domingo, 29 de abril de 2012

CINCO VÍDEOS PRA VOCÊ VER AGORA

Domingão, quase um feriado prolongado, e você aí vendo sei lá o quê passa na TV hoje? Seus problemas acabaram! Assista o incrível documentário Miss Representation, que ainda está no YouTube, com legendas em português. Mas veja já, porque ele fica sendo tirado por motivos de direitos autorais. Vale muito, muito a pena. É uma hora e meia que vale como uma verdadeira aula de alfabetização em mídia, se preferir chamar assim. E, como eu já falei, pode ser uma visão americana, mas é muito parecida com a nossa. Organize uma sessão de cinema e passe o documentário na sua escola e na sua faculdade, seguido de uma ampla discussão.
Pro pessoal que constantemente me pede indicações sobre a história feminista no Brasil, tá aqui uma boa pedida: o documentário de 26 minutos A Vovozinha e o Feminismo, escrito e dirigido por Renata Druck, com roteiro de Keka Reis, e que traz depoimentos importantes de Inês Castilho, Maria Lygia Quartim de Moraes, Céli Pinto, e Lia Zanotta. Junto aos depoimentos, também há algumas cenas teatrais divertidas. É só meia hora, mas você pode partir do doc pra leitura de Breve História do Feminismo no Brasil, de Maria Amélia de Almeida Teles.
Este é um vídeo curtinho e engraçado chamado The Flip Side, que basicamente mostra o que aconteceria se as convenções de gênero, tão rígidas, fossem invertidas. Eu gostaria que essas convenções simplesmente desaparecessem, mas, como isso não vai acontecer tão cedo, este é um bom exercício pra se pensar na estupidez disso tudo.
Este é o curta mais recente da jovem feminista Elisa Gargiulo, e mostra bem o que costuma acontecer quando uma moça conta ao namorado que está grávida. E conta com a participação de Vinicius de Oliveira. Lembra do ótimo ator de Central do Brasil? Pois é.
E tem este comercial que uma leitora me indicou ontem. Ahn, não é exatamente uma recomendação, mas tem ligação com alguns dos vídeos anteriores. É assim: se você estudar online numa tal de Open English, você será alto (Veja feelings) e bonitão e terá aula com uma professora gringa e loira. Agora, se você estudar inglês em qualquer outro lugar que não seja a Open English, você será feio e terá aula com professora gorda que fez inglês em Buenos Aires (Hã? Essa é nova pra mim) e que gosta de imitar galinha. Quantos juízos de valor esses publicitários conseguem passar em apenas 30 segundos, hein?

39 comentários:

Jac disse...

Lola, amei as indicações!

Vou baixar o vídeo do Miss Representation e guardá-lo para todo o sempre ahahahahhaah


Para quem quer fazer o mesmo, aqui vai a dica:

-4kdownloader (programa para baixar o vídeo)

-http://mike.thedt.net/ytsubs (site em que você cola o o link do youtube e consegue baixar um arquivo .srt do closed caption (legenda)) ----> Testado

Rose disse...

Ah, confesso que chorei ( e me revoltei)com aquela garota aos prantos pedindo ajuda para a irmanzinha que se corta. Ninguém faz nada mesmo.

Ellen disse...

Lola, o documentário não tem legendas...
Será q o link está correto?
:(

Camila Fernandes disse...

Lola, vou assistir o documentário agora. Aproveitando a preguiça pós-almoço na casa dos pais, sabe?

E, Jac, obrigada pelas dicas, vou fazer o mesmo!

Camila Fernandes disse...

Ellen, tem legenda sim, é só você clicar nos dois Cs na barra ali de baixo!

Anônimo disse...

valeu camila, nunca havioa visto esse negócio de clicar pra ativar legenda *burra* kkkkk

Anônimo disse...

Lola, sua linda!

Tó há semanas procurando esse documentário!
MUITO obrigada por postar o link.


Luciana

LisAnaHD disse...

Anônimo disse... às 15:22 . . . . "burra" kkkk...

>>>hãnnn? como assim "burra" por não saber algo que pra saber precisa aprender? e pra aprender alguém precisa ensinar? nem todos são autoditadas...

M disse...

Ótimo documentário,não é exatamente a mesma situação do Brasil, mas é muito similar.

LisAnaHD disse...

Esse vídeo aqui tb é bom
001 - Feminismo, Documentário
Prof.ª Mônica Rugai, FAAP
http://www.youtube.com/watch?v=2CdWdrtDQdo&feature=related

... um prato cheio pra quem gosta de Literatura e entende que a ficção tem uma grande força na formação moral das pessoas, podendo, assim, ajudar em importantes mudanças na sociedade.

Ártemis disse...

Assisti TODINHO o miss representation agora. Fantástico.

nanachan290 disse...

Opa! Mais um documentário para adicionar na minha lista de reprodução 'Documentários que Todos Deveriam Assistir'. Obrigada Lola!

LisAnaHD disse...

¿Qué es el Feminismo? Orígenes y Consecuencias
http://www.youtube.com/watch?v=V2Ay_p-pnOg&feature=related

Excelente reportaje del periodista Alejandro Bermúdez a la Sra. Martha Fernández-Sardina sobre el "Feminismo", sus orígenes y consecuencias (Cara a Cara - EWTN)

o parágrafo acima está na página do vídeo... a reportagem é apresentada por um canal católico... ainda não vi o vídeo... mas mesmo que apresente algo de que discordemos, ainda assim nos dará a oportunidade de entendermos o outro lado do questão... lembrando-se sempre de que entender é diferente de concordar... entender não queri dizer concordar.

Antonio disse...

O começo é super apelativo, choramingoso, me lembrou até o Super Size Me, só que depois vai ficando bom. E cara, não sabia desse rolê de China/Iraque/Cuba/afeganistão terem mais mulheres, isso é mais um ponto a contar no questionamento "seriam os EUA realmente o país mais democrático do mundo? OU só um lugar onde reina a lei do mais forte?" Pra se refletir.



Dá pra baixar as legendas junto, com algum programa? Eu queria levar pra sala de aula de uma ong q eu e minha mãe trabalhamos

valeu

Mari disse...

Lola, e aquele comercial do CCAA com a Megan Fox e o Mike Tyson? Daí se o cara sabe falar inglês ele vai para a ilha da Megan, se não sabe, para a do Mike. Não tem ilhas para as mulheres porque elas nem tem por que aprender ingês, né?

Linda disse...

Lola salvadora do meu domingo! hahah
Amei as indicações, o unico que ja assisti foi Miss Representation, que foi passado na minha universidade pelo grupo de estudos de gênero, aqui nos EUA.

E você me trouxe de volta as divagações sobre começar um grupo desses na minha universidade no Brasil quando eu voltar.

Jac disse...

Antonio,

Leia o meu primeiro comentário (que é o primeiro comentário do post). Lá explica como baixar as legendas!

Ana Clara disse...

Lola,

Vendo agora o MissRepresentation, lembrei do fenômeno jornalístico recente conhecido como 'Dilma se irrita com'. Vocês lembram a enxurrada de manchetes com essa expressão que saíram na mídia ano passado (e esse ano também, mas em menor quantidade)?

Eu costumava achar que era só um vício de linguagem ou algo do tipo que os jornalistas transformaram em jargão, mas, vendo o documentário, me deu aquele 'clique',sabe? Tão sexista quanto a famigerada 'faxina' da presidente.

Para vocês terem uma ideia:

http://www.google.com.br/search?sourceid=chrome&ie=UTF-8&q=dilma+se+irrita+com

Ela se irrita com tudo! Vendo essas manchetes, parece que a nossa presidente é uma megera que se irrita com qualquer coisa e que está prestes a gritar e ser histérica com todo mundo. A famosa 'bitch'.

Seria tão legal se a gente conseguisse fazer um documentário parecido por aqui pelo Brasil, né? Fica pra minha lista de coisas pra fazer antes de morrer.

Ellen disse...

Respostas dos Mascus ao feminismo
kkkkkkkkk
Sempre tão engraçadinhos !!!!
Só que NÃO !!!!
Pelo menos serve como estudo antropológico.

http://www.youtube.com/watch?v=O5GWWROeXn4&feature=related

nanachan290 disse...

Antonio, se você botar o vídeo e a legenda com o mesmo nome o seu computador e alguns aparelhos de dvd serão capazes de ler. Mas se você quiser embutir (colar) a legenda no vídeo, eu recomendo usar o programa 'AVI ReComp', tem no baixaki, é fácil de usar.

Rosencrantz disse...

Off topic, mas muito interessante,munição pra quem odeia aquele papo furado da psicologia evolutiva e seu determinismo genético rasteiro: estereótipos de gênero atuais que são o exato oposto do que costumavam ser http://www.cracked.com/article_19780_5-gender-stereotypes-that-used-to-be-exact-opposite.html
Aquela história do rosa para meninas, que até já tentaram justificar "cientificamente" dizendo que as nossas ancestrais, por serem coletoras (enquanto os homens caçavam), desenvolveram uma afinidade por cores avermelhadas porque ficavam de olho nas frutas tipo morango, era o contrário até a década de 1940.

LisAnaHD disse...

LoLa, mas que legal o site www.sedentario.org
valeuuuuuuuuuuuuuu

eu já tinha visto Miss Representation e vou ver novamente... foi da vez de outro post acho que bem de lá pratrás qdo vc citou Miss Representation... faz un meses que não pego o canal OWN (Oprah Winfrey Networdk) e até então não sabia do documentário. Rosie O'Donnell tinha um programa lá, mas durou tão pouco e foi cancelado, por falta de audiência... nunca vi, portanto não tenho opinião. Mas a Rosie é dada a encrencar com muita gente de peso e ela faz arruaça mesmo... uma pena.

Ah LoLa, achei esse post uma delícia... vez ou outra a gente precisa de algo que, apesar de leve, dá muito em que pensar.

Anônimo disse...

Querida Lola

Obrigada pelos links, ótimos!
Lola, vc já assistiu "Catfish" ?
Li mtas crícias interessantes sobre esse filme, mas não consigo ver. Não tem em locadoras (segundo a locadora filmes mais alternativos acabam ficando de fora) e não acho um bendito link com legenda na internet. Nem sem legenda achei.
Se souber de algum avisa Lolinha?
Bjos e ótima segunda

Anônimo disse...

onde escrevi "crícias" leia-se "críticas".

Lola, a salvadora dos feriados perdidos =)

Anônimo disse...

lola, ja viste um filme canadense chamado the many trials of one jane doe?
vi hoje, mas nao lembro o nome que deram em portugues. deve reprisar no canal viva, pra quem tiver tv a cabo. o filme é de 2005, acho, e foi feito pra tv.

enfim, é muito bom, critica a atuação da polícia em casos de estupro, baseado num fato real, ocorrido em toronto nos anos 80.

o filme é super feminista, tiveram até a sensibilidade de nao explorar cenas de estupro (coisa que hollywood, pelo contrario, adora né? ha quase uma glamurização das cenas, apesar do intenção ser angariar a empatia do publico)

o foco é totalmente na vitima, em como ela reage, em como ela tem vontade de tomar as redeas do caso e tal. vale a pena. eu chorei de odio.

Anônimo disse...

ah, e o miss representation é otimo!

recomendo tambem os videos do TEDwomen

http://www.ted.com/themes/celebrating_tedwomen.html

Ana disse...

Lola, sei que não tem muito a ver, mas outro dia estava com a TV ligada (raro, muito raro na minha casa) e vi uma propaganda LINDA da air france. Simples e que, de forma alguma usa dos preconceitos para "ganhar dinheiro".
É um casal vestido de branco em que o cara começa a rodar e a mulher, abraçada a ele, flutua no ar.
Lindo. Simples. Perfeito.
Gostaria que todas as propagandas fossem assim. Mostra que não precisa fazer uma coisa idiota para atigir o público.

Jac disse...

Anonimo que quer Catfish:

http://thepiratebay.se/torrent/6082787/Catfish[2010]DvDrip[Eng]-FXG

Legendas você deve achar no opensubtitle

Anônimo disse...

[vejam só: http://www.nytimes.com/2012/04/29/opinion/sunday/homophobic-maybe-youre-gay.html?_r=3

hahaha, sério, uma pessoa que dedica sua vida inteira a uma causa entende essa causa como muito importante na própria vida, mesmo que seja odiando algum grupo. e aí vão acabar provando o que todo mundo quase já sabia... o que é triste. viver odiando um pedaço de si é muito triste]

Loy disse...

Lola
Adorei Miss representation!

Para falar a respeito de um ponto que muitos posts atrás salientei em um comentário meu: o quanto a misoginia provoca problemas para os homens!!!

Anônimo disse...

Jac, obrigada pelo link do Catfish =)

Anônimo disse...

Esse open english é mo paia.
Professora americana? pfff
Agora se fosse inglesa, aí sim

Anônimo disse...

@Anônimo do ny times:
'It’s important to stress the obvious: Not all those who campaign against gay men and lesbians secretly feel same-sex attractions. But at least some who oppose...'

Ou seja, não disse absolutamente nada.Some who oppose are, e tb são some que não oppose nada.

Daniel disse...

aaaaaaaa!
acabei de assistir Miss Representation. Nunca mais vou assistir TV da mesma forma. Foda-se nossa sociedade patriarcal!

Loy disse...

Detestei "The flip side"

Achei de péssimo gosto reproduzirem os estereótipos femininos e os estereótipos masculinos e inverte-los. O problema não é quem fala o que, o problema é a prisão de achar que as pessoas ou são assim ou tem que ser assim. Que a mulher quer fazer compras e o cara não liga. Que a mulher quer falar de relacionamento e o cara fica olhando para alguma mulher feia. Que a mulher quer romance e o homem quer sexo... quando é que vão liberar a mulher mostrar e perceber que ela também quer sexo, diz pra mim?

Achei o vt teste excelente! Me lembrou aquele video da Keira Knightley.

LisAnaHD disse...

LoLinha, dado que uma espírito de porco anda a frequentar o blog comentando no anonimato PORÉM dando umas pitadas de que possa ser eu a autora do comentário, vou comentar aqui com atraso de dois a três post... vamos ver se a ditacuja sossega o facho. Agora, ao meu comentário.

Femninista atuante no século 19, desconhecida entre as feministas brasileiras? "Os Mundos de Eufrásia, de Claúdia Lage: olha, atenção a este livro! Publicado pela Record, o essencial é isto: «Praticamente desconhecida na historiografia nacional, Eufrásia Teixeira Leite foi uma das mais incríveis personagens brasileiras do fim do século XIX, uma bela filha da elite cafeeira da região de Vassouras que viveu na Europa e circulou pelos mais importantes salões de Paris. Em um tempo em que as mulheres viviam à sombra do marido e as famílias ainda pagavam dote para casar suas moças, Eufrásia não se casou, viveu durante anos uma impossível e conturbada história de amor com o abolicionista Joaquim Nabuco, ergueu um império financeiro e se tornou uma das mais respeitadas investidoras do mundo à época.»
http://gavea.blogspot.com/

pra saber agora mesmo
Eufrásia Teixeira Leite
Vassouras, RJ 1850 - Rio de Janeiro, RJ, 1930
Foi uma investidora financeira e benemérita brasileira. Deixou em testamento uma fortuna que poderia comprar 1.850 quilos de ouro em preços da época, cuja maior parte foi legada a instituições assistenciais e educacionais da cidade de Vassouras. Eufrásia teria uma fortuna bilionária para os padrões atuais.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eufr%C3%A1sia_Teixeira_Leite

Antonio disse...

Jac, obrigado

Jacy disse...

Sobre o comercial da Open English segue o pronunciamento do presidente da BRAZ-TESOL – Associação Brasileira de Professores de Inglês como Segunda Língua. http://educacaobilingue.com/2012/05/23/cartavinnie/

brunaabora disse...

Baixar o Documentário - Miss Representation - O filme explora a falta de representatividade na grande mídia do gênero feminino em posições de poder - http://mcaf.ee/cgv2d