domingo, 9 de junho de 2013

PADRE PEDE E POLÍCIA PRENDE MANIFESTANTES DA MARCHA DAS VADIAS

Manifestantes protestam em frente à delegacia de Guarulhos

Ontem houve a Marcha das Vadias de Guarulhos, e duas manifestantes foram presas. Por quê? Porque um padre mandou
O pároco da Catedral de Guarulhos enviou carta às autoridades exigindo providências contra a Marcha, por ser "sempre eivado [sic] de crimes, tais como atentado violento ao pudor, violação de direitos religiosos, agressões físicas". Só pra lembrar, sabe quem era o bispo de Guarulhos até o ano passado, quando morreu? Ninguém menos que Dom Bergonzini, figurinha carimbada da misoginia, aquele que usou uma caneta para mostrar a uma repórter que "é muito difícil uma violência sem o consentimento da mulher".   
Patty, mestranda da USP, esteve lá na Marcha ontem e conta mais.
Convocação para a Marcha das Vadias Guarulhos -- quase um cartaz terrorista!
A Marcha das Vadias Guarulhos estava marcada para ontem às 14h no Marco Zero da cidade, que fica em frente à Igreja Matriz. 
Quando eu cheguei, as meninas estavam fazendo os cartazes e organizando tudo. Logo reparei que o padre estava na janela da igreja ao lado de uma imagem de santa. Havia também um grupo grande cantando e rezando com ele; eles usavam microfones.
Num primeiro momento, achei que fosse algum evento católico. Mas depois reparei que havia várias viaturas da PM e um grupo vestindo camisetas com a estampa "aborto não". Comecei a ter uma intuição ruim porque eles aumentavam cada vez mais o volume. Foi ficando mais difícil para nós da Marcha das Vadias fazer o jogral com um megafone fraquinho. Então entendi que os católicos realmente estavam se manifestando contra a marcha, o que por si só já era desagradável.
A foto deixa claro o sexo de quem é contra e a favor da legalização do aborto
Eu vi que uma unidade da PM chegou, e um PM conversou com uma das organizadoras, mas não me pareceu que eles fossem impedir a marcha. Afinal, era uma manifestação pacífica. Foi emocionante ver mulheres de várias faixas etárias que estavam trabalhando por perto se aproximando e participando. 
Até a hora em que fui embora, o maior problema era o contra-protesto da igreja. Só que, quando cheguei em casa, soube que algumas das manifestantes haviam sido detidas. A informação é que uma delas foi interpelada por ter feito topless, discutiu com o policial e foi detida por desacato à autoridade. Houve violência, pois ele rasgou a roupa dela e deu uma chave de braço.
Qual o perigo que uma mulher exibindo os seios em público oferece? A visão dela incomoda tanto que um policial resolve agredi-la fisicamente? Se isso não é misoginia, não sei o que mais pode ser. Quer dizer, corpo feminino só serve para entretenimento masculino. Se uma mulher o exibe numa demonstração de poder num protesto, isso ofende as autoridades.    
A última informação que tenho é de que uma representante da OAB esteve no 1o DP com a deputada federal Janete Pietá (PT-SP). A advogada conseguiu a liberação das meninas, que foram levadas a um hospital para fazer exame de corpo de delito.     
Mais tarde, chegou até mim a informação de que o pároco havia, num texto repleto de inverdades sobre a manifestação, solicitado a repressão da marcha.
Piada pronta: fiéis "protegem" igreja contra perigosas manifestantes
Como assim? O padre manda, e a PM e a GCM simplesmente obedecem? Como um padre pode restringir o direito de uma manifestação acontecer em frente à igreja? Ninguém da marcha entrou, nem pretendia entrar nela. A reunião foi marcada ali por ser o Marco Zero -- é espaço público. A polícia não pode prender manifestantes, nosso estado é laico e democrático. Estou me sentindo na inquisição. Espero que os responsáveis por esse absurdo sofram as medidas legais cabíveis. 
E o Estado laico, cadê?
As fotos 1 e 6 são de Natália Oliver; as 4,5,9 e 10, de Samuel Kassapian. Aliás, Kassá informou a Patty que sua conta no FB foi suspensa por 3 dias. Motivo: nudez!
Essas fotos da Narcisa mostram a chave de braço que o policial deu na Ana
Havia mulheres policiais. Por que foi um policial homem que deu a chave de braço?
Aqui dá pra ver direitinho o nome do policial. 
A Gil também esteve lá e conta como foi.

211 comentários:

1 – 200 de 211   Recentes›   Mais recentes»
Daniel Tavares disse...

Caraca Lola, certos argumentos seus parecem não ter limites ! Quer dizer que homens são contra o aborto, e as mulheres a favor ? Que piada !
No mais, pobre autora do post...tá se sentindo na Inquisição? Nossa, coitada, como conseguirei dormir hoje ?
Pobres mulheres brancas de classe média !

Letícia Heller disse...

^ Pobres pessoas que pensam desse jeito!

Caroles disse...

Daniel Tavares BURRO. Sem mais. Uma pessoa que diz isso é só MUITO burra.

Lola, que triste. Sério, acho que nenhuma outra Marcha tinha dado problema, né? Aqui em POA foi super tranquilo (só uns nojentões assistindo com cara de tarado, mas enfim). Fico muito triste que isso tenha acontecido, tô acompanhando pelo Facebook e tô revoltada. Espero que as meninas estejam bem e que as pessoas PROTESTEM contra isso porque é um absurdo!

Maria Luiza disse...

Adoro a Lolinha liberar alguns comentários ridículos pra gente poder rir... A pessoa lê (?) um texto e inventa coisas que nem estão escritos lá. Esquizofrenia literária.

Becx disse...

Elas lutam pelas negras amarelas, cor de rosa, verde claro, verde escuro, roxa e vermelhas tb. Aliás mulheres de todas as cores e homens tb, são mais que bem vindos. Como tenho certeza que nao eram só mulheres brancas que protestavam. Tenho críticas a marcha ao post e tudo, mas desmerecer a luta, o esforço, a coragem, usando esse seu argumento nojento 'pobres mulheres brancas'. ... isso não

Valéria Fernandes disse...

Tinha lido sobre o acontecido ontem no Facebook. É lamentável que esse tipo de ingerência aconteça, mas, para mim, não é surpresa. Cada vez mais o nosso Estado Laico capenguinha está sendo corroído das mais diferentes maneiras.

E como eu comentei no Twitter, a questão do aborto é menos uma pauta dos evangélicos, muito mais concentrados em atacar os homossexuais, ainda que a maioria da bancada evangélica se una para barrar projetos na área. O Bispo Macedo se posicionou várias vezes pró-direito ao aborto e é execrado também por isso. Barrar o direito ao aborto - daí o problema da marcha das Vadias - é muito mais uma pauta de católicos e espíritas, vide os dois autores do Estatuto do Nascituro. Quando o assunto é direito ao aborto é a Igreja Católica que vai para a frente de batalha e os espíritas trabalham arduamente e com discrição.

Fabiana disse...

Para quem duvida que houve pedido de intervenção policial na marcha das vadias em Guarulhos, vejam a carta enviada pelo Padre Antonio Bosco da Silva, Pároco da Catedral Nossa Senhora da Conceição e Vigário Geral da Diocese de Guarulhos em 26/05/2013 neste site católico:
http://fratresinunum.com/2013/06/07/paroco-da-catedral-de-guarulhos-apela-as-autoridades-contra-a-marcha-das-vadias/

Alexandre Gomes Vilas Boas disse...

Sou de Guarulhos.... um dos locais mais reacionários do país! O poder aqui é feudal! Parabéns pela publicação!

Sara disse...

Estávamos apreensivas aqui ontem a noite Lola, Guarulhos é bem perto de onde eu moro, eu e minhas filhas já nos preparávamos para ir até lá protestar tb, embora eu esteja com uma gripe horrível, qdo finalmente veio a noticia da libertação das garotas (se não me engano foram 2 presas).
Olha Lola estamos mortificadas aqui em casa, com todo o retrocesso que estamos vendo nesses últimos dias, com noticias chocantes de desrespeito e violência contra nós mulheres, sinceramente estou me sentindo próxima das mulheres no Afganistão e similares.
É um absurdo atrás do outro, numa sucessão atordoante, por depoimentos de quem estava próximo, a prisão da garota foi feita pelas costas, enquanto ela estava ajoelhada fazendo cartazes, deve ter sido natural e um reflexo de defesa ela reagir a prisão.
Como já te disse tb fui abordada por um policial na marcha aqui de São Paulo, mas consegui manter um dialogo pacifico com ele, é totalmente incompreensível a atitude da policia de Guarulhos, e sinceramente cada dia tenho mais asco de todas as religiões, é só ódio que elas incentivam, contra mulheres e homossexuais, e ainda dão um caráter santificado a essas ações horrendas.
Eu só penso q se nós mulheres continuarmos a ser desunidas como bem ensina o patriarcado, não demora e voltamos pra inquisição mesmo.
Mas como tenho esperanças, vou a marcha dia 15.06.13 em protesto contra este estapafúrdio estatuto do nascituro, q é de fato uma afronta violenta contra o corpo da mulher, esta difícil controlar o ódio que todas essas ações tem provocado.
Foi excelente q vc tenha contado o nome da politica Janete Pieta (PT), muito embora eu esteja extremamente decepcionada com a politica do PT, o nome dela não pode ser esquecido nas próximas eleições, afinal ela se colocou ao nosso lado, e devemos votar em mulheres comprometidas com as mulheres.

Gil disse...

Lola e comp@s, eu estava lá desde o começo e com minha filha de 12 anos. O pessoal do "aborto não" estava com uma bandeira do Brasil e com panfletos, e sim, eram 2 homens.

Antes mesmo da concentração foi um absurdo o número de viaturas que chegaram, umas 6 da PM (bem armados) e 2 da GCM, e subiram em cima da calçada em frente a igreja. E no nosso lado uma viatura da base comunitária. Parecia que teria ali uma guerra, ou uma manifestação com milhão de pessoas que iriam invadir a igreja.

Assim que começamos a fazer os cartazes e pintar a grande faixa, aproveito pra dizer que foi emocionante a união e a participação da população em geral, começou uma MISSA! Essa foi inteiramente rezada pelas 3 janelinhas da igreja (:O), com caixas de som viradas para a rua. Era sim uma missa de combate a marcha (HEINNNN?).

Nós com um megafone fraquinho fizemos o que devia ter sido feito, dialogamos com a população que participou bastante e fizeram muitas perguntas. Tiveram episódios de fanáticos religiosos argumentando conosco (homens de novo), mas tudo na SANTA paz.

Teve uma mãe com um bebe no carrinho que veio conversar comigo perguntando se era contra o estatuto do nascituro, que ela achava um absurdo, era estudante de direito e tinham discutido na sala e a profª mostrou o absurdo jurídico que seria aquilo.

Não consegui ficar até o final, minha filha tinha apresentação de dança e tínhamos que ir embora.

Mas valeu cada minuto com essas bravas companheiras, e o diálogo com a população.

Amanhã será maior!!!!!!!

K disse...

A interferência das religiões cristãs no Estado é absurda. E o machismo e a violência da polícia contra mulheres não é novidade. Uma vez precisei da polícia, por uma coisa bem séria e tive um tratamento que foi tão agressivo pra mim quando a próprio fato que me levou a procurar ajuda.

Tenho achado chocante como ultimamente MUITA gente tem defendido ações violentas da polícia.

Lamentável.

Anônimo disse...

"A informação é que uma delas foi interpelada por ter feito topless, discutiu com o policial e foi detida por desacato à autoridade. Houve violência, pois ele rasgou a roupa dela e deu uma chave de braço."

Se fez topless cometeu um crime, e, se discutiu, tb deve ter resistido a prisão. A "chave" foi usada por isso. O policial não está lá para discutir política, está lá para cumprir ordens e a lei. Não vejo como um argumento que defende alguém que desacata um policial pode ser válido para alguma coisa.

Azerfin disse...

Como é que podem prender uma mulher sem camisa usando a desculpa do “atentado violento ao pudor” (que é considerado estupro de vulnerável desde 2009) se não prendem um homem sem camisa por estupro?
É cada lei que o machismo tenta usar para impedir o avanço da sociedade que dá até nojo, e não sei nem como prendem por causa disso, porque pelo que eu saiba tirar a camisa não é nem aqui nem em Marte um ato sexual, ainda mais um ato sexual compulsório. É ato sexual só pra quem acha que o tamanho da roupa de uma mulher dá consenso para que a transa aconteça, ou melhor, para que o estupro ocorra.
E que diabos é “violação de direitos religiosos”? É ser dona de seu próprio corpo quando a Bíblia te trata como uma escrava? Por favor, né? Não são as manifestantes que obrigam ninguém a seguir uma religião, muito menos que oprimem as pessoas.
Também gostaria de saber onde é que tiraram essas “agressões físicas”, pois a Marcha das Vadias é uma manifestação pacífica, e eu nunca vi ninguém sofrendo nenhuma agressão nos protestos, pelo menos não sem legítima defesa das manifestantes.

patricia. disse...

Não me entra na cabeça qual a parte de estado LAICO os religiosos não entendem, sério.

Que situação ridícula e revoltante!E ainda não satisfeito em fazer estrago sozinho ainda chama a corja de fieis imbecis, que nojo!

Vitória disse...

Mas que absurdo! Enquanto isso em Brasília fizemos uma contramarcha no mesmo dia que o Malafaia fez a dele, e a polícia nos OFERECEU ajuda. Eles escoltaram a nossa marcha o trajeto inteiro pela esplanada, e ainda me defenderam quando um evanjegue tentou me agredir. Na nossa contramarcha tinha várias meninas da marcha das vadias e algumas fizeram top less tb.

O relato dessa moça serve para ilustrar o poder de influência de líderes religiosos ainda tem em algumas cidades. Gostei tb da Janete Pietá ter aparecido. Adoro ela! Ela já me ajudou a entrar na câmara dos deputados quando fui barrada uma vez.

Vitória disse...

Valéria

Tenho que discordar de vc. Já fui na comissão de finanças acompanhar a votação do Estatuto do nascituro (não dessa vez, mas em outra anterior) e tinha muito evangélico lá dentro, apesar do autor do projeto ser o Bassuma que é espírita. Aliás, Damares Alves estava lá toda trabalhada na opressão para defender os "bebezinhos".

Vi a marcha do Malafaia tb (eu estava na contramarcha) e tinha vários evangélicos levantando a bandeira contra o aborto.

Nessa hora católicos, espíritas e evangélicos se unem.

sheldon end disse...

isso é resultado da provocação dessas mulheres.
obviamente religiosos se sentiriam ofendidos com essa marcha de vadias ,mulheres berrando em frente a igreja,semi nuas ,atrapalhando suas atividades,dizendo o quanto o aborto é legal,na frente de pessoas que condenam essa pratica,provocação pura.

vocês querem respeito mas não precisam respeitar os outros,cada vez mais feministas me embrulham o estômago.

Anônimo disse...

Não vai demorar muito para o Brasil se tornar uma ditadura teocrática.
Medo do crescimento do poder e da influência da religião.

Jane Doe

Anônimo disse...

Várias vezes essas marchas invadiram igrejas no exterior e inclusive no Brasil, por exemplo, no Rio de Janeiro invadiram uma igreja em Copacabana. Quando não invadiram, muitas vezes ficaram em frente às igrejas gritando contra elas. É natural que quando essas marchas se organizem as igrejas busquem algum tipo de proteção.

Argumentar que "mulher com os seios de fora gritando não é agressão ou perigo" não cola. Evidentemente que nenhuma instituição quer esse tipo de ato contra si, e a própria mídia chama atenção para esses atos (quase sempre em apoio a eles) como forma de confronto contra a religião almejada.

Unknown disse...

Já vi que vou ter colocar na minha agenda a MdV de Guarulhos ano que vem. É difícil porque trabalho pra caramba inclusive fim de semana às vezes (caso de muita gente na marcha e outros protestos legítimos , ao contrário da crença de muito reacinha que não tira a bunda do sofá). Mas do jeito que estão as coisas parece que vamos ter que marchar cada vez mais.


Engenheira

Gil disse...

http://fratresinunum.com/2013/06/07/paroco-da-catedral-de-guarulhos-apela-as-autoridades-contra-a-marcha-das-vadias/

Esse é o documento que a igreja católica fez. Estado Laico cade vc?

E pra deixar bem claro, nós não estávamos na porta da igreja e sim do outro lado da rua, mas se quisessemos poderíamos estar tb, por ser um espaço público.

Em nenhum momento respondemos as claras provocações do sr. padre na janelinha, e se vcs prestarem atenção ao documento, ele mudou os horários só para nos afrontar.

Agora só uma perguntinha, a igreja católica não se incomoda com os programas de televisão onde mulheres aparecem nuas o tempo td e com a finalidade de dar lucro a alguem?

Ahh poupem-me dessa babaquice de moral e bons costumes.

RavenClaw~ disse...

Sheldon, eu não sou a Lola e não sou obrigada a te tratar com respeito. Então, por favor, se junte com os seus amiguinhos antonio e educamb e cometam suicídio coletivo. Já encheu o saco o suficiente, portanto, se discorda de tudo o que se diz aqui, vai PROCURAR TUA TURMA!

Itala Barros disse...

Eis que eu passo pelo darkside do facebook e vejo a resposta oficial da igreja de Guarulhos ( e slutshaming com as manifestantes também)
https://www.facebook.com/bolsonarozueiro/posts/602273333125222 . Eu não sei nem o que comentar... como é que eles conseguem ter uma visão tão turva das coisas?

Anônimo disse...

Muitas pessoas postando em favor do aborto, então segue aqui uma postagem para fazer cada um refletir sobre esta questão.

O aborto só se torna necessário em casos de estrupo ou em casos especiais.

Fora este casos o aborto não deveria acontecer , porque na hora de fazer o sexo sem os devidos cuidados e bom né?!!!.Pois nestes casos, engravidar e consequência deste ato de irresponsável e o feto não tem nada a ver com isto.

Anônimo disse...

Muitas pessoas postando em favor do aborto, então segue aqui uma postagem para fazer cada um refletir sobre esta questão.

O aborto só se torna necessário em casos de estrupo ou em casos especiais.

Fora este casos o aborto não deveria acontecer , porque na hora de fazer o sexo sem os devidos cuidados e bom né?!!!.Pois nestes casos, engravidar e consequência deste ato de irresponsável e o feto não tem nada a ver com isto.

Valéria Fernandes disse...

Vitória, eu não estou negando o envolvimento e os votos. mas escrevi sobre isso aqui, para alguém que me fez uma pergunta sobre aborto eos evangélicos: http://bit.ly/15NvpYd

Deve estar mais claro.

Alice disse...

P/ Anonimo da 13:25

"Se fez topless cometeu um crime"

Vamos prender todos os homens que andam sem camisa por aí? Na praia a polícia vai ter que levar dúzias de ônibus para prender todo mundo!!!

Anônimo disse...

sheldon end, acho muitíssimo engraçado considerar a marcha das vadias uma provocação e o descaso com o estado LAICO nem ser pronunciado. Religiosos se sentiram ofendidos por mulheres berrando frente à igreja, seminuas??! Olha cara, em primeiro lugar a igreja é PÚBLICA, com ISENÇÃO DE IMPOSTOS, isso deve ser levado em conta.
Elas não dizem que o aborto é legal, lindo, perfeito, mas exigem o direito de escolha acerca do próprio corpo. Não sei você, mas qualquer pessoa em sã consciência não acha legal abortar. Porém quem deveria decidir abortar não é a igreja, o Estado, não é o machismo, o feminismo, eu ou você, quem deve decidir é a dona do corpo e basta!
Queremos respeito sim!! Homens, mulheres, LGBT's, negr@s. Queremos LIBERDADE de poder ser quem somos. Eu ainda to procurando onde que a marcha das vadias é sinal de desrespeito.
Mulher sem camisa é puta e homem é garanhão caloroso.
Vamos pensar onde é que está a falta de respeito, na vestimenta ou na sua opinião sobre isso? Nos peitos de fora (tanto masculinos quanto femininos) ou no machismo segregador?

bruna disse...

o pior não é o padre pensar que pode exigir que prendam as mulheres por sua opinião a favor de seus direitos reprodutivos. É o estado legitimar o pedido do padre. Gente a liberdade de religião é irmã da liberdade de expressão. contraditório demais pensar em liberdade relativa. Ao menos os padres da época da Inquisição liam mais e era preciso, mesmo naquele Estado, um processo que conseguisse encaixar o "herege" em alguma heresia. Agora é só chamar e lá vem a polícia prendendo e batendo. Lamentável para um Estado laico. Eu só queria saber se eu posso chamar a polícia pelos nus estilos renascentistas da igreja se eu considera-los atentado ao pudor e gostaria também de saber porque a igreja não prende as mulheres nuas no carnaval. alguém irá responder: há um contexto, né?! Pois é, na marcha das vadias tb, ou vc acha que as mulheres resolvemsair nas ruas para sensualizar o estupro?! PQP

Daniel Tavares disse...

''Evanjuegue'' '' Corja de religiosos''...como essa gente é tolerante...

Édna disse...

Caramba, que absurdo!
Os católicos alienados que estavam atrapalhando a manifestação PACÍFICA da marcha das mulheres são os que deveriam ser presos!, pois, pela própria CF, qualquer manifestação é vedada de acontecer no mesmo local onde outra já esteja acontecendo e/ou estivesse marcada. Além do quê, foram ELES que causaram tumulto quando começaram a provocá-las. Vergonha desses policiais despreparados. Vergonha e revolta sobre esse sistema onde a lei é facilmente corrompida em benefício dos que detém grande poder e influência.

Julia disse...

Sheldon, pra o cristianismo requerer respeito de mulheres antes deveria respeita las. Entao FODA SE ESTA MERDA. bjus

Hanna Ribeiro disse...

Sheldon end, discordo completamente de você. Muitos religiosos (não vou dizer que são todos) não têm o menor respeito por nada, falam mal de tudo, ofendem de todas as maneiras. E querem ter todo o respeito, pq as coisas deles são "sagradas". Sagradas para eles, não para mim. Para mim sagrado é liberdade e direitos iguais. Eles têm toda a liberdade para fazer seus cultos e erguer seus templos, mas fazem passeatas e manifestações para que outras pessoas não tenham direitos. O que são aqueles cartazes ridículos da Marcha para Jesus? Eles escrevem "Pela família tradicional" "Pela união entre um homem e uma mulher". Desde quando a família tradicional está proibida? Se um homem e uma mulher querem "se unir" o que vai impedir? Movimentos como essa marcha para Jesus são ridículos pq não lutam por nada, mas apenas para impedir que outros grupos tenham os seus direitos. Eles não estão lutando para que heterossexuais tenham o direto de se casar – por que esse direito já existe – estão lutando para que os homossexuais permaneçam proibidos por lei de fazer o mesmo. Por que afinal, esse é o mandamento do deus deles, e eles se julgam os donos do mundo. Isso é bobo, mimado e desumano.
Está mais do que na hora de algumas pessoas entenderem que o Estado brasileiro precisa seguir um livro chamado Constituição e não a Bíblia.

Anônimo disse...

Não existe essa de "invadir igreja". Elas estavam quebrando alguma coisa? Botaram fogo em algo? Caso contrário, tinham todo o direito de estar ali. Igrejas, sejam evangélicas ou católicas, ganham muito dinheiro e nem impostos pagam, em troca precisam oferecer algo para a população,e precisam inclusive ter as portas abertas para o público. Sabe o público, ao contrário de privado. A igreja não é propriedade do padre.

Anônimo disse...

Anônimo das 13:25 disse uma pérola:
"Não vejo como um argumento que defende alguém que desacata um policial pode ser válido para alguma coisa"

É mesmo né? A autoridade policial é inquestionável. A policia, as autoridades de maneira geral sempre fazem o certo, e qualquer argumento que critique isso não pode "ser válido para coisa nenhuma". Não seja burro. A policia existe para servir a população, se não faz isso, se é arbitrária e autoritária, se vai contra a lei, precisa ser desobedecida e questionada. Os policias muitas vezes comentem abusos, descumprem totalmente a lei e comentem crimes alegando que estão cumprindo suas funções.

Se você vivesse na Alemanha nazista teria obedecido a tudo sem questionar não é? Teria cometido todos os crimes sob a alegação de que é "preciso cumprir as ordens". E não me venha falar que não tem nada a ver, que são duas coisas diferentes. Óbvio que são situações diferentes, mas a postura de "ele apenas cumpre ordens" e "precisamos obedecer" é a mesma. Coisa de gente que não pensa, que precisa de alguém para pensar por ele, um líder, um pastor, alguém para ele obedecer cegamente, já que espírito crítico é zero.

Rê_Ayla disse...

- Ela é tão livre que um dia será presa.
- Presa por quê?
- Por excesso de liberdade.
- Mas essa liberdade é inocente?
- É. Até mesmo ingênua.
- Então por que a prisão?
- Porque a liberdade ofende.

Clarice Lispector


é isso, liberdade ofende. Mulheres quererem mostrar seus corpos sem a parte de servir como objeto aos outros, ofende. Usar seu corpo para protestar, ofende. Aliás, usar seu corpo como quiser e bem entender, ofende.
OFENDE - se a pessoa portadora dessa liberdade for uma mulher, um homo ou bissexual, um trans. Se for homem hetero, ok, use o corpo como quiser, inclusive violentando outros corpos.

Não acho que exagero quando digo que os evangélicos e seus apoiadores estão medievalizando o legislativo e o executivo... se o judiciário for junto, e é por isso que os outros 2 querem tanto retirar-lhe o poder, anotem: logo teremos nossas Bruxas de Salem nas fogueiras.

Estado Laico já!

Rê_Ayla disse...

Aborto não envolve religião. União civil homossexual também não. E, a bem da verdade, nenhum assunto, fora das igrejas e templos, envolve religião. Os religiosos é que insistem em envolver religião em todos os assuntos, a despeito das crenças (ou falta delas) alheias. Desse modo, parem de dizer que religião não se discute. SE DISCUTE SIM! Quando uma crença começa a interferir na vida de pessoas que sequer a professam, é para ser questionada e discutida sim.

Hanna Ribeiro disse...

Rê_Ayla, você disse tudo. O dia que as religiões pararem de se meter no que não diz respeito a elas, aí sim poderemos parar de discutir religião. Mas os padres e pastores não ficam contentes em governar suas igrejas, querem governar o Estado inteiro. E aí não dá.

Anônimo disse...

Eu realmente não acho legal chamar religiosos de "evanjegues" ou o que seja. Não faço isso. Mas eles nos xingam de muitas coisas não é? Xingam gays, mulheres, e até religiosos de outras igrejas. Enfim, não é certo, mas eles não podem reclamar, já que fazem o mesmo. E não são eles os bonzinhos? Religiosos não se julgam boas pessoas? São eles que precisam amar o próximo e os inimigos para não queimar no fogo de satã por toda a eternidade. Pq não estão dando o exemplo?
Eu não preciso amar quem eu não gosto e nem preciso oferecer a outra face. Tento ser generosa e pensar no outro por convicção, não por medo do inferno.

Nane disse...

Rê Ayla...perfeito!

Anônimo disse...

Obrigada por dizer isso Rê_Ayla! Achei que era a única a enxergar que religião e cultura não estão acima do bem e do mal.
Acho que a liberdade de culto e de expressar sua crença religiosa é um direito. Porém considero que numa sociedade minimamente civilizada deveria valer "o seu direito termina onde começa o meu".

Questionar agora virou perseguição religiosa, os "pobres cristãos oprimidos" que "sofre" por suas crenças!!!
E a perseguição deles? Os crimes deles? Quantas atrocidades foram e ainda são cometidas em nome de divindades e da cultura?
Já não chega aquela aberração do estatuto do nascituro, agora vão prender mulheres por - olhem que ousadia - quererem o mínimo de autonomia sobre seus corpos e vidas?

Jane Doe

Anônimo disse...

e o mundo parece que continua andando pra tras. que medo.

e sempre os homens tentando cercear as mulheres.

isso que aconteceu em guarulhos parece até coisa de novela de época da globo, mas infelizmente é a realidade em 2013.

djanira

Anônimo disse...

E facil falar de aborto .. Vcs ja nasceram ne --'

Anônimo disse...

Olá, preconceito religioso, como vai?

Anônimo disse...

Eu como católica já defendi inúmeras vezes a marcha das vadias, já quis fazer parte, tenho adesivos e tudo mais.
Decepção. Por que provocar minha Igreja? Isso realmente n fará nenhum religioso mudar de ideia, mto pelo contrário. Será que não entendem isso?

Rê_Ayla disse...

Qual parte de "ninguém está provocando igreja alguma, apenas queremos q as igrejas parem de se meter em assuntos q não são de sua alçada e parem se se meter nas vidas de quem sequer professa suas crenças" é difícil de entender?...

sheldon end disse...

acho que cada um pode pensar o que bem quiser,o que vcs n entendem é cada ação gera uma reação.
do mesmo jeito que sou criticado por alguns pelos meus comentários,essas mulheres tb foram.

se elas acharam q tinha todo direito de berrar pelo aborto na igreja,os religiosos tb tinham o direito de protestar contra isso,hipocrisia pura.

antes de eu me tornar ateu,fui em algumas igrejas conhecer mas n gostei de nenhuma e nunca vi ninguém semi nu lá,nem homem pode entrar sem camisa.
mas como ja faz tempo q eu n piso em uma,as coisas devem ter mudado...
kkk duvido muito.

Bea Nascimento disse...

Engraçado como, na foto, tem 3 mulheres a favor do aborto e 2 HOMENS contra o aborto (nenhuma mulher, a quem deveria caber a decisão). Eu sei que isso já está batido, mas mesmo assim.

Anônimo disse...

E seria diferente se uma policial mulher tivesse dado a chave de braço (que aliás, pela foto, não parece ser uma chave de braço)?...

Óbvio que se a polícia interviu por causa de um pedido do padre isso tem que ser investigado, afinal todos tem o direito de protestar, inclusive o próprio padre!

lola aronovich disse...

É isso que sempre me chama a atenção, Bea: como em toda marcha ou evento ou petição ou qualquer coisa CONTRA ABORTO tem sempre muito mais homens que mulheres. Aquela estatística americana de que 77% dos líderes anti-aborto são homens realmente é verdadeira! Não que não existam mulheres contra a legalização do aborto -- pô, existem até feministas contra! --, mas que a maior parte dos que querem controlar o corpo das mulheres é homem, não resta a menor dúvida.


Ahn, os trolls poderiam ler o post, por obséquio? O Marco Zero, ou seja, a praça em frente à igreja não é da igreja. É espaço público. As manifestantes não queriam nem tentaram em nenhum momento entrar na igreja. Agora, a igreja, pra variar, invadiu o espaço público com barulho, colocando caixas de som voltadas pra fora. Como, aliás, igrejas e templos SEMPRE fazem, mostrando que não têm o menor respeito com espaço público. O som de uma igreja ou templo deveria ficar restrito à igreja ou templo.

Sara disse...

É tanta violência contra a mulher todos os dias, e esse policial covarde vai e prende justamente uma mulher que estava protestando contra essa violência...

Anônimo disse...

Até onde eu sei é um direito de cada cidadão ir as ruas e protestar. Nem se quer estava havendo violência, como é o caso de alguns protestos que saem do controle. A questão é que ninguém queriam acreditar que aquilo estava acontecendo e que as pessoas pensam assim, então, os religiosos fizeram o que sabem fazer de melhor: fingir que o que eles não concordam não existe.

Cora disse...


interessante e instrutivo mesmo é ler os comentários dos jovens católicos ao post do face postado pela Itala. fica evidenciado o desprezo deles pelas mulheres. menções ofensivas e agressivas. nunca vou entender como mulheres suportam frequentar igrejas e templos e conviver com preceitos e com homens q desprezam de forma tão evidente o feminino. essas mulheres precisam mesmo se convencer da falsa dicotomia santa/puta, do contrário o convívio no meio religioso seria impossível!! triste isso.

Thaís Nozue disse...

Ai que preguiça dessa gente que nem lê o post e comentam. Por que fazem isso?
Enfim, gostaria de sabe se a Marcha ocorreu ou não. Pelos comentários, parece que não. Que pena.
Tem coisa que acontece que, às vezes, me sinto dando murro em ponta de faca. Quanto retrocesso no mesmo dia, em poucas horas!Quanta miopia política, social, religiosa (ou não) etc etc etc... Quanta gente querendo intervir no Estado, no nosso corpo, no nosso sexo, no que é nosso! Ai que saco!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Também me chamou a atenção que na página do facebook comemorando o ocorrido, praticamente 90% dos que curtiram e comentaram foram homens.
É realmente estranho.

Pili disse...

A marcha das vadias no Rio de janeiro será em julho. Coincide com visita do Papa.
Se em Guarulhos a história foi essa, acho melhor todo mundo abrir muito o olho.
Porque... Vai ficar pior.

Cora disse...


Lola, o q galera mais gosta de fazer é distorcer os fatos.

está claro q a provocação partiu da igreja. os próprios já admitiram isso. eles colocaram as caixas de som voltadas pra rua, numa clara provocação de parquinho.

as mulheres da marcha estavam num espaço público. tinham td o direito de estarem lá, a manifestação é completamente pacífica, mas os religiosos não pensam assim. para eles, qq manifestação contrária ao pensamento deles deve ser calada à força.

isso sem contar q ninguém quer q eles mudem de ideia. eles podem pensar o q quiserem. só q nós tb podemos. (ainda) existe liberdade de culto e de expressão no brasil. a questão é q eles não toleram q se pense de forma diferente deles. o pensamento religioso é totalitário. sempre foi. por isso é perigoso. vide o estatuto do nascituro.

Cora disse...


Rê_Ayla,

excelente comentário.

pra ilustrar o texto da Clarice:

http://4.bp.blogspot.com/_4D_DK2p0nO0/TTdAJ0Nu2GI/AAAAAAAADHo/yO4MFjnuRPU/s640/quino08.jpg

Cora disse...


pois é sheldon,

a marcha das vadias é a reação à misoginia mal disfarçada das religiões, do patriarcado e do machismo.

Anônimo disse...

Lola, boa noite.

Primeiro, gosto de algumas coisas que você escreve, outras não. Mas isso é perfeitamente normal. E você escreve (e responde) de uma forma tão polida e educada, que você merece todo o meu crédito e consideração.

Sou cristão católico e sei que o padre errou. Elas estavam na rua, não estavam num espaço da igreja etc. Mas percebo (e quero estar errado) que determinados preconceitos são permitidos (ou ignorados) e outros não. Um simples exemplo para você entender-me. Meses atrás, o grupo neofeminista Femen fez uma manifestação em frente à uma mesquita do Brás em apoio àquela tunisiana. Muita gente (e até feministas) taxaram isso de islamofobia. Vamos ignorar o Femen (sei que algumas feministas apoiam e outras não) mas elas estavam num espaço público também e por que taxarem o grupo por "islamofobia"? Por que ridicularizar símbolos do islamismo é "islamofobia", debochar do judaísmo ou do Estado de Israel é "antissemitismo" enquanto caçoar do cristianismo é "cult" e "legal"? Não digo isso para você, Lola, que sei que é uma pessoa sensata, equilibrada e tolerante, mas sabemos que muita xiitas de ambos os lados fazem isso.

Tenha uma boa semana a você e a todas(os) leitores do blog.

Washington.

Vitória disse...

Daniel

Chamo de evanjegue MESMO o cara que tentou me agredir. Ele é um jumento de marca maior! Cansei de ser tolerante com quem é intolerante. Cansei de pautar minhas ações tendo base com o que "os outros vão achar". Mesmo se eu nem mencionasse a escolha religiosa de meus oponentes seria chamada de endemoniada anticristo! Então chega! Alguns são evanjegues mesmo!

Engraçado que eles podem pregar ódio que para vcs estao exercendo a liberdade de expressão. Mas vai um gay ou uma feminista chama-los de evanjegues que aí é intolerância. Dois pesos, duas medidas.

Vitória disse...

Valéria


Beleza, vou ler seu texto. Abraços

Daniel Tavares disse...

Igreja é um espaço público por ser isenta de impostos...é sério que li isso ? Cada argumento.

Uma coisa que me chama atenção é o clamor '' Estado Laico''...ora, a laicidade estatal não implica silêncio aos grupos religiosos. No fundo, o que essa gente '' moderna'' quer é calar as religiões.

Daniel Tavares disse...


'' Católicos alienados'' '' Foda-se esta MERDA de Cristianismo''...e seguem as demonstrações de tolerância desta gente tão tolerante...

Jackson Filgueiras disse...

Anônimo das 13:16, tanta coragem para defender o respeito à ordem e às autoridades constituídas (não sei desde quando policiais o são), por que não se identifica? Qual é o problema?
E os policiais, não deviam tratar os cidadãos com respeito? De onde vem essa autoridade para 'tratorar' os civis?

Jackson Filgueiras disse...

sheldon end (14:03) disse...
"isso é resultado da provocação dessas mulheres.
(...)
vocês querem respeito mas não precisam respeitar os outros,cada vez mais feministas me embrulham o estômago."
Penso que a dimensão da palavra (e da instituição) RESPEITO não foi plenamente compreendida.
Aliás, trago à sua memória a época em que a Igreja decidia o que era crime, julgava os delinquentes e decidia sua penitência.
E por que cidadãos e cidadãs não podem protestar contra clérigos (que pensam que são donos da consciência dos povos), em frente ou mesmo dentro das igrejas? Quer dizer que as igrejas são espaços privados? E quando os religiosos usam do discurso como se agentes públicos fossem?

Anônimo disse...

Ai a mulher acha ruim um padre tentar proteger a igreja e chamar fiéis pra protegerem ela tb? Bom, acho que o exemplo dessas vadias que quebraram uma igreja na paulista já é suficiente, ou quer que eu desenhe?
Malditas feministas que em momento algum mostram que estão em uma manifestação e sim pedindo para que as pessoas tenham dó de vocês. Colocar o lado de vocês dizendo que o PM rasgou a roupa da mulher e blablabla é facil, dificil é ver a merda que vocês estavam fazendo. E sim o protesto em frente a igreja foi um tipo de provocação a uma entidade que é completamente contra o aborto. O corpo é de vocês, sério? Problema de vocês, só que em uma manifestação onde as pessoas tem ETICA e MORAL elas pelo menos analisam o que pode ser levado como protesto, e outra coisa que pode ser levada como putaria. Sinto muito, nunca fui de defender igreja, só que dessa vez, fico do lado do padre (:

Patty Kirsche disse...

Aqui está uma postagem sobre a marcha num blog católico:

http://sacerdotibus.blogspot.com.br/2013/06/marcha-das-vadias-aqui-em-guaralhos-nao.html

Eles realmente acham que por uma questão divina devem se colocar contra a manifestação. É incrível, é uma total distorção da realidade com base em valores religiosos.

Patty Kirsche disse...

Washington: A questão é que o Femen se manifestou em frente à mesquita contra o islamismo, certo? Nós marcamos um encontro no Marco Zero, é bem diferente. Não era manifestação contra a igreja católica. A igreja simplesmente achou legal se meter.

Vaca Profana disse...

Daniel Tavares, mulheres brancas de classe média nem precisariam se incomodar muito com a proibição do aborto: elas tem 3 mil reais para pagar a vista num aborto seguro e discreto, sem intervenção da polícia, sem riscos maiores a saúde física.
A legalização do aborto é fundamental exatamente pelo direito roubado das mulheres pobres e não brancas.
Você nào sabe do que está falando.

Luan disse...

Lamentável tudo isso que aconteceu, sério mesmo!
Aqui em Belo Horizonte a marcha foi linda, mas teve problemas de outra ordem.. Uma amiga minha estava fazendo topless e sofreu assédio 4x por pessoas de fora da marcha.
A reação dos reacinhas (rsrs) é cada vez mais forte, mas não podemos deixar que os direitos de livre expressão, que a firme separação do Estado com as religiões continuem a ser atacadas.

André disse...

Eu sei que os contextos são diferentes, mas não está certo pedir a prisão dos rapazes do GAP (da USP São Carlos) por terem tirado a roupa e criticar a polícia por prender as manifestantes que estivessem nuas.

lola aronovich disse...

André, eu perdi a parte em que alguém pediu a prisão dos rapazes do GAP. Me explica, por favor?
E sério mesmo que vc está comparando um grupo de machistas que hostilizou, xingou e jogou objetos em estudantes feministas e que, para mostrar sua misoginia, simulou sexo com boneca inflável e mostrou o pênis, com manifestantes que tentaram fazer um protesto pacífico na luta por direitos das mulheres? E que, nesse protesto, uma ou outra tirou a camisa na rua (não na igreja, não para provocar ou hostilizar ninguém), mostrando que tem o que vcs homens também têm -- mamilos?
Aham... É, realmente são situações idênticas.

Sara disse...

Ano q vem estaremos também junto as corajosas mulheres de Guarulhos que participarem da marcha, em apoio e solidariedade pela violência totalmente injustificada praticada pelas forças policiais e igreja.
Espero q mais mulheres q possam ir daqui de São Paulo vão tb a marcha de Guarulhos, precisamos demonstrar q estamos unidas, e não nos calaremos diante dessa injustiça absurda.

Resistência Católica disse...

mentir é feio! o padre não pediu para prenderem as inocentes manifestantes... mas para garantir a ordem e a segurança dos fieis.

Os fieis que protegeram a igreja o fizeram de vontade propria, pq sabiam com quem estavam lidando.

Se era uma manifestação pacifica pq não foram fazê-la em outro lugar? ou não perceberam que havia uma igreja lá?

a nossa liberdade vai até onde alcança a liberdade do outro. A igreja já estava lá, pedra sobre pedra, antes de vcs irem desacatá-la!

A lei é igual para todos! Se vcs violam a lei - conhecem o codigo penal? - pq não querem arcar com as consequências? Pelo visto, os catolicos não tiveram o mesmo medo e "atacaram" vcs com suas orações e seus joelhos no chão!

Carolina MM disse...

Anônimo 19:45,
Começo dizendo que pouco entendi do seu texto, em parte devido ao emaranhado argumentativo recheado por preconceitos.
“Ai a mulher acha ruim um padre tentar proteger a igreja e chamar fiéis pra protegerem ela tb? ”
Proteger de quem? As mulheres não estavam invadindo, não estavam depredando, portanto não há necessidade de defesa alguma da igreja. A não ser que você julgue os ensinamentos da Igreja tão frágeis que um protesto pequeno, como dito por muitos, possa por em dúvida toda a filosofia católica e precise de proteção.
“ O corpo é de vocês, sério? Problema de vocês, só que em uma manifestação onde as pessoas tem ETICA e MORAL elas pelo menos analisam o que pode ser levado como protesto, e outra coisa que pode ser levada como putaria.”
Pois é, o corpo é nosso só que o problema é que nossa decisão acerca de nossos corpos está sendo questionada. E não digo só em relação ao aborto, uma vez que se tirarmos a camisa e mostrarmos NOSSOS seios seremos presas. Taí uma palavra que me dá arrepios, MORAL. O que é moral para você? Protestos contra o casamento gay é a favor da moral e bons costumes? Prender mulheres por exporem SEUS seios é imoral? E usar de influência religiosa em um estado laico, não é imoral? E agir com violência em uma manifestação pacífica, não é imoral? E agredir verbalmente quem aja diferente de SEUS preceitos morais, não é imoral? A meu ver, há mais imoralidade por parte dos protestantes da igreja, nesse caso, do que por parte dos protestantes da Marcha das Vadias.
É triste ver pessoas querendo impor seu conceito de certo ou errado, ou pior, de moralidade a partir de opressão.
Lola, adoro seu blog e só tenho crescido com seus textos.

Cora disse...


proteger a igreja? proteger de q? as mulheres naquela manifestação não estavam ameaçando a igreja.

olha onde chega o delírio dessa gente!

a tentativa dos religiosos de distorcer a realidade se passando por vítimas da situação, qdo foram claramente os agressores, é reveladora.

as máscaras caem. e desta vez, impossível não ver a face horrenda q a máscara esconde.

não há tolerância alguma da igreja e dos religiosos. o modus operandi é sempre o mesmo: usar a força institucional de séculos de controle social para provocar como quem não quer nada (tipo "estávamos apenas cantando, rezando, louvando, na maior inocência"), torcendo para q o lado mais vulnerável perca a paciência, perca o controle, e agrida de qq maneira os inocentes religiosos q estavam apenas protegendo a igreja. desta forma, poderiam acusar as manifestantes de violentas e intolerantes, com vídeos parciais distribuídos pela internet e o discurso de bom moço piedoso como narração do ataque à igreja e à deus.

eu só espero q alguém da marcha tenha filmado td isso desde o início.

é isso q precisa ser feito. desmascarar a igreja.

Julia disse...

Além de serem machistas e misóginos ainda querem que sejamos TOLERANTES com isso.

Eu realmente queria que existisse um deus pra explicar de onde eles tiram essas ideia, porque só o sobrenatural mesmo...

R.B. disse...

Corpo de homem e de mulher não é igual, e parece que feministas insistem em que são, porque querem andar sem camisa da mesma forma que os homens. Gente, óbvio que o corpo da mulher, com os seios, desperta um olhar sexual, assim como o corpo de homens tbm, aqueles "tanquinhos" como se diz. Não entendo bem o feminismo, mas ter direitos iguais é bom, é justo, só que dizer que seios são só e somente só parte do corpo feminino, sem nada de mais é um pouco de ingenuidade, não? Achei um pouco demais a prisão das manifestantes, só não entendi o top less... fazia parte da manifestação? então, por ser na frente de uma igreja, talvez os fiéis, chamados de fanáticos por aqui, se sentissem ofendidos... é a mesma coisa que eu ficar na frente de um templo/igreja/seilá judaico com um simbolo do nazismo, por exemplo, ofensivo(tá, desculpe o exagero). Sim, a exibição do corpo feminino ainda é taboo, quem sabe um dia não mais o seja, mas vamos ser mais realistas e respeitar mais as coisas, só acho...

Cora disse...


eu não sabia q existia fiscal da tolerância.

bacana.

espero q o daniel esteja cuidando da tolerância dos religiosos tb. dei uma olhada em algumas postagens de católicos virtuosos e eles não me pareceram muito virtuosos e nem tolerantes.

como anda o trabalho por lá, daniel? tá mais fácil ou mais difícil do q o seu trabalho por aqui?

Anônimo disse...

Pra mim isso daí é muita tempestade em copo d'água e sensacionalismo barato. O protesto deu certo em várias cidades, e numa cidade na qual duas manifestantes desrespeitaram policiais e foram detidas vocês dizem que estamos voltando para a inquisição, isso é misoginia, mimimi.
É de conhecimento de todos que esquerdistas não gostem de policiais, mas precisa chegar nesse nível?

Cora disse...


e como os fiéis foram ameaçados?

a provocação dos religiosos foi clara e já está admitida.

o q o padre queria era um tumulto para q pudesse mimimizar por aí contra as malvadas mulheres.

a rua é espaço pública. a praça é espaço público. o marco zero da cidade é espaço público.

eu respeito o sagrado, mas ver o q essa gente faz com essa ideia é nauseante!!

Julia disse...

kkkkkkkkkkkkkkk

O católico idiota aí em cima está dizendo que não se pode fazer manifestação em frente a igreja?? Parece que essa marcha em frente a uma igreja foi coincidência, mas fica aqui a minha sugestão para que todas a próximas marchas comecem em frente de igrejas (católicas ou evangélicas, não sou preconceituosa).

Temos que ir na FONTE da misoginia e do machismo :)

E sem essa conversinha de que "ai, se atacar a religião das pessoas elas não vão ficar do nosso lado". Se ninguém ataca diretamente a merda ela se alastra e toma conta de tudo. E eles ainda tem a pachorra de pedir tolerância. Essa gente tem que saber qual é o seu lugar. Dentro da igreja sem se meter na vida dos outros.

Anônimo disse...

Não sei se estou vendo demais, mas me parece em que duas fotos em que o policial segura a garota que tem sangue no braço dele.

Resistência Católica disse...

Para quem declara publicamente que gosta do PODEROSO CHEFÃO, essa feminista.... é uma bela de uma machista! Quem? a que diz se chamar julia: http://www.blogger.com/profile/15896710303060330632

lola aronovich disse...

Hello, Desistência Católica? Eu também declaro publicamente que adoro Poderoso Chefão, pelo menos o 1 e o 2. Sou machista também? Tenho alguns posts sobre o filme, tipo este e este. Aliás, pelo que me recordo, o filme é bem crítico à Igreja Católica. Se vc se declarar fã do Chefão, vc é um belo de um ateu que merece ser excomungado pelo fantasma do Dom Bergonzini! Vade retro, Satanás!

Resistência Católica disse...

e onde foi que me declarei fã do poderosos chefão, lola aronovich? sabe o que é um analfabeto funcional? aquele que não sabe interpretar uma frase simples, como a minha...

lola aronovich disse...

Daí o SE da minha frase, ó sujeito que sabe interpretar frases simples que é uma beleza.

lola aronovich disse...

Comentário do maridão quando li minha troca de comentários com o Desistência Católica pra ele: "Vcs vão ficar muito tempo nisso? Tô tentando sair e eles vem e me puxam de volta!"
(Ha ha, tem que ser fã do Chefão ou pelo menos do Sopranos pra entender).

Anônimo disse...

Lola, por causa de vc, não consigo mais criar perfis no google com meu nome!

Vc além de fazer dinheiro com uma frase dita por mim, ainda tem a pachorra de entrar com mandato judicial obrigando o Google a me proibir de criar perfis com meu nome.

Vc é mesmo uma pessoa muito sem ética.

Cordialmente,

Arnold

Anônimo disse...

Credo Resistência Católica! Você tá muito agressivo com os outros. Acho que seu Deus não gosta de atitudes como a sua. E as orações e os joelhos no chão onde ficam? Reze pelas feministas. Coloque seus joelhos no chão. Ame e perdoe.Ofereça a outra face. Não é isso que os membros da sua igreja sempre fazem?Pregar uma coisa e fazer outra tem um nome: hipocrisia. É só ler um livrinho de história (do ensino fundamental mesmo) para ver as maravilhas que a sua igreja sempre fez pelo mundo. E continua fazendo né? Você realmente tem muito do que se orgulhar e defender.

lola aronovich disse...

Ha ha, Arnold, assim vc me diverte! Eu entrei com mandato judicial contra um avatarzinho? Don't think so...
Acostume-se que a maior realização da sua vida (tipo, disparado!) foi criar a frase "ingratas com o patriarcado", usada para ilustrar um mero bloguinho que infelizmente não dá dinheiro nenhum. Espero que a sua irmã já tenha crescido e esteja te dando uns cascudos. Fora isso, pensei que vc tivesse morrido, e curiosamente não senti sua falta.
Cordialmente,
Lola, cada vez mais ingrata com o patriarcado, mas grata ao Google, que por algum motivo misterioso impede a proliferação de perfis do mesmo troll.

Cora disse...


se o corpo feminino é tão ofensivo assim, pq ele está em td propaganda, outdoor, cartaz, revista, novela, filme... e sempre q possível descoberto?

pq a igreja nunca se manifestou contra isso, se o corpo feminino ofende tanto? ofende tanto qto a suástica diante de um judeu!!

gente, o q tá acontecendo com o mundo?

a gente ainda tá em 2013 ou eu voltei no tempo e não percebi?

Sara disse...

o seu resistencia católica, agora TODOS os locais onde tiver esses lixos de igrejas e templos, não podem ser frequentados ou usados??
Vcs religiosos estão reinvindicando direito até fora das suas edificações, pq q eu saiba as mulheres estavam fora do prédio da sua igreja em um espaço publico.
Se é esta sua reinvindicação, então não poderíamos nos manifestar em lugar algum, visto q todas as cidades estão INFESTADAS de igrejas e templos de tudo q é religião possíveis e imagináveis.
Por algum acaso vc paga mais impostos q nós mulheres para ter essa pretensão???

Cora disse...


temos um exemplo vivo de católico sem deus no seu coraçãozinho!!

q dó!

e ainda tem pinta de perseguidor!!

ui!

Cora disse...



Lola,

pra queimar permanentemente o meu filme por aqui, confesso q sempre achei o arnold o seu troll mais divertido.

embora eu ache q este aí esteja apenas usando o nome e a fama dele. não era o arnold q cometia um erros hilários de português? agora ele só escreveu "por causa de vc".

Cora disse...


Julia,

cuidado com o insistência católica!

Daniel Niel disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk as meninas que foram para frente do prédio militar fazer bagunça e a culpa é do padre? certo ele que se preocupou com a invasao da igreja e deu um toc, direito de todos! aiai cada uma q me aparece --'

Anônimo disse...

Crime de atentado ao pudor no Brasil só acontece se retirarem as calças. Mostrar os peitos não é crime. Se defender quando alguém te bate, ou empurra tb não. Estava lá e empurraram e machucaram sim muitas meninas.

Becx disse...

Desrespeitar os polícias??? Como fizeram isso?

Laurinha (Mulher modernex) disse...

É o cúmulo da arrogância.
A igreja fica em uma determinada praça e só por causa disso os católicos se julgam donos da praça ou acham que a praça pertence à igreja.
É delírio. A rua é pública, não pertence à igreja.
Seria errado se alguém entrasse na igreja praticando vandalismo, atrapalhando o culto, mas nada disso aconteceu.
O que aconteceu foi que um bando de fanáticos foi pra rua tentando provocar manifestantes e conseguir uma reação pra se fazerem de coitadinhos.
Como nada disso aconteceu inflamaram a polícia contra uma manifestação pacífica e alguns policiais caíram na pilha.
Bela coisa isso que fizeram. Fizeram uma moça ser agredida e presa. É essa a pregação de amor e tolerância que tantos religiosos dizem fazer?

Davi disse...

Acho que discordo desse argumento de que a polícia foi misógina... A polícia bate sem fazer distinção de gênero... o objetivo deles não era o de tolher o poder de auto-afirmação de um seio à mostra...
Em geral, a polícia tende a reprimir manifestações e bate em todo mundo: homem, mulher, negro branco...
Fora das manifestações (basta olhar as estatísticas) eles costumam bater - e até ceifar as vidas - em homens negros e pobres mesmo...

Anônimo disse...

Pelo que uns e outros comentaram aqui parece que os alguns religiosos não são tão evoluídos assim a ponto de ignorar uma provocaçãozinha. Tem que responder na mesma moeda, né? Me irrita o fato de a maioria deles se dizerem ser tão acima dos demais só porque seguem "x" religião e não aceitam que são iguais a todos outros, com defeitos e muitas, muitas incoerências.

Nelson Miguel disse...

Caras Senhoras, se querem mesmo manifestar a vosso opinião, façam-no de uma forma inteligente. Sejam racionais e razoáveis. Poderão dizer: "não íamos invadir a Catedral, o local é publico, o estado é laico, etc."... Mas com essas teorias só ficaram a perder... Porque logo à frente da catedral? Não é só reivindicar direitos. Há que respeitar o bom senso. Havia muitas outras alternativas e teriam tido mais sucesso.
Enfim...gente limitada, é o que é...

Sara disse...

Caro senhor Nelson Miguel, não há espaços públicos, pelo menos aqui no Brasil onde não tenha um LIXO de igreja, portanto sua exigência de fato, e que não protestemos de forma alguma.
O seu dito "bom senso" é q nós mulheres nos calemos eternamente diante de todas as injustiças de q somos vitimas.
Portanto digníssimo senhor peço que escreva sua opinião em um papel, faça um rolinho e o introduza no seu próprio C_.

Fernanda disse...

"pra queimar permanentemente o meu filme por aqui"
Como assim, Cora? Teus comentários aqui são a coisa mais amor ever <3
Se isso é queima filme, por favor, queime bastante :))

Anna disse...

Putz, agora participar de um protesto pacífico com os seios de fora (horror!) num local público [no caso a praça] é o mesmo q pessoas com símbolos nazistas invadirem um local judaico... Sério isso?

Vcs leram o texto? elxs não estavam protestando contra a igreja nem nada mas estavam protestando na praça, q é pública, e onde tbm se localiza a igreja. Qual o crime nisso? a igreja católica, por ex, ama se meter nos assuntos do nosso país laico [cof cof] e no entanto se fizermos qualquer tipo de protesto a meio metro dessa sagrada instituição somos tipo os nazistas com os judeus né? Porque as lideranças católicas no Br são tipo hiper paz e amor como vemos nesse relato.

Alguns comments aqui [tipo desse R.B.] estão coisa de outro mundo. E grande maioria deles feitos por homens.. mas é só coincidência!

M disse...

Quem perde a esperança lendo esse tipo de notícia devia pensar melhor.
Não existe mudança sem conflito.As reações de algumas religiões e de certas camadas da sociedade são prova que pela primeira vez em várias décadas estão se sentindo ameaçados. Pela primeira vez em muito tempo as minorias estão incomodando de verdade.

A Igreja Católica é a única do país que tem menos adeptos entre as mulheres.A percepção que essa instituição não nos respeita não é exclusividade das feministas.Que o padreco chame até o exército... A mudança é inevitável.

Julia disse...

Insistência Católica, gostou da minha lista de filmes? Recomendo todos, principalmente o "The Root of All Evil?".
Assiste que você vai gostar :)

Enquanto isso no muro das lamentações (o de verdade, lá em Jerusalém) as mulheres agora podem contar com a PROTEÇÃO da polícia pra rezarem em paz. Os judeus ortodoxos misóginos que queriam impedi-las ficaram tiriricas. Não que eu vá falar alguma coisa defendendo religião, mas tudo que deixa misóginos putos eu estou achando bom.

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/mundo/2013/05/10/interna_mundo,365297/mulheres-fazem-oracao-historica-no-muro-das-lamentacoes-em-jerusalem.shtml

Julia disse...

Eu ia responder o comentário do Nelson Miguel, mas pra quê se a Sara já fez isso brilhantemente? Rindo muito aqui.

Anna, eu acho que esses religiosos possuem muito sentimento de entitlement. Se vc reparar eles acham que a religião deles pode tudo e nós não podemos dar um pio de protesto. Então não é coincidência que a maioria seja homem, não.

Cora disse...


Sara,

quanta finesse!!

será q o digníssimo respeita o bom senso?

aliás, vc viu os companheiros digníssimos do digníssimo sendo digníssimos nos comentários sobre as mulheres?

é tanta dignidade e bom senso q chega emocionar!

gente q não é limitada é de outra cathiguria, né?

.
.

ah! Fernanda,

é q vc não conhece os meus excessos queima filme. mas estou firme no propósito de não mais cair em tentação!! hehehehehe

valeu pelo carinho! :*

Cora disse...


a M tem razão. estamos incomodando. e isso é bom. é muito bom.

.
.

Julia,

fizeram td q fizeram pq têm deus no coração. por isso essa compaixão td. são ultraortodoxos. daí dá pra ter uma ideia de como eram as coisas pras mulheres no passado. se em pleno séc. xxi esse pessoal tá nesse nível, imagine uns 1.000 anos atrás?

depois vêm esses machistas romantizando o passado!

Anônimo disse...

Tem gente aqui que parece que nunca viu uma praça com Igreja na vida... Acordem!!

É igual aquela praça lá de São Paulo onde fica o marco zero, a praça é IMENSA, muito grande mesmo, só que tem uma Igreja Católica ali.

Se um grupo de pessoas em Guarulhos marcou de se encontrar no marco zero da cidade, certamente não foi porque ali tinha uma Igreja Católica.

Podem existir outros N motivos para a escolha dessa praça:

1. Melhor ser em uma praça do que no meio da rua, bloqueando o trânsito - isso até facilita na organização;
2. Pode ser que não tenham dado autorização para elas de bloquearem ruas (porque antes de se fazer manifestações com muita gente em locais públicos, sempre deve-se avisar os órgãos responsáveis e pedir autorização);
3. Marco zero geralmente é no Centro da cidade ou nas proximidades, boa localização para pessoas de bairros diferentes se encontrarem;
4. Por ser no/perto do Centro, é um local de fácil acesso com ônibus ou metrô;
5. Por ser no/perto do Centro, é um local com movimentação constante de pedestres, o que chama mais atenção para a causa;
6. Por ser no/perto do Centro e ocorrer num sábado, depois da Marcha as manifestantes poderiam combinar de se dirigir a algum restaurante/bar/shopping para comer algo ou bater um papo para se conhecer melhor;
7. Pelo que entendi a sede da polícia civil fica na praça ou perto dela. Certamente o pessoal da organização imaginou que isso garantiria mais segurança para as manifestantes;
8. Pode haver uma tradição na cidade de se marcar protestos/eventos/encontros na praça do marco zero (assim como acontece na minha cidade, por exemplo, onde as grandes manifestações costumam ocorrer sempre na mesma praça, que fica no Centro).

Enfim, dei 8 motivos plausíveis para as manifestantes terem escolhido aquela praça sem nem citar a palavra Igreja. Quem será que fez perseguição nesse dia, hein?

Eva disse...

Pena que não pude estar lá, devido a uma crise fortíssima de sinusite. Vou desenhar para quem não conhece, já que eu sou guarulhense: existe o centro da cidade E o marco zero. É a região, tecnicamente, mais lotada/importante economicamente/que mais chama a atenção na cidade. Toda e qualquer manifestação, de qualquer tipo, passa por aquela região, e o ponto de encontro é SEMPRE o marco zero, onde obviamente, existe uma igreja católica. Então não marcaram lá por provocação, mas simplesmente porque é o cacete do centro da cidade. Será que vou ter mesmo que linkar tipo o Google Maps com setinhas de minha autoria pra esse bando de jegue entender?

Maria Fernanda Lamim disse...

Ah, as feministas! Essas malucas que acham que "aborto e a maior diversao", que provocam pobres religiosos e policiais fofos e inocentes, que querem protestar mostrando o proprio corpo, onde ja se viu? Mulher so pode ficar nua em revista masculina e no Carnaval! Ah, e so se for "sarada" e jovem! SO QUE NAO!!

Maria Fernanda Lamim disse...

Lendo as besteiras que os reaças dizem, eu lembro do meu namorado, que postou esses dias: "se a gente for acreditar em alguns religiosos mais moralistas e radicais por ai,o Brasil esta em vias de se tornar uma ditadura comandada por "gayzistas e feminazis ateus e de extrema esquerda". Ja posso começar a rir?"

Milene Duarte disse...

Agorinha mesmo estava lendo uma matéria no G1 sobre a marcha das vadias e é incrível como as pessoas criticam grotescamente a marcha, mostrar o corpo na TV pode (por dinheiro) mas quando a mulherada resolve fazer isso pelo bem, por uma boa causa é ofensa, onde já se viu isso?? Ridículo ..
Entre outros comentários sem o menor sentido e respeito...enfim

Carol NLG disse...

Hmm...

não pode manifestar na praça porque tem uma igreja lá, é isso?

E até onde essa "proteção ao espaço" da igreja vai? Na rua de trás, pode? E do outro lado da rua?

E se for um quarteirão depois? Fica ok? Acho que não, ne? Na dúvida, devíamos proibir qualquer manifestação numa cidade onde haja igreja - de qualquer credo, ou só cristã, ou só católica? Nossa, quantos detalhes!

Na prática, a manifestaçào aconteceu na praça central da cidade. O marco zero. Coincidentemente, tem uma igreja lá. Pelo que eu entendi, a manifestação nem ia ser lá o tempo todo. MARCHA das Vadias sabe, significa, andar. Elas iam sair dali. Mas foram atacadas - sim, atacadas. Atacadas com palavras, com ações e, por fim, pela polícia.

Quem está dizendo que mulher não pode mostrar o seio porque é ato sexual: vamos proibir a amamentaçào, então! Afinal, não podemos ficar aceitando que essas mulheres vagabundas fiquem corrompendo bebês inocentes mostrando essa parte tão terrível do corpo feminino! Onde o mundo vai parar!

Venicio Matos disse...

Desculpem mas deu uma dó tremenda da marcha de vocês.

Se acharam que poderiam fazer o mesmo aqui em Guarulhos o mesmo que fizeram na Bélgica estão extremamente enganadas, nesta Diocese há cristãos fervorosos sempre de prontidão para defender a Igreja e tudo aquilo que ela defende, como a vida e a família.

O aborto é uma atrocidade!

Só pra lembrar, o corpo não é de vocês, ele pertence a Deus, e todos nós prestaremos contas um dia, pelo que fizemos dele. Nosso corpo é templo do Espirito Santo de Deus.

Este é o exemplo que vocês querem dar para as crianças que passeavam pelo centro da cidade, o que fizeram foi uma grande ofensa a Deus, a Igreja, as famílias ali presentes e as crianças.

Anônimo disse...

"Desacato à autoridade" é um crime q já deveria ter sido abolido faz tempo. Melhor: nunca deveria ter sido criado.

Poderia esclarecer melhor, Lola?

Cora disse...


venicio,

desculpe mas deu uma dó tremenda dos religiosos de guarulhos, se borrando td pq algumas mulheres estavam se reunindo na praça em frente à igreja.

foi desespero puro! o padre ficou tão aterrorizado, q chamou um monte de policial!!

se borraram tanto, q precisaram voltar as caixas de som para a praça, para impedir a manifestação delas. o q será q elas tinham a dizer q ameaça tanto assim uma instituição milenar? ameaça tanto q os representantes da instituição milenar não podem sequer ouvir ou deixar q seus fiéis (principalmente as mulheres) ouçam?

se é verdade q vamos prestar contas sobre o uso do corpo, o problema é de quem? vc prestará contas sobre o uso do meu corpo ou apenas sobre o uso do seu corpo? pq, se for apenas sobre o seu, deixe o meu em paz, falô?

grata.

.
.

"cristãos fervorosos sempre de prontidão para defender a Igreja"

a M tem td razão, digo mais uma vez. a marcha de guarulhos foi um sucesso, meninas!! a igreja se sente ameaçada sempre q mulheres levantam a voz. não à toa, sempre fez um esforço tremendo para nos manter caladas.

parabéns às mulheres q não se calam!

.
.

e realmente é interessante q apenas homens católicos se manifestem (e mostrem td o desprezo pelo feminino). as mulheres católicas, no fundo, sabem q estamos certas, mas não podem dizê-lo. ainda não podem dizê-lo. mas poderão.

carolina silvestrini disse...

Venicio Matos

sempre quis fazer esta pergunta a um cristão fervoroso, como você me parece ser. seguinte: queria saber em qual parte da bíblia está escrito que é preciso policiar os outros.

já fui à igreja, não sou atéia, tenho um certo conhecimento dos princípios morais. lembro-me de coisas como "amor ao próximo", "caridade", "livre-arbítrio".

realmente me escapa a parte de fiscalizar o que os outros fazem. cada um não vai pagar pelo que ele próprio faz? por que vocês acham que têm de se intrometer na vida dos outros, então? não é melhor assim? daí o paraíso dos hipócritas fica só pra vocês (:

faz o seguinte então: vai lá salvar sua alma. vá fazer caridade, ajudar o próximo. tem tanta gente precisando, sabe. vá visitar crianças e velhinhos doentes no hospital, dar aulas gratuitas em presídio, doar roupas que você não usa mais... tudo isso vai ser bem mais útil e bem mais cristão do que vir aqui encher o saco.

se a gente for pro inferno por ter defendido um direito básico do ser humano, não tem problema não, a gente assume a culpa. não precisamos de ninguém vindo aqui cuspir hipocrisia na nossa cara.

Luiza disse...

É, né, Venicio. Incomoda, né?

Se preocupa não, que vai incomodar mais.

carolina silvestrini disse...

aliás, fica a dica:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/noticias-anteriores/13340-brasileira-que-aborta-e-catolica-casada-trabalha-e-tem-filho

"A brasileira que faz aborto é uma mulher casada, que já é mãe, trabalha fora e tem, em média, entre 20 e 29 anos. É católica e tem alguma escolaridade - completou ao menos os oito anos do ensino fundamental. A decisão pela interrupção da gravidez é tomada com o parceiro."

adoro como são as feministas que têm de ficar na linha de frente dessa luta, sofrendo todos os impactos, quando, caso o aborto seja legalizado, todo mundo vai se beneficiar disso — principalmente os católicos que super são contra.

hipócritas.

° Emy ° disse...

Piada de mau gosto pra começar a segunda, só pode.

Brincadeira. Não bastasse a bancada cristã desgraçando o congresso que já é um auê, agora isso?

Será que a polícia teria atendido o chamado se um cidadão – qualquer - tivesse reclamado da altura do som da igreja? Acho engraçado esse relativismo. Ô preguiça que dá viu. Queria um Estado laico de verdade.

Patty Kirsche disse...

Pessoal, achei o link para o documentário sugerido pela Júlia, "Root of all evil?", legendado:

http://youtu.be/IE0YfoulR6U

Anônimo disse...

Sou super conta a falta de preparo que a polícia tem pra lidar com essas e tantas outras situações...

Mas só a título de curiosidade, o policial não está dando uma chave de braço na menina. Chave de braço é quando alguém te envolve pelo pescoço, controlando a força do aperto com capacidade pra te sufocar.

Anônimo disse...

Reparei que os braços dos policiais estão completamente arranhados... O motivo da detenção pode ter sido agressão física ao oficial do polícia militar. É para se pensar.

Gabriel disse...

fico triste por ser católico. Lamento por tudo, sinceramente.

Anônimo disse...

Gente, homem e mulher fazer topless não é simétrico... eu considero meus seios um órgão sexual a maior parte do tempo pq eles me dão muito prazer.
E acho que a maioria de nós faz isso também. Nós mesmas associamos os seios a sensualidade, sedução e ao sexo. É difícil ligar um on/off de quando aquilo vai ser provocante e quando vai ser inocente (amamentação automaticamente excluída, óbvio!).

Uma dúvida enquanto feminista, vocês acham que nós mulheres deveríamos desassociar os seios do sexo? Ou deveríamos associar os seios masculinos da mesma maneira?

Andrea disse...

"Portanto digníssimo senhor peço que escreva sua opinião em um papel, faça um rolinho e o introduza no seu próprio C_."

O cara expos a opinião dele, certa ou errada era a opinião dele, e não foi agressivo (equivocado, mas não agressivo). Tem hora q dá uma vergonha alheia de muita mulher...

Anônimo disse...

Vejo que muitas marchas são de fato programadas para começar ou passar em frente a igrejas...

Essa de guarulhos, a autora quer dar a entender que foi coincidência.

Alguém sabe me dizer se a ideia das marchas ao passar em frente a esses lugares são realmente gerar algum tipo de provocação, já que as pessoas religiosas em geral são as que mais se opõe aos conceitos defendidos pela marcha?

No post passado sobre a marcha, lembro da lola ressaltar uma das fotos em frente a uma igreja evangélica, por isso estou perguntando...

Anônimo disse...

E a propaganda nova da Marisa?? Parece que eles estão de brincadeira com a nossa cara... não aprenderam nada desde a última campanha e também não trocaram de agência publicitária pelo jeito!!!
Tem logo que falir essa loja!

Sara disse...

Patty K, maravilhoso esse vídeo q vc postou, mas a verdade é q religiosos preferem suas muletas...

http://youtu.be/IE0YfoulR6U

Anônimo disse...

A MAIORIA (TIPO 99,99%) DAS PESSOAS QUE VEM CRITICAR A MARCHA SÃO HOMENS. VÉRI GÓTI.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Reparei que os braços dos policiais estão completamente arranhados... O motivo da detenção pode ter sido agressão física ao oficial do polícia militar. É para se pensar.

10 de junho de 2013 11:01
-
Ate que enfim alguém viu o obvio, sem o coitadismo natural por aqui.

Carol NLG disse...

Sabe uma coisa? Acho que a ""proteção"" da igreja e os auto-falantes era o padre com medo.

Medo dos fiéis começarem a pensar por si próprios e verem o que tem de errado na doutrina.

O cordão de isolamento é pra constranger os fiéis a não irem pro lado da "tentação".

E a polícia, sei lá, devia ser pra segurar o padre caso ele não pudesse conter os "instintos machos naturais" ao ver o "órgãos sexual feminino superior" (ou seja, os seios)

Anônimo disse...

Anonimo das 11:01, aquilo é a TINTA que elas usaram p pintar os próprios corpos. O policial manchou o braço com tinta na hora em que deu a chave de braço na(s) menina(s) ou tentou segurar outrxs manifestantes que estavam com seus corpos pintados.



Fabrício disse...

Prisão é pena leve. Estas bandoleiras vagabundas deveriam ser condenadas a pagr e ser forçadas a trabalhar na reconstrução de tudo o que depredaram.

Felipe Barreto disse...


O grau de opressão que a mulher Ocidental sofre é tão grande, que nós, homens ou mulheres, católicos ou protestantes, precisamos ser mais tolerantes com as suas atitudes e comportamentos.

São pessoas desesperadas. Elas precisam ser amparadas e socorridas, pois vivem uma realidade análoga a uma escravidão.

Unknown disse...

Ano que vem estaremos todas em Guarulhos. Em espaço público como nos é de direito. Não existe lei que nos proíba de nos manifestar pacificamente em espaço público. Também temos o direito de passar nossa mensagem. Enquanto só homens puderem tirar camisa na RUA sem se tornarem caso de polícia há algo de errado. Enquanto milhares de mulheres são agredidas a cada minuto só por serem mulheres há algo de MUITO errado.

Marina P disse...

Off topic:

Lola, acabei de ver sua resposta ao Lucas num dos site mais BIZARROS e "hate-friendly" que existem por aí... Estou chocada que existam homens (os comentaristas são todos homens)que acreditem naquelas coisas malucas!

A propósito: feliz aniversário atrasado! Andei sumida.. sempre sumo quando entro aqui e só dá pra comentar com conta do Google. Vou acabar criando uma só pra comentar aqui!

Leandro disse...

O padre está correto.

Igreja é um lugar para orar e não para fazer vandalismos e atos obscenos. Cristo expulsou os vendilhões do templo dizendo: "A Casa de Deus naõ é Casa de Comércio". Se voltasse hoje e visse essas vadias invadindo Igrejas semi-nuas, expulsaria-as dizendo: "A Casa de Deus não é Casa de Striptease".

Sara disse...

Ano que vem estaremos todas em Guarulhos. Em espaço público como nos é de direito. Não existe lei que nos proíba de nos manifestar pacificamente em espaço público. Também temos o direito de passar nossa mensagem. Enquanto só homens puderem tirar camisa na RUA sem se tornarem caso de polícia há algo de errado. Enquanto milhares de mulheres são agredidas a cada minuto só por serem mulheres há algo de MUITO errado. [2]Unknown

Vc terá companhia mesmo eu não sendo de Guarulhos, eu e as mulheres da minha casa ficamos chocadas com a covardia da igreja e da policia, por isso vamos la somar com as mulheres da marcha das vadias de Guarulhos, NÃO NOS CALAREMOS...

Sara disse...

Andrea 11.20hs, já q vc gostou tanto da minha sugestão aproveite vc tb, e faça o mesmo...

Rê_Ayla disse...

Qual parte de "nenhuma manifestante entrou na igreja" e "a manifestação era em praça pública, na qual havia uma igreja" os analfabetos funcionais têm dificuldade de entender?

Ramilla disse...

Estamos vivendo num contexto extremamente complicado. Semana passada, aqui em Brasília, houve uma manifestação de evangélicos (e olha quem chamava a galera: Malafaia).
Espero que isso não ocorra em outras cidades.

RavenClaw~ disse...

Caralho, qual a dificuldade dos chatólicos em em entender que as mulheres estava na fucking praça e não na maldita igreja? Oo


Voltem pro ensino fundamental aprender interpretação de texto, bando de analfabetos funcionais.

Unknown disse...

Anônimo das 11:17
Posso sentir prazer no pescoço, nas coxas, até no cotovelo - isso não os torna obscenos.
Imagino que que o mamilo masculino também pode dar prazer.
Por que só na amamentação podemos dar o "off"?
Esse negócio de só homem poder tirar camisa pra mim é pura construção cultural. É só outra forma de controle da mulher e para aprofundar artificialmente diferenças.


DracuLilith disse...

Fico muito triste mesmo em ver que, realmente, quase todos os comentários condenando a MDV, são de homens. Mas acho errado generalizar, dizendo “A foto deixa claro o gênero de quem é contra e a favor da legalização do aborto”, mostrando homens contra e mulheres a favor. Gostaria de dizer que sou HOMEM, FEMINISTA e TOTALMENTE a favor da MDV e da legalização do aborto. No mais, parabéns pelo blog.

Anônimo disse...

Você só libera comentários críticos que deixem brechas para que suas fãs possam capitalizar em cima, Lola?

Não xinguei ninguém em meus comentário. Toda mulher é obrigada a concordar com vc?

Luiza disse...

"adoro como são as feministas que têm de ficar na linha de frente dessa luta, sofrendo todos os impactos, quando, caso o aborto seja legalizado, todo mundo vai se beneficiar disso — principalmente os católicos que super são contra.

hipócritas."

Lá pelos anos 90 era comum ouvir das moças de classe média que, caso engravidassem, fariam o aborto mas eram CONTRA. Imagina, elas não era vagabundas, apenas estariam se livrando de um problema - as vagabundas é que não podiam abortar. Entendia-se "vagabunda" como não ser católica, religião dominante na época.

Ou seja...

Anônimo disse...

totalmente sem logica essa marcha das vadias sou totalmente a favor dos direitos das mulheres não dessas aberrações e sei da importância da mulher o que vocês fazem e vulgarizar as mulheres e seus argumentos são horríveis jesus misericórdia.

Eva disse...

Sabe o que é legal? Minha mãe, que é católica e é contra o aborto (dela, obviamente, já que ela sempre diz que os outros vão ter que prestar contas a Deus e não a ela) ficou revoltada com o que aconteceu aqui na nossa cidade e quer que eu a leve na próxima Marcha das Vadias da cidade. Mexeu com uma mexeu com todas, beijas.

Helena disse...

Lola, não sabia onde postar um comentário, você viu isso: http://g1.globo.com/educacao/noticia/2013/06/alunos-de-colegio-de-sp-fazem-saiaco-em-protesto-contra-direcao.html

Colégio que não tem uniforme proíbe que alunos usem saias... Essa vai pro setor do "veja bem".

Resistência Católica disse...

Well, vou responder, mas duvido que vão refutar meus argumentos, ou pq nem todas (pelo que li) têm capacidade de compreendê-los ou pq a internet deixou as pessoas preguiçosas... VAMOS LÁ!

A MARCHA DAS VADIAS não me representa, pq eu SOU MULHER, mas não sou VADIA.

Lendo todos os comentários, vê-se claramente que as "feministas" (pelo menos elas gostam de pensar que são...) são a típica massa de manobra, que repete “chavões” e não percebe o QUANTO é usada...

1) sobre “dar a outra face”: isso é uma OBRIGAÇÃO para o cristão, NO CASO DE OFENSA PESSOAIS. Mas se a ofensa é a DEUS, devemos empunhar a " espada!" ou o chicote, como no caso dos vendilhões.

2) Sobre minha “falta de caridade”, que eu devo rezar pelas vadias etc... Pois bem, EU REZO, todos os dias, DE JOELHOS NO CHÃO. E ofereço penitências para a salvação de vossas almas. Isso é caridade. Caridade não é ser gentil com o outro: isso é gentileza. Caridade não é passar a mão na cabeça de quem erra: isso é “negligência” com teu irmão que peca!

3) Não se trata de ser “fiscal” do outro - vcs DISTORCEM tudo - mas de sermos irmãos, um ajudando o outro a ser PERFEITO... A verdadeira caridade é AMAR-TE A TAL PONTO QUE DARIA MINHA VIDA POR VC. E eu daria... Mas, vc? O que está disposta a dar pelo outro? De que egoísmo arraigado vc abriria mão “pelo outro”? O outro é o pobre que mal tem o que comer, o que jaz em uma cama de hospital e mal pode respirar e também o que cresce em teu ventre de mãe.

4) "o corpo é meu". MENTIROSA! Se é teu... fica + alta, + magra, + bonita! LOL! Se o corpo é teu, morra e volte a viver! Se o corpo é teu pq precisa tomar pílulas ou usar camisinha para não engravidar? . Minha cara, te VENDERAM essa MENTIRA apenas para poderem USAR teu corpo e DESCARTAR-TE como roupa velha. Sim, agradeça ao Feminismo por se tornar uma coisa!

5) Vcs "feministas" – e me refiro à massa de manobra que sai à rua para fazer o que a elite “feminista” manda – são BOI DE PIRANHA, são as que vão presas e apanham, enquanto que o "comando" fica confortavelmente instalado em alguma suíte de Copacabana, tomando uísque escocês.

6) sobre “amar os outros”... Devemos abominar o pecado e amar o pecador. Só pq te amo não quer dizer que vou TE DEIXAR NA LAMA EM QUE VIVES. Isso não é amor. Eu amo o próximo, mas não DEVO compactuar com seus erros.

7) Eu sou mulher, e defendo até a morte o direito de SERES INOCENTES existirem, como eu existo. Independentemente da forma como vieram ao mundo. O estupro, uma doença que pode matar a mãe... são CRUZES! E Nosso Senhor não disse "peguem suas sombrinhas que vamos no parque fazer um piquenique"... No! Ele Disse: "renuncie a si mesmo (ui! isso é difícil para seres egoístas...), tome sua cruz e me siga".

Eu sou mulher e SOU CONTRA O ABORTO E TODA IDEOLOGIA DA MORTE. Sou contra uma vida cujo auge é ser uma vadia. Esse é seu legado?
Eu tb sou contra homens que andam sem roupa. E contra casais NORMAIS que se agarram em público. Contra a imoralidade e a indecência. Contra a agenda feminista e a agenda gay. Quem faz sua própria lei moral e recusa a lei divina, deveria ser muito "macho" para aguentar as consequências... “Ci rivedremo a Filippi”.

Enfim, é mais ou menos isso que eu penso. A partir de hoje, vou rezar por vcs, para que vcs compreendam QUEM são e possam se amar e amar ao outro. Inclusive ao inimigo. Eu amo vc, ma não amo o seu pecado.

RavenClaw~ disse...

Lola essa pessoa é doente. '-' bloqueia.

Sara disse...

resistência chatólica faça tudo o q vc acha certo em seu próprio corpo não no corpo de quem tem certeza absoluta que vc é uma lunática ensandecida, se vc é contra o aborto NÃO ABORTE, mas no meu corpo as regras são minhas vc e o seu deus gostem ou não....

Joanah Dark disse...

Oi Lola, ainda não tive tempo de ler todos os comentários, mas estava na marcha e posso afirmar que a soltura das meninas não teve relação com a Janete Pietá. Ela chegou quando elas já estavam praticamente saindo e já tinham advogados com elas, chamados por outras pessoas. Ela entrou e saiu junto com elas e pareceu que foi ela que tinha conseguido a liberação, só que não. Ela sim as acompanhou para o hospital para efetuar o exame médico, mas foi só isso.

Unknown disse...

Insistência católica
Você me comoveu!

Faça isso, continue em casa rezando por nós.
Se todos fossem como você e ficassem apenas rezando por nós em vez de ficar impondo leis como estatuto do nascituro.
Não peço que você faça mais nada pelxs vadias. Use toda essa sua energia pelos enfermos, pelos que passam fome no sertão ou na África... Nós somos "machxs" para aguentar as consequências...









Resistência Católica disse...

pois é... a @Joanah Dark revela como são mentirosas e manipulam as informações... inventam até que a heroína veio salvá-las.. que feio!

qto à "opinião" das demais... fale com minha mão!

E se me bloquearem vão estar confessando que são a favor apenas da liberdade de expressão de vcs: que se danem os outros! Mas isso não é nenhuma surpresa para as pessoas normais...

Bom, eu encerro minha participação por aqui, pq fiz o que me propus: falei a verdade. Não "minha" opinião, mas a verdade.

O que vcs vão fazer a partir daí... sinceramente não é problema meu!

M disse...

Mas se a ofensa é a DEUS, devemos empunhar a " espada!" ou o chicote, como no caso dos vendilhões.

----------

Chicote? Fiquei na dúvida agora...Pedofilia não é ofensiva frente ao olhos de Deus? Pq a posição da Igreja Católica contra os milhares de abuso cometidos não foi de "chicote", mas acobertamento.

A Igreja também não achou que o Holocausto era ofensivo aos olhos de Deus.

A Igreja tb não achou que escravidão fosse ofensivo aos olhos de Deus, já que negros não tinham alma.

A Igreja Católica tb não parece achar ofensivo ter o dinheiro sujo da máfia (drogas, prostituição, tráfico de pessoas, assassinato etc...) misturado com os negócios da Santa Sé...

E fica difícil vcs terem qualquer moral para expulsarem os "vendilhões" com o Vaticano construído em cima da venda de indulgências. Existia até uma linda tabela... O perdão por um sacerdote deflorar uma virgem custava pouco mais que duas libras... Tinha até promoção caso um leigo tivesse matado mais de um no mesmo dia...

Algumas desses fatos aconteceram há centenas de anos, outros há dois. Por isso sempre que aparece um Católico defendendo "a vida" parece a mais pura hipocrisia.
A Igreja Católica passa pela maior crise de sua história. Ela perde fiéis sistematicamente e já não tem a mesma credibilidade, como nunca aconteceu antes. A maioria dos fiéis não segue os preceitos, só um ou dois sacramentos... É um processo irreversível. A própria Igreja sabe disso...




Gil disse...

A igreja católica de Guarulhos e seus fiéis estão loucos mesmo!!!!

http://www.deuslovult.org/2013/06/10/marcha-das-vadias-em-guarulhos-o-contra-protesto/

Esperamos sempre das igrejas esses absurdos, mas não tem jeito, sempre estamos nos surpreendendo com tanta bobagem.

Se a igreja não tivesse armado aquele circo, provavelmente nem lembraríamos que ela ali se encontrava. A nossa luta não é contra a igreja A ou B, e sim a luta feminista, pela igualdade, liberdade e direito ao nosso corpo, sem a intromissão do estado ou da(s) igreja(s).

Mudaram até o horário da missa para nos atacarem.

OBRIGADA IGREJA CATÓLICA GUARULHENSE POR NOS AJUDAR A MOSTRAR A MARCHA, FOI ISSO QUE VCS FIZERAM!!!

E NÃO SE ESQUEÇAM DE JUNTAR MAIS FIÉIS E SEUS CHICOTES, PQ AMANHÃ SERÁ MAIOR!!!!!

Anônimo disse...

O que mais me chamou atenção lendo esse post é que a pessoa que o escreve se mostra incomodada com o fato de haver uma manifestação contrária no mesmo lugar onde estava organizada a marcha das vadias( se preferem ser chamadas assim, com tudo que isso significa, quem sou eu para discordar).
Além disso há exemplos claros de manifestações como essas que acabam sim ofendendo a expressão religiosa alheia. Quanto às meninas que foram detidas, não posso opinar nesse caso específico pois não sei o que aconteceu, mas se houve desacato à autoridade, aí alguém vai ter que me convencer que prisão nesse caso é antidemocrático.
Aí aparece gente aqui se vitimizando, dizendo que a intenção dos católicos que se reuniram para rezar em frente à igreja queriam incentivar um confronto por parte das "vadias".(Nossa! Religiosos rezando. Que absurdo...só pode ser para provocar mesmo.)
O que mais acho engraçado é que liberais vivem criticando cristãos por querer fiscalizar a vida alheia, mas eles também passam a fiscalizar o cristianismo alheio. Inimigos a Igreja sempre teve. E olha que já faz tempo hein.

Julia disse...

Acompanhem o raciocínio de alguns católicos que postarem aqui:

Anon 9 de junho de 2013 19:45
"O corpo é de vocês, sério? Problema de vocês [..]"

Venicio Matos
"Só pra lembrar, o corpo não é de vocês, ele pertence a Deus"

Resistência católica
"Bom, eu encerro minha participação por aqui, pq fiz o que me propus: falei a verdade. Não "minha" opinião, mas a verdade."

Eu não sei vcs mas eu acho que essa gente tem um parafuso frouxo.
Olha o comentário que Resistência católica deixou às 17:37. Ela não pode estar no seu juízo perfeito. A pessoa não consegue enxergar um palmo diante do nariz.

Eu tenho pena deles. É muita lavagem cerebral.

Chamar de lunática ensandecida é até elogio.



Cadê aquela parte bonita que eu tanto gosto do catolicismo no Brasil? A parte que não se pratica o catolicismo. Cadê meus catolicozinhos não-praticantes tão queridos?

R.B. disse...

Anna,

Talvez a minha foto esteja estranha, distante, mas não é essE R.B., é essA, por favor. Mulher e evanjegue, segundo vocês. Passiva e machista e coitadinha por ser contra o aborto. Colega da Lola na profissão ao menos - formada em letras. Grávida e meu amontoadinho de células, que inclusive tem já coração, não será morto por mim. Eu sempre evito comentar aqui porque a ferocidade - de todos os lados - é tão grande que nem dá pra conversar. Tirem seus úteros, melhor do que abortar, só acho.

Patty Kirsche disse...

Um colega escreveu um texto sobre os acontecimentos. Ele estava cobrindo na hora da intervenção policial e tem informações sobre tentativas de impedir a documentação da ação.

http://tvlivrebrasil.blogspot.com.br/2013/06/marcha-das-vadias-desperta-o-lado.html

Patty Kirsche disse...

Anônimo 22h30:

"A pessoa que escreveu o texto", pra usar suas palavras, não esteve em nenhum momento incomodada com uma manifestação da igreja, pois não foi isso que aconteceu ali. A igreja invadiu o espaço público com barulho para atrapalhar nossa manifestação, o que é bem diferente.

Em segundo lugar, o termo "vadia" é uma palavra pejorativa empregada na prática de discriminação por gênero. Foi apropriada para o protesto justamente para lembrar que todas nós sofremos violência de gênero na forma de insultos. Isso não dá nem a você nem a nenhum colega seu católico de nos chamar assim na forma de insulto. Se vc tomar vergonha na cara e assumir sua identidade, eu posso e vou te processar judicialmente. Covarde.

samara disse...

os argumentos de vcs n tem pé nem cabeça e como sempre atacando a religião alheia.

igreja catolica tem muitos erros sim mas eu acho q o resto da humanidade tb.

por acaso na época da escravidão só religiosos tinham escravos e achavam isso normal?
só existe pedofilo religioso?

vcs pegam os erros de algumas pessoas cristãs e dizem que todos são iguais.
belo argumento...

tb acho provocação fazer ou começar essa marcha na cara da igreja,por ums comentários ai,parece impossível fazer marcha em outro lugar,pq tem uma igreja em cada esquina, hahahahhh

até parece que n existe dezenas de lugares,praças para se fazer isso,mas esfregar essa abominação q é o aborto na cara de religiosos é melhor.

Cora disse...


Julia!!

como essas mulheres de guarulhos são poderosas!!

*.*

o pavor q a simples presença delas provocou naquelas pessoas!!

tô impressionada. sério, mesmo!!

vc viu o q tá escrito no texto q vc linkou?

é uma declaração da força q essas mulheres têm!! q nós temos!!

as mulheres iriam fazer uma marcha simples como tds as demais q já aconteceram no país. mas o tamanho da reação da igreja mostra apenas o tamanho da ameaça q eles sentiram, sendo q aquelas mulheres nem mesmo estavam ameaçando a igreja!!

eu nunca vi um reconhecimento tão evidente da força do adversário! e nem havia ameaça!!

mulheres, reconheçam a força q têm!!

Cora disse...


ih, falha nossa!!

não foi vc, Julia, q postou o link, mas a Gil.

malz, aê!

Ana M. disse...

A impressão que eu tive de tudo isso é de que a igreja é absolutamente contra o estado laico, é só ver a quantidade de religiosos que acham que qualquer um que pense de forma contrária aos princípios religiosos deles merece ser castigado, que absurdo.

Julia disse...

Essa página é dos católicos mesmo ou de alguém tirando sarro da cara deles?

http://www.deuslovult.org/2013/06/10/marcha-das-vadias-em-guarulhos-o-contra-protesto/


É uma dúvida legítima. Agradeço quem puder saná-la. Grata.

Eva disse...

Bom Resistência Católica, eu fiz um post mega gigante respondendo ponto a ponto seus argumentos, mas é tarde, amanhã eu trabalho então acabei postando no lugar errado, ó: http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2013/06/mamae-nao-ama-kevin.html

Se a Lola, antes de liberar os meus comentários - e quiser - estiver com vontade de postar eles por aqui, tudo bem, se não, a gente pode continuar debatendo aqui ou lá.

Leandro disse...

"Chicote? Fiquei na dúvida agora...Pedofilia não é ofensiva frente ao olhos de Deus? Pq a posição da Igreja Católica contra os milhares de abuso cometidos não foi de "chicote", mas acobertamento."

- Por toda parte onde a prática da pedofilia recuou, foi a influência do cristianismo — e praticamente ela só — que libertou as crianças desse jugo temível. Na Grécia e no Império Romano, o uso de menores para a satisfação sexual de adultos foi um costume tolerado e até prezado. Na China, castrar meninos para vendê-los a ricos pederastas foi um comércio legítimo durante milênios. Aliás, por falar nos pederastas, já ví muito LGBT usando a PEDERASTIA para justificar o homossexualismo. Eu nunca ví uma Declaração do Papa defendendo padres pedófilos, mas já ví LGBT defendendo a pederastia dos antigos gregos. Aliás, por que não diz que a ABGLT quer DESCRIMINALIZAR a pederastia. Até uma reunião com o Nelson Jobim já fizeram sobre isso. Estes que são os verdadeiros defensores da pedofilia.


"A Igreja também não achou que o Holocausto era ofensivo aos olhos de Deus."

- Claro que a Igreja achou o Holocausto ofensivo.


"A Igreja tb não achou que escravidão fosse ofensivo aos olhos de Deus, já que negros não tinham alma."

- Claro que a Igreja achou a escravidão ofensiva. Em 1537, o Papa Paulo III emitiu três decretos contra a escravatura do Novo Mundo.


"A Igreja Católica tb não parece achar ofensivo ter o dinheiro sujo da máfia (drogas, prostituição, tráfico de pessoas, assassinato etc...) misturado com os negócios da Santa Sé..."

- Não fale mentiras. A Igreja Católica sempre condenou a prostituição, o tráfico de pessoas, assasinato (inclusive condena o assassinato de embriões e fetos que certas pessoas apóiam).

Marco Antonio Felicio disse...

O nome "Marcha das Vadias" já é algo imoral e depreciativo para qualquer mulher que tenha dignidade,moral e ética cristãs...e ainda se acham as únicas "corretas" em defender o seu direito de serem libertinas e levianas...a indecência e imoralidade deve ser banida do planeta..ninguém precisa dessas coisas...A polícia agiu corretamente..querem baderna?,,querem anarquia??? vão fazer bem longe da igreja,e fica aí a minha sugestão: Façam uma manifestação dessas,na frente de alguma Mesquita Muçulmana pra ver o que acontece com vocês!

Anônimo disse...

Eu sou feminista com orgulho, porem tenho uma pequena observação a fazer em relação a esse acontecimento.
1) Se estavam em frente a uma igreja e, logo no início, ja tinham notado um movimento contra a marcha vindo da igreja, havia a necesisdade real de fazer o topless? (Digo isso porque atentado ao pudor está na nossa lei e é uma desculpa que os PM realmente podem dar pra agir, se eu concordo que os seios devem ser escondidos e sexualizados? Não, não concordo, mas na nossa sociedade atualmente, querer andar com os seios de fora é pedir demais.)
2)Existem muitas barreiras ainda que nós, mulheres, precisamos quebrar, o aborto tinha que ser realmente o foco central da marcha? Isso me pareceu sim um pouco de provocação a igreja... sou a favor da legalização, mas são tantas as lutas... acredito que se o foco fosse outro, a igualdade de direitos, o fim da violência sexual, talvez a reação não fosse tão violenta
3)Enquanto houver no mundo 1 homem machista que seja, nós precisaremos nos defender de alguma forma. O estado não nos garante segurança, essa postagem nos mostra mais ainda que ao invés de nos garantir segurança, nos agride! É isso que precisamos, é isso que queremos tanto... acho que esse tipo de coisa acaba reforçando a imagem de "feminista que gosta de mostrar os peitos na rua" que o povo tanto fala, o senso comum tanto fala... acho q a aordagem podia ser um pouco diferente só

° Emy ° disse...

"Eu sou mulher e SOU CONTRA O ABORTO E TODA IDEOLOGIA DA MORTE"

Eis que Chatice Católica diz depois:

"Eu sou mulher, e defendo até a morte o direito de SERES INOCENTES existirem, como eu existo. Independentemente da forma como vieram ao mundo. O estupro, uma doença que pode matar a mãe... são CRUZES!" (Ué, mas num é contra qualquer IDEOLOGIA DA MORTE? Se a mãe corre risco de morrer... Num tendi...)

Preguiça que dá de gente chata e de troll. ¬¬'

Além do mais ô povo contraditório.

J'zuis!

Cora disse...


"Façam uma manifestação dessas,na frente de alguma Mesquita Muçulmana pra ver o que acontece com vocês!"

ameaçar mulheres com a religião, não importa qual, só mostra q a religião, não importa qual, é mesmo adversária/inimiga da mulher, embora tds os religiosos queiram nos convencer do contrário.

mostra q a igreja só tolera a mulher q tem o comportamento esperado e exigido dela pelos religiosos. pisou fora da linha, cabô!!

a igreja não condena e não se opõe à violência de gênero e à pedofilia com a mesma força com q condena e se opõe ao aborto. basta ler qq blog religioso por aí. a igreja "lamenta" q essas violências ocorram, mas não se mostra tão indignada contra elas.

td muito esclarecedor.

Anônimo disse...

Patty Kirsche, como se a Marcha das Vadias não estivesse fazendo nenhum barulho, acho que eu não vi um megafone lá.

O mérito do contra-protesto da Igreja não me importa.

O mais importante para mim é que ficou bem claro como as feministas ficam alvoroçadas e irritadiças quando há algo que reage a elas.

É obvio que se acham donas da verdade absoluta e ninguém pode dizer um "ai" contra. Se você não é feminista tá errado.

Mirella disse...

Vou precisar postar em partes...
dsclp.
Resistência Católica, apesar da sua humildade em afirmar que as pessoas aqui não teriam capacidade de responder seus argumentos, vou tentar, ok?
(Parte I)
"mas duvido que vão refutar meus argumentos"
Seus argumentos, cara Resistência Católica, se baseiam em religião. Nós estamos falando da esfera de legislação, do Estado. O Estado é Laico. Logo, a sua crença (religião é uma crença, é algo no que você acredita, é particular e se limita à maneira com a qual você vive a sua vida) não deve(ria) interferir na legislação, inclusive porque é a laicidade do Estado que garante sua liberdade religiosa.
"ou pq nem todas (pelo que li) têm capacidade de compreendê-los"
Sdds humildade. De fato, seus "argumentos" são inéditos e inovadores, ninguém nunca os ouviu antes, etc etc etc.
"A MARCHA DAS VADIAS não me representa, pq eu SOU MULHER, mas não sou VADIA."
E quem quer que você seja vadia? O feminismo dá a escolha de você ser o que quiser. Viva do jeito que lhe fizer feliz, ué. Eu não condeno. Só não gosto quando você quer pegar as regras da SUA vida e aplicar à vida de outras pessoas.
"Lendo todos os comentários, vê-se claramente que as "feministas" (pelo menos elas gostam de pensar que são...)"
Oba, já confiscou minha carteirinha. Tolerância cristã, certo?
"São a típica massa de manobra, que repete “chavões” e não percebe o QUANTO é usada..."
Cê jura, é? Usada por quem? Pelo capeta? É isso que você chama de argumento? Seja mais clara. Exemplo: vocês são usadas pela pessoa (empresa, ideologia, sei lá quem) X, o que causa Y, como vocês podem ver através disso, isso e aquilo. É, que argumento imbatível o seu.
"1) sobre “dar a outra face”: isso é uma OBRIGAÇÃO para o cristão NO CASO DE OFENSA PESSOAIS."
Eu não sou cristã, então não me importo com a maneira que um cristão deve se comportar ou não. Se você quer dar a outra face, é um problema seu, tá no seu direito.
(continua)

Unknown disse...

Aos que sugerem não passar em frente de igreja ou mudar a cara da manifestação só porque estamos próximas de uma, cuidado com esse pensamento... Hoje podem dizer que não está bem nos manifestarmos em frente, amanhã podem usar repressão policial porque estamos no mesmo quarteirão, depois porque estamos na mesma cidade. Peraí, é espaço público ou não é ? Somente no momento que invadimos a igreja deles é que se torna discutível. Inclusive eles também tem o direito de se manifestar desde que não seja na mesma hora e local de outra manifestação "conflitante" ( está na constituição).

Mirella disse...

(Parte II)
"Mas se a ofensa é a DEUS, devemos empunhar a " espada!" ou o chicote, como no caso dos vendilhões."
Tolerância cristã 2, A Missão, né?
Bom, a sua crença diz que, quando da ofensa a Deus, você pega na espada. Ok, legal. Mas não existe somente a crença em UM deus, né? Existem várias. Vamo todo mundo pegar nas espadas cada vez que discordar, esse sim deve ser um mundo bom de viver. O mundo cristão, pelo que parece.
"2) Sobre minha “falta de caridade”, (...) "
Sua opinião sobre mim não importa. Quer rezar, reza, não quer, não reza. Eu, sinceramente, não dou a mínima para o seu cumprimento da moral cristã, da caridade. Sabe como é, não digo aos outros como eles devem viver a sua vida.
"3) (...) o que jaz em uma cama de hospital e mal pode respirar e também o que cresce em teu ventre de mãe."
Fiquei com umas dúvidas:
O que você pensa da doação dos órgãos desse que jaz em cima da cama de hospital, que não tem mais atividade cerebral e não vai mais acordar?
O que você pensa das curas de doenças realizadas com pesquisa de célula tronco?
O que você pensa do aborto espontâneo (que ocorre entre 25% a 40% das gestações no primeiro trimestre)?
"4) "o corpo é meu". MENTIROSA! Se é teu... fica + alta, + magra, + bonita! LOL! Se o corpo é teu, morra e volte a viver! Se o corpo é teu pq precisa tomar pílulas ou usar camisinha para não engravidar? . Minha cara, te VENDERAM essa MENTIRA apenas para poderem USAR teu corpo e DESCARTAR-TE como roupa velha. Sim, agradeça ao Feminismo por se tornar uma coisa!"
Tolerância cristão to the rescue... Qualquer pessoa (ou, sei lá, 99%) pode ficar mais magra, mais gorda, “mais bonita” (oi?), mais alta. Mas entendi o que você quis dizer, é se olhar no espelho e diz “mais alta”, etc. faz todo o sentido. Como eu não posso fazer isso, não sou dona de mim, logo, os outros podem dispor do meu corpo da maneira que acharem melhor. Genial.
"Venderam" quem? "eles"? "os outros"? Quem vendeu, como vendeu, para que vendeu?
E o mais impressionante: por que você parece tão crente de que as feministas é que são usadas?
Como é que você não percebe que é usada por uma cúpula religiosa (sediada no Vaticano), que apesar de praticar caridade, desapego material, respeito, humildade, etc é uma instituição que acoberta PEDOFILIA e que senta a bunda num trono de ouro?
Que excomunga uma criança de NOVE ANOS por ter feito um aborto decorrente de um ESTUPRO, mas não excomunga o ESTUPRADOR.
E nós, feministas, é que somos usadas. A sua crença católica abona estuprador e condena criança, mas o problema é o feminismo. Então fica assim.

Mirella disse...

(Parte III)
"5) Vcs "feministas" – e me refiro à massa de manobra que sai à rua para fazer o que a elite “feminista” manda – são BOI DE PIRANHA, são as que vão presas e apanham, enquanto que o "comando" fica confortavelmente instalado em alguma suíte de Copacabana, tomando uísque escocês."
HAHAHAHAHAHA.
Bom, pelo menos sabemos que ou a elite do feminismo é carioca ou gosta de praia. Já é alguma coisa.
Você é usada (para falar uma linguagem que você entende) por uma instituição que acha que você, por ser mulher, não serve para integrá-la no mesmo nível que os homens. E fica repetindo a conversa propagada por papas, padres, bispos (todos homens, que não passarão pelas restrições que eles impõem) que, enquanto pregam a castidade, baixam PORNOGRAFIA PIRATA. Mas nós é que somos usadas, as iludidas, massa de manobra.
As igrejas arrecadam milhões, com isenção fiscal, mas o problema são as feministas, sei.
"7) Eu sou mulher, e defendo (...)
Que legal. Acho ótimo. Viva sua vida assim. É o que você acredita ser melhor para você. Mas eu não acredito nisso, e não vou viver assim. E o meu Estado não vive de acordo com as SUAS crenças, então não deveria colocar suas cidadãs debaixo dessa sua "sombrinha de amor" aí.
"Eu sou mulher e SOU CONTRA O ABORTO E TODA IDEOLOGIA DA MORTE."
JÁ ENTENDI. CONTINUE ASSIM. QUEM TÁ DIZENDO QUE VOCÊ NÃO PODE VIVER ASSIM?
"Sou contra uma vida cujo auge é ser uma vadia. Esse é seu legado?"
Primeiro que eu não tenho legado nenhum, não tenho pretensão. Mas eu gostaria de viver num mundo em que a moral de uma mulher (e só dela, a do homem não corre esse risco) não seja julgada pela atividade sexual ou pela falta dela. Já falei isso repetidas vezes aqui: o problema é enxergar valor moral num ato feito com consentimento, carinho e prazer. Quem não quiser fazer, não precisa nem pode ser julgado por isso. Tem de ser igualmente respeitado. Enquanto mulheres sofrem violência recorrente por seu gênero (e você, moça, infelizmente não está protegida pelo seu discurso), eu lutarei.
"E contra casais NORMAIS que se agarram em público."
Isso é muito desconfortável. Uma demonstração de carinho em público é uma coisa, mas agarração é muito desrespeitoso. Também não gosto. Eba, concordamos.
(continua)

Mirella disse...

(última parte)
"Contra a imoralidade e a indecência."
O que quer que "ser contra a imoralidade e indecência" signifique. Para mim, indecente é uma instituição arrecadar milhões sem pagar impostos, mas isso é só minha opinião.
"Contra a agenda feminista"
Que, ironicamente, foi o que permitiu que você tivesse algum tipo de voz, acesso a educação, trabalho. Se dependesse da igreja católica, você continuaria sendo uma moeda de troca do seu pai, de acordo com o que está na Bíblia.
Mas uiiii essa agenda feminista malvada. Eu sempre acho engraçado pessoas usando conquistas feministas para falar contra o feminismo.
"E a agenda gay."
Mas é claro que é contra. Não dava para esperar nada além disso.
"Quem faz sua própria lei moral e recusa a lei divina, deveria ser muito "macho" para aguentar as consequências... “Ci rivedremo a Filippi”."
Ué, ok então, vamos nos danar no inferno, você nos avisou, etc . Já tá com sua passagem para o céu garantida.
"Enfim, é mais ou menos isso que eu penso. A partir de hoje, vou rezar por vcs, para que vcs compreendam QUEM são e possam se amar e amar ao outro. Inclusive ao inimigo."
Ok, direito seu amar quem você quiser. É no que eu acredito.
"Eu amo vc, ma não amo o seu pecado."
Final perfeito para um texto todo clichê.

Cora disse...

O mais importante para mim é que ficou bem claro como as feministas ficam alvoroçadas e irritadiças quando há algo que reage a elas.

É obvio que se acham donas da verdade absoluta e ninguém pode dizer um "ai" contra. Se você não é feminista tá errado.



O mais importante para mim é que ficou bem claro como os religiosos ficam alvoroçados e irritadiços quando há algo que reage a eles.

É obvio que se acham donos da verdade absoluta e ninguém pode dizer um "ai" contra. Se você não é religioso tá errado.

Anônimo disse...

"Mas eu gostaria de viver num mundo em que a moral de uma mulher (e só dela, a do homem não corre esse risco) não seja julgada pela atividade sexual ou pela falta dela. Já falei isso repetidas vezes aqui: o problema é enxergar valor moral num ato feito com consentimento, carinho e prazer. Quem não quiser fazer, não precisa nem pode ser julgado por isso. Tem de ser igualmente respeitado."

Tradução:
“quero que acabem com as responbilidades das mulheres. Elas tem o direito de ser promíscuas e ninguém pode ao menos criticá-las, afnal, ela tem o direito de fazer o que quiser. Tem o DIREITO de ter uma pílula fornecida pelo governo com a grana dos taxpayers . E mesmo assim, caso engravidem, têm o dirieot de imiscuir-se de suas responsabilidades maternas e tem o direito até de MATAR o ser humano que está pra nascer”.

Texto disse...

No site da Fundação Rosa Luxemburgo

http://www.rls.org.br/texto/em-s%C3%A3o-paulo-%E2%80%9Cmulheres-dizendo-o-que-pensam-%C3%A9-amea%C3%A7a-pass%C3%ADvel-de-uso-de-viol%C3%AAncia%E2%80%9D

Mirella disse...

cretino das 13:37:

todo mundo paga impostos, eu inclusa. e pago minha pílula (que você, pelo conteúdo do que fala, não deve saber como funciona).
Mas acho que ninguém precisaria pagar impostos, se a IGREJA PAGASSE IMPOSTOS SOBRE OS MILHÕES QUE ARRECADA, ESPERTÃO.

Mirella disse...

Tem que ser muito burro pra traduzir: "Quem não quiser fazer, não precisa nem pode ser julgado por isso. Tem de ser igualmente respeitado." para mimimi de taxpayer, ahahahahaha. Haja incompetência.

Bruno disse...

A mulher foi presa pq tirou a roupa e agora a culpa é do padre...pff

Anônimo disse...

O que você pensa do aborto espontâneo (que ocorre entre 25% a 40% das gestações no primeiro trimestre)?


vai pensar o q se foi espontâneo?pelo jeito vc tb pensa q já q o feto tem chance de morrer,n tem nada demais dar uma ajuda e abortar.
é a mesma coisa aborto espontâneo e provocado....

então qual o problema de matar alguém q ja nasceu,já q é 100% de certeza q ela vai morrer um dia? kkkkkkkkkkkkkkkk n sei como vcs tem coragem de usar essas argumentos patéticos.

Anônimo disse...

Um grupo de Católicos Nazifascistas convocou esses fanáticos religiosos para a acabar com a manifestação. Esse Padre enviou o comunicado para esse site que convocou os católicos fanáticos para atrapalhar e acabar com a manifestação. Chega de falso moralismo e de hipocrisia! O site desses fanáticos é o seguinte:http://fratresinunum.com/2013/06/07/paroco-da-catedral-de-guarulhos-apela-as-autoridades-contra-a-marcha-das-vadias/#comments

Vamos denunciar!!!!

Anônimo disse...

O Bruno não leu o post mas achou que devia comentar mesmo assim...pff

Anônimo disse...

O mais importante para mim é que ficou bem claro como os religiosos ficam alvoroçados e irritadiços quando há algo que reage a eles.

Pois é, e a marcha não era contra a Igreja, não é? Querem enganar quem?

Anna disse...

Anônimo disse...

Pois é, e a marcha não era contra a Igreja, não é? Querem enganar quem?

11 DE JUNHO DE 2013 17:43

--

Não era contra a igreja, não tinha nada a ver com a igreja (pqp, aprendam a ler) mas e se fosse? Agora não pode? os religiosos não vivem marchando para tentar colocar sua fé nas leis desse nosso país? mas ir contra essa corrente fanática pra alguns é proibido

Mirella disse...

Interessante como o anonimo brilhante das 15:13 não comentou sobre a doação de órgãos...
Então vamos descontrair.
Qual a semelhança entre um feto de até 12 semanas, uma pessoa apta a doar órgãos e vc?
Não há atividade cerebral.
Esse é o motivo, energúmeno, de o direito à IVG até a 12a semana ser defendido.
E uma genialidade como a sua compara uma pessoa formada, que ocupa um lugar social, a um embrião em formação.
Não vai poder se beneficiar de nenhuma pesquisa com células tronco, hein? São gametas fecundados, também. São pessoas.

Anônimo disse...

Anon 15:13

Porque será que não fazem enterro depois de um aborto espontâneo no primeiro trimestre?

Julia disse...

Mas gente E SE FOSSE CONTRA A IGREJA? E se fosse pra provocar a igreja, qual o problema, meus queridos?

Me deem uma justificativa, uma só, pra NÃO fazer uma manifestação contra a igreja católica.

Poxa, não é possível que vcs estejam falando sério. Até pra ser religioso sem noção tem que ter limite.

Enfim, não era contra a igreja e esse padreco dessa paróquia aí se dá muita importância.

Anônimo disse...

Primeiramente, eu sou católico, mas me acho e/ou não me considero fanático até porque já estive e rezei em mesquitas islâmicas e até templos budistas. Eu acredito em Deus e isso basta para mim, e também não gosto de Igreja dizendo como eu tenho que achar que Ele tem ser.

Agora não pode? os religiosos não vivem marchando para tentar colocar sua fé nas leis desse nosso país? mas ir contra essa corrente fanática pra alguns é proibido

Pode, claro que pode, mas tenham a decência de assumir isso e não ficar fazendo isso por meias palavras, dissimulações, para depois usar isso para se autovitimizar.

Mas gente E SE FOSSE CONTRA A IGREJA? E se fosse pra provocar a igreja, qual o problema, meus queridos?
Me deem uma justificativa, uma só, pra NÃO fazer uma manifestação contra a igreja católica.


E se um dia o catolicismo deixar de ser a religião da maioria desse país, será contra a sua sucessora, o problema de vocês não é contra essa ou aquela religião, é contra quem é religioso.
Assim, não puxem a brasa para o seu lado porque sabem muito bem que a reação da igreja lá não foi a troco de nada.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 211   Recentes› Mais recentes»