sábado, 21 de abril de 2012

GUEST POST: O BLOG ME AJUDOU A MUDAR

O Ramon, um leitor que chegou a comentar bastante por aqui, e depois parou, me mandou um email que me deixou muito feliz. Já faz um tempinho. Pedi permissão para publicá-lo, e ei-lo. Ah, no post que escrevi respondendo uma pergunta do Ramon, eu não estava sendo sarcástica em nenhum momento! Incrível como a gente não tem controle sobre como as pessoas vão interpretar o que dizemos... Muito obrigada pelo retorno, Ramon.

Confesso que sinto um certo nervosismo ao lhe mandar um e-mail pela primeira vez! Também não estou seguro se você irá lê-lo ou não, imagino que você deva receber dezenas de mensagens todos os dias e você certamente deve ter mais a fazer da vida. Ainda assim, sinto-me na obrigação de agradecê-la pelo post sobre ofensas dirigidas a mulheres, especialmente por você ter compreendido a essência da ideia (fiquei com medo de você me considerar um discípulo do Bolsonaro). Alguns amigos e amigas leram o post e lhe acharam desrespeitosa demais, mas confesso que gosto mais quando você põe seu sarcasmo ácido em ação (mesmo que seja comigo). Gostei especialmente dos comentários, rio só de lembrar deles!
Peço desculpas por lhe agradecer só agora, infelizmente o timing do post não foi bom para mim pois estava na quinzena de provas e eu costumo me desligar da rede durante esse período para me concentrar. Mas o que importa é que eu li e voltei a ler o blog em dia.
É interessante como as pessoas mudam, quando estão dispostas a mudar. Há um ano, eu provavelmente estaria ameaçando lhe processar agora mesmo e também já teria denunciado seu blog ao Blogspot por violação das regras de conduta. Ainda me lembro da repulsa que sentia quando comecei a ler seu blog. "Como esta p*** v**** p****** tem coragem de me chamar de MISÓGINO? Logo eu, que me esforço TANTO para ser liberal e respeitar os direitos humanos?" Lia suas palavras como se tivessem sido escritas pelo Ali Kamel ou pelo Diogo Mainardi.
Com o passar do tempo, seus argumentos foram me vencendo pouco a pouco. Você deve muito às suas leitoras, aliás! Confesso que nunca vi tower defenders (gíria da internet para os comentaristas que defendem o blogueiro) tão leais e tão decididas quanto as suas! Hahahahahaha!
Aprendi muito com elas e com você também. Acredito que a ficha tenha caído nos posts sobre os privilégios da "maioria" branca, heterossexual e do sexo masculino. É interessante porque eu sou "branco" -- se é que eu tenho o direito de me chamar deste jeito num país tão miscigenado como o Brasil, mas é como eu me vejo e, principalmente, como sou visto pelos outros -- e homem. Eu sempre achei que fosse parte da "minoria", mas não, não sou. Não recebo os olhares de desprezo ou piedade dos professores geralmente dirigidos aos alunos cotistas (afinal, se um negro está na faculdade, só pode ter sido por cota!) e, olha só que interessante!, se eu tirar 10 numa prova, foi porque eu me esforcei, e não porque dei mole para o professor. É tão fácil apontar os defeitos dos outros quando se é vítima de um abuso, mas o praticante do preconceito dificilmente se apercebe disso. Para falar a verdade, se não fosse pelo seu "bloguinho", jamais teria sido capaz de mudar.
Não passei a frequentar seu blog com a melhor das intenções, mas aqui estou eu, agradecendo-lhe e, por que não, reforçando o pedido para que você nunca pare de escrever: as pessoas mudam! Elas só precisam de alguns (milhares de) empurrões!

39 comentários:

Anônimo disse...

Por falar em mudanças, gostaria de agradecer a Lola, pois muita das mudanças da minha vida devo a seu blog,tenho várias história p/ contar sobre minha convivência com um misógino, mas ainda não tive coragem de mandar o tal e-mail, um dia quem sabe..Mais uma vez obrigada!

Anônimo disse...

Oi Lola... Seus textos são tão esclarecedores! Queria sugerir um post... Não sei se vc já assistiu ao Perdidos na Tribo, na band... E, mesmo sabendo se tratar de outra cultura com costumes tão diferentes dos nossos... uma cultura quase primitiva... é indignante ver como as mulheres são tratadas, numa das tribos são elas que tudo fazem, e os homens quase nada... ou o caso de um membro da tribo querendo fazer sexo com uma das participantes do programa e insistindo ao ela rejeitar... e depois a moça foi castigada por ter se recusado ao ato...
Bom, essa é minha sugestão!

E obrigada por nos oferecer um blog com conteúdo de qualidade!

Patrick disse...

Anônima das 11:45, o Sakamoto (cujo blogue está na lista de indicações da Lola) publicou um ótimo texto sobre índios e TV. Não deixe de dar uma olhada.

Majô disse...

Fiquei emocionada com esse guest post! E feliz pelo Ramon. Eu lia os comentários dele e notava mais interesse do que provocação nos seus questionamentos.

Em tempo, eu também gostaria de te agradecer. Especialmente, pelo post do "clubinho feminista". Quando li, apenas agradeci mentalmente e não escrevi nada porque achei que não seria lida após 200 comentários.

Eu só ia dizer mesmo obrigada. Porque eu sou uma feminista por princípios e não porque estudei sobre o assunto. Eu não estudei (pretendo, mas não agora). Mas não é por isso que sou menos feminista, que defendo menos no meu dia a dia as minhas posições, ou percebo menos o sistema machista que nos oprime.

Bjão

Fernanda Mychelle disse...

É isso que eu quero conquistar tbm, por isso que eu leio regularmente teu blog. Eu quero mto essa capacidade de argumentação, de questionamento que induz as pessoas se auto-analisarem e refletirem, utilizando-se de uma linguagem super acessível.
Daqui há 2 semanas faço uma apresetaçãozinha p enceramento do curso de inglês É óbvio que tratarei do sexismo e a inspiração básica será as ideias do blog.
Bjão Lolinha!! Segue firme!

Luciana disse...

http://www.youtube.com/watch?v=_tNZNajHxN8&feature=relmfu

Esse moço parece ter posições feministas e falou abertamente a respeito da sexualidade da mulher e do julgamento de "vadia" ele foi praticamente massacrado nos comentários x_x Dêem uma olhada

aiaiai disse...

Legal Ramon! Só não consegui entender por que os seus amigos acharam o post/resposta da Lola ofensivo. Eu achei que ela foi super gracinha com você, explicando direitinho e sem sacanear...

Dri Caldeira disse...

Eu acho que se eu conseguisse tocar uma pessoa, ou modificar uma pessoa dessa maneira como vc fez com o Ramon Lola, eu morreria feliz!! E ñ digo modificar como se fosse uma coisa ruim, ele se modificou pra melhor. Acho que poucas pessoas tem esse dom, de modificar um ser humano sem usar de subterfúgios escusos, comprando a pessoa, ou adulando. VC faz isso dando bronca, sendo sarcástica, irônica... SENDO VC MESMA! Parabéns aos dois, Ramon e Lola!(Aff, parece dupla sertaneja mexicana...)

Anônimo disse...

não me ficou claro o autor do post se vê branco mas é negro (entrou na faculdade por cota)?

Anônimo disse...

É pra isso que estamos aí. Valeu Lola por nos fazer melhores seres humanos inclusive na hora de tentar passar esse posicionamento de reflexão para outros e valeu Ramon por restaurar a minha fé na humanidade, que eu perco e recupero todos os dias rsrsrsrs

LisAnaHD disse...

eitcha, LoLa aumentando o fã clube e desta vez o novo membro é realmente de peso, hein?

LoLa, vc se aborrece que alguém se refira a vc como Laura (proncunciado em inglês)? Fiquei por uns segundos no ar qdo o gringo veio dizendo que "Laura" vai receber os livros no dia 28/4 (a menos que a alfândega daí crie problema)... besitos, pero grandotes ;>)

Anônimo disse...

Conferi sua dica Patrick... O post sobre o Dia do Índio é realmente interessante...

Ramon Melo disse...

aiaiai

Também não entendi direito, não. Na opinião de quem importa, a minha (já que eu fui supostamente ofendido), não vi ofensa nenhuma.

Dri Caldeira

Obrigado pelo carinho!

Existem algumas pessoas que não vão mudar porque não querem mudar. Mas as que estão dispostas a aceitar que não são donas da verdade vão, e existe um número significativo delas por aí. Tenho certeza que, se você tiver paciência e disposição, também vai conseguir desmontar o muro da ignorância tijolo a tijolo. Pode demorar uma vida inteira, mas é um investimento que vale a pena.

Anônimo das 14:03

Tenho um sistema para resolver esse problema. Eu leio os feeds de notícias positivas de manhã (blog da Lolinha, blogs de ações sociais, etc) antes de ir para a faculdade e leio o resto das notícias antes de ir dormir.

Uma coisa que ajuda muito é dar aulas ou fazer trabalho voluntário. É uma sensação indescritível, o mundo passa a valer a pena quando se faz isso.

Bruna disse...

Fiquei emocionada com esse post! Já falei e vou repetir, também mudei muito quando passei a frequentar o blog da Lola! Isso realmente fortifica a minha fé na humanidade. Muchas gracias, Lolita, você realmente é uma pessoa especial e está fazendo um bem enorme com o "bloguinho". Parabéns, Ramon, por ter coragem de assumir que estava errado e mudar para melhor, isso é um exemplo para todos nós!

lola aronovich disse...

Obrigada por todo o carinho, pessoal!
Adorei que bem hoje o Prof. Hariovaldo também decidiu me homenagear. Leitor@s mais observador@s deste blog devem ter notado que recomendo o site/blog do Prof. Hariovaldo faz tempo (uns dois anos, creio). E ele recomenda o meu. O dele é um blog/site satírico que zomba dos nossos reaças. Como acontece com todo blog satírico, sempre tem alguém que não entende a brincadeira e leva aquilo a sério. Mas não é, tá, gente? Um blog como o do prof. Hari me chamar de "fêmea insubmissa alucinada" é uma grande homenagem! E eu fico muito feliz de não corromper apenas mulheres. Homens também!

Anônimo disse...

A Lola é uma referência pra mim. Amo!

Mayara

Leila Silva disse...

Fiquei emocionada no seu lugar. Muito bom, parabéns ao rapaz, que bom seria o mundo se mais gente estivesse disposta a rever seus conceitos de vez em quando. E aproveito também para agradever a Lola, mais uma vez. Muitos dos meus posicionamentos sempre foram como os seus, mas aqui aprendi bastante, segui algumas sugestões de leituras feministas, muitas na verdade.
Eu também levei um puxão de orelha aqui uma vez (e pode até ser que o modo de ler, como disse a Lola, talvez nem tenha sido um puxão de verdade), faz tempo isso, bem naqueles dias eu estive muito em contato com um cara que é homossexual e muito misógino, estava muito irritada com aquela situação, mal podendo acreditar que tinha engolido tudo o que ele havia falado e acho que fui condescendente pelo fato de ele ser homossexual....então, leio aqui um post que tinha alguma relação com o que eu estava vivendo, aproveitei para lembrar que homossexual também podia ser misógino. Foi aí que levei o que considero o puxão de orelha, a Lola me disse que se eu tivesse lido atentamente os posts anteriores veria que ela não poupa ninguém por ser isso ou aquilo. E era verdade, quem poupou fui eu.
Enfim, só temos mesmo a agradecer a paciência e dedicação da Lola. Abraços

Anônimo disse...

Feliz dia de tiradentes, aquele porco capitalista maldito que se revoltava com um governo que arrancava SÓ um quinto do que todo mundo produzia.
E pensar que os impostos hoje chegam quase a metade do PIB e ninguém diz um ai...

Anônimo disse...

Esse anônimo revoltado com imposto veio reclamar em local errado.

Vai e fala na cara da Presidenta, fio.

Hariovaldo Almeida Prado disse...

Há tempos que eu espiono este blog, somente para ver o que as fêmeas insubmissas andam falando, é claro.

Chegou a hora de denunciá-las à sociedade.

Sinto muito.

Anônimo disse...

'Vai e fala na cara da Presidenta, fio.'

ela não é minha presidenta, mamae.

Barbara O. disse...

Oi, Lola, oi Ramon, oi meninos

Nesta semana armei um outro "barraco" lá no blogue do Nassif por conta do velho tópico de sempre... machismo. Outro porque o primeiro foi aquele reboliço de feminazi. Já apareceram pessoas amigas me dizendo pra eu não perder tempo em blogues que apenas se dizem progressistas. Mas eu venho retrucando que não. Se não conseguimos pelo menos ganhar o senso comum de blogues progressistas com nossas ideias e práticas feministas, o que se dirá sobre o resto da sociedade? Continuo achando uma frente importante de luta. Para que muitos mais percorram o caminho do Ramon. Parabéns a Lola por sua persistência, uma qualidade de muito valor neste contexto.

Barbara O. disse...

quis dizer meninas! eita!

Um cara legal 0_o disse...

Eu também mudei.

Eu sempre fui um cara tranquilo. Eu nunca gostei de bagunça, bebedeira e todo esse tipo de coisa.

Eu conheci o fórum dos Homens Honrados, conheci o blog do Sílvio e de lá conheci o blog da Lola.

Eu li um pouco de tudo e mudei.

Adotei a misantropia como estilo de vida.

Sou um solitário, sou feliz.
Já programei os meus próximo 50 ou 60 anos de vida em minha solidão. Acho que não vale a pena ter um relacionamento com alguém. A solidão é a única forma de se manter longe de todos esses problemas e de pessoas problemáticas.

Eu achava que era estranho isso, mas conheci várias pessoas, de todas as idades, que optaram por viver solitárias e gostei do que vi.

Amana disse...

Ramon, Lola e tod@s que participam desse blog-fórum pra ouvir, trocar ideias e tentar pensar por ângulos que normalmente não costumamos pensar: fico muito feliz de poder estar aqui com vocês...
:)
beijos!

aiaiai disse...

Barbara, cadê o link pro barraco no blog "progressista"? #adorobarroco kkkkkkkkkkkkkkkkk

Barbara O. disse...

Oi, aiaiai

http://paisagemestripada.blogspot.com.br/2012/04/fotos-sensuais-no-bloque-do-nassif-mais.html

e

http://paisagemestripada.blogspot.com.br/2012/04/algumas-consideracoes-sobre-o-blogue-da.html

aliás, eu tb sou a marmotta bobak do twitter. beijo!

Anônimo disse...

Lola, descobri um blog cujo o post que estou indicando pode mexer um pouco com seus brios então recomendo que leia e releia o post e principalmente os comentários antes de qualquer coisa e se puder outros posts dele também.

Embora ele tenha idéias com as quais você não irá discordar, ele não demonstra ódio às mulheres parece ser um cara inteligente e bem articulado.Diferente da maioria dos críticos do movimento feminista.

Não sei se você já conhece: http://arthur.bio.br/2012/02/26/sexismo/cade-as-feministas-para-exigir-igualdade#.T5MqlrNSSb0

Anônimo disse...

Anônimo das 19:22

Obrigado por me fazer perder meu tempo com esse post estúpido. A pessoa que escreveu não é nem um pouco inteligente e articulada, pelo contrário, é um baita de um imbecil. Esse cara nem entendeu a diferença entre números absolutos e números relativos, entre crimes de gênero e ódio e outros tipos de homicídio. Não entendeu e não quer entender, por isso que é perda de tempo. E ele é SIM misógino, como fica claro em seus comentários (se não concorda, talvez você deva lê-los e relê-los outra vez, pra ser bem redundante mesmo).

Sara disse...

Acho que bem poucas pessoas conseguem ler os posts que vc escreve ou que vc escolhe pra publicar Lola e não se deixam contagiar por suas ideias.
Não querendo rasgar seda, mas vc é muito inteligente e perspicaz, consegue ver coisas, às vezes tão evidentes, mas que a maior parte das pessoas nem percebe.
É muito gostoso ler seus posts porque vc acaba atraindo gente de qualidade que por sua vez vão nos acrescentando muitas coisas boas também, até com os trolls daqui eu me divirto, é verdade que eles às vezes pegam pesado e se tornam até chatos, mas tenho certeza que só pelo fato de te perseguirem tanto isso os obriga ler o que vc escreve, e tenho absoluta certeza que até entre eles o brilho das suas ideias acaba penetrando.
Sei que não deve ser fácil pra vc gastar tanto do seu tempo iluminando esse espaço com sua mente, mas, tenho certeza que falo em nome de muitos 'OBRIGADA'.

Sandra disse...

Porque você só posta imagens com letreiros em inglês?

Deixe de ser colonizada, mulher.
Que coisa feia. Não venho mais aqui.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
não me ficou claro o autor do post se vê branco mas é negro (entrou na faculdade por cota)?
21 de abril de 2012 13:54

Não se pode levar a sério aquele que se considera branco para uma circunstância e sabe-se negro para outra circunstância.
Leal

tower defender disse...

bom, eu adoro quando aparece alguém como o ramon, que discorda mas troca ideias. é muito legal até mesmo para exercitar o debate, conhecer novos argumentos, dividir experiências. tem meninos que comentam de vez em quando, a gente começa a dialogar e depois eles somem, é uma pena. torço pra que continuem lendo. ramon, fiquei emocionada lendo seu relato de transformação :)

é por isso que eu fico triste quando vejo pessoas diminuindo a lola, tentando faze-la desacreditada por não ser um blog metido à acadêmico. é um blog que dialoga com as pessoas, que traz informação de um jeito claro e objetivo, em linguagem adequada.

em vez de fazerem propaganda negativa, deviam empregar essa energia gasta inutilmente (já que é ineficaz) para conscientizar, ao modo deles, mais pessoas. olha o que a lola consegue fazer! ela realmente traz muita gente para o feminismo!
eu já lia o blog de uma feminista famosa por comentar BBB há anos e nem sabia oq era feminismo. a forma como ela escreve não atrai, não informa, parece discursar para um público já esclarecido. se não tivesse caído por acaso aqui neste blog, não seria feminista há quase 2 anos.

eu só tenho a agradecer mesmo. e sei que quando discordo de algo, tenho sempre este espaço aberto aqui nos comentários para falar oq penso, em vez de tentar atrapalhar algo que tem dado bons frutos.

assim como a amana, eu fico muito feliz de estar aqui com vocês.

Aucilene disse...

:D

Anônimo disse...

Lola, tão dizendo que foi abusivo do programa pânico ter "obrigado" uma das dançarinas do programa raspar a cabeça. O quê você acha?

Angélica disse...

Que lindo!

A Lola é um referência para todos nós!

Lola, você mudou a minha vida também!

Não pare nunca! Deixe seu legado!

Parabéns pela abertura, Ramón!

Fernanda disse...

Muito bom o post, dá esperança pq sempre achamos(ou eu acho) que as pessoas não podem mudar depois de crescidas. Dei uma olhada no post que originou este (sobre as palavras que chamam as mulheres) e achei muito interessante. estou sempre pensando em formas de evitar estes preconceitos e de como nossa lingua carrega muito disso. Como o plural é sempre dito em masculino mesmo que aja um só homem presente (deus o livre um homem ser chamado de as) e como o ser humano tb é sempre descrito como homem: 'desde os primordios o homem etc etc etc'... quando puder escrever um pouco mais sobre isso seria bem legal :)

Carol M disse...

Nossa capacidade de aprender é infinita, só depende de nossa vontade. Lembro dos primeiros comentários do Ramon, como ele parecia contrariado e assustado ao mesmo tempo (leitura minha, pode não ser bem assim), mas sempre disposto a discutir e aprender, e acho que essa postura faz toda a diferença.
Conheci muita gente legal graças ao blog e isso me deixa muito feliz.
Lola, sempre seremos suas tower defenders viu.

Luciana Guerra disse...

Nossa, esse post eh muito legal! Eu comecei uma "campanha" (kkk): "Converta um machista", e fico enchendo o saco do meu namorado. Ele jah se diz feminista agora, mas quando eu posso leio algum post seu que eu ache pertinente, que eu ache que pode acrescentar na evolucao dele (na minha acrescenta diariamente!). O estranho eh que ele eh uma pessoa maravilhosa, que se da bem com todo mundo e que RESPEITA todo mundo. Mas a cultura machista eh tao forte que temos (inclusive nos mulheres e que nos assumimos feministas!) alguns pensamentos estranhos arraigados. Com certeza vou mostrar este post para ele :)