis e ocupação dos espaços públicos são atividades vistas como tarefa dos homens, enquanto as mulheres devem cuidar da casa e das pessoas.
Desde o início, todas as sociedades dependeram, para sua reprodução, da gratuidade do trabalho feminino no âmbito doméstico, na reposição das condições de vida à família e na reprodução concreta dos seres humanos. O trabalho doméstico e a maternidade ainda são, hoje, atributos femininos desejados e valorizados, visto como adequados às mulheres. Talvez a grande ousadia por parte das mulheres seja sua atuação política, sua presença nos espaços públicos. 
As mulheres naturalmente circulam pelas cidades, pelas vias públicas, mas são frequentemente constrangidas com cantadas, assédios e outras formas de violência -– como estupros. Nos trens, ônibus e metrô, tal violência é ainda mais comum, pelo único motivo daquela pessoa ser uma mulher, ter um corpo feminino. Os homens são educados para enxergarem as mulheres como subalternas, sem direito ao próprio corpo, disponíveis e submissas aos seus desejos. 
Nenhuma mulher se sente segura caminhando a noite sozinha, e esse medo é uma restrição inaceitável em um país democrático. Em nossa visão, isso deve ser totalmente revisto, a violência contra as mulheres e o cerceamento de sua liberdade têm de acabar. 
A exclusão das mulheres dos espaços públicos e políticos traz consequências no seu dia-a-dia, já que suas demandas passam a ser secundarizadas no momento da elaboração de leis e conquistas de direitos. A dupla jornada de trabalho; a falta de serviços públicos para a manutenção da vida – como lavanderias e refeitórios; a falta de creches para deixar seus filhos, entre outras coisas que não permitem que as mulheres possam ter tempo para o lazer e descanso são questões sempre secundarizadas e é por isso que temos que eleger mulheres para as casas legislativas.
Além da violência contra as mulheres, há todo um controle social sobre seu corpo que está levando muitas mulheres de baixa renda a danos irreversíveis à saúde física e mental, e à morte de muitas: a decisão de abortar, que muitas vezes é a única escolha possível. Não podemos aceitar que um caso de saúde pública como é o do aborto no Brasil seja mediado por Igrejas e negociado com bancadas parlamentares fundamentalistas, quando sabemos que a proibição de fazê-lo restringe-se, na prática, àquelas que não podem pagar. Exigimos que o Estado garante uma educação sexual preventiva, métodos anticoncepcionais gratuitos e o aborto seguro e legal, para as mulheres poderem optar entre ser ou não ser mãe.
Queremos resgatar a utopia, construir uma outra vida, onde o bem comum prevaleça sobre a ganância de poucos. Neste sentido, precisamos retomar o espaço público das cidades, melhorar a circulação das pessoas e garantir direitos sociais, serviços e lazer gratuitos e de boa qualidade para todas e todos. Somente com a socialização das tarefas domésticas podemos incluir de fato as mulheres em nossa sociedade.
Para isso, propomos:
- que os orçamentos municipais e estadual priorizem a instalação de restaurantes coletivos, creches 24 horas, lavanderias coletivas de fácil acesso;
- defendemos a constituição de Conselhos Populares com poder decisório sobre o orçamento público e o controle da aplicação das verbas públicas. A participação das mulheres nestes conselhos é essencial para a defesa e manutenção do bem público e da extensão da solidariedade comunitária.
- Combate efetivo à violência contra mulher, para que elas possam circular pela cidade sem serem agredidas e que as que são agredidas dentro de casa tenham locais para reconstruir suas vidas.
- Obrigatoriedade de salários iguais para homens e mulheres em funções iguais.
- Educação não sexista, voltada para formação humana visando o respeito entre os diferentes sexos e o combate à desigualdade de gênero.
- Educação sexual preventiva por parte do Estado, distribuição gratuita do métodos contraceptivos e legalização do aborto. Preparação na rede do SUS para casos de saúde reprodutiva da mulher e realização de abortos seguros e gratuitos.
- Tarifa zero no transporte público, com aumento das frotas e das linhas de ônibus, metrô e CPTM. Transporte público 24h e campanhas preventivas contra o assédio sexual no transporte.
- Fim da revista vexatória para parentes de presos.

57 comentários:

Danilo "aeghavitabkoik" disse...

Resposta: Afinal de contas, que direitos iguais são estes que as feministas tanto falam?

Eu noto que as feministas acreditam que a felicidade da mulher só será concretizada caso todas as mulheres atinjam o padrão do homem bem sucedido. Ou seja, elas idealizam a vida de um homem no topo da hierarquia do poder. Neste caso, a felicidade da mulher para as feministas, é o homem rico, o empresário bonito, o cientista reconhecido na comunidade médica.



Anônimo disse...

Sawl

Para Danilo "aeghavitabkoik"

Cara que maconha tu fumou?! kkkk
Desde quando feministas ou mulheres com o mínimo de inteligência querem "homens ricos, como: empresário, cientista, etc"?
Que eu saiba mulheres e também homens MACHISTAS que querem que suas irmãs, filhas e amigas engravidem ou casem com: jogadores de futebol, empresários, funkeiros ricos, etc.
Uma sociedade igualitária garante que homens e mulheres tenham direitos e deveres iguais e tenham ESCOLHAS!!
Você é do tipinho que deve sentir falta do tempo da vovó não é mesmo? Que pena que mulher não pode ficar trancada em casa, parindo um filho atrás do outro, apanhando do marido e sendo chifrada sem reclamar não é mesmo?
Se vc está tão infeliz assim como o país, porque não se muda pro Oriente Médio onde vc pode casar com uma menina de 10 anos, apedrejar uma adultera ou levar a filhinha pra ter o clitóris arrancado. Isso seria o paraíso pra vc né seu troll chato mimizento?!!!


Sawl - Always the rebel

Raven Deschain disse...

Brabo comentar depois do Danilo falar uma burrice da grossa.

Me atenho somente a questão do aborto, porque ela anda muito na minha cabeça esses dias. Nos Estados Unidos, há uma luta diária dos pró-vida contra o aborto legal que já existe lá. Protestos, cartazes, agressões, ataques. E mesmo assim, a lei não retrocede. Tenta, mas ainda tá em pé. Outro dia, em um debate sobre aborto com uma amiga, espírita, ela perguntou se eu parei pra pensar no "carma" que ia carregar se um dia fizesse um aborto. Nem respondi, mas pensei na quantidade de mulheres que morrem todo dia, nas crianças agredidas, abusadas e mortas por pais e mães de merda, e pensei que se o seu único argumento contra o aborto é religioso: Pau no teu cu.

Raven Deschain disse...

Nesse exato momento tou vendo Marcelo Rezende (mea culpa, eu sei) que fala sobre uma menina de 13 anos abusada pelo padrasto, grávida que a (in)justiça só empatou a vida. Quando ela fez a denúncia, era possível fazer o aborto. Agora não é mais. Porque foda-se essa menina. Importante mesmo é ter filho de estuprador.

Raven Deschain disse...

Ah num guento: Danilo, seu imbecil. Todo mundo quer ser bem sucedido, anta! Inclusive vc que ganha a mixaria de 4300 mangos. Burrico!

Anônimo disse...

"Ou seja, elas idealizam a vida de um homem no topo da hierarquia do poder."

Qual o problema das mulheres atingirem o "padrão do homem bem sucedido"?

Claudio disse...

"Nenhuma mulher se sente segura caminhando a noite sozinha,(...)"

Mulheres não foram feitas para andarem sozinhas e sim em bando ou com pelo menos seu parceiro amoroso.

O aborto já é semi-legalizado no brasil, ou você já ouviu falar de uma mulher sendo processada por ter feito "aborto ilegal".

Minha mãe e minha ex-madrasta abortaram seus respectivos descendentes (não ficaram com problemas físicos nem psicológicos) e a justiça nunca ficou sabendo.

Anônimo disse...

Creche 24 horas, lavanderia pública e refeitório público?

Nem quem tem dinheiro usa serviços de lavanderia e hoje eu vejo cada vez menos famílias com empregadas domésticas nas classes médias-médias. Cada um que lave sua própria roupa e lava a roupa dos outros quem quer.
A maior parte das cidades grandes que eu conheço tem restaurantes populares, se quer comida quase de graça vai ter que dividir mesa com morador de rua, sim.
E creche, ok. MAS CRECHE 24 HORAS? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Anônimo disse...

Danilo, você comenta em todos os posts aqui do blog e até hoje aprendeu nada. Dá até vergonha alheia de ler seus comentários.

Anônimo disse...

Jesus amado, é tão difícil assim pra esse Danilo entender? Pelo menos ele estã tentando....ou será que está só torrando a paciência.

É persistente, o primeiro a comentar.
Leila

Anônimo disse...

Eu só não me sinto segura sozinha a noite por medo de ser assaltada. Teria o mesmo medo se fosse homem. Nunca fui assediada no ônibus ou por ninguém. Como existem pessoas que são estupradas tantas vezes?

Mallagueta Pepper disse...

Claro, Danilinho, claro... afinal, a vida das mulheres giram ao redor dos homens, né? Tudo que pensamos e fazemos é neles, sobre eles e pra eles. Mulher não tem vida propria, não tem seus sonhos nem suas ambições.

É só homem isso, homem aquilo, homem aquilo outro, mimimi...

SQN.

Agora pára de fumar esterco estragado que isso faz mal pra saúde.

Raven Deschain disse...

Pura perda de tempo mas vamos lá. Claudio, quem tem condições financeiras de comprar comprimidos (por volta de 800 reais, o original e de um vendedor confiável) ou de por sorte encontrar uma clinica (que fica por baixo uns 2000 reais), tem um aborto seguro que ninguém fica sabendo.

Quem não tem condições financeiras pra isso, insere objetos pontiagudos na vagina, como agulha de crochê, ou se envenena, tomando água sanitária, por exemplo. Ou ainda, usa a receita infalível de chá da vovó que é só mais um exemplo de veneno. Não raro essas mulheres morrem, porque se procurarem atendimento médico, poderão sofrer processo sim, pois será visto que a tentativa de aborto foi induzido. Isso quando dá tempo de pensar em procurar atendimento médico.

Quanto ao aborto legal, é tanta burocracia, tanta papelada e canetada, que na maioria das vezes, ou a mulher já morreu ou já teve o filho. Essa menina do cidade alerta que citei, denunciou o estuprador no inicio da gravidez, teria todo o direito do universo ao aborto legal, porém na reportagem ela já estava de 7 meses, devido a "investigação" (magina prender um inocente????? Essa piranha que espere), e o juiz disse que precisava de mais 60 dias pra expedir o laudo e autorizar. 60 fucking dias. Nasceu, registrou e tá trocando fralda. Muito bom que suas parentas conseguiram sem nenhum dano. Mas infelizmente, elas são exceção.

Anônimo disse...

Ninguém pensa em adoção não ?

Anônimo disse...

eu queria o salário do danilo koskpsokpas

Danilo "aeghavitabkoik" disse...

Resposta: O feminismo é uma grande contradição ideológica. Primeiro, o feminismo prega a igualdade, mas busca a elitizar a mulher na sociedade capitalista. Segundo, o objetivo do feminismo não é o fim das desigualdades sociais, mas sim a promoção da mulher como classe burguesa bem sucedida. Terceiro, o feminismo quer se apropriar de todas as conquistas capitalistas e entende essa apropriação como justiça igualitária. O feminismo quer elitizar a função da mulher na sociedade capitalista. A reivindicação feminista são mulheres inseridas cada vez mais em profissões elites no mercado de trabalho e não trabalhando em condições precárias. Isso até uma criança de 5 anos sabe. Mas não gosto de ministrar aulas em discussões.

Cheio de Luz disse...

Semana passada participei de uma Capacitação sobre a Assistência Social e fiquei impressionada com a presença maciça das mulheres nas explanações, mostrando um saber com propriedade de quem conhece na essência os problemas da sociedade, dos direitos sociais desassistidos pela população menos favorecida;enfim ter mulheres na política é um AVANÇO para o país,principalmente, por" sentirem na própria pele "as discriminações sofridas pelo ranço do machismo que ainda restringe sua participação efetiva em cargos públicos ,porém, gradativamente a presença feminina tem rasgado seu espaço e se faz ouvir em sua busca de "inclusão no cenário político", temos uma presidente e é quase certo e inevitável que uma mulher permanecerá "no comando" do Brasil após as eleições; isto significa que fomos à luta e vencemos!!!!!!!!!!!!!

Beatriz Correa disse...

Adoção é uma opção pra quem não tem mais como interromper a gestação, como no caso dessa menina (apesar de n ser fácil como parece, n é só largar na porta de qq um não)
Mas porra, só pq existe a opção da adoção a mulher tem q passar por NOVE MESES de alterações corporais q mtas vezes n tem retorno por conta de um feto que ela NEM TEM INTERESSE de criar qndo nascer??

Ok, respondida a sua pergunta?

Cheio de Luz disse...

Quando dei a Luz no hospital, uma jovem me chamou a atenção,vítima de estupro, optou pela decisão de ter o filho e colocá-lo a disposição para adoção(fila enormeeeeeeeeee),achei per-fei- to,pois,sou contra aborto,acho perigoso ser legalizado em função da banalização da vida que entendo ser algo precioso demais para ser desfeita por bisturi e medicações abortivas...tanta mulher e tanto homem por aí querendo adotar um filho!

Beatriz Correa disse...

Lola, os comentários do Danilo estão me causando câncer. E, creio eu, em várixs outrxs leitorxs tbm.
Não dá pra poupar a gente de tanta burrice não?

Anônimo disse...

Realmente Danilo, a cada dia você demonstra que tem um conhecimento parecido ao de uma criança de cinco anos.
Continue ministrando suas aulas. Até que tá divertido, rsrsrs...
O Danilo aqui no blog é igual gente que tá andando na rua, tropeça, cai de cara no chão, alguém ri, aí levanta e sai assoviando, fingindo que não aconteceu nada.

Anônimo disse...

Cheio de luz, que ótimo você ter essa opinião, não abortar ou ser contra o aborto e achar lindo uma vítima de estupro não abortar. Que continue assim.
Mas sua opinião é apenas a sua opinião. Muita gente não pensa como você. Querer obrigar todo mundo a seguir a sua filosofia de vida porque você não acha certo é que não dá.

Anônimo disse...

Não achei ofensivo nem vi cunho sexual. É da natureza humana apreciar o belo, e a matéria frisou inclusive as candidatas que militam pela causa feminista. Se elas se incomodaram é um direito, mas na verdade eu não percebi o problema em ser colocada entre as candidatas "belas". Até mesmo a beleza pode sim chamar atenção para a candidata e a partir daí o eleitor pode conhecer as propostas dela e votar pelo ideal que ela representa, e não pela beleza, claro.

Anônimo disse...

Nenhuma mulher se sente segura caminhando a noite sozinha


como sempre a arrogância de achar que pode falar por todas,eu não saio morrendo de medo na rua.

Anônimo disse...

Sawl

Cheio de Luz, imagine uma situação hipotética(NÃO estou desejando é um mero exemplo) em que vc vai preso, ou fica em uma escola só pra rapazes e vc é...estuprado!
A diferença é que sendo homem, apesar da violência e humilhação que sofreu vc NUNCA IRÁ ENGRAVIDAR!!
Pra uma garota, uma mulher além da violência e humilhação ainda acaba tendo o azar de engravidar do desgraçado que a estuprou!!
Ela tem o direito da ESCOLHA. Não to falando que ela TEM que abortar, se ela quiser, é um direito que ela tem seja pra doar pra adoção(o que NÃO é tão fácil como vc pensa, afinal além de ser julgada por isso ainda a criança estará à própria sorte de ser adotada ou não e se for adotada se a família será boa com ela, ou não) ou até ficar com a criança(lembrando que o "criar com amor" é relativo pq sei tb de muita mulher que se arrependeu de ficar com o filho vindo de estupro e ODEIA A CRIANÇA e largou com os pais e outros parentes pq não aguentava mais a situação!).
Admito que a criança NÃO tem culpa de nada, assim como a mulher que engravidou também NÃO TEM CULPA! O único culpado é o estuprador! Mas, toda mulher que passa por esta violência tem o direito de escola.
Então querido, vai plantar batata com teu discursinho beato-moralista ok? Não julgue o que vc NUNCA passará!!


Sawl - Always the rebel

Anônimo disse...

"Pura perda de tempo mas vamos lá. Claudio, quem tem condições financeiras de comprar comprimidos (por volta de 800 reais, o original e de um vendedor confiável) ou de por sorte encontrar uma clinica (que fica por baixo uns 2000 reais), tem um aborto seguro que ninguém fica sabendo."

200 reais pelo Women on Waves. Chorando, por menos, por se tratar de uma ONG holandesa. Não sei se eles voltaram a mandar para o Brasil, mas chegava e era garantidíssimo.

Em Portugal, onde o aborto é legalizado, sai pelo equivalente a sessenta reais.

Vamos ver quanto sai uma internação + procedimentos de uma mulher com aborto mal executado pelo SUS pra saber o que sai mais em conta financeiramente? Nem vou entrar no custo SOCIAL de manter uma mulher adulta VIVA, que isso não tem preço.

Raven Deschain disse...

Adoção é mais complicado que aborto por conta de estupro, filho. Vai estudar.

Obrigada Beatriz. Quanto ao Danilo. Adoro como ele ignora todas as trollagens.

Tão superior... Huashuahsu

Raven Deschain disse...

E Cheio de Luz. Obrigada pela contribuição. Mas na boa? Banalização da vida? O mundo tem 7 bilhões de pessoas. Mais meio bilhão e entramos em colapso. Não tem comida, nem água, nem dinheiro, porra não tem nem espaço pra esse tanto de gente. A vida já é banal e parir não é nenhuma mágica. Qualquer cadela de rua faz.

Anônimo disse...

Eu acho mais coerente quem é contra aborto em caso de estupro TAMBÉM, do que essas pessoas que falam que só em caso de estupro pode. Se fosse a vida do feto o bem a ser protegido, então nem nesse caso poderia ser autorizado. Como não é, não se pune.

Anônimo disse...

",acho perigoso ser legalizado em função da banalização da vida"

Você é contra ou a favor que a polícia use armas de fogo?

Anônimo disse...

Lola mt bom seu blog mas comento pouco esse danilo vem me chamando atenção. É uma mistura de bolsonaro com olavo e ainda diz q nao eh de Direita.

Anônimo disse...

Tenho um amigo espírita que me disse exatamente o contrário sobre o aborto. Ele não disse que era bom ou super legal, mas que não tinha certo e errado nessa situação. Às vezes, o espírito até tinha que passar pelo aborto como experiência evolutiva, mas não tem como saber.

E, depois de feito, é importante tratar o espírito que iria nascer com respeito, e esperar até o pós-vida para dialogar com ele a respeito das razões. Caso o maior medo da mulher se concretize, que é a criança virar um obsessor, um trabalho religioso de perdão e compaixão têm um papel importante.

Só isso. Sem dogma, sem certo ou errado.

Denise Aglinskas disse...

Lola, tudo bem? Bom dia!

Li um post seu ontem que falava sobre o caso da senhora que processou o McDonalds e hoje, no café da manhã, estava contando pra minha mãe, mas queria ver o texto, pra não esquecer nenhum detalhe da história. Você apagou? Porque fui umas 7 páginas atrás e não achei nada.

Se puder me mandar o link por email (aglinskasd@gmail.com), eu agradeço!

Beijos

Anônimo disse...

200 reais pelo woman on weaves, se a pessoa tiver acesso a internet e se entregar no Brasil e se ela sequer souber dessa info... Ainda assim uma parcela mto pequena e privilegiada da população.

Acho os comentários do Danilo "momento comédia" do dia xD

Luíza

Raven Deschain disse...

Woman on waves não manda pro Brasil. E claro... Se a pessoa não tem nem acesso a informação de que em alguns casos ela PODERIA fazer o aborto legal, com ctza ela conhece umas moças no Reino Unido, que vc só encontra na internet. ¬_¬

Serto.

lola aronovich disse...

Denise, não, eu não deleto post nenhum! É que mencionei o caso da velhinha queimada pelo café do McDonald's no post de anteontem (sobre as fotos vazadas da Jennifer Lawrence). O link tá lá, mas repito aqui. Eu gosto bastante daquele post. Realmente foi um choque me dar conta que durante ANOS repeti um discurso de uma corporação bilionária contra uma velhinha.

Danilo disse...

Resposta: Engraçado que os meus comentários mais verdadeiros a LoLa não pública sendo que não direciono nenhuma ofensa, apenas exalo choques de realidade do feminismo que nenhuma feminista é capaz de aceitar. E essa estória de que é bobeira vindo de um "mascu" não cola, haha. A maioria das feministas nem sabem qual é a meta central do mérito politico do feminismo verdadeiro. Eu falo do feminismo verdadeiro e não do feminismo midiático na qual falam "carícias" nos ouvidos femininos. Por que não pública lola os meus comentários verdadeiros? Haha. Esse argumento que é bobeira vindo de mascu não cola mais haha, não é argumento kk.

lola aronovich disse...

Gente, eu acho que este será o último comentário do Danilo que eu publico. Já dá pra ver o deboche dele, né? É isso que ele passou anos fazendo nos asks de várias feministas, sob o nome do The Truth. Mas o verdadeiro The Truth não era ele, e já estava muito arrependido de ter sido mascu. Já o Danilo não vai se arrepender tão cedo, porque ele nem se considera mascu, só um otário machista genérico que acha que está abafando num blog feminista. Os caras são tão doentes que, se vc não publica um comentário deles (e eu não publiquei VÁRIOS do Danilo, principalmente aqueles em que ele fica mais agressivo), ou se vc responde fazendo o que se faz com um mascu (rindo da cara dele), ele acha que ganhou o debate, porque o que ele falou era tão, tão difícil de rebater que... ninguém rebateu. Não porque o que ele falou era tão absurdo que nem merecia resposta, ou porque a pessoa tem mais o que fazer do que responder a mascu. É porque ele falou uma "verdade". Meteu a real! E o Danilo, a gente sabe, coleciona verdades: não existe mãe que é feminista ou vice-versa, não existe feminista no Congresso, não existe feminista casada, não existe mulher que ganha menos que o marido, e sei lá quantas outras. O Danilo obviamente entende muito mais de feminismo -- do VERDADEIRO feminismo, que deve ser o feminismo danilístico -- do que todas as feministas juntas na história da humanidade.
Acho que Danilo já deu seu showzinho particular por aqui. Espero que ele vá agora a fóruns mascus, onde todos ouvirão suas "verdades". Ou não. Ninguém lhe dará a menor atenção, porque lá todos pensam a mesma besteira.

Danilo "aeghavitabkoik" disse...

Resposta: Lola. Eu usava o codinome "The Truth" porque sempre namorei esse codinome dele. "A Verdade" tem um impacto forte. Mas o verdadeiro The Truth nunca me enganou. Ele é bem articulado mas dava claros sinais de que suas fundamentações teóricas era direcionadas a realidade dele e de fato ele "chorava" muito. Somente os textos sobre o Secularismo que eu achava muito importante. Tanto que, eu nem comentava no blog direito dele apenas nos textos sobre Secularismo e alguns de política.

Outro ponto, você se acha a dona da retórica suprema que sabe tudo das relações de gênero. Por acaso você já debateu com algum excelente analista político que conhece a dimensão do feminismo? Não tem dessa de que está falando besteira eu conheço alguns analistas políticos que sabem mais de feminismo do que qualquer uma feminista "oldschool".

E terceiro ponto, as feministas realmente acham que o mundo irá se transformar em rios de iogurte e nuvens de algodão doce? O mundo sempre será essa merda que vemos no dia-a-dia nos jornais. Essa é a realidade imutável. Vocês vão mudar o mundo por acaso?

Se quer tranquilidade vai pra Islândia o Brasil é caso perdido.

Danilo "aeghavitabkoik" disse...

Resposta: E mais um adendo, Lola, você é uma mulher que eu queria falar essas coisas pessoalmente numa sala de aula. Não me chamo Danilo se eu não conseguir pelo menos mudar um pouco sua visão do "mundo feminista". Eu penso que você é um Nessahann Alita versão feminista. Ambos têm a mesma idade e ambos precisam de atualizações e sofisticação nos dias de hoje porque a geração de vocês é os anos 90.

Anônimo disse...

Acrescentando etarismo à lista de disfunções sociais do Danilo Ragnarok...

Porra, Danilo, desiste daqui, deixa a gente em paz, você é chato para c***lho!

Vai você mesmo escrever um blog para ser rei das suas opiniões e pára de encher o saco com esse seu português enviesado e ortografia capenga.

Só que você não vai fazer isso porque sabe que não vai ter visibilidade, né? Ninguém vai ler a sua cagação de regra...

Que saco, cara!

Lidia Helena disse...

Vocês já tiveram a curiosidade de ver o blog do Danilo? Eu tive, fui ler achando que seria engraçado, mas não é, é só ruim e chato mesmo. Nos blogs que ele segue dá para ver da onde ele tira essas idéias sobre o feminismo. Já dei minha opinião sobre ele no outro post e volto a repetir, ele só quer atenção!! Acho que deveriamos fazer assim: Já chega de Danilo por aqui, e quem quiser debater sobre o feminismo Danilístico, vá no blog dele. O que vocês acham?

Gle disse...

Tchau Danilo, seu pé no saco do caramba! Ninguém mais te aguenta aqui.

É até maldade com o post lindo da candidata a gente perder tempo falando nele!
Isa, parabéns pela tua postura e a forma com que estás conduzindo a campanha e tuas idéias. São de pessoas assim que precisamos. PARABÉNS!

Cheio de Luz disse...

Primeiramente gostaria que os nobres colegas antes de fazerem um comentário procurassem ler sem distorcer a opinião do outro. Em nenhum momento me referi à escolha da vítima de estupro(no caso,uma jovem maior de idade com poder de decidir por si só) em não fazer aborto como algo "lindo"(citado pelo anônimo ou anônima)imagino o quanto deve ser doloroso dar a luz a um filho oriundo de um estranho molestador;considerei perfeita a decisão da jovem por primar pela vida(talvez não tivesse a coragem dela com toda convicção que tenho em preservar a vida), oferecendo o seu corpo para acolher e desenvolver um ser que fará diferença para um casal que sonha pela maternidade e paternidade. Nesse espaço de discussão ninguém é obrigado a nada ,e ,cada um tem seu modo de pensar(respeito,muitas vezes discordando)e concluo dizendo que apesar do mundo estar superlotado de pessoas o direito de viver é universal , e, a vida humana não se compara com a de uma cadela,afinal somos dotados de inteligência suficiente ( e amor próprio para ser consequente e consciente no transar)para não sair por aí no "cio dando pra qualquer um" e depois ficar recorrendo a pílula do dia seguinte como "tábua de salvação"para uma gravidez indesejada.

Anônimo disse...

9 meses de sofrimento e uma vida sem culpa por isso e um bebê com uma vida bacana? Ou un aborto? É difícil escolher mesmo...
Os conselhos tutelares estao ai e eles dao acompanhamento psicológico e pre natal. E a lista se casais com grana querendo um bebezinho pra chamar de seu é imensa.
Claro que aborta quem quiser.
A questão é que muitas nem pensam nessa opcao.

Anônimo disse...

Seria interessante um texto sobre negors na política, tanto homens quanto mulheres, sendo este último mais ainda.

Domingos Tavares disse...

@Anom das 20h43
Tá, cara, mas tem situações onde engravidar simplesmente não é uma opção. Uma situação é quando ela corre o risco de morrer se engravidar (por exemplo, pode ter problemas de pressão arterial por causa da gravidez). Nesse caso em específico, teoricamente o aborto é permitido por lei.

Anônimo disse...

"Woman on waves não manda pro Brasil."

SEMPRE mandou, parou um bom tempo, agora voltou a mandar de novo. Quando você preenche o questionário lá, eles te botam em contato com alguém da organização (dizem ser um médico) por email. Eles falam que a PF tem barrado pacotes mas se você assumir o risco, eles mandam.

Anônimo disse...

E a propósito, se você adquire esses medicamentos fora do Brasil para USO PRÓPRIO, sem revender, a polícia pode pegar seu pacote à vontade porque é FATO ATÍPICO.

Anônimo disse...

Gostaria de saber como o movimento feminista define o momento em que o embrião torna-se vida humana, pois este é um conceito que nunca vi definido em artigos feministas.

Anônimo disse...

"se o seu único argumento contra o aborto é religioso: Pau no teu cu"[2]

Anônimo disse...

"Gostaria de saber como o movimento feminista define o momento em que o embrião torna-se vida humana, pois este é um conceito que nunca vi definido em artigos feministas."

Não viu e nem vai ver. Feminismo não está aí pra ditar conceitos metafísicos. Você é que decide sua posição.

Joane Farias Nogueira disse...

Qdo li q tem muita mulher e homem querendo adotar eu senti q vc banalizou a vida da crianca e da gestante junto. Todos em prol de um casal q nao pode ter filhos como se mulher fosse maquina pra dar filhos p outros. Tipo aquelas pessoas q criam e vendem filhotes depois.
Tratar uma mulher nascida ,criada e com serios prejuizos a arcar so pq tem gente q quer adotar os filhotes é banalizar a maternidade e o individuo que mais impodta nessa equacao.
Quem quer abortar nao esta interessado em seu conceito de vida e banalizacao. Nao se meta com a vida se quem nao se importa com sua filosofia sobre a vida.

Joane Farias Nogueira disse...

Chamar a atencao pela beleza é por si só prova que uma mulher so vale aos olhos de um homem se for fisicamente. Nao se tem interesse nela por ser uma candidata,logo, por suposto pode ter coisas importantes a falar,mas a nota-se pela beleza. E nem li a materia ,m tenho leve desconfianca que citar feministas como belas pode ter sido usado de forma a amenizar o fato de ser feminista. A tendencia e sempre essa.

Joane Farias Nogueira disse...

Como sempre a arrogancia de achar q é exemplo alguma coisa só pq nao faz parte da maioria.

Joane Farias Nogueira disse...

Qlq o problema c pilua do dia seguinte? Vc e contra anticoncepcional tb? Pq nao pratics castidade? Vc pode. Vc e dotada de inteligencia, ja entendemos isso.

Brina disse...

Olá,
Como eu faço para descobrir uma lista de candidatas feministas em Pernambuco?
Alguém pode me ajudar?