sexta-feira, 11 de maio de 2012

UMA ZONA DE PERIGO CHAMADA FRIENDZONE

Eu noto que sou uma pré-histórica jurássica da era mesozoica quando o pessoal da nova geração fala em friendzone. Ok, antes disso também. Na minha adolescência a gente nem usava o termo “ficar” ainda. Mas é um exemplo de como aprendo com vocês. Em vários posts vocês têm deixado comentários incríveis sobre essa tal da “zona da amizade”, que é, pelo que eu entendi, o grande temor masculino de que a menina o veja apenas como amigo. Lógico que um conceito desses se baseia no mito como “homem e mulher não podem ser amigos, porque o cara sempre vai querer transar com a amiga”, que se baseia em outro mito, aquele de que mulher não gosta de sexo (porque, se gostasse, transaria com todo mundo. Imagino que o friends with benefits – que é a nossa velha “amizade colorida” – envolva mulheres também, não?). Bom, em vez de eu continuar falando besteira, vou deixar vocês com alguns comentários perspicazes de lind@s leitor@s sobre friendzone.

Beatriz: “Tenho ÓDIO dessa história de friendzone. Sou nerd, quietinha, cheia de amigos homens, que constantemente me acusam de deixá-los na friendzone e só sair com 'cafas'. Eles acham que estão sendo super legais comigo, mas querem saber? Não estão.
O amigo que tipicamente leva um fora meu sempre é um cara com quem eu até ficaria se ele não agisse que nem um maluco. Aham, maluco. Ei, conheço o modus operandi. Poderia escrever um livro.
Vc está lá vivendo sua vida, feliz alegre e contente, quando um dos seus amigos começa a se aproximar mais. No começo, é fofo e vc fica mexida. Ele te procura, manda msgs legais, chama para bons programas, ouve quando vc precisa... só que aí, invariavelmente, quando estamos próximos e começa a parecer que vai acontecer algo, o cara começa a dar maus sinais. Gruda em vc, manda msgs toda hora, quer sabe o que vc vai fazer. Se mostra magoado com as ausências mais bobas, como faltar a um cinema porque tem prova do curso de inglês. Começa a ter ciúmes do seus amigos (e a dizer isso e provocar briguinhas). Começa a falar mal de outras meninas pra vc (muitas delas suas amigas), comparando ('vc é legal, agora a X é piranha'). Começa a ser intrusivo, às vezes procurando membros da sua família constantemente na sua ausência. Começa a demonstrar carência excessiva, falando que precisa de 'apoio', te deixando apavorada em não corresponder essa demanda emocional enorme. Quando o freak-dar tá apitando alerta de emergência no último nível, ele se declara. Vc recusa porque se o cara, como amigo, já tá sugando sua vida de canudinho, namorando vc tá é f#$%##, minha amiga. E aí ele te acusa! ACUSA. Porque ele foi legal então parece que pode te EXIGIR que vc o namore. E aí, senhoras e senhores, fica claro porque vc fugiu do exu. Ele é machista. A atenção dele é machista, controladora, opressiva. Ele não quer SER seu namorado, ele quer TER a namorada.
Andei apaixonadíssima por um típico cafa na visão desses caras, que nada mais é que um sujeito legal com mulher e que, por gostar de sexo, transa sempre. Ele terminou comigo após um mês de relacionamento, após me dar todos os sinais de que era pra vida toda e me deixar caidinha. Somos super amigos hoje, BFFs [Nota da editora: Best Friends Forever -- não precisa me agradecer por decifrar as siglas, mãe] mesmo. Meus amigos friendzoned ficam indignados por eu adorar o cara, mas eu sou sincera com eles: o sujeito me confundiu, mas eu fui pra cama porque quis (não concordo com isso de mulher usada, quem usa quem? eu gozo também e adoro) e o fofo foi um cavalheiro comigo no término, não me enchendo o saco, não fazendo joguinhos, se distanciando quando precisei de privacidade para sofrer. Tudo que eles, os 'caras legais', não fazem. Sinceramente? Com todos os pesares o 'cafa' me dá menos dor de cabeça (e ainda é feminista e de esquerda, o que me conquistou a princípio, haha)”.
 
Anônimo: “Isso de 'Ah eu sou tão legal mas não pego ninguém' é exemplo de entitlement, de se sentir no direito de algo só porque faz isso e aquilo. Vai ficar na seca mesmo. Faz por merecer que a coisa acontece naturalmente e não porque você acha que deve”.

Anônimo: “Não fique com joguinho de dar comida pra esse tamagochi até ele me amar”.

Yulia2: “Um cara que te faz gentileza esperando favores sexuais NÃO É LEGAL NÃO É BONZINHO P*RRA NENHUMA! COM O PERDÃO DO PALAVREADO! Ele é apenas e tão somente o cafajeste que NÃO DEU CERTO! OU UM CAFA FRUSTRADO. SÓ E NADA MAIS! Um cara VERDADEIRAMENTE LEGAL é assim naturalmente com todos, sem esperar NADA em troca.”

Lord Anderson: “Pros caras que adoram falar de friendzone, eu pergunto: quantas mulheres vcs deixam lá? Quantas moças nerds, introvertidas, mais gordinhas ou que não a super-mega-hiper-gata vcs não dão atenção? Essa coisa de FD funciona para os dois lados, mas infelizmente muitos homens têm essa mentalidade de que a mulher é obrigada a se relacionar com ele só pq ele foi legal, quando gentileza e respeito deveriam ser coisas obrigatórias pra todo mundo.” [Nota da autora do blog: Quem acha que com essa postura bacana o Lord só faz amizade não sabe do papo que rola no Twitter. Outro dia uma leitora quis saber onde podia encontrar um Lord Anderson na cidade dela].

659 comentários:

«Mais antigas   ‹Antigas   601 – 659 de 659
Carolina Paiva disse...

Anônimo 16:49

Concordo que a solução é se afastar. É o único jeito, pois na maioria das vezes o que rola são apenas paixonites, que passam com a distância.
O que eu crítico é a tendência que alguns têm de chamar uma mulher de vadia/puta/piranha porque ela deu o fora em um amigo (mesmo que seja sincera e se afaste, e não apenas nos casos em que a mulher quer inflar ego).
E é claro que o que eu digo aqui se aplica aos casos em que mulheres levam o fora de amigos.

yulia2 disse...

''você disse que era regra sim!!!''

não me deturpe.
eu disse o que disse baseado
na minha vivencia pessoal.
eu não disse, OLHA
A REGRA É ESSA BLA BLA BLA....

o que EU VIVI e creio que muitas
aqui viveram, quebram a sua visão
das coisas.

''Desse trecho a mensagem é
"se ele cortou a amizade é porque só queria comer a menina"''

e porque se importa com isso agora?
quer cortar? corte, some, vaza....
saco!

''Você disse "..ela está dizendo assim: com vc eu SÓ QUERO AMIZADE e nada mais! "

não falei DE TODAS AS MULHERES, estou falando APENAS
DAQUELAS QUE falam que vai estragar a amizade!
só delas, é obvio que não falo da mulher que já disse CLARAMENTE que não sente atração para namorar está fora disso.
Mas como eu já disse lá atrás bem la atrás
e acho que vc nem leu....
FALANDO OU NÃO FALANDO QUE VAI ESTRAGAR A AMIZADE, O VERDADE É
UMA SÓ ,ELA NÃO SENTE ATRAÇÃO PARA NAMORAR O CARA!

''Lhe garanto que não são todas as meninas que são explícitas assim''

e o que isso muda?? ela deu o toco não deu???
deu ta dado!!! parte pra outra!


''Ou a mulher é sincera na razão da rejeição''


ai meu saco.... dai me paciencia!!!

não interessa o como ela disse, ELA NÃO QUER E NÃO VAI NAMORAR COM OU SEM AMIZADE!
tenho que desenhar???
só tem um jeito de acabar com a friedzone...
depois que levou o TOCO não interessa como ela deu
o toco, deu e pronto, CAIA FORA!
a decisão É DO CARA! VAZA! para de chorar e encher o saco tentando pressupor que se ela foi
ou não sincera.... isso não vai MUDAR NADA!

''Sobre o lucro (nunca falei de prejuízo) fica justamente no fato
de a mulher ter ganhado um amigo durante um tempo. ''

ela lucrou.... e ele???
não lucrou também?
ele teve uma amiga também. oras!

... ou ''amizade'' não é
nada se ele não alcançou seu objetivo final?

''Você acha realmente que as informações que você deu são suficientes??''

são, e se vc se recusa a acreditar, o problema é seu.
nada substitui a experiencia real.
mas não vou ficar dando murro em ponta de faca, o que não bate
com seus conceitos , vc desqualifica e pronto.

yulia2 disse...

repito o que disse anteriormente, se ela fala que não quer estragar a amizade , ou diz que gosta do cara como amigo, É UMA MANEIRA POLIDA E EDUCADA de dizer (não tenho atração por vc para namorar...).

ELA ESTÁ MENTINDO???

NÃO!!!! ela quer continuar sendo amiga do cara, pois o seu SENTIMENTO é de amiga, não de mulher afim de homem.

O QUE O CARA FAZ NESSA SITUAÇÃO?
ah então vou terminar a amizade para ver se ela me namora... certo?

ERRADO! ela não vai te namorar pois o seu SENTIMENTO continua sendo o de amizade e não de namoro! besteira, bobagem, não seja burro de pensar que essa é a solução, as coisas não funcionam assim.

MAS DEPOIS DESSE FORA, NÃO VOU QUERER MAIS VE-LA ... O QUE EU FAÇO?
se afaste então já que vc não vai suportar o convivio com ela. arrume outras amizades, outras mulheres... e para de ficar chorando, reclamando porque a friedzone bla bla bla
e pense, vc também já deu fora em alguma amiga que vc achava totalmente desinteressante, feia , ou esquisita demais para o seu gosto pessoal, e sim pensou (ah vou só ser amigo dela e tal) já deve ter dito para ela que gostava dela apenas como amiga, pois sim , vc não tem atração mas tem sentimento de amigo com ela. vc não vai chegar na garota e cravar:
olha vc é feia , sem graça...não rola não tá?
vai dizer isso? claro que não! pra que isso? acha que ela no fundo já não sabe que levou um toco? nem por isso ela vai amaldiçoar o cara, achar o cara um falso, um mentiroso e bla bla bla...
ela tem a escolha, ou continua amiga do cara ou sai fora...
agora ficar chorando , enchendo o saco em cima do muro não rola mesmo!

yulia2 disse...

Isso mesmo nessahetes.... sumam daqui!
limpeza nesse blog já!!!
ta loco!

Carlo disse...

yulia2,

se alguém tenta desclassificar alguém aqui é você. (sempre falando que quem reclama estão chorando, vários machistas dizem o mesmo sobre as lutas da mulher. curioso como pessoas de cabeça fechada encaram algumas coisas de forma parecida)

Você fez uma afirmação muito bem definida, tanto que você não colocou a citação que eu fiz do que VOCÊ ESCREVEU para não mostrar como eu só usei das suas palavras!

A sua experiência não quebra a minha visão, porque eu não disse que isso é impossível e nem duvido que aconteça. O que eu disse, e repito, é de que a amizade pode acabar e o cara não ter sido fake (coisa que você veemente nega).

Eu estou falando das mesmas mulheres que você e dessas nem todas são explícitas na rejeição e o problema é esse. Dizer que por ser amigo não rola é uma falácia, não rola porque ela não sente atração.

E isso muda a situação, porque ela, ao não ser sincera, mostra que quer manter uma amizade sem ser amiga. Seja explícita e não existe friendzone.

E faz muita diferença na forma como ela faz a rejeição. Ela pode não querer qualquer coisa com o cara, blz quem que está disputando esse fato? Porém, se ela diz que "por ser amigo" não rola a inferência do outro lado é que se não fosse mais amigo existe a chance. O cara pensa isso, afinal ele não lê a mente da mulher, e, já que eles eram amigos, ele imagina que ela está sendo sincera. Mas só vejo você buscar desculpas pra mulher não ter que ser sincera.

Sobre o lucro, o cara sai no lucro se ela foi amiga dele, o que pressupõe sinceridade da parte dela. Se ela solta a desculpinha de "...a com amigo não faço isso" em vez de falar "não sinto atração por você" então ele está saindo no prejuízo, porque sai enganado.

Afinal, se fosse um amigo pelo qual ela sente atração rola sem problemas, então não use dessa desculpa que por ser amigo não rola, seja sincera e diga que é porque não sente atração.

Sobre a sua história, eu pedir mais informações não é desqualificá-la, mas pra se sentir tão ofendida só me leva a imaginar como deve ter viés no que você fala.
Sim, nada substitui a experiência da vida real, mas tem outras experiências diferentes da sua e outras iguais a sua. Procurar aprender sobre todas, o que acredito ser diferente do que você faz.

Vide o início do post, a sua história não vai contra os meus conceitos, mas suas conclusões vão contra a realidade.

yulia2 disse...

''(sempre falando que quem reclama estão chorando,''

putz, e não estão???
o tempo e energia que gastam chorando e chorando
e enchendo o saco, dava para sair ,conhecer novas pessoas
novas mulheres....

mas pra que fazer tudo isso seu eu posso chorar?


''A sua experiência não quebra a minha visão,''

e sua visão não quebra minha experiencia...

fantástico né?

pelo menos a minha visão tomei em base numa experiencia
real que eu vivi. a sua visão vc tomou onde? lendo o pasquim do zé
lunático? TRÁGICO!

''O que eu disse, e repito,
é de que a amizade pode acabar e o cara não ter sido fake''

sua preocupação é somente essa mesmo??? ser fake ou não?
jura que é SÓ ISSO?

''u estou falando das mesmas mulheres que você e
dessas nem todas são explícitas na rejeição ''

isso NÃO MUDA O FATO DE TER SIDO REJEITADO! não muda NADA NADA NADA! foi rejeitado com clareza sem clareza...
não importa FOI REJEITADO , CAIA FORA! se não aguenta!
e disse também que o mesmo vale pra certos homens
já relatei com detalhes acima. ]

''Dizer que por ser amigo não rola é uma falácia,'''

afff leia de novo o que postei acima!
se ela tem SENTIMENTO de amizade ELA NÃO TEM SENTIMENTO DE NAMORO!
falei isso acima, deixei isso bem claro, volte a postagem acima!
porque ela INVENTARIA UM SENTIMENTO??? se ela SENTE
amizade ela sente isso. ELA NÃO QUER NAMORAR! santo deus!!!!
se vc acha que ela inventou mentiu o cacete a quatro
azar o seu cara.... vc nunca vai saber o que se passa
na cabeça de ninguém. se parte do pressuposto de que ela vai mentir, porque quer saber? vc não tomou o toco? TOMOU PRONTO!
mais uma vez , para de chorar e vaza dela!

''E isso muda a situação, porque ela,ao não ser sincera, mostra que quer manter uma amizade sem ser amiga''


vou repetir o que disse....

se ela fala que não quer estragar a amizade , ou diz que gosta do cara como amigo, É UMA MANEIRA POLIDA E EDUCADA de dizer (não tenho atração por vc para namorar...).

ELA ESTÁ MENTINDO???

NÃO!!!! ela quer continuar sendo
amiga do cara, pois o seu SENTIMENTO é de amiga,
não de mulher afim de homem.

portanto ELA NÃO FOI MENTIROSA. dizer metade da verdade
NÃO QUER DIZER QUE ELA FOI MENTIROSA, só na cabeça
de ostra estragada do cara que pensa que ela mentiu
ao dizer isso!

''E faz muita diferença na forma como ela faz a rejeição.''

para de se enganar!!!
rejeição é rejeição!
não muda nada! se ficou patente que ela NÃO QUER
NAMORAR, não há nada para se fazer!


''Porém, se ela diz que "por ser amigo"''

vou repetir de novo o que eu disse

se ela fala que não quer estragar a amizade , ou diz que gosta do cara como amigo, É UMA MANEIRA POLIDA E EDUCADA de dizer (não tenho atração por vc para namorar...).

ELA ESTÁ MENTINDO???

NÃO!!!! ela quer continuar sendo
amiga do cara, pois o seu SENTIMENTO é de amiga,
não de mulher afim de homem.


''não rola a inferência do outro
lado é que se não fosse mais amigo existe a chance.''

se o cara entendeu isso, ENTENDEU TUDO ERRADO!!!

eu já traduzi acima!

''O cara pensa isso, afinal ele não lê a mente da mulher,''

não , vc le sim... já leu e cravou que ela é uma mentirosa insincera! né?

'já que eles eram amigos, ele imagina que ela está sendo sincera.''


ela não está sendo mentirosa quando afirma que TEM SENTIMENTO
DE AMIZADE ,SOMENTE AMIZADE!

SÓ QUERO AMIZADE=NÃO QUERO NAMORAR!
ai jesus.....

. ''Mas só vejo você buscar desculpas pra mulher não ter que ser sincera.''

não estou buscando desculpa
estou relatando como as coisas são ...
mas se vc não quer nem saber disso, não posso fazer nada.
vc já julgou e condenou
a mulher?
o que ainda faz aqui? já tem seus conceitos formados.
já que cravou assim, então pelo menos pare com a
choradeira!

yulia2 disse...

''Sobre o lucro, o cara sai no
lucro se ela foi amiga dele, o que pressupõe sinceridade da parte dela''

vou repetir de novo...

se ela fala que não quer
estragar a amizade , ou diz que gosta do cara como amigo, É UMA MANEIRA POLIDA E EDUCADA de dizer (não tenho atração por vc para namorar...).

ELA ESTÁ MENTINDO???

NÃO!!!! ela quer continuar sendo amiga do cara, pois o seu SENTIMENTO é de amiga, não de mulher afim de homem.


''Se ela solta a desculpinha de "...a com amigo não faço isso"

vc transa com seus amigos????
vc namora seus amigos???

a primeira amizade que fazemos ainda na infancia
são com crianças do mesmo sexo, e pressupoe basicamente irmandade e afeto NÃO SEXUAIS.
ou vc já chegou de cara fazendo sexo com seu amigos?
acho que não né? nem eu.....
portanto vc não tem que estranhar ela falar que por ser amigo não quer namorar! MAS O SENTIMENTO
SENTIMENTO de amizade , vc insiste em ignorar isso não adianta ignorar... ele está presente querendo ou não.
se ela tem SENTIMENTO DE AMIZADE IRMANDANDE,NÃO TEM
MOTIVAÇÃO PARA NAMORAR! Isso é óbvio e pensar que deixar de ser
amigo para ver se vai rolar namoro, é de uma cretinice
sem LIMITES!
aceite o fora E CAIA FORA!


''Afinal, se fosse um amigo pelo qual ela sente atração rola sem problemas''

SE ELA ESTÁ AFIM TAMBÉM, a relação SE TRANSFORMA E
VIRA DUAS COISAS...

ou vira namoro ou vira rolo
mas de qualquer forma, a amizade
acabou aí.... virou outra coisa!

na maioria dos casos acaba virando rolo...
depois que acaba, cada um vai pra um lado. Não houve amizade de inicio... houve um (vou me aproximar para...) enfim, deixa pra lá.

''Sobre a sua história, eu pedir mais informações não é desqualificá-la''

já disse que dei informações suficientes.
como vc disse acima, minha experiencia não quebra
sua visão e sua visão não quebra a minha experiencia!
não me sinto ofendida por vc, menos cara....
não estou nem aí... fale o que eu falar vc vai continuar com seu cabresto dos frustrados....
paciencia.
lamento por vc, ainda vai levar muita surramas muita surra nessa vida.... e vai
acabar aqueles caras mal amados que culpam a mulher
por tudo de ruim que acontece em suas vidas.
e não há livrinhos do zé lunático que de jeito nisso.

Carlo disse...

yulia2,

tenho meus conceitos mas estou sempre aberto a novos conhecimentos. Coisa que você aparenta não estar.

Vejo que você sequer gasta tempo pra ler o que escrevo e ignora grandes partes do texto que estão conectadas as idéias que eu falei.

E soltou a melhor do dia "...portanto ELA NÃO FOI MENTIROSA. dizer metade da verdade
NÃO QUER DIZER QUE ELA FOI MENTIROSA,..."

Falar metade da verdade é não ser mentirosa! Essa é novidade.

Ademais, eu não posso ter tido experiências, conversado com outras pessoas, lido sobre as experiências de outros, etc.... certo? Pode continuar tentando me desqualificar, afinal acho que seu objetivo não é argumentar.

Visto que 4 posts meus já sumiram, vamos ver o que acontece antes de eu escrever mais.

Guidão disse...

Carolina:

"O que questiono é a deturpação do conceito de friendzone para a demonização de qualquer mulher que negue namoro com um amigo "legalzinho". É o fato de homens jovens não aprenderem a lidar com frustrações pq tem quem os vitimize e diga que, se eles não conseguem namorada, é por culpa das mulheres SEMPRE, não somente nesses casos onde a mulher usa o homem.
Deu pra entender ou eu vou ter que desenhar de novo?"

Nope, já foi muito bem desenhado. Você está absolutamente certa nesse ponto, e em outros do seu post. Lamento ter passado essa impressão que defendo que homens sem inteligência emocional (ou qualquer homem, enfim) têm alguma espécie de direito a ter as mulheres que quiserem.

E legal que possamos concordar em algumas coisas. Eu tendo a concentrar minhas críticas em princípios, definições, pressupostos que ficam escondidos, etc. Se eu tivesse a capacidade de deixar sempre bem claro a qual abstração estou me referindo, e por que ela me incomoda, imagino que poderia contribuir pra esses debates tanto quanto eles acabam contribuindo pra mim. (E não é hipocrisia pra tentar pagar de bonzinho agora; eu honestamente calculo que os insights que tive por aqui nos últimos 3 dias poderiam ter me custado uns bons R$5 mil em terapia. [sarcasmo]Da próxima vez que precisar de terapia grátis, já sei onde procurar.[/sarcasmo]

Enfim, desculpa novamente por não ter respondido qualquer dos seus questionamentos. Acredito que muita coisa é questão de definições, semântica mesmo, e de esclarecimento de pressupostos. Se ainda tiver saco e interesse na discussão, poste eles novamente, e eu prometo responder com civilidade. Sério.

Anônimo disse...

Yulia2 e Carlo, isso daí vai dar casamento hein hahahaha

Carolina Paiva disse...

Guidão

Olha, se você quiser, pode procurar aí nos comentários, na parte mais recente. Eu realmente não quero repetir as coisas novamente. Nem eu tô me aguentando mais, rs.
Enfim, se quiser responder, ta aí nos comentários (que depois eu olho), se não, tudo bem também, não vou insistir. Acho que esse assunto já foi bastante desgastante e eu não acho que debates são competições.
Questionei sobre as questões não respondidas porque você estava reclamando de feministas histéricas, como se todo mundo tivesse te xingado e que ninguém estava debatendo contigo.
E é chato pra burro perder tempo em uma discussão para depois o fulano ignorar TUDO e dizer "ai, vocês são um bando de histéricas e não refutam nada". Já aconteceu MUITAS vezes isso por aqui, tanto comigo quanto com outras comentaristas.
Enfim, cabô o desabafo.

Me desligando do post por enquanto.

Guidão disse...

Carolina

Ok, também vou parar por aqui então. Desculpe também pelo desgaste e por essa história de ignorar a sua opinião na cara dura. Como você mesma já identificou, isso era uma estratégia retórica. Os seus questionamentos dificultavam o meu plano de generalizar para todas as mulheres um comportamento que eu não posso provar que atinge 100%, nem 50%, nem 0,5% delas. Não era de forma alguma um pensamento do tipo "que opinião estúpida, não merece nem resposta". (E mesmo que fosse, você faria bem em ignorar qualquer julgamento negativo meu a seu respeito, explícito ou implícito.)

Estendo as desculpas a todo mundo que tenha se sentido insultado pessoalmente pelo meu comportamento irritante. Mas com 600+ comentários, espero que alguma coisa proveitosa tenha ficado. Beijos nas bundas e até mais.

Cora disse...

Carlo,

Não sei se vc voltará aqui, mas como vc respondeu meus comentários, aqui estão algumas considerações sobre problemas na sua interpretação do que escrevi:

A yulia e outras pessoas aqui já disseram tudo que poderia ser dito sobre isso.

Mas vc fecha na questão das mulheres malvadas, falsas e manipuladoras. Diferentes MULHERES estão te dizendo q as coisas não acontecem sempre assim.

Pode acontecer manipulação entre pessoas? É evidente q sim. Existem inúmeros estudos sobre manipulação (e a publicidade se vale muito disso pra vender seu peixe). O que estamos tentando dizer aqui, é que em relacionamentos de amizade, nem sempre isso acontece. Mas se um cara sem rosto e corpo diz que as mulheres são bestas feras, porque não acreditar, né? Quer maior exemplo de manipulação do que o que esse N.A. faz com muitos homens? Vc QUER culpar TODAS as mulheres. O N.A. diz que TODAS as mulheres são assim e vc fecha com ele.

O que o masculinismo propõe é MUITO diferente do feminismo.

O feminismo, pelo menos o brasileiro, defende a abolição de papéis de gênero. O feminismo ajuda as mulheres a fortalecerem sua auto-estima, auto-confiança, autonomia e independência. Sem desmerecer os homens. O feminismo critica a mentalidade e as ações machistas.

O masculinismo quer subjugar as mulheres. O masculinismo prega que as mulheres somos infantis e irracionais. O masculinismo diz que os homens são superiores às mulheres.

Como já dito muitas vezes, os dois são ABSOLUTAMENTE diferentes.

Quando falamos de friendzone, estamos falando de pessoas muito jovens. Adolescentes ou recém saídos da adolescência. Vc diz que falta maturidade emocional. E vc está certo. E falta para AMBOS, para garotos e para garotas.

Mas as vilãs, malvadas, falsas, manipuladoras são, claro, as garotas.

Não tem jeito, Carlo. Se um garoto diz “eu gosto de você” e a garota fala “eu tb gosto de vc, mas apenas como amigo”, onde está a falta de sinceridade nisso? Ela gosta do cara, mas não sente tesão por ele. É isso que significa essa frase, Carlo.

Aaaah! Mas pro outro amigo ela “deu”. Sim, mon ami, porque ela sentiu tesão pelo outro!!!!

ONDE ESTÁ A FALSIDADE?

Eu digo novamente: Nós escolhemos. Nós decidimos. Se vc levou um fora de uma amiga e continua como amigo, é porque vc decidiu assim. A responsabilidade NÃO é DELA. É APENAS SUA!! Ninguém prende ninguém. Nós nos permitimos ser presos.

“Achar que o MRA é um movimento de ódio é no mínimo irônico”.

Não, Carlo. Basta ler qualquer blog relacionado ao movimento pra perceber, de forma muito contundente, o ódio e o desprezo que o movimento e seus seguidores dispensam às mulheres.

Cora disse...

Carlo disse:

“4- Que terrível o cara chegar de forma agradável e cortez não é mesmo? Ademais, se a menina o recusa dizendo que é por causa da amizade é claro que ele vai ficar irritado, fica claro que a única intenção dela seria ter acesso a livros e grupos de estudo e ainda ficaria com outros amigos pra fechar com chave de ouro.”

Putz, Carlo, fala sério!!

Se vc faz uma disciplina com o cara e ele propõe estudar, mas pensando em sexo, porque o problema é a sinceridade DELA? Não seria a sinceridade DELE, o problema nesse caso?

Mas, agora eu aprendi. Toda vez que algum cara me convidar pra um grupo de estudo, perguntarei se ele pensa em transar comigo depois.

Eu devolvo pra vc: Ademais, se o cara empresta livros e convida pra estudar e só quer sexo, fica claro que a única intenção dele seria ter acesso ao sexo e não estudar ou partilhar livros. Porém, ser sincero não passa pela cabeça de vocês? Cadê o menino agindo com sinceridade? Ele poderia dizer: Tô querendo te comer. Te empresto esse livro aqui, super disputado na biblioteca, se vc der pra mim, falô?

Essa sinceridade vocês não tem.

O problema é que vcs não aceitam a RECUSA da mulher.

_ Imagina!!! A guria regulou pra mim!!! Que vadia, falsa, manipuladora, infantil, irracional, GRRRRRR!!!!

E essa?

“fica claro que a única intenção dela seria ter acesso a livros e grupos de estudo”

Por que fica claro? A ideia não era justamente estudar? Por que ELA tem que “dar” depois de estudar?

Meu, isso não faz nem sentido...

Cora disse...

e pra encerrar:

Carlo disse:

“De resto o que você falou é a mesma coisa que o MRM fala.”

Não mesmo!! Quando eu falo em fortalecer a auto-estima, não fico propondo fazer isso tratando os homens como vilões!! Temos que ser fortes e seguros emocionalmente porque ouviremos muitos ‘nãos’ por aí. E não devemos achar que o mundo TEM que nos namorar ou transar com a gente. Temos que ouvir um ‘não’ e continuar em frente, sem achar que os outros são culpados e esse blábláblá todo daqui.

O exemplo que eu dei não foi de friendzone, foi de manipulação. E deixei claro que a culpa não é do cara e sim da FRAGILIDADE EMOCINAL E DA DEPENDÊNCIA EMOCIONAL DA MULHER. Ela tem que se fortalecer pra romper com essa relação doentia. A mulher pode até culpar o cara, mas a culpa não é dele, como já expliquei. É um baita erro achar que as pessoas é que são responsáveis por nossa saúde emocional. Pessoas são falíveis. Erram, traem, são sacanas. Precisamos estar fortes pra sofrer, sim, faz parte, mas sem desmoronar.

Esse ser bacana não é uma ilusão. Eu conheço e conheci alguns. Ser bacana não é ser perfeito. É simplesmente enxergar as pessoas como pessoas, com suas potencialidades e limitações, compartilhando experiências de forma sincera.

A Gisela se propôs incentivar e ajudar as pessoas a fortalecerem a auto-estima. Faz muito tempo que não frequento o blog dela, não sei a quantas anda. Como eu disse, ela, muitas vezes resvala num misticismo que me incomoda. Mas eu compartilho com ela a ideia do fortalecimento emocional com este sentido de que somos nós os responsáveis pela nossa felicidade.

Pra mim bastou a frase em que esse tal de N.A. diz que as mulheres somos emocionalmente infantis e irracionais. Não precisa dizer mais nada pra saber como esse cara nos vê.

E, pra mim, essas tais mulheres honradas são exatamente as mulheres oprimidas dos anos 50: sem vontade, sem voz, sem autonomia, sem direitos, sem desejos. Mulheres dependentes financeira e emocionalmente de homens. Mulheres que estão em extinção. E que espero não existam mais quando minha sobrinha recém nascida for adulta.

Você deveria abandonar o masculinismo e abraçar o feminismo. Vocês homens tem muito a ganhar com ele.

Como eu disse, homens bacanas (feministas, mas nem sempre) estão com a vida sexual em dia, enquanto os masculinistas reclamam do deserto sexual. Isso não te diz nada não?

Anônimo disse...

carol, te amo por ser tão paciente e didática <3

Anônimo disse...

carol, não, cora. dsclp

Carlo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lola aronovich disse...

Carlo, vá embora. Vc e seus amiguinhos mascus não acham patético ficar postando comentários do tipo "Jä foram 8 comentários meus apagados mimimi pobrezinho de mim todo mundo me odeia por que será"? Sendo que uns 3 desses comentários foram apagados porque eu achei (e não devo a MENOR explicação pra vcs) que o tom estava acima do aceitável, ou que o mansplaining tava absurdo demais, e os outros 5 foram comentários do tipo "mais um post meu foi apagado". Sendo que há mais de 600 comentários neste post, e UM TERÇO devem ser de vcs mascus, pelo menos. Por favor, me indiquem um fórum ou blog mascu que tenha um terço de comentários feministas. Então não reclamem de não terem espaço aqui. Vcs têm espaço demais. Eu deveria mesmo deletar TODAS as inutilidades que vcs dizem. Só deixo porque tem comentaristas muito pacientes e queridas que topam trocar palavras com vcs e porque... bom, porque vcs são tão insanos que chega a ser divertido.

lola aronovich disse...

Ah, Carlo, e vc tá fazendo o printscreen pra quê? Pra mostrar pra Safernet? Pra se queixar pro bispo? Pra mostrar pros seus amiguinhos mascus como vcs são sistematicamente deletados nos blogs feministas? Não se esqueça de deletar todos os outros 50 comentários seus que estão postados aqui.
Vcs são muito, muito patéticos. Tem uma palavra em inglês que diz tudo: DELUSIONAL.

Carlo disse...

Muito bem, continue sua censura, você decidiu pelos outros que o que eu escrevi não era válido.

E se reclamar de censura é mimimi fico cada vez mais impressionado com a sua atitude. Mas não tem o que discutir com quem defende censura, certo?

Acho que deveria deletar todos os meus posts então, porque deixar apenas parte do que eu escrevi é querer se aproveitar da censura para deixar minhas idéias pela metade.

Anônimo disse...

Mais de 600 comentários em um post sobre friendzone, a maioria de mascus...
Quem diria que um assunto adolescente desses geraria algum tipo de discussão...
Mimimi, me fingi de amigo de uma garota por dois anos e não consegui nem um beijinho no rosto...
Putz grila...

yulia2 disse...

é... o que ficou claro mesmo depois desse festival de postagens é que

1-certos caras não aceitam levar fora DE JEITO NENHUM! não importa com foi o fora dela e nem o que ela usou para justificar seu fora. Isso é péssimo, falta total de maturidade .

2- Os mascus, pra variar, recusam SISTEMATICAMENTE a crescer , é mais fácil chorar por tudo e culpar a mulher por tudo que dá de errado na vida deles. grande introdutor desse ideal vitimista é o tal nessahan... um cara que usa nome falso, NUNCA MOSTROU A CARA , ninguém sabe da vida dele, onde ele mora, vive nas sombras, se esconde com medo e VERGONHA PROFUNDA VERGONHA das besteiras chorosas que escreveu.
Qualquer autor de livor por mais mediocre que seja, mostra a cara e bota preço nos seus livros. Ele não... que credibilidade tem um cara desse? nenhuma o livro é tão ruim que ele dá de graça...

Anônimo disse...

Olha só quem fála em censura. O Fórum Homens Realistas tem tanta censura q além de se registrar, vc só poderá ter acesso ao fórum principal depois de escrever mto e os moderadores acharem q "esse é mascu, mesmo"... Até mascus reclamam de tamanha censura q tem lá. E a Lola tem razão: veja qtos comentários mascus tem aqui? Acho q 40% dos comentário é de Mascu (só o tal do Carlo deve ter publicado uns 50 comentários). Me diga, em qual fórum ou blog mascu tem 500 comentários e destes 500, pelo menos 1/5 é feminista? No máximo vc vai encontrar 10 comentários feministas de 500 e olhe lá...Agora, aqui tem mais de 600, destes 600, mais de 200 é comentário mascu. Aí vc reclama de censura? A Lola está certa, ela está sendo mto tolerante.

Anônimo disse...

"grande introdutor desse ideal vitimista é o tal nessahan" - O introdutor do masculinismo foi o EX-FEMINISTA, WARREN FARREL.

yulia2 disse...

o tal forum intitulado reflexões masculinas me censurou várias vezes, apagou minhas postagens e chegou a me bloquear por ip várias vezes....

warren farrel é ex- feminista?

ta explicado agora... alguma feminista não quis dar pra ele...
decifrado o código da Vincci!!!
heheheh

Penkala disse...

de fato, os caras que ficam na friendzone são os completamente doidos e toscos. normalmente, nem sabem se relacionar, nem conseguiram sair da pré-adolescência e, como diz alguém aí, é um cara que não passa de um cafa que não deu certo. normalmente é o nerd machistinha (se tem um mundo machista, é o mundo nerd, e eu digo isso por experiência própria) que também friendzoneia as meninas nerds ou as que não fazem o tipo gostosa. o cara que fica na friendzone fica lá porque não é exatamente um homem ainda. uma mulher quer UM HOMEM. não um pegador, não um fodão metido, mas um homem maduro, que seja companheiro.

Nerd Avenger disse...

Eu vi esse post, sabe...e, sei lá. Parece que quanto mais livres as mulheres se sentem, mais se sentem à vontade para determinar um padrão de homem. Ou, em outras palavras, quanto mais livres as mulheres se sentem, mais se prendem a um determinado perfil de homem: o cara descolado, "campeão", com a pegada, com a iniciativa, e tal. Porra, vocês não estão livres? Não se sentem assim? Tratem de assumir também a responsabilidade pelas suas próprias emoções. Se você não gostou do cara, não fique querendo culpar todo o grupo sociocultural a que esse cara eventualmente faça parte. Parta pra outra, e só. Essas coisas acontecem.
Digo isso porque sou nerd, já fui muito grudento, pegajoso, e pá. Fiz merda pra dedéu. Hoje não sou mais assim, fico na minha, sigo estudando e quase não saio. Considero-me bonito, mas pelo fato de eu ter me afastado muito de relacionamentos, em razão de uma depressão que se prolongou por cinco anos, não sei mais como "entrar em contato", "desaprendi" a paquerar. Mas não sou nenhum desesperado. A verdade é que há uma grande contradição no discurso de muitas mulheres "cabeça". Penso que exista também uma imaturidade da parte delas, a qual se expressaria no seguinte raciocínio: "Ah, se este e aquele caras com os quais me relacionei são nerds, e se eles agem assim, então, todos são assim. Resta preferir os 'cafas', ainda que minha relação se dê 'entre tapas e beijos'". Tudo bem, acho imatura, mas é uma opção sua, responsabilize-se por ela e não nos julgue em razão disso. Somos diferentes, temos diferentes trajetórias, diferentes personalidades, diferentes problemas.

Aliás, nós, homens, também temos o direito de nos sentirmos inseguros e de termos a insegurança como traço de nossa personalidade. Há uma certa opressão em querer que aja um só tipo de homem, em querer que todos os homens sejam experientes e bons de cama (aliás, experiência nesse ramo é algo que se desenvolve com a disposição ao aprendizado). É meio desumano.

Ainda, quanto mais somos rejeitados, mais também nos convencemos a acreditar que as mulheres, digamos, 'piriguetes' são as que realmente valem a pena. Elas não exigem muito da gente, só se interessam se temos grana e um carro bom. Isso não é porque nos sintamos com baixa autoestima, não é porque sejamos inseguros. É legítima defesa. Por que que as nossas 'miguxas' podem ficar com os 'cafas' e se autointitularem vestais da liberdade feminina e nós, homens, não podemos preferir as 'piriguetes', pois logo nos atribuem a pecha de derrotados, losers? Negativo. É uma forma de reagir, pois essas mulheres mais alternativas não são as únicas que existem, nem as mais compreensivas, nem as melhores - às vezes, trata-se justamente do contrário.

Bem, acho que por enquanto é isso...desculpem-me pelo texto longo, mas vi alguns exageros nessa postagem e nos comentários.

Falou, abraços a todos/as... :D

Nerd Avenger disse...

AAARGH...correção, correção...em "aja", leia-se "haja"! O "h" não saiu aqui no teclado, sério!

Nerd Avenger disse...

"uma mulher quer UM HOMEM. não um pegador, não um fodão metido, mas um homem maduro, que seja companheiro."

Por esse raciocínio, posso dizer o seguinte: Nós homens também queremos UMA MULHER, sabe? Queremos uma mulher compreensiva, que goste da gente não por ser ou parecer isso ou aquilo; não por fazermos o tipo de 'rockstar', não por sermos um 'atletas', não por sermos um profissional bem-sucedido, não por sermos um aluno estudioso, não por termos uma escrita 'sexy', não por termos 'a pegada', não por termos pelo no peito ou por não termos pelo no peito...não por isso, nem aquilo ou sei lá de que merda se fale para justificar a atração por alguém.

Esperamos (SIM, esperamos! Que mal há?) mesmo que a mulher goste da gente por quem somos. Que ela goste da gente por ser um cara legal mesmo. Lidar com a rejeição quando isso não ocorre, contudo, é um problema para cada um, vai depender no grau de maturidade.

Então, não há mal algum se se espera por algo, mas, sim, quando não se sabe o que fazer quando as coisas não saem conforme as expectativas.

Acho que esse discurso que diz "AH, EU GOSTO DE HOMEM, SABE, COM A PEGADA, SABE?" mais reforça a ideia do machão, mais reforça o padrão dominante de homem, esse padrão que não está nem aí de tratar a mulher como um objeto descartável, que no fundo pouco se preocupa em compreender suas angústias.

Aliás, parece meio egocêntrico exigir que só haja um tipo homem e que só esse tipo de homem (OH! UM IDEAL, NÉ?) é o que presta. Eu diria, inclusive, que o 'cafa' é a versão pós-moderna e pós-feminista do príncipe encantado.

Uma observação: saibam diferenciar timidez, insegurança e falta de atitude de...carência. Nem sempre essas coisas vêm acompanhadas uma da outra. Conhecimento de causa aqui, gata.

E, assim, o Nerd Avenger manda novamente aquele abraço para todos/as.

Nerd Avenger disse...

Há uma outra questão, que foi talvez a mais comentada entre as pessoas aqui: essa tendência que se veem em algumas mulheres de manter um cara na friendzone só para inflar o ego. Olha, isso acontece. Mesmo assim, não me parece muito lógico falar disso, já que corresponde ao volume de experiência que pese sobre a vida de cada um aqui. Não se trata de algo que se possa comprovar, sei lá.

Por outro lado, o que também pode acontecer é de a própria mulher reclamar da friendzone, quando está muito a fim de um cara. A verdade é que homens ou mulheres, quando se apaixonam, tendem a perder o autocontrole e a querer mesmo "possuir" a pessoa, "tê-la" para si. Isso é próprio da paixão, que traz a ideia de falta, de carência, da necessidade de "sentir-se completo" de alguma maneira. Na verdade, essa maneira de se comportar é da natureza da paixão, que vem da palavra grega "pathos" (doença, mal) - a paixão é doentia desde sua etimologia, ops, rimou.
E como essa postura "doentia", possessiva e idealizadora pode se expressar tanto pelo homem com relação à mulher ("poxa, sou um cara tão legal e ela não me quer"), quanto pela mulher em relação ao homem ("poxa, sou tão carinhosa, tão atenciosa e ele nem me dá bola"), eu não acho lógico imaginar que se trate de machismo. Ao contrário, acho uma forçação de barra, um exagero.

Vocês não acham que às vezes a própria ideia de machismo é banalizada? Em discussões como essas que estamos desenvolvendo, acaba servindo como um refúgio conceitual capaz de expiar a mulher de todas suas responsabilidades como ser humano que também é, um ser não isento de falhas, um ser que também pode errar e ao mesmo tempo assumir a responsabilidade pelos seus erros. Um ser que só pode ser livre na medida de sua relação com os outros, o que significa conhecê-los, compreendê-los.

'Nerds', 'cafas', 'ogros', 'geeks', 'rockstars', françois, ah...na boa, véi, tudo isso é idealização. À propósito, eu nunca me entusiasmei com Star Wars ou Star Trek.

E àqueles/as que vivem dizendo para pessoas como nós "relaxarem", recomendo assistirem a "Se enlouquecer, não se apaixone". É um filme legal, leve, divertido...tem uma passagem que gosto bastante, em que o protagonista diz que não é tão simples relaxar, ou seja, para certas pessoas relaxar é justamente o mais complicado. Eu mesmo, por exemplo, não relaxo, eu me sinto estimulado pela tensão. Não fico me lamentando por isso, gosto de me sentir em constante alerta, isso me permite pensar melhor, mais rápido, articular as ideias com mais coerência. Talvez eu fique sozinho a vida inteira, talvez eu não seja mesmo o tipo das garotas por quem me sinto atraído, talvez eu seja mesmo um cara estranho, talvez pessoas como eu constituam justamente a temática de músicas como a do Radiohead, talvez eu seja mesmo um loser - mas e daí, né? Enquanto tudo isso não atrapalhar os meus afazeres diários, minhas leituras, minha disposição em sorrir e não obstar minha vontade...supimpa, esse sou eu, foda-se o que as mulheres esperam de mim, só porque sou homem. Também tenho o direito de ser diferente, também sou livre para me sentir inseguro, para não ter a iniciativa que as mulheres exigem.

Sou livre também, não sou?

Enfim, sei lá, não sei por que disse tudo isso. As pessoas são diferentes, mas todas elas estão dispostas a amar. Seria legal que se todos percebessem essa realidade.


Abração a todos/as!

Nerd Avenger disse...

(Será que alguém vai ler isso? O_o)

Nerd Avenger disse...

Correção: essa tendência que se VÊ...

Anônimo disse...

Lola, o pior do conceito de friendzone é a obrigatoriedade que se impõe à mulher de "retribuir" o "afeto" do homem. Mais uma vez, a mulher é um objeto sem voz e sem direito a um mínimo poder de decisão sobre com quem ela se relaciona. Claro, porque livre escolha e liberdade sexual não entram nos privilégios de uma mulher.
A ironia: os caras que vão parar na friendzone são, com maior frequência, os "bonzinhos"! Reforçando, mais uma vez aquele velho jargão machista que diz que "mulher gosta mesmo é de cafajeste".
E o pior de tudo, que me deixa mais chocada, é que a grande maioria das pessoas promulgando esta lógica são jovens! adolescentes que se dizem "sem preconceito" e "a favor da liberdade" e que "respeitam muito as mulheres". Achei que, a cada geração, a humanidade evoluiria um pouquinho. Vejo que posso estar enganada.

Nerd Avenger disse...

Acho que esse blog, em seus textos, às vezes assume uma tônica próxima ao maniqueísmo e à misantropia (aqui não referente à aversão ao meio social, mas a tudo que diz respeito ao homem, sendo um equivalente da misoginia), como se as feministas devessem tratar os homens como seus inimigos.

Ah, e o blog é aberto, a internet é aberta, todos podem comentar - e que bom que é aberto, assim também podemos ver e dialogar um pouco com o outro lado, né? Se fosse para restringir, que ao menos a editora abrisse espaço para a publicação tão-somente de textos de mulheres, sem espaço para comentários. Assim, só mulheres participariam. Você, Lola, é livre para abrir um espaço. Mas, ao fazê-lo, deve assumir o ônus e os riscos de suas escolhas.

Penso que as pessoas, mulheres e homens, devam ser mais tolerantes uns com os outros. Esse texto sobre friendzone, por exemplo, tem um direcionamento perigoso, como que julgando todos aqueles homens que, para a infelicidade dos desejos de uma parte das mulheres, não conseguem corresponder às suas idealizações (Ex: "Ah, eu quero um homem que seja assim e assado, esse homem é o homem DE VERDADE, o homem IDEAL!"), que não conseguem corresponder às suas expectativas - aliás, a mulher pode esperar uma postura do homem, mas o homem não pode esperar nada da mulher? Que lógica é essa? (Claro, haverá alguém que dirá "Ah, mas pra certas coisas a lógica não explica")

Desconsidera que muitas mulheres também ficam - e reclamam - da friendzone PELOS MESMOS argumentos e raciocínio que os homens usam para fazê-lo. Então, machismo por quê?

E por que as mulheres podem preferir os 'cafas' e os homens, quando preferem as 'piriguetes', estão sendo machistas e imaturos? Por quê?

Eu me enquadro no perfil do homem bonzinho, do cara legal. Mas não o sou porque assim espero obter o carinho de uma mulher, mas porque gosto de sê-lo, gosto de agradar. E não vou ficar me vitimizando - diferentemente de algumas mulheres que, melindrosas, cheias, aí sim, de mimimi, passam a julgar todo um determinado conjunto de homens só porque aquele cara 'bonzinho' lhe pareceu imaturo ao encarar a rejeição. Porra, vá viver, deixe os outros cuidarem de seus problemas, de seus limites...né?

Minha mãe é feminista, durante cinco anos patrocinou causas de mulheres que haviam sido vítimas de violência doméstica. Nunca cobrou um centavo para tal. Fui criado nesse meio, fui educado para respeitar as mulheres. Mas, infelizmente, durante todos meus 20 anos de vida amorosa, só levei porrada na forma de rejeição. Se sou um derrotado, um fracassado, não sei. Na verdade, acho que isso só me fortaleceu sob outros aspectos. Tornei-me durão, de personalidade árida. Mas não assumo essa postura de julgar que todas as mulheres são isso ou aquilo. Continuo na minha, sigo em frente.

Lola, veja o seguinte, eu sou homem, mas não me enquadro no perfil que você chama de "mascu". Aliás, me sinto muito oprimido por não corresponder ao que as pessoas esperam de mim, isto é, do papel social de gênero que eu deveria desempenhar.

Ainda, não acha que estão se vitimizando quando falam disso de friendzone? Pô, se não gostaram do cara, então assuma a responsabilidade de terem entrado no relacionamento com ele. A liberdade de ser quem você é, de se relacionar com quem quiser, também implica a responsabilidade de suas escolhas.

Acho que é só...

Abraço!

Nerd Avenger disse...

"feminista não é homem que cita Simone de Beauvoir, feminista é homem que lava os pratos. mas no primeiro caso é mais descolado e dá pra pegar gatinhas, né?"

De uma conhecida. Publicou isso no Facebook. Senti-me inteiramente contemplado.

Dastan disse...

Li o título do tópico e de cara lembrei daquele filme "Apenas Amigos", no qual o Ryan Reynolds interpreta um cara que tem trauma da "zona de amigo".

Na época de colégio ele era um nerd, gordinho e que sofria bullying dos valentões. E, é claro, tinha seu lugar garantido na "friendzone"... kkkk

O filme até que é bem engraçado...


Bom, deixando a ficção de lado, na vida real essa "friendzone" também existe, e não é raro ver caras que se auto-intitulam "caras legais" terem seus lugares garantidos nessa friendzone, enquanto observam outros caras (do naipe do Dado Dolabella) "arrasarem os corações" de suas amadas.


Bom, isso ocorre porque um cara do naipe do Dado Dolabella, geralmente, não tem vergonha ou medo de mostrar que está afim da garota, enquanto um típico frequentador de "friendzone" geralmente está lá por esconder seus sentimentos e desejos. O cara fica com medo de demonstrar o que sente e acaba caindo na famosa friendzone, como um meio de aproximação.

O problema é que quando se entra nessa zona de amigo, nutrindo uma atração ou até mesmo uma paixão escondida, o cara acaba correndo o risco de ser visto como um "irmão" pela garota, ele acaba despertando um sentimento mais fraternal. E se algum dia arruma coragem de se declarar (o que provavelmente não será surpresa pra ela, pois as mulheres costumam ter uma boa percepção disso, em outras palavras, ela já sabe ou ao menos intui que o "amigo" é apaixonado por ela), ele acaba sendo rejeitado. E nada mais óbvio, pois ela o considera um "irmão".


A entrada na friendzone é até comum entre homens que estão tentando uma aproximação com a mulher da qual estão afim ou apaixonados. O efeito colateral é se ela passa a te ver como um irmão. S isso ocorrer, o homem se torna um ser assexuado aos olhos dela e não despertará o mínimo interesse. Portanto, cuidado ao entrar na zona de amigo como uma desculpa para aproximação. Seja você mesmo e não esconda o que sente.


Na adolescência eu entrei na "friendzone" para uma aproximação, aconteceu que ela acabou me vendo como um "irmão". Quando percebi isso, resolvi desencanar e partir pra outra. Continuei amigo dela, embora eu tivesse me afastado um pouco, e até comecei a ficar com outras garotas, desencanei total.

Pra minha surpresa, depois que eu já não nutria nenhuma esperança de ficar com ela, estava totalmente desencanado, ela me chama para um papo durante uma festa do colégio. E vem me falar que sempre me achou "gatinho" e tal. Resultado, a gente acabou ficando nessa festa.

Bom, aprendi a lição com isso. E sempre quando me interesso por uma mulher, tomo cuidado para ser claro em relação ao que quero, para não acabar sendo visto como um "irmão" na frindzone.


É importante lembrar que nem todos que estão na friendzone estão afim de suas amigas, embora muitos estejam. Afinal, é claro que pode haver amizade sincera entre homem e mulher.

Dastan disse...

"Nerd Avenger disse...
(Será que alguém vai ler isso? O_o)"



Eu li tudo e devo dizer que, de longe, foram os comentários mais lúcidos, coerentes e bem escritos.

Em muitos outros comentários eu me deparei com textos agressivos e mal escritos, caindo em velhos clichês e jargões de uma ridícula "guerra dos sexos"... Felizmente, "para nossa alegria" (trocadilho com o famoso vídeo do youtube), o Nerd Avenger decidiu nos brindar com suas considerações, muito bem escritas.


Lendo coments agressivos e com fraca argumentação, fico me perguntando se existe "diferença" entre os tais "mascus" e certas auto-intituladas "feministas". É como uma briga inútil entre misoginia versus misandria. Aparentemente opostos, mas isso é apenas fachada, na essência é a mesma coisa.

Nerd Avenger disse...

Pô, Dastan...valeu mesmo, cara!

Tento aproveitar o anonimato não para agredir outras pessoas, mas para compartilhar certos posicionamentos que me comprometeriam caso eu resolvesse me expor e apresentá-los sob meu próprio nome e imagem...

Tenho 27 anos, dificilmente mudarei quem sou hoje. Isso não é baixa autoestima, não. Trata-se de autoconhecimento. De fato, sei que não correspondo em muitos aspectos ao papel social de gênero que culturalmente me foi atribuído. Não é vitimismo. Um bom exemplo disso é que odeio futebol, além de não beber. Com isso, recebo a pecha de "bom moço", o que traz um conjunto de preconceitos. Devo ser um "cara mau", um cara "errado"? Significa que preciso corresponder àquilo que a sociedade espera de mim (na condição de homem)? Por que também não posso ser livre e ser homem do meu jeito?

É complicado...

Abraço, véi!

Nerd Avenger disse...

Ah, e eu também acho que desencanar é o caminho. Aprender a "fazer doce" também é bom.

Mas o mais legal...o mais legal, mesmo, é não deixar de ser você, com suas futilidades e qualidades, suas idiossincrasias e seus atrativos. O legal é ser humano. Se ela não compreende isso, se ela não o compreende como ser humano, mas, sim, como uma aparência, um "conceito de homem" ("homem de verdade"), mas não como um homem, então, é porque ela não vale a pena mesmo.

Afinal, se queremos alguém "de verdade" é justamente porque não estamos sendo verdadeiros conosco.

No fundo, todo mundo tem lá seu lado Joel Barish e Clementine Kruczynski (personagens de "Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças", filme a que assisti diversas vezes).

Anônimo disse...

O problema é que a menina pode ser perfeita*-* mas se for gordinha(como eu) ja ta na FD...
T_T

Anônimo disse...

Você se sente bem consigo mesma? Só precisa responder a essa pergunta. Se sim, tudo bem. Se não, o resto é só atitude.

Rafael Levi disse...

Aiaiai dona lola kkkk falei esses dias da friendzone em um comentário.
Mas eu acho que minha visão é diferente.
Assim, sem ser chato mas sendo, o argumento dela foi um tanto quanto ad hominem, por exemplo:
Comparou a idéia de friendzone a um perfil de pessoa negativo.
Vou dizer, minha concepção é a seguinte:
Pessoa X é amigo de Pesso Y, X fica extremamente apaixonado por pessoa Y e assumindo ou não a coisa não da certo, mas ele é tão apaixonado que isso faz mal para ele. Lógico que aliado a pensamentos machistas da merda, mas no fim das contas acho que é uma incrível crise de ansiedade.
Só porque você não acredita que a mulher não é obrigada a ser sua não muda o fato de você morrer por dentro e a amizade apenas dela ser uma sensação que te tortura. A culpa é dela? Óbvio que não, mas a maioria não sabe controlar os sentimentos ou lidar com frustrações.
Como já contei em outro post eu acredito em friendzone porque já tive uma amiga nessa zona, e eu percebia e isso me magoava não conseguir sentir o mesmo, eu tive que me afastar.

Juliana Abι disse...

cara, esses dias meu cunhado, que ainda nem conheço pois ele mora em Minas e meu namo é de lá mas mora em POA, postou uma imagem sobre friendzone, dizia que quando a mulher conhece o homem perfeito, ele a coloca na friendzone. Bom, dai lá fui eu falar que homem tbm coloca todas as mulheres que não são a Megan fox na friendzone.
Resultado: um amigo veio defender o meu cunhado com argumentações fracas, o cunhado se absteve da discussão me chamando de chata e com um "to com preguiça e sem tempo de discutir, esclareço depois", eu cancelando a assinatura do feed dele e o cunhadinho apagando meus comentários na imagem, dias depois.

Ai, ai, essas feministas hein

Anônimo disse...

Eu tenho 15 anos ,sou 'presidente' da friend zone ,e depois de ler uma grande parte dos comentários percebi que realmente a culpa é minha, por ser inseguro (é , depois de lembrar de um relacionamento de "amizade" com uma garota que eu gostava , percebi que eu estava realmente tentando 'manipular' ela , estava sendo extremamente possessivo, ciumes nível #99999+ e todos os outros problemas apontados). Sou gordo , e de novo estou na friend zone de uma garota que eu 'gosto' , eu apostei com ela que ficaria magro , 'bombadão' e ainda tentaria alguma coisa com ela, ela disse que duvidava, então resolvi entrar na academia, estou perdendo peso, já perdi 6 kg , minha auto-estima ainda continua super baixa, talvez o fato de eu ser extremamente mimado , individualista , arrogante, e com mania de superioridade contribua pra isso, porém resolvi mudar , vou emagrecer, vou ter o corpo que eu sempre quis, vou fazer mais as coisas que eu gosto (não sei exatamente do que gosto, mas vou descobrir) , vou começar a gostar MAIS de mim , mas percebi, que não devo fazer isso por ela e sim por mim mesmo e que alias , eu devo esquecer a mesma , e simplesmente aproveitar dela como um amigo normal sem segundas intenções , não sei como vou mudar meu jeito de ser, mas estou tentando , vou tentar (não sei como,mas vou) fazer amigos novos , sair mais , ir para lugares diferentes com pessoas diferentes . E é isso .

Manoel disse...

Eu me identifiquei muito com o Comentário da Yuli...Só que cada caso é um caso...Nem sempre um cara que cuida de uma garota é machista,Eu não estou sendo piégas,romântico ou o que quer que seja...Estou falando o que considero verdade.pelo menos o que aconteceu comigo,foi nesse caminho.

Tem que caras que estão na Friendzone,mirando a Sexozone,isso é fato...mas tem alguns que buscam algo além do Sexo.

Agora,sinceramente...Isso tudo é muito complicado,Ao que parece se relacionar com alguém...parece um jogo doentio,em que vc tem que se comportar de um jeito para conseguir algo.Vc tem que fazer isso...Vc tem que instigar o mistério...Vc n pode fazer isso,pois a garota vai te achar grudento...

Outra coisa engraçada,O Grude é bem relativo...deve ser algo bem difícil pra uma garota...Ter o "grude" de um "amigo",mas querer o Grude de um cafa...

Tone disse...

Essa é minha primeira vez comentando aqui, leio o blog de vez em quando mas nunca tive vontade de comentar.

Bom li o comentário da Yulia2 que está no post e concordo com ela no sentido de que se um cara é legal em troca de FAVORES SEXUAIS, esse sim está fazendo algo muito errado.
Por outro lado, se o cara é legal em especial com um uma menina esperando que ela corresponda os sentimentos dele do mesmo jeito, acho que é só um homem sendo sincero demais a respeito de seus sentimentos.

Agora falando de outro ponto.

Vi muitos comentários confundindo friendzone com simples rejeição. Entendam que um cara na friendzone tende a fazer tudo para agradar a menina em questão. O maior problema disso tudo, é que grande parte de vocês aqui se dizem ser tão 'experts' em friendzone e mesmo assim deixam isso tomar proporções maiores sem interferir na progressão da coisa. Deixando assim um cara cheio de sentimentos, magoado e vocês "chateadas e sufucadas".

Um cara desses usa uma abordagem pouco efetiva? Pode até usar.

Mas as mulheres são isentas no processo todo? Ou será que são pegas de surpresa quando um 'amigo' se diz afim dela?

Nerd Avenger disse...

Putz, Tone...concordo muito com você, cara.

Douglas disse...

Pessoal, eu noto que existem confusões em todo lugar quanto ao conceito de "cara legal" ou "bonzinho".

O verdadeiro "bonzinho" (ou boazinha, tb vale pras mulheres) não é altruísta apenas com a pessoa amada, mas com os amigos, familiares, e

até desconhecidos! É a pessoa que faz gentileza com pessoas que nunca viu antes, é a que faz o bem mesmo sem testemunhas. Por outro lado, o

"bonzinho" não é aquele que pensa só nos outros e vive só pros outros. Ele também pensa em si, quer namorar, quer sexo, quer ganhar mais

dinheiro, ter mais amigos, ser feliz.

Por isso mesmo nã há nada de errado quando ele trata bem uma garota e depois tenta flertar com ela. Não vejo isso como "comprar o sexo

pagando com gentileza". Vejo isso como coerência. Todo mundo (homem, mulher, hetero, homo), quando se interessa por outra pessoa, quer algo

dela: sexo, namoro, casamento etc. E todo mundo que realmente gosta da pessoa vai se sentir bem sendo gentil, prestativo. Conclusão: se eu

gosto de uma garota e tenho interesse em namorá-la, é claro que eu vou ser gentil e vou desejar ser correspondido. E gostar deve implicar

em respeitar, ou seja, vou respeitar caso ela me dê um fora.

E tão importante quanto respeitar a negativa do outro, é respeitar o direito de uma pessoa tentar um relacionamento comigo, por mais que eu

não me interesse. Já cansei de ouvir comentários como "fui inventar de ser simpático com aquela feinha e ela não larga do meu pé, que

abusada" ou do tipo "fulano era tão gentil comigo, pensei que fosse um amigo sincero, mas ontem ele deu em cima de mim, é um interesseiro".

Uma hipocrisia, afinal, esses que reclamam também querem namorar, transar etc. Por que os outros não podem tentar?

Não vamos achar que os "bonzinhos" só existem pra nos ajudar, nos divertir, e que eles não têm o direito de pelo menos tentar um

relacionamento conosco. Se eu não me interesso pela pessoa, tudo bem, meu direito, só não tenho o direito de discriminá-los por tentar.

E sobre o tópico, "friendzone" é algo natural, que sempre existiu, gostamos de algumas pessoas como amigas, de outras como amantes. Nem é

um erro de quem coloca e nem é erro de quem fica na friendzone.

Douglas disse...

"de fato, os caras que ficam na friendzone são os completamente doidos e toscos. normalmente, nem sabem se relacionar, nem conseguiram sair da pré-adolescência e, como diz alguém aí, é um cara que não passa de um cafa que não deu certo. normalmente é o nerd machistinha (se tem um mundo machista, é o mundo nerd, e eu digo isso por experiência própria)"

Achei um comentário totalmente preconceituoso esse acima. Gente, os caras que ficam encalhados realmente têm dificuldades de relacionamento, adaptação ao meio social, fogem do arquétipo do "homem viril e confiante" imposto pela mídia. Eles estão na mesma situação das mulheres que não seguem os padrões estéticos ou comportamentais da mídia, e que portanto também têm dificuldade de arrumar namorado.

Claro que é um direito de uma mulher não querer ficar com alguns tipos de cara ("nerds" ou não), assim como o homem têm direito de rejeitar as mulheres que não são magras, não se depilam, não alisam o cabelo etc. Mas daí a dizer que essas mulheres são "toscas", ou que seriam cafajestes se tivessem a chance, isso é preconceito e hipocrisia. E o mesmo vale para os caras que estão encalhados: realmente alguns deles

seriam cafajestes caso namorassem, mas outros não, podem ser pessoas honestas, altruístas e respeitadoras.

Ou seja, tanto os homens como as mulheres que ficam apenas na "friendzone" e não namoram, não é necessariamente por cometerem algum erro ou serem maus parceiros, apenas não seguem os modelos de "homem" e "mulher" que a mídia nos ensina a gostar. E antes que eu me esqueça, dizer que nerds são machistas é o mesmo que dizer que mulheres são más motoristas ou que os homens são maus cozinheiros: tudo preconceito.

Angélica disse...

A cada dia eu aprendo mais nesse blog. Não só com a Lola, mas também com os comentários dos leitores.

O comentário da Beatriz, postado pela Lola, me deixou de queixo caído com as semelhanças no modus operandi dos "friendzoned".

Uma história longa que aconteceu comigo recentemente e até contei pra Lola por email começou exatamente com esse tipo de atitude por parte do cara. Só que depois piorou bastante, e hoje eu vejo que se tivesse algumas noções desde o princípio, poderia ter percebido do que se tratava e talvez a cosia não tivesse chegado no ponto que chegou.

Não me culpo, até porque gente pra fazer isso conosco (mulheres) nunca falta. Mas sei que numa próxima vez posso agir diferente, e isso é reconfortante.

Anônimo disse...

Nossa,certo, cada caso é um caso, não da pra generalizar, na boa, não é todo cara legal q esta fingindo ser legal pra conseguir sexo, até pq eu já fui esse cara legal, e nunca fui de ficar no pé, pelo contrário, a garota q tinha me deixado na friendzone, VIVIA atrás de mim, e isso me magoava, pq em muitas situações ela não respeitava meu espaço, e ela queria ser algo como minha "irmã", blz, justo, só me dê um tempo pra q o q eu sinto por vc passar, então eu vou voltar. Só q não, a garota continuava em cima, e queria q eu aceitasse numa boa conviver com ela, enquanto tinha de lidar com situações onde ela estaria atraída por outra pessoa e talz. Eu acabei com a história, e educadamente pedi meu espaço, queria ficar sozinho, e não fiz draminha, "mimimi" não chorei, fui tranquilo, aceitei o fato de q não ia rolar nada, e ponto. Admito, q em algum momento, eu gostaria q o fato de eu ter sido alguém legal, tivesse influenciado os sentimentos dela por mim, mas talvez tenha acontecido o q vcs chamam de falta de química, sei lá, o fato é q n deu certo, e eu sai fora. Sou inseguro, não me acho bonito e tudo mais, mas gosto de mim, isso é o bastante pra eu viver bem, mesmo sozinho, sou o cara legal, com todo mundo, sempre, não me faço de bonzinho pra ganhar sexo, eu me comporto assim sempre, com família, amigos, não é culpa de um cara legal se ele é classificado por algumas garotas como um "falso", ao menos considerem o risco de q VOCÊS TALVEZ, possam estar erradas entre uma pessoa e outra. N da pra rotular cada comportamento, e jogar a pessoa em um núcleo comportamental, isso é ridículo.

The Morphetic disse...

Bem, eu poderia escrever uma bíblia sobre o assunto (e acho que vai sair uma mini bíblia daqui) já que sou frequentemente enquadrado na categoria "nerd" e perdi as contas adas vezes em que fui "friendzoned" eu acredito que tenho algum conhecimento de causa p/ compartilhar aqui e vou tentar resumir.

O fato é que deixei de ficar com pessoas maravilhosas, muito bacanas mesmo e isso me levou a uma enorme depressão e a um determinismo de que o mundo era cruel e não havia saída p/ mim. E isso é uma patologia ao meu ver, talvez seja um campo da psicologia a ser estudado. Sim, esse povinho (ao qual pertenci) precisa de tratamento, o estágio mais avançado dessa patologia é quando o cara alcança a misoginia aguda e vira um mascu chorão.

As coisas começaram a mudar quando, do nada, uma mocinha muito linda de quem hoje sou amigo (sim, amigo mesmo) fez algo que nunca tive a hombridade de fazer até então; tomou iniciativa e ficou comigo. Não precisei de tratamento, foi uma solução a lá Beatles (All you need is love). Desde então comecei a enxergar o quão patético e imaturo estava sendo. Os comentários aqui desenham a situação perfeitamente, quisera eu ter lido um post assim naquela época para ter amadurecido antes mas acabei aprendendo com meus (muitos) erros.

Os anos se passaram e comecei a investir em mim, na minha aparência, na minha carreira, estudos, na minha evolução pessoal mesmo; ser mais auto-confiante, arriscar mais e sim: tentar ser um cara bacana com todos (e com "todos" eu quero dizer "todos e todas). Quem diria? Agora a situação mudou, estou saindo com uma mocinha gente boníssima e bonita também que tem uma energia super positiva. Tudo que eu precisava era ter tomado uma atitude de homem desde o começo. E quando eu digo "atitude de homem" eu quero dizer; deixar de ser moleque/ser mais humano. eu perdi um tempo preciosíssimo da minha vida e jamais vou poder recuperá-lo e a culpa é única e exclusivamente minha. Se você banca o amiguinho(a) é isso o que você vai ser, simples assim. Se você quer conquistar alguém tem que ter a postura de alguém que quer conquistar (e sim, você não só pode como deve também ser uma pessoa bacana no processo). É muito mais simples do que parece e ainda assim tem tanta gente imatura que põe a culpa do seu fracasso nas outras pessoas.

Na boa? Invista em você, mude sua estratégia de conquista herdada do primário, tente ser realmente legal com as pessoas, não grude em ninguém bancando o capacho merecedor de sexo premiado e se achando o paladino da justiça protegendo sua donzela dos outra os pessoas inferiores a você e sua ética imaculada e for god's sake! Não vá querer se matar porque uma mulher/homem te rejeitou. Parece clichê dizer que se você se dar o valor as coisas acontecem mas... Sim, elas acontecem! Tudo fica mais fácil.

Fika a dika do nerd aqui que hoje em dia se sente muito melhor consigo mesmo. ;)

Analua disse...

Só vi o post agora e não resisti, tive de comentar.

Concordo absolutamente com os comentários que dizem que os homens acham que têm direito a tudo, se forem simpáticos ou cavalheiros. É puro machismo....Objectificam a mulher, e pensam :" ah se for simpático, querido e educado, já vai haver sexo. ela já vai querer ser minha".Perspectiva nojenta mesmo, de quem procura algo em troca.

Acho que friendzone, acontece na vida real,mas a sua definição está totalmente errada. Friendzone, para mim, é quando um amigo/amiga/conhecido/conhecida te leva a crêr que gosta de ti ou tem algum sentimento especial por ti, só para lhe afagares o ego e fazeres favores ou coisas queridas. Aí, e depois de momentos e mensagens fofas e quando já estás super caidinha por essa pessoa, ele/ela diz a verdade : " ah és muito querido/a,mas somos só amigos."Isso é friendzone, isso é usar e brincar com a pessoa.

Agora, se sempre deixou claro que não queres nada com o teu amigo/a e se és simpática/querida com ele, porque amizade verdadeira é mesmo assim, e mesmo assim o rapaz continua atrás de ti e a querer algo mais,é porque é "burro" mesmo.Se tudo ficar esclarecido à partida, a culpa não é nossa..mas sim da outra parte que continua fantasiando com algo mais.

p.s - Adoro o teu blog, Lola (: Super beijinho de uma feminista portuguesa, que aprendeu a expressar o que realmente pensa e sente sobre este assunto, depois de ler o teu blog. Super fã :D

DeniseM disse...

Super te apóio. Vai lá

Unknown disse...

parece que o assunto nos coments migrou para o "porque nerds não conseguem ficar com mulher?" ee eu como nerd (com orgulho) axo que a resposta é baixa auto estima. eu mesmo tive uma época que não conseguia ficar com ninguem por que me achava tão escroto que não conseguia chegar em alguma garota. acredito que tem muito nerd que ao chegar nessa situação passa pensar que qualquer mulher da qual ele gosta mas em quem nao tem coragem de se apresentar como um cara que quer ficar com ela ao invés de um amigo está friendzoneando ele. só um conselho amigo comece a tratar sua autoestima, talvez seja bom procurar um psicologo (como eu fiz) e pare de odiar as mulheres so pelo fato de ela nem saber que voce gosta dela _ ufa! texto ficou enorme

robert luiz disse...

você nunca apoiou sua mãe em um momento difícil?

Ou você já ajudou ela porque queria comer?

Anônimo disse...

Ai que lindo pensamento.
Sabe uma coisa, isso é PRECONCEITO!
Passam a vida a dizer que uma "má" mulher merece ser amada com suas fraquezas (depressões e inseguranças) e defeitos fisicos, senão os Homens são uns cobardes que só gosta de topmodels.

Mas vêm com esta. Então um "mau" homem já é um retardado e desinteressante. (só porque não cria atração)

Aliás, infelizmente caso a senhora não saiba, não é só a mulher mas toda a sociedade falsa e consumista, que menospreza esse homem (e portanto a vida dele não é tão fácil de conseguir os mesmos feitos, considerados normais (que o tornariam "socialmente mais assertivo"), independentemente da sua inteligência (fique sabendo que muitos génios da história da humanidade foram homem solitários, no entanto a sua genialidade é hoje indiscutível). Mas segundo a lógica do texto, esses génios foram então retardados, não é?!

Nessa altura, concerteza houveram homens que fizeram grande sucesso com as mulheres, mas qual o marco que deixaram para a Humanidade? Nenhum!

E quanto aos que fazem sucesso com a mulherada e são obssessivo compulsivos, e dados a excentricidades? Esses são "socialmente ajustados"? Ou será simplesmente a sua posição que ocupam na sociedade é que lhes permite, com as suas loucuras, serem aceites pela mulherada!

O problema da friendzone é o problema da sociedade injusta, onde neste caso, o poder está do lado da mulher e vai-se aliar ao homem "mais poderoso", em detrimento do "mais fraco".
Mesmo problema da sociedade em geral, em que os poderosos aliam-se aos poderosos.
Claro que noutros aspectos (quando a mulher é a menos poderosa, tipo no emprego) a mulher não gosta, e reclama injustiça, mas no caso das relações amorosas onde têm o poder, alia-se ao macho mais forte, não querendo justiça!

«Mais antigas ‹Antigas   601 – 659 de 659   Recentes› Mais recentes»