domingo, 7 de fevereiro de 2010

SILÊNCIO: CRÂNIOS DIALOGANDO

Eu lembro que, na faculdade de Pedagogia, algumas colegas equivocadas me consideravam um crânio. E, quando descobriram que o maridão jogava xadrez, ficamos sendo dois crânios. Elas até diziam: “Imagina só as conversas que vocês devem ter... Só papo cabeça!”. Eu contava isso pro maridão e a gente ria muito juntos.
Mas claro que temos nossos momentos de diálogos altamente intelectualizados. Geralmente eles envolvem os bichinhos de estimação. Por exemplo:

Ele: “Por que a Blanche vem direto aqui pra mim e ignora totalmente a sua existência? Olha só!”
Eu: “A Blanche não me ignora!”
Ele: “Tenta sapatear um pouquinho pra ver se ela olha na sua direção.”

-----
Eu: “Minha autoestima está rastejando. Cuidado pra não pisar ou tropeçar nela”.
Ele: “Então é melhor varrer o chão outro dia?”
Eu: “É. Exijo respeito com minha autoestima rastejante”.
Ele: “O cão tá fazendo xixi na sua autoestima”.

8 comentários:

Bárbara disse...

Adoro esses diálogos. Agora só sinto falta das buscas do Google.

Roberta disse...

Tbm quero as buscas do google!

オテモヤン disse...

オナニー
逆援助
SEX
フェラチオ
ソープ
逆援助
出張ホスト
手コキ
おっぱい
フェラチオ
中出し
セックス
デリヘル
包茎
逆援
性欲

Ana Flavia disse...

Mas eu também acho voce, Lola, crânio, o que só aumenta as possiblidades de dialogos divertidissimos sobre até sobre coisas (nada) banais.

Beijo

Ronise Vilela disse...

Continua sendo papo cabeça.

Masegui disse...

O mais difícil, mais genial, mais espetacular é... ser simples. Nisto vocês são nota 100!

Lilian disse...

hahauaha ...muito engraçado ;)

Paula ZZT disse...

hahahahahahahaha, que ótimo!! Tb adoro os diálogos!!!