quarta-feira, 24 de novembro de 2010

BLOGUEIRAS INVISÍVEIS? CULPA NOSSA, DE QUEM MAIS?

Pode parecer que gosto, mas não gosto de lavar roupa suja em público. Só que considero este um debate importante demais pra ficar num só grupinho, o de sempre, só entre algumas blogueiras feministas. Temos um grupo de blogueiras feministas por email (do qual ando lamentavelmente faltosa, por não ter tempo), mas uma discussão sobre a ausência de mulheres na histórica entrevista do presidente Lula só está rolando prum grupinho. Acho injusto. Quero que tod@s participem.
Antes, um pouquinho de contexto. Gosto muito da Maria Frô, nick de Conceição Oliveira. Foi graças a ela, e só a ela, que fui chamada de última hora pra participar do Encontro de Blogueiros Progressistas. E isso depois de eu chiar muito pelo fato que praticamente todos os participantes de mesas e coordenações eram blogueiros homens. A Maria Frô tem um ótimo blog, atualizado diariamente, e é mais ativa ainda no Twitter. Mas, como ela faz parte da comissão dos Blogueiros Progressistas, defende com unhas e dentes esses blogueiros. Depois de um tempo, imagino, a pessoa para de achar estranho que esses blogueiros conheçam apenas duas blogueiras, ela e a outra Conceição. E sabem por que conhecem? Porque ambas escrevem pro Vi o Mundo, que pertence a um desses blogueiros.
Num email, ela disse que, se não somos chamadas, é porque nossos blogs têm um baixo número de visitas. Não somos nós que não somos representadas nesses eventos, são nossos blogs que não têm a popularidade desejada. Se quisermos ser chamadas, precisamos nos mexer. E citou o blog dela e outros dois (de homens) como exemplos de blogs que têm 500 mil page views (diferente de visitas) por mês.
É um pouco de miopia demais pro meu gosto. O blog dela tinha 500 mil page views antes d'ela entrar pro Vi o Mundo? Os outros dois blogs citados teriam tantos acessos se não fossem linkados a torto e a direito pelos blogs gigantes, aqueles com 4 milhões de page views por mês? Se esses blogs passassem a linkar blogs de mulheres, será que esses também não alcançariam 500 mil page views? Bom, abaixo está uma parte do email que respondi pra ela. A Cynthia, feminista que faz parte da blogosfera desde 2002, é que pediu pra que eu fizesse um post disso, porque ela acha que valoriza o meu trabalho e o de outras blogueiras:

"Pô, Conceição, vc conhece o meio! Sabe que tem muito blogueiro progressista machista pra caramba. Sabe que eles não conhecem blogs de mulheres. Sabe a visão que eles têm de blogs de mulheres. Pior que a visão que têm de blogs de mulheres, é a visão que têm de blogs feministas! Pra eles, feminismo não é político. É só um bando de histéricas reclamando de barriga cheia. SEMPRE que eles falam de feminismo, eles derrapam feio, mostram uma visão preconceituosa, provam que não etendem nada do assunto. E não querem aprender, não. Isso de só convidarem blogueiros (tirando as duas únicas blogueiras que eles conhecem) aconteceu no Encontro Progressista, aconteceu nessa entrevista, vai acontecer no próximo evento importante. Por que eles mudariam, né? Pra eles tá bom. Pra vc e pra Conceição também tá bom. Desse jeito a gente pode continuar tratando a falta de representatividade das mulheres na política, na blogosfera, nos cargos de alto escalão, como... culpa das mulheres. Elas que não se mobilizam, elas que não têm interesse, elas que são limitadas, tadinhas (o mesmo vale pros negros: negros só não estão na política porque não ligam pra isso! Aí vem os homens brancos ocupar o espaço que ninguém quer!). É duro, viu? Eu gasto horas no meu blog, atualizo todo dia, consegui levar um blog feminista, de nicho de mercado mesmo, a 100 mil page views por mês, sem ajuda alguma da blogosfera progressista, apesar de tantas vezes escrever sobre os mesmos assuntos, só que sempre com um viés feminista. Um blog totalmente independente, tocado sozinha. Nunca pensei que chegaria a 100 mil page views, que considero um número extraordinário. Ou muitos blogs têm isso? Quais blogs que participaram da entrevista têm isso? Quais foram os critérios pra escolha? Mas aí eu ouço que 100 mil page views é migalha, e que eu que não me esforço o suficiente, ou sou limitada, e por isso não consigo alcançar 500 mil. Quando vc sabe muito bem que, mesmo que o meu blog tivesse 500 mil page views por mês, eu ainda assim não seria chamada! Porque o pessoal da comissão não me lê, nem lê outros blogs feministas. Não existimos pra eles.”

Voltando aqui: gente, cuidado com o um peso e duas medidas. Tem blogueiro homem por aí que inclui um parágrafo, uma linha lamentando a ausência de blogueiras na entrevista, e é chamado de nobre e sensível, puxa vida, esse sim não é machista! Enquanto eu aqui, por ser mulher, sou uma destemperada invejosa reclamando por não ter sido chamada. Entendem a diferença? Mesmo se eu não fosse blogueira, reclamaria ao ver uma entrevista em que todos os entrevistadores são homens. Ainda mais uma entrevista de blogueiros. Repito: a maior qualidade da blogosfera é a diversidade. Diversidade que ainda não chegou aos ouvidos de vários blogueiros progressistas. Pelo contrário. As piadinhas feitas com as nossas reclamações (minhas, de outras blogueiras, e de praticamente qualquer pessoa com um mínimo de justiça social que passava os olhos pela lista) foram nesse nível: “é entrevista com o presidente ou congresso de ginecologia?”. Sim, porque tem internauta (de esquerda!) que acha que, pra mulher participar de algum evento, só se for o de ginecologia. E não como palestrante, bem entendido.
E aí, blogueiros progressistas? Dá pra ter um tiquinho de autocrítica e aceitar que o machismo de vocês não é assim tão diferente do dos reaças? Dá pra aceitar que não houve representatividade na entrevista? Ou vão fingir que não e repetir o mesmo erro no próximo evento? Quando a gente tentar arranjar uma entrevista com a Dilma só com blogueiras, seremos tratadas como radicais separatistas?

79 comentários:

Esquemas táticos disse...

Apoiada!

Mariana. disse...

Acho massa vc comprar briga, lola. Ainda, claro, q a briga seja do seu interessa. Muita gente preferiria ficar calado pra não se queimar. Parabéns. Também acho isso muito importante e deixo aqui o meu apoio.

Meninas do vi o mundo, botem a boca também. =)

O blog da lola é o máximo.

Adir disse...

Eu amo você. #Oremos

Paulo de Tarso disse...

Concordo. Devemos aprofundar a discussão para abrir os espaços.

Adir disse...

Acredito que os 140 caracteres no twitter devem-se quando se escrevia em laudas de 20 linhas de setenta toques com o total de 1400 caracteres; o editor pedia para o repórter uma matéria de no mínimo de três laudas...

Lidiany CS disse...

Apoiadíssima Lola, a primeira coisa que pensei quando vi divulgarem isso foi, óia cadê as mulheres hein?

Aí vc posta, agora sei como funciona o sistema.
Marquem uma reunião só de mulheres com a Dilma vc está certíssima! =)

barbara disse...

Acho péssimo que também entre blogueiros progressista o que conte sejam os pageviews acima de tudo.

Cristina Maria disse...

Pois é minha flor, eu estive no encontro, acompanho seu blog e da Conceição e tenho algo a dizer, senti que mais uma vez fomos usadas, isso, tenho dito, além de não terem chamado o Sakomoto, tudo se deve a...significa!

Binah Ire disse...

Concordo. Blogueiros ou PIG, esquerda ou direita, machismo impera e não tem jeito. E não me venha com essa de pageviews. Tinha que haver PELO MENOS duas blogueiras presentes, o ideal é que fossem metade. A entrevista fez parecer que não existem mulheres blogueiras de qualidade. Ora, a Lola é só uma delas.

Marilia disse...

Torço e apoio que haja uma mobilização para que blogueiras façam uma entrevista com a presidenta.

Espero que as blogueiras progressistas se unam nesse momento para que isso saia do campo das ideias!

L. Archilla disse...

Nossa, TOTALMENTE apoiada!

Não consigo crer que, além da exclusão, ainda fizeram piadinha... tô chocada... e retiro o que disse no último post, de que eles estão tentando amadurecer... :(

Sabe, aproveitando o espaço, vou compatilhar uma experiência aqui. No grupo no qual eu milito, outro dia, estávamos pensando na possibilidade de lançar uma pessoa candidata a vereadora em 2012. Era um papo informal, no bar. Tinha oito militantes, 4 homens e 4 mulheres. Os caras simplesmente levantaram a possibilidade de TODOS os homens presentes na mesa se candidatarem, foram eliminando um por um. Por que Fulano não se candidata? E Ciclano? E Beltrano? Até, enfim, eu protestar: porra, metade das militantes são mulheres e ninguém falou o nome de uma sequer!!

Mas foi legal, porque imediatamente passaram a cogitar um nome feminino e, melhor ainda, tendo o fato de ser mulher como algo positivo no quesito representatividade. Ainda não tem nada decidido, nem mesmo se realmente apoiaremos alguém, mas, se for, a preferência é da mulher. Bacana, né?

aiaiai disse...

É isso mesmo...o renato rovai é um cara legal mas como todo homem brasileiro é machista. O mínimo que deveria fazer agora é admitir e tentar não repetir essa atitude.

Eu sugeri hoje cedo, no blog do idelber que se fizesse uma entrevista com a dilma exclusiva para blogueiras feministas e o idelber - o cara que me chamou a atenção para as falsas simetrias - veio dizer que apoiava contanto que tivesse representação de todos os generos. aiaiai, assim a paciência da gente acaba de vez, né?

A entrevista com a dilma tem que ser de blogueiras e blogueiras feministas. Ponto.

Lord Anderson disse...

E como fica quem conhece blogs como o seu, mas não os dos blogueiros considerados tops?

Pq eu leio o seu blog todo dia e muitos da sua lista de links, mas nunca olhei essa via mundo.

Sei que não dá para chamar todo mundo, mas custa abrir mais espaço?

Pior que todo mundo critica a velha midia por sua concentração, por ter representação real da sociedade, mas quando tem a opurtunidade não olham alem do proprio umbigo?

Decepção.

E nem p/ se fazer uma reflexão a respeito? Ao inves disso reclamar de quem protesta?

Oq há de progressita nisso?

dolcinha disse...

PERFEITO, Fofaronovich!

Alexandre disse...

Esse critério de visitas é bem canalha, aqui entre nós; além da questão "sexista" posso enumerar diversos blogs progressistas que são temáticos; e que não têm em seus "planos de negócios", exatamente "bombar" em page views;

E até nisso a entrevista falhou; o foco dominante dos blogueiros-quase-todos-jornalistas foi "combate ao PIG" e questões - importantes, mas não exclusivas - vinculadas à comunicação, pq são esses os temas que mais atraem visitas .. e assim temos um circulo fechado que se auto-alimenta;

POr fim, quem sabe a gente não lança um movimento dos "blogueiros mimimis"?

beijos

@aleportoblog

Tica Moreno disse...

e a história se repete, no movimento estudantil, no sindicato, no partido, na blogosfera =(
o nome disso é machismo. é poder.
tem umas coisas que a história joga na nossa cara e diz "alooooow, pruma mulher entrar um homem tem que sair!!"
dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço! os homens não curtem largar o osso, e a gente só conquista espaço com muita briga!
pós eleições, bóra enfrentar o machismo na direita, esquerda, centro.... da política, da igreja, do mercado, da cultura, da internet
vamos que vamos.
(ufa, até agora temos 30% nas indicações pros ministérios)
(esses blogueiros progressistas tão tuitando pelo #FimDaViolenciaContraMulher ??)

DanDi disse...

Se fosse por visitas, eu tenho te visitado diariamente. Mas se for por todo mundo querer participar teríamos um grande problema.

Espero que não considere meu comentário machista, ou que eu esteja escorregando feio ao falar em feminismo, nem mostrando uma visão preconceituosa, prova que não entendo nada do assunto. Mas é que a essa discussão de que outros blogueiros deveriam ter sido convidados não faz o menor sentido, pq ñ houve convite, mas concessão para entrevista.

Sim, uma pena só ter em peso homens e a Maria Frô online, ainda mais depois de ter eleito a 1ª mulher presidente! Mas todos deveríamos nos sentir representados pela causa dos "blogs sujos".

Esse tipo de discussão só vai rachar mais a blogosfera entre os que ainda são 'iguais'.

aiaiai disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
aiaiai disse...

Dandi,

de onde voce tirou a informação de que não teve convite?
Que eu saiba foi o renato rovai q articulou e que convidou os blogueiros...conta ai onde você ouviu essa história de que foi uma concessão de entrevista?

Amanda disse...

Po, pessoal, vamos mobilizar e fazer pressão pros blogs sujos linkarem o sujinho da Lola! Querem apostar quanto que as visitas dela vão triplicar? Bora la encher a caixa de comentarios deles!!

Tica Moreno disse...

a gente pode considerar que foi uma entrevista concedida pelo presidente lula.
o que a gente está questionando é a articulação dos blogueiros presentes, que não foi o lula que fez, e sim uma turma de blogueiros progressistas!
não foi um sorteio, né não?

aiaiai disse...

Agora eu fiquei com vontade mesmo de saber quais foram os critérios...Por exemplo, nunca que o blog do pierre de lucena tem mais visitas que o da Lola ou o da Namaria, por exemplo...

aiaiai disse...

E o do altino machado então? O máximo de comentário que ele tem em posts é 20 e mesmo assim um monte repetido.

Tá ficando cada vez mais difícil entender os critérios de escolha dos blogueiros para essa entrevista...

aiaiai disse...

o rovai publicou um post meio q explicando o critério, mas não explica muito. Deixei esse comentário lá:


Adoro seus textos, respeito muito o seu trabalho, acho que tem contribuido admiravelmente para a democratização da informação no brasil. Mas, nessa escolha de blogueiros você pisou na bola em relação às mulheres. Eram para ser 14 entrevistadores, sendo 4 mulheres? É isso? Elas te deram o bolo na última hora? Você não achou relevante que houvesse representação feminina?
Quando você soube que as 4 mulheres não iriam, o que vc fez?

Não estou querendo brigar com você, nem é essa a intenção das blogueiras que estão reclamando disso. O nosso objetivo é debater essa questão e avançar para que isso não ocorra novamente. Vc não conhece blogueiras representativas que participaram ativamente da campanha presidencial? Não conhece mulheres na blogosfera que poderiam ter contribuido para essa entrevista? Não acha que isso é importante? Vamos debater."

Acho que é a hora de conversar para essas coisas pararem de acontecer.

http://www.revistaforum.com.br/blog/

DanDi disse...

Aiaiai,

"conta ai onde você ouviu essa história de que foi uma concessão de entrevista?"

Oi, aiaiai. Bom, eu quis dizer que a concessão veio da 'presidência'. Claro que o Rovai foi quem liderou, acabou chamando menos mulheres e destas só a Maria Frô pode participar, e somente online.

O que estou defendendo é um dialógo menos 'guerra dos sexos', pois isso só atrapalha a união da blogosfera.

Deste modo, faço coro para que a próxima entrevista seja só de blogueiras com o já então presidentA Dilma.

Afinal, o que temos de lutar mesmo é para que esse espaço continue. Nunca para o club do Bolinha, o club da Luluzinha. É o clube dos blogs sujos! o/

Abs

cynthiasemiramis.org disse...

Dandi, como que não vai haver um diálogo "guerra dos sexos" se as mulheres estão sendo afastadas de espaços de decisão e tendo suas opiniões ignoradas? O problema aqui é que somos mulheres, oras!

A união da blogosfera - especialmente da progressista - não pode acontecer por meio de um cala-a-boca às mulheres!

lola aronovich disse...

Gente, repito aqui o que disse no Twitter: vou tentar agilizar uma entrevista da Dilma com blogueiras. Enviei um emal pra ela, e agora estou começando a contatar pessoas da assessoria através do Twitter. Vamos ver. Eu gostaria muito que acontecesse. Agora, se acontecer, uma das coisas que faremos aqui será discutir os critérios para selecionar as entrevistadoras. Número de visitas? Por região? Só feministas ou blogueiras em geral? Ligadas a movimentos sociais? Espaço para blogueiras negras e lésbicas? Tudo bem transparente. E, se isso sair, tentarei angariar fundos, pedindo doações a leitor@s, para custear a viagem das dez. Imaginem, se 1,500 leitor@s doassem 10 reais cada, já seriam 15 mil reais. Suficientes pra cobrir passagem a Brasília e hospedagem das dez. Mas isso tudo é plano pro futuro. Um futuro próximo, espero.


Aiaiai, pessoalmente, não tenho nada contra nenhum dos blogueiros progressistas. Pelo contrário. Aprecio muito o trabalho deles. Mas que eles são completamente cegos pra questões de gênero, isso são. Eles simplesmente ignoram blogs fora da panelinha. Quer um exemplo? Veja os links no blog do Rovai. Tem 13 links. Algum de blogueira? Algum de blogueiro negro? Tivemos um Encontro de Blogueiros Progressistas, mas não mudou nada de lá pra cá.

DanDi disse...

cynthiasemiramis.org,

Não estou contra a voz feminina. Estou reconhecendo que houve esta falha, mas é cometer outra falha começar a manchar o trabalho de blogueiros que trabalharam por uma mesma causa nossa agora.

Acredito que devemos superar o episódio de hoje e aprender com ele, e não lamuriar somente.

Aposto que Dilma ouvirá melhor ainda vocês depois de relatarem que só houve os bolinhas na 1ª entrevista. Já faço aqui meu voto para que essa exista em breve. Melhor ainda para a blogosfera.

Todos ganhamos! ;)

lola aronovich disse...

DanDi, reveja seus conceitos. Quando tem uma entrevista de blogueiros e nenhuma blogueira comparece, é totalmente natural, não é machismo. Se pensamos em fazer uma entrevista só com blogueiras, aí sim estamos promovendo uma guerra dos sexos e dividindo a blogosfera. Parece lógico pra vc?


Ah, no blog do Renato Rovai ele diz q foram convidadas, além das duas únicas blogueiras que eles conhecem (as duas Conceições), a Helena, do blog Amigos do Presidente, e a Ivana Bentes. A Helena toca o blog com um blogueiro, e ele foi a Brasília. A Ivana, por quem tenho o maior respeito acadêmico, não é blogueira. Tipo, ela não tem blog, só Twitter. É um critério um tanto estranho pra seleção, chamar blogueira sem blog.
Além do mais, dizem que estavam organizando isso há meses. Não deu tempo de chamar outras blogueiras não? A Maria Frô disse que eu não respondo Twitter (por quê? Fui convidada e não fiquei sabendo?), e perguntou (a sério) por que a Cynthia não foi no lugar do marido, o Túlio. Como se fossem a mesma pessoa! (e Cynthia nunca foi convidada, só Túlio. Mas não, não é machismo).

cynthiasemiramis.org disse...

DanDi, não estamos só lamuriando, a Lola acabou de falar isso. Estamos agilizando outras coisas, e estamos no direito de reclamar para que os blogueiros progressistas não sejam mais um clube do bolinha. E não estamos questionando ou manchando os blogueiros homens, estamos criticando a ausência de mulheres. São coisas diferentes, e uma não exclui a outra.

DanDi disse...

Lolinha,

"Agora, se acontecer, uma das coisas que faremos aqui será discutir os critérios para selecionar as entrevistadoras. Número de visitas? Por região? Só feministas ou blogueiras em geral? Ligadas a movimentos sociais? Espaço para blogueiras negras e lésbicas?"

Se for acontecer não, pense positivo. Já estou apoiando!

Quanto ao critério, acho legal pegar currículo, para ter uma cara de meritocracia também, e o envolvimento social nos meios da política, educação, economia, mídia.

Seria importante também algum representante do grupo LGBT, já antecipando as discussões sobre o PLC 122. (O que é uma prova de que não é uma guerra de sexo, pois muitos ali não foram diretamente representados) e mulheres negras também.

Acho que assim fechamos uma composição democrática, para começar. O restante fica com vocês, não dou mais pitaco pois confio nas mulheres! :)

DanDi disse...

Lola,

"Quando tem uma entrevista de blogueiros e nenhuma blogueira comparece, é totalmente natural, não é machismo. Se pensamos em fazer uma entrevista só com blogueiras, aí sim estamos promovendo uma guerra dos sexos e dividindo a blogosfera. Parece lógico pra vc?"

Não estamos discordando no fim, só estou pregando paz e reconhecendo que foi machista. Mas é que não gosto de fazer crítica da crítica. Estou apoiando a sua iniciativa e deixando bem claro que uma guerrinha agora (seja de egos ou de sexos) iria ser ruim para a blogosfera. Na twitcam com a Maria Frô já vi ela reclamando muito de outros blogueiros que são estrelas... Eu que estou começando meu blog tenho que ficar como um mendigo pedindo ajuda de alguns grandes no twitter para só um terço ajudar, a maioria só dando RT, o que é irresponsável, pois não dá para indicar um texto sem ler. (Aliás, falando nisso, agradeço muito por você ter indicado meu texto e ter lido e comentado e retuitado) :D

Enfim, fiz me entender agora? Minha lógica é de paz.

Ana disse...

Lola, parabéns eu vi isso no tal encontro de blogueiros progressistas do mainstream que inclusive incluia Paulo Henrique Amorim e Luiss Nassif (aquele que achou que a pena pro Dado Dollabella foi exagero e que chamou um leitor nos comentarios dele de "maricas", etc). Lembro que falei pra Maria Afro no twitter como podia que nao tinha mulher e nem negros naquele encontro e ela disse que tinha a tal Conceiçao. Pra finalizar, ou seja, a miopia é séria. E tem mais: duvido que eles tenham todos esses pages views que dizem ter. Beijos

Ana disse...

Corrigindo: a mulher era a Conceiçao e a Maria Afro representava a categoria "negros" naquele encontro.

Pádua Fernandes disse...

Prezada Lola Aronovich: diante da expressão "blogueiro progressista machista", tendo a pensar que, se o blogueiro é machista, não pode ser considerado progressista. Abraços, Pádua

Daniela disse...

Apoiada, Lola. O cinismo das desculpas para a ausência das mulheres ali é que foi de doer. Deixei meu comentário indignado no Rovai, vamos ver se ele publica.

Tá faltando negro na blogosfera pra precisar a Conceição ser nossa representante? Eu podia indicar bem uns 20 blogueiros negros.

Victor Farinelli disse...

Sou homem e apóio totalmente a idéia de uma entrevista da Dilma só com blogueiras.

Sobre se houve panelinha masculina ou não na do Lula, não tenho como dizer, mas se houve, seria lamentável. Mas tenho entendido que as Conceições foram convidadas e não puderam ir.

Glauber Guimarães disse...

Te apoio, Lola. Entendo perfeitamente oq vc expôs nesse post e no Twitter.
Não desvalorizo a entrevista deles, pelo contrário, admiro muito este tipo de iniciativa e também a postura do presidente Lula ao recebê-los. Mas que sempre fique bem claro, só blogueirAs entrevistando Dilma seria também um evento histórico, com um significado bem diferente dos blogueirOs que entrevistaram Lula. Passa por aquela velha questão do "100% branco", né?


Quando aos blogueiros progressistas, confesso que alguns nem conheço, mas defendo um que admiro bastante: Túlio Vianna, marido da Cynthia Semiramis (que inclusive já foi minha professora na UFMG). Não vi ainda nenhuma declaração dele sobre o assunto, mas tenho confiança de que ele não vê o feminismo dessa forma deturpada.

Bom, é isso!
Estou com vocês nessa luta!

Abraços

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Lola, Lolinha, Loláxima,

escuto minha mãe falando desde que sou criança que "toda brincadeira tem um fundo de verdade". Guardada as devidas proporções e não querendo generalizar, acredito que várias vezes uma aparente brincadeira ou piada, revela bem o que uma pessoa pensa e não quer dizer claramente, ou por vergonha, ou porque nem ela quer admitir que no fundo pensa assim... Sim, eles são progressistas, mas sim eles ainda tem idéias machistas, não tanto quanto setores conservadores, mas tem sim.

Aliás, a gente já conhece esse filme, não? E muitas antes da gente. Vamos todos juntos, esquerdistas, negros, homossexuais e simpatizantes, classes mais baixas... Mas na hora que é pra colocar a mulher em foco, a maioria sai de fininho.

Niara de Oliveira disse...

Concordo em gênero, número e "degrau" e vai direto para o primeiro lugar da lista dos post que eu gostaria de ter escrito. Adoguei!

Koppe disse...

Bom, não sei se minha opinião conta (não sou exatamente blogueiro, só colaboro com um blog de scans), mas um assunto importante como a representatividade ser finalmente encarado e discutido, se para isso for necessário dividir a blogosfera progressista, então que seja dividida, oras. Em todas as esferas, sempre se manteve certas questões abafadas em prol de algo que se considerava um bem maior, e isso contribuiu muito para que questões importantes que deveriam ter sido encaradas e resolvidas muito tempo atrás continuem pendentes. Será que progressistas querem cometer os mesmos erros, e deixar questões importantes não-resolvidas para próximas gerações, tudo para manter uma pseudo-união que supostamente beneficia a todos?

Juliano Berquó disse...

Pois é, Lola..

Além de ser uma incongruência com o momento (elegemos a mulher..); foi simplesmente a reprodução da lógica anti-democrática de difusão da informação. Nada diferente do PIG, ou do que quer que seja.

Penso, e vou lutar para que assim seja, que a informação na interner não deva DE FORMA ALGUMA ficar ilhadas em grandes blogs e sites do gênero. Estamos destruindo a lógica da rede.


Abraço,
Juliano B.

DanDi disse...

Meninas, fui entendido?

Sacanagem, vocês estão em maioria aqui, me intimidaram e não deram a tréplica.

kkkkkkkkk

Beijos a todas! :D

[1ª Encontro blogueiras da Dilma - eu apoio!]

Raquel Portilho disse...

Apoiada, Lola. Não acreditei nos emails que li no grupo de blogueiras feministas. Eu vejo as coisas se repetindo: a esquerda sempre acha que a "nossa" luta é uma só, blábláblá, e no fim das contas, os homens brancos e héteros são sempre os mais beneficiados. É impressionante como isso quase não é questionado pelos nossos colegas progressistas.

E como você mesma colocou no post, mulher que protesta é logo chamada de histérica, invejosa. Tem que comprar briga mesmo.

Sardenta disse...

Concordo plenamente, Lola! E como disse alguém nos comentários, se eles são machistas então não são progressistas!
É por esse tipo de pensamento que nossa sociedade constroi mais machistas sem perceber.
E eu quero entrevistar a Dilma! Hihihi

Lidiany CS disse...

Lola, vc nunca responde meus comentários o.O não sei se vc olha esses links, mas queria que vc olhasse isso:

http://www.chicagonow.com/blogs/portrait_of_an_adoption/2010/11/anti-bullying-starts-in-first-grade.html

Caso vc ainda não tenha lido por aí...

abraços!

Rosangela Basso disse...

Lola

To me sentindo o cocô da égua da bandida que não apareceu no filme, e ainda acusada de pequenez, de dizer balela. Ver mulheres nos acusar de ciumentas, ver mulher arrotar nas nossa caras que não temos visibilidade, que nossos blogues não tem um número alto de acessos?
No capitalismo da rede vale mais quem tem mais visitas?
Então t´! Vale mais quem tem mais, vale mais o poderio, vale quem tem mais e mais?
Ok! então viva o CAPITALISMO blogueiro e twiteiro.

Ulisses Adirt disse...

Lola... é bem difícil não admirar vc...

Lady Julie disse...

Lola,

conheci seu blog recentemente através do Twitter e do grupo de discussão do Encontro de Blogueiros no Yahoo! Acho ele excelente. Sou blogueira de esquerda, ativista e feminista também. Esse seu texto sobre as blogueiras invisíveis e o outro sobre a homofobia são textos que eu gostaria muito de ter escrito, mas como ainda não atingi seu grau de lucidez e sabedoria, peço licença para reproduzí-los em meus blogs.

Vemos nesse episódio que preconceitos como o machismo estão tão arraigados à nossa sociedade que mesmo as pessoas que usam a alcunha de "progressistas" o praticam. É de fato sintomático.

Quanto ao encontro de blogueiras com Dilma, acho que é o mínimo que merecemos, depois de considerarem que só existem três blogueiras mulheres no Brasil.

Parabéns. Você é guerreira, te admiro.

Deixo abaixo meus dois bloguinhos, caso você queira conhecer.

Lady Julie: http://julie-ravenheart.blogspot.com/
(onde falo de tudo, mas principalmente de política)

Política e Sociedade SP:
http://politicaesociedadesp.blogspot.com/
(Esse é sobre política, ativismo e questões sociais.)

Um beijo!

Claudia disse...

Boa, Lola, muito boa. Você foi exata, perfeita e precisa nesta. É tudo isso mesmo, exatamente assim.

É nessa hora que a coisa nas redações dos grandes jornais é mais justa e honesta já que se fosse uma entrevista para os grandes jornais a mesa ao redor do Lula estaria lotada de mulheres maravilhosas, concordemos ou não com a posição política delas e/ou dos patrões delas.

No fundo os blogs reproduzem meio que espontâneamente a discriminação que se vê na sociedade brasileira. Tem que haver um esforço, um compromisso com a mudança desse cenário e repudio a tudo que destoe do esforço de criar uma blogosfera plural. Vamos descredenciar eventos machistas como a entrevista com o presidente. Sim a entrevista é prova real do machismo dos blogs e eles não se credenciam como dignos e bacanas. Nada "progressistas" diga-se de passagem.

Aquilo não é representativo nem da sociedade, nem dos blogs. Foi um clube do Bolinha sim, de moços sem talento algum para dividir com mulheres, moços sem sensibilidade para a causa das mulheres. Não quero esses moços falando por mim.
Esse é o lado perverso de se usar o termo "progressista" para definir esses blogs, precisa-se definir o que é progressismo e pode ser uma coisa bem conservadora.

Para mim eles sonham em ser progressistas, se sentem no direito de serem chamados de progressistas por serem "levemente" de esquerda pois de esquerda mesmo, esquerda vera, não são coisa nenhuma. E a entrevista de ontem exibe isso.

Nega, chega de louvar essa turba e levantar a bola para uma grupo de machos bobos e seus amigos. Precisamos de uma blogosfera plural e de esquerda de fato e que fala de todos os assuntos fundamentais dos nossos tempos e que vão além da política de partidos e eleitoral.

Cláudia

Claudia disse...

Lola, deixei este comentário na tua postagem anterior também, mas acho importante repetir aqui:


É verdade que alguns famosos colunistas de jornal são homens, mas as redações da chamada velha mídia tem muito mais mulher do que homem, principalmente os grandes jornais de São Paulo.

Eu trabalhei 13 anos em SP nas redações de dois dos jornais com maior circulação do Brasil e essas redações foram e ainda são comandadas por mulheres. As chefes mulheres somam um número muito mais maior e de maior longevidade na função do que os homens. Há décadas que as mulheres chefiam as redações do Brasil. Até a ANJ é foram com uma circulação muito grande de mulheres executivas de jornal.

Eu fui uma dessas editoras e cedi meu lugar para outra mulher. Sempre tive chefes mulheres nas redações por onde passei e grandes mulheres.

Como você é justa acredito que precisa lembrar que não é verdadeira a afirmação de que os jornais são fechados para as mulheres, de forma alguma. O que precisa mudar são as linhas editoriais já que as mulheres que comandam esses jornais são trabalhadoras exemplares que seguem manuais de postura e de conduta e carregam o imenso fardo que é fechar jornais diários...

Cláudia

Luiz Eleno disse...

concordo com você, Lola.

apenas white males na entrevista é um absurdo.

E bem-vinda ao mundo real, onde as esquerdas não são perfeitas.

E, correndo o risco de ser um pouco cri-cri, não é “dois pesos e duas medidas”; é “um peso e duas medidas”. Senão, qual a lógica dessa expressão?

Lulupisces disse...

Lulupisces disse...

Oi Lola, aqui quem escreve é uma dessas blogueiras invisíveis. Se bem que não posso dizer que tenho um blog engajado.
Gosto de te ler e por isso você está lá no meu espaço também.
Quando quiser entrar lá no meu blog (lulupisces@blogspot.com), será um prazer! E continue inflamando a web!

maiacat disse...

excelente post! acho o gosto mais amargo disso tudo é as piadinhas, como a que você citou do congresso de ginecologia e mesmo aquela do lula, sobre a dilma não saber do rojas pq é mulher. o que me deixa p da vida é essa história de que então a gente tá só "reclamando", e querendo estragar a "união". como comentaram aí em cima, resta ver se vale a pena forjar essa tal união passando por cima de questões como essas. como bem a cynthia disse: querem resolver a questão mandando a gente ficar quieta.

Tanize Monnerat disse...

PARABÉNS!!!
Seu excelente blog não tem nada o que temer!!!

As 100 mil que vêm aqui todo dia é porque aprenderam a respeitar sua opinião, avalia-la, criticá-la, refletir sobre ela e até concordar ;)
E tudo isso sem nem uma propaganda por aí, links ou qq coisa...
Só para ilustrar eu cheguei aqui por um link em um blog tido como de mulherzinha (sobre moda).

Essa entrevista foi sim um clube dos amiguinhos (em todos os sentidos!).

Michel disse...

Houve erro em não chamar os blogs de direita também. Na coisa pública deve prevalecer o princípio da impessoalidade. Se você chama apenas pessoas a favor do governo para "agradecer" está usando meios do Estado para interesses pessoais ou de partidos. O Estado não é de Lula. Essa é uma das principais críticas que se faz ao governo Lula e ele, repetidamente, trata o Estado como coisa sua. Essa atitude me envergonha, a direita reclama e nesse caso tem toda a razão.

Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia M. disse...

Lola, que alívio o seu post!!! Ontem, depois de mandar um comentário ao blog do Nassif, apanhei pra caramba de três leitoras, isso mesmo LEITORAS!!! Gostei da entrevista histórica, que vi ao vivo, achei um marco etc. e tal, mas estava absolutamente indgnada com a ausência de mulheres na bancada. E fiz o comentário a seguir no Nassif e também no Escrevinhador, do Rodrigo Vianna, no Biscoito Fino, do Idelber Avelar, e retransmiti ao pessoal da rede 3setor, onde o pau está comendo solto por causa disso.

O reproduzo aqui, ponderando que também tentaram desqualificar a minha crítica com argumentos infantilizados do tipo "guerra de egos", eufemismo pra invejos. O fim da picada!!!

Acho que temos que aprofundar esta história da ausência feminina na bancada de entrevistadores, hoje, no Palácio, sem tentar colocar panos quentes (há muitas outras ausências, mas vou me limitar a essa).

À medida que o tempo passa, vou ficando mais indignada com o episódio. Foi lamentável... melhor dizendo, sem eufemismos, um vexame mesmo! Ainda que involuntariamente, esse “apagão” feminino revela muito da sociedade que somos no que diz respeito à participação da mulher no campo político, entre outros tantos.

Independentemente de ideologia, trata-se de uma questão de correlação de forças: seja à direita ou à esquerda, nós, mulheres, estamos sempre, e inexoravelmente, em desvantagem, muitas vezes à deriva. Se não, vejamos: houvesse um equilíbrio no momento do convite (por exemplo, 50% pra cada sexo como um dos critérios de seleção), as variáveis incontroláveis de última hora não teriam interferido nessa composição. Prova disso é que todos os entrevistadores homens estavam lá.

Quando esses lapsos vêm dos progressistas, fico ainda mais irritada. E lembro de uma piada machista que um amigo da época da militância secundarista, há mais de 20 anos, contava. Sempre que tentávamos discutir direitos das mulheres no âmbito da nossa própria atuação politica, do nosso coletivo, ele dizia jocosamente: se o problema é a cozinha, a gente põe o fogão na sala.

Ainda que em forma de piada, esse discurso é revelador de conceitos e preconceitos que os meninos da blogosfera tentam agora chamar de lapso, amenizando a sexista bancada com a manjada e esfarrapada desculpa do "lacunas são inevitárveis em uma primeira experiência". Pra mim, o problema semäntico não é por que as blogueiras foram esquecidas, mas por que não foram lembradas.

Repito: UM VEXAME!!!

Saudações.

Cláudia

Avelina Martinez Gallego disse...

Gostaria de pedir a todos os blogueiros progressistas que deixassem em forma de comentário como vivem e do que vivem. é importante colocarmos o dedo na ferida.
Juro que não estou promovendo meu blog, quero apenas que todos se manifestem, se houver outra forma podem faze-lo.
Vejam a postagem em:
http://brasilmobilizado.blogspot.com/2010/11/como-vivem-e-do-que-vivem-os-blogueiros.html

Anastasia disse...

Lola

Moro em Brasília, e se o encontro de blogueiras com a Dilma acontecer mesmo, ofereço minha casa para se hospedarem. Creio que não dá para hospedar todas, mas algumas sim!

Tente que vai ser muito bom promover esse encontro.

Patrick disse...

Lola, eu tenho alguns pontos Multiplus que podem ajudar na troca por uma passagem aérea de ida e volta a Brasília. Mantenha-nos informado do desenrolar das coisas.

Defesa316 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lud disse...

Também apóio e ajudo a patrocinar o Primeiro Encontro de Blogueiras com a Dilma. E, como a Anastasia, moro em Brasília e tenho quarto de hóspedes às ordens!

Dita disse...

Apoiadíssima! Também escrevi sobre isso no meu blog (sim eu sou blogueira) - www.amanditas.wordpress.com

Vivien Morgato : disse...

Cada vez que eu te leio, me sinto um pouco burra.

Sempre penso, cacacoles, POR QUE EU NÃO VI ISSO?

Parece tão cristalino quando vc discute, Lola, que me sinto míope em não ter visto.

Por isso leio sempre. Pra enxergar melhor.

Oi Contravento disse...

Olá, estou chegando agora, peguei a discussão meio fria. mas acho que isso deveria virar selinho viu. Não existme os blogs sujos? Poderiam existir os blogs mal amados, histéricos, sei lá. Algo do gênero, não exatamente isso, mas com esse espírito.

Pow, a gente se mata para começar e para manter um blogue e ele não vale nada? Ah, parei viu. Olha que meu blog tem visitação zerada, está praticamente começando.

Abraço!

Carina Prates disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carina Prates disse...

Adorei a idéia do "blogueiras histéricas"!

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Lola, essa questão de visitas, pageviews e etc entra na discussão que vários blogueiros e blogueiras pequenos tiveram (tivemos) ao criar a tag #eblog, para tentar dar mais visibilidade aos nossos blogs sem precisar passar pelos grandes, sem mendigar.

http://tsavkko.blogspot.com/2010/11/eblog-e-fraternidade-entre-os.html

Abraços de outro pequeno com média de 10 mil pageviews/mês!=)

Valentina, uma mulher que fala disse...

O MEU BLOG APOIA A SUA CAUSA.
PARABÉNS E CONTE COMIGO
VALENTINA
BLOG MULHERES FORTES LONGE DE CHUPINS VIOLENTOS
DIA NÃO À VIOLÊNCIA FÍSICA, MORAL E VERBAL CONTRA A MULHER
http://pravocemulheratual.blogspot.com

Valentina, uma mulher que fala disse...

CONVIDO-A A PUBLICA NO MEU BLOG

Luciana disse...

Lola, concordo, concordo e concordo com você!!! Selecionar participantes de um congresso de blogueiros progressista com base em page views não me parece muito razoável. P/view por p/view, os blogueiros pra lá de conservadores do grupo Globo também têm milhões! E aí, podemos inclui-los no grupo progressista???
O que é relevante na blogosfera: as idéias ou os números?
Tenho um blog microscópico, mas compartilho idéias progressistas. Não vou atrás dos encontros de blogueiros porque tenho que trabalhar se segunda a sexta pra pagar meu aluguel.
Mas, até aqui, parece que essa história de blogueiros progressistas está mais para clube de amigos do que congregação de idéias e ideais... Abraço! E tô contigo na história do Babaca Tas. Mantenha-me informada. Vou participar do que precisar!