sexta-feira, 24 de agosto de 2012

MINHA IMPRESSÃO: NIEMI VIVE

Ok, gente. Eu acho que a Niemi está viva. Cheguei a esta conclusão ontem de madrugada, quando uma comentarista querida disse que no flogão da Lay gótica há um link para o orkut da Layanne. Layanne é a moça que usa a mesma foto no perfil que Niemi usava. Não fui atrás de nada disso, não tenho os links, nem sei o que é flogão, não investiguei o orkut nem o blog de Layanne, mas, se era difícil crer que ela e Niemi fossem a mesma pessoa, por não terem nada em comum, agora, com essa conexão gótica, a ligação fica mais forte. (Atenção: Layanne me enviou um email e negou qualquer envolvimento). Mas a questão é que fui juntar alguns emails da Niemi pra enviar pra essa comentarista e, nessa curta compilação, fiquei com toda a impressão que Niemi vive.
Não vou resumir tudo o que aconteceu, porque nem era minha vontade fazer um post. Só estou fazendo porque há muita gente (como eu) bastante perturbada com essa história toda. Quem quiser pode ler os comentários (a partir de 15/8) no outro post, e ver como primeiro houve desconfianças acerca da doença e eventual morte de Niemi, depois concluiu-se que não existia uma Niemi com aquele nome, depois notou-se que a foto que Niemi usava pertencia a outra pessoa.
O que aconteceu, e eu ainda não havia contado pra ninguém fora essa comentarista, minha mãe, e o maridão (que não está nem um pouco interessado), é que, faz uma semana, recebi um email da Niemi. Calma, não era um email assinado por ela, mas um que veio do email dela, considerando desrespeitoso que duvidassem da sua morte. Estupefata, eu respondi o email na hora, querendo saber por que a pessoa (que não havia se identificado) estava se comunicando comigo por meio do endereço de uma pessoa morta! Ela respondeu: “Lola, desculpa mil perdões, sou a pessoa que ela confiou a senha eu ia te mandar do meu email particular mas acabei mandando do dela. vc por favor me perdoa?” Eu não falei nada mas achei o cúmulo: por que aquela pessoa (que eu nem sabia quem era) estaria usando o email de Niemi?
Só que ontem, depois de ver a certeza dessa comentarista de confiança, eu fui comparar os emails. Certo, eu deveria ter comparado antes, mas tenho essa mania de acreditar nas pessoas, e crer em pessoas agressivas que já chegam com pedras na mão é diferente de crer na comentarista de confiança, que havia se comunicado com ela (ninguém se manifestou dizendo ter conhecido Niemi pessoalmente).  
Analisando outros quatro emails que havia recebido da Niemi em meses recentes, vi que o estilo era o mesmo. Neste que alguém me enviou “sem querer”, uma semana depois de sua morte, e nos de meses anteriores, aparecia o “Lolíssima” (ela não é a única a me chamar assim, mas...), e, principalmente, uma forma estranha de pontuação, incluindo uma vírgula antes do parêntesis –- por exemplo: "lésbica, (lembra que te contei?)" e "deles, (atacando de psicóloga)”. Também passei a achar melodramático demais o “vc me perdoa?” vindo de alguém que tivesse meramente se enganado de email.
Ontem enviei um email para essa suposta pessoa (pelo email normal dela, não pelo de Niemi), que a comentarista de confiança desconfiava quem era, e também desconfiava que poderia ser outro fake de Niemi. Hoje essa pessoa me respondeu, dizendo que Niemi havia deixado a senha com ela porque sua mãe não entendia nada de internet... mas também usando a pontuação errada que eu havia notado nos outros emails.
Então é isso. Depois de todas essas suspeitas, digo que Niemi está viva. Não sei se ela é a Layanne, não sei se toda a história da Finlândia ou da doença era mentira. Por um lado estou muito feliz, lógico, porque não queria que ninguém morresse aos 26 anos. Por outro, sinto-me enganada sem entender porquê. Certo, Niemi sofreu perseguição e ameaças de trolls. Certo, talvez Layanne seja Niemi e, agora que está casando, ela queira começar sem sombras (não é: Layanne nega, e não temos motivos pra duvidar disso). Mas Niemi poderia ter anunciado que estaria deletando seu perfil pra sempre, em vez de dizer que morreu como a pessoa de verdade que todos acreditávamos que fosse. Tudo foi muito desnecessário. Ou pelo menos assim parece pra mim, que sou uma pessoa que se expõe totalmente na internet, que não tem segredos.
Não quero nenhuma caça às bruxas. Não me importo em saber sua identidade real. Niemi deve ter tido seus motivos pra fazer o que fez -– algo que, aliás, não é nada raro na internet (a partir de agora, só acredito na morte de alguém que só conheço pela internet após ver obituário). O que vale, pra mim, é que, com sua identidade de Niemi, ela foi importante pra muita gente. E espero me lembrar dela dessa maneira.

438 comentários:

1 – 200 de 438   Recentes›   Mais recentes»
Gabriel Nantes de Abreu disse...

Nossa!!!

Que viagem isso!Lola se descobrir mais alguma coisa posta aqui por favor, que essa historia ta parecendo conto da Agatha Christie só que nos temos modernos!

Shoujofan disse...

Bem, bem, que história enrolada essa. Como você pontuou, Lola, é sempre bom saber que uma pessoa de 26 anos não morreu e da forma como pensávamos que a Niemi tinha ido. Agora, essa história de fakes, e-mails e tudo mais é muito desrespeitosa, principalmente, porque você, o Anderson e tanta gente que tinha uma ligação emocional maior com a Niemi acreditou e sofreu. Mas, deixa pra lá. Seu post foi muito oportuno. Espero que ninguém passe a ficar neurótico em relação aos amigos feitos na rede por conta disso.

Allice disse...

Hã?

Drica Leal disse...

Eu também prefiro ela viva, mesmo que tudo seja mentira. E se for, também acho que ela teve um motivo muito forte pra inventar isso tudo.

Rob disse...

Num tendi.

Luiza disse...

Deixa eu ver se entendi.

A garota finlandesa não era de lá? E está bem viva e brasileira da silva?

Bom pra ela, mas sacanagem com quem gostava tanto dela e realmente chorou com a suposta morte.

Podemos dar um nome a essa história: A suposta vida e morte de Niemi.

Ana disse...

Hã?[2]

Technomage disse...

Esse tipo de coisa... Nos faz pensar... A vida, as coisas que temos como verdade ou mentira, ou mesmo as dinâmicas desse estranho mundo que se tornou a internet.
Sou do tempo em que a maior rede social era o IRC e ninguém ligava muito para identidade, e um fulano podia se estabelecer como "fulano" por mera conveniência de encontrar conhecidos, mas não era regra. A graça eram os warez. Mas a Internet nos últimos tempos se tornou uma imitação estranha da vida real, uma extensão muitas vezes "deturpada", creio eu.


Ainda assim, é incrível como falhas tão prosaicas sempre desmascaram essas coisas.

Me chama de paranóico, mas quando a uns anos eu costumava construir fakes(que não duravam dois meses), eu costumava efetuar todo um treinamento baseado em emulação de vícios diversos e ao mesmo tempo anulação dos meus. Era divertido por se tratar de uma forma de estudar minha própria natureza.

Anônimo disse...

Off topic Lola,olha que tirinha brilhante!

http://melonshock.tumblr.com/post/29652435613/screw-societys-beauty-standards-do-whatever

@vbfri disse...

Não dei pitaco antes (só falei com a Lola e com o Lord Anderson, via DM no twitter), pq ainda estava meio estupefata.
Sofri - muito - com a morte da Niemi. Mesmo. Chorei desesperadamente. Tive insônia. Passei mal fisicamente. Coisas que não aconteciam comigo desde a morte da minha avó em 2002. Ou seja, sofri como não sofri por morte alguma nos últimos 10 anos. Desde 14 de julho de 2002.
A Niemi foi minha amiga. Conversamos muito pela internet. Duas semanas antes da "morte" dela, ela me contou da história de querer que alguém ficasse com as senhas dela para uma eventualidade. Perguntou se eu o faria. Disse que ficaria honrada.
Ela não falou mais nada e o assunto acabou nisso.
Agora, duas semanas depois da "morte" vem essa descoberta.
Fico feliz que ela (quem quer que seja) esteja viva. Mas fico estupidamente triste por sentir que fui enganada. Sério.
A Niemi era uma pessoa que eu adorava. Mesmo. Uma pessoa que, em pouco tempo de contato, me fez rir com suas tiradas, me fez sentir como se tivesse recebido um presente do cosmos em forma de amiga.
Enfim, gostava bastante dela. Tanto que escrevi sobre a "morte" dela em todos os meus blogs. Todos os 4.
Tudo bem você usar um nome falso. Tudo bem você cansar e resolver deletar um perfil.
Mas não acho tão bacana você fazer com que outras pessoas se preocupem com você, rezem (tem gente que acredita), mandem energias positivas, enfim...
Menos bacana ainda, na minha opinião, é você usar a foto de uma outra pessoa, assumindo aquela identidade.
Sério, se eu fosse a Layanne (também acho que a Layanne e a Niemi não são a mesma pessoa - se a Niemi for o pseudônimo da Layanne... cara, essa menina merece o Oscar) ficaria muito, mas muito revoltada. Provavelmente processaria.
Estou triste,chateada, um pouco com raiva e me sentindo estúpida... Sinto como se tivesse sido traída.
Acho que a "Niemi", quem quer que seja, deveria ter, no mínimo, aberto o jogo com as pessoas que estavam mais próximas.
Fazer um grupo sofrer por uma morte inexistente é crueldade e covardia.
Se a "Niemi", de fato, existiu e faleceu, que a pessoa que está com as senhas entre em contato e forneça o atestado de óbito. Pra Lola. Por desencargo de consciência.

Technomage disse...

Alias, sempre notei, na história da Niemi, umas coincidências... Estranhas. Algo que segundo alguma psique é coincidentemente romantizado demais. E algumas falhas lógicas.

Nada disso vem ao caso, mas... Estou pensativo.

rizk disse...

O que é mais sinistro dessa história é o blog "EU ESTOU ÓOTIMA".

lola aronovich disse...

Sei que tá confuso pra quem não acompanhou os comentários do outro post, em que eu falava da morte de Niemi. Niemi supostamente morreu no dia 10/8, e um post de despedida foi deixado em seu blog no dia 11/8 (ela teria deixado a senha com alguém). Todo mundo ficou triste. Aí, no dia 15/8, o Roberto, que se diz médico, plantou as primeiras dúvidas – disse que a doença parecia esquisita, que havia investigado centros de transplante de fígado, e nenhum nesse perfil e nessa data havia sido realizado. Logo um anônimo citou que não havia ninguém chamado Niemi H longe do mundo dos blogs e twitter (por exemplo, candidato no vestibular ou a vaga de emprego ou autora de artigo acadêmica etc). Depois que o sobrenome com que Niemi assinava era nome de jogadora de futebol finlandesa. Andrea descobriu que a foto que Niemi usava no seu perfil era de outro perfil, de uma tal de Layanne (que ninguém conhecia por aqui e que não parece ter nada a ver com feminismo). Layanne tem um blog chamado EU TÔ ÓTIMA, mas que não é atualizado desde 2010. Ela recomeçou a escrever no seu twitter (nunca havia escrito muito) depois da morte de Niemi. A única coisa em comum entre Niemi e Layanne, além da foto, era que as duas seguiam um mesmo blog, de um Henrique. Henrique apareceu nos comentários para dizer que já tinha trocado alguns comentários com Niemi, mas que não sabia quem era Layanne. A Mariana, e não sei se outros tb, deixaram recados pra Layane, pedindo pra ela se manifestar, e até agora, nada. O que mais eu esqueci? O resto está no post.
Como eu disse, não sei se isso significa que Niemi não era finlandesa, que ela não estava doente (que seu nome não era Niemi H não há dúvida). E existe até a possibilidade (remota a esta altura, na minha opinião) que tudo isso seja um mal-entendido e que Niemi esteja morta.

Lobo Mau disse...

Lolinha, agora vocês nunca mais terão moral para falar mal dos masculinistas porque eles são anônimos. Engula essa.

Mauricio disse...

Bem-vindos à internet!
Ultimamente sigo à máxima: sem presencial, não é real!
Portanto, se a pessoa não está ali, de carne e osso, do seu lado, se você não tem como de fato comprovar sua existência, bata papo, converse, chore, ria e brinque, mas mantenha sempre em mente que aquela pessoa pode simplemente não existir, pode ser outra completamente diferente.
Antigamente o UOL tinha uma propaganda em que um cara dizia um monte de mentiras no bate-papo, e virava para a câmera e dizia: "o legal da internet é que você pode dizer o que quiser".
Desde aquela época, nunca confio 100% nesses contatos virtuais.

lola aronovich disse...

Lobo mau, o que isso tem a ver? Eu sou anônima, por acaso? As comentaristas daqui não são quem dizem ser? Alguém aqui tem um blog ou fórum de ódio, como vcs mascus têm? Ah tá, é a velha história mascu: se uma mulher se casa por dinheiro, isso é um sinal inequívoco que todas as mulheres são golddiggers interesseiras!
Sabia que Niemi pode ter feito tudo isso porque vcs, mascus asquerosos, a estavam ameaçando? Ou os muitos comentários desejando sua morte, quando ela dizia estar doente, e COMEMORANDO a morte dela não existiram?

Technomage disse...

Lola, qual a profissão dessa Layanne?


Agora me ocorreu algos: O nível do pensamento sociológico da Niemi era universitário, porém, dado que cursos de TI são EXTREMAMENTE vocacionais e puxados, é improvável que alguém jovem, especializado em TI, desenvolvesse esse raciocínio.

Outra coisa: Verifica as bandas que a Layanne curte... Finlandesas? Digamos que há - por parte de uns goticistas - um certo "cult" em torno da Finlândia.

lala disse...

Nossa.... que chute no estômago essa história!
Um misto de felicidade (por ela está viva), mas mt mágoa (não que tenha trocada alguma palavra com ela, mas sua morte me sensibilizou mt. Mostrei o post pro meu marido e fiquei chorando nos braços dele um tempo... poxa... ela era do meu ano... tinha só 26... e me parecia ser dessas pessoas que lutavam pra mudar o mundo.)
AFF!!!!

Rachara Caxola disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Technomage disse...

Se as duas conjecturas estiverem corretas (formação humanística e goticismo "ice finlandish from Cania"), é possível que a Niemi fosse um... Projeto.

Uma Feminista de TI, Européia e radicada no Brasil é um conceito interessante.
Goticismo Finlandês é uma bela cereja no topo do bolo.

Rachara Caxola disse...

Technomage, é verdade.. esse pessoal gótico adora as terras nórdicas

Anônimo disse...

...e Fábio e meu nome mesmo, a unica coisa que eu protejo na internet são meus entes queridos, não posto nem foto deles em comunidade sociais, mas eu não dou a minima para a minha, já arrumei encrenca com esquerdistas, feministas, direitistas, separatistas, punks, carecas,skin red's, funkeiros, para mim e um hobby, e não professora, não ligo que delete meus coments, não sei se notou, mas eu escrevo e para você, a chatice faz parte do meu charme kkkk.

ainda bem que a garotinha ta bem e vai casar, deve ter deixado para lá essas bobagens sexistas separatistas, que seja feliz.

Ana Carolina disse...

Lola, só uma coisa que tava pensando enquanto lia os comentários do outro tópico: não acha coincidência que a Niemi tenha morrido (claro, partindo da hipótese que a pessoa por trás da Niemi está viva e tudo se corresponde) justamente quando seu livro começou a bombar?

E que ia pegar mal pra ela, como comentarista e amiga, não comprar e para comprar ela precisaria depositar dinheiro numa conta e fornecer um endereço para recebê-lo?

E que isso de certa forma poderia desmascará-la como fake?

Até pq câncer é uma doença que pode se arrastar por anos antes de melhorar ou piorar...

E essa história me choca porque já vi mais de um caso de pessoas legais e queridas que "morreram" na internet e foram desmascaradas.

Technomage disse...

Maurício,


Concordo contigo. Essa foi uma das razões as quais eu larguei o "mainstream" da Internet. Ando curtindo bastante os Chans(onde por via de regra, todos são estritamente anônimos), e também tenho um semi-fake no Orkut o qual participo de uns foros.

Um lema nos Chans é "Somente idiotas levam o /b/ a sério", ultimamente parece lógico estender esse conceito para quase toda a Internet.

Dayane disse...

A Layane me respondeu. Ela pareceu bem desinteressada no assunto, disse apenas que não conhecia e nem tinha idéia de quem estava usando suas fotos. Achei estranho, pq se alguém usasse as minhas eu ia querer processar, fazer um escandalo!

Dayane disse...

Bem, eu não sei muito bem o que pensar...Eu ficaria muito feliz se Niemi voltasse e esclarecesse essa história toda. Eu a perdoaria, mas gostaria de entender o que houve.
Mas isso é muito bom para ficarmos (na verdade, eu) de olhos mais abertos com a internet mesmo.

Dayane disse...

Ah Lola, outra coisa muito estranha: A Finlandia é um dos países mais desenvolvidos que existem! Lá foi eleito o melhor país para mulheres viverem. Eu sempre me perguntava PQ DIABOS a Niemi se mudou pra cá!

Anônimo disse...

Roberto e o IRON BALLS, e um hacker masculinista, ele usou dezenas de nomes e anonimatos para desvendar esta falsa morte, com intuito de ganhar moral, e depois se criar no seu blog, com intenção de ussa-lo para prejudicar seus desafetos, o movimento masculinista entrou numa guerra particular desde o fechamento do RF, e muitos desentendimentos estão ocorrendo nas comunidades e foruns, de um lado os alinhados com o Barão Kageyama, do outro os desgarados do Terramel/doutrinador.

estou começando a crer que você não manja nada mesmo de internet Lola( nem a pau rsrs, malandrinha)

Barbie Furtado disse...

Acho que a vírgula antes do parênteses diz tudo. É absolutamente impressionante o quanto você conhece sobre uma pessoa (e como você reconhece uma pessoa) pela forma que ela escreve.

Mas, enfim, esse não era meu comentário. Comento aqui como uma pessoa bem real, que a Lola conhece, aliás, porque estudo na universidade que ela trabalha, mas faço parte de um chat e lá tenho um "fake". Na verdade, nem foi minha intenção, mas sempre que vou num lugar novo, entro com um nome que não é meu pra ver como é o ambiente.

Enfim, geralmente eu vou, dou uma olhada, e se eu gostar, saio e volto como eu mesma, ou então não volto mais. Só que nesse chat, eles guardam seu endereço de IP, e você não pode mudar o nome. Então, eu fiquei "presa" com o nome e a história fake que eu tinha criado pra testar.

Até agora, eu contei a verdade para duas pessoas, que sabem quem eu sou, tem as minhas redes sociais, e se acontecesse alguma coisa comigo saberiam. Mas, tipo, eu fico às vezes meses sem ir lá, e eu tenho "amigos" que se preocupam. Já chegaram pra mim e falaram que achavam que eu tinha morrido o_O

Assim, às vezes é até legal, saber que eu não tenho que ser EU. E, quando eu contei pra minha amiga, que era minha melhor amiga lá, ela entendeu numa boa, falou que o que importava era como a gente conversava, e as coisas que a gente falava.

Não sei porque a Niemi fez isso, e eu entendo porque alguém possa fazer. Às vezes a gente comenta como anônimo aqui. Mas tem uma grande diferença entre comentar anônimo, dar as opiniões, e até criar uma persona, e dar um show de "attention seeking".

Mas, enfim. O importante é que ela esteja bem. Tipo, bem mesmo. Física e mentalmente. Se EU fosse ela, eu viria aqui, e falaria logo tudo! Vai ter gente que vai ficar P da vida, e vai ter gente que vai entender.

Sei lá!

:)

Drica Leal disse...

Niemi, se isso for verdade e você estiver bem, não vou ficar com raiva de você. Aquela notícia da sua "morte" foi tão triste que ficarei feliz só de saber que você está bem...

Drica Leal disse...

Ai, gente, será que a gente não tá procurando pelo em ovo, sei lá, ficou todo mundo atônito cm a morte dela, a gente pode estar se apegando a qualquer coisa pela vontade de que tudo isso seja um engano, mesmo que pra isso ela tenha que ter mentido pra nós.

Não sei, muita coisa pra pensar, que agonia!

Technomage disse...

Anônimo das 23:30

Sabe, admiro essa obstinação e competência de alguns masculinistas. No tempo que eu fui, uma das principais razões foi admirar esse "profissionalismo" nos atos.

A maior falha é que no fim o Masculinismo(ao menos o Brasileiro) se resume a romantizações das décadas passadas, vitimismo disfarçado de virilidade e alguma cultuação a uns livros cujo o próprio prefácio diz se tratar de "uma hipótese feita para preencher lacuna literária".

Por fim, se formos analisar o argumento de algumas feministas, é plausível que o que realmente provoque mal aos homens seja o Machismo.
Perceba que muitas mulheres tem tudo de mão dada não pelo "bucetismo", mas porque há a cultura de que o homem é o guerreiro e a mulher a donzela indefesa.
Ou há também um feminismo latino deturpado(Marianismo) que provoca fenômenos como pais porém a filha para estudar nas melhores escolas e pôr os homens para trabalharem desde cedo sem estudar.... Homens tem de chegar nas mulheres ao mesmo tempo que as mesmas relatam serem mal vistas quando chegam, etc..

@vbfri disse...

Então, de curiosidade, fui ver o perfil da Layanne no facebook. Ela escreveu lá, por volta das 23h, que estava com raiva por terem roubado a foto dela e que ela deve ser muito bonita, mesmo, para terem feito isso.
Só.
E continuo me sentindo como se tivessem me dado um soco no estômago.
Como a Barbie Furtado, eu tenho um pseudônimo na internet. Meu twitter, meu email particular, o resto tudo eu uso meu nome verdadeiro... Para uma coisa ou outra é que eu uso o outro perfil... E sempre, sempre, que alguém se aproxima no outro perfil, passo os meus dados corretos.
Gostaria só que me tratassem com a mesma cortesia.

Aline disse...


Technomage,
Eu sou feminista, de TI, formada e sempre estudei muito sociologia, politica e outras coisas por conta.,não acho que uma coisa exclua a outra.
Com relação ao restante da história, tudo é possível....

Aline

Anônimo disse...

Quero crer que aquele troll que comemorou a morte da Niemi no blog dela também não seja mais uma fantasia nessa mentira toda. Pra quem inventou toda essa estoria não é de admirar se tb fizesse isso para causar maior comoção. Só ela pode explicar o motivo dessa farsa toda.

leara disse...

assistam catfish.

Technomage disse...

Aline,

Eu disse improvável, não impossível. Repare que os elementos expostos se consistem em algo análogo a um produto de probabilidades menores 1.

Ainda - sempre achei - feminista de ti européia radicada no brasil gótica finlandesa algo... Forçado. Não impossível, mas que pesa um bocado quando se quer julgar a veracidade.

Anônimo disse...

E a comentarista q visitou no hospital? A Lola disse q isso tinha acontecido...
Para mim tb não é a primeira vez q vejo fake beeeem montado na internet. Chato, mas as pessoas fazem isso para se divertir às custas dos outros.
Luciana

Lilian Soares do Nascimento disse...

Que coisa doentia. os meus sentimentos para quem acreditou e se comoveu (meu caso) e sofreu com a estória - se for mesmo apenas uma estória. E fica a lição.

Para quem quiser buscar um laço um pouco maior... Faça um contato via skype, com cam e tudo... porque olha... que coisa absurda.

Ártemis disse...

Não rolou ler tudo que tô de saída.

Mas tb sou de IT. E 'tamos aqui rs

Ana Claudia disse...

Olha, Lola... Eu não comentei nada no post da morte dela, porque já havia muitas pessoas falando sobre um mesmo sentimento de tristeza. Eu sempre lia os comentários dela e os achava super pertinente. Mas depois eu reli o seu post, no mesmo dia, e achei estranha a história do tranplante. Eu não sabia ao certo quanto tempo durou tudo, mas achei todos os eventos rápidos demais, ainda mais considerando o tempo que leva para conseguir o transplante. Bom, mas no fim fico feliz que, seja lá quem for, ela esteja bem. Motivo, deve ter havido algum para ela ter feito isso, não é mesmo...?

Shey disse...

Uma pena mesmo, mas pelo menos acho que ninguém morreu.

Como o Technomage, meu irmão acredita que "Niemi" seja um projeto...estou inclinada a concordar.

Se a "Niemi", de fato, existiu e faleceu, que a pessoa que está com as senhas entre em contato e forneça o atestado de óbito. Pra Lola. Por desencargo de consciência. [2]

lola aronovich disse...

Pessoal, a Layanne me enviou este email faz meia hora, que publico com sua autorização:

" Boa noite,

Bom, fui procurada por duas pessoas (Mariana Gusmão e Dayane) no facebook para esclarecer a morte de Niemi. Desde já adianto que não sou eu, e não tenho qualquer envolvimento com isso.

Vi que no post do seu blog há duas fotos (supostamente) dela, a primeira, em não mostra o rosto direito (uma menina de preto, com oculos de armação leve e magra) e a última, que é a minha foto, aparece bem o meu rosto e eu estou usando óculos de armação preta e sou gorda. É uma foto antiga, creio que de 2007 ou 2008. Então o que podemos concluir é que alguém está (estava) utilizando minha foto indevidamente.

Fiquei bastante surpresa e chateada com isso, pois utilizaram minha imagem para criar um perfil fake (bom, se é fake ou não, eu também não sei dizer) e sair espalhando idéias que não condizem com as minhas.

Peço desculpas por não ter respondido antes a mensagem que me deixaram no facebook, como vocês já devem saber, estou prestes a me casar e os preparativos estão tomando todo meu tempo, além do mais, geralemente eu utilizo o face pelo celular, só para postar, e só tomei ciência de todo o acontecido hoje, através da minha irmã, que foi contatada pelo facebook.

Sinto muito pela dor que vocês devem estar sentindo, e que a verdade prevaleça!

Atenciosamente,
Layanne "

Layanne e Luciano disse...

Eu não estou desinetessada do assunto. Fiquei realmente muito chateda com isso, com toda essa história maluca, com o roubo da minha foto...
mas enfim, perguntaram acima qual era minha profissão, posso dizer que quase advogada (ainda me falta a OAB), e como eu sei quão desgatante é um processo judicial, que pode se estender durante anos e acabar não dando em nada (sem falar que o judiciário já está mais do que afogado de processos, me sinto satisfeita em ter a oportunidade de esclarecer a verdade a vocês.

Anônimo disse...

Para comprar o livro da Lola ela tinha que dar um endereço. Tem tb a foto com o exemplar que todos os leitores que compraram postam aqui. Acho o segundo motivo mais complicado para um fake. O endereço para receber o livro ela até podia dar de outra pessoa. Pra fazer depósito tb não precisa comprovar identidade. Mas fazer a foto fake já seria mais complicado. Mesmo se fosse a propria Layanne, ela precisava estar com a aparência abatida pq dizia que tratava um cancer.

Rose disse...

Isso parece um pesadelo,eu chorei muito qndo soube, fiquei arrasada. Fake ou não, eu perdi uma amiga (ainda q virtual) com a qual dividia angustias, tristezas e alegrias.Por que ela fez isso eu não sei, não importa agora. O fato é que eu não estou menos triste, apesar de mais aliviada por saber q ñ teve essa doença horrível.É como perder duas vezes a mesma pessoa.
Enfim, não sei o que dizer, estou magoada, me sentindo meio idiota. Mas fazer o que?

Layanne e Luciano disse...

eu não estou desinteressada, fiquei sim muito surpresa e chateda com toda essa situação e essas histórias malucas... alguém perguntou qual era minha profissão - posso dizer que quase advogada (ainda me falta a OAB) - enfim, como eu sei o quão desgastante é um processo judicial, que pode durar anos e acabar não dando em nada, me sinto satisfeita em ter a oportuniade de esclarecer a verdade a vocês. A foto é minha, não sei quem é Niemi, não sei se ela é fake ou não, se está viva ou não... mas estava utilizando minha foto.

lola aronovich disse...

Ô gente, esse negócio do livro, aí vcs já estão viajando, né? Duvido que alguém vai se matar na internet pra não ter que comprar emu livro! Aqui tem vários leitores fiéis e antigos que não compraram meu livro nem deram satisfação, e nem por isso eu vou ficar brava com vc, LORD ANDERSON! (entre outros). Sério, gente, o blog tem mais de 4 mil seguidores, o twitter mais de 9 mil, e eu só vendi uns 140 exemplares até agora, então calculem. Era só a Niemi não falar no livro que pronto, não precisava comprar o livro (mas todos vcs não vão se safar tão fácil assim). Além do mais, daria pra dizer que depositou de outra conta. E é bem pouca gente que manda foto com o livro pra publicar. Não é nenhuma obrigação fazer isso!
Creio que a Niemi tinha outras razões mais sólidas pra inventar utdo isso. Mas sabemos que ela está fazendo isso faz tempo, já que faz quanto tempo que ela pegou a foto da Layanne? Uns dois anos?
(E Layanne, agradeço por não pensar em processar a Niemi. Acho que realmente não precisamos ir tão longe. Não quero punição, só um esclarecimento, se possível).

Barbie Furtado disse...

Sem contar que ninguém sabe quem é Niemi. Quem ela ia processar?

Technomage disse...

Bem, ao que tudo aparente, Niemi foi realmente um projeto, e por alguma razão foi abruptamente interrompido. Minha teoria é que o autor do projeto ficou de saco cheio.


Fim.


Faz mas um post sobre os mascus que todo mundo esquece isso ^_^

Iara De Dupont disse...

Sempre fui desencanada com a internet,mas uns 7 anos atrás,estava em um grupo de teatro e frequentava a mesma comunidade que eles no Orkut.De repente entrou alguém anonimo e começou a barbarizar por lá.Outro amigo,que tinha sido meu professor disse que era um perfil fake que eu tinha criado,que ele viu pelo número do computador,uma coisa,até hoje não sei como é.Quem me conhece sabe que só sei abrir meu email,não sei criar perfis falsos,mas aquilo correu como polvóra e levou a minha saída do grupo e da comunidade.Então entendi que temos dois mundos,o virtual e o real,aprendi a não confiar em ninguém e nada do que for dito virtualmente e percebi que as pessoas tem a tendencia a pegar o que acontece na internet como se fosse real,ou seja,parece que se está ali é verdade,ninguém vai atrás do que realmente aconteceu,ninguém se pergunta.
Anos depois descobri que tinha sido uma pessoa do grupo,ele mesmo me disse,dando risada,que foi uma brincadeira que saiu do controle,nunca imaginou que todos iam me odiar tanto,vi outra face da internet, a irresponsabilidade sobre o que as pessoas escrevem e provocam.
Sempre tem crimes aparecendo ligados a Facebook e páginas virtuais,porque as pessoas criaram mesmo essa ideia de territorio sem lei.
É bom usar internet,mas não criar apegos a situações ou pessoas,porque não temos como saber com quem estamos lidando,isso já impossível na vida real,imagine aqui..

Anônimo disse...

Bem que achava estranho pacas aquela menina da foto ser finlandesa. Depois falaram que ela era neta de indio mas mesmo assim, tinha alguma coisa estranha. Sem falar na destreza com o português a ponto de se gabar de escrever melhor que muito brasileiro. Pra quem fala uma lingua diferente como Finlandes aprender tão rapido o Portugues vindo pra ca adolescente tinha que ser muito hábil. Só assim a gente ve o quanto acredita facil em tudo que le na internet. Pior, se apega a pessoas que nem sabe se são verdadeiras.
É mais fácil tolerar gente que faz isso porque é sozinho na vida real ou porque tem problemas ou pq sofre de alguma maneira. O que assusta é que pode ser uma brincadeira de mau gosto. Coisa de psicopata.

Deize disse...

Technomage ou outra pessoa, poderia explicar exatamente o que é um "projeto"? E por que alguém faria isso?

Doideira, isso tudo.

Carol disse...

Gente... e a tal pessoa que foi visitar a Niemi no hospital?

Anônimo disse...

A fixação da personagem pela Finlândia pode ser explicada pelo estilo de musica que gostava. Ou pela sua admiração pelo piloto de f1 Mika Hakkinen. Sobre os agradecimentos a tal familia Virtanen no twitter pesquisem e vao descobrir que Virtanen tb é sobrenome de um jogador de futebol finlandes alem de ser o sobrenome mais comum na Finlandia.

Anônimo disse...

A Shoujofan disse lá em cima que não é pra ninguém ficar paranoico com os amigos da internet a partir de agora. Pra mim isso é impossível! Eu não sabia que esse tipo de coisa existia.. estou assustadíssima. Principalmente por que veio de uma pessoa que demonstrava inteligência e bom senso, não era um(a)
idiota qualquer. (mas eu sempre achei muito exótico, finlandesa da terra do papai noel, veio pro Brasil sozinha e escrevia português perfeitamente - não cometia erros nem com concordância de gênero! - mas eu justificava pra mim mesma dizendo que era pq ela era muito inteligente).
O que o anônimo das 23:30 falou também é muito bizarro. Se ele estiver falando do Roberto Lima que comentou no outro post - o médico - reparem no perfil que ele nos deu: médico que já tem netos, trabalha num hospital importante, frequenta a internet há mais de 20 anos(!). E tem bastante tempo livre, né? Talvez ele seja a "Niemi". Não duvido de mais nada.

ps: ia comentar com meu perfil do google mas desisti. To com medo desse povo aí.

Anônimo disse...

Acho que a coitada só criou essa conta para comentar aqui e a persona dela acabou indo longe demais. Ela pode estar com vergonha dessa história de ter dito que é finlandesa e ser apenas uma reles brasileira. Que coisa, heim!

Agora: ENCOTREM A NIEMI!!

http://i.imgur.com/rk4jg.jpg

Anônimo disse...

Gostei da postagem, ficou bem esclarecedor.

Não acredito que ela volte, nem em forma de outra pessoa para esclarecer que Niemi morreu ou não morreu. Para o mundo internético, ela morreu, sendo um personagem ou uma pessoa real.

Sobre pedir certidão de óbito: se minha irmã fosse assídua na internet, ainda que por meio de um pseudônimo e uma foto falsa, e morresse de verdade, eu jamais enviaria qualquer documento pra quem quer que seja. Não importa quão próxima a pessoa fosse dela pela internet. Tudo tem limite. Então ainda que a pessoa por trás da Niemi tenha morrido mesmo, acho que jamais saberemos.

Luci

Anônimo disse...

Para mim, eu acho que a Niemi, suas opiniões eram todas reais (é muito difícil, acho, inventar ser crítica e feminista). Porém, acho que há um lado de distúrbio nessas pessoas que se matam na net tb.

Há um divisor de águas entre criar perfil fake e inventar sua própria morte (seria ingênuo acharmos que a pessoa não estva interessada nas reações da pessoas após sua "morte") para mim.
Aqui deve ter um monte de gente q nunca mais comentou, há inúmeros blogs que foram parando de ser postado. Se um desses for fake, creio que ninguém se magou. Inventar a morte para mim é o que suepreende.
Eu não tenho esse nome (vivi), mas não invento que sou tb, sei lá, holandesa, etc etc..

Loucura e surreal.
(vivi)


Anônimo disse...

Lola, não entendi..vc acha que a Nimi e a Layanne são a mesma pessoa ou não?
("se era difícil crer que ela e Niemi fossem a mesma pessoa, por não terem nada em comum, agora, com essa conexão gótica, a ligação fica mais forte")

E tem outra pessoa que comenta aqui que é a fake de Niemi tb? É isso?

Beijos
(vivi)

Anônimo disse...

Mas ela começou a falar dessa suposta doença no ano passado !!!
Será que ela já estava pensando em matar o perfil desde akela época?
Claro que é bem melhor saber que a pessoa não morreu mas...então ela parece ter um desvio de personalidade sério...
Seilá,é a minha opinião.
Bia

Grão da Noite disse...

Vai ver Niemi se identifica tanto com seus avatares virtuais que, pra ela, deletar um perfil é o mesmo que morrer. Eu sou da última geração que nasceu antes do "boom" da internet (tenho 35 anos; quando a internet se popularizou, tendo inclusive chegado a minha casa, eu já estava com 18 anos). Já li não sei onde que quem é um nativo tecnológico vê as redes sociais como extensões de si mesmos. Por isso faz questão de postar fotos até quando está no banheiro fazendo self-service. E pra eles não postar no Face Book as fotos de uma viagem é o mesmo que não ter viajado. Enfim, talvez Niemi tenha precisado de todo esse rito de passagem pra convencer a si mesma que uma parte de si estava deixando de existir. Eu, uma criatura graças a Deus pré-internética, tenho certa dificuldade pra entender essas coisas. Tenho plena noção de que eu e meu perfil somos objetos diferentes e que, se eu deletar meu perfil, nada vai acontecer comigo. Mas para as pessoas que confundem criador e criatura as coisas são diferentes.

Anônimo disse...

Nossa, eu nem conhecia a tal Niemi, mas fiquei tão triste com toda a história e agora isso! Será que um dia saberemos a verdade?

Sara disse...

Bom Lola se existe alguma coisa boa nessa história é que essa duvida e confusão toda, pelo menos distraiu a dor que representou, a morte prematura de uma pessoa a qual eu me afeiçoei muito, só por ler seus pensamentos (ou que el@ transmitia).
A única coisa que me causa preocupação é se houver alguma realidade nesse verdadeiro enredo de filme, e a familia da Niemi se sentir desrespeitada.

Anônimo disse...

Tá parecendo história policial mesmo.

De qualquer forma, acho que quando a pessoa que te mandou o email dizendo me perdoa, ela queria dizer: me perdoa por ter inventado tudo isso e causado essa confusão.

Nunca tinha ido ao blog da Niemi antes da "morte" dela e achei estranho o fato dela saber muito bem o português sendo que finlandês é muito diferente e até palavras e expressões pouco utilizadas ela sabia...

Agora, se ela inventou ou não todo esse personagem eu não sei, só sei que ela não morreu.

carolinapaiva disse...

É tudo muito bizarro mesmo. Talvez ela (ou ele) estivesse interessado em saber a reação das pessoas.
Sobre o Roberto, também acho estranho ele ter começado com as dúvidas, pois acho que ninguém mas estaria interessado o suficiente para investigar sua morte. Pode ser outro fake da mesma pessoa, querendo movimentar a galera aqui.

Mihaelo disse...

Buenas, bem antes do surgimento da internet Fernando Pessoa já criava outros "escritores" com vida própria.Os heterônimos, os mais conhecidos Álvaro de Campos,Ricardo Reis e Alberto Caeiro.Um deles até "viveu" no Brasil.

Mariana. disse...

gente, antes de ler todos os comentários, quero dizer que a Layanne respondeu minha mensagem que mande pelo facebook. mandei para a irmã dela tbm e olha só a resposta:

da layanne:

Olá, desculpe não ter respondido antes, pois simplesmente não vi sua mensagem (geralmente eu uso o face no celular, só para postar), minha irmã acabou de me contar sobre isso. Bom, eu não faço idéia de quem seja essa pessoa, nem se ela realmente existe, a única certeza que tenho e de que não sou eu. Já criei vários blogs, flog, e um monte de perfis em redes sociais, mas sempre utilizando minha real identidade, não tenho porque fazer fake.

Agradeço por informar que minhas fotos estão sendo utilizadas indevidamente, tomarei as medidas judiciais cabíveis o mais breve possível.

Bom, pesquisei agora o nome que você informou, e realmente, a foto é minha, é uma foto bem antiga, mas é minha.
Gostaria de pedir um favor, informe às pessoas que a conhecem que aquela foto é minha, não dela!

da irmã da layanne, ludymilla:

Boa noite Mariana, olha, acabei de conversar com a minha irmã e até essa mensagem nós não conhecíamos a história da Niemi, nem nunca ouvimos falar dela.
Ela certamente vai te responder agora, mas se ela existiu de fato, não foi pelas mãos da minha irmã, isso te garanto.


ainda n respondi a nenhuma das duas.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Se for isso mesmo é muita irresponsabilidade e crueldade brincar com uma coisa tão séria. Pessoas que estavam acostumadas a dialogar com ela se compadeceram com a notícia.
Quer deletar o perfil, deleta, mas sem palhaçada, sem melodrama, sem mentiras, sem metáforas idiotas.
Foi por coisas assim que deletei meu perfil do orkut. Conheci muita gente boa na época (se bem, que sempre fica uma dúvida se aquilo lá é a pessoa de verdade ou um personagem que ela criou), mas também conheci gente que se aproveitava de ter criado um personagem para fazer e dizer coisas lamentáveis, já que não sofreria as consequências da vida real.

Liana hc disse...

Carol, a pessoa que a Lola achou que tinha visitado a Niemi no hospital sou eu. Mas isso foi só um mal entendido, eu não a conheci pessoalmente.

-

Francamente, eu vou continuar não pesquisando identidade real das pessoas com as quais converso na internet. No final das contas, a maioria das pessoas das quais me aproximo são bacanas e me acrescentam. Eventualmente histórias estranhas surgem, faz parte. Os cuidados que eu acho que devo tomar, eu já tomo, e isso é com qualquer um. Não vejo necessidade de mudar isso. Também relembrei o tempo em que eu lia Agatha Christie, então achei tudo isso curioso.

Aline disse...

Pessoal, existem maneiras de se descobrir quem é uma pessoa através de seu endereço IP e outras coisas e as pessoas que trabalham com TI conseguem fazer isso. As vezes demora um tempinho, mas dá pra fazer. Acho complicado ficar procurando uma pessoa assim. Pensem bem: Mesmo que ela não tenha morrido, deve ter tido um motivo para matar seu personagem. É triste? É. É revoltante as vezes? É.
Mas vale a pena gastar tempo procurando alguém que não quer ser encontrado?
Por mensagens de email por exemplo dá pra achar de onde o email foi mandado, dá pra fazer isso com posts em blogs, ou comentários e a partir do IP achar o local onde a pessoa está geograficamente(como o google faz) e mais alguns detalhes.

Não sei o que realmente aconteceu com a Nieme, mas se ela quiser voltar a aparecer, provavelmente será sob outro nome.

bjs

Aline

Mariana. disse...

bom, eu não tenho mais motivos para duvidar da layanne e da irmã dela, sinceramente.

acho que ela realmente não sabia da niemi.

me pego pensando que, se tanta gente achava esquisita a história de vida da niemi, é uma pena que ninguém tenha 'investigado' pelo menos suas fotos antes... saberíamos que pelo menos ela não tinha o rosto da layanne.

enfim. acho que o roberto merece um pedido de desculpas, e a layanne tbm. :)

é isso. que história hein?

Aline disse...

Ah... e eu sei que alguém comentou sobre o "adeus e obrigada pelos peixes" que tem haver com a série de livros o Guia do mochileiro das galáxias, que foi traduzido em trocentas línguas... Eu adoro essa série de livros, como a Maioria das pessoas de TI que eu conheço...

Aline

Anônimo disse...

...a mascara do palhaço não serve apenas para me proteger, mas também para me reinventar...somos todos diferentes por trás dos olhos...

Augusto disse...

Ué, se ela morreu, alguém tem de ter alguma prova.

Roberto Lima disse...

Bom, em primeiro lugar, quero ressaltar o fato de que eu sou médico mesmo e não sou fake de ninguém. . E foi apenas porser um médico experiente que percebi essa farsa, porque a "história médica" do fake Niemi estava cheia de erros. Felizmente, agora a maioria sabe que quem criou aquele perfil está viv@ e bem. E provavelmente com um certo remorso por ter enganado tantas pessoas que acreditavam que ela era uma amiga de verdade.
Eu mesmo tive um grande problema há uns quinze anos. Era o tempo do IRC e MIRC , não lembro qual dos dois era usado no Macintosh. Minha filha, então menor de idade, foi enganada por um fake de outro Estado, e , para encurtar a história, consegui pegar um avião e chegar em uma cidade de Santa Catarina ,a tempo de parar o ônibus que ela havia tomado , no meio do trajeto. Puro milagre, para quem acredita. Desde então, eu sempre desconfio de qualquer perfil que fica tentando se aproximar sem qualquer identificação, e também me resguardo e à minha família. Ainda há alguns "poréns" nessa história da "Niemi", poderia simplesmente ser deixado pra lá, como se diz.E a relação gótico/Finlândia?
Timo Tolkki e Stratovarius,banda finlandesa que tem uma enorme legião de fãs aqui no Brasil.Tarja Turunen e Nightwish , idem.
É estranho que a Layanne tenha reconhecido apenas uma das fotos que apareciam no perfil da "Niemi", porque a outra foto também é dela, ela aparece com a mesma roupa em uma posição diferente no seu "flogão gótico". Então, ainda há pontos que estão em aberto. MAs , uma vez que a "Niemi" pediu perdão à Lola, mesmo que indiretamente, talvez seja bom dar tempo ao tempo. De repente, a "Niemi" aparece para esclarecer as coisas, ou manda um e-mail às amigas que ela enganou pedindo desculpas.

Aninha disse...

Nossa, coitada da Layanne, deve ser muito chato alguém roubar a sua foto, falar um monte de coisas na internet e depois o pessoal vir buscar satisfações contigo!

Você está nos enganando também, Lola? É tudo mentira, né? Nesse mundo de teorias da conspiração, você poderia na verdade ser o maridão, que fantasiou uma mulher apaixonada por ele e vive essa vida dupla! Aha, descobri!!!

Anônimo disse...

@Mariana
Ao mesmo tempo que a história tinha furos a personagem era cativante e prestativa. Pode ser que por gostarem bastante da Niemi tenham se deixado enganar por tanto tempo. Ela soube ser envolvente. Mas eu acredito que foi ela que saiu perdendo nessa estória. O pessoal daqui perdeu tempo lamentando uma falsa morte. Já a pessoa por trás da Niemi perdeu diversas amizades e a admiração de tantos.

Anônimo disse...

Que horror de história. Se Niemi vive, se por acaso lê esses comentários, por favor, que busque ajuda! Inventar sua própria morte - seja lá com que intuito - não me parece atitude de quem está bem consigo. Não acho que tenha sido apenas má fé ou vontade de saber a reação dos outros. Essa pessoa pode ter problemas de aceitação sérios, forjando uma doença barra pesada pra se sentir mais querida e mais amada. E fazendo isso ela desrespeita quem sofreu por ela e quem realmente sofre de câncer, pois não há atenção no mundo que compense a carga que a doença traz. Ela também pode ter uma fixação pelo trágico... De qualquer forma, não acho que uma pessoa que esteja em paz consigo faça isso...

Teresa

Roberto Lima disse...

Mais uma coisa que eu aprendi em todos esses anos ( há mais de vinte anos que eu navego na Internet) : um fake com uma história dessas sempre está acompanhado de outros fakes ( criados obviamente pela mesma pessoa) . Esses outros perfis vão aumentar a credibilidade do "principal", elogiando seus comentários, ou duvidando deles, para criar mais interesse e aumentar a simpatia por essa "pessoa". Quantos fakes de apoio a "Niemi" tinha ? Quantos ainda estão postando neste blog , ainda aproveitando as emoções que foram desencadeadas com esta história toda? Já que a coisa toda tem um fundo gótico, é bom lembrar o que alguns chamam de "vampirismo psíquico", onde os tais seres das trevas se alimentam da energia desencadeada pelas emoções das pessoas, e quando conseguem seu intento, deixam as vítimas esgotadas, com sensação de extremo cansaço, e mesmo entram em depressão.

Anônimo disse...

Desculpe, Dr. Roberto, o senhor é de Curitiba ou de São Paulo?

Marina disse...

Eu leio o seu blog eventualmente, não estou por dentro das conversas nos comentários, não sei quem comenta sempre, enfim, elio eventualmente e só de uns dias pra cá estou lendo algumas coisas do arquivos. Como alguém que não sabe quase nada sobre o que vocês estão falando mnas leu os comentarios desse post e o seu post falando sobre a morte dela (tudo hoje, agora), sabe o que me passa pela cabeça? Que a pessoa é real, que tem mesmo todas aquelas opiniões, que talvez estivesse sendo ameaçada e não tenha segurado a onda e aí "matou" o fake que tinha criado por medo de alguém ir atrás dela. Você comentou que a mãe dela estava preocupada com ameaças que ela vinha recebendo e que queria que ela ficasse um tempo longe da net.

Sobre fakes, às vezes tenho opiniões contraditórias. Eu realmente admiro pessoas como você que se expõem, se colocam completamente em evidência, inclusive usando uma foto que torna bem fácil te reconhecer, etc. mas eu mesma não encontro tanta coragem em mim, sabe? Eu tenho blog, falo de vários aspectos da minha vida pessoal no meu blog, mas tem muitas coisas que não falo (e acho que dá pros leitores notarem que tenho limites bem claros e que não os ultrapasso). Talvez um dia eu mude de ideia e resolva expor mais a minha vida, mas acho difícil (se bem que tanta coisa muda, a gente muda.... vai que acontece?). Bem, acho possível que uma mulher jovem de 20 e poucos anos tenha criado um fake baseado em coisas que ela adora (cultura góitca, finlândia, etc.) mas que as opiniões expostas aqui fossem reais. Acho bem possível sim que ela tenha "matado" o fake porque se viu numa situação que já tinha ido longe demais e porque estava sendo ameaçada. Não acho que eu teria sangue frio para fazer isso sem escrever pra você dizendo algo como "Olha, estou sendo ameaçada, não tô segurando a onda mas vou falar que morri de câncer" mas, por outro lado, talvez ela tenha morrido de vergonha de fazer isso porque aí teria que expôr que é fake e tal.

Agora, leve em conta que eu tendo a pensar o melhor do ser humano. De uns anos pra cá estou começando a constatar como as pessoas agem de má fé e talvez eu seja mesmo muito ingênua. Como eu mesma já comentei em blogs usando nicks aleatórios inventados na hora pra não me expor(embora nunca tenha construído um fake)eu consigo entender que nem todo mundo encara a net como um lugar em que deseja se mostrar completamente. Em suma, tem gente que existe da mesma forma na vida real e na net (como você), tem gente que existe na net de uma forma mais reservada porém usando a mesma identidade do mundo real (tento fazer isso) e tem gente que entende a net como um espaço onde vale de tudo. Acho que isso daria uma tese de mestrado ou doutorado excelente e talvez um dia eu me anime a escrevê-la (sou da área psi).

Enfim, como cheguei aqui com o "bonde andando", por favor entenda as limitações que a minha lógica deve ter, ok? Acho que, como você, tendo a acreditar nas pessoas e por isso esse post me tocou tanto a ponto de eu escrever um moooonte. Por favor, releve os erros no meu comentário, tô suuper sem preguiça de revisar tudo!).

Marina

Anônimo disse...

O que é TI?

Bruxinha disse...

Que coisa! Nem em dia de mt inspiração eu conseguiria imaginar uma conspiração dessas! Afffffff a única coisa q eu achava estranho na historia era a nacionalidade finlandesa pra quem se expressava tao bem em portugues....fora isso, nada! Os comentários eram pertinentes! Agora me lembro de ter me espantado de Arnold e Fábio serem o mesmo trole. Isso a Lola confirmou e eu fiquei assustada, pq os discursos eram um pouco diferentes. O Arnold era um trole mais violento, agressivo.... Caramba! Agora essa com o "fogo amigo"!
Lembro tb que duvidaram da idoneidade do Lord Anderson....e agora? Kkkkkkk parafraseando nossos inimiguinhos mascus, será que estamos na Matrix dessa caixa de comments?

Becx disse...

E outra estórias assim São tão comuns... Tinha uma menina que trabalhava comigo, com as estórias mais espetaculares.... Um dia ela contou uma estória a mais do que deveria e foi descoberta.... Decepção geral. Magina, até alguém sacar, ela era a ultima batatinha do pacote.... Super inteligente, super criativa, super viajada ( oque realmente ela era mesmo, nós só não sabíamos em qual sentido ), adorava atenção, enfim....

Anônimo disse...

Me pergunto como alguém pode estar navegando há mais de 20 anos na internet se ela só foi aberta no Brasil ao grande público em 1995?!

No final de 94, a Embratel iniciou seu serviço de acesso à Internet em caráter experimental. Cinco mil usuários foram escolhidos para testar o serviço. Alguns meses depois, em maio de 95, o acesso à Internet via Embratel começou a funcionar de modo definitivo.
http://www.oficinadanet.com.br/artigo/904/o_comeco_da_internet_no_brasil

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Lola, já peço desculpas antecipadas pelo comentário que vou fazer, posso estar enganada, mas lendo os comentários do post da partida e agora o do retorno, me parece que uma mesma pessoa comenta com no mínimo seis perfis diferentes, sem contar algumas postagens anônimas. O suspense virou pastelão.
Usar foto, nome, historinha de vida falsa, na internet é errado? Sim, mas de certa forma se tornou normal. O grande problema é a doença e a morte falsas, porque aí sim já brincou com sentimentos de pessoas de verdade e ainda envolveu um blog sério, que discute assuntos importantes. Ficar nessa de que a pessoa que fez tudo isso era uma pessoa inteligente, que fez ótimos comentários, não apagam a (desculpe a palavra chula) "cagada" que a pessoa resolveu fazer no final.

Nina Levy disse...

Nossa, que coisa. Eu estou há quase duas horas lendo tudo para tentar entender.

Imaginem o tempo que ela gastava escrevendo seus posts, comentários, blogs, twitter, pesquisa sobre a Finlândia... Mais o tempo para organizar tudo isso, para inventar histórias de uma vida, experiências. Como deve ser a vida real dela? Por que isso começou?

Uma pena. Ela fazia comentários tão inteligentes, pertinentes. Uma pessoa inteligente, mas provavelmente solitária.

As pessoas aqui a admiravam não pela aparência ou por alguma história bonita da Finlândia, mas sim pelo que ela é, por suas ideias, por suas opiniões. E isso está dentro dela, seja ela quem for.

Eu não fico magoada nem ressentida, tampouco me sinto enganada. Ela é que está se auto-enganando, vivendo de fantasias, buscando um conforto que é ilusório, evitando a realidade.

Não é o caso da gente julgar e condenar. Sabe lá o que a levou a isso? As pessoas inventam formas de sobreviver, de suportar a própria vida.

Eu espero, até por ela ter 'matado' a Niemi, que ela esteja disposta a mudar isso. Ela, mais do qualquer um que tenha ficado triste com o caso, deve estar sofrendo bastante. E precisa de ajuda.

Marina disse...

Bom, que bom que você desmascarou a história dela e agora - caso ela realmente tenha feito isso para fugir de alguma ameaça, todos estão livres para persegui-la de novo! Parabéns, Lolíssima!

Ana disse...

Então.

Eu já conheci pessoalmente gente que contava as histórias mais doidas com toda a naturalidade. Tive um "amigo" uma vez que suspeito até hoje que era mitômano ou coisa assim (não pode ser normal o que aquele cara fazia, sério).

Mas enfim, a internet é diferente da realidade, tem 'n' razões (inclusive segurança) pra alguém ter um perfil fake. É compreensível.

Só prefiro acreditar que "Niemi" teve um motivo forte pra fazer isso. Porque tem uma longa distância entre ter um fake e roubar uma foto; e uma ainda maior entre parar de usar um perfil e inventar que você morreu de câncer! (com direito a texto póstumo!)

Quer dizer, pra quê fazer um troço desses de graça?? É, se posso escolher, gosto de pensar que foi por uma boa causa, de alguma maneira.

Vou continuar tranquila com quem conheço por um motivo bem simples - se eu tiver que desconfiar de todo mundo, vou enlouquecer. Ainda na época em que aquele meu conhecido ali de cima bagunçou minha vida inteira, apesar do choque eu decidi seguir do mesmo jeito - me chamem de ingênua, de burra, do que for; simplesmente não me sinto confortável suspeitando dos outros. Não é vida pra mim.

Não gostei NADA de ter ficado triste à toa, mas apesar disso fico feliz que "Niemi", seja el@ quem for, esteja bem.

E porfavor, se mais algum de vocês aí é fake (e deve ter alguém que é), tudo bem - só não invente que está morrendo de leucemia ou coisa assim quando se cansar da gente. Grata.

Anônimo disse...

Marina disse..

Ta bom Niemi, a gente entendeu, os mascus ( sempre eles, o que seriam das feministas sem eles) estavam te perseguindo, kkkkk, cuidado, pode ter um mascu debaixo da cama agora. rsrsrsrs

Fábio disse...

Arnold e Fábio serem o mesmo trole. Isso a Lola confirmou e eu fiquei assustada, pq os discursos eram um pouco diferentes.

-
ei ei ei EI, como assim ? desde quando eu tenho alguma coisa a ver com aquele debiloide? eu adoro gatos.¬¬

Anônimo disse...

Gente, tudo é possível. Uma professora da minha universidade teve um aluno q dizia q tinha jatinho particular e, depois q terminou a facul, mandou e-mail dizendo q estava no exterior e q era colaborador como roteirista de Friends. Pior q ela contava isso com cara de quem acreditava...

lola aronovich disse...

Reparem no comentário da Marina às 1:24 e na resposta anônima a Marina, às 1:28. Os dois vieram na mesma hora, com 4 minutos de diferença. E o da Marina não havia sido publicado (estava aguardando moderação) quando o do anônimo foi enviado! Ou seja, esses dois são da mesma pessoa, “dialogando” consigo mesma. E “Marina”, vai ser meio difícil os mascus te encontrarem, sendo que vc não tinha nome nem foto. É mais fácil eles virem atrás de uma pessoa que eles até sabem onde trabalha, não? Tipo eu? Nem por isso vou me matar na internet, ou fora dela.


Não sei quem falou que eu esclareci que Fábio e Arnold são a mesma pessoa. Não são. Ambos são trolls insistentes e recorrentes. Arnold sumiu (aleluia!), deve estar enviando apenas comentários anônimos, todos deletados. Fábio continua vindo aqui diariamente, quase sempre como anônimo, também sempre deletado. Aliás, ontem Fábio disse que só vem aqui pra “conversar” comigo, que não se importa que ninguém mais leia seus comentários. Olha o grau de psicopatia da pessoa. Fábio, nem eu leio seus comentários. Assim que eu vejo que é vc, logo nas primeiras duas linhas, eu deleto. Pra identificar comentário de troll é muito fácil, são muito parecidos. E, pra falar a verdade, como 90% dos comentários anônimos são de mascutrolls, eu só leio muito por cima esses comentários. Fábio, vc sabe que existem blogs e fóruns mascus. Vá lá conversar com eles, não com feministas que não querem nem saber que vc existe.

Verô! disse...

Pessoal, sem ser neurótica, sugiro que tomem cuidado.

Há alguns anos eu fazia parte de uma comunidade do Orkut contra homofobia. Existia um perfil de um tal de Flávio, supostamente um homem de 50 anos HIV positivo. Ele era inteligente, fazia ótimos comentários e fez um monte de amigos lá, pessoas que confiaram nele, deram endereços de e-mail, telefone, essas coisas. O cara participou muito tempo da comunidade e ganhou a confiança das pessoas.

Um dia surgiu a notícia de que ele havia morrido, foi uma comoção, pessoas que tinham de fato estabelecido uma relação de afetividade com ele sentiram muito a suposta perda. Algumas semanas depois aconteceu algo parecido com o que está acontecendo aqui. Começaram a desconfiar da morte dele, não me lembro muito bem como a desconfiança surgiu, mas surgiu. As pessoas mais próximas do tal do Flávio começaram a receber e-mail com ameaças e por fim descobriram que ele estava vivo e era membro de um grupo neonazi infiltrado na comunidade com o objetivo de conseguir informações sobre os membros mais ativos e eventuais lideranças do movimento LGBTT.

O nome da comunidade era Homofobia Já era e isso aconteceu em meados de 2009, se muito não me engano.

Fica o alerta, desconfiem de todos! Principalmente você, Lola, que é uma pessoa conhecida e que incomoda muito esses grupos. Embora eu pense que a maioria é formada por moleques inofensivos, um ou outro pode ser realmente perigoso e a existência de grupos neonazis no Brasil é uma realidade.

Seja lá quem for essa Niemi, é uma pessoa esperta o suficiente para enganar muita gente - se realmente estiver viva, claro. Sei não, isso está me parecendo muito estranho mesmo e depois da experiência na Homofobia Já Era eu fico sempre com o alerta ligado.

nina disse...

Lola
Soube disso tudo pelo que vc mesma postou no blog e mesmo sem ter nada com nada, fiquei comovida com a morte da moça (porque isso sempre me comove).
Por isso mesmo acho muito triste que alguém tenha se dado ao trabalho de fazer algo tão cruel. Pra alguns pode ser comum mentir tanto sobre si mesmo na internet e etc, mas se tem algo que nunca deveria ser banalizado é a morte de alguém e os sentimentos que isso provoca.
Lamento mesmo que tenha acontecido isso tudo, lamento por vc e tantos outros, terem tido que ficar tristes por uma mentira.

nanachan290 disse...

Eu estou feliz com a possibilidade dela estar viva.
Acredito que, se tudo isso é verdade, ela deve ter começado a comentar com esse fake e quando percebeu, não dava mais para voltar atrás. Como uma bola de neve que vai crescendo.
É normal as pessoas usarem nicks e perfis falsos na internet, não por malícia mas as vezes, como no meu caso, por não ter o interesse de deixar a sua identidade exposta para qualquer um. Assim como não digo meu nome, sobrenome, idade e endereço para desconhecidos na rua, tb não o faço na internet. Não chego a criar uma identidade secreta. De repente, para ela, essa estorinha toda era mais interessante, e depois que começou percebeu que não dava para voltar atras.
De qualquer modo, fico feliz que ela esteja viva, pq acredito que as opiniões dela não eram falsas.

Mariana. disse...

Laurinha,

porque voce acha isso? quer dizer... como vc conseguiu identificar?

Dri Caldeira disse...

Lola, ainda acho criminoso uma pessoa criar um perfil fake, fazer amizades, conquistar almas e corações. Com qual propósito??? Somente uma mente deturpada é capaz de tal coisa. E eu tinha razão em não gostar dela, de achar q aquela persona sempre querendo parecer altiva, era arrogante e prepotente. Vc ainda ama aquela pessoa, mas além dela não existir, ela não merecia todo seu amor. Fico imaginando nas pessoas que ela conquistou, QUE VERTERAM LÁGRIMAS VERDADEIRAS AO SABEREM DA DOENÇA E DO ~SOFRIMENTO~ pelo qual ela passou. Isso é uma coisa doentia e nojenta. Me xinguem, me julguem, me odeiem, mas é verdade. Tudo que veio dela foi falso. Quem garante que eram sinceros pensamentos e posturas adotados??? E a pessoa, seja Niemi o nome dela ou sei lá qual, deve ter um outro perfil fake, e ser minha amiga, conversar comigo e eu gostar dela...isso me embrulha o estômago. Mas existe uma delegacia que investiga esse tipo de coisa, é só acionar, levar algumas provas e eles descobrem.

Catarina disse...

Olá, Lola.

Sou sua leitora a muitos anos mas nunca comentei nesse espaço antes. Resolvi me manifestar hj pq essa história me afetou pessoalmente.

Eu não sei o que é verdade ou não nessa história da Niemi, mas eu queria dizer que eu a entendo, caso ela tenha inventado essa história toda.

Assim como alguns aqui já falaram, eu também tenho um perfil fake na internet. E as pessoas não entendem o quanto isso é complicado.

Vou relatar aqui o meu caso, já que eu percebi que vc e seus leitores são pessoas esclarecidas e que não julgam os outros gratuitamente.

O meu fake eu comecei de forma ingênua e não tinha intenção de enganar ninguém. Só queria participar de algumas fóruns na net sem ter que usar minha imagem e gerar repercussões pra mim ou meus familiares na dita "vida real". Por isso, mentia sobre meu nome e minha cidade mas no resto era tudo eu.

O problema é que eu fiz amigos nesse processo. Conheci algumas pessoas legais que demonstraram se importar comigo. Eu poderia ter contado a verdade pra elas, como alguns recomendam, mas o medo de não ser entendida e perder a amizade pra sempre fala beeeeem mais alto.

A partir desse ponto, a mentira pequenininha vira uma bola de neve. Vc perde a mão e começa a inventar coisas, situações, pessoas e meios de sustentar a história pros outros. Enfim, vira um personagem de si mesmo, por mais esquizofrênico que pareça.

Em alguns momentos, eu fico muito agoniada por não saber como dar um fim nisso tudo. Alguns dizem que é só simplesmente apagar o perfil pra sempre. Mas não é assim tão fácil. Quando vc some assim, vc deixa um rastro de pessoas magoadas com o seu "abandono".

É aí que entra a história da morte. É um atalho. Uma maneira de sumir sem ter que deixar explicações. Pessoalmente, eu não faria isso com as pessoas que eu conheci, pq eu não ficaria bem comigo mesma, mas entendo essa guria. Ela provavelmente, como eu, cansou do "personagem" e escolheu o caminho mais "fácil" e indolor (pra ela) de se desvencilhar disso tudo.

No fim das contas, visto que ela não ganhou dinheiro ou fama com isso, deve ser só mais uma menina comum que mentiu na internet e não soube contornar a situação. Melhor deixar ela tocar a vida dela por aí e esquecer do que aconteceu, sem linchação moral.

Anônimo disse...

Por favor, me mostrem onde ela comenta detalhes da doença e do transplante. Sou médica e queria ver se é realmente coerente.

Anônimo disse...

Pela primeira vez concordo em tudo com que Dri Caldeira escreveu.

Bruxinha disse...

http://www.blogger.com/comment.g?blogID=1486619705951395295&postID=90252665360536684

Vide, Lola, pardon....foi por causa desse comments aqui que eu entendi errado q o Fábio e o Arnold eram os mesmos....agora relendo com calma entendi q o Arnald tinha vários fakes q conversavam entre si....de repente esses é o caso da Niemi...ficam minhas desculpas pra vc e pro Fábio, pela confusão

Ligia Moreiras Sena disse...

Não posso acreditar...

Roberto Lima disse...

Para o "anônimo" que perguntou se eu era de Curitiba ou São Paulo... nenhum dos dois. Mas já morei, além desses lugares, no Rio de Janeiro também. E viajei por algumas partes do mundo. E para o anônimo que perguntou sobre a Internet ( mesma pessoa?): você deveria pesquisar quando foi que as Universidades começaram a ter acesso à WWW . Aliás, a ECO-92 já oferecia acesso à Internet...

aiaiai disse...

triste de qq forma, mas concordo com a Lola, melhor pensar mesmo que ela esteja viva e, quem sabe, consiga lidar com os seus problemas sejam eles quais forem.

De minha parte, fico feliz em ter conhecido a Lola quando fui a Fortaleza. Com meu filho e tudo!!! Se não, a uma hora dessas eu ia entrar pro rol de anônimos que podem ser fakes e que podem ser perigosos.

brincadeirinha, gente, só procês relaxarem.

Patrícia disse...

Eu nunca comento no blog da Lola, porém lia comentários ás vezes e seguia a Niemi no twitter. Eu nunca tive grandes conversas com ela, mas fiquei sentida com a (suposta) morte dela. Fico contente de saber que ela não está morta, seja quem for, pq é realmente muito triste ouvir falar de uma pessoa jovem que morreu.

Só fico, não sei, sentida. Sentida porque me parece desnecessário criar toda essa fantasia... a troco de quê?

Eu já menti na internet: a foto era minha, o nome tb, mas menti sobre algumas coisas. Eu não esperava fazer amigos, ainda mais pq era nova (na base dos 12 anos), mas fiz. Chegou um ponto que me senti tão culpada que resolvi "sumir". Sem alarde nem nada. Só sumi. Confesso que cogitei dizer que tinha morrido, adoecido, sei lá. Mas a troco de quê? Nada. Preferi ficar "sumida" mesmo. Eu era novinha (tinha 13 quando encerrei tudo isso! Hoje tenho 17. Ainda sou nova, sim, mas a gente muda demais nessa fase) e não queria mais sustentar.

A história da Niemi é infitamente mais complexa que a minha, mas, sei lá, me parece mta sacanagem fazer as pessoas acreditarem e sofrerem com essa história... Enfim.

Ana Clara disse...

Uma coisa que tinha me deixado um pouco intrigada foi que, no Twitter, a pessoa que postou depois da morte dela dizia: "parte da família que residiu no Brasil se despede". No entanto, se eles realmente residiam no Brasil, tinham uma vida estabelecida aqui, ou não? Não é difícil conceber que, uma vez a filha/irmã/parente morta, eles interromperiam todas as atividades em poucos dias e voltariam para a Finlândia assim, de repente? Não sei, pode ser desconfiança exagerada depois de ter lido tudo. Eu fiquei MUITO triste por ela, mesmo não a conhecendo. Troquei poucas mensagens com ela, todas por aqui mesmo. Pra mim, foi um soco de estômago.

(Sou só eu ou tem mais gente que agora está desconfiando de todo mundo aqui da caixa de comentários? Me parece agora que todos podem estar me enganando, que sensação horrível)

Shey disse...

Feminista ateia finlandesa radicada no Brasil e que se expressa bem em português não é tão improvável assim...tem uma feminista com essas características na net, ela veio para o Brasil com 13 anos, participa do orkut, face, tem blog e canal no youtube e tem os seus 50 e poucos anos. E ela fala bem o português. A diferença é que ela dá muitos detalhes da história de vida dela, tem contatos finlandeses e videos, não tem como ser uma persona montada.

Anônimo disse...

Que doidice dessa pessoa, eu nunca tinha lido nada que ela escreveu até vc postar que ela morreu tão jovem dai fui no blog dela mas jamais imaginaria que alguém ia se dar ao trabalho de fazer tudo isso, só pra comentar no seu blog lola.Pra mim isso é maluquice pura ou tempo ocioso demais.Lola agora vc tem que ligar o seu desconfiometro quando conhecer alguém por aqui eu já liguei o meu.

B. de Campos disse...

Gente, eu chamo Lola de 'Lolíssima', mas juro que não tenho nenhum fake :)

Gente, que mistério...
O jeito é investigar melhor isso...

o.o

Samantha disse...

Não sei se eu deveria dar o meu pitaco, pois não sou nem nunca fui amiga da Niemi, mas acompanho o blog há mais de ano e já a vi por aqui.

Lendo isso, me lembrei de uma postagem que li sobre uma garota qualquer que criava fakes masculinos e se envolvia emocionalmente com mulheres via internet.

Houve um caso em que o fake enganou uma moça por mais de um ano, mantendo um namoro virtual monogâmico por quase todo esse tempo.

Claro que o fake criou irmãos fakes, filhos fakes, exs fakes e todos tinham facebook, twitter, blogs, e-mails individuais. E é aqui que eu quero chegar.

Sério mesmo que um terceiro, com contas de redes sociais próprias ia se "enganar" na hora de acessar o seu e-mail e em vez disso usar o e-mail da sua amiga finada?

Acho isso improvável. Se você faz o login esporadicamente apenas depois da morte da pessoa, jamais você entraria numa conta no automático. E se entrasse, ao ler o e-mail, você saberia que ele não é seu.

Agora se você tem diversos fakes, diversas contas de e-mail ou se você simplesmente está se fazendo passar por um terceiro, aí sim esse engano é possível. Eu acho que Niemi usou o e-mail sem querer, se lembrou de que sua personagem morreu e que ela deveria ser outra pessoa e só então criou um novo e-mail, para se comunicar ou acessou este novo e-mail.

E pediu perdão, porque sabia que a Lola, sendo inteligente, somaria dois mais dois após a gafe.

.

Elizabeth disse...

É, internet tem dessas. Também já fui enganada uma vez. Fica a lição para todos. Engraçado é saber que essa "niemi" está lendo todos esses posts e quem sabe até, comentando também. Acho que no fundo ela tinha uma curiosidade mórbida para saber o que as pessoas iriam sentir ou comentar sobre sua morte, sem se importar com os sentimentos envolvidos. É uma pessoa "fora do padrão", como tantas outras que com quem a gente esbarra por aí.

Mariana. disse...

aii gente. sei lá.

eu não estou desconfiando de todo mundo não.

quer dizer, eu sei que a maioria aqui não mostra a cara e o nome verdadeiro, mas eu presumo que as histórias são verdadeiras sim.

são poucos como eu e a lola que temos o nome verdadeiro e a foto tbm circulando por aí.

mas uma coisa é criar um fake pra se preservar, outra é criar uma história toda de vida e ainda matar a pessoa depois. fake de nome e cara n tem problema, mas o que a niemi fez é errado.

só uma coisa gente. a lola disse que tem a impressão de que a niemi vive. nada disso é conclusivo. eu tenho a msm impressão que ela, mas como alguém disse no outro post: é impossível provar algo q não existe. nunca vamos saber, embora todas as evidencias digam que tudo foi mentira. :)

Anônimo disse...

"Niemi Hyyrynen20 de outubro de 2009 02:55
Bem, buscar a autenticidade não é fácil antes é preciso reconhecer e aceitar que a realidade não é como se pintam para nós, depois olhar para dentro de si mesmo e reconhecer os defeitos e qualidades sem subestimar ou superestimar quaisquer deles.

Talvez o orkut, essa amizades rasteiras, e frases "miguxas" como beijos em corações estejam em alta, eles querem atender uma necessidade antiga de quem não se conhece, amar.

Claro que nem tudo é regra, e nem toda regra é exata, nem todo mundo que age assim, age motivado pelo mesmo propósito..."
http://mulherices2009.blogspot.com/2009/10/quem-mente-no-orkut-bota-o-dedo-aaaqui.html

Mariana. disse...

samantha, concordo com tudo o que vc disse.

se a pessoa tinha um fake só, a niemi, e o seu email real, não tem como se confundir. pra começar, pra que ficar logando na conta da pessoa que morreu?

mas a pessoa provavelmente tem vários outros fakes e acabou se confundindo, se perdendo, e por isso a gafe. isso é uma forte evidência, uma das mais fortes, eu diria, de que é tudo mentira e ngm morreu.

lola aronovich disse...

Pois é, Samantha, imagina só que a pessoa tenha ficado com a senha da Niemi. Tudo bem, até pode ser. Eu não desconfio de tudo que a Niemi disse. Até acredito que ela possa ser finlandesa e que a família more lá, que ela trabalha com TI (pra quem perguntou, Tecnologia de Informação, certo?), etc etc. Mas tudo bem, Niemi deixou a senha com Fulana. Fulana usou a senha pra atualizar o blog da Niemi e deixar sua despedida. PRONTO. Até as mensagens no Twitter da Niemi foram colocadas pela família, pelo que eu entendi. O que a pessoa estaria fazendo usando o email da Niemi uma semana após a morte dela? Não faz nenhum sentido. Mas tampouco faz sentido a própria Niemi, após inventar sua morte, continuar usando seu email. Então imagino que foi uma gafe a Niemi me enviar um email uma semana depois de morrer, mas talvez tenha um desejo inconsciente aí de querer dizer “estou viva”. Ainda mais porque ela não fez o menor esforço em disfarçar seu estilo naquele email.
Ah, dispenso o “Lola, sendo inteligente, somaria dois mais dois após a gafe” porque eu NÃO SOMEI, ha ha. Desconfiei, fiquei com a pulga atrás da orelha, mas só fui me dar conta mesmo uma semana depois, ao analisar os emails, coisa que só fui fazer depois da desconfiança de uma outra comentarista.


Eu não desconfio de todo mundo não. Eu sou a pessoa mais fácil de enganar que tem, porque acredito em tudo que me dizem. Eu parto do princípio que a pessoa está falando a verdade, ou a sua verdade, o que ela acha que é verdade, e que não tem motivo pra mentir. E entendo que muita gente use perfil fake na internet pra não se expor e tal. Mas, quando a pessoa sente que “já chega” desse perfil, que tal se despedir, dizer que não vai mais aparecer com este perfil, ou que está cansada, precisando de um tempo e tal? Acho que isso seria o mais adequado. Só sumir sem se despedir eu também não acho legal. É algo que eu JAMAIS faria com vcs, mesmo que eu não seja fake, sou de (muita) carne e (deve ter algum) osso. E eu sempre explicaria os motivos. Sei lá, né? Comunicação. Diálogo. Essas regrinhas básicas de convivência. Dessa forma não se engana ninguém. Mas, repito: não quero nenhum tipo de perseguição a Niemi. Por mais que isso de fake e fake anunciar a morte ser algo comum na internet, acho que, pra fazer algo tão premeditado (tinha mais de dois anos que a Niemi existia), a pessoa está com algum problema e precisa se ajudar. É o que eu espero pra Niemi – que ela fique bem.
Porque, sabe, um fake que dialoga consigo mesmo (como fez a Marina lá em cima) precisa se tratar.

Anônimo disse...

Para quem diz que tem perfil fake na net, nao me parece falsidade usar outro nome e em bate-papo mentir a cidade onde mora; mentira é construir uma identidae falsa assim como Niemi Hyyrynen o fez.

Anônimo disse...

Lola, você é mesmo funny ao dizer um fake que dialoga consigo mesmo precisa se tratar... mas Lola, essa gente ignora sua própria piração e se for a Niemi fazendo isso de fake com seu próprio fake??? Ou melhor dizendo, se for o fantasma da Niemi já que tudo é fake?

Ana disse...

@Lola
"Eu não desconfio de todo mundo não. Eu sou a pessoa mais fácil de enganar que tem, porque acredito em tudo que me dizem. Eu parto do princípio que a pessoa está falando a verdade"[2]

@Ana Clara
"(Sou só eu ou tem mais gente que agora está desconfiando de todo mundo aqui da caixa de comentários? Me parece agora que todos podem estar me enganando, que sensação horrível)"

... olha, se for parar pra pensar, o que uma pessoa ganharia com isso? Eu quero dizer, 'Niemi' nos fez acreditar que ela era real e nos deixou tristes com sua suposta morte -- e daí? A nossa vida segue... E el@ fica com todas as suas razões e todas as consequências. Foi bem chato uma coisa dessas acontecer, mas sinceramente, é mais problema dela que nosso.

Qual o pior que pode acontecer? Contanto que não divulguemos dados muuuito pessoais e importantes, acho que fica tudo bem... E acho que esse cuidade todo mundo já toma naturalmente, né?

No máximo vamos ter outra falsa morte daqui a pouco - e de novo o problema estará mais com a pessoa do que com a gente. Porque de boa, o que faz sentido é acreditar no que te dizem; e não ficar inventando morte. Se alguém tem problemas, é o povo que fica fazendo besteira por aí (como eu disse, tem uma distância entre ser um fake e fingir uma morte).

@Catarina
Seu ponto de vista também é interessante, achei seu comentário muito pertinente!
Mas confesso que não entra na minha cabeça que precisava de tudo isso - câncer, sofrimento, quimioterapia, texto póstumo...

@Mariana
"são poucos como eu e a lola que temos o nome verdadeiro e a foto tbm circulando por aí."

É, eu sou uma que não uso foto porque acho arriscado demais (tenho medo de aparecer em outro lugar depois ._.)

"mas uma coisa é criar um fake pra se preservar, outra é criar uma história toda de vida e ainda matar a pessoa depois. fake de nome e cara n tem problema, mas o que a niemi fez é errado."[2]

@B. de Campos
"Gente, eu chamo Lola de 'Lolíssima', mas juro que não tenho nenhum fake :)"

Tarde demais, B.! Já sacamos você!

Mas tudo bem, me pegaram também porque eu recebi elogio de outras comentaristas... Agora a galera sabe que a Lorena, a Drica Leal e outras na verdade são meus fakes dando suporte pra esse meu perfil aqui! Kkkk

Desculpa, não resisti à tentação de fazer piada com a situação toda.

Se a gente for ficar cuidando todos os 'indícios' de perfis fakes vamos pirar (mas o anônimo responder um comentário que nem tinha sido publicado ainda foi demais...)

Anônimo disse...

Quando comecei a participar de fóruns, usava nome falso. Mas a partir do momento em que fazia amizades, contava meu nome de batismo.
Tanto que tenho dois grandes amigos - com quem me encontro pessoalmente - que, apesar de saberem meu nome verdadeiro, preferem me chamar por meu antigo pseudônimo.
Agora, o que a Niemi fez é típico de sociopata. Concordo com a Dri Caldeira.
De qualquer forma, que bom que não houve morte.

Anônimo disse...

Concordo tb que a a persona Niemi precisa procurar ajuda. Não acho saudável isso.
Acho muito curioso que há padrões e estórias do fake q sempre "se matam".
Vejo ai (posso estar enganada) um distúrbio de alguma forma, algum sintoma de doença moderna para a repetição destes fenômenos e padrões (sou da humanas, talvez por isso pense assim).No caso da Niemi , além da morte, há toda a o lado exótico que talvez chamava a atenção (finlandesa, super boa escrita, gente boa, TI, etc..)

Com certeza a Niemi tem uma mente muito bacana, acho muito difícil alguém que não pensa como feminsta coseguir fingir ser uma. Ainda sim, o ser humano é complexo e múltiplo, mesmo com ideias bacanas, a pessoa pode ter seus fantasmas e distúrbios.

Espero que a persona Niemi se trate do problema, pois do contrário, pensar que foi diversão é cruel demais.

bjos
(vivi)

Anônimo disse...

Existem os cinco estágios do Luto:
Negação
Cólera (Raiva)
Negociação
Depressão
Aceitação

Mariangela disse...

Bom, já disse que acompanho o blog da Lola quieta pois apenas ler me satisfaz,nunca senti necessidade de interação com ninguém mas já confessei que esta história toda é tão espetacular e absurda(e tão corriqueira na net)e provoca tanta curiosidade de saber o desfecho final,se viva ou morta,depois de tantas evidencias,viva,é claro..enfim,parece que estou acompanhando um thriller de suspense, o que é muito instigante.
Achei muito pertinentes todas as colocações do Roberto(não sou fake dele,por favor) mas desde a primeira intervenção dele já me despertou a curiosidade.
Pelo jeito de escrever me parece ser psiquiatra,ou talvez por ter feito referencias ao comportamento psíquico algumas vezes.
Quanto a Niemi,me parece um comportamento totalmente bizarro,e mesmo sacana com a Lola,e esta de mandar email usando a conta da suposta morta seria o tal "ato falho",a vontade de ser pega.Esta moça deve estar sem saber onde enfiar a cara,de tanta vergonha...achei um baita papelão.Concordo e muito com a Dri Caldeira,acho sacana demais envolver tanta gente emocionalmente e depois aprontar algo desta magnitude.
Enfim, creio que na net a gente ve de tudo,e fora dela também,mas os mecanismos de anonimato proporcionados aqui deixam os malucos mais a vontade para sairem aprontando.
Acho um horror tudo isto.

Mariana disse...

Lola, confesso que perdi algumas horas de sono ontem acompanhando o desenrolar dessa investigação toda, que mais parece roteiro de filme policial, tamanhas as reviravoltas e descobertas. Como todo mundo aqui, fiquei de cara com tudo isso.

Mas permita-me fazer uma confissão: quando estava na faculdade, eu tinha um perfil fake, que usava para me comunicar com algumas amigas em tom ficcional (e até de brincadeira), já que elas sabiam que aquilo era um personagem vindo de um conto que escrevi. Não fui longe com isso, ele nunca conversou com ninguém que não soubesse de seu status "fake", portanto não conquistou a amizade de pessoas "ingênuas" e nem precisou inventar a própria morte para desaparecer. Era só um personagem que eu queria explorar para além do conto em que ele surgiu, não foi nada usado para enganar ninguém ou me esconder por trás de uma história mais interessante do que a minha da vida real.

Por que digo isso? Porque não acho necessariamente ERRADO uma pessoa criar um fake ou até mesmo alguns fakes. Pode ser uma forma de expressão criativa, desde que outras pessoas saibam com quem estão falando. O problema, no caso da Niemi, é a forma como tudo foi acontecendo e terminou. Ela roubou a foto de alguém que não tinha nada a ver com isso, foi conquistando o respeito de várias pessoas com suas ideias e fez algumas amizades fortes no meio do caminho. Daí ela adoece de câncer e morre de mentira, deixando muita gente triste e comovida com tudo. Na minha humilde opinião, isso é falta de respeito com o sentimento dos outros e até com quem realmente está doente. Isso é muito mais do que simplesmente "perder o controle sobre um personagem".

Com tudo isso, fico com uma pergunta insistente: se a pessoa por trás de Niemi realmente tinha aquelas ideias e personalidade que cativaram tantas pessoas, porque a necessidade de se esconder atrás de uma persona finlandesa, gótica, geek, feminista e profissional de TI? Por que não chegou aqui no blog com sua história de vida verdadeira? Seria medo de soar "desinteressante", daí criar um personagem tão diferente? Enfim, people are strange.

Koppe disse...

"Lolinha, agora vocês nunca mais terão moral para falar mal dos masculinistas porque eles são anônimos. Engula essa."

A verdade é que os masculinistas são um desfavor, e o anonimato é o menor dos problemas que eles representam. Anônimos existem em tudo que é grupo ou ideologia, anonimato é parte integrante da internet. O que queima o filme deles não é o anonimato, mas sim as idéias preconceituosas e retrógradas que eles pregam. E pra isso não faria a menor dipherença eles serem anônimos ou não, a babaquice que eles difundem é a mesma.

Eu gostava dos comentários dela e seguia ela no Twitter, também me sentiria enganado se soubesse que ela nunca existiu. Mas a Niemi, fake ou não, propagava idéias muito mais válidas, inteligentes e pelo bem da humanidade do que todos os blogs masculinistas juntos. Lidem com isso.

Anônimo disse...

Engraçado o dono de um blog sobre o Guia dos Mochileiros das Galaxias -- livro da onde saiu a frase póstuma da niemi -- vir defendê-la e fazer apologia da sua mentira. Né koppe?

Anônimo disse...

Tb considero os masculinistas um desfavor. Mas isso não faz quem engana e brinca com sentimentos alguém mais aceitável. Não esqueça que Niemi tb pode ser um fake feito pelos masculinistas. Fez amizade e conquistou a confiança de muita gente aqui.

Panthro disse...

Ih, pior que eu já vi uma história assim antes. Um cara se fingiu de menina pra entrar num fórum de RPG e conhecer uma menina de lá. Viraram as melhores amigas, ela ainda apresentou outra menina e o irmão. Aí ela teve uma doença terrível e morreu. Nessa época a menina já estava namorando com o "irmão" da menina. Que era o próprio doido.

A história foi tão bizarra que mandaram até rezar uma missa de sétimo dia pro menino-menina morta! Foi tenso.

Anônimo disse...

errata: um blog sobre quadrinhos "Mochileiros dos Quadrinhos". Ops mas é mochileiros né? :)

Barbie Furtado disse...

Mariana disse:

"Por que digo isso? Porque não acho necessariamente ERRADO uma pessoa criar um fake ou até mesmo alguns fakes. Pode ser uma forma de expressão criativa, desde que outras pessoas saibam com quem estão falando."

Concordo contigo, Mariana. Eu tenho um "fake" no Twitter que uso pra seguir artistas, essas coisas, porque o meu pessoal eu só sigo pessoas mesmo, senão fica muito cheio de informações irrelevantes. Nesse perfil, eu não uso meu nome, e também uso ele pra desabafar, essas coisas. Mas TODO MUNDO sabe, inclusive tá na descrição, que ele é "fake". Embora os pensamentos e sentimentos sejam meus, eu não tenho aquele nome que eu uso, mas eu não escondo isso. (Mas também não invento história de vida pro fake!). Fiz alguns amigos nele, e uma delas tem meu perfil de verdade. A maioria não, mas porque nunca pediram. Se alguém pedir, dou na boa, sabe? É só pro meu perfil não ficar cheio mesmo.

Eu fiquei bem curiosa com essa história toda da Niemi, mesmo eu não tendo conhecido ela, nem mesmo prestado atenção particular aos comentários dela. Nem sabia que ela existia até o post sobre sua morte. Mas fiquei bem interessada em saber quem ela é, e porque ela fez isso.

Com certeza é uma pessoa bem criativa, e possivelmente solitária, que escreve e usa suas personagens como companhia,e às vezes, tem vontade que elas sejam reais. Não sou psicóloga, nem médica, nem nem nada. Só um palpite de alguém metida a escritora :)



Koppe disse...

Não faço apologia da mentira. Mas acho que, se ela fosse mesmo fake, não seria dos piores entre tantos que existem por aí. Também não acho correto ir tão longe com uma mentira.

Não conheço o livro "Guia do Mochileiro das Galáxias". Está na minha lista de leituras futuras, mas não com muita prioridade. Não sabia que a frase dela tinha saído dali.

Mochileiros Dos Quadrinhos é um grupo de scans (histórias em quadrinhos escaneadas), esse nome foi escolhido por votação entre os membros, a maioria achou legal colocar uma referência nerd. Até onde sei, os outros membros do grupo não freqüentam o blog da Lola e não conhecem ninguém daqui, eu é que passo pra eles alguns links de posts que possam se interessar.

LisAnaHD disse...

Vamos lá saber se Niemi até pode estar estudando sociologia ou psicologia e faz parte de algum grupo de estudo social pra checar a reaçao das pessoas diante dessa bizarrice toda? Nutrir sentimento negativo pela fanfarronice dela acho um tremendo desperdício de energia que nada tem a ver com o que o blog propoe: vivermos com sentimentos positivos.

L. disse...

Technomage,

mais uma aqui de TI hehe. Pra completar eu era de humanas antes de ir definitivamente pra TI. Como vc mesmo disse, uma coisa não exclui a outra ;)

Sobre o assunto,

Eu confesso que fiquei tocada com a história da Niemi. Ainda mais com as coincidências, temos quase a mesma idade (mentira, sou bem mais velha, mas deixa pra lá rs), gosto de metal europeu, e além disso tive vários casos de câncer na família (sei como a doença é devastadora), etc etc.

MASSSS ha uns anos atrás, eu lembro que havia um desenhista que dizia publicar no Japão, foi notícia em alguns sites de quadrinhos até (como eu era das artes, ficava acompanhando essas notícias). Quando ninguém conseguiu achar o material dele (até hoje nada), ele "coincidentemente" se retirou dos sites "pra tratar um câncer". Não sei se o câncer dele era legítimo (de repente era mesmo, mas nunca vi os exames...), mas uns 2~3 anos depois ele reapareceu, com um estilo de trabalho totalmente diferente, como se nada tivesse acontecido. E depois de uma história dessas, por mais que eu fique tocada, sempre mantenho o pé atrás. SEMPRE.

Eu até entendo o fato do suposto perfil dela ser "falso". Eu usava meu perfil verdadeiro nos comentários até um tempo atrás, e acabei recebendo MUITOS e-mails de babacas trolls me convidando pra sexo casual, ou com ameaças mesmo. Alguns desses babacas comentavam/comentam aqui e eram conhecidos meus!! O_O (nessas horas a gente vê quem são as pessoas...). Passei a usar um pseudônimo, mas em nenhum momento menti, só omiti meu nome. Até mandei um e-mail pra lola um tempo atrás, com meu nome real, mas acho que ela deve ter pensado que era mais um fake, but no stress :P

Sou como o outro comentarista aí de cima (esqueci o nome), sou da era pré-internet. Pra mim é difícil entender certas situações, tipo esses casos. Pra mim todos que agem dessa forma tem algum "probleminha", mas deve ser coisa de gente "velha" rs.

Dayane disse...

Olha, só tenho uma coisa a dizer:
Eu sempre achei que essa história de a internet setr perigosa, das pessoas mentirem, fazer personagens e etc era meio sensacionalistas. Mas a partir de hoje, vou tomar um cuidado do caramba!E procurar me envolver bem pouco em polêmicas por aqui (no blog e em tudo, já que sempre sou comtemplada por pessoas descompensadas na internet).Ainda bem que não falei nd de mais com a Niemi, embora eu esteja sentindo MUITA falta dela e de seus comentários e não acho que ela era um perfil troll!Nem acho que ela tenha feito nada por pura maldade, deve ter acontecido algo.Bem, as boas lembranças dela estarão sempre no meu coração.

Samantha Pistor disse...

Lola, eu a acho inteligente e muito coerente, mesmo que você dispense. =)

Você não somou o dois mais dois antes porque confiou em tudo que foi dito. Mas, se fosse desconfiada, tenho certeza que teria descoberto tudo fácil.

Eu juro que tento não julgar a moça. Pode ter sido uma infantilidade, modo de se proteger, uma brincadeira, qualquer coisa. A esta altura, eu acho os motivos da Niemi irrelevantes. Mas é mais fácil para mim, pois eu não a conhecia.

Anônimo disse...

Alguém falou que a pessoa respondeu o email da Lola usando o email da Niemi por engano. Não existe engano pra uma pessoa que cria um fake e o mantem por 2 anos! Ela tinha o desejo inconsciente de dizer que estava viva sim, Lola, mas principalmente de ser pega, como disse a Mariangela. Mas não foi um ato falho, foi tudo bem planejado. Ela só não contava que vc não colocaria a boca no mundo imediatamente, Lola. Precisou um médico aparecer pra a coisa começar a acontecer..
coincidência, não?

E o comentário da Verô! serve pra vcs ficarem atentas. Eu li no post da morte dela que a Niemi foi atrás de pelo menos 3 pessoas que não tiveram uma receptividade boa nesse blog pra fazer amizade.

Rose Ferrari disse...

Na boa,se for verdade esse lance dela estar viva, fico até aliviada e tal, mas achei uma fanfarronice e um desrespeito tremendo com o sentimento das pessoas que gostavam dos comentários dela. Apenas isso.

Rose Ferrari disse...

Se for verdade essa história dela estar viva e tal, fico aliviada, embora ache desrespeito e fanfarronice com as pessoas que gostavam (ou gostam) dela e dos comentários dela. Não sou muito de comentar no seu blog, mas o leio assíduamente, e posso dizer que abri minha mente com relação a muitas coisas abordadas aqui. E como eu gostava da Niemi, sofri e chorei muito com a notícia de sua agora suposta partida, já que ninguém sabe. Mas não dá pra julgar, cada um tem seus motivos.
Beijos, Lola.

Anônimo disse...

Inventar câncer pra tirar proveito da boa fé das pessoas via blogues e redes sociais virtuais eu sei de dois casos nos EUA. Com a mó naturalidade dizem que estao com câncer e um mundo de gente manda dinheiro pra tratamento. Dois casos que vi nos noticiários um foi de uma professora que usou a grana pruma viagem daquelas, um cruzeiro! A outra fulana usou a grana pra festa de casamento. No segundo caso, o noivo já marido, pediu o divórcio pq ele tb pensou que ela estiesse com câncer e, apaixonado... ou caridoso, se casou. Em ambos os casos os juízes decretaram que as larápias teriam de devolver o dinheiro e fazerem servíço comunitário.

Talvez alguém suspeite de como essas pessoas conseguem enganar até mesmo quem as rodeia, pois eu lhes digo que há pessoas que mentem de maneira absurdamente natural que até mesmo a gente sabendo que é mentira chega a duvidar do próprio senso crítico tamanha a naturalidade com que essa gente inventa suas circunstâncias. E causos assim dariam um prato cheio pralguém escrever o roteiro de telenovela e faturar uma grana.

Anônimo disse...

Fica uma lição para mim dessa história; não crie fake na internet pois as coisas podem se complicar e vc vai mentir demais e até mexer indevidamente com o sentimento das pessoas de uma forma leviana e sem consideração pelo outro.Prefiro ser anonima.Lola saiba que esta pessoa que fez isso não representa todos que estão te acompanhando, tem muita gente por aqui que pode não ser perfeita mas tem o minimo de consideração por vc e pelos outros leitores, coisa que essa pessoa não tem mesmo!que ela reflita na sua vida e apartir dessa palhaçada procure ser uma pessoa melhor e pare de mentir descaradamente porque não leva a nada isso nem a ela e nem as outras pessoas,é algo inutil e desnecessario.

GÉ disse...


"Tenho medo de que você realmente me entenda". Universo In-Verso.

"De férias indeterminadas". Twitter da (suposta) Niemi.

Sinistro!!!
_________________________________

Voltando ao assunto, acho que algumas pessoas aqui estão confundindo o significado de fake (falso) e anonimato.

Uma coisa é escrever algo, e sabe-se lá, por que razão, omitir o seu próprio nome, ou assinar com outro.

Algo bem diferente de criar um personagem, com o rosto de uma desconhecida (talvez com intuito de não ser descoberta), nome e sobrenome, profissão e até o país em que “supostamente” tinha nascido, e a cidade em que morava atualmente. E que nunca se preocupou em esclarecer, se aquilo era real ou não.

Era custo, dizer “Lola, amigos e trolls, eu não sou quem vocês pensam, também não sou essa pessoa da foto, HAHAHA. Mas os meus pensamentos, feminismo, minha luta contra o machismo e meu amor/ódio por vocês são verdadeiros”.

Vejo que muitas pessoas consideram válidas as “boas sementes que ela (?!) plantou”. WTF!!!

Pensando bem, o que de bom essa criatura plantou? Se a MAIORIA das coisas que saíram de sua boca (leia-se dedos), eram apenas mentiras!

A parte mais nojenta é saber que ela ou ele ainda pode estar por aqui, lendo tudo e se divertindo. Se você estiver, saiba que, eu realmente espero que você, nunca sofra de câncer, que nunca perca alguém que ame para essa doença e que CRESÇA, AMADUREÇA e que VIVA DE VERDADE e pare de brincar com os sentimentos das pessoas!

Camila Fernandes disse...

Oi, Lola! Oi, pessoal! Gente, eu estou perdida nessa história.

Bem, eu não ando comentado muito no blog, mas sempre que posso dou uma passadinha para ler os posts. Nem sempre leio os comentários, porque são muitos, e não costumo comentar sem ler pelo menos a maioria deles. Logo, deve fazer um tempo que ninguém vê minha carinha por aqui, né? Mas, como todo mundo, eu também fiquei chocada com a morte da Niemi. Não a conhecia muito, na verdade, nós descobrimos interesses em comum e trocamos alguns emails e conversas no msn. Essa história da Finlândia, eu estava por fora. Já tinha visto ela comentar algo de lá, mas não sabia se ela era descendente de finlandeses, se já tinha morado, enfim. De qualquer forma, eu achava a Niemi uma pessoa legal. Quando a gente conversou ela me deu dica de filme, esclareceu minhas dúvidas sobre um assunto que eu perguntei e tudo. Uma pessoa legal de graça, sabe? Quando eu fiquei um tempo sem fazer contato, ela me mandou um email perguntando como eu estava. Fui responder dias depois, no começo de agosto, mas aí foi ela que sumiu. Após um tempo vi, aqui no blog da Lola, a notícia da sua morte. Eu fiquei até sem reação. Primeiro, porque ela nunca tinha me falado da doença. A gente conversou pouco, sobre interesses em comum, filmes e relacionamentos. Mesmo não sendo próxima dela, fiquei triste. Ela era tão nova e, para mim, alguém tão legal. Cheguei a lamentar que a gente tivesse se falado tão pouco, porque ela parecia alguém que poderia se tornar uma amiga de verdade.

Agora, eu chego aqui e leio esse post. Sinceramente, eu estou: "como assim, gente?". Eu não tinha duvidado da morte dela e não acompanhei nenhuma desconfiança sobre a história, fui pega de surpresa total. A única coisa que passa na minha cabeça é por que bulhufas a pessoa inventaria uma história dessas. Só para conversar com as pessoas? Mas, gente! Sentido, cadê você?

Eu já tive um fake. Ah, quem nunca? O meu foi na época do Orkut. Era um perfil de uma celebridade internacional e, óbvio, todo mundo sabia que não era real. Costumava entrar em uma comunidade movimentada e meio polêmica, onde muita gente usava perfis "falsos". Só que todo mundo ali sabia que eram personagens. A gente conversa, discutia, mas não ficava perguntando muito da vida dos outros. Eu lembro até que o meu perfil era preenchido com os dados da pessoa famosa que eu escolhi (que era uma ídola) e eu de vez em quando tinha que explicar que não, eu não tinha aquela idade, nem dois filhos, aliás, nem idade para ter dois filhos. Às vezes eu fazia a gracinha de responder como se fosse a pessoa. Por exemplo, se alguém perguntava porque eu tinha ficado sem entrar durante a última semana, eu respondia que estava ocupada fazendo uma turnê com a minha banda. Era uma brincadeira saudável. Acabei fazendo amigos ali e, para eles, eu fui abrindo o jogo sobre a minha vida. Contei que era de Minas, a minha idade, que eu tinha um irmão mais novo, coisas do tipo. E as pessoas me contaram um pouco sobre elas, também. Muitos eu nem cheguei a saber o nome, apesar de meses de conversa. Então, quando eu "cansei", fui só me afastando, até que um dia deletei o perfil. Entendo completamente que alguém não queria se revelar, mas para que inventar tanta coisa? E inventar até uma morte, gente? Ah, que preguiça. Coisa mais Alice.

ana disse...

lola, para de falar da niemi com se ela existisse!! era tudo uma farsa, lola!

essa pessoa não existe! o que ela fez além de cruel é criminoso. essa pessoa tem problemas.

ela pode continuar fazendo isso com outras pessoas. não é justo.

eu sinto muito mesmo, você nem ninguém merece passar por isso. você mesma diz que acredita nas pessoas.

se tem alguém que não merecia isso é você.

a layanne é advogada. eu acho que ela deveria ir fundo nessa história. processar mesmo. gente especializada consegue descobrir muito fácil a identidade dessa pessoa que criou a niemi.

Deize disse...

E ninguém até agora explicou, afinal, o que seria um "projeto". Alguém?

carolinapaiva disse...

Camila Fernandes

Eu tinha fakes no orkut também!
O que eu mais usei foi o "Capotira". Hoje, se eu fosse ler os comentários que fiz nessa época, morreria de vergonha, pois eu tinha uma ideia completamente errada sobre feminismo.
Ficava naquele discursinho besta de que feminismo é tão ruim quanto o machismo, de que feministas eram sexistas, de que Nessahan estava certo (!) sobre muitas coisas, etc.
Enfim, vergonha alheia por mim :P
Só não me arrependo completamente porque foi através deste fake que eu tive um contato mais direto com feministas e pude rever meus preconceitos.

Fiz um amigo virtual nessa época que pensava como eu, mas simpatizava mais com mascus (que eu sempre detestei, pelo menos não preciso sentir vergonha disso). Conforme fui revendo meus conceitos, nossa convivência virtual se tornou ruim, e eu fui me afastando aos poucos, até não usar mais msn e deletar meu fake do orkut.

Eu era moderadora da comu "Igualdade entre os sexos" e já rolava muito essas investigações para descobrir quais fakes pertenciam a mesma pessoa e tal. Era muita bizarrice o que acontecia xD

Anônimo disse...

Camila: A comunidade a que você se refere era a CLS?

Anônimo disse...

Essa história me fez lembra um caso americano, que até inspirou um filme.

Alguém já assistiu "tall hot blonde"?

Um loira, jovem e atraente, que se envolve em um triângulo amoroso com 2 homens, tudo isso pela net.

Enfim..... assistam, o final é surpreendente!!!

Carol A. disse...

Bom, não posto muito nos comentários e também nem conhecia essa tal Niemi, mas observei uma coisa: Se a garota confiou a senha a alguém para postar um texto póstumo, porque não foi passado nenhuma informação sobre velório e enterro? É o mínimo do que se espera quando alguém conhecido/querido morre.

Anônimo disse...

fui pesquisar sobre a dica do filme de Anônimo 00:30 e a coisa foi real e séria!!! Quem lê inglês tá aqui
Talhotblond is a documentary released in December 2009.
http://en.wikipedia.org/wiki/Tall_hot_blonde

Anônimo disse...

Basta ler a página do Twiter (link no post anterior) pra gente ver que uma pessoa com câncer, sob uma quimio braba, falando em fígado estraçalhado, sofrendo com dores... em tal estado de saúde a pessoa escreve coisas sérias e nada das bobajadas que ela ficava tuitando. Eu observei isso (y otras cositas tb), pero nem de longe me atrevi a comentar sobre as tuitadas a que me refiro pois conheço bem os ataques que ocorrem em blogues contra quem discorda de alguém querida pela maioria. Mas pior, muito pior e triste mesmo, teria sido se tudo fosse verdade, que uma moça de 26 anos tivesse morrido coisa e talz.

Niemi teve uma semana toda na berlinda lendo muitos comentários sobre ela e 1-2-3 reaparece novamente conquistando o espaço, se fazendo gostar, com outro nick, outra estória e o mundo virtual continua... cibernética.

Anônimo disse...

Carol A.
Como postar sobre um velório e enterro/crematório que nunca existiria? Ali mesmo ficou a suspeita pra quem estava fora de envolvimento pessoal/emocional com a gaja. E olha que para transplantes a coisa leva tempo em espera... no caso caiu um fígado de páraquedas???

Anônimo disse...

lhes conto um conto...
há uns 20 anos um cara círculava em altas rodas em Hollywood e Los Angeles como filho de Sidney Poitier. Restaurantes com lista de espera para meses a fio, o cara conseguia assim na boa apenas se apresentando como filho de Sidney Poitier. Namorava filhas de milionários.... até que um dia o cara tava enfrentando a justiça pelo engodo e danos morais e seja lá o que for qdo alguém levantou a lebre... Sidney Poitier tem filhas e nenhum filho... três filhas ou quatro. Se um cara consegue essa façanha em Hollywood e Los Angeles, o feito da Niemi é fichinha. Ah e nem tipão o cara era, mas certamente era bom de bico...como a Niemi.

Ártemis disse...

Com um tico mais de tempo:

Gente, é fato que isso aí acontece. A rodos. Gente que passa ANOS, anos tecendo uma história toda toda, faz amizade por muitos anos, gente que vc acha que sabe a vida todinha.

Já vi duas histórias dessas de camarote. Coisa assustadora, viu. Sorte que essa nem envolveu crianças, doenças de crianças e doações, viu.

Camila Fernandes disse...

Ah, não, a comunidade não era CSL (que, aliás, eu não conheço).

Carolina e Verô, lendo os comentários bateu saudade de outra comunidade, talvez vocês lembrem. Fui moderadora da "Eu sou contra o preconceito", que era uma comu linda e cheia de gente incrível! Deu a maior nostalgia. Eu entrei logo que comecei a usar orkut, quando ainda era em inglês (gente, como faz tempo). As discussões na ESCOP eram muito interessantes, me fizeram pensar em coisas que nunca tinham passado pela minha cabeça. Eu devia ter uns 13 anos e acompanhava os debates à distância, mas conheci o pessoal e depois fiz parte da moderação, com uns 16 anos. Lembro com muito carinho disso, foi a primeira vez que eu fiz amizades virtuais. Muita gente usava fake, mas ninguém inventava historinha de vida. Os que davam trabalho eram os trolls, que toda vez que eram expulsos voltavam com uma identidade diferente. A gente também ficava tentando descobrir quem era quem, mas pelo que eu me lembro eles não eram muito criativos.

Eu lembro de muita coisa legal da ESCOP. Lembro da Rose, que era cadeirante e me fez pensar em como a minha escola não tinha acessibilidade. Foi onde eu aprendi o que era especismo e resolvi me tornar vegetarian, vi pessoas discutindo a legalização do casamento gay e resolvi tomar partido da causa. É um pessoal que eu gostaria de ter mantido contato.

Ah, claro, os trolls, além de xingar a mãe de todo mundo, adoravam fazer ameaças: "vamos acabar com a sua comunidade". Eles realmente enviavam uns virus e links suspeitos para os nossos perfis, mas não dava em nada. Uma das comus relacionadas era a Homofobia Já Era (HJE), que tinha um pessoal bacana também. Lembro quando ela foi roubada e deletada. O pessoal das outras comunidades se mobilizou para denunciar e tudo, mas não conseguimos reativar a HJE. Sei que ela foi recriada. Algum tempo depois, quando eu já não acessava as comunidades do Orkut, fiquei sabendo que a ESCOP também foi deletada e fiquei chateada de verdade.

Anônimo disse...

Essa história está tão louca que até eu que qse nunca comento aqui, apesar de ser leitora assídua há uns 2 anos, resolvi comentar. Bom, da pra perceber que essa Niemi (infelizmente nunca li nenhum comentário dela, e se li, não lembro. costumo ler rapidamente os comentários sem me ater a nomes) conseguiu ser bem amada por todos, algo meio incomum, sei lá, pra quem comenta em um blog ou ate mesmo tem um. Existe outra pessoa, fora Lola (obvio, rs), que vcs ficariam tão tristes de não ter mais? Claro, toda morte é comovente, ainda mais de alguem jovem e com cancer, mas tirando todo esse drama que ela passou ou criou, ela conseguiu a atenção de MUITA gente. Talvez ela tinha apenas esse objetivo e resolveu secamente parar por aí, pode ser tbm q talvez ela tenha um motivo forte. Eu nunca achei graça em criar fakes, me envolver com pessoas em perfis fakes e por aí vai. Só posto em anonimo pq sou meio assim doida mesmo, n sinto vontade de mostrar minhas poucas fotos em perfis em q raramente faço amigos.


-
Enfim, a nao ser q ela assuma, acho que nao da pra fazer muito mais do q especulação sobre o caso, ou puxar la da memoria alguma coisa q se mostre indício de q tudo era uma mentira etc...
Mas só pelo q conheço, bem superficialmente, essa menina nunca desandou a falar a língua nativa dela, nem q fosse uma frase? Nao ensinou nada engraçado a vcs, algum apelido talvez... Nunca falou com vcs nem por telefone? Msm após +2 anos de convivencia?
Conheci um arabe na internet e em menos de 2 meses conversávamos muito por skype e eu sempre ouvia um pouco ou o começo das conversas dele por telefone em arabe, ele me ensinava algumas poucas palavras, me contava um pouco de como era sua religiao, fora fotos dele no local, com muçulmanos e td o mais.
Já Niemi pareceu ter nome e sobrenome clichês, gostos clichês, etc. Fácil demais, sabe?
Ela nunca mostrou nada q fosse cultural? Nunca falou nada sobre esse tipo de coisa que é corriqueiro na vida de um estrangeiro q se muda pra um país totalmente diferente?

luh disse...

Somente ontem que eu fiquei inteirada dessa histótia vendo este post e lendo os comentários no post que informa a morte da Niemi.

Não acho que o Dr. Roberto tenha sido agressivo, muito pelo contrário. Ele foi completamente respeitoso. Agressivo foram os outros comentaristas (é só ir lá nos comentários do post sobre a niemi e ler!!) e depois de um tempo o Dr começou a ficar mal humorado com a reação dos das pessoas, afinal ninguém é de ferro.

Como ele mesmo disse no primeiro comentário em que tocou no assunto, ele seria "detonado". Foi o que ocorreu. E mesmo mostrando-se que ele tem razão, parece que a situação não mudou muito. não sei é pq temos a mania de culpar o mensageiro pela mensagem ou se é porque não gostamos de admitir que os outros estavam certo e nós errados.

Anônimo disse...

Lola, já vi outras historias assim.

Aproveito para pedir se alguém tem o link de um filme chamado Catfish que fala sobre essas "surpresas virtuais"
Já pedi uma vez e tem uma comentarista muito querida e atenciosa que me ajudou a achar o link - esqueci o nome dela :( mas obrigada de novo moça adorável :)) - e inclusive me ensinou como baixar legendas e tal (nao falo ingles).
Mas na correria e no meu analfabestismo funcional virtual nao consegui baixar nada, e agora nem tenho mais o link.

Esse filme Catfish nao tem em locadoras, é do festival de Sundance de 2010, e aborda essa temática das relaçoes virtuais.

Se ninguém souber de um link fica de qq maneira a dica do filme, que pelo que já li é muito bom.

Bjos


Lana

Anônimo disse...

luh, eu tb achei o dr. Roberto Lima legal e sincero desde o começo e não havia encessidade nenhuma da maneira rude como se dirigiram a ele. E antes dele levantar a lebre aqui eu já havia deixado algum parecer meu como que estranhado caso dessa morte, deixei em outro blog, sob Anônimo, pq sabia quer seria super ultra mega detonada.

Anônimo disse...



Lola, já li uma historia parecida no site do Alexandre Inagaki, dei uma busca por lá mas não encontrei, é um texto antigo , de uma moça q dizia ter um namorado, q disse que morreu, na época do IRc ainda, e descobriram o endereço dela e foram prestar solidariedade ao suposto namorado, e qdo chegaram lá nada existia, era tudo invenção.
Nao achei a historia mas sei que o post do Inagaki é muito bom.

Historias como essas pululam na internet.
Bjos

Lana

nanachan290 disse...

Lana, encontrei o link para download de Catfish. O formato é rmvb (urgh!) por isso a qualidade da imagem deve ser bem feinha, mas já está legendado.
http://uploaded.net/file/xdnrja0e
Se eu encontrar num formato melhor eu aviso.

LisAnaHD disse...

Você que a defendeu com unhas e dentes qdo levantada a possibilidade de um farsa a doença e morte de Niemi, a você não falta inteligência; a você pesou a ingenuidade… a pessoa boa é você e não a Niemi… você viu a Niemi pela pessoa que você é, assim como você me vê pela pessoa que você é. E todos nós temos essa dualidade com a qual por vezes lutamos.

Qdo comecei a comentar aqui, foi 1-2-3 e Niemi interferiu em algum comentário meu creio dirigido a outra pessoa e o fez de forma impertinente, muito confortável no espaço... 1-2-3 eu a dispensei e pelo jeito ela se acomodou e num par de meses deixou de comentar por conta da suposta doença que até entao pareceu verdade mesmo. Após a tal morte nao morrida, qdo li essa conversa dela ser muito inteligente, saí caçando comentários dela a mais nao poder em outros blogs e nada eu li que partisse de uma pessoa assim inteligente como fazem supor. Ela tem sim traquejo pra se expressar na rede, é simpática e cativante... disse que tem o sonho de ser mae e é grata por ter sido amamentada até os 14 meses, é assuntada... pode ser ótima e até mesmo acima da média em TI. E é solidária com causas sociais e isso cativa profundamente particularmente os incautos.

Mas me parece que vcs desconhecem uma das maneiras básicas para a pessoa demonstrar sua inteligência... como ela aborda os assuntos considerados banais ou de conhecimento geral... é a maneira como a pessoa constroi seu pensamento que distingue sua inteligência particularmente no caso de pessoas com boa retórica que se fazem notar de cara, pois há pessoas com inteligência de destaque cuja personalidade é introvertida como Bill Gates e o rapaz famoso do Facebook, tipos quietos, mais de pensar do que falar. Bem, temos de tomar em conta que a inteligência nao está primordialmente em que a pessoa saiba discursar sobre algo em que ela é bambambam. Discursar bem pode ser facilmente aprendido. Nem todos aprendem, seu sei. A inteligência tb não é demonstrada por um texto perfeito em regras de pontuaçao.

Nao digo que Niemi nao seja inteligente, pois pra criar essa situaçao toda há que ser, acima de inteligente, esperta e ter sangue frio pra brincar com o sentimento alheio de quem a ama. E toda esperteza traz em si inteligência, sabemos que psicopatas sao muito inteligentes e espertos e pouco se importam com o sentimento alheio. Mas no caso Niemi Hyyrynen, pelas conversas dela na rede, nada li que mereça todo esse obaoba a nao ser qdo dizem "ela me fazia sentir tao bem... era tao boa… me confortou… foi prestativa" ah tá... ela tomou conta do seu emocional e lá se foi seu racional.

Além do que ficou registrada uma inteligência medíocre pelo desfecho da doença e morte... ficou fácil de ser descoberto e se alguém achasse necessário descobrir, quisesse realmente e se empenhasse em chegar até ela, é possível via rastreando os e-mails recebidos dela, apenas nao me parece que estejam dispostas a isso, mesmo pq ela ainda é muito gostada aqui e esperado seu retorno. E provavelmente já tenha retornado aqui na página de comentários, em nada apreciando o que acaba e ler.

luh disse...

pois é anônimo, bem que o Dr. Roberto merecia um pedido de desculpas. mas ao invés disso, ao invés de darem o braço a torcer, dizem que ele foi "agressivo". mesmo que a primeira reação ao comentário que ele levanta a possibilidade da morte da niemi ser falsa, ser tratado como "desrespeitoso". quem é que foi agressivo mesmo??

Ana Paula disse...

Sei que isso não vai fazer diferença nenhuma nesse causo todo, mas eu queria dizer que nada dessas coisas finlandesas que vocês tão falando são góticas. Alias, nenhuma banda de metal no mundo é gótica, já que o gótico veio do punk e não compartilha nenhuma ligação musical/visual/ideológica com o metal.

Anônimo disse...

O mais paradoxal é q a pessoa criou um fake mais bacana e muito mais querido do que ela é realmente, e ao ler toda a reação a sua morte, isso ficou bem claro.
Luciana

Anônimo disse...

Achei esse email da Layanne curioso porque, não sei se vocês lembram, gente, mas Niemi já disse que havia enfrentado problemas com o peso num dos vários posts em que ela comentava... Essa coisa de foto gorda, foto magra, me lembrou disso.

Anônimo disse...

Leio o blog há algum tempo, e algumas vezes o fiz com meu namorado, finlandês, me acompanhando. Numa dessas vezes, a Lola citou a Niemi, talvez no post que se chamava algo como "Feliz Natal em Finlandês" ou algo assim... Meu namorado entende bem o português e o primeiro comentário dele foi "Niemi? O nome dela é Niemi?! Muito estranho.... Niemi é sobrenome, nunca primeiro nome." Mas ficou por isso mesmo, não tínhamos razão pra perder tempo investigando, mas ele realmente suspeitou da identidade finlandesa dela.

Ontem lemos o blog de novo juntos, e ele retomou a afirmação de que Niemi não pode ser primeiro nome, e entrou num site finlandês chamado Population Register Centre. A consulta sobre se determinada pessoa existe ou não é paga, então não fizemos, mas é possível pesquisar por um nome próprio e ver quantas pessoas receberam aquele nome em cada década.

O site é esse: http://verkkopalvelu.vrk.fi/Nimipalvelu/default.asp?L=3 (disponível em inglês)

Pesquisando por Niemi como primeiro nome, o resultado é que, de 1980 a 1999, não houve ninguém na Finlândia registrado com esse nome...

Bom, não estou falando nada além do que todo mundo já sabe, que o nome real dela não era esse, mas aí está uma confirmação... De certa forma, mostra que a mensagem da família no Twitter também deve ser falsa (por que eles ajudariam a sustentar o nome falso, chamando-a de Niemi, em vez do nome real?)


Outra coisa que meu namorado estranhou é o gosto dela pela bandas finlandesas mais populares e o fato de ela ser meio gótica... As finlandesas muito raramente seguem essa imagem que a mídia vende delas pro exterior, e muito raramente são grandes fãs desses finlandeses conhecidos mundialmente, pois têm mil artistas locais que representam bem melhor a Finlândia, além desse tipo de patriotismo ser muito mal visto.

Por outro lado, no blog dela, ela falou sobre a língua finlandesa de maneira que pareceu entender sobre o assunto, e cometeu um erro de terminologia que só um finlandês poderia cometer (ela chamou raiz/radical de "corpo", ou algo assim, pois o termo raiz de uma palavra, em finlandês, se diz corpo da palavra). Mas pode ter sido uma coincidência também. É difícil entender qual era o grau real de ligação dela com a Finlândia, mas, independente disso, faço coro aos que desacreditam na morte dela.

Anônimo disse...

Anônima das 15:18, uma pequena correção...
minha mãe é de Letras, chamar raiz/radical de "corpo" é coisa comum na área ;) (eu perguntei hehe)

LisAnaHD disse...

Luciana 14:39 - Qdo a pessoa se faz passar por outra, ela sempre o faz mostrando aquilo que realmente não, mas gostaria de ser ou admira em quem o é. Muita gente me considera casca grossa ou pernóstica (ou os dois) e muita gente me acha bondosa e prestativa. Os dois lados me avaliam pelo meu mesmo modo de ser. Nao é que para uns demonstro uma coisa e para outros demonstro outra coisa.

Já ocorreu uma pirralhice de quererem me banir dos comentários daqui e foi mais de uma pirralha que o tentou... dei por postar como Anônimo, muito embora de modo geral Lola sabe qdo sou eu e como Anônimo deixei de ser alvo das pirralhices... vamos ver daqui pra frente como fica. Qdo eu critiquei por Niemi bolar sua morte justamente qdo Lola postou sobre o amor dela com o marido e data de comemoraçao naquele dia, alguém me acusou de falta de empatia; oras pois se isso tudo já me cheirava a marmelada e foi baseada nisso que comentei e expressei minha suspeita. Se eu tivesse feito o comentário com o meu perfil conhecido por várias, eu teria levado espinafrada de gente que quase nem comenta aqui, mas segue os comentários, fica de butuca e nao resiste com algum comentário meu e recomeça a pirralhice.

Com a suposta "pessoa maravilhosa" Niemi Hyyrynen, tudo continuaria com ela sendo a estrela se nao pela estupidez e idiotice de forjar uma séria doença e comentar sobre isso de forma crível para quem lê, se comove, e nao pensa racionalmente sobre o assunto... e pra melecar mais ainda veio com a morte estapafúrdia sendo que para se obter um transplante é uma burocracia tremenda e fila ou lista de espera pelo órgao, doares de sangue, etc. etc. isso depois dela postar que o câncer nao era maligno... quimioterapia detonante???!!! É como se alguém a liderasse durante todo o tempo em que ela se comunicava na rede e de repente essa pessoa a abandona e daí a segunda verdadeira pessoa (por trás da máscara Niemi Hyyrynen) tivesse de lidar com o desfecho em como sumir do mapa virtual e o fez como uma das Histórias da Carochinha ou algum relato surrealista bíblico tipo Enoque caminhou com Jeová e sumiu da terra ou a mulher de Ló olhou pra trás e virou uma estátua de sal pq desobedeu a Jeová. Finito. Caso contrário, ela assim procedeu pq considera todo o pessoal que a badalava meros instrumentos que serviram para alimentar o EGO de Niemi Hyyrynen. Até parece um mascu ou algo que o valha desafiando a Lola, querendo tirar um barato com a Lola. Ou uma pessoa que quisesse ser admirada pela Lola... convenhamos que cair nas graças da Lola no mundo da comunicaçao virutal é uma grande conquista pra quem quer se aparecer e claro que tb é legal cair nas graças da Lola sem ter a intençao de se aparecer, apenas saber que cai bem para uma pessoa como a Lola... eu ficaria contente e já pensei muito em elaborar um texto para um possível guest post. Mas me retraio.

Enfm, tremenda sacanagem aprontou Niemi Hyyrynen e se ela quiser realmente provar inteligência (que no frigir dos ovos nao demonstra ter ou apenas tirou um barato legal), que aproveite o que tenho escrito e outras pessoas sensatas tb têm escrito aqui e retorne com um relato que faça algum sentido para os critérios de quem analisa com o "Terceiro Olho".

Sou bastante criativa e posso sustentar um perfil fake, usando da psicologia necessária (e foto fake que ninguém nunca descobrirá em outra fonte) pra me fazer ser querida no mundo virtual. Psicologia Aplicada, que nao é bicho-de-7-cabeças, basta para saber me conduzir numa farsa e engodo, mas se eu o fizesse nunca jamais brincaria com o sentimento de ninguém e ninguém mesmo, fosse quem fosse. Isso pq me sinto bem o suficiente diante da opiniao de quem gosta e de quem nao gosta de mim... .
Pois quem nao gosta da gente
nao gosta da gente
pela pessoa que a gente é
ou nao é
e sim pela pessoa que ela é
ou nao é...
Mas gostaria de ser
ou nao ser.

Third Eye
http://en.wikipedia.org/wiki/Third_eye_(disambiguation)

Tercer Ojo
http://es.wikipedia.org/wiki/Tercer_ojo

Roberto Lima disse...

Ainda falta saber quem são os "fakes de apoio" da Niemi. Ou seja, os fakes criados por ela para dar maior credibilidade ao seu "perfil". Uma pessoa que inventa uma história dessa magnitude sempre cria perfis acessórios eua a apóiam em situações difíceis, ou que a contradizem, para passar uma impressão de simpatia para o perfil "principal". Eu já tenho uma lista com alguns nomes. E já foi provado que eu estava certo anteriormente...vamos ver o que acontece.

Carol A. disse...

Outro ponto que não deixa dúvida nenhuma que Niemi é uma farsa: Ela morreu dia 11 e dia 12 já havia uma mensagem no twitter dizendo que ela ja tinha sido cremada? Primeiro: não houve cerimonia de cremação nem velório para que ninguém pudesse prestar sua ultima homenagem (e demora um pouco para o corpo ser liberado para o velório, que seria no mínimo dia 12) - Pelo menos alguém aqui seria avisado, já que muitos diziam-se amigos próximos. Ninguém é cremado assim, da noite para o dia. Existem apenas 2 crematórios em São Paulo e nenhum liga o forno para cremar um único corpo. Demora pelo menos 1 semana a 15 dias.

Anônimo disse...

@Roberto veja no post de hoje da Lola. Alguém que assinou como Leitora assídua do blog :-) falando de sadomasoquismo. O estilo e a opinião te diz algo?

Anônimo disse...

@Carol A, o que vc diz procede. Nesse link explica detalhes do processo de cremação http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-e-feita-a-cremacao-de-cadaveres

Anônimo disse...

Carol A. eu escrevi um comentário sobre como é fácil checar com crematório em Sampa, e comentei que lidei com as cinzas de um defunto que tive de despachar lá do aeroporto, por aviao, para o exterior. Mas a Lola nao liberou meu comentário... acho que ela ainda estava sensibilizada com a notícia da suposta morte... escrevi como Anônimo mas nao fui malcriada e ela publicou de outras pessoas comments Anônimo inclusie alguns dos meus.

LisAnaHD disse...

dr. Roberto Lima bem sabe que médicos dao ótimos escritores e detetives... médicos escritores bem sucedidos e famosos na literatura inclusive em estórias de detetive e deixo listas pra quem se interessar.

English
http://physicianpublishing.wordpress.com/2008/10/27/doctors-who-became-famous-authors/

Português
http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9dico_escritor

English
http://en.wikipedia.org/wiki/Physician_writer

Sara disse...

Robertinho não sei se vc desconfia de mim, que eu seja um "fake" pq eu realmente admirava a Niemi, mas quero que saiba que ja conheci a Lola PESSOALMENTE, o que ela pode confirmar isso.

Koppe disse...

Já que mencionaram o filme "Catfish", deixo aqui um link de um podcast que vale a pena ouvir, sobre este filme (contém spoilers) e sobre o filme "Confiar", que trata de tema semelhante:
http://www.cinemacomrapadura.com.br/rapaduracast/rapaduracast-253-internet-a-confianca-mascarada-e-anonima/
Vale a pena ouvir.

Anônimo disse...

nossa, gente, que péssimo. eu comentei que minha mãe tinha morrido de complicações de um câncer no intestino (normalmente as pessoas que têm câncer no intestino morrem da metástase no fígado, como foi com minha mãe - a pessoa fica intoxicada e entra em coma) e fiquei chocada pq esse tipo de câncer acontece normalmente com gente mais velha. no entanto, conheço um cara de uns 30 anos que tirou pólipos do intestino há uns anos. ou seja, devia ter uns 25, 26 anos. eu fiquei meio assim pq é um câncer difícil de acontecer em gente jovem, mas eu mesma conheci um que teve os pólipos nessa idade.

outra coisa que eu tinha achado esquisita é que a pessoa sente coisas antes de o câncer ser diagnosticado, como prisão de ventre eterna. mas, enfim, se era verdade, eu não ia desconfiar de nada. eu passei por essa dor perto de mim e não iria questionar a dor do outro.

sério mesmo. eu tinha ficado super mal, de cara mesmo com a morte. eu tenho empatia.

eu costumo não me identificar em blogs pq já fui perseguida por um juiz federal que conseguiu fazer da minha vida um inferno só pq não dei bola pra ele. por causa de um comentário que eu tinha feito. mas eu não finjo ser quem eu não sou e nem uso nomes/imagens exatamente pq eu quero que fique claro que estou anônima.

mas, se isso tudo realmente for uma grande armação, não vai ter sido a primeira na internet. a gente não costuma sair desconfiando de todo mundo ainda mais se a pessoa não está sendo agressiva.

no fim das contas, só fico "feliz" por saber que eu ainda sou capaz de sentir empatia e que eu ainda tenho coisas boas pra desejar pra família de uma suposta morta. se tirei algo positivo disso, é que eu ainda tenho a capacidade de acreditar nos outros e me botar no lugar deles.

ana disse...

sabe, eu não duvido nadinha que o doutor Roberto Lima seja um fake da pessoa que criou a Niemi. "agora vamos descobrir quem são os fakes apoiadores". tipo, caça as bruxas, sabe? não querendo que a brincadeira acabe.

sei lá.

só queria que o criador da niemi soubesse que não é só ela/a que está se divertindo com essa historia toda. e se pensa que está enganando todo mundo está muito enganad@.

;)

Luiza disse...

"Ainda há alguns "poréns" nessa história da "Niemi", poderia simplesmente ser deixado pra lá, como se diz.E a relação gótico/Finlândia?
Timo Tolkki e Stratovarius,banda finlandesa que tem uma enorme legião de fãs aqui no Brasil.Tarja Turunen e Nightwish , idem."

Roberto, que porém há nisso?

É, tem muita gente que curte essas bandas, inclusive eu. E? Seu ponto é...?

Mariana. disse...

roberto, estou muito curiosa sobre suas opiniões...

Mariana. disse...

a história do fígado eu não sei...

roberto, se alguém da família quiser doar um órgão, e for compatível e talz, aí a espera não é tanta né?

mas o negócio do crematório ENCERRA a discussão. eu não fazia idéia de que demorava DIAS (até semana) para cremar uma pessoa...

acho que a pessoa por trás de niemi queria evitar um túmulo, mas deu com os burros n'água.

Anônimo disse...

hm, não sei sobre isso de crematório em outros lugares. em brasília, minha mãe foi cremada dentro de poucos dias depois da morte dela. tipo uns 4 dias.

Anônimo disse...

sobre o roberto, não sei, gente. porque já aconteceu comigo de eu ver um caso de plágio na internet e ter falado um monte pros donos do site que era plágio e eles me disseram:"fulaninha é gente boa, não faria isso" e eu fiquei meio agoniada até conseguir mostrar de onde tinha vindo o plágio. acho que quem acompanha certos sites/blogs acaba sentindo algumas coisas porque é pescado por algum detalhe e vai mesmo atrás. e fica de cara qdo outras pessoas não percebem a mesma coisa. talvez seja só isso.

ou a coisa é muito doente. por que uma pessoa se passaria por um médico que desmascara o fake número 1? sei lá... já não duvido de nada, mas acredito mais nisso de querer mostrar as coisas que percebeu (o que não necessariamente significa que a pessoa tá sempre certa).

Anônimo disse...

Roberto Lima, viiste que em um dos post do blog da niemi ela cita o nome da irmã dela? Na mesma ocasião ela parece não lembrar se a irmã veio visitou-a no brasil duas ou tres vezes... estranho, né? Aqui a passagem:

"Fim de ano agora, minha irmã Kyllikki vem para o Brasil (ela só veio umas duas ou três vezes...) trazendo o meu sobrinho Keke, eu não sei se vou querer recebê-los, estou magrela, feia, eu sou branca que nem uma vela, mas agora estou amarela que nem um post-it, será que o meu sobrinho não vai se afetar com a minha aparência?" do post http://bordadosfeminista.blogspot.com.br/2011/11/medo.html

Layanne e Luciano disse...

Ainda tem gente achando que eu tenho alguma coisa a ver com isso...

(eu até tento, mas não consigo deixar esse assunto de lado, pois me incomoda bastante pensarem de mim algo que não é verdadeiro)

Prestem bastante atenção nas duas fotos, e verão que não são as mesmas pessoas, nem a mesma roupa, nem o mesmo óculos (eu nunca tive óculos de armação transparente).

Roberto (acho que foi você quem mencionou isso),no meu flog há sim algumas fotos numa posição PARECIDA com a da primeira foto (que não é minha), mas não se trata da mesma foto, basta comparar.

Carol A. disse...

Olá Mariana.

Sei disso porque as pessoas da minha família costumam ser cremadas. Existe uma cerimônia após o velório que é parecida com a do enterro em uma sala do crematório e o caixão desce em uma espécie de elevador e a cerimomia se encerra (É bem triste e emocionante, como a descida do caixão no enterro). O corpo no entanto fica lá aguardando outros corpos para que todos sejam cremados de uma vez. O crematório da Vila Alpina inclusive é próximo de onde eu moro e o forno é ligado poucas vezes no mês. Depois disso a família vai até o local retirar a urna com as cinzas. Costuma demorar até 15 dias. Creio que o fake Niemi tenha inventado isso para que não ouvesse um túmulo a ser visitado. E por mais que as pessoas privem pela privacidade, acharia mais comum a família deixar o recado com data e local do velório - Uma conhecida com quem trabalhei tinha um blog bastante visitado e, ao falecer, sua amiga postou esses dados no blog. Até porque é mais fácil do que tentar ir atrás de todos os amigos e pessoas que se importavam, mesmo que só online. Antes desse post nem fazia idéia da "existencia" da Niemi, mas infelizmente são comuns casos de pessoas que fantasiam uma vida que não existe, na internet e fora dela.

LisAnaHD disse...

Mariana, qdo se trata de receber um fígado, a primeira busca é entre os familiares e isso agiliza o processo, pois existe naturalmente uma longa lista de espera. No caso da Niemi nao tive suspeita até qdo 'ELA' disse que estava sob quimioterapia... oras, dissera antes nao ser câncer maligno e vem com a quimio pesada? Passado um tempo 'ELA' retornou aos comentários e eu até a cumprimentei, achei que o assunto da doença houvesse passado. A próxima que fico sabendo é qdo leio o post da Lola e dou com o caso do transplante... leio aqui e lá e dou com que 'ELA' estava num estado gótico, digo caótico pelo excesso de quimio e que ia Mudar de médico pra aliviar o sofrimento e o novo médico iria SUBMETÊ-LA a um transplante?!! que hospital permitiria isso num ser humano estraçalhado e debilitado? senti empatia pelo sofrimento da Lola e da Dayane, pois a noticia ainda estava fresca e as duas estavam muito abaladas. Deixei um comentário pra Dayane e dei um quê da minha dúvida, fui sutil.

Qdo li as tiutadas de NH, aquilo nao é conversa de gente seriamente enferma coisa nenhuma!!! Tb nao fui abrindo a boca no trombone em respeito pela dor da Lola e pelo tanto que Lola gostava gosta da N. Daí Roberto Lima chegou confirmando minhas suspeitas... busquei Niemi Hyyrynen na net e encontrei comentários dela em outros blogs, antes mesmo dela assumir o avatar da foto, qdo usava um avatar desenho... lendo cá e lá fui encontrando mais e mais confirmando minhas suspeitas. Eu comuniquei um bocado e coisa pra Lola, antes mesmo de Roberto Lima chegar, mas Lola segurou os comentários acho que querendo preservar a imagem da pessoa que ela estimava/estima. OK. Nao preciso provar nada pra todos aqui, apenas pra Lola estava suficiente pq eu queria como que aliviar algum sofrimento desnecessário... qdo leio que um mascu ou um troll sei lá diz que nao se importa em ter os comentários dele censurados pq ele quer apenas conversar com a Lola... rs... bem, sei lá... cada louco com sua mania.

Até entao Roberto Lima me parece idôneo, se eu estiver enganada nao demora e farejo menos que ele seja impecável nos comentários, mas até entao nada há pra que eu suspeite... nao me precipito e nem desacredito a torto e a direito das pessoas. E, sim, Mariana, a criatura quis evitar um túmulo e criou um tumulto que ainda vai dar muito mais pano pra manga, melhor dizendo, mangá... rs...

Fico imaginando o pânico da Anônimo 21:58 sendo perseguida por um juiz federal por conversa virtual, isso é mesmo assustador. E no final de tudo sabe-se lá agora quem MAIS aqui é fake e quem nao é fake por trás de conversa que é melhor vez ou outra dependendo do que vai comentar a gente se preservar via anonimato... mudar o jeito de escrever... essas coisas assim de Sherlock Holmes, caro Watson.

Bruno S disse...

Acho que todo mundo que tinha alguma interação com o personagem "Niemi" está se sentindo algo enganado.

Mas acho tragicômico aparecer um monte de gente aogra, dizendo que era fácil perceber, que já desconfiava. Será mesmo?

Acho que não é porque tinha um fake aqui no meio que devemos começar uma caça às bruxas entre os comentaristas.

Para brincar de dar pitaco sobre quem estava por trás da Niemi, acho que era alguém que queria poder escrever na internet dissociado de sua própria identidade. Com o tempo foi interagindo com mais gente, criando afinidades. Quando se deu conta de que a história estava indo longe demais, resolveu matar o personagem.

Anônimo disse...

Mariana, fui eu que disse no outro post sobre não se poder provar o inexistente.
Porém, acho que agora a situação é distinta. Porque se há a pessoa que a NIemi confiou a senha e que mandou o e-mai pra Lola, ela seria a única pessoa com quem Niemi teve contato. Por que não aparecer então? Antes, poderíamos pensar que a família dela q estava com a senha, e nem estivesse vendo internet nem blogs, mas, pelo jeito ela é frenquentadora do blog não? Porque esta pessoa se calou e não parece aqui?
Para mim isso já é a maior prova da inexistência da morte "fisica" de Niemi .
E se esta Marina aí em cima que a Lola comentou for a NIemi, dizer "parabéns" para Lola, e que podem persegui-la de novo eu achei bem de mau gosto para o sofrimento que imagino ter causado para Lola e os mais próximos. Fico me perguntando se é tudo diversão ou algum problema da pessoa..

Bjos

(Vivi)

lola aronovich disse...

LisAnaHD, e vc que sumiu, hein? Vc tava comentando como anonima ou tinha viajado? (Achava que era vc comentando como anonima, mandando links e tal... Ah, agora vi num outro comentario seu dizendo que era sim). Nao exagera, ne? “A pessoa central a ser conquistada é a Lola”. Por que seria? Eu participo pouco dos comentarios. E pra me conquistar é facil. É so fazer comentarios inteligentes e/ou divertidos, aqui ou no twitter. Eu nao tenho muito como conhecer leitor@s que nao comentam, ou que comentam muito pouco. Mas comentaristas mais frequentes, eu conheço todos, pois leio todos os comentarios. E muita gente que vem aqui le e participa dos comentarios. Claro que tem gente que nao faz coment inteligentes e tambem fica “conhecida” (negativamente), mas agora que os comentarios sao moderados ficou bem mais dificil prum troll ficar famoso.


Anonimo que se surpreendeu com Layanne tendo publicado endereco de como chegar na casa dela: ela vai casar! Se vai dar uma festa, precisa passar o endereco, nao? Vamos parar de suspeitar da Layanne, que ela ja se explicou. Tudo indica que ela foi vitima, que a Niemi pegou a foto dela, e que ela nao tem nada a ver com a historia.

lola aronovich disse...

Pra ser franca, gente, tambem me surpreendi um pouco com aquele negocio de ser cremada no dia seguinte a sua morte. O pouquissimo que sei sobre isso diz que leva bem mais tempo pra ser cremado... Mas, como acredito em quase tudo que me dizem, e aquele nao era o momento de duvidar, acreditei.


Sobre outras pessoas serem fakes da Niemi, acho que nao. Essa Marina que apareceu ontem (ou anteontem? To perdida aqui em Campinas) e o anonimo que veio pra discordar dela antes que o comentario fosse moderado devem ser a Niemi. Mas outros comentaristas frequentes? Duvido muito. Acho que a Ginger, uma menina que disse que tinha a senha da Niemi, e que disse que havia me enviado por engano um email usando o endereço da Niemi, é fake dela sim. Mas Ginger nao é comentarista frequente no blog. Tanto que eu mal sei quem é...
Mas por favor, nao vamos passar a desconfiar de cada pessoa que comenta, ne?
Nao me importa muito se um comentarista nao use seu nome real. Tipo, Aiaiai nao se chama Aiaiai, Lord Anderson nao se chama Lord Anderson, Sara ja assinou aqui como Denise mas nao se chama nem um nem outro nome (e no entanto eu a conheci no lancamento do meu livro, publiquei ate foto com ela). Pra mim, uma pessoa é o que ela fala e como age. Nao tem porque investigar cada pessoa que comenta na internet, ne?
So que, daqui pra frente, pra crer na morte de alguem que nao conheco pessoalmente, vou querer algo mais fundamentado...

Lays, mãe e tudo o mais. disse...

Eu não conhecia a persona Niemi, comecei a frequentar o blog pouco antes da notícia da sua "morte". Também não tive motivos para suspeitar da história, acredito que pela falta de vínculo emocional.

Mas acredito que uma das coisas que fica desse episódio é que, no ambiente virtual, devemos nos apegar às idéias, não às pessoas, até que tenhamos realmente motivos para trocarmos o foco. Por exemplo: ao dialogar com alguns comentaristas, dialogo com as suas idéias, porque até que tenhamos oportunidade - e vontade - de nos conhecermos pessoalmente, essas pessoas para mim são personagens. Mais ou menos como quando interajo com o personagem elfo clérigo no RPG.
Fora isso, apesar dos sentimentos causados pela farsa, acredito que a posição agora que poderia ser tomada é a de que Niemi está morta. Se foi uma morte real ou inventada, não importa. Ela está morta.
Porque afinal, o que aconteceria se ela aparecesse e confirmasse a farsa? Ou se ela estiver - ou ele, vai saber - com outros fakes, e lendo o que postamos aqui? O que efetivamente vai mudar em nossas vidas? Nada, ou muito pouco. Melhor que Niemi continue morta, e que continuemos a debater, a trocar idéias como antes, mas talvez um pouco mais seletivos em relação a quando, como e em quem depositamos nossos afetos.

Anônimo disse...

@LisAnaHD

cara, e é um juiz bem conhecidinho. casado. conseguiu contato meu por meio de pessoas "reais" que me conheciam pessoalmente até pq ninguém achava que o cara iria ser babaca do jeito que foi. um belo dia, ligaram na minha casa (eu ainda morava com meus pais) e meu pai atendeu. ele:"é fulaninho, disse que é amigo seu". eu:"ué, mas não conheço ninguém com esse nome. diz que eu nem tô". assim que ele desligou, me caiu a ficha de quem era. olha, deu taquicardia e o caramba a 4. nesse dia, passei a tomar calmante e cada toque de telefone ou carro esquisito na rua perto de mim já me dava pânico (porque ele mencionou a cor do meu carro - e brasília é um ovo).

ser mulher é eternamente fugir, viu. como odeio isso. tem uma coisa que eu acho bem característica desses doidos. caras com autoestima baixa que sobem um degrauzinho (normalmente econômico) e acham que podem coagir qualquer mulher a ficar com ele. o resultado é que volta e meia me busco no google pra ver até que ponto as pessoas conseguem saber da minha vida. tem coisas meio inevitáveis, tipo diário oficial, mas, de resto, não tenho nada: twitter, facebook, NADA. morro de medo.

Anônimo disse...

"no ambiente virtual, devemos nos apegar às idéias, não às pessoas,"

concordo até certo ponto (pq eu já trouxe pra vida real gente "virtual"). até por isso que essa coisa de ter credibiidade só se mostrar a cara me soa super furada. se eu discuto as ideias, por que alguém tem que ver minha cara?

Anônimo disse...

Lola,

eu tbm super acho que a Niemi era um fake, por todos os motivos expostos acima. Mas e o tal do hospital e da menina que vc disse que a visitou?? Será que essa menina era mais um fake da pessoa, ou vc a conhece? Ligar pro hospital e confirmar é fácil.

Anônimo disse...

eu tava aqui pensando uma coisa. tenho um meio irmão bem mais velho que eu que usava um serviço de telefone que se chamava "disque amizade", acho eu. eu era criança e me lembro que ele teve praticamente um relacionamento (antes de internet) virtual com uma menina. ela conversava comigo, com minha mãe, contava a vida toda. ligava nos aniversários...

e aí um dia meu irmão quis conhecê-la, meus pais disseram que era melhor pra conhecer a moça, a cara dela (naquela época, era só a voz, né)... e aí ela inventou uma operação no pé. claro que ninguém conheceu ninguém.

eu acho que esse pessoal faz isso qdo leva alguma coisa longe demais. cria uma vida que não corresponde à realidade dela e aí chega uma hora que o fake consome muito tempo e a pessoa pensa em cortar tudo. talvez por algum orgulho, a pessoa não simplesmente some, a pessoa tem que puxar mais do lado afetivo das pessoas com quem ela lidava. já repararam que nunca é "tenho que estudar muito e prefiro usar menos a internet"? é sempre doença, morte...

no caso da amiga virtual do meu irmão, minha mãe falava que achava que ela era casada.

alguém já falou isso. pode ser pq a pessoa quer ser como se mostra online. witty, inteligente, querida... até pq a gente preenche as lacunas com nossa própria cabeça qdo a gente "conhece" alguém no mundo virtual. tanto é que muita gente se decepciona qdo conhece a pessoa na vida real.

tem gente que cativa por alguma carência... mas isso tudo pode ser levado pro lado perigoso, é só ver esses mil casos de gente qeu cativou gente pela internet pra depois abusar (economicamente ou não) dessas pessoas...

Olivia disse...

Para mim isso beira a psicopatia. Uma pena que existam pessoas com esse grau de desvio psicológico/patológico. Sem mais.
Continue escrevendo Lola, que adoro seus posts e sempre acompanho, embora comente muito pouco. Abraços

LisAnaHD disse...

Lola, essa Ginger é de baixar o nível no rasteiro do rasteiro, basta vc dar uma geral nas páginas de comentários no tempo em que ela, Ginger, implicava comigo.... diz ela que tem sério problema com a mae coisa e talz.

Lola, claro que vc nao vai estar a reler páginas de comentários, estou apenas ilustrando para dar veracidade ao que digo. Niemi e Ginger, dois lados de uma mesma moeda e isso nao me surpreende em nada! Lembre, nunca tive lero-lero com Niemi. Uma vez vc até chamou minha atençao por eu ser tachativa com Niemi, qdo eu era nova no pedaço, e assim fui aprendendo a lidar com as pessoas a quem gosta quer tanto bem, Lola.

Lola, vc acha meeeesmo que para convidar pessoas para uma festa é necessário escrever o endereço detalhado num blog aberto ao mundo? Sério, Lola?

Bruno S., para mim a suspeita da doença da Niemi ser fake começou com a quimio pesada para câncer que ela disse nao ser maligno, mas até tomei em conta que talvez o médico nao dissera a verdade estava levando a paciente na conversa pelo bem da paciente. Qdo ela voltou a comentar, achei que a conversa da doença havia acabado.

Qdo ela morreu assim como morreu, eu fiquei suspeita sim e poderia provar se Lola nao tivesse segurado um bocado de comments meus, que enviei como Anônimo senao os comentários virariam um campo de agressoes contra mim (no anominato o pessoal manera). Meus comentários nao foram maldosos, OK? Nem malcriados. Deixei tb um comment com a Dayane, portanto foi sim fácil sacar que Niemi Hyyrynen era pura mentira. E que Ginger é pura verdade.

LisAnaHD disse...

Anônimo 10:52 em todos os blogs, qdo a gente comenta, se depara com gente malcriada, pirralhas cheias de si. Por conta disso, no passado, em outro espaço, uma pirralhinha implicou comigo, assim como essa Ginger foi uma que quis liderar um grupo a me tirar daqui, imagine um atrevimento desse... o blog é da Lola.

Bem, essas pirralhas ficam p. da vida qdo sacam que nao tenho Facebook, nem Twiter e nem nada pra me achar na net epoderem ateroziar pra cima de mim, e daí começam a jogar suposiçoes e querem dar vida ao que inventam. PORÉM, nos poucos blogs pelos quais passei por algum tempo, fiz contato direto com a blogueira, enviei presente pelo correio e para quem quisesse uma conversa telefônica teria meu número. Nao uso Skype. Nao tenho celular. Ironicamente tenho dois computadores profissionais de escrivaninha e um notebook, meu marido tem os dele, tudo na mesma casa... rs... simplesmente pela comodidade de nao ir de um andar pra outro pra usar computador. Mas até outro dia nem bina tínhamos no telefone... nem temos esse negócio de estar ao telefone com alguém e outra linha tocar.

Assim, se alguém quiser lidar comigo qdo nos encontramos em blog terá de ser na página de comentários e fim de conversa. Ocasionalmente eu puxo conversa com quem me cair na confiança e daí sim troco endereço se a pessoa quiser e isso ocorreu com 4 no Rio, 2 no interior de SP, 1 no Grande SP agora ela mora em SP City e estou por enviar algo, 1 no Ceará. Todas essas pessoas receberam algum presente meu e uma delas até gastou mais de 200 reais comprando livros que encomendei, ela mesma enviou pra quem eu queria presentear, me passou a conta bancário dela para eu reembolsá-la e foi uma luta pq o número era rejeitado e eu pedindo e pedindo o número correto até que a coisa foi... rs... Sou absolutamente idônea no meu proceder em TUDO o que faço, farejo pirralhice a grande distância, tenho boa retórica e me expresso com boas maeiras, sempre. Ataques rasteiros nao mudam meu proceder, pois nao definem quem eu sou.

Eu poderia fazer uma listas das malcriadas que comentavam aqui e foram sumindo com o sumiço da Niemi... e TODAS implicavam comigo... coincidência essa implicânca e o respectivo sumiço de todas, lideras por Niemi Hyyrynen?

E juiz federal e outros 'dignatários' como foi sua experiência, isso ocorre pq no Brasil esses cargos sao por concurso e nao por idoneidade. Entao qq pé de chinelo amoral e imoral ou qq dono de Mercedez amora e imoral pode passar no concurso ainda cheirando a fraldas e dá no que dá o sistema judicial brasileiro.

E, Lola, outro dia enviei um texto seu para uma pessoa da minha família... ela leu e me escreveu assim: "Adorei o text, parece você."

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 438   Recentes› Mais recentes»