sábado, 15 de fevereiro de 2014

GUEST POST: CHANTAGEM E DIFAMAÇÃO

A M. me enviou este relato:

Gostaria de compartilhar uma situação que aconteceu comigo, e que achei que jamais me aconteceria.
Bem, eu sou uma mulher de 25 anos, professora, e pratico arte como hobby. Digamos que de vez em quando eu atraio certos tipos que nem mereciam pisar nesta Terra.
Não sigo religiões, mas também não sou ateia. Prefiro dizer que o que rege a minha conduta é a ética.
Sou solteira, porém tenho um namorado muito querido, carinhoso e apoiador. Estamos muito bem em nosso relacionamento, sem crises de ciúme, sem cobranças, apenas amor e companheirismo.
Moro com minha mãe, meus pais são divorciados desde que eu era muito pequena. Me dou muito melhor com meu pai, pois é muito parecido comigo. Não tenho interesse em morar sozinha, pois sofro de síndrome do pânico, e é preferível ter sempre alguém por perto, mesmo que seja minha mãe.
Bem, o ocorrido é o seguinte: perto do local onde trabalho, mora um homem mais velho do que eu, em torno de quarenta anos, solteiro, mora com a mãe. 
As mulheres o consideram charmoso e conquistador, eu o considero apenas uma pessoa que cruza comigo na rua.
Este homem, vamos chamá-lo de Fabiano (nome fictício), se sente no direito de me cumprimentar na rua. Ok, não me custa dar oi. Fabiano às vezes me piscava um olho, inclusive.
Mudei o meu percurso até o emprego, pra não passar mais em frente à casa dele. Aí ele me encontrou no Facebook. Adicionei, pois minha mãe disse que ele é um amigo dela, e é um pára-médico muito respeitado. Dei uma chance para a pessoa, aceitei o pedido de amizade.
Alguns minutos depois ele veio sondar se eu havia largado o emprego, pois não me viu mais. Menti que sim. Ele disse que gostaria de tomar um chá aqui em casa comigo e minha mãe, pois gosta muito dela. Eu disse que achava melhor não, pois sou muito ocupada e não poderia participar, mas que ele era livre para convidar minha mãe para um lanche na praça de alimentação do shopping center da cidade. Morreu o assunto. Parece que o interesse dele pela minha mãe se resumia apenas ao lanche na minha casa.
Então, nos dias seguintes, ele começou a curtir e comentar em todas as minhas fotos, geralmente elogiando a minha beleza de modo não muito agradável. Aceito que meus/minhas amigxs próximos me elogiem, mas não desconhecidos. Eu simplesmente excluía os comentários. Um dia meu namorado viu um comentário dele em uma foto minha, e me perguntou quem era o Fabiano. Eu falei a verdade, um conhecido da minha mãe. E meu namorado queria saber por que ele se sentia no direito de me elogiar de forma tão desagradável. Me fiz a mesma pergunta.
Continuei excluindo os comentários dele por mais uns dois dias, até que não aguentei mais o assédio e falei para ele que eu não estava interessada nesse assunto. Ele se fez de ofendido, mas não foi grosseiro. Expliquei a ele que estava feliz em meu relacionamento, apaixonada, e nenhum outro homem me interessava, que me deixasse em paz.
No dia seguinte eu postei uma foto com meu namorado. E foi a gota d’água para Fabiano. Ele escreveu exatamente assim: “Tá com a mesma carinha que tu fez naquelas tuas fotos pelada”.
Excluí imediatamente o comentário e fui tomar satisfações pelo chat. E eis que ele resolve me chantagear: disse que eu deveria ficar com ele, ou então ele publicaria para todos verem as minhas fotos nua. Eu fiquei entre “poker face, abismada e irritada”. Eu não tenho fotos nua. Nunca fiz fotos nua. Nem sozinha, nem com namorado. Essas supostas fotos que ele dizia ter simplesmente não existem. Fiquei com um nojo absurdo dele. Não me acovardei diante dele, pois como diz o ditado, “quem não deve, não teme”. Não cedi à chantagem, zombei dele e desfiz a amizade na hora.
Então ele, nem um pouco satisfeito por ser rejeitado, começou a ofender meu namorado no perfil dele, a zombar dele, a insinuar que ele era corno. Por sorte, meu relacionamento tem uma base excelente, e meu namorado em nenhum momento duvidou de mim. Ficou muito irritado com a petulância do Fabiano, com sua falta de respeito.
Fabiano continuou com a perseguição: mentiu para diversos amigos que tinha fotos minhas nua, que fazia isso e aquilo comigo, como se eu fosse um brinquedinho que ele comprou em uma lojinha de 1,99. Me fez mais ameaças sobre divulgar minhas supostas fotos. Eu disse a ele para me deixar em paz, e que naquele momento eu o estaria bloqueando, para que ele nunca mais me visse no Facebook, e que se ele tentasse qualquer coisa, eu não titubearia e iria à polícia, pois chantagem é crime.
E eu o bloqueei. Essa história me deixou enojada, pois não colou comigo, já que eu não tenho fotos nua e tenho coragem de enfrentá-lo. Mas imagino quantas moças ingênuas ele já deve ter enganado. Moramos em um bairro pobre, e as meninas desde muito cedo têm o costume de se exibir na internet. Tenho certeza que ele já coagiu diversas moças por quem ele tenha tido o capricho de ter mas não a capacidade de conquistar, com esse papo de “tenho aqui tuas fotos, se tu não ficar comigo, tu vai ver”.
Contei para toda a minha família o ocorrido, para que não atendam ao portão caso ele me chame (infelizmente ele já me viu entrando aqui e sabe onde moro). Meu pai (da idade do Fabiano, e de porte físico muito mais trabalhado por anos de boxe) e meu namorado (trabalhado no ninjutsu) tiveram vontade de ir na casa dele e “me defender”. Eu, trabalhada no karatê, tenho mais disciplina e sei que não se resolvem as coisas com surras. Mas fiquei feliz pelo apoio deles, que em nenhum momento duvidaram de mim.
A minha tristeza e motivação para escrever isso foi a reação de minha mãe. Ela preferiu acreditar no “pára-médico respeitável”, da idade dela, a acreditar em mim. Afinal, em suas palavras, “eu sempre soube que tu era uma puta, até que demorou pra alguém ter fotos tua pelada”. Admito que fiquei furiosa, quebrei diversos objetos tacando-os no chão, me descontrolei. Ela me conhece há 25 anos, mas eu sou mulher, sou solteira, então provavelmente eu sou “puta”. É melhor acreditar no homem. 
O homem é sério, não teria por que inventar. Ele é belo, pode ter a mulher que quiser, não precisaria me coagir. Aposta que eu já traí meu namorado com ele e agora quero pagar de santa.
Sim, ouvi tudo isso da boca dela. Da mulher que mora comigo. Da mulher que também já foi muito oprimida por criar sozinha uma filha por ser divorciada.
Mas, em resumo, me considero feliz no desfecho. Agora ela acredita em mim, pois eu mostrei os históricos de conversa pra ela, e ela foi tomar satisfações com o suposto amigo dela, e Fabiano foi nojento com ela também. E em nenhum momento meus amigos, namorado e pai duvidaram de mim. Eu tenho as conversas salvas, para caso um dia precise provar algo contra ele na justiça ou na polícia. 
Eu gostaria que este longo depoimento sirva como apoio para meninxs que não têm apoio total em casa, e que sejam coagidxs e humilhadxs em público. O que criaturas como o Fabiano esperam é justamente uma posição frágil de nossa parte, mas se formos firmes dá pra virar o jogo, e se ver livre dele, e quem sabe até conseguir que o humilhado seja ele, se a pessoa gostar de imprimir coisas e colar nos postes do bairro.
Alguns podem se perguntar “mas por que ela adicionou ele? Por que não bloqueou no primeiro momento?”. Eu me pergunto a mesma coisa, e respondo com outra pergunta “Quando vocês adicionam alguém no Facebook, imaginam que estão diante de um psicopata?”

Meu comentário: Que nojo desse cara, hein? Mas tudo que ele fez e continua fazendo é mais do que asqueroso -- é crime! Calúnia e difamação são crimes, chantagem é crime... Eu acho que você e seu namorado podem pensar em processá-lo. Imagino como é difícil processar alguém, mas por que esse "Fabiano" deve poder continuar fazendo o que faz impunemente? É certeza absoluta que ele age assim com outras jovens!
E tudo que você conta (suas tentativas de não ofendê-lo, sua impossibilidade em ser grossa e cortá-lo de cara) só mostra como somos condicionadas a sempre sermos boazinhas, até com sujeitos perigosos que definitivamente não merecem qualquer tipo de cortesia.
Bom, pelo menos você agora tem o apoio de toda a sua família, e seu namorado agiu muito bem em toda essa história. Mas deve dar uma raiva tremenda, não? Considere a opção de processar o Fabiano, M. E de não morar mais com sua mãe.

73 comentários:

Anônimo disse...

poxa vida, mas se vc ja tinha mudado de caminho pra ir ao trabalho, ja nao gostava da atitude dele, por que cargas dagua vc me aceita pedido de amizade em facebook?

tem pessoas que sao muito condescendentes, querem acreditar no lado bom de um babaca que ja vem se mostrando babaca faz tempo.

meninas, se nao gostam da atitude do cara, façam como eu: mostre o dedo do meio, faz cara feia e se necessario manda praquele lugar. nao tenho a metade da paciencia dessa moça.

agora é juntar provas pra entrar com processo contra ele.

boa sorte

Angela.

Lavoisier disse...

GUARDAR cópias digitais, imprimir oq tem, levar na polícia, fazer BO, levar cópia de tudo e protocolar no ministério público da cidade, como noticia de crime (o MP cobra a investigação da polícia e dá andamento no processo criminal).

Cyberia disse...

Ah que nojo, que nojo, que NOJO!!! Devia ter um aviso nesse post, ler isso logo depois do almoço me fez mal de verdade... Aff, nauseas...

Anônimo disse...

Ainda bem q o pai da moça ficou ao lado dela, bem como o namorado. Se ela tivesse um namorado mais "cabeça fraca", esse verme asqueroso podia até mesmo ter acabado com o relacionamento dela.

Mas ruim isso de quando mulheres se colocam contra mulheres, como a mãe dela fez. Então o vizinho estranho está certo e ela errada? Pois é...

Só pq é para-médico e boa pinta.

Anônimo disse...

Aconteceu quase a mesma coisa comigo, mas não tão grave como o caso dessa mulher.
Eu tenho 24 anos e estou morando sozinha. Logo que cheguei, conheci um cara aqui, mas não me interessei nem um pouco por ele. Ele pediu meu telefone e eu dei (é nessas horas que as pessoas perguntam: ué, mas pq vc deu seu telefone?). Enfim, ele me chamou pra ir ao cinema e eu tive que inventar que tinha um namorado, ao que ele responde: "não tem problema, não conte a ele". Eu respondi que não, que era muito fiel e mesmo assim ele continuou insistindo.
Uma vez o vi andando atrás de mim no corredor e não pensei duas vezes antes de bater a porta na cara dele.

Diana disse...

Gente, que cara nojento! Fico feliz que você tenha tido o apoio dos amigos e da família, infelizmente não são todxs que têm isso. Mas eu não deixaria para lá, abriria processo. Uma pessoa nociva como essa não pode passar impune pela vida.

Anônimo disse...

"Não sigo religiões, mas também não sou ateia. Prefiro dizer que o que rege a minha conduta é a ética."

Uma afirmação meio ambígua... Quer dizer que ateu não segue a ética?

Julia disse...

E quando fazem uma musiquinha inocente atacando esses tipinhos ainda vira polêmica e temos que dar explicações. Não vou mentir, eu sou educada. Mas essa Julia que aguenta merda pra não parecer antipática, agressiva já morreu há muito tempo.

Anônimo disse...

calúnia não é, pq calúnia é acusar falsamente alguem de um crime.

Difamação, (sujar a "honra" da pessoa por aí espalahando um fato, não importando se ele é verídico ou não) é.

CHantagem NÃO é, pq até onde sei o crime de chantagem só se consuma se a vítima entrega a "vantagem", ou seja, se vc transasse com ele ela chantagem, ai sim, seria o crime.

RAQUEL LINK - me falaram que ia ter bolo disse...

Essa é uma ótima historia pra ter como lição do que a minha mãe sempre me ensinou " não de sorte ao azar".

se o cara é estranho, não aceita amizade com ele nada, simples assim.

Infelizmente é a gente que tem que se esconder e não o bandido, mas fazer o que é melhor isso do que se incomodar.

vitor disse...

típico,mulheres tomam decisões erradas e depois se vitimizam.
já tinha sacado que ele era estranho,não gostou da cara dele mas adicionou no facebook assim mesmo...

misantropa do face disse...

Efeitos nefastos do desejo ridículo de mostrar q tem mtos amigos no face
Sinceramente não rolou empatia e mto menos sororidade feminista de carteirinha

Panthro disse...

Eu aceito qualquer um no Facebook na esperança de que vão me enviar ISO's nas Special Operations do Marvel's Avengers Alliance. Só que nunca mandam :(

E já aconteceu comigo de serem irritantes assim, dando em cima de forma "Rondas Ostensivas Tobias Aguiar", mas eu bloqueio a pessoa. Bloquear a pessoa é a melhor coisa, porque ela fica impossibilitada de tentar entrar em contato com você de novo, o que não acontece se você só apaga um comentário.

Juliana disse...

Infelizmente nós mulheres somos condicionadas a sermos gentis até quando a pessoa não merece o tratamento. Não podemos ter medo ou vergonha de dizer basta, falar um palavrão,gritar,falar grosso.
Imagina só: mudar o trajeto para o trabalho por causa de um imbecil destes!
Vamos reagir. Eu ficava de cabeça baixa toda vez que ouvia besteira na rua, um dia, eu mostrei o dedo do meio. O cara ficou super ofendido. É esse efeito que os babacas merecem.

Anônimo disse...

Guest post claramente inventado, seja pela Lola ou alguém querendo chamar atenção.

Como alguém sofre todas essas ameaças e não tem coragem de denunciar? E também é improvável um homem rejeitado inventar essas coisas gravíssimas gratuitamente, apenas para infernizar a menina do guest post, seu namorado, sua familia. Tudo isso por ser rejeitado por uma quase desconhecida (desculpem, mas foi isso que deu a entender). A não ser que a moça do guest post realmente teve algum envolvimento com o sujeito, porque ficou difícil de engolir essa obsessão sem motivo.

Sara disse...

minha solidariedade M., vc não teve culpa alguma do comportamento imbecil e criminoso desse víbora do seu vizinho mau caráter.
Eu tb tenho alguns problemas no FB, mesmo NÃO adicionando gente q não conheço, portanto não é culpa sua se esse asqueroso teve esse comportamento.
Mas de tudo o q vc relatou, o q mais me deixou triste foi o a reação de sua mãe, é difícil entender como uma mulher, ainda mais uma mãe, pode agir dessa maneira.

lola aronovich disse...

Ai ai, TODO santo guest post vem alguém dizer que fui eu que o escrevi. E eu que escrevo todos os comentários também. Eu escrevo tudo que é publicado não só no meu blog, mas no mundo inteiro. Porque situações como a descrita no guest post são realmente impossíveis de acontecer. Pois é, um cara ficar obcecado e stalkear uma mulher que ele mal conhece? TOTALMENTE IMPOSSÍVEL! Nunca aconteceu! FAKE!

Dani disse...

Chocada com a história e mais chocada com os comentários do tipo "mas pq aceitou no facebook??" Ahh, a velha e boa culpabilização da vítima...da mesma série do "pq tava usando uma roupa tão curta?" Até parece que ninguém nunca aceitou um pedido de amizade de um semi-desconhecido no facebook!! poupem-me né!! o cara era conhecido da mãe dela, era vizinho, até então só cumprimentava ela na rua (a perseguição começou dps..), acho q eu tb aceitaria se me adicionasse em uma rede social, ng ia imaginar q se tratava de um psicopata!!! E ok, até concordo que devemos ter cuidado em adicionar "estranhos" na internet e tal, da mesma forma como, infelizmente, acabamos tendo que evitar andar sozinha a noite em certos locais e tantas outras coisas, porém, em nenhum momento isso será justificativa pra algo de ruim q possa vir a acontecer né!! sempre bom bater na mesma tecla! o problema real jamais será a nossa escolha de sair sozinha à noite ou de aceitar um estranho em uma rede social, e sim o fato de existirem pessoas capazes de fazer esse tipo de atrocidade por saberem, justamente, que de alguma forma a culpa sempre cairá sobre a vitima, ou seja, sobre a mulher!! Sempre fico chocada qdo alguém lê uma história horrível como esta e tantas outras e a primeira coisa q passa na cabeça é recriminar certa atitude que a vitima teve... vcs podem não perceber, mas ainda q inconscientemente estão culpando a vítima!! Bora trabalhar a empatia, meu povo!!

Sara disse...

anon 18,41hs
seu comentário é um absurdo TOTAL, ta cheio de maluco q persegue mulheres nesse mundo, muitas vezes nem a mulher sabe da obsessão do sujeito, até q ele demonstre de alguma forma, e muitas vezes de maneira criminosa até mais grave do q ocorreu com a M. desse post.

Maria Valéria disse...

Em todo post com relato desse tipo aparece alguém pra culpar a vítima.

Anônimo disse...

Lola, vou deixar o relato do que minha prima passou. Um cara a viu no ônibus um dia, tentou puxar assunto, ela não deu bola e ficou por isso mesmo. O que ela não percebeu é que ele a seguiu até a faculdade, pegou o mesmo ônibus no dia seguinte, conseguiu descobrir onde ela morava e passou a assediá-la, na rua, no trabalho, nas redes sociais, alternando mandar flores e cartas de ameaça a ela, chamando-a de todo tipo de nome, ameaçando matá-la, junto com toda a família dela. Polícia? Não adiantou, porque ele nunca bateu nela. E nem tinha algum tipo de relacionamento com ela. Primeiro foram os amigos que se afastaram, dizendo que ela tinha se colocado nessa situação. Depois, ela perdeu o emprego, porque o maluco ligava todo minuto lá. Sabe qual era o discurso das pessoas? O mesmo desses comentaristas :"Quem mandou dar sorte ao azar, sair na rua?" E outras besteiras que podemos ler nos comentaristas imbecis. O fato é que chegou ao ponto de ela não poder sair de casa sem companhia do pai. E nem isso intimidou o stalker. Ela a seguia nas ruas, de carro, xingava o pai dela. Por fim após esse vagabundo ter acabado com a vida dela, resolveram que o caso era de stalker e ela pode processar. O que aconteceu com ele? Nada. Só pediram pra ele se manter 50 m afastado dela, ou seja, nada. Sabe quem a sociedade culpou? Ela, por ser uma moça bonita, não deveria andar desacompanhada. É revoltante.

Anônimo disse...

Chocadaaaaaaaaaaaa, pq estão perguntando "pq aceitou no face?" ?


É facebook, não é "por-favor-me-assedie-e-me-coma"

Velho babaca e ridículo.

Maria Valéria disse...

Menos de um mes atras um desconhecido pediu pra ser meu amigo no Facebook, porque me achou bonita e tal.
Aceitei , porque era amigo de uma conhecida minha, depois eu poderia perguntar a ela se ela o conhecia bem
Enfim, no primeiro dia fiquei empolgada, achei o papo legal e estou solteira, normal que eu queira fazer amizades, pela internet ou vida real.
No dia seguinte,e no outro, o cara ja começou a me encher o saco : era " oi linda " toda hora, e eu queria ficar sossegada vendo meus filmes e reprise de novela, nao estava com a menor paciencia pra ficar de bilu bilu com ninguém,...quero fazer amizades e conhecer alguém interessante, mas sem pegacao no pé, no seu devido tempo.e o cara ja começou a fazer planos do que íamos fazer em junho, sendo que estamos em fevereiro...
No terceiro dia, nao respondi a duas mensagens dele, estava vendo minha TV sossegada, deixei o computador carregando. E 3 horas depois tinha uma meia dúzia de mensagens dele , perguntado por que eu nao respondia,se ele tinha feito algo errado , se eu nao queria falar com ele.
Eu surtei!!!
Respondi que nem o conheço pessoalmente , que to sem paciencia pra tanta insegurança e pegacao no pé, que nao quero ninguém me cobrando nada.e que caso ele nao saiba tem milhares de pessoas que deixam o bate papo online , mas nao estão na frente do computador o tempo todo,inclusive.eu.
Enchi o saco e bloqueeii, se e assim sem me conhecer imagina na vida real.
Antes que alguém me diga que e burrice se relacionar com pessoas via internet - eu conheço pessoas que estão super bem e casaram com pessoas que conheceram em redes sociais ou. Sites de relacionamento.
E a PiOR, a pior pessoa mesmo que conheci na minha vida me foi apresentado por um amigo em comum, na vida real,num baile de carnaval em 94, com o amigo fazendo maior propaganda , dizendo que o cara era gente boa, foram 11 anos de amizade ate eu fazer a burrice de namorar com essa pessoa ( burrice porque eu nao era apaixonada ) , e ele surtar com ameaça e difamação na internet.
Mas claro, a culpa,era minha por nao ter percebido antes,.ne??

Anônimo disse...

Lola, para de liberar os comentários desse troll do "claramente inventado". Chato e desnecessário...

Nelson Rodrigues de Saias disse...

A mãe estava afim do scroto. Qdo constatou q ele preferiu a filha novinha reagiu de maneira tão ou mais scrota. Competição entre mulheres, não importando se são mãe e filha. E rola direto neste blog essa contradição feminista.

lola aronovich disse...

Sim, Nelson Rodrigues de Saias (acredito MUITO que vc seja mulher, não mascu, porque quase nem tem mascu nos comentários, né?), mulher é tudo scrota, só muda a idade. Já o psicopata descrito no guest post é gente boníssima!


Ok, anon das 20:20. Não vou mais liberar comentários inúteis que duvidam da veracidade dos guest posts. Odeio isso. É um desrespeito à pessoa que escreveu. E a mim, claro, mas eu já tô acostumada.

lola aronovich disse...

Maria Valéria, querida, arrasando no FB, hein? Brincadeira, conheço a sua história chocante. Vc tem toda a minha admiração, lindona.

Maria Valéria disse...

Hahahaha !!! Lola,querida, se arrasar no FB da tanta enchecao de saco prefiro continuar a ser uma anônima desconhecida....gente louca atras ninguém merece !!
:p

Bjs

Julia disse...

Querido Vitor, típico de um canalha como você culpar mulheres por merdas que homens fazem. Volte aqui, seu bosta, e mostre onde adicionar alguém no Facebook é crime. Depois quando a mulher desconfia de homem ficam todos ofendidinhos..

Anônimo disse...

Ela é solteira e tem namorado?

Anônimo disse...

Por isso nem dou bom dia pra homem mais. Depois me persegue e ameaça e ainda podem colocar a culpa em mim dizendo - mas porque você dava bom dia todo dia pra ele ?

L. G. Alves disse...

Lola, leia, se puder e tiver interesse, isso aqui, por favor: http://entretenimento.r7.com/moda-e-beleza/fotos/protecao-machista-site-cria-campanha-para-mulheres-deixarem-de-usar-absorventes-13022014#!/foto/7
O que tem o uso de absorventes com machismo? Com opressão? Para mim chegou no exagero. Não gostei. Eu uso absorventes desde a adolescência porque não gosto de usar panos e nem quero ficar sangrando por aí.

lola aronovich disse...

Putz, L.G., isso é fake! Fico indignada que veículos de comunicação estejam espalhando uma grande mentira. Foram os channers que bolaram essas imagens (e essa "campanha"), só pra mais uma vez desmoralizarem as feministas. Esse movimento do "free bleeding" não existe. As fotos são montagens! Que mascus espalhem isso eu entendo. Afinal, eles só espalham mentiras mesmo. Mas meios de comunicação tradicionais?! Revoltante!

Anônimo disse...

culpabilizacao da vitima? ah ta. tem gente que é boazinha demais pro meu gosto.

veja o que a moça fala

"Este homem, vamos chamá-lo de Fabiano (nome fictício), se sente no direito de me cumprimentar na rua. Ok, não me custa dar oi. Fabiano às vezes me piscava um olho, inclusive.
Mudei o meu percurso até o emprego, pra não passar mais em frente à casa dele. Aí ele me encontrou no Facebook. Adicionei, pois minha mãe disse que ele é um amigo dela, e é um pára-médico muito respeitado. Dei uma chance para a pessoa, aceitei o pedido de amizade."

a questao é que, se ela ja vinha tomando atitudes pra evitar o cara, por que entao ela da um passo atras e o aceita numa rede que, teoricamente, é de amizades, se ela nao suporta encontrar o individuo?

pra mim é ilogico, sem sentido.
faz parte dessa coisa da mulher ter ser fofa, sorridente, nao saber dizer nao.

eugenia.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Acho que a Lola já disse tudo né. Temos que aprender a deixar de ser boazinhas, porque senão fica muito fácil pra esse tipo de cara. E nós acabamos mesmo sendo criadas pra facilitar ou permitir esse tipo de aproximação, infelizmente. O vizinho ou colega de trabalho que vem tomando liberdades e a gente não corta pra não ser vista como a grossa, a chata...
Não gostou do cara, algo te diz que ele não é uma boa pessoa, melhor cortar logo, não cumprimentar, não aceitar pedido de amizade. A gente não é obrigada a ser simpática, principalmente com quem já aparenta ter más intenções.
E achei ótima a ideia do processo.
Ainda que não dê em nada, no mínimo já serve como um alerta pro paspalho.

Julia disse...

Anon 22:38, VAI A MERDA!

L.G.Alves, se você vir as fotos anteriores a essa está lá escrito que parece ser uma "brincadeira" e as contas do twitter serem "fake". Mas o R7 não perderia a oportunidade de dilvugar essa idiotice, né?

Podiam ter posto um título tipo "Veja a que ponto chega a falta do que fazer" e colocavam as imagens da "campanha" já explicando que foi bolada por gente ociosa. Garanto que essa chamada atrairia muitos cliques também.

Anônimo disse...

Uma vez saí com um cara, foi uma vez só, ficamos (só rolou beijo) mas no resto do dia ele foi um estúpido.

Continuou sendo estúpido após o encontro e quando dei um "gelo" nele, ele veio me perguntar porque eu estava sumida... expliquei pra ele os motivos e disse que não queria mais sair com ele. Sempre sou sincera nessas horas, nunca dou desculpa, que é pra pessoa saber que é culpa dela mesmo. Ele não me pediu desculpa em nenhuma ocasião, apenas achava que agir daquela forma escrota era certo e tentava se justificar.

Pois ele insistia pra sair mesmo após minha explicação e meu "fora", digamos assim. Não adiantava dialogar com ele, ele só insistia pra sair. Sumia por uma/duas semanas e depois insistia pra sair no Face.

Não deu outra. Bloqueei no face e cancelei o chip do celular. Infelizmente hoje não podemos dar "mole".

Sara disse...

Tratar todas as pessoas com educação e urbanidade deveria ser a regra, não ao contrário.
Quem esta errado e tem q ser execrado é esses tipos que se aproximam de mulheres com a intenção de molesta-las.
Eu quero é mais que gente imbecil que vem aqui criticar o fato de uma mulher tentar ser educada com outro ser humano, e culpa-la pela violência que ela sofreu se EXPLODA.
É um absurdo sem tamanho essa gente sem cérebro nenhum vir aqui criticar a moça, pelo simples fato de ela ter sido educada e amigável.
O que prega essa gente, que sejamos um bando de trogloditas antissociais e antipáticas, só pra não sofremos assédios, vão pro inferno vcs e suas criticas estúpidas.

MonaLisa disse...

Fico de cara com esses idiotas que vem dizer que não existem stalkers.

Fiquei com um cara por esses tempos que me disse que já me "conhecia" há anos.

Anônimo disse...

Sara sou sua fã, nunca escrevi nada aqui no blog mas sempre que posso leio, concordo com tudo que você sempre fala em vários post, as vezes você passa por radical ou maluca, mas euconcordo com tudo. Abraço!

Anônimo disse...

Concordo com a Sara. Porra, se um amigo da minha MÃE me add no face, pq diabos não vou aceitar? Errado é ele que é tarado!

É um saco essa merda de cultura machista que me obriga a ser mal educada se eu quiser ser respeitada. Isso não é normal!!!!

Os machinhos que tem que entender que educação e civilidade deveriam fazer parte do comportamento padrão de todos, e que uma mulher responder a um bom dia ou aceitar um pedido de amizade no face não significa que ela está dando mole!

Agora se eu começar a ser stalkeada por um vizinho maluco a culpa é minha que ousei ser educada?! Me POUPE!

Anônimo disse...

Olha a lógica dxs machistas:

Mulher não cumprimenta ninguém na rua, não dá papo pra ninguém, olha de cara feia - puta arrogante, sem educação.

Mulher é gentil, cumprimenta, sorri - a puta tá me dando mole, vou persegui-la, ameaça-la pois se ela disse não com tanta doçura ela na verdade tá se fazendo de de difícil.

A verdade é que estamos tão imersos nessa cultura pútrida e asquerosa que dificilmente uma mulher não feminista consegue enxergar a vítima como vítima. Eu já disse inúmeras vezes aqui - se qualquer coisa desse tipo tivesse acontecido ou venha a acontecer comigo, a minha mãe (e quase todas as mulheres da minha família) vai ser a primeira a me atirar na fogueira


Jane Doe

Anônimo disse...

"Nelson Rodrigues de saias"
Ô mô dêuzi!
Que dó de você. Você não tem dignidade pra usar saia.
Continua aí usando seu "raciocínio" Tico e Teco, joinha pra vc.
Depois que (se) sair das fraldas, terá algo não imbecil pra escrever/reproduzir.
Thata

Anônimo disse...

E que mãe é essa que chama a filha de puta? O velho ser escroto nem me impressiona, pq desse tipo tá cheio, depois apanha de um tipo que gosta de resolver tudo no braço e vai se fazer de coitado. Que sociedade nojenta que faz uma mãe dizer um negócio desse. Ela deve ter muito ciúme de vc com seu pai...

Lia disse...

Olha tem varias coisas estranhas nesse relato.
1. Se vc tinha receio do cara porque o adicionou no facebook?
2. Se vc é dessas pessoas que adicionam qq um no facebook JAMAIS pode postar fotos suas ou comentarios que podem te dar a conhecer mais facilmente
3. Tem opção no facebook de vc so postar os comentários depois de vc lê-los, nao precisa ficar desesperadamente apagando, é so nao publica-las
4. Tem opção pro cara nao ver que vc ta online nem ler suas pastagens, embora o melhor é nem adicionar
5. Eu nao adiciono pessoas que são amigos dos meus pais, vizinho, primo, irmão, só os que EU quero
6. Nao entendi como que ele depois estava insultando vc na pagina do seu namorado, vcs dois o adicionaram???
7. Ser ateu nao significa nao ter ética
8. Teríamos que escutar a versão da sua mãe tb
9. Vc fala que seu namorado e pai lutam artes marciais, grande coisa, nao é por isso que pode ir defendendo vc, e se o cara tem uma arma? Nao vai ser anos de boxe, jiu jitsu que vai livrar uma bala de fogo
10. Desde o começo vc já da preferencia pro seu pai entao porque mora com a sua mãe? Talvez ela esteja te fazendo um favor morando com vc.
11. Se gosta mais do seu pai porque nao vai morar com ele?
12. Se recebeu ameaças e nao tinha mesmo foto peladas porque ficou dando papo pro cara?

Dizem que "mulher somos ensinadas a ser boazinhas por isso aguentamos isso" olha pode ate ser que somos ensinadas a ser educadas, mas ficar aguentando imbecilidades de estranhos tem que ser muito burrinha mesmo,

Abracos

carol disse...

Gente, quem nunca adicionou um semi-conhecido no Facebook que atire a primeira pedra. Ou melhor, não atire porque já superamos essa época faz tempo (eu espero).
A gente é mesmo condicionada a ser simpática ou é mal vista. Uma pena!
Eu mesma me esforço pra ser antipática quando necessário. De tão reprimida que fui, não é uma coisa que me vem naturalmente.
Sempre passava na frente de uma obra e fora os vários fiufius, havia um homem que falava baixarias absurdas! Demorou uns dias, mas finalmente respondi com um 'imbecil'. Ele não gostou e passou a me ameaçar quando passava lá. Tive que mudar onde pegava o ônibus, mas foi libertador ter respondido algo pela primeira vez na vida.

Anônimo disse...

entao ta, prefiro ser uma puta vadia mal-educada e antipatica e mal amada do que ser boazinha e hipocrita por cumprimentar alguem com quem nao simpatizo.

o cara ja era um babaca, ela ja nao gostava da atitude dele.

aprender a dizer NAO pode ajudar a evitar situaçoes desagradaveis.

Anônimo disse...

O que me deixa mais furiosa com essa história toda, além dos já esperados comentários "Ah, mas ela deu sorte para o azar", foi a reação da mãe! Fala sério, logo a mãe, que é a primeira pessoa que a gente aprende a confiar, dá a razão para o vizinho em vez da filha que conhece desde sempre? Quer dizer,pode até conhecer bem, mas prefere reproduzir o discurso babaca e machista da sociedade. Valha-me Deus!

Nelson Rodrigues de Saias disse...

Dona lola teu radar mascu falhou feio. Sou mulher classe média privilegia, q nem vc. E pós menopausica, q nem vc vai ficar, tomara q com saude, mais senso de humor e dando menos, bem menos atenção aos seus mascus.

E eu escrevi q o stalker é um scroto mas vc não levou isso em consideração por crer eu ser um mascu. Mas tb fiquei passada com essa mãe. Tem mais caroço nesse angu, merece uma tragédia a la NR.
É notável como as mães são bem mais detonadas neste blog do q os pais, a começar por ti, q volta e meia dá uma detonadinha na tua.
Ngm é perfeit@

lola aronovich disse...

Estranho, Mascu de Saias, o Fábio do Mingau sempre diz que todas as mulheres deste blog odeiam seus pais (ahn, não os SEUS, os delas), que todo guest post e post meu também é uma mostra desse ódio aos pais. E aí vc vem e diz que nós detonamos as mães. Não se pode mesmo agradar todo mundo.

antipatotinhafeminista disse...

Lia, assino embaixo.
COERÊNCIA feminista!!!

Anônimo disse...

Essa Lia fez cada comentário estúpido e preconceituoso, praticamente culpando a vítima e ainda justificando o comportamento da mãe da vítima. Olha que a vítima nem se quer falou mal da mãe, apenas disse que a mãe não acreditou nela, mas essa Lia age como se a mãe da vítima tivesse que ser ouvida para acusar a filha, sendo que a própria mãe da vítima depois passou a acreditar na filha e foi até ofendida pelo bandido e a Lia ignorou essa parte. O namorado da vítima poderia não ter adicionado o bandido, mas pode ter o facebook disponível para receber comentários e mensagens de pessoas que não sejam contato e isso não é crime e nem deve ser usado para culpabilizar a vítima. As pessoas e a vítima já explicaram várias vezes que o cara apesar dela ter fugido na vida real foi elogiado e indicado pela mãe dela que se dizia amiga desse cara, a mãe dela que a própria Lia vitimiza ao ter se voltado contra a filha foi quem indicou o bandido para a vítima aceitar no facebook e muitas pessoas acreditam que uma amizade virtual não é perigosa quanto encontrar alguém na rua. Mais uma bobagem usada repetidamente para culpar a vítima. Por mais que alguns filhos se identifiquem mais com os pais, morar com a mãe é sempre vista como uma prioridade na maioria das vezes pois a maioria das pessoas já se acomodaram a isso. Em momento algum a Lia pensou o quanto a mãe da vítima foi injusta com a própria filha e a Lia só fez condenar a vítima por ser mulher e ter aparentemente mais afinidade com o pai, principalmente no momento em que era o pai quem deu a apoio a filha quando ela mais precisava. O fato da vítima morar com a mãe não impede que a vítima sinta mais vontade de estar mais próxima com as pessoas que apoiam e querem protegê-la. A vítima não falou que ser ateu era falta deética, já q ela mesma disse que tbm não tem religião. Aprovar comentários no facebook é o de menos, o pior são as intenções dos comentários que já foram, sendo aprovados ou não. A mesma coisa é o chat, mesmo que apessoa não esteja online isso não impede de receber mensagens desagradáveis na caixa de mensagens. Quando o stalker está obcecado, não adianta a vítima impedir o stalker de receber as atualizações, pois quando querem vão lá diretamente no perfil da vítima e olham tudo do mesmo jeito. Por mais que as vítimas demorem para tomar algumas atitudes não devem ser culpalizadas de forma alguma. O criminoso é o stalker, não a pessoa que está sofrendo a perseguição.

Anônimo disse...

Stalkers são horríveis, mas é interessante como a maioria das pessoas, inclusive tem até mulheres que acham por incrível que parece romântico esse tipo de coisas vindo dos homens. Muita gente acha fofo um cara perseguir uma mulher e acham até que a mulher é uma mal agradecida por não gostar de ver tanta atenção e dedicação de um homem voltada para ela, muitas vezes esses stalkers mal conhecem a mulher que perseguem e cismaram que a mulher deve ser dele de qualquer maneira. Para a maioria das pessoas a mulher deve ser a femme fatale que seduz os homens só de dizer um oi para eles e que os homens é que devem tomar iniciativa e que a mulher deve ceder aos homens que tomam iniciativa com ela, jamais a mulher deve tomar iniciativa. Quando uma mulher toma a iniciativa a maioria acha que isso é coisa de mulher feia, mal amada, mal comida, desesperada, necessitada e se o cara se mostra indiferente é intimada a cair fora imediatamente. Todo tipo de perseguição não deve ser justificada e nem aceita vindo de qualquer um, mas é incrível como que as pessoas meio que estimulam esse comportamento de predador e proprietário nos homens.

Anônimo disse...

Vcs estão ignorando o obvio,ela n adicionou um desconhecido que parecia legal e sim um sujeiro que ela n gostava a ponto de mudar o caminho por onde passava para n ter que olhar pra ele.
No minimo estranho e ainda dizem q isso n é dar sorte pro azar

NR de Saias disse...

Mascu de Saias kkkkkk
Sem qurer me enturmar com tuas fãs, é bem o q a Jane Doe disse. E essa ambiguidade (se é kirida tá dando mole, se é antipática é uma bitch) foi uma das minhas primeiras percepções da vida em sociedade, digamos assim, como pertencente ao genero feminino. Msmo não sendo mais uma "novinha" fui stalkeada recentemente: um pedrero, ops, um técnico em edificações ou trabalhador da const.civil, q fez uma obra rápida aki em casa. Tratei-o como se deve tratar uma pessoa e o estrupicio me mandava um monte de sms de celular q começavam com um "bom dia amor". No inicio ignorei mas teve um dia q ele apareceu de noite aki em casa, com uma dscpa esfarrapada, e não titubeei, praticamente escorracei a figura e foi um adv q me indicou esse estrupício, disse pros 2 q teria q dar queixa na policia se aquilo continuasse. Ele terminou a obra quietinho. E as poucas pessoas q ficaram sabendo disseram em tom de chacota "ah ele paxono por ti", aff

Anônimo disse...

Ela não gostava do assédio que este sujeito praticava com ela na rua. Mas achou que não tinha nada demais em adicioná-lo no facebook a partir do momento em que a mãe dela, uma pessoa que ela confia e que mora com ela fez a maior propaganda a favor desse sujeito e disse que era amiga dele, sim, a mãe dela, o sujeito era amigo da mãe dela. Tem pessoas que acreditam que não é nada demais em apenas adicionar alguém amigo de algum parente próximo no facebook, mesmo que seja alguém indesejado na vida real, mas acreditam que estão protegidas no mundo virtual, ainda mais com a própria mãe fazendo a maior publicidade do sujeito. Mas uma vez querem insistir em usar esse fato para culpar a vítima.

Anônimo disse...

Tem pessoas que eu antipatizo e até mesmo evito na vida real, mas como são pessoas que me conhecem eu acabo aceitando em redes sociais por causa de algum tipo de ligação, seja por vizinhança, colega e para não me fazer de mal educada, já q essa pessoa sabe obviamente que eu a conheço pessoalmente, acabo aceitando o pedido de contato. A moça do relato evitava o cara pessoalmente pois se sentia muito desconfortável com o comportamento invasivo dele, mas não tinha chegado a brigar com ele e com o incentivo da própria mãe acreditou que estaria exagerando se dispensasse o convite de contato em um circulo virtual, sendo que novamente, a mãe dela uma pessoa que ela confia insistia que ele era amigo e que era uma boa pessoa e por isso achou que não tinha nada demais em adicionar numa rede social e manter apenas como um contato virtual e pode ter pensado que o cara já poderia ir perdendo mais o interesse por não ve-la mais pessoalmente. Não acreditou que se tratava de um monstro. E ela não deve ser punida por isso. Ninguém sai por ai achando que qualquer pessoa inconveniente e insistente, ainda mais sendo admirada por sua própria mãe, seja necessariamente um psicopata, um bandido.

Garota direta disse...

Era so ela dizer para a mãe que tinha certeza absoluta de que o cara so podia ser um tremendo psicopata por insistir demais em falar com ela na rua sem ela querer e pronto, mesmo ele sendo amigo da mãe. Estaria tudo resolvido.

Anônimo disse...

Não entendi porque algumas estão chamando o cara de velho se no texto diz que ele tem 40 anos.

Anônimo disse...

Estou com vergonha alheia dos comentaristas deste gest post. Os covardes amam o anonimato da internet. Vergonha das que se acham fodonas porque conseuem ser grossas com todo mundo e acham que quem não age assim merece passar por tudo. Ah humanidade, você pode acabar.

Anônimo disse...

Eu acho que chamaram ele de velho por conta da revolta e não por causa da idade. Quando as pessoas estão com revoltadas acabam agindo assim, mesmo não tendo preconceito com idade. Eu também acho ridículo alguns comentários querendo culpar a vítima por ela não ter declarado guerra ao sujeito desde o início e ainda esquecem da influência da mãe dela que era amiga e admiradora do sujeito. Querem que as pessoas saiam quebrando pau com todo mundo, até com os amigos de familiares próximos como se pudessem adivinhar de imediato que seres como esses fossem tão perigosos e muito mais do que inconvenientes.

Anônimo disse...

Acho bom darem espaço a depoimentos como esses em espaços feministas sobre stalkers que perseguem mulheres. E eles são resultado da educação de que homens são "por direito" proprietários das mulheres e que uma mulher quando está fora de casa e sem acompanhante então se torna para eles propriedade masculina por direito. Forçar aproximação e perseguição é horrível. Não sei como esse homem se tornou amigo da mãe da garota, mas muitos stalkers gostam de cercar as vítimas através de amigos e parentes forçando um círculo de amizades em comum que a princípio parece casual, mas várias vezes pode ser uma forma de cercar a vítima tbm e fazer com que ela não tenha desculpas para rejeitar a aproximação forçada.

Anônimo disse...

O que mais existe no mundo sao stalkers ou pessoas completamente loucas e desocupadas mesmo que fazem da nossa vida um inferno. Adicionei algumas desconhecidas em redes sociais e vi de perto o que pessoas ressentidas e ignoradas sao capazes de fazer, assisti de camarote essas pessoas usando td que eu havia postado e algumas informaçoes pessoais para me desmoralizar, destruir minha reputaçao, moral, jogar meu nome na lama. Dava um guest post, quem sabe um dia. Tive depressao, nao conseguia entender pq faziam isso e como conseguiram se reunir pra isso, assisti incredula, e o que mais me falavam: pq vc adicionou essas pessoas? Nao sei! É facil culpar, mas se colocar no lugar de quem tem o nome jogado na lama a troco de nada é bem dificil ne? Mais empatia por favor! Bj Lola!

Anônimo disse...

Anon 12:37, me lembrou o Laerte da nova novela das 9. Segundo o ator que o interpreta muitas mulheres acharam romântica a cena em que ele arrasta a Helena da escola.

Anônimo disse...

Sei que deve ser incomum, mas, ha 4 anos uma mulher me persegue virtualmente! Sou mulher! É louco, nao entendo, tive o minimo de contato virtual com essa pessoa e ela simplesmente nao aceita que eu nao quero te-la no meu circulo de amigos, é foda, dificil, ja procurei advogado, mas é dificil provar as palhaçadas que ela faz. So me resta me esconder cada vez mais. Tenho medo dela, do proximo escandalo virtual, proxima difamaçao, ela consegue afastar de mim ate amigos de anos e anos (amizade real fisica) so com suas mentiras, é chocante e decepcionante. Uma louca compleamente manipuladora e nao aceita nunca que esta me magoando ou errada! Ela so quer se vingar, seja la do que for.

Anônimo disse...

Amigos reais de longa data preferirem acreditar nas mentiras de uma perseguidora estranha virtual é triste. Se ela inventa intrigas sobre vc procura salvar imagens, frases e conversas dela contra vc nessa rede social para mostrar que ela te persegue e prejudica sua vida.

Vivi disse...

É complicado acreditar que uma pessoa estranha do nada implicou com você e passa boa parte do tempo dela tentando te infernizar. É estranho mesmo, mas esse tipo de gente existe e tá solta por aí. So não sei se são psicopatas ou loucos (lembrando que psicopatia não é doença).

Anônimo disse...

Por essas e outras que eu não me sinto confortável em utilizar meu nome real e fotos minhas na internet. Esses dias recebi um e-mail informando que tentaram entrar no meu facebook lá da Bahia, a troco de que? Dificilmente posto fotos minhas na internet ou de parentes na minha página, e agora grávida, já avisei pra todos que fotos do meu filho NÃO vão ser colocadas online,azar de quem não gostou e quem colocar mesmo assim vai ter dor de cabeça.

Camila B.

Anônimo disse...

Sinceramente, sabendo como a Justiça funciona, entrar com um processo contra esse homem só vai causar mais stress,sobretudo porque ele mora perto, o correto é agir localmente, converse com outras mulheres, talvez ele tenha agido assim com várias, e usem um apito toda vez que ele se aproximar.

O stalker em geral é alguem carente,não no sentido de ser um coitado, mas porque não consegue ter um relacionamento normal, conquistar sem coagir, esse tema me é caro, pois agi assm em determinado momento da minha vida, me apaixonei por uma namorada, e não conseguia mais me desvincular quando o relacionamento acabou, esperava ela em pontos de ônibus, na saída do trabalho, ligava, mandava flores, e sequer percebia que estava sendo inconveniente,e agi assim com outras mulheres, pois na minha cabeça homem tinha que ser insistente, galanteador, romantico, e se eu não conseguisse conquistar uma moça por esses meios eu não estava fazendo o suficiente,isso só me gerava frustração e mais nada, pois nunca era correspondido,pensava ainda que elas é que eram insensíveis, foi só cm crescimento pessoal e por muita leitura que aprendi que meu "modus operandi" era/é errado.

Paloma Arantes disse...

Bem que dizem que ignorar fulano é o melhor remédio pra não alimentar a cobra.. hihi

Anônimo disse...

O cara faz tudo isso e vc ainda esconde a identidade dele? Com a força das redes sociais divulgue o face dele aki e em outros lugares e ele tera a repressao que merece. Uniao faz a força contra o mal. Felicidade a todos! Ass. Um homem.

Anônimo disse...

Estava andando na rua com uma amiga, quando um cara passou por nós com uma camisa muito legal, eu naturalmente fixei meu olhar sem perceber, ele passou me olhando com um sorriso e então eu comentei com minha amiga que o achei bonito e que havia gostado da camisa, ela então (para meu azar) o chamou e ele (para um maior azar) veio até nós, ele então conversou comigo e disse que não via muitas meninas tão bonitas quanto eu andando por ali, como sou tímida fiquei muito encabulada, ele então nos acompanhou até onde estávamos indo de início. Chegando lá ele pediu meu email, oras ele era bonito, era educado e parecia super normal, então passei o endereço, eu estava solteira mesmo! Não demorou muito para ele entrar em contato pelo facebook, tudo muito normal, ele queria me ver novamente, mas depois de um tempo ele começou com uma conversa muito estranha, com uma conotação sexual até, eu me assustei muito, o exclui e fiquei longe. Até que um dia, após um acidente, eu lá sem poder me mover, ELE aparece, dizendo que estava comigo, que tudo iria ficar bem... ELE! Eu me assustei muito, mas logo sai dali. Depois de um tempo eu o vi me seguindo novamente, mas desta vez meus amigos me esconderam. Enfim, eu achei que isso nunca aconteceria comigo, mas aconteceu. Não é o cuidado que nós mulheres tomamos, mas sim a consciência do ser HUMANO. O mundo é livre e todos nós devemos ser igualmente livres.



-lia.

Unknown disse...

Pois eu tou sofrendo de uma situação igual a sua e eu não sei oque fazer,e o pior e que eu nem conheço ele!!!