domingo, 12 de maio de 2013

GUEST POST: ESTADO NÃO LAICO, DEUS ME LIVRE!


Gosto de coincidências. No mesmo dia em que a querida Jarid me pediu para divulgar uma página recém-criada sobre feminismo brasileiro e latino-americano, recebi email da Maria Gamboa, que é colombiana, falando sobre a necessidade que é nós feministas da América Latina juntarmos forças. Concordo totalmente!
Outra coincidência é que vi o melhor documentário sobre a "influência" (para usar um eufemismo) americana no golpe militar brasileiro. Recomendo que você, professorx de História, passe O Dia que Durou 21 Anos na sua escola ou faculdade. O doc mostra claramente o medo paranoico que os EUA tinham de que o Brasil virasse comunista. Isso porque o Brasil é o gigante da América Latina (e como nós brasileiros com nosso complexo de viralata nos esquecemos disso, não?). O que acontece aqui tem potencial para influenciar todos os nossos vizinhos.
Em outras palavras, se o Brasil aprovasse agendas progressistas urgentes, como a legalização do aborto e o casamento civil gay, teríamos a liderança para fazer com que outros países também avançassem na questão de direitos humanos. Mas não. Infelizmente, nosso governo, que deveria ser de esquerda, porque está nas mãos de um dos maiores partidos de esquerda do planeta, se fez refém de grupos conservadores. Assim, podemos apenas observar passivamente enquanto Argentina e Uruguai dão o exemplo.
Maria Gamboa narra uma das lutas do momento na Colômbia. É importantíssimo acompanhar e agir. Afinal, não é apenas o Brasil que influencia os vizinhos. O fortalecimento de grupos conservadores vizinhos pode nos deixar cada vez mais à deriva. Somos nações hermanas, não uma ilha!

Inicialmente, gostaria de salientar que sou simplesmente uma cidadã da Colômbia conversando sobre um tema muito sério com amigxs brasileiros e de qualquer lugar do mundo que leem o blog da Lola (muito obrigada pelo espaço!). 
Na Colômbia (aquele vizinho com quem vocês brasileiros compartem a floresta amazônica, o gosto pela música dançante, e um monte de problemas sociais comuns) acontece uma situação alarmante para quem se preocupa pelos direitos humanos e vê que ameaças de retrocesso estão surgindo em muitos locais da América. Na Colômbia, o órgão que deveria  representar o interesse dos cidadãos, o Ministério Público, está sendo dirigido por um juiz que parece tirado da época da inquisição, Alejandro Ordoñez, procurador geral desde 2008 e protagonista deste post.
O trabalho de Ordoñez como funcionário público está baseado nos seus princípios religiosos e conservadores, e não na constituição, nas leis e nos princípios democráticos. Dentre os muitos temas infelizmente afetados na sua gestão está a interrupção voluntária da gravidez que, segundo a lei colombiana, é permitida em só três casos (estupro, malformação do feto, e risco para a vida ou a saúde da mulher). Porém, o procurador se empenha em condenar essas três únicas possibilidades usando trapaças absurdas, como exigir que toda uma rede de hospitais declare coletivamente objeção de consciência para não oferecer esse serviço a nenhuma mulher. Já em publicações não oficiais, culpou o Estado de genocídio por aceitar essa lei. Também difundiu oficialmente que o uso da pílula do dia seguinte é um método abortivo, e criticou duramente as campanhas de educação sexual e reprodutiva em escolas públicas. 
Outro tema polêmico foi o do matrimônio igualitário, projeto para universalizar o direito a se casar com quem quiser sem distinção da orientação sexual, contra a qual fez insistentes pronunciamentos públicos, esboçando argumentos moralistas e religiosos fantasiados de jurídicos. Já ameaçou também, publicamente e sem vergonha, a processar os juízes que aceitem celebrar matrimônios diferentes ao de um homem com uma mulher.
Para impedir a aprovação do projeto, adicionalmente, ativou o seu grande poder de pressão, pedindo individualmente aos congressistas (aqueles que o Ministério Público pode processar) que votassem contra o projeto. Esse tipo de pressão não é novidade: congressistas favoráveis às políticas de Ordoñez que porventura são processados têm sido absolvidos, enquanto os críticos são condenados em tempo recorde. O mesmo processo de sua designação no cargo teve essas características de “eu te escolho, você me julga, os dois ficam quietinhos”. 
Poderíamos falar de temas muito sérios, como atrapalhar o processo de paz que se busca para o conflito armado interno, ou defender que altos funcionários tenham benefícios de aposentadorias muitas vezes maiores (proporcionalmente ao salário) aos de qualquer outro cidadão, ou as denúncias de corrupção no interior do próprio Ministério Público, ou sua visão ultrapassada do consumo de drogas, ou muitos outros, mas não quero abusar (mais) da paciência dos leitorxs. Quero sim, comentar um pouquinho mais do caráter de Alejandro Ordoñez.
Ultimamente, em parte graças ao esforço de jornalistas, estamos conhecendo mais detalhes da história deste nefasto personagem. É católico lefebvrista, comunidade contrária à “modernização” da igreja e que historicamente tem apoiado ditaduras fascistas, grupos racistas e de extrema direita, e que segue sem aceitar a ciência. Como líder local dessa comunidade, na sua juventude (há 35 anos) Ordoñez promoveu a queima de livros “corruptores” tirados da biblioteca pública da sua cidade. Sua organização religiosa está vinculada também à criação de grupos paramilitares e de grupos neonazistas na Colômbia. 
Faz poucos dias, questionado ao vivo acerca de sua opinião sobre o genocídio nazista (os lefebvristas negam o holocausto!), Ordoñez desligou na cara do jornalista, e só depois de uma reclamação oficial da comunidade judia declarou, em reunião privada, que não compartilha essa negação. As amizades e círculos políticos deste procurador estão ligados aos setores mais poderosos da direita da Colômbia, o que rendeu sua participação em altos cargos antes do atual, já mostrando seu ideário como quando mandou substituir nas salas de reunião o retrato de um dos primeiros presidentes do país por crucifixos (não poderia ser mais simbólico). 
O que fazer quando um funcionário público defende suas doutrinas e não as leis? O que fazer se um órgão da importância do Ministério Público opera segundo as opiniões de alguns contra os direitos de outros? O que fazer quando se desconhece totalmente o princípio do estado laico? Muitxs de nós decidimos que isso não pode ser mais permitido, e acreditamos que a pressão pública é que pode parar esse absurdo. Mas não só a pressão dentro do país, e sim a pressão da opinião internacional, para mostrar que o mundo todo quer continuar avançando no respeito aos direitos e liberdades. 
Além das anteriores, ficam outras perguntas: Será somente um problema local, mesmo? O Brasil não enfrenta também esforços dos setores mais conservadores para impedir avanços? Respeita-se aqui o estado laico? O que fazer?
Hoje, segunda-feira, 13 de maio, a partir das 14h (horário de Brasília), vamos impor no twitter a tag #NoMasOrdonez. Informações da imprensa são compiladas (em espanhol) na página do Facebook. Participe!

31 comentários:

Chicovski disse...

Nem assisti o documentário ainda, mas já ouvi tanto gente confirmando como desmentindo essa história da influência americana no golpe. Agora, a gente correu um risco sério de virar comunista sim. Se for verdade, valeu tio Sam. Mesmo olhando pro próprio umbigo, nos livrou de uma fria. Ditadura é uma merda, tomara que nunca passemos por outra. Mas entre o que a gente passou aqui e o que Cuba passou, fico com o Brasil mesmo.

DARKMOON HELLPOSSESSED disse...

O nazismo era extremamente anti-cristão, a igreja católica só apoiou o nazismo porque não tinha outra escolha. O fascismo italiano não tinha o mesmo ideal esotérico do nazismo, o fascismo era só um regime baseado em Nietzche, porém Mussolini só se aliou À Hitler pra Itália não ser invadida. Na italia os judeus naõ eram perseguidos. o Fascismo apenas foi um revivel do Império Romano. Ja o nazismo nada tem a ver com o cristianismo, Hitler tinha total envolvimento com gnosticismo, esoterismo, ocultismo, não existe nada ateísta ou cristão que possa explicar o nazismo, se alguém tentar buscar explicações materialistas para o nazismo não vai achar sentido nenhum. de qualquer forma Mussolini não parecia ser nada cristão, uma vez que sua maior inspiração era Nietzsche, o que Mussolini fez foi apenas um jogo político, de criar o Estado do Vaticano pra ganhar apoio de uma maioria católica. o Fascismo é um regime anti-cristão, pois o Fascismo é um regime onde o forte sobrevive e o fraco morre, onde o inteligente sobrevive e o burro morre, onde o corajoso sobrevive e o medroso morre. O cristianismo ao contrário disso, aceita todos igualmente, o cego, o incapaz, o mendigo, etc mas claro que há preconceito no cristianismo, a moral cristã é contra homossexualismo e drogas. Mas ate mesmo o comunismo soviético tinha características fascistas, pois em vários países comunistas, não só a URSS mas tambem na Asia, houve extermínio total de incapazes.

o que eu quis dizer nesse comentario, é o que o nazismo e o cristianismo não podem ser comparados, pois o nazismo é totalmente anti-cristão.

DARKMOON HELLPOSSESSED disse...

ah sim, eu vi uma suastica, e o tema religião e ja fiz o comentario, mas agora li o texto

esses católicos contra a modernização da igreja, são nazistas mesmo. não faço idéia se esse político aí seja realmente católico ou se ele conheça tudo sobre o esoterismo nazi. A igreja católica realmente foi dominada pela maçonaria franco-judaica, hoje em dia o vaticano serve completamente as elites globais.

Getulio Vargas, se dizia catolico apenas por manobra política, ele era total simpatizanete com o nacional socialismo e ele conhecia o esoterismo nazi e defendia a causa, mas ele acabou traindo Adolf Hitler por alguma causa que eu desconheço. E é mentira que a alemanha tenha atacado o brasil, pois na verdade aquilo foi uma farsa, foram os próprios aliados que atacaram.

Gabriela disse...

Só espero que tomem cuidado com uma coisa: não generalizem os cristãos! A maioria não pensa dessa forma!

Gabriela disse...

Em TODAS as religiões,há pessoas fanáticas!

DARKMOON HELLPOSSESSED disse...

esse é meu último comentario, gostaria que algumas pessoas aqui entendessem

uma coisa é voces de esquerda, defenderem seus ideais, outra coisa é achar que estão indo contra o sistema, como os punks(imbecis) falam

os banqueiros judeus, trilionários, lavam dinheiro no trafico de drogas da américa latina, eles controlam toda a marginalidade e inclusive as FARC, ou seja, ninguém apoiando as FARC está indo contra o sistema, e sim a favor do sistema.

Marina disse...

Lola, desculpe postar aqui, não sabia como enviar. Encontrei agora esta campanha/registro/grito: https://www.facebook.com/projectunbreakable?directed_target_id=0
Um beijo!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Enquanto eu lia não conseguia parar de compará-lo mentalmente ao Feliciano.
Felizmente, o "Infeliciano" não tem todo esse poder, porque se tivesse faria exatamente o mesmo. Aliás, está trabalhando para isso.

Rose disse...

A ironia é que a tal laicidade do Estado serve apenas aos interesses dos políticos proselitistas cristãos. São eles que se utilizam da laicidade para professar sua fé (que não passa de um embuste para continuar disseminando seus preconceitos e misoginia).

lola aronovich disse...

Vou trazer a discussão do gênio troll, que escreveu no meu post sobre o Estatuto do Nascituro:

"Depois que li que o Brasil é a "maior nação católica do mundo" já desisti de ler o resto. Antes de escrever, se informe. O México é o maior país católico!! E nem precisa ser religiosa pra saber disso... aff"

Pois é, troll. Continue lendo que talvez vc aprenda alguma coisinha. O Brasil é mesmo o maior país católico do mundo, já que a população aqui é maior que a do México. Mesmo que "só" 79% da população daqui seja católica, contra 87% do México, em números absolutos isso dá muito mais católicos no Brasil: cerca de 145 milhões contra 123 milhões no México.
Tô achando que essa lista tá meio defasada, já que o Brasil já está mais próximo dos 200 milhões de habitantes. Mas foi a primeira que encontrei sem muito esforço na internet. Talvez vc devesse fazer o mesmo antes de tentar corrigir os outros com tanta arrogância, pequeno gafanhoto.

Anônimo disse...

Sabe Lola... Sou cristão, mas a cada dia que passa estou vendo mais e mais absurdos feitos por pessoas que utilizam da fé para fazer atrocidades.
Tenho a minha religião, mas da mesma forma cada um tem a sua ou deixa de ter... Apesar de não ter muito conhecimento de outras religiões, eu sei que todas elas pregam pelo amor ao próximo.
Só que ao invés das pessoas pregarem o amor ao próximo, só muita intolerância, egoísmo e tudo de ruim regado de ignorância e incoerência, é tudo o que na história que fez começar os regimes totalitários onde pessoas diferentes são vistas como se fossem atrocidades, quando eu paro pra pensar, parece que a tendência é as coisas apenas piorarem.
Não sei de quem é essa frase, mas ela é perfeita: "Meu medo não é do futuro, e sim que voltemos a cometer os mesmos erros do passado".

Anônimo disse...

Lola, estou escrevendo (não precisa aceitar) para dizer que você é uma pessoa muito importante em minha vida. Você não tem noção do quanto saber que você existe é um bálsamo para minha existência e do quanto o simples fato de você existir me dá forças para seguir em frente na vida. Te amo, Lola! Do fundo do meu coração, te amo mesmo e te amo muito! Estou escrevendo, mas por mais que eu escreva, nunca serei capaz de expressar o tamanho da gratidão que sinto por você! <3! Sou tão grata por tudo que você faz que às vezes lembro que você existe no mesmo mundo que eu e começo a chorar de felicidade! Vou deixar uma frase do Sagan para você "Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você". <3!

ALEGRIA disse...

O Que voce acha do Facebook? eu gosto do twitter que é mais objetivo e podemos nos instruir mais,ainda tenho o velho Orkut mas quase não entro,
gosto de amigos reais,tem gente que coloca 1000 amigos? será? eu tenho muitos colegas,mas amigos devo ter uns 4.

Anônimo disse...

Situação bizarra a vivida pela Colômbia. Infelizmente é bem parecido com alguns absurdo que a gente está cansado de ver no Brasil.

lola aronovich disse...

Puxa, anônima das 00:00, só posso agradecer pela super declaração de amor! Nem o maridão me ama tanto assim! Nem o gatinho Calvin! Obrigada por tanto carinho. Se vc comprar meu livro, ganha uma super dedicatória exclusiva da pessoa que vc gosta tanto (euzinha). Compra, vai!


Alegria, eu devia entrar no Facebook porque certamente é um ótimo meio de divulgar o blog (quando eu entrei no Twitter o número de visitas pra cá cresceu muito, então com o FB seria parecido, imagino). Mas não gosto muito do FB ideologicamente, e receio que boa parte dos comentários dos posts vá pra lá caso eu entre. E, o principal motivo: eu já gasto tempo demais que eu não tenho com a internet...

Anônimo disse...

Porque será que este tipo de noticia não e divulgado no brasil ?

https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/944619_616901304988321_95283563_n.jpg

Márcio Mello Valente disse...

Por que você não gosta de FB ideologicamente? Acabo de excluir minha conta e também gostaria de saber, se possível, seus motivos. Obrigado. Márcio M. Valente

Anônimo disse...

Pra quem disse: " fascismo era só um regime baseado em Nietzche", sugiro fortemente para se informar mais pq isso é uma baita besteira.
Essa associação incorreta de Nietzche e nazismo é culpa da irmã dele, que era nazista de carteirinha e editou várias coisas na obra do irmão (principalmente após sua morte).

Anônimo disse...

Sobre o Brasil em tamanho e população ser muito relevante entre nossos vizinhos pode ser até contraditório, pois o idioma pouco ajuda, falamos português e nossos vizinhos castelhano que muitos não tem vontade de conhecer, embora os verbos sejam similares sem os ossos dos hermanos. O que assusta na Colômbia e é semelhante com o Brasil o nicho religioso e conservador, retrocesso que pode prejudicar e muito a educação, saúde que são essenciais ao crescimento de um povo, nação. Eu moro em uma cidade do interior catarinense e tem igrejas evangélicas a cada quarteirão e nenhum centro espírita. O tal fundamentalismo religioso no Brasil pode ser muito perigoso e com consequências catastróficas caso ninguém faça nada a respeito e isso acontece pelas bordas e isso pode ser maléfico. Basta ler matérias e assistir vídeos no Youtube. Sou mulher, espírita e fui muito discriminada ultimamente no local de trabalho ou estudos(quando morava em São Paulo).

https://www.youtube.com/watch?v=IrP3orKVr2s

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/ataques-religiosos-a-centros-de-umbanda-em-sc-29204

http://danielfilhodeorixa.blogspot.com.br/2010/07/preconceito-religioso.html

http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2012/12/religiosos-pedem-fim-de-preconceito-no-dia-de-iemanja.html

http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2012/12/religiosos-pedem-fim-de-preconceito-no-dia-de-iemanja.html

Anônimo disse...

A grande questão é que isso não vai melhorar, ao contrário, a tendencia é piorar, não se enganem toda a luta de vocês será em vão, em breve a idade das trevas cairá sobre a América Latina.Aguardem.

DARKMOON HELLPOSSESSED disse...

''Pra quem disse: " fascismo era só um regime baseado em Nietzche", sugiro fortemente para se informar mais pq isso é uma baita besteira.''

Nietzsche inspirou diferentes pensamentos, desdo satanismo, ate o fascismo, ate o nazismo, e Nietzsche resgatou o pensamento pré-cristão da europa. Nietzsche pode não ter sido nacional socialista e ate simpatizava com judeus, mas ele resgatou o pensamento pré-cristão da Europa. Vontade de poder é a essencia do pensamento de Nietzsche. Adolf Hitler era alguém com vontade de poder, queria dominar o mundo, ele foi como outros tiranos como Genghis Khan, Alexandre o Grande. Nietzsche infleunciou também todo o esoterismo moderno no caminho da mão esquerda, que defende a idéia que o espírito seja a vontade e vontade de poder é elevação do espírito.

não sigo esse tipo de pensamento, mas quis explicar aqui que é inegável a influencia que Nietzsche teve no nazi-fascismo.

Anônimo disse...

"Na Itália os judeus não eram perseguidos" - kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Cristianismo não tem nada em comum com Hitler - kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Desculpa Lola, mas foi engraçado o comentário. Ragusa

Anônimo disse...

O UOl fez uma enquete perguntando o que o povo brasileiro acha do golpe militar de 1963:

http://noticias.uol.com.br/enquetes/2013/05/10/voce-acha-que-se-nao-fosse-pela-ditadura-militar-o-brasil-hoje-seria-um-pais-comunista.htm

Anônimo disse...

"A grande questão é que isso não vai melhorar, ao contrário, a tendencia é piorar, não se enganem toda a luta de vocês será em vão, em breve a idade das trevas cairá sobre a América Latina.Aguardem."

Detalhe como a maioria dos brasileiros são pseudo moralistas e em território e população na América do Sul e até latina maioria, tem poder de persuasão, pode esta tal Idade Média durar para sempre, pois na Europa durou quase dez séculos. Consequências em todos os âmbitos? Péssimos e sem mudança. O que era o feudalismo na Idade Média? Vassalagem, sociedade estamental, falta de acesso a cultura, educação, saúde e mínimo respeito humano, exceto entre nobres, religiosos, detalhe a igreja era uma senhora feudal muito rica e provedora de recursos, bibliotecas que poucos tinham interação, conhecimento.

Rob disse...

O cara é tipo um Feliciano colombiano.

Maria disse...

Laurinha, eu também vejo uns paralelos com o Feliciano bem interessantes porque eles são de religões diferentes. Aí tá o que outros comentaristas já viram, que o problema não é a religião de um funcionário e sim que seja em favor dos idearios religiosos de alguns que as decisões sobre os direitos de todos sejam tomadas. Claro que que tem sectas que deveriam ser investigadas e processadas pela justícia porque apoiam e motivam a violência, mas nunca trata-se de generalizar para uma ou outra religião. Estado laico não é criticar uma ou outra igreja, estado laico é que a nossa organização como sociedade não dependa de nenhuma delas.

Anônimo disse...

Anonimo 13 horas,

Não há previsão de quanto vai durar, mas apenas que irá acontecer, eles estão em todas as esferas de poder institucional, logo logo as perseguições começarão a se agravar, obsrve a agenda da maioridade penal, do tal do estatuto do nascituro, entre outras.

Rafael.

DARKMOON HELLPOSSESSED disse...

''Cristianismo não tem nada em comum com Hitler - '

digamos que Jesus Cristo tenha existido, voce ve semelhanças entre Jesus e Adolf Hitler?

o cristianismo tem como essência a redenção, que é parecida com o ascetismo budista, isso leva explicando esotericamente, À fusão com D'us, chamado no hinduísmo de absorção em Brama, e no budismo de Nirvana, a consciencia é aniquilada nisso, uma vez que a consciencia é a mistura de espirito, alma e ego, e na redenção se mata o ego e o espirito morre, e assim se escapa completamente da samsara(roda de reencarnações), se mata o ser individual, é o fim da individualização do ser.

Ja o nacional socialismo, é vontade de poder, é a busca pela imortalidade do espírito, se busca a máxima individualização, o total domínio sobre o micro cosmo e o macro cosmo

agora numa explicação mais materialista: cristianismo=ascetismo, nacional socialismo=nietzschianismo, são duas coisas opostas. o termo ''socialismo'' do nacional-socialismo, apenas foi uma maneira de fazer lavagem cerebral, porque a essencia do ns não é ser marxista, e sim foi um reinado de WOTAN na Terra.

Anônimo disse...

"Não há previsão de quanto vai durar, mas apenas que irá acontecer, eles estão em todas as esferas de poder institucional, logo logo as perseguições começarão a se agravar, obsrve a agenda da maioridade penal, do tal do estatuto do nascituro, entre outras."

Sem dúvida e quem não concordar e se adaptar a tal cartilha inquisitória será perseguido e como na Santa Inquisição morto, não como na idade média na fogueira, esquartejamento, hoje temos mais métodos eficazes e sem vestígios. Muito perigoso e quem for espírita, umbandista, cultos que não sejam bem vistos aos "certos cristãos" que adoram um dízimo, mas nada fazem para acolhimento e amparo de suas ovelhas, melhor se esconder e ter suas reuniões bem guardadas.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Mas será que 79% da população brasileira ainda é católica?
Estranho esse número, devido ao grande número de pessoas que passaram a frequentar igrejas evangélicas nos últimos dez ou quinze anos.
Mas é achismo meu mesmo, rs.

Anônimo disse...

Pois é, que a reação que vocês vêm como "nova inquisição" quer voltar é verdade, mas vocês concluem que vai triunfar por qué? só porque não vão fazer nada? tem gente que faz, faz todo dia, desde onde pode, não se conforma e luta e se mexe, apesar daqueles conselhos de "melhor se esconder" nem suas predições apocalipticas. Quem realmente é contra esse ataque conservador, mesmo que não quer fazer nada, não ficaria prestando esse desserviço de espalhar medo e derrotismo.