quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

O LADO BOM DO OSCAR É PARTICIPAR DO BOLÃO

- Se você não participar do bolão, eu nunca mais falo contigo!

Gostei, mas não adorei, de O Lado Bom da Vida, que deve ser o filme mais levinho a concorrer ao Oscar este ano (trailer aqui). Afinal, ele é só sobre duas pessoas perturbadas que se apaixonam. 
Pra mim, o filme melhora depois que os dois começam a fazer aulas de dança. 
Mas não sei se sou só eu que nunca viu o Bradley Cooper menos bonito que nesse filme! Já a Jennifer Lawrence continua linda e magnífica como sempre. Sou muito fã dessa atriz que, com apenas 22 anos, já foi indicada a dois Oscars. Não sei como estão suas chances. Tem favorita pra essa categoria de melhor atriz?
Ah, presente pra você que ainda não viu Os Miseráveis: a incrível Anne Hathaway cantando "I Dreamed a Dream" (veja antes que retirem o vídeo por causa de direitos autorais). Esta é a cena que vai render o primeiro Oscar a Anne (notou o "primeiro"?). Pô, ela canta super bem, com a câmera na cara, sem cortes, sem edição, e faz um monte de gente chorar.
Gostei também do que ela vem falando nas entrevistas pra imprensa. Como sabemos, ela se jogou no papel de Fantine, a jovem miserável que não pode criar a filha, e que, quando perde o emprego, precisa vender o cabelo e recorrer à prostituição, tudo isso enquanto está morrendo de tuberculose. Pra conseguir o papel, Anne raspou o cabelo e perdeu doze quilos (e lógico que ela já era muito magra). Mas, pra quem quer enxergar sua perda de peso como "inspiração", ela diz: "eu interpretei alguém que estava morrendo".
Ganha o Oscar de coadjuvante, Anne!
E você aí, participe do bolão. É fácil! É só apostar aqui e/ou aqui (mas nesse caso você precisa seguir algumas instruções básicas).

16 comentários:

Anônimo disse...

Eu só não participo do bolão porque não assisti aos filmes que estão concorrendo ao Oscar. Na verdade, nem vou assisti-los... Por quê? Eu não gosto de assistir filmes. Sim, sou a única pessoa do planeta que não gosta. ¬_¬

Mirella disse...

Não assisti nada, praticamente. Só Argo e O mestre.

Vou largar o boy pra lá em fevereiro e curtir o cinema sozinha, só assim. Daí se der participo aos 42 do 2º tempo, ahah.

Ju disse...

Minha mãe também não gosta de assistir filmes.

A Anne já está com as mãos na estueta.
A cena dela cantando I dreamed a dream foi uma das 3 em que eu chorei durante o filme.

Ju disse...

Como o Hugh tá lindo na capa dessa revista.

Aline disse...

Gosto da Jennifer desde Inverno da Alma... Ela estava espetacular como em Jogos Vorazes... A Anne, bom, esta demorou para me conquistar com aquele currículo de Diário da Princesa e não sei mais o que... Mas desde que vi Amor e Outras Drogas, tenho visto a atriz com "outros olhos"... E essa cena dela que você citou, é impressionante!!! Admito que não vi os dois filmes que você citou (ainda é claro), mas são duas grandes atrizes...

LC disse...

Assisti Os Miseráveis e Lado bom da Vida ontem

O segundo eu adorei, e to mais apaixonado pelo Bradley Cooper do que eu já era

O primeiro eu achei bem chatinho, só os atores salvam basicamente

Mena disse...

Mesmo o Bradley Cooper estando menos bonito nesse filme ele ainda assim está um espetáculo!

Anônimo disse...

Anne super merece o Oscar. Achei esse vídeo hilário:

http://www.youtube.com/watch?v=y4yxsRRnvkE

Tomara que não ofenda ninguém, a Anne é linda e sensacional, mas eu ri da brincadeira kkkkkk

LC disse...

Casava com o Bradley Cooper na igreja de véu e grinalda e seria a mãe dos filhos dele

ps: Sou Homem

Anônimo disse...

Oi Lola!

Adoro o seu blog e não deixo de lê-lo nem um dia sequer desde março, que foi quando o conheci.Raramente comento, mas não perco um post sequer.Posso dizer que depois que me tornei sua leitora,estou me transformando em uma pessoa melhor.

Quando ao bolão, já li as críticas de todos os indicados e pretendo começar a assistí-los em breve para participar também.Mas já me apaixonei por Amour por tudo o que li.Acredito que se os Miseráveis não fosse um musical, seria o meu favorito, pois a história é muito boa e o elenco também.
Luca

Sphynx disse...

Ao que tudo indica, o Oscar de atriz coadjuvante já é da Hathaway. Tudo que é prêmio ela tá levando. Eu também gostaria se ganhasse Amy Adams, mas a favorita é a Hathaway mesmo, disparado.

O de melhor atriz principal, a Jennifer Lawrence tem muitas chances, ela também tem ganhado várias premiações importantes, como o Globo de Ouro e o Screen Actors Guild, mas nessa categoria eu torço mais pela Emmanuelle Riva, do filmão Amour. De qualquer forma, acho que uma das duas vai levar.

Não sou blasê disse...

Não acho Bradley Cooper bonito. "Sei" que ele é bonito, mas sei lá... Não considero tão bonito assim nem tão bom ator assim. Sei lá, ainda não vi nada de marcante nele.
Tenho a impressão de que sei lá quem o elegeu como "bola da vez" e não poupam esforços para ratificar isso.

Agora a moça... tem meu respeito desde o Inverno da Alma. Filmaço.

Grão da Noite disse...

Assisti a "Os Miseráveis" no dia 02.02.13. Gostei. A cena em que Anne Hathaway canta "I dreamed a dream" é muito tocante. O contexto em que ela canta essa música é muito triste. O personagem dela, Fantine, levava uma vida tão miserável, em tantos sentidos, que me senti aliviado com sua morte. Pra ela foi uma grande libertação. "Os Miseráveis" mostra que a virtude nem sempre está onde parece estar. Também põe o amor e o bem como os únicos redentores da alma, os valores que mais podem fazer a vida valer a pena, mesmo quando permeada por muito sofrimento - eu acredito nisso piamente. Outra coisa boa é que o filme serve para nos fazer perceber que o mundo melhorou muito materialmente falando. Há sim muito por fazer. Mas, graças a muitos fatores, já não há tantos miseráveis como naquele tempo (menos de 200 anos depois daquele tempo), e os miseráveis de hoje, em muitos países, são menos miseráveis do que os de então. Moralmente o mundo também melhorou. Nenhuma mulher, hoje em dia, sofreria todas aquelas consequências só por ser mãe solteira. Hoje, pelo menos aqui no Ocidente, nenhuma uma mulher precisa se casar com um homem pra ter sua dignidade e sua cidadania socialmente reconhecidas. Também me compadeci muito de Eponine, personagem de Samantha Barks. Esse personagem mostra que rios de amor não valem uma gota quando o amor não é correspondido. Embora o personagem e herói principal seja um homem, foram os personagens femininos os que mais me tocaram.

Grão da Noite disse...

Acho a Jennifer Lawrence parecida com a Luiza Valdetaro, que fez a personagem Gerusa (a noiva do Mundinho Falcão) em Gabriela. Fotos:
http://vip.abril.com.br/fotos/mulheres/atriz/luiza-valdetaro/

AngieB disse...

Tanto a Jennifer Lawrence como a Anne Hathaway me emocionam com suas declaraçoes body positive; a 1a dizendo que nao irá emagrecer e mantendo a promessa; a 2a em milhares de entrevistas tanto de Batmam como de Les Miserables nao permitindo que se glamorizem os regimes alimentares que fez para seus personagens.

Sobre os filmes, eu gostei bastante de O Lado Bom da Vida, foi uma otima surpresa... E voce nao acha que rende bem uma discussao de slut shamming e body positive nele? Adorei o elenco aqui. Lawrence provavelmente ganha a estatueta, mas Riva e Wallis (as duas batendo o record na indicaçao por suas idades) sao superiores na atuaçao em Amour e Indomavel sonhadora.

A Anne é absoluta na categoria dela; e ela e o Jackman salvaram o filme para mim; porque achei longo demais e Russell Crowe pessimo em cena, num papel tao importante. Queria cortar os pulsos cada vez que ele entrava em cena. A cena da Fantine com a musica mais popular e famosa do musical, a Anne foi mestra e me emocionou com a versao dela tao intima e sua.

Seria um choque grande ela nao ganhar o Oscar, ainda mais que ela tem ganho tudo de Golden Globe, SAG, etc..

http://statusquoetc.tumblr.com/tagged/Oscar

AngieB disse...

PS: Lola vc nao achou bizarro (e sem justificativa alguma) o white whashed da familia protagonista (no filme que a Naomi Watts está indicada ao Oscar)em The Impossible?