quinta-feira, 30 de maio de 2013

FEMINISTAS FAZEM FACEBOOK ADMITIR QUE NÃO COMBATE MISOGINIA

Esta tem tudo pra ser uma ótima notícia. A maior rede social do mundo, hoje com 1.1 bilhão de usuárixs, finalmente admitiu que não lida nada bem no seu controle da misoginia. O Facebook prometeu melhorar. Se vai mesmo fazer isso, só vendo. Obviamente, vamos torcer que sim, porque a situação chegou a um ponto insuportável.
A boa notícia mesmo é que foram as feministas que fizeram o Facebook ver o óbvio. Várias organizações feministas em língua inglesa escreveram uma carta aberta exigindo que a rede social assuma a existência de inúmeras mensagens de ódio e que faça alguma coisa para não tolerar tal conteúdo, que treine moderadores para perceber e remover discursos de ódio referentes a gênero, e que ensine aos moderadores que esse ódio não afeta igualmente homens e mulheres. 
As feministas foram além e, na carta, cutucaram o FB onde mais machuca: no bolso. Anunciaram uma campanha para conscientizar empresas a deixarem de anunciar na rede social até que o time de Mark Zuckerberg tome alguma atitude contra a misoginia. Afinal, é absurdo, e deveria ser inaceitável para qualquer empresa, que seu anúncio apareça ao lado de imagens como "Divirta-se: estupre uma mulher e suas amigas". Cerca de quinze corporações, entre elas a Nissan do Reino Unido, assinaram o boicote ao FB. 
Esse treinamento de moderadores é muito importante porque, como diz Soraya Chemaly, só tirar as páginas de ódio não é suficiente, já que as imagens voltam a aparecer em outro lugar com muita rapidez. Moderadores precisam treinar seu olhar para desobedecer ao senso comum, que vê violência contra a mulher como algo à toa, insignificante, banal. 
Em janeiro, tratei dessa política permissiva do FB. Falei de uma página em particular, que faz imagens com "estupre", assim, no imperativo. Não só o FB não removeu a página, como algumas mulheres que a denunciaram passaram a ser alvo de "terrorismo" do autor, com muitas ameaças e divulgação de seus dados pessoais. E o FB não removeu nada disso.
Esse post fez com que um monte de gente me enviasse links de como o FB é incapaz até de combater crimes reconhecidos, como a pedofilia. E de como os moderadores são terceirizados (quase sempre pessoas de países pobres), ganham a mixaria de um dólar por hora, e seguem regras que não são nada claras, porque mal recebem treinamento.
Se o Facebook, em seu regulamento, proíbe discurso de ódio, então por que permite discurso de ódio contra as mulheres? Não é exclusividade do FB, lógico. A misoginia é tão espalhada e tão aceita na nossa sociedade que as pessoas têm dificuldades em enxergá-la. Se alguém explodir uma bomba numa sinagoga ou numa igreja majoritariamente negra, o ataque será visto como um crime de ódio. Mas, se um cara invade uma aula de aeróbica e abre fogo contra as participantes (todas mulheres), se um outro cara entra numa escola e mata dez meninas e dois meninos, os ataques são tratados pela mídia como "massacres", não como crimes de ódio. Mesmo que os assassinos fossem frequentadores de sites e fóruns que sistematicamente pregam ódio contra mulheres. A mídia sequer trabalha com o termo feminicídio, por exemplo.
Parece algo pessoal do FB contra todo um gênero, se considerarmos a origem da rede social (como mostrado no filme, Zuckerberg começou fazendo página sexista comparando a aparência de universitárias), o fato que o FB bane um montão de coisas legítimas (fotos de mastectomias, imagens de mamilos de mulheres -- de homens tudo bem -- protestando na Marcha das Vadias, quadros famosos, organizações de direitos reprodutivos etc), ao mesmo tempo que não veja nada de mais em páginas de ódio. 
Óbvio que o que está nas redes sociais é apenas um reflexo de uma cultura misógina. 
Não é o FB que coloca imagens de mulheres feridas ou de mensagens de estupro passando por piadas. Mas é ele que, apesar de tantas reclamações, permite que essas imagens continuem no ar. E sabe, não é piada. Não é engraçado. A ONU aponta que, em todo o mundo, sete em cada dez mulheres serão vítimas de violências físicas e/ou sexuais ao longo da vida. O secretário-geral classificou o quadro como uma pandemia. O FB concorda com este quadro assustador? Está fazendo alguma coisa para tentar mudá-lo, ou está sendo cúmplice na propagação do ódio? 
Desculpe, mas nisso de combate à violência contra a mulher, ou você está contra, ou você está a favor. É difícil ter um meio termo. Se você conta piadinha de como estupro é uma grande oportunidade de sexo pra mulher, se você duvida da vítima, se você diz que nem todo estupro é estupro, se você pergunta "o que ela estava vestindo?", se você diz "ela estava pedindo", se você acha que violência doméstica é um excelente material pra diversão, se você vive repetindo a frase de Nelson Rodrigues ("nem todas as mulheres gostam de apanhar, só as normais") como se fosse verdade, se você defende o velho "vigiar e punir" para a sexualidade feminina, se você não vê essas agressões como uma violação de direitos humanos básicos -- enfim, não só você é machista, como você também aprova a violência contra a mulher. 
Uma violência que não oferece nada de bom pra civilização. Muito pelo contrário. 
O Facebook apontou pela primeira vez que não pretende mais trilhar esse caminho. E você?

47 comentários:

Anônimo disse...

o bode expitorio pode ate ser o "Orgulho de ser mangina" ou o "testostelixo" mas tenha certeza que o principal objetivo somos nos da real, elas estão acostumadas a tudo na sociedade ser bucetista lambe salto, e não vão sossegar ate as redes sociais, e a própria internet como um todo, serem completamente idolatras do feminino, como acontece com a midia tradicional, são cyber ativistas treinadas e patrocinadas pela industria do consumo, o patrulhamento ideologico não dará descanso ¬¬

Ana disse...

Lolinha, excelente texto!
Só uma pequena observação: "estupre" não é infinitivo, é imperativo.

Anônimo disse...

"que treine moderadores para perceber e remover discursos de ódio referentes a gênero, e que ensine aos moderadores que esse ódio não afeta igualmente homens e mulheres"
-Há não ? outro dia eu vi um meme de um homem introduzindo os dedos no próprio anus, e os dizeres : "liberte-se do machismo, emascule-se"
mas isto não e violência de gênero para feministas, pois nela somente mulheres são atingidas , e não homens.
Me poupe Dolores ¬¬

Feminismo Sem Demagogia disse...

Lola.

ÓTIMO texto. Fizemos uma campanha gigantesca com varias paginas feministas e humanista (liga Humanista) e tudo que conseguimos foram os misóginos rindo da nossa cara, por que o facebook além de não remover sequer nenhuma imagem de apologia ao estupro, a página permaneceu lá firme e forte.

Ana.

A Lola escreveu IMPERATIVO,vc não prestou atenção.

Feminismo Sem Demagogia disse...

ótimo texto Lola. Mas pelo que li na matéria eles falam algo sobre permitir ainda o tal das opiniões controversas ou seja páginas como Lobo da insanidade que postam Tag Humor controverso não serão retiradas?

Ana,

A Lola escreveu Imperativo...

lola aronovich disse...

Gente, eu escrevi INFINITIVO sim, aí a Ana falou e eu corrigi pra imperativo. Por favor, sempre corrijam, porque eu cometo vários erros, ainda mais quando estou na maior pressa como agora. Obrigada por corrigir, Ana!


Feminismo Sem Demagogia, o FB vai ter que discutir sobre o que considera discurso de ódio. Visivelmente, eles não sabem o que é isso. "Opinião controversa" é uma coisa, a gente sabe, ódio é outra. Ontem vieram mascutrolls aqui chorar que não aceito opinião contrária. Pô, quem não aceita opinião contrária são eles! Aqui tá cheio de comentário discordante, cheio. Agora, chamar mulheres de putas e vadias e mal amadas e sei lá mais o quê não tem nada a ver com opinião contrária! Isso é ódio puro. E a gente reconhece discurso misógino de longe, porque ouve e lê todo dia.
FsD, sei que vcs lutam muito lá no FB. Vamos ver se serão mais ouvidas da próxima vez. Talvez a gente precise fazer uma campanha brasileira também pro FB se tocar?

Anônimo disse...

Associar o movimento feminista ao "humanismo", ao "politicamente correto", e ao conceito de "progresso", foi genial.
Assim qualquer movimento contrário torna-se automaticamente "retrógrado", "conservador", e até mesmo "criminoso".
A magia da política transforma qualquer punhado de ideias num receituário social obrigatório.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

O feminismo, o cyberativismo, dão resultado sim.
Machistas, misóginos, podem chiar o quanto quiser, como esses anônimos dessa caixa, mas os valores retrógrados cada vez são mais questionados e deixados para trás.
Daqui pra frente é seleção natural né, algo do qual eles gostam tanto de falar. Ou se adapta, reve seus conceitos, ou fica pra trás.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

"Ontem vieram mascutrolls aqui chorar que não aceito opinião contrária."

Lola, querida, mas se o espaço é seu você faz o que quiser com ele. Isso também faz parte da liberdade de expressão. Ter o direito de ter seu próprio espaço sem a invasão de quem a gente não quer.
Não somos mesmo obrigadas a tolerar discursos que nos enojam em nossas casas, nossos blogues, em nosso círculo de amizade. Ninguém é obrigado a escutar o discurso de ninguém.
Eles que vão fazer isso em outro lugar, em seus próprios espaços.

Jéssica disse...

@Anonimo 12:48

Realmente queria saber que raciocínio brilhante você usou para concluir que um homem tocando no próprio ânus é violência de gênero contra homens. Geralmente as mãos obedecem a vontade do dono, you know.


Incrível como o post de hoje atraiu mascus...

Karla disse...

Tô adorando o chororô dos mascus ♥

Fabiana disse...

Ter que lutar pelo óbvio é um insulto. A necessidade de que feministas se mobilizem para que o Facebook retire páginas contendo conteúdo criminoso apenas demonstra o quanto a agressão contra uma mulher é absolutamente aceitável. Qual a dificuldade em diferenciar uma opinião controversa de um crime hediondo??? Perco as esperanças ao pensar numa luta maior do feminismo para que as políticas e opiniões públicas entendam (e divulguem) que as agressões contra a mulher decorrem de uma concepção cultural impregnada com um machismo cotidiano e velado. Parece-me algo cada vez mais inalcançável e deixo pra vocês, corajosas ativistas, porque não consigo fazer isso sequer no meu pequeno círculo pessoal.
Essa semana li nos principais portais sobre a cartilha que será criada em SP contra o estupro, ou melhor, em favor da responsabilização da vítima, que agora passará a ser estuprada porque não leu a cartilha. Aliás, Lola, não li nada sobre esta discussão no blog, mas na minha modesta opinião é algo que merece ser debatido para se tentar evitar atrocidades legisladas.

lola aronovich disse...

Fabiana, não estou sabendo de nada. Se vc puder me mandar um link?... Mas também não adianta muito, porque estou sem tempo pra nada no momento. Sábado que vem que vem (dia 8) eu volto a respirar. Até lá, tá simplesmente impossível. Muitas aulas, muitas palestras, muitas viagens... tá difícil.


O chororô dos mascus é sempre divertido! Vamos fazer uma listinha do que os mascus podem considerar misândrico? Pra que eles possam também pedir pro FB tirar...

- um cara dizer que gosta que façam sexo anal com ele.
- um cara fazendo declaração de amor pra namorada (mangina detected!)
- uma menina dizer que só quer ser amiga de um carinha (jogou no friendzone!)
- imagem de homem fazendo tarefas domésticas
- qualquer história de homem que tem que pagar pensão pros filhos
- uma moça rompendo o namoro
- um mascu não conseguir passar num concurso público

Estou sem criatividade nenhuma, mas dá pra ter uma amostra de como os mascus levam uma vida sofrida.
Continuem a listinha!

Fabiana disse...

http://noticias.terra.com.br/brasil/policia/sao-paulo-identificara-perfil-de-estupradores-e-fara-cartilha-para-mulheres,e239c081acaee310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html

http://www.mundopositivo.com.br/noticias/20151259-sp_vai_mapear_casos_de_estupro.html


http://br.mulher.yahoo.com/blogs/preliminares/cultura-estupro-medidas-paliativas-governo-e-redes-sociais-104922487.html

RavenClaw~ disse...

Ih Lola, o retardado do lobo lá já cansou de ser denunciado junto com um 'parceiro' pedófilo, que tem uma página que DIVULGA fotos de menininhas de 9, 10, 11 anos nuas, com a desculpa de que se elas fossem "decentes" não teriam tirado tais fotos, e o fb nunca faz MERDA nenhuma. Não boto mta fé que mude qualquer coisa...

Anônimo disse...

Em tempo, novo vídeo by Feminist Frenquency:
http://www.feministfrequency.com/

Juliana Cal disse...

Essa semana eu vi no FB uma imagem com os dizeres:" Não é porque você se arrepende que é estupro,não faça os outros pagarem por suas escolhas erradas."

Essa frase realmente me fez pensar muito, por que de qualquer forma ela não está errada. Realmente é possível se arrepender de fazer sexo com alguém, entretanto eu não consigo excluir a carga de cultura de estupro que essa frase apresenta.

É como se a frase já estivesse duvidando da vítima. Não sei se estou pegando muito pesado, mas quando se fala "escolhas erradas" também me parece incluso algo como a roupa, a quantidade de álcool ingerida e muitas outras escolhas que a sociedade diz que a gente não deve ter, se não, estamos pedindo.

Alguém pode tirar essa dúvida de mim? Estou exagerando ou não?

Thiago Caires disse...

Realmente absurdo e inaceitável a existência de páginas assim em qualquer rede social do mundo. É claro que isso é um crime de ódio tão grande quanto os exemplos citados por você, Lola. Qual o tipo de retardado mental que ri de uma imagem mandando um homem tomar atitude e estuprar uma mulher? Se alguém compartilhar uma merda dessas em meu ciclo social, é excluído dele na mesma hora, é denunciado e bloqueado, pode ter certeza. Parabéns ao pessoal que tem lutado por um melhor controle no Facebook. Aprendi quando criança que "a nossa liberdade acaba quando começa a do outro" e ATAQUES desse tipo não podem ser considerados "liberdade de expressão" não, são crimes sim! Crimes contra as mulheres, crimes contra a sociedade, crimes contra o bom senso, crimes contra a humanidade.

Anônimo disse...

Oi Lola ,já conhece esse blog?Achei bacana.
http://eumulherpreta.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

MENOS UM ESTUPRADOR NO MUNDO
http://portalguandu.com.br/noticia/5342/-menina-de-10-anos-e-estuprada-e-assassinada-no-municipio-de-vargem-alta-
O ESTUPRADOR FOI MORTO PELA POPULAÇÃO.

lola aronovich disse...

Querida Juliana, certeza absoluta que essa imagem que vc viu é de algum mascu. São eles que fazem campanha pra que as vítimas de estupro sejam desacreditadas. E isso não é coisa apenas de mascu aqui do Brasil. É em todo mundo. Mascu considera cada denúncia de estupro um crime contra os homens. Eles realmente acham que estupros não acontecem, ou que só acontecem na cadeia, contra os pobres homens condenados por estupro por megeras vingativas que se arrependeram de transar com eles. Mascus não manjam muito de estatística, então não sabem que apenas 2% dos estupros cometidos acabam numa condenação. Ou seja, a impunidade pra estupro é muito maior que pra qualquer outro crime. Vc acha mesmo que muita mulher que se arrepende de transar com um cara sai por aí gritando "estupro!"? Vc sabe a humilhação que é ter que repetir pra policiais o seu estupro? Que é fazer corpo de delito? Que é ir atrás de justiça prum crime em que é normal culparem a vítima? Quantas mulheres "inventam" um estupro?
Isso de "mulheres se arrependem e por isso inventam que foram estupradas" é bem o que os policiais de Nova York diziam na década de 70. Eles não acreditavam em estupro. Diziam que estupro era o que prostitutas inventavam para acusar um cliente que não quis pagar. A polícia evoluiu um pouco, mas os mascus continuam atrasados em algumas décadas. Ou melhor, séculos.


Anon, o blog pode ser bom, mas isso de ter música automática é um porre. Pede pra ela tirar a música, vai.

Anônimo disse...

Pedir pra ela tirar a música?!Isso foi uma brincadeira?
Você já abriu mão de algo pra agradar a alguém?
Esqueça a sugestão.

Patty Kirsche disse...

Mas sabe que, hoje em dia, se a prostituta fizer o programa e o cliente não pagar, isso é estupro por fraude? Porque ela aceitou transar com o cara acreditando que receberia um pagamento, logo foi induzida a erro. É outro tipo de estupro, e não um mero arrependimento.

Laura disse...

(OFF) Lola, você ouviu falar sobre cena em que o Antonio Fagundes faz um monólogo contra o direito de escolha da mulher em "amor à vida" (http://www.youtube.com/watch?v=ZGYfh3540d8&feature=player_embedded)? Estava assistindo com a minha mãe e senti uma revolta imensa. Nesta cena ele, médico, dá um enorme sermão em uma paciente que não deseja ter mais um filho, sendo que ela fica visivelmente envergonhada, e chega a pedir desculpas. Não foi apresentado nenhum contraponto, apenas um monólogo interminável (para mim). Para ser justa, como não assisto sempre à novela, não posso dizer se não será eventualmente apresentado algum contraponto, se haverá uma discussão séria na novela, e não uma mera lição de moral.
Te todo modo, não sei exatamente porque resolvi te contar isso, nunca comento em blogs, mas precisava desabafar com alguém. Gosto do seu blog. bjss

armando disse...

estupro por fraude? kkkkkkkkk e ainda negam que queiram ferrar os homens.
a prostituta transar pq quer,ela vende seu corpo,ela é o produto,o cara compra e n paga,isso é no máximo um calote.

Beatriz Correa disse...

Laura,
Eu não sei se realmente haverá um debate sobre isso na novela, mas esse personagem do Fagundes é um tremendo de um machista, esses dias msm eu estava assistindo a novela, qndo um dos funcionários do hospital (nem me pergunte qual, não faço ideia xD)comentou o jeito "afeminado" o filho dele, Félix (homossexual não-assumido), e ele diz que esse é só o jeito dele, que ele não teria um filho gay, não lembro exatamente das palavras.
O próprio Félix fala q o pai não aceitaria sua homossexualidade.

Anônimo disse...

Eu não sei mais explicar qual é o problema dessas pessoas que leem, mas não leem. Deve ser falta de prestar atenção na aulinha de português lá na escola... Como conseguem ler um texto inteiro, tirar nem 5% e vir defecar pelos dedos? :( Me bate uma depressão.

Anônimo disse...

Fabiana, ainda não tinha ouvido falar dessa cartilha!! Fui procurar a respeito e encontrei isso aqui

http://www.ongprojetocidam.org.br/arquivos_upload/Cartilha%20de%20Prevencao%20ao%20Estupro.pdf

Não sei nem o que comentar!

Luisa disse...

Gente do céu, essa cartilha tá um absurdo! To traumatizada só de ler...

Tem um livro americano, chamado "o poder do medo" (the gift of fear) que é dez mil vezes mais útil do que essa cartilha e fala praticamente pra fazer tudo ao contrário. Ele explica como vc usar sua intuição pra se proteger de situações de perigo causadas por uma outra pessoa através da observação/interpretação do comportamento do outro e o que fazer (se for possível fazer algumas coisa). Foi uma leitura libertadora... recomendo fortemente. Mas uma das coisas que ele diz no livro é que se vc tiver achando que está sendo seguida ao invés de fingir que não está vendo você deve virar e olhar a pessoa nos olhos, de forma ameaçadora mesmo - (ele diz que a mensagem que deve passar é de que "eu sou um animal da natureza e eu tenho como me defender") que as mulheres são treinadas para a passividade e que predadores procuram justamente a presa fácil, que não reage (antes que alguém defina isso como culpabilização da vítima, juro que não é, talvez não tenha explicado bem o livro mas não é de forma alguma a mensagem que ele passa).

Aí vem uns imbecis e fazem uma cartilha de como reagir no caso de estupro, de ser boazinha e deixar o cara cometer a violência com vc, porque claro, com certeza depois ele vai embora, não tem a menor chance dele resolver te matar, afinal isso nunca acontece né mesmo??? (chocada até agora...)

Anônimo disse...

Gostei de ver (e ler). Finalmente um post bom e muito útil no seu visitado bloguinho, senhora Dolores Aronovich Aguero. Parabéns!

Liana hc disse...

Luisa, eu já assisti a algumas entrevistas com Gavin de Becker, autor desse livro The Gift of Fear, há vários anos e na época me impactou bastante. Não li o livro todo, só trechos, e outros artigos dele na internet sobre esse tema.

Foi quando comecei a racionalizar essa questão que ele coloca de muitas mulheres serem educadas para serem "boazinhas", a não confiarem nos próprios instintos de sobrevivência mesmo quando sentem quando há algo muito errado numa situação, e em como isso é utilizado como ferramenta de controle sobre seus corpos. Crimes sexuais têm uma dinâmica própria. Gavin de Becker faz uma espécie de "anatomia de um crime". É uma outra perspectiva, também não achei que tenha algo a ver com culpar a vítima, mas com aprender a confiar em si mesma.

Julia disse...

O blog é muito visitado porque tem muitos posts bons e úteis, anonimo trouxa.

Fabiana disse...

Realmente lamentável. “Dicas” como estas além de inúteis, reforçam a ideia de que o estupro apenas é praticado por um desconhecido que a aborda numa rua escura. Espero honestamente que Conselho Estadual da Condição Feminina de São Paulo (que, pelo site, parece um órgão com boas ações e que será o responsável pela criação de tal cartilha) tenha a consciência disso e promova conscientização e não a responsabilização da vítima.

Anônimo disse...

E essa dica aqui:
"Tente conversar para ver se há diálogo. Se houver, pergunte a ele sobre a possibilidade de
usar preservativo . Tenha uma sempre consigo. Diga que você tem hepatite e que tem medo da
AIDS, ou ainda que sofre do coração . Houveram casos em que os estupradores concordaram.
Dessa forma você evitará doenças e uma possível gravidez;"

Tenha sempre um preservativo.. caso o estuprador concorde em usar vc evita gravidez e doenças.

ISSO NÃO PODE SER SÉRIO.

Thomas disse...

"2% dos estupros cometidos acabam numa condenação. Ou seja, a impunidade pra estupro é muito maior que pra qualquer outro crime."

Quando leio uma coisa dessas, não consigo acreditar que tanta gente se deixe convencer por esse tipo de argumento. Basta ler com calma e pensar um pouquinho pra entender a falha de lógica nessa ideia.

O estupro é um crime difícil de se comprovar. Se não há evidência física do crime - o que muitas vezes realmente não existe - é a palavra de uma pessoa contra a outra. Na nossa constituição, existe a filosofia de "inocente até que se prove o contrário". Se há alguma dúvida de que o cara cometeu o crime, ele não deve ser condenado.

Ou vocês, feministas, querem que mudemos essa filosofia de "inocente até que se prove o contrário"? Ou que mudemos apenas pros casos de estupro? Vocês acham isso justo?

Então tomem cuidado pra não caírem nesse tipo de papo furado feminista. Se os números de estupro estão aumentando, isso não é evidência da Cultura de Estupro. Mais provável que a polícia simplesmente está conseguindo fazer um trabalho melhor e condenar mais criminosos.

E eu tô chapadão. Até esqueci o que eu acabei de esccrever

Anônimo disse...

Anon 1:25,

Também achei surreal!!

Feminista capitalista disse...

Ih olha o Armando se cocando todo de medo com a novidade da Paty.

Se a prostitut@ e um objeto, então, muito mais que um calote trata-se tambem de fraude e roubo, logo, deve resultar em cadeia, simples assim, não tem dinheiro??? E as prostitutas com isso?

------------

Gente, o que supostamente há de engraçado nessas imagens babacas desse lobo da insanidade? Q coisa mais ridicula, e tão sem noção que eu nem consigo entender onde esta a piada? Deve ser o maior fail do "humor" pq eu realmente não posso entender onde esta a graça ou imaginar alguém rindo disso, serio que tem gente que ri?


----

Nossa, a lógica mascutroll e mesmo ridícula e impossível de entender pra minha cabeça, como se compara a imagem de um homem com um dedo no anus em contraste com imagens de mulheres desmaiadas, sendo abusadas, violentadas, socadas, espancadas e ridicularizadas?

Desde quando um homem enfiar o dedo no próprio anus tem necessariamente algo de ofensivo e degradante, e um comportamento natural no ser humano, o de se tocar, que eu saiba milhares de mulheres fazem o mesmo e nenhuma feminista se incomoda ou sente-se agredida por isso.


Qual a defasagem dos mascus?

------

No mais não tenho mais saco pra Facebook, acho q vou surtar pois parece que virou obrigação, tdo mundo só fala disso, so sabe perguntar do 'face', haja saco, estou pegando ojeriza do site, e a culpa e das pessoas que me fazem ouvir essa palavra 300 vezes e ficam cobrando atualizações, ao invés de entrar no face todos os dias deviam entrar aqui no blog da Lola, rsrsrsr.

Anônimo disse...

"São eles que fazem campanha pra que as vítimas de estupro sejam desacreditadas."
- Não se faz campanha para que as "vítimas de estupro" sejam desacreditadas. Se faz campanhas para que as SOCIOPATAS MENTIROSAS sejam desacreditadas...

Anônimo disse...

Eu tenho facebook por uma questão de trabalho. Eu nunca gostei de redes sociais e nem tenho a minha foto ou dados pessoais ali, simplesmente acabei me obrigando a fazer porque muitos colegas de profissão e clientes o usam e acaba sendo uma forma mais direta de conversar com eles, eu prefiro mil vezes o email ou skype, inclusive o Twitter, mas o facebook é que esta de moda.
Tentei por mais de 5x deletar a minha conta, mas acabava que alguém me dizia que tinha tentado se comunicar comigo e nao me achou no face e desistiu(?!) sei que parece desculpa e piada de gente preguiçosa que nao sabe escrever um email ou tem vergonha de falar pelo telefone, mas infelizmente no mundo dos profissionais liberais vc tem que usar todos os recursos disponíveis pra conseguir clientela, estar em contato,
A nissan pode se dar o luxo de boicotar, é uma grande empresa,

Facebook é uma merda e o seu criador um panaca, mas ao mesmo tempo que tem páginas misóginas (eu nunca vi as de estupro, mas sim que tenho um colega que volte e meia fica compartilhando notícias de uma pagina muito idiota chamada "orgulho de ser hetero" acho que é alguma coisa assim. Uma vez compartilhou a foto de umas mulheres de 4 e um cara batucando em suas bundas. O título: "o melhor instrumento do macho" fiquei puuta da vida e nao podia deletar nem falar nada pro cara esse (detalhe: pai de DUAS MENINAS) porque nossa relacao é profissional, mas tenho vontade de dar umas indiretas quando o veja pessoalmente,

Bom como dizia, ao mesmo tempo que tem essas páginas, tem outras tanto de divulgação de preservação de animais, do parque das aves e, foz de Iguaçu que combate o trafego de pássaros silvestres, de uma associação de preservação de condores que tenta recoloca-los em seu meio ambiente depois de serem capturados, de poesia, de coisas bonitas tb.

Facebook é parte da rede, as pessoas sao as autoras, SEMPRE vai ter mensagens de ódio na rede e mensagens positivas, depende do autor e dos seus leitores. Me explico: mesmo que consigam fazer um policiamento mais efetivo no facebook, ou bem conseguirão "burlar" essa censura (acredito que a pagina orgulho de ser hetero continuara no ar porque tem muita misógina que as pessoas nao enxergam assim) ou bem farão de forma mais implícita, mas esse ódio continuara, porque nao se combate o ódio através dos meios que ele se propaga mas através do foco. Da pessoa que distribui esse ódio,

Nao é so facebook, é a própria internet que esta cheia de ódio, de páginas como "marxismo cultural" uma pagina que diz que mulheres solteiras de mais de 35 anos sao umas coitadas e morrerão sozinhas.... E tantas outras páginas que nem leio pra nao me deprimir.

Mas aqui entramos no debate da censura na internet, acredito que o ponto nao é censurar facebook, mas sim nao compartilhar qq noticia considerada ofensiva

E as vezes o limite é tênue. No dia das mulheres, a pagina "pergunte a Gina" acho que é assim o nome da pagina, uma pagina de humor e geralmente divertida e leve fez uma piadinha assim "parabéns as mulheres. Sofremos de TPM, nossas amigas sao todas falsas, fico louca na TPM, ETC" nao lembro bem exatamente o que dizia, mas eu fiquei puta da vida com esse comentário de que mulheres nao tem amigas, que sao todas falsas, que roubamos o namorado umas das outras,

O que eu fiz? Bom primeiro deixei um comentário dizendo o meu desacordo, so que nao adiantava as próprias mulheres em coro achando engraçado.
Entao deletei aquela pagina do meu feed de notícias, um seguidor a menos.

Agora so sigo páginas que acho que tenham conteúdo,

Mas sinceramente se as pessoas nao fossem tao preguiçosas e eu nao precisasse do face como instrumento de trabalho, eu desfazia a minha conta de vez.

OFF: como faço pra comentar com um nome? So fazendo uma conta de gmail? Desculpe sou ignorante em términos informáticos,

Obrigada

Luisa disse...

Liana, me lembrei também de uma frase que ele fala no livro que pode explicar um pouco esses meninos que ficam comparando violência contra a mulher com seja la o que for feito "contra" homens, é mais ou menos isso aqui:
"Os homens nunca vão entender o medo que as mulheres sentem. Isso porque o homem, na sua essência, tem medo de que a mulher possa rir dele. E a mulher, em sua essência, tem medo que ele lhe mate."

Anônimo disse...

Julia,

existem inúmeros sites de merda (como sites recheados de machismo e outros preconceitos disfarçados de humor, por exemplo) que são bastante visitados, muito mais do que o blog da Lola. Mas isso não significa que eles são bons ou úteis, concorda?

Anônimo disse...

Sou a que posteia como anônimo porque nao sei como por um nome sem ser através de uma conta de Google, alguém pode me ajudar?

OFF: sobre o comentário da novela outro dia onde Fagundes faz todo um discursinho sobre abordo. Tb fiquei chocada puta que pariu, novela no Brasil é que nem bíblia, todo mundo segue as regras. Quem sao esses caras pra dar lição de moral

Eu nunca abortei e nao acho que faria mas isso é da escolha de cada inuma, ficar proibindo puta que pariu,
No puta facebook eu recebo uma noticia que na Espanha sao 15 homens decidindo sobre leis de aborto e 0 mulheres,!

Anônimo disse...

Anônimo 1:25 dizer que se sofre do coração evita estupro? Nao sei.....

Sara disse...

Fiz uma vez, denuncia contra uma pag.do FB de um neonazista, a foto da capa do cara era uma reunião da Ku Klux Kan incendiando cruzes (meigo não é???).
Pois o FB teve a cara de pau de mandar uma resposta dizendo q não havia detectado nada de anormal ou discurso de ódio na tal pagina.

Sybylla disse...

Mascu chorando e se fazendo de vítimas... Que chorume mimizento deles...

Eles próprios propagam esse lixo de ódio ao gênero, à cor, à orientação sexual e se fazem de vítimas.

Ó, QUE DÓ!! O HORROR!!

Anônimo disse...

sou homem

Respeito as mulheres, sou contra qualquer insentivo ao estupro, piadas e funk, acho que a mulher deve ser respeitada e ter direitos iguais aos homens, mas DEVERES tbm!! Para serem totalmente iguais aos homens na sociedade, mulheres devem passar a serem obrigadas ao alistamento militar, igual os homens, nada mais justo ne?
Mensagens incentivando ao estrupo, ou odio como vcs preferem dizer, devem mesmo ser removidas, mas mensagens falando que homem nao tem cerebro tbm devem, pq isso tbm e odio...
O feminismo tem sido bom pras mulheres, ajudou em muitas coisas, revolucionou muito, e um movimento saudavel, ate certo ponto, passa a ser nocivo se levado ao estremo, como por exemplo hostilizar mulheres que se recusa a aderir ao movimento, isso e pessimo! Hostilizar todos os homens em geral tbm nao e legal, com quem vcs vao passa o resto da vida? Com um homem? Esse habito de hostilizar homens tem destruido casamentos, quem paga e os filhos, tbm tem almentado o numero de gays, filho sem pai presente tem mais chance de se tornar gay, segundo os psicologos...
A parte boa do feminismo e acabar com o sofrimento das mulheres, vindo de ALGUNS homens, que estrupam, batem, pagam menos salario, e inferiorizam a mulher.
A parte ma e supervalorizar as mulheres e animalizar os homens, isso tbm e errado e uma forma de preconceito, homem nao e animal, e mulher nao e deusa, somos da mesma especie: homo sapiens, sou contra algumas atitude de algumas mulheres que usam os homens, por exemplo engravidar propositalmente para ser sustentada por pensao, isso e crime!!! E ate chantagem, as mulheres fazem isso quando o homem tem dinheiro, deveria haver uma lei contra isso, tambem o cara tem que ser burro pra cair nisso mas alguns caem, muitos jogadores de futebol.
O feminismo nao tem direito algum a excluir posts ou perguntas do yahoo que mostre seu lado ruim, sem ofender ou exculachar o movimento, pq a verdade e pra ser mostrada, e quem esconde e covarde!!!
Tenho certeza que vao dize que sou um machulu chorao se fazendo de vitima, mas nao to nem ai, pq so falei a verdade...
Desejo que o feminismo alcanse seu objetivo, mas vou contra qualquer abuso por parte do movimento, e direitos iguais lembram? e deveres tbm! Vou lutar pelo direito e deveres iguais...

Anônimo disse...

"Lola, querida, mas se o espaço é seu você faz o que quiser com ele. Isso também faz parte da liberdade de expressão. Ter o direito de ter seu próprio espaço sem a invasão de quem a gente não quer.
Não somos mesmo obrigadas a tolerar discursos que nos enojam em nossas casas, nossos blogues, em nosso círculo de amizade. Ninguém é obrigado a escutar o discurso de ninguém.
Eles que vão fazer isso em outro lugar, em seus próprios espaços."

Engraçado, porque o artigo fala JUSTAMENTE sobre a indignação na utilização de espaços individuais para disseminar ideias sexistas... ai vc vem e diz "o espaço é seu, faz o que quiser com ele"... só eu vi uma EVIDENTE contraditoriedade nisso?