sexta-feira, 18 de junho de 2010

AS BURRADAS DO PT

Sei que este não é o tipo de título que você esperava encontrar num blog de esquerda como o meu, que vota assumidamente na Dilma e no PT. Mas essa é a diferença entre nós e eles: nós não achamos que políticos são todos iguais ou que não prestam, e nós nos damos o direito de criticar o partido em que acreditamos. Tente encontrar nos blogs de direita alguma crítica, por menor que seja, ao Serra ou ao PSDB. Ao DEM, então, esse partido quase extinto, nem se fala...
Minha reclamação não é contra a Dilma, mas contra o diretório nacional do PT. Primeiro, não gosto nada da aliança do PT com o PMDB, um partido fisiológico, sem alma, que ficará do lado de quem está no poder. O PT está fazendo qualquer coisa em troca do apoio do PMDB nas eleições presidenciais. Isso inclui interferir na organização petista de cada estado para mandar que eles retirem candidaturas próprias e apoiem candidatos do PMDB. O PT nacional fez isso no Maranhão, e, em troca, está enfrentando deserções (e até uma greve de fome!) de petistas históricos, que, obviamente, não se veem apoiando Roseane Sarney nem que a vaca tussa. Fez em Minas, o que é um escândalo, porque tinha um candidato próprio com força. Fez no Rio: Lindberg Farias queria concorrer ao governo do estado, mas o PT nacional interveio, declarando apoio a Sérgio Cabral. E o que recebe em troca - a mesma lealdade? Claro que não, pois não há qualquer afinidade ideológica entre PT e PMDB.
Um exemplo básico. Em Santa Catarina, onde vivi durante quinze anos, a direita sempre vem de “tríplice aliança”, que envolve PMDB, DEM e PSDB. Do lado adversário, também de direita, a outra força política da região, os Amin. O PT nunca governou SC. Este ano, novamente, lançará Ideli Salvatti, que tem votos, mas não suficientes pra vencer. A tríplice aliança estava dividida, cada partido querendo lançar seu candidato próprio. Serra interveio para que Pavan, atual governador (era vice, aí Luiz Henrique saiu) retirasse sua candidatura (ainda mais porque está sendo investigado por corrupção). Ele acatou rapidinho. Agora o PMDB chamou seu pré-candidato próprio, Pinho Moreira, pra retirar a sua também. E pronto. Todos apoiarão o candidato do DEM, Colombo. E, assim, Serra terá um grande palanque. Enfim, SC é um estado que vota tradicionalmente na direita. Eu me cansei de anular o voto no segundo turno, em que tinha que escolher entre Amin e Luiz Henrique. Pra mim não há diferença entre seus projetos políticos. Mas SC dá uma boa amostra de que a boa vontade do PT nacional em apoiar candidaturas do PMDB não será recíproca.
Eu entendo que o PT precise do PDMB pra governar. Precisa dos muitos deputados e senadores do partido para conseguir aprovar leis. E, pra obter esse apoio importantíssimo, dá em troca alguns ministérios. Até aí, não é que eu goste, mas é do jogo político. Só não sei o que a aliança presidencial com o PMDB traz de vantagem para o PT.
Ou melhor, sei. É o tempo de TV. É isso: valiosos minutos a mais no horário eleitoral. Em troca, o PT tem que engolir um vice como Michel Temer, que mais deve tirar votos do que somar. (Quer dizer, tenho minhas dúvidas se vice realmente traz votos. Tipo, alguém votou no FHC por causa do Marco Maciel? Alguém votou no Lula por causa do José de Alencar?). Mas o PMDB não teria vices melhores pra propor. E não precisa ser um gênio pra perceber que o PT não quer o PMDB por reconhecer nele qualidades. É só porque o PDMB, se não se aliasse ao PT na presidência, não teria como lançar um candidato próprio, porque não tem nomes fortes. E o que faria, então? Aliaria-se ao PSDB. E o tempo de TV do partido iria pro Serra. Então você faz aliança com um partido com quem não tem nada em comum por receio que ele se una ao seu maior adversário. Tenho dúvidas se essa seja uma estratégia política inteligente.
Mas é só isso? O PT tem que se unir a um partido incoerente (pra ser gentil) só por causa do tempo de TV? Pior: só porque o tal partido incoerente levaria o tempo de TV pra oposição? Sem o tempo de TV do PMDB, mas com a força de Lula, e o ótimo momento que o país vive, a Dilma não ganharia do mesmo jeito?
Talvez não. Mas uma coisa que realmente não pode acontecer é essa união com o PMDB em torno dos governos estaduais. O PT tem candidatos próprios fortes – que eles concorram com os do PMDB. Num segundo turno pode-se até apoiar alguém indigesto (quer saber se eu votaria num Sarney? Nunca!). Toda vez que o PT nacional fez isso de aniquilar candidatura própria, saiu perdendo. E feio. Porque acaba destruindo um nome local que teria força. Além do mais, soa como colocar todos os ovos numa mesma cesta: vamos apostar todas as nossas fichas na vitória da Dilma. E se ela não ganhar? Governos estaduais (e municipais) são fundamentais para qualquer partido. E não é só isso: deixando com que o PDMB dê as cartas em todas as alianças, o PT corre o risco de diminuir sua bancada no Congresso e Senado.
Continuo votando na Dilma, apesar do Temer, e apesar das besteiras que o PT nacional anda aprontando contra seus diretórios estaduais. Mas não estou feliz.

43 comentários:

Lord Anderson disse...

Lola.

Um post excelente.

Aqueles que apoiam um partido são quem mais tem o dever de critica-lo justamente p/que ele melhore.

Só reclamar dos politicos é facil. Participar e tentar melhora é o que conta.

Vc tocou em um ponto que me incomoda muito. A presença eterna do PMDB em qualquer governo.

Serio, qual a proposta do PMDB enquanto partido? Mesmo no aspecto da direita, oq ele defende, qual seu projeto p/ o pais?

Nada, nenhum. O PMDB só se preocupa me manter seu numero elevado de politicos, para ter material de negociação com qualquer partido que chegue ao governo.

Qualquer. Dilma, Serra, Marina..quem quer que se eleja vai ter que lidar como PMDB.

Mas oq o PT esta fazendo é realmente uma burrada. O partido não ganha nada em sufocar seus melhores nomes, pelo contrario, alem do que pode acontecer desastres como a eleição dos Gartoinhos no Rio. E quem paga o pato é a população.

Só discordo sobre os vices.
Desde o fim da ditadura, nós ja tivemos dois vices governando o pais (Sarney e Itamar).

Pode-se dizer que foram casos bem especificos, mas acho que não custa nada ficar-mos de olho em que esta na linha de sucessão.

Lord Anderson disse...

Ah, Lola, peço licença para colocar um off aqui:

Morre o escritor português José Saramago

:http://migre.me/Q2ED

Giovanni Gouveia disse...

Eu pensava que a Articulação dos 113/Unidade na Luta/Campo Majoritário/CNB tivesse aprendido alguma coisa com o "experimento" garotinho...
Essas cabeças de bolha de sabão do PT Paulista me matam de raiva...

Lord Anderson, a perda (Saramago) não é pequena não...

Victor disse...

Até a década de 1990 eu era PT. Camprava camisas do PT, colava adesivos por tudo que é lugar, tinha bandeira, etc. Até que em 1998, na eleição pro governo do estado do RJ, o PT do RJ escolheu Wladimir Palmeira como candidato ao governo estadual. E não foi que a direção nacional do PT (Genoíno, Zé Dirceu e o Lula) deram uma canetada, retirando a candidatura petista pra apoiar Anthony Garotinho, então no PDT. Tudo pra agradar ao PDT e Leonel Brizola. De lá pra cá a militância do PT no RJ só faz diminuir. Deixei de votar em candidatos do PT a cargos majoritários apartir dali. Com o passar dos anos venho acompanhando a série de alianças exdruxulas que o PT vem fazendo Brasil afora. Tava na cara que um dia isso ia ocorrer lá no Maranhão. As alianças entre partidos políticos são feitas sem levar em conta ideologias. Não votei mais no Lula apartir dali (embora tenha torcido por sua vitória e reconheça seu ótimo governo) e esse ano não vou votar na Dilma, embora vá torcer por sua vitória (PSDB de volta ao poder será um retrocesso) . Mas com essas alianças do PT com o PMDB e parte da direita não dá, não consigo votar mais no PT. Só me resta seguir fazendo campanha contra o Serra.

João disse...

Em Santa Catarina o candidato do PMDB realmente recebeu um peteleco do PT e tirou o time de campo, isto é, deixou de querer ser candidato principal pra ser candidato a vice. Nem discuto o "mérito". Todos o conhecem!

Lola, uma pergunta séria: com as declarações (!) que a Dilma te dado você acha realmente que ela tem condições de governar nosso país? Seja sincera. Ela não diz coisa com coisa! Não é possível que você ainda não tenha percebido isso!

Não quero ser chato, mas você escreveu "interviu" duas vezes! (Depois você não quer que comentemos os erros.) O certo é "interveio" (intervir é derivado de vir; ele veio, ele interveio). E o "aliaria-se" também ficou... estranho. Se você não queria dizer "aliar-se-ia", que, convenhamos, soa formal demais, podia dizer "ele se aliaria". Desculpem-me por este último parágrafo, mas acredito que seja para o bem de todos. Sei também que comentários meus sobre erros da Lola até geraram um post, mas... tenho certeza de que os inteligentes não se indignarão com isso.

Clara Gurgel disse...

Realmente Lola,convidar o "curinga" para ser vice da Dilma,foi um chute no útero.Essa politicagem barata me desanima,sabia?Só não voto "nulo",porque favoreceria ao "Vampiro Brasileiro".Gosto do "Marina" mas acho que ainda não é a hora dela.Pelo menos não para essa eleição!

Bia A. disse...

Olha Lola, sempre entro aqui e, confesso, nunca comento. Adoro seus textos políticos, feministas e cinematográficos. Receio ser pela compatibilidade de opiniões, na maioria das vezes. ;)

Quando eu estudava ciência política, havia uma piada: podemos criticar o PT, mas nunca ante a oposição.

Nunca concordei com a piada. Afinal, é justamente a esquerda que se identifica com a auto-crítica.Surgimos da própria crítica, não é não? E é até por isso mesmo que a esquerda vive em constante fragmentação.

Realmente me dói o coração o PT coligar com PMDB, o Michel Temer e a Sarneyzinha. Na Ciência Política costumamos chamar o PMDB de partido ônibus: entra todo mundo e cabe qualquer um que tiver o dinheiro da passagem.

Clara Gurgel disse...

Infelizmente,menos uma "mente pensante" na terra.Adeus "Saramago!"

cronicasurbanas disse...

Aqui nas montanhas o PT resolveu ir na onda do ex-garoto Fantástico Hélio Costa e mandar pra escanteio os nomes locais. Patrus já mandou avisar que só topa ser vice se o Luiz Inácio pedir com jeitinho...

Mas olha, eu acho que vou ficar mesmo é de olho no vice; gato escaldado tem medo de água fria...

bom findi pra você!
Mônica

Débora Lima disse...

Esse post me fez lembrar um comentário que ouvi semana passada da Lucia Hippolito na CBN [por acaso, eu não ouço sempre], até busquei ele no site para ouvir de novo depois de ler teu post, e entendi bem melhor agora o que ela falou!

Só tinha registrado que o PT estava lançando menos candidatos a governadores esse ano, do que em todas as eleições as quais participou, e que isso realmente não é bom...
Obrigada Lola! Hehehehe =]

[Não sei o que cê acha dela Lola ou se ouviu, mas se alguém quiser ouvir tbm encontrei aqui http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/lucia-hippolito/2010/06/10/PARA-ELEGER-DILMA-LULA-OBRIGA-O-PT-A-ENCOLHER.htm]

Giovanni Gouveia disse...

Lola, viu isso?

http://www.blogspetrobras.com.br/fatosedados/?p=24931#comment-38810

poize disse...

João é um chato.

Well Bernard disse...

Eu estou decidido, eu voto num candidato do PSOL, do PSTU ao governo de Goiás, mas não voto na coligão do PT-PMDB.

Acho uma sacanagem, pareceu que o PT estadual escolheu perder. Ao invés de fazer frente ao PMDB e ao PSDB, preferiu aliar-se ao primeiro para ficar com migalhas.

O estado de Goiás estava sendo governado há 16 anos pelo PMDB do Iris Rezende, que pode ser resumido como cacique da política estadual. Nunca resolveu problemas crônicos do estado.

Surgiu então o Tempo Novo, não seria irônico se quem prometesse o Tempo Novo não fosse Marconi Perillo no PSDB dele, pois, onde já se viu tempo novo nesse partido. Bom, a massa aderiu ao discurso e deixou o Tempo Novo governar o estado há 12 anos.


O PT nesse tempo poderia ter recuperado sozinho a prefeitura de Goiânia, que tomou do PSDB e perdeu para o PMDB com o Iris Rezende, poderia ter feito um candidato próprio ao governo do Estado de Goiás, pois sempre cresceu a cada eleição. Mas não.

Porque perdeu a prefeitura e por medo de enfrentar sozinho o PSDB local se aliou ao PMDB.

Agora vamos ter PT-PMDB contra PSDB. Se o PT-PMDB ganhar, o que não acho pois o PSDB é muito forte, dúvido que o PT participe de verdade do governo. Vai ficar para escanteio graças a política velha dos velhos coronéis do PMDB e seus jeitos excusos de fazer política.

PSDB ou PMDB, tanto faz, o estado vai enfrentar problemas crônicos principalmente em Educação, que aqui é uma aberração.

Serge Renine disse...

Aronovich:

Estou voltando atrás e te escrevendo de novo, mas motivo é muito justo.

Parabéns! Esse é o meu problema com o PT atual. No seu post você falou quase tudo, só não quis falar o mais importante: que quem da todas essas ordens ao partido é o Lula. Mas eu entendo que você o adore e não quer ofende-lo.

Isso que você fez para mim é ser de esquerda de verdade. Não é porque e direita faz coisas erradas que nos, da esquerda, também podemos fazer, devemos dar o melhor exemplo: eu sempre disse isso aqui,

Mais uma vez parabéns!

aiaiai disse...

Lolinha,

Excelente!

vou tuitar você.

Sheryda Lopes disse...

Oh João, muito obrigada por esse imenso bem coletivo que vc nos proporciona!

"Sei também que comentários meus sobre erros da Lola até geraram um post, mas... tenho certeza de que os inteligentes não se indignarão com isso."

Vejam, o rei está nu!

João disse...

Poize, melhor ser chato que burro.

Sheryda, use sua inteligência para coisas boas...

Rubens S S disse...

Bom, vc disse q os vices não tiram votos, mas pelo menos o meu o PT perdeu... não vou votar na Dilma mais por causa do Michel Temer!

Masegui disse...

Lola,

É exatamente esse tipo de coisa que me deixa indignado. Eu sei que para conseguir governar é necessário fazer coligações, mas ter que engolir Sarney, Collor e outros da mesma laia é demais.

Apesar de tudo continuo votando no PT, não existe alternativa.

Parabéns pelo post!

Dáfni disse...

Muito bom, Lola, ver que vc vê as falhas do partido e critica abertamente.

Beijos

Dai disse...

Ai, Lola, o PMDB é um osso duro, né? Mas não há outra alternativa melhor que a Dilma e temos de engolir esses sapos mesmo, no processo de consolidar nossa democracia.

Aproveitando o tópico do Lord Anderson: viram o que a Marina disse sobre o Saramago? Absurdo. Alguns votos a menos ela já pode contar.

Ah, quanto aos revisores de plantão, acho que seria muito mais ético e delicado mandar as sugestões por email, né? Com certeza um erro de ortografia num texto longo é algo muito mais justificável do que demonstração de grosseria.

Dai disse...

atualizando: bom parece que a Marina Silva não disse - tratava-se de uma tuitada em tom de desprezo ao escritos blasfemador - enfim, deixa isso pra lá. Mas continuo implicando com a religiosidade dela. Estado laico, djá!

Gisela disse...

Essa foi boa: antes chato do que burro. ;-)))

Gostei do post, Lola. É mesmo esquerda. "Gauche de la gauche". Até aprendo mais sobre o PT aqui, mas concordo com o Serge: "o manda-chuva" Zé-Colméia é o... Lula-lá. Pior que ninguém acreditava antes. Sempre lavando as mãos, lavando as mãos, lavando as mãos. E os dedos já são aquilo. Um dia vai ficar como "os ladrão das Árabia".

lola aronovich disse...

Gente, obrigada pelos comentários. Gostaria de ter tempo pra responder.
Só queria dizer que não vejo problema algum me corrigirem. Por favor, sempre que virem algum erro (mas erro mesmo, não algo de estilo que não seja do seu agrado), corrijam. Pode corrigir nos comentários, não precisa mandar por email nem nada. Sempre leio os comentários, e trato de corrigir eventuais erros assim que os noto, ou que são apontados pra mim (às vezes pelo maridão, como no caso da "ligação de trombas", glupt). Uma coisa é dizer que meus posts estão cheios de erros primários (e não apontar nenhum) que tiram a credibilidade do blog e que uma doutora em Letras não pode errar. Sobre isso já escrevi um post. Outra coisa, bem diferente, é apontar um erro.


Por falar em erro, João, como assim?! O candidato do PMDB em SC levou um peteleco do PT? É assim que vc interpreta os fatos? O PMDB fez parte da tríplice aliança com o DEM e o PSDB nas últimas eleições e vai repetir a dose. Quem pediu para que Pinho Moreira retirasse sua candidatura não foi o PT, mas o DEM! O PT não tem nada a ver com isso. Pelo contrário, o PT nacional quer que o PMDB exija fidelidade nos estados à aliança PT-PMDB. Sobre a sua pergunta sobre se votarei na Dilma após as declarações dela, isso fica pra um post em que quero compartilhar uma experiência minha.

=draupadi= disse...

Eu ia votar na Dilma, e sempre fui simpática ao PT. Mas, sério, pra mim o partido está morrendo a cada dia.
Não gostei da introdução do seu texto, uma tentativa de salvar ou resguardar o que não pode nem deve ser resguardado...
O que tem acontecido é vergonhoso, desumano, cruel.
O que tem acontecido aqui em Minas tem sido uma vergonha - vergonha liderada por Pimentel, um petista, que vendeu a alma ao diabo e incentivou alianças inescrupulosas.
O que tem acontecido no Maranhão é inaceitável, e o o alto escalçao do partido não vem ao público para dar explicações, com medo do coronel.
E então te pergunto se você se sente mesmo na obrigação de defender tanto o partido e ainda tentar fazer um mea culpa - "sou petista e posso criticar o PT". Pra ser ouvido, Dutra teve que fazer greve de fome.
Até quando vamos relativizar?
Será que esse excesso de perdões não é justamente o que corrobora com essa politicagem imunda?
"Minha reclamação não é contra a Dilma, mas contra o diretório nacional do PT."
Como separar uma coisa da outra, Lola??? Como?
Você viu esse vídeo?
http://www.youtube.com/watch?v=LVwpDhEtz1Y

Alexandre Martins disse...

Eu concordo que o PT descamba, e não é de hoje. Mas é o que sobrou de significativo pra votar. Não concordo com essa abertura política, e muita gente também não. Só que não tem outra alternativa de voto. Vou votar no PSOL?

Isso é incoerência, porque com 3 anos de partido, o PSOL fez aliança com o PV no Rio Grande do Sul, pra mirar num cargo de governador.

E os outros partidos de esquerda que disputam eleições que me desculpem, mas pra mim são insignificantes. Quinta, Sexta internacional? Trotsky que se revire na cova! Só faltou o sábado internacional também! Tem uns que parecem que foram criados pela direita pra avacalhar o movimento de esquerda do país(às vezes eu acho que o Rui Costa Pimenta é agente infiltrado da CIA), que desde a década de 90 racha mais e mais (o PSOL chama o pt de direita, o PSTU chama o PSOL de meio-esquerda pelego, o PCO diz que é todo mundo de direita, tem que botar a mão no rifle e ter salário mínimo de 10 mil reais). Não quero o psdb sucateando MAIS AINDA a educação no Brasil. Então só me resta Dilmão. Não é a escolha do que eu quero, é a escolha do que eu NÃO quero.

Dai disse...

é verdade, Lola, a colocação foi meio exagerada de minha parte.
Eu também não me importo que me corrijam, o que não suporto é gente desagradável. Beijos!

Clara Gurgel disse...

Alexandre,perfeito o seu comentário.Realmente a "esquerda" no Brasil,beira à caricatura.E a "direita", vai se aproveitando da máxima:quanto mais dividido melhor.

Mariana. disse...

Preciso confessar: por essa eu não esperava. =)

Alexandre Martins disse...

O problema é jogo de poder. E cada vez mais se fragmenta. O PT rachou em 90 porque uma das alas (não dava nem mais pra chamar de corrente) discordava inclusive da estrutura do partido (e aí nasce o PSTU). O PSOL nasceu de um racha do PT governo. O PCO nasceu quando a direita resolveu pregar uma peça na esquerda, com certeza (qualquer dia ainda vou achar uma foto do Ruy Costa Pimenta em um coquetel de algum Lions Club ou Rotary da vida). Se você olhar a estrutura do PSOL hoje, tem duas grandes correntes, que escolhem pelo resto do partido, e abusam da fidelidade partidária em congressos pra atropelar outras decisões de correntes menores. Ou seja, DENTRO do partido, tem massa de manobra (assim como tenho CERTEZA que há em todos os outros também. Estou falando do PSOL porque já acompanhei o partido, embora não fosse militante). Entendo você defender seus ideais, e apostar alto por isso. Mas a pergunta que cabe é:

"Até onde você está disposto a se sujar pra ganhar?"

Alexandre Martins disse...

Errata:

Onde está fidelidade partidária, leia-se centralismo partidário. O que é decidido pelo núcleo duro (a cúpula da corrente), é acatado pela base. Ou seja, se numa corrente com 2 mil pessoas, 10 decidem, as outras 1990 acatam, e muitas vezes sem nem saber como e porquê.

aiaiai disse...

Os erros do partido não justificam a conclusão de que lula não presta ou dilma é a menos pior. Calma lá, rapaziada...Os erros do partido servem para a gente aprender, reclamar (como fez a lola e muitos outros). Agora, o que está em jogo na eleição presidencial é a continuidade de um governo que fez o brasil sair da falência para um brasil que enriquece enriquecendo a maior parcela da população, um país que não precisa mais dizer amém para as potencias do norte, um país que busca a paz com seus vizinhos e repudia o imperialismo regional...caramba, tem tanta coisa boa no governo de 8 anos do lula que não dá para desprezar só por causa dos erros que o partido está cometendo na costura de alianças regionais.

Para fazer o que é necessário fazer e dar continuidade ao processo iniciado por lula, a dilma vai ter sim que engolir muitas alianças que são nojentas. Até a gente conseguir mudar o sistema político brasileiro isso vai continuar. Acho que nós, que acreditamos na proposta do PT, temos que lutar por isso votando em candidatos nos quais nós acreditamos. Se eu estivesse no maranhão, eu simplesmente não votaria na rosane sarney...não tem alternativa...vota branco e -MAIS IMPORTANTE - vota conscientemente nos outros cargos: senador e deputados federais e estaduais.

agora, não votar na dilma por causa dessas alianças é burrice. O sistema brasileiro ainda é presidencialista e se o presidente souber governar, dá para fazer o que quer, apesar dos aliados. Como o Lula bem o demonstrou nesses 8 anos.

Alexandre Martins disse...

Concordo! Por isso continuo votando no PT. Mas é aquele voto em que você diz: Voto nesse, MAS não gosto disso, disso, daquilo, daquele outro e mais aquele ali, viu?

Clara Gurgel disse...

Quando eu e meu irmão éramos crianças,vivenciamos muito todos "esses ares políticos partidários".Minha mãe,foi uma das fundadoras do PT de Friburgo(interior do estado do Rio).Na verdade,ela e o pessoal que acreditou nessa empreitada na época(início dos anos oitenta),foram verdadeiros "heróis".Afinal,fundar um partido de esquerda,numa cidade do interior,onde muita gente pensava que,todo mundo que era de lá "só comia foundue e morava em chalézinho"...(tem gente que pensa até hoje que seja assim),soava até meio surreal,né?!
No começo,era um grupo bom,coeso,determinado.Mas,depois que o movimento cresceu,muita gente "virou" PT desde criancinha(o PT estava na moda)e,começaram a surgir as "famosas"correntes do PT.O partido se tornou um balaio de gatos e consequentemente perderam toda força e representatividade que tinham conseguido a tão duras penas na cidade.Hoje,não sei como anda o PT de lá.Não tenho mais notícias,mas
guardo boas lembranças dessa época!

Clara Gurgel disse...

Onde escrevi "foundue",leia-se "fondue"

olhodopombo disse...

depois de tudo isso que escreveu, você ainda defende que politico não seja tudo igual?
eu ja decidi com o temer como vice eu não voto na Dilma....
meu voto sera nulo.....uma nulidade eis o que se tem na paisagem politica brasileira....

=draupadi= disse...

"agora, não votar na dilma por causa dessas alianças é burrice."
oh, desculpe, achei que fosse uma decisão de caráter político, boicote ao que não nos contempla, etc.

lola aronovich disse...

Concordo 100% com que a Aiaiai disse. Deixar que o PSDB/DEM (que é uma aliança pior que com o PMDB) volte ao poder por causa de alianças do PT que discordamos não é uma estratégia inteligente. De burradas já bastam as que o diretório nacional do PT está fazendo, suprimindo suas candidaturas estaduais.

aiaiai disse...

Lola,

só mais uma informação importante para quem quer votar consciente:

o tempo na tv/rádio é determinado pelo número de Deputados Federais que o partido tenha. Então, se a gente não quer depender de alianças com PMDB, tem que fazer campanha para os deputados federais do PT. Temos muitas opções, em geral, pessoas que militam no partido e que se alinham com as propostas de esquerda.
Ou seja, vamos reclamar, mas também vamos contribuir para mudar o cenário. Nós podemos fazer isso através do voto e da militância.
Que tal um post sobre os candidatos a deputado federal em cada estado? Ainda não estão definidos, mas acho que seria legal a gente ampliar a campanha da dilma para que ela tenha uma base forte no congresso (camara e senado).

aiaiai disse...

Esqueci de dizer que o número de deputados federais também define o tempo de cada partido nas ELEIÇÕES MUNICIPAIS...ou seja, se a gente conseguir ampliar a base de deputados federais do pt, vamos melhorar as condições para as eleições de prefeitos e vereadores!

Ághata disse...

Fico sensibilizada com a ingenuidade da galera...

Se as pessoas creditam que deixar de votar na Dilma por causa do Temer é uma forma de fazer o partido repensar sua decisão para o futuro, só tenho a lamentar...

Se parece mais racional correr o risco do Serra assumir a presidência para dar uma 'lição' no partido petitas já que não aprova suas escolhas, muito bem.

{Como é bom estar numa situação privilegiada na sociedade, não depender de programinhas 'clientelistas' como bolsa família, estar pouco se lixando para investimento em universidades - tanto particulares quanto públicas - e nem se preocupar com detalhes, tais como o aumento do PIB nacional desde o primeiro governo Lula...}

Eu realmente gostaria muito que os caras que votam no PSdB fossem mais 'racionais' desta forma, mostrando sua desaprovação por decisões no partido deixando de votar nele.

Ficaria tão mais fácil pro PT...

Liana disse...

pois é Lola... é este tipo de coisa (somado a otras cositas) q me faz não votar mais no PT... (até a 1ª vez q Lula foi eleito eu ainda votava no PT).

Anônimo disse...

Oi Lola! Faz muito tempo que não apareço.Hoje vim e li muita coisa boa.Deixo um abraço.
Fatima, de Laguna - SC