sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

O DESENVOLVIMENTO PESSOAL DE UM MOVIMENTO SEM ÓDIO

Você é um homenzinho triste e estranho, e sinto pena de vc

Faz um tempinho que não falo dos mascus. Na maior parte das vezes, eles servem como fonte de humor involuntário. Mas tem ocasiões em que rir é bem difícil
Por exemplo, a misoginia mascu segue em grande estilo. Esses são apenas alguns comentários mascus tirados de um único tópico de um fórum mascu (tudo sic):
- "Quanto mais as entendemos mais vemos que elas não são grande coisa ainda mais nesses tempos modernos aonde o pouco valor que a mulher tinha acabou, pois a mulher moderna nada mais é do que uma b*ceta f*dida cuja a única utilidade é extravasar a nossa libido".
- "Mulheres... Se não fosse pelo que tem entre as pernas, eu não daria nem confiança. Nada do que sai da boca delas é verdade. Do preço do sapato que ela acabou de comprar até a quantidade de caras pra quem elas já abriram as pernas.. É tudo mentira. A mulher perfeita seria aquela que não abra a boca. Só abra as pernas e vá embora. Infelizmente, desse tipo só conheço as GPs [garotas de programa]."
- "A mulher moderna se reduziu a uma b*ceta, é mesmo só um corpo para um prazer de momento, na melhor das hipóteses. Vão me acusar de misógino, mas cara, não consigo pensar muito além disso."
- "F*da-se do que os outros vão te acusar, que culpa que nós temos que as mulheres se deixaram guiar pela sua inveja e pela sua vileza e compraram as bandeiras do feminismo, elas que arquem com as consequências desse erro de calculo que só fez elas perderem valor."
Perder valor... Isso vindo de homens tão bem avaliados pela sociedade que não podem nem assinar com seu próprio nome. Precisam recorrer a avatares de superheróis. 
Este relato eu transcrevi de um podcast mascu. De vez em quando mascus promovem "encontros" em bares ou casas de prostituição de alguma cidade específica, em que vão de dois a dez (acho que é o recorde) mascus. Esta narrativa é de um "Encontro da Real" recente em SP. 
Fora do bar, na calçada, um rapaz que os mascus automaticamente tacharam como gay perguntou as horas pra um dos membros. Esta é a narração de um mascu num podcast: 
"Eu falei 'Quinze pras onze', e o cara: 'Ai, 'brigado'. Aí nessa hora nosso amigo Galo, acho que ele, ele chegou mesmo assim do lado do viadinho e falou: 'É hora de vc ir pra casa, pô'. E deu um, né, deu um empurrão nele, daquele jeito amigável tal [risos], foi numa boa, foi tranquilo, mas eu vi que até o gayzinho ficou meio excitado, deu um sorrisinho lânguido assim, e aí ele foi, saiu fora, saiu andando, mas com aquele sorrizinho, acho que ele gostou, acho que ele vai sonhar com o Galo essa noite.  E aí o Galo vai explicar a versão dele, o que que rolou, o que aconteceu." 
[Outro mascu:] "Aí pessoal, é o Rooster aqui falando, não foi exatamente assim, tá. O, o viadinho... A gente tava conversando aqui fora do.. do.. do bar do Tio Troll, né, tava tendo um papo, e o cara vira, o moleque, um molequinho, meu, magrelo, manja aqueles bem viadinho mesmo, chega e fala assim: 'Ai, vcs tem horas?' Ô meu, vai tomar no c*, né, meu. 
"A hora que eu vi, cara, a minha primeira reação foi o seguinte: eu dei um, um, um soco no ombro do cara, pra tirar o cara pra fora, né, de leve, não, de leve, não foi, não foi, não, não foi homofóbico, não foi homofóbico, falei assim, meu, ô, tá na hora de vc ir pra casa, vai embora, vai, corre, corre, vai, sai fora. Aí ele foi descendo né, ele até deu uma olhadinha pra trás depois, acho que ele tava querendo ver a bunda do Barão [outro mascu], mas é, é isso, cara, vc tem que não só discutir a Real, vc tem que viver a Real, esse é o negócio."
Mas o masculinismo não é um movimento de ódio. Não é homofóbico, não é misógino, não é racista, não é transfóbico, não tem nada de preconceituoso. Aliás, nem movimento é. É só um grupo pra desenvolvimento pessoal masculino. E, como se pode ver, esses rapazes são muito desenvolvidos.

68 comentários:

RAQUEL LINK - blog me falaram que ia ter bolo disse...

É muito deprimente não só a pessoa, se é que dá pra chamar um ser assim de pessoa pensar isso e o pior viver de perpetuar ódio.

Porque quer odiar mulheres, tá odeia mas vá viver a sua vida com homens parecidos consigo.

eu nunca entendo gente que gasta tempo e muito tempo com o que odeia, quando você poderia estar gastando tempo com algo que você gosta.

Anônimo disse...

O que, mascus não gostam de mulher? Putz, é um favor que eles nos fazem! Que fiquem bem longe. Tenho é pena das GPs que têm que aturar um tipinho desse.

Anônimo disse...

O mascu é gago e reproduz isso na escrita?

Mari disse...

Realmente são rapazes muito bem desenvolvidos... o que seria da humanidade sem eles, né?

Anônimo disse...

Gente, mas eles tem problema mental? Pq escrevem desse jeito? "um, um, um" "não foi, não foi, não foi" "dai né,daí né". É um dialeto mascu? Tá na hora do Globo Reporter começar a estudar esses seres.

Camila.

lola aronovich disse...

Não, gente, esses mascus não são gagos, não que eu saiba. É que eles falaram assim no tal podcast, e eu transcrevi as palavras exatamente do jeito que elas foram ditas.

Bru disse...

Olha, Lola e leitores, podem discordar de mim, mas ao falar sobre mascus vc ta fazendo exatamente o que eles querem! Eles querem atenção e aí num blog feminista vejo um post sobre eles...olha...respeito teu blog e tuas opiniões, mas tem hora que enche de tanto que vc dá atenção a quem não merece!
Aqui mesmo nos comentários, alguém te pergunta alguma coisa, vc não responde por falta de tempo (o que é verdade, não estou duvidando), ai vem UM mascu falar uma abobrinha e vc surge só para respondê-lo, é incrível! Vc responde ao mascu e ele nem lê...

Bizzys disse...

Chorei de rir com o mascu falando que TUDO que sai da boca de uma mulher é mentira, inclusive o preço do sapato que ela comprou.

Como se a gente:
1 - tivesse que dar satisfações das nossas contas pra caras desse tipo.
2 - perdesse tempo falando com caras desse tipo.

hahahahahahahahaha

Eles ficam dizendo que se mulheres não tivessem vaginas eles nem olhariam na nossa cara, mas li outro dia que existem vaginas artificiais, algumas são até moldadas com base nas vaginas de atrizes pornô famosas. Porquê eles não compram logo uma dessas e param com esse mimimi todo? Seus problemas acabaram, queridos!

Anônimo disse...

Esses são os mansinhos, tranquilos, agora os perigosos tem cumplicidade com o massacre do Realengo no Rio de Janeiro, por isso não assinam o próprio nome, mas a responsabilidade por aquele crime hediondo, incitar o Wellington a matar, assassinar e a misoginia, nunca vão admitir isso, vão se esconder sempre. Podemos ver as barbaridades escritas em comentários no Youtube onde tem as fotos das pessoas assassinadas, ofendendo as mulheres mortas como também nos vídeos de depoimentos das sobreviventes frases de comentários como
"Putinha lixo, vai lá chupar o pau dos funkeiros e rappers sua vadiazinha!" ou "
hauhauahua virgem no inferno! tudo funkeira vagabunda, deveria matar mais mesmo! essas porras só nascem pra fazer espaço e lotar a merda do ônibus, toda vez que vejo um grávida no ônibus dá vontade de estourar a barriga dela, a porra do ônibus já é lotado, ainda tem que dar espaço pra essas barrigudas vagabundas kkkkkkkk"
basta ver mais comentários como este em outros e mais vídeos no Youtube. http://www.youtube.com/all_comments?v=QE-29SCUFhk&lc=45BfxEUz1BweIXjJjA7YBpehBCE_YLnBLo-gl5cR6-E

Eu particularmente não aprovo certos comportamentos, atitudes, mas posso julgar alguém? Desejar a morte ou ostracismo de alguém, subjugar? Não, mas comentários como este mostra a face doentia e criminosa de quem vive se escondendo e se diz um "movimento". Querem ter seus projetos de lei? Mostrem a cara, nomes, agora quem faz comentários como este e outros no Youtube e outros meios virtuais de comunicação merece respeito? Consideração? Atenção? Sim, apenas da polícia federal ou psiquiatria, pois a primeira é para os criminosos e cúmplices deles e a segunda para os esquizofrênicos que não tomam o clornazepan ou outro sossega demente de cada dia.

Anônimo disse...

Gente, que dó. Fiquei muito com a impressão que esse Galo é homossexual que não se assume pq o cara ficou muito bolado só de imaginar que o outro gay podia ter ficado com tesão. Galo, amigo, se liberta e vai viver sua vida enquanto é tempo!

Thays disse...

Lola, eu tenho uma dúvida sincera.

Por que você fala tanto sobre os mascus? Alguém (sério) duvida que isso existe e que isso é terrível?

Porque o que eu fico pensando é o que eu teria pra comentar em relação isso que não seja o quão deprimida eu fiquei de ler esse post. Então me pergunto qual tipo de discussão você pensa em gerar com isso.

Anônimo disse...

Sério, que gente infeliz. Que tristeza ter que viver assim.

PESSIMITIC Soul disse...

ja fui do movimento masculinista, mas hoje em dia me tornei cético a esse movimento, pois eles valorizam a amizade masculina, coisa que pra mim não existe pois eu percebi que a natureza do homem é ser inimigo do outro homem, em busca de se superar e conseguir mulheres. por isso todos os homens saõ inimigos no fundo, na vida social quando ocorre bullying é porque os merdamigos tão disputando atençao das mulheres, por isso que pra mim o movimento da Real se tornou um lixo completo.

o anonimo aí falou do massacre de realengo, eu naõ faço apologia ao massacre, mas tambem naõ sinto pena das adolescentes que morreram, sofri bullying na adolescencia e sei o que é isso, me tornei insensível em relação ao ser humano e não sinto o mínimo de pena das adolescentes que morreram.

e tem mais, eu não acho que os sanctos estejam por tras do massacre, o wellington planejou tudo sozinho, aquela conversa no blog do silvio falso foi inventada e a lola usou isso pra difamar o movimento masculinista. eu acompanhei tudo de perto, desde 2011, e sei do que to falando, eu do meio dos sanctos, embora eu naõ seja sancto.

Anônimo disse...

e tem alguma mentira nesse texto? mulher hj em dia não serve para ter um relacionamento,são todas falsas e piriguetes.
pegar uma gp é muito melhor,n temos que aguentar fricote de mulher,fazendo cu doce ou então o tipo daquelas que de te dão esperança só para depois dar um pé na bunda,dizendo que esta "confusa"(provavelmente achou um cara com maior poder aquisitivo para explorar).

não colocamos nome por questão de privacidade,está cheio de anônimo aqui,uns colocam nome mas saber se é verdadeiro é outra história.
já acostumei com a hipocrisia das mulheres.

Julia disse...

Numa transcrição se reproduz tudo o que a pessoa diz, até as pausas.
Quanto a falar sobre mascus, vocês preferem viver sem saber que isso existe?? No fantástico mundo das bobas... só pode ser.
Faz tempo que a Lola não faz post sobre mascus, eu sei que é desagradável mas a realidade é essa. Isso existe e as pessoas tem que tomar conhecimento. E esse grau de misoginia não é só coisa de mascu não viu? Está em todos os lugares e não só em fórum mascu.

Bru disse...

A gente JÁ SABE que mascus existem, a Lola fala deles toda hora, nós convivemos com mascus/machistas, precisa vir num blog feminista um post só sobre eles?
Estou com a Thays.

Sara disse...

Quando entro em contato com as insanidades e ignorâncias que esses mascus espalham, eu que gostaria muito de ver na prática a igualdade entre homens e mulheres, fico com a impressão que homens são prejudicados intelectualmente, pois só assim sendo pra conseguir articular tantas coisas estupidas ao mesmo tempo.
Esses caras embora odeiem mulheres, despertam muito mais pena do q raiva.

Michele disse...

Será que eles têm ódio assim das mães também? Poxa, por que não se matam, já que o mundo com mulheres é horrível? OH CÉUS...

Anônimo disse...

Eu não sabia q existia mascus até começar a ler o blog da Lola...
Sabia q existiam homens babacas, extremamente, mas não tinha ideia do qto isso poderia ser perigoso!

Estou com a Julia, é necessário informar pra tentar combater!

Bru disse...

Eu também conheci os mascus aqui, uma coisa é informar, outra é dar toda esta atenção e responder imediatamente às provocações deles. essa é minha opinião só, não quero discutir com ninguém aqui,respeito a opinião de vcs.

Anônimo disse...

Tudo que os mascus fazem é querer aparecer pra outro mascu. Mascus não gostam de sexo, na realidade. Tudo que eles querem é aparecer pro amigo mascu. Exemplos claríssimos são os estupros coletivos e ir de bando ao puteiro. A máquina de sexo que eles sonham ser, nunca serão (por motivos claramente biológicos e, por isso mesmo, eles tentam a todo custo nos fazer acreditar que a biologia fode a mulher, mas é sempre necessário lembrar que mulher não broxa) e eles sabem disso. Daí ficam destilando raivinha "mimimi é periguete mimimi" e estuprando mulheres para que estas se sintam tolhidas em sua sexualidade e transem menos (como é a realidade deles). E Lola, fale do que você quiser no seu blog, sua linda!

Anônimo disse...

Concordo com todas as postagens da Bru. Eicram

lola aronovich disse...

Thays e Bru,
Ué, se a pergunta é "por que eu falo tanto sobre os mascus?", vcs também podem fazer outras perguntas: por que vc fala tanto sobre a necessidade da legalização do aborto? Por que vc fala tanto sobre estupro? Por que vc fala tanto sobre violência doméstica? Por que vc fala tanto sobre feminismo? Todas nós já sabemos que essas coisas existem. Há dezenas de posts neste blog e em tantos outros sobre todos esses assuntos. Por que continuar falando nisso, oras?
A maior parte das pessoas, feministas inclusive, nunca tinha ouvido falar de mascus antes que eu começasse a falar neles, em 2010/11. A própria palavra "mascu" não existia, eu que inventei. Masculinistas tiveram que parar de se dizer "masculinistas" porque eu satirizei o movimento deles de tal modo que pega mal se dizer mascu.
Eu mesma não sabia que mascus existiam antes de começar o blog, em 2008. Não tinha ideia desse grau de misoginia. Primeiro me dei conta de misóginos americanos, muito antes de saber que eles tinham nome e se chamavam MRAs (Men's Rights Activists). Depois fiquei sabendo de comunidades misóginas no orkut brasileiro que celebravam assassinatos de mulheres. Não sabia que eram mascus, nem sabia que isso podia existir.
Aí logo em 2010, e principalmente no começo de 2011, veio tudo junto: mascus revoltados com a eleição de uma presidenta, mascus revoltados comigo (eles já me odiavam e dedicavam vários textos a mim muito antes de eu saber da existência deles), eu fazer piada de mascu, o massacre de Realengo, obviamente um massacre misógino (e os Sanctos colocaram uma conversa entre eles e Wellington o incentivando a cometer o crime -- não fui eu que inventei esse diálogo, ele foi publicado no site de ódio de Marcelo & Emerson; além do mais, foi a investigação da PF sobre as conexões de Wellington que fez Silvio Koerich sumir; a última vez que Silvio deu as caras, antes de sumir de vez, foi pouco antes do massacre -- esses são fatos, não suposições, e não há nada de difamatórios neles). Poucos meses depois, no segundo semestre de 2011, reapareceu o site do SK, ainda mais cheio de ódio e ameaças; em março de 2012, veio a prisão de Marcelo & Emerson. E por aí vai. Se vcs não acham esses assuntos importantes, se vcs preferem não saber da existência desses misóginos, é só pular o post. Amanhã tem outro, sobre outro assunto. Há 3,250 posts neste blog. Apenas 90 são sobre mascus. Já já vão começar a ser publicadas teses acadêmicas sobre o fenômeno mascu. Eu sei porque sou procurada pra falar sobre isso. Segundo vcs, teses que analisam e investigam esse grau de sociopatia não deveriam existir?
Este post de hoje em particular eu acho interessante pra mostrar que, apesar de mascus negarem ser misóginos e homofóbicos, bom, não há nenhuma dúvida que sejam. Eles agridem homens com jeito "afeminado" na rua. Tem um depoimento gravado de dois deles dizendo isso, mas não é importante? Porque faz a gente pensar no que essa gente considera misoginia, homofobia, racismo. Outro dia vi uma pesquisa feita no ensino médio dizendo que a maior parte dos alunos brasileiros não considera bater em gays homofobia. Não é só chamar um cara de viado que pra eles não é homofobia! Até quando se bate num gay, não é homofobia! Então o que é homofobia: matar um gay? Ou nem isso? De repente homofobia (e misoginia, e racismo etc) simplesmente não existe? Tenho certeza que eles não acreditam que preconceitos e discriminações existam, nem quando são eles os autores.
Eu acho esta uma discussão importante.

Valéria Fernandes disse...

*Chocada* Esses caras tem podcasts próprios? Isso, sim, é novidade, Lola.

Anônimo disse...

Pior que ver esses caras falando essas coisas, é ver que o próprio Nessahan Alita (o "guru" dos mascus) uma vez escreveu que o homem nada mais era que uma extensão do próprio pênis.

Ou seja, o cara é uma extensão do pau e a mulher não passa de uma b*ceta ambulante. Aham. E depois as culpadas pela objetificação sexual são as "feminazis".

Anônimo disse...

"Segundo vcs, teses que analisam e investigam esse grau de sociopatia não deveriam existir?"

Pois é, tbm acho, o que a sociedade mais quer é que todos se calem e finjam que desigualdade não existe, que violência de gênero não existe, e os mascus são a prova viva de que existe e muito. Pior: não só entre eles.

O silêncio é a arma que a sociedade usa pra fingir que tá tudo bem. Tem que falar, tem que expor, desde a violência mais sutil (como uma cantada de rua ou um sujeito que te engana dentro de um relacionamento) até os estupros e assassinatos, os quais são o último estágio da violência, porque a violência mesmo começa lá atrás, pequenininha, quando o seu namorado te compara com a ex dele, ou dizendo que se vc não cuidar vc perde.

Violência é violência, pequena ou grande, física ou psicológica.

lenin bicudo bárbara disse...

olá,
passando apenas para marcar presença e dizer que continuo acompanhando o blog, Lola! Nem preciso dizer que acho importante o acompanhamento e a crítica constante que você faz sobre os mascus.
Bru e Thays, se me permitem entrar na discussão: é claro que eles buscam atenção, mas não acho que seja o tipo de atenção que a Lola oferece: afinal, se eles se entrincheiram em ambientes virtuais que só eles conhecem, se se escondem no anonimato, é porque querem fugir da crítica, querem se manter nesse mundinho deles em que essas ideias podem ser validadas sem nenhum questionamento sério.
E Lola, como sou da área, peço que, tendo notícia de alguma pesquisa acadêmica a respeito, se possível me ponha em contato por e-mail, ok?
abraço!

Juliana disse...

Não acrescenta nada ao feminismo dar publicidade a um movimento de ódio, só falando.

Anônimo disse...

Saber que mascus existem é pouco. Esses posts são necessários pra gente saber o que eles são. Conhecer o problema vs Entender o problema.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Que pensem mal de mulheres, que se reúnam pra falar mal, desde que não cometam nenhum crime, porque aí sim acho que a gente tem que combater...
Como diz aquela música chiclete: beijinho no ombro, rs.
Acho que isso seria preocupante há algumas décadas, quando mulheres em geral dependiam demais dos homens, incluindo alguns como eles. Já fui do time que fiquei preocupada quando descobri que existiam caras assim, hoje em dia já acho que são uns pobres coitados que fazem mal só pra si mesmos, ficam se corroendo de ódio, enquanto as mulheres que despertaram isso estão melhor que eles. Então né...
Bom fim de semana pra vc, Lola. bjus

Julia disse...

"O silêncio é a arma que a sociedade usa pra fingir que tá tudo bem"
É bem isso mesmo. Tem que escrever posts sobre esses mascus mesmo, Lola. Eu não tenho estômago pra ir nos fóruns deles, muito menos ouvir seus podcasts. A Lola faz isso, mas seria melhor que não fizesse? Ou guardasse só pra ela as informações?

Tem muita gente que acredita que nada disso existe mesmo, nem racismo, nem homofobia, nem machismo, que é coisa do passado! Já teve mascu mandando eu provar que o patriarcado existe. Mandei pastar porque não sou obrigada.

Anônimo disse...

Vc sabe, mas tem muita gente que nao sabe, e o blog serve para informar cada vez mais pessoas. Nao acho que aqui.seja um clube fechado. Eu mesma, nao fazia ideia do quanto ha pessoas perigosas nesse sentido de odio as mulheres, e os inumeros posts e ate comentarios ajudaram e ainda ajudam a criar minha percepçao. Obg por estar sempre nos alertando, Lola!

Cyberia disse...

Eu acho importante mostrar para as pessoas que este movimento de ódio existe. Sinceramente, se eu contar pra alguém por aí o que esses caras dizem, MUITA gente vai achar que estou fantasiando ou exagerando. Não acho que a maioria entenda que esse nível de ódio às mulheres exista.

Também acho portante satirizar. Zuar mesmo. Porque? Porque me faz bem, oras. A Lola fala ocasionalmente de mascus (MRAs, etc). Há um outro site (em inglês) que visito também todo dia e em que o autor se dedica somente a isso: zuar com a misoginia que ele encontra online. Só isso. Todo dia. Não vou publicar aqui porque não sei se posso, mas gosto tanto de lá quanto de cá. Faz bem estar num ambiente (virtual) onde outros enxergam o absurdo, o ridículo, o perigo.

Luiza disse...

Tomou um pé na bunda e ficou magoado, foi? Tem a auto estima tão baixa que não se considera capaz de ter um relacionamento com uma mulher madura e independente? Poxa, que pena... Todos sofremos desilusões amorosas, mas passar a odiar pessoas do gênero oposto, de modo generalista...ah, querido, aí já é outra história. Melhor mesmo você ficar só com garotas de programa, pois só assim você vai poder dar o que a mulher quer, ou seja, dinheiro. E assim, também, não perdemos nosso tempo com alguém inseguro e preconceituoso feito você.

Mila disse...

Ninguém está obrigando que eles convivam com mulheres. Vão para um lugar isolado, fiquem entre seus iguais e deixem as pessoas em paz. Só isso.

Julia disse...

Cyberia, eu acho que sei que site é esse, mas espero que seja outro, porque quanto mais melhor. Mas não lembro o nome.. coloca aqui o nome, por favor.
A Lola não gosta de postar link de fórum mascu.

Anônimo disse...

Não gosto de ficar reclamando de post. Concordo com a Lola quando ela diz "Não gostou do post, é só pular". Acho estranho pessoas querendo controlar o blog, dizer se as postagens devem ser diárias ou não, qual assunto é relevante ou não. Acho que vocês deveriam montar o próprio blog de vocês...
Mas tipo, na minha opinião o tal masculinismo é um fenômeno interessantíssimo, incrível como esses caras se tornam lunáticos. E percebemos um padrão nos "membros da real", são quase sempre muito jovens, sem vida social, sem sucesso sentimental ou profissional. Tentam encontrar justificativas para a própria inadequação. É muito triste.

Acho que esse post tem relevância sim! Mas se eu pudesse dar uma sugestão, acho que ninguém deveria responder os comentários dos trols que vêm aqui. Sério, eles atrapalham demais e são estúpidos demais para participar de qualquer diálogo. Na minha opinião deveriam ser ignorados. Eu nem termino de ler os comentários deles, quando percebo que é um mascu paro a leitura na hora. Para aqueles mais conhecidos: Fábio, Thomas... eu simplesmente pulo. Tenho preguiça.

L. G. Alves disse...

Homens que dizem coisas assim sobre mulheres são doentes mentais, são também perigosos. Acho que uma pessoa assim não tem empatia nenhuma e é capaz de cometer diversos crimes. E eu acho que eles se escondem em nossa sociedade, o que é pior. Eles não falam sobre o que pensam tão abertamente. Eles só se abrem assim, penso eu, em seus grupos de doentes. E eles não gostam de mulheres. Não sei se eles possuem é desejo reprimido por outros homens. Fica a dúvida. É muita doença mental.

Juba disse...

Lola, apesar de concordar que é um assunto mega deprimente, entendo a necessidade de postar sobre isso.

Mas concordo com a Bru sobre dar corda pra eles nos comentários. Meio que ignorar os 20 ou 200 leitores que agregaram coisas boas à discussão pra responder provocação de mascu... poxa...

Anônimo disse...

"Acho que uma pessoa assim não tem empatia nenhuma e é capaz de cometer diversos crimes"

Também acho. Não considero que pare por aí não, geralmente esse é o começo para fazer mais besteira depois. E das grandes.

Anônimo disse...

Sawl para PESSIMITIC Soul

Não foram apenas garotas que morreram, garotos também morreram(embora fossem minoria no massacre de Realengo).
Deles você tem pena, ou não sente pena assim como em relação à garotas?
Se tua resposta por a primeira, lamento mas vc ainda é um misógino que precisa MUITO aprender a ser um ser humano melhor e posteriormente um homem melhor!
Bullying meu caro, quase todo mundo sofreu na vida!
Eu mesma! Por ser nerd, baixinha, pouco desenvolvida pra minha idade, fui uma adolescente rejeitada pelas colegas do sexo feminino e ridicularizada e muito zoada por garotos, um inclusive que eu era apaixonada!
E não, não matei NINGUÉM! Não vi adolescentes do sexo masculino na minha frente saindo de escolas e pensei: "na minha adolescência fui tão rejeitada pelos garotos, humm, vou comprar uma metralhadora e sair por aí matando!!!" Com certeza eu seria uma louca e isso era o que o Wellington era, um louco, um doente mental que precisava de ajuda NÃO de incentivo pro cum crime injustificável!!!!
Aqui não se discute se as garotas mortas e sobreviventes eram virgens, não virgens, inocentes ou um pouco vividas, aqui se discute que houve vítimas que não fizeram NADA contra o Wellington foram assassinadas brutalmente!
Um massacre COVARDE realizado por um doente mental e incentivado por misóginos da pior espécie!
O dia que tiver uma filha, quero ver se não vai se preocupar dela sofrer algum tipo de discriminação ou violência pelo simples fato de ser mulher!
E não esqueça, vc veio ao Mundo graças a uma.
Pense nisso.

Sawl

Anônimo disse...

Sawl para anônimo imbecil de 28 de fevereiro das 14:34

Sabe que eu concordo com vc cara! Não há mentira.
Mascus são um bando de ignorantes, doentes mentais, mal amados, indecisos e recalcados!
TODAS?!!!!
Então você enquadra sua mãe também né? Quer dizer sua progenitora também é uma falsa e periguete, kkkk.
Saiba que desde a adolescência seu babaca eu trabalho honestamente, estudei, sou uma arquiteta renomada e NUNCA precisei de nenhum homem além do meu pai quando eu era criança e adolescente!
Não sou falsa, porque o que eu digo digo na LATA! Nunca menti, nem enganei ninguém! Já fui enganada e traída e nem por isso fico de mimimi e frescura como você de culpando TODOS os homens porque conheci caras de má índole.
Você não passa de um viadinho covarde que culpa e hostiliza as mulheres em geral só porque deve ter sido chifrado e sacaneado por algumas! NÃO tem inteligência pra separar quem presta de quem não presta!
Falsidade, hipocrisia e "periguetismo" NÃO são atributos exclusivos das mulheres!
Sofri MUITO com meu ex-marido que me agredia e humilhava mesmo sendo o "tipo de mulher" que vocês mascus supostamente "privilegiam"(virgem, prendada, companheira, leal, submissa, que se deixa humilhar, etc).
Felizmente estou separada do LIXO e estou feliz ao lado de um HOMEM DE VERDADE(coisa que você NUNCA será!).
E vc? Aposto que deve ser
Coitada da tua mãe! Esperou 9 meses pra sair o LIXO que saiu!
Coitado de você! Tão idiota, ignorante e misógino! Com certeza tanto ódio de mulher esconde uma grande indecisão sexual!
O "anônimo" é por pura questão de C-O-V-A-R-D-I-A!!!
Ué, pensou que "todas mulheres" são falsas e vão fingir que você é o máximo? kkkkkkkkk
Lhe apresento UMA sincera pra cacete: EU! Você é um OTÁRIO, FRACASSADO e DIGNO DE PENA!!!
Ps: Coitada das "gps" que você "pega"(dar dinheiro, NÃO é "pegar", kkkk). Pobres moças, que por dinheiro tem que se submeter à um babaca patético, misógino e fracassado como você!
Saiba que o "fricote" e "cu doce" depende do tipo de homem e também do tipo de mulher. Muitas mulheres batalham e trabalham honestamente e NÃO precisam ser sustentadas por homem nenhum e por isso NÃO precisam se submeter à tipo como vc e outras que se submetem pelo dinheiro; da mesma forma que existem HOMENS DE VERDADE e lixos masculinos que se "acham" só pq torram dinheiro com "gps" e ficam e fóruns inúteis de ÓDIO quando poderiam ser pessoas melhores!
O tempo que vc tá escrevendo merda, tem mulheres que são cientistas, engenheiras, delegadas e tão cagando pra sua inútil existência!
Saia do armário ou se mate, ou tenha uma filha, aí quem sabe, você se torna um HOMEM DE VERDADE!
Deixa de ser recalcados e acorda pra vida cara!!!!



Sawl - Always the rebel!!!


PESSIMITIC Soul disse...

eu andei refletindo muito sobre misoginia nos ultimos dias, ainda mais porque tem 1 semana que fechei a conta do facebook, entao fiquei com mais tempo pra ler sobre diversos assuntos no google.

existem vários tipos de misoginia, uma delas vem das religiões patriarcais do tipo ''da paz'', como budismo, cristianismo e islã. a outra misoginia ta relacionada ao pessimismo e niilismo, e essa que funciona melhor comigo.

eu não acredito no movimento masculinista mas acho que foi muito importante eles terem revelado o lado obscuro da mulher, antes de conhecer a REAL eu era praticamente o bobo da corte da vida social da roda de amigos(que eu chamo de merdamigos). eu achava que por ser branco e alto eu teria chances com mulheres pela boa genética, mas soube atraves dos masculinistas que as mulheres priorizam o poder, e só valorizam homens com poder. por isso mesmo eu cortei contato com todas as pessoas que eu conhecia e passei a ser solitário, isso causou ódio num cara que andava comigo que passou a me perseguir e me ameaçar de morte, pra ver como essa parada de amizade é falsidade pura. agora que eu busco me superar, ganhei inimigos, alfas que não querem concorrentes e querem me eliminar a todo custo

entao me tornei extremamente egoísta e misantropo, porem não da pra deixar a misoginia de lado. eu lembrei de uma psicologa que fui forçado a frequentar quando saí do hospicio, e ela me humilhou completamente por causa da minha situaçaõ inferior, quando eu disse que não queria mais terapia e estava sendo forçado, isso foi meses antes de eu conhecer o movimetno masculinista, o blgo do silvio koerioh verdadeiro. ela me humilhou porque eu era inferior totalmente naquela situaçaõ, era area militar, eu naõ tinha direito a reagir sem ser internado a força, ela sabia que eu era zoado por ''amigos'' e me via como looser total na vida social, por isso ela quis gritar comigo e me humilhar totalmente. ou seja, a misoginia é extremamente necessária, pois grande parte dos homens são considerados inferiores pelas mulheres, mesmo se eles tiverem uma conduta zeta, diferente da conduta beta. a diferença entre o zeta e o beta, é que o zeta ta fora desse jogo podre da vida social, enquanto o beta quer agradar todo mundo e é tirado pra lixo pelas mulheres.

entao eu tenho meus motivos pra ser misógino, porem não deixo de me masturbar vendo foto de mulheres, minha misoginia é a frieza total em relação as mulheres. no meu dia a dia, eu não faço nada por ninguem e com mulheres naõ será diferente. egoísmo puro é minha vida, minha vida toda gira em torno de mim e eu realmente glorifico a mim mesmo e desprezo o restante.

NM disse...

Eu acho bom quando a Lola responde os mascus. Eles tomam nos dedos e eu fico satisfeita, sem ter que alimentar os trolls eu mesma :)

Beatriz Correa disse...

Eu concordo com a Bru, mas apenas na questão dos comentários.

Claro q vai ter um ou outro mascu que venha aqui pra reclamar de algum post (vide Thomas, Fabio do mingau...), mas o que eu sempre achei necessário é isso, dar uma puta corda pros mascus eqto tem tanta gente aqui querendo tirar dúvidas genuínas, dar seguimento saudável pro debate... Isso é bem frustrante, na verdade.

Mas concordo ferrenhamente que precisamos sim explanar os mascus pro mundo, pq nem todo mundo sabe o que eles são.
Eu, por exemplo, há uns anos atrás, soube q um (agora ex) amigo do meu namorado praticava PUA com umas meninas, e eu nem sabia o que raios era isso. Descobri aqui, lendo um dos seus posts sobre esse povo.
Descobri em certos conhecidos um grau de misoginia tão grande que me dá náuseas fortes só de lembrar.

O mais perigoso é pensar que é muito raro vc realmente descobrir um masculinista. Pq, exatamente como vc disse Lola, eles foram tão escrachados q não mostram pra qq um suas reais intenções. E é exatamente por isso q, qndo eu vejo algum comentário falando q "nenhuma mulher sairia com um cara assim", eu sei que, infelizmente, não é verdade, pq é raro um mascu mostrar suas intenções pobres logo de cara. Muitas só descobrem a merda quando já é muito tarde.

Por isso Lola, continue SIM com os posts sobre o assuntos. TODXS PRECISAMOS SABER DO QUE ELES SÃO CAPAZ.

Cristina Martins disse...

Concordo plenamente com o que a L. G. Alves disse e vou além: Mascus não gostam de GENTE, embora isso já tenha sido dito aqui anteriormente, em outros posts e comentários. E, sim, é um tipo de sociopatia que parece, lamentavelmente, vir crescendo nos últimos tempos. Um post como este é muito útil porque, com a banalização das diversas faces da violência que vem se manifestando na sociedade, a gente acaba meio que "esquecendo" desse tipo de doença infeliz e deixando de ficar atentxs ao discurso das pessoas que podem revelar "traços mascus". Eu sempre me lembro do livro da Rosalind Penfold (pseudônimo) "Mas ele diz que me ama ..."
E prá quem não gosta que o tema seja abordado, que pule o post!

Lia disse...

Pois é lola mas sabe o que acho mais triste? Sao mulheres que por vezes sao piores que esses mascus.
Tenho uma amiga que insiste em que eu faça um perfil num site de relacionamento, mas eu nao quero, nao gosto desse tipo de site. Eu gostaria de ter um relacionamento somente se fosse com uma pessoa que fizesse uma diferença na minha vida. Trabalho muito e estudo a noite e sao poucos os caras que aceitam isso, entao porque vou além de estudar e trabalhar cuidar de um bebezao egoísta? Tem que ser um cara que vale a pena e me entenda.
Pois bem, entao ela fala coisas como "com 36 anos e exigente! Vc já ficou pra titia (odeio essa expressão ) falei pra ela que era uma expressão machista e que nao a usasse pelo menos comigo, entao ela ria, e disse "vc nem pode ter filhos mesmo, uma mulher egoísta como vc" (eu nem quero ter filhos e nem posso tampouco por coincidência. Mas por que egoísta??) pleno séc XXI e esses comentários.
E nem entendo porque ela ri de mim se está saindo com um cara casado....

Anônimo disse...

Gostaria muito de ver uma discussão mais aprofundada sobre prostituição feminina neste blog, pois vi vários comentários dizendo pros mascus transarem com as gepes e tal. O q me levou a pensar na dificil extinção da prostituição feminina em nivel mundial. Li q na alemanha abriram um mega bordel, atraindo clientes de países onde eles são penalizados, fora o tráfico humano q esta industria estimula. E mulheres, acordem, até hj não conheci um homem sequer q seja sinceramente e veementemente contra a prostituição...
Por favor lola vamos levar o debate feminista a patamares mais maduros, pq ficar respondendo/dando atenção pra mascu no blog é bem desanimador

RavenClaw~ disse...

Credo Lia, essa mulher não é tua amiga não. Pessimitic Soul (acho que tá escrito errado não?), não seja esse cara. Sério.

Anônimo disse...

Para mim, vai além de eles não gostarem de gente. Eles não gostam de um tipo específico de gente: Pobre, negro, mulher, homossexual, qualquer coisa que fuja do padrão que eles vivem ou almejam viver. Além disso eles são resultado de uma criação idiota: são super protegidos com um pai machistão imbecil que não perde a oportunidade de colocar as minorias onde gente rica acha que eles têm que estar (esgoto, submundo, sofrimento) ou são resultado de pais cujo pai largou a família. Eles colocam a culpa na mãe por não ter uma família tradicional, embora ela se esforçe para criá-los, e se sentem mal por "serem obrigados" a conquistar as próprias coisas, quando não têm boa condição, puro ressentimento. Se encontram com os primeiros babacas que descrevi e se sentem em casa.

Gustavo disse...

Acho importante sim a Lola falar sobre esse movimento, porque muitas dessas ideias são disseminadas em empresas, escolas e etc e vão alimentando a mente de rapazes menos experientes, inseguros e influenciáveis. Lembro que quando entrei como estagiário em uma empresa tinha um senior que disseminava idéias do tipo: "Quando vc estiver com uma mina no carro e tiver saído com ela imbica o carro pra um motel, ela vai reclamar vc diz calma e continua indo, certeza que quando ela estiver lah dentro ela vai dar pra você." É lógico que eu achei um absurdo, mas muitos rapazinhos concordavam com ele. Aliás esse cara é muito persuasivo. Bom, depois que eu descobri o blog da Lola e aprendi sobre cultura do estupro e etc. eu pude perceber que se tratava de um masculinista. Se a Lola não publicasse esses posts ocasionalmente eu não saberia que existe esse movimento organizado. Portanto não concordo com muitos que dizem que esses caras são doentes mentais que só vivem na internet. Eu vejo muitos caras dizendo barbaridades nas rodinhas de escritório, sobre as estagiárias, sobre as outras advogadas, sobre as outras colegas e são homens formados, bons profissionais tecnicamente e muitas vezes bem sucedidos. Então, penso que somente quando conhecemos um inimigo é que podemos combatê-lo. E nisso o blog da Lola ajuda muito a abrir nossos olhos. Obrigado Lola!

Anônimo disse...

Sawl para PESSIMITIC Soul de 1 de março das 01:23

Poxa que triste sua existência cara!
Você acha que por ter encontrado mulheres de má índole que claro existem porque TODO ser humano é falho, eu teria INÚMERAS razões pra ser misândrica e odiar os homens!
Eu era ridicularizada pelos garotos porque era baixinha, nerd e moleca!
Tive conhecidos cafajestes que seduziam garotas inocentes, tive colegas machistas que destratavam
suas colegas do sexo feminino mais inteligentes do que ele.
Meu avô era mulherengo, vivia traindo e agredindo minha avó.
Meu ex-marido um dentista de boa família e dito "homem de bem" me traía, humilhava e agredia, sempre me tratava como LIXO!
Eu tinha várias razões pra odiar os homens em geral. Cheguei a sentir raiva em alguns momentos dos homens e de mim mesma por ser mulher!
Mas quando terminei a faculdade, consegui emprego, me informei que Feminismo NÃO é discriminar homens e sim IGUALAR homens e mulheres em direitos e deveres e trazer alto estima pra mulheres feridas como eu era.
Me tornei uma mulher melhor e um ser humano melhor também porque tive momentos de EGOÍSMO e EGOCÊNTRISMO como você me achando a "sofredora mor"!
Como você mesmo disse, e se CONTRADISSE, o Masculinismo te traiu e você viu o quanto vis e doentes esses caras são, ao mesmo tempo em que você acredita na ILUSÃO que eles enfiam nas suas mentes de que "todas as mulheres são iguais", "todas as mulheres são interesseiras", entre outras inúmeras MERDAS MISÓGINAS!
Você conheceu mulheres cruéis? Sim existem, como existem homens cruéis que discriminam, humilham, ferem, estupram e matam milhares de mulheres dignas neste país!
Enquanto tiver essa mente estreita, torta, pequena de GENERALIZAR as mulheres, você pode pagar a "gp" mais linda do mundo que você continuará sendo um homem triste, infeliz, preconceituoso, mal amado e recalcado!
Se "machismo" levasse à algum lugar, os países mais misóginos do Mundo não seriam coincidentemente os mais miseráveis!
Pense que um dia, uma mulher pode te dar uma filha e você com certeza não vai querer que ela seja vítima de machismo!
E se não tiver uma filha, lembre que você veio ao mundo graças à uma mulher.
Largue as trevas, abra sua mente e seja feliz!

Ps: Interesseiras separam homens em betas, alfas e zetas porque são mulheres machistas de mente VAZIA! Quem sabe o problema seja VOCÊ que presta atenção em "gostosonas" carreiristas quando uma moça bacana deve gostar de você e vc nem imagina isso!
Mulheres de VERDADE cagam e andam pra definições e NÃO buscam homens endinheirados pra bancar porque elas mesmas SE BANCAM(eu sou um exemplo, meu atual marido ganha menos do que eu e somos MUITO FELIZES!)!querem apenas se relacionar com HOMENS DE VERDADE! Pense nisso



Sawl - Always the rebel

PESSIMITIC Soul disse...

entendi sawl, entao é a humanidade que não passa de lixo mesmo, não só as mulheres, mas os homens tambem. minha ideologia de vida é a misantropia, e a melhor corrente filosofica que combina com a misantropia é o niilismo. misantropia não combina com religiões, religiões sempre impõem regras de convivio social e reprodução humana, coisa que sou totalmente conta. por isso eu rejeito o ideal de família criado pelos guerreiros da real.

eu tenho uma teoria que o homem realmente superior não abaixa a cabeça pra ninguem e não aceita se unir a grupos com objetivos religiosos e ideologicos. a unica foram do homem superior lidar com política é pensando unicamente no beneficio próprio, em afirmar a sua própria vontade de poder. por isso eu rejeito o nazismo, o fascismo, o comunismo e todas as ideologias políticas,e rejeito tambem todas as religiões.

não serei mais misógino, serei apenas misantropo mesmo. se uma mulher vier de misandria pra mim eu posso usar a violencia contra ela, mas isso não significa misoginia, eu poderia me vingar dessa psicologa se eu tivesse a oportunidade, é o ser humano como um todo que não passa de lixo.

Anônimo disse...

Sawl tem toda a razão, existem pessoas com péssima indole independente de de ser homem ou mulher, e não é por ter passado por situações ruins que a gente deve condenar a todo um gênero.

Infelizmente eu só namorei homem ruim até hoje, mas eram dos tipos que me faziam agrados e eram "bonzinhos" no começo da relação, se fazendo de apaixonadinhos e depois revelando os crápulas que eram. E nem por isso acho que todo homem é imprestável. Ainda deve haver uma grande quantidade de homens legais, que não se pauta apenas por dinheiro (sim, tem homem querendo ser bancado por mulher, ao contrário do que os mascus dizem) ou aparência, infelizmente ainda não encontrei um... mas o negócio é que não se deve culpar um único gênero por causa das maldades de algumas pessoas.

Mariana silva disse...

" Pq, exatamente como vc disse "Lola, eles foram tão escrachados q não mostram pra qq um suas reais intenções. E é exatamente por isso q, qndo eu vejo algum comentário falando q "nenhuma mulher sairia com um cara assim", eu sei que, infelizmente, não é verdade, pq é raro um mascu mostrar suas intenções pobres logo de cara. Muitas só descobrem a merda quando já é muito tarde."

Meu ex era mascu e eu não desconfiava. Acho que a melhor forma de não se envolver com um deles é indo beeeem devagar no relacionamento e não aceitar namorar sem conhecer direito.

Se o cara começar com afobação, cortar ali mesmo.

E eles no começo são todos "bonzinhos". Tenho até medo de homem "bonzinho" demais no começo do relacionamento, já acho que é mentira. Demoro muito pra confiar em alguém.

Mariana silva disse...

Pessimistic Soul, desculpe eu perguntar, mas por causa de qual transtorno mental você foi internado?

Eu tratei bem a um desses "excluidos sociais" e só me ferrei, acho que quando a pessoa se fecha demais pra bons sentimentos, pode vir a melhor pessoa do mundo, mas não vai conseguir amar.

Thata disse...

Ser contra os mascus é bem diferente de adotar atitude psicofóbica..
Esquizofrenia é doença séria, portanto que precisa de tratamento, bem como é sério o tratamento com clonazepam - que aliás nada tem a ver com esquizofrenia.
Os "mascus" - os 10 existentes - merecem ser punidos por todo preconceito, discriminação, discursos e práticas de ódio que cometem.
Doente precisa de tratamento (independente se a doença se manifesta no cérebro ou não).
Psicofobia não é crítica, é preconceito!!!

Thata disse...

Não é "só falando". É a base para qualquer atitude e para qualquer entendimento aprofundado: conscientização sobre a REALIDADE pouco ou nada conhecida (obrigada Lola, me conscientizei sobre eles através dos seus posts). Discursos e práticas de ódio - deveríamos ter aprendido isso enquanto sociedade, historicamente, são demasiado e concretamente perigosos para não serem tomados a sério, isto é, pelo que são e pelo seu poder de destruição.

Thata disse...

Hahaha Ter de divulgar blog mascu em blog feminista, tá difícil a situação pra você hein?! Que peninha!
Sinto informar (o óbvio): postar aqui não vai facilitar nada pra sua "causa" de ódio ridícula. Kkkkkkkkkkk

Line disse...

No orkut tinha uma comunidade chamada "no escuro" em que um fake do Bolsonaro dizia que iria fazer um massacre tipo o de Columbine e uma semana depois teve o massacre de Realengo.


Esse mascu que diz que mulher só quer saber de poder e se diz branco e alto é do tipo que se diz "nerd, bonzinho, meigo, sensível, romântico, carinhoso" e que na verdade não é nada disso, é um cara fútil que só se interessa por mulheres maromabadas/popozudas, brancas bronzeadas de cabelo liso (ou alisado) metidas a patricinhas, metidas a ricas e logicamente interesseiras, geralmente micareteiras e que obviamente se sentem mais atraídas por marombados bronzeados, então quando esses mascus leva fora ou é traído começa a repetir que "mulher não presta, que é tudo interesseira". Porque mulher para eles se resumem a esses mesmos perfis de mulheres que eles sabem que não gosta deles, mas eles insistem nesses perfis porque acham que a função de uma mulher é apenas servir ao homem que cismou com ela e de ter perfil superficial do que o mascu acha bonito numa mulher. Esses mascus não dão a mínima para meninas tímidas, estudiosas, inteligentes e que até curtem um cara magrinho, branquinho e tímido e nem se importa que eles não tenham carro, mas para o mascu essas meninas não tem o perfil que agrada eles, sempre colocam um defeito nas meninas que gostam deles (seca/tábua/gorda, negra, sem "popularidade", não usam roupas "sensuais" ou no estilo "patricinha-classe-média")mas eles podem rejeitar mulheres que não agradam a eles visualmente, mas eles acham que as mulheres não devem ter o mesmo direito em relação a eles. Inclusive tem até meninas fora do perfil superficial que eles gostam que são até virgens e nunca tiveram namorado antes, mas eles que dizem valorizar tanto a castidade da mulher nem ligam para esse detalhe e até maltratam e humilham a garota e vão correr atrás justamente das mulheres pegam todos os homens do mundo desde que sejam ricos e bombados, menos eles, se humilham para essas mulheres e depois falam que "mulher não presta". Conheço muito bem isso.

Mariana silva disse...

Thata, há muitas pessoas com transtornos que se tratam e querem melhorar de vida. Problema mesmo é os mascus não quererem se tratar e nem melhorar - independente de ter transtorno psicológico ou só mau caráter mesmo. De qqr forma não é fácil uma pessoa aliar transtorno com mau caráter - a coisa fica ainda pior.

Mariana silva disse...

Line, é assim mesmo. A mulher tem que ser perfeita (fisicamente falando, e junto disso não pode ser "rodada" nem "carreirista",etc), se não for eles não querem. Mas eles, que não têm nem simpatia, nem beleza, nem dinheiro, acabam afastando todas: as interesseiras (porque não têm o "aporte" financeiro/status que essas mulheres querem) e as não-interesseiras (uma porque eles rejeitam essas mulheres que podem até ser bonitas, mas que não vivem pra aparência como as interesseiras e por isso não são tão vaidosas; e outra porque mesmo se o mascu aceitar namorar com ela, ela tbm vai se encher ao vê-lo como um ser cheio de amargura e ódio contra tudo e todos), e depois reclamam que ninguém quer.

Eles que odeiam a humanidade e a culpa é das mulheres. Até os homens eles odeiam, dado que chamam a homens diferentes deles de "mangina".

Aliás, a exigência mascu é tanta, que uma vez li um texto da Real onde o camarada dizia que queria sabe o que? Uma mulher linda, jovem ("jovem" pra real é menos de 23 anos), sarada, virgem. Que lhe desse 5 filhos ao longo de 10 anos, e que um deles fosse homem. Caso isso não acontecesse, ele se divorciaria.

É essa a mentalidade deles. Mesmo que existisse essa mulher tão perfeita, e eles se casassem com ela, ela ia dar muito além do que viria a receber dele. Nunca seria uma relação minimamente proporcional.

Thata disse...

Mariana, concordo com sua colocação sobre os mascus. Eles não reconhecem que EXISTE um problema com eles, e projetam tudo de ruim na categoria social "mulher".
Agora, discordo da sua última afirmação: muitos transtornos mentais fazem mais mal à própria pessoa que a outros; então, não necessariamente "a coisa fica pior" para os outros/ para a sociedade/ para a convivência social.
Quem tem transtorno mental, tem de despender tempo, querendo ou não, para não piorar (como qualquer doença crônica).
"Mau-caratistmo" é outra coisa, outro nível.
(Obs.: não falo de psicopatas - graus leves, moderados, e graves - porque é outro assunto: para esses não há tratamento, eles NÃO SOFREM, não são capazes de sentir culpa ou remorso, nem empatia e compaixão)

Mariana silva disse...

"Agora, discordo da sua última afirmação: muitos transtornos mentais fazem mais mal à própria pessoa que a outros; então, não necessariamente "a coisa fica pior" para os outros/ para a sociedade/ para a convivência social."

Sim, eles sofrem bem mais. Porém, quando não querem se tratar, continuam sofrendo. E d quebra fazendo os outros sofrer também.

Thata disse...

Mariana, não sei se estamos nos referindo aos mesmos "casos".
Entretanto, em toda a discussão sobre misoginia e machismo(s), permanece uma tendência à explicação psicológica/ psiquiátrica, quando precisamos de uma perspectiva mais sociológica. Por exemplo, quanto menos afetada for a pessoa por um transtorno/ doença mental, mais condições essas pessoas têm de ESCOLHER suas atitudes. E muitas dessas pessoas decidem justamente pela misoginia mais ilógica possível (como seu exemplo perfeito acima) - tomando as mulheres, como categoria social, para extravasar seu ódio - cultivado - levam a extremos ainda mais estúpidos, preconceitos e discriminações já presentes no convívio social. Claro, parte dessas pessoas provavelmente tem doença/ transtorno, agravado seriamente pelo ambiente social misógino, mas, entendo que - pelo que conheço - tem mais a ver com PROFUNDA imaturidade, egocentrismo exacerbado - sustentado tanto por grupos sociais de convívio mais íntimo quanto pela ideologia misógina mais ampla (p.ex., que nojentamente - quem ainda não se acostumou por sobrevivência - notamos 24h por dia, dentro de casa, ou na TV, em 99% dos sítios da Internet, nas ruas, no transporte público e particular,nas instituições públicas e privadas etc.).

Anônimo disse...

Mas e aí? Alguma sugestão para um homem que queira lutar por igualdade E resolver os problemas de gênero que homens sofrem? Afinal:

- Masculinismo -> Movimento de ódio que não representa ninguém além de um grupo de perdedores. Eu sentiria vergonha de ser representado por esse grupo.

Ficar no machismo -> Não rola se houver uma mulher amada (mãe, companheira, filha, etc.) na jogada. Machismo é ruim pra mim, mas pior pra elas. E eu quero que elas sejam felizes, que elas tenham um salário justo, que elas não sofram preconceitos.

E também não quero que eu, meu filho, meu pai, etc. sejamos inferiorizados por não seguir um padrão rígido de masculinidade, que sejamos vistos como caixa eletrônico só porque a moral de uma religião de uma religião que nem sequer acredito diz que seja o certo. Ou seja, não é opção, amando ou não uma mulher.

- Feminismo -> Luta contra o machismo, mas não dão a mínima sobre problemas de gênero enfrentados por homens.

Nem mesmo os homens feministas ou os homens aliados do feminismo veem isso (eles veem a vida masculina como aquele sonho cheio de privilégios e nenhuma desvantagem sequer). Eu os vejo mais preocupados em fazer média com o coletivo feminista do que lutar por igualdade de fato. Ou seja, não me representam.

Praticamente ninguém fala sobre os problemas (os sérios) que os homens sofrem por serem homens. E quando aparece alguém que fale, a chuva de pedras (principalmente de feministas) vem. Ah, se vem!

E então? O que fazer? Estou aceitando sugestões.

Rosanna Andrade disse...

Anônimo das 16:55

Entendo que vc possa ter experiências ruins com feministas, mas n se esqueça que o feminismo é plural.

Eu acredito sim que os homens têm grandes e graves problemas pela obrigação de seguir um ideal de masculinidade.

Já ouvi falar que tem uma área dos Estudos de Gênero que trata justamente disso, e se chama "Masculinidades". Tente pesquisar, talvez tenha algo a ver com o que vc procura.

Como sugestão de atuação eu sugeriria se articular com outros homens feministas. Veja bem, as mulheres estão muito preocupadas com violência doméstica, cultura de estupro, defasagem salarial. São coisas que as atingem diretamente, então elas estão escolhendo suas batalhas.

Outra coisa: vcs homens tem mto mais propriedade pra falar dos problemas que o machismo causa para os homens do que nós.

Eu duvido muito que feministas (ou a maioria delas)ficassem contra um movimento "amigo", que também lutasse contra o machismo, mas focado nos homens, e apoiasse as causas feministas mais clássicas, mas isso tem q partir dos homens.

Me lembrei do movimento "don't be that guy" que tem como foco combater a violência sexual focando na educação de homens. Por mais que seja resolver um problema das mulheres, a abordagem é feita por homens e para homens, e a mensagem é modificar a cultura. É um bom exemplo, e poderia ser modificado para tratar um problema masculino (p.ex. - você não precisa resolver seus problemas na porrada pra provar que é homem.)

Alás, eu acredito que modificar a cultura - ou seja, desconstruir os papéis rígidos de gênero - já ia melhorar grande parte dos problemas que o feminismo aponta, e para homens e mulheres.

Se quiser discutir algo, estarei de olho nos comentários. Boa sorte!

Alice Martins disse...

A Lola transcreveu um podcast, uma gravação em áudio.